Índice ÁREA DE POINT-OF-CARE TESTING (POCT)...10 POCT...10 TABELA DE PREÇOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice ÁREA DE POINT-OF-CARE TESTING (POCT)...10 POCT...10 TABELA DE PREÇOS 2010...16"

Transcrição

1

2

3 Índice Introdução...4 Objectivos...4 Participação...4 Inscrição...5 Funcionamento Geral...5 Informação geral sobre os custos de participação...6 Importante...6 PROGRAMAS DE AVALIAÇÃO EXTERNA...8 ÁREA DE POINT-OF-CARE TESTING (POCT)...10 POCT...10 TABELA DE PREÇOS

4 3

5 Introdução O Programa Nacional de Avaliação Externa da Qualidade (PNAEQ), iniciado em 1978, está inserido no Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, sendo independente e imparcial. Através da participação voluntária e confidencial, pretende-se assegurar a comparabilidade e uniformidade dos resultados dos laboratórios aderentes, em regra através de uma avaliação retrospectiva do desempenho de cada laboratório, num dado dia, comparando os seus resultados com os dos seus pares. Os programas contam com a colaboração de peritos de reconhecida competência oriundos de laboratórios de Hospitais, Institutos e Universidades, públicos e privados (situações particulares). Objectivos O Programa de Avaliação Externa da Qualidade do INSA, é uma ferramenta que os laboratórios clínicos podem utilizar de modo a melhorar a sua performance laboratorial, através da comparação dos resultados por eles enviados com os dos restantes participantes ou comparando com os valores prédeterminados por laboratórios nacionais que connosco colaboram e que consideramos de referência para cada uma das áreas laboratoriais. A participação no PNAEQ do INSA, permitirá aos laboratórios uma comparação com o estado da arte a nível nacional, um aumento do nível da qualidade laboratorial, bem como um aumento do nível técnico em determinadas áreas, (ex: química clínica, hematologia, coagulação, anatomia patológica, POCT, ), onde se tenta alertar os laboratórios e unidades prestadoras destes testes de diagnóstico, enviando bibliografia e dados explicativos. Reconhecendo a importância da prestação deste serviço para todas as entidades prestadoras de serviços laboratoriais e em colaboração com a entidade finlandesa LabQuality com quem cooperamos desde há alguns anos na área das análises clínicas, foi decidido avançar com alguns ensaios interlaboratoriais na área dos POCT - Point-of-Care testing (novidade em 2010). Participação A participação dos Laboratórios nos Programas de Avaliação Externa da Qualidade é confidencial, sendo essa confidencialidade assegurada pela atribuição de um Número, só conhecido do laboratório participante e do responsável pela organização. 4

6 Inscrição Para assegurar a participação no Programa de Avaliação Externa da Qualidade para o ano de 2010, deverá ser efectuada a inscrição até ao dia 11 de Dezembro de Caso haja alteração da entidade cliente, endereço e responsável técnico do programa, devem os participantes comunicar à organização do PNAEQ por escrito/fax/ as alterações efectuadas. Funcionamento Geral No início de cada ano de funcionamento são enviados em suporte informático: - Apresentação do funcionamento do PNAEQ - Quadros de Inscrição - Contrato de colaboração (só para novos clientes) - Tabela de preços - Livro explicativo do tratamento estatístico (só para novos clientes). Envio de Amostras As amostras são enviadas pelo PNAEQ (1 vez por ano quando possível, no inicio do programa ou por ensaio) e em cada envio, segue em anexo: - Instruções de manuseamento da Amostra - Boletins de Resposta, quando aplicável - Tabelas de Codificação / Programa - Protocolo de envio de resultados, quando aplicável - Tabelas de Conversão de Unidades Convencionais em unidades do Sistema Internacional (SI), quando aplicável. Envio de resultados Os laboratórios poderão enviar os seus resultados, por correio, fax ou . Prevemos a introdução directa de resultados no nosso site, este ano. Os laboratórios deverão cumprir as datas de envio dos resultados, estipulados em cada folha de resposta. Não serão aceites respostas que não se encontrem no formulário de resposta enviado ao laboratório (ex: folhas Excel criadas pelo laboratório). Os programas efectuados em colaboração com a Labquality, que exigem introdução na Web, devem ser introduzidos, pelo laboratório, por essa via. Para o efeito são enviadas instruções com a documentação dos ensaios. Relatórios Os relatórios serão disponibilizados na Web, para cada laboratório participante (que respondeu até à data limite) após cada ensaio, com tratamento estatístico dos dados enviados. 5

7 O PNAEQ apenas efectuará correcção de relatório, caso o erro seja da sua responsabilidade. Serão enviados relatórios gerais aos participantes que não enviaram os resultados até à data solicitada. Será assim possível a estes laboratórios, mesmo à posteriori, após titulação das amostras recebidas, avaliarem o seu desvio relativamente ao valor alvo encontrado naquele ensaio pelo conjunto de participantes, aplicando as respectivas fórmulas de cálculo. Nos programas efectuados em colaboração com a Labquality, em que a introdução é efectuada via Web, os relatórios estarão disponíveis pela mesma via. O mesmo sucederá para os relatórios do PNAEQ, logo a via Web se encontre on-line. Certificado de Participação Será enviado Certificado de Participação, desde que o laboratório participe em metade dos ensaios programados para o ano em curso, mais um (ex: para 6 ensaios anuais terá de participar activamente em pelo menos 4 ensaios). Prevê-se a médio prazo a emissão de Certificado de Desempenho. Formação Os participantes nestes programas terão direito a um desconto em todos os cursos, formações e simpósios organizados pelo PNAEQ. Informação geral sobre os custos de participação Valor alterável anualmente (montante acrescido do valor do IVA à taxa legal em vigor). Pagamento por ensaio Nos programas efectuados em colaboração com a organização Labquality, o laboratório pode inscreverse em um ou mais ensaios. Neste caso o pagamento corresponde ao total de ensaios em que o laboratório se inscreve (ver coluna ( )-/ensaio). Consultar tabela de preços em anexo. Importante A tabela de preços do PNAEQ só é válida para um ano civil. O preço mencionado na tabela, inclui os gastos necessários para o ano inteiro (amostras, documentação, acondicionamento, transporte). Poderá prever-se alguma situação de desconto (ver tabela de preços). Aos novos laboratórios participantes é solicitada a formalização de um contrato de prestação de serviços entre o INSA e a Administração/Gerência da entidade cliente. 6

