PROMOÇÕES DISTRIBUIÇÃO DE PRÊMIOS NO ÂMBITO DAS ACE S

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROMOÇÕES DISTRIBUIÇÃO DE PRÊMIOS NO ÂMBITO DAS ACE S"

Transcrição

1 PROMOÇÕES DISTRIBUIÇÃO DE PRÊMIOS NO ÂMBITO DAS ACE S Manual sobre a realização de Promoções Comerciais pelas Associações Comerciais, elaborada pela Coordenadoria Institucional da FACIAP Federação das Associações Comerciais e Empresariais do Estado do Paraná (Coordenador Institucional: Eric Fiedler Barbosa; Assessor Jurídico: Cezar Viana). Curitiba 2011

2 1. Introdução A Lei 5.768/71, regulamentada pelo Decreto /72, prevê a possibilidade de realização de distribuição gratuita de prêmios, nas modalidades de sorteio, vale-brinde ou concurso, a título de propaganda e, em regra, mediante autorização. Segundo o art. 1º da Medida Provisória nº , de 31 de agosto de 2001, convertida na Lei /03, a competência para autorizar previamente a distribuição gratuita de prêmios é da Caixa Econômica Federal CEF, ou da Secretaria da Administração Econômica do Ministério da Fazenda SEAE/MF, quando a Caixa ou outra instituição financeira for parte interessada. Excepcionalmente, não será necessária a referida autorização, nos termos do art. 3º, da Lei 5.768/71: Art. 3º Independe de autorização, não se lhes aplicando o disposto nos artigos anteriores: I - a distribuição gratuita de prêmios mediante sorteio realizado diretamente por pessoa jurídica de direito público, nos limites de sua jurisdição, como meio auxiliar de fiscalização ou arrecadação de tributos de sua competência; II - a distribuição gratuita de prêmios em razão do resultado de concurso exclusivamente cultural artístico, desportivo ou recreativo, não subordinado a qualquer modalidade de álea ou pagamento pelos concorrentes, nem vinculação destes ou dos contemplados à aquisição ou uso de qualquer bem, direito ou serviço. 2 Sorteio realizado diretamente por pessoas jurídicas de direito público A primeira das modalidades refere-se aos sorteios realizados diretamente por pessoas jurídicas de direito público, nos limites da respectiva jurisdição, tendo como finalidade precípua auxiliar a fiscalização e a arrecadação de tributos de sua competência. Essa alternativa se efetiva mediante a apresentação de um projeto à Prefeitura ou ao Governo do Estado de campanha promocional, cujo sorteio deve ser executado diretamente pela pessoa jurídica de direito público. As entidades de classe podem participar nessa modalidade de sorteio mediante a realização de com pessoa jurídica de direito público, auxiliando esta na efetivação da

3 distribuição gratuita de prêmios indiretamente, pois o fim maior é do Município ou do Estado, que manterá os compradores no seu limite territorial. Exemplo claro disso é a campanha IPTU premiado, que não tem a participação de entidades de classe, mas representa bem a finalidade dessa modalidade de sorteio, pois busca incentivar a arrecadação de tributos mediante a distribuição gratuita de prêmios, entre proprietários, locatários ou possuidores de imóveis que comprovem que não tem nenhum débito tributário pendente. 3 Concurso culturais, artísticos, desportivos ou recreativos A segunda modalidade é o concurso de caráter exclusivamente cultural artístico, desportivo ou recreativo, não vinculado à compra de nenhum tipo de produto e não subordinado ou vinculado a qualquer modalidade de sorte ou jogo, nem tampouco ao pagamento de qualquer valor. A sua realização deve obedecer à Lei nº 5.768/71, ao Decreto n /72 e à Portaria 41/2008 e será regido por um Regulamento, que deve ser elaborado preferencialmente com as seguintes cláusulas: a) Participação: Qualquer pessoa pode participar de sorteio nessa modalidade, sendo vedado condicionar a participação à compra ou uso de qualquer bem, direito ou serviço, sob pena de enquadramento da ação promocional se enquadrar nas hipóteses em que se exige a autorização da Caixa Econômica Federal. Ressalte-se que, conforme a natureza do objeto da campanha, algumas delimitações se fazem necessárias - a exemplo de uma campanha cujo prêmio é um curso de direção automobilística: por lógica que somente pessoas físicas, maiores de idade e habilitados perante o Órgão de Trânsito poderão participar. b) Preenchimento de cadastro: Nesse tipo de concurso é vedada a exigência de preenchimento de cadastro ou resposta a pesquisas, de modo que o desrespeito a essa regra implica em perda do caráter exclusivamente cultural, artístico, desportivo ou recreativo e, portanto, devendo

