1 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ POLINE DE CASSIA GONÇALVES PLANO DE VENDAS PARA EMPRESA PROMENAC MOTOS LTDA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ POLINE DE CASSIA GONÇALVES PLANO DE VENDAS PARA EMPRESA PROMENAC MOTOS LTDA"

Transcrição

1 1 UNIVERSIDADE DO VALE DO ITAJAÍ POLINE DE CASSIA GONÇALVES PLANO DE VENDAS PARA EMPRESA PROMENAC MOTOS LTDA Balneário Camboriú 2009

2 2 POLINE DE CASSIA GONÇALVES PLANO DE VENDAS PARA EMPRESA PROMENAC MOTOS LTDA Monografia apresentada como requisito parcial para a obtenção do título de Bacharel em Administração Gestão Empreendedora, na Universidade do Vale do Itajaí, Centro de Educação Balneário Camboriú. Orientador: Prof. Maklany de Oliveira Felipe Balneário Camboriú 2009

3 3 POLINE DE CASSIA GONÇALVES Plano de Vendas para a Promenac Motos de Balneário Camboriú Esta Monografia foi julgada adequada para a obtenção do título de Bacharel em Administração e aprovada pelo Curso de Administração Gestão Empreendedora da Universidade do Vale do Itajaí, Centro de Educação de Balneário Camboriú. Área de Concentração: Vendas Balneário Camboriú, 02 de julho de Prof. MSc. Maklany de Oliveira Felipe Orientador(a) Prof. MSc. Lorena Schröder Avaliador(a) Prof. MSc Marcio Daniel Kiesel Avaliador(a)

4 4 EQUIPE TÉCNICA Estagiário(a): POLINE DE CASSIA GONÇALVES Área de Estágio: Vendas Professor Responsável pelos Estágios: Lorena Schröder Supervisor da Empresa: Marcelo Alves Da Silva, Gerente Professor(a) orientador(a): Maklany de Oliveira Felipe

5 5 DADOS DA EMPRESA Razão Social: Promenac Motos Ltda. Endereço: Av dos Estados, N 1837, Bairro Estados, Cidade de Balneário Camboriú Setor de Desenvolvimento do Estágio: Vendas Duração do Estágio: 240 horas Nome e Cargo do Supervisor da Empresa: Marcelo Alves Da Silva, Gerente Carimbo do CNPJ da Empresa:

6 6 AUTORIZAÇÃO DA EMPRESA Balneário Camboriú, 02 de Julho de A Empresa Promenac Motos Ltda, pelo presente instrumento, autoriza a Universidade do Vale do Itajaí UNIVALI, a divulgar os dados do Relatório de Conclusão de Estágio executado durante o Estágio Curricular Obrigatório, pelo acadêmico Poline de Cássia Gonçalves. Marcelo Alves da Silva

7 7 RESUMO O aumento da competitividade no mercado atual e a crise que nos atinge estão refletindo em todas as organizações, o objetivo deste estudo é propor um modelo de plano de venda para a empresa Promenac motos de Balneário Camboriú. Neste enfoque que a pesquisa deu o seu início na área comercial da empresa. Realizou-se uma pesquisa bibliográfica junto ao conceito de vários autores para melhor entender o cenário mercadológico. A metodologia utilizada para o desenvolvimento deste estudo foi método de estudo exploratório descritivo, utilizando-se da pesquisa quantitativa e qualitativa com a pratica de entrevista através de perguntas abertas, além da observação do autor. A pesquisa tem caráter quantitativo a partir da coleta de dados secundários que proporciona analise de alguns dados secundários, com objetivo de conhecer a marca e a participação de mercado que a empresa possui, identificar os pontos fortes e pontos fracos da empresa, metas traçadas e formular as estratégias de vendas, analisar a forma de vender e as ferramentas utilizadas pela empresa. Para levantamentos dos dados para a pesquisa foram utilizados dados da marca junto ao DETRAN SC - departamento estadual de trânsito de Santa Catarina SC e FENABRAVE Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores. Este estudo aborda em grande ênfase a primeira função administrativa: o planejamento. Planejamento este, voltado ao setor comercial da empresa. Palavras-chave: Plano de vendas, planejamento e estratégias de vendas.

8 8 RÉSUMÉ L'augmentation de la compétitivité dans le marché actuel et la crise qui nous atteint reflètent dans toutes les organisations, objectif de cette étude est proposer un modèle immédiatement de vente pour la société Promenac mouvements de Station balnéaire Camboriú. Dans cette approche que la recherche a donné son début dans le secteur commercial de la société. S'est réalisée une recherche bibliographique près du concept de plusieurs auteurs mieux pour comprendre le scénario commercial. La méthodologie utilisée pour le développement de cette étude est méthode de étudie exploratório descriptive, en s'utilisant de la recherche quantitative et qualitative avec il pratique d'entrevue à travers des questions ouvertes, outre le commentaire de l'auteur. La recherche il a caractère quantitatif à partir de rassemble de données secondaires lesquelles il fournit analyse de quelques données secondaires, avec objectif de connaître la marque et la participation de marché que la société possède, identifier aux points forts et points faibles de la société, objectifs tracés et formuler les stratégies de ventes, analyser la forme de vendre et les outils utilisés par la société. Pour des enquêtes des données pour la recherche ont été utilisées des données de la marque près de DETRAN SC - Departamento Estadual de Trânsito de Santa Catarina - SC et FENABRAVE Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores. Celui-ci étude il aborde dans grand accent A première fonction administrative : la planification. Planification celui-ci, tourné au secteur commercial de société. Palavras-chave : Plan de ventes, planification et stratégies de ventes.

9 9 LISTA DE FIGURAS Gráfico 01-Número de motos vendidas por ano Gráfico 02-Números de Motocicletas vendidas nos anos de 2005 á Gráfico 03-Evolução dos emplacamentos nos meses de Gráfico 04-Vendas de Motocicleta no ano de 2008 em Santa Catarina Gráfico 05-Evolução dos emplacamentos na área onde a Promenac Motos atua.. 62

10 10 LISTA DE TABELAS Tabela 01 - Ranking de Países na venda de Veículos 0km Tabela 02 - Ranking de Países na evolução da venda de Veículos 0km Tabela 03 - Evolução das Marcas 2006, 2007 e

11 11 LISTA DE QUADROS Quadro 01 - Comparação entre os conceitos de vendas e de marketing Quadro 02 - Análise SWOT e seu significado Quadro 03 - Exemplo de passos para a elaboração de um plano de vendas Quadro04 - Pontos positivo e melhorias da Promenac motos de Bal. Camboriú... 64

12 12 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO Tema de estágio Problema de pesquisa Objetivos Geral Objetivos Específicos Justificativa da pesquisa Contextualização do ambiente de estágio Organização do trabalho FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA Administração Marketing Composto de marketing Marca Administração Administração de Vendas Conceituando Vendas História da administração de vendas História da administração de vendas no Brasil Planejamento Estratégico Estrutura da força de vendas Aumentando as vendas Remuneração e incentivos à força de vendas Análise SWOT Análise do ambiente externo Oportunidades e Ameaças Análise do ambiente interno Pontos fortes, fracos e neutros Segmentação de Mercado Plano de Vendas Passos para o direcionamento estratégico da Venda METODOLOGIA CIENTÍFICA... 53

13 Tipologia de pesquisa Sujeito do estudo Instrumentos de pesquisa Análise e apresentação Limitações da pesquisa Resultados obtidos, sobre o levantamento do mercado automotivo mundial Levantamento dos pontos positivos e de melhorias da Promenac Motos Ltda de Balneário Camboriú Elaboração do Plano de vendas Estrutura do planejamento de vendas CONSIDERAÇÕES FINAIS REFERÊNCIAS APÊNDICES... 76