8 Os resultados de cada laboratório deverão ser enviados até à data estipulada em cada folha de resposta. Não serão aceites respostas que não se encontrem no formulário de resposta enviado pelo PNAEQ (ex: folhas Excel criadas pelo laboratório). As respostas terão de chegar ao PNAEQ impreterivelmente até à data estipulada no respectivo formulário. Cada laboratório é responsável por notificar o PNAEQ, sempre que houver alterações ou correcções a efectuar: o o o o Entidade cliente Responsáveis por cada programa Endereço do laboratório, e números de contacto (telefone/fax) Métodos, equipamentos, reagentes e calibradores utilizados. 7

9 Programas de Avaliação Externa Área de Point-of-Care testing (POCT) Novos Programas em 2010 Química clínica Glicose Hemoglobina 3 níveis Teste de Gravidez 8

10 9

11 Área de Point-of-care testing (POCT) POCT NOVO Ensaios Amostras Parâmetros Colaboração NOVO Ensaios Amostras Parâmetros Colaboração NOVO Ensaios Amostras Parâmetros Colaboração NOVO Ensaios Amostras Parâmetros Colaboração Química Clínica analisadores POCT 4 ensaios/ano 2 soros/ensaio Aspartato aminotransferase, Albumina, Fosfatase alcalina, Alanina aminotransferase, Amilase (total e pancreática), Cálcio, Cloretos, HDL Colesterol, Colesterol, Creatinina, Creatinoquinase, Gama glutamiltransferase, Glicose, Desidrogenase láctica, Magnésio, Fosfatos, Potássio, Sódio, Proteínas totais, Triglicéridos, Ureia e Uratos Labquality Glicose medidores 3 ensaios/ano 1 sangue total ou soro Glicose Labquality Hemoglobina amostras com 3 níveis, analisadores POCT 1 ensaio/ano 3 amostras de 1 ml (baixa, média e alta concentração) Linearidade de hemoglobina com três amostras. Estão incluídos no preço para instrumentos POCT, resultados de três equipamentos Labquality Teste de Gravidez 4 ensaios/ano 2 amostras de urina autêntica hcg qualitativo Labquality 10

12 11

13 Índice Remissivo Alanina aminotransferase...10 Albumina...10 Amilase pancreática...10 Amilase total...10 Aspartato aminotransferase...10 Cálcio...10 Cloretos...10 Colesterol...10 Creatinina...10 Creatinoquinase...10 Desidrogenase láctica...10 Fosfatase alcalina...10 Fosfatos...10 Gama glutamiltransferase...10 Glicose...10 Glicose medidores...10 hcg qualitativo...10 HDL Colesterol...10 Hemoglobina...10 Magnésio...10 Potássio...10 Proteínas totais...10 Sódio...10 Teste de Gravidez...10 Triglicerídeos...10 Uratos...10 Ureia

14 13

15 ANEXO 14

16

17 TABELA DE PREÇOS 2010 ÁREAS ABRANGIDAS E RESPECTIVO CUSTO DE PARTICIPAÇÃO Programa Programa ÁREA POCT (Point-of-Care testing) Glicose 40 /ensaio Química Clínica 75/ensaio Hemoglobina 3 níveis 65 /ensaio Teste de Gravidez 50/ensaio (Montante acrescido do valor IVA à taxa legal em vigor) scrições devem ser pagas ao iniciar os Programas, em cheque passado ao Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge de dúvidas pode utilizar os telefones /349/350, fax ou

18 Coordenação: PNAEQ (Áreas Clínica, Águas e Alimentos) Maria Adelina Peça Gomes ( Área Clínica: Ana Paula Andrade de Faria geral: 17

19 18

20

Tarifa MultiCare PME 2007

Tarifa MultiCare PME 2007 Tarifa MultiCare PME 2007 Condições de Subscrição...2 Início do Seguro...2 Alterações...3 Prémios e Formas de Pagamento...3 Descontos...3 1. Por fraccionamento do Prémio... 3 2. Por número de Titulares

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS INQUÉRITOS DE SATISFAÇÃO (2013)

AVALIAÇÃO DOS INQUÉRITOS DE SATISFAÇÃO (2013) AVALIAÇÃO DOS INQUÉRITOS DE SATISFAÇÃO (2013) 2014-07-23 Foi enviado um inquérito on-line (IBM SPSS Data Collection) para avaliação da satisfação dos serviços prestados pelo PNAEQ e pelo PNAEQ/Labquality

Leia mais

PROTOCOLO DO 3º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA 2015 COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL PRESSÃO

PROTOCOLO DO 3º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA 2015 COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL PRESSÃO PROTOCOLO DO 3º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA 2015 COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL PRESSÃO Revisão 01 24 de julho de 2015 Fol. 1 de 8 INTRODUÇÃO A SETTING CALIBRATION LABORATORIES iniciou suas atividades

Leia mais

3 Direito de revogação do utilizador final no que diz respeito a contratos de venda à distância - Política de cancelamento

3 Direito de revogação do utilizador final no que diz respeito a contratos de venda à distância - Política de cancelamento I. Termos e Condições Gerais de Venda da MAGIX Software GmbH Estado: junho 2014 1 Âmbito de aplicação 1. Todas as entregas, serviços e ofertas da MAGIX Software GmbH (de ora avante denominada MAGIX ) são

Leia mais

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS

COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS COMISSÃO DAS COMUNIDADES EUROPEIAS Bruxelas, 09.03.2001 COM(2001) 128 final 2001/0067 (ACC) VOLUME IV Proposta de DECISÃO DO CONSELHO Relativa à posição da Comunidade no Conselho de Associação sobre a

Leia mais

PROTOCOLO DO 6º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL DE MASSA

PROTOCOLO DO 6º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL DE MASSA PROTOCOLO DO 6º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL DE MASSA Revisão 00-24 de novembro de 2014 Fol. 1 de 8 INTRODUÇÃO A SETTING CALIBRATION LABORATORIES iniciou suas atividades

Leia mais

Regulamento dos Estágios de Formação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.)

