Descrição das atividades do Processo. Representação por Excesso de Prazo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Descrição das atividades do Processo. Representação por Excesso de Prazo"

Transcrição

1 Representação por Excesso de Prazo Descrição das atividades do Processo Representação por Excesso de Prazo

2 2 de 16 Conteúdo 1. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL DESCRITIVO DO PROCESSO ENTRADAS/ INSUMOS SAÍDAS PRODUTOS/SERVIÇOS DIAGRAMA DO PROCESSO Descrição das Atividades Definir a competência É competência da CG/CF? Minutar despacho e ofícios de encaminhamento É necessário retornar para correções? Retornar à coordenadoria para correção Assinar despacho e ofícios de encaminhamento Enviar documentos Minutar despacho para autuação Assinar despacho Processar o feito Minutar despacho inicial e ofício solicitando informações preliminares É necessário retornar para correções? Retornar a Coordenadoria para correção Assinar despacho e ofício solicitando informações preliminares Elaborar certidão de expedição de ofício Enviar documento Lavrar termo de comprovante de recebimento O recebimento no prazo de 15 dias foi confirmado? Minutar despacho renovando solicitação de informações Lavrar termo de juntada Foi julgado? Minutar despacho aguardando solução do processo Aguardar solução do processo Cumprir o art. 116 do Regimento Interno do CJF Minutar despacho de arquivamento e ofício comunicando às partes Assinar despacho e ofícios

3 3 de Elaborar certidão de expedição dos ofícios Enviar ofícios Elaborar termo de juntada de comprovante de recebimento Arquivar processo CONTROLES EXCEÇÕES TERMINOLOGIAS REVISÃO HISTÓRICA

4 4 de 16 DADOS DO PROCESSO Gestor do Processo: Denise Guimarães Tângari Gerente do Processo: Evilane Prata, Milene Goston e Rosa Prysthon 1. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Arts. 112 a 117 do Regimento Interno do Conselho da ; Arts. 68 a 73 do Provimento n. 01/2009 da Corregedoria-Geral da. 2. DESCRITIVO DO PROCESSO O processo tem como objetivo apurar denúncias relacionadas a atraso no andamento de processos na esfera judicial, nos tribunais regionais federais. Principais atividades: Autuar petição inicial; Verificar andamento do processo representado desde a entrada da petição inicial até o encerramento da demanda na Corregedoria-Geral; Oficiar ao tribunal/magistrado solicitando informações preliminares; Comunicar à parte. 2.1 ENTRADAS/ INSUMOS Petição inicial que instrui acerca do justificado excesso de prazo no andamento processual; Consulta ao sistema processual do tribunal competente; Resposta do tribunal/magistrado ao pedido de informações. 2.2 SAÍDAS PRODUTOS/SERVIÇOS Movimentação processual; Decisão referente ao andamento processual. 4

5 Aprova do por Data Aprovação Página 5 de 16 3 DIAGRAMA DO PROCESSO

6 Descrição das atividades do Processo Representação por Excesso de Prazo Aprovado por 3.1. Descrição das Atividades Conforme o art. 112 do RICJF, a representação por excesso injustificado de prazo contra magistrado poderá ser formulada por qualquer interessado, pelo Ministério Público, Presidentes dos TRFs e membros do Conselho Definir a competência A Secretária analisa se o pedido é de competência da Corregedoria-Geral. Responsável: Secretária da Corregedoria-Geral Petição Inicial é o documento no qual a parte interessada reclama atraso no andamento de processo judicial em tramitação nos TRFs. Requisitos a serem observados: - dirigida ao Corregedor-Geral; - qualificação, endereço e assinatura do representante; - descrição do fato; - comprovação do fato alegado; - se apresentado por procurador, o instrumento de mandato ou procuração deverá constar dos autos É competência da CG/CF? Verificar se a matéria é de competência da Corregedoria-Geral. Se for, o servidor da coordenadoria minuta despacho para autuação de processo. Não sendo matéria de competência da Corregedoria-Geral, será minutado despacho de encaminhamento da denúncia ao órgão competente. Responsável: Secretária Minutar despacho e ofícios de encaminhamento Minutar despacho a ser assinado pelo Juiz Auxiliar encaminhando o pedido ao órgão competente para tratar da matéria, bem como ofícios que: 1) encaminhará o pedido ao órgão competente para apreciar a matéria; e 2) comunicará ao peticionante sobre o encaminhamento do pedido ao órgão competente É necessário retornar para correções? Se o juiz verificar que há necessidade de alteração no despacho e/ou ofícios, encaminhará para o servidor da coordenadoria efetuar as devidas adequações no despacho e/ou ofícios. Caso contrário, ele assinará os expedientes.

7 7 de Retornar à coordenadoria para correção O despacho e/ou ofícios retornam para o servidor da coordenadoria efetuar as devidas adequações, conforme orientação. Responsável: Juízes Assinar despacho e ofícios de encaminhamento Se o Juiz Auxiliar estiver de acordo com as minutas, assinará o despacho e os ofícios de encaminhamento da matéria ao órgão competente. Responsável: Juízes MODELO DE DESPACHO DE ENCAMINHAMENTO Tendo em vista tratar-se de Representação por Excesso de Prazo apresentada pelo Senhor XXXXXXXX. em que consta pedido de XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX, e, sendo essa matéria de competência xxxxxxxxxxxxxx, encaminhe-se o presente feito à XXXXXXXXX, para as providências cabíveis. Atenciosamente, Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria-Geral da MODELO DE OFÍCIO AO ÓRGÃO COMPETENTE OFÍCIO N. /CG Brasília,. A Sua Excelência o Senhor XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Senhor XXXXXX, Ao tempo em que o cumprimento, encaminho a Vossa Excelência a representação formulada pelo Senhor XXXXXXXXXX, para as devidas providências, em razão de a matéria ser de competência desse Órgão. Respeitosamente, XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria-Geral da 7

8 8 de 16 MODELO DE OFÍCIO AO INTERESSADO OFÍCIO N. /CG Brasília,. Ao Senhor XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Prezado Senhor, Informo a Vossa Senhoria que a sua Representação por Excesso de Prazo, encaminhada à Corregedoria-Geral da em XXXXXXXX, foi remetida à XXXXXXXXXXXXX, tendo em vista a competência daquele Órgão para tratar do assunto, conforme cópia anexa. Atenciosamente, XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria-Geral da Enviar documentos Encaminhar o ofício via correios/malote, ao órgão competente/peticionante, sendo registrados a data do recebimento e quem o recebeu, para efeitos de contagem de prazo. O referido comprovante de recebimento será juntado aos autos, bem como cópia do ofício expedido Minutar despacho para autuação Minutar despacho padrão de autuação, a ser assinado pela Secretária, encaminhando a petição inicial ao Setor de Protocolo para o devido processamento do feito e posterior devolução à Corregedoria Assinar despacho A Secretária assina o despacho de remessa para autuação. 8

9 9 de 16 Responsável: Secretária DESPACHO PADRÃO Autue-se e devolva-se a esta Corregedoria. Secretária da Corregedoria-Geral Processar o feito A Seção de Protocolo recebe os documentos e procede à autuação, sendo realizada a numeração de folhas, e criado o número de registro no sistema. Responsável: Seção de Protocolo e Expedição - SAD Termo de abertura de processo, conforme padrão adotado pela Seção de Protocolo Minutar despacho inicial e ofício solicitando informações preliminares Processada a petição inicial, o servidor elaborará minutas de despacho e ofício a serem assinados pelo Juiz Auxiliar da Corregedoria-Geral, solicitando ao tribunal/magistrado informações preliminares acerca da matéria É necessário retornar para correções? Se o juiz verificar que há necessidade de alteração no despacho e/ou ofícios, encaminhará para o servidor da coordenadoria efetuar as devidas adequações no despacho e/ou ofícios, conforme orientação. Caso contrário ele assinará os expedientes. 9

