UPOFA UNIÃO PREVIDENCIAL CNPJ. Nº / Sede: Rua Emiliano Perneta, 10 9º andar Curitiba/PR Fone (41) Fax (41)

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "UPOFA UNIÃO PREVIDENCIAL CNPJ. Nº 76.678.101/0001-88 Sede: Rua Emiliano Perneta, 10 9º andar Curitiba/PR Fone (41) 3224-6734 Fax (41) 3223-4223"

Transcrição

1 UPOFA UNIÃO PREVIDENCIAL CNPJ. Nº / Sede: Rua Emiliano Perneta, 10 9º andar Curitiba/PR Fone (41) Fax (41) RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Cumprindo determinações legais e estatutárias, apresentamos aos Senhores Conselheiros, às autoridades competentes, aos nossos participantes e ao público em geral as Demonstrações Financeiras Intermediárias e o Relatório dos Auditores Independentes, relativos ao período encerrado em 30 de junho de 2015, comparativas ao balanço patrimonial de 31 de dezembro de 2014 e comparativas ao semestre encerrado em 30 de junho de 2014, para as demais demonstrações financeiras. As Demonstrações Financeiras Intermediárias foram preparadas de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis às entidades supervisionadas pela Superintendência de Seguros Privados 0 SUSEP, incluindo as normas expedidas pelo Conselho Nacional de Seguros Privados CNSP, acompanhadas das respectivas Notas Explicativas e do Relatório dos Auditores Independentes, tendo por base a Circular SUSEP nº. 508, de 09 de janeiro de 2015 e Resolução CNSP nº. 86, de 03 de setembro de Para o segundo semestre de 2015, daremos continuidade ao aprimoramento do sistema de controles internos, incluindo a área de Tecnologia da Informação, bem como a redução de custos e a manutenção e ampliação do quadro de participantes, visando o restabelecimento econômico e financeiro da UPOFA. A UPOFA declara que possui capacidade financeira e intenção de manter até o vencimento os títulos e valores mobiliários classificados nesta categoria. A Administração

2 UPOFA UNIÃO PREVIDENCIAL CNPJ / BALANÇOS PATRIMONIAIS ENCERRADOS EM 30 DE JUNHO DE 2015 E 31 DE DEZEMBRO DE 2014 (Em R$ 1) ATIVO Nota 30/06/ /12/2014 CIRCULANTE DISPONÍVEL Caixa e Bancos 2.f APLICAÇÕES Cotas de Fundos de Investimentos 2.b e CRÉDITOS DAS OPERAÇÕES COM PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Valores a Receber 2.f TÍTULOS E CRÉDITOS A RECEBER Assistência Financeira a Participantes 2.c e DESPESAS ANTECIPADAS 2.f ATIVO NÃO CIRCULANTE REALIZÁVEL A LONGO PRAZO APLICAÇÕES Títulos de Renda Fixa - Públicos 2.b e TÍTULOS E CRÉDITOS A RECEBER Assistência Financeira a Participantes 2.c e INVESTIMENTOS Imóveis Destinados à Renda - Urbanos 2.f (-) Depreciação (14.072) (13.656) IMOBILIZADO 2.d e Imóveis Bens Móveis (-) Depreciação Imobiliária (42.288) (41.042) (-) Depreciação - Outras (81.182) (80.031) INTANGÍVEL 2.f Outros Intangíveis ( - ) Amortização (1.447) (1.391) TOTAL DO ATIVO As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstrações Financeiras Intermediárias

3 UPOFA UNIÃO PREVIDENCIAL CNPJ / BALANÇOS PATRIMONIAIS ENCERRADOS EM 30 DE JUNHO DE 2015 E 31 DE DEZEMBRO DE 2014 (Em R$ 1) PASSIVO Nota 30/06/ /12/2014 CIRCULANTE CONTAS A PAGAR 2.f Obrigações a Pagar Impostos e Encargos Sociais a Recolher Encargos Trabalhistas Impostos e Contribuições Outras Contas a Pagar PROVISÕES TÉCNICAS - PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR 2.e e PLANOS BLOQUEADOS Provisão de Prêmios não Ganhos Provisão de Sinistros a Liquidar Provisão de Sinistros Ocorridos mas não Avisados Outras Provisões PLANOS NÃO BLOQUEADOS Provisão Matemática de Benefícios a Conceder Provisão de Sinistros a Liquidar - Administrativos Provisão de Sinistros Ocorridos mas não Avisados Outras Provisões PATRIMÔNIO SOCIAL DE ENTIDADES PREV. COMPL. SEM FINS LUCRATIVOS Patrimônio Social Reservas de Reavaliação Reservas de Retenção de Superávit Superávits/Déficits do Acumulado ( ) ( ) TOTAL DO PASSIVO As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstrações Financeiras Intermediárias

4 UPOFA UNIÃO PREVIDENCIAL CNPJ / DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DOS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2015 E DE 2014 (Em R$1) Nota PERÍODOS 30/06/ /06/2014 (+)CONTRIBUIÇÕES PARA COBERTURA DE RISCOS Receita de Contrib Planos Bloqueados Planos de Pecúlio Repartição Simples Receita de Contrib. Planos Não Bloqueados Planos de Pecúlio - Capitalização Restituições Planos de Riscos (69) - (+/-)VARIAÇÕES DAS PROVISÕES TÉCNICAS (68.351) (89) (=)PRÊMIOS GANHOS (-)SINISTROS OCORRIDOS (63.444) (45.860) Despesas com Benefícios (62.199) (56.015) Variação de Provisão de Eventos Ocorridos mas não avisados (1.245) (-)CUSTOS DE AQUISIÇÃO (47.089) (65.504) (+/-)OUTRAS RECEITAS E DESPESAS OPERACIONAIS ( ) (17.262) (-)DESPESAS ADMINISTRATIVAS 10 ( ) ( (-)DESPESAS COM TRIBUTOS 10 (53.699) (66.902) (+/-)RESULTADO FINANCEIRO 10 (10.595) ( ) Receitas Financeiras Despesas Financeiras 10 ( ) ( ) (+/-)RESULTADO PATRIMONIAL (1.738) (1.656) Despesas patrimoniais (1.738) (1.656) (=)RESULTADO OPERACIONAL ( ) ( ) GANHOS E PERDAS COM ATIVOS NÃO CORRENTES - - SUPERÁVIT/DÉFICIT DO PERÍODO ( ) ( ) As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstrações Financeiras Intermediárias

5 UPOFA UNIÃO PREVIDENCIAL CNPJ / DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO NOS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2015 E DE 2014 (Em R$1) RESERVAS DE RESERVAS DE SUPERÁVIT/ PATRIMÔNIO REAVALIAÇÃO DÉFICIT DO SOCIAL RETENÇÃO DE ACUMULADO SUPERÁVITS TOTAL Saldos em 01 de janeiro de ( ) Ajustes de Exercícios Anteriores (39.292) (39.292) Transferência do Déficit Acumulado para Patrimônio Social ( ) Realização Reserva - (554) - - (554) Déficit do Período ( ) ( ) Saldos em 30 de junho de ( ) Saldos em 01 de janeiro de ( ) Transferência do Déficit Acumulado para Patrimônio Social ( ) Realização Reserva (555) - (555) Déficit do Período ( ) ( ) SALDO FINAL EM ( ) As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstrações Financeiras Intermediárias DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO ABRANGENTE NOS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2015 E 2014 (Em R$ 1) 30/06/ /06/2014 Superávit ou Déficit do Período ( ) ( ) Realização de Reservas de Reavaliação (555) (554) Ajustes de Exercícios Anteriores - (39.292) Superávit/ Déficit Abrangente do Período ( ) ( ) As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstrações Financeiras Intermediárias

