TRANSFERÊNCIA DE CONTROLE SOCIETÁRIO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TRANSFERÊNCIA DE CONTROLE SOCIETÁRIO"

Transcrição

1 TRANSFERÊNCIA DE CONTROLE SOCIETÁRIO O art. 27 da Lei nº 8.987, de 13/02/1995, bem como os atos de outorga dos agentes, determinam a necessidade de prévia para as transferências de controle societário direto e indireto, incluindo os realizados por meio de transferência de ações ou reestruturações societárias. Os processos instruídos pela SFF são deliberados pela Diretoria Colegiada ANEEL. A esta SFF cabe análise dos requisitos jurídicos, técnicos, econômico-financeiros e fiscal, para cumprimentos dos quais são necessários o envio dos seguintes documentos: 1. Requisitos Jurídicos 1.1 Ato Constitutivo - Estatuto ou Contrato Social em vigor, devidamente registrado no órgão competente, acompanhado dos documentos de eleição de seus atuais administradores, observando, no que couber, o disposto nas Leis nº 6.404/ 1976 e nº /2001. Serão somente aceitos os documentos emitidos pelo órgão competente ou cópias autenticadas na forma da lei; No caso de Fundos de Investimento e Participação, é necessária a apresentação da Ata da Assembléia Geral de Cotistas que elegeu os Administradores dos Fundos, bem como dos registros de funcionamento e de oferta de distribuição da Comissão de Valores Mobiliários CVM e dos Instrumentos Particulares de Compromisso de Investimento firmados entre os cotistas e os FIPs. 1.2 Fornecer informações sobre os sócios que detenham o controle societário do interessado, qualificando-os e indicando a sua participação; 1.3 Organograma do grupo econômico do qual faça parte o interessado, com Diagramas que demonstrem as situações atual e após a transferência de controle societária do Concessionário/Permissionário/Autorizado, assim como as eventuais etapas intermediárias; 1.4 Termo de concordância do(s) interessado(s) com as cláusulas do Contrato de Concessão, e submissão à legislação e regulação superveniente, na forma do Anexo I, para os casos de transferência de controle societário de Concessionária. 2. Requisito Técnico Declaração de que manterá, no mínimo, a atual capacidade técnica disponível na Concessionária /Permissionária/Autorizada, na forma do Anexo II e II-A. 3. Requisitos Econômico-Financeiros 3.1 Demonstrações contábeis atualizadas da pretensa controladora, exigidas na forma da lei, vedada sua substituição por balancetes ou balanços provisórios, assinadas pelo contador e representante legal da empresa. No caso de empresa criada a menos de 6 (seis) meses, encaminhar balanço de abertura; Caso seja transferência de controle societário de concessionária, o Patrimônio Líquido constante das Demonstrações Contábeis apresentadas deve ser equivalente a no mínimo 10% do Ativo Imobilizado da Concessionária (base: Balanço Patrimonial do último exercício). Deve ser apresentado também relatório que demonstre a capacidade econômica e financeira do interessado, com base nos indicadores de Liquidez Geral LG e Liquidez Corrente LC maiores que 0,5. 1

2 Se houver reestruturação societária (cisão, fusão ou incorporação) das empresas envolvidas, deverão ser apresentadas as minutas de Protocolo, Justificativa e Laudo de Avaliação, além de Demonstrações Contábeis Projetadas da(s) empresa(s) remanescente(s). 3.2 Certidão Negativa de Falência ou Concordata da pessoa jurídica; expedida pelo(s) cartório(s) de distribuição da sede do(s) interessado(s). Somente serão aceitas certidões expedidas com data de até 30 (trinta) dias anteriores à data definida para o recebimento dos documentos. Não será necessário o encaminhamento deste documento caso a empresa tenha menos de 6 (seis) meses de criação, o que deverá ser devidamente comprovado. 4. Requisitos de Regularidade Fiscal 4.1 Prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica CNPJ/MF; 4.2 Prova de inscrição no cadastro de contribuinte estadual e municipal, relativo ao domicílio ou sede do interessado. Caso o ramo de atividade do interessado não exija sua inscrição em um dos cadastros, esta isenção deverá ser comprovada mediante a apresentação de documentos expedidos pelos órgãos competentes, declarando de forma expressa que o interessado está isento da referida inscrição ou apresentando os documentos comprobatórios de inexigibilidade das inscrições; 4.3 Certidão Negativa ou Positiva com Efeito de Negativa dos Tributos relativos às Contribuições Previdenciárias e às de Terceiros (RFB) e Certificado de Regularidade perante o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço FGTS (CRF); 4.4 Certidões de regularidade para com as Fazendas Federal, Estadual e Municipal do domicílio ou sede do interessado. A regularidade para com a Fazenda Federal deverá ser comprovada mediante Certidão Conjunta de Débitos relativos a tributos federais e à Dívida Ativa da União. OBS: Não será necessário o encaminhamento dos documentos citados nos itens (4.3) e (4.4), caso a empresa tenha menos de 6 (seis) meses de criação, o que deverá ser devidamente comprovado. 5. Disposições Gerais 5.1 Serão verificados pela ANEEL os limites de concentração de mercado, nos termos da Resolução ANEEL nº 278/2000; 5.2 Considera-se como representante legal a pessoa legalmente credenciada pela empresa para falar em seu nome ou assinar a documentação exigida, de acordo com o disposto no ato constitutivo da empresa e na ata da eleição dos atuais administradores, ou, se assim for permitido, os procuradores nomeados por estes administradores, mediante procuração por instrumento público ou particular, desde que com firma reconhecida em cartório; 5.3 No caso do interessado ser grupo de empresas, a documentação exigida deverá ser oferecida por cada uma das empresas dele integrantes; 5.4 A empresa estrangeira interessada deverá ter um representante legal no Brasil, com poderes expressos, mediante procuração por instrumento público ou particular, desde que com firma reconhecida em cartório, para receber citação e responder administrativa e judicialmente no Brasil, bem como representar a outorgante em todas as fases, condições estas que deverão estar expressamente indicadas em seus documentos; 2

