CURSO ONLINE OS 8S s ADMINISTRATIVOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CURSO ONLINE OS 8S s ADMINISTRATIVOS"

Transcrição

1 1 CURSO ONLINE OS 8S s ADMINISTRATIVOS

2 2 ESSE CURSO FOI CRIADO E É PROMOVIDO PELA INSTITUIÇÃO Todos os Direitos Reservados

3 3 Bem Vindo ao Curso! _Seiri _Seiton _Seiso _Seiketsu _Shitsuke _Shido _Sitsuyaki _Shikayaro _Por que Utilizar os 8S s Administrativos?

4 4 INTRODUÇÃO 8S é o nome de um método, ou antes, uma filosofia, de administração japonesa e se refere à inicial de oito palavras: Seiri, Seiton, Seiso, Seiketsu, Shitsuke, Shido, Sitsuyaki e Shikayaro

5 5 INTRODUÇÃO Parece bem simples, mas na verdade os 8S s são baseados na filosofia japonesa do Bushido (lê-se bushidô). Trata-se de um código de princípios morais não escritos, mas que foram passados de geração para geração e incorporados à cultura japonesa e que se resumem em disciplina e harmonia.

6 6 INTRODUÇÃO A metodologia dos 8S s é moderna. Durante a década de 60 e 70, os japoneses passaram pela fase de reestruturação do pós-guerra e desenvolvimento acelerado de suas indústrias. Foi nesta fase que começaram a se desenvolver os conceitos de qualidade aplicada aos processos produtivos e, assim, criaram a filosofia dos primeiros 5S s. Os 8S s mantém a filosofia dos 5 primeiros S s e dá origem a novos 3S s que podem e devem ser utilizados pelas empresas modernas.

7 7 1. SEIRI UTILIZAÇÃO Significa separar o necessário do desnecessário. Fazer essa triagem e livrar-se do desnecessário o que pode ir para o lixo ou mesmo ganhar um novo dono é fundamental para que possa ser feita a arrumação (próximo S ) no ambiente de trabalho. Esse princípio diz respeito apenas a objetos e tarefas. Muitas vezes, fazemos muitas coisas que, se formos analisar, não precisavam ser feitas, ou tarefas que podem ser re-trabalhos de outras tarefas anteriores.

8 8 2. SEITON ORDEM, ARRUMAÇÃO Significa dispor o que é necessário, ordenar e arrumar. Uma vez que você descartou o que é desnecessário, deve organizar espacialmente o que sobrou. Dentre esses objetos, alguns são mais utilizados. Estes, devem estar mais à mão: nas prateleiras que ficam ao nosso alcance, na parte frontal de gavetas e armários, nas superfícies de mesas e bancadas.

9 9 2. SEITON ORDEM, ARRUMAÇÃO Os objetos que são necessários, porém usados com menor frequência, podem ficar menos acessíveis. Essa disposição dos objetos também deve levar em conta a comunicação visual e o fluxo de pessoas. Um ambiente bem ordenado é agradável, pouco poluído visualmente e facilita o deslocamento dentro dele.

10 10 3. SEISO LIMPEZA Significa manter sempre limpo o local de trabalho ou qualquer outro lugar, com tudo em ordem e somente com o necessário, para que a sujeira não atrapalhe a produtividade nem provoque má qualidade na produção. Esse princípio também diz respeito à iluminação, circulação de ar e silêncio, que são fatores que ajudam a tornar o ambiente de trabalho mais agradável.

11 11 4.SEIKETSU SAÚDE E PADRONIZAÇÃO Para ambientes corporativos, esse princípio está relacionado à padronização e normatização, à criação de regras para que os funcionários mantenham os três princípios anteriores. Para aplicação na nossa vida pessoal, esse princípio diz respeito mais à questão da saúde, da higiene e da qualidade de vida.

12 12 4.SEIKETSU SAÚDE E PADRONIZAÇÃO Como principais vantagens do estabelecimento do Seiketsu, temos o equilíbrio físico e mental; melhoria do ambiente de trabalho; melhoria de áreas comuns (banheiros, refeitórios, etc.) e melhoria nas condições de higiene pessoal do funcionário.

13 13 5. SHITSUKE DISCIPLINA Significa disciplina não só aprender e seguir os princípios anteriores como hábitos salutares e invioláveis, como também se educar com caráter firme e honrado para vencer na vida. É cumprir rigorosamente o que for estabelecido. É respeitar ao próximo. A Autodisciplina é o estágio mais elevado do ser humano, pois representa a educação comportamental e é constituída por grandes valores, como: Amor, cooperação, honestidade, respeito, responsabilidade, simplicidade, tolerância.

14 14 5. SHITSUKE DISCIPLINA Se o Shitsuke está sendo executado, significa que todas as etapas do 4 primeiros S s estão se consolidando, ou seja, há o compromisso pessoal com o cumprimento dos padrões éticos, morais e técnicos dentro de sua empresa.

15 15 6. SHIDO CAPACITAÇÃO Está relacionado à educação, conhecimento, treinamento e capacitação profissional. Na nossa vida pessoal, pode estar relacionado ao desenvolvimento de habilidades específicas, como cozinhar, pintar quadros, etc.

16 16 7. SITSUYAKI ECONOMIA E PRESERVAÇÃO Esse princípio diz respeito ao combate ao desperdício. Por mais que algo pareça insignificante, economizá-lo e não desperdiçá-lo pode fazer diferença, principalmente se aplicarmos isso a tudo o que fizermos. Em âmbito empresarial, se cada funcionário de cada grande fábrica economizar apenas uma folha de papel por dia, quantas folhas não serão economizadas em um ano?

17 17 8. SHIKAYARO TRABALHO EM EQUIPE Refere-se ao trabalho em equipe. União. Dentro das empresas, saber trabalhar em equipe é fundamental. Mas esse princípio também pode ser aplicado à nossa vida pessoal. Ajudar e ser ajudado pode aumentar muito a nossa produtividade e nosso bem-estar, bem como a de outras pessoas ao nosso redor.

