A operacionalização da Rede Cegonha agrega conhecimento e metodologias para mudanças nos processos de trabalho e investimentos para incorporação de

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A operacionalização da Rede Cegonha agrega conhecimento e metodologias para mudanças nos processos de trabalho e investimentos para incorporação de"

Transcrição

1 A operacionalização da Rede Cegonha agrega conhecimento e metodologias para mudanças nos processos de trabalho e investimentos para incorporação de equipamentos, reformas, ampliações e construção de novas unidades, além de ampliação de custeio. Em contrapartida, os gestores comprometem-se com a inclusão de boas práticas de gestão e de cuidado, configurando-se incentivos mediante compromissos com metas e resultados, através da avaliação de indicadores.

2 Situação Atual da Adesão à Rede Cegonha no Rio Grande do Norte Regiões do RN com planos aprovados e recursos liberados: Região Metropolitana 2ª e 8ª Regiões de Saúde 6ª Região de Saúde 3ª e 4ª Regiões de Saúde Planos Regionais concluídos e encaminhados ao Ministério da Saúde. 1ª e 5ª Regiões planos em fase de elaboração.

3 Custeio: Recursos Rede Cegonha Componente Parto e Nascimento Leitos UTIN, UCINco, UCINca, (Neonatais); GAR e UTI adulto; Centro de Parto Normal - CPN e Casa da Gestante, Bebê e Puérpera CGBP. Financiamento: Reforma/Ampliação Adequação de ambiência; Reforma/Ampliação Banco de Leite Humano(BLH); Construção de Centro de Parto Normal (CPN); Construção de Casa da gestante, (CGBP); Equipamentos. Bebê e Puérpera

4 Região Metropolitana Maternidade Prof. Dr. Leide Morais: Adequação de ambiência - Obra concluída Maternidade das Quintas: Adequação da ambiência (reforma) Proposta aprovada com pendências (Portaria nº 3354/2013). Ampliação desistência pelo proponente; Maternidade Felipe Camarão: Adequação da ambiência (reforma) Proposta aprovada com pendências (Portaria nº 3354/2013 ); Ampliação desistência pelo proponente; CPN (Reforma) Proposta aprovada com pendências (Portaria nº 3354/2013)

5 Maternidade Escola Januário Cicco: Qualificados e custeados: 06 leitos de UTI Adulto Portaria 1883/2012; 10 leitos de UTIN- Portaria 1883/2012; 05 leitos de UCINco existentes - Portaria 1883/2012; 9 leitos de GAR existentes; Equipamentos sala de parto. Encaminhado solicitação em 2015 ao MS - Habilitação dos 18 leitos Canguru e habilitação de 5 leitos UCINco (Portaria 930 /2012)/ renovação da habilitação GAR e dos demais leitos existentes totalizando 22 leitos GAR ;

6 Hospital Dr. José Pedro Bezerra (Hospital Santa Catarina): Qualificados e custeados : 18 leitos de UTI NEO existentes em 2012 (Portaria 1.883/ leitos de UCINco (Portaria 1.883/2012) - adequação segundo monitoramento; 06 leitos GAR existentes (Portaria 1.883/2012) Habilitados e custeados: 05 leitos de UTI Adulto (Portaria 1.883/2012);; 12 leitos de UCINca existentes (Portaria 1076 aprovada em 09 de setembro de 2013) Equipamentos para UTIN (portaria 975/2014 ) recurso recebido (aguardando andamento do processo SESAP); Ampliação da ambiência para mais 3 leitos UCINca proposta aprovada (Portaria 1.224/2014); Ampliação da UTIN (portaria 1224/2014) Proposta aprovada - com pendências; OBS: Solicitar renovação da habilitação GAR em 2015.

7 Hospital Dr. José Pedro Bezerra (Hospital Santa Catarina): Processos em tramitação (Proposta 2011 CEF): Ampliação da Casa de Gestante, Bebê e Puérpera; Construção do Centro de Parto Normal (CPN); Reforma da ambiência do alojamento conjunto. Equipamentos para o BLH recurso recebido (portaria 3169/ tramitação de processo de compra. Hospital Cel. Pedro Germano (Hospital da Polícia): Qualificados e custeados : 06 leitos de UTIN existentes(portaria 1883/2012);

8 Hospital Infantil Varela Santiago: Aquisição de equipamentos e habilitação de 10 leitos de UTIN (portaria 394/2014). Hospital Maria Alice Fernandes: Custeio de 05 leitos de UTI Neonatal (Portaria 1883/2012); INCOR NATAL: Custeio de 03 leitos de UTI NEO (leitos exclusivos para cirurgias cardíacas) solicitação de funcionamento enquanto leitos pediátricos pela RUE (aguardando habilitação).

9 Maternidade Divino Amor Parnamirim Qualificados e custeados:, 10 leitos de UTIN- Portaria 1883/ leitos de UCNco portaria 1883/2012 Adequação da ambiência - proposta aprovada com pendências (Portaria 3353 /2013). Ampliação da CGBP e CPN aprovadas - Portaria 3354/2013 com pendências; Solicitação da habilitação de 06 leitos GAR e CGBP (existente) pendente;

10 Hospital Regional Alfredo Mesquita Filho Macaíba Adequação da ambiência Reforma/ampliação do ALCON aprovada portaria 3353 e 3354/2013 com pendências; Equipamentos - Proposta aprovada em 2014 com recurso disponível no Fundo Estadual de Saúde (2015) Hospital Maternidade Presidente Café Filho Extremoz Adequação da ambiência e CPN (ampliação) propostas aprovadas pelas portarias 3353 e 3354/2013 inseridas no SISMOB (agosto/2015);

11 2ª e 8ª Regiões de Saúde Maternidade Almeida Castro - Mossoró Qualificados e custeados: 05 leitos de UTI adulto - Portaria 1883/ leitos de UTIN - Portaria 1883/2012; Habilitados : 07 leitos de UCINco e 08 leitos de UCINca ; Solicitada renovação da habilitação GAR, com 10 leitos para habilitação Hospital da Mulher Parteira Maria Correia Qualificados e custeados : 10 leitos de UTIN; 09 leitos de UTI ADULTO ; Habilitados: 07 leitos de UCINco. Aquisição de Equipamento BLH Proposta aprovada portaria 3169/2013; Maternidade habilitada para GAR.

