Conceitos de Modelo Relacional Restrições de um Banco de Dados

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conceitos de Modelo Relacional Restrições de um Banco de Dados"

Transcrição

1 Aula 03 Revisando Conceitos de Modelo Relacional Restrições de um Banco de Dados Modelo Relacional, representa o banco de dados como uma coleção de relações. Criando as tabelas Cada linha representa uma coleção de valores de dados relacionados. Cada linha na tabela representa um fato que corresponde a uma entidade ou relacionamento no mundo real. O nome da tabela o das colunas auxiliam na interpretação dos significados dos valores de cada linha. Na terminologia do modelo relacional, uma linha é chamada de tupla. Um cabeçalho de coluna é chamado de atributo. Tabela é chamada de relação. O tipo de dados que descreve os tipos de valores que podem aparecer em cada coluna é chamado de domínio. Um domínio é um conjunto de valores atômicos. A especificação de um domínio é definida por um tipo de dados do qual os valores de dados que formam o domínio sejam retirados. A especificação de um nome para este domínio de modo a ajudar na interpretação de seus valores Tipos de dados classificando os atributos Os bancos de dados suportam uns certos números de tipos de campos que podem ser agrupados em três categorias: tipos numéricos, tipos de data e hora, e tipos String (caracteres). Uma das formas mais fáceis de entender os tipos de dados, é observar atentamente a descrição para cada tipo de dados.

2 Caracteres (String) Char: Armazena caracteres (String) do tamanho fixo, com espaços à direita. O tamanho varia entre 1 a 255. Exemplo: nome char (20): Se inserirmos Paulo Silva ocupamos somente 11 espaços, porém é como se estivéssemos ocupando 20 no banco. sexo var (1): M ou F. Varchar: Armazena uma String de tamanho variado, no mínimo 1 e máximo 255 caracteres, porém o que não for utilizado é retirado, deixando assim o banco mais leve. Exemplo: nome varchar (20): se inserirmos Paulo Silva ocupamos somente 11 espaços, o mesmo retirará 9 espaços que não estão alocados. Enum: permite que seja determinada uma lista de valores válidas para o campo. O campo só aceita item da lista ou nulo. Exemplo: estado_civil enum ( Solteiro, Casado, Viúvo ) Set: Igual enum, porém aceita mais de um valor selecionado. (Só existe no SQL). Tinytext: Armazena até 255 caracteres. Text: Armazena até caracteres. Mediumtext: Armazena até caracteres. Longtext: Armazena até caracteres. TinyBlob, Blob, MediumBlog e LongBlog: Armazena formato binário. Arquivos como Sons, Video, PDF, etc. Tipo numérico: Int: Tipo de dados números inteiros. De à Bigint: Inteiro, maior que int à Decimal: Tipo real, podemos definir a quantidade de casas decimais, e cada dígito ocupa 1byte. Float: armazena tipo real, flutuando com precisão simples. Números menores.

3 Double: armazena tipo real, flutuando com precisão dupla. Números maiores que float. Maior precisão. Tinyint, smallint, mediumint: Outros tipos inteiros, com variações de tamanho. Tinyint: De -128 a 127 (equivale à byte Java) Smallint: a Mediumint: a Tipo data / hora: Date: AAAA-MM-DD Datetime: AAAA-MM-DD HH:mm:ss Time: HH:MM:SS Year: ano de 2 ou 4 dígitos. Timestamp: Insere automaticamente a data e hora, para isso acontecer o campo não pode ser preenchido no momento do cadastro. Dicionário de dados documentando. No processo de análise de sistemas um dos pontos fortes é o MER Modelo de Entidade e Relacionamento, onde são definidas as entidades que irão compor o sistema e como elas irão relacionar-se. O dicionário de dados, permite que os analistas obtenham informações sobre todos os objetos do modelo de forma textual, contendo explicações por vezes difíceis de incluir no diagrama. É válido lembrar que o objetivo do documento é ser claro e consistente. Cada entrada no dicionário de dados é constituída por um identificador e respectiva descrição. A descrição de cada entrada inclui: - O seu significado;

4 - O seu conteúdo (para dados compostos); - Os valores permitidos e unidades (para dados elementares); - A chave primária. O modelo que iremos propor é apenas uma sugestão e em outras referências ao assunto é comum encontrarmos formas diferentes de criar e manter o dicionário de dados. Elabore uma tabela como no exemplo a seguir: Entidade: é o nome da entidade que foi definida no MER. Atributo: Nome de cada atributo. Classe: Pode ser preenchida com: Monovalorado (simples), Identificador (Chave Primária), Multivalorado, Composto, Derivado, Alternativo. Domínio: Tipo de Dados, podemos utilizar em português, mas o mais comum é o próprio tipo: vachar int integer float double... Tamanho: Definido apenas para tipo texto char ou varchar quantidade de caracteres. Descrição: É opcional e pode ser usado para descrever o que é aquele atributo ou dar informações adicionais que possam ser usadas futuramente pelo analista ou programador do sistema. EM caso de compostos, multivalorados ou tipos enum é fundamental o preenchimento. Restrições de Banco de Dados Qual o objetivo primordial de um Sistema Gerenciador de Banco de Dados?