Regulamento dos Estágios de Formação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.) Regulamento dos Estágios de Formação do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.) É atribuição do Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I. P. (INSA, I. P.) no sector da

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ZOOTÉCNICA / PRODUÇÃO ANIMAL

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ZOOTÉCNICA / PRODUÇÃO ANIMAL REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM ENGENHARIA ZOOTÉCNICA / PRODUÇÃO ANIMAL Ao abrigo do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março, e do disposto na Deliberação nº 1487/2006 de 26 de Outubro, da

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:286241-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:286241-2015:text:pt:html 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:286241-2015:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Estudo sobre o Certificado Sucessório Europeu eletrónico, os registos nacionais

Leia mais

Segurança e saúde no trabalho

Segurança e saúde no trabalho Segurança e saúde no trabalho A empresa tem a responsabilidade legal de assegurar que os trabalhadores prestam trabalho em condições que respeitem a sua segurança e a sua saúde. A empresa está obrigada

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA 1. A) ENTIDADE PROMOTORA 1. Identificação Ano a que respeita a candidatura

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA 1. A) ENTIDADE PROMOTORA 1. Identificação Ano a que respeita a candidatura FORMULÁRIO DE CANDIDATURA 1 NORMAS DE APOIO ÀS INSTITUIÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS DE DESENVOLVIMENTO SOCIAL E DE SAÚDE DO CONCELHO DE FARO Exmº Sr. Presidente da Câmara Municipal de Faro Solicito que seja

Leia mais

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios

Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios Sistema Nacional de Certificação Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios Sessão de Divulgação Gestão de Energia - Novas Disposições Regulamentares, sua Articulação e Estratégias Auditório

Leia mais

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2.

Manual do Fénix. Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso. Candidatura Online para o 2. Manual do Fénix Portal Secretaria da Escola Portal Conselho Científico Portal Direcção de Curso Candidatura Online para o 2. º Ciclo SI (Versão 1.0) Maio 2011 Este manual tem como objectivo auxiliar na

Leia mais

Regulamento Municipal de Inspecção e Manutenção de Ascensores, Monta-Cargas, Escadas Mecânicas e Tapetes Rolantes

Regulamento Municipal de Inspecção e Manutenção de Ascensores, Monta-Cargas, Escadas Mecânicas e Tapetes Rolantes Regulamento Municipal de Inspecção e Manutenção de Ascensores, Monta-Cargas, Escadas Mecânicas e Tapetes Rolantes Nota justificativa O Decreto-Lei n.º 320/2002, de 28 de Dezembro, na esteira do estabelecido

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO

HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO HISTÓRICO DE REVISÕES REVISÃO DATA SÍNTESE DA REVISÃO ELABORAÇÃO ASSINATURA APROVAÇÃO ASSINATURA ÍNDICE CAPÍTULO 1. POLÍTICA E ESTRATÉGIA/ÂMBITO... 3 1.1 POLÍTICA E ESTRATÉGIA DA ENTIDADE... 3 1.2 OBJECTIVO

Leia mais

Guia de Apoio ao Formando. Formação à distância

Guia de Apoio ao Formando. Formação à distância Regras&Sugestões- Formação e Consultoria, Lda. Guia de Apoio ao Formando Data de elaboração: abril de 2014 CONTACTOS Regras & Sugestões Formação e Consultoria, Lda. Av. General Vitorino laranjeira, Edifício

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA COMISSÃO TÉCNICA ELETROTÉCNICA CTE 79

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DA COMISSÃO TÉCNICA ELETROTÉCNICA CTE 79 Artigo 1º Preâmbulo O presente documento estabelece as regras de funcionamento interno da Comissão Técnica Eletrotécnica 79 (CTE 79), respetivas Subcomissões (SC) e Grupos de Trabalho (GT), com base nos

Leia mais

Polónia-Varsóvia: Sistema de gestão de recursos digitais/de meios de comunicação 2013/S 183-314891. Anúncio de concurso. Serviços

Polónia-Varsóvia: Sistema de gestão de recursos digitais/de meios de comunicação 2013/S 183-314891. Anúncio de concurso. Serviços 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:314891-2013:text:pt:html Polónia-Varsóvia: Sistema de gestão de recursos digitais/de meios de comunicação 2013/S 183-314891

Leia mais

Vitermaco Compra de Imóveis para Revenda, Lda.

Vitermaco Compra de Imóveis para Revenda, Lda. Vitermaco Compra de Imóveis para Revenda, Lda. Plano de Recuperação (Art.º 192º e segs. do CIRE) Tribunal Judicial de Porto de Mós 2º Juízo Proc.º 142/14.5TBPMS Junho de 2014 Índice 1. Enquadramento...

Leia mais

REGULAMENTO DA BOLSA DE AUDITORES

REGULAMENTO DA BOLSA DE AUDITORES Preâmbulo Tendo por objecto a salvaguarda da qualidade das auditorias executadas sobre actividades ou exercício farmacêuticos, a Ordem dos Farmacêuticos veio criar o presente regulamento da Bolsa de Auditores.

Leia mais

Na sequência dos compromissos

Na sequência dos compromissos Regime especial de exigibilidade do IVA dos serviços de transporte rodoviário nacional de mercadorias P o r R u i R i b e i r o G r i l o Foi publicada no «Diário da República», em 1 de último, a Lei 15/2009,

Leia mais

RELEASE NOTES. LOGIN RH PTF ACT Abril_Setemb2011. Histórico de versões Versão Referência Autor Dt. Emissão Comentários

RELEASE NOTES. LOGIN RH PTF ACT Abril_Setemb2011. Histórico de versões Versão Referência Autor Dt. Emissão Comentários RELEASE NOTES LOGIN RH PTF ACT Abril_Setemb2011 Histórico de versões Versão Referência Autor Dt. Emissão Comentários 01 ACT Abril_Setemb2011 Teresa Barrote 2011-09-26 Sumário 1. INTRODUÇÃO -------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:347015-2013:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:347015-2013:text:pt:html 1/8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:347015-2013:text:pt:html Itália-Ispra: Prestação de serviços de desenvolvimento de hardware e software e fornecimentos

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 107/2010 de 14 de Julho de 2010

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 107/2010 de 14 de Julho de 2010 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL Resolução do Conselho do Governo n.º 107/2010 de 14 de Julho de 2010 O Programa Estagiar, nas suas vertentes L, T e U, dirigido a recém-licenciados e mestres, recém-formados

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS PLATAFORMA DE INSCRIÇÕES ONLINE A época de 2012/2013 terá um novo recurso para a Filiação e Inscrições em Provas para os Clubes, Equipas e Agentes Desportivos, tendo sido criada para o efeito uma nova Plataforma de Inscrições Online.

