TERMO DE REFERÊNCIA. Gestor de Projeto - Brasília PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL EM GESTÃO DE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TERMO DE REFERÊNCIA. Gestor de Projeto - Brasília PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL EM GESTÃO DE"

Transcrição

1 TERMO DE REFERÊNCIA Gestor de Projeto - Brasília PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL EM GESTÃO DE PROJETOS DE QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DE SAÚDE I. CONTEXTO A Saúde da Família (SF), estratégia priorizada pelo Ministério da Saúde para organização, expansão e a qualificação da Atenção Básica, vem demonstrando ser um modelo de atenção eficiente, eficaz e adequado para o alcance de bons resultados na Atenção Primária à Saúde. Os resultados apontam para significativa melhoria da qualidade dos serviços, com ênfase no fortalecimento do vínculo entre as equipes de Saúde da Família e a população, na humanização do cuidado e na resolução dos principais problemas de saúde. Em consonância com as recomendações da OMS, foi aprovada, em 2006, a Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS (PNPIC), contemplando as diretrizes e responsabilidades institucionais para implantação/adequação de ações e serviços de Medicina Tradicional Chinesa/Acupuntura, Homeopatia, Plantas Medicinais e Fitoterapia, além de instituir observatórios em saúde para o Termalismo Social/Crenoterapia e para a Medicina Antroposófica no Sistema Único de Saúde (SUS). As plantas medicinais e seus derivados estão entre os principais recursos terapêuticos de diversas racionalidades em saúde incluindo o uso popular. As plantas vem sendo utilizadas por grande parte da população mundial como único recurso terapêutico disponível no cuidado em saúde. No Brasil, também vem sendo utilizadas pela população brasileira nos seus cuidados com a saúde, seja na Medicina Tradicional/Popular ou nos programas públicos de fitoterapia no SUS, alguns com mais de 20 anos de existência. Entre os recursos terapêuticos normatizados pela PNPIC, as plantas medicinais e fitoterapia são os mais presentes no sistema, ocorrendo principalmente na Atenção Básica. Nesta perspectiva, foi desenvolvido pelo Ministério da Saúde, em parceria com a FIOCRUZ o Projeto Gestão de Recursos Humanos apoiada por instrumentos de Informação 1

2 para o fortalecimento da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares, que tem dentre seus objetivos: Geral: Qualificar profissionais de saúde da estratégia saúde da família, em plantas medicinais e fitoterápicos, por meio de plataforma de Ensino à Distância (EAD). Específico: promover o uso racional de plantas medicinais e fitoterápicos, atendendo à necessidade de ampliar o acesso aos usuários do SUS aos serviços e produtos da Fitoterapia, com qualidade, segurança e eficácia, em conformidade com as diretrizes das Políticas Nacionais de Práticas Integrativas e Complementares, de Atenção Básica, de Educação Permanente em Saúde e de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. II. OBJETO DA CONTRATAÇÃO Seleção de um profissional para gestão de projeto de qualificação de profissionais de saúde em Plantas Medicinais e Fitoterapia, em conformidade com as diretrizes das Políticas Nacionais de Práticas Integrativas e Complementares, de Atenção Básica, de Educação Permanente em Saúde e de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. III. OBRIGAÇÕES DO BOLSISTA Ao bolsista compete Trabalhar em consonância com os princípios e pressupostos que orientam as Políticas Nacionais de Práticas Integrativas e Complementares, de Atenção Básica, de Educação Permanente em Saúde e de Plantas Medicinais e Fitoterápicos; Integrar o Núcleo Condutor do projeto, dando o suporte técnico necessário para o gerenciamento dos processos e recursos técnicos e humanos, principalmente no que diz respeito ao desenvolvimento e integração dos processos e instrumentos de gestão; Participar das reuniões de planejamento, monitoramento e avaliação das atividades desenvolvidas no âmbito do projeto ; Monitorar, por meio das estratégias estabelecidas pelo núcleo condutor, o desenvolvimento do projeto e do curso em execução, a fim de favorecer a proposição 2

3 de ações preventivas ao risco de não desenvolvimento de qualquer um dos resultados esperados; Elaborar os relatórios gerenciais periódicos, necessários para o monitoramento e avaliação do projeto e de todos os subprojetos sob sua responsabilidade, incluindo também o apoio para aqueles relatórios que, porventura, sejam solicitados pelo Departamento de Atenção Básica, Ministério da Saúde e outros interessados; Manter os documentos relacionados ao projeto organizados e arquivados; Participar, quando for o caso, das visitas técnicas e missões, nos limites estabelecidos pela Coordenação Geral do Projeto. IV. REQUISITOS TÉCNICOS E ASPECTOS OPERACIONAIS. 1. Formação e experiência O profissional a ser contratado deverá possuir: Graduação na área da saúde; Conhecimentos básicos em plantas medicinais e fitoterapia; Experiência comprovada no campo de educação, preferencialmente em Educação à Distância (EaD); Experiência em gestão de processos e coordenação de projetos; Ter minimamente 6 anos de experiência comprovada na área do projeto. Sendo uma soma de experiência em educação; experiência clínica e gestão pública de saúde municipal e/ou estadual e/ou Federal. Terão caráter eliminatório os seguintes requisitos: Experiência mínima de 02 (dois) anos no exercício de gestão pública municipal e/ou estadual e/ou Federal. Terão caráter classificatório os seguintes requisitos: Experiência comprovada em educação; Experiência comprovada em processos de Educação à Distância (EaD); Experiência comprovada em planejamento, gestão, monitoramento e avaliação de projetos; Experiência comprovada em Plantas Medicinais e Fitoterápicos; Experiência comprovada em gestão pública municipal e/ou estadual e/ou Federal; Experiência comprovada em serviços, no âmbito da Saúde Pública preferencialmente na Atenção Básica; Especialização, Mestrado e/ou Doutorado em saúde coletiva/pública 3