5 Garantir a integridade de dados. Para garantir a integridade de um banco de dados os SGBDs oferecem o mecanismo de restrições de integridade. Uma restrição de integridade é uma regra de consistência de dados que é garantida pelo próprio SGBD. Precisa ser testada quando um registro é incluído, alterado ou excluído do BD. Há muitas restrições de integridade que não se encaixam nas categorias básicas. Essas restrições são chamadas de restrições semânticas (ou regras de negócio). Exemplos de restrições semânticas: Um empregado do departamento Financeiro não pode ter categoria funcional Engenheiro. Um empregado não pode ter um salário maior que seu superior imediato. Restrições de Integridade Básicas Restrições de Vazio: Colunas nas quais não são admitidos valores vazios, são chamados de colunas obrigatórias. Colunas nas quais podem aparecer valores vazios, são chamadas de colunas opcionais. Todas as colunas que compõe a chave primária devem ser obrigatórias. Demais chaves podem conter colunas opcionais.

Conceito de Campos e Tabelas

Conceito de Campos e Tabelas Aula 04 Conceito de Campos e Tabelas Tabelas É um conjunto de registros de um mesmo tipo onde cada linha é composta por um campo que recebe um valor de atributo. Em um Banco de Dados poderá existir uma

Leia mais

BANCO DE DADOS TIPOS DE VARÁVEIS SQL. Professor Carlos Muniz

BANCO DE DADOS TIPOS DE VARÁVEIS SQL. Professor Carlos Muniz TIPOS DE VARÁVEIS SQL Professor Carlos Muniz Tipos de Dados em MySQL Depois da fase de design da base de dados, e uma vez que se passou a tabelas, é necessário criar as tabelas correspondentes dentro da

Leia mais

Comandos SQL. Exercícios com o MySQL ou MaridaDB. Prof. Emiliano S. Monteiro

Comandos SQL. Exercícios com o MySQL ou MaridaDB. Prof. Emiliano S. Monteiro Comandos SQL Exercícios com o MySQL ou MaridaDB Prof. Emiliano S. Monteiro Criando um banco de dados mysql> CREATE DATABASE unemat; É importante colocar o ponto de vírgula no final de cada linha de comando!!

Leia mais

Banco de dados. Conteúdo: Modelo relacional Prof. Patrícia Lucas

Banco de dados. Conteúdo: Modelo relacional Prof. Patrícia Lucas Banco de dados Conteúdo: Modelo relacional Prof. Patrícia Lucas Composição de um BD Relacional 1 Um banco de dados relacional é composto de tabelas ou relações. Tabelas = Relações Tabelas 2 Uma tabela

Leia mais

Modelo Relacional. Banco de Dados 2º trimestre Prof. Patrícia Lucas

Modelo Relacional. Banco de Dados 2º trimestre Prof. Patrícia Lucas Modelo Relacional Banco de Dados 2º trimestre Prof. Patrícia Lucas Composição de um BD Relacional Um banco de dados relacional é composto de tabelas ou relações. Tabelas = Relações Tabelas Umatabelaéumconjuntonãoordenadodelinhas

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MYSQL PROF. ME. HÉLIO ESPERIDIÃO

INTRODUÇÃO AO MYSQL PROF. ME. HÉLIO ESPERIDIÃO INTRODUÇÃO AO MYSQL PROF. ME. HÉLIO ESPERIDIÃO HeidiSQL É um programa que permite acessar o SGDB Mysql. Pode ser adquirido gratuitamente na internet. Não é necessário instalar. Possui versão portável.

Leia mais

Abordagem relacional. Capítulo 4

Abordagem relacional. Capítulo 4 Abordagem relacional Capítulo 4 Abordagem Relacional Abordagem de modelagem de dados usada nos sistemas de gerência de banco de dados do tipo relacional. Modelagem em nível lógico (SGBD) e não conceitual.

Leia mais

MYSQL: TIPOS DE DADOS. Gilvan Vieira Moura E-mail: gilvansistema@hotmail.com

MYSQL: TIPOS DE DADOS. Gilvan Vieira Moura E-mail: gilvansistema@hotmail.com MYSQL: TIPOS DE DADOS Gilvan Vieira Moura E-mail: gilvansistema@hotmail.com TIPOS DE DADOS Bancos de dados, como falamos anteriormente, armazenam dados dentro de tabelas, na forma de linhas e colunas.

Leia mais

BANCO DE DADOS I/MODELAGEM DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar

BANCO DE DADOS I/MODELAGEM DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar - Aula 5 - ABORDAGEM RELACIONAL 1. INTRODUÇÃO A abordagem relacional é muito próxima do modelo lógico é uma descrição de um banco de dados no nível de abstração visto pelo usuário do SGBD. Assim, o modelo

Leia mais

Informática. Banco de Dados Relacional. Professor Julio Alves.

Informática. Banco de Dados Relacional. Professor Julio Alves. Informática Banco de Dados Relacional Professor Julio Alves www.acasadoconcurseiro.com.br Informática 1. BANCOS DE DADOS RELACIONAL Um BD relacional possui apenas um tipo de construção, a tabela. Uma

Leia mais

Tipos de Dados. Banco de Dados I Prof. Erinaldo Nascimento

Tipos de Dados. Banco de Dados I Prof. Erinaldo Nascimento FACULDADE ANGLO AMERICANO FOZ DO IGUAÇU Curso de Ciência da Computação 5º Período Disciplina: Banco de Dados I Prof. Erinaldo Sanches Nascimento Tipos de Dados Banco de Dados I Prof. Erinaldo Nascimento

Leia mais

Natanael Gonçalves Afonso 8º Período Engenharia da Computação Skydrive:

Natanael Gonçalves Afonso 8º Período Engenharia da Computação   Skydrive: Natanael Gonçalves Afonso 8º Período Engenharia da Computação Email: ngafonso7@hotmail.com Skydrive: http://sdrv.ms/wjyc3o Planejamento Prático http://www3.inatel.br/docentes/rosanna/cursos/planejamento-doconteudo-pratico-ec210-2013-1.html