14 14 1. INTRODUÇÃO Devido as rápidas mudanças no ambiente externo, tais como a globalização e as constantes inovações tecnológicas, além das mudanças radicais nos últimos anos, as empresas procuram novos segmentos de mercado, através da satisfação dos clientes. Vender sem planejar, com certeza não traz bons resultados que uma venda planejada pode proporcionar. Nos dias de hoje precisamos pensar em agir mais não esquecendo dos retornos que as atitudes sem planejamento podem trazer. Qualidade, competitividade, clientes exigentes, mudanças rápidas, são palavras que, nos últimos tempos, têm identificado o universo competitivo, envolvendo todos à nova ordem mundial. O mercado procura isso através das necessidades do consumidor, ajustando seus produtos, com distribuições mais ágeis, e utilizando o pós-vendas. As empresas e seus administradores têm sido confrontados na última década com alterações radicais em seu ambiente. O aumento da competitividade no mercado brasileiro, com a proliferação de produtos importados e a vinda para o país de empresas internacionais, aumentou consideravelmente a complexidade da atuação empresarial e, consequentemente, das ações de marketing para suas empresas. As funções integrantes do marketing são formadas pelo produto, preços, promoção, postos de vendas, análise, adaptação, ativação, e avaliação. No ramo motociclístico mundial, muitas pessoas vem aderindo ao costume de utilizar a motocicleta como meio de transporte, sendo que nos países de primeiro mundo, as pessoas utilizam a motocicleta como um simples hobby, utilizam a motocicleta pela liberdade. No Brasil elas são usadas principalmente pela agilidade, por possuir custos baixos na aquisição, manutenção e por ser econômica. 1.1 Tema: O exposto neste trabalho trata da Administração de Vendas direcionada a levantar dados para o auxílio no desenvolvimento de um plano de vendas para a

15 15 empresa Promenac Motos de Balneário Camboriú. Propõe-se elaborar o plano dando a atenção especial ao mercado onde se atua. O levantamento de dados e informações verdadeiras sobre o mercado, possibilitara o desenvolvimento de uma plano de vendas para a empresa Promenac motos para isso obter uma melhor posição da empresa no mercado. 1.2 Problema: Como elaborar um plano de vendas para a empresa Promenac Motos de Balneário Camboriú? 1.3 Objetivo Geral: Seguir um modelo de plano de vendas para a empresa Promenac Motos de Balneário Camboriú de acordo com Marcos Cobra Objetivos Específicos: Levantar dados de vendas do setor; Identificar os pontos positivos e pontos de melhoria da empresa Promenac Motos de Balneário Camboriú Ltda; Propor um modelos de plano de vendas; 1.4 Justificativa: O mercado atual de vendas de motocicletas é muito competitivo, a empresa precisa estar atenta às mudanças, e para poder continuar a ser competitiva, ela deverá buscar novas técnicas de marketing para garantir seu espaço, e sair na frente de seus concorrentes nesse mercado. O mercado altamente competitivo obriga as empresas a investirem cada vez mais em outros fatores que não apenas o seu produto ou serviço principal. Dessa forma, as empresas estão preocupadas cada vez mais com a geração de valor para seus clientes, como forma de diferenciarem-se em relação à concorrência.

16 16 Promenac Motos de Balneário Camboriú, por se tratar de uma empresa familiar, a gerência acaba enfrentando resistências com novas implantações e até mesmo de algumas mudanças. A empresa está no mercado ha 21 anos e não possui um plano de vendas específico. As compras são efetuadas pelo proprietário que as executa através do relatório de vendas, por dicas dos vendedores e por achar que algum modelo vai ter uma procura maior do que outra. Através desse trabalho a empresa poderá obter dados para o auxílio no desenvolvimento de plano de vendas, possibilitando uma facilidade maior em suas atividades Através da ciência da administração, serão apresentados novas idéias e métodos, com a finalidade de quebrar velhos paradigmas. Ao longo desse projeto o pesquisador poderá expor idéias aos dirigentes da empresa, afim de alavancar as vendas com total qualidade, aumentando a rentabilidade e diminuindo os custos. Este trabalho é original pelo fato de ser implantado pela primeira vez na empresa e é de grande valia, pois ajuda a obtendo também experiência na área. O plano de vendas é necessário por se tratar de uma empresa, familiar tem muitas dificuldades no mercado por falta de planejamento, e com a abertura da nova filial em Balneário Camboriú a construção de um plano de vendas essencial para conhecer o mercado novo onde a empresa irá atuar. 1.5 Contexto do ambiente de estágio: A trajetória do grupo PROMENAC/ CAMVEL teve início em Julho de 1961, quando o advogado Moacyr Werner, convidou três amigos e colegas de trabalho do extinto Banco Inco, para constituírem uma Sociedade. Surgiu então a empresa "Revendedores Promenac Ltda." situada na Avenida Hercílio Luz, na cidade de Itajaí/SC. Atuando no ramo da revenda de veículos, implementos agrícolas e autopeças. No ano de 1962, mudou-se para Rua Alfredo Heicke no referido município e no ano de 1967, adquiriu a Concessionária Volkswagen de Itajaí /SC.

17 17 Em 16 de setembro de 1971, passou a funcionar no lugar da "Fuscar", antiga Concessionária Volkswagen de Itajaí e região, localizada na Rua Expedicionário Aleixo Maba, nº 60, onde está instalada a sua matriz. Como resultado do sério trabalho desenvolvido pela organização, hoje, quarenta e seis anos após sua fundação, o grupo Promenac, compõe-se de seis empresas, atuando nos mais diversificados ramos de mercado, tais como: veículos, motos, corretora de seguros, viagens e turismo e administradora de consórcio, com a seguintes denominações e anos de instalação: Revendedores Promenac Ltda. (1961); Promenac Motos Ltda. Itajaí (1987); Promenac Corretora de Seguros Ltda. (1989); Promenac Agência de Viagens e Turismo Ltda. (1991); Camvel administradora de Consórcio S/C Ltda. (1993); Promenac Motos Ltda. Balneário Camboriú (2007). Investir no ramo de motocicletas para o grupo Promenac, fora um desafio a ser vencido e com a oportunidade de compra do negócio da Yamaha, ocorrido no dia 1º de Dezembro de 1987, a Promenac Motos, situada na rua Expedicionário Aleixo Maba nº 60, matriz, no município de Itajaí/SC. Com o passar do tempo, em 1992, a Promenac Motos deixa de ser uma revendedora da Yamaha e passa a representar a bandeira da Honda, responsável por 90% (noventa por cento) do mercado das motocicletas fabricadas no Brasil. No ano de 1996, fora inaugurada a sua primeiro ponto de vendas de motos, a Promenac Motos Ltda de Balneário Camboriú/SC. Com a meta de suprir as necessidades do exigente público de Itajaí, Balneário Camboriú, Navegantes e região, o Grupo Promenac inaugurou, no mês de dezembro de 1987, a Promenac Motos em Itajaí. Contando com a experiência do Grupo Promenac Camvel, que atua no mercado automobilístico há 47 anos, a Promenac Motos é considerada hoje uma das mais importantes e respeitadas concessionárias do estado de Santa Catarina, sendo um sinônimo de confiança, qualidade, competência e compromisso com a satisfação do cliente.