4 O profissional deverá ter ainda disponibilidade para o desenvolvimento das atividades e para realizar viagens. O local de prestação de serviços será em Brasília/DF. O candidato deverá possuir acesso a Internet e disponibilidade para dedicação ao projeto. 2. Critérios de Seleção A seleção será aferida com base no currículo, na experiência profissional mediante comprovação documental e por meio de entrevista. A classificação será atribuída conforme planilha de pontuação a seguir: ANÁLISE CURRICULAR Formação Acadêmica em Ciências da Saúde Especialização¹ em ciências da saúde. Mestrado em ciências da saúde. Doutorado² em ciências da saúde. Experiência em gestão pública municipal e/ou estadual e/ou Federal Experiência em serviços, no âmbito da Saúde Pública preferencialmente na Atenção Básica Conhecimentos básicos em plantas medicinais e fitoterapia Não possui Possui Experiência comprovada no campo de educação Experiência em planejamento, gestão, monitoramento e avaliação de projetos PONTUAÇÃO MÁXIMA 5 pontos (somente será pontuado o título de maior valor) 3 pontos 5 pontos 6 Pontos 6 Pontos 0 ponto 1 ponto 3 pontos 6 Pontos 4

5 Experiência em processos de Educação à Distância (EaD) (EaD); Pontuação Parcial Máxima : 4 ponto 1 ponto 3 pontos 41 pontos Considerações sobre o currículo: ¹ Cursos de, no mínimo, 360 horas, de instituições credenciadas pelo MEC. ² Os cursos de Mestrado e Doutorado serão considerados somente se credenciados pelo Conselho Federal de Educação e, quando realizados no exterior, revalidados por instituição nacional competente. 3. Critérios de desempate Na hipótese de igualdade na pontuação, para fins de classificação, terá preferência, sucessivamente, o candidato que possuir: a) Experiência em gestão pública municipal e/ou estadual e/ou Federal; b) Experiência em planejamento, gestão, monitoramento e avaliação de projetos; c) Experiência em processos de Educação à Distância (EaD). 4. Relação Contratual: O bolsista fará jus à bolsa mensal no valor de R$6.000,00. O Termo de Concessão da Bolsa será firmado entre o Bolsista, a coordenação do Projeto e a Fiotec. 5. Prazo O prazo de vigência do presente contrato é de 6 meses. Podendo ser renovável por igual período, caso seja do interesse de ambas as partes. 6. Supervisão e Sigilo Os trabalhos serão acompanhados pela Fiocruz/VPAAPS - Vice-Presidência de Ambiente, Atenção e Promoção da Saúde e pelo Departamento de Atenção Básica DAB Ministério da Saúde, que poderá a qualquer momento ou quando achar necessário, solicitar relatórios adicionais sobre a execução das atividades. O contratado deverá manter sigilo acerca de seu trabalho, dos documentos e informações a que tenha acesso no cumprimento de suas obrigações. Deverá, ainda, manter uma relação profissional adequada com as autoridades federais, estaduais, municipais, do 5

6 Distrito Federal e com os técnicos ou pessoas com quem venha a interagir, exercendo suas atividades com zelo e dedicação. 6

TERMO DE REFERÊNCIA SÃO GONÇALO ARTICULADOR

TERMO DE REFERÊNCIA SÃO GONÇALO ARTICULADOR TERMO DE REFERÊNCIA SÃO GONÇALO ARTICULADOR PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL EM ARTICULAÇÃO DE REDE INTERSETORIAL ALCOOL E DROGAS DESCENTRALIZADO I. CONTEXTO O decreto 7.179 de 2010 da Presidência

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA ARTICULADOR BOA VISTA

TERMO DE REFERÊNCIA ARTICULADOR BOA VISTA TERMO DE REFERÊNCIA ARTICULADOR BOA VISTA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL EM ARTICULAÇÃO DE REDE INTERSETORIAL ÁLCOOL E DROGAS DESCENTRALIZADO I. CONTEXTO O decreto 7.179 de 2010 da Presidência

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ARTICULADOR

TERMO DE REFERÊNCIA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ARTICULADOR TERMO DE REFERÊNCIA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ARTICULADOR PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE CONSULTORIA INDIVIDUAL PARA ARTICULAÇÃO DE REDES INTERSETORIAIS DE ATENÇÃO AO USUÁRIO DE ÁLCOOL E OUTRAS DROGAS I CONTEXTO

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL EM GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA

TERMO DE REFERÊNCIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL EM GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA TERMO DE REFERÊNCIA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE CONSULTORIA INDIVIDUAL EM GESTÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA I. CONTEXTO A Saúde da Família (SF), estratégia priorizada pelo Ministério da Saúde para organização,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 04/2014 CONSULTOR PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO DE CUSTOS - SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 04/2014 CONSULTOR PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO DE CUSTOS - SISTEMAS DE INFORMAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA Nº 04/2014 CONSULTOR PROGRAMA NACIONAL DE GESTÃO DE CUSTOS - SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Intervenção Sistêmica para Implantação da Gestão de Custos em Unidades Hospitalares do Sistema Único

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA APOIADORES MUNICIPAIS PARA O CONTROLE DE MALÁRIA

TERMO DE REFERÊNCIA APOIADORES MUNICIPAIS PARA O CONTROLE DE MALÁRIA TERMO DE REFERÊNCIA APOIADORES MUNICIPAIS I. CONTEXTO No Brasil, a transmissão da malária está quase que totalmente restrita a Região Amazônica onde são registrados em torno de 330.000 casos por ano. Para

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2015. Consultor Programa Nacional de Gestão de Custos Ciências da Saúde