Leia mais

Banco de dados. Conteúdo: DDL Prof. Patrícia Lucas

Banco de dados. Conteúdo: DDL Prof. Patrícia Lucas Banco de dados Conteúdo: DDL Prof. Patrícia Lucas O mysql MySQL Workbench é uma ferramenta de design de banco de dados visual que integra o desenvolvimento SQL, administração, design de banco de dados,

Leia mais

Fábio Borges de Oliveira. MySQL

Fábio Borges de Oliveira. MySQL Fábio Borges de Oliveira MySQL Incremento automático CREATE TABLE alunos ( registro MEDIUMINT NOT NULL AUTO_INCREMENT, nome CHAR(30) NOT NULL, PRIMARY KEY (registro) ); INSERT INTO alunos (nome) VALUES

Leia mais

Introdução ao Modelo Relacional

Introdução ao Modelo Relacional INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE Introdução ao Modelo Relacional Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 19/05/2016 Sumário Instalação do

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MODELO RELACIONAL

INTRODUÇÃO AO MODELO RELACIONAL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INTRODUÇÃO AO MODELO RELACIONAL Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 26/06/2013 SUMÁRIO Instalação do

Leia mais

Bando de Dados Web. Tipos de dados

Bando de Dados Web. Tipos de dados Bando de Dados Web Tipos de dados 4º TSI Jonathan de Matos A escolha dos tipos de dados Tipo de dado é o conjunto de valores e operações (domínio) que um determinado atributo ou variável pode armazenar.

Leia mais

BANCO DE DADOS GERENCIAL 1 A U L A 2

BANCO DE DADOS GERENCIAL 1 A U L A 2 BANCO DE DADOS GERENCIAL 1 A U L A 2 N Í V E I S D E V I S Ã O, S U B G R U P O D D L : C R I A N D O B A N C O D E D A D O S, C R I A N D O T A B E L A S, E S T R U T U R A D A T A B E L A CONCEITOS :

Leia mais

INTRODUÇÃO AO MYSQL. Eng. Computação

INTRODUÇÃO AO MYSQL. Eng. Computação INTRODUÇÃO AO MYSQL PROF. ME. HÉLIO ESPERIDIÃO Eng. Computação Iniciando o xampp e SGBD mysql Xampp é um pacote de programas que incluem Mysql Apache Php Phpmyadmin https://www.apachefriends.org/download.html

Leia mais

Introdução a SQL (parte 2)

Introdução a SQL (parte 2) Introdução a SQL (parte 2) Bases de Dados (CC2005) Departamento de Ciência de Computadores Faculdade de Ciências da Universidade do Porto Eduardo R. B. Marques DCC/FCUP Introdução a SQL parte 2 Tipos,

Leia mais

Mysql. Quanto mais informações você busca, mais você evolui. Vitor Ramos. Disciplina de Banco de Dados

Mysql. Quanto mais informações você busca, mais você evolui. Vitor Ramos. Disciplina de Banco de Dados Mysql Quanto mais informações você busca, mais você evolui. Vitor Ramos SQL Structured Query Language - Linguagem de Consulta Estruturada Desenvolvida pela IBM, nos anos 70; Inicialmente chamada SEQUEL

Leia mais

Modelagem de banco de dados com MySQL Workbench

Modelagem de banco de dados com MySQL Workbench Modelagem de banco de dados com MySQL Workbench Após o término desse curso, você estará apto à: Teoria: Reconhecer os principais tipos de dados suportados pelo MySQL 5.0 Otimizar espaço pela escolha certo

Leia mais

SQL Básica DDL. Prof. Marcos A. Schreiner. 21 de outubro de Curso de Licenciatura em Computação

SQL Básica DDL. Prof. Marcos A. Schreiner. 21 de outubro de Curso de Licenciatura em Computação SQL Básica DDL Prof. Marcos A. Schreiner Curso de Licenciatura em Computação 21 de outubro de 2015 Prof. Marcos A. Schreiner (UFPR) 21 de outubro de 2015 1 / 28 1 Introdução 2 SQL DDL CREATE Criar Banco

Leia mais

Modelo Lógico de Dados. Modelo Relacional

Modelo Lógico de Dados. Modelo Relacional Modelo Lógico de Dados Modelo Relacional 1 Composição de um Banco de Dados Relacional É composto de tabelas ou relações O termo tabela é mais comum nos produtos comerciais e na prática O termo relação

Leia mais

O modelo relacional encontra-se padronizado pela indústria de informática. Ele é chamado de

O modelo relacional encontra-se padronizado pela indústria de informática. Ele é chamado de Introdução O modelo relacional encontra-se padronizado pela indústria de informática. Ele é chamado de padrão SQL (Structured Query Language). O padrão SQL define precisamente uma interface SQL para a

Leia mais

BANCO DE DADOS WEB AULA 6. Tipos de Dados. professor Luciano Roberto Rocha.

