InfoReggae - Edição 28 Oficinas AfroReggae: Música 14 de fevereiro de Coordenador Executivo José Júnior

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "InfoReggae - Edição 28 Oficinas AfroReggae: Música 14 de fevereiro de 2014. Coordenador Executivo José Júnior"

Transcrição

1

2 O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares. Tem por missão promover a inclusão e a justiça social, utilizando a arte, a cultura afro-brasileira e a educação como ferramentas para a criação de pontes que unam as diferenças e sirvam como alicerces para a sustentabilidade e o exercício da cidadania. O InfoReggae é uma publicação semanal e faz parte dos conteúdos desenvolvidos pela Editora AfroReggae. Sede Rio de Janeiro Rua da Lapa, nº 180 Centro Rio de Janeiro (RJ) Representação São Paulo Rua João Brícola, nº 24 18º andar Centro São Paulo (SP) Contatos facebook.com/afroreggaeoficial twitter.com/afroreggae É permitida a reprodução dos conteúdos desta publicação desde que citada a fonte. Reproduções para fins comerciais são proibidas. InfoReggae - Edição 28 Oficinas AfroReggae: Música 14 de fevereiro de 2014 Coordenador Executivo José Júnior Gerente de Gestão e Acompanhamento de Projetos e Programas Sociais Alessandra Lins Coordenadora de Educação Mariana Uchôa Instrutores das Oficinas de Música Ana Paula Cruz Ananda Fabres Angelo Rafael Carlos Alberto Azevedo Giuseppe Laucas Jean Phelippe Abreu Jocélia Fabres José Carlos Justino José Carlos Vidal Leandro Justino Luiz Cláudio Soares Maria Marmelo Tiago Cosmo Thiago Pires Sérgio Silva Equipe Técnica Social Ana Cristina Silva Bruna Cruz Gerência de Informação e Monitoramento Danilo Costa Responsável Técnico do InfoReggae Thales Santos Editoração Luiz Adrien Assistência de Pesquisa Nataniel Souza Coordenação Editorial Danilo Costa

3 Apresentação O AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social promovendo a inclusão e a justiça para os que se encontram em vulnerabilidade, por meio da arte e da cultura. Por isso, uma das principais ferramentas de trabalho da instituição são as oficinas desenvolvidas em seus Núcleos Comunitários. O InfoReggae Rio está apresentando uma série de edições sobre as oficinas desenvolvidas, suas metodologias, objetivos esperados, experiências de trabalho, depoimentos de professores e alunos. Na última publicação da série, vamos debater o modelo de metodologia de avaliação das oficinas em que o aluno, a família e a escola do aluno avaliam as oficinas. Nesta edição, você vai conhecer as oficinas de música do AfroReggae. A música tem um papel fundamental na educação da criança e do adolescente, além de contribuir para o seu entretenimento e sociabilidade e tornar o ambiente em que vive mais alegre e criativo. Apresentaremos a metodologia utilizada e a estrutura de conteúdos de cada oficina para que você possa incluir dentro de sua instituição e/ou de sua comunidade mais uma tecnologia social. Oficinas de Violina em Vigário Geral. Foto: Chechena. 3

4 A Música dentro do AfroReggae A experiência do AfroReggae tem mostrado que durante o desenvolvimento da criança e do adolescente, quanto maior a diversidades de estímulos recebidos e atividades em que ele participar, melhor é o seu desenvolvimento intelectual e, consequentemente, melhor o seu aprendizado na escola e sucesso na vida acadêmica. A música permite trabalhar no aluno a audição, a visão e o tato, além de sua criatividade e de sua percepção musical rítmica. A música pode e é utlizada como um importante canal de comunicação e transmissão de temas e menssagens que, muitas vezes, os jovens não estariam dispostos a debater. Assim como também, o jovem, por meio da música consegue alcançar públicos e espaços que através de outras formas de expressão não seria possível. O AfroReggae iniciou o seu trabalho de transformação social através da música pelas Oficinas de Percussão, já apresentadas na 25ª edição do InfoReggae. Buscando ampliar as possibilidades e escolhas com as quais os alunos pudessem ter o contato, a instituição implementou novas oficinas: Teoria e Percepção Musical, Flauta, Piano, Violino, Trompete, Canto, Bateria, Guitarra e Violão e recentemente as oficinas de formação de DJS, ampliando mais ainda seu leque de opções. Conheça! Teoria e Percepção Musical Eu entrei na aula achando que no outro dia eu já ia sair tocando tudo. Mas tenho visto durante as aulas que a teoria é tão importante quanto a parte prática e a percepção musical também é fundamental. Aluno da Oficina de Teoria e Percepção Musical Objetivo Realizar leitura rítmica e melódica. Reproduzir e improvisar rítmica e melodicamente pequenos trechos musicais. Identificar por audição e pela grafia trechos melódicos e rítmicos. 4

5 Metodologia Exercícios rítmicos com os recursos naturais do próprio corpo. Exercícios de percepção auditiva simultânea de voz e ritmo. Ditados e afinações. Conteúdo Pulsação Os tempos e partes de tempo fortes e fracos Leituras rítmicas Percepção e reprodução de pequenos trechos rítmicos Metas Desenvolver o estudo da melodia escrita em partitura e cifragem alfa-numérica Oficina de Teoria Musical em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. 5

6 Contrabaixo Eu sempre fui apaixonado por música. Quando descobri que tinha oficina de música no AfroReggae fui ver quais instrumentos eles ensinavam, e foi quando eu descobri o Contrabaixo. Tem sido um desafio pra aprender tocar. Já estou a 5 meses na oficina e o professor é ótimo e tem muita paciência para ensinar. Aluno da oficina de Contrabaixo Objetivo Ensinar as técnicas do contrabaixo clássico para a formação de músicos. Metodologia Utiliza-se escalas simples usando duas oitavas, e utilizamos os primeiros exercicios do Metodo Franz Simandl para trabalhar e aplicar as escalas. Conteúdo Os alunos começam com escalas e estudos com cordas soltas para trabalhar as arcadas e o uso do Metodo Franz Simandl para trabalhar leitura e práticas. Metas Meta estabelecidade para Novembro/2013: apresentar para os alunos outros gêneros musicais fora do erudito que usam muito o contrabaixo. Oficina de Contrabaixo em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. 6

7 Piano Pelo fato do meu tio tocar Piano ha muito tempo, eu aprendi a gostar também. Mas por seu dia ser muito corrido ele nunca pode me ensinar. Então a oficina de Piano do AfroReggae tem me ajudado a realizar este sonho de aprender e poder tocar no coral da Igreja. Aluno da oficina de Piano Objetivo Permitir que o aluno desenvolva a técnica pianística, e junto com isso, noções harmônicas da verticalidade dos sons, assim como o aspecto melódico, horizontal da música. Integrar o aluno ao repertório popular de piano, inserindo-o no ambiente da prática musical do dia-a-dia. A atividade é oferecida em turmas paralelas, por professores diferentes e em níveis diferentes de acordo com o desenvolvimento dos alunos. Oficina de Piano em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. 7

