MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC): MONOGRAFIA E PROJETO EXPERIMENTAL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC): MONOGRAFIA E PROJETO EXPERIMENTAL"

Transcrição

1 COORDENAÇÃO DO CURSO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL JORNALISMO/PUBLICIDADE E PROPAGANDA MANUAL DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC): MONOGRAFIA E PROJETO EXPERIMENTAL Fortaleza,

2 APRESENTAÇÃO Este manual trata das normas referentes ao Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Comunicação Social (Curso de Jornalismo e Curso de Publicidade e Propaganda) da Faculdade Sete de Setembro. O TCC pode ser desenvolvido em duas modalidades diferentes: Monografia ou Projeto Experimental. É de fundamental importância compreender que o TCC, em qualquer de suas modalidades, é um trabalho acadêmico e que, por isso, deve obedecer às regras do pensamento científico apresentando relevância social, cultural ou mercadológica. Acima de tudo, é preciso entender o TCC como a etapa final do processo individual de aprendizagem desenvolvido no decorrer do curso. Seu objetivo é demonstrar que o aluno possui a habilidade de saber fazer, mas também de saber pensar cientificamente e criticamente questões relevantes para a academia e para a sociedade em geral, propondo soluções viáveis. 2

3 MODALIDADES O TCC pode ser realizado em duas modalidades: - Monografia; - Projeto Experimental. Ambas as modalidades devem ser executadas com o rigor do pensamento científico, apresentando fundamentação teórica e clareza de pensamento em todas as suas etapas. 1. Monografia O trabalho monográfico é um estudo por escrito de um único tema (etimologicamente deriva de monos, um só, e graphein, escrever), realizado por meio de uma pequena bibliografia e bem delimitado. O objetivo principal é possibilitar uma compreensão aproximativa e pessoal do assunto tratado. Ver manual TCC - FA7 site: 2. Projeto experimental Os projetos experimentais envolvem o planejamento, a criação e a produção de produtos jornalísticos ou publicitários que possam contribuir com os meios profissionais e acadêmicos da área de comunicação social. Embora seja um trabalho de conclusão de curso de graduação, entende-se que o projeto experimental desenvolvido deve apresentar nível profissional levando em conta a viabilidade técnica, a viabilidade financeira e a relevância social e cultural. O projeto experimental, assim como a Monografia, é um trabalho individual e que deve ser realizado em dois momentos - O Relatório técnico, que tem por objetivo a descrição detalhada dos procedimentos adotados na elaboração do produto, assim como as reflexões acerca de sua relevância acadêmica, cultural ou mercadológica; - O produto. 3

4 TIPOS DE PROJETO EXPERIMENTAL - JORNALISMO No caso do Curso de Jornalismo, são adotados os seguintes tipos de Projeto Experimental: 1. Jornalismo Impresso 1.1 Livro reportagem a) Relatório Técnico - Texto: o texto deve ter pelo menos 40 mil caracteres, composto por reflexão teórica, que fundamente a escolha de livro-reportagem e reflita sobre a respectiva temática a ser desenvolvida, subdividida em: introdução, objetivos, justificativa e revisão bibliográfica. Deve haver também o planejamento da realização da reportagem, subdividido em: produção, prépauta, pauta e cronograma de trabalho. Gênero jornalístico em que o autor narra uma detalhada e extensa reportagem que não seria suportada pelas mídias convencionais do jornalismo, como jornais e revistas. A redação final e edição do material no suporte livro podem conter fotos e ilustrações. Os textos devem ser escritos em Fonte Time New Roman, corpo 12, espaçamento 1,5. O livro reportagem deverá ter, no mínimo, 85 mil caracteres (sem espaçamento). O livro reportagem deve ser entregue a banca examinadora diagramado, impresso em três vias e em arquivo digital pdf. 1.2 Jornal a) Relatório Técnico -Texto: deve ser composto por, no mínimo, 40 mil caracteres divididos em reflexão teórica, que fundamente a escolha do jornal e reflita sobre a respectiva temática a ser desenvolvida, subdividida em: introdução, objetivos, justificativa e revisão bibliográfica. Além de planejamento da realização das reportagens, subdividido em: produção, pré-pauta, pauta e cronograma de trabalho. Deverá constar também o formato presumido, com número de páginas, tamanho e características gerais do projeto gráfico. - Pós texto (Segue a mesma estrutura da Monografia. Ver manual TCC - FA7) 4

5 Trata-se de uma publicação impressa, de cunho jornalístico e temática. O jornal deve ter no mínimo 12 páginas, em formato tablóide ou maior. O jornal deve ser entregue a banca examinadora diagramado, impresso em três vias e em arquivo digital pdf. 1.3 Revista a) Relatório Técnico - Texto: deve ser composto por, no mínimo, 40 mil caracteres divididos em reflexão teórica, que fundamente a escolha da revista e reflita sobre a respectiva temática a ser desenvolvida, subdividida em: introdução, objetivos, justificativa e revisão bibliográfica. Além de planejamento da realização das reportagens, subdividido em: produção, pré-pauta, pauta e cronograma de trabalho. Deverá constar também o formato presumido, com número de páginas, tamanho e características gerais do projeto gráfico. - Pós texto (Segue a mesma estrutura da Monografia. Ver manual TCC - FA7) Publicação impressa, ilustrada, de cunho jornalístico e temático. A revista deve ter no mínimo 24 páginas, em formato A4 ou maior. A revista deve ser entregue a banca examinadora diagramado, impresso em três vias e em arquivo digital pdf. 2. Jornalismo eletrônico 2.1 Programa de TV a) Relatório Técnico - Texto: deve ser composto por, no mínimo, 40 mil caracteres divididos em reflexão teórica, que fundamente a escolha do tema e reflita sobre a respectiva temática a ser desenvolvida, subdividida em: introdução, objetivos, justificativa e revisão bibliográfica. Além de planejamento da realização do programa, subdividido em: produção, pauta, espelho e cronograma de trabalho. 5

6 Programa jornalístico, temático, com duração de 30 minutos, incluindo: entrevista em estúdio, reportagens e notas cobertas). O programa de TV pode receber a colaboração de técnicos, mas a criação, o roteiro e a direção do programa devem ser necessariamente realizados pelos alunos. O programa de TV deve ser gravado em DVD em formato AVI e entregue em três vias para a banca examinadora. 2.2 Programa de Rádio a) Relatório Técnico - Texto: deve ser composto por, no mínimo, 40 mil caracteres. Contendo reflexão teórica, que fundamente a escolha do tema e reflita sobre a respectiva temática a ser desenvolvida, subdividida em: introdução, objetivos, justificativa e revisão bibliográfica. Planejamento da realização do programa, subdividido em: produção, pauta, roteiro e cronograma de trabalho. Programa jornalístico, temático, com duração de 50 a 60 minutos, incluindo: debate ou entrevista em estúdio, enquete, reportagem. O programa de rádio pode receber a colaboração de técnicos, mas a criação, o roteiro e a direção do programa devem ser necessariamente realizados pelos alunos. O programa de Rádio deve ser gravado em CD no formato MP3 e entregue em três vias para a banca examinadora. 3. Jornalismo Digital 3.1 Site a) Relatório Técnico - Texto: deve ser composto por, no mínimo, 40 mil caracteres e dividido em reflexão teórica, que fundamente a escolha do site e reflita sobre a respectiva temática a ser desenvolvida, subdividida em: introdução, objetivos, justificativa e revisão bibliográfica. Planejamento da realização do site, subdividido em: produção, pauta, estrutura do site e 6

7 cronograma de trabalho. Deverá constar também o número de páginas do site e características gerais do projeto gráfico. Site jornalístico, com no mínimo 15 páginas, temático, com desenvolvimento de conteúdo hipertextual e multimídia (texto, fotos, vídeos, infográfico, áudio). O Site deve ser publicado na web e salvo em modo off-line em CD para a banca examinadora em três vias. 7

