Controlador Lógico Programável

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Controlador Lógico Programável"

Transcrição

1 Controlador Lógico Programável Linha Reforçada de Produtos para Atender as emandas iversificadas Controlador Lógico Programável FP-X

2 Alto esempenho Alta Velocidade de Operação O processador RISC de 32 bits fornece uma velocidade de processamento superior em CLPs compactos. O tempo de varredura é de 2 m ou menos para steps * 1. Um CLP de alta velocidade é indispensável para melhorar a funcionalidade do equipamento. *1 Instruções básicas: 40%, transferência de dados e instruções de operação: 60% Ampla Capacidade de Memória de Programação O FP-X é equipado com memória de programação de 32k steps* 2, ideal para funções crescentes, como comunicação, posicionamento e controle analógico. A capacidade de programa também pode ajudar em futuras modificações nos equipamentos. *2 C14: 16k steps Controlador Lógico Programável Alto desempenho, Múltiplas Funções e Linha Reforçada para suportar uma varie Operação mais rápida de instruções básicas Operação mais rápida de instruções de alto nível ST, AN ou OR instruções de operação de ponto flutuante Redução do tempo total de varredura Posicionamento Multieixo Rede Sistema SCAA Maior número de Controle de temperatura Processamento de dados E/S Multiponto Programas isplays Instrumento de medição Memória de Comentário Independente O FP-X possui memória de comentário independente, assim todos os comentários podem ser armazenados no CLP em conjunto com os programas, facilitando a gestão e a manutenção dos mesmos. entro do FP-X Memória de Memória de Independente comentário programa Número Máximo de pontos E/S Com até 8 unidades de expansão na unidade de controle, o número máximo de pontos E/S é 300. Utilizando cassete de expansão e adaptador de expansão FP0, o número de pontos E/S pode chegar a 382. Rede Até três canais Três canais estão disponíveis com uma combinação de um cassete de comuniação (2 canais) e a tool port. As combinações de uma grande variedade de funções de comunicação auxiliam em diversas aplicações. Ethernet É possível coletar dados de inspeção, dados de produção e informações de erro, utilizando o cassete de comunicação Ethernet. AFPX-C30R (Com unidade cassete conectada) Modbus-RTU Comunicações com equipamentos compatíveis com Modbus-RTU (binário), padrão mundial, como, por exemplo, controladores de temperatura e inversores. CLP Utilizando cassete de comunicação (RS485), os bits dados/palavras podem ser facilmente compartilhados até 16 unidades do FP-X. Computador Fácil comunicação com equipamentos compatíveis com o protocolo aberto da Matsushita "MEWTOCOL", como, por exemplo, monitores, processadores de imagem, controladores de temperatura, e medidores de potência. Modbus-RTU CLP-Link Comunicação serial de uso geral Os comandos são gerados ou transmitidos em conformidade com o protocolo de comunicação do aparelho de destino. O recebimento de dados não procedural está disponível. Como, por exemplo, instrumentos de medição, leitores de código de barras, e RF-I. Ethernet Máx. 3 Portas Link de Computador Comunicação serial de uso geral Controlador Ló

3 dade mais ampla de Aplicaões Produtos Unidade de Controle: 18 Tipos (14, 30 ou 60 pontos) (Relé, NPN ou PNP) (CA ou CC) Unidade de expansão : 9 Tipos (16 pontos) (Relé, NPN ou PNP) (30 pontos) (Relé, NPN ou PNP) (CA ou CC) 43 Combinações (Número de pontos E/S) 14 a 300 pontos Unidade de Controle Unid. de Expansão 14 pontos 30 pontos Saída relé Saída NPN Saída PNP CA CC CA CC CA CC 60 pontos l 16 pontos (Sem fonte de alimentação) 30 pontos l (Sem fonte de alimentação) l (Sem fonte de alimentação) Add-on Cassete : 16 Tipos E/S digital, E/S de pulso, E/S analógica, comunicação (RS485,, Ethernet), Memória externa. gico Programável Posicionamento Saída de Pulso 4-eixos (Saída a transistor) O modelo C14 possui 3 eixos de saída de pulso, enquanto C30/60 possui 4 eixos de saída de pulso, ambos na unidade de controle. O controle multieixo, que anteriormente exigia um CLP de nível superior, ou unidade de posicionamento adicional, ou duas ou mais unidades de CLP, agora pode ser feito com apenas uma unidade FP-X, de saída a transistor, em um espaço pequeno, a um baixo custo. É possível utilizar um cassete com outras funções, como, por exemplo, cassete de comunicação ou de entrada analógica. Mesa XY + Processamento Semicondutor Wafer Takeout Blade 100kHz x 2 eixos 20kHz x 2 eixos Controle de 3 eixos C14 Controle de 4 eixos C30/C60

4 Flexíbilidade para atender às necessidades do usuário. Linha de Produtos Unidade de Controle Capacidade de programa: 16k steps 2-pontos de potenciômetro Saída a relé Saída a Transistor Fonte de Alimentação CC Fonte de Alimentação CA Fonte de alimentação CC Fonte de alimentação CA AFPX-C14R AFPX-C14R AFPX-C14T (NPN) AFPX-C14T (NPN) AFPX-C14P (PNP) AFPX-C14P (PNP) 8-pontos de entrada 6-pontos de saída a relé 2 A 8-pontos de entrada 6-pontos de saída a relé 2 A 8-pontos de entrada 0,5 A/ 5 a 24 V C 6-pontos de saída a transistor 8-pontos de entrada 0,5 A/ 5 a 6-pontos de saída a transistor Fonte de Alimentação CC Fonte de Alimentação CA Fonte de alimentação CC Fonte de Alimentação CA Capacidade de programa: 32k steps 2-pontos de potenciômetro, equipado com porta de comunicação USB AFPX-C30R 16-pontos de entrada 14-pontos de saída a relé 2 A AFPX-C30R 16-pontos de entrada 14-pontos de saída a relé 2 A AFPX-C30T (NPN) AFPX-C30P (PNP) 16-pontos de entrada 0,5 A/ 5 a 14-pontos de saída a transistor AFPX-C30T (NPN) AFPX-C30P (PNP) 16-pontos de entrada 0,5 A/ 5 a 14-pontos de saída a transistor Fonte de Alimentação CC Fonte de Alimentação CA Fonte de alimentação CC Fonte de Alimentação CA Capacidade de programa: 32k steps 4-pontos de potenciômetro, equipado com porta de comunicação USB AFPX-C60R 32-pontos de entrada 28-pontos de saída a relé 2 A AFPX-C60R 32-pontos de entrada 28-pontos de saída a relé 2 A AFPX-C60T (NPN) AFPX-C60P (PNP) pontos de entrada 0,5 A/ 5 a 28-pontos de saída a transistor AFPX-C60T (NPN) AFPX-C60P (PNP) 32-pontos de entrada 0,5 A/ 5 a 28-pontos de saída a transistor Unidade de expansão Observações: duas ou mais E16 não podem ser ligadas em série, pois não podem fornecer a alimentação para as outras unidades. AFPX-E16R 8-pontos de entrada 8-pontos de saída a relé 2 A AFPX-E16T (NPN) AFPX-E16P (PNP) 8-pontos de entrada 0,5 A/ 5 a 8-pontos de saída a transistor Fonte de Alimentação CC Fonte de Alimentação CC Fonte de alimentação CC Fonte de Alimentação CA AFPX-E30R AFPX-E30R AFPX-E30T (NPN) AFPX-E30P (PNP) AFPX-E30T (NPN) AFPX-E30P (PNP) Observações: é possível adicionar até 8 unidades incluindo E16 and EFP0. 16-pontos de entrada 14-pontos de saída a relé 2 A 16-pontos de entrada 14-pontos de saída a relé 2 A 16-pontos de entrada 0,5 A/ 5 a 14-pontos de saída a transistor 16-pontos de entrada 0,5 A/ 5 a 14-pontos de saída a transistor Add-on Cassete AFPX-IN4T3 Cassete para aplicação Cassete de Entrada/Saída (4-pontos de entrada, NPN 0,3 A/ 3-pontos de saída ) AFPX-COM1 Cassete para comunicação Cassete de Comunicação (/ 1 canal) AFPX-IN8 AFPX-TR8 AFPX-TR6P Cassete de Entrada (8-pontos de entrada ) Cassete de Saída (NPN 0,3 A/8-pontos de saída ) Cassete de Saída (PNP 0,5 A/6-pontos de saída ) AFPX-COM2 AFPX-COM3 Cassete de Comunicação (/ 2 canais) Cassete de Comunicação (RS485/422 selecionável 1 canal isolado) AFPX-PLS AFPX-A2 Cassete de E/S de Pulso (Entrada contador de alta velocidade: 1-fase 80 khz 2 canais., 2-fases 30 khz 1 canal) (Saída de pulso: 1 eixo 100 khz < CW/CCW, pulso + sinal >) *Não pode ser usada com CLP de saída a transistor Cassete de Entrada Analógica (2 pontos, 0 a 10 V/0 a 20 ma 12-bits não isolados) AFPX-COM4 AFPX-COM5 Cassete de Comunicação (RS485/ 1 canal isolado + / 1 canal) Cassete de comunicação (Ethernet/ 1 canal + / 1 canal) AFPX-A21 AFPX-A2 AFPX-TC2 Cassete de E/S Analógica Entrada: 2 canais (0 a 5 V/0 a 10 V ou 0 a 20 ma12-bits isolados) Saída: 1 canal (0 a 10 V ou 0 a 20 ma12-bits insolados) Cassete de Saída Analógica 2 canais (0 a 10 V ou 0 a 20 ma 12-bits 2 canais isolados) Cassete de Entrada Termopar (Tipo K/J, Resolução: 0,2 C, 2 canais isolados.) AFPX-COM6 Adaptador de Expansão FP0 Cassete de Comunicação (RS485/ 2 canais insolados) AFPX-MRTC Cassete de Memória Master com relógio em tempo real* (32 k steps de memória de programa + Relógio em tempo real em anos/meses/dias/horas/minutos) *É necessário utilizar a bateria para o relógio em tempo real. (Relógio em tempo real Æ Temporizador calendário) AFPX-EFP0 Até 3 unidades de expansão FP0 podem ser conectadas. Consulte a pág. 7 para mais detalhes

5 Controlador Lógico Programável FP-X Terminais de Entrada Terminais de Alimentação Unidade de Controle (Modelo: Saída a relé AFPX-C30R) Tampa da interface cassete Add-on Monitor LE para status de E/S Porta de comunicação USB (exceto C14R) Chave de seleção de modo RUN/PROG. Conector para cassete add-on Conector para unid. de expansão Potenciômentro Conector para bateria Entrada de Ferramenta alimentação para os terminais de saída C14: 0,15 A C30, C60: 0,4 A (Modelos CC não possuem tensão de alimentação para as saídas) Conector para unidade de expansão Terminais de saída Terminais de Entrada Unidade de Expansão (Modelo: Saída a relé AFPX-E16R) Monitor LE para status de E/S Conector para unidade de expansão Conector para unidade de expansão Terminais de saída Cassete Add-on (Modelo: Cassete de entrada analógica AFPX-A2) Conector para dupla conexão cassete * Apenas o cassete de comunicação pode ser conectado em cima. Furos de Proteção * Quando houver uma dupla conexão cassete, utilize os dois furos para a montagem. Terminais de Entrada/Saída ou terminais de sinal de comunicação