8 Objetivos específicos Turma 1 - Iniciar o ensino ou dar prosseguimento no instrumento piano, tal como esclarecer dúvidas teóricas e técnicas de conteúdos das peças abordadas e levantamentos de teoria e percepção musical. Turma 2 - Desenvolver a memorização dos intervalos de todas as escalas diatônicas maiores e menores, seja qual for a tonalidade. Dar ao aluno noções básicas de teoria musical. Abrir os ouvidos do aluno para a simultaneidade de notas, intervalos e acordes musicais. Estimular a leitura musical, através de exercícios ao quadro e de peças musicais do método de piano. Ler à 1ª vista as músicas que serão trabalhadas pelo grupo. Desenvolver a memorização. Turma 3 - Desenvolver as habilidades para execução e interpretação do repertório estabelecido por meio dos aspectos técnicos e da elaboração discursiva da música. Metodologia Turma 1 - Aulas coletivas com interação entre os alunos, onde cada um ouve o outro tocando, opina, analisa, participa e aprende junto com os erros e acertos do colega, sob a orientação do professor, numa aula bem dinâmica. Assuntos teóricos e exercícios são abordados no quadro, em sala. Turma 2 - Matéria seguida de explicação e exercícios passados no quadro pelo professor, passo a passo, e posterior explicação de como praticar o mesmo exercício em aula e em casa. Cada aluno é chamado na frente da sala para se sentar ao piano. A postura do pianista é corrigida pelo professor, e em seguida cada aluno executa pelo menos 2 exercícios diferentes do método para iniciantes ao piano. Seus erros ou acertos são avaliados pelo professor, que por conseguinte dá novas instruções para o aluno aperfeiçoar a sonoridade do exercício em estudo. Turma 3 - Aulas em grupo. Trabalho conjunto de mecanismos específicos, observando-se as características físicas próprias de cada indivíduo. Conhecimento do fraseado e sinais expressivos da música. Conteúdo Turma 1 - Conteúdo de um curso basicamente livre, onde cada aluno apresenta seu nível e suas aptidões, o que quer do instrumento e do aprendizado musical, mas sem deixar de lado a parte teórica, que é essencial para o aprendizado integral musical. Turma 2 - Solfejar graus conjuntos e disjuntos de todas as escalas diatônicas maiores e menores. Estimulação do aprendizado do ciclo de quintas dos sustenidos e dos bemóis (escalas maiores e menores), e melhorar a leitura de 8

9 partitura em outras tonalidades; memorizar a sonoridade dos acordes perfeitos maiores e perfeitos menores. Aula de teoria musical básica: notação musical, claves, valores das notas, fórmulas de compasso. Os exercícios das primeiras 60 páginas do método meu piano é divertido ; aperfeiçoar a prática dos alunos para automatizar as escalas diatônicas maiores e menores ao piano e os acordes triádicos ao piano (perfeitos maiores e perfeitos menores). Turma 3 - Pequenas peças e estudos para a iniciação ao piano. Metas Metas para Novembro/2013: Reforçar a matéria de família dos acordes e suas cifras correspondentes e estimular a maior prática e automatização dos acordes tetrádicos por parte dos alunos. Fazer com que cada aluno aprenda cmopletamente no mínimo uma música popular que possua melodia escrita em partitura e cifragem alfa-numérica como acompanhamento. Violino Todo mundo fica muito concentrado na aula para poder aprender. O professor é muito maneiro, ele da muito conselho pra gente, fala que nós temos que nos emprenhar para aprender, não só durante a aula, mas em tudo na vida. Aluna da oficina de Violino Objetivo Ensinar as técnicas do instrumento violino para a formação de novos músicos. As aulas são ministradas em duas turmas distintas que seguem roteiros diferentes de acordo com o seu instrutor e o nível dos alunos Metodologia Turma 1 Aulas em grupo e prática de conjunto para trabalhar o conceito de trabalho em equipe; assistimos com os alunos filmes, documentários e performances artísticas de grandes orquestras para convidar os participantes das oficinas a refletirem e perceberem quais são os pontos principais que 9

10 contribuem para as orquestras ocuparem uma posição de destaque; Aulas de apreciação musical com CDs gravados por orquestras de referência internacional; intercâmbios culturais e visitas a recitais e concertos. Turma 2 Fazemos várias brincadeiras com arco para segurá-lo melhor, uma delas é a brincadeira da aranha que usa todos os dedos da mão direita no arco; brincadeiras de postura com os alunos para que todos fiquem com uma postura melhor; tocamos alguns duetos com os alunos. Conteúdo Turma 1 Estudos de nível básico e intermediário; Escalas, leitura a primeira vista; métodos didáticos do sistema de ensino pedagógico alemão, norueguês e japonês (Suzuki); Exercícios de relaxamento da mão esquerda e direita; Apreciação musical; Estudos teóricos sobre história da música, entonação. Turma 2 - Método Suzuki para tocar musicas de 1ª a 15 e o segundo volume de 1 a 5; Método N.Laoureux primeiro livro exercício 1au 20 e sevcik para digitação dos dedos da mão esquerda. Metas Metas estabelecidas para Novembro/2013: Trabalhar o repertório de jovens solistas, programa brasileiro e músicas natalinas; realizar 2 Concertos Oficina de Violino em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. 10

11 Flauta O som que saí da Flauta é muito lindo, suave. Eu fico contando as horas para chegar a aula, todos os alunos adoram o professor. Aluna da oficina de Flauta Objetivo As oficinas são divididas de acordo com os tipos de flauta. Em um módulo é trabalhada a flauta doce como processo de musicalização, além de flauta em outros tons como contralto, soprano e pífaro. Outro módulo é trabalhado com a flauta transversa que apresenta os níveis iniciante e avançado. Flauta Doce (Musicalização) Flauta Soprano Contralto e Pífaro Aprender e desenvolver a leitura e escrita musical formal através do repertório brasileira e estrangeira tanto popular quanto erudito; vivenciar a prática de conjunto dentro do nível técnico de cada aluno; aprender e compreender a diferença entre as famílias da flauta; desenvolver a habilidade de tocar a mesma música em flautas diferentes, adaptando a sonoridade e a digitação. Flauta Transversa (Iniciante e avançado) - Desenvolver a embocadura, dedilhados e postura; Aprimorar a técnica no instrumento através de exercícios e estudos; praticar a leitura à primeira vista; Executar o repertório proposto (flauta solo, flauta e piano, conjunto de flautas); treinar e ensaiar o repertório dos grupos artísticos. Objetivos específicos Flauta Doce (Musicalização) Flauta Soprano Contralto e Pífaro Prática musical através dos instrumentos de musicalização: flauta doce, pife e flauta contralto. Aprendizado e leitura das notas musicais na partitura. Fluência musical. Pulso constante. Interpretação das músicas. Flauta Transversa (Iniciante) Trabalhar afinação e digitação com um repertório simples para duas ou tres flautas. Flauta Transversa (Avançado) - Treinar e aprimorar o repertório da orquestra AfroReggae. 11

12 Metodologia Flauta Doce (Musicalização) Flauta Soprano Contralto e Pífaro O repertório é escolhido juntamente com os alunos e foi dividido em 3 temas: músicas de filme, músicas evangélicas e música popular brasileira e estrangeira. As aulas são dadas em conjunto, onde a professora passa as frases de cada música junto com os alunos. Não há uma preocupação com a leitura musical e sim com o ato de tocar. O foco principal é o fazer musical. O importante é a comunicação e a expressão através da música. A aula iniciase fazendo uma revisão das músicas antigas e depois elencamos a música que será trabalhada. Os alunos recebem as partituras de pelo menos 4 músicas novas antecipadamente e com isso podem ouvir na internet ou em outro meio de comunicação. Atualmente inserimos gestos e expressão corporal durante as atuações musicais. Flauta Transversa (Iniciante) Apresentação do instrumento, montagem e manutenção, embocadura, postura corporal, posições e dedilhados, estudo da sonoridade, respiração, articulações, golpe de língua (simples). Flauta Transversa (Avançado) - Método Altés; música brasileira; música estrangeira; música de conjunto (duos trios - quartetos). Conteúdo Flauta Doce (Musicalização) Flauta Soprano Contralto e Pífaro Respiração. Articulação Simples. Afinação. Dedilhado com notas alteradas com 3 sustenidos e 3 bemol. Sonoridade e expressividade. Embocadura bilabial e solta. Posição das notas na flauta doce, contralto e no pífano. Extensão de 2 oitavas. Flauta Transversa (Iniciante) Apresentação do instrumento, montagem e manutenção. Embocadura. Postura corporal. Posições e dedilhados. Estudo da sonoridade. Respiração. Articulações golpe de língua (simples). Flauta Transversa (Avançado) Método Altés. Música brasileira. Música estrangeira. Música de conjunto (duos trios - quartetos). Metas Estabelecidas para Novembro/2013: Flauta Doce (Musicalização) Flauta Soprano Contralto e Pífaro - Preparar a turma para o recital de fim de ano juntamente com os outros professores de sopro. Acrescentar músicas novas ao repertório. Isso já tem sido feito aos poucos. Os alunos tem dado sugestões durante as aulas. 12

