Área: Universidade na Sociedade do Conhecimento

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Área: Universidade na Sociedade do Conhecimento"

Transcrição

1 Área: Universidade na Sociedade do Conhecimento O TelEduc como recurso virtual de aprendizagem e apoio ao ensino presencial: relato de uma experiência de uso em um curso semi-presencial de Ensino Superior. Italo Oscar Riccardi Leon Maria Tereza D. de Paula Teresinha F. Nogueira Resumo: Nas atuais propostas educativas brasileiras há uma discussão vigente que está em andamento nos cursos de graduação e começa a destacar-se pelos diversos resultados qualitativos e possibilidades de aplicação no ensino superior. Trata-se do uso dos ambientes virtuais de aprendizagem (AVA) -concebidos como recursos tecnológicos ou ferramentas digitais de comunicação utilizados para mediar a aprendizagem- que podem complementar e/ou apoiar o ensino presencial. O TelEduc é um software livre que se constitui em um ambiente virtual de aprendizagem interativa que possibilita a criação, desenvolvimento e administração de cursos a distância. O objetivo do presente estudo é descrever e analisar uma experiência em andamento com o uso do TelEduc na disciplina de Iniciação Científica ministrada para alunos do penúltimo ano do curso de Ciências Biológicas da Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que nunca haviam estudado em ambientes virtuais. A experiência foi realizada na modalidade semi-presencial e teve como propósitos principais utilizar a plataforma não somente para facilitar ao aluno a apropriação do conteúdo da disciplina mas, também, auxiliar na motivação, na participação e na familiarização dos discentes com tecnologias inovadoras. A análise da familiarização dos estudantes com o ambiente virtual foi realizada através da ferramenta Diário de Bordo. Os resultados evidenciados pelas anotações e reflexões dos alunos na ferramenta mostraram-se bastante satisfatórios no que se refere à familiarização com o ambiente virtual e associados a um alto grau de aceitação da nova tecnologia. Palavras Chaves: TelEduc ambiente virtual de aprendizagem modalidade de ensino semi-presencial relato de experiência educativa ensino superior.

2 Introdução Torna-se quase impossível imaginar ou pensar uma sociedade atual sem a presença e uso das novas tecnologias de informação e comunicação (NTIC). Estas tecnologias trouxeram consigo uma nova maneira de (re)organizar a atividade humana nas mais diversas áreas do conhecimento, provocando uma significativa mudança no modo de conhecer do homem contemporâneo ou homo digitalis, termo cunhado por Negroponte (1995) para referir-se ao homem de nossa época que interage, conhece e aprende através de ambientes virtuais de aprendizagem (AVA). Com o advento da Internet e sua incorporação definitiva nos processos de comunicação, os ambientes virtuais de aprendizagem se constituíram em modernos espaços de interação virtual que, ao serem aplicados nos diversos campos das atividades humanas, possuem a capacidade de provocar mudanças significativas na maneira de ensinar, aprender e interagir com o conhecimento. Segundo Kenski (2003) o ambiente educacional virtual não suprime o espaço educacional presencial; ao contrário, ele o amplia, criando novas possibilidades de comunicação e agregação e também novas oportunidades para o avanço na ação e na formação do cidadão. Os ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs) são um dos principais elementos definidores das novas tecnologias de informação e comunicação educacionais. São ambientes que oferecem condições para que a interatividade, um conceito chave na comunicação mediada por computador, possa ser desenvolvida, facilitando assim a comunicação extra classe entre professor e alunos e também entre alunos, aspectos imprescindíveis que devem ser considerados em todo processo de ensinoaprendizagem. A interação é considerada um dos pré-requisitos fundamentais para a realização da aprendizagem e ela pode ser ainda mais desenvolvida se considerarmos que num ambiente virtual de aprendizagem a mediação tecnológica possibilita ao aluno pesquisar, descobrir e desenvolver atividades no tempo, ritmo de trabalho e espaço em que se localiza a distância e até seguindo suas próprias necessidades e interesses, valorizando suas descobertas. Os ambientes virtuais de aprendizagem (AVAs) são concebidos como recursos tecnológicos ou ferramentas digitais de comunicação que surgiram como outros possíveis espaços educacionais, à distância, permitindo a interação síncrona, aquela que ocorre ou se estabelece em tempo real, e a interação assíncrona, aquela que

3 ocorre ou se estabelece em tempos e espaços diferentes. Segundo Valentini & Sacramento (2005, p.19:), um ambiente virtual de aprendizagem é: um espaço social, constituindo-se de interações cognitivo-sociais sobre ou em torno de um objeto de conhecimento: um lugar na Web, cenários onde as pessoas interagem, mediadas pela linguagem da hipermídia, cujos fluxos de comunicação entre os interagentes são possibilitados pela interface gráfica. O fundamental não é a interface em si mesma, mas o que os interagentes fazem com essa interface. O presente estudo insere-se no campo da prática pedagógica universitária mediada por recursos tecnológicos, mais especificamente pela utilização do TelEduc considerado um software livre ou um ambiente virtual de aprendizagem que possibilita a criação, participação e administração de cursos a distância, e tem como objetivo descrever e analisar uma experiência em andamento na modalidade semi-presencial com o uso do TelEduc na disciplina de Iniciação Científica ministrada para alunos do penúltimo ano do curso de Ciências Biológicas da Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), que nunca haviam estudado em ambientes virtuais. A análise da familiarização dos estudantes com o ambiente virtual foi realizada através da ferramenta Diário de Bordo. 1. O TelEduc, um ambiente virtual de aprendizagem O TelEduc é um ambiente de ensino a distância pelo qual se pode realizar cursos através da Internet e foi desenvolvido pelos pesquisadores do Núcleo de Informática Aplicada a Educação (NIED) e pelo Instituto de Computação (IC) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Este ambiente teve seu início em 1997 e surgiu tendo como meta a formação de professores para a Informática na Educação. Segundo Silva (2003), o desenvolvimento do TelEduc é participativo e se caracteriza por atender públicos diversos e ser flexível quando aplicado a contextos educativos ou ambientes virtuais de aprendizagem que utilizam a Internet como um novo meio para construção de conhecimentos, ou seja, como uma oportunidade para que as pessoas possam discutir, compartilhar e colaborar na elaboração de saberes. O TelEduc é considerado um software livre e tem possibilitado inúmeras aplicações e desenvolvimento de experiências educativas nos mais variados âmbitos do conhecimento (MORAES, 2002; BARBOSA, 2005; SILVA, 2005). Tornou-se uma

4 ferramenta accessível e capaz de atender a necessidades e interesses de inovação, mudança e melhoria da qualidade de ensino. A introdução da informática em larga escala em todos os setores da sociedade trouxe consigo o desafio de se redefinir o papel dos recursos tecnológicos aplicados à educação e a função do ensino a distância (EAD) nas instituições educativas. A Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP), a partir do marco da Declaração Mundial sobre Educação Superior no Século XXI (1998), que ressaltou em um dos seus artigos o potencial e desafio da tecnologia, e do seu Projeto de Desenvolvimento Institucional (PDI, ), iniciou uma série de ações técnico-educativas, visando principalmente a divulgação, formação e implantação do ensino a distância nos seus cursos da Graduação. Em 2003, uma destas ações se caracterizou por implantar o Sistema de Educação a Distância (SED) com a finalidade de servir de espaço interdisciplinar de apoio e/ou complementação ao ensino presencial. Desta maneira, foram criados novos ambientes de ensino aprendizagem e o SED adotou o TelEduc como novo ambiente ou plataforma virtual de aprendizagem, inserido na Univap Virtual, departamento criado exclusivamente para acompanhar e administrar os cursos e/ou disciplinas ministradas a distância. 2. Implementação e alguns resultados de uma experiência de uso do TelEduc em um curso semi-presencial de Ensino Superior A experiência em tela teve como finalidade utilizar o TelEduc na disciplina de Iniciação Científica ministrada para alunos do penúltimo ano do curso de Ciências Biológicas da Universidade do Vale do Paraíba (UNIVAP) que nunca haviam estudado em ambientes virtuais. A opção pelo TelEduc nesta disciplina e curso foi uma escolha que levou em conta o número de alunos, ao todo dezesseis, o que permitiu um bom acompanhamento e interação virtual por parte do professor encarregado de ministrar a disciplina, sendo um grupo cujas características revelaram ser já experiente e familiarizado em geral com tópicos da disciplina de Iniciação Científica, um assunto que implicaria uma mediação didática, além de desafiadora, extremamente incentivadora e dinâmica. A experiência foi realizada como modalidade semi-presencial e objetivou o uso do TelEduc não somente como um recurso ou ferramenta virtual para facilitar ao aluno um vínculo com o conteúdo da disciplina, senão também, e fundamentalmente, incentivar sua participação e familiarizá-lo com tecnologias inovadoras. A análise da

