Brinquedoteca da FAJ: de campo de estágio a vivência do lúdico. Pág. 06

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Brinquedoteca da FAJ: de campo de estágio a vivência do lúdico. Pág. 06"

Transcrição

1 Boletim Informativo do curso de Psicologia da Faculdade de Jaguariúna FAJ Maio-Junho / 2011 Ano 01 Edição Número de Junho: Dia Mundial de Luta contra o Trabalho Infantil 18 de Maio: Dia Nacional de Luta Antimanicomial LEIA MAIS Pág. 03 LEIA MAIS Pág. 05 Participação de alunos no Projeto MASSUr Brinquedoteca da FAJ: de campo de estágio a vivência do lúdico Alunas do curso de Psicologia ministram palestra sobre Bullying Pág. 05 Pág. 06 Pág. 07 E mais... O nome do Boletim... Pág. 02 Premiação da IX Mostra de Estágios do curso de Psicologia... Pág. 04 Alunos apresentam trabalho sobre Direitos Humanos... Pág. 04 Fotos das Visitas Técnicas do semestre... Pág. 06 Eventos... Pág. 08

2 Editorial Nos meses de Maio e Junho comemoram-se várias datas que representam, para a Psicologia, oportunidades de reflexão e de avanço na área. Dentre estas, podemos citar: Dia Nacional de Luta Antimanicomial e Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, ambos comemorados em 18 de Maio; Dia Internacional das Crianças Vítimas de Agressão, Dia Mundial de Luta contra o Trabalho Infantil, comemorados em 04 e 12 de Junho, respectivamente; entre outras. A Psicologia vem conquistando cada vez mais sua participação na discussão de temáticas como essas, reafirmando o seu compromisso com os direitos humanos e com a transformação da sociedade. Visando contribuir para o debate em torno dessas questões apresentamos, nesta edição, artigos que tratam do tema da Luta Antimanicomial e da Luta Contra o Trabalho Infantil, elaborados por docentes da FAJ que atuam na área. Além disso, contamos com a participação de alunos que produziram textos informativos a respeito de atividades desenvolvidas nesse período e teremos a divulgação do nome do boletim, escolhido com a participação de toda a comunidade acadêmica. A proposta é produzirmos coletivamente um boletim do curso, por isso, convidamos os leitores a enviarem ideias, informações e sugestões para as próximas edições. Boa leitura! Profª. Dra. Vanessa Cristina Cabrelon Jusevicius Psicóloga, coordenadora do curso de Psicologia da FAJ. Eis o nome! Na edição anterior, realizamos a divulgação do concurso para escolher o nome do Boletim Informativo do curso de Psicologia e, desde então, recebemos mais de 40 sugestões de alunos do curso de Psicologia e de outros, como Administração e Medicina Veterinária. O processo de escolha do nome foi realizado em duas etapas: a primeira fase de votação contou com a participação de professores, coordenadores, equipe de marketing e direção da FAJ. Para a segunda fase, foram selecionados os 04 nomes mais votados, e aí foi a vez dos alunos escolherem o seu preferido. Contamos com a votação de 146 alunos. A sugestão mais votada, premiada neste concurso, foi Psicologia em Dia, enviada pelo aluno Glauco Ceragioli, do 7º semestre do curso de Psicologia da FAJ. Parabéns! Muito obrigada a todos que participaram! Confira abaixo os demais nomes sugeridos pelos alunos: Jornal Psique Informativo Psique Gazeta Psique Diário Psique Psicologia News Informativo Psy Informativo Psi Informativo PsicoSoul Penso, logo... leio - boletim Portal Psi Diário Psi Na hora p/ Hora P Boleteen Psique Ciência e Psique Informpsico Newsletter Psicofaj Psicofaj News A Integração faz a nossa Diferença! Mentes Sábias do Amanhã Informe Psico Psic News Mentes em Choque Mentes Online Folha Psico MultiFAJ Psicologia: Abordagem Viva PsicoFaj Mente Informada Analisando a Mente Psiconhecimento Psicologia em Dia Em Dia Multipensar Psinews... Ei! PSI uu!! Boletim Psy Boletim do Saber Informe Psique PsicoNews Psicoinforma NeoPsi Freud Explica 2

3 O Trabalho Infantil, a Educação e a Escola O dia 12 de junho é o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, esse grave problema, que, silenciosamente, lesa milhares de crianças nas casas, nas ruas, no campo, na prostituição infantil, no tráfico de drogas e em outras formas inaceitáveis de violação de direitos. Há muito a se fazer por essa causa. É preciso inteirarse, conscientizar-se e dar uma resposta. O poder público tem procurado responder, ainda que de forma insuficiente, nos municípios, através de órgãos de defesa da criança e do adolescente, tais como Conselho Tutelar, Conselho Municipal de Direitos da Criança e do Adolescente, COMETI- Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Infantil e PETI- Programa de Erradicação do Trabalho Infantil. Considero, no entanto, como a resposta certa no combate ao trabalho infantil, a Educação. É ela que cria perspectiva de vida, implementa os direitos fundamentais da criança e rompe com a condição de miséria a que está submetida. E por quê não tem sido eficaz, se a maioria das crianças brasileiras tem tido acesso à Escola? Porque a qualidade da Educação da Escola pública, única opção dessas crianças, nem sempre é boa, alvo constante de críticas de especialistas e de denúncias pela mídia. Porque o poder público e a sociedade, a todo tempo, proclamam a Educação como prioridade, o que não se efetiva na prática nem na implementação de políticas públicas. A desvalorização do papel social do professor é outra constatação corrente refletindo, inclusive, na escolha da carreira do magistério. A formação de professores é também um desafio a ser enfrentado para atender a demanda da realidade econômica e social dessas crianças pois a compreensão social e política do contexto escolar de violência, miséria, abuso sexual, etc., por onde perpassa o trabalho infantil, é indispensável para promover, minimamente, um contexto de consciência e de combate à violação de direitos. A inclusão deste tema, e de outros afins, bem como a do ECA- Estatuto da Criança e do Adolescente, nos cursos de Licenciatura e em outros que formam pessoas que vão trabalhar com crianças, muito contribuirá. A Escola de Educação Básica também não tem no seu currículo formal o tema Trabalho Infantil, nem outros, igualmente relevantes para os alunos, ainda que, no currículo informal, ou oculto, eles façam parte do seu dia-a-dia. Sabe-se, por estatísticas, que a chance de evasão escolar é 3 vezes maior na criança que trabalha, perpetuando o ciclo de miséria de pais para filhos. Sabe-se, também, pelas mesmas vias, que no Brasil e na América Latina a proporção de ocupação de crianças e adolescentes no trabalho infantil está ligada ao grau de escolaridade dos pais: quanto maior a escolaridade dos pais menor a proporção de ocupação e vice-versa. É preciso oferecer Educação de qualidade, contextualizada, atraente, com professores dignamente valorizados, e capaz de manter a criança e o adolescente na Escola por acreditarem, eles e suas famílias, que ali se está construindo um futuro melhor. Como atuar nesse cenário? É possível encontrar brechas e agir? Penso que é possível sempre, necessário agora, onde estiver, pois as crianças não podem esperar, passivas, que a História mude para que suas vidas sejam mudadas e construídas. Prof. Clovis Martins Costa, Docente da disciplina Bases Filosóficas da Psicologia I, do curso de Psicologia da FAJ; Psicólogo, Psicoterapeuta, Ex-membro da COMETI (Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Infantil - Campinas, SP). 3

