Tecnologia da informação

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Tecnologia da informação"

Transcrição

1 Tecnologia da informação Jonathan Lucas Schwambach Fernandes (FAHOR) Guilherme Ferrari (FAHOR) Fabrício Desbessel (FAHOR) Resumo O estudo consiste na análise dos impactos da Tecnologia da Informação de forma a sua aplicação como também seus conceitos, isso como sendo um grande conjunto de todas as atividades e soluções providas através do auxílio de computação. Assim, os resultados mostraram-se positivos quando utilizados, pois além de ficarem mais claros e objetivos, auxiliaram nas propostas de melhorias e também como avaliar a importância desta em uma empresa para suas atividades. Avaliaram-se todas as dimensões existentes em diversos modelos de excelência em logística e sua utilização em empresas pertencentes. Assim, o estudo enfoca a sua aplicação e onde realmente existe a necessidade de sua aplicação em determinada organização e sua complexidade, e como contribui para agilizar o processo de entrega de seus produtos, permitindo assim, melhorar sua imagem em relação aos seus clientes. Palavras-chave: Tecnologia da Informação; Computação. 1. Introdução O estudo realizado neste artigo está relacionado com a Tecnologia da Informação e tem como objetivo apresentar e analisar resultados de uma pesquisa aplicada de forma exploratória. Dessa forma, será analisado como se emprega o uso das tecnologias de informação no sistema logístico de organizações de porte razoavelmente grande. Vamos também abordar um forma de inclusão de pessoas PPD (Pessoas Portadoras de Deficiência), onde a TI consegue inverter o pensamento de incapacidade. A Tecnologia da Informação (TI) pode ser definida como um conjunto de todas as atividades e soluções providas por recursos de computação, softwares específicos para desenvolver atividades de uma organização. Podemos observar que as aplicações para TI são tantas, que existem várias definições e nenhuma consegue determiná-la por completo. Sendo a informação um bem de uma organização que agrega valor, é necessário fazer o uso de recursos de TI de maneira adequada, para que estas ferramentas, sistemas ou outro qualquer tipo tornem as informações sendo definidas como um diferencial competitivo.

2 Com grande expansão no setor metal mecânico houve um crescimento em torno da Tecnologia da Informação, assim, gerando problemas e preocupações nas indústrias em busca de melhor rendimento de seus funcionários, mas se as partes técnicas forem bem traçadas o funcionário irá desempenhar bem as suas funções sem ter alguma preocupação em torno da atividade que realiza, assim sabendo que será executada de maneira segura e com mais rapidez. Para que isto aconteça é necessária uma análise da gestão, conforme a tecnologia da informação sua melhor aplicação em todos os processos. Com o grande volume de fluxo da informação torna-se um fator de grande importância nos processos envolvidos com operações da logística. Onde podemos verificar que, o que realmente é indispensável para ocorrer fluxo são os pedidos de clientes e tempo de ressuprimento, se há necessidade de estoques, programação das atividades a serem realizadas pelo depósito, sua documentação e por fim sua fatura. Dentro do conceito de gerenciamento da área da logística, a tecnologia da informação é fundamental para o desenvolvimento e melhoria do desempenho das empresas que se envolvem em processos de integração com os seus fornecedores ou clientes. De um modo geral as teorias e modelos consideram a tecnologia da informação como sendo um dos grandes segredos para que uma empresa seja eficiente e que isso leva a um alto desempenho logístico. Essa será a proposta inicial deste artigo, mostrar como é seu funcionamento e onde são os pontos mais críticos. As pequenas empresas no geral não possuem sistemas informatizados, seus controles são efetuados quase que exclusivamente por meio de papeladas intermináveis. Mas, com o custo cada vez menor dos computadores está abrindo portas para os pequenos empresários investirem cada vez mais pesado no setor em busca de melhor desempenho da empresa. Assim, o conteúdo em questão envolve quais são as principais tecnologias de informação utilizadas por empresas de um mesmo sistema logístico e como elas se distribuem. Portanto, a Tecnologia da Informação é amplamente utilizada em todos os níveis das organizações, e em seus diferentes níveis organizacionais. Na parte da manufatura ou operacional, fornecendo o suporte em seus processos, no gerencial criando uma estrutura para a tomada de decisões, e no nível estratégico fornecendo tomada de decisão concreta no momento de planejar ações imediatas e futuras. 2. Revisão da Literatura 2.1 Importância da Tecnologia da Informação Dentre as novas tecnologias vinculadas à transformação da sociedade, encontra-se a tecnologia da informação que opera com a informação dentro e fora das organizações. A tecnologia da informação (TI) possibilita alterações fundamentais na forma como o trabalho se processa e estas modificações podem ser de natureza

3 estrutural, estratégicas, cultural, tecnológica, humana ou de qualquer outro componente sendo capazes de provocar impactos em partes, ou no conjunto da organização (GOMES apud FREIRE; MAIA, 2007). De acordo com Oliveira Apud Freire e Maia (2007), o impacto produzido pelo efeito da TI provoca transformação no trabalho das pessoas e no desenho da empresa. Então, na relação com a PPD (Pessoas Portadoras de Deficiência) a TI consegue inverter o paradigma de incapacidade, pois torna uma tarefa impossível em exequível. O mundo do trabalho tem sido assinalado pelo avanço tecnológico e o problema de empregabilidade tem afetado todas as esferas da sociedade, sobretudo aqueles que sofrem exclusão social, neste sentido a TI apresentam-se como uma ferramenta importante na confecção de dispositivos assistivos que possibilitam a inserção da PPD no mundo. A tecnologia da informação e comunicação (TIC) combina o uso de hardware e software, para gerenciar, controlar e medir as atividades logísticas. Hardware inclui computadores, dispositivos periféricos de entrada e saída e meios de armazenagem de dados. E software refere-se a sistemas e programas aplicativos usados para processamento de transações, controle gerencial, análise de decisão e planejamento estratégico (FLEURY apud CARETA; BARBOSA; MUSETTI, 2007). Os investimentos com TI representam uma porcentagem cada vez mais significativa dos investimentos totais. Ainda assim, o retorno se mostra incerto, é o que muitos autores chamam de paradoxo da produtividade da TI. Apesar das diferentes abordagens para explicar o paradoxo da produtividade, há um consenso geral de que é difícil encontrar evidências objetivas de retorno de investimentos em TI (MORAES; LAURINDO; BRYNJOLFSSON; HITT; WILLCOCKS; LESTER apud LAURINDO; GUIMARÃES, 2007). Haley e Krishnam apud Bandeira e Maçada (2007) identificam a Logística como a área da organização que mais se beneficiou da automatização e da redução dos custos gerados pela TI. A TI contribui para tornar a logística mais eficiente e efetiva na geração de valor para as empresas. Cerca de 35% dos fatores que influenciarão a logística na organização na próxima década estão diretamente relacionados com a TI. Desta forma, fica evidente que a TI é um recurso imprescindível para o sucesso de iniciativas de Logística. É crescente o número de empresas que investem em TI visando aumentar a agilidade e eficiência de suas cadeias de suprimentos. Cerca de 5,5 bilhões de dólares foram gastos em TI para SCM (Gestão da Cadeia de Suprimentos) em 2003, sendo que a tendência é que estes investimentos aumentem ainda mais (SEROPPIAN apud BANDEIRA; MAÇADA, 2007). Entretanto, esta não é uma tendência restrita a países desenvolvidos. Os investimentos em TI para logística na América Latina devem aumentar 12,8% em 2007 (BARBOSA apud BANDEIRA; MAÇADA, 2007). Apesar do papel relevante da TI na SCM, apenas investir em TI não é suficiente para garantir um maior desempenho das cadeias. Também são necessárias medidas de gestão que visem à integração da logística e à maximização da agregação de valor às cadeias a partir da adoção de TI (WU apud BANDEIRA; MAÇADA, 2007).

