SÍNTESE DA REUNIÃO INFORMAL DO PÓLO DO DESCOBRIMENTO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "SÍNTESE DA REUNIÃO INFORMAL DO PÓLO DO DESCOBRIMENTO"

Transcrição

1 SÍNTESE DA REUNIÃO INFORMAL DO PÓLO DO DESCOBRIMENTO Local: Porto Seguro/BA Data: 17 de Novembro de 2004 Início: Término: Lista das Instituições Conselheiras e Convidados Presentes: Poder Público Federal e Comunidade Científica Federal 1. BNB - Banco do Nordeste do Brasil S/A 2. IPHAN - Instituto Patrimônio Histórico e Artístico Nacional 3. IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis 4. CEFET Centro Federal de Educação Tecnológica da Bahia Poder Público Estadual e Comunidade Científica Estadual 1. SCT - Secretaria da Cultura e Turismo 8. UNEB Universidade Estadual da Bahia Poder Público Municipal 1. Prefeitura de Belmonte 2. Prefeitura de Santa Cruz Cabrália Terceiro Setor 5. Conselho Comunitário de Porto Seguro 6. Projeto Amiga Tartaruga 6. Movimento de Defesa de Porto Seguro Suplente 7. ASCAE Associação Cultural Cabrália Arte e Ecologia Suplente 8. Associação dos Amigos Moradores e Proprietários do Mundaí Suplente 9. Sociedade Pró Turismo de Arraial D Ajuda Setor Privado 1. Conselho Regional de Turismo da Costa do Descobrimento 2. Convention Bureau 4. Associação Comercial e Industrial de Belmonte 9. SENAC Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial Comunidade Científica do Setor Privado FACDESCO Associação Educacional Pero Vaz Caminha 1

2 Lista das Instituições Conselheiras e Convidados Ausentes: Poder Público Estadual e Comunidade Científica Estadual 2. SEINFRA Secretaria da Infra-Estrutura (DERBA) 3. SEDUR Secretaria de Desenvolvimento Urbano (CONDER/EMBASA) 4. SEMARH Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (CRA/SDFUC) 5. SSP Secretaria de Segurança Pública 6. SETRAS Secretaria do Trabalho e Ação Social 7. MP Ministério Público Poder Público Municipal 3. Prefeitura de Porto Seguro 4. Prefeitura de Alcobaça 5. Prefeitura de Caravelas 6. Prefeitura de Mucuri 7. Prefeitura de Nova Viçosa 8. Prefeitura de Prado Terceiro Setor 1. Instituto Baleia Jubarte 1. Instituto Conservation Internacional do Brasil Suplente 2. Movimento Cultural Arte Manha 2. Associação de Moradores de São Sebastião Suplente 3. Associação Pradense de Proteção Ambiental 3. Centro de Desenvolvimento Agoecológico do Extremo Sul Terra Viva Suplente 4. Associação Rural Projeto Verde 4. Organização para o Desenvolvimento de Mucuri Suplente 5. Associação dos Moradores e Proprietários do Paraíso dos Pataxós Suplente 7. Associação dos Moradores do Bairro Aldeia Santa Maria 8. Associação Flora Brasil 9. Fundação João de Souza Góes Suplente Setor Privado 1. Associação dos Pequenos Produtores e Cafeicultores da Comunidade Boa Esperança - Suplente 2. Associação Comercial de Porto Seguro Suplente 3. Sinthotesb 3. Associação dos Taxistas Suplente 4. ABIH Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Suplente 5. Associação Pradense de Restaurantes, Hotéis e Pousadas 5. Câmara dos Dirigentes Lojistas de Alcobaça Suplente 6. Associação dos Hotéis, Pousadas, Campings, Condomínios, Restaurantes, Bares e Similares de Nova Viçosa 6. Câmara dos Dirigentes Lojistas de Mucuri Suplente 7. Associação dos Pescadores de Mucuri 7. Associação Comercial de Nova Viçosa Suplente 8. Câmara dos Dirigentes Lojistas de Prado 8. Associação Embarcações de Caravelas Suplente 9. SEBRAE Porto Seguro Suplente SENAI - suplente 2

3 Comunidade Científica do Setor Privado 1. Associação Escola Brasil Profissional - Suplente 2. Faculdade Sul da Bahia 2. SEBRAE - Teixeira de Freitas Convidados Oficiais BAHIATURSA Empresa de Turismo da Bahia SCT Secretaria da Cultura e Turismo / SUDECULT - Superintendente de Desenvolvimento da Cultura PRONUNCIAMENTOS: Soraya Sena de Oliveira (BNB) Iniciou a reunião fazendo a chamada e posteriormente realizando a contagem para verificação de quorum, em primeira convocação, onde se verificou que não havia quorum suficiente para oficialização da reunião; em segunda convocação, constatou-se, também, a falta de quorum. Reinaldo Dantas (SCT) Em função da falta de quorum para instalação da reunião ordinária sugeriu que fosse feita uma reunião informal para aproveitar a presença dos conselheiros. Ficou decidido, formalmente de comum acordo, que a reunião prosseguiria informalmente, sabendo todos os conselheiros presentes que a reunião não teria validade legal e os mesmos não poderiam votar. Soraya Sena de Oliveira (BNB) Aproveitou e leu o Ofício n o 2004/ , de , emitido pela Superintendência de Microfinanças e Projetos Especiais do BNB, endereçada ao Excelentíssimo Prefeito do Município do Prado/BA, Senhor Wilson Alves de Brito Filho, em resposta ao Manifesto da Costa das Baleias, destacando, entre outros pontos, que a Costa das Baleias poderá ser atendida pelo PRODETUR/NE II, desde que seja respeitada a premissa básica de complementaridade do PRODETUR/NE I. Antônio Fernando (SCT/SUINVEST) Falou sobre o prazo de 45 dias dado pelo BNB para a análise dos PDITS da Costa das Baleias que estava ultrapassado; a análise e a divisão entre o BNB e o Ministério do Turismo na análise do mesmo, recebimento do manifesto da Costa das Baleias, considerando insuficiente a resposta do BNB. Fez considerações a respeito das zonas turísticas na Bahia, especificamente Costa do Descobrimento e das Baleias.?????????????? Reclamou e pediu soluções para que situações desagradáveis como essas falta de quorum sejam evitadas, perguntando o que os conselheiros poderiam fazer para que as reuniões funcionem de fato e Daniel Representante da Prefeitura de Belmonte reclamou da ausência dos conselheiros da Costa das Baleias, salientando que não será possível ficarem na dependência deles para votação do PDITS da Costa do Descobrimento. 3