18 18 PORQUE UTILIZAR OS 8S S ADMINISTRATIVOS? É normal se enfatizar a aplicação dos 8S s nas chamadas Instalações Produtivas, nas oficinas de manutenção e nos almoxarifados. Isso ocorre por conta dos efeitos radicais promovidos por estes sensos no ambiente. A aplicação dos 8S s em ambientes administrativos provoca ganhos significativos, como veremos a seguir.

19 19 PORQUE UTILIZAR OS 8S S ADMINISTRATIVOS? Melhor disposição dos espaços, provocada por mudanças de layout e descarte do desnecessário. Facilidade de identificação e busca de informações, ferramentas, etc. Atualização e fácil consulta dos arquivos.

20 20 PORQUE UTILIZAR OS 8S S ADMINISTRATIVOS? Melhoria no ambiente da empresa, tanto na produtividade em geral, como na higiene, nos relacionamentos pessoais, etc. Motivação visual, com instalação de quadros decorativos, plantas ornamentais, aquários, etc.

21 21 O método dos 8S s é mais do que uma ferramenta administrativa. É uma proposta de reeducação, de recuperação de práticas e valores frequentemente esquecidos, mas certamente conhecidos e prezados por todos.

22 22 Em resumo, essa metodologia questiona a nossa situação enquanto cidadãos, enquanto membros ativos de uma sociedade organizada e democrática, onde cada indivíduo tem direitos e obrigações e deve esforçar-se para cumprir estas e fazer valer aqueles.

23 23 Parabéns! Você concluiu o Módulo I do curso de Os 8S s Administrativos

APRESENTAÇÃO. Equipe UNAFIN

APRESENTAÇÃO. Equipe UNAFIN APRESENTAÇÃO O Programa 8 S, Mudança e Qualidade de Vida, está sendo implantado na Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí, pela UNAFIN (Unidade Administrativa Financeira) para aumentar a qualidade e

Leia mais

CENTREIND CENTRO DE TREINAMENTO INDUSTRIAL

CENTREIND CENTRO DE TREINAMENTO INDUSTRIAL Programa 5S Base da implantação da qualidade total nas organizações. Introdução: É possível eliminar o desperdício (tudo que gera custo extra), em cinco fases, com base no programa 5S, surgido no Japão

Leia mais

PROGRAMA NO AMBIENTE DA QUALIDADE

PROGRAMA NO AMBIENTE DA QUALIDADE PROGRAMA NO AMBIENTE DA QUALIDADE QUALIDADE COMEÇA COM 5S 5S = Filosofia de mudança comportamental baseada em cinco princípios básicos, cujas palavras sinônimas (em Japonês) se pronunciam com o som de

Leia mais

O Programa 5S ORIGEM. Serviu de base para a implantação dos programas de qualidade total naquele país. Surgiu no Japão no fim dos anos 60

O Programa 5S ORIGEM. Serviu de base para a implantação dos programas de qualidade total naquele país. Surgiu no Japão no fim dos anos 60 O Programa 5S ESCOLA POLITÉCNICA André Gilmar Hélio Surgiu no Japão no fim dos anos 60 Serviu de base para a implantação dos programas de qualidade total naquele país ORIGEM 5S para lembrar as 5 palavras

Leia mais

DIA DA BERMUDA - 2011. Arrumando a nossa casa

DIA DA BERMUDA - 2011. Arrumando a nossa casa DIA DA BERMUDA - 2011 Arrumando a nossa casa 2 Entenda o que são os 5S Para praticar o Dia da Bermuda, primeiro você precisa entender o que são os 5S... Princípios dos 5S 3 O conceito de 5S tem como base

Leia mais

5S s Introdução a Engenharia de Produção Prof. Evandro Bittencourt

5S s Introdução a Engenharia de Produção Prof. Evandro Bittencourt 5S s Introdução a Engenharia de Produção Prof. Evandro Bittencourt Usado para solucionar os problemas comportamentais nas empresas, principalmente para formar uma cultura de combate ao desperdício, à desordem,

Leia mais

Apostila elaborada por: Teorema Consultoria e Assessoria - São Paulo

Apostila elaborada por: Teorema Consultoria e Assessoria - São Paulo Apostila elaborada por: Teorema Consultoria e Assessoria São Paulo Assunto Assunto Página Página Introdução Introdução...... 01 01 Os Os Cinco Cinco s s...... 02 02 Seiri Seiri Utilização Utilização......

Leia mais

Programa 5 S. A partir de agora, conheça o programa que mudará para melhor a sua vida no trabalho.

Programa 5 S. A partir de agora, conheça o programa que mudará para melhor a sua vida no trabalho. Programa 5 S A partir de agora, conheça o programa que mudará para melhor a sua vida no trabalho. Com este programa, a qualidade e a segurança será colocada em prática e seu ambiente vai ficar mais alegre

Leia mais

Gerenciamento da Qualidade

Gerenciamento da Qualidade Gerenciamento da Qualidade Processos da Qualidade (JURAN) Planejamento Execução Monitoramento e Controle Planejar a qualidade Realizar a garantia da qualidade Realizar o controle da qualidade Inclui os

Leia mais

Analista de Sistemas S. J. Rio Preto SP 2009

Analista de Sistemas S. J. Rio Preto SP 2009 O que é o Programa 5Ss? O Programa 5Ss é uma filosofia de trabalho que busca promover a disciplina na empresa através de consciência e responsabilidade de todos, de forma a tornar o ambiente de trabalho

Leia mais

1.Maior produtividade pela redução da perda de tempo procurando por objetos. - Só ficam no ambiente os objetos necessários e ao alcance da mão;

1.Maior produtividade pela redução da perda de tempo procurando por objetos. - Só ficam no ambiente os objetos necessários e ao alcance da mão; Sistema 5 S's Conceito: O Método "5S" foi a base da implantação do Sistema de Qualidade Total nas empresas. Surgiu no Japão, nas décadas de 50 e 60, após a Segunda Guerra Mundial, quando o país vivia a

Leia mais

Prática desenvolvida no Japão com o objetivo de desenvolver padrões de limpeza e organização, para proporcionar bem estar a todos.