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2015. Consultor Programa Nacional de Gestão de Custos Ciências da Saúde TERMO DE REFERÊNCIA Nº 07/2015 Consultor Programa Nacional de Gestão de Custos Ciências da Saúde Intervenção Sistêmica para Implantação da Gestão de Custos em Unidades Hospitalares do SUS Projeto QualiSUS

Leia mais

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE

AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE AGENDA PROPOSITIVA DO CONSELHO NACIONAL DE SAÚDE Com o objetivo de estimular o debate democrático, o Conselho Nacional de Saúde (CNS) apresenta à sociedade brasileira sua Agenda Propositiva para a Saúde

Leia mais

PROJETO DE FORMAÇÃO E MELHORIA DA QUALIDADE DA REDE DE SAUDE QUALISUS-REDE

PROJETO DE FORMAÇÃO E MELHORIA DA QUALIDADE DA REDE DE SAUDE QUALISUS-REDE TERMO DE REFERÊNCIA Nº 10/2015 Consultor Conteudista para elaboração do Curso EAD voltado à Implantação de Serviço de Clínica Farmacêutica Intervenção Sistêmica Gestão da Assistência Farmacêutica : Implantação

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL EDITAL N 12 BRA/14/011 Contratação de consultoria nacional especializada para produção de subsídios visando ao fortalecimento das ações de saúde

Leia mais

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE

CONSELHO DE SECRETARIAS MUNICIPAIS DE SAÚDE ANEXO II TERMO DE REFERÊNCIA PROFISSIONAL NÍVEL SUPERIOR CONTEUDISTA (MESTRE) PARA O CURSO DE QUALIFICAÇÃO DE PROFISSIONAIS DA ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA, COM UTILIZAÇÃO DO SISTEMA NACIONAL DE GESTÃO DA

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO DE TELECONSULTORES GENERALISTAS E MONITORES DE CAMPO PARA O TELESSAÚDE REDES REGIÃO METROPOLITANA DE JOÃO PESSOA

EDITAL DE SELEÇÃO DE TELECONSULTORES GENERALISTAS E MONITORES DE CAMPO PARA O TELESSAÚDE REDES REGIÃO METROPOLITANA DE JOÃO PESSOA EDITAL DE SELEÇÃO DE TELECONSULTORES GENERALISTAS E MONITORES DE CAMPO PARA O TELESSAÚDE REDES REGIÃO METROPOLITANA DE JOÃO PESSOA O Comitê Gestor do Telessaúde Redes da Região Metropolitana de João Pessoa,

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL MINISTÉRIO DA JUSTIÇA DEPARTAMENTO PENITENCIÁRIO NACIONAL EDITAL N 22/2016 BRA/14/011 Contratação de Consultoria Nacional Especializada para produção de subsídios voltados ao aperfeiçoamento da Política

Leia mais

Práticas Integrativas e Complementares no SUS

Práticas Integrativas e Complementares no SUS MINISTÉRIO DA SAÚDE Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação Nacional de Práticas Integrativas e Complementares RELATÓRIO DE GESTÃO 2006/2010 Práticas Integrativas e Complementares

Leia mais

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA MINISTÉRIO DA JUSTIÇA EDITAL GABINETE/DEPEN BRA/14/011 Contratação de Consultoria Nacional Especializada para Formulação de Modelo de Gestão de Inteligência Penitenciária BRASÍLIA, AGOSTO DE 2015 TERMO

Leia mais

Resultados da Pesquisa Perfil dos Organismos Governamentais de Políticas para as Mulheres

Resultados da Pesquisa Perfil dos Organismos Governamentais de Políticas para as Mulheres Resultados da Pesquisa Perfil dos Organismos Governamentais de Políticas para as Mulheres Encontros Regionais abril/maio de 2014 Secretaria de Articulação Institucional e Ações Temáticas SAIAT/SPM PR Objetivos

Leia mais

1. DO OBJETO DO PET-SAÚDE/ GRADUASUS

1. DO OBJETO DO PET-SAÚDE/ GRADUASUS EDITAL 02/2015, Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde- PET- Saúde/GRADUASUS de 03 de novembro de 2015, Secretaria Municipal de Saúde de Petrolina Chamada para Preceptores do Projeto PET-Saúde/GRADUASUS

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Secretaria-Executiva. Diretoria de Projetos Internacionais - DPI CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME. Secretaria-Executiva. Diretoria de Projetos Internacionais - DPI CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria-Executiva Diretoria de Projetos Internacionais - DPI CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto TERMO DE REFERÊNCIA Projeto Agência: PNUD

Leia mais

O SUAS e rede privada na oferta de serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais

O SUAS e rede privada na oferta de serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais O SUAS e rede privada na oferta de serviços, programas, projetos e benefícios socioassistenciais Departamento da Rede Socioassistencial Privada do SUAS. Secretaria Nacional de Assistencia Social. DADOS

Leia mais

TOR/SECAD/FNDE/MEC Nº 02 /2010

TOR/SECAD/FNDE/MEC Nº 02 /2010 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA - CONSULTOR POR PRODUTO - TOR/SECAD/FNDE/MEC Nº 02 /2010 1. Número e Título do

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2225 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2225 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 10/04/2013-17:36:08 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2225 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 09/2015

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 09/2015 TERMO DE REFERÊNCIA Nº 09/2015 Consultor em Tecnologia da Informação para o desenvolvimento do conjunto de ferramentas do EPI INFO para a implantação e monitoramento das ações e serviços da Assistência

Leia mais

Observatório História e Saúde Rede ObservaRH Casa de Oswaldo Cruz Fiocruz / Sgtes MS / OPAS Brasil