8 TIPOS DE PROJETO EXPERIMENTAL - PUBLICIDADE Os alunos de Publicidade e Propaganda poderão desenvolver campanhas publicitárias para instituições sem fins lucrativos ou órgãos públicos/governamentais. A campanha pode ter o objetivo de promover e/ou de divulgar institucionalmente, de vender produtos e serviços, de posicionar marca e de informar ações de interesse coletivo (educação, saúde, ecologia etc). O planejamento da campanha deve abranger três tipos de mídia: a) Mídia impressa, b) Mídia digital, e c) Mídia eletrônica. Mas, deve ser executada em apenas um dos tipos de mídia a ser escolhida pelo aluno. 1. Campanha Publicitária a) Relatório Técnico Consiste em um Planejamento de Comunicação dividido em: - Pré- texto (Segue a mesma estrutura da Monografia. Ver manual TCC - FA7) -Texto: I) Briefing completo; II) Definição do posicionamento estratégico da campanha (justificativa do enfoque escolhido para o tipo de produto ou serviço) com os objetivos de MKT e os objetivos de comunicação; III) Definição do calendário da campanha; IV) Conceito da campanha; V) Conceito criativo das peças; VI) Descrição e justificativa das peças escolhidas; VII) Apresentação das peças com justificativa das escolhas estéticas, de layout e de texto; VIII) Plano de mídia (justificativa dos meios, dos veículos e programação). Com planos de inserção (PI s) 8

9 (o aluno deve executar apenas um dos três tipos de mídia) I) Mídia impressa: No mínimo dez peças publicitárias impressas montadas em pranchas pretas com overlay em formato menor ou igual ao A3 em três vias para a banca examinadora. II) Mídia Digital: - Website Institucional Desenvolvimento de um website com, no mínimo, 15 páginas. Campanha de lançamento com cinco banners, dois marketing, marketing de busca (definição de palavras-chave) e campanha de links patrocinados (mínimo quinze palavras). O Site deve ser publicado na web e salvo em modo off-line em CD para a banca examinadora em três vias. - Website Promocional (HotSite) Desenvolvimento de um hotsite com, no mínimo, 5 páginas. Campanha auxiliar com instrumentos de internet colaborativa (Blog, Wikis, Compartilhamento de Vídeo e Imagem, Redes Sociais de Relacionamento, PodCast e Vídeocast e Mundos Virtuais e Games - no mínimo três de acordo com a necessidade da campanha); cinco banners, dois marketing, marketing de busca (definição de palavras-chave) e campanha de links patrocinados (mínimo quinze palavras). O Site deve ser publicado na web e salvo em modo off-line em CD para a banca examinadora em três vias. III) Mídia Eletrônica: Produção, gravação e edição de 2 VTs publicitários de 30, 45 ou 60 em AVI e 2 spots ou jingles de 15 ou 30 em MP3. Os VTs e Spots devem ser salvos em CD/DVD para a banca examinadora em três vias. 9

10 TIPOS DE PROJETOS EXPERIMENTAIS COMUNS AS DUAS HABILITAÇÕES 1. Fotografia 1.1 Editorial fotojornalístico a) Relatório técnico - Texto: deve ser composto de caracteres e dividido em reflexão teórica (introdução, objetivos, justificativa e fundamentação teórica da escolha e relevância do tema e da abordagem fotojornalística), planejamento (descrição técnica da pré-produção, produção luz, lentes, mecanismos de controle da luz e do foco, composição visual) e pósprodução (tratamento de imagens com antes e depois). Todos ilustrados com making-off. Editorial temático contendo no mínimo 24 fotos montado em álbum encadernado com lombada quadrada com projeto gráfico diferenciado e de criação livre que contenha capa, texto introdutório, créditos e as fotos impressas no tamanho igual ou menor que A3 e fotos salvas em DVD para serem entregues à banca examinadora em três vias. 1.2 Catálogo publicitário a) Relatório técnico - Texto: deve ser composto de caracteres e dividido em reflexão teórica (introdução, objetivos, justificativa e fundamentação teórica da escolha e relevância do tema e da abordagem publicitária), planejamento (descrição técnica da pré-produção, produção luz, lentes, mecanismos de controle da luz e do foco, composição visual) e pós-produção (tratamento de imagens com antes e depois). Todos ilustrados com making-off. Catálogo temático em relação ao segmento e aos produtos escolhidos e conter no mínimo 24 fotos. Deve ser entregue para a banca o catálogo encadernado com lombada quadrada com projeto gráfico diferenciado e de criação livre que contenha capa, texto introdutório, créditos e as fotos impressas no tamanho igual ou menor que A3 e fotos salvas em DVD para serem entregues à banca examinadora em três vias. 10

11 2. Documentário em vídeo a) Relatório técnico. - Texto com, no mínimo, caracteres e dividido em Reflexão teórica (introdução, objetivos, justificativa e fundamentação teórica da escolha e relevância do tema), Planejamento (descrição técnica da pré-produção, argumento e roteiro, cronograma de produção, diário de produção e pós-produção - edição). Diário de produção e pós-produção ilustrados com making-off. Temático e de 15 a 30 minutos com matriz de captação em MiniDV, Betacam, Betacam Digital, DVCam, HDV, HD TV ou formato tecnologicamente superior. Deve ser entregue para a banca três vias de um DVD com o vídeo em.avi. ATENÇÃO, após a avaliação da banca examinadora e tendo sido aprovado, o TCC deve ser entregue no seguinte formato na coordenação do curso de Comunicação. - O Relatório Técnico deve ser entregue em capa preta e estar de acordo com as regras de produção de texto científico disponíveis no manual de TCC da FA7. - O CD ou DVD contendo o produto deve ser gravado em formato de PDF ou conter fotos de todas as páginas do produto. 11

12 ORIENTAÇÕES GERAIS PARA A ELABORAÇÃO DE TCC 1. Como planejar um TCC Produzir um trabalho acadêmico requer um conhecimento bem estruturado das questões abordadas. Contudo, não pode ser uma tarefa árdua, um fardo, um castigo. O tema escolhido precisa ser um tema que desperte interesse, para que o pesquisador/a se sinta motivado para buscar as informações que fundamentarão a pesquisa. 1.1 Como escolher o tema? Primeiro é preciso saber o que é o tema. O tema não deve se confundir com a área de conhecimento: Áreas Marketing, Finanças, Recusos Humanos, Atendimento, Análise do Discurso, Redes Sociais, Comunicação Comunitária Delimitação do tema Buzz marketing e consolidação da Empório Brownie: um estudo de caso Compreendida esta distinção, passamos para o segundo passo: a escolha. Para Salomon (1991), o pesquisador deve utilizar dois critérios de escolha para selecionar o seu tema: especificação e preferência. A especificação está associada a determinação da abrangência, delineando o aspecto, o lugar etc. A preferência, por sua vez, envolveria aspectos psicossociais (tendência, percepção, socialização de valores, ajustamento, realização pessoal), julgamento e poder de decisão (p.192) Para Barros e Junqueira (2006), seriam seis critérios: afinidade, oportunidade, relevância, propriedade, delimitação, realismo. a) Afinidade: eleger um tema familiar ou desafiador; ou relacionado com a área que pretende atuar. b) Oportunidade: caso o pesquisador pretenda continuar os estudos (especialização ou mestrado), o trabalho de conclusão de curso será uma oportunidade para ler, exercitar, investigar e refletir. c) Relevância: a pesquisa deve ser relevante para estudiosos da área, não deve ser justificada pela motivação pessoal do pesquisador. Segundo Bertucci (2009), a escolha de temas pode ser influenciada por interesse pessoal, profissional ou por 12