4 Suely Abade (Movimento de Defesa de Porto Seguro) Lembrou que os representantes da Costa das Baleias de fato não virão mais às reuniões enquanto não for decidido a respeito do PDITS pendente, salientando o agravamento da situação e descontentamento por conta do problema da condução que o pessoal da Costa do Descobrimento tem e os da Costa das Baleias não tiveram. A discussão prosseguiu com considerações a respeito da situação desagradável que atravessa a Costa das Baleias e que no momento não aprovarão nenhum termo de referência, sobre a visão integrada da indústria do turismo, onde há necessidade de regionalização e sobre a constante ausência do poder público. José Gomes do Couto Filho (BNB) Informou que não foi por falta de convite ou mensagens nem por falta de ônibus que os conselheiros não vieram, pois diversas mensagens foram enviadas e um ônibus foi disponibilizado. Frisou a necessidade futura de se ratear os custos com os deslocamentos, almoços, hospedagem, etc, dos conselheiros, com outras esferas do poder público. Antônio Fernando (SCT/SUINVEST) Disse que era bastante desagradável essa segregação entre as duas costas e que o BNB e o Ministério do Turismo tem emperrado sucessivamente a liberação dos recursos e que o Governo Estadual não agüenta mais essa situação. Antônio Ormundo Projeto Amiga Tartaruga Afirmou que estavam num impasse e questionou porque as duas costas foram anexadas. Salientou que houve falha estrutural e estratégica, uma vez que o PDITS da Costa das Baleias ainda nem foi avaliado, frisou que houve má-fé por parte de quem fez a união entre as costas. Reinaldo Dantas (SCT) Pediu que o senhor Antônio Ormundo retirasse a palavra má-fé. Explicou como funcionou o processo de escolha dos pólos e zonas e o funcionamento do PRODETUR/NE II. Mônica Torres Bezerra (BNB) Visando esclarecer alguns pontos discutidos, discorreu sobre a liberação dos recursos, frisando que estes são internacionais e que há necessidade de análise de viabilidade por parte do STN. Afirmou que a análise do PDITS da Costa das Baleias está pronta por parte do BNB e que há agora necessidade de deferimento dos técnicos do Ministério do Turismo, o que não foi feito ainda. Sugeriu que o espaço fosse aproveitado para se acabar com todas as dúvidas e que na próxima reunião formal se partisse logo para aprovação ou não. Tosato IBAMA discorreu sobre algumas orientações que recebem do ministério do meio-ambiente. Abordou a questão do controle social, algo novo para a sociedade brasileira, dizendo ser necessário a tradução das questões complexas para as representações participarem em igualdade de condições. 4

5 Informalmente encaminhou uma proposta para estrutura mínima de meio ambiente nos municípios beneficiados pelo PRODETUR. Foi proposto que se fizesse uma nova chamada formal para verificação de quorum, porém??????????? lembrou que há um regimento interno a ser seguido e que se isso fosse feito, o conselho estaria sujeito a alguma ação judicial.?????????? perguntou como o conselho tratará a questão das ausências e da inviabilidade das duas costas juntas e sugeriu que na pauta das próximas reuniões fosse seguido o artigo 6º, inciso 2º do regimento. Frisou a necessidade de revisão dos conselheiros que estão com freqüentes ausências. Soraya Oliveira Secretária Geral dos Pólos afirmou que está sendo feito um levantamento de verificação de presenças por parte dos conselheiros em todos os pólos. Frisou a necessidade e importância da atualização dos dados cadastrais, afirmou que a maioria dos conselheiros ainda não respondeu. A discussão continuou em torno da problemática causada pelo não comparecimento dos conselheiros da Costa das Baleias, onde o prefeito eleito de Belmonte???????? palestrou sobre o assunto, dizendo que é necessário separar as costas por conta de interesses antagônicos.???????????? corroborou com as palavras do prefeito eleito e lembrou a necessidade de regionalização do turismo, falando ainda sobre a questão da gestão dos recursos e prioridades. Afirmou que o que estava havendo era uma crise momentânea. Augusto Conselho de Cabrália Perguntou se havia algum impedimento no regimento pra que não haja mais uma reunião vazia, propôs a realização de um sistema de vídeo-conferência. Sueli Movimento de Defesa Perguntou se a análise do PDITS da Costa das Baleias fora passado pra eles e disse haver pedido por duas vezes que fosse mandado a análise do PDITS da Costa do Descobrimento, pediu novamente que o arquivo fosse enviado. Sugeriu que a votação dos TRs fosse feita em separado. 5

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ GESTOR DO PROGRAMA MUNICÍPIOS VERDES PMV COGES CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ GESTOR DO PROGRAMA MUNICÍPIOS VERDES PMV COGES CAPÍTULO I DAS FINALIDADES REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ GESTOR DO PROGRAMA MUNICÍPIOS VERDES PMV COGES O COMITÉ GESTOR DO PROGRAMA MUNICÍPIOS VERDES PMV COGES, tendo em conta o Decreto Estadual nº 54 de 29 de março de 2011, posteriormente

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO TURISMO DA MACRORREGIÃO SUL DO BRASIL CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO E DURAÇÃO

ESTATUTO SOCIAL DA AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO TURISMO DA MACRORREGIÃO SUL DO BRASIL CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO E DURAÇÃO ESTATUTO SOCIAL DA AGÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO TURISMO DA MACRORREGIÃO SUL DO BRASIL CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE, FORO E DURAÇÃO Art. 1 - A Agência de Desenvolvimento do Turismo da Macrorregião Sul

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO REGIMENTO INTERNO

CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO REGIMENTO INTERNO REGIMENTO INTERNO Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação CAPÍTULO I Disposições Gerais Artigo 1º O Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação (CMCTI/Campinas), criado pela Lei Municipal

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE

CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE CADASTRO ORGANIZACIONAL Órgão/Sigla: NaturezaJurídica: CONSELHO MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE - COMAM ÓRGÃO COLEGIADO Vinculação: SECRETARIA MUNICIPAL DO PLANEJAMENTO,

Leia mais

Anexo XIII Planilha de Registro de Caixa de Sugestões

Anexo XIII Planilha de Registro de Caixa de Sugestões Anexo XIII Planilha de Registro de Caixa de Sugestões Mês: Junho Nº Data de abertura da caixa de sugestão 1 16/06/ 2 30/06/ Nome, endereço, telefone município Bárbara Dantas. Rua da Pista, 117, fone: 3237-3104,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E REFORMA AGRÁRIA - CEDAFRA CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FORO.