4 IX Mostra de Estágios Durante o III CESFAJ, nos dias 03 e 04 de maio, tivemos a IX Mostra de Estágios do curso de Psicologia, nas modalidades pôster, dos alunos do 5º semestre, e apresentação oral, dos alunos do 9º semestre nas ênfases de Saúde (Psicologia Hospitalar e Serviço de Psicologia) e Processos de Gestão. Foram premiados o pôster e as apresentações orais de cada ênfase melhor avaliados pelos professores pareceristas. Foram eles: 5º semestre Pôster: Projeto Lar Feliz: Andrea Silva, Daniela Venturini, Danilo Lima, José Cícero Araújo e Juliana Adabo; 9º semestre Comunicação Oral: Apresentação de Caso em Contexto Hospitalar: Gislane Silva, Marcos, Paola Vicente e Thais Romanhuk; Apresentação de Atendimento Individual em Serviço de Psicologia: Bruna Baldasso, Carina Torres, Edna Ramos, Felipe Delgado e Vanessa Amaral; Apresentação do Programa Planejamento de Carreira em Processos de Gestão: Aline Pires, Diléia Silva, Leonardo Perego, Letícia Marteli, Marcelo de Lima, Mônica Neves, Regiane Andreacci, Sheyla Vieira, Tais Manso, Thais Alves e Thais Tauil. Parabéns! Grupo Projeto Lar Feliz Grupo Serviço de Psicologia Grupo Psicologia Hospitalar Grupo Planejamento de Carreira Direitos Humanos e Diversidades psicólogo e público. Na disciplina Leitura e Produção de Textos, a professora Aidê Firer propôs ao 1º semestre de Psicologia a realização de portifólios, com a temática: Direitos Humanos e Diversidade. Primeiramente, foram feitas pesquisas em grupos sobre assuntos que causavam indignação ou que chamavam para um maior aprofundamento. Em seguida, colecionaram textos, músicas, fotos, filmes relacionados ao assunto escolhido e, individualmente, escreveram uma reflexão sobre o tema. Este material reunido deu origem aos portifólios que foram, então, apresentados à sala, socializando suas conclusões e aprendendo melhor a relação entre Foram abordados vários temas como: direito da Mulher, direito da Criança e do Adolescente, do consumidor, sobre a tortura e preconceito, sobre o direito a alegria, e desigualdade social. Utilizaram artigos sobre desenvolvimento infantil, recalque, meio influenciador e coerção social e conheceram leis e estatutos que auxiliam na garantia de direitos para as mais diversas pessoas. Muitos relacionaram o trecho da carta dos Direitos Humanos: devem agir em relação umas às outras com espírito de fraternidade, com a música Pais e Filhos, é preciso amar as pessoas como se não houvesse a- manhã [ ] sou uma gota d'água, sou um grão de areia. Desse modo, puderam concluir a importância de se aprender a lidar com a diversidade e de todos mobilizarem-se em contribuir para um mundo melhor. Assim, após este trabalho perguntamos e deixamos a você a mesma pergunta que John Keating fez a seus alunos em Sociedade dos poetas mortos : Será que estamos fazendo valer nossa existência? Bruna Risquioto Batoni Aluna do 1º semestre do curso de Psicologia; porta-voz do grupo Direito à Alegria, composto por Bruna Risquioto Batoni, Cassia Oliveira, Diego Garattini, Johnny Pereira e Stefane Lino. 4

5 Luta Antimanicomial: novas formas de cuidado e de troca de saberes A reforma psiquiátrica é um movimento social que vem ocorrendo há décadas em vários países e tem instituído um novo modelo de tratamento em saúde mental contra medidas violentas, desumanas e promotoras de qualquer forma de exclusão social. No Brasil, esses questionamentos começaram na década de setenta, mas foi somente nos anos 90 que a desinstitucionalização de doentes com longa internação psiquiátrica ganhou força. Em 2001, a Lei nº (Lei Paulo Delgado, Lei da Reforma Psiquiátrica) promoveu maior consistência a proteção dos direitos dos portadores de transtornos mentais e intensificou a crise de paradigmas que mantinham os mesmos vítimas do isolamento social e da violência exercidos pela clínica tradicional. A extinção das internações psiquiátricas de longa permanência pressupõe transformações culturais e subjetivas na sociedade e depende da pactuação das três esferas de governo (federal, estadual e municipal) e de movimentos sociais envolvidos nessa questão, como a Luta Antimanicomial, com seu dia comemorativo oficial em 18 de maio. Este tem força sociopolítica ativa na desinstitucionalização e na criação de políticas e serviços públicos que sejam substitutivos ao modelo manicomial. Alguns são os Serviços Residenciais Terapêuticos (SRT), Centros de Atenção Psicossocial (CAPS), Centros de Convivência Arte e Cultura, Oficinas de Trabalho e Geração de Renda, entre outros pertencentes ao SUS e também a diversos grupos, serviços e organizações de diferentes setores da comunidade em geral. A articulação entre estes formam uma rede de ajuda onde preservase o direito de transitar com liberdade, dignidade e suporte terapêutico ampliado e adequado para a singularidade de cada caso. Profª. Ms. Viviane Vianna de Andrade Fagundes Docente da disciplina Psicopatologia do curso de Psicologia da FAJ; Psicóloga, com experiência em Serviços de Saúde Mental. Conheça melhor o Projeto MASSUr No dia 27 de maio, foi realizado o lançamento oficial do projeto MASSUr Mobilidade e Acessibilidade Sustentáveis em Saúde Urbana: pesquisa e transformação em transporte - contando com a presença da Dra. Susan Zielinski, da Universidade de Michigan, parceira educacional da FAJ no desenvolvimento desse projeto. O projeto tem como objetivo realizar pesquisas na área de mobilidade e acessibilidade sustentáveis, com foco na saúde urbana e está sendo desenvolvido por professores e alunos dos cursos de Enfermagem, Engenharia Ambiental, Fisioterapia, Psicologia e Turismo, sob a coordenação da Profª. Dra. Ana Maria Sperandio. A pesquisa terá a duração de dois anos, é realizada no município de Jaguariúna e em duas cidades que integram a Rede de Municípios Potencialmente Saudáveis: Conchal e Santa Bárbara d Oeste. Na ocasião do lançamento do projeto, foi realizada uma palestra, ministrada pela Dra. Susan e, em segui da, foi feita a apresentação do projeto MASSUr. Os alunos do curso de Psicologia, Patrick Pereira e Alessângela Maria Soriani, juntamente com os demais alunos integrantes do grupo de trabalho do MASSUr, fizeram a apresentação dos primeiros resultados da pesquisa. Ainda nesse ano, o projeto MASSUr será apresentado em eventos científicos da área. 5