13 pesquisas e estudos já realizados. Concordamos com a motivação pessoal, desde que não atue isoladamente. d) Propriedade: adequação do tema à área de atuação. Um estudante de jornalismo deve se debruçar sobre questões de sua área (assessoria, impressos, rádio, internet, redes sociais etc). e) Delimitação: é necessário fazer um recorte do que será analisado. É necessário especificar o tema. Uma monografia ( ou mesmo uma dissertação ou tese) não é um projeto de enciclopédia, mas a análise de tema específico, com rigor, clareza e foco. (2006, p.41). f) Realismo: O momento não é para heroísmos (p.41). É preciso escolher um tema, cuja pesquisa seja capaz de concluir no prazo estabelecido. 1.2 Como escolher o orientador? O/a professor-orientador/a será aquela pessoa que norteia o aluno no seu desejo de busca, na sua pesquisa. Cabe a ele sugerir os melhores caminhos para solucionar os problemas levantados; sugerir referenciar teórico e técnicas de pesquisa. Por isso, o /a aluno/a deve ouvir com atenção as sugestões que o orientador faz no começo do processo, quando faz os ajustes iniciais no projeto de pesquisa. Neste momento, ele busca criar as melhores estratégias para que os dois alinhem a forma de trabalho. O professor-orientador/a deve ser escolhido/a pela sua linha de pesquisa. Fica mais fácil orientar um trabalho dentro de uma área que o professor dedica maior tempo, mais leitura. 1.3 A relação orientando - orientador É preciso haver confiança e respeito entre professores e alunos, assim a harmonia desejada será construída. Professores e alunos precisam cumprir o que prometem, assim como usar cordialidade na relação. Um aspecto delicado, mas não menos relevante, é a relação de autonomia. O aluno/a deve assumir a sua pesquisa e entender que o professor não é um colega de trabalho, mas um guia, um orientador, um mestre que aponta os erros e que elogia os aspectos positivos. Se o aluno não cumprir os prazos, o professor não passa a ser responsável pelas tarefas, pelo contrário; ele tem o direito de solicitar sua desvinculação ao referido trabalho. Por outro lado, o professor precisa se responsabilizar pelos trabalhos assumidos, comparecer aos encontros agendados, entregar as correções prometidas. 13

14 Se ambos se esforçarem no cumprimento dos prazos, no comparecimento das reuniões, se esforçando para tornar freqüente os encontros e completas a realizações das tarefas, certamente teremos um trabalho realizado com qualidade. 2. O trabalho de conclusão de curso 2.1 Linguagem De acordo com com lervo e Serviani (1980) existem quatro qualidades para a linguagem do texto acadêmico: impersonalidade, objetividade, modéstia e cortesia. a) Impersonalidade O uso das qualidades acima apresentadas não pode ser considerado casual. A impersonalidade, por exemplo, anteriormente sugerida dar ao texto um caráter impessoal, hoje perde poder de argumentação, tendo maior privilégio a primeira pessoa do plural. Ex.: Os resultados obtidos nos levaram à constatação... Marca das academias que priorizam os trabalhos em grupo. A Faculdade 7 de Setembro sugere o uso desta forma. O pesquisador, entretanto deve ater-se ao excessivo zelo com a não apresentação de seus pontos de vistas desvinculados das análises de dados, desta forma evita-se a influência do ponto de seu ponto de vista subjetivo, antes dos resultados formais. b) Objetividade A objetividade na ciência não é a limitação de termos, mas a precisão da apresentação dos fatos/dados observados, sem a descrição de impressões. Ex.1: texto subjetivo Foi um atendimento bom e rápido Ex.2: texto objetivo Cada cliente era atendido em quinze minutos, considerando o tempo de solicitação do produto, pagamento e entrega. Havia atendentes disponíveis para mais de um cliente em cada um dos setores c) Modéstia e cortesia Cientes de que os resultados de um estudo conseqüência do próprio estudo, quando cientificamente elaborado, o pesquisador deve estar ciente de que todo estudo tem suas 14

15 limitações de alcance e que sempre novos estudos podem ser realizados para colaborar com aquela área de pesquisa. Um pesquisador maduro procura informar, não impressionar. Um estudo não deve ser apresentado com ares de autoridade absoluta, dada sua consciência das limitações acima mencionadas. 2.2 Principais características da linguagem acadêmica É objetivo do texto acadêmico informar e, consequentemente, divulgar para professores e alunos da academia os estudos que estão sendo realizados naquela área. Essa tarefa precisa ser cumprida de forma clara, com vocabulário comum, mesmo que seja necessário a utilização da terminologia técnica. É preciso relembrar que a clareza do texto está relacionada com a clareza das idéias. Quanto melhor compreendido pelo pesquisador/a, mais próximo do público alvo pode estar o texto acadêmico. De qualquer forma, sugerimos o uso de frases curtas e vocabulário simples, sem ser coloquial. 15

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC: UM GUIA PARA PROJETOS EXPERIMENTAIS E TRABALHOS MONOGRÁFICOS FACULDADE 7 DE SETEMBRO - FA7

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC: UM GUIA PARA PROJETOS EXPERIMENTAIS E TRABALHOS MONOGRÁFICOS FACULDADE 7 DE SETEMBRO - FA7 FACULDADE 7 DE SETEMBRO - FA7 GRADUAÇÃO EM JORNALISMO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC: Comissão Organizadora Ana Paula Rabelo e Silva, Ms. Dilson

Leia mais

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC: UM GUIA PARA PROJETOS EXPERIMENTAIS E TRABALHOS MONOGRÁFICOS FACULDADE 7 DE SETEMBRO - FA7

DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC: UM GUIA PARA PROJETOS EXPERIMENTAIS E TRABALHOS MONOGRÁFICOS FACULDADE 7 DE SETEMBRO - FA7 FACULDADE 7 DE SETEMBRO - FA7 GRADUAÇÃO EM PUBLICIDADE E PROPAGANDA TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DIRETRIZES PARA ELABORAÇÃO DE PROJETO DE PESQUISA E TCC: Comissão Organizadora Ana Paula Rabelo e Silva,

Leia mais

1º - Está excluído da necessidade de apresentar paper o artigo acadêmico.

1º - Está excluído da necessidade de apresentar paper o artigo acadêmico. REGULAMENTO I - Das peças concorrentes: Art. 1º Para participar os alunos precisam estar matriculados em cursos de graduação nas áreas de Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas ou Fotografia

Leia mais

REGULAMENTO. A melhor agência e melhor produtora serão reconhecidas através do somatório de pontos dos colaboradores.

REGULAMENTO. A melhor agência e melhor produtora serão reconhecidas através do somatório de pontos dos colaboradores. REGULAMENTO O 8º FGP No próximo dia 30 de novembro serão conhecidos os melhores profissionais do mercado publicitário no período 2012/2013. Mantendo o sucesso da premiação do ano anterior, o 8º FGP irá

Leia mais

REDAÇÃO PUBLICITÁRIA. Ingresso Janeiro Informações: (51)

REDAÇÃO PUBLICITÁRIA. Ingresso Janeiro Informações: (51) REDAÇÃO PUBLICITÁRIA Ingresso Janeiro 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias Redação Publicitária O redator publicitário também escreve. Mas, fundamentalmente, tem ideias. Colocar

Leia mais

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO, PROMOVIDO PELO CONSULADO- GERAL DO BRASIL EM TÓQUIO

REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO, PROMOVIDO PELO CONSULADO- GERAL DO BRASIL EM TÓQUIO REGULAMENTO PARA PARTICIPAÇÃO NO CONCURSO NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO, PROMOVIDO PELO CONSULADO- GERAL DO BRASIL EM TÓQUIO 1. O Concurso NOVOS TALENTOS CINEMA E VÍDEO consiste em um concurso de filmes