4 A informação sempre foi um elemento de vital importância para as operações logísticas, sem o qual nenhum dos outros aspectos da cadeia de suprimentos conseguiria proporcionar um alto nível de desempenho (CHOPRA; MEINDL apud BANDEIRA; MAÇADA, 2007). Porém, o advento de novas tecnologias possibilitou a troca rápida e precisa de informações, permitindo uma melhor oferta de informações aos clientes, a redução de estoques, a minimização de incertezas em torno da demanda, o aumento da flexibilidade e o desenvolvimento de novos canais de venda em nível global. A TI é importante em todos os estágios da cadeia, podendo ser utilizada para a tomada de decisões estratégicas, de planejamento ou operacionais. A TI tem um papel fundamental no negócio: além da parte administrativa a TI, suporta as operações do negócio e desempenha um papel estratégico para a inovação, pois tanto pode alavancar como restringir o desenvolvimento de novos produtos. Assim, a TI desempenha um papel estratégico, pois pode alavancar ou limitar o desenvolvimento de novos produtos, o que está intimamente ligado à estratégia de inovação da empresa. Além disso, a empresa tem alto grau de dependência da TI, sendo que falhas de mais de um minuto representam uma perda imediata para o negócio. A empresa enquadra-se assim no quadrante Estratégico. Para Fleury apud Barbosa; Careta e Musetti (2007) a exploração da logística como arma estratégica é o resultado da combinação de sua crescente complexidade com a utilização intensiva de novas tecnologias. Combinadas, essas aplicações de tecnologia permitiram otimizar o projeto do sistema logístico e gerenciar de forma eficiente seus diversos componentes, ou seja, estoques,armazenagem, transporte, processamento de pedidos, compras e manufatura. E para que possa atingir a competitividade, o uso da logística deve ser baseado em um gerenciamento integrado de suas atividades rumo ao atendimento de um objetivo comum. Monteiro e Bezerra apud Barbosa; Careta e Musetti (2007) afirmam que para obter vantagem competitiva, as empresas estão recorrendo aos sistemas integrados de informação, buscando automatizar seu processo produtivo utilizando algumas tecnologias como o Electronic Data Interchange (EDI), o Warehouse Management System (WMS), tecnologia de código de barras e o Vendor Managed4 Inventor (VMI). Estas tecnologias possibilitam a troca de informações de forma rápida e precisa, facilitando a coordenação das relações técnicas e organizacionais entre os atores produtivos. Para Ferreira apud Barbosa; Careta e Musetti (2007), novas tecnologias têm surgido constantemente no mundo dos negócios, sendo foco de análise de pesquisadores e estudiosos no assunto. Tecnologias emergentes e tendências gerais das TIC s têm sido mencionadas por diversos pesquisadores. Com base na literatura vigente, algumas tecnologias que demonstram amplas aplicações logísticas são descritas a seguir: ERP - Enterprise Resource Planning (Planejamento de Recursos da Empresa): Akkermans et al. apud Barbosa; Careta e Musetti (2007) define ERP como um sistema de gestão de transação amplo que integra muitos tipos de processamento de informação e coloca os dados em uma base de dados única, eliminando informação distorcida, aumentando a velocidade da informação e reduzindo

5 atrasos na informação, viabilizando o completo acesso à informação em todas as partes e por todos na empresa; EDI - Eletronic Data Interchange (Troca Eletrônica de Dados): Para Pires apud Barbosa; Careta e Musetti (2007), o Intercâmbio Eletrônico de Dados é definido como um meio de intercâmbio eletrônico de documentos e informações entre empresas sob um formato padrão. A comunicação entre as empresas é feita através de uma estrutura de rede e softwares. Já Bowersox e Closs apud Barbosa; Careta e Musetti (2007) afirmam que o EDI aumenta a produtividade mediante a transmissão mais rápida de informações e diminui a redundância de entrada de informações. A precisão aumenta com a redução da freqüência de entrada de dados e da quantidade de pessoas envolvidas; Data Warehouse (Armazém de Dados): Data Warehouse pode ser definido como um depósito integrado de informações, disponíveis para análise e para construção de filtros de busca (queries). Informações são coletadas de origens distintas e reunidas em um banco de dados central, o qual permite o acesso a estas por toda a empresa. Além dos dados operacionais da empresa, fontes externas podem ser incluídas num Data Warehouse, como informações demográficas de consumidores e informações pessoais de cada cliente (RODRIGUES apud BARBOSA; CARETA; MUSETTI, 2007); E-Commerce (Comércio Eletrônico): Segundo Trepper apud Barbosa; Careta e Musetti (2007), o comércio eletrônico (CE) inclui qualquer atividade comercial que ocorra diretamente entre uma empresa, seus parceiros ou clientes, através de uma combinação de tecnologia de computação e comunicação. Já para Rayport e Jaworski apud Barbosa; Careta e Musetti (2007), o CE é definido como trocas medidas em tecnologia entre partes (indivíduos, organizações, ou ambos) bem como baseadas eletronicamente em atividades intra ou interorganizacionais que facilitam tal troca; Código de barras e o RFID (Radio Frequency Identification): O código de barras é a tecnologia de colocação de códigos legíveis por computador em itens, caixas e contêineres, e até em vagões ferroviários. A leitura óptica constitui os olhos de sistemas de código de barras. Como exemplo cita-se, um scanner que faz uma leitura dos dados de código de barras e converte esses dados em informações úteis. RFID (RadioFrequency Identification) permite a codificação de produtos em substituição ao código de 5 barras, pois possui a vantagem de realizar a leitura sem o contato e com o transmissor em movimento. Este sistema funciona com uma antena, um transmissor e um decodificador (MONTEIRO e BEZERRA apud BARBOSA; CARETA; MUSETTI, 2007); DRP Distribution Requirements Planning (Planejamento das Necessidades de Distribuição): Para Bowersox e Closs apud Barbosa; Careta e Musetti (2007), DRP é um sistema de planejamento global de toda a cadeia de abastecimento. Banzato (1998) afirma que este sistema auxilia no planejamento dos custos de transporte, necessidades de armazenagem bem como as quantidades a estocar e suas localizações. Por sua natureza, proverá a uma determinada empresa um planejamento global de todas as necessidades logísticas na cadeia de abastecimento;