5 familiarização dos estudantes com o ambiente virtual foi realizada através da ferramenta Diário de Bordo e do registro das suas percepções verbalizadas. Segundo Moraes (2002, p.207) o Diário de Bordo tem como objetivo disponibilizar um local em que o aluno pode fazer uma reflexão a respeito do seu processo de aprendizagem, considerando que o termo Diário sugere um diário pessoal e Bordo evoca a idéia de percurso ao longo do curso. Após a terceira semana de atividades semi-presenciais utilizando o TelEduc, uma vez iniciado o curso, os alunos já se haviam cadastrado no sistema, conhecido as ferramentas da plataforma virtual, navegado pelo ambiente e desenvolvido as primeiras tarefas interativas. Realizada esta etapa de completa familiarização com o TelEduc, foi solicitado a cada um dos discentes escrever uma nota ou registro no Diário de Bordo com suas primeiras impressões em relação à participação e desenvolvimento das primeiras atividades realizadas através da plataforma de ensino virtual (TelEduc); o objetivo foi, pelas informações obtidas no Diário de Bordo, formarse uma idéia da opinião dos alunos, sujeitos e atores do processo, sobre se estava valendo a pena utilizar a plataforma de ensino virtual e/ou se deveriam ser reformuladas as estratégias de ensino do curso. Os depoimentos dos alunos presentes no Diário de Bordo do curso são a seguir transcritos textualmente e identificados por números para assegurar a privacidade de cada um: Aluno 1 Em relação a minha participação e desenvolvimento das atividades, tenho conseguido acompanhar sem maiores dificuldades. Estou achando interessante, pois podemos expor nossas opiniões e conhecer um pouco mais sobre os nossos colegas de faculdade. Aluno 2 A plataforma é algo novo para mim no quesito educação via internet! Tem sido gostoso aprender a lhe dar com ela e a utilizar este tipo de ferramenta! Assim a aula não termina na sala de aula e podemos continuar tendo contato em casa, ou ate mesmo em caso de falta nos manter atualizados. Através dela também é possível um bom contato com o professor, o que pode auxiliar em duvidas e a organização da matéria lecionada tbm! Aluno 3 Estou gostando dessa nova ferramenta de ensino, embora tenha encontrado dificuldade para me atualizar, uma vez que não tenho muito tempo disponível para o acesso à Internet, então tenho "viajado" nas atividades. Se alguém puder me dar um "Help" no que eu tenho que fazer esta semana, agradeço. Aluno 4 Esse complemento das aulas é muito bom, pois as discussões feitas por aqui, muitas vezes são mais produtivas que as discussões realizadas em aula. Isso ocorre devido a uma melhor

6 expressão escrita e também por que por aqui não rola a famosa gritaria ou o famoso mercado de peixe, cada um tem sua vez!!rsrsrsrs. Aluno 5 Gostei muito da plataforma, bem dinâmica e intuitiva. Por enquanto não encontrei nenhuma dificuldade. Aluno 6 Achei leve a plataforma bom para qualquer tipo de plataforma, até para PC s antigos. Aluno 7 Achei bastante interessante essa nova forma de complemento da aula, uma plataforma referente a matéria onde todos expressam sua opinião e cumprem tarefas. É um tanto quanto diferente, pois nesses 3 anos, indo para o 4º, nunca tínhamos tido algo do tipo. A plataforma em si é de fácil entendimento, dinâmica, com diferentes áreas. Está aí mais um passo da tecnologia, o qual não podíamos ficar de fora. Aluno 8 No que tange à ferramenta, posso afirmar que está sendo um novo método de aprendizado. É um método diferente de aprender, e muito prático, já estou me familiarizando. Essa ferramenta nos permite um contato virtual com todos os colegas de classe. e permite que tenhamos um acesso mais fácil ao professor.eu acho que todos os professores deveriam adotar esse método pois para mim, está sendo ótimo. Através da mesma, pode-se constatar quem realmente está participando das tarefas, sendo desta forma o professor pode acompanhar mais de perto o que está sendo feito. Aluno 9 Esta experiência está nova e legal para mim, claro que tudo que é novo é um pouco difícil, mas não impossível de se fazer. Acho que está forma de ensino a distância é importante para proporcionar o desenvolvimento cultural para todas as pessoas. Além disso, você pode conhecer e desenvolver trabalhos científicos com pessoas de outros lugares. Aluno 10 Estou satisfeito com essa nova ferramenta de estudo, pois ela dá uma liberdade de estudo, onde o aluno tem a liberdade de fazer seu próprio horário não precisando se locomover até a faculdade. Aluno 11 Em minha opinião, aprender disciplinas escolares de forma virtual é uma experiência nova e moderna, uma forma de manter contato com o corpo docente fora da sala de aula e poder desenvolver seus projetos escolares de forma mais prática, dentro da sala de aula e fora desta. Aluno 12 Para mim esta forma de ensino é uma novidade, receber e realizar atividades online é bem prático, mas exige dedicação também. Estou gostando desta experiência e tenho certeza que será muito útil na preparação do meu trabalho de graduação. Aluno 13 Estudo na Univap há 3 anos e não sabia que a universidade possuía esta ferramenta de ensino. Quando fiquei conhecendo na aula de Iniciação Científica, no primeiro instante meu sentimento foi de revolta pelo fato de que poderíamos estar utilizando esta ferramenta em outras matérias. No entanto, considerei o fato de que mesmo atrasada, estava tendo a oportunidade de conhecer este método muito interessante. Aluno14 A praticidade que temos com o ensino a distância é uma experiência bem interessante, claro que precisamos ter a consciência de que tudo se torna mais fácil, mas que precisamos além de

7 tudo, ter o comprometimento de estar presente nesta nova prática de ensino. Gostei muito de poder participar deste novo método de ensino e espero que outras disciplinas estejam disponíveis neste espaço. Aluno 15 Bom, achei a plataforma muito interessante, pois nunca havia tido a oportunidade de participar de um ensino á distancia; as atividades ficam mais fáceis de serem feitas, pois o acesso á internet é uma ferramenta de uso diário e não precisa sair de casa para desenvolver as atividades. Aluno 16 Acho que as aulas pelo Teleduc estão ótimas porque possuo pouco tempo e estou sempre cheio de atribuições, e uma ferramenta que facilita minha vida. A respeito da aula pra mim esta sendo ótimo porque estou a prendendo uma matéria com nova metodologia que pra mim está sendo ótimo, e a respeito do feriado veio na hora certa para estudar para as provas. Os registros acima indicam a participação de todos os alunos e o alto grau de reconhecimento do uso da plataforma como uma modalidade de aprendizagem interessante e motivadora. Indicam, também, o reconhecimento pelos discentes da modalidade de ensino como possibilitadora de uma interação mais intensa e clara (livre dos ruídos da sala de aula) entre os alunos. Identifica-se também, em alguns depoimentos, o reconhecimento de uma possibilidade maior de partilhar as aprendizagens através do ambiente analisado. A experiência é percebida como uma novidade, uma nova forma de ensino ou nova metodologia e não oferece maiores dificuldades de manipulação; portanto, deve ser aproveitada. Também são apontadas descobertas e vantagens de flexibilidade do TelEduc, um dos princípios do ensino a distância no sentido de considerar possível aproveitar melhor o tempo e programar outros horários para desenvolver as atividades de forma não presencial. 3. Considerações Finais Os resultados evidenciados pelas anotações e reflexões dos alunos utilizando a ferramenta, mostraram-se bastante satisfatórios no que se refere à familiarização com o ambiente virtual e associados a um alto grau de aceitação da nova tecnologia, o que permite evidenciar como favorável o uso de ambientes virtuais de aprendizagem, neste caso, o TelEduc como recurso virtual de apoio ou complemento do ensino presencial. A ferramenta Diário de Bordo do TelEduc permite aos alunos descrever e refletir sobre seu processo de aprendizagem; as diversas anotações postadas pelos alunos

