Econometria Financeira

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Econometria Financeira"

Transcrição

1 Econometria Financeira Área Científica: Economia/Gestão Horas de Contacto: TP: 45 Docentes Respnsáveis: Cristina Alexandra Oliveira Amado/ Benilde Maria Nascimento Oliveira Língua de Funcionamento: Português/ Inglês Pré-Requisitos: Nenhuns Prerequisites: None Módulo de Economia Compreender as assunções inerentes ao modelo clássico de regressão linear. Identificar e analisar as particularidades das séries temporais e dos dados em painel. Avaliar o impacto das particularidades das séries temporais e dos dados em painel na não verificação das assunções do modelo clássico de regressão. Explicar e exemplificar como se procede à estimação de parâmetros populacionais desconhecidos em presença de séries temporais e dados em painel. Usar abordagens quantitativas na resolução e análise de questões relacionadas com finanças empresariais. Módulo Dinâmica de Séries Financeiras Identificar, interpretar e discutir as principais características de séries de rendibilidades de ativos financeiros de baixa e elevada frequência. Identificar, interpretar, discutir e estimar a volatilidade com recurso a diferentes metodologias.

2 Módulo de Economia Introdução O modelo clássico de regressão linear: estimação, inferência, análise de especificação Análise de regressão múltipla Inferência Propriedades assimptóticas do modelo de regressão linear múltipla Análise de regressão múltipla - outros assuntos Séries temporais e autocorrelação Módulo Dinâmica de Séries Financeiras Introdução. Preços e rendibilidades. Conceitos básicos de processos estocásticos. Caracterização de séries de rendibilidades de ativos financeiros. Caracterização da volatilidade de ativos financeiros. Processos da família ARCH/GARCH Módulo de Economia Brooks, Chris (2008), Introductory Econometrics for Finance, 2nd Edition, Cambridge University Press. Gujarati, Damodar e Dawn Porter (2009), Basic Econometrics, 5th Edition, McGraw-Hill. Verbeek, Marno (2008), A Guide to Modern Econometrics, 3rd Edition, John Wiley & Sons. Wooldridge, Jeffrey M. (2009), Introductory Econometrics A Modern Approach, 4th Edition, South-Western College Módulo Dinâmica de Séries Financeiras Taylor, Stephen J. (2005) Asset Price Dynamics, Volatility and Prediction, 1st ed., Princeton and Oxford: Princeton. C. Brooks (2008) Econometrics for finance. Cambridge University Press, 2 edition. R. S. Tsay (2010) Analysis of Financial Time Series. Wiley-Interscience, New Jersey, 3rd edition.

3 Finanças Empresariais I Área Científica: Gestão Horas de Contacto: TP: 45 Língua de Funcionamento: Português Pré-Requisitos: Nenhuns Prerequisites: None Explicar e criticar o papel do gestor financeiro e relacioná-lo com a função-objetivo da empresa. Fundamentar, aplicar e discutir os processos de atualização e capitalização financeira. Identificar, explicar, comparar e criticar as metodologias de avaliação estática e dinâmica de projetos de investimento em contexto de certeza e incerteza. Explicar, criticar e aplicar os métodos de estimação do custo de capital. Fundamentar, comparar e aplicar os principais métodos de avaliação de empresas Explicar, criticar e aplicar as técnicas de análise financeira de uma empresa e discutir possíveis correções à informação contabilística As finanças e o papel do gestor financeiro. O valor do dinheiro no tempo. Decisões de investimento em contexto de certeza e em contexto de risco. O custo de capital. Avaliação de empresas. A análise financeira e a informação contabilística. Brealey, R.; Myers, S.; Allen, F. (2008). Princípios de Finanças Empresarias, 9ª ed., McGraw-Hill. Palepu, K., Peek, E., Bernard, V., Healy, P. (2007). Business Analysis and Valuation Using financial statements: IFRS Edition - Text and cases, 1st edition, Thomson Learning EMEA.

4 Área Científica: Gestão Horas de Contacto: TP: 45 Língua de Funcionamento: Português Pré-Requisitos: Nenhuns Prerequisites: None Mercados e Investimentos Financeiros Analisar a organização e funcionamento dos mercados financeiros Construir carteiras eficientes com 2 ou mais ativos com risco o ativo isento de risco; identificar carteiras ótimas para um dado investidor a partir das suas preferências em relação ao risco e rendibilidade. Identificar, descrever e discutir comparativamente os modelos de equilíbrio no mercado de capitais: seus pressupostos; consequências para a avaliação de ativos financeiros e os resultados dos testes empíricos a estes modelos. Implementar e discutir os modelos de avaliação de ações e obrigações e as suas potenciais limitações. Descrever modelos de gestão ativa e passiva de carteiras. Implementar esses modelos e avaliar o desempenho desses modelos. Mercados e Instrumentos financeiros. Teoria da carteira. Modelos de Equilíbrio no mercado de capitais (CAPM e APT). Testes empíricos aos modelos de equilíbrio. Avaliação de Ações e Obrigações. Gestão de carteiras e avaliação do seu desempenho. Z. Bodie, A. Kane, and A. J. Marcus. (2009) Investments, McGraw-Hill (McGraw-Hill-Irwin series in finance, insurance and real estate), Boston, 8th edition.

5 E. J. Elton, M. J. Gruber, S. J. Brown, and W. N. Goetzmann (2007) Morden Portfolio Theory and Investment Analysis. Wiley, 7th edition. T. Copeland, J. Weston, and K. Shastri. (2004) Financial Theory and Corporate Policy. Pearson, 4th edition.

6 Metodologia de Investigação e Competências Transversais Área Científica: Gestão Horas de Contacto:TP:45 Língua de Funcionamento: Português Pré-Requisitos: Nenhuns Prerequisites: None Módulo 1: Metodologia de Investigação Especificar as características a que deve obedecer a investigação científica em gestão. Definir um tema de estudo e delimitar a literatura relevante. Desenvolver uma estratégia metodológica de recolha de dados primários e planear a sua execução. Organizar, analisar e interpretar a informação recolhida. Preparar a apresentação oral e escrita de uma proposta ou projeto de investigação. Módulo 2: Competências Transversais Reconhecer e demonstrar ter um conjunto de competências transversais, incluindo: relacionamento interpessoal, trabalho em equipa, liderança, comunicação, inovação e criatividade, consciência ética e pensamento crítico, planeamento e organização, tecnologias e sistemas de informação, resolução de problemas, e orientação para os resultados, clientes e mercado. Module 2 Recognise and demonstrate having set of transferable skills including interpersonal relationships, teamwork, leadership, communication, innovation and creativity, ethical awareness and critical thinking, planning and organising, information systems and technologies, problem solving, and an orientation to results, clients and the market.