Leia mais

Criatividade com Ética. Projeto Campanha Responsável Módulo Gestão e Mercado 2017/1

Criatividade com Ética. Projeto Campanha Responsável Módulo Gestão e Mercado 2017/1 Assim se faz Assim não se faz Criatividade com Ética Projeto Campanha Responsável Módulo Gestão e Mercado 2017/1 O que é o Projeto? O Projeto Portfólio Campanha Responsável é uma atividade obrigatória

Leia mais

Redação Publicitária Oficina de Redação Publicitária

Redação Publicitária Oficina de Redação Publicitária Oficina de Redação Publicitária Início: 8 de outubro de 2016 Valor do curso: R$ 1200,00 Consulte as condições de pagamento Objetivo do curso Através de briefings reais, os alunos serão desafiados a desenvolver

Leia mais

Estrutura Curricular do Curso de Comunicação em Mídias Digitais Código/Currículo:

Estrutura Curricular do Curso de Comunicação em Mídias Digitais Código/Currículo: ! Estrutura Curricular do Curso de Comunicação em Mídias Digitais Código/Currículo: 392009 12.2 DETALHAMENTO DA COMPOSIÇÃO CURRICULAR [ Portaria PRG/G/n 035/2016] 1. Conteúdos Básicos Profissionais 1.1

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE PLANO DE ENSINO CÓDIGO 042 CÓD. CURSO 42951 CÓD. DISC. 120.3536.1 UNIDADE CENTRO DE COMUNICAÇÃO E LETRAS CURSO PROPAGANDA, PUBLICIDADE E CRIAÇÃO DISCIPLINA PROCESSOS DE CRIAÇÃO PROJETO II ETAPA 5ª CH ANO 2011 OBJETIVO

Leia mais

PROPOSTA DE PREÇO COM APOSTILAMENTO (2015)

PROPOSTA DE PREÇO COM APOSTILAMENTO (2015) 1 PROPOSTA DE PREÇO COM APOSTILAMENTO (2015) REAJUSTE DOS SERVIÇOS PRESVISTO NO CONTRATO 41/2013, DE ACORDO COM O ACRESCIMO DE R$ 224.469,18, TOTALIZANDO NOVO VALOR DO CONTRATO DE R$ 4.412.326,99. Planilha

Leia mais

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PROJETO MOSTRA UNIVERSITÁRIA DE COMUNICAÇÃO MUC REGULAMENTO

UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PROJETO MOSTRA UNIVERSITÁRIA DE COMUNICAÇÃO MUC REGULAMENTO UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL PROJETO MOSTRA UNIVERSITÁRIA DE COMUNICAÇÃO MUC REGULAMENTO A Mostra Universitária de Comunicação - MUC tem por objetivo estimular a troca de experiências entre alunos, professores

Leia mais

proposta de serviços

proposta de serviços proposta de serviços comunicação marketing político mídia digital www.empirecomunicacao.com.br Apresentação A EMPIRE COMUNICAÇÃO nasceu da junção de parceiros, atuando no mercado de forma socialmente responsável,

Leia mais

Nota Prévia 7 Prefácio... 23

Nota Prévia 7 Prefácio... 23 Indice Nota Prévia 7 Prefácio................................................... 23 I PARTE - Definição, classificações e funções da Publicidade 25 O Que é Publicidade? 27 Importância e Desenvolvimento

Leia mais

JORNALISMO E CRIATIVIDADE EM VÍDEO. Ingresso Janeiro Informações: (51)

JORNALISMO E CRIATIVIDADE EM VÍDEO. Ingresso Janeiro Informações: (51) JORNALISMO E CRIATIVIDADE EM VÍDEO Ingresso Janeiro 2015 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias JORNALISMO E CRIATIVIDADE EM VÍDEO Uma boa ideia para uma produção em vídeo tem muitas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ REITORIA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA COMISSÃO DE NORMALIZAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ REITORIA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA COMISSÃO DE NORMALIZAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ REITORIA BIBLIOTECA UNIVERSITÁRIA COMISSÃO DE NORMALIZAÇÃO Como preencher o formulário para elaboração da ficha catalográfica Resumo: Detalha para os usuários o preenchimento

Leia mais

Portfólio. Lorene Souza

Portfólio. Lorene Souza 2005 2016 Portfólio Vídeos, VTs, spots Roteiro e texto; direção de produção e edição Peças impressas e digitais Redação e criação Projetos especiais Concepção, redação e projeto gráfico, instalação Publicações

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PUBLICIDADE E PROPAGANGA

EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PUBLICIDADE E PROPAGANGA EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PUBLICIDADE E PROPAGANGA 1) ASSESSORIA E CONSULTORIA EM COMUNICAÇÃO O mapeamento do campo de atuação em assessoria e consultoria em comunicação, baseado na

Leia mais

Grade Curricular - Comunicação Social. Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino

Grade Curricular - Comunicação Social. Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino Grade Curricular - Comunicação Social Habilitação em Publicidade e Propaganda - matutino SEMESTRE 1 CCA0218 Língua Portuguesa - Redação e Expressão Oral I 4 0 4 CCA0258 Fundamentos de Sociologia Geral

Leia mais

Fotografia no estúdio: da criação a imagem final

Fotografia no estúdio: da criação a imagem final Fotografia no estúdio: da criação à imagem final Início: 23 de março de 2017 Valor do curso: R$ 900,00 Consulte as condições de pagamento Objetivo do curso A partir de casos reais práticos, alguns escolhidos

Leia mais

PRÊMIO DE MARKETING UNIMED DR. NILO MARCIANO DE OLIVEIRA REGULAMENTO. Brasil

PRÊMIO DE MARKETING UNIMED DR. NILO MARCIANO DE OLIVEIRA REGULAMENTO. Brasil PRÊMIO DE MARKETING UNIMED DR. NILO MARCIANO DE OLIVEIRA REGULAMENTO Dr. Nilo Marciano de Oliveira, mineiro, pediatra, fundador da Federação das Unimeds de Minas Gerais, foi reconhecido por sua conduta

Leia mais

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Assessoria de Comunicação Social - ASCOM Petrolina - PE Julho de 2016 2ª Versão Apresentação A Assessoria de Comunicação Social (Ascom) da Univasf tem como

Leia mais

PLANEJAMENTO DE CAMPANHA II

PLANEJAMENTO DE CAMPANHA II PLANEJAMENTO DE CAMPANHA II MIX DE MARKETING MIX DE MARKETING CONTEXTO EMPRESARIAL MACRO-AMBIENTE MICRO-AMBIENTE EMPRESA MARKETING MIX DE MARKETING Motiva Persuade Cria Preferência Cria Clima Favorável

Leia mais

QUEM SOMOS O QUE FAZEMOS

QUEM SOMOS O QUE FAZEMOS QUEM SOMOS Somos uma produtora de audio visual especializada em conteúdo corporativo. Há mais de 10 anos atuamos no mercado brasileiro e do exterior, como principal caracteristica, a diversidade nos negócios,

Leia mais

PRÊMIO FIETO DE JORNALISMO Edição Regulamento

PRÊMIO FIETO DE JORNALISMO Edição Regulamento PRÊMIO FIETO DE JORNALISMO Edição 2013 Regulamento 1. OBJETIVO O PRÊMIO FIETO DE JORNALISMO visa incentivar a produção de reportagens e a divulgação de informações sobre o desenvolvimento industrial tocantinense

Leia mais

SOMOS A AGÊNCIA VIRTUDE

SOMOS A AGÊNCIA VIRTUDE SOMOS A AGÊNCIA VIRTUDE Agradecemos a sua disponibilidade em visualizar essa breve apresentação e a oportunidade de poder mostrar um pouco mais do nosso trabalho e como podemos ajudar a sua empresa a se