4 ser realizado mediante autorização da autoridade competente e cumprir a todas as respectivas formalidades exigidas. Cabe ressalvar que a mera requisição dos dados necessários à identificação e localização do participante não caracteriza preenchimento de cadastro. c) Apuração: A apuração não poderá estar vinculada à compra de nenhum tipo de produto e nem subordinado ou vinculado a qualquer modalidade de sorte ou jogo, nem tampouco ao pagamento de qualquer valor. d) Prêmios: Os prêmios não poderão, em nenhuma hipótese, ser convertidos em dinheiro, por outro bem/produto e serviço. 4 Promoção Comercial Promoção Comercial é a distribuição gratuita de prêmios, a título de propaganda, quando efetuada por meio de sorteio, vale-brinde, concurso ou modalidade assemelhada. 4.1 Espécies As campanhas promocionais podem ser realizadas nas modalidades a seguir descritas, conforme o artigo 2º, da Portaria nº 41/08, do Ministério da Fazenda Sorteio Modalidade de promoção comercial, na qual são emitidos, em séries de no máximo cem mil números, elementos sorteáveis numerados, distribuídos concomitantemente, aleatória e equitativamente e cujos contemplados são definidos com base nos resultados das extrações da Loteria Federal ou com a combinação de números desses resultados. Nesta modalidade, a premiação deverá ser idêntica para cada série, quando emitida mais de uma para um mesmo período de participação.

5 4.1.2 Vale-brinde Modalidade de promoção comercial na qual a forma de contemplação é instantânea, onde o brinde é colocado no interior do produto ou dentro do respectivo envoltório, atendidas as normas prescritas pelos órgãos de saúde pública e de controle de pesos e medidas; Concurso Modalidade de promoção comercial mediante concurso de previsões, cálculos, testes de inteligência, seleção de predicados ou competição de qualquer natureza. Exigese que se garanta pluralidade de concorrentes e uniformidade nas condições de competição; e Modalidade assemelhada Modalidade de promoção comercial concebida à partir da combinação de fatores específicos de cada uma delas, preservando-se suas características básicas, como meio de habilitar concorrentes e apurar os ganhadores, de acordo com as definições a seguir: Assemelhada a sorteio: Modalidade na qual a mecânica promocional combina fatores apropriados às demais modalidades, notadamente concurso ou vale-brinde, permanecendo obrigatoriamente o vínculo dos números atribuídos com os resultados das extrações da Loteria Federal Assemelhada a vale-brinde: Modalidade na qual a forma de contemplação é instantânea, nem todos os elementos de participação correspondem a um brinde Assemelhada a concurso: Modalidade, baseada em um concurso, na qual ocorre empate entre os participantes que cumpriram os requisitos da promoção, admitindo-se o desempate por meio de apuração aleatória entre os cupons impressos e

6 acondicionados em uma única urna, para definição do contemplado. Excepcionalmente, poderá ser admitida a substituição da urna por recipiente ou por um único local, desde que previamente autorizado. 4.2 Autorização para Distribuição Gratuita de Prêmios A autorização poderá ser concedida coletivamente às pessoas jurídicas representadas pelas ACEs, que atuam na qualidade de mandatárias, respondendo solidariamente pelas obrigações assumidas e infrações cometidas em decorrência da promoção autorizada. A competência para autorizar a distribuição gratuita de prêmios a título de propaganda, em todo o território nacional, é da CAIXA Caixa Econômica Federal, quando a requerente for pessoa jurídica que exerça atividade comercial, industrial ou de compra e venda de bens imóveis. A autorização deve ser solicitada à Caixa Econômica Federal, devendo o pedido ser entregue diretamente no Setor de Protocolo da CNPCO - CN - Promoções Comerciais, no endereço abaixo indicado, no horário de 12h00 às 16h00, ou ser enviado por via postal ou despacho aéreo. Caixa Econômica Federal CNPCO - CN - Promoções Comerciais SCN, Quadra 4, Bloco C, 2º. Andar, Asa Norte CEP , Brasília-DF 4.3 Prazos para requerer e para retificar pedido de autorização Os pedidos de autorização devem ser protocolados no prazo mínimo de 40 e máximo de 120 dias antes da data de início da promoção comercial. Pode acontecer que o órgão autorizador, mediante ofício, solicite informações adicionais ou a regularização de pendências, devendo o pedido ser atendido em até 15 dias pelo requerente, mediante o envio do Termo de Juntada (anexo 09), com os respectivos documentos, à CNPCO.