7 Módulo 1: Metodologia de Investigação A investigação em gestão. Estratégias de investigação. A organização e preparação de um relatório em formato académico. A definição e justificação de um tema de investigação. Revisão crítica da literatura. Normas e práticas de referenciação. A investigação quantitativa. Formulação de hipóteses. Definição de variáveis. Tipos de escalas. Técnicas de amostragem. Elaboração de inquéritos por questionário. A investigação qualitativa. A etnografia e a observação participante. Os estudos fenomenológicos e as entrevistas em profundidade. Os grupos de foco. Estudos de caso. Módulo 2: Competências Transversais A EEG organiza um Programa de Competências Transversais, oferecendo ao longo do ano letivo diversas atividades destinadas ao desenvolvimento de competências transversais, incluindo palestras, workshops, cursos e outros eventos. O nível de participação típica para a obtenção das unidades de crédito necessárias será em 3 workshops e 4 palestras Módulo 1: Metodologia de Investigação Barañano, A.M. (2004). Métodos e técnicas de investigação em Gestão: Manual de apoio à realização de trabalhos de investigação. Lisboa: Edições Sílabo. Bryman, A., & Bell, E. (2007). Business research methods. Oxford: Oxford University Press. Creswell, J. W. (2007). Qualitative inquiry and research design: Choosing among five approaches. London: Sage. Módulo 2: Competências Transversais Não aplicável

8 Derivados Área Científica: Gestão Horas de Contacto: TP: 45 Língua de Funcionamento: Português/Inglês Pré-Requisitos: Nenhuns Prerequisites: None Identificar, descrever e aplicar metodologias de avaliação de Forwards, Futuros, swaps e opções. Identificar e discutir as características das opções sobre ações, sobre índices de ações, taxas de câmbios e futuros. Identificar e aplicar estratégias de negociação com opções. Identificar e aplicar os instrumentos financeiros derivados na cobertura do risco e explicar e aplicar a cobertura de risco de posições nas opções. Discutir e analisar o risco de crédito e explicar o funcionamento dos derivados de crédito. Descrever diferentes tipos de opções exóticas. Cobertura de risco com futuros. Avaliação de futuros e forwards. Swaps. Opções sobre ações. Estratégias de negociação com opções. Avaliação de opções. Opções sobre índices de ações, taxas de câmbio e futuros. Os gregos. Métodos numéricos. Risco de crédito. Derivados de crédito. Opções exóticas. Hull, J. (2008). Options, futures, and other derivatives, 7 edn, Prentice Hall Upper Saddle River, NJ.

9 Finanças Empresariais II Área Científica: Gestão Horas de Contacto: TP: 45 Língua de Funcionamento: Português/Inglês Pré-Requisitos: Conhecimentos recomendados de Finanças Empresariais I ou Princípios de Finanças Prerequisites: Corporate Finance I or Principles of Finance Explicar, discutir e criticar a relevância da informação financeira/ contabilística em contexto de mercados eficientes, bem como os fatores que afetam a qualidade dessa informação. Explicar, comparar e fundamentar as formas de financiamento de ML prazo e os aspetos associados à emissão de títulos financeiros (ações e obrigações). Explicar, comparar e fundamentar as principais teorias de estrutura de capitais e política de dividendos. Fundamentar e discutir as razões para conflitos de agência no contexto da empresa e explicar os principais mecanismos de governação de empresas. Analisar, explicar e aplicar os métodos de deteção de insolvência financeira, análise de crédito e previsão de falências A eficiência dos mercados financeiros e a importância da informação financeira. A qualidade da informação contabilística e o papel dos intermediários de informação. Financiamento de ML prazo e a emissão de títulos financeiros. Estrutura de capitais. Política de dividendos. Conflitos de agência e mecanismos de governação. Insolvência financeira, análise de crédito e previsão de falências.

10 Brealey, R.; Myers, S.; Allen, F. (2008). Princípios de Finanças Empresarias, 9ª ed., McGraw-Hill. Palepu, K., Peek, E., Bernard, V., Healy, P. (2007). Business Analysis and Valuation Using financial statements: IFRS Edition - Text and cases, 1st edition, Thomson Learning EMEA.

Estratégia Empresarial

Estratégia Empresarial Estratégia Empresarial Adquirir uma visão atualizada e integrada do sistema e contexto de direção estratégica da organização. Compreender o conteúdo da estratégia empresarial. Desenvolver competências

Leia mais

Gestão de Marketing e Ética Empresarial

Gestão de Marketing e Ética Empresarial Escola de Economia e Gestão Gestão de Marketing e Ética Empresarial Reconhecer e explicar os conceitos pilares do marketing e seu ambiente; Reconhecer a estratégia de marketing e aplicar os principais

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MERCADOS FINANCEIROS Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MERCADOS FINANCEIROS Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular MERCADOS FINANCEIROS Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Economia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Escola de Economia e Gestão. Empresas e Mercados

Escola de Economia e Gestão. Empresas e Mercados Empresas e Mercados Pré-Requisitos: Nenhuns Prerequisites: None Compreender o funcionamento dos mercados e a forma como o mecanismo preço permite a afetação de recursos Compreender e explicar o processo

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA. RCC5132 Finanças Corporativas SEMESTRE: 02/2015. Segunda-feira: 14:00-18:00 HORAS

PROGRAMA DA DISCIPLINA. RCC5132 Finanças Corporativas SEMESTRE: 02/2015. Segunda-feira: 14:00-18:00 HORAS PROGRAMA DA DISCIPLINA RCC5132 Finanças Corporativas SEMESTRE: 02/2015 Segunda-feira: 14:00-18:00 HORAS Marcelo Augusto Ambrozini marceloambrozini@usp.br Mestrado em Controladoria e contabilidade JUSTIFICATIVA

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MERCADOS FINANCEIROS Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MERCADOS FINANCEIROS Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular MERCADOS FINANCEIROS Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Economia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Elaboração e Avaliação de Projectos de Investimento

Ficha de Unidade Curricular (FUC) de Elaboração e Avaliação de Projectos de Investimento INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÂO DE COIMBRA Aprovação do Conselho Pedagógico 5/11/2014 Aprovação do Conselho Técnico-Científico 23/2/2015 Ficha de Unidade