12 2ª e 8ª Regiões de Saúde Hospital Reg. Dr. Aguinaldo Pereira da Silva Caraúbas Ampliação /Reforma para Adequação da ambiência - Propostas aprovadas com pendências (Portarias 3353 e 3354/2013). Hospital Reg. Nelson Inácio dos Santos Assu Ampliação para Adequação ambiência - proposta aprovada com pendências (Portaria 3353/2013). Equipamentos recursos aprovados.

13 6ª Região de Saúde Hospital Dr. Cleodon Carlos de Andrade - Pau dos Ferros Ampliação/Reforma para adequação da ambiência Propostas aprovadas com pendências (Portarias 3353 e 3354/2013). Hospital Maternidade Joaquina Queiroz Alexandria Reforma para adequação da ambiência Obra concluída. Aquisição de equipamentos /ambiência aguardando recebimento de recursos (aprovada). Hospital Maternidade Guiomar Fernandes Alexandria Reforma para adequação da ambiência obra em fase de conclusão.

14 Relatório Recursos Custeio - Rede Cegonha REDE CEGONHA REPASSE CUSTEIO ANUAL SERVIÇOS FÍSICO FINANCEIRO GESTÃO LEITOS GAR (QUALIFICADOS) ,00 MUNICIPAL LEITOS GAR (QUALIFICADOS) ,00 ESTADUAL UTI ADULTO II ,68 MUNICIPAL (QUALIFICADOS) UTIN II (NOVOS) ,00 MUNICIPAL UTIN II (NOVOS) ,00 ESTADUAL UTIN II (QUALIFICADOS) ,44 MUNICIPAL UTIN II (QUALIFICADOS) ,40 ESTADUAL UCINCO (NOVOS) ,00 MUNICIPAL UCINCO (NOVOS) ,00 ESTADUAL UCINCO (QUALIFICADOS) ,00 MUNICIPAL UCINCA ,00 MUNICIPAL UCINCA ,00 ESTADUAL Total dos Recursos dos Planos da Rede: Rede Cegonha ,52 Fonte: MS/SAS/DRAC/PPI/SisMAC. Relatório gerado em: ago/2015 OBS: 81 leitos de UTI NEONATAL SUS (incluindo 10 HIVS e 07 HMPMC) totalizando 169 leitos com custeio Rede Cegonha no Estado

15 Componentes Pré Natal, Puerpério e Atenção Integral à Criança Recursos para os municípios com Adesão a Rede Cegonha para qualificação da assistência ao pré natal (exames, teste rápido para gravidez, captação precoce).

16 Obrigada!

FINANCIAMENTO DA ASSISTENCIA PARA ALÉM DO PAGAMENTO POR PRODUÇÃO MAC/FAEC/INCENTIVOS/REDES

FINANCIAMENTO DA ASSISTENCIA PARA ALÉM DO PAGAMENTO POR PRODUÇÃO MAC/FAEC/INCENTIVOS/REDES 13º AUDHOSP Congresso Nacional de Auditoria em Saúde e Qualidade da Gestão e Assistência Hospitalar FINANCIAMENTO DA ASSISTENCIA PARA ALÉM DO PAGAMENTO POR PRODUÇÃO MAC/FAEC/INCENTIVOS/REDES Setembro/2014

Leia mais

APROVAÇÃO DOS PLANOS DE AÇÃO REGIONAIS DA REDE CEGONHA

APROVAÇÃO DOS PLANOS DE AÇÃO REGIONAIS DA REDE CEGONHA APROVAÇÃO DOS PLANOS DE AÇÃO REGIONAIS DA REDE CEGONHA Aprovado os 18 Planos de Ação Regionais da Rede Cegonha pela Área Técnica da Saúde da Mulher do Ministério da Saúde. Deliberação nº 156 de 09/10/2015

Leia mais

Rede Cegonha: Utilização dos dados do Sistema de Informação SIM/SINASC

Rede Cegonha: Utilização dos dados do Sistema de Informação SIM/SINASC Coordenadoria de Planejamento de Saúde Rede Cegonha: Utilização dos dados do Sistema de Informação SIM/SINASC Área Técnica da Saúde da Mulher SES/SP Rossana Pulcineli Vieira Francisco - Assessora Técnica

Leia mais

Portaria GM n. 1130 que institui a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS)

Portaria GM n. 1130 que institui a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) Portaria GM n. 1130 que institui a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC) no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) PORTARIA Nº 1.130, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 O MINISTRO DE ESTADO

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA MS/GM Nº 1.130, DE 5 DE AGOSTO DE 2015

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA MS/GM Nº 1.130, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO PORTARIA MS/GM Nº 1.130, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Institui a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Criança (PNAISC) no âmbito do Sistema Único de Saúde