BANCO DE DADOS WEB AULA 6. Tipos de Dados. professor Luciano Roberto Rocha. BANCO DE DADOS WEB AULA 6 Tipos de Dados professor Luciano Roberto Rocha www.lrocha.com A escolha dos tipos de dados Tipo de dado é o conjunto de valores e operações (domínio) que um determinado atributo

Leia mais

Banco de dados. Prof. Me. Hélio Esperidião

Banco de dados. Prof. Me. Hélio Esperidião Banco de dados Prof. Me. Hélio Esperidião Introdução Banco de dados Prof. Msc. Hélio Esperidião Banco de dados Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série

Leia mais

Banco de Dados. Linguagem SQL

Banco de Dados. Linguagem SQL Banco de Dados Linguagem SQL 1 A linguagem SQL: história Em junho de 1970, o matemático Edgar Frank Codd, publicou o artigo "A Relational Model of Data for Large Shared Data Banks" na revista "Communications

Leia mais

MODELO RELACIONAL Prof.: Jacson Tiola Técnico em Redes de Computadores

MODELO RELACIONAL Prof.: Jacson Tiola Técnico em Redes de Computadores MODELO RELACIONAL Prof.: Jacson Tiola Técnico em Redes de Computadores http://tiola.net Modelo Relacional Introduzido por Codd em 1970 (IBM/ Califórnia) Modelo com uma sólida base formal teoria dos conjuntos

Leia mais

P R O F. M E. H É L I O E S P E R I D I Ã O. Eng. Computação

P R O F. M E. H É L I O E S P E R I D I Ã O. Eng. Computação P R O F. M E. H É L I O E S P E R I D I Ã O Eng. Computação BANCO DE DADOS Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações relacionadas a um

Leia mais

A linguagem SQL

A linguagem SQL SQL 2008.1 A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua primeira versão

Leia mais

Banco de Dados I Introdução SQL

Banco de Dados I Introdução SQL Banco de Dados I Introdução SQL Frederico Queiroga fredericoqueiroga@gmail.com https://sites.google.com/site/fredericoqueiroga/ Linguagem SQL Aspectos Gerais: Independência do fabricante: Está incorporada

Leia mais

Escola Secundária de Albufeira. Comandos MySQL. (Páginas Web Dinâmicas: PHP e MySQL) Carlos Nunes

Escola Secundária de Albufeira. Comandos MySQL. (Páginas Web Dinâmicas: PHP e MySQL) Carlos Nunes Escola Secundária de Albufeira Comandos MySQL (Páginas Web Dinâmicas: PHP e MySQL) (csmnunes@gmail.com) 2009/2010 Criar Base de Dados CREATE DATABASE basededados; Apagar Base de Dados DROP DATABASE basededados;

Leia mais

P R O F. M E. H É L I O E S P E R I D I Ã O. Eng. Computação

P R O F. M E. H É L I O E S P E R I D I Ã O. Eng. Computação P R O F. M E. H É L I O E S P E R I D I Ã O Eng. Computação BANCO DE DADOS Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações relacionadas a um

Leia mais

SQL. Linguagem de Definição de Dados (DDL) Tipos em SQL. Tipos Data/Tempo em SQL (cont.)

SQL. Linguagem de Definição de Dados (DDL) Tipos em SQL. Tipos Data/Tempo em SQL (cont.) SQL Linguagem de Definição de Dados (DDL) Linguagem de Definição dos Dados Tipos em SQL Manipular Tabelas (relações) Integridade e Segurança Linguagem de Manipulação dos Dados Estrutura básica Operações

Leia mais

Revisando Banco de Dados. Modelo Relacional

Revisando Banco de Dados. Modelo Relacional : Revisando Banco de Dados Banco de Dados (BD) é o arquivo físico, em dispositivos periféricos, onde estão armazenados os dados de diversos sistemas, para consulta e atualização pelo usuário. Sistema Gerenciador

Leia mais

Modelo Relacional Wendel Melo

Modelo Relacional Wendel Melo Wendel Melo Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia www.facom.ufu.br/~wendelmelo Banco de Dados I 2 Proposto por Ted Codd em 1970; Se tornou padrão nos principais SGBD s de uso geral

Leia mais

BCD29008 Banco de dados

BCD29008 Banco de dados BCD29008 Banco de dados Linguagem SQL Prof. Emerson Ribeiro de Mello Instituto Federal de Santa Catarina IFSC campus São José mello@ifsc.edu.br http://docente.ifsc.edu.br/mello/bcd 21 de agosto de 2017

Leia mais

PCS3413. Engenharia de So-ware e Banco de Dados. Aula 16. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

PCS3413. Engenharia de So-ware e Banco de Dados. Aula 16. Escola Politécnica da Universidade de São Paulo PCS3413 Engenharia de So-ware e Banco de Dados Aula 16 Escola Politécnica da Universidade de São Paulo 1 SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE SQL - Structured Query Language Linguagem de acesso a Banco de Dados

Leia mais

A Linguagem SQL. Tecnologia de Base de Dados. MSc. Eugénio. Macumbe

A Linguagem SQL. Tecnologia de Base de Dados. MSc. Eugénio. Macumbe A Linguagem SQL Tecnologia de Base de Dados MSc. Eugénio. Macumbe A Linguagem SQL As raízes da linguagem SQL remontam a 1974, altura em que na IBM corp. se desenvolvia o protótipo de um sistema relacional

Leia mais

P R O J E T A N D O U M B A N C O D E D A D O S L O G I C A M E N T E P R O F. : A N D R É L U I Z M O N T E V E C C H I

P R O J E T A N D O U M B A N C O D E D A D O S L O G I C A M E N T E P R O F. : A N D R É L U I Z M O N T E V E C C H I Sistema de Gerenciamento de Banco de Dados P R O J E T A N D O U M B A N C O D E D A D O S L O G I C A M E N T E P R O F. : A N D R É L U I Z M O N T E V E C C H I Tirando vantagem do mecanismo relacional

Leia mais

Instrução Create Table

Instrução Create Table Tipos em SQL char(n): cadeia de caracteres de comprimento fixo n varchar(n): cadeia de caracteres de comprimento variável, com o máximo n especificado pelo utilizador int: inteiro (um subconjunto finito

Leia mais

Arquitetura dos SBDs Características e Benefícios Visão Geral de Projeto de BD MER: Entidades e Atributos Atividade.