Prática desenvolvida no Japão com o objetivo de desenvolver padrões de limpeza e organização, para proporcionar bem estar a todos. O QUE É O 5S? Prática desenvolvida no Japão com o objetivo de desenvolver padrões de limpeza e organização, para proporcionar bem estar a todos. TAMBÉM É CONHECIDO COMO HOUSE KEEPING 2 QUAIS SÃO OS SIGNIFICADOS

Leia mais

5Ss: Aplicação em Bibliotecas e Centros de Informação

5Ss: Aplicação em Bibliotecas e Centros de Informação 5Ss: Aplicação em Bibliotecas e Centros de Informação Introdução Década de 50 Japão tenta se reerguer da derrota sofrida na Segunda Grande. Profissionais dos Estados Unidos vão ao Japão a ensinar como

Leia mais

MÓDULO 16 Programa 5S da Qualidade

MÓDULO 16 Programa 5S da Qualidade MÓDULO 16 Programa 5S da Qualidade Desenvolvido no Japão, pós Segunda Guerra Mundial, o Programa 5S (conhecido também como Housekeeping) era um método utilizado pelos pais para ensinar a seus filhos os

Leia mais

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com

PDF created with pdffactory trial version www.pdffactory.com Programa 8S Promovendo a Qualidade de Vida O R I G E N S 1 9 5 0 JAPÃO DO PÓS GUERRA KAORU ISHIKAWA O B J E T I V O S melhorar a qualidade de vida dos funcionários, transformando o ambiente da empresa,

Leia mais

A Base para a Qualidade Total

A Base para a Qualidade Total A Base para a Qualidade Total 1 HISTÓRIA Foi concebido por Kaoru Ishikawa em 1950, no Japão pós-guerra; Surgiu com a necessidade de por ordem na grande confusão a que ficou reduzido o país após a derrota

Leia mais

Eliminação de desperdícios Otimização do espaço Facilidade no acesso a materiais de trabalho Prevenção de quebras e acidentes Redução ou eliminação

Eliminação de desperdícios Otimização do espaço Facilidade no acesso a materiais de trabalho Prevenção de quebras e acidentes Redução ou eliminação Benefícios! Quais são? Eliminação de desperdícios Otimização do espaço Facilidade no acesso a materiais de trabalho Prevenção de quebras e acidentes Redução ou eliminação de condições e atos inseguros

Leia mais

José Adalto Pires de Oliveira Junior Orientadora: profª. Mariana Bandeira. São Luis 2013

José Adalto Pires de Oliveira Junior Orientadora: profª. Mariana Bandeira. São Luis 2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAS - CCSO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO José Adalto Pires de Oliveira Junior Orientadora: profª. Mariana Bandeira São Luis 2013 GESTÃO DA QUALIDADE: Plano

Leia mais

Trabalho aplicado ao 5S

Trabalho aplicado ao 5S Trabalho aplicado ao S Equipe: Cristiano Fábio Paulino Se você continuar a fazer sempre o que fez, continuará obtendo sempre o que obteve. Para conseguir um resultado diferente você terá de fazer algo

Leia mais

Projeto ANTT Sustentável

Projeto ANTT Sustentável PROGRAMA DE MELHORIA DE GESTÃO DA ANTT - PROMEG/ANTT Projeto ANTT Sustentável SENSIBILIZAÇÃO PARA A SUSTENTABILIDADE & DESENVOLVIMENTO DOS 5 S Nenhum vento sopra a favor de quem não sabe aonde ir. Sêneca

Leia mais

Gestão da Qualidade 10/04/2011. Os 5 S. Histórico dos 5S. Histórico dos 5S

Gestão da Qualidade 10/04/2011. Os 5 S. Histórico dos 5S. Histórico dos 5S Gestão da Qualidade Os 5 S Histórico dos 5S A gestão da Qualidade é primordial para o estabelecimento e sobrevivência de uma instituição e para viabilizar o controle de atividades,informações e documentos.

Leia mais

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO MANUAL 5 SENSOS

ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO MANUAL 5 SENSOS ROTEIRO PARA ELABORAÇÃO DO MANUAL 5 SENSOS MANUAL 5 SENSOS Ref.: MSGQ-001/09-0 Revisão: 00 Emissão: Setembro Qtde. Pág.: 09 1. INTRODUÇÃO O programa 5S tem como principais objetivos mudar comportamentos,

Leia mais

Projeto interdisciplinar para a eficiência - 5S APAE. Programa de Qualidade Total. "O 5S é uma atividade para ser praticada eternamente por todos"

Projeto interdisciplinar para a eficiência - 5S APAE. Programa de Qualidade Total. O 5S é uma atividade para ser praticada eternamente por todos Projeto interdisciplinar para a eficiência - 5S 5 S APAE Programa de Qualidade Total "O 5S é uma atividade para ser praticada eternamente por todos" APRESENTAÇÃO O mundo do trabalho se apresenta cada vez

Leia mais

GESTÃO DA QUALIDADE. Palavras-chave: Qualidade. Gestão da Qualidade. Definições da Qualidade.

GESTÃO DA QUALIDADE. Palavras-chave: Qualidade. Gestão da Qualidade. Definições da Qualidade. GESTÃO DA QUALIDADE Luiz Antonio Bertoli de Oliveira Prof. Pablo Rodrigo Bes Oliveira Centro Universitário Leonardo Da Vinci UNIASSELVI Bacharelado em Administração (ADG 0257)- Módulo I 08/11/2012 RESUMO

Leia mais

Pontuação 0 5 10 15-03 ou mais itens no local de trabalho sem providências de descarte. - 02 itens no local de trabalho sem providências de descarte.

