Curso Wellington Matemática Permutação e Princípio Fundamental da Contagem Prof Hilton Franco

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Curso Wellington Matemática Permutação e Princípio Fundamental da Contagem Prof Hilton Franco"

Transcrição

1 1. Para a prova de um concurso vestibular, foram elaboradas 14 questões, sendo 7 de Português, 4 de Geografia e 3 de Matemática. Diferentes versões da prova poderão ser produzidas, permutando-se livremente essas 14 questões. a) Quantas versões distintas da prova poderão ser produzidas? b) A instituição responsável pelo vestibular definiu as versões classe A da prova como sendo aquelas que seguem o seguinte padrão: as 7 primeiras questões são de Português, a última deve ser uma questão de Matemática e, ainda mais: duas questões de Matemática não podem aparecer em posições consecutivas. Quantas versões classe A distintas da prova poderão ser produzidas? c) Dado que um candidato vai receber uma prova que começa com 7 questões de Português, qual é a probabilidade de que ele receba uma versão classe A? 2. O perfil lipídico é um exame médico que avalia a dosagem dos quatro tipos principais de gorduras (lipídios) no sangue: colesterol total (CT), colesterol HDL (conhecido como bom colesterol ), colesterol LDL (o mau colesterol ) e triglicérides (TG). Os valores desses quatro indicadores estão relacionados pela fórmula de Friedewald: CT = LDL + HDL + TG/5. A tabela abaixo mostra os valores normais dos lipídios sanguíneos para um adulto, segundo o laboratório SangueBom. Indicador CT LDL HDL TG Valores normais Até 200 mg/dl Até 130 mg/dl Entre 40 e 60 mg/dl Até 150 mg/dl a) O perfil lipídico de Pedro revelou que sua dosagem de colesterol total era igual a 198 mg/dl, e que a de triglicérides era igual a 130 mg/dl. Sabendo que todos os seus indicadores estavam normais, qual o intervalo possível para o seu nível de LDL? b) Acidentalmente, o laboratório SangueBom deixou de etiquetar as amostras de sangue de cinco pessoas. Determine de quantos modos diferentes seria possível relacionar essas amostras às pessoas, sem qualquer informação adicional. Na tentativa de evitar que todos os exames fossem refeitos, o laboratório analisou o tipo sanguíneo das amostras, e detectou que três delas eram de sangue O + e as duas restantes eram de sangue A +. Nesse caso, supondo que cada pessoa indicasse seu tipo sanguíneo, de quantas maneiras diferentes seria possível relacionar as amostras de sangue às pessoas? 3. Uma rede é formada de triângulos equiláteros congruentes, conforme a representação abaixo. Uma formiga se desloca do ponto A para o ponto B sobre os lados dos triângulos, percorrendo X caminhos distintos, cujos comprimentos totais são todos iguais a d. Sabendo que d corresponde ao menor valor possível para os comprimentos desses caminhos, X equivale a: a) 20 Página 1 de 15

2 b) 15 c) 12 d) A prefeitura de certo município solicitou ao Governo Federal uma verba para a execução das seguintes obras: saneamento básico; calçamento de ruas; construção de uma escola; construção de uma creche; construção de casas populares. O Governo Federal aprovou a concessão da verba solicitada, na condição de que fosse estabelecida uma ordem na execução das obras, de modo que, tendo sido liberada a verba para a primeira obra, a verba para a segunda só seria liberada após a conclusão da primeira, e assim sucessivamente até a execução da última obra. Nesse contexto, considere o planejamento feito pela prefeitura: a primeira obra escolhida foi a construção das casas populares; o calçamento das ruas só poderá ser executado com o saneamento básico concluído. Atendendo às condições estabelecidas pelo Governo Federal e ao planejamento da prefeitura, é correto afirmar que o número de maneiras possíveis e distintas para a realização dessas 5 obras é: a) 8 b) 10 c) 12 d) 14 e) Considerando um sorteio de n objetos, sorteados um a um, em uma coleção de m objetos distintos (onde m é estritamente maior que n, e ambos são maiores ou iguais a dois), analise as afirmativas e conclua. ( ) Se o sorteio for feito sem reposição dos objetos sorteados, a quantidade de sorteios possíveis nos quais a ordem dos elementos sorteados não é levada em consideração (combinações) é, independentemente dos valores de m e n, estritamente maior que a quantidade de tais sorteios nos quais a ordem dos elementos sorteados é relevante (arranjos). ( ) Se o sorteio for feito com reposição dos objetos sorteados, a quantidade de sorteios possíveis nos quais a ordem dos elementos sorteados não é levada em consideração (combinações) é, independentemente dos valores de m e n, estritamente maior que a quantidade de tais sorteios nos quais a ordem dos elementos sorteados é relevante (arranjos). ( ) Se o sorteio for feito sem reposição dos objetos sorteados, a quantidade de sorteios possíveis nos quais a ordem dos elementos sorteados não é levada em consideração (combinações) é, independentemente dos valores de m e n, estritamente menor que a quantidade de tais sorteios nos quais a ordem dos elementos sorteados é relevante (arranjos). ( ) Se o sorteio for feito com reposição dos objetos sorteados, a quantidade de sorteios possíveis nos quais a ordem dos elementos sorteados não é levada em consideração (combinações) é, independentemente dos valores de m e n, estritamente menor que a quantidade de tais sorteios nos quais a ordem dos elementos sorteados é relevante (arranjos). ( ) Independentemente, se o sorteio for feito com ou sem reposição dos objetos sorteados, a quantidade de sorteios possíveis nos quais a ordem dos elementos sorteados não é levada em consideração (combinações) é, independentemente dos valores de m e n, estritamente menor que a quantidade de tais sorteios nos quais a ordem dos elementos sorteados é relevante (arranjos). 6. a) Quantos são os números inteiros positivos de quatro algarismos, escolhidos sem repetição, entre 1, 3, 5, 6, 8, 9?

3 b) Dentre os números inteiros positivos de quatro algarismos citados no item a), quantos são divisíveis por 5? c) Dentre os números inteiros positivos de quatro algarismos citados no item a), quantos são divisíveis por 4? 7. Um grafo é uma figura constituída de um número finito de arestas ou arcos, cujas extremidades são chamadas vértices. Em um grafo, a ordem de um vértice é o número de extremidades de arestas ou arcos que se apoiam naquele vértice. A figura 1 é um grafo cujos vértices A e C possuem ordem 3 (o vértice A é o apoio de um arco cujas extremidades coincidem) e os demais vértices possuem ordem 2. Além disso, dizemos que um grafo admite um passeio de Euler se existir um caminho do qual façam parte todas as arestas ou arcos desse grafo, sendo possível desenhá-lo sem tirar o lápis do papel e passando-o uma única vez em cada aresta ou arco. Na figura 1 é possível fazer um passeio de Euler partindo-se apenas dos vértices A ou C. Por exemplo, um possível passeio pode ser representado pela sequência de vértices dada por: AABCDEFC. Consideres os grafos: Os que admitem um passeio de Euler são apenas: a) I e III. b) I e IV. c) I, II e V. d) I, III e IV. e) I, IV e V. 8. Um marcador digital é formado por sete segmentos no formato de um 8. Para formar um Página 3 de 15