Arquitetura dos SBDs Características e Benefícios Visão Geral de Projeto de BD MER: Entidades e Atributos Atividade. Banco de Dados Aula 1.4 - Sistemas de Banco de Dados Bruno Neiva Moreno Instituto Federal do Rio Grande do Norte Campus Nova Cruz bruno.moreno@ifrn.edu.br 1/25 Arquitetura dos SBDs 2/25 Objetivos dos SGBDs

Leia mais

O que é modelo lógico. Tipos de modelo

O que é modelo lógico. Tipos de modelo Modelo Lógico O que é modelo lógico Descrição de estruturas de dados em uma forma passível de ser processada por um SGBD; Não considera aspectos físicos de armazenamento, acesso e desempenho. Tipos de

Leia mais

DDL DML DCL DTL Tipos Numéricos: INT FLOAT DOUBLE Tipos String: CHAR VARCHAR BINARY BLOB TEXT Tipos Data e Hora: DATE TIME TIMESTAMP YEAR

DDL DML DCL DTL Tipos Numéricos: INT FLOAT DOUBLE Tipos String: CHAR VARCHAR BINARY BLOB TEXT Tipos Data e Hora: DATE TIME TIMESTAMP YEAR SQL Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada, foi desenvolvida pela IBM nos anos 70 para demonstrar a viabilidade do modelo relacional para bancos de dados. No final dos anos 80

Leia mais

Conceitos SQL SQL 19/03/2017 O que é dado? O que é BD? O que é uma informação? O que é SGBD? O que é SQL? O que é BD? O que é SGBD?

Conceitos SQL SQL 19/03/2017 O que é dado? O que é BD? O que é uma informação? O que é SGBD? O que é SQL? O que é BD? O que é SGBD? - ---@--- Conceitos O que é dado? O que é uma informação? O que é BD? O que é BD? O que é SGBD? O que é? O que é SGBD? Como se comunicar com o SGBD? 1 O que é? Onde Nasceu? Tipos de Bancos Relacionais

Leia mais

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS II -CRIANDO UM BD POSTGRESQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc.

PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS II -CRIANDO UM BD POSTGRESQL. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETOS II -CRIANDO UM BD POSTGRESQL Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. frozza@ifc-camboriu.edu.br DIAGRAMA CONCEITUAL DO BD DIAGRAMA LÓGICO DO BD Abrir o programa pgadmin III Iniciar

Leia mais

Modelo Relacional Wendel Melo

Modelo Relacional Wendel Melo Wendel Melo Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia www.facom.ufu.br/~wendelmelo Banco de Dados I Modelo Relacional 2 Modelo Relacional Proposto por Ted Codd em 1970; Se tornou padrão

Leia mais

UFG - Instituto de Informática

UFG - Instituto de Informática UFG - Instituto de Informática Curso: Sistemas de Informação Arquitetura de Software Prof.: Fabrízzio A A M N Soares professor.fabrizzio@gmail.com Aula 6.1 Revisão de Banco de Dados (SQL e acesso via aplicativo)

Leia mais

Modelo de dados relacional e as restrições de um BD relacional

Modelo de dados relacional e as restrições de um BD relacional Modelo de dados relacional e as restrições de um BD relacional O modelo relacional foi introduzido por Ted Codd, da IBM em 1970 atraiu a atenção em virtude de sua simplicidade e base matemática o modelo

Leia mais

Revisão Banco de Dados

Revisão Banco de Dados Revisão Banco de Dados Banco de Dados Banco de Dados: Conjunto de dados, organizados por categorias, de modo a facilitar a pesquisa, comparação e atualização das informações. Os banco de dados são os locais

Leia mais

Professor Eros Moura, DSc

Professor Eros Moura, DSc Professor Eros Moura, DSc Nesse capítulo: Modelo Lógico Modelo Físico 2016 Ifes - Campus Cachoeiro de Itapemirim Eros Moura - BD-I 2 Durante o projeto lógico o modelo conceitual é convertido para um modelo

Leia mais

Aula 01 Revisão Geral Banco de Dados I Conceito de Banco de Dados e SGBD

Aula 01 Revisão Geral Banco de Dados I Conceito de Banco de Dados e SGBD Aula 01 Revisão Geral Banco de Dados I Conceito de Banco de Dados e SGBD Banco de Dados (BD) é o arquivo físico, em dispositivos periféricos, onde estão armazenados os dados de diversos sistemas, para

Leia mais

Prof. Fabiano Taguchi

Prof. Fabiano Taguchi BANCO DE DADOS Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com MODELO RELACIONAL O modelo relacional é baseado no conceito de relações (conjuntos), neste modelo as

Leia mais

MySQL + PHP 06/05/2015. IFSC/campus Florianópolis Programação para a WEB Prof. Herval Daminelli

MySQL + PHP 06/05/2015. IFSC/campus Florianópolis Programação para a WEB Prof. Herval Daminelli 1 MySQL + PHP MySQL é um dos sistemas de gerenciamento de banco de dados mais usados da atualidade, que utiliza a linguagem de manipulação de dados chamada SQL (structured query language ou linguagem de

Leia mais

Exemplos de Vistas SQL. Tipos em SQL. Linguagem de Definição de Dados (DDL) CREATE VIEW todososclientes As

Exemplos de Vistas SQL. Tipos em SQL. Linguagem de Definição de Dados (DDL) CREATE VIEW todososclientes As Exemplos de Vistas SQL Considere-se a vista (com o nome todososconsumidores) contento os nomes das agências e seus clientes CREATE VIEW todososclientes As Π nomebalcao,nomecliente (temconta conta) Π nomebalcao,nomecliente

Leia mais

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS. Prof. Msc. Hélio Esperidião