Leia mais

PORTARIA Nº 2.937, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2016

PORTARIA Nº 2.937, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2016 PORTARIA Nº 2.937, DE 26 DE DEZEMBRO DE 2016 Publica lista de propostas dos componentes Reforma e Ampliação de Centros de Parto Normal - CPN, Casas de Gestante Bebê e Puérpera - CGBP e Ambiência dos serviços

Leia mais

A atenção obstétrica, neonatal, infantil e os desafios para alcançar os ODM 3, 4 e 5

A atenção obstétrica, neonatal, infantil e os desafios para alcançar os ODM 3, 4 e 5 A atenção obstétrica, neonatal, infantil e os desafios para alcançar os ODM 3, 4 e 5 A partir dos esforços para melhorar a saúde materno-infantil, tais como: Programa de Humanização do Parto e Nascimento

Leia mais

Circular 227/2015 São Paulo, 8 de Julho de 2015. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) Prezados Senhores,

Circular 227/2015 São Paulo, 8 de Julho de 2015. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) Prezados Senhores, Circular 227/2015 São Paulo, 8 de Julho de 2015. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) SUSPENSÃO DE REPASSES PROVENIENTES DA REDE DE ATENÇÃO ÀS URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS E REMANEJAMENTO DE RECURSOS AOS MUNICÍPIOS

Leia mais

unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação da Saúde.

unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação da Saúde. O SISTEMA DE SAÚDE PÚBLICA EM SANTA CATARINA Fevereiro/2013 SUS S O SUS é um SISTEMA, um conjunto de unidades, serviços e ações que interagem para um objetivo comum: a promoção, proteção e recuperação

Leia mais

Circular 010/2015 São Paulo, 08 de Janeiro de 2015.

Circular 010/2015 São Paulo, 08 de Janeiro de 2015. Circular 010/2015 São Paulo, 08 de Janeiro de 2015. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) REDEFINE DIRETRIZES PARA IMPLANTAÇÃO E HABILITAÇÃO DE CENTRO DE PARTO NORMAL (CPN) Diário Oficial da União Nº 5, Seção 1

Leia mais

UNEC CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA HNSA HOSPITAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA

UNEC CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA HNSA HOSPITAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA UNEC CENTRO UNIVERSITÁRIO DE CARATINGA HNSA HOSPITAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA NORMAS E ROTINAS PARA ACOMPANHANTES E VISITANTES DO HOSPITAL NOSSA SENHORA AUXILIADORA CARATINGA, 16 JANEIRO DE 2015 Objetivo:

Leia mais

Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal

Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal 1 Rede Cegonha no RS Componente 1 Pré-natal Exames e Ações (pré-natal de risco habitual e alto risco) Ofertar os exames e consultas de pré-natal Fomentar a contratação de serviços laboratoriais de qualidade

Leia mais

SAÚDE DA MULHER, MORTALIDADE MATERNA E REDUÇÃO DE DANOS. Novembro de 2008

SAÚDE DA MULHER, MORTALIDADE MATERNA E REDUÇÃO DE DANOS. Novembro de 2008 PARAÍBA NEGO SAÚDE DA MULHER, MORTALIDADE MATERNA E REDUÇÃO DE DANOS Novembro de 2008 Atenção Básica Conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e coletivo, que abrangem a promoção e a proteção da

Leia mais

Redução da mortalidade na infância no Brasil. Setembro de 2013

Redução da mortalidade na infância no Brasil. Setembro de 2013 Redução da mortalidade na infância no Brasil Setembro de 2013 Taxa de mortalidade na infância 62 Redução de 77% em 22 anos (em menores de 5 anos) 1990 33 14 2000 *Parâmetro comparado internacionalmente

Leia mais

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.459, DE 24 DE JUNHO DE 2011

Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.459, DE 24 DE JUNHO DE 2011 ADVERTÊNCIA Este texto não substitui o publicado no Diário Oficial da União Ministério da Saúde Gabinete do Ministro PORTARIA Nº 1.459, DE 24 DE JUNHO DE 2011 Institui, no âmbito do Sistema Único de Saúde

Leia mais

PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR

PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR PROMOÇÃO DO PARTO NORMAL NA SAÚDE SUPLEMENTAR Ações já realizadas pela ANS desde 2004 Sensibilização do setor, promoção e participação ii em eventos para discussão com especialistas nacionais e internacionais

Leia mais

PARECER CREMEB Nº 27/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 05/07/2013)

PARECER CREMEB Nº 27/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 05/07/2013) PARECER CREMEB Nº 27/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 05/07/2013) EXPEDIENTE CONSULTA Nº 005.616/13 ASSUNTO: Responsabilidade ético-profissional dos médicos nas Casas de Parto e Maternidades, que mantêm

Leia mais

e considerando a Portaria nº 1.459/GM/MS de 24 de junho de 2011, que instituiu, no âmbito do SUS, a Rede Cegonha, resolve:

e considerando a Portaria nº 1.459/GM/MS de 24 de junho de 2011, que instituiu, no âmbito do SUS, a Rede Cegonha, resolve: Legislações - SAS Qui, 06 de Outubro de 2011 00:00 PORTARIA Nº 650, DE 5 DE OUTUBRO DE 2011 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, e considerando a Portaria nº 1.459/GM/MS de 24 de

Leia mais

PLANO DE ENFRENTAMENTO PARA OS SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DO RIO GRANDE DO NORTE

PLANO DE ENFRENTAMENTO PARA OS SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DO RIO GRANDE DO NORTE PLANO DE ENFRENTAMENTO PARA OS SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DO RIO GRANDE DO NORTE 1. AÇÕES EMERGENCIAIS :: 12 milhões de reais (MS), para reforma e equipagem das portas de entrada (Emergências) de