13 Flauta Transversa (Iniciante e Avançado) Aprontar o repertório para o recital de fim de ano. Oficina de Flauta em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. Trombone Eu já sabia tocar violão, mas sempre tive a vontade de aprender trombone também. Foi um amigo meu que falou que o AfroReggae estava oferecendo aula de trambone e fui conferir como eram as aulas. Eu gostei do que vi, observei que o professor conhecia bastante do assunto e estou a três meses participando da oficina. Aluno da oficina de Trombone Objetivo Ensino do trombone com prática musical e inserção no mundo musical nos seus diversos estilos. Metodologia Estudo do trombone em quarteto, escalas junto ao teclado ou piano. Leitura a primeira vista de uma lição do método 40 estudos progressivos. Solfejo das partituras a serem lidas, tanto da Orquestra Afroreggae, como da Big Band (grupo de sopro). 13

14 Conteúdo Método de trombone 40 estudos progressivos. Escalas menores harmônicas relativas de lá bemol maior e de mi bemol maior. Serão aplicados arpejos dentro dessas escalas. Músicas: Brasileirinho, Trenzinho do Caipira de Heitor Villa-Lobos e Superman, música tema do filme. Metas Metas estabelecidas para Novembro/2013: tocar no encerramento das oficinas no dia 13 de Dezembro, onde tocaremos duas músicas: Eu sei que vou te amar, de Tom Jobim e Indiana Jones, música tema do filme de mesmo nome. Tocaremos também algumas músicas com a Orquestra Afroreggae. Oficina de Trombone em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. Trompete Eu nunca pensei que pudesse aprender a tocar algum instrumento. Os meus amigos da escola que me levaram para as aulas, e o professor também gosta de mim, fica me incentivando o tempo todo dizendo que eu tenho capacidade de me tornar um bom músico. Aluno da oficina de trompete 14

15 Objetivo Executar músicas com o trompete; ler na notação musical tradicional a partir do trompete; fazer música em conjunto com o instrumento trompete. Metodologia Os conteúdos técnicos têm sido abordados através de métodos utilizados na área como Arban, e James Stamp warming ups. As leituras têm sido praticadas com duos do método Arbam e o repertório da Orquestra. A prática de conjunto tem sido feita e incentivada com a participação na orquestra e na oficina de trombone. Temos iniciado a leitura de peças populares instrumentais como choro e maxixe, como forma de ampliar o repertório, e dar mais informações sobre música brasileira (síncopes, e figuras de semicolcheia seguida de colcheia). Oficina de Trompete em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. Conteúdo No mês de Setembro trabalhamos todo o material básico da técnica de trompete para emissão sonora: vibração labial, notas longas e flexibilidade. Articulação (staccatto e ligado), dinâmica (exercícios executados nas dinâmicas de forte e fraco), escalas maiores com até dois acidentes de clave. Parte desse conteúdo será aplicado para as crianças da aula de iniciação de forma adaptada; leitura musical. 15

16 (peças populares como choro); prática de conjunto; aquecimento técnico (respiração, vibração labial e nota longa); escalas maiores e seus diferentes shapes patterns.(prospostos pelo Arban); Leitura, articulação e interpretação de Melodia Sentimental de Heitor Vila Lobos, e Carinhoso de Pixinhguinha. Estudos do Arbam.; Leitura de duos para trompete; Prática de conjunto com alunos de trombone e da orquestra de sopros (Big Band). Metas Meta estabelecida para Novembro/2013: Ensaiar novas peças com duplas de alunos e prepara um número solo para cada um. Canto Não tem nada que eu goste de fazer mais do que cantar. Tenho muita vontade de formar uma banda, mas ainda preciso evoluir muito para isso. As aulas de canto tem sido fundamentais para eu aprender as técnicas necessárias da música. Aluna da oficina de Canto Objetivo A atividade tem como objetivo desenvolver a arte do canto nos seus participantes. Assim, é oferecida e dividida em duas turmas: Adulto e Infantil. Na turma infantil objetiva-se estreitar os laços entre teoria e prática, bem como amplificar o universo musical das crianças dentro do cotexto da própria infância. Na divisão para adultos as aulas de canto também são oferecidas aos grupos artísticos do AfroReggae (Makala, AfroLata, AfroSamba, Párvati) como aperfeiçoamento na formação artística. Metodologia Adulto Audição de CD s de vocalizes, exercícios básicos individuais e coletivos realizados em sala. Frequentemente também há aula no estúdio para técnicas de uso do microfone e correção em busca de aprimoramento através de escuta do próprio desempenho e do grupo. 16

17 Infantil Para obter o resultado desejado são usados jogos e desafios musicais; apresentação de instrumentos diferentes, como flauta transversa e apito de nariz; exibição de filme e contação de histórias. Conteúdo Adulto - Aprimoramento da respiração; respiração e vocalizes; trabalho corporal e interpretação; ouvido musical; exercícios de respiração (pranayamas) voltado para o canto, aprimoramento do direcionamento e expansão do som; canto individual e em grupo; afinação e abertura de voz, exercícios de fonoaudiologia e yoga; postura cênica e interpretação de poesias. Infantil Trabalhamos conceitos básicos da teoria musical, como altura, intensidade e ritmo; iniciamos o aprendizado de uma nova música, e reforçamos as já aprendidas; filme musical Encantada, que apresenta um conteúdo musical rico e bem próximo da linguagem infantil. Metas Como já apresentamos em outras oficinas, as metas são definidas mensalmente, segue exemplo da meta produzido para Novembro/2013: Adulto No próximo mês teremos apresentações no encerramento do ano, temos como objetivo o aperfeiçoamento vocal para mostrarmos nas apresentações tanto em grupo como individual. Infantil Finalizar e rever o conteúdo aprendido durante o ano. Instigar e identificar nos alunos o que eles pretendem para o próximo ano. Oficina de Canto em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. 17

18 Guitarra e Violão Quando eu ouço o Kirk Hammett (guitarrista da banda Metallica) fico maluco, ele toca muito. Eu quero um dia aprender a tocar igual a ele. O professor disse que se eu treinar bastante, me empenhar, eu vou conseguir ser até melhor que ele. Aluno de Guitarra e Violão Objetivo Formar, capacitar e educar músicos nestes instrumentos de corda. Metodologia Essas aulas acontecem individualmente, com hora marcada entre instrutor e aluno. Utilizamos estudos de pesquisas de artistas (nacionais e internacionais) e aplicamos matérias dentro destas pesquisas. Os recursos são os próprios instrumentos, a guitarra, cabos amplificadores. Sugerimos que o aluno traga músicas que sejam de seu gosto para que possamos interagir juntos dentro do estudo das músicas. Também utilizamos vídeo-aulas no YouTube, shows, workshops e aulas e produção no estúdio para o aprendizado de como é o cotidiano de gravação de um músico e o operador. Oficina de Guitarra e Violão em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. 18