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E REFORMA AGRÁRIA - CEDAFRA CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FORO. 1 REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DE DESENVOLVIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR E REFORMA AGRÁRIA - CEDAFRA CAPÍTULO I DA DENOMINAÇÃO, SEDE E FORO. Art. 1º - O Agrária CEDAFRA, instituído com base

Leia mais

- REGIMENTO INTERNO. Aprovado pelo Conselho de Administração da Garantisudoeste.

- REGIMENTO INTERNO. Aprovado pelo Conselho de Administração da Garantisudoeste. - REGIMENTO INTERNO Aprovado pelo Conselho de Administração da Garantisudoeste. REGIMENTO INTERNO PREMISSAS BÁSICAS: Considerando a grande responsabilidade que compreende a execução do objeto social da

Leia mais

Capítulo I das Atividades do Conselho

Capítulo I das Atividades do Conselho REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE ITARANTIM BA, DE ACORDO COM A LEI Nº 11.947/2009 E RESOLUÇÃO/CD/FNDE Nº 038/2009. Capítulo I das Atividades do Conselho

Leia mais

LEI Nº. 179/2007, DE 08/06/2007

LEI Nº. 179/2007, DE 08/06/2007 LEI Nº. 179/2007, DE 08/06/2007 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente e dá outras providências. O Prefeito Municipal de Malhada/BA, no uso de uma de suas atribuições legais,

Leia mais

ATA 1ª PLENÁRIA EXTRAORDINÁRIA

ATA 1ª PLENÁRIA EXTRAORDINÁRIA SECRETARIA ESPECIAL DE AQÜICULTURA E PESCA CONSELHO NACIONAL DE AQÜICULTURA E PESCA ATA 1ª PLENÁRIA EXTRAORDINÁRIA Realizada em 13 de março de 2006, no Auditório Térreo, Bloco A, Esplanada dos Ministérios,

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA DO MEIO AMBIENTE EM SUA ESCOLA

ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA DO MEIO AMBIENTE EM SUA ESCOLA ORIENTAÇÕES PARA REALIZAÇÃO DA CONFERÊNCIA DO MEIO AMBIENTE EM SUA ESCOLA 1 Objetivos da Conferência do Meio Ambiente na Escola - Ouvir a voz dos adolescentes. Milhões de estudantes têm o direito de participar,

Leia mais

LEI Nº 3.219, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006

LEI Nº 3.219, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 LEI Nº 3.219, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Meio Ambiente, dá outras providências sobre o Fundo Municipal de Meio Ambiente, revoga e altera disposições indicadas

Leia mais

ATA DA 134ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES da AMPLA

ATA DA 134ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES da AMPLA ATA DA 134ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES da AMPLA Local: Sala de Reunião do Conselho de Consumidores, Edifício Sede da Ampla, Praça Leoni Ramos nº 1 bl. 02/4º andar - São Domingos Niterói,

Leia mais

FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DA SOCIEDADE CIVIL PELOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA

FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DA SOCIEDADE CIVIL PELOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DA SOCIEDADE CIVIL PELOS DIREITOS DA PESSOA IDOSA REGIMENTO INTERNO DO FÓRUM NACIONAL DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º O FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DA SOCIEDADE CIVIL PELOS DIREITOS

Leia mais

PROCESSO N. 173/2011 PROTOCOLO N.º 9.429.195-0 PARECER CEE/CEB N.º 1043/11 APROVADO EM 10/11/11

PROCESSO N. 173/2011 PROTOCOLO N.º 9.429.195-0 PARECER CEE/CEB N.º 1043/11 APROVADO EM 10/11/11 PROTOCOLO N.º 9.429.195-0 PARECER CEE/CEB N.º 1043/11 APROVADO EM 10/11/11 CÂMARA DE EDUCAÇÃO BÁSICA INTERESSADOS: NÚCLEO REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE LONDRINA e ASSESSORIA JURÍDICA DA SECRETARIA DE ESTADO

Leia mais

Manual Operativo do Sistema de Monitoramento do Plano Plurianual de Ação Governamental - PPAG APRESENTAÇÃO

Manual Operativo do Sistema de Monitoramento do Plano Plurianual de Ação Governamental - PPAG APRESENTAÇÃO 4ª Edição revisada abril/2014 APRESENTAÇÃO O Plano Plurianual de Ação Governamental PPAG é um planejamento de médio prazo da esfera pública, que explicita diretrizes, objetivos, ações, programas e metas

Leia mais

Período: ABRIL de 2014. Revista VIVER BRASIL Abril / 2014 Seção: Entre Aspas Página: 27

Período: ABRIL de 2014. Revista VIVER BRASIL Abril / 2014 Seção: Entre Aspas Página: 27 Período: ABRIL de 2014 Revista VIVER BRASIL Abril / 2014 Seção: Entre Aspas Página: 27 PORTAL MINAS LIVRE Política e Economia 03/04/2014 Incineração de lixo é criticada em audiência pública em BH por

Leia mais

ATA DA 41ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL EM MANAUS

ATA DA 41ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL EM MANAUS ATA DA 41ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL EM MANAUS DATA: 28.08.2013 HORA: 15h00 LOCAL: Sala de Reuniões do Gabinete da Gerência-Executiva do INSS/AM I. PRESENÇAS/AUSÊNCIAS Presentes

Leia mais

ATA DA 141ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES DA AMPLA

ATA DA 141ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES DA AMPLA ATA DA 141ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES DA AMPLA Local: Sala do Conselho de Consumidores da Ampla, Edifício Sede da Ampla, Praça Leoni Ramos nº 1 bl. 02/4º andar - São Domingos Niterói,

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGIMENTO DO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC CAPÍTULO I DA NATUREZA REGIMENTO DO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO DO TERRITÓRIO CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC CAPÍTULO I DA NATUREZA Art 1º - O Conselho de Desenvolvimento do Território CANTUQUIRIGUAÇU - CONDETEC é composto por entidades

Leia mais

RESPONSABILIDADES NO PBA 2012 PREFEITURAS E SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

RESPONSABILIDADES NO PBA 2012 PREFEITURAS E SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO RESPONSABILIDADES NO PBA 2012 PREFEITURAS E SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO Quando da adesão municipal ao programa suas atribuições são: Indicar e/ou selecionar o coordenador de turmas junto à Seduc;

Leia mais

Ata da reunião entre ONGs ambientalistas do sul da Bahia e ABAF. Data: 6 de junho de 2006. Local: Hotel Brisa da Praia - Porto Seguro

Ata da reunião entre ONGs ambientalistas do sul da Bahia e ABAF. Data: 6 de junho de 2006. Local: Hotel Brisa da Praia - Porto Seguro Presentes: Ata da reunião entre ONGs ambientalistas do sul da Bahia e ABAF Data: 6 de junho de 2006. Local: Hotel Brisa da Praia - Porto Seguro 1. Rosane Borges - Aracruz 2. Fausto Guerra - CAF 3. Cibele

Leia mais

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006.

LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. LEI Nº 8.798 de 22 de fevereiro de 2006. Institui a Política Estadual de fomento à Economia Popular Solidária no Estado do Rio Grande do Norte e estabelece outras disposições. O PRESIDENTE DA ASSEMBLÉIA

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições,

O PREFEITO MUNICIPAL DO SALVADOR, CAPITAL DO ESTADO DA BAHIA, no uso de suas atribuições, CONSELHOS COMUNITÁRIOS Órgão/Sigla: Natureza Jurídica: Vinculação: Finalidade: CONSELHOS COMUNITÁRIOS ORGAO COLEGIADO GABINETE DO PREFEITO Tornar os cidadãos parte ativa no exercício do governo, mediante

Leia mais

PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 26/4/2002

PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 26/4/2002 PARECER HOMOLOGADO(*) (*) Despacho do Ministro, publicado no Diário Oficial da União de 26/4/2002 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO INTERESSADO: Conselho Federal de Psicologia ASSUNTO:

Leia mais

O PLC 52/2013 foi destinado para análise de duas Comissões: de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) NESTA EDIÇÃO:

O PLC 52/2013 foi destinado para análise de duas Comissões: de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) NESTA EDIÇÃO: Nº 57 - ANO VI Sexta - feira, 19 de Julho de 2013 Plantar árvores dará privilégios a Municípios na captação de recursos Plantar árvores será algo lucrativo para as prefeituras. Os Municípios que tiverem

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DE POLÍTICAS CULTURAIS REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

CONSELHO MUNICIPAL DE POLÍTICAS CULTURAIS REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES CONSELHO MUNICIPAL DE POLÍTICAS CULTURAIS REGIMENTO INTERNO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º - Este regimento interno disciplina o funcionamento do Conselho Municipal de Políticas Culturais,

Leia mais

ATA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA DO PLANO PLURIANUAL PARTICIPATIVO 2016-2019 SÃO FRANCISCO DO GUAPORÉ - RO

ATA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA DO PLANO PLURIANUAL PARTICIPATIVO 2016-2019 SÃO FRANCISCO DO GUAPORÉ - RO ATA DE AUDIÊNCIA PÚBLICA DO PLANO PLURIANUAL PARTICIPATIVO 2016-2019 SÃO FRANCISCO DO GUAPORÉ - RO Aos vinte e dois dias do mês de junho se reuniram na escola Campos Sales representantes do Governo para

Leia mais

37 / 52 8. CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB

37 / 52 8. CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB 8. CONTROLE SOCIAL DO FUNDEB 8.1. O que caracteriza o Conselho de Acompanhamento e Controle Social do Fundeb e qual a sua principal atribuição? 8.2. O Conselho possui outras atribuições? 8.3. Qual o prazo

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE

SECRETARIA DE ESTADO DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE SECRETARIA DE ESTADO DA MICROEMPRESA E DA EMPRESA DE PEQUENO PORTE Fórum Permanente das Microempresas e Empresas de Pequeno Porte do Distrito Federal s/nº Ata da Reunião de Convocação para a primeira Reunião

Leia mais

ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO IBRI

ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO IBRI ATA DA REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO IBRI REALIZADA NO DIA 20 DE MAIO DE 2016, ÀS 8H30, NA DURATEX - AVENIDA PAULISTA, 1938 TERRAÇO SALA 1 SP. Os trabalhos foram abertos por Edmar Prado Lopes

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE FARIAS BRITO

CÂMARA MUNICIPAL DE FARIAS BRITO ATA DA VIGÉSIMA SÉTIMA SESSÃO ORDINÁRIA DO SEGUNDO PERÍODO DA DÉCIMA OITAVA LEGISLATURA DA CÂMARA MUNICIPAL DE FARIAS BRITO, CEARÁ. Aos 04 (quatro) dias do mês de setembro de 2013 (dois mil e treze), às

Leia mais

Projeto Básico Ambiental (PBA) UHE Teles Pires

Projeto Básico Ambiental (PBA) UHE Teles Pires UHE Teles Pires P.38 - Programa de Apoio à Revitalização e Incremento da Atividade de Turismo Equipe Responsável pela Elaboração do Programa Responsável Registro Cadastro Técnico Profissional Federal IBAMA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO BÁSICA

GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO BÁSICA GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DA SAÚDE DO ESTADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE ATENÇÃO INTEGRAL À SAÚDE DIRETORIA DE ATENÇÃO BÁSICA ORIENTAÇÕES BÁSICAS À GESTÃO MUNICIPAL: ORGANIZAÇÃO DA CONFÊRENCIA

Leia mais

LEI Nº 1550, DE 17 DE ABRIL DE 2008

LEI Nº 1550, DE 17 DE ABRIL DE 2008 Autoria: Poder Executivo LEI Nº 1550, DE 17 DE ABRIL DE 2008 Reestrutura o Conselho Municipal de Turismo COMTUR e cria o Fundo Municipal do Turismo de Lucas do Rio Verde e da outras providências. O Prefeito

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE EXTENSÃO

REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE EXTENSÃO REGIMENTO INTERNO DO CONSELHO DE EXTENSÃO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1. Este Regimento dispõe sobre a composição, competências e funcionamento do Conselho de Extensão (CoEx), órgão colegiado

Leia mais

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO SEÇÃO DE LEGISLAÇÃO

PREFEITURA DO ALEGRETE-RS ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SECRETARIA DE GOVERNO SEÇÃO DE LEGISLAÇÃO DECRETO Nº. 584, DE 19 DE NOVEMBRO DE 2014. Homologa Regimento Interno do Fórum Municipal de Educação de Alegrete. O PREFEITO MUNICIPAL, no uso de sua atribuição, que lhe confere o Art. 101, IV, da Lei

Leia mais

LEI Nº 540/93 - DE, 19 DE MAIO 1.993. MÁRCIO CASSIANO DA SILVA, Prefeito Municipal de Jaciara, no uso de suas atribuições legais,