Observatório História e Saúde Rede ObservaRH Casa de Oswaldo Cruz Fiocruz / Sgtes MS / OPAS Brasil Observatório História e Saúde Rede ObservaRH Casa de Oswaldo Cruz Fiocruz / Sgtes MS / OPAS Brasil Edital de Apoio à Pesquisa e às ações de Arquivo e Documentação em História dos Recursos Humanos, da Educação

Leia mais

DIAGNÓSTICO DE FRAGILIDADES E POTENCIALIDADES UNIDADE DE CAMPO GRANDE

DIAGNÓSTICO DE FRAGILIDADES E POTENCIALIDADES UNIDADE DE CAMPO GRANDE UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL ASSESSORIA DE GERENCIAMENTO DE PROJETOS E CAPTAÇÃO DE RECURSOS DIAGNÓSTICO DE FRAGILIDADES E POTENCIALIDADES UNIDADE DE CAMPO GRANDE LINHA TEMÁTICA (PROBLEMAS)

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO (Nº. 003/2015) PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL POR TEMPO INDETERMINADO

EDITAL DE SELEÇÃO (Nº. 003/2015) PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL POR TEMPO INDETERMINADO EDITAL DE SELEÇÃO (Nº. 003/2015) PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOAL POR TEMPO INDETERMINADO A Cáritas Brasileira, organismo da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil),

Leia mais

PROAECI ALEXSANDRO RODRIGUES Pró-Reitor de Assuntos Estudantis e Cidadania em exercício 1

PROAECI ALEXSANDRO RODRIGUES Pró-Reitor de Assuntos Estudantis e Cidadania em exercício 1 PROAECI ALEXSANDRO RODRIGUES Pró-Reitor de Assuntos Estudantis e Cidadania em exercício 1 Seção de Gestão da Informação Chefe de Seção 1 VIVIANA CORRÊA Secretária da PROAECI Secretária 1 BRUNELA VINCENZI

Leia mais

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 26 DE JANEIRO DE 2016

Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 26 DE JANEIRO DE 2016 Ministério da Educação GABINETE DO MINISTRO PORTARIA Nº 30, DE 26 DE JANEIRO DE 2016 Amplia o Programa Idiomas sem Fronteiras. O MINISTRO DE ESTADO DA EDUCAÇÃO, no uso da atribuição que lhe confere o art.

Leia mais

AULA: PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES (Planejamento e Execução)

AULA: PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES (Planejamento e Execução) UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE-FAC-CG PERÍODO LETIVO: 2015.2 CURSO: ENFERMAGEM - TURNO: NOTURNO 5º PERÍODO A AULA: PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COMPLEMENTARES (Planejamento

Leia mais

PORTARIA No- 2.681, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013

PORTARIA No- 2.681, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013 PORTARIA No- 2.681, DE 7 DE NOVEMBRO DE 2013 Redefine o Programa Academia da Saúde no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso das atribuições que lhe conferem os incisos

Leia mais

EDITAL 012/2015 - Perfil Pesquisa Avaliativa dos Projetos Educacionais da SAIAT/SPM

EDITAL 012/2015 - Perfil Pesquisa Avaliativa dos Projetos Educacionais da SAIAT/SPM EDITAL 012/2015 - Perfil Pesquisa Avaliativa dos Projetos Educacionais da SAIAT/SPM PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR PESSOA FÍSICA TERMO DE REFERÊNCIA

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2199 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2199 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 10/04/2013-17:33:42 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2199 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1.

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania. CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Secretaria Nacional de Renda de Cidadania CONTRATAÇÃO DE CONSULTOR MODALIDADE: Produto Nº do Termo de Referência no Plano de Aquisições: 2.B.44 Acordo

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE EDITAL Nº 08/2014 - PROCESSO SELETIVO PARA CONSULTORES

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE EDITAL Nº 08/2014 - PROCESSO SELETIVO PARA CONSULTORES ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE EDITAL Nº 08/2014 - PROCESSO SELETIVO PARA CONSULTORES PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE CONSULTORES PARA A EXECUÇÃO DO PROJETO DE IMPLEMENTAÇÃO

Leia mais

PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA

PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE GESTÃO ESTRATÉGICA E PARTICIPATIVA PLANO OPERATIVO DA POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO POPULAR EM SAÚDE 2013-2015 Proposta formulada no âmbito do Comitê Nacional de Educação

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRO-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE SAÚDE DO RECIFE

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRO-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE SAÚDE DO RECIFE UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO PRO-REITORIA PARA ASSUNTOS ACADÊMICOS SECRETARIA ESTADUAL DE SAÚDE DE PERNAMBUCO SECRETARIA DE SAÚDE DO RECIFE CONVOCATÓRIA DE SUBMISSÃO DE SUBPROJETOS EM RESPOSTA AO

Leia mais

EDITAL ENRE1604D14S PIBID/ENSINO RELIGIOSO - UFJF PROCESSO DE SELEÇÃO PARA BOLSISTAS DE SUPERVISÃO

EDITAL ENRE1604D14S PIBID/ENSINO RELIGIOSO - UFJF PROCESSO DE SELEÇÃO PARA BOLSISTAS DE SUPERVISÃO EDITAL ENRE1604D14S PIBID/ENSINO RELIGIOSO - UFJF PROCESSO DE SELEÇÃO PARA BOLSISTAS DE SUPERVISÃO A Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) torna público o presente edital de seleção de professoras

Leia mais

PLANEJAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. Brasília, outubro de 2011

PLANEJAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE. Brasília, outubro de 2011 PLANEJAMENTO DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE Brasília, outubro de 2011 PLANEJAMENTO DA SAÚDE INTEGRADO: ASPECTOS CONSIDERADOS PRESSUPOSTOS INSTRUMENTOS Plano de Saúde, Programação Anual de saúde e Programação