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 (SRP)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração Latino-Americana. Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 (SRP) 28/3/2014 COMPRASNET O SITE DE COMPRAS DO GOVERNO Pregão Eletrônico MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal da Integração LatinoAmericana Termo de Homologação do Pregão Eletrônico Nº 00001/2014 (SRP)

Leia mais

MARKETING DIGITAL. O briefing para campanhas de marketing digital

MARKETING DIGITAL. O briefing para campanhas de marketing digital MARKETING DIGITAL O briefing para campanhas de marketing digital Um pequeno passo para o homem, um gigantesco salto para a Humanidade Neil Armstrong, Mar da Tranquilidade, 20 de julho de 1969. O BRIEF

Leia mais

O Planejamento de Mídia é um processo que indica um modo de ação que mostra como o tempo e o espaço publicitário serão usados para atingir os

O Planejamento de Mídia é um processo que indica um modo de ação que mostra como o tempo e o espaço publicitário serão usados para atingir os O Planejamento de Mídia é um processo que indica um modo de ação que mostra como o tempo e o espaço publicitário serão usados para atingir os objetivos de publicidade e de marketing. Do que é basicamente

Leia mais

NÚMEROS DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2011 / 2012

NÚMEROS DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2011 / 2012 NÚMEROS DA COMUNICAÇÃO NO BRASIL 2011 / 2012 1 O IBGE MEDE A IMPORTÂNCIA DE TODAS AS EMPRESAS LIGADAS À COMUNICAÇÃO DENTRO DO CENÁRIO ECONÔMICO NACIONAL. 2 3 O IBGE SOMA AS RECEITAS REGISTRADAS EM BALANÇOS

Leia mais

Edital da MOSTRA DE PUBLICIDADE UVA 2016 Universidade Veiga de Almeida - Tijuca

Edital da MOSTRA DE PUBLICIDADE UVA 2016 Universidade Veiga de Almeida - Tijuca Edital da MOSTRA DE PUBLICIDADE UVA 2016 Universidade Veiga de Almeida - Tijuca As Coordenações do Curso de Publicidade da Universidade Veiga de Almeida, Campi Tijuca e Downtown, convocam seus alunos para

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MATERIAIS PUBLICITÁRIOS

MANUAL DE PROCEDIMENTOS MATERIAIS PUBLICITÁRIOS MANUAL DE PROCEDIMENTOS MATERIAIS PUBLICITÁRIOS Última atualização: Julho de 2016 Produzido pela área de Compliance para as áreas: Comunicação Banco / Comunicação DTVM / Compliance Banco / Compliance DTVM.

Leia mais

Gêneros Jornalísticos

Gêneros Jornalísticos Texto Jornalístico Narrando o cotidiano Gêneros Jornalísticos Obrigatoriedade de serem interessantes e motivadoras para o leitor, ou seja, definidas por sua forma mais vendável Há também uma corrente que

Leia mais

segunda-feira, 21 de março de 2011 PODCAST Compartilhamento de áudio

segunda-feira, 21 de março de 2011 PODCAST Compartilhamento de áudio PODCAST Compartilhamento de áudio Compartilhamento Assim como nos diários, os blogs e os podcasts são canais de compartilhamento de informação. Por que fazer podcasts? Para sermos ouvidos de forma mais

Leia mais

2º CONCURSO DE REDAÇÃO, FOTOGRAFIA E VÍDEO IFB CAMPUS SÃO SEBASTIÃO 2013

2º CONCURSO DE REDAÇÃO, FOTOGRAFIA E VÍDEO IFB CAMPUS SÃO SEBASTIÃO 2013 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E 2º CONCURSO DE REDAÇÃO, FOTOGRAFIA E VÍDEO IFB CAMPUS SÃO SEBASTIÃO 2013 REGULAMENTO 1. O 2 Concurso Estudantil REDAÇÃO, FOTOGRAFIA E VÍDEO IFB CAMPUS SÃO SEBASTIÃO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE MATRÍCULA 2016/2

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE MATRÍCULA 2016/2 COORDENAÇÃO DO CURSO DE PUBLICIDADE & PROPAGANDA MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE MATRÍCULA 2016/2 Prezado (a) Aluno (a), A Coordenação do curso de Publicidade & Propaganda informa o horário do segundo semestre

Leia mais

MANUAL DE MARCA FUNDO MUNICIPAL DE APOIO A CULTURA LEI COMPLEMENTAR N SETEMBRO 2013

MANUAL DE MARCA FUNDO MUNICIPAL DE APOIO A CULTURA LEI COMPLEMENTAR N SETEMBRO 2013 MANUAL DE MARCA FUNDO MUNICIPAL DE APOIO A CULTURA LEI COMPLEMENTAR N 904 - SETEMBRO 2013 SUMÁRIO INTRODUÇÃO A MARCA DO FUNDO MUNICIPAL DE APOIO A CULTURA REDUÇÃO MÍNIMA E USOS INDEVIDOS MARCA SOBRE FOTOGRAFIA

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES

HISTÓRICO DAS REVISÕES Página 1 de 7 HISTÓRICO DAS REVISÕES REVISÃO DATA DESCRIÇÃO 00 06/02/2015 Emissão inicial 1. OBJETIVO Criar uma sistemática de produção e disseminação de notícias institucionais para os diversos públicos

Leia mais

PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO

PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO PRÊMIO OAB-GO DE JORNALISMO EDITAL 1. DOS OBJETIVOS DO PRÊMIO O Prêmio OAB-GO de Jornalismo é um concurso jornalístico instituído pela Seção de Goiás da Ordem dos Advogados do Brasil para premiar matérias

Leia mais

spot ou jingle, deverá ter sido veiculado na Rádio Blink 102, a partir do dia

spot ou jingle, deverá ter sido veiculado na Rádio Blink 102, a partir do dia A. Categoria Profissional e Universitária Para concorrer em qualquer das categorias do Prêmio Blink de Criação para Rádio, o spot ou jingle, deverá ter sido veiculado na Rádio Blink 102, a partir do dia

Leia mais

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação GRADE DE HORÁRIOS 2017/1 08/12/ :04

DIVISÃO DE REGISTROS ACADÊMICOS Registros Acadêmicos da Graduação GRADE DE HORÁRIOS 2017/1 08/12/ :04 Curso: 1 Ciências Sociais (Noturno) Licenciatura ADM.515..1-8 ADM.516..1-1 ADM.518..1-9 ADM.5..1- EDU.1..1-3 EDU.16..1-1 HIS.77.1.1-8 1 LET.135.1.3-1 1 SOC.3.1.1-6 1 SOC.35.1.1-1 SOC.16..1-1 SOC.18.1.1-6

Leia mais

1.7 Parágrafo Utilizar uma (1) tabulação (tab.) para iniciar os parágrafos, ou seja, 1,25 cm. Não deixar espaço em branco entre os parágrafos.