Leia mais

Este documento tem como objetivo esclarecer algumas questões colocadas pelos Notários

Este documento tem como objetivo esclarecer algumas questões colocadas pelos Notários Este documento tem como objetivo esclarecer algumas questões colocadas pelos Notários Geral G1. Gostaria de assinar o protocolo com a MULTICERT. O que devo fazer? Lista de Perguntas Com o certificado da

Leia mais

Bélgica-Bruxelas: Apoio a iniciativas voluntárias de promoção da gestão de diversidade no local de trabalho na UE 2014/S 039-063712

Bélgica-Bruxelas: Apoio a iniciativas voluntárias de promoção da gestão de diversidade no local de trabalho na UE 2014/S 039-063712 1/6 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:63712-2014:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Apoio a iniciativas voluntárias de promoção da gestão de diversidade no local

Leia mais

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA

FORMULÁRIO DE CANDIDATURA FORMULÁRIO DE CANDIDATURA Exmos. Senhores, Em anexo encontra-se a proposta de [nome do candidato], em resposta ao convite à manifestação de interesse n.º MARKT/2003/12/F, para peritos no domínio dos serviços

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO (2º CICLO) EM MATEMÁTICA APLICADA ÀS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Ao abrigo do Decreto-Lei nº 74/2006 de 24 de Março, e do disposto na Deliberação nº 1487/2006 da Reitoria da Universidade

Leia mais

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:293146-2015:text:pt:html

O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:293146-2015:text:pt:html 1/7 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:293146-2015:text:pt:html Grécia-Tessalónica: Desenvolvimento de tecnologias de informação e informações sobre o mercado

Leia mais

Délia Falcão. 11 de Janeiro 2012

Délia Falcão. 11 de Janeiro 2012 11 de Janeiro 2012 REGIME JURÍDICO DA FORMAÇÃO PROFISSIONAL CONTINUA NO CÓDIGO DE TRABALHO (Lei 7/2009 de 12 de Fevereiro) DEVERES DO ESTADO EM MATÉRIA DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL: 1. Formação /qualificação

Leia mais

NORMAS PARA A EMISSÃO DE DECLARAÇÃO DE NÃO SIMILARIDADE

NORMAS PARA A EMISSÃO DE DECLARAÇÃO DE NÃO SIMILARIDADE NORMAS PARA A EMISSÃO DE DECLARAÇÃO DE NÃO SIMILARIDADE Procedimento Nº 004 SUMÁRIO FOLHA 1. OBJETO 01 2. CAMPO DE APLICAÇÃO 02 3. REFERÊNCIAS 02 4. CONDIÇÕES GERAIS 02 5. DISPOSIÇÕES FINAIS 05 ANEXOS

Leia mais

REGULAMENTO DA AGMVM N.º 3/2012 NORMALIZAÇÃO DE INFORMAÇÃO FINANCEIRA

REGULAMENTO DA AGMVM N.º 3/2012 NORMALIZAÇÃO DE INFORMAÇÃO FINANCEIRA REGULAMENTO DA AGMVM N.º 3/2012 NORMALIZAÇÃO DE INFORMAÇÃO FINANCEIRA A informação de natureza económico-financeira exige o controlo e a revisão por parte de entidades idóneas, independentes e isentas.

Leia mais

OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO

OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO OS DIREITOS DOS PASSAGEIROS DE TRANSPORTE AÉREO Dia 17 de Fevereiro entrou em vigor o Regulamento (CE) n.º 261/2004, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 11 de Fevereiro de 2004, que estabelece regras

Leia mais

Normas do Sistema de Suspensão Rápida Uniforme (URS) em vigor a partir de 28 de junho de 2013

Normas do Sistema de Suspensão Rápida Uniforme (URS) em vigor a partir de 28 de junho de 2013 Normas do Sistema de Suspensão Rápida Uniforme (URS) em vigor a partir de 28 de junho de 2013 Estas Normas estão em vigor para todos os processos de URS. Os procedimentos de URS devem ser regidos por estas

Leia mais

B-Geel: Fornecimento, instalação e manutenção de um instrumento de contagem de vírus 2013/S 093-157517. Anúncio de concurso.

B-Geel: Fornecimento, instalação e manutenção de um instrumento de contagem de vírus 2013/S 093-157517. Anúncio de concurso. 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:157517-2013:text:pt:html B-Geel: Fornecimento, instalação e manutenção de um instrumento de contagem de vírus 2013/S

Leia mais

TTULO. Seminário sobre Financiamento

TTULO. Seminário sobre Financiamento TTULO 1 2 3 4 5 6 7 8 Enquadramento Legal Definição Descrição dos movimentos Modalidades do Factoring Perfil do Cliente de Factoring Segmentação por tipo de actividade O FACTORING Exemplo de Algumas condições

Leia mais

FEDERAÇÃO NACIONAL DE KARATE PORTUGAL

FEDERAÇÃO NACIONAL DE KARATE PORTUGAL Assunto: Fase II de Procedimentos Online Exmos. Srs. A TODAS AS ASSOCIAÇÕES A introdução em Setembro de 2011 da FASE I do novo método de registo de inscrições/renovações de atletas, treinadores e inscrições

Leia mais

melhoria e inovação da contratação colectiva; dignificação e melhoria das condições de trabalho.

melhoria e inovação da contratação colectiva; dignificação e melhoria das condições de trabalho. REGULAMENTO O Prémio Manuel Lopes foi instituído 1 pelo Ministério do Trabalho e da Solidariedade no sentido de homenagear Manuel Lopes considerando a sua dedicação à implementação da contratação colectiva

Leia mais

Protocolos de Consumo. Exército/ Nova Oferta 2013 Tarifários

Protocolos de Consumo. Exército/ Nova Oferta 2013 Tarifários Protocolos de Consumo Exército/ Nova Oferta 2013 Tarifários Quais as vantagens para os Colaboradores? Telemóveis a custo reduzido Tarifários exclusivos mediante vinculação à rede tmn por 24 meses Serviço

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado

ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL. Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO DO ESTORIL Regulamento do Pagamento de Propinas de Mestrado Nos termos previstos nos artigos 15.º e 16.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de Agosto (Lei que define as bases

Leia mais

CADERNO DE ENCARGOS SELECÇÃO DE UM PONTO DE RECOLHA NO DISTRITO DE VISEU CADERNO DE ENCARGOS ÍNDICE. SECÇÃO I Disposições Gerais 2