6 TMS Transportation Management Systems (Sistemas de Gerenciamento de Transporte): Para Banzato apud Barbosa; Careta e Musetti (2007), o TMS é um software de roteirização, que possibilita automatizar muitas outras tarefas administrativas e de planejamento relacionadas à transportes, como: planejamento de transporte, controle de desempenho de transporte, controle de carregamento do veículo, controle de distâncias e rotas percorridas e pagamentos de frete; WMS Warehouse Management (Sistemas de Gerenciamento de Armazéns): O WMS é um sistema de gestão de armazéns, que otimiza todas as atividades operacionais e administrativas dentro do processo de armazenagem, incluindo recebimento, inspeção, endereçamento, estocagem, separação, embalagem, carregamento, expedição, emissão de documentos, inventário, entre outras (BANZATO apud BARBOSA; CARETA; MUSETTI, 2007). A qualidade e velocidade da informação proporcionada por um WMS possibilitam uma redução de inventário com conseqüente aumento do giro de materiais o que permite para uma mesma infra-estrutura de armazenagem um aumento da capacidade real; VMI Vendor Managed Inventory (Estoque Administrado pelo Fornecedor): Segundo Monteiro e Bezerra apud Barbosa; Careta e Musetti (2007), o VMI é uma ferramenta muito importante principalmente para a cadeia de suprimentos que trabalha com o JIT (Just-in -Time). Seu principal objetivo é fazer com que o fornecedor, através de um sistema de EDI, verifique a real necessidade de produto, no momento certo e na quantidade certa. Com o VMI, o fornecedor tem a responsabilidade de gerenciar o seu estoque no cliente, incluindo o processo de reposição; Rastreamento de Frotas com Tecnologia GPS (Global Positioning System): Rastreamento é o processo de monitorar um objeto enquanto ele se move. GPS é um sistema de posicionamento mundial formado por satélites que apontam a localização de qualquer corpo sobre a superfície terrestre. Com a possibilidade de rastrear veículos, a empresa pode saber onde se encontra o veículo que está fazendo determinada entrega e fazendo um link com o sistema via web a empresa pode colocar a disposição do cliente a localização da entrega (MONTEIRO; BEZERRA apud BARBOSA; CARETA; MUSETTI, 2007). 3. Métodos e Técnicas O estudo foi elaborado através de uma pesquisa exploratória onde foram analisados materiais já disponíveis sobre o assunto e aplicado uma forma de trabalho de comparação dos assuntos. Através desses conceitos e aplicações formou-se um conceito entre a dupla, estes aplicados mostram que são possíveis para a utilização de outras formas de estudo, de aplicações mais simples, e para se obter mais conhecimento conceitual. Meio utilizado para pesquisa foi o uso da internet, alguns gráficos a respeito para o melhor entendimento sobre o assunto e análise própria. 4. Resultados e discussões Os conceitos analisados comprovam que nas últimas décadas foram levantadas grandes discussões sobre as questões de Tecnologia da Informação em todos os

7 sentidos. Nos processos internos das indústrias quanto as suas aplicações referentes a sua grande importância e principalmente na área da logística onde sua aplicação foi mais acentuada e com resultados bastante significativos para redução de estoques e pagamento da mercadoria na hora certa e no local correto com qualidade. Não podemos deixar de ressaltar que com a Tecnologia de Informação obtivemos grandes avanços relacionados à inserção de pessoas portadoras de deficiências, proporcionando assim a inclusão destas pessoas no mercado de trabalho. Hoje um dos maiores investimentos aplicados por organizações são investimentos relacionados com a Tecnologia de Informação, sendo estes atribuídos a um pensamento de não geração de uma despesa para empresa, mas sim sendo destacados como um diferencial referente às aplicações dos produtos e consideravelmente a eficiência e produtividade de cada organização. 5. Conclusões Portanto, se relata que existe uma grande importância em ter seu material pronto para consumo de fácil acesso, rápida e eficiente manipulação para se obter a qualidade necessária para seu produto estar de forma utilizável, considerando que todos os aspectos foram atingidos. Sendo assim cabe ao sistema de gestão, trabalhar no sentido de tornar a demanda o mais estável possível, com objetivo de reduzir a necessidade de estoques reguladores com a ajuda da Tecnologia da Informação. Reconhece-se que a um grande campo a ser explorado ainda referente ao assunto, mas, as expectativas criadas em torno do trabalho foram superadas. Suas áreas de aplicações foram de grande importância a respeito do conhecimento referente às suas necessidades de aplicações. Assim sendo, para obtenção de crescimento e planejamento estratégico das organizações é inevitável não pensar na tecnologia de informação onde é aí que buscamos os dados para começar o que está em mente, mas ainda não se encontra na prática. Colocar na prática os dados coletados na busca de campo. 6. Referências CARETA, Catarina Barbosa; BARBOSA, Danilo Hisano; MUSETTI, Marcel Andreotti. A tecnologia da informação e comunicação na logística: estudo de caso em uma cadeia de suprimentos. Disponível em:<http://www.simpep.feb.unesp.br/anais_simpep.php?e=1 >. Acesso em 24 abr FREIRE,Gilberto Martins; MAIA, Ivana Márcia Oliveira. Tecnologia da Informação e Tecnologia Assistiva na Inclusão de Pessoas Portadoras de Deficiência. Disponível em: <http://www.simpep.feb.unesp.br/anais_simpep.php?e=1>. Acesso em 24 abr LAURINDO, Fernando José Barbin; GUIMARÃES, Patrícia Loron. Procedimentos para seleção e gestão de projetos da tecnologia da informação: estudo de múltiplos casos. Disponível em: <http://www.simpep.feb.unesp.br/anais_simpep.php?e=1>. Acesso em 17 abr

8 MAÇADA, Antonio Carlos Gastaud; BANDEIRA, Renata Albergaria De Mello. Impacto da tecnologia da informação na gestão da cadeia de suprimentos do setor de gases industriais. Disponível em: <http://www.simpep.feb.unesp.br/anais_simpep.php?e=1>. Acesso em 17 abr