18 18 Prova disso é o Certificado recebido pelo nosso chefe de oficina, colocando-o entre os dez melhores mecânicos do Brasil na 2ª Convenção Nacional de Serviços Pós-Vendas da Moto Honda da Amazônia. Totalmente instalada seguindo os rigorosos padrões estabelecidos pela Moto Honda, a Promenac Motos oferece a seus clientes os seguintes serviços: vendas de motocicletas novas, motocicletas semi-novas, peças originais, acessórios, seguros, assistência técnica especializada, consórcios, financiamentos, mecânicos treinados na fábrica. Ramo de Atividade A finalidade da Rede de Concessionária Promenac Motos é comercializar os produtos "Honda" e prestar assistência técnica total a seus clientes visando sempre aumentar a confiança do consumidor nos serviços prestados pela especializada Honda, da Promenac Motos. Atualmente a Promenac Motos atende aos municípios de Itajaí, Balneário Camboriú e todo o Vale do Vale do Itajaí com sua linha de motocicletas Honda nacionais. A empresa atua conscientemente no sentido de ter o cliente como o seu mais precioso produto, procurando atendê-lo com produtos bastante diversificados, designers modernos e arrojados; pelo fato de o consumidor ser mais aguçado nas suas exigências, não obstante a busca incessante de novas formas de comercialização que as atualmente executadas. As motos comercializadas pela organização vão desde 100cc (cem cilindradas) até 750cc (setecentas e cinqüenta cilindradas). 1.6 Organização do trabalho: Este estudo esta dividido em cinco capítulos. No capítulo 1, apresenta-se a exposição do tema, o problema de pesquisa, os objetivos e a justificativa para sua elaboração.

19 19 No capítulo 2, apresentam-se a fundamentação teórica são abordados os seguintes temas: Administração de marketing, marca, administração de vendas, historia da administração, planejamento estratégico, remuneração e incentivos a força de vendas, analise swot e segmento de mercado visando o conhecimento da teoria para poder aplicar na empresa. No capítulo 3, apresenta-se o resultado da aplicação e descrição do estudo. No capítulo 4, relizou-se uma entrevista com o gerente Marcelo Alves, para poder identificar os ponto positivos e de melhorias para a empresa, foi usado informações da Honda do Brasil e Fenabrave, levantando dados da marca para elaborar um plano de vendas. No capítulo 5, apresenta-se as considerações finais do estudo.

20 20 2. FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA 2.1 Administração Marketing Nos últimos anos o campo de marketing foi considerado como feito de artistas de segunda classe, trapaceiros, e distribuidores de mercadorias de segunda mão. O ponto de partida dos estudos de marketing surge através das necessidades e desejos do ser humano. Toda humanidade necessita de comida, ar, água, roupa e abrigo para sua sobrevivência. Antigamente o marketing era aplicado em sua maior parte no setor de negócios. Porém nos anos recentes tornou-se também um grande componente das estratégias de muitas organizações sem fins lucrativos como faculdades, hospitais, museus, orquestras sinfônicas, e até mesmo em igrejas. Conforme Kotler (1996, p. 99) A administração de marketing pode ser orientada por cinco filosofias diferentes, sendo elas o conceito de produção, o conceito de produto, o conceito de venda, o conceito de marketing, o conceito de marketing social. Muita gente pensa em marketing apenas como vendas e propaganda, portanto essas funções citadas é apenas a ponta do iceberg do marketing, são apenas duas funções dentre muitas, e em geral não as mais importantes. Hoje em dia o marketing deve ser compreendido não apenas em vender algo, mas sim em satisfazer as necessidades do cliente. Conforme Kotler (1996, p. 03) o marketing é um processo social e gerencial através do qual indivíduos e grupos obtêm aquilo que desejam e de que necessitam, criando e trocando produtos e valores uns como os outros. Necessidades, desejos, demandas, produtos, valor, satisfação, qualidade, troca, transações, relacionamentos, mercados, são conceitos de marketing interligados entre eles. O mundo vive uma era de grandes transformações. Conforme Cobra (1997, p. 33) O consumidor deixa de ser consumidor de uma única região para se tornar consumidor mundial. As oportunidades de consumo se ampliam, o que torna o comprador mais exigente e seletivo em relação às ofertas do mercado.

21 Muitas vezes o conceito de marketing é confundido com o conceito de venda. 21 A venda enfoca as necessidades do vendedor; o marketing, as necessidades do comprado. A venda está preocupada com a necessidade do vendedor de converter seu produto em dinheiro; o marketing, com a idéia de satisfazer às necessidades do cliente por meio do produto e toda a gama de coisa associadas com a criação, a entrega e o consumo final. (KOTLER, 1998, p. 42). Segundo Kotler (1999), a administração mercadológica não tem por objetivo como a maioria das pessoas pensam de ser somente vendas e propaganda, isto na verdade faz parte de um composto de marketing, onde o essencial é identificar as necessidades dos clientes, fazendo isso, e desenvolvendo produtos com uma definição de preços claros, efetuando uma boa distribuição e promoção, estes produtos serão vendidos com grande facilidade. De acordo com Dickson (2001), os desafios enfrentados pelos empresários envolvem o desenvolvimento de novos produtos e o reposicionamento dos existentes que aumentarão o apelo junto às novas geração de consumidores, adaptar-se a essas mudanças é o sucesso das empresas, caso fracassem na adaptação são superadas pela competição e sentimento de indiferença do consumidor em relação aos seus produtos. Os empresários devem estar atentos, tanto no ambiente interno como externo, de como os consumidores estão.

22 22 (a) O conceito de venda. Objetivo Meios Objetivos Produtos Venda e Lucros decorrentes Promoção do volume de vendas (b) O conceito de marketing. Objetivo Meios Objetivos Necessidades Marketing Lucros decorrentes dos integrado da satisfação do consumidores consumidor Quadro 01 Comparação entre os conceitos de vendas e de marketing. Fonte: Kotler (1998, p. 89) O quadro acima, mostra o conceito de vendas e de marketing, onde comparados entre eles, como são diferentes suas visões de mercado. O marketing tem a função de identifica as necessidades e os desejos do consumidor, determinam quais os mercados-alvo que a organização pode servir melhor e planeja produtos, serviços e programas adequados a esses mercados. O departamento de marketing não atinge uma meta sozinho. Precisa ligarse intimamente a outros departamentos da empresa e associar-se a outras organizações. Assim, o marketing exige que todos da organização pensem nos clientes e façam o máximo para ajudar a criar e a oferecer um valor superior ao cliente. (KOTLER, 1998, p. 179).

23 23 Análise quantitativa de mercado, ambiente macro e micro, oportunidades, estratégia do composto de marketing, são algumas ferramentas utilizadas pela administração mercadológica. O marketing existe à nossa volta, e todos devemos ter a consciência que ele é de grande importância para a sociedade. É usado não só por fabricantes, atacadistas e varejistas como por todos os tipos de indivíduos e organizações Composto de marketing Padilha (2002), conceitua que composto de marketing é uma expressão muito usada, e muitas pessoas não sabem o significado correto, falam que é uma composto de marketing é o conjunto de todos os elementos que constituem a atividade comercial da empresa, pode-se ter 4 P's que não dizem a respeito só da ferramenta publica e propaganda, sendo: os processos, as pessoas, os parceiros e o pós vendas, como também possuindo os 4 P's produto, preço, praça e promoção. Neste caso entende-se que somente os 4 P's tradicionais são fundamentais, mas os parceiros ou stakeholders, o pós vendas, que se utilizado de forma correta pode trazer clientes e o capital intelectual, as pessoas dentro da organização. Sabe-se que hoje as empresas necessitam mais de marketing do que nos tempos atrás, devido à descoberta de que marketing não é apenas publicidade e propaganda ou meio de enganar o cliente, mas que o marketing possa ser uma ferramenta indispensável na empresa, pois através dele há muitas ferramentas, mix de marketing e formas de abordar e atender os clientes, como os 4 P's de marketing, preço, praça, promoção e produto. Do ponto de vista de Kotler (1997), quando uma empresa decide sua estratégia de posicionamento está apta a planejar os detalhes do mix de marketing, que é uma série de ferramentas táticas de marketing que a empresa usa para obter respostas no mercado alvo. A empresa pode empreender usando as seguintes ferramentas: Produto: pode ser entendido como tangíveis e intangíveis, como produtos e serviços. Quando você compra uma moto ela vem com faróis, pistão, anéis, cilindros e muitas peças, porém as fábricas lhe oferecem vários modelos