3 5.5 As empresas estrangeiras deverão apresentar documentos equivalentes aos listados no item 1, autenticados pela autoridade consular brasileira do país de origem da empresa estrangeira e traduzidos por tradutor juramentado, na forma do disposto no 4 o do art. 32 da Lei nº 8.666/1993; 5.6 A aprovação ao processo de transferência do controle societário da Concessionária/Permissionária/ Autorizada fica condicionada ao cumprimento integral de todos os requisitos acima referenciados. Penalidade: proceder a transferência de ações que impliquem mudança de controle acionário, bem como efetuar reestruturação societária da empresa, sem a prévia da ANEEL, de acordo com o inciso IX do art 7º, da Resolução Normativa nº 63, de 12/05/2004, poderá ensejar à imposição da penalidade de multa do Grupo IV até 2% sobre o valor do faturamento, nos casos de concessionárias, permissionárias e autorizadas de instalações e serviços de energia elétrica, ou sobre o valor estimado da energia produzida nos casos de auto-produção e produção independente. Prazo: o prazo estimado para conclusão da análise das transferências de controle submetidas à prévia é de 60 dias. ANEXOS: CITADOS 3

4 ANEXO I TERMO DE ANUÊNCIA E SUBMISSÃO AO CONTRATO DE CONCESSÃO DE SERVIÇO PÚBLICO DE DISTRIBUIÇÃO/GERAÇÃO/TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Nº XX/ XXXX ANEEL A(s) Empresa(s) (qualificar a(s) empresa(s)), com sede em, no Município de, Estado, inscrita no CNPJ sob nº, neste ato representada na forma do seu (ato constitutivo), tendo em vista o disposto no artigo 27 da Lei nº 8.987, de 13 fevereiro 1995, e na Cláusula XXXX do Contrato de Concessão de Serviço Público de Energia Elétrica nº XX/XXXX, celebrado entre a Companhia XXXXXXXX e a Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL, vem pelo presente termo anuir e submeter-se, sem qualquer ressalva, às condições e cláusulas do citado Contrato, bem assim às normas legais e regulamentares, vigentes nesta data e aplicáveis à Concessão do Serviço Público de Energia Elétrica (local), (data) 4

5 ANEXO II DECLARAÇÃO A(s) Empresa(s) (qualificar a empresa), com sede em, no Município de, Estado, inscrita no CNPJ sob º, neste ato representada na forma do seu (ato constitutivo), tendo em vista o disposto no artigo 27 da Lei nº 8.987, de 13 fevereiro 1995, e no Contrato de Concessão de Serviço Público de Distribuição/Geração/Transmissão de Energia Elétrica nº XX/XXXX, celebrado entre a Companhia XXXX e a Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL declara, para os devidos fins, que manterá e implementará melhorias, durante o prazo da concessão, na atual capacidade técnica e comercial da Companhia XXXX de forma a garantir a adequação dos serviços prestados, e a qualidade do atendimento comercial, nos termos da Lei. (local), (data) 5

6 ANEXO II - A DECLARAÇÃO A(s) Empresa(s) (qualificar a empresa), com sede em, no Município de, Estado, inscrita no CNPJ sob º, neste ato representada na forma do seu (ato constitutivo), tendo em vista o disposto no art. 4º, XI, do Anexo I do Decreto nº 2.335, de 6 de outubro de 1997, e na Resolução n xxx, de xx de xxxxx de xxxx, que autorizou a XXXXXXXXXXXXX a estabelecer-se como Produtor Independente/Autoprodutor declara, para os devidos fins, que manterá e implementará melhorias, durante o prazo da autorização, na atual capacidade técnica e comercial da Companhia XXXX de forma a garantir a adequação dos serviços prestados, e a qualidade do atendimento comercial, nos termos da Lei. (local), (data) 6

CARTILHA FORNECEDOR ENDEREÇO PARA ENVIO DE DOCUMENTOS:

CARTILHA FORNECEDOR ENDEREÇO PARA ENVIO DE DOCUMENTOS: CARTILHA FORNECEDOR ENDEREÇO PARA ENVIO DE DOCUMENTOS: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul Setor de Licitações Rua Mário Linck, nº. 352, Centro Almirante Tamandaré do Sul/RS CEP 99523-000

Leia mais

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do 2. CONDIÇÕES PARA CREDENCIAMENTO 2.1. Poderão participar deste Credenciamento, as empresas que: 2.1.1 Atendam a todas as exigências deste Edital, inclusive quanto à documentação constante deste instrumento

Leia mais

ANEXO 05 - Minutas de Ato Autorizativo para PCH

ANEXO 05 - Minutas de Ato Autorizativo para PCH ANEXO 05 - Minutas de Ato Autorizativo para PCH A) Para Autoprodução PORTARIA Nº, DE DE DE 2005 Autoriza a empresa... a estabelecer-se como Autoprodutor de Energia Elétrica, mediante a implantação e exploração

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos INSTRUÇÕES GERAIS PARA OBTENÇÃO DO C.R.C. (CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL), CONFORME DISPOSTO NA LEI Nº 8.666/93 1. CADASTRAMENTO 1.1 PROCEDIMENTO 1.1.1 A empresa interessada em obter o Certificado

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 001/2016 - IPMT

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 001/2016 - IPMT EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 001/2016 - IPMT CREDENCIAMENTO DE INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS E SIMILARES, SOCIEDADES CORRETORAS, DISTRIBUIDORAS DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E PESSOAS JURÍDICAS QUE ATUEM COMO

Leia mais

Processo nº 50608.002622/2012-53

Processo nº 50608.002622/2012-53 Processo nº 50608.002622/2012-53 EXAME DA HABILITAÇÃO JURÍDICA, FISCAL E ECONÔMICO-FINANCEIRA EDITAL Nº 0336/2014-08. Objeto: Elaboração de Projeto Executivo Detalhado para a Reforma e Ampliação da Unidade

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DECRETO Nº 8.407 DE 18/12/2014 REGULAMENTA O CADASTRAMENTO DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS NA DIVISÃO DE CADASTRO DE FORNECEDORES E PRESTADORES DE SERVIÇOS DICAD, SETOR INTEGRANTE DA SECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

Regulamento de Contratações, Compras e

Regulamento de Contratações, Compras e Regulamento de Contratações, Compras e Alienações da Associação Instituto de Tecnologia de Pernambuco ITEP/OS 1/8 1. OBJETO Este Regulamento, em atendimento às disposições legais e estatutárias, estabelece