Leia mais

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP

POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP POLITICA NACIONAL DE ATENÇÃO HOSPITALAR - PNHOSP Macro estratégias Discussão, pactuação tripartite, e publicação de portaria da Politica Nacional de Atenção Hospitalar/PNHOSP no SUS, estabelecendo as diretrizes

Leia mais

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI

Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina Saúde Indígena Convênios SPDM-MS/SESAI PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO Nº 011 / 2014 DSEI Kayapó Mato Grosso A SPDM Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, entidade sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa

Leia mais

EDITAL PROEXT 005/2014 DE 07 DE MARÇO DE 2014

EDITAL PROEXT 005/2014 DE 07 DE MARÇO DE 2014 EDITAL PROEXT 005/2014 DE 07 DE MARÇO DE 2014 SELEÇÃO DE PROFESSORES DE ENSINO SUPERIOR PARA PARTICIPAÇÃO NA FORMAÇÃO CONTINUADA OFERECIDA NO ÂMBITO DO PACTO NACIONAL PELO FORTALECIMENTO DO ENSINO MÉDIO.

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO PROGRAMAS DE TREINAMENTO/ DESENVOLVIMENTO

PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO PROGRAMAS DE TREINAMENTO/ DESENVOLVIMENTO PROCEDIMENTO OPERACIONAL PADRÃO PROGRAMAS DE TREINAMENTO/ DESENVOLVIMENTO Data de emissão: Associação Paulista de Gestão Pública - APGP Elaborado por: Aprovado por: Francis da Silva Recursos Humanos Diretoria

Leia mais

PROPOSTA DO GRUPO DE TRABALHO DIRETRIZES PARA REGULAMENTAÇÃO DO PROCESSO DE AVALIAÇÃO

PROPOSTA DO GRUPO DE TRABALHO DIRETRIZES PARA REGULAMENTAÇÃO DO PROCESSO DE AVALIAÇÃO PROPOSTA DO GRUPO DE TRABALHO DIRETRIZES PARA REGULAMENTAÇÃO DO PROCESSO DE AVALIAÇÃO CARREIRA DE MAGISTÉRIO SUPERIOR E CARREIRA DE MAGISTÉRIO DO ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO O Grupo de Trabalho

Leia mais

http://www.conselhoescolar.virtual.ufc.br/index.php/noticia/9-destaque/109-edital-2015-2

http://www.conselhoescolar.virtual.ufc.br/index.php/noticia/9-destaque/109-edital-2015-2 Link para acessar o ambiente e fazer a pré-inscrição: http://www.conselhoescolar.virtual.ufc.br/index.php/noticia/9-destaque/109-edital-2015-2 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ PRÓ-REITORIA

Leia mais

Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e

Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e Ministério da Educação CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO CÂMARA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR RESOLUÇÃO Nº 1, DE 11 DE MARÇO DE 2016 Estabelece Diretrizes e Normas Nacionais para a Oferta de Programas e Cursos de Educação

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO 1. Projeto: Aprimoramento da sistemática de gestão

Leia mais

Demonstrativo de Programas Temáticos Conferência Por Orgão - PPA 2016-2019. 2017 2018 2019 Total. Rio Grande do Norte 5 5 5 5 20

Demonstrativo de Programas Temáticos Conferência Por Orgão - PPA 2016-2019. 2017 2018 2019 Total. Rio Grande do Norte 5 5 5 5 20 Orgão Programa 0008 - EDUCAÇÃO SUPERIOR E TECNOLÓGICA Objetivo 0307 - Fortalecer a política de ensino superior de graduação e pós-graduação, por meio da sua interiorização, do desenvolvimento da pesquisa,

Leia mais

CCS - CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 017/2016

CCS - CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 017/2016 Governo do Estado do Ceará Secretaria da Ciência Tecnologia e Educação Superior Fundação Universidade Estadual do Ceará - FUNECE Centro de Ciências da Saúde - CCS CCS - CHAMADA PÚBLICA DE SELEÇÃO Nº 017/2016

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 42 DE 28 DE AGOSTO DE 2012

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 42 DE 28 DE AGOSTO DE 2012 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO Nº 42 DE 28 DE AGOSTO DE 2012 FUNDAMENTAÇÃO LEGAL: Constituição Federal artigos 205, 206, 208, 211 e

Leia mais

EDITAL Nº 006/2013 PARA SELEÇÃO DE ALUNOS DO CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO / PRÓ- CONSELHO/UFSJ

EDITAL Nº 006/2013 PARA SELEÇÃO DE ALUNOS DO CURSO DE FORMAÇÃO CONTINUADA DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO / PRÓ- CONSELHO/UFSJ MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL REI NÚCLEO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA PROGRAMA NACIONAL DE CAPACITAÇÃO DE CONSELHEIROS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO FORMAÇÃO CONTINUADA DE CONSELHEIROS

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, TECNOLOGIA E GESTÃO - SEPLAG EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N.

PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, TECNOLOGIA E GESTÃO - SEPLAG EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N. PREFEITURA MUNICIPAL DO SALVADOR SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, TECNOLOGIA E GESTÃO - SEPLAG EDITAL DE CONCURSO PÚBLICO N.º 01/2011 O SECRETÁRIO DE PLANEJAMENTO, TECNOLOGIA E GESTÃO DO MUNICÍPIO

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 08/03-COUN

RESOLUÇÃO Nº 08/03-COUN RESOLUÇÃO Nº 08/03-COUN Estabelece o Regimento Interno do Núcleo de Educação a Distância (NEAD) da Universidade Federal do Paraná. O CONSELHO UNIVERSITÁRIO da Universidade Federal do Paraná, no uso de

Leia mais

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional

PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES. Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO - 2011: CONCESSÃO INSTITUCIONAL ÀS IFES Diretrizes para Elaboração do Projeto Institucional 1 Objetivos O Programa Nacional de Pós-doutorado da CAPES PNPD/2011: Concessão