7 Após esse prazo, sem a regularização ou a manifestação da requerente, o pedido de autorização será arquivado Documentos anexos Requerimento e documentos O requerimento de autorização, encaminhado ao CNPCO deve ser instruído com os seguintes documentos: Requerimento (Anexo 01); Cópia autenticada dos atos constitutivos da requerente e suas alterações arquivados ou registrados na junta comercial ou no registro civil de pessoas jurídicas, conforme o caso; Cópia autenticada da ata de eleição e posse da atual diretoria da requerente, se for o caso; Procuração (original ou cópia autenticada) se for o caso, constando nome, RG, CPF, endereço, cidade, UF, fone, fax, e endereço eletrônico do outorgante e do outorgado; Procuração particular deve ter firma do outorgante reconhecida em cartório; Original ou cópia autenticada das Certidões Negativas ou Positivas com Efeitos de Negativas da pessoa jurídica mandatária/requerente relativas a: Tributos Federais e Dívida Ativa da União (certidão conjunta); Tributos Estaduais ou Distritais; Tributos Municipais Mobiliários; Contribuições da Previdência Social. Termo da Mandatária (Anexo 02); Termo de Adesão (Anexo 03); Demonstrativo consolidado da Receita Operacional das pessoas jurídicas participantes assinado por representante legal da requerente e por contador ou técnico em contabilidade devidamente identificados com nome, CPF e CRC do contador. (Anexo 04); Plano de operação (Anexo 05)

8 Arte final de cupom/regulamento para concurso, vale-brinde ou, se for o caso, de operações assemelhadas; Modelo de recibo de entrega de prêmio(s), quando aplicável (Anexo 06); Cópia legível do comprovante de pagamento da taxa de fiscalização; Carta Compromisso, quando aplicável (Anexo 07); Termo de Responsabilidade, quando aplicável (Anexo 08) 4.4 Taxa de fiscalização A Taxa de Fiscalização incidirá sobre o valor total dos prêmios oferecidos na seguinte proporção: O interessado em realizar distribuição gratuita de prêmios a título de propaganda deve solicitar à CAIXA/CNPCO - CN - Promoções Comerciais, via ou por fax ( ou 6347), a emissão do documento de arrecadação da taxa de fiscalização (cuja cópia é um dos documentos necessários à protocolização do pedido de autorização) mediante envio do pedido de emissão do documento de arrecadação da Taxa de Fiscalização. 4.5 Hipóteses de restituição da taxa de fiscalização Restituição Integral A taxa de restituição será integralmente restituída quando a empresa desistir da promoção antes da protocolização do pedido de autorização ou em até 5 dias úteis depois de protocolizado o pedido de autorização.

9 4.5.2 Restituição Parcial A taxa de fiscalização será restituída em 50% quando: a empresa desistir da promoção após 5 dias úteis, contados da data de protocolização do pedido de autorização; quando o pedido for indeferido; e quando a empresa solicitar o cancelamento do Certificado de Autorização, em data anterior à do início da promoção indicada no plano de operação autorizado Observações Não serão objeto de restituição os valores referentes ao segundo aditamento. No caso de recolhimento maior que o devido, serão restituídos apenas os valores excedentes. No caso de recolhimento maior que o devido, serão restituídos apenas os valores excedentes Pedido de Restituição O pedido de restituição da Taxa de Fiscalização deve ser feito por meio de requerimento de restituição da Taxa de Fiscalização (Anexo 12), o qual deve ser encaminhado ao Setor de Protocolo da CNPCO, acompanhado de cópia do comprovante de recolhimento da taxa de fiscalização. O pedido pode ser enviado por via postal ou despacho aéreo, ou ainda entregue pessoalmente no protocolo da CNPCO, no endereço abaixo indicado, no horário de 12h00 às 16h00. Caixa Econômica Federal CNPCO - CN - Promoções Comerciais SCN, Quadra 4, Bloco C, 2º. Andar, Asa Norte CEP , Brasília-DF

10 O prazo de análise do pedido de restituição de taxa é de 40 dias contados da data de protocolização do pedido. 4.6 Participação de terceiros Se houver a colocação de Urnas e/ou presença de postos de troca, bem como a exibição pública dos prêmios em estabelecimentos não participantes da promoção, será necessário também o preenchimento do Termo de Responsabilidade (Anexo 08). 4.7 Deferimento do plano de operação Em sendo aprovado o plano de operação o representante legal da mandatária deverá providenciar a respectiva assinatura e reconhecer firma em cartório. 4.8 Entrega do Certificado de Autorização Somente após a assinatura do plano de operação que será entregue o certificado de autorização de promoção comercial. 4.9 Prazo de validade da autorização A autorização é concedida a título precário, sendo que a sua validade coincide com o prazo estipulado para a duração do plano de operação, não podendo o respectivo ser superior a 12 meses Início da divulgação O lançamento e/ou a divulgação da promoção comercial com distribuição gratuita de prêmios não pode ser iniciada antes da emissão do respectivo Certificado de Autorização, cujo número deve constar, de forma legível, em todo o material de divulgação da promoção Comprovação de propriedade dos prêmios No caso das modalidades "concurso", "sorteio", "assemelhado a concurso" e "assemelhado a sorteio", a empresa autorizada deve comprovar a propriedade dos prêmios até 8 dias antes da data marcada para apuração do contemplado.