Leia mais

Processo nº 50608.000045/2014-27

Processo nº 50608.000045/2014-27 Processo nº 50608.000045/2014-27 EXAME DA DOCUMENTAÇÃO DE HABILITAÇÃO JURÍDICA, FISCAL, ECONÔMICO FINANCEIRA EDITAL Nº 0438/2014-08. Objeto: Seleção de empresa especializada para Execução de serviços técnicos

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS DO FMDCA EDITAL N 02/2014

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS DO FMDCA EDITAL N 02/2014 CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE COMISSÃO DE AVALIAÇÃO E MONITORAMENTO DE PROJETOS DO FMDCA EDITAL N 02/2014 EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA DE PROJETOS PARA FINANCIAMENTO COM RECURSOS

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE MACEIÓ - APMC

ADMINISTRAÇÃO DO PORTO DE MACEIÓ - APMC RESUMO DA NORMA PARA INSCRIÇÃO NO CADASTRO DA APMC/CODERN DOS OPERADORES PORTUÁRIOS PROCEDIMENTOS EDOCUMENTOS PARA INSCRIÇÃO/RENOVAÇÃO DOS OPERADORES PORTUÁRIOS Os pedidos de inscrição no Cadastro da APMC/CODERN

Leia mais

CIRCULAR Nº 3.649, DE 11 DE MARÇO DE 2013

CIRCULAR Nº 3.649, DE 11 DE MARÇO DE 2013 CIRCULAR Nº 3.649, DE 11 DE MARÇO DE 2013 Dispõe sobre os procedimentos para instrução de processos de constituição, autorização para funcionamento, alterações de controle societário, reorganização societária,

Leia mais

Leis sobre TV paga - TV por Satélite REGULAMENTO SERVIÇO DE TRANSPORTE DE SINAIS DE TELECOMUNICAÇÕES POR SATÉLITE. Capítulo I DAS GENERALIDADES

Leis sobre TV paga - TV por Satélite REGULAMENTO SERVIÇO DE TRANSPORTE DE SINAIS DE TELECOMUNICAÇÕES POR SATÉLITE. Capítulo I DAS GENERALIDADES Leis sobre TV paga - TV por Satélite REGULAMENTO SERVIÇO DE TRANSPORTE DE SINAIS DE TELECOMUNICAÇÕES POR SATÉLITE Capítulo I DAS GENERALIDADES Art. 1o Este Regulamento dispõe sobre Serviço de Transporte

Leia mais

CIRCULAR N 3.172. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012.

CIRCULAR N 3.172. Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012. CIRCULAR N 3.172 Documento normativo revogado pela Circular nº 3.611 de 31/10/2012. Estabelece procedimentos relativamente ao exercício de cargos em órgãos estatutários de instituições financeiras e demais

Leia mais

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO

PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO PROCESSO Nº. 650081044 EDITAL DE CREDENCIAMENTO Nº. 060/2011 RECEBIMENTO DAS PROPOSTAS DE CREDENCIAMENTO Data: A partir do dia 22/06/2011 Local: FAPEU SETOR DE LICITAÇÃO (Campus Universitário s/nº, Trindade,

Leia mais

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS)

EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE ÁREAS (LOJAS / TERRENOS) ÍNDICE: RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE EMPRESAS INTERESSADAS NA EXPLORAÇÃO COMERCIAL DE TERRENOS, LOJAS E ESPAÇOS DE PROPRIEDADE DA COMPANHIA DO

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO.

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS DIVERSOS PARA EMEI GENI TEREZINHA COLOMBO. PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO, CULTURA E DESPORTO. EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 72/2015 TIPO MENOR PREÇO EXCLUSIVO PARA ME s e EPP s, CONFORME REDAÇÃO DADA PELA LC 147/2014.

Leia mais

D E C R E T A: Art. 3º. Para obtenção do CRC será necessária a apresentação das seguintes documentações:

D E C R E T A: Art. 3º. Para obtenção do CRC será necessária a apresentação das seguintes documentações: Decreto nº 015, de 16 de outubro de 2015. Regulamenta o Certificado de Registro Cadastral- CRC para fornecedores e/ou prestadores de serviços, previsto no artigo 34 da Lei Federal nº 8.666/93, e dá providências

Leia mais

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM

Estado do Amazonas PREFEITURA MUNICIPAL DE TONANTINS CNPJ: 04.628.608/0001-16 Endereço: Rua Leopoldo Peres, s/n Centro, Tonantins AM EDITAL CONVITE Nº 002/2015 1 PREÂMBULO 1.1. A, através da COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO CML, adiante denominada simplesmente CML, CONVIDA essa firma para participar do certame licitatório, na modalidade

Leia mais

EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015. VISANDO O CREDENCIAMENTO FISIOTERAPEUTA E NUTRICIONISTA,.

EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015. VISANDO O CREDENCIAMENTO FISIOTERAPEUTA E NUTRICIONISTA,. EDITAL CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015. VISANDO O CREDENCIAMENTO FISIOTERAPEUTA E NUTRICIONISTA,. Município de Nova Iguaçu de Goiás, por seu PREFEITO MUNICIPAL DE NOVA IGUAÇU DE GOIÁS, faz saber pelo presente

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 017/2007 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2007 HORÁRIO: 10:00 HORAS LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 193, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2008 Altera os arts. 1º e 11 e o inciso I do art. 2º da Resolução CNSP No 118, de 22 de dezembro de 2004.

RESOLUÇÃO Nº 193, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2008 Altera os arts. 1º e 11 e o inciso I do art. 2º da Resolução CNSP No 118, de 22 de dezembro de 2004. RESOLUÇÃO Nº 193, DE 16 DE DEZEMBRO DE 2008 Altera os arts. 1º e 11 e o inciso I do art. 2º da Resolução CNSP No 118, de 22 de dezembro de 2004. A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP, no uso da

Leia mais

RESOLUÇÃO CONFE No 87, de 26 de dezembro de 1977.