10 10 de Retornar a Coordenadoria para correção O despacho e/ou ofícios retornam para o servidor da coordenadoria refazer conforme orientação. Responsável: Juízes Assinar despacho e ofício solicitando informações preliminares Se o Juiz Auxiliar estiver de acordo com as minutas, assina despacho e ofício solicitando ao tribunal/magistrado, estipulando prazo de 15 dias para apresentar informações preliminares acerca do pedido. Responsável: Juízes DESPACHO PADRÃO Oficie-se, com cópia dos autos, ao Desembargador Federal XXXXXXXXX, do Tribunal Regional Federal da XX Região, solicitando informações preliminares, no prazo de 15 (quinze) dias. Conforme art. 115 do RICJF. Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria-Geral da MODELO DE OFÍCIO SOLICITANDO INFORMAÇÕES PRELIMINARES OFÍCIO N. /CG Brasília,. A Sua Excelência o Senhor XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Senhor XXXXXX, Ao tempo em que o cumprimento, encaminho cópia do Processo XXXXXXXXX e solicito a Vossa Excelência sejam prestadas, no prazo de quinze dias, a esta Corregedoria-Geral da, as informações preliminares referentes à Representação por Excesso de Prazo, formulado pelo Senhor XXXXXXXXXX. Respeitosamente, XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria-Geral da 10

11 11 de Elaborar certidão de expedição de ofício Servidor registra nos autos, mediante certidão, que expediu ofício solicitando informações preliminares ao tribunal/magistrado representado. MODELO DE CERTIDÃO Certifico e dou fé que, em cumprimento ao despacho de fls. XXXX, expedi o Ofício n. XXXXXXX/CG ao juízo representado, solicitando informações preliminares, conforme cópia que passo a juntar. Brasília, servidor cargo/matricula Enviar documento Encaminhar o ofício para o órgão competente/peticionante via correios/malote, sendo registrados a data do recebimento e quem recebeu, para efeitos de contagem de prazo. O referido comprovante de recebimento será juntado aos autos, bem como cópia do ofício expedido. O prazo estipulado para que o magistrado representado apresente as informações solicitadas é de 15 dias Lavrar termo de comprovante de recebimento Servidor registra nos autos, mediante certidão, que o destinatário recebeu ofício. MODELO DE JUNTADA Certifico que nesta data, passo a juntar Guia de Remessa/Aviso de Recebimento referente ao Ofício n. XXXXXXX, com cópia à fl. XXXX dos autos, pelo XXXXXXXXXXXX. Certifico, finalmente, que a referida guia foi recebida em XXXX, conforme nota em recibo de entrega Brasília, servidor cargo/matricula 11

12 12 de O recebimento no prazo de 15 dias foi confirmado? Aguardar o en vio das informações solicitadas, no prazo de 15 dias. Caso não sejam recebidas no prazo estipulado reiterar ofício solicitando informações preliminares Minutar despacho renovando solicitação de informações Caso as informações não sejam recebidas no prazo estipulado, minutar despacho e ofício, a ser assinado pelo Juiz Auxiliar, renovando o pedido de informações preliminares acerca da matéria. DESPACHO PADRÃO Reitere-se o ofício ao Desembargador Federal XXXXXXXXX, do Tribunal Regional Federal da XX Região, solicitando informações preliminares, no prazo de 15 (quinze) dias. Conforme art. 115 do RICJF. Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria-Geral da MODELO DE OFÍCIO REITERANDO SOLICITAÇÃO DE INFO RMAÇÕES PRELIMINARES OFÍCIO N. /CG Brasília,. A Sua Excelência o Senhor XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Senhor XXXXXX, Ao tempo em que o cumprimento, dirijo-me a Vossa Excelência para reiterar os termos do Ofício N. xxxxxxxx, de xxxxxxxx, que solicita informações preliminares referentes à Representação por Excesso de Prazo n. XXXXXXXXXXXXXXXX, formulada pelo Senhor XXXXXXXXXX, no prazo de 15 (quinze) dias. Respeitosamente, XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria-Geral da 12

13 13 de Lavrar termo de juntada Servidor junta aos autos as informações solicitadas pela Corregedoria-Geral. TERMO DE JUNTADA - MINUTA PADRÃO Certifico e dou fé que, nesta data, passo a juntar aos autos o Ofício XXXXXXXX, que encaminha informações solicitadas por esta Corregedoria ao Desembargador Federal XXXXXXX no Processo n. XXXXX. Brasília, servidor cargo/matricula Foi julgado? Consulta semanal por meio do site do respectivo tribunal ao processo cujo andamento encontra-se em atraso. Se o processo tiver sido julgado, será minutado despacho de arquivamento e ofício comunicando às partes (item ). Se o processo ainda não tiver sido julgado, minutar despacho aguardando solução do processo (item ) Minutar despacho aguardando solução do processo Minutar despacho a ser assinado pelo Juiz Auxiliar da Corregedoria-Geral sobrestando a matéria, de acordo com o art. 115, 2º do RICJF Aguardar solução do processo Aguardar, realizando consultas semanais ao site, o julgamento do processo pelo tribunal/magistrado representado. 13

14 14 de Cumprir o art. 116 do Regimento Interno do CJF Decorrido o prazo da defesa e não sendo caso de extinção por perda de objeto ou de arquivamento, o Corregedor-Geral da pedirá a inclusão do feito em pauta, a fim de que o Plenário do CJF decida, conforme o caso, sobre a conveniência da instauração de sindicância, de procedimento administrativo disciplinar ou sobre a adoção de providência administrativa visando solucionar o objeto da representação. Responsável: Ministro Corregedor-Geral da Minutar despacho de arquivamento e ofício comunicando às partes Constatado que o processo foi movimentado atendendo ao pedido do REP, minutar despacho de arquivamento dos autos e ofício comunicando a decisão ao tribunal/magistrado e à parte. DESPACHO PADRÃO Ante a certidão de fl. XXXX e consulta ao Processo n. XXXXXXXXX, que informa acerca da sentença prolatada naqueles autos, determino o arquivamento da presente Representação, observadas as formalidades de praxe. Comunique-se, com cópia deste despacho. Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria-Geral da MODELO DE OFÍCIO COMUNICANDO ARQUIVAMENTO OFÍCIO N. /CG Brasília,. A Sua Excelência o Senhor XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Senhor XXXXXX, Encaminho a Vossa Excelência, para conhecimento, cópia da decisão proferida na Representação por Excesso Prazo n. XXXXXXXXXXX, na qual determinei o arquivamento do feito. Respeitosamente, XXXXXXXXXXX XXXXXXXXXXX Juiz Federal Auxiliar da Corregedoria-Geral da 14

15 15 de Assinar despacho e ofícios Se o Juiz Auxiliar estiver de acordo com ofícios. as minutas, assina o despacho e os Responsável: Juízes Elaborar certidão de expedição dos ofícios Servidor certifica nos autos a expedição dos ofícios comunicando a decisão de arquivamento ao tribunal/magistrado e à parte.. Servidor registra nos autos, mediante certidão, que foram expedidos ofícios comunicando arquivamento dos autos Enviar ofícios Encaminhar os ofícios para o órgão competente/peticionante via correios/malote, sendo registrados a data do recebimento e quem recebeu, para efeitos de contagem de prazo. O referido comprovante de recebimento será juntado aos autos, bem como cópia do ofício expedido Elaborar termo de juntada de comprovante de recebimento Servidor registra nos autos, mediante certidão, que expediu os ofícios comunicando a decisão de arquivamento ao tribunal/magistrado e à parte Arquivar processo Comprovado o recebimento das comunicações pelas partes, o processo vai para o arquivo setorial da Corregedoria-Geral. 15