24 24 desta moto, equipamentos, acessórios opcionais, e garantias referentes a tudo que há na moto, como a garantia de um guidão que possa vir a ter ferrugem. Preço: significa o valor coerente a ser pago para obtenção do produto. As empresas motociclísticas utilizam o preço para passar aos varejistas o preço sugerido, e eles negociam com o cliente, lhe dando prazo, desconto, ajudando a situações competitivas colocando em sintonia com o cliente a percepção do valor da peça em relação á moto. Praça: inclui as atividades da empresa que tornam o produto disponível em vários pontos ao cliente. Estes vários pontos de distribuição da fábrica de motos deve possuir vários distribuidores sempre com peças de reposição disponíveis para que possa atender o público motociclístico em diferentes áreas, isso também pode demonstrar ao cliente o quanto o produto é funcional, pois caso precise de reparos encontra-se peças para manutenção, com preço razoável e em várias áreas de um país, estados ou cidade. Promoção: mostra-nos as atividades que comunicam atributos do cliente persuadindo o consumidor a adquirir produtos, as empresas como a Honda, gastam milhões por ano em propagandas para falar de seus produtos aos clientes, podendo oferecer ao cliente, desconto, promoção de dia dos pais, liquidações de motos ou peças, baixa taxa de juros, formas de pagamento e a venda individualizada ou customizada referente a atendimento preço e entrega. Las Casas (2001, p.102) apresenta um exemplo prático de que o uso do composto de marketing ou os 4'Ps, é importante e tem funcionado já na época dos anos 50, nos dando de exemplo o produto motociclístico Vespa: [...] foi uma motoneta que fez muito sucesso nos anos 50. O produto foi relançado no Brasil. Os dirigentes da empresa apresentam seus planos à imprensa: O produto é econômico e em comparação às motos, a Vespa apresenta três tipos de vantagens: em primeiro lugar está o design prático e cômodo, que oferece mais espaço para pequenas cargas, sendo único veículo de duas rodas com lugar para estepe. O consumo é extremamente baixo e o motor acessível. A terceira vantagem é o preço, já que a Vespa custará para o consumidor final o equivalente a 1800 dólares, o mesmo preço de uma moto 125 cilindradas. Com referência a distribuição à empresa montou uma rede de 50 concessionários exclusivos. O apoio publicitário será feito em três etapas: a primeira tornar conhecida a nova empresa e seu produto para o público de alto nível. A segunda foi o

25 lançamento com 5 filmes veiculados na TV, anúncios em jornais, revistas outdoors. E o terceiro foi que a empresa promoveu rallies ou corridas de 6 12 horas para demonstrar que a Vespa elém de andar a 110km por hora é resistente. (LAS CASAS 2001, p.103). 25 Podemos notar que apesar de Vespa não ter atendido as expectativas dos revendedores, a empresa agiu com a implementação de 4 variáveis nas quis estamos vendo; produto, preço, praça e promoção. Em qualquer trabalho de comercialização o administrador deverá realizar um planejamento das 4 variáveis. A maior ou menor ênfase em cada uma delas dependerá do objeto de comercialização (LAS CASAS, 2001,p.17). Neste caso entende-se que Las Casas, (2001) refere-se a quantidade de esforços que cada empresa deve investir nos 4P's, cada um com suas necessidades e objetivos Marca Para Aaker (1998), a marca é um nome e/ou símbolo que identifica os bens ou serviços e os diferencia daqueles dos concorrentes. Uma marca sinaliza a origem do produto e protege o consumidor e o fabricante dos concorrentes que ofertam produtos semelhantes. Segundo Rocha e Christensen (1999), marca é um nome, termo, sinal, símbolo ou desenho, ou uma combinação desses elementos que identifica os bens oferecidos por um fabricante e os diferencia dos concorrentes existentes. Para Kotler e Armostrong ( 2003), essas qualidades são: deve sugerir algum benefício do produto, deve ser fácil de pronunciar e de lembrar (nomes curtos), o nome deve ser inconfundível e ter significado fácil em outros idiomas e, ainda, que não tenha impedimento a seu registro e proteção legal. Cobra (1986) diz que a marca faz parte do composto de produto e é fator preponderante na adaptação do produto ou do serviço á satisfação das necessidades perceptíveis dos consumidores. O fato de o nome escolhido para o produto ou serviço dever relacionar-se com o que ele faz é um conceito antigo nem sempre necessário.

26 26 De outro lado, a escolha da marca deve levar em conta alguns critérioschaves, como: 1. Compreensão por parte dos consumidores em geral, sem margens de dúvidas, e se possível curta. 2. Eufonia, facilidade de se pronunciar, soletrar e de ler. 3. Expressividade, reconhecimento e memorização fáceis. 4. Associação á imagem do produto. 5. Eficácia para a publicidade, sendo adaptável a qualquer veículo ou meio de divulgação. 6. Desvinculação de tempo ou época, para não ficar ultrapassada. 7. Adaptabilidade ás necessidades de embalagem e rotulagem. 8. Disponibilidade para uso ( que não esteja sendo usada por outra firma). 9. Ausência de conotações obscenas, ofensivas ou negativas, sendo, ao contrário, sugestiva. 10. Pronúncia em todas as línguas (para produtos destinados á exportação). Há marcas que designam o fabricante e outras que definem o produto, suas características ou seu objetivo. Pode ser um nome de fantasia, adaptado, ou formado com adoção de palavras, ou um nome sob licença ou acordo. Segundo Cobra 1986 a marca é nome, um sinal, um símbolo, ou design, ou uma combinação de tudo isso, com o objetivo de identificar produtos ou serviços de um vendedor ou grupo de vendedores e diferenciá-los de seus concorrentes. A marca individual é única para um produto particular, que pode incluir múltiplos sabores ou estilos e múltiplos tamanhos, e assim por diante. A marca de família é aplicada a uma linha inteira de diferentes produtos. A marca de fabrica pode ser original ou nacional, dependendo do escopo de cobertura de distribuição da marca. A marca de revendedor (ou etiqueta privada, ou marca de casa) é controlada por propriedade de uso por um distribuidor industrial. A propriedade e o controle da estratégia de marketing para uma marca. Os fabricantes podem ter quatro decisões distintas com relação á sua política de marca:

27 27 1. Oferecer o produto sob seu próprio nome, ou sob a etiqueta do revendedor, ou sob ambos; 2. Oferecer o produto sob marca própria individual ou de família; de marcas; 3. oferecer os produtos com marca, de acordo com o nível de qualidade e de preço; 4. Optar por diversas marcas diferentes no mercado em função dos níveis particulares de qualidade. O revendedor pode também se utilizar paralelamente dessas mesmas opções.tais observações são teóricas, uma vez que na prática não existe senão um número limitado de sugestões que atendem à política de portfólio de produtos e de marcas da empresa. Quando o nome do produto não é inteligível, ele pode estimular um consumo ou compra inadequada. Por essa razão, muitas vezes é importante que a marca se apresente aos olhos do consumidor como uma mensagem que contenha informações. A adoção da marca do fabricante em adição á marca do produto é uma forma de avalizar o conteúdo; exemplifica-se:a água minalba é da Nestlé. A representação associada do nome do fabricante a uma marca-fantasia ajuda a promover o produto até que ele atinja a maioridade comercial. A escolha de uma marca muitas vezes é associada às idéias que permitem identificação rápida do produto: o que é para que serve. Exemplo: Chá Mate Leão. Certas marcas tentam indiciar as propriedades do produto: Sadia (produtos higiênicos e sadios). Por vezes, a marca indicada o objeto do produto: Memorex (para a memória). Outras exprimem convite ou sedução ao consumo: açúcar Doce Vida; outras ainda indicam distinção e decência: uísque House of Lords (COBRA,1986, p351). 2.2 Administração No passado a primeira instituição pode ter existido de maneira peculiar e limitada, eram tipos de organizações em busca de alimentos, segurança, e conforto espiritual.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA INSTITUTO DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA Autor: Jeferson Correia dos Santos ARTIGO TÉCNICO INOVAÇÃO NA GESTÃO DE PÓS-VENDAS: SETOR AUTOMOTIVO RESUMO A palavra inovação tem sido atualmente umas das mais mencionadas

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO PLANO DE NEGÓCIOS O plano de negócios deverá conter: 1. Resumo Executivo 2. O Produto/Serviço 3. O Mercado 4. Capacidade Empresarial 5. Estratégia de Negócio 6. Plano de marketing

Leia mais

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa.

I. A empresa de pesquisa de executivos deve lhe fornecer uma avaliação precisa e cândida das suas capacidades para realizar sua pesquisa. DIREITO DOS CLIENTES O que esperar de sua empresa de Executive Search Uma pesquisa de executivos envolve um processo complexo que requer um investimento substancial do seu tempo e recursos. Quando você

Leia mais

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional

INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing Internacional INTERNACIONALIZAÇÃO DE EMPRESAS - Marketing CURSO: Administração DISCIPLINA: Comércio FONTE: DIAS, Reinaldo. RODRIGUES, Waldemar. Comércio Exterior Teoria e Gestão. Atlas. São Paulo: 2004 2.4d_ização de

Leia mais

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. A CompuStream, empresa especializada em desenvolvimento de negócios, atua em projetos de investimento em empresas brasileiras que tenham um alto

Leia mais

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO

FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO FACULDADE REDENTOR NUCLEO DE APOIO EMPRESARIAL CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Justificativa: As transformações ocorridas nos últimos anos têm obrigado as organizações a se modificarem constantemente e de forma

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO PLANO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA Flash Lan House: FOCO NO ALINHAMENTO ENTRE CAPITAL HUMANO E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

Leia mais

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto

FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING. Professor: Arlindo Neto FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM ADMINISTRAÇÃO MÓDULO DE MARKETING Professor: Arlindo Neto Competências a serem trabalhadas GESTÃO DE MARKETING PUBLICIDADE E PROPAGANDA GESTÃO COMERCIAL FTAD FORMAÇÃO TÉCNICA EM

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix)

Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Módulo 5. Composto de Marketing (Marketing Mix) Dentro do processo de administração de marketing foi enfatizado como os profissionais dessa área identificam e definem os mercados alvo e planejam as estratégias

Leia mais

Planejamento de Campanha Publicitária

Planejamento de Campanha Publicitária Planejamento de Campanha Publicitária Prof. André Wander UCAM O briefing chegou. E agora? O profissional responsável pelo planejamento de campanha em uma agência de propaganda recebe o briefing, analisa

Leia mais

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS

GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS GUIA DE ELABORAÇÃO DE PLANO DE NEGÓCIOS Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 2 2. PLANO DE NEGÓCIOS:... 2 2.1 RESUMO EXECUTIVO... 3 2.2 O PRODUTO/SERVIÇO... 3 2.3 O MERCADO... 3 2.4 CAPACIDADE EMPRESARIAL... 4 2.5

Leia mais

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO

LÍDERES DO SECULO XXI RESUMO 1 LÍDERES DO SECULO XXI André Oliveira Angela Brasil (Docente Esp. das Faculdades Integradas de Três Lagoas-AEMS) Flávio Lopes Halex Mercante Kleber Alcantara Thiago Souza RESUMO A liderança é um processo

Leia mais

Vendas - Cursos. Curso Completo de Treinamento em Vendas com Eduardo Botelho - 15 DVDs

Vendas - Cursos. Curso Completo de Treinamento em Vendas com Eduardo Botelho - 15 DVDs Vendas - Cursos Curso Completo de Treinamento em Vendas com - 15 DVDs O DA VENDA Esta palestra mostra de maneira simples e direta como planejar o seu trabalho e, também, os seus objetivos pessoais. Através

Leia mais

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro.

Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. PLANO DE MARKETING Andréa Monticelli Um dos objetivos deste tema é orientar as ações sistemáticas na busca satisfazer o consumidor estimulando a demanda e viabilizando o lucro. 1. CONCEITO Marketing é

Leia mais

ATENDIMENTO AO CLIENTE

ATENDIMENTO AO CLIENTE ATENDIMENTO AO CLIENTE Tópicos a serem apresentados: O que é? Para que serve? Objetivos do Curso. Conteúdo Programático. Empresa As Pessoas O Produto O serviço Atendimento Competitividade Tipos de Clientes

Leia mais

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.

AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA. Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com. AGENDA SEBRAE OFICINAS CURSOS PALESTRAS JUNHO A DEZEMBRO - 2015 GOIÂNIA Especialistas em pequenos negócios. / 0800 570 0800 / sebraego.com.br COM O SEBRAE, O SEU NEGÓCIO VAI! O Sebrae Goiás preparou diversas

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL

A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL A IMPORTÂNCIA DA CONTABILIDADE GERENCIAL NA GESTÃO EMPRESARIAL Aldemar Dias de Almeida Filho Discente do 4º ano do Curso de Ciências Contábeis Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Élica Cristina da

Leia mais

OS NEGÓCIOS LUCRO = VOLUME PRODUZIDO X PREÇO - CUSTO

OS NEGÓCIOS LUCRO = VOLUME PRODUZIDO X PREÇO - CUSTO OS NEGÓCIOS Odilio Sepulcri* INTRODUÇÃO A sobrevivência dos negócios, dentre outros fatores, se dará pela sua capacidade de gerar lucro. O lucro, para um determinado produto, independente da forma como

Leia mais

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória

Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Uso dos computadores e a Tecnologia da informação nas empresas: uma visão geral e introdutória Não há mais dúvidas de que para as funções da administração - planejamento, organização, liderança e controle

Leia mais

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr.