6 Hora de Brincar A Brinquedoteca funciona desde 2008 e constitui-se como um campo de estágio do curso de Psicologia vinculado à área social. Sua construção originou-se tanto da necessidade de oferecer campos de estágio para os alunos, quanto um espaço adequado para a vivência do lúdico e a experiência do brincar à população que habita o território em que funciona o Serviço de Psicologia. É frequentada por crianças e adolescentes, principalmente moradores dos bairros próximos ao Serviço de Psicologia, na Interclínicas FAJ. Na Brinquedoteca, as crianças e adolescentes são estimulados a experimentar o brincar e a convivência com o outro, sejam os companheiros ou os adultos brinquedistas. Todos são livres para explorar o lúdico, e as crianças são incentivadas a criar e a descobrir novas formas de relacionar-se com o universo da brincadeira. A única proibição está nos atos de agressão ao outro e na destruição dos brinquedos. As atividades na Brinquedoteca são realizadas por uma professora psicóloga e por estagiários. Além da montagem e organização do espaço, os estagiários interagem com as crianças e adolescentes durante todo o tempo em que estão na Brinquedoteca: * auxiliando a criança/ adolescente na escolha do brinquedo a partir do interesse delas, respeitando desinteresses; * ensinando a criança/ adolescente a usar e ampliar suas capacidades; * auxiliando na construção das regras das brincadeiras; * fazendo mediações nos momentos de vitória ou derrota nos jogos; * ensinando o respeito pelo colega e o cuidado com o brinquedo. Além da professora responsável pelas atividades, até hoje, a Brinquedoteca já contou com o trabalho de onze estagiários de Psicologia e, neste semestre, teve uma média de 35 brincantes por semana. A Brinquedoteca funciona às quartas-feiras, das 16h às 18:15h, na Interclínicas FAJ, localizada no bairro Roseira, e está aberta à participação de crianças e adolescentes. Profª. Roberta Lopes Medeiros Docente e Supervisora de Estágio e da Brinquedoteca da FAJ; Psicóloga, aprimorada em Saúde Pública e Coletiva, especialista em Teoria, Pesquisa e Intervenção em Luto. Visitas Técnicas Interclínicas FAJ Jaguariúna/SP Data: 21/05/11 1º semestre Fundação Orsa Projeto Bate- Lata Data: 30/03/11 3º semestre Serviço de Saúde Dr. Cândido Ferreira Data: 11/05/11 5º semestre Centro Infantil Boldrini Data: 15/04/11 7º e 9º semestres 6

7 Falando sobre Bullying... No dia 17 de maio de 2011, as alunas Ariane Andrade Alves, Ana Claudia Tucci do Amaral e Veronica Aparecida Exposito Alves da Cunha, do 9º semestre do curso de Psicologia da FAJ, ministraram uma palestra no Mercado Cultural da Prefeitura Municipal de Serra Negra, com o tema O ser diferente na escola e as brincadeiras que fazem chorar: fenômeno bullying. Esta contou com um público de 150 pessoas entre professores, atendentes, secretárias e diretoras das Escolas Municipais do Município de Serra Negra/SP. O objetivo da palestra foi informar sobre o que é o fenômeno bullying e quais são suas causas e consequências, além de discutir as principais formas de intervenção, sendo estas tanto preventivas, quando o bullying ainda não ocorreu, quanto intervenções em momentos de crise, após detectado o fenômeno. das alunas, orientado pela Profª. Carolina de Aragão Escher Marques, que tem cunho interventivo, no sentido de promover a reflexão dos profissionais da educação, a respeito da importância deste tema no meio escolar. As alunas receberam o convite da Secretaria de Educação de Serra Negra/SP, como uma forma de capacitação para os professores da rede. Ao final distribuíram um questionário de avaliação da palestra, no qual puderam constatar que diversos professores não conheciam a temática a fundo, nem mesmo sabiam de suas trágicas consequências, podendo verificar, também, um grande interesse pelas propostas de intervenções preventivas, solicitando materiais, dentre eles textos e artigos, para que fosse colocado em prática o que discutiram na palestra. Esta atividade está relacionada com o tema de TCC ACONTECEU Roda de Conversa Data: 26/05/11 Tema: Vivenciando os desafios da construção do papel do psicólogo em Centros de Referências de Assistência Social - CRAS Palestrantes: Karyna A. S. Setin; Pollyana A. Oliveira; Rosemeire Donegá; Simone A. Girardi. Aos alunos do 7º semestre. Evento Mundo Sinalizado Data: 07/05/11 Temas: (Re)pensar a Libras: desconstruindo crenças culturais e lingüísticas ; "Surdez, Discriminação, Cultura e a Sociedade Na visão de Guilherme Silva de Oliveira" e "Família e Surdez" Palestrantes: Vanessa R. de O. Martins; Guilherme S. de Oliveira e Suzelei de C. Souza. A todos os alunos da FAJ. Palestra Data: 07/06/11 Tema: Psicologia Analítica Junguiana - Teoria e Prática Palestrante: Profª. Deborah Almeida Aos alunos do 5º semestre. 7

8 Sugestões Agenda Publicação: Vencendo Moinhos de Vento A Experiência do Projeto Cata- Vento de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil Acesse: br/pt/downloads/ biblioteca/ garantia/vencendomoinhosde Vento.pdf Filme: Estamira Diretor: Marcos Paulo Sinopse: Documentário vencedor de 33 prêmios nacionais e internacionais. Relata a vida de uma mulher de 63 anos, que sofre de distúrbios mentais e é moradora e trabalhadora há mais de 20 anos em um aterro sanitário no Rio de Janeiro. Expediente Este boletim é uma publicação interna do Curso de Psicologia da Faculdade de Jaguariúna FAJ Produção e Diagramação: Fernanda Delamuta Vitti Colaboração: Alunos do curso de Psicologia Equipe de Marketing Prof. Clovis Martins Costa, Profª. Roberta Lopes Medeiros, Profª. Viviane Vianna de Andrade Jornalista: Bruno H. Felisbino (MTB: 51682) Coordenação: Profª. Vanessa C. Cabrelon Jusevicius Apoio: Prof. José Carlos Coimbra II COPPEM II Congresso de Pesquisas em Psicologia e Educação Moral Data: 04/07 a 07/07/2011 Local: Centro de Convenções UNICAMP Contato: (19) / (19) Inscrições: Modalidade II (transmissão em video/ telão): Para estudantes, após 10/06 R$30,00 Informações: VIII Encontro Nacional da ABEP Data: 07/09 a 10/09/2011 Local: Goiânia/GO Contato: (61) Submissão de trabalhos: Prazo final para envio 14/07/11 via site Inscrições: Para estudantes até 01/07 R$150,00 Para estudantes no local R$165,00 Informações e Inscrições: V Congresso Brasileiro de Psicossomática e Psicologia da Saúde Data: 09/10 a 12/10/2011 Local: Centro de Convenções UNI- CAMP Contato: (11) existencial.com.br Submissão de trabalhos: Os resumos deverão ser enviados até 10/07/11 via ou correio Inscrições: Para estudantes R$400,00 Curso Pré-Congresso R$50,00 Informações e Inscrições: XLI Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Psicologia Data: 26/10 a 29/10/2011 Local: Belém/PA Inscrições: Para estudantes, até 28/06/11 R$185,00 Para estudantes, até 21/10/11 R$190,00 No evento R$210,00 Informações:

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA

ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA ENFRENTAMENTO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: BALANÇO DE UMA DÉCADA Área Temática: Direitos Humanos e Justiça Liza Holzmann (Coordenadora da Ação de Extensão) Liza Holzmann 1 Palavras Chave:

Leia mais

PROJETO EDUCA-AÇÃO Prevenção da violência doméstica nas Instituições de Ensino

PROJETO EDUCA-AÇÃO Prevenção da violência doméstica nas Instituições de Ensino PROJETO EDUCA-AÇÃO Prevenção da violência doméstica nas Instituições de Ensino I. INTRODUÇÃO Os altos índices de violência doméstica e familiar contra a mulher em todo o Estado demonstram a necessidade