6 UPOFA UNIÃO PREVIDENCIAL CNPJ / DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA PARA OS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2015 E 2014 PELO MÉTODO DIRETO (Em R$1) ATIVIDADES OPERACIONAIS 30/06/15 30/06/14 Recebimentos de prêmios de seguro, contribuições de previdência e taxas de gestão e outras Pagamentos de sinistros, benefícios, resgates e comissões (85.973) ( ) Pagamentos de despesas e obrigações ( ) ( ) Outros pagamentos operacionais (1.874) (41.086) Recebimentos de Juros e Dividendos Caixa Gerado/(Consumido) pelas Operações Impostos e Contribuições Pagos: (51.637) (70.070) Juros Pagos ( ) ( ) Caixa Líquido Consumido nas Atividades Operacionais (87.765) (26.477) ATIVIDADES DE INVESTIMENTO Compra do Ativo Imobilizado (1.221) (499) Caixa Líquido Consumido nas Atividades de Investimento (1.221) (499) Redução Líquida de Caixa e Equivalentes de Caixa (88.986) (26.976) Caixa e Equivalentes de Caixa no Início do Período Caixa e Equivalentes de Caixa no Final do Período AUMENTO (DIMINUIÇÃO) NAS APLICAÇÕES FINANCEIRAS - RECURSOS LIVRES ( ) As Notas Explicativas são parte integrante das Demonstrações Financeiras Intermediárias

7 UPOFA UNIÃO PREVIDENCIAL CNPJ (MF) / NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INTERMEDIÁRIAS PARA OS PERÍODOS FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2015 E DE CONTEXTO OPERACIONAL A UPOFA União Previdencial é uma Entidade Aberta de Previdência Complementar, constituída sob a forma de sociedade civil, sem fins lucrativos, e está autorizada a operar com Planos de Pecúlio de Previdência Complementar Aberta e concessão de assistência financeira aos seus participantes nas regiões do Paraná e Rio de Janeiro. Os critérios de gerenciamento de riscos são aplicados através de programa específico, com a garantia de consignação em órgãos conveniados, Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão e Comando do Exército, através da Secretaria de Economia e Finanças, dentre outros. 2. POLÍTICAS CONTÁBEIS SIGNIFICATIVAS a. Base de Preparação As demonstrações financeiras intermediárias estão sendo apresentadas de acordo com as práticas contábeis emanadas da legislação societária brasileira, adotando e incorporando as alterações promovidas pela Lei nº /07 e Lei nº /09, Circular SUSEP nº. 508 de 09 de janeiro de 2015, além das Normas e Instruções do Conselho Nacional de Seguros Privados - CNSP e da Superintendência de Seguros Privados - SUSEP. As demonstrações financeiras estão de acordo com o Plano de Contas das Entidades Abertas de Previdência Complementar instituído pela Resolução CNSP nº 86, de 19 de agosto de 2002 e normatização complementar da SUSEP. Os itens incluídos nas informações semestrais da entidade são mensurados usando a moeda do ambiente econômico em que atua. As demonstrações financeiras são apresentadas em reais (R$), que é a moeda funcional da Entidade. b. Títulos e Valores Mobiliários A Entidade classificou as suas aplicações financeiras, detalhadas na nota 3, nas seguintes categorias: b.1. Títulos para Negociação; b,2, Títulos Mantidos até o Vencimento. O valor de mercado dos Títulos e Valores Mobiliários foi calculado da seguinte forma: b.1. Cotas de Fundos de Investimentos: valor das Cotas divulgado na data do balanço. O valor decorrente da oscilação das cotas foi registrado no resultado do exercício. b.2. Títulos de Renda Fixa Públicos: com base no preço unitário da Letra Financeira do Tesouro, divulgado pelo Banco custodiante, Banco do Brasil S/A. Os rendimentos decorrentes da valorização das Letras Financeiras foram registrados no resultado do exercício. A entidade possui 35 Letras Financeiras do Tesouro,valendo R$ ,11 em 30 de junho de 2015 As aplicações financeiras estão distribuídas

8 conforme quadro detalhado na nota 3, Estes títulos e valores mobiliários são garantidores das Provisões Técnicas e estão custodiados em instituição financeira autorizada pela SUSEP. c. Assistência Financeira a Participantes Está demonstrada pela Assistência Financeira concedida, líquida da Provisão para Riscos Sobre Assistência Financeira e dos juros e encargos prefixados, ajustados de acordo com os prazos contratuais. A Provisão Para Riscos Sobre Assistência Financeira é constituída em montante julgado suficiente para absorver eventuais perdas nos recebimentos dos créditos. Nas datas dos balanços não foram identificadas potenciais perdas a serem provisionadas. Os créditos considerados não realizáveis foram baixados diretamente nas contas dos recebíveis. Perdas já consumadas originadas em períodos anteriores foram baixadas em junho de 2015, no montante de R$ d. Imobilizado: O imobilizado, exceto terrenos, é contabilizado ao custo de aquisição, corrigido monetariamente até 31 de dezembro de Os valores de contabilização dos ativos têm o seu valor recuperável testado, no mínimo, anualmente, caso haja indicadores de perda de valor. Os terrenos e edificações da Entidade estão registrados a valor de mercado, em função da reavaliação contabilizada em 30 de setembro de As adições a partir de 01 de janeiro de 1996 estão registradas ao custo de aquisição. As depreciações são calculadas com base na vida útil e utilização dos bens (NBC TG 27(R2)). A Administração da UPOFA entende não haver indicativo de que o valor contábil dos bens adquiridos exceda o seu valor recuperável e que, portanto, não há riscos de impairment. e. Provisões Técnicas, Nota Atuarial e Teste de Adequação do Passivo (TAP) De acordo com o estabelecido nas bases legais, Resolução CNSP nº. 281/2013, circular SUSEP nº. 452/2012 e Circular SUSEP nº. 457/2012, Circular SUSEP N 462/2013, Circular SUSEP N 469/2013, 485/2014 e 503/2014, para estimativa de mortalidade foi utilizada a tábua de mortalidade BR-EMS e o fluxo de caixa foi descontado a valor presente pela taxa livre de risco divulgada pela SUSEP, sendo verificado pelos resultados obtidos que as provisões constituídas pela UPOFA - União Previdencial estão levemente insuficientes para cobrir compromissos futuros na data base analisada, sendo necessário uma PCC da PMBaC e um ajuste na provisão de IBNR. A análise de sensibilidade foi apurada em função das provisões e no Teste de Adequação do Passivo TAP, levando-se em consideração as alterações das seguintes premissas, tábua de mortalidade AT 83 e AT 2000, Estrutura a Termo da Taxa de Juros ETTJ - SUSEP, considerando-se os mesmos períodos analisados, e rotatividade com variação de 5% (cinco por cento) para taxa de exoneração.