Pontuação 0 5 10 15-03 ou mais itens no local de trabalho sem providências de descarte. - 02 itens no local de trabalho sem providências de descarte. Ficha Auditoria do Programa 5S SENSO DE UTILIZAÇÃO/DESCARTE SEIRI - Separar o útil do inútil, eliminando o snecessário. Consiste em ixar no ambiente trabalho apenas o material útil, scartando ou stinando

Leia mais

ETRO ento S2i LABM PROGRAMA 5S a de Treinam Program

ETRO ento S2i LABM PROGRAMA 5S a de Treinam Program PROGRAMA 5S Agenda Objetivos do Programa 5S Origem do 5S Senso de Descarte Senso de Ordenação Senso de Limpeza Senso de Saúde Senso de Disciplina 2 Agenda Objetivos do Programa 5S Origem do 5S Senso de

Leia mais

APLICAÇÃO DOS 5 S EM OPERADORES LOGÍSTICOS

APLICAÇÃO DOS 5 S EM OPERADORES LOGÍSTICOS APLICAÇÃO DOS 5 S EM OPERADORES LOGÍSTICOS RESUMO Williana de Souza Costa 1 Bruno de Araújo Santos 2 Carlos Alberto dos Santos Júnior 3 Jean Karlos Gouveia Januário 4 Natália dos Santos Pessoa 5 Osmar

Leia mais

Apresentação do programa 5S

Apresentação do programa 5S Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência PIBID 2011 Ciências da Natureza Apresentação do programa 5S Dia 04 de janeiro de 2012 Local: Escola Elisa Ferrari Valls Horário: 09h O "Programa

Leia mais

O PROGRAMA 5S COMO BASE PARA A GESTÃO DA QUALIDADE NO HOSPITAL GERAL UNIMED PONTA GROSSA / PR

O PROGRAMA 5S COMO BASE PARA A GESTÃO DA QUALIDADE NO HOSPITAL GERAL UNIMED PONTA GROSSA / PR O PROGRAMA 5S COMO BASE PARA A GESTÃO DA QUALIDADE NO HOSPITAL GERAL UNIMED PONTA GROSSA / PR Hospital Geral Unimed Ponta Grossa/PR Inaugurado em novembro/2007. Média e baixa complexidade. 98 leitos.

Leia mais

FACULDADE PEDRO II INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO LOGÍSTICA

FACULDADE PEDRO II INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO LOGÍSTICA FACULDADE PEDRO II INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO LOGÍSTICA 5S ADRIANA VIEIRA ARCANJO ANDRADE GIOVANE DA SILVA GUILHERME CHAVES KENYA OLIVEIRA WEVERTON DE OLIVEIRA Professor: Elielson

Leia mais

Origem do nome do programa 5S

Origem do nome do programa 5S Os Cinco Sensos PPGEP / UFRGS ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Origem do nome do programa 5S 5S s vem de cinco palavras japonesas que começam por S : SEIRI senso de utilização, seleção, descarte. SEITON senso de

Leia mais

MÉTODO 5S: UMA ABORDAGEM INTRODUTÓRIA

MÉTODO 5S: UMA ABORDAGEM INTRODUTÓRIA MÉTODO 5S: UMA ABORDAGEM INTRODUTÓRIA ARENA, Karina de Oliveira 1 ; BUGLIA, Patrícia Rodrigues 1 ; PEREIRA, Mariane Francine Pereira 1 ; TAMAE, Rodrigo Yoshio 2 1-Acadêmicos do curso de Administração de

Leia mais

SISTEMA 5S PRATICANDO OS 5S NO SEU LOCAL DE TRABALHO

SISTEMA 5S PRATICANDO OS 5S NO SEU LOCAL DE TRABALHO PRATICANDO OS 5S NO SEU LOCAL DE TRABALHO APRESENTANDO OS 5S s VOCÊ ESTÁ ENTRANDO EM CONTATO COM UM SISTEMA DE EDUCAÇÃO E TREINAMENTO, CRIADO NO JAPÃO POR TAKASHI OSDA, QUE BUSCA A QUALIDADE TOTAL DE UMA

Leia mais

HOUSEKEEPING A PARTIR DO 5S. Introdução. Para que serve?

HOUSEKEEPING A PARTIR DO 5S. Introdução. Para que serve? HOUSEKEEPING A PARTIR DO 5S Introdução Basicamente consiste na determinação de organizar o local de trabalho, mantêlo arrumado e em ordem, limpo, mantendo as condições padronizadas e a disciplina necessárias

Leia mais

GESTÃO CIDADÃO CONSCIENTE

GESTÃO CIDADÃO CONSCIENTE GESTÃO CIDADÃO CONSCIENTE Missão Valores Visão Trata-se da área de significado, dando sentido a tudo o que é feito, respondendo à pergunta: por que é feito isso? 6 C AS FERRAMENTAS PARA GESTÃO CIDADÃO

Leia mais

CAMINHADA PARA A EXCELÊNCIA

CAMINHADA PARA A EXCELÊNCIA CAMINHADA PARA A EXCELÊNCIA 1ª FASE ENTENDENDO O SEU TRABALHO 2ª FASE ARRUMANDO A CASA 3ª FASE AJUSTANDO A MÁQUINA 4ª FASE CAMINHANDO PARA O FUTURO ENTENDA O SEU TRABALHO ARRUME A CASA PADRONIZE ELIMINE

Leia mais

GUIA PRÁTICO DO PROGRAMA 5S

GUIA PRÁTICO DO PROGRAMA 5S Avalie o Nível da Gestão 5S em sua Área de Trabalho Itens Avaliados 01. Existem objetos e recursos sem serventia na sua área de trabalho? 02. Existe desperdício observável, de qualquer espécie, em sua

Leia mais

DICAS DE BURACO ONLINE

DICAS DE BURACO ONLINE DICAS DE BURACO ONLINE Link: http://www.jogatina.com/dicas-jogar-buraco-online.html Às vezes, conhecemos todas as regras de um jogo, mas na hora de passar da teoria para a prática, as coisas não funcionam

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE

ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE ADMINISTRAÇÃO GERAL GESTÃO DA QUALIDADE Atualizado em 03/12/2015 GESTÃO DA QUALIDADE As ideias principais que baseiam o significado atual da qualidade são, basicamente, as seguintes: Atender às expectativas,

Leia mais

PROGRAMA 5S. Programa 58: qualidade nao FL - FOL. 0571 \ \11\1\ \\11\ 1\\\\ 1\1\1 \1\1\ 1\\\ \\11I\ \\1\ \11\ 15495-1