19 Conteúdo Formação de acordes; escalas; pesquisas do seu instrumento e suas partes; de acordo com o estilo musical do aluno são desenvolvidas as técnicas apropriadas; músicas do cotidiano a gosto de cada aluno; apresentação do instrumento para nova aluna; noções básicas de harmonia, escala natural, nomes das cordas e siglas das notas; pesquisa de músicas para estudo harmônica; formação de acordes; movimentação de mão (ritmo e levada); formação de acordes maiores e menores; notas sustenidos e bemol no braço do instrumento. Metas Meta estabelecida para Novembro de 2013: Continuar desenvolvendo o estudo de formação de acorde, com base harmônica para desenvolver a percepção musical de cada aluno. Formação de DJ Estou aprendendo que ser DJ é muito mais que chegar em um lugar e colocar a música para tocar na caixa de som. Tem toda uma preparação, que vai da escolha das músicas até modifica-las para ficar do jeito que você gosta e acha que as pessoas vão gostar também. Aluno da oficina de Formação de DJ Objetivo Formar novos DJ s dando acesso à aparelhagem necessária para possibilitar a produção das batidas e dos samplers que são usados nas produções musicais. Aprender a produção de batidas e outras técnicas de produção. Compreender BPM (batidas por minutos). Metodologia Usando alternadamente toca-discos, CDJ, Software de música. CD e vinil. Pesquisa musical e videográfica de DJ s referência nos diversos ritmos. Workshop com visita de DJ s. Conteúdo Gravação de Mix Tape, gravação de 20 minutos de cada sequencia musical por aluno, mixagem em CD, mixagem em vinil, compasso e BPM, familiarização com equipamentos e novos programas. Metas 19

20 Meta estabelecida para Novembro de 2013: Iniciar novo módulo de conteúdo fazendo uso de novos programas que tem mais recursos. Preparar material individual com os alunos e coletivo para ser usado nas ações e apresentações de fim de ano. Oficina de formação de DJs em Vigário Geral. Arquivo AfroReggae. 20

21 Conversando com quem faz Nas edições do InfoReggae sobre as oficinas, debatemos com um dos instrutores, para um melhor entendimento da prática em sala de aula. Nesta edição, conversamos com Giuseppe Laucas, professor nas oficinas de Música Clássica oferecidas pelo Afroreggae. Giuseppe Laucas Por que implementar aulas de música clássica no AfroReggae? O AfroReggae sempre teve a arte como mecanismo de inclusão social. Os grupos de danças, de todos os estilos, o Afrolata que possui um belo trabalho musical rítmico, e todos os demais grupos artísticos e oficinas estão voltados para esta finalidade. A musica clássica é, como todas essas artes um mecanismo com a mesma finalidade. É importante uma diversidade cultural para que o espectador e o aprendiz possam ter um leque maior de opções e escolher com o que mais se identificam. Muitas crianças e jovens são beneficiadas com essas aulas. Qual a metodologia utilizada nas aulas de música clássica? São diversas metodologias e abordagens a depender de que aula é, para que nível é, e qual a finalidade da mesma. Temos alunos em nível de musicalização, o que seria a alfabetização da música, onde eles começam a conhecer os primeiros elementos musicais através das oficinas de flauta doce, ou canto coral livre. Daí por diante alunos em nível intermediário, até o avançado. Nesta última etapa já são alunos que estão se ingressando no mercado de trabalho, e ocupam vagas na orquestra ou camerata, bem como monitores. Como os alunos são avaliados? A depender da oficina, cada um a sua maneira, de acordo com seu nível. Não teremos o mesmo nível de exigência com quem está ali inicialmente como um aprendiz, experimentando, que está fazendo um trabalho um pouco mais lúdico, ou quem está tocado num grande grupo artístico profissionalmente. Em suma são propostas provas pelos professores, tal como metas, e tudo é explicado pelos relatórios dos profissionais. Como as aulas de música clássica influenciam o cotidiano da criança na escola? E na família? Os relatos que possuímos são positivos na influência da música clássica na vida dessas crianças e jovens. Pesquisas já apontam que o estudante de música adquire 21

22 uma capacidade de concentração e foco em outras atividades, por exemplo. O jovem por muitas vezes perde o tempo de ociosidade para estar estudando seu violino ou clarinete. Para os que mais gostam, é o alento de saber que possui aquilo como opção profissional, e já vislumbram voos mais altos neste caminho. A pessoa fica mais alegre, mais concentrada, mais comunicativa ou mais calma. A música sempre influencia positivamente. Existe algum dever de casa, ou exercício que o aluno deve desenvolver em casa? Naturalmente, como em todo o ensino deve haver uma prática. Um aluno que possui 1 ou 2 aulas de violoncelo naquela semana, recebe exercícios de aperfeiçoamento técnico e não pratica ao longo da semana não irá progredir. Principalmente no ensino de música isso tem de estar muito claro, pois há também uma questão física aí. Um atleta que corre 2 vezes na semana estará no mesmo nível do que corre 5 vezes? Não. Na orquestra por exemplo, onde ensaiamos uma vez por semana, sempre ressaltamos que todo o trabalho pesado, o trabalho maior é feito durante a semana, e que no ensaio deveremos nos preocupar com o coletivo, e não com o individual. O músico instrumentista estuda a vida inteira, nunca para. Isso é fundamental. Nas suas aulas ocorre o encontro de alunos da comunidade com profissionais dos grupos artísticos de flauta? Como se dá essa interação e que tipo de contribuição ocorre com esse encontro? Sem dúvida. Os encontros são bem além do que os citados na pergunta. Por muitas vezes vários dos nossos professores de instrumentos tocam conosco em ensaios e apresentações. Alunos de diferentes níveis, da comunidade ou de fora dela, integram nossa orquestra. Já houve parcerias com outros grupos artísticos, como o Afrolata, por exemplo. A proposta é sempre de agregarmos, com organização, respeito, e muita música boa. Como é possível trabalhar inclusão social com as aulas de música clássica? Além do jovem estar ali com um grupo e profissionais fazendo uma atividade diferente, artística, ele naturalmente vai ganhando seu espaço, se relacionando, conhecendo pessoas, durante eventos, apresentações, etc. É uma auto-estima que se alastra nele. Ele se sente útil, ele se sente um artista. Ele é útil e um artista. Ele pisa no palco, e naturalmente ele vê que o seu desempenho pode lhe render frutos. Vários alunos já atuam profissionalmente, e recebem seu próprio dinheiro, suado, justo, digno. As aulas de música clássica te oferecem as ferramentas para mais um caminho de vida, um caminho profissional, artístico, digno. 22

23 23

InfoReggae - Edição 16 Grupos: Orquestra AfroReggae 25 de outubro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 16 Grupos: Orquestra AfroReggae 25 de outubro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

InfoReggae - Edição 15 Grupos: Afro Samba 18 de outubro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 15 Grupos: Afro Samba 18 de outubro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ

PROJETO PROFISSÕES. Entrevista com DJ Entrevista com DJ Meu nome é Raul Aguilera, minha profissão é disc-jóquei, ou DJ, como é mais conhecida. Quando comecei a tocar, em festinhas da escola e em casa, essas festas eram chamadas de "brincadeiras

Leia mais

WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR

WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR WWW.MUSICALLEIZER.COM.BR Índice Índice Prefácio Sobre o autor Introdução Como ser produtivo estudando corretamente Você já organizou o seu tempo e os seus dias para estudar? Definir o que vai estudar Organizando

Leia mais

PROJETO MÚSICA NA ESCOLA

PROJETO MÚSICA NA ESCOLA Rede Salesiana de Escolas. Entusiasmo diante da vida. PROJETO MÚSICA NA ESCOLA Escola: Nossa Senhora Auxiliadora Níveis de Ensino: Fundamental II Coordenação Pedagógica: Maria das Graças L. N. Ferreira

Leia mais

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #9 - junho 2014 - m i o o Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. sou Eu Por do que coleção Conversas #9 - junho 2014 - Candomblé. tã estou sen d o o discri m i na da? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

Você quer se formar em Música?