9 f. Demais Ativos e Passivos Registrados por seus valores de realização ou de liquidação, acrescidos, quando aplicável, dos rendimentos ou encargos incidentes calculados até as datas dos balanços. g. Apuração do Resultado As receitas e despesas foram reconhecidas pelo regime de competência. 3. TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS 30/06/ /12/2014 Curto Prazo Custo R$ Mercado R$ % Custo R$ Mercado R$ % Parâmetro s Utilizados 1 - PARA NEGOCIAÇÃO Cotas Fundo de Investimento CETIP 2 - MANTIDOS ATÉ O VENCIMENTO Letras Financeiras Tesouro Nacional SELIC Total ASSISTÊNCIA FINANCEIRA A PARTICIPANTES Ativo Circulante 30/06/ /12/ Garantia de Averbação (-) Receitas a Apropriar ( ) ( ) (-) Redução ao Valor Recuperável - (3.346) Ativo Não Circulante Garantia de Averbação (-) Receitas a Apropriar ( ) ( ) (-) Redução ao Valor Recuperável - (4.352) 5. IMOBILIZADO O Imobilizado é composto de: Imobilizado Custo Depreciação Valor Líquido jun/2015 dez/2014 Imóveis Terrenos Edificações (42.288) Total Imóveis (42.288) Móveis Equipamentos (55.912) Móveis, Máquinas e Utensílios (25.270) Total Móveis (81.182) Total Geral ( )

10 Movimentação do 1º semestre de 2015: Imobilizado Valor Líquido Aquisições Depreciação Imóveis Valor Líquido 31/12/ /06/2015 Terrenos Edificações (1.246) Total Imóveis (1.246) Móveis Equipamentos (855) Móveis, Máquinas e Utensílios (296) Total Móveis (1.151) Total Geral (2.397) Foi contabilizada a realização da Reserva de Reavaliação de bens do Imobilizado, pela depreciação no 1º semestre de 2015, no valor de R$ 555, restando ainda o saldo líquido de R$ , a ser realizado pela depreciação e/ou baixa dos respectivos bens. 6. PROVISÕES TÉCNICAS Saldo de 31/12/2013 Adições Reduções Atualização Monetária Saldo de 30/06/2014 PROVISÕES TÉCNICAS PLANO BLOQUEADO - PECÚLIO REPARTIÇÃO SIMPLES Provisão de Prêmios Não Ganhos 94 - (1) - 93 Provisão de Sinistros a Liquidar Provisão de Sinistros Ocorridos mas Não Avisados - IBNR (404) Provisão para Despesas Administrativas (34) Outras Provisões (59.212) - Total (59.651) PLANO NÃO BLOQUEADO PECÚLIO - CAPITALIZAÇÃO provisão Matemática de Benefícios a Conceder (1.710) (161) Provisão de Sinistros a Liquidar - Administrativos (27.570) Provisão de Sinistros Ocorridos mas Não Avisados - IBNR (10.163) Provisão para Despesas Administrativas (452) Total (39.895) Total Geral (99.546)

11 PROVISÕES TÉCNICAS Saldo de 31/12/2014 Adições Reduções Atualização Monetária Saldo em 30/06/2015 PLANO BLOQUEADO - PECÚLIO REPARTIÇÃO SIMPLES Provisão de Prêmios Não Ganhos (29) 324 Provisão de Sinistros a Liquidar Provisão de Sinistros Ocorridos mas Não Avisados IBNR (292) Provisão para Despesas Administrativas (71) 144 Total (392) PLANO NÃO BLOQUEADO PECÚLIO - CAPITALIZAÇÃO Provisão Matemática de Benefícios a Conceder (92) Provisão de Sinistros a Liquidar - Administrativos (22.054) Provisão de Sinistros Ocorridos mas Não Avisados - IBNR (4.505) Provisão para Despesas Administrativas (604) Total (27.255) Total Geral (27.647) As Provisões Técnicas são calculadas por profissional habilitado contratado pela Entidade, Sr. Luiz Fernando Antunes de Moura (MIBA nº 585). 7. CONTINGÊNCIAS PASSIVAS CÍVEIS As demandas judiciais e administrativas perante tribunais e órgãos governamentais são decorrentes do curso normal das operações e envolvem aspectos cíveis, trabalhistas e fiscais. Os processos judiciais são acompanhados por escritórios contratados. A Administração, com base em informações da gerência jurídica, em análise de demandas judiciais e, quanto às ações trabalhistas, na experiência passada em relação às quantias reivindicadas, constitui provisão para cobrir as perdas estimadas com as ações em curso, de acordo com o seguinte tratamento contábil: - Risco Provável são constituídas provisões no valor atualizado da causa. - Risco Possível não é contabilizada provisão, apenas são mencionados os respectivos montantes em notas explicativas. Em relação aos processos judiciais, as chances de perda foram consideradas como possíveis pela Entidade, conforme relatório de processos, no valor de R$ Não foram identificadas perdas consideradas prováveis pela Administração e por seus assessores jurídicos. 8. PATRIMÔNIO LÍQUIDO A Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido referente ao 1º semestre de 2015 foi apresentada conforme a Circular SUSEP 508, anexo III Modelo de Publicação para Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido das Entidades sem Fins Lucrativos.

12 Devido a isso, não foi aplicada integralmente a CPC 23, conforme solicitado no art. 25, do anexo IV, da Circular SUSEP nº.508. Reservas de Reavaliação - A Entidade, tendo em vista o CPC 13 e a Circular SUSEP 508 de 09 de janeiro de 2015, optou por manter a Reserva de Reavaliação até a sua efetiva realização. 9. PATRIMÔNIO LÍQUIDO AJUSTADO A RESOLUÇÃO CNSP Nº 222, de 06 de dezembro 2010, institui regras e procedimentos para o cálculo do Patrimônio Líquido Ajustado (PLA) exigido para Entidades Abertas de Previdência Complementar. O PLA será utilizado para verificação da suficiência de capital mínimo requerido, para cobertura de margem de solvência e para apuração de limite de retenção, conforme normativos específicos vigentes. Diante do modelo de capital previsto legalmente e requerido das EAPC s, a Entidade mantém seus níveis bem superiores aos requerimentos mínimos regulatórios. A informação abaixo demonstra o grau de suficiência, comparando os valores do Patrimônio Líquido Ajustado da data base de 30 de junho de 2015 e 31 de dezembro de 2014, calculados conforme as determinações legais. DESCRIÇÃO 30/06/15 31/12/14 Patrimônio Líquido Despesas antecipadas não relacionadas a resseguro (4.933) (6.377) Ativos Intangíveis (242) (298) Patrimônio Líquido Ajustado - PLA DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Detalhamos as rubricas das Demonstrações do Resultado: Demonstração do Resultado 30/06/ /06/2014 Despesas Administrativas Pessoal e Encargos ( ) ( ) Serviços de Terceiros ( ) ( ) Localização e Funcionamento ( ) ( ) Publicidade e Publicações (10.260) (7.537) Donativos e Contribuições (49.481) (50.232) Outras (2.908) (4.286) Total Geral ( ) ( ) Com Tributos (53.699) (66.902) Custos de Aquisição Despesas de Cobrança (10.002) (11.130) Outros Custos de Aquisição (37.087) (54.374) Total Geral (47.089) (65.504) Despesas Financeiras Provisões Técnicas (23.597) (1.329) Desp. c/ Comissão de Assistência Financeira a Participantes ( ) ( ) Total Geral ( ) ( ) Receitas Financeiras Renda Fixa Assistência Financeira a Participantes Total Geral