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA

ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO PEDREGAL PROJETO OFICINA ESCOLA Relatório das Ações Desenvolvidas pelo Projeto Oficina Escola 1. Apresentação Companheiros (as) da Associação Tremembé estamos concluindo mais um ano missão e com isso somos convidados (as) a socializar

Leia mais

Envolver. Edição V Ano II Outubro de 2012. Um caso. de sucesso

Envolver. Edição V Ano II Outubro de 2012. Um caso. de sucesso Envolver Edição V Ano II Outubro de 2012 Um caso de sucesso 1 editorial primeiras letras O ano de 2012 vai chegando ao fim com boas notícias para Pedro Leopoldo. As várias ações de investimento social

Leia mais

Carta de Campinas 1) QUANTO AO PROBLEMA DO MANEJO DAS CRISES E REGULAÇÃO DA PORTA DE INTERNAÇÃO E URGÊNCIA E EMERGÊNCIA,

Carta de Campinas 1) QUANTO AO PROBLEMA DO MANEJO DAS CRISES E REGULAÇÃO DA PORTA DE INTERNAÇÃO E URGÊNCIA E EMERGÊNCIA, Carta de Campinas Nos dias 17 e 18 de junho de 2008, na cidade de Campinas (SP), gestores de saúde mental dos 22 maiores municípios do Brasil, e dos Estados-sede desses municípios, além de profissionais

Leia mais

Área teórico\prática: Clinicas y Politicas: procesos de subjetivación y invención

Área teórico\prática: Clinicas y Politicas: procesos de subjetivación y invención FORMAÇÃO ANTIMANICOMIAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS: DESAFIOS E POSSIBILIDADES Autores: Camila Alves Soares Ana Marta Lobosque Sílvia Melo Karine Lage Fonseca Maria Elisa Freitas Camila Castanheira Rodrigues.

Leia mais

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária / Saúde da Família Brasília, 05 a 08 de Agosto de

III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária / Saúde da Família Brasília, 05 a 08 de Agosto de III Mostra Nacional de Produção em Saúde da Família IV Seminário Internacional de Atenção Primária / Saúde da Família Brasília, 05 a 08 de Agosto de 2008 Apoio Matricial em Saúde Mental: a Iniciativa de

Leia mais

Projeto. Amigos da Rede

Projeto. Amigos da Rede PREFEITURA MUNICIPAL DE MAUÁ e Ribeirão Pires Projeto Amigos da Rede Mauá Dez/2009. 1. APRESENTAÇÃO O município de Mauá, que integra a Região metropolitana de São Paulo, realizou sua emancipação a partir

Leia mais

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INCLUSIVA 400h. Estrutura Curricular do Curso Disciplinas

CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INCLUSIVA 400h. Estrutura Curricular do Curso Disciplinas CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EDUCAÇÃO INCLUSIVA 400h Ética profissional na Educação Fundamentos históricos, conceitos, sociais e legais na Educação Inclusiva Legislação Aplicável na Educação Inclusiva Fundamentos

Leia mais

Pós-graduação em Gestão das Minorias

Pós-graduação em Gestão das Minorias 1 Ascensão Acadêmica Pós-Graduação alavanca sucesso na carreira profissional Pesquisa coordenada pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2010, indica que as pessoas que não

Leia mais

FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA...

FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA... do curso de Psicologia da Faculdade de Jaguariúna FAJ Julho-Agosto-Setembro de 2011 Ano 01 Edição Número 03 FIQUE POR DENTRO DE TUDO O QUE ACONTECE NA... PSICOLOGIA TRABALHOS ACADÊMICOS 13 de Julho 21º

Leia mais

MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA

MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA MATERNIDADE NA ADOLESCÊNCIA Autor: Marusa Fernandes da Silva marusafs@gmail.com Orientadora: Profª. Ms. Mônica Mª N. da Trindade Siqueira Universidade de Taubaté monica.mnts@uol.com.br Comunicação oral:

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome PETI. Programa de Erradicação do Trabalho Infantil

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome PETI. Programa de Erradicação do Trabalho Infantil Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome PETI Programa de Erradicação do Trabalho Infantil Brasil livre do trabalho infantil, todos juntos nesse desafio! O Governo Federal e a sociedade brasileira

Leia mais

Patrícia Dorneles 1) Por que é necessária a desinstitucionalização na Saúde Mental?

Patrícia Dorneles 1) Por que é necessária a desinstitucionalização na Saúde Mental? Entrevista com Patrícia Dorneles, terapeuta ocupacional, professora do curso de Terapia Ocupacional da UFRJ e ex-assessora técnica do Ministério da Cultura na implementação de políticas públicas de Cultura

Leia mais

Conheça as propostas formuladas nos eventos preparatórios em todo o estado de SP

Conheça as propostas formuladas nos eventos preparatórios em todo o estado de SP Eixo: 1. Democratização do Sistema Conselhos e Ampliação das formas de interação com a categoria Proposta: Conhecer as práticas dos psicólogos nos municípios. Eixo: 1. Democratização do Sistema Conselhos

Leia mais

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO

PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO PROGRAMA DE MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS EM MEIO ABERTO CONTEXTUALIZAÇÃO DOUTRINA DA SITUAÇÃO IRREGULAR DOUTRINA DA PROTEÇÃO INTEGRAL. Código de menores;. Menores em situação irregular;. Carentes, abandonados,

Leia mais

PROJETO ESCOLA PARA PAIS

PROJETO ESCOLA PARA PAIS PROJETO ESCOLA PARA PAIS Escola Estadual Professor Bento da Silva Cesar São Carlos São Paulo Telma Pileggi Vinha Maria Suzana De Stefano Menin coordenadora da pesquisa Relator da escola: Elizabeth Silva

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS

EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS EIXO 2 PROTEÇÃO E DEFESA DOS DIREITOS: PROPOSTAS APROVADAS OBTIVERAM ENTRE 80 e 100% DOS VOTOS Garantir a elaboração e implementação da Política e do Plano Decenal de Direitos Humanos de Criança e Adolescente

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA REDE IFES 1. IDENTIFICAÇÃO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO TUTORIAL Planejamento Anual de Atividades 2011 (01 de janeiro de 2011

Leia mais

DIREITOS HUMANOS, JUVENTUDE E SEGURANÇA HUMANA

DIREITOS HUMANOS, JUVENTUDE E SEGURANÇA HUMANA DIREITOS HUMANOS, JUVENTUDE E SEGURANÇA HUMANA FARIAS, Maria Lígia Malta ¹ SOUSA, Valéria Nicolau de ² TANNUSS, Rebecka Wanderley ³ Núcleo De Cidadania e Direitos Humanos/ PROEXT RESUMO O Projeto de Extensão

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE Adolescência, Drogadicção, Educação em saúde, sexualidade

PALAVRAS-CHAVE Adolescência, Drogadicção, Educação em saúde, sexualidade AVALIAÇÃO DE ESTRATÉGIAS E RECURSOS EDUCATIVOS, UTILIZADOS PARA CRIAÇÃO DE VÍNCULO COM ADOLESCENTES, PROPICIANDO ESPAÇOS SAUDÁVEIS PARA ESCLARECIMENTOS DE DÚVIDAS MARTINS, Marília de Oliveira Acadêmica