PROGRAMA 5S. Programa 58: qualidade nao FL - FOL. 0571 \ \11\1\ \\11\ 1\\\\ 1\1\1 \1\1\ 1\\\ \\11I\ \\1\ \11\ 15495-1 FOl. 0571 t.~empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária-EMBRAPA Centro Nacional de Pesquisa de Milho e Sorgo-CNPMS PROGRAMA 5S Programa 58: qualidade nao FL - FOL. 0571 \ \11\1\ \\11\ 1\\\\ 1\1\1 \1\1\

Leia mais

O R I G E N S JAPÃO DO PÓS-GUERRA KAORU ISHIKAWA. Treinamento

O R I G E N S JAPÃO DO PÓS-GUERRA KAORU ISHIKAWA. Treinamento O R I G E N S 1 9 5 0 JAPÃO DO PÓS-GUERRA KAORU ISHIKAWA O B J E T I V O S Preparar uma empresa, ou qualquer espaço físico para uma intervenção de melhoria no ambiente. OBJETIVOS ESPECÍFICOS ü Melhorar

Leia mais

Consultoria e Marketing COMO TORNAR O TREINAMENTO UMA FERRAMENTA DE LUCRATIVIDADE

Consultoria e Marketing COMO TORNAR O TREINAMENTO UMA FERRAMENTA DE LUCRATIVIDADE COMO TORNAR O TREINAMENTO UMA FERRAMENTA DE LUCRATIVIDADE A melhor idéia, sem gente boa, não vai a lugar algum. Carlos Alberto Sicupira Controlador da ABInBev Presidente do Conselho das Lojas Americanas

Leia mais

Título: Programa 5S s em uma Empresa Júnior: da melhoria do ambiente físico ao cuidado com as pessoas Categoria: Projeto Interno Temática: Qualidade

Título: Programa 5S s em uma Empresa Júnior: da melhoria do ambiente físico ao cuidado com as pessoas Categoria: Projeto Interno Temática: Qualidade Título: Programa 5S s em uma Empresa Júnior: da melhoria do ambiente físico ao cuidado com as pessoas Categoria: Projeto Interno Temática: Qualidade Resumo Manter um ambiente de trabalho adequado à realização

Leia mais

Cursos livres EAD GUIA BÁSICO PARA USO CORPORATIVO. www.webaula.com.br

Cursos livres EAD GUIA BÁSICO PARA USO CORPORATIVO. www.webaula.com.br Cursos livres EAD GUIA BÁSICO PARA USO CORPORATIVO www.webaula.com.br Índice 3 introdução 3 introdução 3 O que são cursos livres, afinal? 4 Características dos cursos livres 5 Vantagens dos cursos livres

Leia mais

Carga Horária : 80 horas

Carga Horária : 80 horas Carga Horária : 80 horas Sumário 1- A Metodologia 8S 2- Seiri (Utilização) 3- Seiton (Ordem, Arrumação) 4- Seiso (Limpeza) 5- Seiketsu (Padronização) 6- Shitsuke (Disciplina) 7- Shido (Capacitação) 8-

Leia mais

5S - 5 sensos da qualidade

5S - 5 sensos da qualidade 5S - 5 sensos da qualidade É um processo com cinco grandes passos que ajudam a organizar melhor trabalho. É um programa que busca tornar o dia a dia na empresa mais tranqüilo, através de : cuidados com

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. 1 Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome PROVA DE CONHECIMENTOS

Leia mais

Projetos Pedagógicos. Agosto 2012

Projetos Pedagógicos. Agosto 2012 Projetos Pedagógicos Agosto 2012 REAPROVEITANDO MATERIAIS Permanecendo com o olhar atento para a preservação do meio ambiente, em nosso dia a dia, orientamos nossas crianças a agirem de forma consciente,

Leia mais

COMO COMEÇAR 2016 se organizando?

COMO COMEÇAR 2016 se organizando? COMO COMEÇAR 2016 se organizando? Como começar 2016 se organizando? Conheça estratégias simples para iniciar o novo ano com o pé direito Você sabia que, de acordo com o Sebrae, os principais motivos que

Leia mais

PROGRAMA 5S: Parceiro na administração do tempo

PROGRAMA 5S: Parceiro na administração do tempo PROGRAMA 5S: Parceiro na administração do tempo Aliny MALAGUTI¹ - RGM 070591 Carolina Stoze NARDY¹ - RGM 070498 Lidiane Aparecida Dias COSTA¹ - RGM 067031 Renato Francisco Saldanha SILVA² Elcio Aloísio

Leia mais

Sensibilizando para Organização e Limpeza

Sensibilizando para Organização e Limpeza Sensibilizando para Organização e Limpeza Engº JULIO TADEU ALENCAR e-mail: jtalencar@sebraesp.com. @sebraesp.com.br Ver-03/04 Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de São Paulo O QUE PODEMOS FAZER

Leia mais

Bem vindos à técnica CRC

Bem vindos à técnica CRC Bem vindos à técnica CRC 1 Nossa Agenda Conceitos CRC do modelo de classes Serviços Apresentação do CRC Classe Solicitação Apresentação Atributos Classe Solicitação Apresentação Modelo Classes 2 O que

Leia mais

GUIA DE AVALIAÇÃO DE CLIENTES PARA PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO PÓS-DESASTRE

GUIA DE AVALIAÇÃO DE CLIENTES PARA PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO PÓS-DESASTRE GUIA DE AVALIAÇÃO DE CLIENTES PARA PROGRAMA DE RECUPERAÇÃO PÓS-DESASTRE Este documento é uma tradução do crioulo haitiano e alguns termos foram adaptados para facilitar sua relevância para um público mais

Leia mais

Gestão da qualidade na Biblioteca Monteiro Lobato de Guarulhos

Gestão da qualidade na Biblioteca Monteiro Lobato de Guarulhos Gestão da qualidade na Biblioteca Monteiro Lobato de Guarulhos O Sistema Municipal de Bibliotecas de Guarulhos possui 11 bibliotecas, sendo 11 da Secretaria de Cultura e 1 espaço troca livros. Atendemos