Leia mais

Artigo Técnico. ROBERTO CARLINE + 55.11.235.9809 5900.analise@bradesco.com.br APRESENTAÇÃO

Artigo Técnico. ROBERTO CARLINE + 55.11.235.9809 5900.analise@bradesco.com.br APRESENTAÇÃO i ROBERTO CARLINE + 55.11.235.9809 5900.analise@bradesco.com.br APRESENTAÇÃO A moderna teoria de administração de portfolios vem procurando apresentar mecanismos para a obtenção da uma relação ótima entre

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular

Ficha da Unidade Curricular ESCOLA SUPERIOR DE TECNOLOGIA E GESTÃO DE FELGUEIRAS CURSO Licenciatura em Ciências Empresariais U.C. FINANÇAS EMPRESARIAIS Ficha da Unidade Curricular Horas presenciais / Ano 42 Ano Lectivo 2010 / 2011

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA II INTRODUÇÃO

GESTÃO FINANCEIRA II INTRODUÇÃO VAL- 1 GESTÃO FINANCEIRA II INTRODUÇÃO FINANÇAS EMPRESARIAIS VAL- 2! Objectivos do curso! Programa! Material de estudo / Grupos! Avaliação! Bibliografia! Contactos OBJECTIVOS VAL- 3 " Fornecer aos alunos

Leia mais

MESTRADO EM CONTABILIDADE E FINANÇAS

MESTRADO EM CONTABILIDADE E FINANÇAS MESTRADO EM CONTABILIDADE E FINANÇAS PROGRAMA DA UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: NOVAS TENDÊNCIAS EM CONTABLIDADE DE GESTÃO Semestre 1º ECT s 6 Área Científica: Docente: CONTABILIDADE HUMBERTO RIBEIRO

Leia mais

DEPARTAMENTO DE MÉTODOS QUANTITATIVOS

DEPARTAMENTO DE MÉTODOS QUANTITATIVOS DEPARTAMENTO DE MÉTODOS QUANTITATIVOS DISCIPLINA: MÉTODOS DE PREVISÃO DOCUMENTO DE APRESENTAÇÃO LICENCIATURA DE MARKETING ANO LECTIVO 2005/06 Métodos de Previsão Ano lectivo: 2005/2006 3.º ano; 2.º semestre

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária: Curso: Engenharia de Produção Disciplina: Gestão de Investimentos Professor: Paulo Sergio Milano Bernal Carga horária: 4 DRT: 113400-5 Código da Disciplina: 18018017 Etapa: 8º Semestre

Leia mais

Bibliografia referente ao artigo Gestão baseada no valor, Isabel Ribeiro de Carvalho, Revista TOC, Fevereiro 2008

Bibliografia referente ao artigo Gestão baseada no valor, Isabel Ribeiro de Carvalho, Revista TOC, Fevereiro 2008 Bibliografia referente ao artigo Gestão baseada no valor, Isabel Ribeiro de Carvalho, Revista TOC, Fevereiro 2008 Bibliografía BREALEY, Richard A.; MYERS, Stewart C. - Princípios de Finanças Empresariais.

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE: Educação Financeira, Mercado Financeiro, Mercado Capitais, BM&FBOVESPA

PALAVRAS-CHAVE: Educação Financeira, Mercado Financeiro, Mercado Capitais, BM&FBOVESPA RESUMO MERCADO DE CAPITAIS: PROCESSOS DE SELEÇÃO DE CARTEIRAS ÓTIMAS NA BM&FBOVESPA MAIA, SinézioFernandes¹; MARTINS, Filipe Witalo de Sousa²; SOARES, Caroline Machado³ Centro de Ciências Sociais Aplicadas/

Leia mais

Ficha da Unidade Curricular (UC)

Ficha da Unidade Curricular (UC) Impressão em: 03-01-2013 16:13:42 Ficha da Unidade Curricular (UC) 1. Identificação Unidade Orgânica : Escola Superior de Tecnologia e Gestão Curso : [IS] Informática para a Saúde Tipo de Curso : UC/Módulo

Leia mais

GESTÃO FINANCEIRA. Departamento de Gestão de Empresas SUMÁRIO: I - OBJECTIVOS DA DISCIPLINA II - PROGRAMA III - AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS

GESTÃO FINANCEIRA. Departamento de Gestão de Empresas SUMÁRIO: I - OBJECTIVOS DA DISCIPLINA II - PROGRAMA III - AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS Departamento de Gestão de Empresas GESTÃO FINANCEIRA SUMÁRIO: I - OBJECTIVOS DA DISCIPLINA II - PROGRAMA III - AVALIAÇÃO DE CONHECIMENTOS IV - LOCAL E HORÁRIO DE APOIO AOS ALUNOS V - BIBLIOGRAFIA O Docente

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Escola de Engenharia Curso: Engenharia Eletrônica e Elétrica Disciplina: Engenharia Econômica Código da Disciplina: 25019724 Professor: Doutor Agostinho Celso Pascalicchio Carga

Leia mais

DISCIPLINA: Finanças Empresariais II Ano Lectivo: 2011/2012 3º ANO - 2º Semestre

DISCIPLINA: Finanças Empresariais II Ano Lectivo: 2011/2012 3º ANO - 2º Semestre DISCIPLINA: Finanças Empresariais II Ano Lectivo: 2011/2012 3º ANO - 2º Semestre PROGRAMA Área Científica (Secção): Finanças Coordenador: Gualter Couto Docente: Gualter Manuel Medeiros do Couto, Ph.D,

Leia mais

Fatos e Conceitos Procedimentos e Habilidades Atitudes, Normas e Valores

Fatos e Conceitos Procedimentos e Habilidades Atitudes, Normas e Valores Unidade Universitária: Escola de Engenharia Curso: Engenharia de Produção Disciplina: Engenharia Econômica II Professor Doutor Agostinho Celso Pascalicchio Carga horária: 4 Código da Disciplina: 250.1701.2

Leia mais

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR

PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: Curso: INVESTIGAÇÃO Licenciatura em Enfermagem Ano Lectivo 2014-2015 Ano Curricular 1.º Semestre 2.º Nº de Ects 6 Equipa Pedagógica: Regente/Coordenador Docentes Maria Alice dos Santos