13 11. CONCILIAÇÃO DA DFC MÉTODO DIRETO CONCILIAÇÃO DA DFC (VALORES EXPRESSOS EM R$ 1 Semestre Findo em 30/06/ /06/2014 ATIVIDADES OPERACIONAIS Déficit do período ( ) ( ) Ajustes para: (13.960) Depreciações e amortizações Receitas com juros (16.829) Ajustes exercícios anteriores (39.292) Variação nas contas patrimoniais Ativos financeiros Créditos das operações de previdência complementar Despesas antecipadas (186) Impostos e contribuições (3.038) (3.168) Outras contas a pagar (62) Provisões técnicas - previdência complementar (68.226) Outros passivos (555) (554) Caixa Líquido Gerado (Consumido) nas Atividades Operacionais (87.765) (26.477) 12. ANÁLISE DE SENSIBILIDADE Em atendimento a Circular SUSEP n 508/2015, para o teste de sensibilidade foram adotados a redução da taxa de juros em 5%, além da variação da tábua de mortalidade para a AT-83 e AT-2000, alterando a probabilidade de morte. Através dos cenários observados, foi constatado que o plano de pecúlio vitalício (plano bloqueado) encontra-se insuficiente, sendo necessária a constituição da Provisão Complementar de Cobertura de PPNG no valor de R$ ,13 e um ajuste de IBNR no valor de R$ 332,64, conforme pode ser verificado no quadro abaixo: Variação Teste PPNG Teste PBAC Pecúlio Vitalício Teste de IBNR Pecúlio Temporário Basal (8.852,13) ,91 (332.64) ,52 Taxa de Juros (8.682,21) ,89 (332.64) ,59 Aumento da probabilidade de morte (9.418,54) ,30 (332.64) ,52 Redução da probabilidade de morte (9107,02) ,46 (332.64) , EVENTOS SUBSEQUENTES Em 11 de agosto de 2015 a UPOFA União Previdencial realizou complemento de valores garantidores das Provisões Técnicas, no montante de R$ ,89, consolidados em Instituição Financeira autorizada pela SUSEP, que estavam insuficientes em 30 de junho de 2015, no montante de R$

14 A UPOFA União Previdencial avaliou os Eventos Subsequentes até 27 de agosto de 2015, que é a data da Aprovação das Demonstrações Financeiras pela Diretoria da empresa, e não identificou fato ou evento subsequente material que mereça ser relatado. 14. CONTINUIDADE A UPOFA União Previdencial possui um plano de recuperabilidade, onde constam as seguintes providências: a. Solicitação junto à SUSEP de autorização para comercializar um plano de pecúlio por morte; b. Concessão de Assistência Financeira a participantes com planos cuja base técnica seja Regime de Repartição Simples; c. Os recursos financeiros virão da venda de 04 (quatro) vagas de garagem situadas na cidade do Rio de Janeiro e não vinculadas às Reservas Técnicas; e d. Formação de uma pequena equipe de vendas para distribuição do Plano de Benefício e da Assistência Financeira. A UPOFA União Previdencial considera que não há expectativa de descontinuidade das atividades operacionais. Curitiba, 30 de junho de Prescildo de Araújo Nannetti Maria Thereza Lamoglia Dias Paulo de Aguiar Presidente Diretora Diretor Luiz Fernando Antunes de Moura Luciana Acosta Torres Atuário Contadora MIBA 585 CRCPR

15

16

17

FAMILIA BANDEIRANTE PREVIDÊNCIA PRIVADA CNPJ No. 62.874.219/0001-77 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 30 DE JUNHO DE 2011.

FAMILIA BANDEIRANTE PREVIDÊNCIA PRIVADA CNPJ No. 62.874.219/0001-77 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 30 DE JUNHO DE 2011. FAMILIA BANDEIRANTE PREVIDÊNCIA PRIVADA CNPJ No. 62.874.219/0001-77 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 30 DE JUNHO DE 2011. 1 - APRESENTAÇÃO E COMPOSIÇÃO SOCIAL: A Família Bandeirante Previdência

Leia mais

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras

Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras EletrosSaúde Notas Explicativas às Demonstrações Financeiras Em 31 de dezembro de 2011 e de 2010 Em milhares de reais 1 Contexto Operacional A Fundação Eletrobrás de Seguridade Social ELETROS é uma entidade

Leia mais

Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes

Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração Demonstrações Contábeis acompanhadas do Relatório dos Auditores Independentes Em 31 de dezembro de 2012 Índice Página Relatório dos auditores

Leia mais

RELATÓRIO DA DIRETORIA

RELATÓRIO DA DIRETORIA RELATÓRIO DA DIRETORIA Senhores Participantes, Em cumprimento às disposições legais e estatutárias vigentes, submetemos a apreciação de V.Sas. às demonstrações contábeis intermediárias relativas ao semestre

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota. Explicativa

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota. Explicativa BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) ATIVO Nota Explicativa CIRCULANTE 39.755 68.651 Disponibilidades 522 542 Relações Interf./Aplicações R.F. 5 13.018 27.570 Relações Interdependências 6-1.733 Operações

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota ATIVO Explicativa CIRCULANTE 19.098 15.444 Disponibilidades 98 90 Relações Interf. / Aplicações R.F. 5 13.053 9.797 Operações de Crédito 6 5.760 5.518 Outros

Leia mais

ATIVO Explicativa 2012 2011 PASSIVO Explicativa 2012 2011

ATIVO Explicativa 2012 2011 PASSIVO Explicativa 2012 2011 SUR - REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS QUADRO I - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO Nota Nota ATIVO Explicativa 2012 2011 PASSIVO Explicativa 2012 2011 CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e equivalentes

Leia mais

BVA SEGUROS S.A. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2012 E 2011 ACOMPANHADAS DO RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

BVA SEGUROS S.A. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2012 E 2011 ACOMPANHADAS DO RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES BVA SEGUROS S.A. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS SEMESTRES FINDOS EM 30 DE JUNHO DE 2012 E 2011 ACOMPANHADAS DO RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES BVA SEGUROS S.A. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PARA OS SEMESTRES

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas ATIVO 2014 2013 Explicativas CIRCULANTE 39.466 27.437 Disponibilidades 221 196 Relações Interf. / Aplicações R.F. 5 27.920 18.274 Operações de Crédito 6 11.138

Leia mais

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A.