Leia mais

Disciplina: Gestão da Qualidade Prof. Patricio Vasconcelos. Curso de Administração 5º periodo - Turmas A e B 2º Bimestre

Disciplina: Gestão da Qualidade Prof. Patricio Vasconcelos. Curso de Administração 5º periodo - Turmas A e B 2º Bimestre Disciplina: Gestão da Qualidade Prof. Patricio Vasconcelos Curso de Administração 5º periodo - Turmas A e B 2º Bimestre Pode-se criar um ambiente de qualidade em torno de si, usando as mãos para agir,

Leia mais

Workshop sobre Empreendedorismo

Workshop sobre Empreendedorismo Workshop sobre Empreendedorismo Vasco Pinto 11 e 12/ Dez/ 2012 O que é o Empreendedorismo? O que é ser Empreendedor? Principais Características de um Empreendedor Diferenças entre Empreendedor e Empresário

Leia mais

5S EM ESCRITÓRIOS E NA VIDA PESSOAL

5S EM ESCRITÓRIOS E NA VIDA PESSOAL Cópia não controlada 5S EM ESCRITÓRIOS E NA VIDA PESSOAL Nos ambientes administrativos, como escritórios, ainda há uma resistência das pessoas em praticar o 5S por desconhecimento da metodologia e dos

Leia mais

O curativo do umbigo

O curativo do umbigo Higiene do bebê O curativo do umbigo Organizo meu futuro porque o presente já passou. A presença de pus ou de vermelhidão ao redor do umbigo sugere infecção e deve ser avaliada pelo profissional de saúde.

Leia mais

Nessa batalha, o nosso objetivo será ter apenas o necessário e na quantidade exata da nossa necessidade.

Nessa batalha, o nosso objetivo será ter apenas o necessário e na quantidade exata da nossa necessidade. PROGRAMA 5 S's O objetivo dessa fita é mostrar, de uma forma bem descontraída, a importância de se combater o desperdício, um mal que, se não tratado a tempo, pode levar qualquer empresa a falência. Nela,

Leia mais

Sustentabilidade: fazendo a diferença no ambiente de trabalho

Sustentabilidade: fazendo a diferença no ambiente de trabalho Sustentabilidade: fazendo a diferença no ambiente de trabalho Carolina Lopes Araujo carolinalopesaraujo@yahoo.com.br Responsabilidade Socioambiental Compromisso Necessidade Inevitabilidade Respeito Boa

Leia mais

Índice. Introdução 2. Quais funcionalidades uma boa plataforma de EAD deve ter? 4. Quais são as vantagens de ter uma plataforma EAD?

Índice. Introdução 2. Quais funcionalidades uma boa plataforma de EAD deve ter? 4. Quais são as vantagens de ter uma plataforma EAD? Índice SUA EMPRESA DE TREINAMENTOS ESTÁ PARADA NO TEMPO? Introdução 2 Quais funcionalidades uma boa plataforma de EAD deve ter? 4 Quais são as vantagens de ter uma plataforma EAD? 6 A gestão de cursos

Leia mais

Apostila do curso de. OS 8S s Administrativos

Apostila do curso de. OS 8S s Administrativos Apostila do curso de OS 8S s Administrativos 1- A Metodologia 8S 2- Seiri (Utilização) 3- Seiton (Ordem, Arrumação) 4- Seiso (Limpeza) 5- Seiketsu (Padronização) 6- Shitsuke (Disciplina) 7- Shido (Capacitação)

Leia mais

O programa 10S brasileiro, que ampliou e aperfeiçoou o programa 5S japonês, é uma proposta que

O programa 10S brasileiro, que ampliou e aperfeiçoou o programa 5S japonês, é uma proposta que Neste informativo, apresentamos um resumo do artigo "Programa 10S e a crise de imagem", escrito por José Ailton Baptista da Silva, membro da American Society for Quality, e publicado na edição de dezembro

Leia mais

5S s NO CANTEIRO DE OBRA DE UM CONJUNTO HABITACIONAL Edinaldo Favareto Gonzalez (1); Antônio Edésio Jungles (2) RESUMO

5S s NO CANTEIRO DE OBRA DE UM CONJUNTO HABITACIONAL Edinaldo Favareto Gonzalez (1); Antônio Edésio Jungles (2) RESUMO 5S s NO CANTEIRO DE OBRA DE UM CONJUNTO HABITACIONAL Edinaldo Favareto Gonzalez (1); Antônio Edésio Jungles (2) (1) Universidade Federal de Santa Catarina - Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil

Leia mais

Programa de qualidade 5s 5 Sensos

Programa de qualidade 5s 5 Sensos Programa de qualidade 5s 5 Sensos 5s no Brasil No Brasil foi lançado em1991.o Brasil é o país campeão mundial de desperdícios,estatísticas comprovam que o desperdício está incorporado na cultura nacional.

Leia mais

Implementação do programa 5S, como elemento do lean administrativo, no almoxarifado da FCM/UNICAMP

Implementação do programa 5S, como elemento do lean administrativo, no almoxarifado da FCM/UNICAMP Implementação do programa 5S, como elemento do lean administrativo, no almoxarifado da FCM/UNICAMP Adalberto da Cruz Lima (UFPA) aclima@fem.unicamp.br Paulo Corrêa Lima (UNICAMP) plima@fem.unicamp.br Resumo:

Leia mais

da Qualidade ISO 9001: 2000

da Qualidade ISO 9001: 2000 4 Requisitos Gerais e de Documentação do Sistema da Qualidade ISO 9001: 2000 A implementação, manutenção e melhoria de um sistema da qualidade requer um sistema documental que auxilie no estabelecimento

Leia mais

JOGOS EM PROCESSOS DE TREINAMENTOS

JOGOS EM PROCESSOS DE TREINAMENTOS JOGOS EM PROCESSOS DE TREINAMENTOS AULA 16 1 Professora Ms Karen Reis 2011 JOGOS DIGITAIS Educação Corporativa e a abordagem e cooperativa dos Jogos de Empresa FMU Faculdades Metropolitanas Unidas Prof.