LEI Nº 540/93 - DE, 19 DE MAIO 1.993. MÁRCIO CASSIANO DA SILVA, Prefeito Municipal de Jaciara, no uso de suas atribuições legais, LEI Nº 540/93 - DE, 19 DE MAIO 1.993. DISPÕE SOBRE A CRIAÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DE DEFESA DO MEIO AMBIENTE, E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. MÁRCIO CASSIANO DA SILVA, Prefeito Municipal de Jaciara, no uso

Leia mais

ATA DA 22ª REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA INSTITUCIONAL DO COMITÊ DA

ATA DA 22ª REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA INSTITUCIONAL DO COMITÊ DA 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 36 37 38 ATA DA 22ª REUNIÃO DA CÂMARA TÉCNICA INSTITUCIONAL DO COMITÊ DA BACIA HIDROGRÁFICA DO RIO PIABANHA

Leia mais

e) Liberdade assistida; f) Semiliberdade; g) Internação, fazendo cumprir o Estatuto da Criança e do Adolescente.

e) Liberdade assistida; f) Semiliberdade; g) Internação, fazendo cumprir o Estatuto da Criança e do Adolescente. REGIMENTO INTERNO DO COMDICA Título I DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Capítulo I - DA NATUREZA Art.1º - O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente COMDICA,

Leia mais

PRODUTOS ORGÂNICOS SISTEMAS PARTICIPATIVOS DE GARANTIA. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

PRODUTOS ORGÂNICOS SISTEMAS PARTICIPATIVOS DE GARANTIA. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento PRODUTOS ORGÂNICOS SISTEMAS PARTICIPATIVOS DE GARANTIA Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento 2008 Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.Todos os direitos reservados. É permitida

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº, DE 2016 Institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da Caatinga. O CONGRESSO NACIONAL decreta: Art. 1º Esta Lei institui a Política de Desenvolvimento Sustentável da

Leia mais

SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE

SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE SIGNIFICADOS ATRIBUÍDOS ÀS AÇÕES DE FORMAÇÃO CONTINUADA DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DO RECIFE/PE Adriele Albertina da Silva Universidade Federal de Pernambuco, adrielealbertina18@gmail.com Nathali Gomes

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA EM CIÊNCIAS HUMANAS - CEP-CH -

REGIMENTO INTERNO DO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA EM CIÊNCIAS HUMANAS - CEP-CH - SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA FACULDADE DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS Estrada de São Lázaro, 197. Federação. Salvador/Bahia. CEP.: 40210-730. Tel/Fax: +55 71 3331-2755 REGIMENTO

Leia mais

da Escola de Aplicação da Universidade de São CE EAFEUSP

da Escola de Aplicação da Universidade de São CE EAFEUSP Regulamento Interno do Conselho de Escola da Escola de Aplicação da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo CE EAFEUSP Regulamento Interno do Conselho de Escola da Escola de Aplicação da Faculdade

Leia mais

A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO

A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO François E. J. de Bremaeker Luiz Estevam Gonçalves Rio de Janeiro fevereiro de 2015 A PRÁTICA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo,

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE TECNOLOGIA NT DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RONDÔNIA NÚCLEO DE TECNOLOGIA NT DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA ELÉTRICA DEE REGIMENTO INTERNO DO DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE ENGENHARIA ELÉTRICA CAPÍTULO I Do Departamento de Engenharia Elétrica Art. 1 O Departamento de Engenharia Elétrica é o órgão acadêmico que congregam docentes

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU

PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU LEI Nº 6.576, DE 23 DE OUTUBRO DE 2.014 P. 35.427/13 (4.599/13-Emdurb) Cria o Conselho Municipal de Mobilidade de Bauru e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE BAURU, nos termos do art. 51 da

Leia mais

REGIMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NO USO ANIMAL DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE MARÍLIA CEUA-FATEC MARILIA

REGIMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NO USO ANIMAL DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE MARÍLIA CEUA-FATEC MARILIA REGIMENTO DO COMITÊ DE ÉTICA NO USO ANIMAL DA FACULDADE DE TECNOLOGIA DE MARÍLIA CEUA-FATEC MARILIA O Comitê de Ética para uso Animal da Faculdade de Tecnologia de Marília CEUA. Reger-se-à Pelas Presentes

Leia mais

Regimento do Conselho Municipal de Educação

Regimento do Conselho Municipal de Educação Considerando que: 1- No Município do Seixal, a construção de um futuro melhor para os cidadãos tem passado pela promoção de um ensino público de qualidade, através da assunção de um importante conjunto

Leia mais

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO

PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO PRODUTO FINAL ASSOCIADA A DISSERTAÇÃO DE MESTRADO Programa de Pós Graduação em Ensino de Ciências Universidade Federal de Itajubá Título da dissertação: OS MANUAIS DOS PROFESSORES DOS LIVROS DIDÁTICOS

Leia mais

CONSELHO DE CONSUMIDORES Criado pela Lei nº 8.631, de 4 de março de 1993

CONSELHO DE CONSUMIDORES Criado pela Lei nº 8.631, de 4 de março de 1993 ATA DA 73ª REUNIÃO ORDINÁRIA DO CONSELHO DE CONSUMIDORES DA AMPLA Local: Sala de reuniões da Diretoria Comercial, Edifício Sede da Ampla, Praça Leoni Ramos nº 1 bl. 02 / 4º andar - São Domingos Niterói,

Leia mais

VI PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA

VI PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA VI PRÊMIO SUL-MATO-GROSSENSE DE GESTÃO PÚBLICA CATEGORIA PRÁTICA INOVADORA SERVIÇO DE MALOTE (DENTRO DO PROTOCOLO GERAL DA SEMED- SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO) ROSIMEIRE LEAL DE OLIVA ANEXO II VI PRÊMIO

Leia mais

PROJETO DE LEI MUNICIPAL Nº. xxx, DE xx DE xx DE xxxx INSTITUI O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

PROJETO DE LEI MUNICIPAL Nº. xxx, DE xx DE xx DE xxxx INSTITUI O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. PROJETO DE LEI MUNICIPAL Nº. xxx, DE xx DE xx DE xxxx INSTITUI O CONSELHO MUNICIPAL DE CULTURA E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL, Faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE GOVERNO E RELAÇÕES INSTITUCIONAIS DECRETO Nº 1.153, DE 30 DE NOVEMBRO DE 2015. Aprova o Regimento Interno do Conselho Gestor do Programa de Parcerias Público-Privadas do município de Palmas. O PREFEITO DE PALMAS, no uso das atribuições