Tecnologia Aplicada à Logística

Tecnologia Aplicada à Logística Tecnologia Aplicada à Logística Movimentação e TI Alunos: Keriton Leandro Fernando TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NA LOGÍSTICA Definição de Informação na Logística É um elemento de grande importância nas operações

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP Sistemas de Informação Sistemas Integrados de Gestão ERP Exercício 1 Um arame é cortado em duas partes. Com uma das partes é feito um quadrado. Com a outra parte é feito um círculo. Em que ponto deve ser

Leia mais

Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos

Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos Logística e Gestão da Cadeia de Suprimentos 2 SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM LOGÍSTICA RODA Sociedade de Sobrevivência (troca de mercadorias) Poder: Monopólio de Mercadorias

Leia mais

Universidade São Judas Tadeu

Universidade São Judas Tadeu Universidade São Judas Tadeu Anna Karoline Diniz Fortaleza Camila Moura Favaro Fernando dos Anjos Reinaldo Francisco Carvalho Tiago Souza Tecnologia da Informação no Transporte São Paulo 2013 1 Tecnologia

Leia mais

WMS - Warehouse Management System

WMS - Warehouse Management System Sistema de Gestão Empresarial LUSANA SOUZA NATÁLIA BATUTA MARIA DAS GRAÇAS TATIANE ROCHA GTI V Matutino Prof.: Itair Pereira Sumário 1. INTRODUÇÃO... 2 2. WMS... 2 3. SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO... 2 4. POLÍTICA

Leia mais

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda

Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Tecnologia da Informação Aplicada à Logística Prof. Fernando Augusto Silva Marins www.feg.unesp.br/~fmarins fmarins@feg.unesp.br Este material foi adaptado de apresentação de Marco Aurelio Meda Como garantir

Leia mais

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação

Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Armazenamento e TI: sistema de controle e operação Pós-Graduação Latu-Sensu em Gestão Integrada da Logística Disciplina: TI aplicado à Logística Professor: Mauricio Pimentel Alunos: RA Guilherme Fargnolli

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Suprimentos. WMS Gerenciamento de Armazém Bloco Suprimentos WMS Gerenciamento de Armazém Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre o Módulo WMS, que se encontra no Bloco Suprimentos. Todas informações aqui disponibilizadas foram

Leia mais

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management

Sistemas de Informações. SCM Supply Chain Management Sistemas de Informações SCM Supply Chain Management Fontes Bozarth, C.; Handfield, R.B. Introduction to Operations and Supply Chain Management. Prentice Hall. 2nd. Edition Objetivos Fluxos de Informação

Leia mais

4 Warehouse Management System (WMS)

4 Warehouse Management System (WMS) 4 Warehouse Management System (WMS) O WMS (Warehouse Management System ou Sistema de Gerenciamento de Armazéns) surgiu da necessidade de se melhorar as informações e processos dentro de um armazém ou CD,

Leia mais

Palavras-chave: logística, tecnologia da informação e sistemas de informações

Palavras-chave: logística, tecnologia da informação e sistemas de informações Tecnologia da Informação aplicada na Logística Séliu de Oliveira Pós Graduação em Logística Faculdade de Tecnologia Prof. Luiz Rosa Orientação: Prof. Marco Antonio Paletta RESUMO Nas últimas décadas o

Leia mais

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes

ARMAZENAGEM E T.I. Prof.: Disciplina Integrantes ARMAZENAGEM E T.I. Pós-Graduação em Gestão Integrada da Logística Turma: GIL131M - 2013 Universidade São Judas Tadeu Prof.: Ms. Maurício Pimentel Disciplina: Tecnologia da Informação Aplicada a Logística

Leia mais

23/08/2013. Tecnologia da Informação. Transportes SEMINÁRIO: MOVIMENTAÇÃO E TI

23/08/2013. Tecnologia da Informação. Transportes SEMINÁRIO: MOVIMENTAÇÃO E TI UNIVERSIDADE SÃO JUDAS TADEU CURSO DE PÓS GRADUAÇÃO EM GESTÃO INTEGRADA DA LOGISTICA SEMINÁRIO: MOVIMENTAÇÃO E TI ANNA KAROLINE DINIZ CAMILA MOURA FAVARO FERNANDO DOS ANJOS REINALDO FRANCISCO TIAGO SOUZA

Leia mais

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda

Supply Chain Management. SCM e Ti aplicada à Logística Marco Aurelio Meda Supply Chain Management e TI aplicada à Logística 24 de Junho de 2004 SCM e Ti aplicada à Logística Cenário de Competição... Operações Globalizadas Operações Integradas Introdução LOGÍSTICA Tecnologia

Leia mais

Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02. Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola

Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02. Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola Politicas de Armazenagem Formador: João Matias TL02 Trabalho Realizado Por: Helena Pereira - Dora Costa - Armando Gonçalves Paulo Caiola Introdução A informação sempre foi importante, essencial mesmo,

Leia mais

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos

Lean e a Gestão Integrada da Cadeia de Suprimentos JOGO DA CERVEJA Experimento e 2: Abordagem gerencial hierárquica e centralizada Planejamento Integrado de todos os Estágios de Produção e Distribuição Motivação para um novo Experimento Atender à demanda

Leia mais

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Tecnologia aplicada à Logística Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Logística Qual a primeira imagem que vem a sua mente quando ouve a palavra LOGÍSTICA? Logística De cada 10 pessoas, pelo menos

Leia mais

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010

Objetivo da Aula. Enterprise Resource Planning - ERP. Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 23/4/2010 Enterprise Resource Planning - ERP Objetivo da Aula Descrever os sistemas ERP, seus módulos e possíveis aplicações e tendências 2 1 Sumário Informação & TI Sistemas Legados ERP Classificação Módulos Medidas

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect)

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras. Conceitos avançados da Logística com foco na TI 20/08/2011. O Efeito Chicote - (Bullwhip effect) Núcleo de Pós Graduação Pitágoras MBA Logística empresarial e Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos Conceitos avançados da Logística com foco na TI Disciplina: Tecnologia da Informação (TI) Aplicada à

Leia mais

CUSTOS LOGÍSTICOS CUSTO PREÇO. Custo: Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço

CUSTOS LOGÍSTICOS CUSTO PREÇO. Custo: Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço OBSERVAÇÃO IMPORTANTE CUSTOS LOGÍSTICOS Prof., Ph.D. CUSTO PREÇO : Quanto a organização irá gastar para produzir o produto/serviço Preço: Decisão de negócio - Quanto a empresa cobrará pelo serviço SÍNTESE

Leia mais

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO

SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO PROJETO DE REDES www.projetoderedes.com.br SISTEMAS DE AUTOMAÇÃO Rosenclever Lopes Gazoni Data MACROPROCESSO [1] AUTOMAÇÃO DE ESCRITÓRIO/COMERCIAL: Correio eletrônico; vídeo texto; vídeo conferência; teleconferência;