4 símbolo, cada segmento pode ficar iluminado ou apagado, com pelo menos um segmento iluminado. Dizemos que um símbolo é conexo se não existe segmento iluminado isolado dos demais. Por exemplo: os três símbolos representados na figura 1 a seguir são conexos e distintos; já o símbolo da figura 2 não é conexo. Os símbolos ilustrados têm, todos, três segmentos iluminados. Desenhe TODOS os símbolos conexos formados por três segmentos iluminados. 9. No aniversário de 20 anos de uma escola, seu fundador fez a seguinte declaração: Nesses 20 anos, formamos 25 alunos que hoje são professores desta casa e 30 alunos que hoje são médicos. Entretanto, em nenhum ano formamos mais do que dois desses médicos e nem mais do que três desses professores. É correto afirmar que, certamente, a) em todos os anos formou-se pelo menos um dos professores. b) em todos os anos formou-se pelo menos um dos médicos. c) em pelo menos um ano não se formou nenhum médico e nenhum professor. d) em pelo menos um ano formou-se pelo menos um médico e pelo menos um professor. e) em pelo menos um ano formou-se pelo menos um médico e nenhum professor. 10. Muitos consideram a Internet como um novo continente que transpassa fronteiras geográficas e conecta computadores dos diversos países do globo. Atualmente, para que as informações migrem de um computador para outro, um sistema de endereçamento denominado IPv4 (Internet Protocol Version 4) é usado. Nesse sistema, cada endereço é constituído por quatro campos, separados por pontos. Cada campo, por sua vez, é um número inteiro no intervalo [0, 2 8-1]. Por exemplo, o endereço IPv4 do servidor WEB da UFF é Um novo sistema está sendo proposto: o IPv6. Nessa nova versão, cada endereço é constituído por oito campos e cada campo é um número inteiro no intervalo [0, ]. Com base nessas informações, é correto afirmar que

5 a) o número de endereços diferentes no sistema IPv6 é o quádruplo do número de endereços diferentes do sistema IPv4. b) existem exatamente 4.(2 8-1) endereços diferentes no sistema IPv4. c) existem exatamente 2 32 endereços diferentes no sistema IPv4. d) o número de endereços diferentes no sistema IPv6 é o dobro do número de endereços diferentes do sistema IPv4. e) existem exatamente (2 8-1) 4 endereços diferentes no sistema IPv Dois times de basquete, cada um deles representando uma Etec, vão disputar um torneio. As regras do torneio são as seguintes: o primeiro que ganhar dois jogos seguidos ou um total de três jogos vence o torneio. Por exemplo, considerando as Etecs A e B, tem-se que: se A vence o primeiro e o segundo jogos, então A vence o torneio ou se B vence o primeiro; A, o segundo; B, o terceiro; A, o quarto e B, o quinto jogo; então B vence o torneio. Supondo que não haja empates, o número de modos distintos pelos quais o torneio pode se desenvolver até a final é a) 12. b) 10. c) 6. d) 5. e) 3. TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Uma máquina contém pequenas bolas de borracha de 10 cores diferentes, sendo 10 bolas de cada cor. Ao inserir uma moeda na máquina, uma bola é expelida ao acaso. Observe a ilustração: 12. Para garantir a retirada de 4 bolas de uma mesma cor, o menor número de moedas a serem inseridas na máquina corresponde a: a) 5 b) 13 c) 31 d) 40 TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Um país possui de eleitores, divididos igualmente entre 10 estados. A tabela a seguir mostra o resultado final da votação para a escolha do novo presidente, quando todos os eleitores votaram. Candidato Percentual dos eleitores X 52% Y 25% Página 5 de 15

6 Z 20% Votos brancos e nulos 3% 13. Analisando o percentual de votos recebidos pelo candidato X na eleição, é correto afirmar que a) os votos recebidos por ele foram dados em pelo menos 6 estados diferentes. b) ele foi necessariamente o mais votado em todos os estados do país. c) ele necessariamente recebeu votos em todos os estados do país. d) é possível que ele não tenha sido primeiro colocado em nenhum dos 10 estados. e) é possível que ele não tenha recebido votos em 5 estados diferentes. 14. A figura mostra a planta de um bairro de uma cidade. Uma pessoa quer caminhar do ponto A ao ponto B por um dos percursos mais curtos. Assim, ela caminhará sempre nos sentidos de baixo para cima ou da esquerda para a direita. O número de percursos diferentes que essa pessoa poderá fazer de A até B é: a) b) c) 924. d) 792. e) João mora na cidade A e precisa visitar cinco clientes, localizados em cidades diferentes da sua. Cada trajeto possível pode ser representado por uma sequência de 7 letras. Por exemplo, o trajeto ABCDEFA, informa que ele saíra da cidade A, visitando as cidades B, C, D, E e F nesta ordem, voltando para a cidade A. Além disso, o número indicado entre as letras informa o custo do deslocamento entre as cidades. A figura mostra o custo de deslocamento entre cada uma das cidades. Como João quer economizar, ele precisa determinar qual o trajeto de menor custo para visitar

7 os cinco clientes. Examinando a figura, percebe que precisa considerar somente parte das sequências, pois os trajetos ABCDEFA e AFEDCBA têm o mesmo custo. Ele gasta 1 min30s para examinar uma sequência e descartar sua simétrica, conforme apresentado. O tempo mínimo necessário para João verificar todas as sequências possíveis no problema é de a) 60 min. b) 90 min. c) 120 min. d) 180 min. e) 360 min. 16. Observe a tirinha de quadrinhos, a seguir: A Mônica desafia seus amigos, numa brincadeira de cabo de guerra. Supondo que a posição da Mônica pode ser substituída por qualquer um de seus amigos, e que ela pode ocupar o outro lado, junto com os demais, mantendo-se em qualquer posição, o número de maneiras distintas que podem ocorrer nessa brincadeira será igual a a) 60. b) 150. c) 600. d) Com os algarismos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 são formados números de 5 algarismos distintos. Entre eles, são divisíveis por 5: a) 120 números. b) 30 números. c) 60 números. d) 20 números. e) 180 números. 18. Identifique as afirmativas a seguir como verdadeiras (V) ou falsas (F). ( ) Sabe-se que uma matriz A é inversível se existir uma matriz B tal que AB = BA = I n, onde é a matriz I n é a matriz unidade de ordem n. A inversa da matriz 2 2. ( ) Um restaurante típico da região do litoral oferece as seguintes entradas: casquinha de siri, panqueca de siri, ostras, saladas, caranguejo. Os pratos principais são: peixe com gengibre, indaiá, caldeirada, filé de linguado. As sobremesas disponíveis são bolinho de polvilho, bolo de pinhão, mbojape (bolo de milho), canjica, arroz doce, milho. Com toda Página 7 de 15

8 essa variedade, um cliente pode escolher de noventa formas diferentes uma entrada, um prato principal e uma sobremesa. ( ) Se numa pesca típica no estuário de Guaratuba um pescador pesca seis garoupas, dois robalos e dez betaras, e se um peixe destes for escolhido ao acaso, a probabilidade de ele não ser betara é igual à probabilidade de ele ser robalo ou garoupa. π =. ( ) É verdadeira a igualdade sen 8 2 Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo. a) V F V F. b) V F F F. c) V F V V. d) F V F F. e) F V V V. 19. Identifique as afirmativas a seguir como verdadeiras (V) ou falsas (F). 1 x f ( x ) = log, então f ( 2) + f ( 3) = log ( 6 ). ( ) Dada a função 1+ x i são ± i. 2 2 ( ) As raízes do número complexo 2 i são ( ) Para que ( ) ( ) 2 n! = 1, 2n! 10 n deve ser igual a 4. ( ) É correta a igualdade = Assinale a alternativa que apresenta a sequência correta, de cima para baixo. a) F V F V. b) V F F V. c) V F V V. d) V V V F. e) F V F F. 20. Assinale a(s) proposição(ões) correta(s). 01) Em O homem que calculava, de Malba Tahan, pseudônimo do professor Júlio César de Mello e Souza, o leitor não somente aprende Matemática como também belos exemplos de ensinamentos morais, apresentados ao longo das histórias que compõem o livro. Um dos problemas mais conhecidos é o da divisão dos 35 camelos que deveriam ser repartidos por três herdeiros, do seguinte modo: o mais velho deveria receber a metade da herança; o segundo deveria receber um terço da herança e o terceiro, o mais moço, deveria receber um nono da herança. Feita a partilha, de acordo com as determinações do testador, acima 17 referidas, ainda haveria a sobra de um camelo mais 18 de camelo. 02) Considere a operação Ψ que aplicada a um par (x, y) nos dá a raiz quadrada da soma de x com y, ou seja, x Ψ y = x + y Se x = 3a + 1 e y = a + 15 e aplicarmos a operação Ψ, obteremos 2 a ) Na tabela seguinte está representada a distribuição, por turno, dos alunos da última fase do curso de Matemática de uma universidade. Diurno Noturno Mulheres 9 4 Homens 5 2