Leia mais

Mostra de Projetos 2011. Projeto de elaboração de meios para a integração da assistência à gestação, parto, puerpério e puericultura

Mostra de Projetos 2011. Projeto de elaboração de meios para a integração da assistência à gestação, parto, puerpério e puericultura Mostra de Projetos 2011 Projeto de elaboração de meios para a integração da assistência à gestação, parto, puerpério e puericultura Mostra Local de: Umuarama Categoria do projeto: I - Projetos em implantação,

Leia mais

DIRETRIZES PARA IMPLANTAÇÃO E HABILITAÇÃO DE CENTRO DE PARTO NORMAL (CPN), NO ÂMBITO DO SUS

DIRETRIZES PARA IMPLANTAÇÃO E HABILITAÇÃO DE CENTRO DE PARTO NORMAL (CPN), NO ÂMBITO DO SUS Circular 232/2013 São Paulo, 03 de Junho de 2013. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) DIRETRIZES PARA IMPLANTAÇÃO E HABILITAÇÃO DE CENTRO DE PARTO NORMAL (CPN), NO ÂMBITO DO SUS Diário Oficial da União Nº 103,

Leia mais

Agendas Transversais

Agendas Transversais Reunião do Conselho Nacional de Direitos da Mulher - CNDM Agendas Transversais Maria do Rosário Cardoso Andrea Ricciardi 02/10/2013 Ministério do Planejamento 1 AGENDAS TRANSVERSAIS Igualdade Racial, Comunidades

Leia mais

CEBAS da SAÚDE. Atuação do Ministério da Saúde nos procedimentos relativos ao CEBAS. Ministério da Saúde. Cleusa Bernardo

CEBAS da SAÚDE. Atuação do Ministério da Saúde nos procedimentos relativos ao CEBAS. Ministério da Saúde. Cleusa Bernardo CEBAS da SAÚDE Atuação do Ministério da Saúde nos procedimentos relativos ao CEBAS Cleusa Bernardo Ministério da Saúde ENTIDADES BENEFICENTES NO ÂMBITO DO SUS 5.5 mil estabelecimentos de saúde Mais de

Leia mais

ASSISTÊNCIA HOSPITALAR E AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE

ASSISTÊNCIA HOSPITALAR E AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE ASSISTÊNCIA HOSPITALAR E AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE O MODELO DE ATENÇÃO À SAÚDE DO SUS A FRAGMENTAÇÃO DO SISTEMA A CONCEPÇÃO HIERÁRQUICA DO SISTEMA O DESALINHAMENTO DOS INCENTIVOS ECONÔMICOS A INEFICIÊNCIA

Leia mais

Diário Oficial Estado de São Paulo

Diário Oficial Estado de São Paulo Diário Oficial Estado de São Paulo Poder Executivo Seção I Palácio dos Bandeirantes Av. Morumbi, 4.500 - Morumbi - CEP 05698-900 - Fone: 3745-3344 Nº 59 DOE de 28/03/12 Seção 1 - p.79 COORDENADORIA DE

Leia mais

Plano de Investimentos do Governo do Estado de São Paulo no HCFMRP - USP Quadriênio 2012-2015

Plano de Investimentos do Governo do Estado de São Paulo no HCFMRP - USP Quadriênio 2012-2015 Plano de Investimentos do Governo do Estado de São Paulo no HCFMRP - USP Quadriênio 2012-2015 Prof Dr Marcos Felipe Silva de Sá Superintendente do HCFMRP-USP Fevereiro/2014 HOSPITAL DAS CLINICAS DA FACULDADE

Leia mais

PLANO DE TRABALHO GESTÃO DA TRANSVERSALIDADE DO RS NA PAZ

PLANO DE TRABALHO GESTÃO DA TRANSVERSALIDADE DO RS NA PAZ PLANO DE TRABALHO GESTÃO DA TRANSVERSALIDADE DO Secretaria de Estado da Saúde 1. Finalidade do Plano de Trabalho: Atender o Decreto Estadual nº 48.611, de 22 de novembro de 2011, que institui o Comitê

Leia mais

O modelo lógico para um protocolo de atendimento à gestante. Gabriele dos Anjos e Isabel Rückert - FEE

O modelo lógico para um protocolo de atendimento à gestante. Gabriele dos Anjos e Isabel Rückert - FEE O modelo lógico para um protocolo de atendimento à gestante Gabriele dos Anjos e Isabel Rückert - FEE Apresentar os resultados da elaboração do modelo lógico para uma política de saúde. Trata-se da iniciativa

Leia mais

NOTA TÉCNICA 05 /2014 NOTA TÉCNICA 05 /2014

NOTA TÉCNICA 05 /2014 NOTA TÉCNICA 05 /2014 NOTA TÉCNICA 05 /2014 Institui, no âmbito do Sistema Único de Saúde, o Programa Nacional de Qualificação da Gestão e da Atenção ao Parto e Nascimento (PMAQ- Maternidades) e o respectivo incentivo financeiro.