6 Alta Velocidade de Processamento e Capacidade de Programação O nível de alta performance fornece capacidade suficiente para expansões futuras de equipamentos tanto como suas variações. Alta capacidade de programação - 32 k/steps ( C14 possui 16 ksteps) Capacidade de programa de 32K/steps. O maior na categoria de CLPs compactos. Ideal para aplicações que requerem expansão de equipamentos futuros. Área de comentário reservada, com acesso livre, tornando o programa de fácil compreensão durante a verificação. C30, C60 C14 Capacidade de programa FP-X C14 FP-X 16k C30/C60 32k FP0 10k 10k 20k 30k steps Equipado com uma memória de comentário independente Equipado com memória de comentário independente separada da memória de programa comentários E/S, linhas comentários e linhas de observações de comentários são salvos no FP-X, em conjunto com os programas. *Comentários de entrada não diminuem a capacidade de programação. Alta velocidade de varredura, 0,32 mseg para o processamento de instrução Velocidade de processamento das isntruções básicas (ST, OR, AN, OT etc) Alta velocidade de processamento é frequentemente utilizada para controle de processamento em pequena escala, tais como comunicação de dados seriais, construção de rede ou de controle de temperatura PI. Alta velocidade de varredura em 0,32 ms/steps (instrução básica). FP-X 0,32 mseg (Ex.) Um programa de 5 k step consiste em 40% de instruções básicas e 60% de instruções aplicadas (transferência de dados e instruções de operação), Tempo de varredura: 1,9 ms 0,9 mseg FP0 0,5 1,0 mseg Unidades de Controle Itens Itens Símbolo de relé Operação cíclica Saída de pulso *4 Flash ROM embutido(não é necessário o uso da bateria) 16 ksteps (C14), 32 ksteps (C30, C60) Instruções básicas 0.32 ms/step Método de programa Método de controle Memória de programa Capacidade de programa Velocidade do processo de operação Instruções básicas Instruções aplicadas Entradas externas (X) Saídas externas (Y) Relé interno (R) Relé interno especial (R) Relé de ligação (L) Temporizadoe/Contador (T/C) Registrador de dados (T) Registrador de dados vinculados (L) Registrador de dados especiais(t) Registrador de índice (I0 a I) Relé de controle mestre (MCR) Número de etiquetas (LOOP) Número de diferenciações Número de step ladders Número de sub rotinas Número de programas de interrupção Contador de alta velocidade * pontos * pontos * pontos 192 pontos 2048 pontos Total de 1024 pontos: capacidade do temporizador (1 ms, 10 ms, 100 ms, 1 s) x Capacidade do temporizador 1 a palavras (C14), palavras (C30, C60) 256 palavras 374 palavras 14 palavras 256 pontos 256 etiquetas Até a capacidade do programa 1000 estágios 500 sub rotinas Saída relé: 15 programas (14 externo, 1 constante) Saída transistor: 9 programas (8 externo, 1 constante) Embutido (Saída transistor): 1- fase 8 canais (50 khz x 4 canais + 10 khz x 4 canais) Embutido (Saída relé): 1-fase 8 canais (10 khz x 8 canais) Cassete E/S de pulso *3 : 1-fase 2 canais (80 khz x 2 canais) *1 O número real de utilização de pontos é restringido pelo hardware. *2 Tensão nominal de entrada de, 25 C. A frequência pode ser menor devido à tensão e à temperatura. A frequência também pode mudar de acordo com o número de canais utilizados. *3 As unidades cassete E/S de pulso não podem ser utilizadas com as unidades de controle de saída a transistor. Entrada de captura de pulso/entrada de interrupção Interrupção periódica Potenciômetro Varredura constante Relógio em tempo real Flash ROM backup *7 Bateria de backup Tempo de vida útil da bateria (Quando não há fornecimento de energia) 0,5 ms a 30 s 2 pontos (0 a 1000) (C14, C30) 4 pontos (0 a 1000) (C60) Sim Sim (disponível apenas quando AFPX-MRTC estiver instalado) *5 Backup: comandos F12, P13 Registrador de dados (32765 palavras) Auto-backup Contador de 16 pontos (1008 a 1023), Relés internos: 128 pontos na queda de energia (R2480 a R255F), Registrador de dados: 55 palavras Memória alocada na área de armazenamento pelo registro de sistema (apenas quando a bateria está instalada) *6 Antes da instalação AFPX-MRTC epois da instalação AFPX-MRTC Senha Função de auto diagnóstico Armazenamento de comentário Função CLP link Reescrevendo no modo RUN (Saída transistor): 100 khz x 2 canais + 20 khz x 2 canais Cassete E/S de pulso (Apenas para o tipo de saída a relé): 1 unidade (1 eixo) 100 khz, ou 2 unidades (2 eixos) 80 khz Saída relé: Total de14 pontos (incluindo o contador de alta velocidade) Saísa transistor: Total de 8 pontos (incluindo contador de alta velocidade) C14: 1230 dias (operação real de 10 anos em 25 C) C30, C60: 990 dias (operação real de 10 anos em 25 C) C14: 780 dias (operação real de 10 anos em 25 C) C30, C60: 680 dias (operação real de 10 anos em 25 C) (Mais de duas baterias podem ser instaladas no C30 e C60. Neste caso, o tempo de vida útil e aumentado) Sim (4 ou 8 caracteres) Verificação de syntax de programa Sim (328 KB) (bateria de backup não obrigatória) todos os comentários podem ser armazenados. Máx 16 unids., relé vinculado 1024 pontos, registrador vinculado128 palavras (Sem transferência de dados ou programação remota) Sim *4 A frequência máxima pode variar de acordo com o método de operação. Por favor, consulte o manual para mais detalhes. *5 Calendário de precisão 0 C: 119 seg/mês ou menos, 25 C: 51 seg/mês ou menos, 55 C: 148 seg/mês ou menos (Relógio de tempo real requer uma bateria.) *6 Quando os dados estão armazenados, e não há bateria instalada, o valor de dados pode ser indefinido. A mesma condição ocorre quando a bateria está esgotada. 6

7 Unidades de Expansão Número máximo de pontos E/S- 300 Pode chegar a 382 pontos, utilizando o adaptador FP0 e unidades cassete Até 8 Unidades de Expansão podem ser conectadas (E16R, E30R, EFP0). C60 E30 E30 E30 Máx. 300 canais Máx. 8 unidades uas ou mais E16 não podem ser ligadas em série. A unidade E16 pode ser conectada com a E30* C60 E16 E16 C60 E16 E30 NG OK * E30 requer uma fonte de alimentação externa Cabo de conexão incluso em cada unidade de expansão C60 E30 E30 O cabo de expansão das unidades pode ser dobrado para a economia de espaço. Cabo de expansão 80-cm (opcional) disponível. Nota: Comprimento total do cabo de expansão: máx. 160 cm. Adaptador de Expansão FP0R. Todas as unidades de controle podem ser expandidas com até 3 unidades de expansão FP0, utilizando o adaptador AFPX-EFP0. As Aplicações podem ser expandidas utilizando saídas a transistor, E/S analógicas, entrada termopar e comunicação em rede. * Apenas um adaptador de expansão FP0 pode ser conectado à unidade de controle. Até 7 expansões FPX podem ser ligadas quando o adaptador de expansão estiver sendo utilizado. C60 E30 E30 Cabo de expansão de 8 cm fornecido. Máx. 7 unidades (210 pontos) Cabos disponíveis (opcional): 30 cm e 80 cm, (comprimento total do cabo de expansão permitido: 160 cm) Máx. 96 pontos Expansion FP0 adapter (AFPX-EFP0) Produto Produto FP0-E8X FP0-E16X FP0-E8YT FP0-E8YRS FP0-E16YT FP0-E32T 8 canais, Entrada CC, conector MIL 16 canais, Entrada CC, conector MIL 8 canais, Saída a transistor, conector MIL 8 canais, Saída a relé, Bloco de terminais 16 canais, Saída a transistor, conector MIL 16 canais, Entrada CC, 16 canais. Saída a transistor, conector MIL 4 canais, Entrada CC, 4 canais, Saída a relé, FP0-E8RS Bloco de terminais 8 canais, Entrada CC, 8 canais. Saída a relé, FP0-E16RS Bloco de terminais Temos também outras unidades. Por favor, consulte a lista de produtos no final deste catálogo. FP0-A21 FP0-A80 FP0-A04V FP0-A04I FP0-TC4 FP0-TC8 FP0-IOL FP0-CCL FP0-E32RS FP0-RT6 FP0-PS2 canal analógico: 2 entradas,1 saída Entrada analógica: 8 canais Saída analógica: (tensão) 4 canais Saída analógica: (corrente) 4 canais Entrada termopar: 4 canais Entrada termopar: 8 canais Unidade Link E/S Unidade CC-link Entrada CC 16 canais, Saída relé 16 canais, bloco de terminais Entrada RT 6 canais Unidade E/S remota PROFIBUS Produtos com a mesma dimensão de altura. 7

8 Unidades Cassete de Expansão Exige algumas funções adicionais, Quer adicionar funções ao equipamento existente. -A extensa variedade de unidades cassete auxilia na solução destas exigências. As unidades cassete possuem funções de comunicação e de pontos E/S : isponível, N/: Não isponível Unidades Cassete Part number Posição de acoplamento (veja a figura abaixo) A, inferior A, superior B C Cassete E/S AFPX-IN4T3 NOVO 4-pontos de entrada, Bidirecionais 3-pontos de saída, transistor NPN 0,3 A N/ Cassete de entrada AFPX-IN8 8-pontos de entrada, Bidirecionais N/ Cassete de saída AFPX-TR8 AFPX-TR6P 8-pontos de saída, transistor NPN 0,3 A 6-pontos de saída, transistor PNP 0,5 A N/ N/ Cassete de Aplicação Casette E/S de pulso (Não pode ser usado com uma unidade de controle do tipo saída) Cassete de entrada analógica Cassete de saída analógica Analog I/O cassette Cassete de entrada termopar Cassete de memória Master (Apenas um cassete pode ser utilizado.) AFPX-PLS AFPX-A2 AFPX-A2 NOVO AFPX-A21 NOVO AFPX-TC2 NOVO AFPX-MRTC AFPX-COM1 AFPX-COM2 Entrada contandor de alta velocidade: 1-fase 80 khz 2 canais, ou 2-fases 30 khz 1 canal. Saída de Pulso: 1 eixo 100 khz (CW/CCW, Pulso + Sinal) 2-pontos de entrada analógica, 0 a 10 V ou 0 a 20 ma, 12-bits, 2 ms/2 canais. 2-pontos de saída analógica, 0 a 10 V ou 0 a 20 ma, 12-bits, 2 ms/2 canais. 2-pontos de entrada analógica, 0 a 5 V, 0 a 10 V ou 0 a 20 ma, 12-bits, 2 ms/2 canais. 1-pontos de saída analógica, 0 a 10 V ou 0 a 20 ma, 12-bits, 1 ms/1 canal. 2-pontos de entrada termopar, tipo K/J, Resolução: 0.2C, 200 ms/2 canais, isolados Memória de programa 32 k steps +, Salvar/Transferir comentários e Calendário (relógio de tempo real) 1 canal. 2 canal. N/ N/ N/ N/ N/ N/ N/ N/ Apenas uma bateria de backup pode ser anexada AFPX-COM3 RS485/RS422 selecinável 1 canal. N/ Cassete de comunicação (Apenas um cassete de comunicação pode ser utilizado) AFPX-COM4 AFPX-COM5 NOVO RS485 1 canal + 1 canal Ethernet 1 canal + 1 canal. N/ N/ AFPX-COM6 NOVO RS485 2 canais. N/ Número de cassetes acopláveis C14 2 cassetes C30, C60 3 cassetes Facilmente removível (Somente dois parafusos para fixar a unidade) Posição de acoplamento (veja a tabela acima) A, superior A, superior A, superior A, inferior A, inferior B A, inferior B C (não acoplável) C14 C30 C60 Somente a parte A da unidade, possui suporte superior de acoplamento. As unidades cassete não podem ser anexadas na parte C da unidade. 8