TRX Securitizadora de Créditos Imobiliários S.A. Balanços patrimoniais em 31 de dezembro (Em Reais) (reclassificado) (reclassificado) Ativo Nota 2012 2011 Passivo Nota 2012 2011 Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa 4 61.664 207.743 Fornecedores

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas ATIVO Explicativas CIRCULANTE 63.224 47.422 Disponibilidades 423 429 Relações Interfinanceiras / Aplicações R.F. 4 31.991 23.380 Relações Interdependências

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012

NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 NOTAS EXPLICATIVAS DA ADMINISTRAÇÃO ÀS DEMONSTRAÇÕES 1. BREVE HISTÓRICO DO CLUBE CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E DE 2012 O Esporte Clube Vitória, fundado na cidade do Salvador, onde tem foro e sede,

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO. BALANÇOS PATRIMONIAIS Levantados em 30 de Junho de 2014 e de Dezembro de 2013 (Em Milhares de Reais - R$)

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO. BALANÇOS PATRIMONIAIS Levantados em 30 de Junho de 2014 e de Dezembro de 2013 (Em Milhares de Reais - R$) SENHORES ACIONISTAS De acordo com as disposições legais e estatutárias, apresentamos as Demonstrações Financeiras relativas ao semestre encerrado em 30 de junho de 2014 da Mitsui Sumitomo Seguros S.A.,

Leia mais

MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A.

MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. A Administração da MONGERAL AEGON Seguros e Previdência S/A tem a satisfação de apresentar aos seus clientes, parceiros comerciais e acionistas as Demonstrações Financeiras referentes ao exercício findo

Leia mais

Embratel Participações S.A.

Embratel Participações S.A. Embratel Participações S.A. Laudo de avaliação de acervo líquido formado por determinados ativos e passivos apurados por meio dos livros contábeis para efeito de cisão Em 30 de setembro de 2014 Índice

Leia mais

CESCEBRASIL Seguros de Garantias e Crédito S.A. Demonstrações financeiras individuais em 30 de junho de 2013 e relatório dos auditores independentes

CESCEBRASIL Seguros de Garantias e Crédito S.A. Demonstrações financeiras individuais em 30 de junho de 2013 e relatório dos auditores independentes CESCEBRASIL Seguros de Garantias e Crédito S.A. Demonstrações financeiras individuais em 30 de e relatório dos auditores independentes Relatório da administração Senhores Acionistas, Em cumprimento às

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.S.as o Relatório da Administração e as Demonstrações Financeiras da SUHAI Seguros S.A. relativas ao semestre findo em, apuradas

Leia mais

Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas em 31 de dezembro de 2014

Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas em 31 de dezembro de 2014 Serviço Funerário Bom Pastor Ltda ME Demonstrações contábeis findas Demonstrações financeiras em IFRS e baseadas nos Pronunciamentos Técnicos emitidos pelo Comitê de Pronunciamentos Contábeis - CPC em

Leia mais

2012 (reapresentado) Passivo Nota 2013

2012 (reapresentado) Passivo Nota 2013 Seguros Gerais S.A. CNPJ 61.074.175/0001-38 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações Financeiras da Seguros Gerais S.A., relativas ao exercício

Leia mais

Banco Honda S/A Demonstrações financeiras do Conglomerado Prudencial das empresas Banco Honda, Honda Leasing, Administradora de Consórcio Nacional

Banco Honda S/A Demonstrações financeiras do Conglomerado Prudencial das empresas Banco Honda, Honda Leasing, Administradora de Consórcio Nacional Banco Honda S/A Demonstrações financeiras do Conglomerado Prudencial das empresas Banco Honda, Honda Leasing, Administradora de Consórcio Nacional Honda 1 Conteúdo Relatório dos auditores independentes

Leia mais

Centauro Vida e Previdência S/A Demonstrações Contábeis em 30 de junho de 2013

Centauro Vida e Previdência S/A Demonstrações Contábeis em 30 de junho de 2013 Centauro Vida e Previdência S/A Demonstrações Contábeis em 30 de junho de 2013 Direitos Autorais Centauro Vida e Previdência S.A.. Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste documento pode ser reproduzida,

Leia mais

Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2014 e 2013

Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2014 e 2013 Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis MAA/MFD/YTV 2547/15 Demonstrações contábeis Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações contábeis Balanços patrimoniais

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Nota ATIVO Explicativa CIRCULANTE 48.622 31.823 Disponibilidades 684 478 Relações Interf./Aplicações R.F. 5 24.600 15.766 Operações de Crédito 6 22.641 15.395 Outros

Leia mais

Demonstrações Financeiras Centro de Apoio Sócio Ambiental. 31 de dezembro de 2012 e 2011 com Relatório dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Centro de Apoio Sócio Ambiental. 31 de dezembro de 2012 e 2011 com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Centro de Apoio Sócio Ambiental com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2012 Índice Relatório dos auditores independentes sobre as

Leia mais

Centauro Vida e Previdência

Centauro Vida e Previdência Centauro Vida e Previdência DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS 1º SEMESTRE 2011 SUMÁRIO 1. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO... 3 2. BALANÇO PATRIMONIAL... 4 3. DRE... 6 4. DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO...

Leia mais

PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A.

PORTO SEGURO VIDA E PREVIDÊNCIA S.A. terça-feira, 26 de fevereiro de 2013 Diário Oficial Empresarial São Paulo, 123 (36) 105 Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. o relatório da administração e as demonstrações financeiras

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas ATIVO 2014 2013 Explicativas CIRCULANTE 11.363 8.987 Disponibilidades 30 37 Relações Interfinanceiras / Aplicações R.F. 4 8.069 6.136 Operações de Crédito

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DO EXERCICIO DE 2013 (Valores expressos em R$ mil)

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DO EXERCICIO DE 2013 (Valores expressos em R$ mil) COOPERATIVA CENTRAL DE CRÉDITO URBANO - CECRED CNPJ: 05.463.212/0001-29 Rua Frei Estanislau Schaette, 1201 - B. Água Verde - Blumenau/SC NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DO EXERCICIO DE

Leia mais

BB Capitalização S.A.

BB Capitalização S.A. BB Capitalização S.A. CNPJ 07.681.872/0001-01 Demonstrações Contábeis Intermediárias Semestre findo em 30.06.2014 Contadoria Gesub - Gerência de Subsidiárias Subsi V - Divisão de Subsidiárias V RELATÓRIO

Leia mais

Demonstrações Financeiras Banrisul Foco IRF - M Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo CNPJ: 16.844.885/0001-45

Demonstrações Financeiras Banrisul Foco IRF - M Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo CNPJ: 16.844.885/0001-45 Demonstrações Financeiras Banrisul Foco IRF - M Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. - CNPJ: 92.702.067/0001-96) e 2014 com Relatório

Leia mais

Demonstrações Financeiras Associação Ame Jardins

Demonstrações Financeiras Associação Ame Jardins Demonstrações Financeiras Associação Ame Jardins com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes... 1 Demonstrações financeiras auditadas

Leia mais

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007

Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 80 Inepar Telecomunicações S.A. Demonstrações Contábeis em 31 de dezembro de 2008 e 2007 Parecer dos Auditores Independentes 81 Aos Acionistas da Inepar Telecomunicações S.A Curitiba - PR 1. Examinamos