16 16 de CONTROLES Relatórios e Indicadores Meta Tipo 5. EXCEÇÕES Os casos omissos e exceções serão tratados pelo Gestor do Processo. 6. TERMINOLOGIAS REP Representação por Excesso de Prazo; AG Agravo; HC Habeas Corpus; REsp Recurso Especial; RICJF Regimento Interno do Conselho da. 7. REVISÃO HISTÓRICA Versão Data Autor Descrição /6/2011 Evilane Prata, Milene Goston e Rosa Prysthon Elaboração do documento e definição do modelo como padrão de manual /6/2011 Evilane Prata, Milene Goston Adequação do documento do modelo como padrão de manual / 7/2011 Gabriel Arrais e Clarice Monteiro Adequação do documento ao modelo padrão /7/2001 Clarice Monteiro Adequações estéticas e sugestões da Silvana Soares 16

REDAÇÃO TÉCNICA: Certidões, Termos de Declarações, Notificações, Memorandos, Atas e Ofícios

REDAÇÃO TÉCNICA: Certidões, Termos de Declarações, Notificações, Memorandos, Atas e Ofícios REDAÇÃO TÉCNICA: Certidões, Termos de Declarações, Notificações, Memorandos, Atas e Ofícios CONSIDERAÇÕES GERAIS: FORMA E ESTRUTURA ESPECÍFICAS PRONOMES DE TRATAMENTO MACRO ESTRUTURA PRONOMES DE TRATAMENTO

Leia mais

Realização: Alexandre Araújo Ednéa Pacheco Lima Equipe A/CSGI/CMP Equipe E/DGRH/DPE

Realização: Alexandre Araújo Ednéa Pacheco Lima Equipe A/CSGI/CMP Equipe E/DGRH/DPE COORDENADORIA GERAL DO SISTEMA DE RECURSOS HUMANOS COORDENADORIA DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS Coordenação Geral e Realização: Eliane Bastos Realização: Alexandre Araújo Ednéa Pacheco Lima Equipe

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO CREA-SP Instrução nº 2555/2013 Estabelece normas operacionais de procedimentos para aumentar a segurança na concessão de registros profissionais no CREA-SP mediante a confirmação da autenticidade de documentos

Leia mais

FLUXOGRAMA DE TRÂMITE DE PROCESSO DE PENALIZAÇÃO CONTRA LICITANTE INFRATOR

FLUXOGRAMA DE TRÂMITE DE PROCESSO DE PENALIZAÇÃO CONTRA LICITANTE INFRATOR ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL Procuradoria Federal junto ao IF Catarinense Rua das Missões, 100 Ponta Aguda Blumenau/SC CEP 89051000 Fone (47) 33317820 procuradoria@ifc.edu.br FLUXOGRAMA

Leia mais

ATA DA CORREIÇÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO POSTO AVANÇADO DE VALENÇA

ATA DA CORREIÇÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO POSTO AVANÇADO DE VALENÇA 1 ATA DA CORREIÇÃO ORDINÁRIA REALIZADA NO POSTO AVANÇADO DE VALENÇA Aos treze dias do mês de setembro do ano de dois mil e onze, compareceu à sede do Posto Avançado de Valença o Excelentíssimo Senhor FERNANDO

Leia mais

Portaria nº 335, de 30 de maio de 2006 D.O.U de 31/05/2006

Portaria nº 335, de 30 de maio de 2006 D.O.U de 31/05/2006 Portaria nº 335, de 30 de maio de 2006 D.O.U de 31/05/2006 Regulamenta o Sistema de Correição do Poder Executivo Federal, de que trata o Decreto nº 5.480, de 30 de junho de 2005. O MINISTRO DE ESTADO DO

Leia mais

RESOLUÇÃO/PRESI 600-26 DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009.

RESOLUÇÃO/PRESI 600-26 DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009. RESOLUÇÃO/PRESI 600-26 DE 07 DE DEZEMBRO DE 2009. Dispõe sobre o acesso às peças digitais da consulta processual e o recebimento de Petição, por meio eletrônico, no âmbito da Primeira Região. O PRESIDENTE

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO 00.000.00

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA PRIMEIRA REGIÃO 00.000.00 00.000.00 PORTARIA COGER N.o 24, DE 06 DE AGOSTO DE 2008(*) Consolida procedimento para digitalização dos processos em tramitação nas Varas de Execuções instituído pela PORTARIA/COGER N. 05, de 24 de janeiro

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 07 DE 30/05/2014 (DJE 04/06/2014)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 07 DE 30/05/2014 (DJE 04/06/2014) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 07 DE 30/05/2014 (DJE 04/06/2014) EMENTA: Implanta o Sistema Processo Judicial Eletrônico-PJe nas Varas Cíveis da Capital e dá outras providências. O Presidente do Tribunal de Justiça

Leia mais

- Setores da Corregedoria -

- Setores da Corregedoria - - Setores da Corregedoria - Calendário Logísitica Correições Assessoria Processo Administrativo Apoio Interno Núcleo de Apoio Corregedor Cadastro de Documentos Ouvidoria Promoções Controle do Trâmite Processual

Leia mais

INSPEÇÃO REALIZADA NA 2ª VARA DE REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE FORTALEZA/CE

INSPEÇÃO REALIZADA NA 2ª VARA DE REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE FORTALEZA/CE INSPEÇÃO REALIZADA NA 2ª VARA DE REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA Magistratura, DE FORTALEZA/CE RELATÓRIO Excelentíssimo Senhor Desembargador Presidente do Conselho Superior da Em cumprimento à Portaria nº

Leia mais

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL

MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL Anexo IX MODELO DE RELATÓRIO DO TOMADOR DE CONTAS ESPECIAL (PARA TOMADAS DE CONTAS ESPECIAIS QUE NÃO TRATEM DE RECURSOS REPASSADOS POR CONVÊNIO OU INSTRUMENTOS CONGÊNERES) RELATÓRIO DE TCE Nº 999/20XX

Leia mais

PROC. Nº TST-CSJT-195.998/2008-000-00-00.0. A C Ó R D Ã O CSJT IGM/ft/rf

PROC. Nº TST-CSJT-195.998/2008-000-00-00.0. A C Ó R D Ã O CSJT IGM/ft/rf A C Ó R D Ã O CSJT IGM/ft/rf UTILIZAÇÃO DE ADESIVOS INSTITUCIONAIS PARA INGRESSO NO ESTACIONAMENTO PRIVATIVO DOS TRIBUNAIS FORNECIMENTO INDISCRIMINADO DE ADESIVOS E DISTINTIVOS POR TRIBUNAIS E ASSOCIAÇÕES

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO BIBLIOTECA

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL DA 4ª REGIÃO BIBLIOTECA PRESIDÊNCIA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 25, DE 29 DE SETEMBRO DE 2014. Uniformiza procedimentos de atendimento às partes e advogados no âmbito das secretarias judiciárias do TRF4. O PRESIDENTE DO, no uso de