9 Unidades Cassete de comunicação (Ethernet) Cassete de comunicação Ethernet permite ao usuário a fácil coleta de dados de produção e inspeção, utilizando uma rede LAN (Ethernet) ou a alteração do programa Ladder, através de um local remoto. O primeiro CLP compacto da indústria com porta Ethernet de comunicação AFPX-COM5 Fácil comunicação Ethernet Equipado com porta e tool port ( porta de programação) Funções disponíveis: Ethernet 1. Controle de E/S 2. Leitura de dados de instrumentos de medição (RS232) 3. Coleta de dados a partir de um local remoto (Ethernet) 4. Configuração e monitoração a partir de uma IHM (Tool port) Aplicação Coleta de dados Software de gerenciamento de dados PCWAY Ethernet Tool port Tool port Tool port IHM IHM IHM Instrumento de medição Instrumento de medição Instrumento de medição Manutenção remota Edição e monitoração de programa Software de programação FPWIN GR FPWIN Pro Conexão Internet Ethernet Ethernet Interface Ethernet (COM1) (COM2) 10BASE-T, 100BASE-TX, TCP/IP, taxa de transmissão: 9600 bps/ bps Comunicação com PC (Máx. 3 conexões) Comunicação serial de uso geral (1 connection max.) - Função servidor, Função cliente 3-fios (R, S, SG), Assíncronos, taxa de transmissão: 300 bps to bps Comunicação com PC Comunicação serial de uso geral Modbus-RTU mestre/escravo Funções da porta Ethernet Envia respostas automaticamente, sem a utilização de programas de Comunicação com PC comunicação para os comandos do protocolo aberto Matsushita "MEWTOCOL". ados de contato/palavra, escrita/leitura e edição de programa Programas suportados: PCWAY, FPWIN GR ae FPWIN Pro Função Comunicação servidor serial de uso Recebe os dados do computador de um cliente, após uma conexão ser estabelecida. geral Função cliente Envia os dados após estabelecer uma conexão através de um endereço de IP predefinido. Software de configuração gratuito "Configurador W" ( Endereço IP e modo de operação). ownload do software gratuito: 9

10 Controle de Posicionamento Controle de posicionamento de multieixos em equipamentos de pequena escala Saída de Pulso de 4 eixos (saída a transistor) O controle multieixo pode ser feito utilizando uma única unidade de controle FP-X de saída a transistor, sem a utilização de um cassete E/S de pulso, podendo assim, anexar outras funções de expansão como, comunicação Ethernet ou entradas analógicas. Mesa XY + Unid. de controle Wafer Semicondutor Itens Máx. frequência de saída de pulso Tipo de saída Funções C14: 100kHz(CH0,1), 20kHz(CH2) C30,C60: 100kHz(CH0,1), 20kHz(CH2,3) CW/CCW, Pulso + Saída de direção Controle Trapezoidal, operação mutiestágios, jog operation, origin return, 2-eixos de interpolação linear As unidades de saída a relé podem controlar 2 eixos utilizando um cassete de expansão 100kHz x 2 eixos 20kHz x 2 eixos C14: 3 eixos de controle C30 e C60: 4 eixos de controle Interpolação Linear de 2 Eixos simultaneamente em dois conjuntos (saída a transistor) 1º eixo 80kHz 2º eixo 80kHz É possível controlar até 2 eixos de saída de pulso em 80 KHz, conectando dois cassetes E/S de pulso (AFPX-PLS). Também é capaz de controlar dois eixos de interpolação linear. Observação: O cassete E/S de pulso não pode ser conectado a uma unidade de controle com saída a transistor. Eixo de interpolação linear refere-se a movimentação de um braço robótico ou equipamento diagonalmente em uma linha reta, controlando simultaneamente os dois eixos de um motor. Sendo muito utilizado em máquinas pick and place e mesas XY. A unidade de controle FP-X de saída a transistor é capaz de controlar simultaneamente dois eixos de interpolação linear, utilizando o comando F175 (SPSH). Controle simultâneo de dois mecanismos Controle de duas mesas XY C30/C60 Eixo Y (CH1) Máxima velocidade composta 100kHz Eixo Y (CH3) Máxima velocidade composta 20kHz Eixo X (CH0) Eixo X (CH2) A unidade de saída a relé também é capaz de controlar interpolação linear de 2 eixos, utilizando dois cassetes E/S de pulso (AFPX-PLS) com velocidade máxima de 80 KHz. O comando utilizado para as unidades de saída a relé ou transistor é F175 (SPSH). Contador de Alta Velocidade Oito fases simples ou quatro fases duplas (X0 a X7) Modelo Entrada Saída de Pulso (4 eixos) 1 canal em uso Todos os canais em uso Saída a transistor Saída a relé Fase simples Fase simples urante a parada urante a parada 100kHz 10kHz 50kHz x 4ch + 10kHz x 4ch 10kHz x 8ch Em operação Em operação 35kHz 10kHz 25kHz x 4ch + 10kHz x 4ch 10kHz x 8ch Fase dupla Fase simples urante a parada urante a parada 35kHz 5kHz 25kHz x 2ch + 5kHz x 2ch 5kHz x 4ch Em operação Em operação 15kHz 5kHz 10kHz x 2ch + 5kHz x 2ch 5kHz x 4ch Ao conectar um cassete E/S de pulso em uma unidade de saída a relé, dois conjuntos de contador de alta velocidade podem ser adicionados para cada cassete. Por favor, consulte o manual do usuário. 10

11 Controle de Temperatura Controle PI. Alta precisão de controle de temperatura multiponto. Novo Comando PI (F356 EZPI) Controle do programa simplificado. A utilização do CLP para fazer o controle de temperatura em determinadas aplicações, vem se expandindo cada vez mais. Utilizando o novo comando PI (F356 EZPI), um programa de controle PI pode ser significativamente simplificado. O exemplo à direita mostra um simples controle de temperatura uniforme, onde se compara a utilização do comando F355 com o novo comando PI F356 combinado com uma IHM. Utilizando o comado anterior F355 Parâmetros Valor alvo Codigo de controle Elementos de controle PI Configuração Auto Ajuste Iniciar bit ON Fim do Auto Ajuste Iniciar bit OFF Utilizando o novo comando F356 PI IHM efinir valor Executar Auto-tuning Programa Termopar C Temperatura constante Armazenamento de parâmetros Execução do comando PI Executando o comando F356 PI Saída PWM SSR Aquecedor Tempo Bit de processamento Configuração de frequência de saída PWM Conversão do valor do temporizador Circuito de saída PWM Saída PWM R0 Apenas uma única linha Y0 F356 EZPI, WR1, WX1, T0, T100 Código de controle Valor medido Valor alvo Valor de saída Endereço de saída Controle PI multiponto - É possível obter um controle PI de alta precisão, utilizando algoritmos e operações em ponto flutuantes. - Maior precisão utilizando cálculos de alta velocidade de 32 ms/loop. ` Exemplo: Um controle de 16-loop só acrescenta um tempo de varredura de 0,5 ms, garantindo o mínimo impacto sobre o tempo. - Multiponto e autoajuste simultâneos, simplifica a parametrização complexa. - O modo de controle PI-*¹ de alta velocidade e o modo de controle I-P*² de supressão de valor ultrapassado, estão disponíveis para serem utilizados de acordo com a aplicação desejada. - Ao combinar com um controle de sequência, os parâmetros (Kp, Ti, Td, etc) podem ser alterados durante a execução do controle PI, permitindo assim o controle de temperatura ideal em cada fase, incluindo start-up, mid-range e convergência. Fácil alteração do valor alvo, permitindo o controle de temperatura multiponto. É possível fazer o controle e gerenciar os dados com uma única unidade de controle FP-X. FP-X Modbus-RTU Fácil gerenciamento de dados Vários controladores de temperatura T/C T/C T/C T/C T/C *1 erivado *2 erivado proporcional Até 28 canais, utilizando o cassete de entrada termopar e a unidade termopar FP0R. ois modos podem ser selecionados Controle parcial, alterando os parâmetros Controle Multietapas, alterando o valor alvo Modo PI- Alta velocidade de controle PI Valor alvo Valor alvo Valor alvo Modo I-P Supressão de valor ultrapassado aceleração rápida arranque inicial Tempo Tempo Tempo 11

12 Rede Portas de comunicação que permitem a conexão com uma grande variedade de equipamentos. Até 3 portas de comunicação O FP-X pode ser equipado com no máximo três portas de comunicação, utilizando a unidade cassete com dois canais. A combinação de portas, RS485, Ethernet e interface USB permitem a comunicação com uma variedade de equipamentos. Cassete de comunicação (ois canais) AFPX-COM2 ( + ) AFPX-COM4 (RS485 + ) AFPX-COM5 (Ethernet + ) AFPX-COM6 (RS485 + RS485) COM1:, RS485, Ethernet COM2:, RS485, USB (A porta cassete e aporta USB não podem ser utilizadas simultaneamente.) Tool port: Ethernet Com o cassete de comunicação Ethernet AFPX-COM5, os dados podem ser facilmente obtidos utilizando um PC através de uma rede LAN. Esta unidade também possui um canal, facilitando a coleta de dados a partir de um aparelho de teste (medidor). Ideal para controle de E/S. Coleta de dados Software de gerenciamento de controle de dados PCWAY Veja a Pag. 9 para mais detalhes Ethernet Tool port Tool port Tool port IHM IHM IHM Instrumento de medição Instrumento de medição Instrumento de medição Compatível com Modbus-RTU* Compatível com o protocolo Modbus*RTU mestre/escravo, padrão mundial. Alto desempenho para controle de temperatura. * Protocolo desenvolvido pela Modicon Inc. Estados Unidos. Utilizado como uma estação mestre [comandos F145 (ENVIAR), F146 (RECEBER)]. É possível a comunicação com controladores de temperatura, inversores, FP-e, e outros CLPs. Também pode ser usado como uma estação escrava Controlador de temperatura Medidor de Kwh Inversor FP2 FP-e FPΣ Outras Aplicações disponíveis Quando se utilizam 17 ou mais unidades FP-X, é possível utilizar o Modbus ao invés do MEWNET-WO (consultar a próxima pagina), podendo assim, conectar até 99 unidades de controle FP-X. Como cada FP-X pode ser tanto mestre quanto escravo, também é possível criar uma comunicação multimestre por meio da passagem de sínal a partir do programa do usuário. Passagem de sínal (utilizando programa) Mestre/ escravo Mestre/ escravo Mestre/ escravo Mestre/ escravo Comunicação Multimestre com até 99 unidades conectadas. 12

13 Rede Comunicação com CLP (MEWNET-W0) ados de bit podem ser compartilhados entre até 16 unidades FP-X. Ideal para a ligação de equipamentos adjacentes em um sistema de controle distribuído. - É possível a comunicação com outros CLPs (FPΣ, FP2/FP2SH). - Utilizando o FPWIN GR/PRO é possível configurar o número de unidades conectadas, relés vinculados e endereço de área inicial, da própria estação, onde se permite fazer o compartilhamento de dados e informações de contato, sem a necessidade de programação. - Taxa de tranferência de kbps. - istancia de tranferência de 1200 m. - No FP-X e no FPS é possível mudar o número da estação de programação Número de estações Velocidade de transmissão istância de transmissão ados compartilhados Método de comunicação 16 estações kbps 1200 m 128 palavras (registrador de dados), 64 palavras (contatos) Mestre flutuante (instruções SYS). RS estações, 115,2 kbps, 1200 m Cabo par trançado Itens Os modelos FP-X requerem um cassete de comunicação (AFPX-COM3, AFPX-COM4 ou AFPX-COM6) Os modelos FP2/FP2SH requerem uma unidade de multicomunicação (AFP2465, AFP2805) Os modelos FPS requerem um cassete de comunicação (AFPG803, AFPG806) Comunicação com computador (MEWTOCOL escravo) O Link com o computador fornece comandos e respostas de comunicação, utilizando o protocolo aberto da Matsushita "MEWTOCOL". Quando a porta de comunicação do FP-X estiver definida para o modo Link, como um escravo, a estação mestre enviará respostas para os comandos MEWTOCOL automaticamente, como se fosse um computador pessoal. FP-X (escravo) Comandos Estações mestre MEWTOCOL Respostas Tool port COM1 COM2 Todos são compatíveis com a comunicação. É possível a comunicação simultânea através das três portas. Software de programação FPWIN GR/FPWIN Pro Software de gerenciamento de dados de operação PCWAY IHM Série GT ispositivo de processamento de imagem PV310 Comunicação serial de uso geral A comunicação serial de uso geral inclui os seguintes itens: 1. O FP-X como mestre, envia e recebe comandos de resposta de acordo com o protocolo designado pela unidade escrava. 2. O FP-X como escravo, recebe os dados enviados a partir da unidade mestre. FP-X (mestre) Comandos FP-X (escravo) ados (não procedural) Respostas Tool port COM1 COM2 Todos são compatíveis com a comunicação. (Tool port: apenas em modo RUN) É possível a comunicação simultânea através das três portas. Impressora, etc Função FP-X (mestre) Comandos MEWTOCOL (gerados por F145 e F146) Sensor de leitura de código 2 P60/P65 Instrumento de medição Quando o FP-X é usado como mestre, ele envia comandos para os equipamentos compatíveis com o protocolo MEWTOCOL, durante a comunicação serial de uso geral, os comandos podem ser facilmente gerados e transmitidos utilizando as instruções mestre MEWTOCOL (F145 e F146). Respostas Controlador de temperatura KT4H Eco-POWER METER KW4M 13