1.7 Parágrafo Utilizar uma (1) tabulação (tab.) para iniciar os parágrafos, ou seja, 1,25 cm. Não deixar espaço em branco entre os parágrafos. INFORMAÇÕES GERAIS PARA ENTREGA DE TCC Versão final Assunto: Elaboração dos volumes do TCC aprovado. 1 Diagramação Capítulo I Formatação Aspectos Gráficos 1.1 Tamanho do papel A4 (210 X 297 mm) 1.2 Gramatura

Leia mais

Desafio do jornalismo na era do engajamento

Desafio do jornalismo na era do engajamento Desafio do jornalismo na era do engajamento Luís Fernando Bovo - Estadão/2016 O jornalismo hoje: 2 maneiras de ver O jornalismo hoje: o que fazer? Apropriar-se das novas tecnologias e fazer a mesma coisa,

Leia mais

REGULAMENTO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO/TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

REGULAMENTO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO/TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO REGULAMENTO DO RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO/TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO Normatiza a elaboração e apresentação do Relatório Final de Estágio do Curso de Tecnologia em Processos Gerenciais, que compreende

Leia mais

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC MÓVEIS & DECORAÇÃO

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC MÓVEIS & DECORAÇÃO JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC MÓVEIS & DECORAÇÃO APRESENTAÇÃO O Jornal do Commercio faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, empresa do grupo JCPM, que atua também

Leia mais

QUEM SOMOS SUA AGÊNCIA ONLINE DE PRODUÇÃO, MARKETING E CONTEÚDO

QUEM SOMOS SUA AGÊNCIA ONLINE DE PRODUÇÃO, MARKETING E CONTEÚDO QUEM SOMOS SUA AGÊNCIA ONLINE DE PRODUÇÃO, MARKETING E CONTEÚDO Some prática, profissionalismo, inovação e retorno. O resultado da equação é a mistura da Sorella Studio. O conceito de agência online amplia

Leia mais

Associado ao que há de melhor. Associado a você.

Associado ao que há de melhor. Associado a você. CAMPANHA nacional Cartilha eletrônica Associado ao que há de melhor. Associado a você. I - APRESENTAÇÃO Simples, prático e objetivo, este guia visa facilitar as consultas e a busca de informações sobre

Leia mais

EDITAL Nº 1 - SELEÇÃO DE COLABORADORES PARA A RÁDIO PLURAL

EDITAL Nº 1 - SELEÇÃO DE COLABORADORES PARA A RÁDIO PLURAL EDITAL Nº 1 - SELEÇÃO DE COLABORADORES PARA A RÁDIO PLURAL A Coordenação Geral, Artística e Jornalística da Rádio Plural, webradio do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), torna

Leia mais

Qualidade de vida. Sustentabilidade. Tecnologia. Trabalhando a favor do bem-estar. Conforto acústico é saúde para todos.

Qualidade de vida. Sustentabilidade. Tecnologia. Trabalhando a favor do bem-estar. Conforto acústico é saúde para todos. Tecnologia Trabalhando a favor do bem-estar. Qualidade de vida Conforto acústico é saúde para todos. Sustentabilidade Respeito à vida, ao ser humano e ao planeta. Empresas Afiliadas 62 x Empresas Afiliadas

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO LER PARA RECRIAR

REGULAMENTO DO CONCURSO LER PARA RECRIAR REGULAMENTO DO CONCURSO LER PARA RECRIAR L I A L T R A L T I E R R E A L E E V R R E E F L E R P A R A R E C R I A R E R + O T O T E P O E N Z E R + E R S U C R N E V E P + S O R R E S L E R R I A E S

Leia mais

MATERIAL COMERCIAL ARENA. MATERIAL COMERCIAL PALCO CENTRAL INGRESSOS CREDENCIAMENTO ARENA CAMAROTE MATERIAL COMERCIAL CAMAROTE BACKSTAGE OUTRAS AÇÕES CANAL PRODUTO LOCAL FORMATO ENTREGA ESTIMADA TOTAL

Leia mais

ESCRITA CRIATIVA: Fundamentos do texto e técnicas para aprimorar a escrita

ESCRITA CRIATIVA: Fundamentos do texto e técnicas para aprimorar a escrita ESCRITA CRIATIVA: Fundamentos do texto e técnicas para aprimorar a escrita Ingresso julho 2017 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias ESCRITA CRIATIVA: Fundamentos do texto e técnicas

Leia mais

Aula 12 Importando Vídeo e gerando DVD

Aula 12 Importando Vídeo e gerando DVD Aula 12 Importando Vídeo e gerando DVD ImTOO DVD Ripper Conversor de conteúdo de DVDs para diversos formatos de arquivos, incluindo VCD ou SVCD; DivX; MPEG1, MPEG2, MPEG4; ou AVI. O programa promete ser

Leia mais

PRÊMIO JAIME CÂMARA ª EDIÇÃO

PRÊMIO JAIME CÂMARA ª EDIÇÃO PRÊMIO JAIME CÂMARA 2016 32ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO JAIME CÂMARA O Prêmio Jaime Câmara é uma iniciativa do Grupo Jaime Câmara, que visa incentivar e premiar a criatividade publicitária goiana. O prêmio

Leia mais

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC MÓVEIS & DECORAÇÃO

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC MÓVEIS & DECORAÇÃO JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC MÓVEIS & DECORAÇÃO APRESENTAÇÃO O Jornal do Commercio faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, empresa do grupo JCPM, que atua também

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE COLEGIADO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE EDITAL 01/2016

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE COLEGIADO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE EDITAL 01/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE COLEGIADO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE EDITAL 01/2016 Processo de acompanhamento de avaliação do Trabalho de Conclusão

Leia mais

ATENDIMENTO PUBLICITÁRIO:

ATENDIMENTO PUBLICITÁRIO: ATENDIMENTO PUBLICITÁRIO: Gestor de Negócios Ingresso Janeiro 2014 Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias Atendimento Publicitário: Gestor de negócios O profissional de atendimento publicitário

Leia mais

PLANEJAMENTO DE CAMPANHA I

PLANEJAMENTO DE CAMPANHA I PLANEJAMENTO DE CAMPANHA I MIX DE MARKETING MIX DE MARKETING CONTEXTO EMPRESARIAL MACRO-AMBIENTE MICRO-AMBIENTE EMPRESA MARKETING MIX DE MARKETING Motiva Persuade Cria Preferência Cria Clima Favorável

Leia mais

Questões abordadas - Comunicação

Questões abordadas - Comunicação AULA 13 Marketing Questões abordadas - Comunicação Quais são as etapas envolvidas no desenvolvimento de um programa de propaganda? Como as decisões sobre promoção de vendas devem ser realizadas? Quais

Leia mais

Audiência. Conjunto de pessoas que, em dado momento, são receptores de uma mensagem transmitida por determinado meio de comunicação.

Audiência. Conjunto de pessoas que, em dado momento, são receptores de uma mensagem transmitida por determinado meio de comunicação. Audiência Conjunto de pessoas que, em dado momento, são receptores de uma mensagem transmitida por determinado meio de comunicação. Pode ser subdividida em: Audiência Acumulada oma das pessoas atingidas

Leia mais

Propaganda no Rádio. Formatos de Anúncio Formas de Inserção

Propaganda no Rádio. Formatos de Anúncio Formas de Inserção Propaganda no Rádio Formatos de Anúncio Formas de Inserção Jingle JINGLE Mensagem publicitária em forma de música, geralmente simples e cativante, fácil de cantarolar, criada e composta para a propaganda

Leia mais

JORNAL. REVISTA 7. Até ½ página R$ 1.567,41 8. Até 1 página R$ 2.452,30 9. Página Dupla R$ 3.800,40

JORNAL. REVISTA 7. Até ½ página R$ 1.567,41 8. Até 1 página R$ 2.452,30 9. Página Dupla R$ 3.800,40 JORNAL TABELA DE CUSTO INTERNOS - 2016 ALAGOAS 1. Menor ou igual a 1/4 de página R$ 1.281,92 2. Até 1/3 de página R$ 1.486,90 3. Até 1/2 de página R$ 2.111,86 4. Até 2/3 de página R$ 2.355,05 5. Até 1

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE NUTRIÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO - TCC

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE NUTRIÇÃO COORDENAÇÃO DO CURSO DE NUTRIÇÃO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO - TCC REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO - TCC Goiânia 2015 Das Finalidades: REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DO CURSO - TCC Art. 1º - A elaboração do TCC, conforme estabelecido pelas Diretrizes

Leia mais

XIII CONCURSO SIOMA BREITMAN DE FOTOGRAFIA EDIÇÃO 2013

XIII CONCURSO SIOMA BREITMAN DE FOTOGRAFIA EDIÇÃO 2013 XIII CONCURSO SIOMA BREITMAN DE FOTOGRAFIA EDIÇÃO 2013 O PRESIDENTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE PORTO ALEGRE torna público que, nos termos da Resolução nº 2.186, de 20 de maio de 2010, encontram-se abertas

Leia mais

CIRCULAR Nº 06. Questão 3 Sobre a alínea h do item do Edital, deverá a Licitante apresentar certidão do SERASA? Resposta: Sim.