Leia mais

MERCADO DE CAPITAIS: PROCESSOS DE SELEÇÃO DE CARTEIRAS ÓTIMAS NA BM&FBOVESPA

MERCADO DE CAPITAIS: PROCESSOS DE SELEÇÃO DE CARTEIRAS ÓTIMAS NA BM&FBOVESPA MERCADO DE CAPITAIS: PROCESSOS DE SELEÇÃO DE CARTEIRAS ÓTIMAS NA BM&FBOVESPA Fábio Farias da Silva (1) ; Rodrigo Leite Farias de Araújo (1) ; Sinézio Fernandes Maia (3) Centro de Ciências Sociais Aplicadas/Departamento

Leia mais

MERCADO DE CAPITAIS: PROCESSOS DE SELEÇÃO DE CARTEIRAS ÓTIMAS NA BM&FBOVESPA

MERCADO DE CAPITAIS: PROCESSOS DE SELEÇÃO DE CARTEIRAS ÓTIMAS NA BM&FBOVESPA MERCADO DE CAPITAIS: PROCESSOS DE SELEÇÃO DE CARTEIRAS ÓTIMAS NA BM&FBOVESPA MAIA 1, Sinézio Fernandes OLIVEIRA 2, FelipeAraujo de RODRIGUES 3,Luana Vanessa Silveira ROSA 4, André Jaime Dantas de Oliveira

Leia mais

ANÁLISE TÉCNICA E FUNDAMENTALISTA: DIVERGÊNCIAS, SIMILARIDADES E COMPLEMENTARIEDADES (1)

ANÁLISE TÉCNICA E FUNDAMENTALISTA: DIVERGÊNCIAS, SIMILARIDADES E COMPLEMENTARIEDADES (1) ANÁLISE TÉCNICA E FUNDAMENTALISTA: DIVERGÊNCIAS, SIMILARIDADES E COMPLEMENTARIEDADES (1) Daniel Augusto Tucci Chaves (2) Prof. Dr. Keyler Carvalho Rocha (3) Resumo Tema de grandes discussões entre os participantes

Leia mais

Universidade do Minho. Escola de Engenharia. UC transversais Programas Doutorais 1º semestre 2012-13. 11 de outubro 2012

Universidade do Minho. Escola de Engenharia. UC transversais Programas Doutorais 1º semestre 2012-13. 11 de outubro 2012 Universidade do Minho Escola de Engenharia UC transversais Programas Doutorais 1º semestre 2012-13 11 de outubro 2012 1 2 2 courses offered in the first semestre: Métodos de Investigação em Engenharia

Leia mais

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO

ESCOLA DE COMUNICAÇÃO ESCOLA DE COMUNICAÇÃO Nome da Disciplina: Projeto Experimental I Código: ECA 484 Créditos: 4 (quatro) Cursos para os quais é oferecida: Publicidade e Propaganda Carga Horária por Período: 60h Período,

Leia mais

EC00929 Mercado de Capitais CH: 60 horas/aula Créditos: 04 Docente: José Lamartine Távora Junior

EC00929 Mercado de Capitais CH: 60 horas/aula Créditos: 04 Docente: José Lamartine Távora Junior EC00929 Mercado de Capitais CH: 60 horas/aula Créditos: 04 Docente: José Lamartine Távora Junior Objetivo O objetivo da disciplina é o dar condições de o aluno entender os seguintes tópicos: Conceitos

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ECONOMETRIA Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular ECONOMETRIA Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular ECONOMETRIA Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências da Economia e da Empresa (1º Ciclo) 2. Curso Economia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular ECONOMETRIA

Leia mais

Artigo Técnico ROBERTO CARLINE. 5900.analise@bradesco.com.br. Equity Research 1/6

Artigo Técnico ROBERTO CARLINE. 5900.analise@bradesco.com.br. Equity Research 1/6 i ROBERTO CARLINE 5900.analise@bradesco.com.br INTRODUÇÃO Por meio da utilização restrita do conceito Put/Call Parity procura-se: 1. Solucionar o problema relativo a utilização de uma taxa livre de risco

Leia mais

Estudos Avançados de Metodologia de Pesquisa (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE)

Estudos Avançados de Metodologia de Pesquisa (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE) (CCP 945) Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE) Dalson Filho (Doutorando PPGCP UFPE) Identificação Disciplina: (CCP 945) Horário: quarta-feira (09:00 às 13:00 horas) Professor: Dr. Enivaldo Rocha (PPGCP UFPE)

Leia mais

Gestão de Projectos de Software - 1

Gestão de Projectos de Software - 1 Gestão de Projectos de Software Licenciaturas de EI / IG 2012/2013-4º semestre msantos@ispgaya.pt http://paginas.ispgaya.pt/~msantos Gestão de Projectos de Software - 1 Objectivos da Disciplina de Gestão

Leia mais

Plano Temático. 1. Introdução

Plano Temático. 1. Introdução Curso: Licenciatura en Informática Disciplina: Comunicação de Dados Código: Tipo: Nuclear Créditos: 6 = 130 horas (64 de contacto + 66 de estudo) Ano/ Semestre: 2º Ano / 3º Semestre Plano Temático 1. Introdução

Leia mais

Mestrado em Economia Monetária e

Mestrado em Economia Monetária e Mestrado em Economia Monetária e Financeira Ficha de Unidade Curricular Nome da Unidade Curricular (NUC) Departamento Área Científica Activa nos Planos Curriculares Estado Código da disciplina Nome (pt)

Leia mais

8 Referências bibliográficas

8 Referências bibliográficas 8 Referências bibliográficas ALVES, M. Carro Flex Fuel: Uma Avaliação por Opções Reais. Dissertação (Mestrado em Administração). Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2007.