Leia mais

PROCESSO ADMINISTRATIVO TRIBUTÁRIO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO CARTILHA DO ADVOGADO

PROCESSO ADMINISTRATIVO TRIBUTÁRIO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO CARTILHA DO ADVOGADO PROCESSO ADMINISTRATIVO TRIBUTÁRIO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO CARTILHA DO ADVOGADO ELABORAÇÃO: COMISSÃO DO CONTENCIOSO ADMINISTRATIVO TRIBUTÁRIO Presidente Antonio Augusto Silva Pereira de Carvalho Coordenador

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 26/2014/CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 26/2014/CM PROVIMENTO N. 26/2014/CM Dispõe sobre o envio, por meio digital, pelo Portal Eletrônico do Advogado - PEA, das petições iniciais e intermediárias de processos físicos que tramitam na Primeira e Segunda

Leia mais

XIV - CORREICAO ORDINÁRIA 2014.02.01.001273-0

XIV - CORREICAO ORDINÁRIA 2014.02.01.001273-0 Nº CNJ : 0001273-31.2014.4.02.0000 RELATORA : DESEMBARGADORA FEDERAL CORREGEDORA DRA. SALETE MARIA POLITA MACCÁLOZ REQUERENTE : CORREGEDOR(A)-REGIONAL DA JUSTICA FEDERAL DA 2A REGIAO REQUERIDO : JUIZO

Leia mais

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO - DPA

INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO - DPA INSTITUTO DO PATRIMÔNIO HISTÓRICO E ARTÍSTICO NACIONAL - IPHAN DEPARTAMENTO DE PLANEJAMENTO E ADMINISTRAÇÃO - DPA MINUTA CONTRATO N. xx/xxxx. CONTRATO DE VENDA DE PUBLICAÇÕES MEDIANTE CONSIGNAÇÃO QUE ENTRE

Leia mais

PROVIMENTO Nº 38/2012. O Corregedor-Geral da Justiça do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais e regimentais,

PROVIMENTO Nº 38/2012. O Corregedor-Geral da Justiça do Estado de Mato Grosso, no uso de suas atribuições legais e regimentais, PROVIMENTO Nº 38/2012 Dispõe sobre o envio, por meio eletrônico, através do Portal Eletrônico do Advogado - PEA, das petições iniciais e em andamento de processos físicos que tramitam na primeira instância

Leia mais

CONSIDERANDO o disposto no 1º, do art. 30, da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993;

CONSIDERANDO o disposto no 1º, do art. 30, da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993; Publicado no D.O.U nº 056, de 21/03/2012 Seção 1 págs. 164 e 165. RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA N.º 420, 1º DE MARÇO DE 2012 Padroniza os Procedimentos para Certificação de Atestados de Capacidade Técnica, Visto

Leia mais

MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS

MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS 2013 MANUAL DE CONTRATOS PÚBLICOS UNIPAMPA Pró-Reitoria de Administração 12/02/2013 APRESENTAÇÃO Este Manual destina-se a orientar sobre procedimentos de contratações de serviços (terceirizados; energia

Leia mais

2.950/2003 RAD-DGADM-037

2.950/2003 RAD-DGADM-037 CREDENCIAR, RENOVAR CREDENCIAMENTO E DESCREDENCIAR COLABORADORES E ORIENTADORES VOLUNTÁRIOS DA INFÂNCIA E JUVENTUDE E DO IDOSO Proposto por: Serviço de Apoio aos Comissários de Varas da Infância, da Juventude

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 143/2012 TCE/TO Pleno

RESOLUÇÃO Nº 143/2012 TCE/TO Pleno RESOLUÇÃO Nº 143/2012 TCE/TO Pleno 1. Processo nº : 12767/2011 2. Classe de Assunto : 03 Consulta 2.1. Assunto : 01 Consulta de Gestor Estadual Pagamento de cursos com diárias e passagens. 3. Consulente

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para atendimento à solicitação de informações formulada por usuários.

Estabelecer critérios e procedimentos para atendimento à solicitação de informações formulada por usuários. Proposto por: Juiz de Direito Analisado por: Integrante da Comissão de Gestão Estratégica (COGES) Aprovado por: Chefe do Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro (PJERJ) ATENÇÃO: A cópia impressa a

Leia mais

PROVIMENTO Nº 04/2008

PROVIMENTO Nº 04/2008 PROVIMENTO Nº 04/2008 Disciplina os procedimentos relativos aos débitos das Fazendas Públicas Federal, Estadual e Municipal, em virtude de sentença judicial transitada em julgado, sujeitos ao regime de

Leia mais

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO Corregedoria-Geral da Advocacia da União ANEXO MODELOS DE ATOS E DOCUMENTOS

ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO Corregedoria-Geral da Advocacia da União ANEXO MODELOS DE ATOS E DOCUMENTOS ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO Corregedoria-Geral da Advocacia da União ANEXO MODELOS DE ATOS E DOCUMENTOS S u m á r i o 1. Portaria instauradora de processo administrativo disciplinar e sindicância contraditória...

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO DA FACULDADE DO GUARUJÁ

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO DA FACULDADE DO GUARUJÁ REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA DO CURSO DE BACHARELADO EM DIREITO DA FACULDADE DO GUARUJÁ I - DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art.1º. O presente Regulamento rege as Atividades de Estágio Supervisionado,

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 159, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2014.

ATO NORMATIVO Nº 159, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2014. ATO NORMATIVO Nº 159, DE 09 DE DEZEMBRO DE 2014. DISPÕE SOBRE A UNIFORMIZAÇÃO DAS - NORMAS QUE DISCIPLINAM O INGRESSO E TRAMITAÇÃO DOS PROCESSOS DIGITAIS NO ÂMBITO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE ALAGOAS

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para a autuação de processos judiciais.

Estabelecer critérios e procedimentos para a autuação de processos judiciais. Proposto por: Equipe da 5ª Vara de Órfãos e Sucessões da Capital Analisado por: Representante da Administração Superior (RAS) Aprovado por: Juiz de Direito 5ª Vara de Órfãos e Sucessões da Capital 1 OBJETIVO

Leia mais

egrégio Conselho da Magistratura a aplicação da pena, nos termos da Lei Estadual 4.930/85. 3.3.8.2 - A aplicação das penalidades de advertência e

egrégio Conselho da Magistratura a aplicação da pena, nos termos da Lei Estadual 4.930/85. 3.3.8.2 - A aplicação das penalidades de advertência e egrégio Conselho da Magistratura a aplicação da pena, nos termos da Lei Estadual 4.930/85. 3.3.8.2 - A aplicação das penalidades de advertência e censura independe de sindicância ou processo, podendo ser

Leia mais

INDICE 1 APURAÇÃO DE IRREGULARIDADES...2

INDICE 1 APURAÇÃO DE IRREGULARIDADES...2 INDICE 1 APURAÇÃO DE IRREGULARIDADES...2 1-1 DO PROCESSO ADMINISTRATIVO...2 1-2 - DO PROCESSO ADMINISTRATIVO DISCIPLINAR RITO SUMÁRIO...2 1-3 INSTRUÇÃO DOS PROCESSOS...3 1-4 - DA PRORROGAÇÃO DO PRAZO...4

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 23/2015-CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 23/2015-CM PROVIMENTO N. 23/2015-CM Dispõe sobre o envio, por meio digital, pelo Portal Eletrônico do Advogado PEA, das petições iniciais e intermediárias de processos físicos que tramitam na Primeira e Segunda Instância

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL Boa Vista, 14 de abril de 2015 Diário da Justiça Eletrônico ANO XVIII - EDIÇÃO 5487 242/249 Expediente de 13/04/2015 ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL RESOLUÇÃO Nº 001/2015 Dispõe sobre a aprovação do Regimento