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE ATENDIMENTO SÓCIOEDUCATIVO DO MUNICÍPIO DE ESPÍRITO SANTO/RN

PLANO MUNICIPAL DE ATENDIMENTO SÓCIOEDUCATIVO DO MUNICÍPIO DE ESPÍRITO SANTO/RN PLANO MUNICIPAL DE ATENDIMENTO SÓCIOEDUCATIVO DO MUNICÍPIO DE ESPÍRITO SANTO/RN ESPÍRITO SANTO/RN, OUTUBRO DE 2014. FRANCISCO ARAÚJO DE SOUZA PREFEITO MUNICIPAL DE ESPÍRITO SANTO/RN ELIZANGELA FREIRE DE

Leia mais

REUNIÃO DE CONDOMINIO: UMA (RE) INVENÇÃO À SAÚDE MENTAL

REUNIÃO DE CONDOMINIO: UMA (RE) INVENÇÃO À SAÚDE MENTAL REUNIÃO DE CONDOMINIO: UMA (RE) INVENÇÃO À SAÚDE MENTAL Bárbara Leite 1 Paula Filippom 2 Francilene Raimone 3 Stelamaris Gluck 4 O problema é procurar aquilo que sai da terra, isto é, o que acontece quando

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

COMISSÃO CIENTÍFICA: Prof. André Luciano Simão Profª. Carmencita Ignatti Profª. Denise Maria Almada de Oliveira Pinto Prof. Igor Gabriel de Lima

COMISSÃO CIENTÍFICA: Prof. André Luciano Simão Profª. Carmencita Ignatti Profª. Denise Maria Almada de Oliveira Pinto Prof. Igor Gabriel de Lima COMISSÃO CIENTÍFICA: Prof. André Luciano Simão Profª. Carmencita Ignatti Profª. Denise Maria Almada de Oliveira Pinto Prof. Igor Gabriel de Lima Profª. Indira Coelho de Souza Profª. Marina Moraes Carlos

Leia mais

PROJETO MPT NA ESCOLA ABORDAGEM DO TEMA TRABALHO INFANTIL EM SALA DE AULA

PROJETO MPT NA ESCOLA ABORDAGEM DO TEMA TRABALHO INFANTIL EM SALA DE AULA PROJETO MPT NA ESCOLA ABORDAGEM DO TEMA TRABALHO INFANTIL EM SALA DE AULA 01. APRESENTAÇÃO O presente Projeto consiste num conjunto de ações voltadas para a promoção de debates, nas escolas de ensino fundamental,

Leia mais

PSiCOLOGiA. Fique informado sobre tudo o que acontece na PSICOLOGIA DO ESPORTE. A atuação da Psicologia nesta área. Teorias Psicológicas:

PSiCOLOGiA. Fique informado sobre tudo o que acontece na PSICOLOGIA DO ESPORTE. A atuação da Psicologia nesta área. Teorias Psicológicas: do curso de Psicologia da Faculdade de Jaguariúna FAJ PSICOLOGIA DO ESPORTE A atuação da Psicologia nesta área Janeiro Fevereiro Março de 2012 Ano 02 Edição Nº 05 Fique informado sobre tudo o que acontece

Leia mais

A gente aprende, Agente ensina

A gente aprende, Agente ensina DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL GERÊNCIA DE EDUCAÇÃO E CIDADANIA DEPARTAMENTO DE PROGRAMAS DE EDUCAÇÃO RELATÓRIO 01/JANEIRO A 10 DE ABRIL/2013 100 DIAS GOVERNO PROGRAMAS PERMANENTES DE EDUCAÇÃO

Leia mais

Roda de Conversa 30/06/2015

Roda de Conversa 30/06/2015 Aconteceu em Uberaba, na Associação de Bairro São Benedito, no dia 30/06/2015 a décima nona edição da Roda de Conversa. O Evento teve a participação de aproximadamente 50 profissionais de diversos órgãos

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CENTRO DE REFERÊNCIA TÉCNICA EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS FORMAÇÃO EM PSICOLOGIA E POLITICAS PÚBLICAS: UMA APROXIMAÇÃO DO CRPRS COM O MEIO ACADÊMICO

Leia mais

1.1. Cristina Nacif Alves

1.1. Cristina Nacif Alves 1.1. 1.1.1. Formação Graduação em Pedagogia, Universidade Estadual do Rio de Janeiro, concluída em Junho de 1992 Especialização em Desenvolvimento e Aprendizagem da criança e do adolescente - Instituto

Leia mais

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO

O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO O PROGRAMA ASSISTÊNCIA SÓCIO-JURÍDICA E OS DIREITOS DO IDOSO Maria Salete da Silva Josiane dos Santos O Programa Assistência Sócio-Jurídica, extensão do Departamento de Serviço Social, funciona no Núcleo

Leia mais

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Serviço Social 2010-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.

Especial Online RESUMO DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO. Serviço Social 2010-2 ISSN 1982-1816. www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais. Especial Online ISSN 1982-1816 www.unifoa.edu.br/cadernos/especiais.html DOS TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO Serviço Social 2010-2 O ASSISTENTE SOCIAL NO MINISTÉRIO PÚBLICO: REFLEXÕES SOBRE UM RECENTE

Leia mais

Resumo executivo do Livro "Crianças Invisíveis - O enfoque da imprensa sobre o Trabalho Infantil Doméstico e outras formas de exploração"

Resumo executivo do Livro Crianças Invisíveis - O enfoque da imprensa sobre o Trabalho Infantil Doméstico e outras formas de exploração ORGANIZAÇÃO INTERNACIONAL DO TRABALHO - OIT PROGRAMA INTERNACIONAL PARA A ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL IPEC Resumo executivo do Livro "Crianças Invisíveis - O enfoque da imprensa sobre o Trabalho Infantil

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

SAÚDE MENTAL E ATENÇÃO BÁSICA O VÍNCULO E O DIÁLOGO NECESSÁRIOS ÍNDICE

SAÚDE MENTAL E ATENÇÃO BÁSICA O VÍNCULO E O DIÁLOGO NECESSÁRIOS ÍNDICE MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS / DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DE SAÚDE MENTAL COORDENAÇÃO DE GESTÃO DA ATENÇÃO BÁSICA

Leia mais

SALA DE ESPERA DIREITOS DOS IDOSOS: SUBPROJETO DO NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, JURÍDICA E DE ESTUDOS SOBRE A PESSOA IDOSA

SALA DE ESPERA DIREITOS DOS IDOSOS: SUBPROJETO DO NÚCLEO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL, JURÍDICA E DE ESTUDOS SOBRE A PESSOA IDOSA 110. ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( x ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA SALA DE ESPERA DIREITOS DOS IDOSOS: SUBPROJETO DO NÚCLEO

Leia mais

O CONFLITO DO RACISMO DURANTE A INFÂNCIA

O CONFLITO DO RACISMO DURANTE A INFÂNCIA O CONFLITO DO RACISMO DURANTE A INFÂNCIA Ana Cristina da Paixão Silva Daiana Moreira Gomes Thainá Oliveira Lima S egundo a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância), o Brasil tem feito avanços expressivos

Leia mais

SAÚDE MENTAL NA RODA :A SENSIBILIZAÇÃO DOS TRABALHADORES DA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA

SAÚDE MENTAL NA RODA :A SENSIBILIZAÇÃO DOS TRABALHADORES DA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA SAÚDE MENTAL NA RODA :A SENSIBILIZAÇÃO DOS TRABALHADORES DA REDE DE ATENÇÃO BÁSICA Romaldo Bomfim Medina Jr 1 Luciane Silva Ramos 2 Fernanda Franceschi de Freitas 3 Carmem Lúcia Colomé Beck 4 O movimento

Leia mais

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA

Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Projetos de Extensão SERVIÇO SOCIAL Estudo sociais em parceria com o fórum de UVA Serviços técnicos do Serviço Social na área da família e infância nos processos do Fórum de União da Vitória O Serviço

Leia mais

DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO:

DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO: DISCRIMINAÇÃO E PRECONCEITO: Uma contribuição para o debate Eliete Godoy 2011 "Devemos lutar pela igualdade sempre que a diferença nos inferioriza, mas devemos lutar pela diferença sempre que a igualdade

Leia mais

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções)

ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( x ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

o pensar e fazer educação em saúde 12

o pensar e fazer educação em saúde 12 SUMÁRIO l' Carta às educadoras e aos educadores.................5 Que história é essa de saúde na escola................ 6 Uma outra realidade é possível....... 7 Uma escola comprometida com a realidade...