Leia mais

Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) - Relatório n 115. Recomendação Final

Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (CONITEC) - Relatório n 115. Recomendação Final TESTE DO CORAÇÃOZINHO (OXIMETRIA DE PULSO) NA TRIAGEM NEONATAL Demandante: Secretaria de Atenção à Saúde do Ministério da Saúde SAS/MS Contexto A Política de Atenção Integral à Saúde da Criança prevê entre

Leia mais

* Portaria SAS/MS nº 356 de 22 de setembro de 2000

* Portaria SAS/MS nº 356 de 22 de setembro de 2000 * Portaria SAS/MS nº 356 de 22 de setembro de 2000 O Secretário de Assistência à Saúde, no uso de suas atribuições legais, Considerando a Portaria GM/MS nº 569, de 1º de julho de 2000, que institui o Programa

Leia mais

AUDIENCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMILIA. TEMA : Debater o reajuste da tabela do SUS aplicável aos hospitais filantrópicos

AUDIENCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMILIA. TEMA : Debater o reajuste da tabela do SUS aplicável aos hospitais filantrópicos AUDIENCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE SEGURIDADE SOCIAL E FAMILIA TEMA : Debater o reajuste da tabela do SUS aplicável aos hospitais filantrópicos Março/15 Formas de transferências federais Per capita Incentivos

Leia mais

Crescimento a partir da década de 60 Medicinas de grupo Décadas de 70 e 80 outras modalidades assistenciais. seguradoras (SUSEP)

Crescimento a partir da década de 60 Medicinas de grupo Décadas de 70 e 80 outras modalidades assistenciais. seguradoras (SUSEP) Promoção da Saúde e Prevenção de Riscos e Doenças na Saúde Suplementar DANIELLE CONTE ALVES Especialista em Regulação Abril 2010 Setor Suplementar de Saúde no Brasil Crescimento a partir da década de 60

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE Brasília DF 2013

MINISTÉRIO DA SAÚDE Brasília DF 2013 MINISTÉRIO DA SAÚDE Brasília DF 2013 2013 Ministério da Saúde. Todos os direitos reservados. É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte e que não seja para venda ou

Leia mais

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO

NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO NORMAS DE INCENTIVO AO ALEITAMENTO MATERNO BANCO DE LEITE HUMANO Identificar a necessidade da mãe em receber orientação quanto ao aleitamento materno adequado; Orientar as mães, acompanhantes e/ou familiares,

Leia mais

ANEXO IV INDICADORES ESTRATÉGICOS PARA A REDE CEGONHA

ANEXO IV INDICADORES ESTRATÉGICOS PARA A REDE CEGONHA ANEXO IV INDICADORES ESTRATÉGICOS PARA A REDE CEGONHA OBJETIVO: MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DA IMPLANTAÇÃO E QUALIFICAÇÃO DA REDE CEGONHA NOME DO INDICADOR DEFINIÇÃO INTERPRETAÇÃO MÉTODO DE CÁLCULO cadastradas

Leia mais

TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV E SÍFILIS: ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO E ELIMINAÇÃO

TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV E SÍFILIS: ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO E ELIMINAÇÃO Ministério da Saúde TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV E SÍFILIS: ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO E ELIMINAÇÃO Brasília - DF 2014 Ministério da Saúde TRANSMISSÃO VERTICAL DO HIV E SÍFILIS: ESTRATÉGIAS PARA REDUÇÃO

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DOS SERVIÇOS DE SAUDE (CPCS)

GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE PÚBLICA COORDENADORIA DE PLANEJAMENTO E CONTROLE DOS SERVIÇOS DE SAUDE (CPCS) PORTARIA GM/MS Nº 2657/04.12.14 estabelece recursos de incentivos para custeio e qualificação de Unidade de Pronto Atendimento (UPA 24h), componente do Bloco de Atenção de Média e Alta Complexidade Ambulatorial

Leia mais

Programa de Requalificação de UBS

Programa de Requalificação de UBS Programa de Requalificação de UBS PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS Programa instituído no ano de 2011 para estabelecer mecanismos de repasse de recursos financeiros para as Unidades Básicas de Saúde.

Leia mais

Fortaleza, novembro, 2013 Marema Patrício Assessora Técnica CONASEMS

Fortaleza, novembro, 2013 Marema Patrício Assessora Técnica CONASEMS Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde COLÓQUIO Fortaleza, novembro, 2013 Marema Patrício Assessora Técnica CONASEMS PAINEL III Subtema 2: Primeira infância e gravidez na adolescência: O

Leia mais

PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE

PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DAS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE Resultado Seleção 2013/2014 1º CICLO COMPONENTE Nº DE MUNICÍPIOS Nº DE PROPOSTA VALOR TOTAL Construção 2311 4675 R$ 2.073.723.000,00 Reforma 975

Leia mais

CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO DA RC

CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO DA RC MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS ESTRATÉGICAS ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE DA MULHER CAPACITAÇÃO PARA MULTIPLICADORES EM TESTES RÁPIDOS HIV E SÍFILIS, NO ÂMBITO

Leia mais

Filosofia de trabalho e missões

Filosofia de trabalho e missões Filosofia de trabalho e missões As atividades de ensino e assistência na UTI Neonatal do Hospital São Paulo, Hospital Universitário da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (HPS-EPM/Unifesp),

Leia mais

PARA OS SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DO RIO GRANDE DO NORTE

PARA OS SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DO RIO GRANDE DO NORTE PLANO DE ENFRENTAMENTO PARA OS SERVIÇOS DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA DO RIO GRANDE DO NORTE AÇÕES EMERGENCIAIS ::12 milhões de reais(ms), para reforma e equipagem das portas de entrada (Emergências) de 4 hospitais

Leia mais

HUMANIZANDO OS INDICADORES DE SÃO PAULO

HUMANIZANDO OS INDICADORES DE SÃO PAULO A Humanização no Serviço Público e seus reflexos na Mortalidade Infantil Dra. Miriam Ribeiro de Faria Silveira Maternidade Escola V. Nova Cachoeirinha HUMANIZANDO OS INDICADORES DE SÃO PAULO A Humanização

Leia mais

Relatório da prática/proposta

Relatório da prática/proposta Relatório da prática/proposta 1.Nome da pratica/ proposta inovadora: Projeto Amigos da Cegonha em parceria com o Rotary Integração 2.Caracterização da situação anterior: O Hospital Municipal de Navirai-