RESOLUÇÃO CONFE No 87, de 26 de dezembro de 1977. RESOLUÇÃO CONFE No 87, de 26 de dezembro de 1977. DÁ NOVA REDAÇÃO À RESOLUÇÃO N o 18, DE 10.02.72, DO CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA, PUBLICADA NO DIÁRIO OFICIAL DE 27.03.72. CONSELHO FEDERAL DE ESTATÍSTICA

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG Edital de Chamamento para Cadastro nº 01/2013

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG Edital de Chamamento para Cadastro nº 01/2013 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG Edital de Chamamento para Cadastro nº 01/2013 Edital de convocação de Pessoas Jurídicas para inscrição e atualização do Cadastro de Fornecedores do Município de Itaúna.

Leia mais

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES COM RECURSOS PÚBLICOS FUNDAÇÃO SICREDI

REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES COM RECURSOS PÚBLICOS FUNDAÇÃO SICREDI REGULAMENTO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES COM RECURSOS PÚBLICOS FUNDAÇÃO SICREDI A FUNDAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO EDUCACIONAL E CULTURAL DO SISTEMA DE CRÉDITO COOPERATIVO FUNDAÇÃO SICREDI, institui o presente

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA ATUALIZAÇÃO E INSCRIÇÃO DE NOVOS INTERESSADOS NO REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES DO MUNICÍPIO DE TUPÃSSI/PR

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA ATUALIZAÇÃO E INSCRIÇÃO DE NOVOS INTERESSADOS NO REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES DO MUNICÍPIO DE TUPÃSSI/PR EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA ATUALIZAÇÃO E INSCRIÇÃO DE NOVOS INTERESSADOS NO REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES DO MUNICÍPIO DE TUPÃSSI/PR EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 1/2015 O MUNICÍPIO DE TUPÃSSI/PR,

Leia mais

CAPÍTULO I DEFINIÇÕES. Art. 2º Para os fins desta portaria, considera-se:

CAPÍTULO I DEFINIÇÕES. Art. 2º Para os fins desta portaria, considera-se: Estabelece regras e procedimentos para a transferência de controle societário ou de titularidade e para a alteração do nome empresarial de contrato de concessão de porto organizado ou de arrendamento de

Leia mais

TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ

TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ TRIBUNAL DE CONTAS DO PARANÁ DIRETORIA DE CONTAS MUNICIPAIS Prestação de Contas de Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista Municipais Prestação de Contas Anual Instrução Normativa n 22/2008 INSTRUÇÃO

Leia mais

Fundo de Desenvolvimento da Amazônia FDA

Fundo de Desenvolvimento da Amazônia FDA Roteiro de Apresentação de Carta-Consulta FDA/SUDAM Fundo de Desenvolvimento da Amazônia FDA Roteiro para Apresentação de Carta-Consulta Roteiro de Apresentação de Carta-Consulta FDA/SUDAM ÍNDICE 1 - Glossário

Leia mais

MINUTA DE RESOLUÇÃO. Capítulo I DO OBJETO

MINUTA DE RESOLUÇÃO. Capítulo I DO OBJETO MINUTA DE RESOLUÇÃO Dispõe sobre a atividade de corretagem de resseguros, e dá outras providências. A SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS - SUSEP, no uso da atribuição que lhe confere o art. 34, inciso

Leia mais

PROJETO SETORIAL CONVÊNIO SOFTEX / APEX 2014 2016

PROJETO SETORIAL CONVÊNIO SOFTEX / APEX 2014 2016 Campinas, 15 de outubro de 2014. EDITAL PARA CONTRATAÇÃO DE AUDITORIA EXTERNA INDEPENDENTE PROJETO SETORIAL CONVÊNIO SOFTEX / APEX 2014 2016 Prezados Senhores, A Associação para Promoção da Excelência

Leia mais

Rio de Janeiro, 19 de Abril de 2013. Rafaela Brum

Rio de Janeiro, 19 de Abril de 2013. Rafaela Brum TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO DA CONTRATAÇÃO: Contratação da aquisição de software de antivírus, na rua Anfilófio de Carvalho nº 29, 3º andar, com base no Regulamento de Aquisição de Bens e Serviços nº

Leia mais

INSTRUÇÃO Nº 402, DE 27 DE JANEIRO DE 2004

INSTRUÇÃO Nº 402, DE 27 DE JANEIRO DE 2004 Ministério da Fazenda Comissão de Valores Mobiliários INSTRUÇÃO Nº 402, DE 27 DE JANEIRO DE 2004 Estabelece normas e procedimentos para a organização e o funcionamento das corretoras de mercadorias. O

Leia mais

Lista de documentos mínimos necessários para o início do processo de solicitação de autorização de funcionamento por Modalidade

Lista de documentos mínimos necessários para o início do processo de solicitação de autorização de funcionamento por Modalidade Lista de documentos mínimos necessários para o início do processo de solicitação de autorização de funcionamento por Modalidade Administradora de Benefícios Documento Requerimento formal solicitando a

Leia mais

MANUAL DE NORMAS DIREITO DE ACESSO

MANUAL DE NORMAS DIREITO DE ACESSO MANUAL DE NORMAS DIREITO DE ACESSO VERSÃO: 13/12/2011 2 / 34 MANUAL DE NORMAS DE DIREITO DE ACESSO ÍNDICE CAPÍTULO PRIMEIRO DO OBJETIVO 4 CAPÍTULO SEGUNDO DAS DEFINIÇÕES 4 CAPÍTULO TERCEIRO DOS TIPOS DE

Leia mais

Estado: CEP: Fone: Fax: CONTA PARA PAGAMENTO Banco: Agência: Conta Corrente: REPRESENTANTE CREDENCIADO (PREENCHIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL)

Estado: CEP: Fone: Fax: CONTA PARA PAGAMENTO Banco: Agência: Conta Corrente: REPRESENTANTE CREDENCIADO (PREENCHIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL) EMPRESA INTERESSADA Nome/Razão Social: Nome Fantasia: E-mail: E-mail vendas: Site na web: N.º INSCRIÇÃO CNPJ: Estadual: Junta Comercial: Municipal: ENDEREÇO Endereço: Nº: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Fone:

Leia mais

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Processo...: 8/2015 Modalidade.: Convite Número...: 6/2015

Leia mais

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO

EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO PREFEITURA MUNICIPAL DE SOLEDADE SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS E AGRICULTURA EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº 38/2015 TIPO MENOR PREÇO EDITAL TOMADA DE PREÇO PARA AQUISIÇÃO DE TUBOS DE CONCRETO O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO 1 MANUAL CADASTRO DE FORNECEDORES PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO COORDENADORIA DE GESTÃO DE BENS E SERVIÇOS - COBES DEPARTAMENTO DE GESTÃO

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE DE FORNECIMENTO DE CARTÕES MAGNÉTICOS DE ALIMENTAÇÃO E REFEIÇÃO COM CARGAS MENSAIS. EDITAL n.

PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE DE FORNECIMENTO DE CARTÕES MAGNÉTICOS DE ALIMENTAÇÃO E REFEIÇÃO COM CARGAS MENSAIS. EDITAL n. PROJETO BÁSICO DE LICITAÇÃO PARA CONTRATAÇÃO DE DE FORNECIMENTO DE CARTÕES MAGNÉTICOS DE ALIMENTAÇÃO E REFEIÇÃO COM CARGAS MENSAIS EDITAL n. 005/2013 TOMADA DE PREÇO n. 001/2013 Item 01. Requisitos básicos

Leia mais

EXTRATO DO CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS

EXTRATO DO CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS EXTRATO DO CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS CONTRATO PARA REPRESENTAÇÃO DE SEGUROS TOKIO MARINE SEGURADORA S.A., inscrita no CNPJ sob o número 33.164.021/0001-00 pessoa jurídica de direito privado

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA. PNG/PNGT/fbs

CHAMADA PÚBLICA. PNG/PNGT/fbs PROCEDIMENTOS PARA SELEÇÃO DE EMPRESAS INTERESSADAS NA CONSTITUIÇÃO DE PARCERIAS COM A ELETRONORTE EM EMPREENDIMENTOS DE GERAÇÃO E TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA. Sumário 1. OBJETO... 3 2. CADASTRAMENTO...

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL Prefeitura Municipal de Boa Vista do Buricá/RS EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS N 001/2014 TIPO MENOR PREÇO POR ITEM EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS PARA CONTRATAÇAO DE EMPRESA PARA FORNECIMENTO

Leia mais

Câmara Municipal de Itatiba

Câmara Municipal de Itatiba DOCUMENTOS PARA EFETUAR CADASTRO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES Razão Social: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: CNPJ: Inscrição Estadual:

Leia mais

SECRETARIA NACIONAL DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 6, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2012

SECRETARIA NACIONAL DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 6, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2012 SECRETARIA NACIONAL DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 6, DE 1º DE FEVEREIRO DE 2012 Altera a Portaria SNJ nº 24, de 11 de outubro de 2007 e regulamenta a Prestação de Contas das Entidades de Utilidade Pública Federal,

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA SEÇÃO DE CADASTRO DE FORNECEDORES

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA SEÇÃO DE CADASTRO DE FORNECEDORES MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA SEÇÃO DE CADASTRO DE FORNECEDORES 1. Propósito O presente documento tem o objetivo de dar publicidade aos procedimentos realizados pela Seção de Cadastro de Fornecedores, de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE MEDICINA VETERINÁRIA DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015 RESOLUÇÃO CRMV-RJ Nº 47/2015 Ementa: Estabelece requisitos a serem observados para obtenção de apoio financeiro e/ou institucional junto ao CRMV-RJ. O - CRMV-RJ, no uso das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

Ref.: Produtos BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático (Circulares nº 197/2006, de 18.08.2006, e nº 119/2009, de 10.12.2009, respectivamente)

Ref.: Produtos BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático (Circulares nº 197/2006, de 18.08.2006, e nº 119/2009, de 10.12.2009, respectivamente) CIRCULAR Nº 05/2011 Rio de Janeiro, 31 de janeiro de 2011 Ref.: Produtos BNDES Finame Agrícola e BNDES Automático (Circulares nº 197/2006, de 18.08.2006, e nº 119/2009, de 10.12.2009, respectivamente)

Leia mais

EEEP PROFESSOR GUSTAVO AUGUSTO LIMA E-mail: eeepgustavolima@escola.ce.gov.br Lavras da Mangabeira Ceará

EEEP PROFESSOR GUSTAVO AUGUSTO LIMA E-mail: eeepgustavolima@escola.ce.gov.br Lavras da Mangabeira Ceará MINUTA DO CONVITE Nº 030/2014. Natureza da Despesa: SERVIÇOS PESSOA JURÍDICA 3390390091 - REPASSE PARA MANUTENÇÃO DE ESCOLAS Data de Emissão: 29/09/2013 Data da Licitação: 09/10/2014 Hora da Licitação:

Leia mais

PASSO A PASSO PARA HABILITAÇÃO COMPLETA NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Revisão 01 em 12/01/2015

PASSO A PASSO PARA HABILITAÇÃO COMPLETA NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Revisão 01 em 12/01/2015 GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E RECURSOS HUMANOS SEGER SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL SUBAD GERÊNCIA DE LICITAÇÕES GELIC SUBGERÊNCIA DE CADASTRO DE FORNECEDORES

Leia mais

MINUTA DE CONTRATO Nº 011/2013 - CONC

MINUTA DE CONTRATO Nº 011/2013 - CONC MINUTA DE CONTRATO Nº 011/2013 - CONC Termo de Contrato firmado entre a Fundação de Apoio Institucional ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico FAI.UFSCar e xxxxxxxxxxxxxxxxxxxx, para execução das

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 ! " TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2006 PROCESSO Nº 1.825/2005 Regime Jurídico: Lei nº 8.666/93, alterações e normas complementares Tipo de Licitação: MENOR PREÇO Modalidade: TOMADA DE PREÇOS O CONSELHO REGIONAL

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015.

EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE GAURAMA-RS SECRETARIA MUNICIPAL DE OBRAS PÚBLICAS E DE TRÂNSITO EDITAL DE TOMADA DE PREÇOS Nº 079/2015 TIPO MENOR PREÇO GLOBAL Edital de

Leia mais

pdc_me_05_versao2 Página 1 de 21 Versão: 2 Início de Vigência: 23.02.2010 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 391, de 22 de fevereiro de 2010

pdc_me_05_versao2 Página 1 de 21 Versão: 2 Início de Vigência: 23.02.2010 Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 391, de 22 de fevereiro de 2010 pdc_me_05_versao2 Página 1 de 21 Procedimento de Comercialização Versão: 2 Início de Vigência: Instrumento de Aprovação: Despacho ANEEL nº 391, de 22 de fevereiro de 2010 CÓDIGO ÍNDICE 1. APROVAÇÃO...

Leia mais

MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013

MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013 MUNICÍPIO DE POSSE GO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO N. 001/2013 SELEÇÃO DE EMPRESA DO RAMO DA CONSTRUÇÃO CIVIL INTERESSADA NA PRODUÇÃO DE HABITAÇÃO DE INTERESSE SOCIAL NO ÂMBITO DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA

Leia mais

Workshop de Qualificação para a Décima Primeira Rodada de Licitações Manifestação de Interesse. Qualificação Jurídica

Workshop de Qualificação para a Décima Primeira Rodada de Licitações Manifestação de Interesse. Qualificação Jurídica Workshop de Qualificação para a Décima Primeira Rodada de Licitações Manifestação de Interesse Qualificação Jurídica Regularidade Fiscal e Trabalhista Mileno Feitosa Jr. Superintendência de Promoção de

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA

PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE DEPARTAMENTO MUNICIPAL DE LIMPEZA URBANA Minuta de Contrato CONTRATO que entre si fazem o DEPARTAMENTO MU- NICIPAL DE LIMPEZA URBANA e a empresa XXXXXX, para fornecimento de tinta, conforme Termo de Referência, a ser utilizada na pintura dos

Leia mais

Portaria n.º 65, de 28 de janeiro de 2015.

Portaria n.º 65, de 28 de janeiro de 2015. MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Portaria n.º 65, de 28 de janeiro de 2015. O PRESIDENTE DO INSTITUTO NACIONAL

Leia mais

Edital de convite para

Edital de convite para CÂMARA MUNICIPAL DE ARVOREZINHA EDITAL DE CONVITE N.º 004/2014 PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 006/2014 TIPO MENOR PREÇO POR ITEM ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO E ABERTURA DOS ENVELOPES DA DOCUMENTAÇÃO: 13/11/2014,

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Parágrafo único. Para efeito do disposto nesta Resolução, considera-se:

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Parágrafo único. Para efeito do disposto nesta Resolução, considera-se: RESOLUÇÃO CFC N.º 1.390/12 Dispõe sobre o Registro Cadastral das Organizações Contábeis. regimentais, O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e RESOLVE: CAPÍTULO I

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE CREDENCIAMENTO 01/14

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE CREDENCIAMENTO 01/14 A COMPANHIA DE GÁS DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL - SULGÁS, com sede na cidade de Porto Alegre/RS, à Rua Sete de Setembro, 1069 5º andar, Bairro Centro Histórico - CEP: 90010-191, com fundamento no artigo

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL. Expede Instruções para Funcionamento de Agência de Carga Aérea.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL. Expede Instruções para Funcionamento de Agência de Carga Aérea. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL PORTARIA N o 749B/DGAC, DE 25 DE JUNHO DE 2002 Expede Instruções para Funcionamento de Agência de Carga Aérea. O DIRETOR-GERAL DO DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO

Leia mais

CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE

CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE São Paulo, 21 de Novembro de 2.005 DE: ASSESSORIA JURÍDICA PARA: ASSOCIADOS CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE Para conhecimento,

Leia mais

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010

PROCESSO 005/2010 EDITAL DE CREDENCIAMENTO 001/2010 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO DE SÃO SEBASTIÃO DO PARAÍSO, Regime Próprio de Previdência Social dos Servidores Públicos Municipais de São Sebastião do Paraíso, autarquia municipal,

Leia mais

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica CARTA TÉCNICA Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica ENTIDADES QUE PODEM SE CREDENCIAR: Pessoas jurídicas de direito privado, associativas ou

Leia mais

DOS DADOS CADASTRAIS DOS CLIENTES

DOS DADOS CADASTRAIS DOS CLIENTES BOLSA DE VALORES DE SÃO PAULO 1 / 14 CAPÍTULO XXVI DOS DADOS CADASTRAIS DOS CLIENTES 26.1 DA FICHA CADASTRAL 26.1.1 As Sociedades Corretoras deverão manter cadastros atualizados de seus clientes, contendo,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 323, DE 17 DE OUTUBRO DE 2012.

RESOLUÇÃO Nº 323, DE 17 DE OUTUBRO DE 2012. RESOLUÇÃO Nº 323, DE 17 DE OUTUBRO DE 2012. Fixa normas para o funcionamento da Educação Superior no Sistema Estadual de Ensino do Rio Grande do Sul e estabelece outras providências. O CONSELHO ESTADUAL

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL DA CONTRIBUIÇÃO (EFD CONTRIBUIÇÕES) Diário Oficial da União Nº 43, Seção 1, sexta-feira, 2 de Março de 2012

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL DA CONTRIBUIÇÃO (EFD CONTRIBUIÇÕES) Diário Oficial da União Nº 43, Seção 1, sexta-feira, 2 de Março de 2012 Circular 112/2012 São Paulo, 06 de Março de 2012. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL DA CONTRIBUIÇÃO (EFD CONTRIBUIÇÕES) Diário Oficial da União Nº 43, Seção 1, sexta-feira, 2 de

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DENATRAN Nº 01, de 09 de dezembro de 2003.