Leia mais

3. Warehouse Management System (WMS)

3. Warehouse Management System (WMS) 3. Warehouse Management System (WMS) A necessidade de aprimorar as operações logísticas fez com que a empresa selecionada para o estudo de caso adotasse em seu Centro de Distribuição um sistema gerenciador

Leia mais

Sistemas de Informações

Sistemas de Informações Sistemas de Informações Prof. Marco Pozam- mpozam@gmail.com A U L A 0 4 Ementa da disciplina Sistemas de Informações Gerenciais: Conceitos e Operacionalização. Suporte ao processo decisório. ERP Sistemas

Leia mais

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns

WMS. Agenda. Warehouse Management Systems (WMS) Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns WMS Warehouse Management Systems Sistema de Gerenciamento de Armazéns Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Informática Aplicada a Logística Profº Breno Amorimsexta-feira, 11 de setembro de 2009 Agenda

Leia mais

Logistica e Distribuição

Logistica e Distribuição Mas quais são as atividades da Logística? Ballou, 1993 Logística e Distribuição Armazenagem e Movimentação Primárias Apoio 1 2 A armazenagem corresponde a atividades de estocagem ordenada e a distribuição

Leia mais

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA:

Prof. Jean Cavaleiro. Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: Prof. Jean Cavaleiro Unidade I LOGÍSTICA INTEGRADA: PRODUÇÃO E COMÉRCIO Introdução Entender a integração logística. A relação produção e demanda. Distribuição e demanda. Desenvolver visão sistêmica para

Leia mais

Tecnologia da Informação

Tecnologia da Informação Tecnologia da Informação O aumento da competitividade global, trouxe consigo a grande desenvolvimento da Tecnologia da informação. Os processos enxutos e sem erros, os grandes estoques, as decisões que

Leia mais

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM

DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM DISTRIBUIÇÃO E ARMAZENAGEM WMS WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM/DEP M/DEPÓSITO WMS Software de gerenciamento de depósito que auxilia as empresas na busca de melhorias nos

Leia mais

SISTEMA ERP E SEUS BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS

SISTEMA ERP E SEUS BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS 1 SISTEMA ERP E SEUS BENEFÍCIOS PARA AS EMPRESAS JEFERSON ROHR, 1 MARIA FERNANDA SANTOS, 1 NATHÃ DA CUNHA PEREIRA, 1 PEDRO JOSÉ FAVARETTO 1 SONIA REGINA SACAGNI, 1 THÁTILY SERMUKNIS GALHAKAS, 1 PROFº.

Leia mais

Case Baterias Moura. Liderança em Baterias. Previsão da demanda. Programação de produção. Insumos. MRP - Moura. Produtos em Processo.

Case Baterias Moura. Liderança em Baterias. Previsão da demanda. Programação de produção. Insumos. MRP - Moura. Produtos em Processo. Case Baterias Moura Liderança em Baterias Centro de Distribuição Planta de Reciclagem Planta de Baterias Porto Rico - USA Buenos Aires - Argentina Previsão da demanda Programação de produção VENDA DOS

Leia mais

APLICATIVOS CORPORATIVOS

APLICATIVOS CORPORATIVOS Sistema de Informação e Tecnologia FEQ 0411 Prof Luciel Henrique de Oliveira luciel@uol.com.br Capítulo 3 APLICATIVOS CORPORATIVOS PRADO, Edmir P.V.; SOUZA, Cesar A. de. (org). Fundamentos de Sistemas

Leia mais

Controle e visibilidade: Internet das Coisas Roberto Matsubayashi*

Controle e visibilidade: Internet das Coisas Roberto Matsubayashi* Controle e visibilidade: Internet das Coisas Roberto Matsubayashi* Existem diversas atividades fundamentais desempenhadas pelas empresas no cumprimento de sua missão, sempre com o objetivo de agregar de

Leia mais

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações II

Curso de Graduação em Administração. Administração da Produção e Operações II Curso de Graduação em Administração Administração da Produção e Operações II 19º Encontro - 09/10/2011 18:50 às 20:30h COMO SERÁ NOSSO ENCONTRO HOJE? - ABERTURA - TECNOLOGIA DE PROCESSAMENTO DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Artigo publicado. na edição 09. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. março/abril de 2009

Artigo publicado. na edição 09. www.revistamundologistica.com.br. Assine a revista através do nosso site. março/abril de 2009 Artigo publicado na edição 09 Assine a revista através do nosso site março/abril de 2009 a : : Artigos A Importância da TI nos Processos Logísticos Tecnologia da Informação: a base sólida dos processos

Leia mais

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial

Sistemas de Informação Empresarial. Gerencial Sistemas de Informação Empresarial SIG Sistemas de Informação Gerencial Visão Integrada do Papel dos SI s na Empresa [ Problema Organizacional ] [ Nível Organizacional ] Estratégico SAD Gerência sênior

Leia mais

4 Sistema de Informações

4 Sistema de Informações 4 Sistema de Informações 4.1 O conceito de informação O desenvolvimento das operações logísticas de uma determinada empresa ou organização está visceralmente ligado ao fluxo e intercâmbio de informações

Leia mais

Universidade São Judas Tadeu Pós Graduação Latu Senso Gestão Integrada da Logística

Universidade São Judas Tadeu Pós Graduação Latu Senso Gestão Integrada da Logística Universidade São Judas Tadeu Pós Graduação Latu Senso Gestão Integrada da Logística Adriana dos Santos Gomes Estela Paulino da Silva Luiz Cássio Jorquera Wesley Felipe de Oliveira ARMAZENAGEM E TI São

Leia mais

PLANO DE ENSINO 2009

PLANO DE ENSINO 2009 PLANO DE ENSINO 2009 Fundamental I ( ) Fundamental II ( ) Médio ( ) Médio Profissionalizante ( ) Profissionalizante ( ) Graduação (X) Pós-graduação ( ) I. Dados Identificadores Curso Superior de Tecnologia

Leia mais

SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉNS WMS (WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEMS): ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO SETOR ALIMENTÍCIO

SISTEMAS DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉNS WMS (WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEMS): ESTUDO DE CASO EM UMA EMPRESA DO SETOR ALIMENTÍCIO XXX ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Maturidade e desafios da Engenharia de Produção: competitividade das empresas, condições de trabalho, meio ambiente. São Carlos, SP, Brasil, 12 a15 de outubro

Leia mais

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com TMS e Roteirizadores Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Definição TMS (Transportation Management System) é um produto para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição. Este

Leia mais

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração

DCC133 Introdução à Sistemas de Informação. E-business global e colaboração Curso de Bacharelado em Sistemas de Informação DCC133 Introdução à Sistemas de Informação TÓPICO 2 E-business global e colaboração Prof. Tarcísio de Souza Lima OBJETIVOS DE ESTUDO Identificar e descrever