Leia mais

HOMOLOGAÇÃO DE DIVERSOS ITENS Diário Oficial do Estado nº 225 Seção I sábado, 1º de dezembro de 2012

HOMOLOGAÇÃO DE DIVERSOS ITENS Diário Oficial do Estado nº 225 Seção I sábado, 1º de dezembro de 2012 Circular 570/2012 São Paulo, 04 de dezembro de 2012. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) HOMOLOGAÇÃO DE DIVERSOS ITENS Diário Oficial do Estado nº 225 Seção I sábado, 1º de dezembro de 2012 Prezados Senhores,

Leia mais

Elementos para suporte na Decisão Clínica e organização da atenção na Área de Saúde da Mulher

Elementos para suporte na Decisão Clínica e organização da atenção na Área de Saúde da Mulher PRÊMIO POR INOVAÇÃO E QUALIDADE 1 Identificação Título Implantação da linha de cuidado em Saúde da Mulher na USF Hidrolândia Área temática Elementos para suporte na Decisão Clínica e organização da atenção

Leia mais

DST/Aids e Rede Básica : Uma Integração Necessária. Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo

DST/Aids e Rede Básica : Uma Integração Necessária. Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo DST/Aids e Rede Básica : Uma Integração Necessária Programa Estadual de DST/AIDS de São Paulo DST/AIDS E ATENÇÃO BÁSICA O Sistema Único de Saúde ( SUS ) preconiza a descentralização,hierarquização e territorialização

Leia mais

PRESTAÇÃO DE CONTAS COMPROMISSO DO GOVERNO BRASILEIRO

PRESTAÇÃO DE CONTAS COMPROMISSO DO GOVERNO BRASILEIRO PRESTAÇÃO DE CONTAS COMPROMISSO DO GOVERNO BRASILEIRO PORTAL DA TRANSPARÊNCIA; LEI DE ACESSO À INFORMAÇÕES... REDE CEGONHA: SISTEMÁTICA DE MONITORAMENTO AVALIAÇÃO PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA: CASA CIVIL SISTEMA

Leia mais

As tendências do Sistema Único de Saúde FGV 2009 1693 A Cidade de Curitiba 1916 2009 316 anos Missão da SMS Planejar e executar a política de saúde para o Município de Curitiba, responsabilizando- se pela

Leia mais

Caderneta da Gestante

Caderneta da Gestante Caderneta da Gestante * A assistência pré-natal se constitui em cuidados e condutas que visam o bom desenvolvimento da gestação e o parto de um recém-nascido saudável. Entre as ações para qualificação

Leia mais

AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS NA GESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA

AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS NA GESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA AS ORGANIZAÇÕES SOCIAIS NA GESTÃO DE SAÚDE PÚBLICA IÚLIAN MIRANDA Mestre em Dir. Administrativo pela UFMG, professor universitário e de cursos preparatórios para concursos, coordenador da área de Dir.

Leia mais

Comitê Gestor do Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviço na Saúde Suplementar COGEP

Comitê Gestor do Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviço na Saúde Suplementar COGEP Comitê Gestor do Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviço na Saúde Suplementar COGEP 6 ªReunião do GT de Indicadores Hospitalares 30/10/2012 GERPS/GGISE/DIDES/ANS Agenda Informes:

Leia mais

PORTARIA N.80, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2011

PORTARIA N.80, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2011 PORTARIA N.80, DE 24 DE FEVEREIRO DE 2011 O Secretário de Atenção à Saúde, no uso de suas atribuições, Considerando a criação da Iniciativa Hospital Amigo da Criança - IHAC pela Organização Mundial da

Leia mais

Programa de Requalificação de UBS. Março/2015

Programa de Requalificação de UBS. Março/2015 Programa de Requalificação de UBS Março/2015 PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS Instituído no ano de 2011 OBJETIVOS: Criar incentivo financeiro para as UBS Contribuir para estruturação e o fortalecimento

Leia mais

Monitoramento das Obras de Unidades Básicas de Saúde (UBS) Secretaria Executiva Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica

Monitoramento das Obras de Unidades Básicas de Saúde (UBS) Secretaria Executiva Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Monitoramento das Obras de Unidades Básicas de Saúde (UBS) Secretaria Executiva Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Política Nacional de Atenção Básica - Saúde Mais Perto de Você

Leia mais

Plenária Temática. O fechamento de Maternidades e Unidades de Terapia Intensiva Neonatais no Estado de São Paulo

Plenária Temática. O fechamento de Maternidades e Unidades de Terapia Intensiva Neonatais no Estado de São Paulo Plenária Temática O fechamento de Maternidades e Unidades de Terapia Intensiva Neonatais no Estado de São Paulo Dr. Mário Roberto Hirschheimer Presidente da Sociedade de Pediatria de São Paulo SPSP Coordenador

Leia mais

Nº / ANO DA PROPOSTA: 022985/2011 DADOS DO CONCEDENTE OBJETO: Aquisição de Equipamentos e Material Permanente para a Santa Casa de Marília.