8 que cursam a disciplina de Iniciação Científica ministrada no penúltimo ano do curso de Ciências Biológicas da UNIVAP, possibilitaram se conhecer de perto a experiência vivenciada e em andamento do curso pelos alunos e forneceram elementos para a reflexão do professor a respeito das estratégias, atividades e tarefas desenvolvidas no ambiente virtual de aprendizagem num contexto virtual compartilhado e, cooperativo. A ferramenta ofereceu informações valiosíssimas que nortearam os passos seguintes, orientando o conteúdo, leituras e material de aula a serem disponibilizados na disciplina. O Diário de Bordo permitiu a obtenção de um feedback inclusive em termos de avaliação formativa, ou seja, os registros escritos de todos os integrantes do grupo facilitaram o conhecimento do seu modo de pensar, suas conquistas e expectativas o que provavelmente num sistema presencial ou tradicional seria talvez difícil do profesor conseguir o que permite concluir, concordando com Silva (2003: 392) ao afirmar que a Comunicação Mediada por Computador (CMC) abriu espaço para a exploração de novas abordagens de ensino-aprendizagem em educação a distância (EAD), distintas da abordagem tradicional baseada na transmissão de informações do aprendiz. Com os recursos introduzidos pela CMC, tornou-se possível a exploração de abordagens baseadas na colaboração, na construção de conhecimentos e na avaliação formativa do aprendiz. Dessa forma, a EAD passa a ser vista como uma oportunidade de mudança na educação e não simplesmente como uma transposição da educação presencial tradicional para a modalidade a distância. Os resultados da experiência objeto deste relato indicaram, enfim, o grande potencial do ambiente TelEduc e da ferramenta Diário de Bordo no apoio a professores na exploração de abordagens inovadoras de ensino-aprendizagem em EAD. 5. Referências Bibliográficas BARBOSA, R. M. Ambientes Virtuais de Aprendizagem. Porto Alegre: Artmed, DELORS, J. Educação: um tesouro a descobrir. São Paulo: Cortez, KENSKI, V. M. Tecnologias e ensino presencial e a distância. Campinas: Papirus, MORAES, M.C. Educação a distância: fundamentos e práticas. Campinas: Unicamp/Nied, 2002.

9 NEGROPONTE, N. A vida digital. São Paulo: Companhia das Letras, SARTORI, Giovanni. Homo Videns. Televisão e Pós-Pensamento. Bauru: Educs, SILVA, M. (org). Educação online. São Paulo: Loyola, VALENTINI, C. B. & SACRAMENTO S., E. M. do (org). Aprendizagem em ambientes virtuais: compartilhando idéias e construindo cenários. Caxias do Sul: Educs, 2005.

Planejamento e Gestão das disciplinas na modalidade a distância em Cursos de Graduação Presencial: Conteúdo, Aprendizagem e Construção do Conhecimento

Planejamento e Gestão das disciplinas na modalidade a distância em Cursos de Graduação Presencial: Conteúdo, Aprendizagem e Construção do Conhecimento Planejamento e Gestão das disciplinas na modalidade a distância em Cursos de Graduação Presencial: Conteúdo, Aprendizagem e Construção do Conhecimento Maio/2010 AMARAL, Rita de Cássia Borges de Magalhães

Leia mais

O que aprendi sobre avaliação em cursos semipresenciais

O que aprendi sobre avaliação em cursos semipresenciais O que aprendi sobre avaliação em cursos semipresenciais José Moran Pesquisador, Professor, Conferencista e Orientador de projetos inovadores na educação. Publicado em: SILVA, Marco & SANTOS, Edméa (Orgs).

Leia mais

A VIVÊNCIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

A VIVÊNCIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO A VIVÊNCIA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Autor (1) Sergio Morais Cavalcante Filho Universidade Estadual da Paraíba (UEPB CCEA Patos) email: sergio.smcf@gmail.com RESUMO O presente artigo expõe uma experiência

Leia mais

Aprender a Distância na Previdência

Aprender a Distância na Previdência Relatório de Encerramento Aprender a Distância na Previdência (ADP-001-09) Brasília, 05 de março de 2009. 1 1. Identificação: Curso: Aprender a distância na Previdência Descrição do curso: Módulo introdutório

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA ATUAÇÃO EM AMBIENTE INFORMATIZADO: RELATO DE EXPERIÊNCIA

FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA ATUAÇÃO EM AMBIENTE INFORMATIZADO: RELATO DE EXPERIÊNCIA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PARA ATUAÇÃO EM AMBIENTE INFORMATIZADO: RELATO DE EXPERIÊNCIA Resumo BALADELI, Ana Paula Domingos UEM annapdomingos@yahoo.com.br ALTOÉ, Anair UEM aaltoe@uem.br Eixo temático: Comunicação

Leia mais

PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA 1 PERCEPÇÃO DOS ALUNOS SOBRE SUA ATUAÇÃO NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA Brasília - DF- Fevereiro 2013 Priscila Alessandra da Silva Universidade Federal de Brasília priscilaalesilva@gmail.com Fernanda Carla Universidade

Leia mais

ENSINO A DISTÂNCIA NA WEB : UM DESAFIO PARA A EDUCAÇÃO

ENSINO A DISTÂNCIA NA WEB : UM DESAFIO PARA A EDUCAÇÃO 1 ENSINO A DISTÂNCIA NA WEB : UM DESAFIO PARA A EDUCAÇÃO CELINA APARECIDA ALMEIDA PEREIRA ABAR Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - Brasil abarcaap@pucsp.br - VIRTUAL EDUCA 2003-1 INTRODUÇÃO

Leia mais

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas

11 a 14 de dezembro de 2012 Campus de Palmas EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: UM ESTUDO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO NO CURSO DE LICENCIATURA EM BIOLOGIA, NA UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS, NO CAMPUS DE GURUPI. Nome dos autores: Josilia Ferreira Dos Santos,

Leia mais

Palavras chaves: Formação de professores. Prática inovadora. Planejamento docente.

Palavras chaves: Formação de professores. Prática inovadora. Planejamento docente. REPENSANDO O PLANEJAMENTO DIDÁTICO PARA UMA PRÁTICA INOVADORA EM UM CURSO DE FORMAÇÃO DOCENTE. Cecilia Gaeta Universidade Federal de São Paulo UNIFESP (professora convidada) Martha Prata-Linhares Universidade

Leia mais

O ENSINO DE ESTATÍSTICA NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO OFERECIDO NA MODALIDADE À DISTÂNCIA: AVALIAÇÃO DE UMA EXPERIÊNCIA

O ENSINO DE ESTATÍSTICA NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO OFERECIDO NA MODALIDADE À DISTÂNCIA: AVALIAÇÃO DE UMA EXPERIÊNCIA 1 O ENSINO DE ESTATÍSTICA NO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO OFERECIDO NA MODALIDADE À DISTÂNCIA: AVALIAÇÃO DE UMA EXPERIÊNCIA Rio Grande/RS, maio de 2009 Suzi Samá Pinto Universidade Federal de Rio Grande (FURG)

Leia mais

I SEMINÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS E AÇÕES AFIRMATIVAS Universidade Federal de Santa Maria Observatório de Ações Afirmativas 20 a 21 de outubro de 2015

I SEMINÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS E AÇÕES AFIRMATIVAS Universidade Federal de Santa Maria Observatório de Ações Afirmativas 20 a 21 de outubro de 2015 I SEMINÁRIO POLÍTICAS PÚBLICAS E AÇÕES AFIRMATIVAS Universidade Federal de Santa Maria Observatório de Ações Afirmativas 20 a 21 de outubro de 2015 A GESTÃO ESCOLAR E O POTENCIAL DAS TECNOLOGIAS DE INFORMAÇÃO

Leia mais

MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Introdução Mídias na educação

MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Introdução Mídias na educação MÍDIAS NA EDUCAÇÃO Michele Gomes Felisberto; Micheli de Oliveira; Simone Pereira; Vagner Lean dos Reis Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha Introdução O mundo em que vivemos

Leia mais

PROJETO DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS

PROJETO DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS PROJETO DISCIPLINAS SEMIPRESENCIAIS FACULDADE CASTELO BRANCO Portaria MEC nº 304, de 16/04/2008 D.O.U de 17/04/2008 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO... 02 2 JUSTIFICATIVA... 04 3 OBJETIVOS... 06 4 PROPOSTA PEDAGÓGICA...