CIRCULAR Nº 06. Questão 3 Sobre a alínea h do item do Edital, deverá a Licitante apresentar certidão do SERASA? Resposta: Sim. CIRCULAR Nº 06 A Comissão de Licitação esclarece as questões suscitadas quanto à Concorrência nº 1.983.796.16.0 para a contratação de serviços de publicidade para a PETROBRAS: Questão 1 Sobre as alíneas

Leia mais

EDITAL REGRAS PARA A DISCIPLINA TCC ORIENTAÇÃO

EDITAL REGRAS PARA A DISCIPLINA TCC ORIENTAÇÃO EDITAL REGRAS PARA A DISCIPLINA TCC ORIENTAÇÃO Para o pleno funcionamento da disciplina TCC ORIENTAÇÃO e a articulação necessária entre professores orientadores, Coordenação do Curso de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

CÁLCULO DE VALORES E CONSTITUIÇÃO DOS GRÁFICOS

CÁLCULO DE VALORES E CONSTITUIÇÃO DOS GRÁFICOS CÁLCULO DE VALORES E CONSTITUIÇÃO DOS GRÁFICOS Filme sem Co-Produção 22 Filme com Co-Produção 9 Dados da Pergunta nº 1 - Estratégia Produtiva das Produtoras de Cinema 29% Filme sem Co- Produção Filme com

Leia mais

Tutorial para buscas no catálogos dos acervos nas bibliotecas

Tutorial para buscas no catálogos dos acervos nas bibliotecas Tutorial para buscas no catálogos dos acervos nas bibliotecas Os acervos nas bibliotecas da UFG são compostos por: Livros Periódicos (revistas científicas) Jornais Revistas de generalidades CDs DVDs Fitas

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP/CJO

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP/CJO REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO LICENCIATURA EM MATEMÁTICA IFSP/CJO Art. 1 o - Visando possibilitar a melhor adequação dos Trabalhos de Conclusão de Curso (TCC), obrigatório e que corresponde

Leia mais

MÍDIA KIT 2015 Guias de Educação

MÍDIA KIT 2015 Guias de Educação MÍDIA KIT Os Guias de Educação apresentam um amplo banco de dados sobre instituições de ensino e cursos oferecidos de maneira presencial e a distância em todo o país. 2015 A REVISTA Facilitada pelas inovações

Leia mais

Spot Institucional Nesta categoria vamos distinguir os spots criados e executados para promover, mais do que determinado programa,

Spot Institucional Nesta categoria vamos distinguir os spots criados e executados para promover, mais do que determinado programa, TELEVISÃO Spot Institucional Nesta categoria vamos distinguir os spots criados e executados para promover, mais do que determinado programa, a identidade e imagem do canal. O conceito criativo e a sua

Leia mais

EDITAL II CONCURSO PÚBLICO LITERÁRIO 2017: ANO INTERNACIONAL DO TURISMO SUSTENTÁVEL

EDITAL II CONCURSO PÚBLICO LITERÁRIO 2017: ANO INTERNACIONAL DO TURISMO SUSTENTÁVEL EDITAL II CONCURSO PÚBLICO LITERÁRIO 2017: ANO INTERNACIONAL DO TURISMO SUSTENTÁVEL A Rede PEA Unesco declara abertas as inscrições para o II Concurso Público Literário, cujo tema a ser abordado O homem

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina A - Telejornalismo II

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina A - Telejornalismo II Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003038A - Telejornalismo II Docente(s) Mayra Fernanda Ferreira Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO SINDIFISCAL-ES DE CIDADANIA FISCAL

REGULAMENTO PRÊMIO SINDIFISCAL-ES DE CIDADANIA FISCAL REGULAMENTO PRÊMIO SINDIFISCAL-ES DE CIDADANIA FISCAL OBJETIVO E TEMÁTICA O Prêmio SINDIFISCAL-ES de Cidadania Fiscal tem como objetivo ser um instrumento para promover, destacar e difundir a importância

Leia mais

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC INFORMÁTICA

JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC INFORMÁTICA JORNAL DO COMMERCIO 2015 ALMANAQUE PUBLICITÁRIO JC APRESENTAÇÃO O Jornal do Commercio faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, empresa do grupo JCPM, que atua também nos setores de shoppings

Leia mais

APRESENTAÇÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE

APRESENTAÇÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE APRESENTAÇÃO PRÊMIO COMUNIQUE-SE Comunique-se, a maior rede de jornalistas e profissionais de comunicação do país, com cerca de 250 mil membros, comemorará a 14ª Edição do Prêmio Comunique-se. Considerado

Leia mais

CONTRAPARTIDAS PATROCINADORES 32º CARIJO DA CANÇÃO GAÚCHA

CONTRAPARTIDAS PATROCINADORES 32º CARIJO DA CANÇÃO GAÚCHA CONTRAPARTIDAS PATROCINADORES 32º CARIJO DA CANÇÃO GAÚCHA Modalidade Patrocínio via Lei Rouanet (incentivo fiscal) COTA OURO Investimento: R$ 150 mil 01) Inserção do logotipo do patrocinador em todos os

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TCC 2016/2

INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TCC 2016/2 INSTRUÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO TCC 2016/2 1. INTRODUÇÃO Para obter o título de Bacharel em Ciências Biológicas pela Faculdade de Ciências Integradas do Pontal, o aluno deverá desenvolver um Trabalho de

Leia mais

PROCESSO SELETIVO/2017_1 ÁREA DE ATUAÇÃO: AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO

PROCESSO SELETIVO/2017_1 ÁREA DE ATUAÇÃO: AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO PROCESSO SELETIVO/2017_1 ÁREA DE ATUAÇÃO: AGÊNCIA EXPERIMENTAL DE COMUNICAÇÃO O curso de Comunicação Social seleciona estudantes das habilitações Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Tecnologia de Mídias

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE COLEGIADO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE EDITAL 02/2013

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE COLEGIADO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE EDITAL 02/2013 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA CENTRO DE CIÊNCIAS DE SAÚDE COLEGIADO DO CURSO BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM SAÚDE EDITAL 02/2013 Processo de acompanhamento de avaliação do Trabalho de Conclusão

Leia mais

Regulamento para agências sediadas na Região Metropolitana do Recife

Regulamento para agências sediadas na Região Metropolitana do Recife 1. APRESENTAÇÃO O Prêmio Neurônio tem como principal objetivo contribuir para a evolução criativa do mercado publicitário do estado de Pernambuco, assim como valorizar e destacar os profissionais nele

Leia mais

Comunicação no Banco Central

Comunicação no Banco Central Comunicação no Banco Central Nossa pauta Por que se comunicar Comunicação corporativa como campo de trabalho Produtos e veículos de comunicação no Banco Central Bons produtos e bons resultados Dificuldades

Leia mais

USCS CALENDÁRIO DE PROVAS 1º SEMESTRE DE ESCOLA COMUNICAÇÃO NÚCLEO COMUM 01AN - SALA /04 04/04 05/04 06/04 07/04

USCS CALENDÁRIO DE PROVAS 1º SEMESTRE DE ESCOLA COMUNICAÇÃO NÚCLEO COMUM 01AN - SALA /04 04/04 05/04 06/04 07/04 USCS 2017 - CALENDÁRIO DE PROVAS 1º SEMESTRE DE 2017 - ESCOLA COMUNICAÇÃO NÚCLEO COMUM 01AN - SALA - 83 Edição em Áudio e vídeo Roberto Bazanini Fernando Luiz Edição em Áudio e Filosofia, Comunicação e

Leia mais

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Edital de seleção de trabalhos SP-Arte/2017

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Edital de seleção de trabalhos SP-Arte/2017 Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Edital de seleção de trabalhos SP-Arte/2017 1. OBJETIVO 1.1. O presente regulamento tem como objetivo selecionar os trabalhos que integrarão o estande do Centro

Leia mais

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 281/2014

DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 281/2014 DELIBERAÇÃO CONSEP Nº 281/2014 Altera a Deliberação CONSEP N o 246/2012, que altera o Currículo do Curso de Publicidade e Propaganda, em regime seriado semestral. O CONSELHO DE ENSINO E PESQUISA, na conformidade

Leia mais

O blog que só mostra o que a Região Serrana do Rio tem de melhor para oferecer!