9 Três alunos do curso são escolhidos ao acaso para formarem a comissão de formatura. A probabilidade de que a comissão seja composta por duas pessoas do noturno e uma do diurno é de 7/38. 08) Na final do revezamento 4 x 100 m livre masculino, no Mundial de Natação, em Roma 2009, participaram: Estados Unidos, Rússia, França, Brasil, Itália, África do Sul, Reino Unido e Austrália. Os distintos modos pelos quais poderiam ter sido distribuídas as medalhas de ouro, prata e bronze são em número de ) Formados e colocados em ordem alfabética os anagramas da palavra AMOR, a posição correspondente à palavra ROMA é a 23ª. Página 9 de 15

10 Gabarito: Resposta da questão 1: a) 14! versões diferentes da prova b) As questões serão assim dispostas: PPPPPPP MGMGGGM PPPPPPP MGGMGGM PPPPPPP MGGGMGM PPPPPPP GMGMGGM PPPPPPP GGMGMGM PPPPPPP GMGGMGM 7!, 4!. 3!. 6 = c) P = 7!.4!.3! 6 = 7!.7! 35 Resposta da questão 2: a) Sabendo que a dosagem de colesterol total é igual a 198 mg dl e que a de triglicérides é igual a 130 mg dl, temos: = LDL + HDL + HDL = 172 LDL. 5 De acordo com a tabela, para indicadores normais devemos ter: HDL = 172 LDL LDL 130 LDL 130 LDL 130 e e 40 HDL LDL LDL LDL 130. Portanto, o intervalo possível para o nível de LDL é [112,130]. b) Sem qualquer informação adicional, é possível relacionar as amostras às pessoas de P5 = 5! = 120 maneiras. Se cada pessoa indicasse seu tipo sanguíneo, seria possível relacionar as amostras de sangue O+ de P3 = 3! = 6 maneiras, enquanto que as amostras de sangue A + poderiam ser relacionadas de P2 = 2! = 2 maneiras. Desse modo, pelo PFC, o resultado pedido é 6 2 = 12. Resposta da questão 3: [B]

11 O menor caminho será formado por dois lados inclinados (decidas) e quatro lados horizontais. 2,4 6! P 6 = 2!.4! = 15 Resposta da questão 4: [C] 4! 12 2 = (foi divido por 2 pois o saneamento básico deve aparecer antes do calçamento) Resposta da questão 5: F F F V F. (F) O número de combinações é menor ou igual ao número de arranjos; (F) O número de combinações é menor ou igual ao número de arranjos; (F) O número de combinações é menor ou igual ao número de arranjos; (V) Verdadeiro. (F) O número de combinações é menor ou igual ao número de arranjos. Resposta da questão 6: Resposta da questão 7: [E] Os únicos grafos que admitem um passeio de Euler são o I (ABCDEFA), o IV (CDEFDACBB) e o V (DEFDABCA). Resposta da questão 8: São 16 símbolos conexos com três segmentos iluminados. Resposta da questão 9: [D] Como em nenhum ano a escola formou mais do que 3 professores, em pelo menos 9 anos foram formados professores. Por outro lado, em nenhum ano a escola formou mais do que 2 médicos. Logo, em pelo menos 15 anos foram formados médicos. Portanto, como = 24 > 20, temos que em pelo menos um ano formou-se pelo menos um Página 11 de 15

12 médico e pelo menos um professor. Resposta da questão 10: [C] Há (2 1) 0 + 1= 2 números inteiros no intervalo [0, 2 1]. Logo, pelo PFC, existem exatamente = 2 endereços diferentes no sistema IPv4. Resposta da questão 11: [B] Há 10 modos distintos pelos quais o torneio pode se desenvolver: BABAA AA BB BAA ABB BABB ABAA BABAB ABABA ABABB Resposta da questão 12: [C] Inserindo 3 10 = 30 moedas ainda teríamos a possibilidade de obtermos exatamente 3 bolas de cada cor. Logo, para garantir a retirada de 4 bolas de uma mesma cor, deverão ser inseridas = 31 moedas. Resposta da questão 13: [A] = De acordo com o enunciado, cada estado do país possui 10 eleitores. Logo, como o candidato X obteve 0, = votos, pelo Princípio das Gavetas de = 6 Dirichlet, temos que ele recebeu votos em pelo menos estados. Obs.: [x] é o maior inteiro menor do que ou igual a x. Resposta da questão 14: [D] D = para direita C = para cima Em qualquer caminho mais curto a pessoa terá que se deslocar 7 vezes para direita e 5 vezes para cima, em qualquer ordem. Exemplo DDCDCDDCCDCD logo o número de percursos será dado por:

13 12! = 7!.5! 7,5 12 = P 792 Resposta da questão 15: [B] 5! = 120 sequências possíveis para se visitar as 5 cidades. Desconsiderando as simétricas, termos 60 sequências para visitar, logo o tempo necessário será de 1,5. 60 = 90 minutos. Resposta da questão 16: [D] Cinco crianças para cinco posições. P 5 = 5! = 120 Resposta da questão 17: [A] O números divisíveis por 5, utilizando os algarismos acima, deverão terminar em 5. Logo, teremos 5! números possíveis, isto é, 120. Resposta da questão 18: [A] = (Verdadeira) 2 2 (Falsa) = 120 (Verdadeira) eventos complementares. (Falsa) π 2 π 2 π cos = cos sen π 2 π cos = 1 2sen π = 1 2sen 2 8 π 2 2 sen = 8 2 Resposta da questão 19: [B] log + log = log log = log6 = log6 (Verdadeira) log = (o gabarito oficial considerou esta questão como certa, mas não existe logaritmo de número negativo. A passagem assinalada contraria a definição. (Falsa) 3 i 3 3i + = Página 13 de 15

14 (Falsa) Fazendo n = 4 temos 4! 1 = 8! 1680 ( 1+ 3 ) 2 = = (Verdadeira) Resposta da questão 20: = = 01) (verdadeira), pois ) (falsa) 3a + 1+ a + 15 = 4a + 16 = 4.(a + 4) = 2 a = )(verdadeira) 2 08) (falsa) = ) (falsa) começando por: A ! M-----3! O ----3! RA...2! RM...2! ROAM ROMA (vigésima quarta posição)

15 Resumo das questões selecionadas nesta atividade Data de elaboração: 20/09/2011 às 18:24 Nome do arquivo: Permutação Legenda: Q/Prova = número da questão na prova Q/DB = número da questão no banco de dados do SuperPro Q/prova Q/DB Matéria Fonte Tipo Matemática...Fuvest/ Analítica Matemática...Unicamp/ Analítica Matemática...Uerj/ Múltipla escolha Matemática...Ufpb/ Múltipla escolha Matemática...Upe/ Verdadeiro/Falso Matemática...Fuvest/ Analítica Matemática...Unesp/ Múltipla escolha Matemática...Ufrj/ Analítica Matemática...Insper/ Múltipla escolha Matemática...Uff/ Múltipla escolha Matemática...G1 - cps/ múltipla escolha Matemática...Uerj/ Múltipla escolha Matemática...Insper/ Múltipla escolha Matemática...Unesp/ Múltipla escolha Matemática...Enem/ Múltipla escolha Matemática...Uemg/ Múltipla escolha Matemática...Unemat/ Múltipla escolha Matemática...Ufpr/ Múltipla escolha Matemática...Ufpr/ Múltipla escolha Matemática...Ufsc/ Somatória Página 15 de 15

elementos. Caso teremos: elementos. Também pode ocorrer o seguinte fato:. Falsa. Justificativa: Caso, elementos.

elementos. Caso teremos: elementos. Também pode ocorrer o seguinte fato:. Falsa. Justificativa: Caso, elementos. Soluções dos Exercícios de Vestibular referentes ao Capítulo 1: 1) (UERJ, 2011) Uma máquina contém pequenas bolas de borracha de 10 cores diferentes, sendo 10 bolas de cada cor. Ao inserir uma moeda na

Leia mais

Teoria das Probabilidades

Teoria das Probabilidades Teoria das Probabilidades Qual a probabilidade de eu passar no vestibular? Leandro Augusto Ferreira Centro de Divulgação Científica e Cultural Universidade de São Paulo São Carlos - Abril / 2009 Sumário

Leia mais

TRABALHO DE MATEMÁTICA II

TRABALHO DE MATEMÁTICA II TRABALHO DE MATEMÁTICA II Prof. Sérgio Tambellini 2 o Trimestre / 2012 2 o Amarelo Questão 04 FUVEST 2010 GRUPO 1 Maria deve criar uma senha de 4 dígitos para sua conta bancária. Nessa senha, somente os

Leia mais

Disciplina: Matemática Data da entrega: 18/04/2015.