Leia mais

Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa

Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa 1 Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa Solange Rauchbach Garani Escola da Magistratura do Paraná E-mail: solangergarani@yahoo.com.br

Leia mais

Curso: Formação de Formadores em Educação a Distância

Curso: Formação de Formadores em Educação a Distância Curso: Formação de Formadores em Educação a Distância Data de início: 28 de março de 2012 Data de término: 6 de maio de 2012 CARGA HORÁRIA: 40 horas DESCRIÇÃO: O curso de Formação de Formadores em Educação

Leia mais

O planejamento de Disciplinas na Modalidade de Ensino Semi-Presencial

O planejamento de Disciplinas na Modalidade de Ensino Semi-Presencial O planejamento de Disciplinas na Modalidade de Ensino Semi-Presencial Curitiba, 05/2010. Elton Ivan Schneider 1 Mestrando EGC UFSC eschneider@facinter.br Henrique Castelo Branco Prof. Msc hcastelo@onda.com.br

Leia mais

Crenças, emoções e competências de professores de LE em EaD

Crenças, emoções e competências de professores de LE em EaD Crenças, emoções e competências de professores de LE em EaD Patrícia Roberta de Almeida Castro MACHADO (FL-UFG) patricia_cultura@hotmail.com Lucielena Mendonça de LIMA orientadora (FL-UFG) lucielenalima@gmail.com

Leia mais

UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM

UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM UMA ANÁLISE DA REDE SOCIAL EDUCACIONAL SCHOOLING COMO FERRAMENTA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM Ricardo Fidelis Dantas Universidade Estadual da Paraíba richarges@gmail.com Francisco Eudes Almeida da

Leia mais

profunda. São questões que nortearam a pesquisa: Como o aluno se percebe no processo de interatividade do curso? Como se dá o acesso ao conhecimento?

profunda. São questões que nortearam a pesquisa: Como o aluno se percebe no processo de interatividade do curso? Como se dá o acesso ao conhecimento? EDUCAÇÃO SUPERIOR A DISTÂNCIA: A CULTURA (DE) ORGANIZADORA DO REAL THOMAZ, Sueli Barbosa UNIRIO BITTENCOURT, Cristiane UNIRIO GT-11: Política de Educação Superior I Introdução Este texto é parte integrante

Leia mais

AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO.

AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO. AS CONTRIBUIÇÕES DAS VÍDEO AULAS NA FORMAÇÃO DO EDUCANDO. Autor: José Marcos da Silva Instituição: UFF/CMIDS E-mail: mzosilva@yahoo.com.br RESUMO A presente pesquisa tem como proposta investigar a visão

Leia mais

O Uso de Softwares Educativos... Pacheco & Barros. O Uso de Softwares Educativos no Ensino de Matemática

O Uso de Softwares Educativos... Pacheco & Barros. O Uso de Softwares Educativos no Ensino de Matemática O Uso de Softwares Educativos no Ensino de Matemática José Adson D. Pacheco & Janaina V. Barros - UPE Resumo: O presente artigo avalia a utilização de softwares educativos de matemática na sala de aula

Leia mais

Proiniciar Virtual: um espaço de interação destinado aos alunos que ingressam através do Sistema de Reserva de Vagas na UERJ. Rio de Janeiro - 05/2009

Proiniciar Virtual: um espaço de interação destinado aos alunos que ingressam através do Sistema de Reserva de Vagas na UERJ. Rio de Janeiro - 05/2009 Proiniciar Virtual: um espaço de interação destinado aos alunos que ingressam através do Sistema de Reserva de Vagas na UERJ Rio de Janeiro - 05/2009 Marcia Taborda UERJ mtaborda@uerj.br Vera Regina P.

Leia mais

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL

MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL MANUAL DO ALUNO GRADUAÇÃO MODALIDADE SEMIPRESENCIAL Prezado(a) aluno(a); Este material que você está começando a ler trata-se do manual do aluno, referente às disciplinas que serão ministradas através

Leia mais

AVANÇOS DAS AÇÕES EDUCATIVAS EM EAD, UTILIZANDO TELEDUC, DESENVOLVIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE SANTOS COMPARTILHANDO SABERES NA REDE

AVANÇOS DAS AÇÕES EDUCATIVAS EM EAD, UTILIZANDO TELEDUC, DESENVOLVIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE SANTOS COMPARTILHANDO SABERES NA REDE AVANÇOS DAS AÇÕES EDUCATIVAS EM EAD, UTILIZANDO TELEDUC, DESENVOLVIDAS NA SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DE SANTOS COMPARTILHANDO SABERES NA REDE Santos/SP- 02/2014 Carlos Eduardo da Silva Fontoura SEDUC/Santos

Leia mais

O MOODLE COMO FERRAMENTA DIDÁTICA

O MOODLE COMO FERRAMENTA DIDÁTICA 1 O MOODLE COMO FERRAMENTA DIDÁTICA Andréia de Souza Alencar Fernanda Cristina de Paula Matias Fernanda Pereira Guimarães Rodrigo Sanches de Oliveira Resumo: Educação a distância (EaD) e Software Livre

Leia mais

Educação a Distância oportunizando a melhoria da Gestão da Saúde no Brasil

Educação a Distância oportunizando a melhoria da Gestão da Saúde no Brasil Educação a Distância oportunizando a melhoria da Gestão da Saúde no Brasil Natal- RN- Maio de 2015 Thais Paulo Teixeira Costa Universidade Federal do Rio Grande do Norte - thais.paulo@hotmail.com Nathalia

Leia mais

Internet e Ensino: Saberes indispensáveis aos Imigrantes digitais

Internet e Ensino: Saberes indispensáveis aos Imigrantes digitais Internet e Ensino: Saberes indispensáveis aos Imigrantes digitais Cristina Novikoff c_novikoff@yahoo.com.br UNIGRANRIO Natália Xavier Pereira nxpereira@hotmail.com UNIGRANRIO Resumo:O uso da tecnologia

Leia mais

Palavras -chave: EAD, materiais didáticos, critérios de avaliação.

Palavras -chave: EAD, materiais didáticos, critérios de avaliação. OS CRITÉRIOS DE QUALIDADE NO MATERIAL DIDÁTICO IMPRESSO NA EAD Autora: Lucicleide da Silva (UNEAL/UFAL) lucicleide2004@ig.com.br Drª. Cleide Jane de Sá Araújo Costa (UFAL) cleidejanesa@gmail.com RESUMO:

Leia mais

Uma Avaliação dos Desafios e Oportunidades da Educação à Distância

Uma Avaliação dos Desafios e Oportunidades da Educação à Distância Uma Avaliação dos Desafios e Oportunidades da Educação à Distância Taíses Araújo da Silva Frederico Antônio de Oliveira Celma Maria dos Santos Catarina Donda Gomes da Fonseca Fabiano de Almeida Maia Fernando

Leia mais

REDU: UM AMBIENTE VIRTUAL COLABORATIVO PARA ENSINO DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO. Porto Nacional TO Maio 2012

REDU: UM AMBIENTE VIRTUAL COLABORATIVO PARA ENSINO DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO. Porto Nacional TO Maio 2012 REDU: UM AMBIENTE VIRTUAL COLABORATIVO PARA ENSINO DE PROGRAMAÇÃO ORIENTADA A OBJETO Porto Nacional TO Maio 2012 Categoria: Métodos e Tecnologia Setor Educacional: 3 Classificação das Áreas de Pesquisa

Leia mais

Palavras-Chave: PIBID, Formação Inicial de Professores, Ensino de Informática.