O blog que só mostra o que a Região Serrana do Rio tem de melhor para oferecer! O blog que só mostra o que a Região Serrana do Rio tem de melhor para oferecer! O BLOG APRESENTAÇÃO: Bem-vindo a era da interatividade e do marketing de conteúdo. Só na internet você pode expor sua marca

Leia mais

Coordenação: Ângelo Cruz, Juan Domingues, Luiza Carravetta, Nadege Lomando, Wagner de Carvalho

Coordenação: Ângelo Cruz, Juan Domingues, Luiza Carravetta, Nadege Lomando, Wagner de Carvalho DVD de Jornalismo CLIENTE: Edelberto Behs - Coordenação de Jornalismo EQUIPE: Coordenação geral da agexcom: Thaís Furtado Coordenação: Ângelo Cruz, Juan Domingues, Luiza Carravetta, Nadege Lomando, Wagner

Leia mais

Atuar com fotografia, audiovisual, educação e/ou jornalismo, em busca de novos aprendizados, técnicas e experiências

Atuar com fotografia, audiovisual, educação e/ou jornalismo, em busca de novos aprendizados, técnicas e experiências Joyce Felipe Cury Fotografia, audiovisual e jornalismo Solteira, Brasileira, 34 anos Rua Humaitá, 571, ap 74 - Bela Vista CEP 01321-010 São Paulo-SP Cel: (11) 95875-9615 E-mail: rp_joyce@yahoo.com.br Objetivos

Leia mais

Mecanismos de alienação de bens: metodologia de leilões presenciais e eletrônicos. Servicio de Administración y Enajenación de Bienes (SAE)

Mecanismos de alienação de bens: metodologia de leilões presenciais e eletrônicos. Servicio de Administración y Enajenación de Bienes (SAE) Mecanismos de alienação de bens: metodologia de leilões presenciais e eletrônicos. Servicio de Administración y Enajenación de Bienes (SAE) Octubre 22, 2015 Brasilia, Brasil 1 Misión del SAE O SAE administra

Leia mais

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2016 Ensino Técnico Plano de Curso aprovado pela portaria Cetec nº 746 de 10 / 09 / 2015. ETEC TIQUATIRA Código: 208 Município: São Paulo Eixo tecnológico: Produção Cultural e

Leia mais

JORNAL DO COMMERCIO Almanaque Publicitário JC. construção civil

JORNAL DO COMMERCIO Almanaque Publicitário JC. construção civil APRESENTAÇÃO O Jornal do Commercio faz parte do Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, empresa do grupo JCPM, que atua também nos setores de shoppings centers e empreendimentos imobiliários. O Sistema

Leia mais

Programa Analítico de Disciplina COM382 Assessoria de Comunicação e Imprensa

Programa Analítico de Disciplina COM382 Assessoria de Comunicação e Imprensa 0 Programa Analítico de Disciplina Departamento de Comunicação Social - Centro de Ciências Humanas, Letras e Artes Número de créditos: 4 Teóricas Práticas Total Duração em semanas: 15 Carga horária semanal

Leia mais

NORMAS - MOSTRA DE ENSAIOS FOTOGRÁFICOS FRONTEIRAS CONTEMPORÂNEAS

NORMAS - MOSTRA DE ENSAIOS FOTOGRÁFICOS FRONTEIRAS CONTEMPORÂNEAS Normas para envio de propostas de apresentação de Ensaios Fotográficos e Mostra de filmes A Comissão Organizadora do II SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOCIEDADE E FRONTEIRAS; 4º ENCONTRO NORTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA

Leia mais

REGULAMENTO PRÊMIO EDISON ZENÓBIO ª EDIÇÃO

REGULAMENTO PRÊMIO EDISON ZENÓBIO ª EDIÇÃO REGULAMENTO PRÊMIO EDISON ZENÓBIO 2016 5ª EDIÇÃO O Grupo Diários Associados sancionou o presente regulamento que irá reger o Prêmio Edison Zenóbio conforme as regras e condições estabelecidas. As empresas

Leia mais

FICHA TÉCNICA DA SOLUÇÃO EDUCACIONAL

FICHA TÉCNICA DA SOLUÇÃO EDUCACIONAL Programa Sebraetec Área Design Subárea Design de Comunicação Solução Aperfeiçoamento Tecnológico/Identidade Visual e Marca OBJETIVO O QUE É APERFEIÇOAMENTO TECNOLÓGICO: Serviço que visa adequar processo(s),

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina A - Telejornalismo I

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo. Ênfase. Disciplina A - Telejornalismo I Curso 2202D - Comunicação Social: Jornalismo Ênfase Identificação Disciplina 0003033A - Telejornalismo I Docente(s) Mayra Fernanda Ferreira Unidade Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação Departamento

Leia mais

3º CONCURSO DE REDAÇÃO, FOTOGRAFIA E VÍDEO IFB CAMPUS SÃO SEBASTIÃO 2014

3º CONCURSO DE REDAÇÃO, FOTOGRAFIA E VÍDEO IFB CAMPUS SÃO SEBASTIÃO 2014 3º CONCURSO DE REDAÇÃO, FOTOGRAFIA E VÍDEO IFB CAMPUS SÃO SEBASTIÃO 2014 REGULAMENTO 1. O 3 Concurso Estudantil REDAÇÃO, FOTOGRAFIA E VÍDEO IFB CAMPUS SÃO SEBASTIÃO 2014 foi instituído pela direção do

Leia mais

XXIX SEMANA CIENTÍFICA

XXIX SEMANA CIENTÍFICA XXIX SEMANA CIENTÍFICA NORMAS PARA APRESENTAÇÃO ORAL PÚBLICA DE TRABALHOS DE CONCLUSÃO DE CURSO MONOGRAFIA 2015.2 A Proposta Pedagógica do Curso de Pedagogia da FaE/CBH/UEMG - versão 2008 estabelece como

Leia mais

GESTÃO DE EVENTOS: Como gerar experiências

GESTÃO DE EVENTOS: Como gerar experiências GESTÃO DE EVENTOS: Como gerar experiências Informações: (51) 3218-1400 - www.espm.br/cursosdeferias Em curto período, o aluno adquire conhecimentos fundamentais da área de eventos. Além do entendimento

Leia mais

OBJETIVO. Serão dicas e elementos que podem ser usados de forma direta e fácil por todas as escolas. Não ditaremos regras ou receitas de bolo.

OBJETIVO. Serão dicas e elementos que podem ser usados de forma direta e fácil por todas as escolas. Não ditaremos regras ou receitas de bolo. A Rádio na Escola OBJETIVO A intenção da oficina é apresentar aos professores elementos da Educomunicação voltada para o Rádio, que permitam o debate do fazer educativo em sala de aula, aproxime o professor

Leia mais