Leia mais

I Oficina com os Estados: Fortalecer a Gestão para Concretizar a Proteção Social

I Oficina com os Estados: Fortalecer a Gestão para Concretizar a Proteção Social I Oficina com os Estados: Fortalecer a Gestão para Concretizar a Proteção Social OFICINAS DO XIV ENCONTRO NACIONAL DO CONGEMAS ENFRENTAMENTO AO TRABALHO INFANTIL NO PLANO BRASIL SEM MISÉRIA Nivia Maria

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE

PLANO MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE PLANO MUNICIPAL DE ENFRENTAMENTO A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA A CRIANÇA E O ADOLESCENTE APRESENTAÇÃO: A violência sexual contra a criança e o adolescente tem sido um problema de difícil enfrentamento por

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA

LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA LEVANTAMENTO DOS MARCOS LÓGICOS E LEGAIS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA 1. Marcos Lógicos Publicação/Origem NORMATIVAS INTERNACIONAIS Convenção Relativa à Luta contra a Discriminação no Campo do Ensino Convenção

Leia mais

Construindo a Rede de Atenção Psicossocial em São Bernardo do Campo. Reflexões a partir do Municipio

Construindo a Rede de Atenção Psicossocial em São Bernardo do Campo. Reflexões a partir do Municipio Construindo a Rede de Atenção Psicossocial em São Bernardo do Campo Reflexões a partir do Municipio . PENSAR A REFORMA PSIQUIÁTRICA É PENSAR A CIDADE: QUE CIDADE QUEREMOS? OS DIREITOS HUMANOS. A REFORMA

Leia mais

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20

CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 CURSO DE ENFERMAGEM Reconhecido pela Portaria nº 270 de 13/12/12 DOU Nº 242 de 17/12/12 Seção 1. Pág. 20 Componente Curricular: Enfermagem em Atenção à Saúde Mental Código: ENF- 210 Pré-requisito: ENF

Leia mais

ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA Carine Almeida Silva noletocarine@gmail.com

ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA Carine Almeida Silva noletocarine@gmail.com 1 ALFABETIZAÇÃO MATEMÁTICA PARA ALUNOS COM DEFICIÊNCIA Carine Almeida Silva noletocarine@gmail.com RESUMO Este trabalho apresenta um relato de experiência ao realizar as atividades propostas no curso Alfabetização

Leia mais

IDENTIFICAÇÃO. Espírita. ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas Hidrolândia-GO. CEP: 75340-000.

IDENTIFICAÇÃO. Espírita. ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas Hidrolândia-GO. CEP: 75340-000. IDENTIFICAÇÃO INSTITUIÇÃO PROPONENTE: PROJETO CRESCER CHICO XAVIER - Obra Social do Centro Espírita Eurípedes Barsanulfo CNPJ: 26 943 563/0001-07 ENDEREÇO: Rua Joaquim Pires de Miranda SN Vila Grimpas

Leia mais

11º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM TRABALHO INFANTIL E O PROJETO BRINCADEIRAS COM MENINOS E MENINAS DE E NA RUA.

11º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM TRABALHO INFANTIL E O PROJETO BRINCADEIRAS COM MENINOS E MENINAS DE E NA RUA. 11º FÓRUM DE EXTENSÃO E CULTURA DA UEM TRABALHO INFANTIL E O PROJETO BRINCADEIRAS COM MENINOS E MENINAS DE E NA RUA. Luisa de Oliveira Demarchi Costa (apresentadora) 1 Cléia Renata Teixeira Souza (coordenadora)

Leia mais

XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO

XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO XIII Encontro de Iniciação Científica IX Mostra de Pós-graduação 06 a 11 de outubro de 2008 BIODIVERSIDADE TECNOLOGIA DESENVOLVIMENTO EPB0178 QUEBRA DO SIGILO PROFISSIONAL EM CASOS DE PEDOFILIA GABRIELE

Leia mais

PROJETO DE EXTENSÃO PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: A ESCOLA COMO ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR E COLETIVO

PROJETO DE EXTENSÃO PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: A ESCOLA COMO ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR E COLETIVO PROJETO DE EXTENSÃO PREVENÇÃO DA VIOLÊNCIA CONTRA CRIANÇAS E ADOLESCENTES: A ESCOLA COMO ESPAÇO DE CONSTRUÇÃO DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR E COLETIVO Área: SERVIÇO SOCIAL Categoria: EXTENSÃO Cristiane

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE

MATRIZ CURRICULAR CURRÍCULO PLENO 1.ª SÉRIE MATRIZ CURRICULAR Curso: Graduação: Regime: Duração: BACHARELADO SERIADO ANUAL - NOTURNO 4 (QUATRO) ANOS LETIVOS Integralização: A) TEMPO TOTAL - MÍNIMO = 04 (QUATRO) ANOS LETIVOS - MÁXIMO = 07 (SETE)

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA 3º PERÍODO A INCLUSÃO SOCIAL NA ESCOLA

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA 3º PERÍODO A INCLUSÃO SOCIAL NA ESCOLA FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA 3º PERÍODO A INCLUSÃO SOCIAL NA ESCOLA Adenilton Santos Moreira* RESUMO Este trabalho analisa a Inclusão social como a capacidade

Leia mais

Documento que marca as reformas na atenção à saúde mental nas Américas.

Documento que marca as reformas na atenção à saúde mental nas Américas. CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas LEVANTAMENTO DOS MARCOS TEÓRICOS E LEGAIS DO CAPS CENTRO DE ATENÇÃO PSICOSSOCIAL 1. Marco Teórico NORMATIVAS

Leia mais

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO

PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO ÓRGÃO RESPONSÁVEL: Secretaria Municipal de Políticas Públicas para Mulher NOME: PROGRAMA Nº- 105 CASA DA MULHER/CENTRO ESPECIALIZADO DE ATENDIMENTO A MULHER CASA ABRIGO Código Descrição FUNÇÃO: 14 Direitos

Leia mais

Boletim Eletrônico Nº. 104 26 de Agosto de 2011

Boletim Eletrônico Nº. 104 26 de Agosto de 2011 Boletim Eletrônico Nº. 104 26 de Agosto de 2011 Este boletim contém as seguintes matérias: - AASPTJ-SP de site novo - PL 49/09: Ajude a pressionar os deputados pela aprovação - Resolução incentiva protagonismo

Leia mais

Relatório de Atividades 2014

Relatório de Atividades 2014 Relatório de Atividades 2014 Aula Inaugural da Psicologia No dia 13 de março de 2014 no auditório da IES ocorreu a aula inaugural do semestre que abordou a temática Psicologia e políticas públicas: reflexões

Leia mais

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO

COMISSÃO DE EDUCAÇÃO COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI N o 6.504, DE 2013 Institui e estabelece a criação da campanha anti-bullying nas escolas públicas e privadas de todo país, com validade em todo Território Nacional.