Leia mais

Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza

Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza Unidade III LOGÍSTICA INTEGRADA Profa. Marinalva R. Barboza Distribuição física e armazenagem Objetivo: Atender o cliente, dispondo do produto no lugar certo, no tempo certo e na quantidade desejada. Esta

Leia mais

SIMULADO FPL ENADE 2015. Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

SIMULADO FPL ENADE 2015. Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. SIMULADO FPL ENADE 2015 Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes Outubro/2015 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1. Verifique se, além deste caderno, você recebeu o Caderno de Respostas, destinado

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva Unidade IV GERENCIAMENTO DE TRANSPORTE Prof. Altair da Silva Transporte em area urbana Perceba o volume de caminhões que circulam nas áreas urbanas em nosso país. Quais são os resultados para as empresas

Leia mais

ASPECTOS FUNDAMENTAIS DO PROBLEMA DE LOCALIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES EM REDES LOGÍSTICAS

ASPECTOS FUNDAMENTAIS DO PROBLEMA DE LOCALIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES EM REDES LOGÍSTICAS ASPECTOS FUNDAMENTAIS DO PROBLEMA DE LOCALIZAÇÃO DE INSTALAÇÕES EM REDES LOGÍSTICAS Data: 10/03/2001 Peter Wanke INTRODUÇÃO Localizar instalações ao longo de uma cadeia de suprimentos consiste numa importante

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA 1 SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM LOGÍSTICA Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem possui CONHECIMENTO Possui CONHECIMENTO quem tem INFORMAÇÃO (Sem INFORMAÇÃO

Leia mais

A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem

A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem A Tecnologia de Informação na Gestão de Armazenagem Nádia Veríssimo (EESC-USP) nadiaverissimo@hotmail.com Prof. Dr. Marcel Andreotti Musetti (EESC-USP) musetti@prod.eesc.sc.usp.br Resumo Este trabalho

Leia mais

LOGÍSTICA GLOBAL. Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP.

LOGÍSTICA GLOBAL. Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP. LOGÍSTICA GLOBAL Sistemas de Logística EDI, MRP e ERP. EDI Intercâmbio Eletrônico de Dados Introdução O atual cenário econômico é marcado por: a) intensa competitividade, b) pela necessidade de rápida

Leia mais

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins

Armazenagem & Automação de Instalações. Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins Armazenagem & Automação de Instalações Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário - Armazenagem Estratégica - Automação na Armazenagem 2 Armazenagem -

Leia mais

Vantagem Competitiva em Logística Empresarial Baseada em Tecnologia de Informação

Vantagem Competitiva em Logística Empresarial Baseada em Tecnologia de Informação V I S E M E A D E N S A I O P o l í t i c a G e s t ã o T e c n o l ó g i c a Vantagem Competitiva em Logística Empresarial Baseada em Tecnologia de Informação Aluisio Monteiro,M.Sc. Professor do Departamento

Leia mais

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo

Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo Bases Tecnológicas do curso de Logística 1991 3º Módulo III.1 GESTÃO DE TRANSPORTES 1.1. O desenvolvimento econômico e o transporte. 1.2. A geografia brasileira, a infraestrutura dos estados, municípios

Leia mais

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Professor: Dr. Edwin B. Mitacc Meza edwin@engenharia-puro.com.br www.engenharia-puro.com.br/edwin Gerenciamento Logístico Gerenciamento Logístico A missão do gerenciamento logístico é planejar

Leia mais

estratégias operações

estratégias operações MERCADO FERRAMENTA NECESSIDADE O que é LOGÍSTICA? estratégias Fator de Diferenciação Competitiva Fator de Tomada de Decisão operações Busca pela Excelência na Gestão O que buscamos? EXCELÊNCIA LOGÍSTICA

Leia mais

Fasci-Tech. Informática em Logística: Sistema WMS para Gestão de Armazéns

Fasci-Tech. Informática em Logística: Sistema WMS para Gestão de Armazéns Resumo: Informática em Logística: Sistema WMS para Gestão de Armazéns Samáris Ramiro Pereira 1 Leandro Zeidan Toquetti 2 Delcinio Ricci 3 Jaci Marcondes Duarte 4 Organizações investem cada vez mais em

Leia mais

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística

1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Habilitação, qualificações e especializações: 1 Habilitação: Educação Profissional Técnica de Nível Médio em Administração de Logística Carga-Horária: 960 horas 1.2 Objetivo Geral do Curso O curso de Educação

Leia mais

2. Logística. 2.1 Definição de Logística

2. Logística. 2.1 Definição de Logística 2. Logística 2.1 Definição de Logística Por muito tempo a Logística foi tratada de forma desagregada. Cada uma das funções logísticas era tratada independentemente e como áreas de apoio ao negócio. Segundo

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial Logística Empresarial Administração de Empresas 6º Período Resumo Introdução ao Conceito de Logística Logística Empresarial (ótica acadêmica e empresarial) Globalização e Comércio Internacional Infra-Estrutura

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

MBA em Gestão Logística

MBA em Gestão Logística Pág. 1/5 MBA em Gestão Logística Carga Horária: 360 horas/ aulas presenciais + monografia orientada. Aulas: sábados das 8h30 às 18h, com intervalo para almoço. Valor: 16 parcelas de R$ 380,00* * Valor

Leia mais

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS

SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CONCEITOS 1. Sabe-se que o conceito de Sistema de Informação envolve uma série de sistemas informatizados com diferentes características e aplicações, os quais, porém, têm em comum

Leia mais

Sistemas de Informações com Enfoque nas Atividades Logísticas

Sistemas de Informações com Enfoque nas Atividades Logísticas Sistemas de Informações com Enfoque nas Atividades Logísticas Valquiria Lilian Santos 1 (EPA/FECILCAM) - valquiria_lili@hotmail.com Jéssica Lopes Rocha 1 (EPA/FECILCAM) jer_lr@hotmail.com Sabrina Chavarem

Leia mais

LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II. Prof. Alessandro Camargo

LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II. Prof. Alessandro Camargo LOGÍSTICA DE OPERAÇÕES INTERNACIONAIS II Prof. Alessandro Camargo Logística Internacional As principais características das operações logísticas são: - Complexidade: que podem ser desde o produto até a

Leia mais

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo

LOGÍSTICA & BRASIL Artigo O artigo aborda relações entre logística, formação profissional e infra-estrutura do país. São debatidas questões sobre a evolução da logística no Brasil, a preparação educacional do profissional de logística

Leia mais

Logística Integrada. Esse termo refere-se ao papel da Logística como elemento de ligação entre todos os processos, desde o Fornecedor até o Cliente.