11 Nas modalidades "vale-brinde" e "assemelhado a vale-brinde", a empresa autorizada deve comprovar a propriedade dos prêmios até 8 dias antes do início da promoção. A comprovação deve ser efetuada mediante apresentação da nota fiscal de aquisição do prêmio, que deverá ser protocolada na CNPCO anexada ao Termo de Juntada de Documentos (Anexo 09). Dependendo da natureza do prêmio e a juízo do órgão autorizador, a comprovação de propriedade dos prêmios pode ser substituída por depósito bancário no valor correspondente Apuração de contemplados Apurados os contemplados deverá primeiramente ser emitida Carta de Compromisso (Anexo 07), na qual serão fornecidas as instruções para o recebimento do objeto da campanha promocional. E, por ocasião da entrega do objeto, deverá ser elaborado recibo de entrega de prêmio (Anexo 06). Depois de cumpridos esses trâmites, deve ser elaborada ata detalhada da apuração de contemplados, devendo constar de seu teor no mínimo: Data; Horário; Local; Número do certificado de autorização; Identificação do signatário; Assinatura de duas testemunhas devidamente identificadas; Relato dos fatos ocorridos. Deve a ata ser remetida ao órgão autorizador juntamente com a prestação de contas da promoção comercial; 4.13 DARF - Imposto de Renda O IRPF deve ser recolhido à União, na alíquota de 20% sobre a soma dos valores dos prêmios, mediante DARF (Incluir o número do Certificado de Autorização), até o 3º dia útil subseqüente ao decêndio da apuração.

12 Obs: Decêndio é o conjunto de dias contidos em um dos intervalos abaixo, levando em consideração o mês: 1º decêndio: do dia 01 ao 10; 2º decêndio: do dia 11 ao 20; 3º decêndio: do dia 21 até o final do mês em questão Prestação de contas A empresa autorizada deve encaminhar ao protocolo da CNPCO, a prestação de contas do cumprimento do Plano de Operação autorizado, no prazo máximo de até 30 dias após a data de prescrição dos prêmios (que é de 180 dias, contados da data do sorteio, da apuração ou do término do prazo da promoção) Concurso, Sorteio ou assemelhados respectivos A prestação de contas da distribuição gratuita de prêmios nas modalidades Concurso, Sorteio, Assemelhada a concurso e Assemelhada a sorteio deve ser constituída dos seguintes documentos: Formulário de Prestação de Contas (Anexo 10); Cópia autenticada do comprovante de propriedade dos prêmios ou de depósito bancário, em conta vinculada ao plano, caucionando o valor do prêmio, com data de até 8 dias anteriores à apuração dos contemplados (ver tópico 10); Ata detalhada da apuração, quando houver contemplados (ver tópico 11); Recibos de entrega dos prêmios assinados pelos ganhadores, conforme anexo 06 (quando se tratar de prêmio no valor superior a R$ ,00, anexar ao recibo cópia autenticada do documento de identidade e do CPF/MF do contemplado). Para os prêmios distribuídos, por qualquer modalidade, em que o valor seja inferior ao estabelecido no 3º do artigo 23 do Decreto nº , de 1972 (pode ser feita a conversão no seguinte site: os

13 comprovantes de entrega poderão ser substituídos, a critério da empresa promotora, por planilha contendo as seguintes informações: descrição dos prêmios; nome; número do CPF; endereço dos contemplados. Cópia autenticada do DARF: do imposto de renda sobre o valor total das notas fiscais de aquisição dos prêmios (alíquota de 20% incidente sobre a soma dos valores dos prêmios), no código da receita 0916, recolhido à União, até o 3 dia útil subsequente ao decêndio da apuração. Incluir no DARF o número do Certificado de Autorização; ou correspondente ao valor dos prêmios não entregues (prescritos), quando houver, recolhido à União, no código de recolhimento O recolhimento deve ocorrer em até 10 dias após a prescrição dos prêmios; ou correspondente ao valor dos prêmios para os quais não haja o equivalente ganhador, quando aplicável, recolhido à União, no código de recolhimento O recolhimento deve ocorrer em até 45 dias após o encerramento da promoção comercial Vale-Brinde ou assemelhado a Vale-Brinde A prestação de contas de distribuição gratuita de prêmios nas modalidades valebrinde ou assemelhado a Vale-Brinde, deve ser constituída dos seguintes documentos: Formulário de Prestação de Contas (Anexo 11); Cópia autenticada do comprovante de propriedade dos brindes, emitido até 8 dias antes da data de início da promoção; Cópia autenticada do DARF: correspondente ao valor dos prêmios não entregues (prescritos), quando houver, recolhido à União, no código de recolhimento O recolhimento deve ocorrer até 10 dias após a prescrição dos prêmios;