Gestão do Conhecimento A Chave para o Sucesso Empresarial. José Renato Sátiro Santiago Jr. A Chave para o Sucesso Empresarial José Renato Sátiro Santiago Jr. Capítulo 1 O Novo Cenário Corporativo O cenário organizacional, sem dúvida alguma, sofreu muitas alterações nos últimos anos. Estas mudanças

Leia mais

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper

Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos. White Paper Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos White Paper TenStep 2007 Saiba Como Convencer os Executivos Sobre o Valor do Gerenciamento de Projetos Não há nenhuma duvida

Leia mais

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA

A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA A RELAÇÃO ENTRE A MOTIVAÇÃO E A ROTATIVIDADE DE FUNCIONÁRIOS EM UMA EMPRESA Elaine Schweitzer Graduanda do Curso de Hotelaria Faculdades Integradas ASSESC RESUMO Em tempos de globalização, a troca de informações

Leia mais

3. Estratégia e Planejamento

3. Estratégia e Planejamento 3. Estratégia e Planejamento Conteúdo 1. Conceito de Estratégia 2. Vantagem Competitiva 3 Estratégias Competitivas 4. Planejamento 1 Bibliografia Recomenda Livro Texto: Administração de Pequenas Empresas

Leia mais

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS

Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Administração de Pessoas por COMPETÊNCIAS Adm.Walter Lerner 1.Gestão,Competência e Liderança 1.1.Competências de Gestão Competências Humanas e Empresariais são Essenciais Todas as pessoas estão, indistintamente,

Leia mais

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores

Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Palestrante Paulo Gerhardt Inspira, Motiva e Sensibiliza para Resultados Superiores Com uma abordagem inovadora e lúdica, o professor Paulo Gerhardt tem conquistado plateias em todo o Brasil. Seu profundo

Leia mais

4. Tendências em Gestão de Pessoas

4. Tendências em Gestão de Pessoas 4. Tendências em Gestão de Pessoas Em 2012, Gerenciar Talentos continuará sendo uma das prioridades da maioria das empresas. Mudanças nas estratégias, necessidades de novas competências, pressões nos custos

Leia mais

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR

CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING PROJETO INTEGRADOR PROJETO INTEGRADOR 1. INTRODUÇÃO Conforme as diretrizes do Projeto Pedagógico dos Cursos Superiores de Tecnologia da Faculdade Unida de Suzano

Leia mais

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS

GESTÃO POR COMPETÊNCIAS GESTÃO POR COMPETÊNCIAS STM ANALISTA/2010 ( C ) Conforme legislação específica aplicada à administração pública federal, gestão por competência e gestão da capacitação são equivalentes. Lei 5.707/2006

Leia mais

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce

GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce GUIa Prático para enfrentar a concorrência no e-commerce Você é do tipo que quer arrancar os cabelos toda vez que um concorrente diminui o preço? Então você precisa ler este guia rápido agora mesmo. Aqui

Leia mais

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS

INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS INOVAÇÃO NA ADVOCACIA A ESTRATÉGIA DO OCEANO AZUL NOS ESCRITÓRIOS JURÍDICOS Ari Lima Um empreendimento comercial tem duas e só duas funções básicas: marketing e inovação. O resto são custos. Peter Drucker

Leia mais

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA

MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA MATRIZ SWOT VANTAGENS DE SUA UTILIZAÇÃO NO COMÉRCIO VAREJISTA Daniela Vaz Munhê 1 Jenifer Oliveira Custódio Camara 1 Luana Stefani 1 Murilo Henrique de Paula 1 Claudinei Novelli 2 Cátia Roberta Guillardi

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva 1 Resposta do Exercício 1 Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando

Leia mais

Implementação de estratégias

Implementação de estratégias Etapa 1 Etapa 2 Etapa 3 Etapa 4 Etapa 5 Disciplina Gestão Estratégica e Serviços 7º Período Administração 2013/2 Implementação de estratégias Agenda: Implementação de Estratégias Visão Corporativa sobre

Leia mais

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS

OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS OS PRINCIPAIS PROBLEMAS DA GESTÃO DA CADEIA DE SUPRIMENTOS Esta seção apresenta alguns dos problemas da gestão da cadeia de suprimentos discutidos em mais detalhes nos próximos capítulos. Estes problemas

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) « CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS» ADMINISTRAÇÃO (MARKETING) «21. É falacioso falar que o marketing é filho do capitalismo e, portanto, apenas ajudaria a concentrar a renda satisfazendo necessidades supérfluas

Leia mais

A GESTÃO HOSPITALAR E A NOVA REALIDADE DO FINANCIAMENTO DA ASSISTÊNCIA RENILSON REHEM SALVADOR JULHO DE 2006

A GESTÃO HOSPITALAR E A NOVA REALIDADE DO FINANCIAMENTO DA ASSISTÊNCIA RENILSON REHEM SALVADOR JULHO DE 2006 A GESTÃO HOSPITALAR E A NOVA REALIDADE DO FINANCIAMENTO DA ASSISTÊNCIA RENILSON REHEM SALVADOR JULHO DE 2006 No passado, até porque os custos eram muito baixos, o financiamento da assistência hospitalar

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING

ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING ESTRUTURA CURRICULAR DO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM MBA EM GESTÃO DE PESSOAS, LIDERANÇA E COACHING CENÁRIO E TENDÊNCIAS DOS NEGÓCIOS 8 h As mudanças do mundo econômico e as tendências da sociedade contemporânea.

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DE CUSTOS NA ELABORAÇÃO DO PREÇO DE VENDA

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DE CUSTOS NA ELABORAÇÃO DO PREÇO DE VENDA 553 A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO DE CUSTOS NA ELABORAÇÃO DO PREÇO DE VENDA Irene Caires da Silva 1, Tamires Fernanda Costa de Jesus, Tiago Pinheiro 1 Docente da Universidade do Oeste Paulista UNOESTE. 2 Discente

Leia mais

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR

AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR KOTLER, 2006 AS DECISÕES REFERENTES AOS CANAIS DE MARKETING ESTÃO ENTRE AS MAIS CRÍTICAS COM QUE AS GERÊNCIAS PRECISAM LIDAR. OS CANAIS AFETAM TODAS AS OUTRAS DECISÕES DE MARKETING Desenhando a estratégia

Leia mais

Oficina de Planejamento Estratégico

Oficina de Planejamento Estratégico Oficina de Planejamento Estratégico Conselho Estadual de Saúde Secretaria Estadual da Saúde Paraná, agosto de 2012 Planejamento Estratégico Planejamento: atividade inerente ao ser humano Cada um de nós

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA

FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA FACULDADE ANHANGUERA DE ITAPECERICA DA SERRA Profº Paulo Barreto Paulo.santosi9@aedu.com www.paulobarretoi9consultoria.com.br 1 DO MARKETING À COMUNICAÇÃO Conceitualmente, Marketing é definido por Kotler

Leia mais

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio

Plano de Negócios. Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa. Modelo de Planejamento prévio Plano de Negócios Passo a passo sobre como iniciar um Plano de Negócios para sua empresa Modelo de Planejamento prévio Fraiburgo, 2015 Plano de Negócios Um plano de negócios é uma descrição do negócio

Leia mais

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir.

Tendo o texto acima como referência inicial, julgue os itens a seguir. 1. A administração de recursos humanos, historicamente conhecida como administração de pessoal, lida com sistemas formais para administrar pessoas dentro da organização. A administração de recursos humanos

Leia mais

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso:

PLANO DE NEGÓCIOS. Causas de Fracasso: PLANO DE NEGÓCIOS Causas de Fracasso: Falta de experiência profissional Falta de competência gerencial Desconhecimento do mercado Falta de qualidade dos produtos/serviços Localização errada Dificuldades

Leia mais

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report

Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Perfil Caliper de Especialistas The Inner Potential Report Avaliação de: Sr. Antônio Modelo Preparada por: Consultor Caliper exemplo@caliper.com.br Data: Página 1 Perfil Caliper de Especialistas The Inner

Leia mais

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado.

Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. TECNICAS E TECNOLOGIAS DE APOIO CRM Situação mercadológica hoje: Era de concorrência e competição dentro de ambiente globalizado. Empresas já não podem confiar em mercados já conquistados. Fusões e aquisições

Leia mais

ESTUDO DA IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O COMÉRCIO VAREJISTA LUCIMEIRI CEZAR ANDRÉ

ESTUDO DA IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O COMÉRCIO VAREJISTA LUCIMEIRI CEZAR ANDRÉ ESTUDO DA IMPORTÂNCIA DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO PARA O COMÉRCIO VAREJISTA LUCIMEIRI CEZAR ANDRÉ Acadêmica de Administração Geral na Faculdade Metropolitana de Maringá /PR - 2005 RESUMO: A atividade comercial

Leia mais

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING

CONSULTOR CARLOS MARTINS AÇAO EM MARKETING CONSULTOR CARLOS MARTINS CRIA - AÇAO EM MARKETING SUA EMPRESA Copyright Consultor Carlos Martins - Todos os direitos reservados wwwcarlosmartinscombr - consultor@carlosmartinscombr Como conquistar Clientes

Leia mais

ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL. Guia Prático de Compra O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO. Edição de julho.2014

ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL. Guia Prático de Compra O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO. Edição de julho.2014 ERP SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL Guia Prático de Compra Edição de julho.2014 O QUE SABER E COMO FAZER PARA ADQUIRIR CERTO Í n d i c e 6 perguntas antes de adquirir um sistema 4 6 dúvidas de quem vai adquirir

Leia mais

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle

A FUNÇÃO CONTROLE. Orientação do controle A FUNÇÃO CONTROLE O controle é a ultima função da administração a ser analisadas e diz respeito aos esforços exercidos para gerar e usar informações relativas a execução das atividades nas organizações

Leia mais

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais.

Unidade de Projetos. Grupo Temático de Comunicação e Imagem. Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais. Unidade de Projetos de Termo de Referência para desenvolvimento da gestão de Marcas Setoriais Branding Agosto de 2009 Elaborado em: 3/8/2009 Elaborado por: Apex-Brasil Versão: 09 Pág: 1 / 8 LÍDER DO GRUPO

Leia mais

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO.

ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. 1 ESTRATÉGIAS MERCADOLÓGICAS UTILIZADAS PELAS OPERADORAS, TIM, CLARO E VIVO. Juliana da Silva RIBEIRO 1 RESUMO: O presente trabalho enfoca as estratégias das operadoras de telefonia móvel TIM,VIVO e CLARO

Leia mais

Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas

Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas Os Sistema de Administração de Gestão de Pessoas As pessoas devem ser tratadas como parceiros da organização. ( Como é isso?) Reconhecer o mais importante aporte para as organizações: A INTELIGÊNCIA. Pessoas:

Leia mais

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO

Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Sua hora chegou. Faça a sua jogada. REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 REGULAMENTO Prêmio de Empreendedorismo James McGuire 2013 é uma competição interna da Laureate International

Leia mais

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS

ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ARTIGOS AÇÕES MOTIVACIONAIS ÍNDICE em ordem alfabética: Artigo 1 - ENDOMARKETING: UMA FERRAMENTA ESTRATÉGICA PARA DESENVOLVER O COMPROMETIMENTO... pág. 2 Artigo 2 - MOTIVANDO-SE... pág. 4 Artigo 3 - RECURSOS

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Conceito de Marketing Considerações Preliminares Atendimento

Conceito de Marketing Considerações Preliminares Atendimento Conceito de Marketing Considerações Preliminares Atendimento Metodologia de Ensino 1) Noções de Marketing 2) Marketing de Serviço 3) Marketing de Relacionamento 1 2 1) Noções de Marketing 3 4 5 6 www.lacconcursos.com.br

Leia mais

DA INCUBAÇÃO À ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS: NOVAS ROTAS DE DESENVOLVIMENTO

DA INCUBAÇÃO À ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS: NOVAS ROTAS DE DESENVOLVIMENTO 1 DA INCUBAÇÃO À ACELERAÇÃO DE NEGÓCIOS: NOVAS ROTAS DE DESENVOLVIMENTO Cesar Simões Salim Professor e Autor de livros de empreendedorismo cesar.salim@gmail.com Visite meu blog: http://colecaoempreendedorismo.blogspot.com/

Leia mais

INTRODUÇÃO AO TRADE MARKETING Fazendo a diferença no Ponto de Venda. www.pdvativo.com.br

INTRODUÇÃO AO TRADE MARKETING Fazendo a diferença no Ponto de Venda. www.pdvativo.com.br Fazendo a diferença no Ponto de Venda EBOOK Sumário Revisão O que é Trade Marketing? Entenda o Comportamento de Compra do Consumidor O que é Merchandising? Revisão Para entender sobre Trade Marketing devemos

Leia mais

Como organizar um processo de planejamento estratégico

Como organizar um processo de planejamento estratégico Como organizar um processo de planejamento estratégico Introdução Planejamento estratégico é o processo que fixa as grandes orientações que permitem às empresas modificar, melhorar ou fortalecer a sua

Leia mais

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA

MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA MARKETING E VENDAS NA FARMÁCIA Há muito se discute que o mercado de farmácias é ambiente competitivo e que a atividade vem exigindo profissionalismo para a administração de seus processos, recursos e pessoal.

Leia mais

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional.

MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Empresa MAISMKT - Ações em Marketing e uma empresa voltada para avaliação do atendimento, relacionamento com cliente, e marketing promocional. Nossa filosofia e oferecer ferramentas de gestão focadas na

Leia mais

ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO

ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO ANALISANDO UM ESTUDO DE CASO (Extraído e traduzido do livro de HILL, Charles; JONES, Gareth. Strategic Management: an integrated approach, Apêndice A3. Boston: Houghton Mifflin Company, 1998.) O propósito

Leia mais

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes

Unidade IV. Marketing. Profª. Daniela Menezes Unidade IV Marketing Profª. Daniela Menezes Comunicação (Promoção) Mais do que ter uma ideia e desenvolver um produto com qualidade superior é preciso comunicar a seus clientes que o produto e/ ou serviço

Leia mais

Soluções Simples www.designsimples.com.br solucoes@designsimples.com.br

Soluções Simples www.designsimples.com.br solucoes@designsimples.com.br Soluções Simples www.designsimples.com.br solucoes@designsimples.com.br C1 Introdução Este guia traz noções essenciais sobre inovação e foi baseado no Manual de Oslo, editado pela Organização para a Cooperação

Leia mais

FATORES PARA A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES PESSOAIS

FATORES PARA A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES PESSOAIS 1 FATORES PARA A INCLUSÃO NO MERCADO DE TRABALHO: EDUCAÇÃO, CIDADANIA E DESENVOLVIMENTO DAS QUALIDADES PESSOAIS MAURICIO SEBASTIÃO DE BARROS 1 RESUMO Este artigo tem como objetivo apresentar as atuais

Leia mais

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing

E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing E - Simulado 02 Questões de Tecnologia em Marketing Questão 01: (ENADE 2009): Um fabricante de sapatos pode usar a mesma marca em duas ou mais linhas de produtos com o objetivo de reduzir os custos de

Leia mais

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS

MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS ANEXO 1 MODELO 1 PARA SELEÇÃO DE PROPOSTAS DE ARRANJOS PRODUTIVOS LOCAIS Este documento serve como base orientadora para a apresentação de propostas de Arranjos Produtivos Locais para enquadramento no

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA)

ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA) ADMINISTRAÇÃO PARTICIPATIVA (GESTÃO PARTICIPATIVA) A administração participativa é uma filosofia ou política de administração de pessoas, que valoriza sua capacidade de tomar decisões e resolver problemas,

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade III DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade III DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Canais de distribuição Canal vertical: Antigamente, os canais de distribuição eram estruturas mercadológicas verticais, em que a responsabilidade

Leia mais

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo

Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de Viabilidade e Pesquisa de Campo Estudo de viabilidade As perguntas seguintes terão que ser respondidas durante a apresentação dos resultados do estudo de viabilidade e da pesquisa de campo FOFA.