Disciplina: Matemática Data da entrega: 18/04/2015. Lista de Exercícios - 02 Aluno (a): Nº. Professor: Flávio Turma: 2ª série (ensino médio) Disciplina: Matemática Data da entrega: 18/04/2015. Observação: A lista deverá apresentar capa, enunciados e as

Leia mais

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 18 PROBABILIDADE DE MAIS DE UM EVENTO Como pode cair no enem (ENEM) Em um jogo disputado em uma mesa de sinuca, há 16 bolas: 1 branca e 15 coloridas, as quais, de acordo com

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 2014-2 INSPER. ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR 2014-2 INSPER. ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DO VESTIBULAR - INSPER. ANÁLISE QUANTITATIVA E LÓGICA POR PROFA. MARIA ANTÔNIA C. GOUVEIA Utilize as informações a seguir para as questões e. Uma estação de trens é constituída

Leia mais

1) a n = a 1 + (n-1) r 9)

1) a n = a 1 + (n-1) r 9) MATEMÁTICA FORMULÁRIO 0 o 45 o 60 o sen cos tg ) a n = a + (n-) r 9) C p n = n! p! (n p)! a + an ) S n = n 0) V cilindro = π r h ) a n = a q n ) V cubo = a n a ( q ) 4) Sn= q ) (x a) + (y b) = r a 5) S

Leia mais

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Triângulo de Pascal Propostas de resolução

MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Triângulo de Pascal Propostas de resolução MATEMÁTICA A - 12o Ano Probabilidades - Triângulo de Pascal Propostas de resolução Exercícios de exames e testes intermédios 1. A linha do triângulo de Pascal em que a soma dos dois primeiros elementos

Leia mais

FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO

FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO FCHS - FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS PRIAD PROGRAMA DE REVISÃO INTENSIVA EM ADMINISTRAÇÃO TEMA PRIAD PROBABILIDADES E APLICAÇÕES PRÁTICAS DATA / / ALUNO RA TURMA 1) Num levantamento realizado

Leia mais

Revisão ENEM. Conjuntos

Revisão ENEM. Conjuntos Revisão ENEM Conjuntos CONJUNTO DOS NÚMEROS NATURAIS N Números naturais são aqueles utilizados na contagem dos elementos de um conjunto. N = {0,1,2,3,...} N* = {1,2,3,4,...} CONJUNTO DOS NÚMEROS INTEIROS

Leia mais

CAPÍTULO 04 NOÇÕES DE PROBABILIDADE

CAPÍTULO 04 NOÇÕES DE PROBABILIDADE CAPÍTULO 0 NOÇÕES DE PROBABILIDADE. ESPAÇO AMOSTRAL É o conjunto de todos os possíveis resultados de um experimento aleatório. No lançamento de uma moeda perfeita (não viciada) o espaço amostral é S =

Leia mais

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/12/2011 pelo CEPERJ

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/12/2011 pelo CEPERJ Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística SEFAZ - Analista em Finanças Públicas Prova realizada em 04/1/011 pelo CEPERJ 59. O cartão de crédito que João utiliza cobra 10% de juros ao mês,

Leia mais

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat Permutação e Arranjo

Exercícios de Aprofundamento 2015 Mat Permutação e Arranjo 1. (Uerj 015) Uma criança ganhou seis picolés de três sabores diferentes: baunilha, morango e chocolate, representados, respectivamente, pelas letras B, M e C. De segunda a sábado, a criança consome um

Leia mais

VESTIBULAR 2004 - MATEMÁTICA

VESTIBULAR 2004 - MATEMÁTICA 01. Dividir um número real não-nulo por 0,065 é equivalente a multiplicá-lo por: VESTIBULAR 004 - MATEMÁTICA a) 4 c) 16 e) 1 b) 8 d) 0. Se k é um número inteiro positivo, então o conjunto A formado pelos

Leia mais

Matemática SSA 2 REVISÃO GERAL 1

Matemática SSA 2 REVISÃO GERAL 1 1. REVISÃO 01 Matemática SSA REVISÃO GERAL 1. Um recipiente com a forma de um cone circular reto de eixo vertical recebe água na razão constante de 1 cm s. A altura do cone mede cm, e o raio de sua base

Leia mais

1ª Parte Questões de Múltipla Escolha

1ª Parte Questões de Múltipla Escolha MATEMÁTICA 11 a 1ª Parte Questões de Múltipla Escolha A soma dos cinco primeiros termos de uma PA vale 15 e o produto desses termos é zero. Sendo a razão da PA um número inteiro e positivo, o segundo termo

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 2011 1 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia.

PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 2011 1 a Fase. RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR a Fase Profa. Maria Antônia Gouveia. Questão. Considerando-se as funções f: R R e g: R R definidas por f(x) = x e g(x) = log(x² + ), é correto afirmar: () A função

Leia mais

Princípio Fundamental da Contagem

Princípio Fundamental da Contagem Princípio Fundamental da Contagem 1. (Uem 2013) Seja A o seguinte conjunto de números naturais: A {1, 2, 4, 6, 8}. Assinale o que for correto. 01) Podem ser formados exatamente 24 números ímpares com 4

Leia mais

TRABALHO DE MATEMÁTICA II

TRABALHO DE MATEMÁTICA II TRABALHO DE MATEMÁTICA II Prof. Sérgio Tambellini 2 o Trimestre / 2012 2 o Azul Questão 04 GRUPO 1 (FUVEST2010) Maria deve criar uma senha de 4 dígitos para sua conta bancária. Nessa senha, somente os

Leia mais

Eventos independentes

Eventos independentes Eventos independentes Adaptado do artigo de Flávio Wagner Rodrigues Neste artigo são discutidos alguns aspectos ligados à noção de independência de dois eventos na Teoria das Probabilidades. Os objetivos

Leia mais

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-2010 - APO

Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-2010 - APO Resoluções comentadas de Raciocínio Lógico e Estatística - SEPLAG-010 - APO 11. O Dia do Trabalho, dia 1º de maio, é o 11º dia do ano quando o ano não é bissexto. No ano de 1958, ano em que o Brasil ganhou,

Leia mais

MATEMÁTICA PARA VENCER. Apostilas complementares APOSTILA 09: PROVA CMBH SIMULADA. Pré-Curso. www.laercio.com.br

MATEMÁTICA PARA VENCER. Apostilas complementares APOSTILA 09: PROVA CMBH SIMULADA. Pré-Curso. www.laercio.com.br MATEMÁTICA PARA VENCER Apostilas complementares APOSTILA 09: PROVA CMBH SIMULADA Pré-Curso www.laercio.com.br APOSTILA 09 Colégio Militar 6º ano PROVA CMBH SIMULADA PRÉ-CURSO COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE,

Leia mais

- PROVA OBJETIVA - Câmpus Santos Dumont - Edital 005/2014

- PROVA OBJETIVA - Câmpus Santos Dumont - Edital 005/2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUDESTE DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGO EFETIVO DE DOCENTES ÁREA: Matemática - PROVA OBJETIVA - Câmpus

Leia mais

5º MATERIAL EXTRA 3º ANO PROF. PASTANA

5º MATERIAL EXTRA 3º ANO PROF. PASTANA 5º MATERIAL EXTRA 3º ANO PROF. PASTANA RESOLUÇÃO DOS DESAFIOS 1º Material Extra Ex. 10 E h D 45 0 60 0 45 0 6 C A 6 B plano que passa pelo ponto D Seja h a altura da torre. DÊB = 45 0 O EDB é retângulo

Leia mais

Resolverei neste artigo a prova de Raciocínio Lógico do concurso para a SEFAZ-SP 2009 organizada pela FCC.