14 Outras funções Versatilidade elevada e rica funcionalidade propiciam paz de espírito e flexibilidade Equipado com porta USB* Não é necessário a utilização de adaptadores. PC CLPs antigos Adaptador Modelo anterior de conversão /422 PC FP-X AFPX-C30/C60 As unidades de controle C30 e C60 possuem porta USB A/B como comunicação padrão. Ideal para monitorar e editar programas. USB * AS unidade C30 e C60 são equipadas com porta USB. Utilizando cabo USB A porta convencional pode ser usada por outros dispositivos. Equipado com memória master e relógio de tempo real - A memória flash-rom 512 KB pode armazenar um programa de 32-kstep, bem como comentários e arquivos do FPWIN Pro. - Atualização do programa em um local remoto, enviando a memória master para a instalação local. - É possível aplicar proteção de senha, para controle de transmissão, upload e configuração de permissões do programa. - O relógio em tempo real permite o controle periódico repetido e o registro de dados periódico. Memória Master FPWIN GR/ Pro Tranferência de programa Para a operação de campo FP-X Transferência de programa FP-X Proteção por senha Bloquear upload de dados Não bloquear upload de dados Os programas podem ser salvos sem uma bateria de backup. - Os programas e os comentários são armazenados na memória flash-rom, sem a necessidade de baterias de backup. - Uma bateria de backup (AFPX-BATT) é fornecida para os dados e para o relógio de tempo real. É possível utilizar uma bateria na unidade C14, duas baterias na unidade C30 e três na unidade C60. Utilizando duas baterias, seu tempo de funcionamento pode durar muito tempo (10 anos ou mais) sem manutenção. (Relógio de tempo real não funciona sem Bateria principal Conector Bateria de Backup para FP-X (AFPX-BATT) Salvando dados na F-ROM (Os dados podem ser salvos sem a utilização da bateria) O FP-X pode armazenar programas, comentários, dados de palavras e definir os valores de bit, utlizando as instruções F12 e P13 na memória flash, sem uma bateria. Os dados e os bits também podem ser armazenados utilizando a bateria de backup. Ideal para o armazenamento de dados dos valores de configuração e receitas, que são modificadas várias vezes ao dia. * A limitação em uma flash-rom é designada a 10,000 gravações, ou o número viável pode ser de aprox. 30,000. Entretado, se as gravações forem feitas todo instante, uma falha na memória será gerada em poucas horas. Flash-ROM Lendo Escrevendo R9013 F12 ICR K0, K1, T0 urante a primeira varredura, ler um bloco (2048 palavras) a partir do endereço inicial T0 no número de bloco 0. R0 P13 ICW T0, K1, K0 Quando o R0 é acionado, escrever um bloco (2048 palavras) a partir do endereço T0 no número de bloco 0. 14

15 Outras funções A funcionalidade aperfeiçoada aumenta os limites de aplicações e torna o uso mais fácil. Capacidade das unidades de saída a transitor. As unidades de controle de saída a transistor e as unidades de expansão E16 e E30, possuem capacidade de saída de 0.5 A em cada porta, sendo o suficiente para a comutação de cargas, como por exemplo uma torre de sinal em LE. Torre de sinal em LE Equipado com a função rastreio de amostragem - Solução inteligente para a depuração do programa (isponível a partir da Ver. 2.0 nos tipos de saída a transistor ou de saída a relé) A função de rastreamento de amostragem permite ao usuário monitorar a mudança da condição das entradas e saídas, ou o valor do registro de dados, em um pequeno intervalo de tempo - uma ferramenta eficiente para depuração de um programa Ladder. O menor intervalo de amostragem de um monitor de gráfico de tempo comum é de 10s, utilizando o programa FPWIN Pro ou o FPWIN GR. A função de rastreamento de amostragem permite a acumulação de todos os dados de contato, e valores de registro de dados, dentro de um tempo de varredura. A leitura destes dados através do software FPWIN Pro ou FPWIN GR permite que o usuário confirme uma mudança instantânea do estado das entradas e saídas, pelo monitor de gráfico de tempo. Capacidade da saída a transistor 0.5A (Mesmo quando todas as portas de saída estão ligadas) (Monitor de gráfico de tempo comum) (Restreamento de amostragem) Monitoramento mais detalhado Protege seus programas para evitar cópias ilegais Proteção do upload de programa utilizando o software FPWIN. - A leitura de um programa a partir da unidade principal CLP é praticamente impossível. - Utilizando a proteção de upload, não é possível transferir programas para a memória principal. - As atualizações do programa são realizadas pela transferência do programa na memória principal para o FP-X, mesmo durante a condição de proteção. O programa transferido para o FP-X continuará protegido, não podendo ser copiado para qualquer dispositivo. Funções permitidas utilizando a condição de proteção Funções bloqueas utilizando a condição de proteção ownload do programa Transferência de dados da memória máster Mudança de dados do valor do monitor Monitorar contato Monitorar gráfico de tempo Upload do programa Transferencia de dados para a memória master É possível criar senha de 4 ou 8 caracteres. Entrada/Saída forçada (É necessário programa original) Monitor Ladder (É necessário programa original) Reescrever durante o modo RUN (É necessário programa original) Proteção por senha Protegido Protegido A combinação de números e letras possibilita 218 trilhões de combinações diferentes. O sistema possibilita três tentativas de acerto, caso contrario, será necessário desligar e ligar Memória Master novamente. 15

16 Programação Software FPWIN GR para Windows Software de programação Ladder para série de Controladores Lógicos Programáveis FP-X Características Ambiente Operacional 1. Maior facilidade de operação em campo para alterações de dados de entrada, pesquisa, escrita, monitoramento e configuração. 2. Operações padrão do Windows, como copiar, colar e recortar. 3. Software compatível com todas as séries de CLP da linha FP. 4. Fácil programação. 5. Comunicação simultânea com CommX, GTWIN, PCWAY, utilizando a mesma porta. Sistema operacional Capacidade do disco rígido CPU Memáoria Onboard Resolução da tela isplay CLPs compatíveis Versão FP-X compatível Windows95 (OSR2 ou superior)/98/me/ NT (Ver. 4.0 ou superior)/2000/xp Mínimo 40 MB Pentium 100 MHz ou superior Mínimo 64 MB (ependendo do sistema operacional) Mínimo 1024 x 768 Colorido (16-bit ou superior) FP-X/FP-e/FP0/FPS/FP2/FP2SH Saída a relé: Ver.2.50 ou superior Saída a transistor: Ver.2.70 ou superior Exibe o status do programa Janela de busca Permite pesquisar de vários dados Barra de ferramentas Acesse as funções mais utilizadas através dos ícones. Janela de monitoração de dados Janela de monitoração de relés Exibição do programa Barra de Funções Botões de entrada de comando e confirmação, on-line/off-line, seleção de linha e do modo PLC Lista de instruções de função Função edição de comentário E/S Exibição de status As instruções de função podem ser selecionadas a partir da lista exibida, onde são classificadas pelo tipo. (possui suporte de ajuda) Compilador de texto Para importação e exportação de programas criados em formato de texto para o software FPWIN GR. Programas criados em outros modelos de CLP podem ser editados como texto e transferido para a série FP-X se qualquer dificuldade. Modo de entrada de comando de texto ados do Excel e outros aplicativos podem ser copiados e colados através da área de transferência. Modo de entrada de comando de texto Um diagrama Ladder é exibido como um código. Exibe informações sobre status de operação, configurações e informações detalhadas quando ocorre um erro no CLP. Ferramentas de monitoração - Editor de dados Para leitura e escrita de um programa de CLP em um computador. Os dados podem ser criados e editados no PC, e depois transferidos para o CLP. - Modem Fácil comunicação via modem. Ideal para locais isolados. - Função assistente A função assistente do FPWIN GR V2.2, pode gerar automaticamente programas Ladder digitando e selecionando os itens necessários para a aplicação. Ela pode ser usada para auxiliar no posicionamento, na entrada da instrução PI e na tela FP-e de entrada da instrução de exibição. Configurações As configurações do editor de dados e do compilador de texto podem ser alteradas pelo usuário. 16

17 Programação Control FPWIN Pro (IEC compatível com o Windows) Compatível com a norma internacional padrão IEC Características 1. Cinco linguagens de programação podem ser utilizadas. A programação pode ser feita utilizando a linguagem mais familiar para o programador ou a mais adequada para o processo a ser executado. Suporta linguagens de alto nível (texto estruturado) que permitem a sua estruturação, como a linguagem C. 2. Programas Maior eficiência ao escrever programas. Capaz de dividir a programação para cada função e processo utilizando a programação estruturada. 3. Evite a perda de Know-how Através do Back-Boxing de parte do programa, você pode evitar que o know-how vaze e pode aprimorar sua manutenção 4. Função de Conversão para programas anteriormente desenvolvidos para permitir o uso de ativos do programa. 5. Upload de programas de código do CLP É possível carregar programas e comentários do CLP, tornando mais fácil a sua manutenção.(disponível para os modelos FP-X, FPS e FP2 com memória de comentário e para FP2SH e FP10SH que possuem cartão). 6. Programação disponível para todos os modelos da série FP. Programação na linguagem mais adequada para o processo Programas de Black boxing Programas eficientes e de fácil entendimento podem ser criados, como por exemplo, controle de máquinas, utilizando programação Ladder ou controle de comunicações, utilizando linguagem de programação ST. Várias senhas para a proteção de cada bloco O nível de segurança pode ser introduzido para cada bloco de um programa. Apenas os usuários de um nível de segurança ou superior podem fazer as alterações. (até 8 níveis) Programação O tempo de programação pode ser reduzido pela capacidade de dividir e integrar a programação para cada função e processo. Programa Principal (SFC) esigner A (SFC) Usuário A (designer) Usuário B (supervisor) Usuário C (operador) Todos os blocos Bloco 1 Apenas bloco 1 Bloco 2 Bloco 1 Bloco 3 Bloco 2 Bloco 4 Nível de segurança de programação Bloco 1 inferior Bloco 2 Bloco 3 Bloco 4 superior Programa de posicionamento (ST) Porgrama de comunicações (ST) Programa completo esigner B (ST) esigner C (ST) Programa completo Programa de manipulação de mau funcionamento (ladder) esigner (ladder) Fácil reutilização de programas Utilizando identificadores de variáveis (nomes), não é necessário saber o endereços de cada máquina. Biblioteca de peças Posição Operação Função Inicialização Configuração Processamento Programa de posicionamento Programa de comunicação Programa de manipulação de mau funcionamento Modem Conexão Função Programa novo programa de posicionamento Programa de comunicação Programa de manipulação de mau funcionamento Programa principal Ambiente Operacional Sistema operacional Windows95 (OSR2 ou superior)/98/me/nt (Ver. 4.0 u superior)/2000/xp Capacidade do disco rígido Mínimo 100 MB CPU Pentium 100 MHz ou superior Memória Onboard Mínimo 64 MB (dependendo do sistema operacional) Resolução da tela Mínimo 1024 x 768 isplay Colorido (16-bit) ou superior CLPs compatíveis FP-X/FP-e/FP0/FPS/FP1/FP-M/FP2/FP2SH/FP3/FP10SH Versão FP-X Saída a relé: Ver.5.1 ou superior compatível Saída a transistor: Ver.5.3 ou superior 17