Logística Integrada. Esse termo refere-se ao papel da Logística como elemento de ligação entre todos os processos, desde o Fornecedor até o Cliente. Logística Integrada Esse termo refere-se ao papel da Logística como elemento de ligação entre todos os processos, desde o Fornecedor até o Cliente. Ballou (1993) Fonte: BALLOU, R. H. Logística Empresarial.

Leia mais

onda Logistics powered by Quantum

onda Logistics powered by Quantum onda Logistics powered by Quantum Sonda IT Fundada no Chile em 1974, a Sonda é a maior companhia latino-americana de soluções e serviços de TI. Presente em 10 países, tais como Argentina, Brasil, Chile,

Leia mais

APRESENTAÇÃO. www.maissolucoeslogisticas.com.br

APRESENTAÇÃO. www.maissolucoeslogisticas.com.br APRESENTAÇÃO www.maissolucoeslogisticas.com.br Acreditamos que as pequenas e médias empresas de transporte, armazenagem, operadores logísticos e empresas de e-commerce podem ter processos eficientes, uma

Leia mais

Sistemas de Informações

Sistemas de Informações Sistemas de Informações UMC / EPN Prof. Marco Pozam mpozam@gmail.com A U L A 0 4 Maio / 2013 1 Ementa da Disciplina Sistemas de Informações Gerenciais: Conceitos e Operacionalização. Suporte ao processo

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PARA A COMPETITIVIDADE LOGÍSTICA 1

A IMPORTÂNCIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PARA A COMPETITIVIDADE LOGÍSTICA 1 A IMPORTÂNCIA DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO PARA A COMPETITIVIDADE LOGÍSTICA 1 INTRODUÇÃO O avanço da tecnologia de informação (TI) nos últimos anos vem permitindo às empresas executarem operações que antes

Leia mais

O PAPEL DO CONTROLE DE ESTOQUE NA CENTRALIZAÇÃO DE COMPRAS

O PAPEL DO CONTROLE DE ESTOQUE NA CENTRALIZAÇÃO DE COMPRAS O PAPEL DO CONTROLE DE ESTOQUE NA CENTRALIZAÇÃO DE COMPRAS Mauricio João Atamanczuk (UTFPR) atamanczuk@hotmail.com João Luiz Kovaleski (UTFPR) kovaleski@pg.cefetpr.br Antonio Carlos de Francisco (UTFPR)

Leia mais

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir

Transportes Diamante. Resumo. Uma nova forma de pensar e agir Transportes Diamante Uma nova forma de pensar e agir por Wagner Rodrigo Weber e Jacir Adolfo Erthal Wagner Rodrigo Weber Mestre em Organizações e Desenvolvimento pela UNIFAE - Centro Universitário; Administrador,

Leia mais

ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 - AO2 GERÊNCIA SETORIAL DE COMÉRCIO E SERVIÇOS

ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 - AO2 GERÊNCIA SETORIAL DE COMÉRCIO E SERVIÇOS ÁREA DE OPERAÇÕES INDUSTRIAIS 2 - AO2 GERÊNCIA SETORIAL DE COMÉRCIO E SERVIÇOS Data: Junho/2000 N o 18 B2C: A IMPORTÂNCIA DA LOGÍSTICA 1. INTRODUÇÃO O Business-to-Consumer (B2C) refere-se à realização

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial Logística Empresarial Aula 19 Os direitos desta obra foram cedidos à Universidade Nove de Julho Este material é parte integrante da disciplina oferecida pela UNINOVE. O acesso às atividades, conteúdos

Leia mais

Logística Integrada. Prof. Fernando Augusto Silva Marins. fmarins@feg.unesp.br. www.feg.unesp.br/~fmarins

Logística Integrada. Prof. Fernando Augusto Silva Marins. fmarins@feg.unesp.br. www.feg.unesp.br/~fmarins Logística Integrada Prof. Fernando Augusto Silva Marins fmarins@feg.unesp.br www.feg.unesp.br/~fmarins 1 Sumário Cenário Fatores para o Desenvolvimento da Logística Bases da Logística Integrada Conceitos

Leia mais

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio 1 SUMÁRIO 1 2 3 4 2 Introdução A história do ERP O que um ERP fará pelo seu negócio? 1.1 - Otimização dos processos 1.2 - Gerenciamento completo 1.3 - Informações relevantes 1.4 - Controle Tributário ERP

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais

Sistemas de Informações Gerenciais Sistemas de Informações Gerenciais Aula 4 Sistema de Informação SI baseado em computadores Organização, administração e estratégia Professora: Cintia Caetano INTRODUÇÃO Sistemas de Informação são parte

Leia mais

ENCONTRO 1 Logística e Transporte

ENCONTRO 1 Logística e Transporte ENCONTRO 1 Logística e Transporte ENCONTRO 1 Logística e Transporte TÓPICO 1: Contextualizando o encontro Olá! Você está iniciando o primeiro encontro do curso Logística Internacional. Neste encontro,

Leia mais

http://www.publicare.com.br/site/5,1,26,5480.asp

http://www.publicare.com.br/site/5,1,26,5480.asp Página 1 de 7 Terça-feira, 26 de Agosto de 2008 ok Home Direto da redação Última edição Edições anteriores Vitrine Cross-Docking Assine a Tecnologística Anuncie Cadastre-se Agenda Cursos de logística Dicionário

Leia mais

Organização da Aula. Tópicos em Logística. Aula 4. 1. Logística de Resposta. Contextualização. Ações por Parte da Empresa. Instrumentalização

Organização da Aula. Tópicos em Logística. Aula 4. 1. Logística de Resposta. Contextualização. Ações por Parte da Empresa. Instrumentalização Tópicos em Logística Organização da Aula Aula 4 1. Logística de Resposta Rápida 2. Envolvimento da mão de obra Profa. Rosinda Angela da Silva 3. Tecnologia envolvida 1. Logística de Resposta Rápida Contextualização

Leia mais

O Sistema Way foi além, idealizou uma forma não só de garantir a qualidade do produto final, como deotimizar a logística de transporte e entrega.