Você quer se formar em Música? Você quer se formar em Música? Faça um dos cursos de Graduação em Música oferecidos pela Escola de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Goiás (EMAC/UFG)! 1) Quais são os Cursos Superiores

Leia mais

InfoReggae - Edição 26 Oficinas AfroReggae: Expressão Corporal 31 de janeiro de 2014. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 26 Oficinas AfroReggae: Expressão Corporal 31 de janeiro de 2014. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 69 ENEM 2014 30 de Janeiro de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta

Leia mais

Ensino em Grupo de Instrumento Musical na Educação Básica

Ensino em Grupo de Instrumento Musical na Educação Básica Ensino em Grupo de Instrumento Musical na Educação Básica Alessandra Nunes de Castro Silva, SEDUC/GO, alessandrancs@hotmail.com Resumo: O presente artigo trata-se de um relato de experiência a respeito

Leia mais

InfoReggae - Edição 20 Risco Social Familiar 29 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 20 Risco Social Familiar 29 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - f o? Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. Eu quero não parar coleção Conversas #7 - ABRIL 2014 - de consigo.o usar que eu drogas f o? aç e Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora

Leia mais

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #19 - fevereiro 2015 - Eu posso dizer para "NÃO" filho? meu Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu

Leia mais

Copos e trava-línguas: materiais sonoros para a composição na aula de música

Copos e trava-línguas: materiais sonoros para a composição na aula de música Copos e trava-línguas: materiais sonoros para a composição na aula de música Andréia Veber Rede Pública Estadual de Ensino de Santa Catarina andreiaveber@uol.com.br Viviane Beineke Universidade do Estado

Leia mais

RELATÓRIO PIBID ARTE 2012

RELATÓRIO PIBID ARTE 2012 UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO A DOCÊNCIA PIBID COORDENAÇÃO DE SUBPROJETO ARTES-MÚSICA E ARTES VISUAIS RELATÓRIO PIBID ARTE 2012 São

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens

Leia mais

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - u s a r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #17 - DEZEMBRO 2014 - Sou so profes r a, Posso m a s n ão parar d aguento m e ai ensinar s? d a r a u la s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A

Leia mais

Transcriça o da Entrevista

Transcriça o da Entrevista Transcriça o da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Ex praticante Clarice Local: Núcleo de Arte Grécia Data: 08.10.2013 Horário: 14h Duração da entrevista: 1h COR PRETA

Leia mais

Escalas I. Escalas - I. Escala Pentatônica Menor e Escala Penta-blues. Assista a aula completa em: http://www.youtube.com/watch?

Escalas I. Escalas - I. Escala Pentatônica Menor e Escala Penta-blues. Assista a aula completa em: http://www.youtube.com/watch? Escalas - I Escala Pentatônica Menor e Escala Penta-blues Assista a aula completa em: http://www.youtube.com/watch?v=ek0phekndbu Sumário Introdução Escalas Musicais...0 Escala Pentatônica Menor Histórico

Leia mais

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #14 - outubro 2014 - e r r Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. não Eu Não r que o f existe coleção Conversas #14 - outubro 2014 - a z fu e r tu r uma fa o para c ul m d im ad? e. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção

Leia mais

coleção Conversas #18 - janeiro 2015 - m m Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #18 - janeiro 2015 - m m Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #18 - janeiro 2015 - ul ç u m verdade m an o que é todo ter r or i s ta? É Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae

Leia mais

Educação Musical: Criação, Linguagem e Conhecimento

Educação Musical: Criação, Linguagem e Conhecimento Educação Musical: Criação, Linguagem e Conhecimento INTRODUÇÃO Educadores musicais têm manifestado sua preocupação com a observância da Lei nº 11769, que é a lei de inclusão da música no currículo das

Leia mais

MATEMÁTICA E MÚSICA: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM NO ENSINO FUNDAMENTAL

MATEMÁTICA E MÚSICA: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM NO ENSINO FUNDAMENTAL MATEMÁTICA E MÚSICA: UMA PROPOSTA DE ABORDAGEM NO ENSINO FUNDAMENTAL Fábio Alexandre Borges 1 Faculdade Estadual de Ciências e Letras de Campo Mourão - FECILCAM Universidade Estadual de Maringá - UEM/PCM

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens

Leia mais

Projeto Tocarei ao Senhor

Projeto Tocarei ao Senhor Projeto Tocarei ao Senhor Formando Bandas Sinfônicas nas igrejas Objetivo: Formar Bandas Sinfônicas com uso de instrumentos de sopro (madeiras flautas, clarinetes, saxofones, oboé, fagote), metais (trompetes,

Leia mais

SeAC Serviço de Arte e Cultura

SeAC Serviço de Arte e Cultura SeAC Serviço de Arte e Cultura Atividades Curriculares Optativas Música. Canto. Teatro. Dança. Arte. Cultura A pedagogia proposta pelo SeAC se fundamenta na concepção de Ateliê, em que o educando tem um

Leia mais

INSTRUTOR Zeh Blackie. CURSO DE GUITARRA Nível Básico. 7º Passo

INSTRUTOR Zeh Blackie. CURSO DE GUITARRA Nível Básico. 7º Passo INSTRUTOR Zeh Blackie CURSO DE GUITARRA Nível Básico 7º Passo Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos

Leia mais

CURSO DE BACHARELADO EM MÚSICA OPÇÃO: PIANO / VIOLINO / VIOLA / VIOLÃO / VIOLONCELO

CURSO DE BACHARELADO EM MÚSICA OPÇÃO: PIANO / VIOLINO / VIOLA / VIOLÃO / VIOLONCELO CURSO DE BACHARELADO EM MÚSICA OPÇÃO: PIANO / VIOLINO / VIOLA / VIOLÃO / VIOLONCELO AUTORIZAÇÃO: Resolução nº 31/93 CONSUNI e Resolução nº 374/2005 CONSUNI RECONHECIMENTO: Decreto Estadual nº 1495/2000

Leia mais

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça.

coleção Conversas #6 Respostas que podem estar passando para algumas perguntas pela sua cabeça. coleção Conversas #6 Eu Posso com a s fazer próprias justiça mãos? Respostas para algumas perguntas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

Grupo Cultural AfroReggae

Grupo Cultural AfroReggae Grupo Cultural AfroReggae JULHO / 2013 O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a

Leia mais

ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO TOM JOBIM Edital de 30 de janeiro de 2015 Processo Seletivo Nº 2 para ingresso de alunos na EMESP em 2015

ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO TOM JOBIM Edital de 30 de janeiro de 2015 Processo Seletivo Nº 2 para ingresso de alunos na EMESP em 2015 ESCOLA DE MÚSICA DO ESTADO DE SÃO PAULO TOM JOBIM Edital de 30 de janeiro de 2015 Processo Seletivo Nº 2 para ingresso de alunos na EMESP em 2015 ÍNDICE Dispõe sobre o segundo Processo Seletivo para preenchimento

Leia mais

Trabalho para Comunicação Categoria: Relato de experiência

Trabalho para Comunicação Categoria: Relato de experiência AULA EM GRUPO: TOCANDO E CANTANDO EM UM CORAL INFANTO-JUVENIL Shirley Cristina Gonçalves profshirleymusica@yahoo.com.br Universidade Federal de Uberlândia Departamento de Música e Artes Cênicas Trabalho

Leia mais

Comunicação Relato de Experiência

Comunicação Relato de Experiência OBSERVANDO AULAS DE MÙSICA NA ESCOLA: AS ORIENTAÇÕES DO PROFESSOR EM PRÁTICAS DE CONJUNTO COM PERCUSSÃO E NO PROCESSO DE CRIAÇÃO MUSICAL UM RELATO DE EXPERIÊNCIA Armando César da Silva ac_guitar@hotmail.com

Leia mais

EDUCAÇÃO MUSICAL FORMAL X EDUCAÇÃO MUSICAL INFORMAL

EDUCAÇÃO MUSICAL FORMAL X EDUCAÇÃO MUSICAL INFORMAL EDUCAÇÃO MUSICAL FORMAL X EDUCAÇÃO MUSICAL INFORMAL Segundo Green (2000), existe uma enorme discrepância entre os tipos de aprendizagem proporcionados no âmbito da Educação Musical Formal e no contexto

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 34/ 2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em Música, Modalidade

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 75 Aprendizagem Brasil 5º ano do Ensino Fundamental 13 de março de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social

Leia mais

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro

Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Fundação das Artes Escola para Formação de Artistas Artes Visuais Dança Música Teatro Inscrições Abertas Turmas 2013 Primeiro Semestre Cursos Livres e Técnicos A Fundação das Artes é uma Escola de Artes

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO Resolução n 35/ 2009 Aprova o Projeto Político-Pedagógico do Curso de Graduação em Música, Modalidade

Leia mais

Violão Clássico. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos!