Leia mais

Estratégias em Propaganda e Comunicação

Estratégias em Propaganda e Comunicação Ferramentas Gráficas I Estratégias em Propaganda e Comunicação Tenho meu Briefing. E agora? Planejamento de Campanha Publicitária O QUE VOCÊ DEVE SABER NO INÍCIO O profissional responsável pelo planejamento

Leia mais

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza

2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. Tribunais Gestão de Pessoas Questões Giovanna Carranza 01. Conceitualmente, recrutamento é: (A) Um conjunto de técnicas e procedimentos

Leia mais

AULA 20. Atendimento

AULA 20. Atendimento AULA 20 Atendimento Marketing em Serviços Marketing em serviços pode ser definido com o conjunto de atividades que objetivam a análise, o planejamento, a implementação e o controle de programas destinados

Leia mais

MECÂNICA PRASS: REPARADORA VEICULAR 24HORAS.

MECÂNICA PRASS: REPARADORA VEICULAR 24HORAS. MECÂNICA PRASS: REPARADORA VEICULAR 24HORAS. Estela Rögelin Prass 1 Evandro Boneberg Prass 2 Amilto Müller 3 RESUMO: O presente artigo tem como objetivo, apresentar um plano de negócio, os estudos e análise

Leia mais

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro

Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Marketing Estratégico no Agronegócio Brasileiro Prof. Adriano Alves Fernandes DCAB - Departamento de Ciências Agrárias e Biológicas CEUNES - Universidade Federal do Espírito Santo 1- Introdução Uma grande

Leia mais

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA

Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA Gestão e Marketing Análise SWOT - FFOA SWOT Strengths (Forças), Weaknesses (Fraquezas), Opportunities (Oportunidades) e Threats (Ameaças) Forças Oportunidades Fraquezas Ameaças Interno Externo Ajudam Atrapalham

Leia mais

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada

Pós Graduação em Comunicação Organizacional Integrada Público - alvo Pós Graduação em Organizacional Integrada Indicado para profissionais de comunicação organizacional, relações públicas, assessores de comunicação, gestores de comunicação, bem como para

Leia mais

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL

A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL A INFLUÊNCIA DA COMUNICAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL NO BRASIL Introdução A partir da década de 90 as transformações ocorridas nos aspectos: econômico, político, social, cultural,

Leia mais

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO.

SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Workshop para empreendedores e empresários do Paranoá DF. SUPERE A CRISE E FORTALEÇA SEU NEGÓCIO. Dias 06 e 13 de Dezembro Hotel Bela Vista Paranoá Das 08:00 às 18:00 horas Finanças: Aprenda a controlar

Leia mais

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios

Pequenas e Médias Empresas no Canadá. Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios Pequenas e Médias Empresas no Canadá Pequenos Negócios Conceito e Principais instituições de Apoio aos Pequenos Negócios De acordo com a nomenclatura usada pelo Ministério da Indústria do Canadá, o porte

Leia mais

A PROGRAMAÇÃO DO ESFORÇO MERCADOLÓGICO

A PROGRAMAÇÃO DO ESFORÇO MERCADOLÓGICO A PROGRAMAÇÃO DO ESFORÇO MERCADOLÓGICO Luiz Carlos Bresser-Pereira Revista Marketing n. 7, vol. II, 1968: 24-32. Um programa mercadológico é um instrumento para se pensar com antecedência, para se estabelecer

Leia mais

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente

A Importância do Marketing nos Serviços da. Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente A Importância do Marketing nos Serviços da Área de Saúde - Estratégias utilizadas para fidelizar o cliente Hellen Souza¹ Universidade do Vale do Rio dos Sinos UNISINOS RESUMO Este artigo aborda a importância

Leia mais

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras

A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras A Importância do CRM nas Grandes Organizações Brasileiras Por Marcelo Bandeira Leite Santos 13/07/2009 Resumo: Este artigo tem como tema o Customer Relationship Management (CRM) e sua importância como

Leia mais

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E

Prof. Marcelo Mello. Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E Prof. Marcelo Mello Unidade IV DISTRIBUIÇÃO E TRADE MARKETING Trade Marketing é confundido por algumas empresas como um conjunto de ferramentas voltadas para a promoção e a comunicação dos produtos. O

Leia mais

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO -

PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - PROJETO MULTIDISCIPLINAR DE COMUNICAÇÃO INSTITUCIONAL - 2013 - PLANO DE COMUNICAÇÃO - A estrutura a seguir foi desenvolvida com base no escopo da disciplina de Planejamento Estratégico de Comunicação,

Leia mais

Modelo para elaboração do Plano de Negócios

Modelo para elaboração do Plano de Negócios Modelo para elaboração do Plano de Negócios 1- SUMÁRIO EXECUTIVO -Apesar de este tópico aparecer em primeiro lugar no Plano de Negócio, deverá ser escrito por último, pois constitui um resumo geral do

Leia mais

Planejamento Estratégico

Planejamento Estratégico Planejamento Estratégico Análise externa Roberto César 1 A análise externa tem por finalidade estudar a relação existente entre a empresa e seu ambiente em termos de oportunidades e ameaças, bem como a

Leia mais

EMPREENDEDORISMO Marketing

EMPREENDEDORISMO Marketing Gerenciando o Marketing EMPREENDEDORISMO Marketing De nada adianta fabricar um bom produto ou prestar um bom serviço. É preciso saber colocálo no mercado e conseguir convencer as pessoas a comprá-lo. O

Leia mais

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas...

Importância da normalização para as Micro e Pequenas Empresas 1. Normas só são importantes para as grandes empresas... APRESENTAÇÃO O incremento da competitividade é um fator decisivo para a maior inserção das Micro e Pequenas Empresas (MPE), em mercados externos cada vez mais globalizados. Internamente, as MPE estão inseridas

Leia mais

PRINCÍPIO DE ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA

PRINCÍPIO DE ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS - UNICAMP INSTITUTO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS - IFCH DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E PLANEJAMENTO ECONÔMICO - DEPE CENTRO TÉCNICO ECONÔMICO DE ASSESSORIA EMPRESARIAL

Leia mais

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO

TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO TÍTULO: O CRM NA FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES EM UMA EMPRESA DE MATERIAL PARA CONSTRUÇÃO CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS SUBÁREA: ADMINISTRAÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE DE AURIFLAMA AUTOR(ES):

Leia mais

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS

Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS Programa de Capacitação em Gestão da Responsabilidade Social Empresarial e Desenvolvimento PETROBRÁS OFICINA 2 Professora: Izabel Portela izabel@institutoiris.org.br Novembro - 2007 1 M A R K E T I N G

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS CONHECER A ELABORAÇÃO, CARACTERÍSTICAS E FUNCIONALIDADES UM PLANO DE NEGÓCIOS.

Leia mais

Plano de Direcionamento. Conhecimento de Mercado

Plano de Direcionamento. Conhecimento de Mercado Plano de Direcionamento Conhecimento de Mercado Conhecimento de Mercado É necessário conhecer o mercado para que sejam desenvolvidos produtos que atendam as necessidades e expectativas dos clientes. Segmentação

Leia mais

Princípios e Conceitos de Marketing. Prof. Felipe A. Pires

Princípios e Conceitos de Marketing. Prof. Felipe A. Pires Princípios e Conceitos de Marketing Prof. Felipe A. Pires O que é Marketing? É a execução de um conjunto de atividades comerciais, tendo como objetivo final a troca de produtos ou serviços entre produtores

Leia mais

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração

INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE. Palestra para o Conselho Regional de Administração INSTRUMENTOS DE DESENVOLVIMENTO DAS MPEs OFERTADOS PELO SEBRAE Palestra para o Conselho Regional de Administração 1 O QUE É O SEBRAE? 2 O Sebrae O Serviço de Apoio às Micros e Pequenas Empresas da Bahia

Leia mais