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS. Prof. Msc. Hélio Esperidião INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS Prof. Msc. Hélio Esperidião BANCO DE DADOS Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações relacionadas a um determinado

Leia mais

3. Linguagem de Programação C

3. Linguagem de Programação C Introdução à Computação I IBM1006 3. Linguagem de Programação C Prof. Renato Tinós Departamento de Computação e Matemática (FFCLRP/USP) 1 Principais Tópicos 3.2. Estrutura de Programas e Representação

Leia mais

Modelagem Física e SQL

Modelagem Física e SQL Programação em Banco de Dados - Parte 1 Modelagem Física e SQL Prof. Pablo Passos prof.pablo.passos@gmail.com SQL - Um modelo físico é gerado a partir de um modelo lógico já construído. A geração dos objetos

Leia mais

Banco de Dados I 3 Modelagem de Dados Lógico e Físico

Banco de Dados I 3 Modelagem de Dados Lógico e Físico Banco de Dados I 3 Modelagem de Dados Lógico e Físico Grinaldo Lopes de Oliveira (grinaldo( grinaldo@gmail.com) Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas * Material com créditos

Leia mais

Modelo Relacional (Parte 1) Abordagem Relacional

Modelo Relacional (Parte 1) Abordagem Relacional Modelo Relacional (Parte 1) Definições: Relação, Atributo e Tuplas Definição de Chaves; Tipos de Chaves; Exercícios de fixação Abordagem Relacional Utilizada em SGBDs do tipo relacional; Modelagem a nível

Leia mais

BCD29008 Banco de dados

BCD29008 Banco de dados BCD29008 Banco de dados Modelo ER & Modelo Relacional Prof. Emerson Ribeiro de Mello Instituto Federal de Santa Catarina IFSC campus São José mello@ifsc.edu.br http://docente.ifsc.edu.br/mello/bcd 18 de

Leia mais

Modelo Relacional. Aula 02

Modelo Relacional. Aula 02 Aula 02 Modelo Relacional É um modelo baseado em relações, seus dados no BD são representados através de tabelas, ou seja, sua coleção ou relação recebe cada uma um nome único. Revisando: Dados: é o conteúdo

Leia mais

Modelo Lógico. Felippe Lima Felippels.wordpress.com

Modelo Lógico. Felippe Lima Felippels.wordpress.com Modelo Lógico Felippe Lima Felippels.wordpress.com Abordagem Relacional Abordagem de modelagem de dados utilizada nos sistemas de gerenciamento de bancos de dados do tipo relacional. Modelagem a nível

Leia mais

PARTE I - INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS

PARTE I - INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS Introdução a Banco de Dados Prof Sérgio Carlos Portari Jr PARTE I - INTRODUÇÃO A BANCO DE DADOS CAPÍTULO I - CONCEITOS BÁSICOS Introdução 01 1 Arquivo 02 2 Registro 02 3 Campo 03 4 Chave Primária 04 5

Leia mais

Modelo Relacional Prof. Msc Denival A. dos Santos

Modelo Relacional Prof. Msc Denival A. dos Santos Modelo Relacional Prof. Msc Denival A. dos Santos Introdução Criado por Edgar F. Codd em 70 (primeiros sistemas relacionais: 1977 78: System R e Ingres); O modelo relacional é um modelo lógico fundamentado

Leia mais

SQL PostgreSQL. I Criação de Tabelas. Disciplina: SCC0241 Bases de Dados Professor: Eduardo Hruschka Estagiária PAE: Dayse de Almeida

SQL PostgreSQL. I Criação de Tabelas. Disciplina: SCC0241 Bases de Dados Professor: Eduardo Hruschka Estagiária PAE: Dayse de Almeida SQL PostgreSQL I Criação de Tabelas Disciplina: SCC0241 Bases de Dados Professor: Eduardo Hruschka Estagiária PAE: Dayse de Almeida Composição da SQL Linguagem de Definição de Dados (DDL): Comandos para

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa

Prof.: Clayton Maciel Costa Banco de Dados Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Agenda Transformação entre Modelos Algoritmo de Mapeamento ER Relacional 2 Abordagem ER para o projeto lógico de BD relacionais 3

Leia mais

BANCO DE DADOS. Bacharelado em Sistemas de Informação MODELAGEM DE DADOS. Profº Luciano Roberto Rocha. Itararé, 2º período

BANCO DE DADOS. Bacharelado em Sistemas de Informação MODELAGEM DE DADOS. Profº Luciano Roberto Rocha. Itararé, 2º período BANCO DE DADOS Bacharelado em Sistemas de Informação MODELAGEM DE DADOS Profº Luciano Roberto Rocha Itararé, 2º período CONCEITOS MODELO ENTIDADE RELACIONAMENTO Entidade Relacionamento Atributos Cardinalidade

Leia mais

Parte II Modelo de Dados Relacional. Evandro E. S. Ruiz

Parte II Modelo de Dados Relacional. Evandro E. S. Ruiz Parte II Modelo de Dados Relacional Evandro E. S. Ruiz evandro@usp.br 1 Intro Modelo relacional introduzido por Ted Codd (IBM) em 1970 Modelo simples matematicamente. Usa conceitos de relações matemáticas

Leia mais

Modelagem Física e SQL

Modelagem Física e SQL Programação em Banco de Dados - Parte 1 Modelagem Física e SQL Prof. Pablo Passos prof.pablo.passos@gmail.com SQL - Um modelo físico é gerado a partir de um modelo lógico já construído. A geração dos objetos