Leia mais

FORMALIZAÇÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS

FORMALIZAÇÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE JI-PARANÁ FORMALIZAÇÃO DE PROCESSOS ADMINISTRATIVOS Realização: CONTROLADORIA GERAL DO MUNICÍPIO Elias Caetano da Silva Controlador Geral Ji-Paraná, Março de 2013 FORMALIZAÇÃO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO AMAZONAS DIVISÃO DE GESTÃO DA QUALIDADE Sistema de Gestão da Qualidade PROCEDIMENTO P.TJAM 42 Justificativa de Falta, Controle de Ponto Eletrônico, Recesso

Leia mais

RELATÓRIO DA CORREIÇÃO EXTRORDINÁRIA PARCIAL REALIZADA NA SEGUNDA AUDITORIA DA JUSTIÇA MILITAR ESTADUAL

RELATÓRIO DA CORREIÇÃO EXTRORDINÁRIA PARCIAL REALIZADA NA SEGUNDA AUDITORIA DA JUSTIÇA MILITAR ESTADUAL RELATÓRIO DA CORREIÇÃO EXTRORDINÁRIA PARCIAL REALIZADA NA SEGUNDA AUDITORIA DA JUSTIÇA MILITAR ESTADUAL Período da realização da correição: de 23 de maio a 13 de junho de 2014. Juiz de Direito Titular:

Leia mais

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO N 29.542/2012-TSE INTERESSADA: SERASA EXPERIAN S/A. DESPACHO

PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO N 29.542/2012-TSE INTERESSADA: SERASA EXPERIAN S/A. DESPACHO TRIBUNAL SUPERIOR ELEITORAL Corregedoria-Geral da Justiça Eleitoral PROCEDIMENTO ADMINISTRATIVO N 29.542/2012-TSE INTERESSADA: SERASA EXPERIAN S/A. Vistos etc. DESPACHO A empresa Serasa Experian S/A oficiou

Leia mais

PROJETO CONCILIAÇÃO FGTS FASE II. Projeto CAIXA JURIRPO/GIFUGPO em parceria com a JF da 4ª Região.

PROJETO CONCILIAÇÃO FGTS FASE II. Projeto CAIXA JURIRPO/GIFUGPO em parceria com a JF da 4ª Região. PROJETO CONCILIAÇÃO FGTS FASE II Projeto CAIXA JURIRPO/GIFUGPO em parceria com a JF da 4ª Região. Objetivo Tornar mais ágil e efetivo o encerramento dos processos judiciais que versem sobre os expurgos

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ENTRÂNCIA ESPECIAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ENTRÂNCIA ESPECIAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ENTRÂNCIA ESPECIAL DA DEFENSORIA PÚBLICA DO ESTADO DO PARÁ SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO, 3 2 FUNCIONALIDADE ADMINISTRATIVA, 3 2 S ORGANIZACIONAIS DO CENTRO DE ESTUDOS, 3 3 PROCEDIMENTO

Leia mais

Sistema Bacen-Jud posição do CNJ.

Sistema Bacen-Jud posição do CNJ. Sistema Bacen-Jud posição do CNJ. O texto que segue abaixo não é um artigo com opiniões do autor, mas apenas um breve relatório sobre duas decisões do Conselho Nacional de Justiça em relação ao tema envolvendo

Leia mais

PROVIMENTO Nº 148, DE 16 DE ABRIL DE 2008. (Ver Provimento n. 70, de 9.1.2012 DJMS, de 17.1.2012.)

PROVIMENTO Nº 148, DE 16 DE ABRIL DE 2008. (Ver Provimento n. 70, de 9.1.2012 DJMS, de 17.1.2012.) PROVIMENTO Nº 148, DE 16 DE ABRIL DE 2008. (Ver Provimento n. 70, de 9.1.2012 DJMS, de 17.1.2012.) Institui, no âmbito da Justiça de Primeiro Grau do Estado de Mato Grosso do Sul, o sistema eletrônico

Leia mais

ACESSO AO SISTEMA Por certificado digital Exceção - Ato urgente

ACESSO AO SISTEMA Por certificado digital Exceção - Ato urgente ACESSO AO SISTEMA Por certificado digital Art. 5º Para acesso ao PJe-JT é obrigatória a utilização de assinatura digital a que se refere o inciso II, alínea a, do artigo 3º desta resolução, nas seguintes

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 191, DE 27 DE MARÇO DE 2015

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 191, DE 27 DE MARÇO DE 2015 Publicada no Boletim de Serviço, n. 4, p. 6-12 em 10/4/2015. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 191, DE 27 DE MARÇO DE 2015 Disciplina a formação de processos administrativos no âmbito do Supremo Tribunal Federal

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA Controladoria-Geral da União Ouvidoria-Geral da União DESPACHO DESPACHO Referência: 23480.018496/2012-60 e 23480.018712/2012-77 Assunto: Recursos contra decisão denegatória aos pedidos de acesso à informação requeridos à Universidade Federal do Tocantins pelo. Senhor

Leia mais

PROCESSAR PEDIDOS DE MOVIMENTAÇÃO 1 OBJETIVO

PROCESSAR PEDIDOS DE MOVIMENTAÇÃO 1 OBJETIVO Proposto por: Equipe do Departamento de Apoio aos Núcleos Regionais PROCESSAR PEDIDOS DE MOVIMENTAÇÃO Analisado por: Diretor de Departamento de Apoio aos Núcleos Regionais (DENUR) Aprovado por: Juiz Auxiliar

Leia mais

Regimento Interno da Comissão Permanente de Perícia Médica, Segurança e Higiene do Trabalho CPMSHT

Regimento Interno da Comissão Permanente de Perícia Médica, Segurança e Higiene do Trabalho CPMSHT Título I Da Comissão Capítulo I Disposições Gerais Art. 1º - A Comissão Permanente de Perícia Médica, Segurança e Higiene do Trabalho CPMSHT, instituída pelo Decreto nº 9.321, de 1 de março de 2011, integrante

Leia mais

IF SUDESTE MG REITORIA Av. Luz Interior, Lote 16, Quadra G, Bairro Estrela Sul - 36030-776 - Juiz de Fora - MG

IF SUDESTE MG REITORIA Av. Luz Interior, Lote 16, Quadra G, Bairro Estrela Sul - 36030-776 - Juiz de Fora - MG EDITAL Nº 03/2016, DE 26 DE FEVEREIRO DE 2016. PROCESSO SELETIVO PARA REMOÇÃO DE SERVIDORES TÉCNICO- ADMINISTRATIVOS EM EDUCAÇÃO E DOCENTES ENTRE AS UNIDADES DO IFSUDESTEMG O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSELHO SUPERIOR (CONSUP)

REGIMENTO INTERNO CONSELHO SUPERIOR (CONSUP) REGIMENTO INTERNO TERESINA-PI 2011 Pág. 1 de 21 SUMÁRIO Página Seção I Da Natureza e Finalidade 2 Seção II Da Composição e Mandatos 2 Seção III Da Posse e Perda dos Mandatos 3 Seção IV Da Competência 4

Leia mais

DEPARTAMENTO DE REGISTROS E TRANSFERÊNCIAS Manual de Procedimentos - Temporada 2015

DEPARTAMENTO DE REGISTROS E TRANSFERÊNCIAS Manual de Procedimentos - Temporada 2015 MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO DEPARTAMENTO DE REGISTROS E TRANSFERÊNCIAS FEDERAÇÃO PARANAENSE DE FUTEBOL 2015 O procedimento para o protocolo do pedido de registro de atleta seguirá a seguinte tramitação:

Leia mais

Ao ensejo, renovamos a Vossa Excelência e nobres Pares nossos protestos de elevada estima e distinta consideração. LUIZ MARINHO Prefeito

Ao ensejo, renovamos a Vossa Excelência e nobres Pares nossos protestos de elevada estima e distinta consideração. LUIZ MARINHO Prefeito ML-7/2015 Encaminha Projeto de Lei. São Bernardo do Campo, 23 de março de 2015. PROJETO DE LEI N. 07/15 PROTOCOLO GERAL N. 1.240/15 Senhor Presidente: Encaminhamos a Vossa Excelência, para apreciação plenária,

Leia mais

PARTE 1. Resolução 551/2011

PARTE 1. Resolução 551/2011 PARTE 1 Resolução 551/2011 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO RESOLUÇÃO Nº 551/2011 Regulamenta o processo eletrônico no âmbito do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo e dá outras providências.