Leia mais

Especialização em Atendimento Educacional Especializado

Especialização em Atendimento Educacional Especializado Especialização em Atendimento Educacional Especializado 400 horas Escola Superior de Tecnologia e Educação de Rio Claro ASSER Rio Claro Objetivos do curso: De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases, especialmente

Leia mais

NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS.

NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. NOME DO SERVIÇO: SERVIÇO DE CONVIVÊNCIA E FORTALECIMENTO DE VÍNCULOS. DESCRIÇÃO GERAL: Serviço realizado em grupos, organizado a partir de percursos, de modo a garantir aquisições progressivas aos seus

Leia mais

A MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR EM PONTA GROSSA: SUBSÍDIOS PARA O DEBATE

A MULHER VÍTIMA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA E FAMILIAR EM PONTA GROSSA: SUBSÍDIOS PARA O DEBATE 11. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( X ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE ( ) TRABALHO ( ) TECNOLOGIA A MULHER

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO O que buscamos Proporcionar educação com qualidade social para todas as crianças. Erradicar o analfabetismo, ampliar o nível

Leia mais

DIMENSÕES DO TRABAHO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE: O ENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÕES DE TRABALHO PRECOCE

DIMENSÕES DO TRABAHO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE: O ENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÕES DE TRABALHO PRECOCE Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 18 a 22 de outubro, 2010 337 DIMENSÕES DO TRABAHO INFANTIL NO MUNICÍPIO DE PRESIDENTE PRUDENTE: O ENVOLVIMENTO DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM

Leia mais

A ESCOLA COMO ESPAÇO DE SOCIALIZAÇÃO DA CULTURA EM DIREITOS HUMANOS

A ESCOLA COMO ESPAÇO DE SOCIALIZAÇÃO DA CULTURA EM DIREITOS HUMANOS A ESCOLA COMO ESPAÇO DE SOCIALIZAÇÃO DA CULTURA EM DIREITOS HUMANOS Adelaide Alves Dias * * Psicóloga. Mestre em Psicologia Social e Doutora em Educação. Professora do Centro de Educação e pesquisadora

Leia mais

Curso de Especialização em GESTÃO EM SAÚDE MENTAL

Curso de Especialização em GESTÃO EM SAÚDE MENTAL Curso de Especialização em GESTÃO EM SAÚDE MENTAL ÁREA DO CONHECIMENTO: Saúde. NOME DO CURSO: Curso de Pós-Graduação Lato Sensu, especialização em Gestão em Saúde Mental. PERFIL PROFISSIONAL: Entender

Leia mais

Projeto Cardume CMDCA

Projeto Cardume CMDCA Projeto Cardume CMDCA Objetivo: Estabelecer rede de proteção integral a criança e ao adolescente,, bem como suas famílias, reunindo ações governamentais e atividades das organizações da sociedade civil,

Leia mais

Faculdade de Alta Floresta - FAF

Faculdade de Alta Floresta - FAF JOGOS NO PROCESSO DE ENSINO APRENDIZAGEM Olímpia Terezinha da Silva Henicka e Dariléia Marin Quem não se lembra do tempo de escola? Das canções infantis? Das brincadeiras de criança? Dos jogos daquele

Leia mais

PROJETO DE LEI 01-00147/2013 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB) e Laércio Benko (PHS)

PROJETO DE LEI 01-00147/2013 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB) e Laércio Benko (PHS) PROJETO DE LEI 01-00147/2013 dos Vereadores Floriano Pesaro (PSDB) e Laércio Benko (PHS) Estabelece diretrizes para a Política Municipal de Promoção da Cidadania LGBT e Enfrentamento da Homofobia, e dá

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE O MUNICÍPIO DE ARARAQUARA RELATÓRIO CENTRO DE REFERÊNCIA DA MULHER

INFORMAÇÕES SOBRE O MUNICÍPIO DE ARARAQUARA RELATÓRIO CENTRO DE REFERÊNCIA DA MULHER INFORMAÇÕES SOBRE O MUNICÍPIO DE ARARAQUARA O Município de Araraquara está localizado no centro do Estado de São Paulo, possuindo uma área total 1.312 Km2 com 77,37 Km2 ocupados pela área urbana. Sua posição

Leia mais

Boletim Eletrônico Casa Abrigo Betel

Boletim Eletrônico Casa Abrigo Betel Boletim Eletrônico Casa Abrigo Betel 1ª edição Abril de 2011 Nesta edição: Palavra da Presidente Casa Abrigo Betel uma historia de lutas e vitorias. O Serviço Social e a Educação 1 2 3 Palavra da Presidente

Leia mais

2º Semestre de SERVIÇO SOCIAL. - 8 Inscritos -

2º Semestre de SERVIÇO SOCIAL. - 8 Inscritos - 2º Semestre de SERVIÇO SOCIAL - 8 Inscritos - Título: Tráfico Humano infantil Ane Caroline Locatto Gonçalves Bruna Karoline Gonçalves Pereira Eurides Moreira de Santis Lizandra de Jesus Santos Tainá Paula

Leia mais

Ações Socioeducativas

Ações Socioeducativas AÇÕES SOCIOEDUCATIVAS NA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Assistência Social Ações Socioeducativas Garantia dos direitos Inclusão social Desenvolvimento do protagonismo Desenvolvimento da autonomia individual

Leia mais

MAUS TRATOS NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA

MAUS TRATOS NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA MAUS TRATOS NA INFÂNCIA E ADOLESCÊNCIA Gabriela Azevedo Marques da Cunha ¹ Selma Dantas Teixeira Sabra ² É uma problemática complexa que envolve na sua etiologia vários fatores individuais, sociais, culturais

Leia mais

PROPOSTAS DE FORMAÇÃO OFERECIDAS ÀS PROFISSIONAIS DOCENTES DAS CRECHES DA UNICAMP

PROPOSTAS DE FORMAÇÃO OFERECIDAS ÀS PROFISSIONAIS DOCENTES DAS CRECHES DA UNICAMP PROPOSTAS DE FORMAÇÃO OFERECIDAS ÀS PROFISSIONAIS DOCENTES DAS CRECHES DA UNICAMP. Luciane Siqueira das Chagas Pina, Creche Área de Saúde (CAS-UNICAMP), Campinas, SP. lucianec@unicamp.br Este texto foi

Leia mais

A Ética e o Idoso: Comemorando o Dia Internacional da Terceira Idade.