Leia mais

COMISSÃO DE INSCRIÇÃO

COMISSÃO DE INSCRIÇÃO COMISSÃO DE INSCRIÇÃO JURI DE EXAME EXAME Artigo 13.º do Regulamento de Inscrição e Exame ANO 2008 3º Grupo de Matérias DATA PROGRAMAS DETALHADOS DOS MÓDULOS QUE INTEGRAM O EXAME DO 3º GRUPO DE MATÉRIAS:

Leia mais

E S C O L A S U P E R I O R A G R Á R I A

E S C O L A S U P E R I O R A G R Á R I A Licenciatura em Engenharia Agro-pecuária Ref.ª : 1531001 Ano lectivo: 2010-11 DESCRITOR DA UNIDADE CURRICULAR GESTÃO EMPRESARIAL E EMPREENDEDORISMO ENTERPRISE MANAGEMENT AND ENTREPRENEURSHIP 1. Unidade

Leia mais

PROPOSTA DE PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROPOSTA DE PROGRAMA DE DISCIPLINA MINISTÉRIO DAS RELAÇÕES EXTERIORES (MRE) INSTITUTO RIO BRANCO (IRBr) PROPOSTA DE PROGRAMA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: Economia Aplicada à Tomada de Decisão e à Estratégia de Negociação PROFESSOR: Flávio

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL FUNDAÇÃO SOUSÂNDRADE INSTITUTO UNIVERSITÁRIO ATLÂNTICO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO CONDUCENTE AO MESTRADO EM ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR A REALIZAR NO BRASIL E A REALIZAR EM PORTUGAL INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO

Leia mais

OTIMIZAÇÃO DE CARTEIRAS DE OPÇÕES COBERTAS UTILIZANDO A TEORIA DE MARKOWITZ

OTIMIZAÇÃO DE CARTEIRAS DE OPÇÕES COBERTAS UTILIZANDO A TEORIA DE MARKOWITZ OTIMIZAÇÃO DE CARTEIRAS DE OPÇÕES COBERTAS UTILIZANDO A TEORIA DE MARKOWITZ LUIZ FERNANDO DE ALMEIDA PEREIRA - FATEC BP REGINALDO DIAS GRUNWALD NETO - FATEC BP GUILHERME CAMARGO DE ANDRADE - FATEC BP RESUMO

Leia mais

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui

CURSO. Master in Business Economics 1. vire aqui CURSO MASTER In Business Economics Master in Business Economics 1 vire aqui DISCIPLINAs O aluno poderá solicitar a dispensa das disciplinas básicas: Matemática Básica, Estatística Aplicada e Contabilidade.

Leia mais

5.7 Amostragem e alguns teoremas sobre limites

5.7 Amostragem e alguns teoremas sobre limites M. Eisencraft 5.7 Amostragem e alguns teoremas sobre limites 7 5.7 Amostragem e alguns teoremas sobre limites Para quantificar os problemas associados às medidas práticas de uma VA, considere o problema

Leia mais

Ponderação do custo de capital próprio para o setor elétrico brasileiro

Ponderação do custo de capital próprio para o setor elétrico brasileiro Ponderação do custo de capital próprio para o setor elétrico brasileiro Cremilton Silva Junior (UNIFEI) Junior_efei@yahoo.com.br Diogo José Frias Steola (UNIFEI) diogoste@yahoo.com.br Prof. MSc. Cleber

Leia mais

1. OBJECTIVOS 2. METODOLOGIA DA DISCIPLINA 3. PROGRAMA PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR PREVISTO

1. OBJECTIVOS 2. METODOLOGIA DA DISCIPLINA 3. PROGRAMA PROGRAMA DE UNIDADE CURRICULAR PREVISTO Curso Mestrado em Gestão - Logísitca Ano lectivo 2009/2010 Unidade Curricular Gestão Logística da Produção ECTS 6 Ano 1º Tipo Semestral Horas de trabalho globais Docente(s) Amândio Pereira Baía Total 168

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS QUALITATIVOS Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular MÉTODOS QUALITATIVOS Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular MÉTODOS QUALITATIVOS Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Psicologia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular MÉTODOS

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012

INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS. 1.ª Edição 2011-2012 INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA PÓS-GRADUAÇÃO EM FINANÇAS EMPRESARIAIS 1.ª Edição 2011-2012 Nos termos do disposto no artigo 8.º, n.º 1, a), do Regime Jurídico das Instituições do Ensino Superior, aprovado

Leia mais

Proposta de disciplina G3. Ano Lectivo 2003/2004. Economia das Pensões

Proposta de disciplina G3. Ano Lectivo 2003/2004. Economia das Pensões Proposta de disciplina G3 Ano Lectivo 2003/2004 Economia das Pensões Maria Teresa Medeiros Garcia Lisboa, 31 de Março, 2003 1. Justificação Numa fase de grande incerteza quanto à sustentabilidade financeira

Leia mais

Modelação e Simulação

Modelação e Simulação Modelação e Simulação Joaquim Negrais de Matos Seminário Inovação e Tecnologia para a Floresta Instituto Politécnico de Castelo Branco, 30 de Junho de 2011 1 Conteúdos Aprendizagem em Sistemas Complexos

Leia mais

Formador: Francisco Freitas (Verbi GmbH, Alemanha; CES-Coimbra)

Formador: Francisco Freitas (Verbi GmbH, Alemanha; CES-Coimbra) Curso de Verão Análise de Dados Qualitativos Assistida por Computador Coordenador científico: Vítor Sérgio Ferreira Objetivos gerais O objetivo central deste curso é facultar uma formação em análise de

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PROTOTIPAGEM Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PROTOTIPAGEM Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular PROTOTIPAGEM Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Arquitectura e Artes (1º Ciclo) 2. Curso Design 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular PROTOTIPAGEM (L5020) 5.

Leia mais

FINANÇAS DE EMPRESA Doutoramento em gestão ISEG, 2003-2004

FINANÇAS DE EMPRESA Doutoramento em gestão ISEG, 2003-2004 FINANÇAS DE EMPRESA Doutoramento em gestão ISEG, 2003-2004 1. DOCENTES João Carvalho das Neves Professor Catedrático e director da Pósgraduação em Gestão e Avaliação Imobiliária Professor Convidado em

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS I

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DAS DISCIPLINAS OPTATIVAS I EMENTAS DAS DISCIPLINAS 1 FACUL DADE DE COMPUTAÇÃO E INFORMATICA NEGÓGIOS GOVERNANÇA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO ( 68) Teóricas Etapa: 7ª ( ) Práticas Interpretação de Governança e estratégia organizacional:

Leia mais

PROGRAMA DETALHADO COM BIBLIOGRAFIA

PROGRAMA DETALHADO COM BIBLIOGRAFIA CERTIFICAÇÃO DE DIRIGENTES DAS EFPC PROGRAMA DETALHADO COM BIBLIOGRAFIA Versão 25/08/2010 1 I. Administração Geral 1) Fundos de Pensão Coletânea de Normas MPS/SPC Junho/2009; 2) LegNormas eletrônico disponibilizado