Violão Clássico. Prof. Juarez Barcellos. Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Violão Clássico Prof. Juarez Barcellos Licença Creative Commons Violonistas, músicos, alunos, amigos e companhia, bem vindos! Em 2002, comecei a dar aulas particulares nas Em 2002, comecei a dar aulas

Leia mais

Patrocínio Institucional. Apoio

Patrocínio Institucional. Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Relatório referente ao encontro realizado no Departamento de educação física (03/06/2015)

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ. Relatório referente ao encontro realizado no Departamento de educação física (03/06/2015) UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ PAULO CÉSAR DUTRA JUNIOR PIBID SUBPROJETO EDUCAÇÃO FÍSICA 0 física (03/06/2015) O primeiro assunto pautado na reunião foi sobre o V SEMINÁRIO INSTITUCIONAL PIBID/UFPR 2015,

Leia mais

COMPOSIÇÃO COMO RECURSO NO PROCESSO ENSINO / APRENDIZAGEM MUSICAL

COMPOSIÇÃO COMO RECURSO NO PROCESSO ENSINO / APRENDIZAGEM MUSICAL 389 COMPOSIÇÃO COMO RECURSO NO PROCESSO ENSINO / APRENDIZAGEM MUSICAL Ruth de Sousa Ferreira Silva Mestranda em Artes pela Universidade Federal de Uberlândia Introdução Este relato de experiência tem como

Leia mais

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #11 - agosto 2014 - n a h u e s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #11 - agosto 2014 - Não quero s o a negra a m e pr s s eu e n ta min Respostas r pais. So perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. h u a n ra a m cis o t r a a?

Leia mais

ESTÁGIO EDUCAÇÃO MUSICAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL

ESTÁGIO EDUCAÇÃO MUSICAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL 1 ESTÁGIO EDUCAÇÃO MUSICAL NA EDUCAÇÃO INFANTIL Carolina SeccoBianquini 1 CARACTERIZAÇÃO DA ATIVIDADE DE ESTÁGIO O presente trabalho foi desenvolvido no CEI UEL (Centro de Educação Infantil da Universidade

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes

Universidade Estadual de Maringá Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes R E S O L U Ç Ã O N.º 090/2009 CI / CCH CERTIDÃO Certifico que a presente resolução foi afixada em local de costume, neste Centro, no dia 10/12/2009. João Carlos Zanin, Secretário Aprova o projeto pedagógico

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA O APERFEIÇOAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE: INOVAÇÕES NO AMBIENTE ESCOLAR

CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA O APERFEIÇOAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE: INOVAÇÕES NO AMBIENTE ESCOLAR ISSN 2316-7785 CONTRIBUIÇÕES DO PIBID PARA O APERFEIÇOAMENTO DA PRÁTICA DOCENTE: INOVAÇÕES NO AMBIENTE ESCOLAR Gabriela Dutra Rodrigues Conrado Universidade Federal do Pampa - UNIPAMPA gabrielapof@hotmail.com

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 82 Desemprego 22 de maio de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta

Leia mais

RELATO DE EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA. 1Título da Experiência: Sementes do Amanhã. 2 Período em que a Experiência Ocorreu: Junho a dezembro de 2013.

RELATO DE EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA. 1Título da Experiência: Sementes do Amanhã. 2 Período em que a Experiência Ocorreu: Junho a dezembro de 2013. RELATO DE EXPERIÊNCIA PEDAGÓGICA 1Título da Experiência: Sementes do Amanhã. 2 Período em que a Experiência Ocorreu: Junho a dezembro de 2013. 3 Resumo/ Introdução: Este trabalho foi desenvolvido com crianças

Leia mais

Escalas II Escalas - II Escala Maior Natural Assista a aula completa em: http://cifraclub.tv/v977

Escalas II Escalas - II Escala Maior Natural Assista a aula completa em: http://cifraclub.tv/v977 Escalas - II Escala Maior Natural Assista a aula completa em: http://cifraclub.tv/v977 Sumário Introdução Escalas Naturais... 0 Conceitos preliminares Tônica, Tom e Tonalidade... 0 Melodia e Harmonia...

Leia mais

Música é linguagem que organiza, intencionalmente, os sons e o silêncio, no continuum espaço-tempo.

Música é linguagem que organiza, intencionalmente, os sons e o silêncio, no continuum espaço-tempo. CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO MUSICAL SESC/SEDU MÓDULO 1: ELEMENTOS DA MÚSICA PROF. DARCY ALCANTARA (UFES) CAPACITAÇÃO EM EDUCAÇÃO MUSICAL SESC/SEDU DOMINGO - MANHÃ REVISÃO DOS CONCEITOS DE MÚSICA, RITMO E MELODIA

Leia mais

O PROCESSO DE MUSICALIZAÇÃO NO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE

O PROCESSO DE MUSICALIZAÇÃO NO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE O PROCESSO DE MUSICALIZAÇÃO NO 1º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL: UM ESTUDO DE CASO EM UMA ESCOLA MUNICIPAL DA CIDADE DO RECIFE Romero Bomfim dos Santos 1 ; Elida Roberta Soares de Santana²; Bruno Fernandes

Leia mais

1 Acadêmico, formando do Curso de Licenciatura com Habilitação em Música da UDESC. 2 Professora Mestra do Departamento de Música da UDESC.

1 Acadêmico, formando do Curso de Licenciatura com Habilitação em Música da UDESC. 2 Professora Mestra do Departamento de Música da UDESC. 1 O ensino de música extracurricular na Escola Técnica Federal em Florianópolis/SC: relato de experiência sobre uma oficina de improvisação musical realizada Maycon José de Souza 1 Universidade do Estado

Leia mais

CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA

CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA DESCRIÇÃO Número de Fases: 08 Número de disciplinas obrigatórias: 38 Número de créditos obrigatórios: 152 Carga horária total das disciplinas obrigatórias: 2.280 horas Mínimo

Leia mais

Com os Sons 1º Ano. Marlei da Silva Novaes

Com os Sons 1º Ano. Marlei da Silva Novaes Com os Sons 1º Ano Marlei da Silva Novaes Olá, querido(a) aluno(a): Você gosta de diversão? Tenho certeza que sim. Tenho algumas brincadeiras para mostrar, com você cantando, tocando, movimentando para

Leia mais

InfoReggae - Edição 17 Grupos: Makala Música & Dança 01 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 17 Grupos: Makala Música & Dança 01 de novembro de 2013. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

A inclusão das Línguas Estrangeiras Modernas no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) Por Ana Paula Seixas Vial e Jonathan Zotti da Silva