Leia mais

conteúdos. bases de dados, SGBD e aplicações. conceitos. modelo relacional (DER) conceitos

conteúdos. bases de dados, SGBD e aplicações. conceitos. modelo relacional (DER) conceitos conceitos 1 conteúdos A necessidade de processamento de DADOS em tempo útil de forma a recolher INFORMAÇÃO relevante, foi sempre uma necessidade sentida pelo Homem. conceitos modelo relacional (DER) 04-01-2012

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INTRODUÇÃO A SQL

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INTRODUÇÃO A SQL INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE INTRODUÇÃO A SQL Docente: Éberton da Silva Marinho e-mail: ebertonsm@gmail.com 02/06/2016 SUMÁRIO SQL DDL DML SQL (STRUCTURED

Leia mais

Revisão e Exercícios. Relacionamento. Projeto de Bancos de Dados. Chave e Domínio. Tipos de Atributos

Revisão e Exercícios. Relacionamento. Projeto de Bancos de Dados. Chave e Domínio. Tipos de Atributos Projeto de Bancos de Dados Mini Mundo DCC011 Revisão e Exercícios Mirella M. Moro Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais mirella@dcc.ufmg.br Independente de SGBD Específico

Leia mais

A linguagem SQL

A linguagem SQL SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua primeira versão recebeu o nome de

Leia mais

Sistemas de Gestão De Bases de Dados. Criação de Tabelas na vista estrutura. Módulo 2. A Professora: Vanda Pereira

Sistemas de Gestão De Bases de Dados. Criação de Tabelas na vista estrutura. Módulo 2. A Professora: Vanda Pereira Sistemas de Gestão De Bases de Dados Criação de Tabelas na vista estrutura A Professora: Vanda Pereira Módulo 2 Para criar uma tabela basta clicar no separador Criar grupo Tabela Vai aparecer no lado esquerdo

Leia mais

Bancos de Dados Aula #2 - Modelos Conceituais de Dados

Bancos de Dados Aula #2 - Modelos Conceituais de Dados Bancos de Dados Aula #2 - Modelos Conceituais de Dados Prof. Eduardo R. Hruschka * Slides baseados no material elaborado pelas professoras: Cristina D. A. Ciferri Elaine P. M. de Souza Motivação Objetivo

Leia mais

MODELO DE BANCO DE DADOS RELACIONAL

MODELO DE BANCO DE DADOS RELACIONAL UNINGÁ UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR INGÁ FACULDADE INGÁ CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO BANCO DE DADOS I MODELO DE BANCO DE DADOS RELACIONAL Profº Erinaldo Sanches Nascimento Objetivos Descrever os princípios básicos

Leia mais

Minicurso3 Introdução ao Banco de Dados MySQL

Minicurso3 Introdução ao Banco de Dados MySQL I Workshop de Informática INFO-BAIANO 12 a 13 de nov. de 2011 Minicurso3 Introdução ao Banco de Dados MySQL Prof. Pablo Freire Matos Informática - Instituto Federal Baiano (IFBAIANO) pablofmatos@yahoo.com.br

Leia mais

MATA60 BANCO DE DADOS Aula 3- Modelo de Entidades e Relacionamentos. Prof. Daniela Barreiro Claro

MATA60 BANCO DE DADOS Aula 3- Modelo de Entidades e Relacionamentos. Prof. Daniela Barreiro Claro MATA60 BANCO DE DADOS Aula 3- Modelo de Entidades e Relacionamentos Prof. Daniela Barreiro Claro Agenda Modelo de Dados MER 2 de X; X=37 Modelo de Dados O Modelo de Dados é a principal ferramenta que fornece

Leia mais

18/03/2012. Independência de Dados: capacidade de modificar a definição dos esquemas em. determinado nível, sem afetar o esquema do nível superior;

18/03/2012. Independência de Dados: capacidade de modificar a definição dos esquemas em. determinado nível, sem afetar o esquema do nível superior; Modelagem Conceitual 2012.1 2 Independência de Dados: capacidade de modificar a definição dos esquemas em determinado nível, sem afetar o esquema do nível superior Independência de dados física: modifica

Leia mais

Administração de Banco de Dados. Aula 01. Prof. Marcos Alexandruk

Administração de Banco de Dados. Aula 01. Prof. Marcos Alexandruk Administração de Banco de Dados Aula 01 Prof. Marcos Alexandruk Olá! Eu sou o Dadolino. Veja ao lado qual será o conteúdo desta aula. O que são bancos de dados relacionais? A linguagem SQL Tipos de dados

Leia mais

Banco de Dados. Aula 6 - Prof. Bruno Moreno 09/09/2011

Banco de Dados. Aula 6 - Prof. Bruno Moreno 09/09/2011 Banco de Dados Aula 6 - Prof. Bruno Moreno 09/09/2011 Banco de Dados I MODELO RELACIONAL 16:52 Modelos anteriores Modelo hierárquico e em rede Propostos na década de 60 Implementados durante décadas de

Leia mais

Disciplina: Banco de Dados I Professora: Ms. Márcia Jani. Trabalho de BD1

Disciplina: Banco de Dados I Professora: Ms. Márcia Jani. Trabalho de BD1 Disciplina: Banco de Dados I Professora: Ms. Márcia Jani 1 Trabalho de BD1 Objetivo O objetivo deste trabalho é aplicar os conceitos aprendidos nas aulas, em um projeto prático de modelagem, implementação

Leia mais

Restrições de Integridade. Prof. Jefferson Silva CEFET.PHB - PI

Restrições de Integridade. Prof. Jefferson Silva CEFET.PHB - PI Restrições de Integridade Prof. Jefferson Silva CEFET.PHB - PI Restrições de Integridade Um dos principais objetivos de um SGBD é a integridade dos dados. Um banco de dados íntrego é um banco que reflete