18 Part Number Unidades de Controle FP-X Produto Alimentação Capacidade de programa Potenciômetro Porta USB Part number FP-X C14R 100 a 240 Vca 8-pontos de entrada, 6-pontos de saída relé 2 A 16k steps 2-pontos N/ AFPX-C14R FP-X C14R 8-pontos de entrada, 6-pontos de saída relé 2 A 16k steps 2-pontos N/ AFPX-C14R Saída a Relé FP-X C30R FP-X C30R FP-X C60R 100 a 240 Vca 100 a 240 Vca 16-pontos de entrada, 14-pontos de saída relé 2 A 16-pontos de entrada, 14-pontos de saída relé 2 A 32-pontos de entrada, 28-pontos de saída relé 2 A 32k steps 32k steps 32k steps 2-pontos 2-pontos 4-pontos AFPX-C30R AFPX-C30R AFPX-C60R FP-X C60R 32-pontos de entrada, 28-pontos de saída relé 2 A 32k steps 4-pontos AFPX-C60R FP-X C14T 1100 a 240 Vca 8-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 6-pontos de saída a transistor (NPN) 16k steps 2-pontos N/ AFPX-C14T FP-X C14T 8-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 6-pontos de saída a transistor (NPN) 16k steps 2-pontos N/ AFPX-C14T FP-X C14P 100 a 240 Vca 8-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 6-pontos de saída a transistor (PNP) 16k steps 2-pontos N/ AFPX-C14P FP-X C14P 8-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 6-pontos de saída a transistor (PNP) 16k steps 2-pontos N/ AFPX-C14P Saída a Transistor FP-X C30T FP-X C30T FP-X C30P 100 a 240 Vca 100 a 240 Vca 16-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 14-pontos de saída a transistor (NPN) 16-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 14-pontos de saída a transistor (NPN) 16-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 14-pontos de saída a transistor (PNP) 32k steps 32k steps 32k steps 2-pontos 2-pontos 2-pontos AFPX-C30T AFPX-C30T AFPX-C30P FP-X C30P 16-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 14-pontos de saída a transistor (PNP) 32k steps 2-pontos AFPX-C30P FP-X C60T 100 a 240 Vca 32-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 28-pontos de saída a transistor (NPN) 32k steps 4-pontos AFPX-C60T FP-X C60T 32-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 28-pontos de saída a transistor (NPN) 32k steps 4-pontos AFPX-C60T FP-X C60P 100 a 240 Vca 32-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 28-pontos de saída a transistor (PNP) 32k steps 4-pontos AFPX-C60P FP-X C60P 32-pontos de entrada, 0.5 A/5 a, 28-pontos de saída a transistor (PNP) 32k steps 4-pontos AFPX-C60P Nota: As entradas de todas as unidades são bidirecionais. = isponível N/= Não disponível Unidades de Expansão FP-X Product name Alimentação Part number Unidade de expansão E/S FP-X E16R ( fornecida pela da unidade do lado esquerdo.) 8-pontos de entrada, 8-pontos de saída a relé de 2 A Nota: uas ou mais E16R não podem ser ligadas em série, pois não podem fornecer a alimentação para as outras unidades. AFPX-E16R Relay output Unidade de expansão E/S FP-X E30R Unidade de expansão E/S FP-X E30R 100 a 240 Vca 16-pontos de entrada, 14-pontos de saída a relé de 2 A Nota: É possível conectar até oito unidades, incluindo E16R e EFP0. Utilizando cabo de extensão de 8 centímetros. 16-pontos de entrada, 14-pontos de saída a relé de 2 A Nota: É possível conectar até oito unidades, incluindo E16R e EFP0. Utilizando cabo de extensão de 8 centímetros. AFPX-E30R AFPX-E30R Unidade de expansão E/S FP-X E16T ( fornecida pela da unidade do lado esquerdo.) 8-pontos de entrada, 8-pontos de saída a transistor (NPN) 0,5 A Nota: uas ou mais E16T não podem ser ligadas em série, pois não podem fornecer a alimentação para as outras unidades. AFPX-E16T Unidade de expansão E/S FP-X E16P ( fornecida pela da unidade do lado esquerdo.) 8-pontos de entrada, 8-pontos de saída a transistor (PNP) 0,5 A Nota: uas ou mais E16P não podem ser ligadas em série, pois não podem fornecer a alimentação para as outras unidades. AFPX-E16P Transistor output Unidade de expansão E/S FP-X E30T Unidade de expansão E/S FP-X E30T 100 a 240 Vca 16-pontos de entrada, 14-pontos de saída a transistor (NPN) 0,5 A Nota: É possível conectar até oito unidades, incluindo E16 e EFP0. Utilizando cabo de extensão de 8 centímetros. 16-pontos de entrada, 14-pontos de saída a transistor (NPN) 0,5 A Nota: É possível conectar até oito unidades, incluindo E16 e EFP0. Utilizando cabo de extensão de 8 centímetros. AFPX-E30T AFPX-E30T Unidade de expansão E/S FP-X E30P 16-pontos de entrada, 14-pontos de saída a transistor (PNP) 0,5 A Nota: É possível conectar até oito unidades, incluindo E16 e EFP0. Utilizando cabo de extensão de 8 centímetros. AFPX-E30P Unidade de expansão E/S FP-X E30P 100 a 240 Vca 16-pontos de entrada, 14-pontos de saída a transistor (PNP) 0,5 A Nota: É possível conectar até oito unidades, incluindo E16 e EFP0. Utilizando cabo de extensão de 8 centímetros. AFPX-E30P Adaptador de expansão FP0 Até 3 unidades de expansão FP0 podem ser conectadas, utilizando o adaptador de expansão FP0. Utilizando cabo de extensão de 8 centímetros. AFPX-EFP0 Note: As entradas de todas as unidades são bidirecionais. 18

19 Part Number Unidade de Expansão Cassete FP-X Produto Part number FP-X entrada/saída FP-X entrada FP-X saída FP-X entrada/saída de pulso FP-X entrada analógica FP-X saída analógica FP-X entrada/saída analógica FP-X entrada termopar 4-pontos de entrada, bidirecionais, 3-pontos de saída a transistor NPN 0,3 A/ 8-pontos de entrada, bidirecionais 8-pointos de saída a transistor NPN 0,3 A/ 6-pontos de saída a transistor PNP 0,5 A/ Entrada contador de alta velocidade: 1-fase 2 canais 80 khz cada, ou 2-fases 1 canal 30 khz, Saída de pulso: um eixo 100 khz/canal. (Restrição de uso na instalação de duas unidades) Não pode ser utilizando com uma unidade de controle de saída a transistor. 2-pontos de entrada analógica, 0 a 10 V/0 a 20 ma, 12-bits, 2 ms/2 canais (não isolados). 2-pontos de saída analógica, 0 a 10 V/0 a 20 ma, 12-bits, 2 ms/2 canais (isolados). 2-pontos de entrada analógica, 0 a 5 V/0 to 10 V ou 0 a 20 m, 12-bits, 2 ms/2 canais, 1-pontos de saída analógica, 0 a 10 V ou 0 a 20 m, 12-bits, 1 ms/1 canal (isolado). 2-pontos de entrada termopar, K/J, Resolução: 0,2 C, 200 ms/2 canais (isolados). AFPX-IN4T3 AFPX-IN8 AFPX-TR8 AFPX-TR6P AFPX-PLS AFPX-A2 AFPX-A2 AFPX-A21 AFPX-TC2 FP-X Memória Master com função relógio FP-X COM1 Comunicação FP-X COM2 Comunicação FP-X COM3 Comunicação FP-X COM4 Comunicação FP-X COM5 Comunicação FP-X COM6 Comunicação Memória Master : Capaz de armazenar simultâneamente todas as etapas de programas e comentários. Armazenamento de arquivos do FPWIN Pro. Função relógio: ano, mês, dia, hora, minuto,segundo, dia da semana (requer bateria adicional). 1 canal. Equipado com sinal de controle RS e CS (não isolado). 2 canais (não isolados). 1canal RS485/RS422, selecionável (isolado). 1 canal RS485 (isolados) + 1 canal (não isolado). 1 canal Ethernet. (10BASE-T, 100BASE-TX) + 1 canal (não isolado). 2 canais RS485 (isolados). AFPX-MRTC AFPX-COM1 AFPX-COM2 AFPX-COM3 AFPX-COM4 AFPX-COM5 AFPX-COM6 Opções para o FP-X Produto Bateria de backup FP-X Cabo de expansão FP-X Bloco de terminais FP-X Para fazer o backup da memória de operação em tempo real Cabo de conexão da unidade de expansão, 8 cm Cabo de conexão da unidade de expansão, 30 cm Cabo de conexão da unidade de expansão, 80 cm Bloco de terminais para as unidades C30, C60 e E30, 21 pinos (4 unidades). Part number AFPX-BATT AFPX-EC08 AFPX-EC30 AFPX-EC80 AFPX-TAN1 19