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DA PRESIDÊNCIA DES. PAULO DA CUNHA

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GABINETE DA PRESIDÊNCIA DES. PAULO DA CUNHA TRIBUNAL DE Vistos etc. 1. Trata-se de consulta formulada a esta Presidência pela Coordenadora da Escola dos Servidores, no que se refere ao correto fluxo para tramitação dos pedidos de aquisição de vagas

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO REGIMENTO INTERNO

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO REGIMENTO INTERNO REGIMENTO INTERNO Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º O Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (CMCTI/Campinas), criado pela Lei Municipal

Leia mais

Resolução nº 9, de 16 de julho de 1997 (publicada no Diário Oficial da União de 13.8.97)

Resolução nº 9, de 16 de julho de 1997 (publicada no Diário Oficial da União de 13.8.97) Ministério da Justiça Conselho Administrativo de Defesa Econômica CADE SCN Quadra 2 Projeção C, Brasília, DF CEP 70712-902 Tel.: (61) 426-8599 Fax: (61) 328-5523 cade@cade.gov.br Resolução nº 9, de 16

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 30/2013/CM

ESTADO DE MATO GROSSO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA PROVIMENTO N. 30/2013/CM PROVIMENTO N. 30/2013/CM Aprova os Regimentos Internos dos Juizados Especiais: JEI - Juizado Especial Itinerante, JUVAM - Juizado Volante Ambiental e SAI - Serviço de Atendimento Imediato do Poder Judiciário

Leia mais

PORTARIA MJ Nº 2.523, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008 DOU 18.12.2008. O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso das suas atribuições, resolve:

PORTARIA MJ Nº 2.523, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008 DOU 18.12.2008. O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso das suas atribuições, resolve: PORTARIA MJ Nº 2.523, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2008 DOU 18.12.2008 O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA, no uso das suas atribuições, resolve: Art. 1º Aprovar as Normas Procedimentais da Comissão de Anistia, na

Leia mais

decorrentes de descumprimento total ou parcial de contrato fica regulamentado por

decorrentes de descumprimento total ou parcial de contrato fica regulamentado por c Poder Judiciário ctóáça INSTRUÇÃO NORMATIVA N5 24, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2013 Dispõe sobre o procedimento de apuração e aplicação de penalidades às empresas contratadas pelo Conselho Nacional de Justiça.

Leia mais

JUSTIÇA FEDERAL 1ª Vara Federal de Guarulhos 19ª Subseção Judiciária de São Paulo

JUSTIÇA FEDERAL 1ª Vara Federal de Guarulhos 19ª Subseção Judiciária de São Paulo 1 PORTARIA Nº 26/2006 A DOUTORA CLAUDIA MANTOVANI ARRUGA, JUÍZA FEDERAL DA PRIMEIRA VARA FEDERAL DE GUARULHOS - 19ª SUBSEÇÃO JUDICIÁRIA DE SÃO PAULO, no uso de suas atribuições legais e regulamentares,

Leia mais

LEI Nº 3.793 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1998

LEI Nº 3.793 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1998 LEI Nº 3.793 DE 30 DE DEZEMBRO DE 1998 DISPÕE SOBRE APROVAÇÃO DO REGIMENTO INTERNO DAS JUNTAS ADMINISTRATIVAS DE RECURSOS DE INFRAÇÕES JARI DO MUNICÍPIO DE CUIABÁ MT. O prefeito Municipal de Cuiabá-MT,

Leia mais

Publicar documentos. Descrição das atividades do Processo Publicar documentos

Publicar documentos. Descrição das atividades do Processo Publicar documentos Publicar documentos Descrição das atividades do Processo Publicar documentos CJF 2 de 9 Conteúdo 1. FUNDAMENTAÇÃO LEGAL... 3 2. DESCRITIVO DO PROCESSO... 3 2.1 ENTRADA/INSUMO... 4 2.2 SAÍDAS PRODUTOS/SERVIÇOS...

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 16, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2015.

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 16, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2015. DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO ESCOLA SUPERIOR INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 16, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2015. O Diretor da Escola Superior da Defensoria Pública da União ESDPU, usando das atribuições que lhe são conferidas

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº 31, DE 25 SETEMBRO DE 2009.

ATO NORMATIVO Nº 31, DE 25 SETEMBRO DE 2009. DIREÇÃO-GERAL A Exma. Sra. Desembargadora Presidente do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado de Alagoas, no uso determinou as seguintes publicações: ATO NORMATIVO Nº 31, DE 25 SETEMBRO DE 2009. Determina

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR MINISTÉRIO DA SAÚDE 1 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO SETORIAL RESOLUÇÃO - RE Nº 05, DE 24 DE AGOSTO DE 2000 (*) Padroniza documentos para processo de impugnações ao

Leia mais

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015

Memorando nº 08/2015 Em 07 de Maio de 2015 DESTINATÁRIO (S): ASSUNTO: Aos Senhores Magistrados e Servidores das Varas com competência Criminal, Juizado Especial Criminal e de Execução de Penas e Medidas Alternativas Instrução Normativa Conjunta

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO PROPOSTA DE RESOLUÇÃO Regulamenta a Lei Estadual nº 11.170/2008, dispondo sobre a progressão funcional dos servidores no âmbito do Poder Judiciário do Estado da Bahia. O TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DA

Leia mais

Provimento GP/VPJ/CR N. 05/2012

Provimento GP/VPJ/CR N. 05/2012 Provimento GP/VPJ/CR N. 05/2012 (Divulgado no DEJT de 29/10/2012 segunda-feira, às páginas 02/04) Regulamenta o Processo Judicial Eletrônico da Justiça do Trabalho (PJe-JT), módulo de 1º grau, no âmbito

Leia mais

PORTARIA Nº 530, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014

PORTARIA Nº 530, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014 PORTARIA Nº 530, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2014 (Publicada no D.O.U. de 25/11/2014) Disciplina o Processo Administrativo Previdenciário - PAP para análise e julgamento das irregularidades em Regime Próprio

Leia mais

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 360/DILEP.CDEP.SEGPES.GDGSET.GP, DE 7 DE JULHO DE 2014

TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 360/DILEP.CDEP.SEGPES.GDGSET.GP, DE 7 DE JULHO DE 2014 TRIBUNAL SUPERIOR DO TRABALHO PRESIDÊNCIA ATO Nº 360/DILEP.CDEP.SEGPES.GDGSET.GP, DE 7 DE JULHO DE 2014 Institui o Programa de Incentivo à Participação de Servidores do Tribunal Superior do Trabalho em

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça EDcl nos EDcl no AgRg no AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 1.165.174 - SP (2009/0048102-0) RELATOR EMBARGANTE EMBARGADO : MINISTRO JOÃO OTÁVIO DE NORONHA : TRANSBRASIL S/A LINHAS AÉREAS : CRISTIANO ZANIN MARTINS

Leia mais

APELAÇÃO CRIMINAL. CRIMES PREVISTOS EM LEGISLAÇÃO EXTRAVAGANTE. ESTATUTO

APELAÇÃO CRIMINAL. CRIMES PREVISTOS EM LEGISLAÇÃO EXTRAVAGANTE. ESTATUTO APELAÇÃO CRIMINAL. CRIMES PREVISTOS EM LEGISLAÇÃO EXTRAVAGANTE. ESTATUTO DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE. LEI DAS CONTRAVENÇÕES PENAIS. DESCLASSIFICAÇÃO. CONDUTA ATÍPICA. SENTENÇA DESCLASSIFICATÓRIA DESCONSTITUÍDA.