Leia mais

MODELOS DE PREVISÃO DE PREÇOS APLICADOS AOS CONTRATOS FUTUROS DE CAFÉ

MODELOS DE PREVISÃO DE PREÇOS APLICADOS AOS CONTRATOS FUTUROS DE CAFÉ MODELOS DE PREVISÃO DE PREÇOS APLICADOS AOS CONTRATOS FUTUROS DE CAFÉ BRESSAN, A.A. 1 E LIMA, J.E. 2 - Tais informações podem ser obtidas junto ao endereço eletrônico da BM&F: - 1 Professor

Leia mais

Ano Letivo: 201415. Grupo Disciplinar: Contabilidade Pública ECTS: 6,0. Regime: PL. Semestre: S1

Ano Letivo: 201415. Grupo Disciplinar: Contabilidade Pública ECTS: 6,0. Regime: PL. Semestre: S1 COMPLEMENTOS DE CONTABILIDADE E FINANÇAS PÚBLICAS [9393132] GERAL Ano Letivo: 201415 Grupo Disciplinar: Contabilidade Pública ECTS: 6,0 Regime: PL Semestre: S1 OBJETIVOS A unidade curricular pretende aprofundar

Leia mais

Influência do Disclosure Voluntário no Custo de Capital de Terceiros

Influência do Disclosure Voluntário no Custo de Capital de Terceiros Influência do Disclosure Voluntário no Custo de Capital de Terceiros Autores: GERLANDO AUGUSTO SAMPAIO FRANCO DE LIMA IRAN SIQUEIRA LIMA LUIZ PAULO LOPES FÁVERO FERNANDO CAIO GALDI (FUCAPE) Resumo Este

Leia mais

CONFERÊNCIA Reabilitação Urbana e Arrendamento: oportunidades do novo regime jurídico. 07 de Março de 2013

CONFERÊNCIA Reabilitação Urbana e Arrendamento: oportunidades do novo regime jurídico. 07 de Março de 2013 CONFERÊNCIA Reabilitação Urbana e Arrendamento: oportunidades do novo regime jurídico. 07 de Março de 2013 Avaliação Económica e Financeira do Investimento na Reabilitação Urbana Amaro Naves Laia Email:amaro.laia@gmail.com

Leia mais

" MARKETING INTERNACIONAL "

 MARKETING INTERNACIONAL INSTITUTO SUPERIOR DE ECONOMIA E GESTÃO Universidade Técnica de Lisboa " MARKETING INTERNACIONAL " 2007/2008 (2º Semestre) Introdução Objectivos Programa Bibliografia MESTRADO DE MARKETING Docente: Profª

Leia mais

2 o Ciclo Matemática Aplicada - Matemática Actuarial

2 o Ciclo Matemática Aplicada - Matemática Actuarial 2 o Ciclo Matemática Aplicada - Matemática Actuarial 17 de Julho de 2006 1 Estrutura proposta 7 o Semestre Designação Área Científica T TP P ECTS Matemática Financeira Matemática - 4-6 Actuariado Vida

Leia mais

RUI MANUEL SILVA LAMAS JOSÉ Mestre em Contabilidade e Administração

RUI MANUEL SILVA LAMAS JOSÉ Mestre em Contabilidade e Administração RUI MANUEL SILVA LAMAS JOSÉ Mestre em Contabilidade e Administração Diplomado em Estudos Avançados em Ciências Económicas e Empresariais Doutorando em Ciências Económicas e Empresariais Docente do ISCAP

Leia mais

1. Introdução 2. Séries Temporais

1. Introdução 2. Séries Temporais 1. Introdução Predição de valores de ações é uma tarefa desafiadora na área de predição de séries temporais financeiras, devido à grande quantidade de variáveis que envolvem essas predições. No passado,

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Faculdade de Computação e Informática EMENTAS DA 3ª. ETAPA EMENTAS DA 3ª. ETAPA Núcleo Temático: PROGRAMAÇÃO Disciplina: ESTRUTURA DE DADOS 108 há ( 72 ) Teóricas ( 36 ) Práticas Tipos abstratos de dados. Estudo das estruturas lineares: pilhas, filas e listas

Leia mais

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR

GUIA DE FUNCIONAMENTO DA UNIDADE CURRICULAR Curso Mestrado em Gestão Ano letivo 2012/2013 Unidade Curricular Cultura Organizacional ECTS 4,5 Regime Obrigatório Ano 1º Semestre 1º Sem Horas de trabalho globais Docente (s) Amândio Pereira Baía Total

Leia mais

A ADEQUAÇÃO DO ENSINO ACADÉMICO ÀS NECESSIDADES DAS EMPRESAS: O CASO DA SIMULAÇÃO EMPRESARIAL EM FINANÇAS NO ISCA-UA

A ADEQUAÇÃO DO ENSINO ACADÉMICO ÀS NECESSIDADES DAS EMPRESAS: O CASO DA SIMULAÇÃO EMPRESARIAL EM FINANÇAS NO ISCA-UA A ADEQUAÇÃO DO ENSINO ACADÉMICO ÀS NECESSIDADES DAS EMPRESAS: O CASO DA SIMULAÇÃO EMPRESARIAL EM FINANÇAS NO ISCA-UA Amândio Antunes Fernando Costa Joaquim Neiva Santos Apresentação 2 1. Introdução 2.

Leia mais

A UTILIZAÇÃO DO MODELO DA DURATION NA ADMINISTRAÇÃO DO RISCO DE TAXAS DE JUROS EM CARTEIRAS DE RENDA FIXA EM BANCOS BRASILEIROS

A UTILIZAÇÃO DO MODELO DA DURATION NA ADMINISTRAÇÃO DO RISCO DE TAXAS DE JUROS EM CARTEIRAS DE RENDA FIXA EM BANCOS BRASILEIROS ENSAIO A UTILIZAÇÃO DO MODELO DA DURATION NA ADMINISTRAÇÃO DO RISCO DE TAXAS DE JUROS EM CARTEIRAS DE RENDA FIXA EM BANCOS BRASILEIROS Maturity Duration Convexity Value-at-Risk FIGURA 1: Ferramentas de

Leia mais

A Teoria de Opções Reais: Uma Abordagem para Avaliar Investimentos da Indústria de Venture Capital

A Teoria de Opções Reais: Uma Abordagem para Avaliar Investimentos da Indústria de Venture Capital Rafael Campos Laskier A Teoria de Opções Reais: Uma Abordagem para Avaliar Investimentos da Indústria de Venture Capital Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada como requisito parcial para obtenção