14 correspondente ao valor dos prêmios para os quais não haja o equivalente ganhador, quando aplicável, recolhido à União, no código de recolhimento O recolhimento deve ocorrer até 45 dias após o encerramento da promoção comercial. A homologação da prestação de contas é comunicada à empresa por meio de ofício, considerando-se, então, concluído o respectivo processo. 5 Fundamentação A promoção comercial com distribuição gratuita de prêmios a título de propaganda é disciplinada pela seguinte legislação: Lei n.º 5.768, de 20/12/1971 Lei n.º 8.981, de 20/01/1995 Lei n , de 28/05/2003 Decreto n.º , de 09/08/1972 Decreto n.º 3.000, de 26/03/1999 Medida Provisória nº , de 24/08/2001 Medida Provisória nº , de 31/08/2001 Portaria do Ministério da Fazenda nº 125, de 27/05/2005 Portaria do Ministério da Fazenda nº 215, de 10/08/2006. Portaria do Ministério da Fazenda nº 41, de 19/02/2008. Site da Caixa Econômica Federal: 6 Anexos Anexo 01 Requerimento de Autorização Anexo 02 Termo da Mandatária Anexo 03 Termo de Adesão e Declaração de Mandato Anexo 04 - Demonstrativo consolidado da Receita Anexo 05 - Plano de operação Anexo 06 - Modelo de recibo de entrega de prêmio Anexo 07 - Carta Compromisso

15 Anexo 08 - Termo de Responsabilidade Anexo 09 - Termo de Juntada Anexo 10 - Prestação de Contas - Sorteio, Concurso e Assemelhados Anexo 11 Prestação de Contas - Vale-brinde e assemelhados Anexo 12 Requerimento de restituição da Taxa de Fiscalização

16 ANEXO 01 REQUERIMENTO DE AUTORIZAÇÃO

17 ANEXO 02 TERMO DA MANDATÁRIA

18 ANEXO 03 - TERMO DE ADESÃO E DECLARAÇÃO DE MANDATO

19 Anexo 04 - Demonstrativo consolidado da Receita

20 Anexo 05 - Plano de operação

21 Anexo 06 - Modelo de recibo de entrega de prêmio

22 Anexo 07 - Carta Compromisso

23 Anexo 08 - Termo de Responsabilidade

24 Anexo 09 - Termo de Juntada

25 Anexo 10 - Prestação de Contas - Sorteio, Concurso e Assemelhados

26 Anexo 11 Prestação de Contas - Vale-brinde e assemelhados

27 Anexo 12 Requerimento de Restituição da Taxa de Fiscalização

MANUAL DAS CAMPANHAS PROMOCIONAIS - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS

MANUAL DAS CAMPANHAS PROMOCIONAIS - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS www.fiedlerconsultoria.com.br MANUAL DAS CAMPANHAS PROMOCIONAIS - DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS Manual sobre a regularização de Campanhas Promocionais Distribuição Gratuita de Prêmios, elaborada por

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 27 - Data 24 de janeiro de 2014 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO - CSLL DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06291/2010/RJ COGAP/SEAE/MF Rio de Janeiro, 19 de abril de 2010. Referência: Processo n.º 18101.000200/2010-70. Assunto: Distribuição

Leia mais

DECRETO-LEI Nº 204, DE 27 DE FEVEREIRO DE 1967

DECRETO-LEI Nº 204, DE 27 DE FEVEREIRO DE 1967 DECRETO-LEI Nº 204, DE 27 DE FEVEREIRO DE 1967 Dispõe sobre a exploração de loterias e dá outras providências. Art. 9º Cada bilhete, ou fração consignará no reverso, além de outros dizeres: I - o plano

Leia mais

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG Edital de Chamamento para Cadastro nº 01/2013

PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG Edital de Chamamento para Cadastro nº 01/2013 PREFEITURA DO MUNICÍPIO DE ITAÚNA - MG Edital de Chamamento para Cadastro nº 01/2013 Edital de convocação de Pessoas Jurídicas para inscrição e atualização do Cadastro de Fornecedores do Município de Itaúna.