Leia mais

NORMAS E DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NO USO CIENTÍFICO DE ANIMAIS (CEUA-UNISANTA) CAPÍTULO I DO OBJETO E FINALIDADES

NORMAS E DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NO USO CIENTÍFICO DE ANIMAIS (CEUA-UNISANTA) CAPÍTULO I DO OBJETO E FINALIDADES NORMAS E DIRETRIZES DO FUNCIONAMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NO USO CIENTÍFICO DE ANIMAIS (CEUA-UNISANTA) CAPÍTULO I DO OBJETO E FINALIDADES Artigo 1º - O Comitê de Ética em Pesquisa no Uso Científico de Animais,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO - CREA-SP

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA DO ESTADO DE SÃO PAULO - CREA-SP INSTRUÇÃO Nº 2560 Dispõe sobre procedimentos para a interrupção de registro profissional. O PRESIDENTE DO CONSELHO REGIONAL DE ENGENHARIA E AGRONOMIA, no uso das atribuições que lhe confere o art. 34,

Leia mais

O TRIBUNAL INFORMA A IMPLEMENTAÇÃO DE NOVAS FUNCIONALIDADES NO SISTEMA DE PETICIONAMENTO ELETRÔNICO DO TRT DA 18ª REGIÃO E-PETIÇÃO.

O TRIBUNAL INFORMA A IMPLEMENTAÇÃO DE NOVAS FUNCIONALIDADES NO SISTEMA DE PETICIONAMENTO ELETRÔNICO DO TRT DA 18ª REGIÃO E-PETIÇÃO. O TRIBUNAL INFORMA A IMPLEMENTAÇÃO DE NOVAS FUNCIONALIDADES NO SISTEMA DE PETICIONAMENTO ELETRÔNICO DO TRT DA 18ª REGIÃO E-PETIÇÃO. DISTRIBUIÇÃO AUTOMÁTICA NO E-PETIÇÃO A PARTIR DE 5/11/12 clique aqui

Leia mais

PROVIMENTO N 04/2012-CGJ. 1a Fase e nas Serventias Deficitárias.

PROVIMENTO N 04/2012-CGJ. 1a Fase e nas Serventias Deficitárias. CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA DE MATO GROSSO EfxiclaeUlnspabiüaempmIdouxiKkxlc. Publicado no DJE Em /V/v9^-//L PROVIMENTO N 04/2012-CGJ e

Leia mais

PROVIMENTO Nº 29/2005

PROVIMENTO Nº 29/2005 PROVIMENTO Nº 29/2005 Atualiza a disciplina da Seção IV, do Capítulo IX, do Tomo I, das Normas de Serviço da Corregedoria: subdividindo-a em Subseção I (itens 29 a 45-A) e Subseção II (itens 45-B a 45-O);

Leia mais

DECISÃO. Regularmente notificada da lavratura do AI em 25/06/2007 (fls. 09).

DECISÃO. Regularmente notificada da lavratura do AI em 25/06/2007 (fls. 09). DECISÃO JR Nº PROC. ADM.: 60860.002907/2006-17 Nº PROC.: 627.732/11-2 Nº DATA AI/NI: 286/2SDSA-2/2007 14/05/2007 NOME DO INTERESSADO: VARIG - VIAÇÃO AÉREA RIOGRANDENSE S/A. EM RECUPERAÇÃO JUDICIAL Nº DATA

Leia mais

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL

TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL FEDERAL Este questionário objetiva diagnosticar a realidade dos tribunais em relação às aprovadas no II Encontro Nacional do Judiciário, bem como subsidiar medidas concretas a serem adotadas

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 273, de 14.09.2010

RESOLUÇÃO Nº 273, de 14.09.2010 RESOLUÇÃO Nº 273, de 14.09.2010 (Processo nº 10342/2010) (O Presidente do Tribunal, no uso de suas atribuições legais e regimentais, apresenta diversas considerações e submete ao Pleno desta Corte proposta

Leia mais

e 63 do ProvimentoGeral Consolidadoda JustiçaFederalN

e 63 do ProvimentoGeral Consolidadoda JustiçaFederalN 48 Vara Federal - 198 Subseção Judiciária - Guarulhos/SP PORTARIA n 004/2006 o Dr. ALESSANDRO DIAFERIA, MM. Juiz Federal da 48 Vara de Guarulhos - 198 Subseção Judiciária do Estado de São Paulo, no uso

Leia mais

Analisado por: Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada.

Analisado por: Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) ATENÇÃO: A cópia impressa a partir da intranet é cópia não controlada. Proposto por: Diretor do Departamento de Ensino (DENSE) Analisado por: Assessora da Assessoria de Gestão Estratégica (ASGET) Aprovado por: Secretária da Secretaria Geral de Ensino (SECGE) 1 OBJETIVO Padronizar

Leia mais

JUSTIÇA FEDERAL/TRF 3ª REGIÃO

JUSTIÇA FEDERAL/TRF 3ª REGIÃO JUSTIÇA FEDERAL/TRF 3ª REGIÃO Lei nº 9.289/1996 - Art. 14 e Resolução nº 278/2007, alterada pela Resolução nº 411/2010 DO RECOLHIMENTO DAS CUSTAS Custas, despesas processuais e preparo para recursos que

Leia mais

ESTADO DE ALAGOAS TRIBUNAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DO PODER - APMP SETOR DE ESTATÍSTICA SETJ

ESTADO DE ALAGOAS TRIBUNAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DO PODER - APMP SETOR DE ESTATÍSTICA SETJ ESTADO DE ALAGOAS TRIBUNAL DE JUSTIÇA ASSESSORIA DE PLANEJAMENTO E MODERNIZAÇÃO DO PODER - APMP SETOR DE ESTATÍSTICA SETJ Em conformidade com os termos do Ato Normativo nº 37, de 21 de setembro de 2007,

Leia mais

Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil - São Paulo

Câmara Portuguesa de Comércio no Brasil - São Paulo REGULAMENTO DO CENTRO DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM DA CÂMARA PORTUGUESA DE COMÉRCIO NO BRASIL SÃO PAULO Artigo 1º O Centro de Arbitragem 1.1. O Centro de Mediação e Arbitragem da Câmara Portuguesa de Comércio

Leia mais

Trata-se de ação penal por crimes de evasão de divisas e de lavagem de dinheiro.

Trata-se de ação penal por crimes de evasão de divisas e de lavagem de dinheiro. HABEAS CORPUS Nº 5000704-56.2012.404.0000/PR RELATOR: ÉLCIO PINHEIRO DE CASTRO PACIENTE: XXXXXXX XXXXXXX ADVOGADO: OMAR FENELON SANTOS TAHAN IMPETRADO: JUÍZO FEDERAL DA 02A VF CRIMINAL E SFN DE CURITIBA

Leia mais

DESENVOLVIMENTO VÁLIDO E REGULAR DO PROCESSO - QUESTÃO DE ORDEM PÚBLICA - EXTINÇÃO DO FEITO SEM JULGAMENTO DO MÉRITO - ART. 557, DO CPC.