CADERNO DE ENCARGOS SELECÇÃO DE UM PONTO DE RECOLHA NO DISTRITO DE VISEU CADERNO DE ENCARGOS ÍNDICE. SECÇÃO I Disposições Gerais 2 Folha 1/15 CADERNO DE ENCARGOS ÍNDICE SECÇÃO I Disposições Gerais 2 SECÇÃO II Apresentação de propostas 7 SECÇÃO III Selecção e celebração de contrato 12 SECÇÃO IV Disposições Finais 13 Anexos: Anexo I

Leia mais

Helena Pinto [PROPOSTA VALORHOSPITAL] Proposta para o Procedimento Nº 25/CCLIN/SRLF/2012

Helena Pinto [PROPOSTA VALORHOSPITAL] Proposta para o Procedimento Nº 25/CCLIN/SRLF/2012 2011 Helena Pinto [PROPOSTA VALORHOSPITAL] Proposta para o Procedimento Nº 25/CCLIN/SRLF/2012 Para: GNR Centro Clínico De: Helena Pinto CC: Centro Clínico Data: 08.12.2011 email cari.cc.srf@gnr.pt Tel:

Leia mais

Mestrado de Marketing e Comunicação ESEC ESTGOH Regulamento de Projeto Estágio 1

Mestrado de Marketing e Comunicação ESEC ESTGOH Regulamento de Projeto Estágio 1 1 PREÂMBULO O presente Regulamento organiza a unidade curricular de Projeto Estágio do Mestrado em Marketing e Comunicação. No ensino politécnico, o ciclo de estudos conducente ao grau de mestre deve assegurar,

Leia mais

Regulamento de Formação AIP

Regulamento de Formação AIP Regulamento de Formação AIP Introdução Considerando que: Primeiro: A AIP Associação Industrial Portuguesa - Câmara de Comércio e Indústria é uma organização de utilidade pública sem fins lucrativos que

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO E TREINO PARA A PREVENÇÃO E ACTUAÇÃO NO VIRUS ÉBOLA

PLANO DE FORMAÇÃO E TREINO PARA A PREVENÇÃO E ACTUAÇÃO NO VIRUS ÉBOLA PLANO DE FORMAÇÃO E TREINO PARA A PREVENÇÃO E ACTUAÇÃO NO VIRUS ÉBOLA ATUALIZAÇÃO 05.01.2015 ÍNDICE 1. ENQUADRAMENTO... 3 2. OBJECTIVO DO PLANO... 3 3. RESPONSABILIDADE SOBRE O PLANO... 3 4. ESTRATÉGIA

Leia mais

COMUNICADO nº 03/08 SEGURO MULTICARE

COMUNICADO nº 03/08 SEGURO MULTICARE COMUNICADO nº 03/08 Assunto: Protocolo MultiCare e Protocolo BPI SEGURO MULTICARE Para responder eficazmente às preocupações e necessidades dos associados e do seu agregado familiar, a nossa associação

Leia mais

// catálogo de FOrmaçãO

// catálogo de FOrmaçãO // catálogo de FOrmaçãO 2010 /2011 AF_cataĺogo_final.indd 1 // índice 3 CFT - CENTRO DE FORMAÇÃO TÉCNICA 5 Formação é peça fundamental! 6 ENERGIA SOLAR TÉRMICA (Profissionais de Distribuição) 7 ENERGIA

Leia mais

TERMOS E CONDIÇÕES NEGOCIAIS LEILÕES ONLINE

TERMOS E CONDIÇÕES NEGOCIAIS LEILÕES ONLINE TERMOS E CONDIÇÕES NEGOCIAIS LEILÕES ONLINE A BIDDING LEILÕES, Lda., adiante designada e identificada, apenas por Bidding Leilões, sujeita a sua atividade leiloeira online, aos Termos e Condições Negociais

Leia mais

TAÇA DE PORTUGAL POR EQUIPAS REGULAMENTO

TAÇA DE PORTUGAL POR EQUIPAS REGULAMENTO REGULAMENTO Época 2015 / 2016 Informação de 1 de outubro de 2015 A Taça de Portugal por Equipas (Taça), organizado pela Federação Portuguesa de Xadrez (FPX) com o apoio do Instituto Português do Desporto

Leia mais

MEGA ÍNDICE. Manual de Automação - Mega LANÇAMENTOS! CÁLCIO ARSENAZO MICROPROTE pirogalol KIT PÁGINA

MEGA ÍNDICE. Manual de Automação - Mega LANÇAMENTOS! CÁLCIO ARSENAZO MICROPROTE pirogalol KIT PÁGINA Manual de Automação MEGA LANÇAMENTOS! CÁLCIO ARSENAZO MICROPROTE pirogalol * ÍNDICE KIT PÁGINA ALBUMINA...01-02 ALT/TGP CINÉTICA...03-04 AMILASE CNPG...05-06 AST/TGO CINÉTICA...07-08 CÁLCIO ARSENAZO (LANÇAMENTO)...09-10

Leia mais

Eixo Prioritário III Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial Equipamentos para a Coesão Local Equipamentos Sociais

Eixo Prioritário III Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial Equipamentos para a Coesão Local Equipamentos Sociais Eixo Prioritário III Valorização e Qualificação Ambiental e Territorial Equipamentos para a Coesão Local Equipamentos Sociais Aviso Apresentação de Candidaturas Equipamentos para a Coesão Local Equipamentos

Leia mais

Itália-Ispra: Contrato-quadro de serviços relativo à manutenção de exaustores no JRC de Ispra Dividido em 3 lotes 2015/S 241-436449

Itália-Ispra: Contrato-quadro de serviços relativo à manutenção de exaustores no JRC de Ispra Dividido em 3 lotes 2015/S 241-436449 1 / 10 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:436449-2015:text:pt:html Itália-Ispra: Contrato-quadro de serviços relativo à manutenção de exaustores no JRC de Ispra

Leia mais

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA

CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA CERTIFICAÇÃO ENERGÉTICA O Programa para a Eficiência Energética tem como objectivo principal melhorar a eficiência energética dos edifícios portugueses. Com efeito, Portugal, sendo um país com excelentes

Leia mais

Bolsa Emprego IPL - FAQS

Bolsa Emprego IPL - FAQS Bolsa Emprego IPL - FAQS EMPRESAS Para poder colocar uma oferta na Bolsa de Emprego tenho que estar registado? Sim. O primeiro passo deverá ser o registo da empresa/instituição. Posteriormente, e após

Leia mais

GUIA PRÁTICO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA PRÉ REFORMA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P