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA ESTADO DA BAHIA

PREFEITURA MUNICIPAL DE BARRA DO CHOÇA ESTADO DA BAHIA LEI Nº 272, DE 06 DE JUNHO DE 2014. Dispõe sobre a criação do Conselho Comunitário de Segurança Pública e Entidades Afins do Município de Barra do Choça e dá outras Providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE

Leia mais

Programa NOSSABOLSA. Manual. Procedimentos

Programa NOSSABOLSA. Manual. Procedimentos Programa NOSSABOLSA Manual de Procedimentos Instituições de Ensino Superior - IES - 1 1 - Adesão da Mantenedora ao Programa...4 1.1 - Informações preliminares...4 1.2 - Requerimento...4 1.2.1 - Para aderir

Leia mais

PARECER/CONSULTA TC-038/2004 PROCESSO - TC-2840/2004 INTERESSADO - BANESTES S/A ASSUNTO - CONSULTA

PARECER/CONSULTA TC-038/2004 PROCESSO - TC-2840/2004 INTERESSADO - BANESTES S/A ASSUNTO - CONSULTA PROCESSO - TC-2840/2004 INTERESSADO - BANESTES S/A ASSUNTO - CONSULTA MANUTENÇÃO DE RECURSOS ADVINDOS DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE EM BANCO OFICIAL REGIONAL (BANESTES) - POSSIBILIDADE CONDICIONADA. Vistos,

Leia mais

CONGREGAÇÃO DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS AMBIENTAIS, QUÍMICAS E FARMACÊUTICAS UNIFESP CAMPUS DIADEMA

CONGREGAÇÃO DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS AMBIENTAIS, QUÍMICAS E FARMACÊUTICAS UNIFESP CAMPUS DIADEMA CONGREGAÇÃO DO INSTITUTO DE CIÊNCIAS AMBIENTAIS, QUÍMICAS E FARMACÊUTICAS UNIFESP CAMPUS DIADEMA Resolução ICAQF n o XXX, de XXX de XXXXXXXX de 201X. O presente instrumento regulamenta o funcionamento

Leia mais

VIII CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE REGIMENTO INTERNO. Capítulo I Dos objetivos

VIII CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE REGIMENTO INTERNO. Capítulo I Dos objetivos VIII CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE REGIMENTO INTERNO Capítulo I Dos objetivos Art.1º - A VIII Conferência Municipal de Saúde terá por objetivos: I - Impulsionar, reafirmar e buscar a efetividade dos princípios

Leia mais

INTERVENÇÕES ESPECÍFICAS DE MATEMÁTICA PARA ALUNOS DO PROEJA: DESCOBRINDO E SE REDESCOBRINDO NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA

INTERVENÇÕES ESPECÍFICAS DE MATEMÁTICA PARA ALUNOS DO PROEJA: DESCOBRINDO E SE REDESCOBRINDO NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INTERVENÇÕES ESPECÍFICAS DE MATEMÁTICA PARA ALUNOS DO PROEJA: DESCOBRINDO E SE REDESCOBRINDO NA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA Área Temática: Educação Cláucia Honnef 1 (Coordenador da Ação de Extensão

Leia mais

CIRCULAR 043/2007 Paranaguá, 26 de março de 2007.

CIRCULAR 043/2007 Paranaguá, 26 de março de 2007. Sindicato dos Operadores Portuários do Estado do Paraná Av. Coronel José Lobo, 734 Fone:(41) 3422.8000 Fax: (41) 3423.2834 Paranaguá - PR E-mail: sindop@sindop.org.br - www.sindop.org.br CIRCULAR 043/2007

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA No- 184, DE 17 DE JULHO DE 2008

INSTRUÇÃO NORMATIVA No- 184, DE 17 DE JULHO DE 2008 INSTRUÇÃO NORMATIVA No- 184, DE 17 DE JULHO DE 2008 O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS - IBAMA, nomeado pela Portaria No- 383, de 02 de junho de 2008,

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO

DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO DESCRITIVO DO PROCESSO SELETIVO PARA O CARGO DE ELETRICISTA DE MANUTENÇÃO O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos pelo SESC para este processo

Leia mais

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO. Conselho Pleno

CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO. Conselho Pleno CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO PROCESSO CEE Nº: 1161/87 (Reautuado em 24/10/91) INTERESSADO: ASSUNTO: RELATOR: Osires Aparecido Ferreira de Miranda Regularização de vida escolar Cons. Francisco Aparecido

Leia mais

SAMARCO MINERAÇÃO S.A.

SAMARCO MINERAÇÃO S.A. SAMARCO MINERAÇÃO S.A. MINAS GERAIS E ESPÍRITO SANTO INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DA LINHA 03 DE MINERODUTO PLANO BÁSICO AMBIENTAL PROGRAMA DE DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL OS Tramitação Via Data 1SAMA013-OS-00011

Leia mais

Ata Nº 003/2015 Reunião Ordinária

Ata Nº 003/2015 Reunião Ordinária Ata Nº 003/2015 Reunião Ordinária 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 35 Aos quatro dias do mês de maio do ano de dois mil e quinze, às dezoito

Leia mais

ATA DA 40ª REUNIÃO PLENÁRIA ORDINÁRIA DO CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS CONARQ

ATA DA 40ª REUNIÃO PLENÁRIA ORDINÁRIA DO CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS CONARQ Conselho Nacional de Arquivos CONARQ ATA DA 40ª REUNIÃO PLENÁRIA ORDINÁRIA DO CONSELHO NACIONAL DE ARQUIVOS CONARQ 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 Aos seis dias do

Leia mais

Livro de Atas das Reuniões de 2012. Ata da Quadragésima Quarta Reunião Ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Uberaba

Livro de Atas das Reuniões de 2012. Ata da Quadragésima Quarta Reunião Ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Uberaba Ata da Quadragésima Quarta Reunião Ordinária do Conselho Municipal de Saúde de Uberaba Aos onze dias do mês de janeiro de dois mil e doze, às dezenove horas, realizou-se na sede da Secretaria Municipal

Leia mais

Atividades desenvolvidas pelo Fórum Permanente do Orçamento Participativo:

Atividades desenvolvidas pelo Fórum Permanente do Orçamento Participativo: Atividades desenvolvidas pelo Fórum Permanente do Orçamento Participativo: No dia 10 de dezembro de 2004, na sede do Conselho de Entidades Comunitárias CEC foi lançada a proposta do Fórum Permanente do