Palavras-Chave: PIBID, Formação Inicial de Professores, Ensino de Informática. DESAFIOS DO ENSINO DA INFORMÁTICA NAS ESCOLAS PÚBLICAS: CONTRIBUIÇÕES DO PIBID NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES RESUMO Jéssyca Edly Messias Ribeiro (IFRN) jeh_edly@hotmail.com Jefferson Hernane da Silva

Leia mais

DISCIPLINAS ONLINE EM CURSOS PRESENCIAIS: ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS

DISCIPLINAS ONLINE EM CURSOS PRESENCIAIS: ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS 1 DISCIPLINAS ONLINE EM CURSOS PRESENCIAIS: ESTUDO SOBRE A PERCEPÇÃO DOS ALUNOS Resende - RJ - Abril - 2014 Miguel Carlos Damasco dos Santos Associação Educacional Dom Bosco contato@profdamasco.site.br.com

Leia mais

INTERAÇÃO E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM COMPARTILHADO E COLABORATIVO NUM FÓRUM DE DISCUSSÃO

INTERAÇÃO E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM COMPARTILHADO E COLABORATIVO NUM FÓRUM DE DISCUSSÃO 1 INTERAÇÃO E O PROCESSO DE APRENDIZAGEM COMPARTILHADO E COLABORATIVO NUM FÓRUM DE DISCUSSÃO 05/2005 050-TC-C5 Fabiana Martins Vilela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio

Leia mais

O ENSINO A DISTÂNCIA EM GEOGRAFIA NA UNIMONTES: UM ESTUDO DE CASO

O ENSINO A DISTÂNCIA EM GEOGRAFIA NA UNIMONTES: UM ESTUDO DE CASO O ENSINO A DISTÂNCIA EM GEOGRAFIA NA UNIMONTES: UM ESTUDO DE CASO BARROS, Joselita Ferreira Batista 1 ; NEVES, Lisa Vany Figueiredo Ribeiro 2 1 Especialista em Geografia, Ensino e Meio Ambiente e em Educação

Leia mais

ANÁLISE DE PERFIL E NECESSIDADES DOS ALUNOS: FATORES DETERMINANTES PARA A MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA TUTORIA DA EAD SEBRAE

ANÁLISE DE PERFIL E NECESSIDADES DOS ALUNOS: FATORES DETERMINANTES PARA A MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA TUTORIA DA EAD SEBRAE ANÁLISE DE PERFIL E NECESSIDADES DOS ALUNOS: FATORES DETERMINANTES PARA A MEDIAÇÃO DA APRENDIZAGEM NA TUTORIA DA EAD SEBRAE Florianópolis - SC Abril 2015 Aline Linhares F. Silveira. IEA e-learning- aline.silveira@iea.com.br

Leia mais

PERFIL DO ALUNO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO CURSO DE DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR

PERFIL DO ALUNO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO CURSO DE DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR PERFIL DO ALUNO DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA NO CURSO DE DIDÁTICA DO ENSINO SUPERIOR Ribeirão Preto, 06 de Março de 2011. Adriana da Silva Ferreira Centro Universitário Barão de Mauá - e-mail: adriana1fisio@yahoo.com.br

Leia mais

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS

OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS OS JOGOS DIGITAIS EDUCATIVOS NAS AULAS DE CIÊNCIAS SAYONARA RAMOS MARCELINO FERREIRA QUIRINO (UEPB) WILAVIA FERREIRA ALVES (UEPB) RAFAELA CORREIA DOS SANTOS (UEPB) PAULA ALMEIDA DE CASTRO (ORIENTADORA

Leia mais

EQUILÍBRIO QUÍMICO PARA ALÉM DA SALA DE AULA: O POTENCIAL DIDÁTICO DE UM VÍDEO PARA O ENSINO DAS CIÊNCIAS NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL

EQUILÍBRIO QUÍMICO PARA ALÉM DA SALA DE AULA: O POTENCIAL DIDÁTICO DE UM VÍDEO PARA O ENSINO DAS CIÊNCIAS NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL 1 EQUILÍBRIO QUÍMICO PARA ALÉM DA SALA DE AULA: O POTENCIAL DIDÁTICO DE UM VÍDEO PARA O ENSINO DAS CIÊNCIAS NA MODALIDADE SEMIPRESENCIAL Rio de Janeiro RJ 05/2011 Cesar Bernardo Ferreira Universidade Unigranrio/RJ

Leia mais

Palavras-chave: AVA, informática, matemática e aprendizagem.

Palavras-chave: AVA, informática, matemática e aprendizagem. INTEGRAÇÃO ENTRE MATEMÁTICA E INFORMÁTICA EM AMBIENTES VIRTUAIS Solange Sardi Gimenes Washington Romao Dos Santos Jonathan Toczek RESUMO A Informática oferece recursos que auxiliam na aprendizagem, tornando

Leia mais

USO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PRESENCIAL E A DISTÂNCIA

USO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PRESENCIAL E A DISTÂNCIA USO DAS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES PRESENCIAL E A DISTÂNCIA Daricson Caldas de Araújo (IFPE) daricsoncaldas@gmail.com RESUMO Este artigo de revisão de literatura

Leia mais

FORMAÇÃO CONTINUADA A DISTÂNCIA: UM CAMINHO POSSÍVEL? PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTOS

FORMAÇÃO CONTINUADA A DISTÂNCIA: UM CAMINHO POSSÍVEL? PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTOS FORMAÇÃO CONTINUADA A DISTÂNCIA: UM CAMINHO POSSÍVEL? PROPOSTA DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES DA PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTOS Santos SP - Maio/ 2010 Marta Fernandes Garcia Secretaria de Educação Prefeitura

Leia mais

WEBQUEST: UM RECURSO TECNOLÓGICO NA EDUCAÇÃO MATEMÃTICA

WEBQUEST: UM RECURSO TECNOLÓGICO NA EDUCAÇÃO MATEMÃTICA WEBQUEST: UM RECURSO TECNOLÓGICO NA EDUCAÇÃO MATEMÃTICA Patrícia Sândalo Pereira UNIOESTE Foz do Iguaçu patriciasandalop@uol.com.br Cleonice Salateski Colégio Estadual Alberto Santos Dumont maucleo@seed.pr.gov.br

Leia mais

2 Ergonomia aplicada na EAD em ambiente web

2 Ergonomia aplicada na EAD em ambiente web 2 Ergonomia aplicada na EAD em ambiente web A eficiência da educação a distância (EAD) depende da contribuição de diversas disciplinas. É comum encontrarmos estudos nas áreas da ciência da computação,

Leia mais

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO A DISTÂNCIA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS UCPEL VIRTUAL

PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO A DISTÂNCIA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS UCPEL VIRTUAL PRODUÇÃO DE MATERIAL DIDÁTICO A DISTÂNCIA: A EXPERIÊNCIA DA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE PELOTAS UCPEL VIRTUAL Gabriela Jurak de Castro UCPel gabriela.jurak@ucpel.tche.br Letícia Marques Vargas UCPel lvargas@ucpel.tche.br

Leia mais

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE

TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE TECNOLOGIA DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA ESCOLA CONTEMPORÂNEA: NOVOS DESAFIOS DA CARREIRA DOCENTE Resumo O estudo objetiva discutir os desafios dos cursos de formação de professores frente à inserção

Leia mais

TEC - EAD PRESSUPOSTOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONCEPÇÕES TEÓRICAS E METODOLÓGICAS

TEC - EAD PRESSUPOSTOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONCEPÇÕES TEÓRICAS E METODOLÓGICAS TEC - EAD PRESSUPOSTOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: CONCEPÇÕES TEÓRICAS E METODOLÓGICAS O que é mesmo Educação a Distância (EAD)? Você está fazendo um curso a distância, mas já parou para pensar no conceito

Leia mais

METODOLOGIA PARA CONSTRUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA EAD: DO PLANO DE ENSINO AO ROTEIRO DE TUTORIA.

METODOLOGIA PARA CONSTRUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA EAD: DO PLANO DE ENSINO AO ROTEIRO DE TUTORIA. 1 METODOLOGIA PARA CONSTRUÇÃO DE MATERIAIS DIDÁTICOS NA EAD: DO PLANO DE ENSINO AO ROTEIRO DE TUTORIA. Maio/2008 Mara Yáskara Nogueira Paiva Cardoso Uniararas, marayaskara@uniararas.br Ana Carolina Castelli

Leia mais

A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUÇÃO CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE MARKETING NA MODALIDADE EAD DA UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ

A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUÇÃO CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE MARKETING NA MODALIDADE EAD DA UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ 1 A EXPERIÊNCIA DA CONSTRUÇÃO CURRICULAR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE MARKETING NA MODALIDADE EAD DA UNIVERSIDADE NORTE DO PARANÁ Maio/2007 Fabiano Palhares Galão - Unopar Universidade

Leia mais

» analisar os resultados de uso dos materiais e refletir sobre as estratégias empregadas no processo.