GUIA PRÁTICO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA PRÉ REFORMA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P GUIA PRÁTICO REDUÇÃO DE TAXA CONTRIBUTIVA PRÉ REFORMA INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático Redução de Taxa Contributiva Pré Reforma (2005 v4.03) PROPRIEDADE Instituto da

Leia mais

REVISÃO: 06 (04/2012) A SLOTEST TURBIDIMÉTRICO CKMB T P CRTEST TURBIDIMÉTRICO

REVISÃO: 06 (04/2012) A SLOTEST TURBIDIMÉTRICO CKMB T P CRTEST TURBIDIMÉTRICO Manual de Automação VITALAB ECLIPSE PLUS REVISÃO: 06 (04/2012) A SLOTEST TURBIDIMÉTRICO CKMB MICROALBUMINÚRIA T URBIDIMÉTRICO P CRTEST TURBIDIMÉTRICO ÍNDICE REVISÃO: 06 (04/2012) KIT PÁGINA ALBUMINA...01

Leia mais

SIDER. Guia para o preenchimento do Formulário de Pedido de Pagamento do Incentivo

SIDER. Guia para o preenchimento do Formulário de Pedido de Pagamento do Incentivo REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES SECRETARIA REGIONAL DA ECONOMIA DIREÇÃO REGIONAL DE APOIO AO INVESTIMENTO E À COMPETITIVIDADE SIDER Guia para o preenchimento do Formulário de Pedido de Pagamento do Incentivo

Leia mais

Rede INFO: abordagens eficazes aos princípios fundamentais

Rede INFO: abordagens eficazes aos princípios fundamentais Rede INFO: abordagens eficazes aos princípios fundamentais Setembro de 2014 A International Network of Financial Services Ombudsman Schemes (Rede INFO) é a associação mundial de mediadores de serviços

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA.

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA. INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADOS DO INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA Edição 2014-2016 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de

Leia mais

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: alínea c) do n.º 1 do artigo 18.º. Assunto:

FICHA DOUTRINÁRIA. Diploma: CIVA. Artigo: alínea c) do n.º 1 do artigo 18.º. Assunto: FICHA DOUTRINÁRIA Diploma: Artigo: Assunto: CIVA alínea c) do n.º 1 do artigo 18.º Operações imobiliárias - Aplicação do modelo contratual de "Office Centre" Processo: nº 3778, despacho do SDG dos Impostos,

Leia mais

PLANO DE FORMAÇÃO-2009

PLANO DE FORMAÇÃO-2009 PLANO DE FORMAÇÃO-2009 - Associação Vicentina- Formação Modular Certificada (Destinatários: ) UFCD 4278- Animador- Perfil e Estatuto Profissional (25H) UFCD 4279- Animação Sociocultural- Áreas de Intervenção

Leia mais

Jornal oficial no. L 024 de 30/01/1998 P. 0001-0008

Jornal oficial no. L 024 de 30/01/1998 P. 0001-0008 Jornal oficial no. L 024 de 30/01/1998 P. 0001-0008 DIRECTIVA 97/66/CE DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO de 15 de Dezembro de 1997 relativa ao tratamento de dados pessoais e à protecção da privacidade

Leia mais

Anúncio de concurso. Serviços

Anúncio de concurso. Serviços 1 / 8 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:102558-2016:text:pt:html Bélgica-Bruxelas: Serviços de subscrição de periódicos, publicações informativas, bases de

Leia mais

Folha de Cálculo (Excel)

Folha de Cálculo (Excel) Folha de Cálculo (Excel) DATAS A definir (assim que seja atingido o número mínimo de inscrições) HORÁRIO Pós-Laboral, à 2ª, 3ª e 5ª, das 19h00 às 23h00 ou Sábado, das 9h00 às 13h00 e das 14h30 às 17h30

Leia mais

Guia para a certificação de uma unidade de microprodução

Guia para a certificação de uma unidade de microprodução Guia para a certificação de uma unidade de microprodução V 009-10/09 Página 1 Índice Página 0 Alterações efectuadas ao Guia relativamente à versão anterior 3 1 Siglas e definições 3 2 Regime remuneratório

Leia mais

Ministério das Obras Públicas Transportes e Comunicações. ICP Autoridade Nacional de Comunicações. Regulamento n.º xx/2008

Ministério das Obras Públicas Transportes e Comunicações. ICP Autoridade Nacional de Comunicações. Regulamento n.º xx/2008 Data de publicação 20.10.2008 Ministério das Obras Públicas Transportes e Comunicações ICP Autoridade Nacional de Comunicações Regulamento n.º xx/2008 Regulamento de alteração ao regulamento n.º 58/2005,

Leia mais

Simplegis - Menos leis, Mais acesso e Melhor aplicação. Perguntas & Respostas

Simplegis - Menos leis, Mais acesso e Melhor aplicação. Perguntas & Respostas Simplegis - Menos leis, Mais acesso e Melhor aplicação Perguntas & Respostas 1. Quais os objectivos e medidas do Simplegis? 1.º Objectivo: Simplificar a legislação Com o Simplegis são adoptadas medidas

Leia mais

Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário Grupo Sangüíneo Sangue total com EDTA e K3 Jejum desnecessário

Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário Grupo Sangüíneo Sangue total com EDTA e K3 Jejum desnecessário HEMATOLOGIA: Células LE Sangue sem anticoagulante Jejum desnecessário Coombs Direto Sangue total com EDTA Jejum desnecessário Coombs Indireto Soro Jejum desnecessário Fibrinogênio Plasma Jejum desnecessário

Leia mais

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS EM PODER DA UNICRE SEGURO ONCOLOGIA APÓLICE Nº 3052 - DOENÇA GRUPO ARTIGO PRELIMINAR

RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS EM PODER DA UNICRE SEGURO ONCOLOGIA APÓLICE Nº 3052 - DOENÇA GRUPO ARTIGO PRELIMINAR RESUMO DAS CONDIÇÕES GERAIS EM PODER DA UNICRE SEGURO ONCOLOGIA APÓLICE Nº 3052 - DOENÇA GRUPO ARTIGO PRELIMINAR O contrato de seguro estabelecido entre a GROUPAMA SEGUROS, S.A., adiante designada por

Leia mais

Contrato de Aquisição de Conhecimentos. Programa de Investigação Tecnologias Inteligentes de Comunicação Veícular

Contrato de Aquisição de Conhecimentos. Programa de Investigação Tecnologias Inteligentes de Comunicação Veícular Contrato de Aquisição de Conhecimentos Programa de Investigação Tecnologias Inteligentes de Comunicação Veícular Aveiro, 29 de Abril de 2010 Entre: Brisa Inovação e Tecnologia, S.A., com sede na Quinta