20 Produtos relacionados Unidade de expansão FP0 Produto Número de pontos E/S Alimentação Entrada Saída Conexão Nome do Produto 8 Entrada: Conector MIL FP0-E8X Entrada: 4 Bloco de terminais FP0-E8RS 8 Saída: 4 Saída a relé: 2 A Conector Molex FP0-E8RM Unidades de expansão FP0 E8 8 Saída: 8 - Saída a relé: 2 A Bloco de terminais FP0-E8YRS 8 Saída: 8 - Saída a transistor: - NPN 0,1 A/5 a 24 V Conector MIL FP0-E8YT 16 Entrada: Conector MIL FP0-E16X 16 Entrada: 8 Bloco de terminais FP0-E16RS Saída a relé: 2 A Saída: 8 Conector Molex FP0-E16RM Unidades de expansão FP0 E16 Entrada: Saída a transistor: Saída: 8 NPN 0,1 A/5 a 24 V 16 Saída: Saída a transistor: NPN 0,1 A/5 a 24 V Conector MIL Conector MIL FP0-E16T FP0-E16YT Unidade de expansão FP0 E32 32 Entrada: 16 - Saída a tansistor: Saída: 16 NPN 0,1 A/5 a 24 V Conector MIL FP0-E32T Notas: 1) As unidades de expansão de saída a relé vêm com um cabo de alimentação (part number AFP0581). (As unidades de saída a transistor não precisam de cabo de alimentação.) 2) As unidades de saída a relé com bloco de terminais possuem 2 conectores (9 pinos) Phoenix. Utilizar uma chave de fendas de 2,5 mm para fazer a ligação. e preferência, utilizar a chave de fenda especifica (part number: AFP0806, Phoenix código SZS 0. 4x 2,5 mm) ou equivalente. 3) As unidades de saída a relé com conectores, possuem 2 conectores Molex (Molex código , 9 pinos). Use a ferramenta de conector de pressão (part number AFP0805, Nihon Molex código ) ou equivalente. 4) As unidades de saída a transistor possui um encaixe de pressão para os contatos e cabos de terminal pressionado. Utilizar a ferramenta de conector de pressão (part number: AXY52000) para os cabos de terminal pressionado. 5) Também estão disponíveis, unidades de saída a transistor PNP 0.1 A/. Ao encomendar, por favor substituir o "T"(transistor NPN) no nome do produto, para "P"(transistor PNP). Unidades Inteligentes FP0 Unidades Link FP0 Part number AFP03003 AFP03023 AFP03013 AFP03020 AFP03040 AFP03303 AFP03323 AFP03313 AFP03343 Produto Nome do Produto Part number Unidade termopar FP0 Termopar K, J, T, R. Resolução: 0,1 ºC Termopar K, J, T, R. Resolução: 0,1 ºC FP0-TC4 FP0-TC8 AFP0420 AFP0421 <Entrada> Número de canais: 2 canais Faixa de entrada: Tensão 0 a 5 V, -10 to +10 V (Resolução: 1/4,000) Unidade E/S analógica FP0 Corrente 0 a 20 ma (Resolução: 1/4,000) <Saída> Número de canais: 1 canal FP0-A21 AFP0480 Faixa de saída: Tensão -10 a +10 V (Resolução: 1/4,000) Corrente 0 a 20 ma (Resolução: 1/4,000) Unidade de conversão A/ FP0 <Entrada> Número de canais: 8 canais Faixa de entrada: Tensão 0 a 5 V, -10 a +10 V, -100 a 100 mv (Resolução: 1/4,000) FP0-A80 AFP0401 Corrente 0 a 20 ma (Resolução: 1/4,000) Unidade de conversão /A FP0 <Saída> Número de canais: 4 canais FP0-A04V AFP04121 Faixa de saída: (Saída de tensão) -10 a +10 V (Resolução: 1/4,000) (Saída de corrente) 4 a 20 ma (Resolução: 1/4,000) FP0-A04I AFP04123 Produto Alimentação Nome do produto Part number Unidade que faz a função FP0 como uma estação escrava do CC-Link. Apenas uma unidade pode ser ligada à Unidade escrava FP0 CC-Link direita da extremidade mais distante do barramento de expansão FP0. Nota: A precisão mudará se uma unidade termopar FP0 for utilizada ao mesmo tempo. Para mais detalhes, consulte o catálogo ou o manual de Unidade CC-Link. FP0-CCLS AFP07943 Unidade Link E/S FP0 Unidade Link destinada a tornar a função FP0 uma estação para MEWNET-F (sistema E/S remoto). FP0-IOL AFP0732 AFP03340 AFP03543 FPWIN GR para Windows Produto Tipo Part number FPWIN GR Inglês: Full C-ROM para Windows AFPS10520 para Windows Inglês: Lite C-ROM para Windows AFPS11520 Inglês: Ver. up C-ROM para Windows AFPS10520R Chinês C-ROM para Windows AFPS10820 Chinês: Ver. up C-ROM para Windows AFPS10820R Coreano C-ROM para Windows AFPS10920 *Produtos descontinuados: FP1, FP-M, FP3/FP10SH. Nota) Versão compatível do FP-X: Saída a relé - Ver ou superior; Saída a transistor - Ver ou superior CLP aplicável FP-X FPΣ FP0. FP0 FP3* FP1* FP2 FP2SH FP-M*. FP-e 10k FP10SH N/ N/ N/ : isponível, N/: Não isponível FPWIN Pro (IEC Compatível com Windows) Produto Tipo Part number FPWIN Pro para Windows Inglês: Full Inglês: Lite C-ROM para Windows C-ROM para Windows *Produtos descontinuados FP1, FP-M, FP3/FP10SH. Nota) Versão compatível do FP-X: Saída a relé - Ver. 5.1 ou superior; Saída a transistor - Ver. 5.3 ou superior AFPS50550 AFPS51550 FP-X FPΣ FP0. FP-e CLP Aplicável FP0 FP3* FP1* FP2 FP2SH FP-M*. 10k FP10SH N/ N/ N/ : isponível, N/: Não isponível 20

Micro Controladores Programáveis

Micro Controladores Programáveis Micro Controladores Programáveis Transformando energia em soluções Compacto, fácil de programar e com excelente custo benefício, o ganha mais recursos de software e hardware, podendo assim atender a uma

Leia mais

SISTEMA DE TREINAMENTO EM CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL

SISTEMA DE TREINAMENTO EM CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL SISTEMA DE TREINAMENTO EM CONTROLADOR LÓGICO PROGRAMÁVEL MODELO: CARACTERÍSTICAS 32 Pontos de Entrada / 32 Pontos de Saída. 3 Módulos Básicos: Controlador de Entrada, Simulador de Saída, Contador & Simulador

Leia mais

Automação de Controle

Automação de Controle Automação de Controle CLP IHM Servomotores & rivers Controladores Lógicos Programáveis Interface para Automação de Máquinas Servomotores & rivers Controladores Lógicos Programáveis - CLPs P Cassetes de

Leia mais

Controladores Programáveis Micro CLP. Linha TP 02

Controladores Programáveis Micro CLP. Linha TP 02 Controladores Programáveis Micro CLP Linha TP 02 Os Controladores Programáveis WEG Linha TP caracterizamse pelo seu tamanho compacto e excelente relação custobenefício, considerandose as aplicações a que

Leia mais

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados

Solução Completa em Automação. FieldLogger. Registro e Aquisição de Dados Solução Completa em Automação FieldLogger Registro e Aquisição de Dados Ethernet & USB Até 16GB de memória Conversor A/D 24 bits Até 1000 amostras por segundo Apresentação FieldLogger O FieldLogger é um

Leia mais

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05

Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração HYMV05 Sistema de Monitoramento e Supervisão de Vibração Revisão 1 Mai2005 O é um sistema inteligente de Monitoramento, Aquisição de Dados e Supervisão Local para utilização com os softwares da linha Dynamic.

Leia mais

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104

UMG 104-Mais do que um simples Multímetro UMG 104 UMG 104 UMG 104-Mais do que um ples Multímetro O UMG 104 equipado com um DSP de 500 MHz (processador de sinal digital) é um analisador de tensão muito rápido e potente. A varredura contínua dos 8 canais

Leia mais

Discrete Automation & Motion. CLP Controlador Lógico Programável Linha AC500-eCO

Discrete Automation & Motion. CLP Controlador Lógico Programável Linha AC500-eCO Discrete Automation & Motion CLP Controlador Lógico Programável Linha AC500-eCO CPUs AC500-eCO Tipo I/Os na base ED/SD/EA/AS I/O digital I/O analógico Tensão de Entrada Saída Entrada Saída alimentação

Leia mais

4. Controlador Lógico Programável

4. Controlador Lógico Programável 4. Controlador Lógico Programável INTRODUÇÃO O Controlador Lógico Programável, ou simplesmente PLC (Programmiable Logic Controller), pode ser definido como um dispositivo de estado sólido - um Computador

Leia mais

Smart Energy & Power Quality Solutions. Registrador de dados ProData. O mais compacto registrador de dados

Smart Energy & Power Quality Solutions. Registrador de dados ProData. O mais compacto registrador de dados Smart Energy & Power Quality Solutions Registrador de dados ProData O mais compacto registrador de dados Inteligente e compacto: Nosso registrador de dados universal que mais gerencia os custos de energia

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes

Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes Descrição do Produto As UCPs PO3x47 são destinadas a supervisão e controle de processos. Devido a sua arquitetura, é possível obter-se um alto desempenho em relação a série anterior de UCPs PO3x42. Com

Leia mais

Fundamentos de Automação. Controladores

Fundamentos de Automação. Controladores Ministério da educação - MEC Secretaria de Educação Profissional e Técnica SETEC Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Campus Rio Grande Fundamentos de Automação Controladores

Leia mais

Controladores Programáveis Micro CLP. Linha TP 02. Transformando energia em soluções

Controladores Programáveis Micro CLP. Linha TP 02. Transformando energia em soluções Controladores Programáveis Micro CLP Linha TP 02 Transformando energia em soluções Os Controladores Programáveis WEG Linha TP caracterizamse pelo seu tamanho compacto e excelente relação custobenefício,

Leia mais

REGISTRADOR SEM PAPEL

REGISTRADOR SEM PAPEL REGISTRADOR SEM PAPEL Registrador sem Papel Salvamento de dados no registrador por um longo período 4 anos no cartão de memória Compact Flash (em caso de uso de Compact Flash de 512 MB) Reprodução de dados

Leia mais

PANELVIEW COMPONENT NÍVEL DE COMPONENTE DAS SOLUÇÕES DE INTERFACE DE OPERAÇÃO E PROGRAMAÇÃO

PANELVIEW COMPONENT NÍVEL DE COMPONENTE DAS SOLUÇÕES DE INTERFACE DE OPERAÇÃO E PROGRAMAÇÃO PANELVIEW COMPONENT NÍVEL DE COMPONENTE DAS SOLUÇÕES DE INTERFACE DE OPERAÇÃO E PROGRAMAÇÃO PANELVIEW COMPONENT Quando você necessita de um componente essencial, com valor agregado, mas com custo reduzido,

Leia mais

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada.

O cursor se torna vermelho e uma Paleta de Edição contendo as instruções mais utilizadas é apresentada. Editor de Ladder para VS7 Versão Teste O editor de ladder é um software de programação que permite que o VS7 e o µsmart sejam programados em linguagem de contatos. Esse editor está contido na pasta Público

Leia mais

Projetando Controladores Digitais com FPGA César da Costa

Projetando Controladores Digitais com FPGA César da Costa Projetando Controladores Digitais com FPGA César da Costa Novatec Editora Capítulo 1 Introdução No primeiro capítulo é feita uma introdução geral sobre controladores digitais baseados em microprocessador

Leia mais

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S

UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida UMG 96S UMG 96S UMG 96S-Instrumento de medição universal com montagem embutida Os instrumentos de medição universal com montagem embutida da família de produto UMG 96S foram principalmente concebidos para utilização

Leia mais

Micro Controladores Programáveis

Micro Controladores Programáveis Micro Controladores Programáveis Transformando energia em soluções Os Micro Controladores Programáveis linha Clic WEG, caracterizam-se pelo seu tamanho compacto, fácil programação e excelente custo-benefício.

Leia mais

GDE4000. Gerenciador de Energia

GDE4000. Gerenciador de Energia Gerenciador de Energia Funções avançadas de controle de demanda e fator de potência Seleção de cargas por prioridade e por potências Flexibilidade na programação de demandas sazonais Simulação de fatura

Leia mais

REGISTRADOR SEM PAPEL

REGISTRADOR SEM PAPEL Registrador sem Papel REGISTRADOR SEM PAPEL Salvamento de dados no registrador por um longo período 3 anos no cartão Compact Flash (em caso de uso do cartão Compact Flash de 512 MB) Reprodução de dados

Leia mais

Família CJ2. Novos CLPs com alta qualidade comprovada. Controladores Programáveis

Família CJ2. Novos CLPs com alta qualidade comprovada. Controladores Programáveis Controladores Programáveis Família CJ2 Novos CLPs com alta qualidade comprovada. >> Flexibilidade em comunicação >> Desenvolvimento mais rápido de máquinas >> Inovação através da evolução Inovação sem

Leia mais

Easy Lab. Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14. www.dma.ind.br. DMA Electronics 1

Easy Lab. Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14. www.dma.ind.br. DMA Electronics 1 Easy Lab Manual do usuário Revisão 1.2 01/11/14 www.dma.ind.br DMA Electronics 1 A DMA ELECTRONICS projeta e fabrica sistemas para aquisição e registro de dados com conexão a um computador do tipo PC.

Leia mais

Boletim Técnico R&D 03/08 CARACTERÍSTICAS DO DRIVER MPC6006L 14 de março de 2008

Boletim Técnico R&D 03/08 CARACTERÍSTICAS DO DRIVER MPC6006L 14 de março de 2008 Boletim Técnico R&D 03/08 CARACTERÍSTICAS DO DRIVER MPC6006L 14 de março de 2008 O objetivo deste boletim é mostrar as características do driver MPC6006L. Tópicos abordados neste boletim: APRESENTAÇÃO

Leia mais

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição

William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição William Stallings Arquitetura e Organização de Computadores 8 a Edição Capítulo 7 Entrada/saída Os textos nestas caixas foram adicionados pelo Prof. Joubert slide 1 Problemas de entrada/saída Grande variedade

Leia mais

100% electricidade. Relés de controle automático para grupo gerador

100% electricidade. Relés de controle automático para grupo gerador 100% electricidade Relés de controle automático para grupo gerador RGAM 10 Relé controle automático para g l Entradas VCA : concessionária L1-L2/N-L3, gerador L1-L2/N l 4 entradas digitais, 5 relés saída.