Leia mais

COOPERACS - SP. Demonstrações Contábeis Referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2010 e de 2009 e Relatório de Auditoria

COOPERACS - SP. Demonstrações Contábeis Referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2010 e de 2009 e Relatório de Auditoria COOPERACS - SP Demonstrações Contábeis Referentes aos exercícios findos em 31 de dezembro de 2010 e de 2009 e Relatório de Auditoria Confederação Nacional de Auditoria Cooperativa - Cnac São Paulo, 11

Leia mais

Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM

Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM Demonstrações Financeiras Associação Brasileira de Metalurgia, Materiais e Mineração - ABM Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes... 1 Demonstrações financeiras auditadas

Leia mais

Demonstrações Financeiras Banrisul Foco IMA Geral Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo CNPJ: 16.844.894/0001-36

Demonstrações Financeiras Banrisul Foco IMA Geral Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo CNPJ: 16.844.894/0001-36 Demonstrações Financeiras Banrisul Foco IMA Geral Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. - CNPJ: 92.702.067/0001-96) e 2014 com Relatório

Leia mais

CA 02-303/2010 São Paulo - SP, 19 de março de 2010.

CA 02-303/2010 São Paulo - SP, 19 de março de 2010. CA 02-303/2010 São Paulo - SP, 19 de março de 2010. À Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Membros do Ministério Público de São Paulo PROMOCRED. Diretoria-Executiva São Paulo SP Assunto: Auditoria

Leia mais

Demonstrativo da Composição e Diversificação da Carteira

Demonstrativo da Composição e Diversificação da Carteira Demonstrativo da Composição e Diversificação da Carteira Mês/Ano: 31 de março de 2016 Nome do Fundo: Alfa I - Fundo Mútuo de CNPJ: 03.919.892/0001-17 Administrador: Banco Alfa de Investimento S.A. CNPJ:

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Banrisul Foco IMA Geral Fundo de Investimento Renda Fixa Longo Prazo CNPJ: 16.844.894/0001-36 (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. - CNPJ: 92.702.067/0001-96)

Leia mais

Rodobens Locação de Imóveis Ltda.

Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Rodobens Locação de Imóveis Ltda. Demonstrações contábeis referentes ao exercício findo em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes Approach Auditores Independentes Relatório dos

Leia mais

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil)

BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) BALANÇO PATRIMONIAL (Valores em R$ mil) Notas ATIVO 2014 Explicativas CIRCULANTE 4.414 Disponibilidades 26 Relações Interfinanceiras / Aplicações R.F. 4 2.566 Operações de Crédito 5 1.800 Outros Créditos

Leia mais

Associação Saúde Criança São Paulo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2012 e de 2011

Associação Saúde Criança São Paulo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2012 e de 2011 Associação Saúde Criança São Paulo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2012 e de 2011 Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações

Leia mais

Demonstrações Financeiras Intermediárias Austral Seguradora S.A.

Demonstrações Financeiras Intermediárias Austral Seguradora S.A. Demonstrações Financeiras Intermediárias Austral Seguradora S.A. Em com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Intermediárias Demonstrações financeiras intermediárias

Leia mais

31 de março de 2015 e 2014 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras

31 de março de 2015 e 2014 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Demonstrações Financeiras Banrisul Multi Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. - CNPJ: 92.702.067/0001-96) e 2014 com Relatório

Leia mais

Vida Seguradora S.A. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO - JUNHO DE 2014

Vida Seguradora S.A. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO - JUNHO DE 2014 Senhores Acionistas, Vida Seguradora S.A. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO - JUNHO DE 2014 Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações Financeiras Intermediárias da Vida Seguradora S.A., relativas ao

Leia mais

Demonstrações financeiras intermediárias em 30 de junho de 2015

Demonstrações financeiras intermediárias em 30 de junho de 2015 Demonstrações financeiras intermediárias em KPDS 134230 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras intermediárias 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações dos resultados

Leia mais

CENTAURO VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Nilo Cairo, 171 - Curitiba - PR - CNPJ 42.516.278/0001-66

CENTAURO VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Nilo Cairo, 171 - Curitiba - PR - CNPJ 42.516.278/0001-66 6ª feira 28/Fev/2014 - Edição nº 9157 61 CENTAURO VIDA E PREVIDÊNCIA S/A Nilo Cairo, 171 - Curitiba - PR - CNPJ 42.516.278/0001-66 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação

Leia mais

Zurich Santander Brasil Seguros e Previdência S.A. CNPJ nº 87.376.109/0001-06

Zurich Santander Brasil Seguros e Previdência S.A. CNPJ nº 87.376.109/0001-06 sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 Diário Oficial Empresarial São Paulo, 125 (38) 411 Senhores Acionistas: Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas., o relatório

Leia mais

SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS

SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 SUR REDE UNIVERSITÁRIA DE DIREITOS HUMANOS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 CONTEÚDO

Leia mais

ITAÚ SEGUROS S.A. NOTAS EXPLICATIVAS AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RELATIVAS AOS EXERCÍCIOS DE 01/01 A 31/12 DE 2006 E 2005 (Em Milhares de Reais)

ITAÚ SEGUROS S.A. NOTAS EXPLICATIVAS AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RELATIVAS AOS EXERCÍCIOS DE 01/01 A 31/12 DE 2006 E 2005 (Em Milhares de Reais) 4.1 ITAÚ SEGUROS S.A. NOTAS EXPLICATIVAS AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS RELATIVAS AOS EXERCÍCIOS DE 01/01 A 31/12 DE 2006 E 2005 (Em Milhares de Reais) NOTA 1 CONTEXTO OPERACIONAL A Itaú Seguros S.A. (ITAÚ

Leia mais

Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras consolidadas 7. Demonstrações de resultado abrangente 11

Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras consolidadas 7. Demonstrações de resultado abrangente 11 Demonstrações Financeiras Consolidadas em 31 de Dezembro de 2011 e 2010 Demonstrações financeiras consolidadas Conteúdo Relatório da diretoria 3 Parecer avaliação atuarial 5 Relatório dos auditores independentes

Leia mais

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes

Instituto Odeon - Filial Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e relatório de revisão dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de e relatório de revisão dos auditores independentes Relatório de revisão dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras Aos Administradores

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento Ações Petrobras (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) 31 de março de 2014 com Relatório dos Auditores

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA COPASS SAÚDE

ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA COPASS SAÚDE ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA COPASS SAÚDE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO EXERCÍCIO BASE DE 2011 ASSOCIAÇÃO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE DOS EMPREGADOS DA COPASA COPASS SAÚDE

Leia mais

00009-4 PANATLANTICA SA 92.693.019/0001-89

00009-4 PANATLANTICA SA 92.693.019/0001-89 NOTA 01 - CONTEXTO OPERACIONAL A Companhia, com sede em Gravataí (RS) e unidade industrial em Glorinha (RS), tem por objeto a industrialização, comércio, importação, exportação e beneficiamento de aços

Leia mais

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES. Demonstrações financeiras Individuais e Consolidadas 30 de junho de 2013 e 2012

Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES. Demonstrações financeiras Individuais e Consolidadas 30 de junho de 2013 e 2012 Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES Demonstrações financeiras Individuais e Consolidadas 30 de junho de 2013 e 2012 KPMG Auditores Independentes Agosto de 2013 Relatório dos auditores

Leia mais

MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A.