» analisar os resultados de uso dos materiais e refletir sobre as estratégias empregadas no processo. 1 Introdução Quando nos propomos a pensar o quê um professor pode usar na sua relação com os alunos em sala de aula como recurso didático, o que imaginamos? Há um universo de possibilidades para estabelecer

Leia mais

SENI: UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM CUSTOMIZADO A PARTIR DO MOODLE PARA ATENDIMENTO DE UM GRANDE PÚBLICO

SENI: UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM CUSTOMIZADO A PARTIR DO MOODLE PARA ATENDIMENTO DE UM GRANDE PÚBLICO SENI: UM AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM CUSTOMIZADO A PARTIR DO MOODLE PARA ATENDIMENTO DE UM GRANDE PÚBLICO Salvador BA 05/2011 Elson Cardoso Siquara SENAI-BA elsoncs@fieb.org.br Fábio Britto de Carvalho

Leia mais

ABRIL/2004 UMA FERRAMENTA PARA AUXILIAR O PROFESSOR NO ENSINO À DISTÂNCIA

ABRIL/2004 UMA FERRAMENTA PARA AUXILIAR O PROFESSOR NO ENSINO À DISTÂNCIA 1 ABRIL/2004 UMA FERRAMENTA PARA AUXILIAR O PROFESSOR NO ENSINO À DISTÂNCIA Andréa Pereira de Castro Universidade de Cruz Alta UNICRUZ, Cruz Alta andreap@unicruz.edu.br Adriana Pereira Cocco Universidade

Leia mais

Apresentação. A Equipe do Semipresencial coloca-se à disposição para quaisquer informações adicionais através dos seguintes contatos:

Apresentação. A Equipe do Semipresencial coloca-se à disposição para quaisquer informações adicionais através dos seguintes contatos: Apresentação Este Manual de Orientações Gerais foi concebido com a intenção de fornecer todas as informações de que você precisa para cursar disciplinas na modalidade semi-presencial. Acompanhando as inovações

Leia mais

A TÉCNICA RODÍZIO DE PAINÉIS

A TÉCNICA RODÍZIO DE PAINÉIS A TÉCNICA RODÍZIO DE PAINÉIS Oscar Medeiros Filho oscarfilho@usp.br AMAN/ AEDB RESUMO O mundo passa por um período de rápidas transformações socioculturais. Impulsionadas pelo crescimento exponencial do

Leia mais

FORMAÇÃO DE PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TIC)

FORMAÇÃO DE PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TIC) FORMAÇÃO DE PROFESSOR E AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E DA COMUNICAÇÃO (TIC) Divina Rosangela de Souza Costa UCG Joana Peixoto UCG Comunicação Formação e profissionalização docente O presente trabalho tem

Leia mais

Educação à Distância: Possibilidades e Desafios

Educação à Distância: Possibilidades e Desafios Educação à Distância: Possibilidades e Desafios Resumo André Alves Freitas Andressa Guimarães Melo Maxwell Sarmento de Carvalho Pollyanna de Sousa Silva Regiane Souza de Carvalho Samira Oliveira Os cursos

Leia mais

DIFICULDADES ENFRENTADAS POR PROFESSORES E ALUNOS DA EJA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA

DIFICULDADES ENFRENTADAS POR PROFESSORES E ALUNOS DA EJA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA 27 a 30 de Agosto de 2014. DIFICULDADES ENFRENTADAS POR PROFESSORES E ALUNOS DA EJA NO PROCESSO DE ENSINO E APRENDIZAGEM DE MATEMÁTICA Resumo: MACHADO, Diana dos Santos 1 Ifes - Campus Cachoeiro de Itapemirim

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: AS NOVAS TECNOLOGIAS E O PAPEL DO TUTOR NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: AS NOVAS TECNOLOGIAS E O PAPEL DO TUTOR NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA: AS NOVAS TECNOLOGIAS E O PAPEL DO TUTOR NA PERSPECTIVA DA CONSTRUÇÃO DO CONHECIMENTO Campo Grande MS abril de 2011 Ari Gonçalves Silva Universidade Anhanguera Uniderp laquicho13@yahoo.com.br

Leia mais

Palavras-chave: Formação de professores, software livre e TIC s.

Palavras-chave: Formação de professores, software livre e TIC s. INFORMÁTICA EDUCATIVA NA FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES EM UMA ESCOLA PÚBLICA: PROCESSOS DE POTENCIALIZAÇÃO DOS SABERES E PRÁTICAS Jardel Silva 1 Alex Sandro C. Sant Ana 2 RESUMO Aliada às discussões

Leia mais

Linguagens e Tecnologias da Universidade Estadual de Goiás (MIELT-UEG).Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás.

Linguagens e Tecnologias da Universidade Estadual de Goiás (MIELT-UEG).Bolsista da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás. UTILIZAÇÃO DO BLOG COMO AMBIENTE VIRTUAL DE APRENDIZAGEM Yara Oliveira e Silva 1 ARAÚJO, Cláudia Helena dos Santos; PEIXOTO, Joana. Docência online : possibilidades para a construção colaborativa de um

Leia mais

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD

Belém PA, Maio 2012. Categoria: Pesquisa e Avaliação. Setor Educacional: Educação Universitária. Macro: Sistemas e Instituições de EAD 1 A QUALIDADE DOS CURSOS SUPERIORES A DISTÂNCIA: CURSOS DE LICENCIATURA EM LETRAS E BACHARELADO EM ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA DA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB Belém PA, Maio 2012 Categoria: Pesquisa e Avaliação

Leia mais

VIDEOAULAS: UMA FORMA DE CONTEXTUALIZAR A TEORIA NA PRÁTICA

VIDEOAULAS: UMA FORMA DE CONTEXTUALIZAR A TEORIA NA PRÁTICA 1 VIDEOAULAS: UMA FORMA DE CONTEXTUALIZAR A TEORIA NA PRÁTICA Curitiba PR Maio 2014 Alexandre Oliveira Universidade Positivo Online alexandre@alexandreoliveira.com Pâmella de Carvalho Stadler Universidade

Leia mais

REDES SOCIAIS NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA EAD

REDES SOCIAIS NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA EAD REDES SOCIAIS NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM NA EAD Curitiba PR - Setembro 2014 Luís Fernando Lopes Centro Universitário UNINTER luis.l@grupouninter.com.br Cecília de Souza Pestana Centro Universitário

Leia mais

MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA

MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA MODELOS ORGANIZATIVOS DE ENSINO E APRENDIZAGEM: UMA PROPOSTA PARA A FORMAÇÃO CONTINUADA DE PROFESSORES DE MATEMÁTICA Jaqueline Oliveira Silva Ribeiro SESI-SP josr2@bol.com.br Dimas Cássio Simão SESI-SP

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO INICIAL DOS GRADUANDOS DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO INICIAL DOS GRADUANDOS DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA ESTÁGIO SUPERVISIONADO NA FORMAÇÃO INICIAL DOS GRADUANDOS DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA Wanderlânyo de Lira Barboza * Emmanuel De Sousa Fernandes Falcão ** Resumo: O presente trabalho aborda reflexões

Leia mais

AULA. Natércia do Céu Andrade Pesqueira Menezes UNIVERSIDADE PORTUCALENSE. npmeneses@gmail.com. Doutora Sónia Rolland Sobral

AULA. Natércia do Céu Andrade Pesqueira Menezes UNIVERSIDADE PORTUCALENSE. npmeneses@gmail.com. Doutora Sónia Rolland Sobral MOTIVAÇÃO DE ALUNOS COM E SEM UTILIZAÇÃO DAS TIC EM SALA DE AULA Natércia do Céu Andrade Pesqueira Menezes UNIVERSIDADE PORTUCALENSE npmeneses@gmail.com Doutora Sónia Rolland Sobral UNIVERSIDADE PORTUCALENSE