Leia mais

Bancada Didática para CLP SCHNEIDER _ TWIDO - XC113 -

Bancada Didática para CLP SCHNEIDER _ TWIDO - XC113 - T e c n o l o g i a Bancada Didática para CLP SCHNEIDER _ TWIDO - XC113 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Bancada Didática para CLP Schneider TWIDO

Leia mais

3.1.6 Entradas digitais Quantidade: 8. Tipo: NPN / PNP conforme configuração, dividida em 2 grupos de 4 entradas. Impedância de entrada: 8.8KΩ.

3.1.6 Entradas digitais Quantidade: 8. Tipo: NPN / PNP conforme configuração, dividida em 2 grupos de 4 entradas. Impedância de entrada: 8.8KΩ. 8 Tecla Cancelar. Utilizado para retorno de nível de programação. 9 Tecla Enter. Utilizado para acessar programação. Obs.: Todas as teclas podem ser utilizadas no diagrama Ladder. 3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

Leia mais

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior

Arquitetura de Computadores. Professor: Vilson Heck Junior Arquitetura de Computadores Professor: Vilson Heck Junior Agenda Conceitos Estrutura Funcionamento Arquitetura Tipos Atividades Barramentos Conceitos Como já discutimos, os principais componentes de um

Leia mais

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia

Módulo FGM721. Controlador P7C - HI Tecnologia Automação Industrial Módulo Controlador P7C - HI Tecnologia 7C O conteúdo deste documento é parte do Manual do Usuário do controlador P7C da HI tecnologia (PMU10700100). A lista de verbetes consta na versão

Leia mais

CLP - IHM. Solução Completa em Automação. Controladores Lógicos Programáveis - Interfaces Homem Máquina

CLP - IHM. Solução Completa em Automação. Controladores Lógicos Programáveis - Interfaces Homem Máquina Solução Completa em Automação CLP IHM Controladores Lógicos Programáveis Interfaces Homem Máquina Software de programação GRATUITO para toda linha + de 80 protocolos diferentes entre 30 fabricantes mundiais

Leia mais

SIMATIC Sistemas de visão Produtividade e qualidade asseguradas. integrador certificado: SOLUCOES INTELIGENTES

SIMATIC Sistemas de visão Produtividade e qualidade asseguradas. integrador certificado: SOLUCOES INTELIGENTES SIMATIC Sistemas de visão Produtividade e qualidade asseguradas integrador certificado: SOLUCOES INTELIGENTES Sistemas de visão Visão geral da linha de produtos Série SIMATIC VS720A - As câmeras inteligentes

Leia mais

TPW03 - Controlador Lógico Programável

TPW03 - Controlador Lógico Programável www.we.net TPW03 - Controlador Lóico Proramável É um controlador lóico proramável (CLP) compacto, desenvolvido com alta qualidade e excelente velocidade de processamento. Ideal para aplicações de pequeno

Leia mais

3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS

3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 3. CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS 3.2 CARACTERÍSTICAS DE SOFTWARE 1. CARACTERÍSTICAS O CLG535R é um controlador programável que integra os principais recursos empregados em uma automação industrial. Dispõe integrado

Leia mais

Manual d o usuário DATAREPi8T

Manual d o usuário DATAREPi8T Manual d o usuário DATAREPi8T Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida sem permissão da Diponto Ltda. As informações e especificações técnicas podem mudar a qualquer momento sem aviso prévio.

Leia mais

GDE4000. Controlador de Demanda

GDE4000. Controlador de Demanda Controlador de Demanda Funções avançadas de controle de demanda e fator de potência Seleção de cargas por prioridade e por potências Flexibilidade na programação de demandas sazonais Simulação de fatura

Leia mais

PanelView 800. Soluções de vizualização para máquinas de pequeno porte da Allen-Bradley

PanelView 800. Soluções de vizualização para máquinas de pequeno porte da Allen-Bradley PanelView 800 Soluções de vizualização para máquinas de pequeno porte da Allen-Bradley PanelView 800 Terminais gráficos PanelView 800 Quando você busca agregar valor e reduzir o custo da sua interface

Leia mais

O Novo Padrão de CLP Ultracompacto

O Novo Padrão de CLP Ultracompacto Controlador Lógico Programável Série Conforming to EMC Directive Recognition (Some models only) Listing (Some models only) O Novo Padrão de CLP Ultracompacto Novo Equipado com porta RS45 Maior de sua Classe

Leia mais

CLP Controlador Lógico Programável

CLP Controlador Lógico Programável CLP Controlador Lógico Programável O primeiro controlador Lógico Programável nasceu na General Motors Americana em 1968, em função da dificuldade de se alterar a lógica dos circuitos em painéis de relés

Leia mais

Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master)

Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master) Tutorial 122 CP DUO Inversor WEG (RS485 Protocolo MODBUS - DUO Master) Este documento é propriedade da ALTUS Sistemas de Informática S.A., não podendo ser reproduzido sem seu prévio consentimento. Altus

Leia mais

Relés de Proteção Térmica Simotemp

Relés de Proteção Térmica Simotemp Relés de Proteção Térmica Simotemp Confiabilidade e precisão para controle e proteção de transformadores Answers for energy. A temperatura é o principal fator de envelhecimento do transformador Os relés

Leia mais

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94

ANSI - 23 26 45 49 49I 62 74 77 94 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/7 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura MASTERTEMP foi desenvolvido para monitorar a temperatura de óleo e enrolamento, comandar a ventilação e proteger transformadores

Leia mais

Descrição do Produto. Dados para compra

Descrição do Produto. Dados para compra Descrição do Produto A funcionalidade e versatilidade da linha de Inversores de Freqüência NXL da Altus fazem dela a solução ideal para as mais diversas aplicações. Visa atingir motores com menores potências

Leia mais

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares

SENAI São Lourenço do Oeste. Introdução à Informática. Adinan Southier Soares SENAI São Lourenço do Oeste Introdução à Informática Adinan Southier Soares Informações Gerais Objetivos: Introduzir os conceitos básicos da Informática e instruir os alunos com ferramentas computacionais

Leia mais

S i s t e m a s d e E n e r g i a

S i s t e m a s d e E n e r g i a S i s t e m a s d e E n e r g i a c a t á l o g o d e p r o d u t o s 2 0 1 0 A Analo oferece soluções completas, software e equipamentos para: Supervisão Telemedição Comunicação de dados Supervisão A

Leia mais

V6 Características. A função de compensação de escorregamento permite uma operação estável mesmo com flutação de carga.

V6 Características. A função de compensação de escorregamento permite uma operação estável mesmo com flutação de carga. IBD# D-F-2-H-KSN-BR V6 Características Alta Performance [Alto torque de partida com 150% ou mais] Com um sistema simplificado de controle vetorial e função de controle de torque automático oferece uma

Leia mais

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação. Controladores Lógicos Programáveis - CLPs Relé Programável

Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas. Automação. Controladores Lógicos Programáveis - CLPs Relé Programável Motores Automação Eneria Transmissão & Distribuição Tintas Automação Controladores Lóicos Proramáveis - CLPs Relé Proramável www.we.net - Relé Proramável É um equipamento idealizado para aplicações de

Leia mais

Simplifique a complexidade do sistema

Simplifique a complexidade do sistema 1 2 Simplifique a complexidade do sistema Com o novo controlador de alto desempenho CompactRIO Rodrigo Schneiater Engenheiro de Vendas National Instruments Leonardo Lemes Engenheiro de Sistemas National

Leia mais

INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DO MILLENIUM III

INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DO MILLENIUM III INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DO MILLENIUM III 2014 1 Partes para fixação retráteis 2 Terminais da alimentação 3 Display LCD 4 Terminais de entrada 5 Teclas A e B 6 Teclas de navegação 7 Cartucho para a colocação

Leia mais

CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes. Capítulo1 - Introdução à Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Agosto de 2007 - Página

CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes. Capítulo1 - Introdução à Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - Agosto de 2007 - Página CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Capítulo1 - Introdução à Redes 1 Requisitos para Conexão à Internet Para disponibilizar o acesso de um computador à rede, devem ser levados em consideração 03 parâmetros:

Leia mais

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone

Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone Gravador digital de vídeo (DVR) de 8 canais Stand Alone VX-8CH-240C-H 8 Canais de Vídeos e 1 Canal de Audio Suporta 1 (um) Disco Rígido (HD SATA) Compressão de Vídeo H.264 Integração com PTZ Hexaplex -

Leia mais

Características e Configuração da Série Ponto

Características e Configuração da Série Ponto Série Ponto A Série Ponto oferece a melhor solução para sistemas de controle distribuído com E/S remotas. Possui uma arquitetura flexível que permite o acesso a módulos remotos via diferentes padrões de

Leia mais

Sensores de Imagem ivu

Sensores de Imagem ivu Sensores de Imagem ivu www.bannerengineering.com.br Sensor de Visão ivu com interface integrada Sensor de imagem para inspeções de aprovação/rejeição ou leitura de código de barras Interface Gráfica do

Leia mais

AEC Access Easy Controller. Guia de Referência

AEC Access Easy Controller. Guia de Referência AEC Access Easy Controller Guia de Referência Índice 3 1. AEC - Vista Geral do Sistema 4 2. AEC - Componentes Principais 6 3. AEC - Configuração 7 4. AEC - Benefícios 8 5. AEC - Como encomendar? 10 6.

Leia mais

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego;

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Características Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Poderá ser utilizado por empresas autorizadas por convenção ou acordo coletivo a usar sistemas

Leia mais

SISTEMA DIDÁTICO PARA ESTUDO DE CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS

SISTEMA DIDÁTICO PARA ESTUDO DE CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS DLB CLP 642S SISTEMA DIDÁTICO PARA ESTUDO DE CONTROLADORES LÓGICOS PROGRAMÁVEIS Sistema didático para estudos e práticas em controladores lógicos programáveis, de constituição modular e possibilita a montagem

Leia mais

Boletim Técnico Agosto / 2011

Boletim Técnico Agosto / 2011 Página 01/08 TÍTULO: INFORMATIVO DO NOVO CONTROLE REMOTO COM FIO PARA UNIDADES SPLITÃO 2 ESTÁGIOS SUMÁRIO Esta publicação visa informar o novo controle remoto com fio para as Unidades da Linha Splitão

Leia mais

Monitor de Temperatura M96

Monitor de Temperatura M96 ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Monitor de Temperatura M96 foi desenvolvido para supervisionar até 8 (oito) canais de temperatura simultaneamente, ele é utilizado para proteger

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Sistemas de Entrada/Saída Princípios de Hardware Sistema de Entrada/Saída Visão Geral Princípios de Hardware Dispositivos de E/S Estrutura Típica do Barramento de um PC Interrupções

Leia mais

Arquitetura de Computadores Pentium 4 e PCIe

Arquitetura de Computadores Pentium 4 e PCIe Pentium 4 Arquitetura de Computadores Pentium 4 e PCIe O Pentium 4 é um descendente direto da CPU 8088 usada no IBM PC original. O primeiro Pentium 4 foi lançado em novembro de 2000 com uma CPU de 42 milhõcs

Leia mais

Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 com Inversor - XC124 -

Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 com Inversor - XC124 - T e c n o l o g i a Bancada Didática para CLP SIEMENS S7-1200 com Inversor - XC124 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Bancada Didática para CLP SIEMENS

Leia mais

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO. Apostila de Programação Ativa XPANEL Cód MTXXTSC-ET. Programação Básica. IHM ATIVA Xpanel. Software Xpanel Designer

MANUAL DE PROGRAMAÇÃO. Apostila de Programação Ativa XPANEL Cód MTXXTSC-ET. Programação Básica. IHM ATIVA Xpanel. Software Xpanel Designer Apostila de Programação Ativa XPANEL Cód MTXXTSC-ET Programação Básica IHM ATIVA Xpanel Software Xpanel Designer 1 1. Conectividade IHM Xpanel MANUAL DE PROGRAMAÇÃO (1) USB Client Upload and Download project.