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA

TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA TERMO DE REFERÊNCIA DADOS DA CONSULTORIA Função no Projeto: Contratação de consultoria especializada para desenhar estratégias de alinhamento e replicação dos projetos a serem desenvolvidos por ONGs na

Leia mais

CRITÉTIOS DE AVALIAÇÃO DA CAPES

CRITÉTIOS DE AVALIAÇÃO DA CAPES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA E MUCURI MINAS GERAIS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL TECNOLOGIA,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2357 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº 136/2013 CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2357 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº 136/2013 CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 17/05/2013-16:53:43 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2357 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL

Leia mais

EDITAL 03 Perfil 3 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PROJETO UNESCO 914BRZ3018

EDITAL 03 Perfil 3 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PROJETO UNESCO 914BRZ3018 EDITAL 03 Perfil 3 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PROJETO UNESCO 914BRZ3018 DESENVOLVIMENTO DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA POR MEIO DA ESPECIALIZAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE E DOS

Leia mais

PARA SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, COMPREENDENDO O ESTUDO DE PREVALÊNCIA DE INCAPACIDADES NO MUNICÍPIO DE RESENDE - RJ.

PARA SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, COMPREENDENDO O ESTUDO DE PREVALÊNCIA DE INCAPACIDADES NO MUNICÍPIO DE RESENDE - RJ. EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 001/2015 PARA SELEÇÃO DE PROFISSIONAIS PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS, COMPREENDENDO O ESTUDO DE PREVALÊNCIA DE INCAPACIDADES NO MUNICÍPIO DE RESENDE - RJ. A AFR ASSOCIAÇÃO

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR PRODUTO TOR/CAPES/FNDE/MEC Nº 061/2012 1. Projeto: Aprimoramento

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE NUTRIÇÃO CURRÍCULO 2 I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Nutrição é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes Curriculares Nacionais

Leia mais

Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista Secretaria Municipal de Saúde

Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista Secretaria Municipal de Saúde Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista Secretaria Municipal de Saúde Universidade Federal da Bahia UFBA Instituto Multidisciplinar em Saúde IMS Campus Anísio Teixeira - CAT Universidade Estadual

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (CEEL)

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (CEEL) REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE ESTUDOS EM EDUCAÇÃO E LINGUAGEM (CEEL) TÍTULO 1 Da Instituição e seus Fins Art. 1 0 O Centro de Estudos em Educação e Linguagem (CEEL), criado em 2004, para integrar uma

Leia mais

AGENDA DA PROMOÇÃO DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL

AGENDA DA PROMOÇÃO DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL AGENDA DA PROMOÇÃO DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL Ações do Ministério da Saúde Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição CGAN/ DAB / SAS Ministério da Saúde Encontro com Referências Estaduais de Alimentação

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2783 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2783 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO DE SELEÇÃO - EDITAL Nº Impresso por: ANGELO LUIS MEDEIROS MORAIS Data da impressão: 21/11/2013-18:05:16 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 2783 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA PROCESSO

Leia mais

Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde

Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde REGIMENTO DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM VIGILÂNCIA SANITÁRIA DO INSTITUTO NACIONAL DE CONTROLE DE QUALIDADE EM SAÚDE 1. Objetivos e Organização Geral 1.1- Os cursos de pós-graduação lato sensu oferecidos

Leia mais

EDITAL 001/2014 CHAMADA PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS POR MEIO DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO

EDITAL 001/2014 CHAMADA PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS POR MEIO DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO EDITAL 001/2014 CHAMADA PÚBLICA PARA CONTRATAÇÃO DE PROFISSIONAIS POR MEIO DE PROCESSO SELETIVO SIMPLIFICADO O Centro de Articulação de Populações Marginalizadas - CEAP, em atendimento ao disposto no Convênio

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 5/2014

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 5/2014 PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº 5/2014 Dispõe sobre a reorganização da Rede Nacional de Certificação Profissional - Rede Certific. OS MINISTROS DE ESTADO DA EDUCAÇÃO E DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA SETEC

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA SETEC MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA SETEC EDITAL SETEC Nº, DE DE JANEIRO DE 2015 SISTEMA DE SELEÇÃO UNIFICADA DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA - SISUTEC O Secretário

Leia mais

LEI COMPLEMENTAR N 40 /2015 (Cria o cargo de Analista Ambiental) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA :

LEI COMPLEMENTAR N 40 /2015 (Cria o cargo de Analista Ambiental) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA : LEI COMPLEMENTAR N 40 /2015 (Cria o cargo de Analista Ambiental) A CÂMARA MUNICIPAL DE RIO VERDE-GO APROVA : Art. 1º. Fica criado o cargo de Analista Ambiental, de provimento efetivo e regime estatutário,

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1485 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA/JURÍDICA CONSULTOR POR PRODUTO

TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1485 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA/JURÍDICA CONSULTOR POR PRODUTO Impresso por: RODRIGO DIAS Data da impressão: 25/04/2012-15:38:18 SIGOEI - Sistema de Informações Gerenciais da OEI TERMO DE REFERÊNCIA Nº 1485 PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA/JURÍDICA CONSULTOR POR

Leia mais

POLÍTICA DE GESTÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS

POLÍTICA DE GESTÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS POLÍTICA DE GESTÃO DE SERVIÇOS TERCEIRIZADOS POLÍTICA DE GESTÃO DOS SERVIÇOS TERCEIRIZADOS A Fundação de Previdência do Instituto EMATER FAPA utiliza-se da terceirização, onde algumas de suas atividades

Leia mais

EDITAL SIMPLIFICADO Nº 15 DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016