Leia mais

Programa de Mestrado Profissional em Economia em. Finanças Quantitativas

Programa de Mestrado Profissional em Economia em. Finanças Quantitativas Programa de Mestrado Profissional em Economia em Finanças Quantitativas 2.2014 A ESCOLA DE ECONOMIA DE SÃO PAULO FGV/EESP Tendo sempre em vista a missão maior orientadora de suas atividades, a FGV, ao

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DO GOVERNO MODELOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SANEAMENTO BÁSICO NO ESTADO

GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DO GOVERNO MODELOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SANEAMENTO BÁSICO NO ESTADO GOVERNO DO ESTADO DO PIAUÍ SECRETARIA DO GOVERNO MODELOS DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE SANEAMENTO BÁSICO NO ESTADO FASE 2: MODELAGEM ECONÔMICO-FINANCEIRA (TERESINA) RELATÓRIO 10 - DEFINIÇÃO DO WACC REGULATÓRIO

Leia mais

Doutoramento em Economia

Doutoramento em Economia Unidade Curricular: Econometria Avançada I 1. Método dos Mínimos Quadrados Ordinários. 2. Interpretação e Selecção da Forma Funcional do Modelo de Mínimos Quadrados Ordinários. 3. Heteroscedasticidade

Leia mais

20/02/2014. Capítulo 22 Capital de Giro. Introdução

20/02/2014. Capítulo 22 Capital de Giro. Introdução Introdução A administração do capital de giro envolve basicamente as decisões de compra e venda tomadas pela empresa, assim como suas atividades operacionais e financeiras Deve garantir a adequada consecução

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Ciências Empresariais Licenciatura Contabilidade Unidade Curricular Gestão de Carteiras e Mercado de Capitais Semestre: 6 Nº ECTS: 3,0 Regente Prof. Doutor Júlio

Leia mais

PROGRAMA DAS CADEIRAS

PROGRAMA DAS CADEIRAS MESTRADO EXECUTIVO EM GESTÃO COM ESPECIALIZAÇÃO EM FINANÇAS PROGRAMA DAS CADEIRAS 1º CICLO ESTRATÉGIA TRONCO COMUM Compreender a importância do raciocínio estratégico, mais formal ou menos formal Desenhar

Leia mais

Programa de Mestrado Profissional em Economia Área de Especialização: Finanças [mestradoprofissional@fgv.br]

Programa de Mestrado Profissional em Economia Área de Especialização: Finanças [mestradoprofissional@fgv.br] Programa de Mestrado Profissional em Economia Área de Especialização: Finanças [mestradoprofissional@fgv.br] Disciplina: ESTRATÉGIA FINANCEIRA Professores: RAFAEL SCHIOZER; 1 Semestre de 2008 EMENTA Esse

Leia mais

DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5

DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5 DESCRIÇÃO DA UNIDADE CURRICULAR Unidade Curricular: Turismo, Hotelaria e Restauração Área Científica: Hotelaria CÓDIGO: CRÉDITOS ECTS: 5 CURSO: Licenciatura em Restauração e Catering Ano: 1º Semestre:

Leia mais

Como a estratégia equivocada destrói a riqueza do acionista

Como a estratégia equivocada destrói a riqueza do acionista Artigo Como a estratégia equivocada destrói a riqueza do acionista Divulgação por Oscar Malvessi* A punição para quem não adota formalmente a geração de valor ao acionista pode demorar, mas aparece. Soluções

Leia mais

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS. Departamento de Economia e Gestão (ce.deg@esce.ips.pt)

INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS. Departamento de Economia e Gestão (ce.deg@esce.ips.pt) INSTITUTO POLITÉCNICO DE SETÚBAL ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS EMPRESARIAIS Departamento de Economia e Gestão (ce.deg@esce.ips.pt) Curso de CONTABILIDADE E FINANÇAS 1º. Ciclo Curso de GESTÃO DE RECURSOS

Leia mais

Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Departamento de Ciência Política

Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Departamento de Ciência Política Universidade de São Paulo Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas Departamento de Ciência Política FLS-6183 Métodos Quantitativos de Pesquisa II 2º semestre / 2015 Lorena G. Barberia Este curso

Leia mais

Universidade*Nove*de*Julho*1*UNINOVE* Programa*de*Mestrado*Profissional*em*Administração* *Gestão*em*Sistemas*de*Saúde*

Universidade*Nove*de*Julho*1*UNINOVE* Programa*de*Mestrado*Profissional*em*Administração* *Gestão*em*Sistemas*de*Saúde* UniversidadeNovedeJulho1UNINOVE ProgramadeMestradoProfissionalemAdministração GestãoemSistemasdeSaúde Disciplina ProjetosComplexoseEstratégicosAplicadosàSaúde Códigodadisciplina GSEL04 Linhadepesquisa

Leia mais

Um Laboratório Virtual para Modelagem de Séries Financeiras e Gerenciamento de Risco

Um Laboratório Virtual para Modelagem de Séries Financeiras e Gerenciamento de Risco Um Laboratório Virtual para Modelagem de Séries Financeiras e Gerenciamento de Risco Autores: Isadora Rossetti Toledo, Marcos Antônio da Cunha Santos isadorar@hotmail.com, msantos@est.ufmg.br Departamento

Leia mais

Introdução as Opções Reais

Introdução as Opções Reais Introdução as Opções Reais Capitulo 1 - Uma nova visão de investimento A economia define investimento como ato de incorrer em custo imediato na expectativa de recompensas futuras. Firmas que constroem

Leia mais

2. A Teoria Clássica. 2.1 A Concepção da Teoria do Valor Presente Líquido

2. A Teoria Clássica. 2.1 A Concepção da Teoria do Valor Presente Líquido 2. A Teoria Clássica 2. A Teoria Clássica 2.1 A Concepção da Teoria do Valor Presente Líquido Os mercados financeiros desempenham o papel de permitir que indivíduos e corporações transfiram dinheiro intertemporalmente.