Resolverei neste artigo a prova de Raciocínio Lógico do concurso para a SEFAZ-SP 2009 organizada pela FCC. Olá pessoal! Resolverei neste artigo a prova de Raciocínio Lógico do concurso para a SEFAZ-SP 2009 organizada pela FCC. 01. (SEFAZ-SP 2009/FCC) Considere o diagrama a seguir, em que U é o conjunto de todos

Leia mais

O princípio multiplicativo

O princípio multiplicativo A UA UL L A O princípio multiplicativo Introdução A palavra Matemática, para um adulto ou uma criança, está diretamente relacionada com atividades e técnicas para contagem do número de elementos de algum

Leia mais

Seu pé direito nas melhores faculdades

Seu pé direito nas melhores faculdades Seu pé direito nas melhores faculdades IM - maio 006 MTMÁTI 0. a) atore a epressão 3 3 + 6. b) Resolva, em, a inequação 3 3 + 6 +. a) 3 3 + 6 = (3 ) 6(3 ) = ( 6)(3 ) = ( + 6 )( 6 )(3 ) é a forma fatorada

Leia mais

Vestibular Comentado - UVA/2011.1

Vestibular Comentado - UVA/2011.1 Vestibular Comentado - UV/0. MTEMÁTIC Comentários: Profs. Dewayne, Eliano Bezerra, Marcos urélio 9. Considere o polinômio p(x)=ax + bx + c com a 0. Sejam, suas raízes reais distintas. Sobre as raízes do

Leia mais

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma.

ATENÇÃO: Escreva a resolução COMPLETA de cada questão no espaço reservado para a mesma. 2ª Fase Matemática Introdução A prova de matemática da segunda fase é constituída de 12 questões, geralmente apresentadas em ordem crescente de dificuldade. As primeiras questões procuram avaliar habilidades

Leia mais

O conceito de probabilidade

O conceito de probabilidade A UA UL LA O conceito de probabilidade Introdução Nesta aula daremos início ao estudo da probabilidades. Quando usamos probabilidades? Ouvimos falar desse assunto em situações como: a probabilidade de

Leia mais

d) 4 032 e) 5 760 a) 1 5 b) 2 5 c) 3 4 d) 1 4 e) 1 2

d) 4 032 e) 5 760 a) 1 5 b) 2 5 c) 3 4 d) 1 4 e) 1 2 Permutação d) 4 032 e) 5 760 1. (Upe 2013) Seguindo a etiqueta japonesa, um restaurante tipicamente oriental solicita aos seus clientes que retirem seus calçados na entrada do estabelecimento. Em certa

Leia mais

Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Matemática

Vestibular UFRGS 2015 Resolução da Prova de Matemática Vestibular UFRGS 015 Resolução da Prova de Matemática 6. Alternativa (D) (0,15) 15 1 15 8 1 15 [() ] 15 5 7. Alternativa (C) Algarismo da unidade de 9 99 é 9 Algarismo da unidade de é 6 9 6 8. Alternativa

Leia mais

000 IT_005582 000 IT_007009

000 IT_005582 000 IT_007009 000 IT_00558 Um copo cilíndrico, com 4 cm de raio e cm de altura, está com água até a altura de 8 cm. Foram então colocadas em seu interior n bolas de gude, e o nível da água atingiu a boca do copo, sem

Leia mais

2ª fase. 19 de Julho de 2010

2ª fase. 19 de Julho de 2010 Proposta de resolução da Prova de Matemática A (código 635) ª fase 19 de Julho de 010 Grupo I 1. Como só existem bolas de dois tipos na caixa e a probabilidade de sair bola azul é 1, existem tantas bolas

Leia mais

PROVA DO VESTIBULAR ESAMC-2003-1 RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA M A T E M Á T I C A

PROVA DO VESTIBULAR ESAMC-2003-1 RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA M A T E M Á T I C A PROVA DO VESTIBULAR ESAMC-- RESOLUÇÃO E COMENTÁRIO DA PROFA. MARIA ANTÔNIA GOUVEIA M A T E M Á T I C A Q. O valor da epressão para = é : A, B, C, D, E, ( (,..., ( ( RESPOSTA: Alternativa A. Q. Sejam A

Leia mais

Unidade 11 - Probabilidade. Probabilidade Empírica Probabilidade Teórica

Unidade 11 - Probabilidade. Probabilidade Empírica Probabilidade Teórica Unidade 11 - Probabilidade Probabilidade Empírica Probabilidade Teórica Probabilidade Empírica Existem probabilidade que são baseadas apenas uma experiência de fatos, sem necessariamente apresentar uma

Leia mais

O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão.

O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão. ESTATÍSTICA INDUTIVA 1. CORRELAÇÃO LINEAR 1.1 Diagrama de dispersão O comportamento conjunto de duas variáveis quantitativas pode ser observado por meio de um gráfico, denominado diagrama de dispersão.

Leia mais

MATEMÁTICA. y Q. (a,b)

MATEMÁTICA. y Q. (a,b) MATEMÁTICA 1. Sejam (a, b), com a e b positivos, as coordenadas de um ponto no plano cartesiano, e r a reta com inclinação m

Leia mais

CURSOS. Licenciatura em Informática Matemática Sistemas de Informação

CURSOS. Licenciatura em Informática Matemática Sistemas de Informação PROCESSO SELETIVO 2009/ Domingo, de janeiro de 2009 CADERNO DE RESPOSTA DISCURSIVA ESPECÍFICA RESPOSTAS ESPERADAS PELAS BANCAS ELABORADORAS CURSOS Curso Superior de Tecnologia em Redes de Computadores

Leia mais

QUESTÃO 16 Na figura, temos os gráficos das funções f e g, de em. O valor de gof(4) + fog(1) é:

QUESTÃO 16 Na figura, temos os gráficos das funções f e g, de em. O valor de gof(4) + fog(1) é: Nome: N.º: endereço: data: Telefone: E-mail: Colégio PARA QUEM CURSA A ạ SÉRIE DO ENSINO MÉDIO EM 4 Disciplina: MaTeMÁTiCa Prova: desafio nota: QUESTÃO 6 Na figura, temos os gráficos das funções f e g,

Leia mais

PROVA G1 FIS 1033 23/08/2011 MECÅNICA NEWTONIANA

PROVA G1 FIS 1033 23/08/2011 MECÅNICA NEWTONIANA PROVA G1 FIS 1033 23/08/2011 MECÅNICA NEWTONIANA NOME LEGÇVEL: Gabarito TURMA: ASSINATURA: MATRÇCULA N o : QUESTÉO VALOR GRAU REVISÉO 1 1,0 2 1,0 3 4,0 4 4,0 TOTAL 10,0 Dados: r/ t = (v + v 0 )/2; v v

Leia mais

a) ½ b) 1/3 c) 14 d) 1/5 e) 1/6

a) ½ b) 1/3 c) 14 d) 1/5 e) 1/6 PROBABILIDADE 1) (ANEEL) Ana tem o estranho costume de somente usar blusas brancas ou pretas. Por ocasião de seu aniversário, Ana ganhou de sua mãe quatro blusas pretas e cinco brancas. Na mesma ocasião,

Leia mais

UNIDADE 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM

UNIDADE 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Unidade 2 Distribuições de Frequências e Representação Gráfica UNIDADE 3 MEDIDAS DE POSIÇÃO E DISPERSÃO OBJETIVOS ESPECÍFICOS DE APRENDIZAGEM Ao finalizar esta Unidade, você deverá ser capaz de: Calcular

Leia mais

O gráfico a seguir mostra o rendimento das entradas e do dízimo, na capitania, durante o século XVIII.