Nº / ANO DA PROPOSTA: 022985/2011 DADOS DO CONCEDENTE OBJETO: Aquisição de Equipamentos e Material Permanente para a Santa Casa de Marília. MINISTERIO DA SAUDE PORTAL DOS CONVÊNIOS SICONV - SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIOS Nº / ANO DA PROPOSTA: 022985/2011 OBJETO: DADOS DO CONCEDENTE Aquisição de Equipamentos e Material Permanente para a Santa

Leia mais

PARECER COREN-SP 031/2013 CT PRCI n 101.092 Tickets nºs 290.315, 293.537 e 299.887 Revisão e atualização em julho de 2015

PARECER COREN-SP 031/2013 CT PRCI n 101.092 Tickets nºs 290.315, 293.537 e 299.887 Revisão e atualização em julho de 2015 PARECER COREN-SP 031/2013 CT PRCI n 101.092 Tickets nºs 290.315, 293.537 e 299.887 Revisão e atualização em julho de 2015 Ementa: Realização de teste de gravidez e informação do resultado. 1. Do fato Auxiliares

Leia mais

COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA

COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA Pedido de Credenciamento de Programa Nome Completo da Instituição COMISSÃO NACIONAL DE RESIDÊNCIA MÉDICA Complexo Hospitalar Universitário Prof. Edgard Santos (Complexo HUPES) e Maternidade Climério de

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA RRAS 15

EXPERIÊNCIA DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA RRAS 15 EXPERIÊNCIA DE SÃO JOÃO DA BOA VISTA RRAS 15 RRAS 15 DRS VI CAMPINAS 2.803.291 CGR CAMPINAS 11 MUNICÍPIOS - 1.665.989 HAB. CGR OESTE VII 11 MUNICÍPIOS - 1.137.302 HAB. DRS XIV SÃO JOÃO DA BOA VISTA - 773.781

Leia mais

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN

Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN Hospital Universitário Ana Bezerra HUAB/UFRN DIMENSIONAMENTO DE SERVIÇOS ASSISTENCIAIS E DA GERÊNCIA DE ENSINO E PESQUISA BRASÍLIA-DF, 27 DE MARÇO DE 2013. Página 1 de 20 Sumário 1. APRESENTAÇÃO... 3 1.1.

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE A REDE CEGONHA DO ESTADO DO CEARÁ. Total de recursos já destinados ao estado pela Rede Cegonha - R$

INFORMAÇÕES SOBRE A REDE CEGONHA DO ESTADO DO CEARÁ. Total de recursos já destinados ao estado pela Rede Cegonha - R$ MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE AÇÕES PROGRAMÁTICAS E ESTRATÉGICAS COORDENAÇÃO DE SAÚDE DAS MULHERES APOIO INSTITUCIONAL - REDE GONHA INFORMAÇÕES SOBRE A REDE GONHA DO

Leia mais

QUALIFAR-SUS Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica

QUALIFAR-SUS Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, tecnologia e Insumos Estratégico Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégico Coordenação Geral de Assistência Farmacêutica Básica QUALIFAR-SUS

Leia mais

Projeto Hospitais de Excelência /Ministério da Saúde / Programa de Desenvolvimento e Apoio àgestão Hospital Samaritano

Projeto Hospitais de Excelência /Ministério da Saúde / Programa de Desenvolvimento e Apoio àgestão Hospital Samaritano Análise do processo de implementação de políticas na área hospitalar do Ministério da Saúde: contratualização de hospitais de ensino e filantrópicos no Brasil Projeto Hospitais de Excelência /Ministério

Leia mais

Novas regras da Política de Atenção Hospitalar e da Contratualização dos Hospitais Filantrópicos no SUS

Novas regras da Política de Atenção Hospitalar e da Contratualização dos Hospitais Filantrópicos no SUS X Encontro de Provedores, Diretores e Administradores de Santas Casas e Hospitais Filantrópicos de Minas Gerais - FEDERASSANTAS Novas regras da Política de Atenção Hospitalar e da Contratualização dos

Leia mais

Cuidado. Prevenção. Autoridade. Crack, é possível vencer 2011-2014. Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários

Cuidado. Prevenção. Autoridade. Crack, é possível vencer 2011-2014. Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários Prevenção Educação, Informação e Capacitação Cuidado Aumento da oferta de tratamento de saúde e atenção aos usuários Autoridade Enfrentamento ao tráfico de drogas e às organizações criminosas Crack, é

Leia mais

PARECER CREMEB Nº 28/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 23/07/2013)

PARECER CREMEB Nº 28/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 23/07/2013) PARECER CREMEB Nº 28/13 (Aprovado em Sessão Plenária de 23/07/2013) EXPEDIENTE CONSULTA Nº 011.881/13 ASSUNTO: Relação de proporcionalidade: Número de profissionais médicos e número de atendimentos. RELATORA:

Leia mais

ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª

ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª ALOJAMENTO CONJUNTO M.Sc. Prof.ª Viviane Marques Fonoaudióloga, Neurofisiologista e Mestre em Fonoaudiologia Coordenadora da Pós-graduação em Fonoaudiologia Hospitalar da UVA Chefe da Equipe de Fonoaudiologia

Leia mais

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP Macro estratégias Discussão, pactuação tripartite, e publicação de portaria da Politica Nacional de Atenção Hospitalar/PNHOSP no SUS, estabelecendo as diretrizes

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE 2014 a 2017 DIRETRIZES, OBJETIVOS E METAS PLURIANUAIS

PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE 2014 a 2017 DIRETRIZES, OBJETIVOS E METAS PLURIANUAIS PLANO MUNICIPAL DE SAÚDE 2014 a 2017 DIRETRIZES, OBJETIVOS E METAS PLURIANUAIS IDENTIFICAÇÃO MUNICIPAL Município: Prefeito: Endereço da Prefeitura: São José do Rio Preto Valdomiro Lopes da Silva Junior

Leia mais

Mesa: Regionalização e Redes de Atenção à Saúde como desafios para efetivação do SUS. 12/05/15. Aparecida Linhares Pimenta Diretora do Departamento