DESENVOLVIMENTO VÁLIDO E REGULAR DO PROCESSO - QUESTÃO DE ORDEM PÚBLICA - EXTINÇÃO DO FEITO SEM JULGAMENTO DO MÉRITO - ART. 557, DO CPC. AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 929977-6, DO FORO REGIONAL DE FAZENDA RIO GRANDE DA COMARCA DA REGIÃO METROPOLITANA DE CURITIBA - VARA CÍVEL E ANEXOS AGRAVANTE : ROBERTO GOMES DA SILVA AGRAVADO : BANCO SANTANDER

Leia mais

MICHELÃO, RIBEIRO ADVOGADOS ASSOCIADOS

MICHELÃO, RIBEIRO ADVOGADOS ASSOCIADOS Bauru/SP, 27 de fevereiro de 2.007. Ilmo Sr. WAGNER ALEXANDRE Coordenador Jurídico do Sindicato dos Trabalhadores da Unesp SINTUNESP. Conforme solicitado, segue abaixo a posição atualizada das ações coletivas

Leia mais

CARTA DE SERVIÇOS A JUSTIÇA ELEITORAL

CARTA DE SERVIÇOS A JUSTIÇA ELEITORAL CARTA DE SERVIÇOS A JUSTIÇA ELEITORAL DEFINIÇÃO A Justiça Eleitoral é o ramo do Poder Judiciário responsável pelo processo eleitoral do país, sendo fundamental à normalidade da ordem democrática e essencial

Leia mais

Seção 2 A Escrituração e Utilização dos Livros

Seção 2 A Escrituração e Utilização dos Livros Seção 2 A Escrituração e Utilização dos Livros 2.2.1 - Quando da lavratura dos atos das serventias, serão utilizados papéis com fundo inteiramente branco, salvo disposição expressa em contrário. A escrituração

Leia mais

Anexo. Regimento Interno do Conselho Deliberativo do Fundo Soberano do Brasil

Anexo. Regimento Interno do Conselho Deliberativo do Fundo Soberano do Brasil RESOLUÇÃO Nº 1 Aprova o Regimento Interno do Conselho Deliberativo do Fundo Soberano do Brasil, ao qual se refere o inciso XI do art. 3º do Decreto n 7.113, de 19 de fevereiro de 2009. Tendo em vista a

Leia mais

Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Corregedoria Geral da Justiça Protocolado CG n 2006/2903

Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo Corregedoria Geral da Justiça Protocolado CG n 2006/2903 (277/2011-E) CGJ '00003798- REGISTRO DE IMÓVEIS - Penhora 'online' - Consulta encaminhada através da Ouvidoria do Tribunal de Justiça - Advogada solicitando informações sobre ser ou não facultativo o uso

Leia mais

NILCEMÈmBC OS SANTOS VILELA Diretora do Depai^Tiento de Orientação e Fiscalização (Autorizada a assinar pela Ordem ue Serviço n 2 01/2013-CGJ)

NILCEMÈmBC OS SANTOS VILELA Diretora do Depai^Tiento de Orientação e Fiscalização (Autorizada a assinar pela Ordem ue Serviço n 2 01/2013-CGJ) i:' : ":Í, f COR^GEDORIA-GERAL DÍ\ JUSTIÇA DE MATO GROSSO CRE;DiE!lü()AnEi Cfül.ERIDAOl í CIDADANIA 2015-2Ü16 OFÍCIO 4130/2015-DOF 0099082-02.2015.8.11.0000 Favor mencionar este número Cuiabá, 13 de agosto

Leia mais

MANUAL DE EXECUÇÃO POR QUANTIA CERTA CONTRA DEVEDOR SOLVENTE

MANUAL DE EXECUÇÃO POR QUANTIA CERTA CONTRA DEVEDOR SOLVENTE MANUAL DE EXECUÇÃO POR QUANTIA CERTA CONTRA DEVEDOR SOLVENTE (2ª Edição Revisada e Atualizada) Roberto Ignácio dos Santos Seção Judiciária do Rio de Janeiro Hylton Pereira Assessor da Coordenação-Geral

Leia mais

REGULAMENTO PROCESSUAL DA BSM

REGULAMENTO PROCESSUAL DA BSM REGULAMENTO PROCESSUAL DA BSM O Conselho de Supervisão da BM&FBOVESPA SUPERVISÃO DE MERCADOS (BSM), no uso das atribuições que lhe confere o Estatuto Social da entidade e após a autorização da Comissão

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 248/2009

RESOLUÇÃO Nº 248/2009 RESOLUÇÃO Nº 248/2009 PROCESSO Nº 07588/2009-000-07-00-0 TIPO: Processo Administrativo PARTE 1: PROPOSIÇÃO DO PRESIDENTE DO TRT 7ª REGIÃO PARTE 2: TRIBUNAL PLENO Vistos, relatados e discutidos os presentes

Leia mais

DECISÃO. Recurso interposto tempestivamente, conforme despacho de fls..

DECISÃO. Recurso interposto tempestivamente, conforme despacho de fls.. DECISÃO RELATOR: matrícula 1.064.742 RELATÓRIO Trata o presente processo de auto de infração, lavrado no dia 24.10.2006, em Porto Alegre, com fundamento no art. 302, III, n e p do Código Brasileiro de

Leia mais

Considerando o constante no Processo nº 80001.002866/2003-35;

Considerando o constante no Processo nº 80001.002866/2003-35; RESOLUÇÃO 363 DE 28 DE OUTUBRO DE 2010. Dispõe sobre padronização dos procedimentos administrativos na lavratura de auto de infração, na expedição de notificação de autuação e de notificação de penalidade

Leia mais

Tribunal de Contas da União

Tribunal de Contas da União Tribunal de Contas da União Dados Materiais: Decisão 374/94 - Plenário - Ata 24/94 Processo nº TC 014.243/93-8 Interessado: Laboratório Universal - Pesquisas e Análises Clínicas Ltda. Órgão: Secretaria

Leia mais

ORDEM DE SERVIÇO N.º 01/2009-CEUNI, de 01 de abril de 2009

ORDEM DE SERVIÇO N.º 01/2009-CEUNI, de 01 de abril de 2009 ORDEM DE SERVIÇO N.º 01/2009-CEUNI, de 01 de abril de 2009 (Disponibilizada no Diário Eletrônico da Justiça Federal da 3ª Região em 03/04/2009) Texto atualizado com as Ordens de Serviço nºs 02 e 03 até

Leia mais

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de

V I S T O S, relatados e discutidos estes autos de EMENTA RECURSO ORDINÁRIO, provenientes da CURITIBA - PR, sendo Recorrentes ADVOGADO ASSOCIADO - VÍNCULO DE EMPREGO - NÃO CONFIGURADO - Comprovado que a parte autora firmou "contrato de associação com advogado"

Leia mais

Constituição da CIPA: 5.2. Devem constituir CIPA, por estabelecimento...

Constituição da CIPA: 5.2. Devem constituir CIPA, por estabelecimento... 1 Modelos de Documentos para a constituição da CIPA Comissão Interna de Prevenção de Acidentes - Data: 02/01/2006. Realização: Gerência de Políticas de Prevenção e Saúde Ocupacional Objetivos da CIPA:

Leia mais