Leia mais

ENSINO A DISTÂNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DA PARAÍBA

ENSINO A DISTÂNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DA PARAÍBA ENSINO A DISTÂNCIA NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DE EDUCAÇÃO BÁSICA DO ESTADO DA PARAÍBA Diniz, Ercules - Ciências Biológicas / ercules.diniz@hotmail.com ; Barbosa, Rosemary - Professora orientadora / rosemaryevaristo@ig.com.br;

Leia mais

PORTFÓLIO COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO FORMATIVA: A ANÁLISE DO PROCESSO NO CMEI VALÉRIA VERONESI

PORTFÓLIO COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO FORMATIVA: A ANÁLISE DO PROCESSO NO CMEI VALÉRIA VERONESI PORTFÓLIO COMO INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO FORMATIVA: A ANÁLISE DO PROCESSO NO CMEI VALÉRIA VERONESI Resumo Rosangela de Sousa Cardoso Stabenow1 - UEL Cassiana Magalhães2 - UEL Grupo de Trabalho - Didática:

Leia mais

Tema: Capacitación profesional. 7.- El acceso y la reinserción al mercado laboral mediante el e-learning. SCHLÜNZEN, Elisa Tomoe Moriya 1

Tema: Capacitación profesional. 7.- El acceso y la reinserción al mercado laboral mediante el e-learning. SCHLÜNZEN, Elisa Tomoe Moriya 1 TelEduc: Um Ambiente Virtual na Formação de Educadores à Distância para a Potencializar a Inclusão Social, Digital e Escolar de Pessoas com Necessidades Especiais PNE s. Tema: Capacitación profesional

Leia mais

Internet Avançada e Educação Matemática: novos desafios para o ensino e. aprendizagem on-line

Internet Avançada e Educação Matemática: novos desafios para o ensino e. aprendizagem on-line Internet Avançada e Educação Matemática: novos desafios para o ensino e aprendizagem on-line Marcelo de Carvalho Borba 1 (mborba@rc.unesp.br) Marcus Vinicius Maltempi 2 (maltempi@rc.unesp.br) Ana Paula

Leia mais

TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO E DA INFORMAÇÃO: novos desafios para o educador

TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO E DA INFORMAÇÃO: novos desafios para o educador TECNOLOGIAS DA COMUNICAÇÃO E DA INFORMAÇÃO: novos desafios para o educador Maceió AL, maio/2009 Luis Paulo Leopoldo Mercado Universidade Federal de Alagoas lpmercado@oi.com.br Categoria: B- Conteúdos e

Leia mais

PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES EM CURSOS PRESENCIAIS E SEMIPRESENCIAIS Ricardo Carvalho Rodrigues Faculdade Sumaré rieli@rieli.com

PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES EM CURSOS PRESENCIAIS E SEMIPRESENCIAIS Ricardo Carvalho Rodrigues Faculdade Sumaré rieli@rieli.com 1 PLANEJAMENTO DE ATIVIDADES EM CURSOS PRESENCIAIS E SEMIPRESENCIAIS Ricardo Carvalho Rodrigues Faculdade Sumaré rieli@rieli.com 1. Cenário no Brasil: o aspecto legal A Lei de Diretrizes e Bases da Educação,

Leia mais

O PROCESSO INICIAL DE IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU (FURB)

O PROCESSO INICIAL DE IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU (FURB) O PROCESSO INICIAL DE IMPLANTAÇÃO DE PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO A DISTÂNCIA: O CASO DA UNIVERSIDADE REGIONAL DE BLUMENAU (FURB) 076-A3 05/2005 Sônia Regina de Andrade Universidade Regional de Blumenau,

Leia mais

O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS

O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS O USO DO EDITOR DE APRESENTAÇÃO NO DESENVOLVIMENTO DE ATIVIDADES EDUCATIVAS Mário Sérgio de Andrade Mendonça, mariomendonc@gmail.com Eduardo Machado Real, eduardomreal@uems.br UEMS Universidade Estadual

Leia mais

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF

SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF 1 SEMI-PRESENCIALIDADE NO ENSINO SUPERIOR: ALGUNS RESULTADOS DESSA MODALIDADE NA FGF Fortaleza CE Junho/2009 Karla Angélica Silva do Nascimento - Faculdade Integrada da Grande Fortaleza karla@fgf.edu.br

Leia mais

Unidade 4: Planejamento de aulas virtuais síncronas

Unidade 4: Planejamento de aulas virtuais síncronas Unidade 4: Planejamento de aulas virtuais síncronas 1 Coordenação Prof. Dra. Sílvia Dotta Autores Prof. Érica Jorge Prof. MsC. Paulo Aguiar Colaboração Prof. Dra. Juliana Braga PACC Programa Anual de Capacitação

Leia mais

Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa

Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa Perspectivas de Formação de Formadores com apoio da EaD: emprego de métodos ativos e avaliação formativa Texto revisto pela autora, quanto ao conteúdo. Retirada a indicação da instituição pois não atua

Leia mais

Sobre o Instituto Desenvolve T.I

Sobre o Instituto Desenvolve T.I Sobre o Instituto Desenvolve T.I A empresa Desenvolve T.I foi fundada em 2008, em Maringá, inicialmente focando a sua atuação em prestação de serviços relacionados à Tecnologia da Informação e atendendo

Leia mais

ANATOMIA HUMANA APLICADA À ENFERMAGEM: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA SEMI- PRESENCIAL

ANATOMIA HUMANA APLICADA À ENFERMAGEM: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA SEMI- PRESENCIAL ANATOMIA HUMANA APLICADA À ENFERMAGEM: ADEQUAÇÃO DE CONTEÚDO PARA DISCIPLINA SEMI- PRESENCIAL Maio/2007 Edilson Carlos Caritá - Universidade de Ribeirão Preto UNAERP ecarita@unaerp.br Silvia Sidnéia da

Leia mais

Educação à Distância - Superando Barreira

Educação à Distância - Superando Barreira Educação à Distância - Superando Barreira Autora: Rosilene da Silva Oliveira (UNITINS) * Coautor: Juliano Ciebre dos Santos (FSA) * Resumo: O presente artigo tem como objetivo a finalidade da conclusão

Leia mais

PESSOA COM DEFICIENCIA VISUAL E EDUCAÇÃO A DISTANCIA: POSSIBILIDADES E ADVERSIDADES

PESSOA COM DEFICIENCIA VISUAL E EDUCAÇÃO A DISTANCIA: POSSIBILIDADES E ADVERSIDADES PESSOA COM DEFICIENCIA VISUAL E EDUCAÇÃO A DISTANCIA: POSSIBILIDADES E ADVERSIDADES Eurides Miranda Edna Aparecida Carvalho Pacheco Diego de Morais Batista Universidade Federal do Triângulo Mineiro - UFTM

Leia mais

INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO : PARA UMA BOA INFORMÁTICA EDUCATIVA, UM BOM PEDAGOGO

INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO : PARA UMA BOA INFORMÁTICA EDUCATIVA, UM BOM PEDAGOGO INFORMÁTICA E EDUCAÇÃO : PARA UMA BOA INFORMÁTICA EDUCATIVA, UM BOM PEDAGOGO Jorge, A. M. UEM alinemjorge@hotmail.com Eixo Temático: Didática: Comunicação e Tecnologia Agência Financiadora: Não contou

Leia mais

INVESTIGANDO O ENSINO MÉDIO E REFLETINDO SOBRE A INCLUSÃO DAS TECNOLOGIAS NA ESCOLA PÚBLICA: AÇÕES DO PROLICEN EM MATEMÁTICA

INVESTIGANDO O ENSINO MÉDIO E REFLETINDO SOBRE A INCLUSÃO DAS TECNOLOGIAS NA ESCOLA PÚBLICA: AÇÕES DO PROLICEN EM MATEMÁTICA INVESTIGANDO O ENSINO MÉDIO E REFLETINDO SOBRE A INCLUSÃO DAS TECNOLOGIAS NA ESCOLA PÚBLICA: AÇÕES DO PROLICEN EM MATEMÁTICA RESUMO Elissandra de Campos Viegas; Cibelle de Fátima Castro de Assis Universidade

Leia mais

UMA ANÁLISE SOCIAL DO PERFIL DOS DISCENTES DE CURSOS ONLINE DO PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS DO SENAI