Leia mais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais

UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIVERSIDADE CATÓLICA PORTUGUESA Centro Regional das Beiras Departamento de Economia, Gestão e Ciências Sociais UNIDADE CURRICULAR Tecnologias de Informação e Comunicação MESTRADO Gestão ANO E SEMESTRE

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Escola de Engenharia Curso Engenharia Mecânica Disciplina Computação, Algoritmos e Programação I Professor(es) Sergio Vicente Denser Pamboukian Lincoln Cesar Zamboni Melanie Lerner

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS. Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica Relatório Final - MS777 Modelagem matemático/probabilística dos módulos acústicos e de linguagem de sistemas

Leia mais

Teste de conceito de novo produto utilizando Conjoint Analysis

Teste de conceito de novo produto utilizando Conjoint Analysis Teste de conceito de novo produto utilizando Conjoint Analysis Jorge Luiz Henrique (UPIS Faculdades Integradas) jorluihenrique@hotmail.com Carla de Oliveira Buss (UFRGS) cobuss@ppgep.ufrgs.br Resumo O

Leia mais

Programa de Unidade Curricular

Programa de Unidade Curricular Programa de Unidade Curricular Faculdade Faculdade de Ciências Empresariais Licenciatura Ciencias Económicas e Empresariais / Contabilidade Unidade Curricular Análise Económica e Financeira Semestre: 4

Leia mais

UNIVERSIDADE DO MINHO ESCOLA DE ECONOMIA E GESTÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO MESTRADO EM FINANÇAS 2008/09

UNIVERSIDADE DO MINHO ESCOLA DE ECONOMIA E GESTÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO MESTRADO EM FINANÇAS 2008/09 UNIVERSIDADE DO MINHO ESCOLA DE ECONOMIA E ESTÃO DEPARTAMENTO DE ESTÃO MESTRADO EM FINANÇAS 2008/09 Porquê escolher o Mestrado em Finanças da UM? Recursos Actualmente a área de Finanças exige a todos os

Leia mais

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA

APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA INSTITUTO TECNOLÓGICO DE AERONÁUTICA CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA-AERONÁUTICA MPS-43: SISTEMAS DE CONTROLE APRESENTAÇÃO DA DISCIPLINA Prof. Davi Antônio dos Santos (davists@ita.br) Departamento de Mecatrônica

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR DEPARTAMENTO DE GESTÃO E ECONOMIA Cursos: Doutoramento/3º Ciclo em Gestão Disciplina: Semestre: 1º Docente: Anabela Dinis Gabinete 4.15; Extensão 3859 (Pólo IV), adinis@ubi.pt A) OBJECTIVOS DA DISCIPLINA

Leia mais

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.1 DISCIPLINA. CÓDIGO DA DISCIPLINA Matemática Financeira.

EMENTA / PROGRAMA DE DISCIPLINA. ANO / SEMESTRE LETIVO Administração 2015.1 DISCIPLINA. CÓDIGO DA DISCIPLINA Matemática Financeira. Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Programa de Mestrado e Doutorado em Administração - PMDA PROGRAMA DA DISCIPLINA

Programa de Mestrado e Doutorado em Administração - PMDA PROGRAMA DA DISCIPLINA Programa de Mestrado e Doutorado em Administração - PMDA Mestrado em Administração Disciplina: SEMINÁRIOS DE DISSERTAÇÃO 1º Semestre de 2010 Carga horária: 15 horas-aula Créditos: 1 Professores: Luciano

Leia mais

A QUEM SE DESTINA? COORDENADOR DO CURSO

A QUEM SE DESTINA? COORDENADOR DO CURSO CBA EM FINANÇAS CBA EM finanças O CBA em Finanças é um programa que proporciona aos participantes sólidos fundamentos em finanças e liderança. O programa tem o objetivo de preparar executivos para enfrentar

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MARINGÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO PROGRAMA DE DISCIPLINA Curso: Letras Habilitação Única: Inglês e Literaturas Correspondentes Campus: UEM Departamento: Departamento de Letras Centro:

Leia mais

2. Otimização de Portfolio

2. Otimização de Portfolio 2. Otimização de Portfolio 2.1. Análise de Média-Variância Portfolio (carteira, em português) é uma combinação de ativos, tais como investimentos, ações, obrigações, commodities, imóveis, entre outros.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE - FURG PRÓ REITORIA DE PESQUISA E PÓS GRADUAÇÃO - PROPESP INSTITUTO DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS, ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS - ICEAC PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECONOMIA

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Disciplina: Administração Estratégica Núcleo Temático: Formação Profissional ENEC00183 Estudo da administração estratégica em seus processos de implantação, desenvolvimento, implantação e monitoramento.

Leia mais

CET Tecnologia Automóvel: Gestão de Oficina Automóvel. Inglês Técnico ECTS: 1,5. Horas de contacto:

CET Tecnologia Automóvel: Gestão de Oficina Automóvel. Inglês Técnico ECTS: 1,5. Horas de contacto: CET Tecnologia Automóvel: Gestão de Oficina Automóvel Inglês Técnico ECTS: 1,5 Horas de contacto: 30 TP Inglês Técnico DOCENTE Nome: Paula Rosa dos Santos Órfão Machado E-mail: paula.orfao@ipleiria.pt

Leia mais

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A

ES C O L A S U PERI O R A G RÁ RI A Licenciatura em Ecoturismo Ref.ª : 8810004 Ano lectivo: 2012-13 DESCRITOR DA UNIDADE CURRICULAR GESTÃO EMPRESARIAL E EMPREENDEDORISMO ENTERPRISE MANAGEMENT AND ENTREPRENEURSHIP 1. Unidade Curricular: 1.1

Leia mais

Doutoramento em Economia

Doutoramento em Economia Unidade Curricular: Econometria Avançada I 1. Método dos Mínimos Quadrados Ordinários. 2. Interpretação e Selecção da Forma Funcional do Modelo de Mínimos Quadrados Ordinários. 3. Heteroscedasticidade

Leia mais

TEORIA DE J. BRUNER. importância das influências sociais. J. Bruner et al. (1966) Studies in cognitive growth. New York. John Wiley & Sons.

TEORIA DE J. BRUNER. importância das influências sociais. J. Bruner et al. (1966) Studies in cognitive growth. New York. John Wiley & Sons. FCTUC - Psicologia Educacional II - 05/06 Bruner 1 TEORIA DE J. BRUNER Jerome BRUNER USA (1915-) construtivista aluno activo métodos activos método da descoberta socio-interaccionista importância das influências

Leia mais

Pierre Alexandre Charles Burban. Apreçamento de opções exóticas: Uma abordagem pela simulação de Monte-Carlo. Dissertação de Mestrado

Pierre Alexandre Charles Burban. Apreçamento de opções exóticas: Uma abordagem pela simulação de Monte-Carlo. Dissertação de Mestrado Pierre Alexandre Charles Burban Apreçamento de opções exóticas: Uma abordagem pela simulação de Monte-Carlo Dissertação de Mestrado Dissertação apresentada ao Programa de Pós- Graduação em Engenharia de

Leia mais