Leia mais

CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE

CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE São Paulo, 21 de Novembro de 2.005 DE: ASSESSORIA JURÍDICA PARA: ASSOCIADOS CIRCULAR Nº 027/2005 ISS PRESTADORES ESTABELECIDOS FORA DE SÃO PAULO CADASTRAMENTO NA CAPITAL - OBRIGATORIEDADE Para conhecimento,

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06371/2011/RJ COGAP/SEAE/MF Em 27 de abril de 2011. Referência: Processo n.º 18101.000204/2011-39. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 07051/2010/RJ COGAP/SEAE/MF Em 08 de novembro de 2010. Referência: Processo n.º 18101.000922/2010-24. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

REGULAMENTO. PROMOÇÃO: Eu quero um BIG PRÊMIO

REGULAMENTO. PROMOÇÃO: Eu quero um BIG PRÊMIO REGULAMENTO PROMOÇÃO: Eu quero um BIG PRÊMIO 1. DADOS DA EMPRESA MANDATÁRIA: ADCLICK BRASIL MARKETING DE PERFORMANCE LTDA. CNPJ/MF sob nº 14.314.669/0001-62 Rua Sergipe 475, 12º andar, pavimento cobertura,

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06613/2008/RJ COGAP/SEAE/MF Em 29 de outubro de 2008. Referência: Processo n.º 18101.000588/2008-94. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06363/2011/RJ COGAP/SEAE/MF Em 27 de abril de 2011. Referência: Processo n.º 18101.000242/2011-91. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06093/2012/DF COGAP/SEAE/MF Em 02 de abril de 2012. Referência: Processo n.º 18101.000167/2012-40. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico COGAP/SEAE/MF

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico COGAP/SEAE/MF MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06743/2009/RJ COGAP/SEAE/MF Em 19 de novembro de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000688/2009-00. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

Nome da Promoção: P ROMOÇÃO ESSE MINI É MEU

Nome da Promoção: P ROMOÇÃO ESSE MINI É MEU PLANO DE OPERAÇÃO Nome da Promoção: P ROMOÇÃO ESSE MINI É MEU 1. Empresa Requerente. SAMSUNG ELETRÔNICA DA AMAZÔNIA LTDA., doravante denominada PROMOTORA, CNPJ/MF n. 00.280.273/0001-37, Avenida dos Oitis,

Leia mais

INSCRIÇÃO ESTADUAL 1ª ETAPA Últimas Alterações

INSCRIÇÃO ESTADUAL 1ª ETAPA Últimas Alterações ICMS - PARANÁ INSCRIÇÃO ESTADUAL 1ª ETAPA Últimas Alterações CONTEÚDO 1. INTRODUÇÃO 2. CONSIDERAÇÕES 3. PASSO A PASSO DA INSCRIÇÃO CONFORME NORMA PROCEDIMENTO FISCAL 089/2006 4. SOLICITAÇÃO DA INSCRIÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06259/2010/RJ COGAP/SEAE/MF Rio de Janeiro, 13 de abril de 2010. Referência: Processo n.º 18101.000177/2010-13. Assunto: Distribuição

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06841/2009/RJ COGAP/SEAE/MF Em 21 de dezembro de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000777/2009-48. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06242/2011/RJ COGAP/SEAE/MF Em 24 de março de 2011. Referência: Processo n.º 18101.000142/2011-65. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica CARTA TÉCNICA Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica ENTIDADES QUE PODEM SE CREDENCIAR: Pessoas jurídicas de direito privado, associativas ou

Leia mais

FAQ Perguntas Frequentes versão 01/02/2014

FAQ Perguntas Frequentes versão 01/02/2014 - Jucergs DÚVIDAS ADICIONAIS SOBRE DBE/CNPJ, PREVISTAS NESTE INFORMATIVO, DEVERÃO SER DIRIGIDAS À RECEITA FEDERAL, ATRAVÉS DE AGENDAMENTO DE HORÁRIO PELA INTERNET, PARA O SERVIÇO ORIENTAÇÕES CNPJ OU CONSULTADO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06952/2010/RJ COGAP/SEAE/MF Em 21 de outubro de 2010. Referência: Processo n.º 18101.000839/2010-55. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos

MUNICÍPIO DE PORTO FERREIRA Estado de São Paulo DIVISÃO DE SUPRIMENTOS Seção de Licitações e Contratos INSTRUÇÕES GERAIS PARA OBTENÇÃO DO C.R.C. (CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL), CONFORME DISPOSTO NA LEI Nº 8.666/93 1. CADASTRAMENTO 1.1 PROCEDIMENTO 1.1.1 A empresa interessada em obter o Certificado

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06166/2007/RJ COGCE/SEAE/MF Rio de janeiro, 30 de março de 2007. Referência: Processo n.º 18101.000952/2006-54. Assunto: Distribuição

Leia mais

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Parágrafo único. Para efeito do disposto nesta Resolução, considera-se:

CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES. Parágrafo único. Para efeito do disposto nesta Resolução, considera-se: RESOLUÇÃO CFC N.º 1.390/12 Dispõe sobre o Registro Cadastral das Organizações Contábeis. regimentais, O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições legais e RESOLVE: CAPÍTULO I