A inclusão das Línguas Estrangeiras Modernas no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) Por Ana Paula Seixas Vial e Jonathan Zotti da Silva A inclusão das Línguas Estrangeiras Modernas no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) Por Ana Paula Seixas Vial e Jonathan Zotti da Silva Pela primeira vez, o Programa Nacional do Livro Didático (PNLD)

Leia mais

coleção Conversas #15 - NOVEMBRO 2014 - eg o. m r e é r q Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #15 - NOVEMBRO 2014 - eg o. m r e é r q Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. o coleção Conversas #15 - NOVEMBRO 2014 - Sou d advoga Será a que e é nã p o r consigo e q u e sou n m pr eg r eg o a?. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens

Leia mais

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL

DISCIPLINAS DE FORMAÇÃO BÁSICA GERAL CURSO DE LICENCIATURA EM MÚSICA Turno: VESPERTINO Currículo nº 2 Reconhecido pelo Decreto nº. 3.598, de 14.10.08, D.O.E. nº 7.827 de 14.10.08, e complementação do reconhecimento pelo Decreto nº. 5.395,

Leia mais

MATEMÁTICA: É PRECISO LER, ESCREVER E SE ENVOLVER

MATEMÁTICA: É PRECISO LER, ESCREVER E SE ENVOLVER MATEMÁTICA: É PRECISO LER, ESCREVER E SE ENVOLVER Nilton Cezar Ferreira 1 Por mais de dois séculos já se faz reformas curriculares no Brasil, no entanto nenhuma dessas reformas conseguiu mudar de forma

Leia mais

GuitarraGospel.com.br

GuitarraGospel.com.br GuitarraGospel.com.br #10 FORME UMA BANDA Você precisa EXPERIMENTAR isso! Só assim você vai poder INTERAGIR com outros músicos e instrumentos! Ah, mas eu não conheço ninguém!. Uma pessoa só já é SUFICIENTE

Leia mais

PROJETO BÁSICO DO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA Professor André Lima

PROJETO BÁSICO DO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA Professor André Lima PROJETO BÁSICO DO CURSO DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA Professor André Lima 1. Formação Inicial e Continuada / Qualificação Profissional pretendida: Curso de Formação Inicial e Continuada em Regência

Leia mais

PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO

PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO PROJETO BANDAS E CORAIS NAS ESCOLAS : A EXPERIÊNCIA DO CORAL ENCANTO Rebeca Vieira de Queiroz Almeida Faculdade Saberes Introdução O presente texto é um relato da experiência do desenvolvimento do projeto

Leia mais

Projeto de Música Pop e Rock

Projeto de Música Pop e Rock Projeto de Música Pop e Rock Docentes: Ângelo Cunha Paulo Bispo Teresa Laranjeira Externato Marista de Lisboa Introdução A Música é única para os seres humanos e como as outras artes, é tão básico como

Leia mais

05/12/2006. Discurso do Presidente da República

05/12/2006. Discurso do Presidente da República , Luiz Inácio Lula da Silva, no encerramento da 20ª Reunião Ordinária do Pleno Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Palácio do Planalto, 05 de dezembro de 2006 Eu acho que não cabe discurso aqui,

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 83 Papo Reto com José Junior 12 de junho de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 71 A Gestão Social no Brasil 13 de Fevereiro de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura

Leia mais

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL 5.º ANO

PLANO DE ESTUDOS DE EDUCAÇÃO MUSICAL 5.º ANO DE EDUCAÇÃO MUSICAL 5.º ANO Ano Letivo 2015 2016 PERFIL DO ALUNO Perfil do aluno no final do 5.º Ano O aluno canta a solo e em grupo, com intencionalidade expressiva, canções em diferentes tonalidades

Leia mais

COLÉGIO MAGNUM BURITIS

COLÉGIO MAGNUM BURITIS COLÉGIO MAGNUM BURITIS ENSINO FUNDAMENTAL PROGRAMAÇÃO 3ª ETAPA / 2014 MATERNAL III Srs. pais ou responsáveis, caros alunos, Vocês estão recebendo a programação da 3ª Etapa de 2014. Este material serve

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO. Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens

PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO. Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens PROGRAMAÇÃO DO PROJETO EDUCATIVO Concerto encenado em classe de conjunto: estudo sobre perceções e aprendizagens Ana Estevens, nº 120138001 Trabalho realizado na Unidade Curricular de Processos de Experimentação

Leia mais

Sebastiana Benedita Coelho de Moraes COUTEIRO; Marília ALVARES. Escola de Música e Artes Cênicas da UFG sabahmoraes@gmail.com

Sebastiana Benedita Coelho de Moraes COUTEIRO; Marília ALVARES. Escola de Música e Artes Cênicas da UFG sabahmoraes@gmail.com O ENSINO DO CANTO POPULAR BRASILEIRO Abordagem Didática: técnica vocal Sebastiana Benedita Coelho de Moraes COUTEIRO; Marília ALVARES. Escola de Música e Artes Cênicas da UFG sabahmoraes@gmail.com INTRODUÇÃO

Leia mais

Patrocínio Institucional Parceria Apoio

Patrocínio Institucional Parceria Apoio Patrocínio Institucional Parceria Apoio InfoReggae - Edição 80 Memória Oral 24 de abril de 2015 O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte,

Leia mais

Exposição e relato de experiências de Objetos Educacionais Construção de Instrumentos Musicais Artesanais. Rio Verde GO

Exposição e relato de experiências de Objetos Educacionais Construção de Instrumentos Musicais Artesanais. Rio Verde GO EMEFTI PROFESSOR WALDYR EMRICH PORTILHO GESTORA: GERLIANESANTANA GOUVEIA CABRAL COORD. ÁREA: ARISTÓTELES MESQUITA DE LIMA NETTO PROFESSORA SUPERVISORA: ELIZANGELA F. RODRIGUES Exposição e relato de experiências

Leia mais

Edital 03/FOSPA/2015. Viola de Arco turno tarde 1 Violoncelo turno tarde 2 Contrabaixo Acústico tocado com Arco turno tarde

Edital 03/FOSPA/2015. Viola de Arco turno tarde 1 Violoncelo turno tarde 2 Contrabaixo Acústico tocado com Arco turno tarde Edital 03/FOSPA/2015 O PRESIDENTE DA - FOSPA, no uso de suas atribuições legais que lhe confere o art. 17, inciso VII, Decreto nº 51.370, de 10 de abril de 2014, TORNA PÚBLICO A ABERTURA DAS INSCRIÇÕES

Leia mais

coleção Conversas #25 u s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #25 u s Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #25 Nã Po o s s o c s on c o ig lo o c á cuidar dos m - l os e m u m a e u cl s ín p ic ais a?. Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS

Leia mais

Íntegra do Tópico Ecossistemas Comunicativos

Íntegra do Tópico Ecossistemas Comunicativos Módulo Intermediário - Mídia Rádio Íntegra do Tópico Ecossistemas Comunicativos Rádio e escola: a tecnologia a serviço de ecossistemas comunicativos e do protagonismo juvenil Eliany Salvatierra Doutoranda

Leia mais

AULA DE PORTUGUÊS: CRIAÇÃO DE POEMAS

AULA DE PORTUGUÊS: CRIAÇÃO DE POEMAS AULA DE PORTUGUÊS: CRIAÇÃO DE POEMAS Até onde vai a força da Motivação? Glorinha Aguiar glorinhaaguiar@uol.com.br Uma proposta criativa motivadora na sala de aula pode deixar o professor bem impressionado

Leia mais

MÚSICA POPULAR BRASILEIRA E O ENSINO DE FLAUTA DOCE

MÚSICA POPULAR BRASILEIRA E O ENSINO DE FLAUTA DOCE 51 MÚSICA POPULAR BRASILEIRA E O ENSINO DE FLAUTA DOCE Prof a. Dr a. Ana Paula Peters UNESPAR/EMBAP anapaula.peters@gmail.com Para comentar a relação que estabeleço entre música popular brasileira e o