O gráfico a seguir mostra o rendimento das entradas e do dízimo, na capitania, durante o século XVIII. 14. Para montar a programação de uma emissora de rádio, o programador musical conta com 10 músicas distintas, de diferentes estilos, assim agrupadas: 4 de MPB, de Rock e de Pop. Sem tempo para fazer essa

Leia mais

RASCUNHO {a, e} X {a, e, i, o}?

RASCUNHO {a, e} X {a, e, i, o}? 01. Qual o número de conjuntos X que satisfazem a relação {a, e} X {a, e, i, o}? a) d) 7 b) 4 e) 5 c) 6 0. Considere os conjuntos A = {n.a n N} e B = {n.b n N} tal que a e b são números naturais não nulos.

Leia mais

A) 42 B) 44 C) 45 D) 48 E) 49

A) 42 B) 44 C) 45 D) 48 E) 49 XXV OLIMPÍADA BRASILEIRA DE MATEMÁTICA Primeira Fase Nível a. Fase Olimpíada Regional AL BA GO PA PB PI RS RN SC - A duração da prova é de horas. - Não é permitido o uso de calculadoras nem consultas a

Leia mais

Recife 14 de setembro de 2015 segunda-feira

Recife 14 de setembro de 2015 segunda-feira Recife 14 de setembro de 01 segunda-feira I Matemática e suas Tecnologias Com este fascículo, encerramos o estudo da área de Matemática e suas Tecnologias por meio de questões das competências 6 e 7.

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Enem 2013) Na aferição de um novo semáforo, os tempos são ajustados de modo que, em cada ciclo completo (verde-amarelo-vermelho), a luz amarela permaneça acesa por 5 segundos, e o tempo em que a luz

Leia mais

PROVAS DE MATEMÁTICA DO VESTIBULARES-2011 DA MACKENZIE RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. 13 / 12 / 2010

PROVAS DE MATEMÁTICA DO VESTIBULARES-2011 DA MACKENZIE RESOLUÇÃO: Profa. Maria Antônia Gouveia. 13 / 12 / 2010 PROVAS DE MATEMÁTICA DO VESTIBULARES-0 DA MACKENZIE Profa. Maria Antônia Gouveia. / / 00 QUESTÃO N o 9 Dadas as funções reais definidas por f(x) x x e g(x) x x, considere I, II, III e IV abaixo. I) Ambas

Leia mais

Leia estas instruções:

Leia estas instruções: Leia estas instruções: 1 2 3 Confira se os dados contidos na parte inferior desta capa estão corretos e, em seguida, assine no espaço reservado para isso. Caso se identifique em qualquer outro local deste

Leia mais

(Testes intermédios e exames 2010/2011)

(Testes intermédios e exames 2010/2011) (Testes intermédios e eames 00/0) 57. Na Figura, está parte da representação gráfica da função f, de domínio +, definida por f() = log 9 () Em qual das opções seguintes está definida uma função g, de domínio,

Leia mais

Métodos Estatísticos. 6 - Amostragem. Referencia: Estatística Aplicada às Ciências Sociais, Cap. 3 Pedro Alberto Barbetta. Ed. UFSC, 5ª Edição, 2002.

Métodos Estatísticos. 6 - Amostragem. Referencia: Estatística Aplicada às Ciências Sociais, Cap. 3 Pedro Alberto Barbetta. Ed. UFSC, 5ª Edição, 2002. Métodos Estatísticos 6 - Amostragem Referencia: Estatística Aplicada às Ciências Sociais, Cap. 3 Pedro Alberto Barbetta. Ed. UFSC, 5ª Edição, 2002. População x Amostra População - conjunto dos elementos

Leia mais

QUESTÃO 1 ALTERNATIVA B

QUESTÃO 1 ALTERNATIVA B 1 QUESTÃO 1 Marcos tem 10 0,25 = 2,50 reais em moedas de 25 centavos. Logo ele tem 4,30 2,50 = 1,80 reais em moedas de 10 centavos, ou seja, ele tem 1,80 0,10 = 18 moedas de 10 centavos. Outra maneira

Leia mais

Instruções para a Prova de MATEMÁTICA APLICADA:

Instruções para a Prova de MATEMÁTICA APLICADA: Instruções para a Prova de : Confira se seu nome e RG estão corretos. Não se esqueça de assinar a capa deste caderno, no local indicado, com caneta azul ou preta. A duração total do Módulo Discursivo é

Leia mais

MATEMÁTICA 3. Resposta: 29

MATEMÁTICA 3. Resposta: 29 MATEMÁTICA 3 17. Uma ponte deve ser construída sobre um rio, unindo os pontos A e, como ilustrado na figura abaixo. Para calcular o comprimento A, escolhe-se um ponto C, na mesma margem em que está, e

Leia mais

EXAME DE SELEÇÃO. Técnico de Nível Médio Subseqüente 2007.1

EXAME DE SELEÇÃO. Técnico de Nível Médio Subseqüente 2007.1 CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DO RIO GRANDE DO NORTE Núcleo Permanente de Processos Seletivos - FUNCERN EXAME DE SELEÇÃO Técnico de Nível Médio Subseqüente 2007.1 ATENTE! ATENTE! ATIVIDADE PRAZO

Leia mais

3) Uma mola de constante elástica k = 400 N/m é comprimida de 5 cm. Determinar a sua energia potencial elástica.

3) Uma mola de constante elástica k = 400 N/m é comprimida de 5 cm. Determinar a sua energia potencial elástica. Lista para a Terceira U.L. Trabalho e Energia 1) Um corpo de massa 4 kg encontra-se a uma altura de 16 m do solo. Admitindo o solo como nível de referência e supondo g = 10 m/s 2, calcular sua energia

Leia mais

Aluno (a): 1) O intervalo A de números reais é representado geometricamente da seguinte maneira:

Aluno (a): 1) O intervalo A de números reais é representado geometricamente da seguinte maneira: Educa teu filho no caminho que deve andar, e quando grande não se desviará dele Prov.22.6 Bateria de Exercícios Data: 24/03/2016 Turma: 1º Ano Área II Aluno (a): Prezado aluno caso prefira responder na

Leia mais

A) A C) I E) U B) E. segundos? D) O. E) Fizeram. Canguru Matemático. Todos os direitos reservados.

A) A C) I E) U B) E. segundos? D) O. E) Fizeram. Canguru Matemático. Todos os direitos reservados. Canguru Matemático sem fronteiras 2008 Destinatários: alunos dos 10º e 11º anos de Escolaridade Duração: 1h30min Não podes usar calculadora. Há apenas uma resposta correcta em cada questão. Inicialmente

Leia mais

MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO

MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO ANÁLISE COMBINATÓRIA ARRANJO SIMPLES PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA CONTAGEM (PFC) Importa a ordem dos elementos (PFC) n 1.n 2.n 3... total de possibilidades A p n ( n p)! Supondo que 5 colegas vão sair de carro,

Leia mais

MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03

MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03 MATEMÁTICA IV PROBABILIDADE DISCURSIVAS SÉRIE AULA AULA 03 1 1) (FGV-SP 2008) Há apenas dois modos de Cláudia ir para o trabalho: de ônibus ou de moto. A probabilidade de ela ir de ônibus é 30% e, de moto,

Leia mais

Exercícios de Matemática para o ENEM (Habilidades 2 e 4)

Exercícios de Matemática para o ENEM (Habilidades 2 e 4) Exercícios de para o ENEM (Habilidades 2 e 4) H2 Identificar padrões numéricos ou princípios de contagem 1. Doze times se inscreveram em um torneio de futebol amador. O jogo de abertura do torneio foi

Leia mais

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO

EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE 3 a SÉRIE ENSINO MÉDIO EXERCÍCIOS DE REVISÃO MATEMÁTICA CONTEÚDO: PROBABILIDADE a SÉRIE ENSINO MÉDIO ======================================================================= ) (UF SC) Em uma caixa há 8 bombons, todos com forma,

Leia mais

Prova Escrita de Matemática Aplicada às Ciências Sociais

Prova Escrita de Matemática Aplicada às Ciências Sociais Exame Final Nacional do Ensino Secundário Prova Escrita de Matemática Aplicada às Ciências Sociais 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Prova 835/2.ª Fase 15 Páginas Duração

Leia mais

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7

C Curso destinado à preparação para Concursos Públicos e Aprimoramento Profissional via INTERNET www.concursosecursos.com.br RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7 RACIOCÍNIO LÓGICO AULA 7 TEORIA DAS PROBABILIDADES Vamos considerar os seguintes experimentos: Um corpo de massa m, definida sendo arrastado horizontalmente por uma força qualquer, em um espaço definido.