Leia mais

Banco de Dados? Banco de Dados Professor Vanderlei Frazão

Banco de Dados? Banco de Dados Professor Vanderlei Frazão Banco de Dados? OU Vamos por partes... O que são dados? Definições... 1. Dados são observações documentadas ou resultados de medições. 2. Dados são matéria bruta de que é feita a informação. 3. Valores

Leia mais

Banco de Dados. Aula 3 - Prof. Bruno Moreno 26/08/2011

Banco de Dados. Aula 3 - Prof. Bruno Moreno 26/08/2011 Banco de Dados Aula 3 - Prof. Bruno Moreno 26/08/2011 Aula passada.. PostgreSQL Profissionais de BD Vantagens do uso de BD Modelagem de Dados Esquema de Banco de Dados Arquitetura de Banco de Dados Independência

Leia mais

BANCO DE DADOS. Araújo Lima. Jan / Araújo

BANCO DE DADOS. Araújo Lima. Jan / Araújo BANCO DE DADOS Lima Jan / 2017 1 Índice 1.Introdução a Sistemas de Banco de Dados Evolução dos Sistemas de Informação Conceitos de Bancos de Dados Usuários de Banco de Dados Banco de Dados X Linguagens

Leia mais

MODELAGEM DE DADOS UNIDADE 4 Modelo Entidade-Relacionamento. Luiz Leão

MODELAGEM DE DADOS UNIDADE 4 Modelo Entidade-Relacionamento. Luiz Leão Luiz Leão luizleao@gmail.com http://www.luizleao.com Conteúdo Programático 4.1 Modelo de Dados Relacional 4.2 Chave Primária 4.3 Restrições de Integridade 4.4 Mapeamento do MER para o Modelo Relacional

Leia mais

Chave alternativa. Angélica Toffano Seidel Calazans Abordagem Relacional

Chave alternativa. Angélica Toffano Seidel Calazans   Abordagem Relacional Chave alternativa Quando mais de uma coluna ou combinação podem servir para distinguir uma linha das demais Codempreg ado Nome CodDepto CPF E5 Ana D1 2224441995 E4 Eva D1 4445666777 E1 Pedro D2 4456879908

Leia mais

LINGUAGEM SQL Linguagem usada em SGBD para: Definir estrutura de dados; Modificar dados em um banco de dados; Especificar restrições de segurança; Rea

LINGUAGEM SQL Linguagem usada em SGBD para: Definir estrutura de dados; Modificar dados em um banco de dados; Especificar restrições de segurança; Rea BANCO DE DADOS Prof. Fabiano Taguchi http://fabianotaguchi.wordpress.com fabianotaguchi@hotmail.com SQL A Structed Query Language foi desenvolvida em 1974 nos laboratório da IBM em San José na Califórnia,

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados

SQL Linguagem de Definição de Dados SQL Linguagem de Definição de Dados Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais

Leia mais

BANCO DE DADOS. Vinícius Pádua

BANCO DE DADOS. Vinícius Pádua BANCO DE DADOS O que é Banco de Dados? Introdução Para que serve um arquivo? Salvar, atualizar, recuperar,... Aplicativos e Arquivos Utilizam para salvar os dados mesmo após o programa fechar Estrutura

Leia mais

Banco de Dados. Banco de Dados

Banco de Dados. Banco de Dados Banco de Dados Banco de Dados Data Warehouse: banco de dados contendo dados extraídos do ambiente de produção da empresa, que foram selecionados e depurados, tendo sido otimizados para processamento de

Leia mais

BANCO DE DADOS PARA NINJAS

BANCO DE DADOS PARA NINJAS BANCO DE DADOS PARA NINJAS PARANGABA RONNISON REGES VIDAL Ceará, 25 de Outubro de 2016 ROTEIRO l Conhecimento Pra que usar? Ferramentas SGBD's Consultas (Jutsu) Linguagem de Consulta PRA QUE USAR? PRA

Leia mais

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD

Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Aula 01 Conceito de Banco de Dados e SGBD Dado: conjunto de símbolos arranjados a fim de representar a informação fora da mente humana. Elemento de Dado: subconjunto de símbolos que compõem um dado com

Leia mais

Aula 6 BD1 Modelo Relacional. Profa. Elaine Faria UFU

Aula 6 BD1 Modelo Relacional. Profa. Elaine Faria UFU Aula 6 BD1 Modelo Relacional Profa. Elaine Faria UFU - 2017 Introdução Modelo Relacional Proposto por Codd em 1970 Revolucionou a área de banco de dados É o modelo dominante base para os SGBDs líderes

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÃO Modelo Conceitual. Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos FMS

SISTEMA DE INFORMAÇÃO Modelo Conceitual. Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos FMS SISTEMA DE INFORMAÇÃO Modelo Conceitual Prof. Luiz Fernando Laguardia Campos FMS lflcampos@machadosobrinho.com.br Modelo conceitual Um modelo conceitual é uma descrição do banco de dados de forma independente

Leia mais

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS(MYSQL) E PHP

INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS(MYSQL) E PHP INTRODUÇÃO BANCO DE DADOS(MYSQL) E PHP Prof. Msc. Hélio Esperidião BANCO DE DADOS Podemos entender por banco de dados qualquer sistema que reúna e mantenha organizada uma série de informações relacionadas

Leia mais

Introdução ao Banco de Dados. Banco de Dados

Introdução ao Banco de Dados. Banco de Dados Introdução ao Banco de Dados Prof. Tiago Garcia de Senna Carneiro UFOP Prof. Técnicas de Programação II 2006 PARTE 1: Conceitos Básicos Banco de Dados SGDB: Sistema Gerenciador de Banco de Dados Definição:

Leia mais