MONGERAL AEGON SEGUROS E PREVIDÊNCIA S.A. RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO A Administração da Mongeral AEGON Seguros e Previdência S/A tem a satisfação de apresentar aos seus clientes, A operação só será concretizada após aprovação das autoridades brasileiras

Leia mais

Fundação Amazonas Sustentável Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e parecer dos auditores independentes

Fundação Amazonas Sustentável Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e parecer dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro de 2008 Em milhares de reais Ativo Passivo e patrimônio social Circulante

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PRÓ-HOPE APOIO À CRIANÇA COM CÂNCER CNPJ 02.072.483/0001-65 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DEZEMBRO DE 2010 E 2009

ASSOCIAÇÃO PRÓ-HOPE APOIO À CRIANÇA COM CÂNCER CNPJ 02.072.483/0001-65 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DEZEMBRO DE 2010 E 2009 BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DEZEMBRO DE 2010 E 2009 ATIVO 31/12/2010 31/12/2009 PASSIVO 31/12/2010 31/12/2009 CIRCULANTE 2.067.853,08 1.156.034,03 CIRCULANTE 1.444.697,99 375.899,34 DISPONIBILIDADES 1.284.699,22

Leia mais

Vida Seguradora S.A. CNPJ 02.238.239/0001-20

Vida Seguradora S.A. CNPJ 02.238.239/0001-20 sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014 Diário Oficial Empresarial São Paulo, 124 (41) 283 Vida Seguradora S.A. CNPJ 02.238.239/0001-20 Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações

Leia mais

Santander Seguros S.A.

Santander Seguros S.A. Senhores Acionistas: Em cumprimento às disposições legais e estatutárias, submetemos à apreciação de V.Sas. o relatório da administração, as demonstrações financeiras e o relatório dos auditores independentes,

Leia mais

CETESB - COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO

CETESB - COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO CETESB - COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis Exercícios Findos em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 (valores em milhares de reais) 01 Contexto Operacional

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INTERMEDIÁRIAS Junho/2015

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INTERMEDIÁRIAS Junho/2015 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INTERMEDIÁRIAS Junho/2015 Página 1 CARTA PATENTE SUSEP Nº. 061 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Exercício: 1º semestre de 2015 Auxiliadora Previdência, em cumprimento às disposições

Leia mais

Demonstrações Financeiras Brasmotor S.A. 31 de dezembro de 2010 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Brasmotor S.A. 31 de dezembro de 2010 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Brasmotor S.A. 31 de dezembro de 2010 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações

Leia mais

AMÉRICAS AMIGAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES

AMÉRICAS AMIGAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES AMÉRICAS AMIGAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 E RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES AMERICAS AMIGAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2014 CONTEÚDO Relatório dos auditores

Leia mais

8.2. Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2013 e 2012

8.2. Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 EletrosSaúde ELETROS 8.2. Notas Explicativas às Demonstrações Contábeis em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 (Em milhares de reais) 8.2.1. Contexto Operacional A Fundação Eletrobrás de Seguridade Social ELETROS

Leia mais

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis

RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS. Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES SOBRE AS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS Aos Diretores e Mantenedores da FUNDAÇÃO PRÓ RIM JOINVILLE SC Examinamos as demonstrações financeiras da Fundação Pró Rim, que compreendem

Leia mais

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO ALIANÇA COOPERNITRO C.N.P.J. n.º 52.935.442/0001-23

COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO ALIANÇA COOPERNITRO C.N.P.J. n.º 52.935.442/0001-23 COOPERATIVA DE ECONOMIA E CRÉDITO MÚTUO ALIANÇA COOPERNITRO C.N.P.J. n.º 52.935.442/0001-23 ATIVO BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Em Milhares de Reais) CIRCULANTE 2.239 2.629 DISPONIBILIDADES

Leia mais

FUNDAÇÃO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL CELOS. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E 2009 (Em R$ MIL)

FUNDAÇÃO CELESC DE SEGURIDADE SOCIAL CELOS. NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E 2009 (Em R$ MIL) NOTA 1 - CONTEXTO OPERACIONAL A Fundação Celesc de Seguridade Social CELOS, instituída pela Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. Celesc, nas Assembléias Gerais Extraordinárias AGE de acionistas realizadas

Leia mais

Companhia de Seguros Aliança do Brasil RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO JUNHO DE 2013

Companhia de Seguros Aliança do Brasil RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO JUNHO DE 2013 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO JUNHO DE 2013 Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações Financeiras da Companhia de Seguros Aliança do Brasil, relativas ao semestre findo em 30

Leia mais

Bungeprev Fundo Múltiplo de Previdência Privada Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2007 e de 2006 e parecer dos auditores independentes

Bungeprev Fundo Múltiplo de Previdência Privada Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2007 e de 2006 e parecer dos auditores independentes Bungeprev Fundo Múltiplo de Previdência Privada Demonstrações e parecer dos auditores independentes Parecer dos auditores independentes Aos Administradores, Participantes e Patrocinadores Bungeprev Fundo

Leia mais

Demonstrações financeiras intermediárias em 30 de junho de 2012

Demonstrações financeiras intermediárias em 30 de junho de 2012 Demonstrações financeiras intermediárias KPMG Auditores Independentes Agosto de 2012 KPDS 40299 Conteúdo Relatório do Conselho de Administração 3 Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Banco do Nordeste Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento DI Institucional Longo Prazo (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20)

Leia mais

Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A.

Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. Relatório dos Auditores Independentes sobre as demonstrações financeiras Em 31 de dezembro de 2010 MUDAR SPE MASTER EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS S.A. ÍNDICE 1. Relatório dos Auditores Independentes 03

Leia mais

Mensagem da Administradora

Mensagem da Administradora Mensagem da Administradora Prezados Cotistas: Submetemos à apreciação de V.S.as. a demonstração da composição e diversificação das aplicações da CSN Invest Fundo de Investimento em Ações, em 31 de dezembro

Leia mais

CNPJ 05.086.234/0001-17 PERIODICIDADE MÍNIMA PARA DIVULGAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO

CNPJ 05.086.234/0001-17 PERIODICIDADE MÍNIMA PARA DIVULGAÇÃO DA CARTEIRA DO FUNDO BRB FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTO EM RENDA FIXA DI LONGO PRAZO 500 FORMULÁRIO DE INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES Competência: 19/01/2016 CNPJ 05.086.234/0001-17 PERIODICIDADE MÍNIMA

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

METALÚRGICA DUQUE S/A CNPJ N 84.683.762/0001-20 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO DE 2011

METALÚRGICA DUQUE S/A CNPJ N 84.683.762/0001-20 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO DE 2011 METALÚRGICA DUQUE S/A CNPJ N 84.683.762/0001-20 RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO DE 2011 Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações Financeiras da Metalúrgica Duque S/A, referentes

Leia mais

Avaliação Atuarial 2013 - Período Base 2012 Orientações da SUSEP ao Mercado de Seguros e Previdência Complementar Aberta

Avaliação Atuarial 2013 - Período Base 2012 Orientações da SUSEP ao Mercado de Seguros e Previdência Complementar Aberta Avaliação Atuarial 2013 - Período Base 2012 Orientações da SUSEP ao Mercado de Seguros e Previdência Complementar Aberta Janeiro/2013 Sumário 1. ÁREA RESPONSÁVEL... 2 2. BASE LEGAL... 2 3. ABRANGÊNCIA...