O Sistema Way foi além, idealizou uma forma não só de garantir a qualidade do produto final, como deotimizar a logística de transporte e entrega. A Way Data Solution se especializou em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para criar um sistema inovador de logística e monitoramento de temperatura/ umidade, através do qual empresas poderão

Leia mais

Distribuição Física. A distribuição física de produtos é realizada com a participação de alguns componentes, físicos ou informacionais, a saber:

Distribuição Física. A distribuição física de produtos é realizada com a participação de alguns componentes, físicos ou informacionais, a saber: Distribuição Física Objetivo da aula: Apresentar e discutir o conceito e os componentes do sistema de distribuição física, dentro do processo logístico. O objetivo geral da distribuição física, como meta

Leia mais

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser:

Dados x Informações. Os Sistemas de Informação podem ser: CONCEITOS INICIAIS O tratamento da informação precisa ser visto como um recurso da empresa. Deve ser planejado, administrado e controlado de forma eficaz, desenvolvendo aplicações com base nos processos,

Leia mais

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM. O WMS Ampliado

SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉM. O WMS Ampliado O WMS Ampliado O propósito deste artigo é analisar soluções em Tecnologia da Informação que têm propósito de ampliar o alcance e potencializar os resultados de Sistemas de Gerenciamento de Armazém. Iuri

Leia mais

Automação da armazenagem: o caso da Multi Distribuidora

Automação da armazenagem: o caso da Multi Distribuidora Automação da armazenagem: o caso da Multi Distribuidora Igor Heyner Bezerra da Silva Melo (FAFICA) igorheyner@bol.com.br Marcus Vinicius de Souza Silva Oliveira (FAFICA; UFPE) mvsoli@uol.com.br Resumo

Leia mais

Unidade II LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza

Unidade II LOGÍSTICA INTEGRADA. Profa. Marinalva R. Barboza Unidade II LOGÍSTICA INTEGRADA Profa. Marinalva R. Barboza A logística integrada A expressão logística integrada surgiu nos EUA em um trabalho de três autores (Lambert, Stock e Ellram) Se destacou pela

Leia mais

Tecnologias e Sistemas de Informação

Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 02 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

IBM WebSphere Product Center

IBM WebSphere Product Center Soluções de gerenciamento de informação de produto para dar suporte aos seus objetivos de negócios IBM WebSphere Product Center Oferece uma solução abrangente de gerenciamento de informação de produto

Leia mais

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br

Docente do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Comercial UNOESTE. E mail: joselia@unoeste.br Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente, 22 a 25 de outubro, 2012 141 A LOGÍSTICA COMO DIFERENCIAL COMPETITIVO Douglas Fernandes 1, Josélia Galiciano Pedro 1 Docente do Curso Superior

Leia mais

Sistemas de Apoio. Prof.: Luiz Mandelli Neto. Sistemas de Apoio. ERP (Enterprise Resource Planning) PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS

Sistemas de Apoio. Prof.: Luiz Mandelli Neto. Sistemas de Apoio. ERP (Enterprise Resource Planning) PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS Sistemas de Apoio Prof.: Luiz Mandelli Neto Sistemas de Apoio ERP (Enterprise Resource Planning) PLANEJAMENTO DE RECURSOS EMPRESARIAIS Mapa de TI da cadeia de suprimentos Estratégia Planejamento Operação

Leia mais

Evolução da Disciplina. Logística Empresarial. Aula 1. O Papel dos Sistemas Logísticos. Contextualização. O Mundo Atual

Evolução da Disciplina. Logística Empresarial. Aula 1. O Papel dos Sistemas Logísticos. Contextualização. O Mundo Atual Logística Empresarial Evolução da Disciplina Aula 1 Aula 1 O papel da Logística empresarial Aula 2 A flexibilidade e a Resposta Rápida (RR) Operadores logísticos: conceitos e funções Aula 3 Prof. Me. John

Leia mais

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br

Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional. Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Governança de TI Funções Gerenciais e Estrutura Organizacional Raimir Holanda raimir@tce.ce.gov.br Agenda Componentes de uma empresa Objetivos Organizacionais X Processos de negócios Gerenciamento integrado

Leia mais

3. WMS - WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM

3. WMS - WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM 3. WMS - WAREHOUSE MANAGEMENT SYSTEM (SISTEMA DE GERENCIAMENTO DE ARMAZÉNS): UMA PROPOSTA DE ADAPTAÇÃO PARA O GERENCIAMENTO DA LOGÍSTICA REVERSA EM ARMAZÉNS Patrícia Guarnieri Kazuo Hatakeyama Daniele

Leia mais

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística

Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Programa do Curso de Pós-Graduação Lato Sensu MBA em Gestão da Produção Integrada e Logística Apresentação O programa de Pós-graduação Lato Sensu em Gestão da Produção e Logística tem por objetivo fornecer

Leia mais

Logística Empresarial

Logística Empresarial Objetivos da aula: - Explorar as principais motivações para a redução dos níveis de estoque e as armadilhas presentes na visão tradicional, quando é focada apenas uma empresa em vez de toda a cadeia de

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA

SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA 1 SISTEMA DE INFORMAÇÕES EM LOGÍSTICA SISTEMAS DE INFORMAÇÃO EM LOGÍSTICA Tem PODER quem toma DECISÃO Toma DECISÃO correta quem possui CONHECIMENTO Possui CONHECIMENTO quem tem INFORMAÇÃO (Sem INFORMAÇÃO

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO @ribeirord FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br Sistemas de Informação Sistemas de Apoio às Operações Sistemas

Leia mais

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio

Transformando seu investimento ERP em resultados para seu negócio 1 SUMÁRIO 1 2 3 4 Introdução A história do ERP O que um ERP fará pelo seu negócio? 1.1 - Otimização dos processos 1.2 - Gerenciamento completo 1.3 - Informações relevantes 1.4 - Controle Tributário ERP

Leia mais

UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE GESTÃO ESTRATÉGICA DE COMPRAS

UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE GESTÃO ESTRATÉGICA DE COMPRAS UNIVERSIDADE CÂNDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU INSTITUTO A VEZ DO MESTRE GESTÃO ESTRATÉGICA DE COMPRAS Por: Amanda Ribeiro Varela Orientador Prof. Sergio Majerowicz Rio de Janeiro 2010 UNIVERSIDADE

Leia mais

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA

ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA ESTUDO DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE IMPLANTAÇÃO DO SOFTWARE MRP I EM UMA MICRO-EMPRESA MOVELEIRA LOCALIZADA NO VALE DO PARAIBA Tiago Augusto Cesarin 1, Vilma da Silva Santos 2, Edson Aparecida de Araújo

Leia mais

ENTENDENDO A LOGÍSTICA E SEU ESTÁGIO ATUAL

ENTENDENDO A LOGÍSTICA E SEU ESTÁGIO ATUAL ENTENDENDO A LOGÍSTICA E SEU ESTÁGIO ATUAL Fernando Luiz E. Viana Mestre em Engenharia de Produção Professor Adjunto do Instituto de Ensino Superior do Ceará IESC e-mail: flviana@terra.com.br Resumo: Esse

Leia mais

02/11/2015. Módulo VII Operadores Logísticos. Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. OPERADORES LOGISTICOS Terceirização de Serviços Logísticos

02/11/2015. Módulo VII Operadores Logísticos. Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. OPERADORES LOGISTICOS Terceirização de Serviços Logísticos Módulo VII Operadores Logísticos Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. OPERADORES LOGISTICOS Terceirização de Serviços Logísticos Conceito de Operador Logístico (OL) Um OL é uma empresa prestadora de serviços,

Leia mais