EDITAL SIMPLIFICADO Nº 15 DE 18 DE FEVEREIRO DE 2016 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO PRÓ-REITORIA DE ENSINO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL SIMPLIFICADO

Leia mais

3.1. A Bolsa assegurará auxílio financeiro ao contemplado e será concedida em doze parcelas.

3.1. A Bolsa assegurará auxílio financeiro ao contemplado e será concedida em doze parcelas. EDITAL PIBIC-EM Nº 01/2015 O Reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, com vistas à chamada para a seleção de bolsista de Iniciação Científica para o Ensino Médio PIBIC-EM, sob a Coordenação

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO REDE NACIONAL DE FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA PÚBLICA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO REDE NACIONAL DE FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA PÚBLICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO REDE NACIONAL DE FORMAÇÃO CONTINUADA DOS PROFISSIONAIS DO MAGISTÉRIO DA EDUCAÇÃO BÁSICA PÚBLICA Documento Orientador - RENAFORM 2014 (Anexo 2 do Ofício Circular nº. 07/2014 DPECHUC/SECADI/MEC,

Leia mais

Desafios das Práticas Integrativas. Secretaria Adjunta de saúde do estado do RN Ana Tânia Lopes Sampaio

Desafios das Práticas Integrativas. Secretaria Adjunta de saúde do estado do RN Ana Tânia Lopes Sampaio Desafios das Práticas Integrativas Complementares- PIC no SUS- RN Secretaria Adjunta de saúde do estado do RN Ana Tânia Lopes Sampaio Para o RN, consideram-se Práticas Integrativas Complementares: Medicina

Leia mais

PORTARIA Nº 1.599, DE 30 DE SETEMBRO DE 2015

PORTARIA Nº 1.599, DE 30 DE SETEMBRO DE 2015 PORTARIA Nº 1.599, DE 30 DE SETEMBRO DE 2015 Dispõe sobre o Programa de Melhoria do Acesso e Qualidade dos Centros de Especialidades Odontológicas (PMAQ-CEO). O MINISTRO DE ESTADO DA SAÚDE, no uso da atribuição

Leia mais

PROJETO: BRA 11/06 POR UMA AGENDA NACIONAL DE ESPORTE PLANO DECENAL DE ESPORTE E LAZER

PROJETO: BRA 11/06 POR UMA AGENDA NACIONAL DE ESPORTE PLANO DECENAL DE ESPORTE E LAZER MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA EXECUTIVA TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO: BRA 11/06 POR UMA AGENDA NACIONAL DE ESPORTE PLANO DECENAL DE ESPORTE E LAZER Contratação de Consultoria Especializada Plano Nacional

Leia mais

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS

EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Institui Diretrizes Operacionais para a Educação de Jovens e Adultos nos aspectos relativos à duração dos cursos e idade mínima para ingresso nos cursos de EJA; idade mínima

Leia mais

PROJETO: BRA 11/06 POR UMA AGENDA NACIONAL DE ESPORTE PLANO DECENAL DE ESPORTE E LAZER

PROJETO: BRA 11/06 POR UMA AGENDA NACIONAL DE ESPORTE PLANO DECENAL DE ESPORTE E LAZER MINISTÉRIO DO ESPORTE SECRETARIA EXECUTIVA TERMO DE REFERÊNCIA PROJETO: BRA 11/06 POR UMA AGENDA NACIONAL DE ESPORTE PLANO DECENAL DE ESPORTE E LAZER Contratação de Consultoria Especializada Plano Nacional

Leia mais

MINUTA DE PORTARIA v. 21.09.2015

MINUTA DE PORTARIA v. 21.09.2015 MINUTA DE PORTARIA v. 21.09.2015 PORTARIA Nº..., de...de...de 2015 Dispõe sobre a participação complementar da iniciativa privada na execução de ações e serviços de saúde, e o credenciamento de prestadores

Leia mais

QUALIFAR-SUS Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica

QUALIFAR-SUS Programa Nacional de Qualificação da Assistência Farmacêutica Ministério da Saúde Secretaria de Ciência, tecnologia e Insumos Estratégico Departamento de Assistência Farmacêutica e Insumos Estratégico Coordenação Geral de Assistência Farmacêutica Básica QUALIFAR-SUS

Leia mais

Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. III EnFarMed São Paulo Setembro_2009

Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos. III EnFarMed São Paulo Setembro_2009 Política Nacional de Plantas Medicinais e Fitoterápicos III EnFarMed São Paulo Setembro_2009 Políticas Públicas para Plantas Medicinais e Fitoterápicos Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares

Leia mais

XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE

XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE XLIII PLENÁRIA NACIONAL DO FÓRUM DOS CONSELHOS ESTADUAIS DE EDUCAÇÃO - FNCE O Futuro da Educação a Distância na Educação Básica Francisco Aparecido Cordão facordao@uol.com.br Dispositivos da LDB e DECRETOS

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DEPARTAMENTO DE BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DEPARTAMENTO DE BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME SECRETARIA NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL DEPARTAMENTO DE BENEFÍCIOS ASSISTENCIAIS PROGRAMA BPC TRABALHO PASSO A PASSO O QUE É O Programa de Promoção

Leia mais

Atenção: Recomenda-se a leitura atenta de todo o Edital antes de realizar a inscrição.

Atenção: Recomenda-se a leitura atenta de todo o Edital antes de realizar a inscrição. EDITAL DE PRÉ-INSCRIÇÃO DE CANDIDATOS PARA OS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM REGULAÇÃO, PRECEPTORIA E GESTÃO DA CLÍNICA- IEP/HSL, MS, CONASS E CONASEMS PARA SERVIDORES PÚBLICOS MUNICIPAIS DA SECRETARIA DE

Leia mais

Art. 2º. Fazer publicar esta Portaria em Boletim de Serviço, revogando-se a Portaria 577/05-R, de 05 de dezembro de 2005.