Mesa: Regionalização e Redes de Atenção à Saúde como desafios para efetivação do SUS. 12/05/15. Aparecida Linhares Pimenta Diretora do Departamento Mesa: Regionalização e Redes de Atenção à Saúde como desafios para efetivação do SUS. 12/05/15. Aparecida Linhares Pimenta Diretora do Departamento de Ações Programáticas Estratégicas DAPES/SAS/MS República

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE SES/GO SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE-SPAIS Goiânia Agosto/2011 SUPERINTENDÊNCIA DE POLÍTICAS DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE - SPAIS 7. GERÊNCIA DE

Leia mais

NOVAS ADESÕES AO PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS

NOVAS ADESÕES AO PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA NOVAS ADESÕES AO PROGRAMA DE REQUALIFICAÇÃO DE UBS O Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Atenção Básica, inicia

Leia mais

TELESSAÚDE BRASIL REDES NA ATENÇÃO BÁSICA

TELESSAÚDE BRASIL REDES NA ATENÇÃO BÁSICA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA TELESSAÚDE BRASIL REDES NA ATENÇÃO BÁSICA MANUAL INSTRUTIVO Sumário Introdução... 3 Atividades a serem desenvolvidas dentro

Leia mais

EDITAL Nº 02/2016 DIGAE/IFRN INSCRIÇÃO PARA OS PROGRAMAS DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL, ALIMENTAÇÃO E AUXÍLIO-TRANSPORTE.

EDITAL Nº 02/2016 DIGAE/IFRN INSCRIÇÃO PARA OS PROGRAMAS DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL, ALIMENTAÇÃO E AUXÍLIO-TRANSPORTE. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE DIRETORIA DE GESTÃO DE ATIVIDADES ESTUDANTIS EDITAL Nº 02/2016 DIGAE/IFRN INSCRIÇÃO PARA OS PROGRAMAS

Leia mais

AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE

AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE AS REDES DE ATENÇÃO À SAÚDE Conceito: São arranjos organizativos de ações e serviços de saúde, de diferentes densidades tecnológicas, que integradas por meio de sistemas de apoio técnico, logístico e de

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Brasília, 16 de maio de 2012. Ao Conselho Universitário Assunto: Análise e Parecer sobre Proposta de Adesão à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares - EBSERH Introdução Este parecer versa sobre a

Leia mais

Exercício Profissional da Enfermagem

Exercício Profissional da Enfermagem Drª Janine Schirmer Profª Titular do Departamento Enfermagem na Saúde da Mulher da Escola Paulista de Enfermagem Vice Presidente do Conselho Gestor do Hospital Universitário Coordenadora da Residência

Leia mais

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando:

O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando: PORTARIA Nº 1.091/MS/GM, DE DE 25 DE AGOSTO DE 1999 O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições, considerando: - a necessidade de organização da assistência neonatal, para assegurar melhor

Leia mais

CASA DE SAÚDE SÃO LUCAS

CASA DE SAÚDE SÃO LUCAS CASA DE SAÚDE SÃO LUCAS RELATÓRIO DAS ATIVIDADES REALIZADAS PELA EQUIPE DO NÚCLEO HOSPITALAR DE VIGILÂNCIA EPIDEMIOLÓGICA JANEIRO A JUNHO DE 2015 Monaliza Vanessa de Brito Gondim Moura Medeiros Patrícia

Leia mais

Comitê Gestor do Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviço na Saúde Suplementar COGEP

Comitê Gestor do Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviço na Saúde Suplementar COGEP Comitê Gestor do Programa de Divulgação da Qualificação dos Prestadores de Serviço na Saúde Suplementar COGEP 2 ª Reunião do GT de Indicadores Hospitalares 09/04/2012 GERPS/GGISE/DIDES/ANS Agenda Comparação

Leia mais

HOMOLOGAÇÃO ATRAVÉS DA CIB Diário Oficial do Estado de São Paulo Nº 233, Seção 1, de 15 de dezembro de 2009

HOMOLOGAÇÃO ATRAVÉS DA CIB Diário Oficial do Estado de São Paulo Nº 233, Seção 1, de 15 de dezembro de 2009 Circular 475/2009 São Paulo, 15 de dezembro de 2009. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) HOMOLOGAÇÃO ATRAVÉS DA CIB Diário Oficial do Estado de São Paulo Nº 233, Seção 1, de 15 de dezembro de 2009 Prezados Senhores,

Leia mais

EXLUSÃO/HABILITAÇÃO DE NÚMERO DE LEITOS DE TRATAMENTO INTENSIVO NEONATAL

EXLUSÃO/HABILITAÇÃO DE NÚMERO DE LEITOS DE TRATAMENTO INTENSIVO NEONATAL Circular 512/2013 São Paulo, 8 de Novembro de 2013. PROVEDOR(A) ADMINISTRADOR(A) EXLUSÃO/HABILITAÇÃO DE NÚMERO DE LEITOS DE TRATAMENTO INTENSIVO NEONATAL Diário Oficial da União Nº 217, Seção 1, quinta-feira,

Leia mais

Nº / ANO DA PROPOSTA: 059791/2010 DADOS DO CONCEDENTE OBJETO:

Nº / ANO DA PROPOSTA: 059791/2010 DADOS DO CONCEDENTE OBJETO: MINISTERIO DA SAUDE PORTAL DOS CONVÊNIOS SICONV - SISTEMA DE GESTÃO DE CONVÊNIOS Nº / ANO DA PROPOSTA: 059791/2010 OBJETO: DADOS DO CONCEDENTE Aquisição de equipamentos para unidade de internação pós cirúrgica

Leia mais