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 60 Pronunciamento após reunião da

Leia mais

REGISTROS REUNIÃO DO PROGRAMA ENERGIA SOCIAL NA E.E SALVADOR MORENO MUNHOZ. TEORODO SAMPAIO - SP

REGISTROS REUNIÃO DO PROGRAMA ENERGIA SOCIAL NA E.E SALVADOR MORENO MUNHOZ. TEORODO SAMPAIO - SP 1 REGISTROS REUNIÃO DO PROGRAMA ENERGIA SOCIAL NA E.E SALVADOR MORENO MUNHOZ. TEORODO SAMPAIO - SP Data: 01/09/2012 Horário: 18h às 20h. Munhoz Município: Teodoro Sampaio Carneiro da Silva Gonçalves Número

Leia mais

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015

Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 Minha Casa Minha Vida PROJETO DE TRABALHO SOCIAL-PTS RELATÓRIO DAS AÇÕES DO PTS NO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA AGOSTO-2015 SENHOR DO BONFIM - BAHIA 2015 1 ATIVIDADES: DESCRIÇÃO A correta utilização

Leia mais

APRESENTAÇÃO... 2 1. ESTUDO DE COMPETITIVIDADE... 4 2. RESULTADOS... 6. 2.1 Total geral... 6. 2.2 Infraestrutura geral... 7. 2.3 Acesso...

APRESENTAÇÃO... 2 1. ESTUDO DE COMPETITIVIDADE... 4 2. RESULTADOS... 6. 2.1 Total geral... 6. 2.2 Infraestrutura geral... 7. 2.3 Acesso... PORTO SEGURO APRESENTAÇÃO Qualquer forma de desenvolvimento econômico requer um trabalho de planejamento consistente para atingir o objetivo proposto. O turismo é apresentado hoje como um setor capaz de

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 888/2015

RESOLUÇÃO Nº. 888/2015 RESOLUÇÃO Nº. 888/2015 O Conselho Estadual de Saúde - CES/ES, no uso de suas atribuições capituladas na Lei Federal Nº 8.142, de 28 de dezembro de 1990, Lei Estadual Nº 7.964, de 27 de dezembro de 2004,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU - ESPECIALIZAÇÃO EM INOVAÇÃO SOCIAL COM ÊNFASE EM ECONOMIA SOLIDÁRIA E AGROECOLOGIA

REGIMENTO INTERNO DA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU - ESPECIALIZAÇÃO EM INOVAÇÃO SOCIAL COM ÊNFASE EM ECONOMIA SOLIDÁRIA E AGROECOLOGIA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS BOM JESUS DA LAPA COORDENAÇÃO DA PÓS EM INOVAÇÃO SOCIAL BR 349

Leia mais

Prática com Projeto em aulas de Matemática: um desafio Antonio Roberto Barbutti arbarbutti@hotmail.com EMEF Padre Francisco Silva

Prática com Projeto em aulas de Matemática: um desafio Antonio Roberto Barbutti arbarbutti@hotmail.com EMEF Padre Francisco Silva Prática com Projeto em aulas de Matemática: um desafio Antonio Roberto Barbutti arbarbutti@hotmail.com EMEF Padre Francisco Silva Resumo: Este trabalho é resultado do curso de formação Gestar II Matemática,

Leia mais

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA

USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA USO DA INTERNET E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ NA GESTÃO LOCAL: ORÇAMENTO PARTICIPATIVO INTERATIVO DE IPATINGA An Innovations in Technology and Governance Case Study Desde o final dos anos 1980, diversos governos

Leia mais

SÍNTESE DA 6ª REUNIÃO Página 1de 5

SÍNTESE DA 6ª REUNIÃO Página 1de 5 SÍNTESE DA 6ª REUNIÃO Página 1de 5 Unidade: SEEJ Assuntos: Centro de Treinamento Esportivo Local: EEFFTO Data: 14/06/2012 Início: 15:30 H Término: 17:30 H PARTICIPANTE ÓRGÃO/UNIDADE PARTICIPANTE ÓRGÃO/UNIDADE

Leia mais

Dia da família na escola. 13 de março de 2010

Dia da família na escola. 13 de março de 2010 1 Dia da família na escola 13 de março de 2010 Sugestões de atividades Desde 2009, o Amigos da Escola tem incentivado às escolas participantes do projeto a tornar os dias temáticos em dias da família e

Leia mais

REGIMENTO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS - CEUA

REGIMENTO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS - CEUA REGIMENTO DA COMISSÃO DE ÉTICA NO USO DE ANIMAIS - CEUA Capítulo I Definição e competências Art. 1 o O Comitê de Ética em Experimentação Animal da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), constituído

Leia mais

REGIMENTO DO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-CAE CAPÍTULO II

REGIMENTO DO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-CAE CAPÍTULO II REGIMENTO DO CONSELHO DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR-CAE CAPÍTULOI DA NATUREZA E FINALIDADE Art. 1º. O Conselho de Alimentação Escolar - CAE, do Município de Sorriso-MT criado por meio da Lei municipal nº 870

Leia mais

REGIMENTO INTERNO CONSELHO SUPERIOR (CONSUP)

REGIMENTO INTERNO CONSELHO SUPERIOR (CONSUP) REGIMENTO INTERNO TERESINA-PI 2011 Pág. 1 de 21 SUMÁRIO Página Seção I Da Natureza e Finalidade 2 Seção II Da Composição e Mandatos 2 Seção III Da Posse e Perda dos Mandatos 3 Seção IV Da Competência 4

Leia mais

MEMÓRIA: 14ª Reunião Ordinária do Comitê Temático de Tecnologia e Inovação

MEMÓRIA: 14ª Reunião Ordinária do Comitê Temático de Tecnologia e Inovação MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR Fórum Permanente de Microempresas e Empresas de Pequeno Porte MEMÓRIA: 14ª Reunião Ordinária do Comitê Temático de Tecnologia e Inovação Assunto:

Leia mais

IV SIMPOTEL acontece em São Luís

IV SIMPOTEL acontece em São Luís IV SIMPOTEL acontece em São Luís Nos dias 20 e 21 de março aconteceu no Grand São Luís Hotel o IV SIMPOTEL, Simpósio de Turismo e Hotelaria, promovido pela disciplina Empreendimentos Turísticos e Organização