Leia mais

Demonstrações Financeiras Consolidadas Yasuda Seguros S.A.

Demonstrações Financeiras Consolidadas Yasuda Seguros S.A. Demonstrações Financeiras Consolidadas Yasuda Seguros S.A. com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras consolidadas Índice Relatório da administração...

Leia mais

Demonstrações Contábeis

Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis BNB Fundo de Investimento em Cotas de Fundo de Investimento Renda Fixa Curto Prazo (Administrado pelo Banco do Nordeste do Brasil S.A. - CNPJ: 07.237.373/0001-20) 31 de março de

Leia mais

Aliança do Brasil Seguros S.A. CNPJ 01.378.407/0001-10

Aliança do Brasil Seguros S.A. CNPJ 01.378.407/0001-10 sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 Diário Oficial Empresarial São Paulo, 125 (38) 373 Aliança do Brasil Seguros S.A. CNPJ 01.378.407/0001-10 Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as

Leia mais

Demonstrações Financeiras Auditadas Banco ABC Brasil S.A. 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Auditadas Banco ABC Brasil S.A. 31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Auditadas Banco ABC Brasil S.A. com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes... 1 Demonstrações financeiras

Leia mais

PAULISTA FUTEBOL CLUBE LTDA. Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis. Demonstrações Contábeis Em 31 de dezembro de 2011

PAULISTA FUTEBOL CLUBE LTDA. Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis. Demonstrações Contábeis Em 31 de dezembro de 2011 PAULISTA FUTEBOL CLUBE LTDA Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Contábeis Demonstrações Contábeis Em 31 de dezembro de 2011 AudiBanco - Auditores independentes SS Rua: Flores da

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Fundo de Aposentadoria Programada Individual Banrisul Conservador CNPJ 04.785.314/0001-06 (Administrado pelo Banco do Estado do Rio Grande do Sul S.A. - CNPJ 92.702.067/0001-96)

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO ABS

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO ABS RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO ABS Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. as Demonstrações Financeiras da Aliança do Brasil Seguros S.A., anteriormente denominada Santa Catarina Vida e Previdência

Leia mais

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS

SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS SUPERINTENDÊNCIA DE SEGUROS PRIVADOS CIRCULAR SUSEP N o 462, DE 31 DE JANEIRO DE 2013. Dispõe sobre a forma de cálculo e os procedimentos para a constituição das provisões técnicas das sociedades seguradoras,

Leia mais

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A.

Eólica Faísa V Geração e Comercialização de Energia Elétrica S.A. Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2012 2011 Passivo e patrimônio líquido 2012 2011 (Não auditado) (Não auditado) Circulante Circulante Caixa e equivalentes de caixa (Nota 4) 415 7 Fornecedores

Leia mais

Outros créditos (Nota 8.4) 368 420 Provisões técnicas - seguros (Nota 18) 728.719 671.251

Outros créditos (Nota 8.4) 368 420 Provisões técnicas - seguros (Nota 18) 728.719 671.251 Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. o relatório da administração e as demonstrações financeiras relativas aos exercícios findos em 31 de dezembro e, acompanhadas do relatório dos auditores

Leia mais

Demonstrações Financeiras Yuny Incorporadora S.A. 31 de dezembro de 2013 e 2012 com Relatório dos Auditores Independentes

Demonstrações Financeiras Yuny Incorporadora S.A. 31 de dezembro de 2013 e 2012 com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações Financeiras Yuny Incorporadora S.A. 31 de dezembro de 2013 e 2012 com Relatório dos Auditores Independentes Yuny Incorporadora S.A. Demonstrações financeiras 31 de dezembro de 2013 e 2012

Leia mais

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS

Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Associação Instituto Nacional de Matemática Pura e Aplicada IMPA-OS Demonstrações Financeiras em 31 de dezembro de 2004 e Parecer dos Auditores Independentes Parecer dos Auditores Independentes 03 de fevereiro

Leia mais

Demonstrações Financeiras Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP

Demonstrações Financeiras Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo - Central Sicredi PR/SP Demonstrações Financeiras Cooperativa Central de Crédito dos Estados do Paraná e de São Paulo com Relatório dos Auditores Independentes - Central Sicredi PR/SP Demonstrações financeiras Índice Relatório

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 02091-5 MRV ENGENHARIA E PARTICIPAÇÕES S.A. 08.343.492/0001-20 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/21 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO OS SEUS ADMINISTRADORES RESPONSÁVEIS PELA

Leia mais

Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes

Deloitte Touche Tohmatsu Auditores Independentes Safra Petrobras - Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de (Administrado pelo Banco Safra de Investimento S.A.) Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício Findo em 30 de Junho de 2007 e ao Período

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. o relatório da administração e as demonstrações financeiras relativas aos semestres findos em 30 de junho de 2015 e de

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. o relatório da administração e as demonstrações financeiras relativas aos semestres findos em 30 de junho de 2015 e de

Leia mais

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INTERMEDIÁRIAS EM 30 DE JUNHO DE 2014

DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INTERMEDIÁRIAS EM 30 DE JUNHO DE 2014 DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS INTERMEDIÁRIAS EM 30 DE JUNHO DE 2014 ANGELUS SEGUROS S.A CNPJ 18.133.809/0001-57 Curitiba - PR Senhores Acionistas, apresentamos as Demonstrações Financeiras da empresa Angelus

Leia mais

SANTANDER SEGUROS S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS

SANTANDER SEGUROS S.A. DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS ÍNDICE Pág. Relatório dos Auditores Independentes 1 Relatório da Administração 3 Balanços Patrimoniais para os períodos findos em e 5 Demonstrações do Resultado para os períodos

Leia mais

Swiss Re Brasil Resseguros S.A. Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2014 e relatório dos auditores independentes

Swiss Re Brasil Resseguros S.A. Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2014 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em e relatório dos auditores independentes Relatório da Administração Senhores Acionistas, Submetemos à apreciação de V.Sas. o Relatório de Administração, as Demonstrações Financeiras

Leia mais

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_...

http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... http://www.econeteditora.com.br/boletim_imposto_renda/ir-11/boletim-19/cont_demonstracoes_... Página 1 de 14 CONTABILIDADE DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS Considerações ROTEIRO 1. INTRODUÇÃO 1. INTRODUÇÃO 2. OBJETIVO

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e de 2012

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e de 2012 Icatu Seguros S.A. e Controladas CNPJ: 42.283.770/0001-39 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e de 2012 KPDS 80915 Icatu Seguros S.A. e Controladas Demonstrações financeiras em 31 de dezembro

Leia mais