UMA ANÁLISE SOCIAL DO PERFIL DOS DISCENTES DE CURSOS ONLINE DO PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS DO SENAI UMA ANÁLISE SOCIAL DO PERFIL DOS DISCENTES DE CURSOS ONLINE DO PROGRAMA DE COMPETÊNCIAS TRANSVERSAIS DO SENAI Salvador BA 05/2011 Elson Cardoso Siquara SENAI-BA elsoncs@fieb.org.br Fábio Britto de Carvalho

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO FACULDADE DE EDUCAÇÃO Curso: Pedagogia - vespertino Disciplina: EDM0323 - Metodologia do ensino de português: a alfabetização. Docente: Prof.ª Nilce da Silva Aluna (nºusp): Flávia

Leia mais

DIDÁTICA E COMPETÊNCIAS DOCENTES: UM ESTUDO SOBRE TUTORIA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

DIDÁTICA E COMPETÊNCIAS DOCENTES: UM ESTUDO SOBRE TUTORIA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA N 429 - OLIVEIRA Eloiza da Silva Gomes, SANTOS Lázaro, ENCARNAÇÃO Aline Pereira da. DIDÁTICA E COMPETÊNCIAS DOCENTES: UM ESTUDO SOBRE TUTORIA NA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA O conhecimento, bem como os demais

Leia mais

O QUE APORTAM E O QUE OCULTAM AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO A DISTÂNCIA DA FURG: UM OLHAR SOBRE O CURSO DE PEDAGOGIA

O QUE APORTAM E O QUE OCULTAM AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO A DISTÂNCIA DA FURG: UM OLHAR SOBRE O CURSO DE PEDAGOGIA O QUE APORTAM E O QUE OCULTAM AS TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NO ENSINO A DISTÂNCIA DA FURG: UM OLHAR SOBRE O CURSO DE PEDAGOGIA Rogério Dias de Arruda FURG Susana Inês Molon FURG CAPES Resumo:

Leia mais

Formação e Gestão em Processos Educativos. Josiane da Silveira dos Santos 1 Ricardo Luiz de Bittencourt 2

Formação e Gestão em Processos Educativos. Josiane da Silveira dos Santos 1 Ricardo Luiz de Bittencourt 2 1 FORMAÇÃO DE PROFESSORES NO CURSO DE PEDAGOGIA NA MODALIDADE EAD E A FORMAÇÃO COMPLEMENTAR NO CURSO DE MAGISTÉRIO PRESENCIAL: AS PERCEPÇÕES DOS ESTUDANTES Formação e Gestão em Processos Educativos Josiane

Leia mais

OS NOVOS PARADIGMAS DA FORMAÇÃO CONTINUADA: DA EDUCAÇÃO BÁSICA À PÓSGRADUAÇÃO

OS NOVOS PARADIGMAS DA FORMAÇÃO CONTINUADA: DA EDUCAÇÃO BÁSICA À PÓSGRADUAÇÃO OS NOVOS PARADIGMAS DA FORMAÇÃO CONTINUADA: DA EDUCAÇÃO BÁSICA À PÓSGRADUAÇÃO Profa. Drª. Ana Maria Maranhão 1 Resumo: A tecnologia da Informação e de modo específico o computador, oferece as diferentes

Leia mais

Osasco - SP 04/2015. Classe B1 Estudo de Caso. Setor Educacional - c) Educação Superior

Osasco - SP 04/2015. Classe B1 Estudo de Caso. Setor Educacional - c) Educação Superior EaD DE DENTRO PARA FORA: O APROVEITAMENTO E INTEGRAÇÃO DOS DOCENTES PRESENCIAIS COMO FORMA DE MELHORAR O ENVOLVIMENTO E ENFRENTAR OS DESAFIOS DA EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EM UMA INSTITUIÇÃO DE ENSINO SUPERIOR.

Leia mais

Manual de Atividades dos Bolsistas da DEaD/IFPR

Manual de Atividades dos Bolsistas da DEaD/IFPR Manual de Atividades dos Bolsistas da DEaD/IFPR Diretoria de Educação a Distância - IFPR Descrição das atividades desenvolvidas pelos bolsistas vinculados à Diretoria de Educação a Distância do Instituto

Leia mais

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO UM INSTRUMENTO DAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ

EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO UM INSTRUMENTO DAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ 1 EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA COMO UM INSTRUMENTO DAS POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE: UMA EXPERIÊNCIA DO HOSPITAL ALEMÃO OSWALDO CRUZ São Paulo SP 05/2015 Tatiana Barbosa da Silva Hospital Alemão Oswaldo

Leia mais

A INTERNET COMO AMBIENTE AUXILIAR DO PROFESSOR NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM

A INTERNET COMO AMBIENTE AUXILIAR DO PROFESSOR NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM A INTERNET COMO AMBIENTE AUXILIAR DO PROFESSOR NO PROCESSO ENSINO- APRENDIZAGEM Luís Paulo Leopoldo Mercado Centro de Educação - Universidade Federal de Alagoas Maceió Alagoas Brasil e-mail: lpm@fapeal.br

Leia mais

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS Educação Matemática na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (EMEIAIEF) GT 09 RESUMO

Leia mais

As práticas de letramento digital na formação de professores

As práticas de letramento digital na formação de professores As práticas de letramento digital na formação de professores Nádie Christina Machado Spence 1 1 Programa de Pós-Graduação em Informática na Educação Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) 90040-060

Leia mais

O USO DO AMBIENTE ON-LINE COMO SUPORTE PARA APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO PRESENCIAL, NO CURSO SUPERIOR DE PEDAGOGIA

O USO DO AMBIENTE ON-LINE COMO SUPORTE PARA APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO PRESENCIAL, NO CURSO SUPERIOR DE PEDAGOGIA O USO DO AMBIENTE ON-LINE COMO SUPORTE PARA APRENDIZAGEM NA EDUCAÇÃO PRESENCIAL, NO CURSO SUPERIOR DE PEDAGOGIA Vanessa Carvalho 1, Ludhiana Bertoncello 2 RESUMO: Essa pesquisa tem como objetivo verificar

Leia mais

1-O que é EaD? 2-O significa a sigla AVA?

1-O que é EaD? 2-O significa a sigla AVA? 1-O que é EaD? EaD significa Educação a Distância, vejamos alguns conceitos de EaD: "Educação a distância pode ser caracterizada com um ensino no qual o professor e alunos, separados no espaço/ tempo,

Leia mais

Uso da Telefonia Móvel: Uma Ferramenta de Interação para a Aprendizagem a Distância

Uso da Telefonia Móvel: Uma Ferramenta de Interação para a Aprendizagem a Distância 1 Uso da Telefonia Móvel: Uma Ferramenta de Interação para a Aprendizagem a Distância 05/2008 Maria de Fátima Rodrigues de Lemos Núcleo de Educação a Distância - NEAD / Unidade Estratégica de Desenvolvimento

Leia mais

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º

PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010. Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º PLANO DE ENSINO PROJETO PEDAGÓGICO: 2010 Curso: PEDAGOGIA Disciplina: TECNOLOGIA NA SALA DE AULA I Carga Horária Semestral: 40 Semestre do Curso: 1º 1 - Ementa (sumário, resumo) Histórico da informática,

Leia mais

DGAJ/DF. Curso em E-learning

DGAJ/DF. Curso em E-learning Curso em E-learning Introdução O que é estudar a distância O estudo à distância é uma forma diferente de aprender. Para que uma pessoa possa estudar à distância, necessita desenvolver algumas habilidades

Leia mais

PLATAFORMA WIGGIO E ENSINO DE LÍNGUAS: UMA PROPOSTA DE INTERAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL. LOPES, Limerce Ferreira

PLATAFORMA WIGGIO E ENSINO DE LÍNGUAS: UMA PROPOSTA DE INTERAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL. LOPES, Limerce Ferreira 1 Resumo PLATAFORMA WIGGIO E ENSINO DE LÍNGUAS: UMA PROPOSTA DE INTERAÇÃO NO AMBIENTE VIRTUAL LOPES, Limerce Ferreira Mestre em Letras e Linguística, Instituto Federal de Goiás/Câmpus Goiânia, limercelopes@hotmail.com

Leia mais