Leia mais

Consumidor e produtor devem estar

Consumidor e produtor devem estar A produção científica tem um produtor e um consumidor e, evidentemente, todo produtor é também um consumidor: quanto melhor consumidor ele for, melhor será como produtor. Há pesquisas em psicologia que

Leia mais

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DO 5S EM UMA ORGANIZAÇÃO PÚBLICA - PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ-MG

ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DO 5S EM UMA ORGANIZAÇÃO PÚBLICA - PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ-MG ANÁLISE DA APLICAÇÃO DA METODOLOGIA DO 5S EM UMA ORGANIZAÇÃO PÚBLICA - PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAJUBÁ-MG Vinicius Reno de Paula (UNIFEI) viniciusrp1702@yahoo.com.br Ricardo Antonio Lopes Maioli (UNIFEI)

Leia mais

Ficha Técnica. Mais uma edição de nosso jornal,

Ficha Técnica. Mais uma edição de nosso jornal, Nº5 E. M. Professor Lund Fernandes Villela Mais uma edição de nosso jornal, mais notícias, imagens e fatos acontecendo na escola Lund. Essa edição conta com novos alunos do 5º ano que estão animados com

Leia mais

Bibliotecária UNICAMP Biblioteca Central Caixa Postal 6136 CEP13081-970 Campinas-SP /Brasil danif@unicamp.br danif@lycos.com

Bibliotecária UNICAMP Biblioteca Central Caixa Postal 6136 CEP13081-970 Campinas-SP /Brasil danif@unicamp.br danif@lycos.com O AMBIENTE DE QUALIDADE EM UM SISTEMA DE INFORMAÇÃO E A APLICAÇÃO DO PROGRAMA 5S Danielle Thiago Ferreira Bibliotecária UNICAMP Biblioteca Central Caixa Postal 6136 CEP13081-970 Campinas-SP /Brasil danif@unicamp.br

Leia mais

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS

LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS LIÇÃO 2 AMOR: DECIDIR AMAR UNS AOS OUTROS RESUMO BÍBLICO I João 4:7-21; Jo 13:35 Tudo começou com o amor de Deus por nós. Ele nos amou primeiro e nós precisamos responder a isso. Ele provou seu amor, através

Leia mais

TPM. Manutenção Produtiva Total ou Total Productive Maintenance

TPM. Manutenção Produtiva Total ou Total Productive Maintenance TPM Manutenção Produtiva Total ou Total Productive Maintenance ORIGEM DA TPM Durante muito tempo as indústrias funcionaram com o sistema de manutenção corretiva. Com isso, ocorriam: Desperdícios; Retrabalhos;

Leia mais

MANUAL DE NORMAS GERAIS E DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO

MANUAL DE NORMAS GERAIS E DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO FACULDADES INTEGRADAS DO EXTREMO SUL DA BAHIA Credenciada pela Portaria Ministerial nº 1.727 de 13/06/2002 D. O.U. 14/06/2002 MANUAL DE NORMAS GERAIS E DE SEGURANÇA EM LABORATÓRIO Eunápolis BA 2009 1.

Leia mais

OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES

OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES OSS SANTA MARCELINA HOSPITAL CIDADE TIRADENTES CASE DE SUCESSO: 5S COMO FERRAMENTA DE CONSCIENTIZAÇÃO AMBIENTAL PARA AS EQUIPES DO HOSPITAL CIDADE TIRADENTES Responsável pela Instituição: Renata Souza

Leia mais

POR QUE AS EMPRESAS NÃO DEVEM INVESTIR EM PROGRAMAS DE INCLUSÃO?

POR QUE AS EMPRESAS NÃO DEVEM INVESTIR EM PROGRAMAS DE INCLUSÃO? POR QUE AS EMPRESAS NÃO DEVEM INVESTIR EM PROGRAMAS DE INCLUSÃO? A temática da inclusão, no mercado de trabalho, tem suscitado vários debates nos mais diversos espaços de discussão organizados por empresas,

Leia mais

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS

JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS JOGOS ELETRÔNICOS CONTRIBUINDO NO ENSINO APRENDIZAGEM DE CONCEITOS MATEMÁTICOS NAS SÉRIES INICIAIS Educação Matemática na Educação Infantil e nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (EMEIAIEF) GT 09 RESUMO

Leia mais

Administração da Qualidade e o Modelo Japonês

Administração da Qualidade e o Modelo Japonês Administração da Qualidade e o Modelo Japonês Fonte: Maximiano Autores Principais Idéias e Contribuições Shewhart, Dodge e Romig Cartas de Controle. Controle estatístico da qualidade e controle estatístico

Leia mais

Edição 01/08. Apresentações: Nome Atividade desenvolvida Tempo de experiência profissional Nome do Hospital Cidade

Edição 01/08. Apresentações: Nome Atividade desenvolvida Tempo de experiência profissional Nome do Hospital Cidade Edição 01/08 MÓDULO 5S`s Apresentações: Nome Atividade desenvolvida Tempo de experiência profissional Nome do Hospital Cidade 1 Conteúdo Programático do Módulo 5S Conteúdo Origem do 5S Objetivos do 5S

Leia mais

Planejamento de Aula - Ferramenta Mar aberto

Planejamento de Aula - Ferramenta Mar aberto Planejamento de Aula - Ferramenta Mar aberto Planejar uma aula é uma arte não uma tarefa. O planejamento de aula através da ferramenta Mar Aberto ajuda e contribui para infinitas possibilidades para seu

Leia mais

Prof. Fernando Lopes. Unidade II. Administração de Cargos e

Prof. Fernando Lopes. Unidade II. Administração de Cargos e Prof. Fernando Lopes Unidade II Administração de Cargos e Salários Conforme Chiavenato (2004, p. 267), a avaliação de cargos visa a obtenção de dados que permitirão uma conclusão acerca do valor interno

Leia mais

Produção Enxuta. Lean Manufacturing

Produção Enxuta. Lean Manufacturing Produção Enxuta Lean Manufacturing Produção Enxuta Principais ferramentas Ferramentas do STP 5S; SMED ; Gestão Visual; Poka-Yoke; TPM Kanban; Kaizen; VSM Casa do STP 5 Sensos Filosofia cujo objetivo é