Leia mais

Porto Alegre/RS - Polêmica das Bikes: Prédios públicos terão bicicletários

Porto Alegre/RS - Polêmica das Bikes: Prédios públicos terão bicicletários Porto Alegre/RS - Polêmica das Bikes: Prédios públicos terão bicicletários Após repercussão negativa de resposta de servidora da Smic, prefeitura anuncia espaço e até possível locação de bicicletas. Porto

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná LEI Nº 558/2003

PREFEITURA MUNICIPAL DE JURANDA Estado do Paraná LEI Nº 558/2003 LEI Nº 558/2003 CRIA O CONSELHO COMUNITÁRIO DE SEGURANÇA DO MUNICÍPIO DE JURANDA, ESTADO DO PARANÁ, ESTABELECE ATRIBUIÇÕES E DÁ OUTRAS PROVIDENCIAS. A CÂMARA MUNICIPAL DE JURANDA, ESTADO DO PARANÁ, APROVOU

Leia mais

EDITAL DE HABILITAÇÃO n 02/2015 FOPEMIMPE REGIONAL

EDITAL DE HABILITAÇÃO n 02/2015 FOPEMIMPE REGIONAL EDITAL DE HABILITAÇÃO n 02/2015 FOPEMIMPE REGIONAL PROCESSO DE HABILITAÇÃO DE ENTIDADES PÚBLICAS E PRIVADAS, DE REPRESENTAÇÃO E APOIO AO SEGMENTO DOS PEQUENOS NEGÓCIOS NO FOPEMIMPE REGIONAL A Secretaria

Leia mais

ATA DA 2ª REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (COMCIT)

ATA DA 2ª REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (COMCIT) 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 ATA DA 2ª REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DO CONSELHO MUNICIPAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA (COMCIT) Aos dois dias do mês

Leia mais

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD

Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Manual para acesso às disciplinas na modalidade EAD Para acessar sua senha: 1. Entrar no portal Metodista online Acesse o site www.bennett.br. No lado superior direito aparecerá a janela da área de login,

Leia mais

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO ORIENTADOR DE PÚBLICO

DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO ORIENTADOR DE PÚBLICO DESCRITIVO DO PROCESSO DE SELEÇÃO ORIENTADOR DE PÚBLICO O presente documento é uma divulgação oficial de todos os critérios e procedimentos estabelecidos pelo SESC para este processo seletivo. É de fundamental

Leia mais

I Reunião Ordinária da Comissão Interinstitucional para o Controle dos Distúrbios por Deficiência de Iodo

I Reunião Ordinária da Comissão Interinstitucional para o Controle dos Distúrbios por Deficiência de Iodo SECRETARIA DE POLÍTICAS DE SAÚDE MINISTÉRIO DA SAÚDE I Reunião Ordinária da Comissão Interinstitucional para o Controle dos Distúrbios por Deficiência de Iodo Brasília, 16 de Dezembro de 1999 Resumo Executivo

Leia mais

CASA DO ESTUDANTE DAS FACULDADES DE AGRONOMIA E VETERINÁRIA

CASA DO ESTUDANTE DAS FACULDADES DE AGRONOMIA E VETERINÁRIA CASA DO ESTUDANTE DAS FACULDADES DE AGRONOMIA E VETERINÁRIA EDITAL PROCESSO SELETIVO 2016/1 A Casa de Estudante das Faculdades de Agronomia e Veterinária (CEFAV), da Universidade Federal do Rio Grande

Leia mais

difusão de idéias QUALIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL Um processo aberto, um conceito em construção

difusão de idéias QUALIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL Um processo aberto, um conceito em construção Fundação Carlos Chagas Difusão de Idéias janeiro/2007 página 1 QUALIDADE NA EDUCAÇÃO INFANTIL Um processo aberto, um conceito em construção Maria Lucia Machado e Maria Malta Campos: Na maioria dos países

Leia mais

CSP-Conlutas RJ Central Sindical e Popular do Rio de Janeiro

CSP-Conlutas RJ Central Sindical e Popular do Rio de Janeiro Regimento Interno da Secretaria Executiva Estadual da CSP-Conlutas RJ 1. Da composição e atribuições da Secretaria Executiva Estadual I. A Secretaria Executiva Estadual, nos termos do Estatuto, será composta

Leia mais

REGMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DO TRABALHO DO ESTADO DE ALAGOAS CAPITULO I DA COMPOSIÇÃO E DAS COMPETÊNCIAS

REGMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DO TRABALHO DO ESTADO DE ALAGOAS CAPITULO I DA COMPOSIÇÃO E DAS COMPETÊNCIAS REGMENTO INTERNO DO CONSELHO ESTADUAL DO TRABALHO DO ESTADO DE ALAGOAS Aprovado em Reunião Ordinária de 05 de julho de 1995 Alterado em Reunião Ordinária de 12 de dezembro de 2001 e em Reunião Ordinária

Leia mais

Memória de Reunião Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais GTP APL 6ª REUNIÃO PLENÁRIA DO GTP APL

Memória de Reunião Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais GTP APL 6ª REUNIÃO PLENÁRIA DO GTP APL Memória de Reunião Grupo de Trabalho Permanente para Arranjos Produtivos Locais GTP APL 6ª REUNIÃO PLENÁRIA DO GTP APL Data: 26/04/2006, quarta-feira Horário: 10h às 12h Local: sala 614, MDIC, Brasília/DF

Leia mais

- PRONATEC Seguro Desemprego (Ministério do Trabalho e Emprego);

- PRONATEC Seguro Desemprego (Ministério do Trabalho e Emprego); Orientações de pacutação Prefeitura/MDS PRONATEC O que é o PRONATEC? Informamos que o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC) é uma iniciativa do Ministério da Educação (MEC)

Leia mais

PREFEITURA DE PORTO VELHO

PREFEITURA DE PORTO VELHO LEI Nº. 1628, DE 27 DE OUTUBRO DE 2005. Institui a Política Municipal de fomento à Economia Popular e Solidária na Cidade de Porto Velho e estabelece outras disposições. O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE PORTO

Leia mais

LEI Nº 1218/2013. Dispõe sobre o Conselho Municipal de Alimentação Escolar CAE e revoga a Lei nº 700, de 01 de setembro de 2000.

LEI Nº 1218/2013. Dispõe sobre o Conselho Municipal de Alimentação Escolar CAE e revoga a Lei nº 700, de 01 de setembro de 2000. LEI Nº 1218/2013. Dispõe sobre o Conselho Municipal de Alimentação Escolar CAE e revoga a Lei nº 700, de 01 de setembro de 2000. O Prefeito Constitucional do Município de Alagoa Grande/PB, no uso de suas

Leia mais