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 07023/2011/RJ COGAP/SEAE/MF Em 28 de outubro de 2011. Referência: Processo n.º 18101.000695/2011-18. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06661/2009/RJ COGAP/SEAE/MF Em 30 de outubro de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000600/2009-41. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06167/2006/RJ COGAM/SEAE/MF Em 05 de maio de 2006. Referência: Processo n.º 18101.000283/2006-11. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

REGULAMENTO Promoção CONFIRMADOS NO ROCK IN RIO

REGULAMENTO Promoção CONFIRMADOS NO ROCK IN RIO REGULAMENTO Promoção CONFIRMADOS NO ROCK IN RIO PEPSICO DO BRASIL LTDA. Av. Nações Unidas, 14.171, Torre C, 6º andar CEP: 04795-100 - São Paulo - SP CNPJ nº 31.565.104/0001-77 Serão promocionados nesta

Leia mais

DELIBERAÇÃO JUCESP N.º 04, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2000.

DELIBERAÇÃO JUCESP N.º 04, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2000. DELIBERAÇÃO JUCESP N.º 04, DE 01 DE NOVEMBRO DE 2000. O Plenário da Junta Comercial do Estado de São Paulo, por proposta de seu Presidente, em sessão do Colégio de Vogais de 01/11/00 de 2000; Considerando

Leia mais

D E C R E T A: Art. 3º. Para obtenção do CRC será necessária a apresentação das seguintes documentações:

D E C R E T A: Art. 3º. Para obtenção do CRC será necessária a apresentação das seguintes documentações: Decreto nº 015, de 16 de outubro de 2015. Regulamenta o Certificado de Registro Cadastral- CRC para fornecedores e/ou prestadores de serviços, previsto no artigo 34 da Lei Federal nº 8.666/93, e dá providências

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06338/2007/RJ COGCE/SEAE/MF Rio de Janeiro, 29 de junho de 2007. Referência: Processo n.º 18101.000310/2007-36. Assunto: Distribuição

Leia mais

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: SAÚDE

CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: SAÚDE CARTA TÉCNICA CERTIFICADO DE ENTIDADE BENEFICENTE DE ASSISTÊNCIA SOCIAL CEBAS ÁREA: SAÚDE ENTIDADES ABRANGIDAS: Entidades que atuam na área da saúde (Art. 4º ao Art. 11º da Lei nº 12.101/2009) ÓRGÃO RESPONSÁVEL

Leia mais

REGULAMENTO Promoção PETROBRAS INVESTE EM VOCÊ

REGULAMENTO Promoção PETROBRAS INVESTE EM VOCÊ REGULAMENTO Promoção PETROBRAS INVESTE EM VOCÊ PETROBRAS DISTRIBUIDORA S.A. Rua Gal. Canabarro, 500, 12º ao 16º Andares, Maracanã Rio de Janeiro/RJ CEP: 20.271-202 CNPJ/MF nº 34.274.233/0001-02 BANCO DO

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica do Município, e

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica do Município, e DECRETO Nº 063/2013-GP. Regulamenta e implementa a Lei Complementar Federal n 123 de 14 de Dezembro de 2006 e a Lei Geral Municipal da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte n 216, de 18 de dezembro

Leia mais

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Sonho de Natal Iguatemi Caxias

REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Sonho de Natal Iguatemi Caxias REGULAMENTO DA PROMOÇÃO Sonho de Natal Iguatemi Caxias Trata-se de DISTRIBUIÇÃO GRATUITA DE PRÊMIOS denominada Sonho de Natal Iguatemi Caxias, operação do tipo assemelhada a concurso, que é realizada pela

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06279/2011/RJ COGAP/SEAE/MF Em 31 de março de 2011. Referência: Processo n.º 18101.000035/2011-37. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

Promoção PROMOÇÃO MEU NATAL FORTBRASIL. REGULAMENTO

Promoção PROMOÇÃO MEU NATAL FORTBRASIL. REGULAMENTO Promoção PROMOÇÃO MEU NATAL FORTBRASIL. REGULAMENTO 1. Da Empresa 1.1. Da Empresa Promotora FORTBRASIL. Administradora de Cartões de Crédito S/A, pessoa jurídica de direito privado, inscrita sob CNPJ de

Leia mais

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CAPTAÇÃO DE PATROCÍNIO PROJETO DE INFRAESTRUTURA DO CENTRO CULTURAL DAVID RIBEIRO - MERCADO VELHO

EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CAPTAÇÃO DE PATROCÍNIO PROJETO DE INFRAESTRUTURA DO CENTRO CULTURAL DAVID RIBEIRO - MERCADO VELHO EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO PARA CAPTAÇÃO DE PATROCÍNIO PROJETO DE INFRAESTRUTURA DO CENTRO CULTURAL DAVID RIBEIRO - MERCADO VELHO 1 OBJETO 1.1 O presente chamamento público tem por objeto a captação