Leia mais

O DOGMATISMO VINCULADO ÀS DROGAS RESUMO

O DOGMATISMO VINCULADO ÀS DROGAS RESUMO O DOGMATISMO VINCULADO ÀS DROGAS * Andrise Baierfuss Fazoli ** Luiz Fernandes Pavelacki RESUMO O artigo consta de uma breve apresentação sobre a atitude e o comportamento dogmático na realidade educacional

Leia mais

MÓDULO 2 Operacionalização

MÓDULO 2 Operacionalização MÓDULO 2 Operacionalização OBJETIVO GERAL: Demonstrar a operacionalização dos 5S s. OBJETIVOS ESPECÍFICOS: 1. Os cinco sensos 2. Operacionalização dos 5S s 3. Benefícios dos 5S s Desafio 1 RESULTADO TAREFA

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL EUCLIDES DA CUNHA

APRESENTAÇÃO DA BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL EUCLIDES DA CUNHA APRESENTAÇÃO DA BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL EUCLIDES DA CUNHA APRESENTAÇÃO: A Biblioteca Pública Municipal Euclides da Cunha localizada no bairro da Vila Prado em São Carlos, tem atualmente 4050 usuários

Leia mais

1. Introdução. 2. Apresentação

1. Introdução. 2. Apresentação NOME: Thaís Rocha Arrighi TÍTULO: Chiquita economizando água Hábitos inadequados e hábitos adequados ORIENTADORA: Arlete Aparecida Marchioni Juste ESCOLA: Escola Estadual Professora Francisca Pereira Rodrigues

Leia mais

A escola para todos: uma reflexão necessária

A escola para todos: uma reflexão necessária A escola para todos: uma reflexão necessária Área: Inclusão Selecionador: Maria da Paz de Castro Nunes Pereira Categoria: Professor A escola para todos: uma reflexão necessária A escola é, por excelência,

Leia mais

O QUE SIGNIFICA CRIAR UM FILHO

O QUE SIGNIFICA CRIAR UM FILHO 39 Sexta Lição PAPAI E MAMÃE NA CRIAÇÃO DOS FILHOS O relacionamento do papai e da mamãe como casal é de fundamental importância para uma formação adequada dos filhos. Esse relacionamento influenciará decisivamente

Leia mais

Gestão de Projetos com o uso do dotproject

Gestão de Projetos com o uso do dotproject Gestão de Projetos com o uso do dotproject Eloi Cabral Vieira, Francisco Assis do Nascimento FACCAT Faculdades de Taquara Avenida Oscar Martins Rangel, 4500 RS 115 Taquara RS Brazil eloicabral,assis@nidus.org.br

Leia mais

Aula 2 Revisão 1. Ciclo de Vida. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW

Aula 2 Revisão 1. Ciclo de Vida. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW. Processo de Desenvolvimento de SW Ciclo de Vida Aula 2 Revisão 1 Processo de Desenvolvimento de Software 1 O Processo de desenvolvimento de software é um conjunto de atividades, parcialmente ordenadas, com a finalidade de obter um produto

Leia mais

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015

ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUC MINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA ROTEIRO DE RECUPERAÇÃO III ETAPA LETIVA CIÊNCIAS 5. o ANO/EF - 2015 Caro (a) aluno(a), É tempo de conferir os conteúdos estudados

Leia mais

meses e de ganhos financeiros muito maiores do que quando se é empregado é um erro comum. Além disso, a idéia de não ter chefe é extremamente

meses e de ganhos financeiros muito maiores do que quando se é empregado é um erro comum. Além disso, a idéia de não ter chefe é extremamente DICAS PARA ABRIR UM ESCRITÓRIO CONTÁBIL Começar um empreendimento requer coragem. Estar preparado para esse momento é fundamental, pois não vale, em hipótese alguma, aplicar o seu dinheiro no desconhecido.

Leia mais

Coleta de Dados: a) Questionário

Coleta de Dados: a) Questionário Coleta de Dados: A coleta de dados ou de informações sobre a realidade escolar tem como ponto de partido o Marco Referencial, em especial o que está estabelecido no Marco Operacional. Este é um momento

Leia mais

Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo

Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo Estratégias adotadas pelas empresas para motivar seus funcionários e suas conseqüências no ambiente produtivo Camila Lopes Ferreir a (UTFPR) camila@pg.cefetpr.br Dr. Luiz Alberto Pilatti (UTFPR) lapilatti@pg.cefetpr.br

Leia mais

2 Engenharia de Software

2 Engenharia de Software 20 2 Engenharia de Software 2.1 Design de Sistemas Orientados a Objetos Os Sistemas Orientados a Objetos não são mais novidade hoje em dia já estando há muitos anos no mercado. A orientação a objetos permite

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA FERRAMENTA 5S NA GESTÃO DE MATERIAIS DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PINTURA COM TERRA

A IMPORTÂNCIA DA FERRAMENTA 5S NA GESTÃO DE MATERIAIS DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PINTURA COM TERRA A IMPORTÂNCIA DA FERRAMENTA 5S NA GESTÃO DE MATERIAIS DO LABORATÓRIO DIDÁTICO DE PINTURA COM TERRA Adriana de Fatima Meira Vital (UFCG) vital.adriana@hotmail.com Gislaine Handrinelly de Azevedo (UFCG)

Leia mais

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio

Projeto Pedagógico. por Anésia Gilio Projeto Pedagógico por Anésia Gilio INTRODUÇÃO Esta proposta pedagógica está vinculada ao Projeto Douradinho e não tem pretenção de ditar normas ou roteiros engessados. Como acreditamos que a educação

Leia mais

A Ciência e a Arte de Ser Dirigente. Autor: Ader Fernando Alves de Pádua

A Ciência e a Arte de Ser Dirigente. Autor: Ader Fernando Alves de Pádua A Ciência e a Arte de Ser Dirigente Autor: Ader Fernando Alves de Pádua 1 INTRODUÇÃO Este tema traz a tona uma grande questão que vamos tentar responder nestas poucas paginas, ser um dirigente requer grande

Leia mais