Leia mais

PROTOCOLO DO 5º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL DE MASSA

PROTOCOLO DO 5º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL DE MASSA PROTOCOLO DO 5º PROGRAMA DE ENSAIOS DE PROFICIÊNCIA COMPARAÇÃO INTERLABORATORIAL DE MASSA Revisão 01-15 de abril de 2013 Fol. 1 de 8 INTRODUÇÃO A SETTING CALIBRATION LABORATORIES iniciou suas atividades

Leia mais

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ISVOUGA

REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ISVOUGA REGULAMENTO DE AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOS DOCENTES DO ISVOUGA PG.02.05/A Página 1 de 13 O Estatuto de Carreira do Pessoal Docente do Ensino Superior Politécnico (ECPDP), na redação do Decreto Lei n.º

Leia mais

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA

CURSO MASTER EM MESOTERAPIA CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 4ª edição - Curso Teórico-Prático www.apestetica.org CURSO MASTER EM MESOTERAPIA - 4ª edição O sector da Medicina em geral e da Medicina Estética em particular, está em constante

Leia mais

8500-(38) Diário da República, 1. a série N. o 242 19 de Dezembro de 2006 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA

8500-(38) Diário da República, 1. a série N. o 242 19 de Dezembro de 2006 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA 8500-(38) Diário da República, 1. a série N. o 242 19 de Dezembro de 2006 MINISTÉRIO DA JUSTIÇA Portaria n. o 1416-A/2006 de 19 de Dezembro O Decreto-Lei n. o 76-A/2006, de 29 de Março, aprovou um vasto

Leia mais

Lei n.º 16/2007, de 17 de Abril, Exclusão da ilicitude nos casos de interrupção voluntária da gravidez

Lei n.º 16/2007, de 17 de Abril, Exclusão da ilicitude nos casos de interrupção voluntária da gravidez 1/5 Lei n.º 16/2007, de 17 de Abril, Exclusão da ilicitude nos casos de interrupção voluntária da gravidez JusNet 850/2007 Link para o texto original no Jornal Oficial (DR N.º 75, Série I, 17 Abril 2007;

Leia mais

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com

PT PRIME - Soluções Empresariais de Telecomunicações e Sistemas, S.A., pessoa colectiva nº 502 840 757, com Prime Soluções Empresariais SEDE: Rua de Entrecampos, 28, 1749-076 Lisboa Nº de Pessoa Colectiva 502 M 757 - N' de Matricula 08537 C.R.C.L Capital Social de EUR.; 30 000 000. I/ -I- CONTRATO DE PRESTAÇÃO

Leia mais

Documento Metodológico

Documento Metodológico Documento Metodológico Registo Predial ( Modelo 287 Mapa de actividade mensal) Código: 502 Versão: 1.0 Introdução O Registo Predial destina-se essencialmente a dar publicidade à situação jurídica dos prédios,

Leia mais

Constituem receitas das freguesias o produto da cobrança de taxas, nomeadamente provenientes da prestação de serviços pelas freguesias;

Constituem receitas das freguesias o produto da cobrança de taxas, nomeadamente provenientes da prestação de serviços pelas freguesias; Considerando que: Se torna necessário aprovar um novo Regulamento das Taxas a aplicar pela Junta de Freguesia pela prestação de serviços administrativos, em ordem à sua harmonização com a recente produção

Leia mais

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E OS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA RELATIVO À ASSISTÊNCIA MÚTUA ENTRE OS RESPECTIVOS SERVIÇOS ADUANEIROS.

ACORDO ENTRE A REPÚBLICA PORTUGUESA E OS ESTADOS UNIDOS DA AMÉRICA RELATIVO À ASSISTÊNCIA MÚTUA ENTRE OS RESPECTIVOS SERVIÇOS ADUANEIROS. Decreto n.º 25/95 Acordo entre a República Portuguesa e os Estados Unidos da América Relativo à Assistência Mútua entre os Respectivos Serviços Aduaneiros Nos termos da alínea c) do n.º 1 do artigo 200.º

Leia mais

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO E-LEARNING

REGULAMENTO DA FORMAÇÃO E-LEARNING REGULAMENTO DA FORMAÇÃO E-LEARNING AMETSIS CONSULTORES, UNIPESSOAL LDA Elaborado: Aprovado: Pg. 1 de 9 ÍNDICE 1.ENQUADRAMENTO... 3 2.UTILIZAÇÃO ÚNICA E INDIVIDUAL... 3 3.PUBLICITAÇÃO DOS CURSOS... 3 4.INSCRIÇÕES...

Leia mais

REGULAMENTO DO CONCURSO VINHOS DE PORTUGAL (2015)

REGULAMENTO DO CONCURSO VINHOS DE PORTUGAL (2015) REGULAMENTO DO CONCURSO VINHOS DE PORTUGAL (2015) O Concurso Vinhos de Portugal 2015, adiante designado por CVdP, decorrerá no período da manhã dos dias 11 a 15 de Maio de 2015. 1. OBJECTIVOS Os objectivos

Leia mais

WWW.CERTIFICACAODESUSTENTABILIDADE.ORG

WWW.CERTIFICACAODESUSTENTABILIDADE.ORG WWW.CERTIFICACAODESUSTENTABILIDADE.ORG O QUE E? Certificação de Sustentabilidade (CS) é uma plataforma criada para a colocação de informações e acções relacionadas com a Sustentabilidade da sua enpresa/entidade/organização,

Leia mais

Questões Frequentes sobre a Taxa Turística de Dormida do Município de Lisboa

Questões Frequentes sobre a Taxa Turística de Dormida do Município de Lisboa Questões Frequentes sobre a Taxa Turística de Dormida do Município de Lisboa Nota: o elenco de perguntas e respostas que se segue visa apenas enquadrar algumas das questões colocadas pelos nossos associados

Leia mais

CARTA VILA NOVA DE POIARES INSOLVENTE: VISITAS P/ MARCAÇÃO. Nuno Miguel Lopes dos Santos. Pinheiro / Ribeiro

CARTA VILA NOVA DE POIARES INSOLVENTE: VISITAS P/ MARCAÇÃO. Nuno Miguel Lopes dos Santos. Pinheiro / Ribeiro CARTA F INSOLVENTE: E C H A D A VILA NOVA DE POIARES Nuno Miguel Lopes dos Santos Pinheiro / Ribeiro ACEITAM-SE PROPOSTAS POR ESCRITO EM CARTA FECHADA ATÉ 24 DE SETEMBRO DE 2014 VISITAS P/ MARCAÇÃO www