INSTRUÇÃO NORMATIVA DENATRAN Nº 01, de 09 de dezembro de 2003. INSTRUÇÃO NORMATIVA DENATRAN Nº 01, de 09 de dezembro de 2003. Estabelece orientações e procedimentos a serem adotados na celebração de Contratos, Convênios, Termos de Cooperação, Acordos de Cooperação

Leia mais

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais,

O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLUÇÃO CFC N.º 1.389/12 Dispõe sobre o Registro Profissional dos Contadores e Técnicos em Contabilidade. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e regimentais, RESOLVE:

Leia mais

Contrato para Geração Gratuita do Código Identificador da Operação de Transporte - CIOT

Contrato para Geração Gratuita do Código Identificador da Operação de Transporte - CIOT Contrato para Geração Gratuita do Código Identificador da Operação de Transporte - CIOT Pelo presente instrumento particular, de um lado POLICARD SYSTEMS E SERVIÇOS S.A., inscrita no CNPJ/MF sob o nº 00.904.951/0001-95,

Leia mais

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE

CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SERVIÇOS DO VALE DO RIO PARDO - CISVALE HABILITAÇÃO JURÍDICA Documentos para Credenciamento - Registro comercial no caso de empresa individual; - Ato Constitutivo, Estatuto ou Contrato Social em vigor, devidamente registrado em se tratando de

Leia mais

RESOLUÇÃO CONJUNTA Nº 4.781, DE 29 DE MAIO DE 2015.

RESOLUÇÃO CONJUNTA Nº 4.781, DE 29 DE MAIO DE 2015. RESOLUÇÃO CONJUNTA Nº 4.781, DE 29 DE MAIO DE 2015. Dispõe sobre a adoção de procedimentos preventivos, repressivos e articulados dos órgãos e entidades da Administração Pública Estadual, no que se refere

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS)

CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) CADASTRO DE FORNECEDORES (MATERIAL/SERVIÇOS) ÍNDICE RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA CADASTRO DE FORNECEDORES DE MATERIAL/SERVIÇOS PÁGINA 2 FICHA DE INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES PÁGINA 4 DECLARAÇÃO

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 678, DE 1º DE SETEMBRO DE 2015.

AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 678, DE 1º DE SETEMBRO DE 2015. AGÊNCIA NACIONAL DE ENERGIA ELÉTRICA - ANEEL RESOLUÇÃO NORMATIVA Nº 678, DE 1º DE SETEMBRO DE 2015. Estabelece os requisitos e os procedimentos atinentes à obtenção e à manutenção de autorização para comercializar

Leia mais

RESOLUÇÃO PGE Nº 3.735 10 DE MARÇO DE 2015.

RESOLUÇÃO PGE Nº 3.735 10 DE MARÇO DE 2015. RESOLUÇÃO PGE Nº 3.735 10 DE MARÇO DE 2015. ALTERA OS DISPOSITIVOS EDITALÍCIOS RELATIVOS À DEMONSTRAÇÃO DA REGULARIDADE FISCAL E TRABALHISTA NAS MINUTAS-PADRÃO DE EDITAL E DE CONTRATOS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS

Leia mais

Relação de documentos para o consorciado contemplado em consórcio de imóveis (Pessoa Física com utilização do FGTS)

Relação de documentos para o consorciado contemplado em consórcio de imóveis (Pessoa Física com utilização do FGTS) Relação de documentos para o consorciado contemplado em consórcio de imóveis (Pessoa Física com utilização do FGTS) Para dar continuidade ao seu processo de aquisição de imóvel pelo Consórcio Itaú, é importante

Leia mais

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER

O PREFEITO DE GOIÂNIA, no uso de suas atribuições legais, e CAPÍTULO I DO FUNDO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER 1 Gabinete do Prefeito DECRETO Nº 4139, DE 11 DE SETEMBRO DE 2013. Regulamenta o Fundo Municipal de Esporte e Lazer e o Incentivo ao Esporte e Lazer e dá outras providências. O PREFEITO DE GOIÂNIA, no

Leia mais

CONCORRÊNCIA CONJUNTA Nº 22/2009 PERGUNTAS E RESPOSTAS

CONCORRÊNCIA CONJUNTA Nº 22/2009 PERGUNTAS E RESPOSTAS CONCORRÊNCIA CONJUNTA Nº 22/2009 PERGUNTAS E RESPOSTAS 1. O item 3.4.1 do Edital pede que a licitante apresente o Ato constitutivo da sociedade, devidamente registrado/averbado na Ordem dos Advogados do

Leia mais

Regulamenta o art. 21 da Lei no 9.985, de 18 de julho de 2000, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza.

Regulamenta o art. 21 da Lei no 9.985, de 18 de julho de 2000, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. DECRETO Nº 5.746, DE 5 DE ABRIL DE 2006 Regulamenta o art. 21 da Lei no 9.985, de 18 de julho de 2000, que dispõe sobre o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. O PRESIDENTE DA REPÚBLICA,

Leia mais

ESTATUTO DO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL - ABDI

ESTATUTO DO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL - ABDI ESTATUTO DO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL - ABDI ESTATUTO DO SERVIÇO SOCIAL AUTÔNOMO AGÊNCIA BRASILEIRA DE DESENVOLVIMENTO INDUSTRIAL - ABDI I - DA DENOMINAÇÃO,

Leia mais

DECRETO Nº 18.480 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2000

DECRETO Nº 18.480 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2000 DECRETO Nº 18.480 DE 21 DE FEVEREIRO DE 2000 Regulamenta a Lei nº 16.478/99, publicada no Diário Oficial da Cidade do Recife em 23.02.99 CAPÍTULO I OBJETIVO E CAMPO DE APLICAÇÃO Art. 1º Estas normas têm

Leia mais

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS

EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS EDITAL DE CHAMADA PÚBLICA Nº 02/2012 SNBP-FBN X ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS SEM FINS LUCRATIVOS SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTA PARA PROJETO DE APOIO A INSTALAÇÃO DE BIBLIOTECAS PÚBLICAS NO BRASIL REFERENTE

Leia mais

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA

REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA REVISÃO 21 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS - RENOVAÇÃO QUALIFICAÇÃO TÉCNICA PASTA AMARELA 1. Na renovação a empresa deverá informar, por escrito, se houve ou não alteração dos documentos de Qualificação Técnica

Leia mais

INSCRIÇÃO ESTADUAL 1ª ETAPA Últimas Alterações

INSCRIÇÃO ESTADUAL 1ª ETAPA Últimas Alterações ICMS - PARANÁ INSCRIÇÃO ESTADUAL 1ª ETAPA Últimas Alterações CONTEÚDO 1. INTRODUÇÃO 2. CONSIDERAÇÕES 3. PASSO A PASSO DA INSCRIÇÃO CONFORME NORMA PROCEDIMENTO FISCAL 089/2006 4. SOLICITAÇÃO DA INSCRIÇÃO

Leia mais

CONTRATO PARA AQUISIÇÃO

CONTRATO PARA AQUISIÇÃO ANEXO 6 MINUTA DE CONTRATO PARA AQUISIÇÃO DE MATERIAL DE CONSUMO/ LIMPEZA, HIGIENIZAÇÃO E DE USO DOMÉSTICO QUE ENTRE SI CELEBRAM A FUNDAÇÃO UNIVERSITÁRIA DE DESENVOLVIMENTO DE EXTENSÃO E PESQUISA FUNDEPES

Leia mais

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação?

Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? Quais são as 4 principais certidões indispensável para participar em uma licitação? As certidões indispensáveis à participação nas licitações, conforme previsto no artigo 27 da Lei 8.666/93, são: certidão

Leia mais

Relação de documentos necessários para requerer o CEBAS?

Relação de documentos necessários para requerer o CEBAS? Relação de documentos necessários para requerer o CEBAS? DOCUMENTO DESCRIÇÃO DO DOCUMENTO SOLICTADO Requerimento assinado pelo O modelo do requerimento pode ser obtido no anexo I desta relação representante

Leia mais

PORTARIA Nº 293, DE 4 DE OUTUBRO DE 2007. Art. 4º - Fica revogada a Orientação Normativa GEARP 001, de 28 de setembro de 2000.

PORTARIA Nº 293, DE 4 DE OUTUBRO DE 2007. Art. 4º - Fica revogada a Orientação Normativa GEARP 001, de 28 de setembro de 2000. PORTARIA Nº 293, DE 4 DE OUTUBRO DE 2007 O SECRETÁRIO-ADJUNTO DO PATRIMÔNIO DA UNIÃO, no uso de suas atribuições, tendo em vista o disposto no Art. 32 do Regimento Interno da Secretaria do Patrimônio da

Leia mais

VOTO. INTERESSADOS: CPFL Centrais Geradoras Ltda. e CPFL Geração de Energia S.A.

VOTO. INTERESSADOS: CPFL Centrais Geradoras Ltda. e CPFL Geração de Energia S.A. VOTO PROCESSOS: 48100.001166/1996-85 e 48100.001168/1996-19. INTERESSADOS: CPFL Centrais Geradoras Ltda. e CPFL Geração de Energia S.A. RELATOR: Diretor José Jurhosa Junior RESPONSÁVEL: Superintendência

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº. 002/2007 EDITAL

TOMADA DE PREÇOS Nº. 002/2007 EDITAL TOMADA DE PREÇOS Nº. 002/2007 EDITAL Prefeitura Municipal de Mundo Novo, Estado de Goiás, torna público, para conhecimento dos interessados que no dia 29.06.2007, às 13h:00min será aberta audiência de

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES

REGULAMENTO INTERNO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES REGULAMENTO INTERNO DE COMPRAS E CONTRATAÇÕES A FUNDAÇÃO MATUTU certificada pelo Ministério da Justiça como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público - OSCIP, institui o presente Regulamento

Leia mais

PODER EXECUTIVO. Publicado no D.O de 18.02.2010 DECRETO Nº 42.301 DE 12 DE FEVEREIRO DE 2010

PODER EXECUTIVO. Publicado no D.O de 18.02.2010 DECRETO Nº 42.301 DE 12 DE FEVEREIRO DE 2010 Publicado no D.O de 18.02.2010 DECRETO Nº 42.301 DE 12 DE FEVEREIRO DE 2010 REGULAMENTA O SISTEMA DE SUPRIMENTOS NO ÂMBITO DO PODER EXECUTIVO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O GOVERNADOR

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 004/2015. Objeto

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 004/2015. Objeto EDITAL DE TOMADA DE PREÇO N.º 004/2015 O Município de Benjamin Constant do Sul - RS, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, torna público para conhecimento dos interessados a

Leia mais

PRINCIPAIS DOCUMENTOS EXIGIDOS NAS LICITAÇÕES FLUMINENSES DAS ME E EPP

PRINCIPAIS DOCUMENTOS EXIGIDOS NAS LICITAÇÕES FLUMINENSES DAS ME E EPP Certidão de Regularidade com o FGTS (FGTS-CRF) O CRF é o único documento que comprova a regularidade do empregador perante o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço - FGTS, sendo emitido exclusivamente pela

Leia mais

CONSIDERANDO o disposto no 1º, do art. 30, da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993;

CONSIDERANDO o disposto no 1º, do art. 30, da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993; Publicado no D.O.U nº 056, de 21/03/2012 Seção 1 págs. 164 e 165. RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA N.º 420, 1º DE MARÇO DE 2012 Padroniza os Procedimentos para Certificação de Atestados de Capacidade Técnica, Visto

Leia mais

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 02/2007 Regido pela Lei n 8.666/93.

EDITAL DE CREDENCIAMENTO N 02/2007 Regido pela Lei n 8.666/93. TST L: j TRBUNAL SUP-EROR DO TRABALHO EDTAL DE CREDENCAMENTO N 02/2007 Regido pela Lei n 8.666/93. Objeto PRESTAÇÃO DE SERVÇOS DE ASSSTÊNCA MÉDCA HOSPTALAR E ANÁLSES CLÍNCAS DE ALTA COMPLEXDADE MÉDCA E

Leia mais

CONTRATO DE FORNECIMENTO

CONTRATO DE FORNECIMENTO 1 CONTRATO DE FORNECIMENTO Pelo presente instrumento particular, de um lado, FUNDAÇÃO FACULDADE DE MEDICINA, entidade de direito privado sem fins lucrativos devidamente inscrita no Cadastro Nacional da

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PARA VENDA E COMPRA DE MATERIAIS TIDOS COMO PRODUTOS NÃO AÇO

CONDIÇÕES GERAIS PARA VENDA E COMPRA DE MATERIAIS TIDOS COMO PRODUTOS NÃO AÇO O conteúdo deste documento foi registrado no 5º Ofício de Registros de Títulos e Documentos da Comarca do Rio de Janeiro RJ, sob nº 519456, em 30/07/2002. CONDIÇÕES GERAIS PARA VENDA E COMPRA DE MATERIAIS

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Gabinete do Ministro

Leia mais