Art. 2º. Fazer publicar esta Portaria em Boletim de Serviço, revogando-se a Portaria 577/05-R, de 05 de dezembro de 2005. PORTARIA 328/R-06 DE 22 DE JUNHO DE 2006. O REITOR DA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE, no uso da competência que lhe foi atribuída pelo artigo 39, inciso XX, do Regimento Geral da UFRN; CONSIDERANDO

Leia mais

Ministério da Educação

Ministério da Educação Página 1 de 14 Ministério da Educação Nº 1693 - Segunda feira, 9 de dezembro de 2013 PORTARIA Nº 1.140, DE 22 DE NOVEMBRO DE 2013 (*) - Institui o Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio e define

Leia mais

RN 006/2002. Programa de Estímulo à Fixação de Recursos Humanos de Interesse dos Fundos Setoriais - PROSET

RN 006/2002. Programa de Estímulo à Fixação de Recursos Humanos de Interesse dos Fundos Setoriais - PROSET Revogada Pela RN-028/07 RN 006/2002 Programa de Estímulo à Fixação de Recursos Humanos de Interesse dos Fundos Setoriais - PROSET O Presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 015/2015, DE 29 DE ABRIL DE 2015.

PROJETO DE LEI Nº 015/2015, DE 29 DE ABRIL DE 2015. PROJETO DE LEI Nº 015/2015, DE 29 DE ABRIL DE 2015. Aprova o Plano Municipal de Educação, para o próximo decênio e dá outras providências. CLAIRTON PASINATO, Prefeito Municipal de Cacique Doble, Estado

Leia mais

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura

Organização dos Estados Ibero-americanos. Para a Educação, a Ciência e a Cultura Organização dos Estados Ibero-americanos Para a Educação, a Ciência e a Cultura TERMO DE REFERÊNCIA PARA CONTRATAÇÃO DE PESSOA FÍSICA CONSULTOR POR 1. Projeto: Aprimoramento da sistemática de gestão do

Leia mais

Regulamento Interno da Farmácia Escola de Dispensação de Medicamentos do Curso de Bacharelado em Farmácia da Faculdade Asces

Regulamento Interno da Farmácia Escola de Dispensação de Medicamentos do Curso de Bacharelado em Farmácia da Faculdade Asces Regulamento Interno da Farmácia Escola de Dispensação de Medicamentos do Curso de Bacharelado em Farmácia da Faculdade Asces Caruaru-PE 2014 REGULAMENTO INTERNO DA FARMÁCIA ESCOLA DE DISPENSAÇÃO DE MEDICAMENTOS

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS I INTRODUÇÃO O estágio curricular do curso de Engenharia de Alimentos é uma atividade obrigatória, em consonância com as Diretrizes

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE PILÕES CNPJ: 08.148.488/0001-00 CEP: 59.5960-000 GABINETE DO PREFEITO LEI Nº. 277/2007. CEP: 5.50-000 Institui o Programa Casa da Família e dá outras providências. A Câmara Municipal aprovou e eu, Prefeito do Município de Pilões, sanciono e promulgo a seguinte lei: Art.

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP

REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIOS DO CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA - UNORP CAPÍTULO I DOS FUNDAMENTOS LEGAIS Artigo 1º- O presente regulamento de estágios do Centro Universitário do Norte Paulista

Leia mais

PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE

PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE NOTA TÉCNICA 16/2011 PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE Brasília, 23 de maio de 2011. PROGRAMA ACADEMIA DA SAÚDE 1. INTRODUÇÃO: O Programa Academia da Saúde foi instituído no âmbito do Sistema Único de Saúde através

Leia mais

ASSESSORAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO AOS MUNICÍPIOS QUE ADERIRAM AO PROINFÂNCIA: DEMANDAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL

ASSESSORAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO AOS MUNICÍPIOS QUE ADERIRAM AO PROINFÂNCIA: DEMANDAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL 01097 ASSESSORAMENTO TÉCNICO-PEDAGÓGICO AOS MUNICÍPIOS QUE ADERIRAM AO PROINFÂNCIA: DEMANDAS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Maria Luiza Rodrigues Flores (UFRGS) Simone Albuquerque (UFRGS) O artigo apresenta alguns

Leia mais

Das atividades, atribuições e carga horária

Das atividades, atribuições e carga horária Edital de abertura de inscrições para o processo de qualificação de candidatos à função de Coordenador de Projetos Responsável pela Orientação e Apoio Educacional das Escolas Técnicas do Centro Estadual

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 047 DE 20 DE SETEMBRO DE 2007

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 047 DE 20 DE SETEMBRO DE 2007 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO CONSELHO DELIBERATIVO RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 047 DE 20 DE SETEMBRO DE 2007 Alterar a Resolução CD/FNDE nº 29, de 20 de julho de 2007,

Leia mais

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto

Termo de Referência para contratação de consultor na modalidade Produto TÍTULO DO PROJETO: Consolidação da capacidade institucional com vistas a melhoria dos processos de monitoramento e avaliação dos programas de fomento voltados para a Educação Básica e para o Ensino Superior.

Leia mais

d) ampliar a produção acadêmica e científica sobre questões relacionadas à educação, a partir das bases de dados do INEP;

d) ampliar a produção acadêmica e científica sobre questões relacionadas à educação, a partir das bases de dados do INEP; MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira - INEP EDITAL n o 001/2006/INEP/CAPES

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contrato por Produto Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA. Contrato por Produto Nacional TERMO DE REFERÊNCIA Contrato por Produto Nacional 1. Antecedentes e Justificativa O Projeto de Assistência à Implementação do Programa de Apoio à Agenda de Crescimento Econômico Equitativo e Sustentável

Leia mais