Leia mais

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Programa de bolsas de incentivo ao desenvolvimento da Economia Criativa

Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Programa de bolsas de incentivo ao desenvolvimento da Economia Criativa Centro Universitário Belas Artes de São Paulo Programa de bolsas de incentivo ao desenvolvimento da Economia Criativa O Prof. Dr. Paulo Antonio Gomes Cardim, Reitor do Centro Universitário Belas Artes

Leia mais

CONSIDERAÇÕES DE QC PARA TESTES POINT-OF-CARE Tradução literal *Sarah Kee

CONSIDERAÇÕES DE QC PARA TESTES POINT-OF-CARE Tradução literal *Sarah Kee CONSIDERAÇÕES DE QC PARA TESTES POINT-OF-CARE Tradução literal *Sarah Kee O teste para o paciente está cada vez mais sendo realizado no de cabeceira. Na verdade, a disponibilidade de testes point-of-care

Leia mais

Política de Tratamento de Clientes e Terceiros. Nos termos da Norma Regulamentar ISP n.º10/2009-r, de 25 de Junho

Política de Tratamento de Clientes e Terceiros. Nos termos da Norma Regulamentar ISP n.º10/2009-r, de 25 de Junho Política de Tratamento de Clientes e Terceiros Nos termos da Norma Regulamentar ISP n.º10/2009-r, de 25 de Junho 31 de Agosto de 2009 Índice INTRODUÇÃO-----------------------------------------------------------------------------------------------------------2

Leia mais

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO PARA ASSISTÊNCIA A FILHO

GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO PARA ASSISTÊNCIA A FILHO Manual de GUIA PRÁTICO SUBSÍDIO PARA ASSISTÊNCIA A FILHO INSTITUTO DA SEGURANÇA SOCIAL, I.P ISS, I.P. Departamento/Gabinete Pág. 1/11 FICHA TÉCNICA TÍTULO Guia Prático -Subsídio para Assistência a Filho

Leia mais

Luxemburgo-Luxemburgo: AO 10559 Serviços logísticos integrados 2013/S 234-405266. Anúncio de concurso. Serviços

Luxemburgo-Luxemburgo: AO 10559 Serviços logísticos integrados 2013/S 234-405266. Anúncio de concurso. Serviços 1/5 O presente anúncio no sítio web do TED: http://ted.europa.eu/udl?uri=ted:notice:405266-2013:text:pt:html Luxemburgo-Luxemburgo: AO 10559 Serviços logísticos integrados 2013/S 234-405266 Anúncio de

Leia mais

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER

GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO. GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER GUIA DE PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO GESTÃO DA MEDIDA 511 Assistência Técnica FEADER Outubro 2010 INSTRUÇÕES PARA UMA CORRECTA UTILIZAÇÃO DO FORMULÁRIO Funcionamento genérico Os formulários estão disponíveis

Leia mais

REGULAMENTO DA UNIDADE DE VIGILÂNCIA PEDIÁTRICA da SOCIEDADE PORTUGUESA DE PEDIATRIA PORTUGUESE PAEDIATRIC SURVEILLANCE UNIT (UVP-SPP / PPSU)

REGULAMENTO DA UNIDADE DE VIGILÂNCIA PEDIÁTRICA da SOCIEDADE PORTUGUESA DE PEDIATRIA PORTUGUESE PAEDIATRIC SURVEILLANCE UNIT (UVP-SPP / PPSU) REGULAMENTO DA UNIDADE DE VIGILÂNCIA PEDIÁTRICA da SOCIEDADE PORTUGUESA DE PEDIATRIA PORTUGUESE PAEDIATRIC SURVEILLANCE UNIT (UVP-SPP / PPSU) Para que a Pediatria portuguesa e as nossas crianças portadoras

Leia mais

PHC dintranet. A gestão eficiente dos colaboradores da empresa

PHC dintranet. A gestão eficiente dos colaboradores da empresa PHC dintranet A gestão eficiente dos colaboradores da empresa A solução ideal para a empresa do futuro, que necessita de comunicar de modo eficaz com os seus colaboradores, por forma a aumentar a sua produtividade.

Leia mais

REGULAMENTO DE OPERAÇÃO DAS INFRA-ESTRUTURAS

REGULAMENTO DE OPERAÇÃO DAS INFRA-ESTRUTURAS REGULAMENTO DE OPERAÇÃO DAS INFRA-ESTRUTURAS DO SECTOR DO GÁS NATURAL Fevereiro 2010 ENTIDADE REGULADORA DOS SERVIÇOS ENERGÉTICOS Rua Dom Cristóvão da Gama n.º 1-3.º 1400-113 Lisboa Tel: 213 033 200 Fax:

Leia mais

6 INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS

6 INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS 6. INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS 6. Intermediários Financeiros O QUE SÃO INTERMEDIÁRIOS FINANCEIROS? Intermediários financeiros são as empresas prestadoras dos serviços que permitem aos investidores actuar

Leia mais

A estratégia nacional para a melhoria da higiene das mãos em 10 perguntas

A estratégia nacional para a melhoria da higiene das mãos em 10 perguntas A estratégia nacional para a melhoria da higiene das mãos em 10 perguntas Patrocinador do Programa Nacional de Prevenção e Controlo da Infecção Associada aos Cuidados de Saúde Índice 1. O que é a estratégia

Leia mais

BANCO SANTANDER TOTTA, SA 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 10-Mai-2016 (ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos

BANCO SANTANDER TOTTA, SA 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) Entrada em vigor: 10-Mai-2016 (ÍNDICE) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos 2. OPERAÇÕES DE CRÉDITO (PARTICULARES) 2.1. Crédito à habitação e contratos conexos (ÍNDICE) Crédito Habitação: contratos de crédito para aquisição, construção e realização de obras para habitação própria

Leia mais

PNAEQ Departamento de Epidemiologia pnaeq@insa.min-saude.pt

PNAEQ Departamento de Epidemiologia pnaeq@insa.min-saude.pt Avaliação Externa da Qualidade Anatomia Patológica Sessão de Esclarecimento INSA-Labquality-Ordem dos Médicos PNAEQ Departamento de Epidemiologia pnaeq@insa.min-saude.pt Organigrama I Gestor da Qualidade

Leia mais