A Ética e o Idoso: Comemorando o Dia Internacional da Terceira Idade. Ministério da Educação Início do Conteúdo A Ética e o Idoso: Comemorando o Dia Internacional da Terceira Idade. Autor e Co-autor(es) Autor Fátima Rezende Naves Dias UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Especial EDUCAÇÃO INCLUSIVA A FAMÍLIA Brasília - 2004 Série: EDUCAÇÃO INCLUSIVA 1. A Fundamentação Filosófica 2. O Município 3 A Escola 4 A Família FICHA TÉCNICA

Leia mais

PLANO FORTALEZA DE AÇÕES INTEGRADAS DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS. www.fortaleza.ce.gov.br

PLANO FORTALEZA DE AÇÕES INTEGRADAS DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS. www.fortaleza.ce.gov.br PLANO FORTALEZA DE AÇÕES INTEGRADAS DE ENFRENTAMENTO AO CRACK E OUTRAS DROGAS www.fortaleza.ce.gov.br EIXOS DO PLANO DE ENFRENTAMENTO AO CRACK 1. Gestão e Informação 2. Prevenção e Mobilização Social 3.

Leia mais

ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES

ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES ANEXO II CONDIÇÕES E CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO PARA APOIO E/ OU IMPLANTAÇÃO DE ÓRGÃOS COLEGIADOS E APOIO A FÓRUNS E REDES I ÁREAS DE INTERESSE Criança e Adolescente Apoio aos Fóruns, Comitês, Associações

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO MEMÓRIA DO VIII ENCONTRO CATARINENSE DE SAÚDE MENTAL

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO MEMÓRIA DO VIII ENCONTRO CATARINENSE DE SAÚDE MENTAL MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA FEDERAL DOS DIREITOS DO CIDADÃO MEMÓRIA DO VIII ENCONTRO CATARINENSE DE SAÚDE MENTAL PERÍODO: 03 a 05 de novembro de 2009 LOCAL: Centro de Cultura e Eventos-Universidade

Leia mais

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MESTRADO EM PLANEJAMENTO E GOVERNANÇA PÚBLICA

UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MESTRADO EM PLANEJAMENTO E GOVERNANÇA PÚBLICA UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ MESTRADO EM PLANEJAMENTO E GOVERNANÇA PÚBLICA REDE DE PROTEÇÃO À CRIANÇA E AO ADOLESCENTE EM SITUAÇÃO DE RISCO PARA A VIOLÊNCIA PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA

Leia mais

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1

EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1 EDUCAÇÃO AMBIENTAL: ELEMENTO FUNDAMENTAL NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM 1 Autora: Maria Thaís de Oliveira Batista Graduanda do Curso de Pedagogia Unidade Acadêmica de Educação/CFP/UFCG Email: taholiveira.thais@gmail.com

Leia mais

O TRATAMENTO BIO-PSICO-SÓCIO-ESPIRITUAL

O TRATAMENTO BIO-PSICO-SÓCIO-ESPIRITUAL O TRATAMENTO BIO-PSICO-SÓCIO-ESPIRITUAL Roberto Lúcio Vieira de Souza Ciência e religião... são amigas, não adversárias, na busca comum por conhecimento. John Polkinghorne Físico e Teólogo Se estás doente,

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA CENTRO DE REFERÊNCIAS TÉCNICAS EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONVERSANDO SOBRE A PSICOLOGIA E O SUAS

CONSELHO REGIONAL DE PSICOLOGIA CENTRO DE REFERÊNCIAS TÉCNICAS EM PSICOLOGIA E POLÍTICAS PÚBLICAS CONVERSANDO SOBRE A PSICOLOGIA E O SUAS A sistematização que segue refere-se aos pontos trabalhados pelo grupo, no sentido de ativar a reflexão de questões que seriam tratadas no Encontro Estadual dos Trabalhadores do SUAS, realizado dia 16

Leia mais

Articular o Conselho Escolar, os Grêmios Estudantis, os trabalhadores de educação, as Associações de Pais e Mestres e a comunidade em geral.

Articular o Conselho Escolar, os Grêmios Estudantis, os trabalhadores de educação, as Associações de Pais e Mestres e a comunidade em geral. EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Garantir a elaboração e implementação da Política e do Plano Decenal de Direitos Humanos de Criança e Adolescente nos âmbitos federal, estadual,

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Dourados 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Pedagogia Obs.: Para proposta

Leia mais

Você no Parlamento. Consulta Pública. Cooperação Técnica entre a CâmaraMunicipal de São Paulo e a Rede Nossa São Paulo

Você no Parlamento. Consulta Pública. Cooperação Técnica entre a CâmaraMunicipal de São Paulo e a Rede Nossa São Paulo Consulta Pública Você no Parlamento Cooperação Técnica entre a CâmaraMunicipal de São Paulo e a Rede Nossa São Paulo Termo de 18/04/2011 e Aditamento de 06/06/2011 Consulta pública com a população de São

Leia mais

Conheça as propostas formuladas nos eventos preparatórios em todo o estado de SP

Conheça as propostas formuladas nos eventos preparatórios em todo o estado de SP Eixo: 1. Democratização do Sistema Conselhos e Ampliação das formas de interação com a categoria Proposta: AMPLIAR A PARTICIPAÇÃO DO SISTEMA CONSELHOS NAS UNIVERSIDADES, GARANTINDO MAIOR DIVULGAÇÃO, INFORMAÇÃO

Leia mais

Educar na diversidade do MEC - Um projeto em dois Municípios do Brasil

Educar na diversidade do MEC - Um projeto em dois Municípios do Brasil Educar na diversidade do MEC - Um projeto em dois Municípios do Brasil Windyz B. Ferreira, Mércia Chavier e Alessandra Mendes Neste artigo apresentam-se experiências desenvolvidas por dois municípios brasileiros

Leia mais

SISEB Informa. 7º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias. Ensino a distância (EAD) SisEB Curso: Ação cultural em bibliotecas

SISEB Informa. 7º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias. Ensino a distância (EAD) SisEB Curso: Ação cultural em bibliotecas Ano I Número 6 setembro 2014 3 Ensino a distância (EAD) SisEB Curso: Ação cultural em bibliotecas 7º Seminário Internacional de Bibliotecas Públicas e Comunitárias página 4 6 Encontro Prêmio São Paulo

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES PCTI 2014

RELATÓRIO DE ATIVIDADES PCTI 2014 PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 7ª REGIÃO PROGRAMA DE COMBATE AO TRABALHO INFANTIL (PCTI) GESTÃO REGIONAL RELATÓRIO DE ATIVIDADES PCTI 2014 www.trt7.jus.br/trabalhoinfantil SEMANA CEARENSE

Leia mais

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 9

CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 9 CANDIDATOS DA MICRORREGIÃO 9 Nome de urna: Jacque Pache Número: 9011 Experiência na Área da Infância: - conselheira tutelar 2008/2011. - assistente direção: fundação de proteção especial RS. FPE - Coordenadora

Leia mais

Observação: De acordo com o art.2º da Lei 8.069/90 Estatuto da Criança e Adolescente :

Observação: De acordo com o art.2º da Lei 8.069/90 Estatuto da Criança e Adolescente : TRABALHO É toda atividade humana, remunerada ou não, sistemática, obrigatória, que pode ou não exigir conhecimentos específicos sobre determinado tema, arte ou ofício, cujo objetivo é o alcance de uma

Leia mais

A Rede de Atenção à Saúde Mental no Paraná. Coordenação Estadual de Saúde Mental Abril 2014

A Rede de Atenção à Saúde Mental no Paraná. Coordenação Estadual de Saúde Mental Abril 2014 A Rede de Atenção à Saúde Mental no Paraná Coordenação Estadual de Saúde Mental Abril 2014 Da segregação à conquista da cidadania 1980 mobilização dos usuários, familiares e trabalhadores de saúde visando

Leia mais