Leia mais

Especificações Técnicas e Funcionais

Especificações Técnicas e Funcionais Introdução Especificações Técnicas e Funcionais A presente Especificação, elaborada pela São Paulo Transporte S.A. SPTrans, tem como objetivo estabelecer os requisitos técnicos, operacionais e funcionais

Leia mais

Descubra as soluções EXSTO de EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Descubra as soluções EXSTO de EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA T e c n o l o g i a Descubra as soluções EXSTO de EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA AUTOMAÇÃO E CONTROLE Banco de Ensaios para Controlador Lógico Programável A EXSTO Tecnologia foto da empresa Instalada em Santa Rita

Leia mais

Série 88970 Controlador Lógico Programável Millenium 3

Série 88970 Controlador Lógico Programável Millenium 3 Gama completa de versões Programação intuitiva Integra a mais completa biblioteca de funções pré-programadas Funções especiais disponíveis Versões expansíveis até 50 E/S, comunicação entre CLP s e intercâmbio

Leia mais

Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional.

Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional. Política de Treinamento DME Aperfeiçoamento Técnico com respeito ao Profissional. A DME é uma empresa voltada para o atendimento das necessidades em conclusão e consumo de Energia Elétrica, consagrou-se

Leia mais

Treinamento. ACE Schmersal Boituva - SP. Duvidas (15)3263-9800 suporte.linhalogica@schmersal.com.br

Treinamento. ACE Schmersal Boituva - SP. Duvidas (15)3263-9800 suporte.linhalogica@schmersal.com.br Treinamento ACE Schmersal Boituva - SP Duvidas (15)3263-9800 suporte.linhalogica@schmersal.com.br Produtos Schmersal Controladores e Inversores Princípio de Funcionamento de um Controlador Programavél

Leia mais

Bem-vindo à geração Nextoo. altus evolução em automação

Bem-vindo à geração Nextoo. altus evolução em automação Bem-vindo à geração Nextoo evolução em automação Série Nexto A nova geração de controladores A Altus apresenta a nova geração de Controladores Programáveis. A Série Nexto foi desenvolvida com o conceito

Leia mais

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade

UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade UPS Liebert GXT3 de 6kVA e 10kVA Sistemas UPS Compactos para Aplicações em Racks de Alta Densidade Energia CA Para a Continuidade da Operação Crítica Liebert GXT3, UPS de 6kVA e 10kVA: Muita Proteção,

Leia mais

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson

Redes Industriais. Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Redes Industriais Centro de Formação Profissional Orlando Chiarini - CFP / OC Pouso Alegre MG Inst.: Anderson Capítulo 3 Rede AS-I Actuador - Sensor - Interface Capítulo 3 Histórico A rede AS-Interface

Leia mais

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM...

INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 4. INTERLIGAÇÃO DO SISTEMA... 5 5. ALGUNS RECURSOS... 6 6. SERVIDOR BAM... 1 de 30 INDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. CONFIGURAÇÃO MÍNIMA... 4 3. INSTALAÇÃO... 4 3.1. ONDE SE DEVE INSTALAR O SERVIDOR BAM?... 4 3.2. ONDE SE DEVE INSTALAR O PROGRAMADOR REMOTO BAM?... 4 3.3. COMO FAZER

Leia mais

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário

NETALARM GATEWAY. Manual do Usuário Índice 1. Introdução...3 2. Requisitos Mínimos de Instalação...3 3. Instalação...3 4. Inicialização do Programa...5 5. Abas de Configuração...6 5.1 Aba Serial...6 5.2 Aba TCP...7 5.2.1 Opções Cliente /

Leia mais

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego;

Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Características Baseado na portaria n 373 de 25 de fevereiro de 2011 do Ministério do Trabalho e Emprego; Poderá ser utilizado por empresas autorizadas por convenção ou acordo coletivo a usar sistemas

Leia mais

Manual do Usuário QL-700

Manual do Usuário QL-700 Manual do Usuário QL-700 Certifique-se de ler e compreender este manual antes de usar a máquina. Recomendamos que você mantenha este manual em local acessível para referência futura. www.brother.com.br

Leia mais

Características Técnicas da Série FBs

Características Técnicas da Série FBs Descrição do Produto A Série FBs de Controladores Programáveis é a melhor solução para automações de pequeno porte, as quais necessitam de alta velocidade de processamento, modularidade e baixo custo.

Leia mais

C3-200 Placa para Controle de Acesso

C3-200 Placa para Controle de Acesso C3-200 Placa para Controle de Acesso Manual de Referência e Instalação Apresentação Obrigado por adquirir um produto de qualidade CS Comunicação e Segurança. Conheça a nova placa para Controle de Acesso

Leia mais

Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO

Fundamentos de Arquitetura de Computadores. Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO Fundamentos de Arquitetura de Computadores Prof. Marcos Quinet Universidade Federal Fluminense UFF Pólo Universitário de Rio das Ostras - PURO Hardware de um Sistema Computacional Hardware: são os componentes

Leia mais

Registrador FieldLogger

Registrador FieldLogger Registrador FieldLogger REGISTRADOR ELETRÔNICO - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.2x INTRODUÇÃO Este é um equipamento de aquisição e registro de variáveis analógicas. Opera como um Registrador Eletrônico de dados,

Leia mais

Regulador Digital de Tensão DIGUREG

Regulador Digital de Tensão DIGUREG Regulador Digital de Tensão DIGUREG Totalmente digital. Software para parametrização e diagnósticos extremamente amigável. Operação simples e confiável. Ideal para máquinas de pequena a média potência.

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS

ESPECIFICAÇÕES PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS Cymphany ACU2 Controlador Inteligente de Rede Cerberus Division ESPECIFICAÇÕES PARA ENGENHEIROS E ARQUITETOS Oito Leitoras de Cartões, Duas Portas de Multiconexão Lógica RS-485 com Quatro Leitoras Cada

Leia mais

Acabamento em aço inox (Tampa superior embutida, proporcionando um melhor acabamento);

Acabamento em aço inox (Tampa superior embutida, proporcionando um melhor acabamento); Características Fabricada em aço-carbono com pintura em epóxi preto; Tratamento anti-corrosivo; Acabamento em aço inox (Tampa superior embutida, proporcionando um melhor acabamento); Fechadura para acesso

Leia mais

P á g i n a 2. Avisos Importantes

P á g i n a 2. Avisos Importantes P á g i n a 1 P á g i n a 2 Avisos Importantes Todas as instruções contidas neste manual devem ser seguidas, caso contrário o produto perderá a garantia. Faça primeiro as conexões dos cabos de alimentação

Leia mais

WebGate PO9900. Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto

WebGate PO9900. Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto Descrição do Produto A interface de comunicação WebGate,, permite que controladores programáveis com protocolo ALNET I possam ser conectados a uma rede Ethernet TCP/IP. O WebGate permite que estes controladores

Leia mais

Bancada Didática para CLP SCHNEIDER _ TWIDO - XC110 -

Bancada Didática para CLP SCHNEIDER _ TWIDO - XC110 - T e c n o l o g i a Bancada Didática para CLP SCHNEIDER _ TWIDO - XC110 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. Bancada Didática para CLP Schneider TWIDO

Leia mais

SYNCHROTACT 5. Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas

SYNCHROTACT 5. Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas SYNCHROTACT 5 Sistemas e equipamentos de sincronização e paralelismo para redes e máquinas síncronas Aplicação SYNCHROTACT 5 é a quinta geração dos equipamentos para sincronização produzidos pela ABB Switzerland

Leia mais

Controle Remoto AFT-RCT-TRM6

Controle Remoto AFT-RCT-TRM6 Folha 01 de 08 Agência Nacional de Telecomunicações 1636-14-5663 7898911715990 PRODUTO NACIONAL APLICAÇÃO O C o n t r o l e R e m o t o A l f a t r o n i c A F T - R C T - TRM6(Transmissor e Receptor)

Leia mais

Mapeamento de memória e programação da IHM do controlador CP-WS41/8DO8DI4AO2AI2TAI

Mapeamento de memória e programação da IHM do controlador CP-WS41/8DO8DI4AO2AI2TAI Comércio e Manutenção de Produtos Eletrônicos Manual CP-WS1 Mapeamento de memória e programação da IHM do controlador CP-WS41/8DO8DI4AO2AI2TAI PROXSYS Versão 1.0 Março-2013 Controlador Industrial CP-WS1

Leia mais

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5

Relé de Proteção do Motor RPM ANSI 37/49/50/77/86/94 CATÁLOGO. ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 CATÁLOGO ELECTRON TECNOLOGIA DIGITAL LTDA Página 1/5 INTRODUÇÃO O Relé de Proteção de Motores RPM foi desenvolvido para supervisionar até 2 (dois) grupos ventiladores/motores simultaneamente, é utilizado

Leia mais

Base Interface Ethernet Industrial 10/100 Mbps

Base Interface Ethernet Industrial 10/100 Mbps Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, é uma interface Ethernet Industrial para as UCP s PO3242, PO3342 e PO3X47. A interface liga-se às redes Ethernet Industrial 10 ou 100 Mbps, estando

Leia mais

SMART CONNECT X835 MANUAL DO USUÁRIO 2014 V1.1

SMART CONNECT X835 MANUAL DO USUÁRIO 2014 V1.1 SMART CONNECT X835 MANUAL DO USUÁRIO 2014 V1.1 Importantes informações de segurança estão contidas na seção de manutenção. Familiarize se com estas informações antes de instalar ou outros procedimentos.

Leia mais

SmartSlice. Configuração do sistema

SmartSlice. Configuração do sistema SmartSlice O sistema de E/S modular mais inteligente O sistema de E/S SmartSlice da OMRON é compacto, inteligente e simples. Quando utilizado com as unidades mestres CompoNet ou DeviceNet CS/CJ da OMRON,

Leia mais

As melhores soluções para sua Automação. Inversores de Freqüência Soft-Starters Servoacionamentos Controladores Programáveis

As melhores soluções para sua Automação. Inversores de Freqüência Soft-Starters Servoacionamentos Controladores Programáveis As melhores soluções para sua Automação Inversores de Freqüência Soft-Starters Servoacionamentos Controladores Programáveis Disponíveis em nosso site www.weg.com.br Softwares WEG Automação Alguns dos softwares

Leia mais

Registrador Field Logger

Registrador Field Logger Registrador Field Logger REGISTRADOR ELETRÔNICO MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0X INTRODUÇÃO Este é um equipamento de aquisição e registro de variáveis analógicas. Opera como um Registrador Eletrônico de dados,

Leia mais

Especificações óticas thermometer CTlaser = menor dimensão do ponto (mm)

Especificações óticas thermometer CTlaser = menor dimensão do ponto (mm) 14 Sensor infravermelho de temperatura de alto desempenho com marcador a laser thermometer CTlaser ThermoMETER CTlaser O inovador sensor infravermelho de temperatura de precisão marca o tamanho real do

Leia mais

Manual do usuário MINIREP

Manual do usuário MINIREP Manual do usuário MINIREP Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida sem permissão da Diponto Ltda. As informações e especificações técnicas podem mudar a qualquer momento sem aviso prévio. Leitura

Leia mais

Características Técnicas da Série FBs

Características Técnicas da Série FBs Descrição do Produto A Série FBs de Controladores Programáveis é a melhor solução para automações de pequeno porte, que necessitem alta velocidade de processamento, modularidade e baixo custo. Com vários

Leia mais

OSCILOSCÓPIO DIGITAL MODELO: MVB DSO

OSCILOSCÓPIO DIGITAL MODELO: MVB DSO OSCILOSCÓPIO DIGITAL MODELO: CARACTERÍSTICAS Interface USB DE 50 ATÉ Display: LCD de 7 (400 x 240) colorido. Largura de Banda: Inicial de 50MHz podendo ser atualizada para 70MHz e. Contraste: Ajustável

Leia mais