Leia mais

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV FGV Economia 1 a Fase /nov/014 MATEMÁTICA 01. Observe o diagrama com 5 organizações intergovernamentais de integração sul-americana: Dos 1 países que compõem esse diagrama,

Leia mais

Curso Wellington Matemática Arranjo e Combinação Prof Hilton Franco

Curso Wellington Matemática Arranjo e Combinação Prof Hilton Franco 1. A figura abaixo ilustra um bloco de massa igual a 8 kg, em repouso, apoiado sobre um plano horizontal. Um prato de balança, com massa desprezível, está ligado ao bloco por um fio ideal. O fio passa

Leia mais

INE 5111 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade INE 5111 LISTA DE EXERCÍCIOS DE PROBABILIDADE

INE 5111 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade INE 5111 LISTA DE EXERCÍCIOS DE PROBABILIDADE INE 5 LISTA DE EERCÍCIOS DE PROBABILIDADE INE 5 Gabarito da Lista de Exercícios de Probabilidade ) Em um sistema de transmissão de dados existe uma probabilidade igual a 5 de um dado ser transmitido erroneamente.

Leia mais

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 14 PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PERMUTAÇÕES

MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 14 PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PERMUTAÇÕES MATEMÁTICA - 3 o ANO MÓDULO 14 PRINCÍPIO MULTIPLICATIVO E PERMUTAÇÕES A D C B D B C A B D A C C B A D Como pode cair no enem (ENEM) A escrita Braile para cegos é um sistema de símbolos no qual cada caractere

Leia mais

RQ Edição Fevereiro 2014

RQ Edição Fevereiro 2014 RQ Edição Fevereiro 2014 18. Um noivo foi postar os convites de casamento nos Correios. Durante a pesagem das cartas, percebeu que todas tinham 0,045 kg, exceto uma, de 0,105 kg. Em um primeiro instante,

Leia mais

Noções de Probabilidade

Noções de Probabilidade Noções de Probabilidade Bacharelado em Economia - FEA - Noturno 1 o Semestre 2015 Gilberto A. Paula G. A. Paula - MAE0219 (IME-USP) Noções de Probabilidade 1 o Semestre 2015 1 / 59 Objetivos da Aula Sumário

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA PARA OS CANDIDATOS MAIORES DE 23 ANOS

PROVA DE MATEMÁTICA PARA OS CANDIDATOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA DE MATEMÁTICA PARA OS CANDIDATOS MAIORES DE ANOS Duração: 60 minutos Nome: 1ª Parte Para cada uma das seguintes questões de escolha múltipla, seleccione a resposta correcta com um círculo de entre

Leia mais

Matemática. Atividades. complementares. 9-º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 9. uso escolar. Venda proibida.

Matemática. Atividades. complementares. 9-º ano. Este material é um complemento da obra Matemática 9. uso escolar. Venda proibida. 9 ENSINO 9-º ano Matemática FUNDAMENTAL Atividades complementares Este material é um complemento da obra Matemática 9 Para Viver Juntos. Reprodução permitida somente para uso escolar. Venda proibida. Samuel

Leia mais

Matemática para Concursos - Provas Gabaritadas. André Luiz Brandão

Matemática para Concursos - Provas Gabaritadas. André Luiz Brandão Matemática para Concursos - Provas Gabaritadas André Luiz Brandão CopyMarket.com Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida sem a autorização da Editora. Título:

Leia mais

Lista 2 - Probabilidade. Probabilidade. 1. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE

Lista 2 - Probabilidade. Probabilidade. 1. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE Estatística 2 a LISTA DE EXERCÍCIOS Prof. Ânderson Vieira Probabilidade Espaço Amostral Em cada um dos exercícios a 0. Determine o espaço amostral.. Uma letra é escolhida entre as letras da palavra PROBABILIDADE

Leia mais

ANÁLISE COMBINATÓRIA. Ex: 1) Para a eleição da associação de Pais e Mestres da Escola, há três candidatos a presidente e dois a vice-presidente.

ANÁLISE COMBINATÓRIA. Ex: 1) Para a eleição da associação de Pais e Mestres da Escola, há três candidatos a presidente e dois a vice-presidente. ANÁLISE COMBINATÓRIA A Análise Combinatória é uma parte da Matemática que estuda e desenvolve métodos para a resolução de problemas que envolvem contagem. A origem dos problemas de contagem está ligada

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA CONCURSO DE ADMISSÃO 2012/2013 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL

PROVA DE MATEMÁTICA CONCURSO DE ADMISSÃO 2012/2013 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CONCURSO DE ADMISSÃO 2012/2013 PROVA DE MATEMÁTICA 6º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL CONFERÊNCIA: Membro da CEOCP (Mat / 6º EF) Presidente da CEI Dir Ens CPOR / CMBH PÁGINA 1 RESPONDA AS QUESTÕES DE 1 A 20

Leia mais

Probabilidade Condicional

Probabilidade Condicional PROBABILIDADES Probabilidade Condicional BERTOLO Exemplo Introdutório Vamos introduzir a noção de probabilidade condicional através de um exemplo. Consideremos 250 estudantes que cursam o 4º ano de Ciências

Leia mais

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II

MATEMÁTICA EM TODA PARTE II MATEMÁTICA EM TODA PARTE II Episódio: Matemática na Cidade Resumo O Episódio Matemática na Cidade, o segundo da série Matemática em Toda Parte II, vai abordar situações envolvendo fluxo e movimento nas

Leia mais

Princípio Fundamental da Contagem

Princípio Fundamental da Contagem Princípio Fundamental da Contagem TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Uma loja identifica seus produtos com um código que utiliza 16 barras, finas ou grossas. Nesse sistema de codificação, a barra fina representa

Leia mais

PROVA DE MATEMÁTICA COMENTADA CARGO: TÉCNICO DA ANTT. BANCA NCE/2005

PROVA DE MATEMÁTICA COMENTADA CARGO: TÉCNICO DA ANTT. BANCA NCE/2005 Matemática Técnico da ANTT/NCE-UFRJ/005 PROVA DE MATEMÁTICA COMENTADA CARGO: TÉCNICO DA ANTT. BANCA NCE/005 Meu nome é Thiago Honório Lima Chaves e sou formado em Engenharia Mecânica e de Automóveis pelo

Leia mais

UFRN 2013 Matemática Álgebra 3º ano Prof. Afonso

UFRN 2013 Matemática Álgebra 3º ano Prof. Afonso UFRN 203 Matemática Álgebra 3º ano Prof. Afonso 3 2. (Ufrn 203) Considere a função polinomial f ( x) = x 3x x + 3. a) Calcule os valores de f ( ), f ( ) e f ( 3 ). b) Fatore a função dada. c) Determine

Leia mais

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2003 / 2004 PROVA DE MATEMÁTICA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO

COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE CONCURSO DE ADMISSÃO 2003 / 2004 PROVA DE MATEMÁTICA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO COLÉGIO MILITAR DE BELO HORIZONTE BELO HORIZONTE MG 25 DE OUTUBRO DE 2003 DURAÇÃO: 120 MINUTOS CONCURSO DE ADMISSÃO 2003 / 2004 PROVA DE MATEMÁTICA 5ª SÉRIE DO ENSINO FUNDAMENTAL IDENTIFICAÇÃO NÚMERO DE

Leia mais

Exercícios Sugeridos Variáveis Aleatórias Discretas e Contínuas

Exercícios Sugeridos Variáveis Aleatórias Discretas e Contínuas Exercícios Sugeridos Variáveis Aleatórias Discretas e Contínuas 1. (Paulino e Branco, 2005) Num depósito estão armazenadas 500 embalagens de um produto, das quais 50 estão deterioradas. Inspeciona-se uma

Leia mais

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 2009 1 a Fase Professora Maria Antônia Gouveia.

RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 2009 1 a Fase Professora Maria Antônia Gouveia. RESOLUÇÃO DA PROVA DE MATEMÁTICA DA UFBA VESTIBULAR 009 1 a Fase Professora Maria Antônia Gouveia. QUESTÕES de 01 a 08 INSTRUÇÃO: Assinale as proposições verdadeiras, some os números a elas associados

Leia mais

Prova Final de Matemática. 3.º Ciclo do Ensino Básico. Prova 92/1.ª Chamada. Duração da Prova: 90 minutos. Tolerância: 30 minutos.

Prova Final de Matemática. 3.º Ciclo do Ensino Básico. Prova 92/1.ª Chamada. Duração da Prova: 90 minutos. Tolerância: 30 minutos. PROVA FINAL DO 3.º CICLO DO ENSINO BÁSICO Matemática/Prova 92/1.ª Chamada/2012 Decreto-Lei n.º 6/2001, de 18 de janeiro A PREENCHER PELO ESTUDANTE Nome completo Documento de identificação CC n.º ou BI

Leia mais

MATEMÁTICA TIPO A GABARITO: VFFVF. Solução: é a parábola com foco no ponto (0, 3) e reta diretriz y = -3.

MATEMÁTICA TIPO A GABARITO: VFFVF. Solução: é a parábola com foco no ponto (0, 3) e reta diretriz y = -3. 1 MATEMÁTICA TIPO A 01. Seja o conjunto de pontos do plano cartesiano, cuja distância ao ponto é igual à distância da reta com equação. Analise as afirmações a seguir. 0-0) é a parábola com foco no ponto

Leia mais

QUESTÕES MATEMÁTICA MASTERMED. n 2. 20x 40 se 0 x 2 0 se 2 x 10 T(x) 10x 100 se 10 x 20 100 se 20 x 40

QUESTÕES MATEMÁTICA MASTERMED. n 2. 20x 40 se 0 x 2 0 se 2 x 10 T(x) 10x 100 se 10 x 20 100 se 20 x 40 1 QUESTÕES 01. Em uma experiência realizada com camundongos, foi observado que o tempo requerido para um camundongo percorrer um labirinto, na enésima tentativa, era dado pela função f(n) = 3 + n minutos.

Leia mais

Exame Nacional de 2008 2. a chamada

Exame Nacional de 2008 2. a chamada 1. Qual é o mínimo múltiplo comum entre dois números primos diferentes, a e b? Cotações a * b a + b a b 3 - œ10, - 1 24 2. Qual é o menor número inteiro pertencente ao intervalo? - 4-3 - 2-1 3. Numa aula

Leia mais

Unidade III: Movimento Uniformemente Variado (M.U.V.)

Unidade III: Movimento Uniformemente Variado (M.U.V.) Colégio Santa Catarina Unidade III: Movimento Uniformemente Variado (M.U.V.) 17 Unidade III: Movimento Uniformemente Variado (M.U.V.) 3.1- Aceleração Escalar (a): Em movimentos nos quais as velocidades

Leia mais

Curso Wellington Matemática Trigonometria Lei dos Senos e Cossenos Prof Hilton Franco

Curso Wellington Matemática Trigonometria Lei dos Senos e Cossenos Prof Hilton Franco 1. A figura a seguir apresenta o delta do rio Jacuí, situado na região metropolitana de Porto Alegre. Nele se encontra o parque estadual Delta do Jacuí, importante parque de preservação ambiental. Sua

Leia mais

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO

NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVO REPARTIMENTO CONCURSO PÚBLICO PROVA OBJETIVA: 09 de fevereiro de 2014 NÍVEL FUNDAMENTAL COMPLETO AGENTE FISCAL, CONTÍNUO, ELETRICISTA DE PRÉDIOS E DE REDE DE DISTRIBUIÇÃO,

Leia mais

UFRGS 2005 - MATEMÁTICA. 01) Considere as desigualdades abaixo. 2 2 3 3. 1 1 3 3. III) 3 2. II) Quais são verdadeiras?

UFRGS 2005 - MATEMÁTICA. 01) Considere as desigualdades abaixo. 2 2 3 3. 1 1 3 3. III) 3 2. II) Quais são verdadeiras? UFRGS 005 - MATEMÁTICA 0) Considere as desigualdades abaixo. I) 000 3000 3. II) 3 3. III) 3 3. Quais são verdadeiras? a) Apenas I. b) Apenas II. Apenas I e II. d) Apenas I e III e) Apenas II e III 0) Observe

Leia mais

Vamos ao que interessa. A questão número 36 deve ter seu gabarito trocado da letra A para a LETRA D. Veja a resolução da questão.

Vamos ao que interessa. A questão número 36 deve ter seu gabarito trocado da letra A para a LETRA D. Veja a resolução da questão. Vamos ao que interessa. A questão número 36 deve ter seu gabarito trocado da letra A para a LETRA D. Veja a resolução da questão. A prova foi fácil, apenas uma questão exigiu um pouco mais do aluno: a

Leia mais

Soluções das Questões de Física da Universidade do Estado do Rio de Janeiro UERJ

Soluções das Questões de Física da Universidade do Estado do Rio de Janeiro UERJ Soluções das Questões de Física da Universidade do Estado do Rio de Janeiro UERJ º Exame de Qualificação 011 Questão 6 Vestibular 011 No interior de um avião que se desloca horizontalmente em relação ao

Leia mais

Material Teórico - Módulo de Métodos sofisticados de contagem. Princípio das Casas dos Pombos. Segundo Ano do Ensino Médio

Material Teórico - Módulo de Métodos sofisticados de contagem. Princípio das Casas dos Pombos. Segundo Ano do Ensino Médio Material Teórico - Módulo de Métodos sofisticados de contagem Princípio das Casas dos Pombos Segundo Ano do Ensino Médio Prof. Cícero Thiago Bernardino Magalhães Prof. Antonio Caminha Muniz Neto Em Combinatória,

Leia mais

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV

CPV O Cursinho que Mais Aprova na GV PV O ursinho que Mais Aprova na GV FGV ADM 1/dez/01 MATEMÁTIA APLIADA 01. Um mapa de um pequeno parque é uma região em forma de quadrilátero, limitado pelas retas y = x, y = x +, y = x + e y = x, sendo

Leia mais

PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - FCC MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO.

PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - FCC MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO. PROVA RESOLVIDA E COMENTADA DO BANCO DO BRASIL - 2010 - FCC MATEMÁTICA E RACIOCÍNIO LÓGICO. Professor Joselias - http://professorjoselias.blogspot.com/. MATEMÁTICA 16. Segundo a Associação Brasileira de

Leia mais

Resolverei neste artigo uma prova da fundação VUNESP realizada em 2010.

Resolverei neste artigo uma prova da fundação VUNESP realizada em 2010. Olá pessoal! Resolverei neste artigo uma prova da fundação VUNESP realizada em 2010. 01. (Fundação CASA 2010/VUNESP) Em um jogo de basquete, um dos times, muito mais forte, fez 62 pontos a mais que o seu

Leia mais

2º ano do Ensino Médio

2º ano do Ensino Médio 2º ano do Ensino Médio Instruções: 1. Você deve estar recebendo um caderno com dez questões na 1ª parte da prova, duas questões na 2ª parte e duas questões na 3ª parte. Verifique, portanto, se está completo

Leia mais