Leia mais

EDITAL 04/2015 ADMISSÃO AO CURSO PREPARATÓRIO PARA O MÓDULO 3 DO CURSO FORMAÇÃO MUSICAL

EDITAL 04/2015 ADMISSÃO AO CURSO PREPARATÓRIO PARA O MÓDULO 3 DO CURSO FORMAÇÃO MUSICAL GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE CULTURA FUNDAÇÃO ANITA MANTUANO DE ARTES DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO ESCOLA DE MÚSICA VILLA-LOBOS EDITAL 04/2015 ADMISSÃO AO CURSO PREPARATÓRIO

Leia mais

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz

RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO. Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz 1 RELATÓRIO DA OFICINA: COMO AGIR NA COMUNIDADE E NO DIA A DIA DO SEU TRABALHO Facilitadoras: Liliane Lott Pires e Maria Inês Castanha de Queiroz Contrato: AS.DS.PV.024/2010 Empresa: SENSOTECH ASSESSORAMENTO

Leia mais

Didática musical, materiais didático-musicais e dinâmicas específicas no ensino de música para alunos com deficiência visual

Didática musical, materiais didático-musicais e dinâmicas específicas no ensino de música para alunos com deficiência visual Didática musical, materiais didático-musicais e dinâmicas específicas no ensino de música para alunos com deficiência visual Raphael Ota raphael_ota_@hotmail.com Rafael Moreira Vanazzi de Souza rafaelvanazzi@hotmail.com

Leia mais

PLANIFICAÇÕES AEC Expressão Musical

PLANIFICAÇÕES AEC Expressão Musical PLANIFICAÇÕES AEC Expressão Musical 1º Ano Sons do meio ambiente e da natureza / silêncio Sons do corpo (níveis corporais) Sons naturais e artificiais Sons fortes e fracos Sons pianos (p), médios (mf)

Leia mais

Didática musical para alunos com deficiência visual: material didáticomusical e dinâmicas especiais.

Didática musical para alunos com deficiência visual: material didáticomusical e dinâmicas especiais. Didática musical para alunos com deficiência visual: material didáticomusical e dinâmicas especiais. Rafael Moreira Vanazzi de Souza rafaelvanazzi@hotmail.com Raphael Ota raphael_ota_@hotmail.com Resumo:

Leia mais

Eu, você e o presente da natureza...

Eu, você e o presente da natureza... Eu, você e o presente da natureza... Cartilha para 1º e 2º anos TEMA 2012/2013: www.vemcomagentebr.com.br uma atividade do PROGRAMA VEM COM A GENTE Cultura, Educação e Meio Ambiente www.vemcomagentebr.com.br

Leia mais

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça.

coleção Conversas #22 - maio 2015 - Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. coleção Conversas #22 - maio 2015 - assistente social. agora? Sou E Respostas perguntas para algumas que podem estar passando pela sua cabeça. A Coleção CONVERSAS da Editora AfroReggae nasceu com o desejo

Leia mais

Marcos de Aprendizagem Música. Eixo Competência Conteúdos Habilidades

Marcos de Aprendizagem Música. Eixo Competência Conteúdos Habilidades Apreciação e Percepção Musical Alcance progressivo do desenvolvimento auditivo musical, rítmico, melódico, harmônico e tímbrico e a memória musical nos processos de apreciação e percepção. Som e suas propriedades

Leia mais

MODELO DE ELABORAÇÃO DO PROJETO SOCIAL

MODELO DE ELABORAÇÃO DO PROJETO SOCIAL MODELO DE ELABORAÇÃO DO PROJETO SOCIAL No Projeto Social, deverão constar os seguintes itens: I Nome do projeto II Introdução III Objetivos Gerais IV Objetivo Especifico V Metas VI Justificativa VII -

Leia mais

COLÉGIO MAGNUM BURITIS

COLÉGIO MAGNUM BURITIS COLÉGIO MAGNUM BURITIS ENSINO FUNDAMENTAL PROGRAMAÇÃO 1ª ETAPA / 2013 MATERNAL III PROGRAMAÇÃO DA 1ª ETAPA 2013 MATERNAL 3 ANOS Organize suas atividades de forma ordenada, dando a cada uma o seu tempo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE LETRAS E ARTES INSTITUTO VILLA-LOBOS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CENTRO DE LETRAS E ARTES INSTITUTO VILLA-LOBOS UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO PROCESSO SELETIVO DISCENTE THE 2015 CANDIDATOS AOS CURSOS DE MÚSICA Testes de Habilidades Específicas (THE) INFORMATIVO PROVAS E PROGRAMAS Os Testes

Leia mais

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior

InfoReggae - Edição 32 Inclusão Digital 11 de abril de 2014. Coordenador Executivo José Júnior O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens das camadas populares.

Leia mais

Profa. Ma. Adriana Rosa

Profa. Ma. Adriana Rosa Unidade I ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO Profa. Ma. Adriana Rosa Ementa A teoria construtivista: principais contribuições, possibilidades de trabalho pedagógico. Conceito de alfabetização: história e evolução.

Leia mais

Sopro Novo Yamaha Musicalização Através da Flauta Doce

Sopro Novo Yamaha Musicalização Através da Flauta Doce Sopro Novo Yamaha Musicalização Através da Flauta Doce Proposta do Programa Sopro Novo Yamaha de parceria com a Secretaria de Educação e Cultura da cidade XXXXXX estado XXXX 2011 Ementa: Trata-se de um

Leia mais

Patrocínio Institucional Parcerias Apoio

Patrocínio Institucional Parcerias Apoio Patrocínio Institucional Parcerias Apoio O Grupo Cultural AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam

Leia mais

Projeto de Orquestra de Sopros e Percussão de Penacova

Projeto de Orquestra de Sopros e Percussão de Penacova Projeto de Orquestra de Sopros e Percussão de Penacova Nome do Projeto Orquestra de Sopros do Centro Cultural de Penacova (este nome será discutido à posteriori) Local onde se irá desenvolver Centro Cultural

Leia mais

(PI): 01 - O 01 (A1):

(PI): 01 - O 01 (A1): Tema do Projeto: Composição Musical em Banda Pop/Rock em contexto extracurricular Que aprendizagens e motivações são desenvolvidas no projeto de composição de canções a partir de sequências harmónicas

Leia mais

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL

DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL DICA PEDAGÓGICA EDUCAÇÃO INFANTIL 1. TÍTULO DO PROGRAMA As letrinhas mágicas 2. EPISÓDIO(S) TRABALHADO(S): A máquina de pesadelos 3. SINOPSE DO(S) EPISÓDIO(S) ESPECÍFICO(S) Na série As letrinhas mágicas,

Leia mais

O CIRCO (RE)CRIADO POR CRIANÇAS DA 2ª SÉRIE

O CIRCO (RE)CRIADO POR CRIANÇAS DA 2ª SÉRIE O CIRCO (RE)CRIADO POR CRIANÇAS DA 2ª SÉRIE VANESSA CRISTINA SCARINGI (UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA ). Resumo O tema central deste projeto diz respeito a inserção e interação de um aluno circense numa

Leia mais

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível

Carnaval 2014. A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Carnaval 2014 A Sociedade Rosas de Ouro orgulhosamente apresenta o enredo: Inesquecível Nesta noite vamos fazer uma viagem! Vamos voltar a um tempo que nos fez e ainda nos faz feliz, porque afinal como

Leia mais

5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º

5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º 5º ANO 8 8/nov/11 PORTUGUÊS 4º 1. Um músico muito importante do nosso país é Milton Nascimento, cantor e compositor brasileiro, reconhecido, mundialmente, como um dos mais influentes e talentosos cantores

Leia mais