Leia mais

Regulamento da Promoção Natal Shopping Total Curitiba 2015

Regulamento da Promoção Natal Shopping Total Curitiba 2015 Regulamento da Promoção Natal Shopping Total Curitiba 2015 1. O presente regulamento tem a finalidade de disciplinar a distribuição gratuita de prêmios, na modalidade assemelhada a concurso, nos termos

Leia mais

REGULAMENTO Promoção SUA ESCOLHA PERFEITA

REGULAMENTO Promoção SUA ESCOLHA PERFEITA REGULAMENTO Promoção SUA ESCOLHA PERFEITA ITAÚ UNIBANCO S.A. Praça Alfredo Egydio de Souza Aranha nº 100 Torre Olavo Setúbal Parque Jabaquara São Paulo SP CEP: 04344-902 CNPJ: 60.701.190/0001-04 BANCO

Leia mais

CARTILHA FORNECEDOR ENDEREÇO PARA ENVIO DE DOCUMENTOS:

CARTILHA FORNECEDOR ENDEREÇO PARA ENVIO DE DOCUMENTOS: CARTILHA FORNECEDOR ENDEREÇO PARA ENVIO DE DOCUMENTOS: Prefeitura Municipal de Almirante Tamandaré do Sul Setor de Licitações Rua Mário Linck, nº. 352, Centro Almirante Tamandaré do Sul/RS CEP 99523-000

Leia mais

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 12, DE 6 DE AGOSTO DE 2014 O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS

Leia mais

Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial

Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial FAQ Perguntas Frequentes versão 09/9/13 Deferimento de Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) pela Junta Comercial 1. Quais são as modalidades de cadastro disponíveis para solicitação de CNPJ? No

Leia mais

RESOLUÇÃO CFFa nº 446, de 26 de abril de 2014 (*)

RESOLUÇÃO CFFa nº 446, de 26 de abril de 2014 (*) RESOLUÇÃO CFFa nº 446, de 26 de abril de 2014 (*) Dispõe sobre o registro de Pessoas Jurídicas nos Conselhos Regionais de Fonoaudiologia, e dá outras providências. O Conselho Federal de Fonoaudiologia-CFFa,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL. Expede Instruções para Funcionamento de Agência de Carga Aérea.

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL. Expede Instruções para Funcionamento de Agência de Carga Aérea. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO CIVIL PORTARIA N o 749B/DGAC, DE 25 DE JUNHO DE 2002 Expede Instruções para Funcionamento de Agência de Carga Aérea. O DIRETOR-GERAL DO DEPARTAMENTO DE AVIAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06203/2011/RJ COGAP/SEAE/MF Em 31 de março de 2011. Referência: Processo n.º 18101.000092/2011-16. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA

CT03.07 - Departamento de Gestão Social Fevereiro/2013 Atualizado em março/2014 CARTA TÉCNICA CARTA TÉCNICA Nome do Certificado: INSCRIÇÃO NO CONSELHO MUNICIPAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL ENTIDADES QUE DEVEM REALIZAR O REGISTRO: Entidades de Assistência Social ORGÃO RESPONSÁVEL PELA EMISSÃO: Conselho

Leia mais

PROMOÇÃO: SORTEIO DE PRIMAVERA 1 - DADOS DA EMPRESA MANDATÁRIA:

PROMOÇÃO: SORTEIO DE PRIMAVERA 1 - DADOS DA EMPRESA MANDATÁRIA: PLANO DE OPERAÇÃO PROMOÇÃO: SORTEIO DE PRIMAVERA 1 - DADOS DA EMPRESA MANDATÁRIA: ADL SERVIÇOS DE FIDELIZAÇÃO LTDA. Praça das Orquídeas, 20 conj. 06 Centro Comercial de Alphaville CEP: 06453-002 Barueri

Leia mais

REGULAMENTO Promoção É dia das Mães, É dia de Plaza

REGULAMENTO Promoção É dia das Mães, É dia de Plaza REGULAMENTO Promoção É dia das Mães, É dia de Plaza Início da promoção: 23 de Abril de 2015, às 10h (dez horas). Término da promoção: Dia 10 de Maio de 2015, às 20h (vinte horas) ou enquanto durar o estoque

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06577/2007/RJ COGCE/SEAE/MF Rio de janeiro, 11 de outubro de 2007.. Referência: Processo n.º 18101.000561/2007-11. Assunto: Distribuição

Leia mais

1 BNDES. 1. ENCAMINHAMENTO DA OPERAÇÃO AO BNDES. A operação poderá ser encaminhada ao BNDES por meio de FRO Consulta ou Consulta Prévia.

1 BNDES. 1. ENCAMINHAMENTO DA OPERAÇÃO AO BNDES. A operação poderá ser encaminhada ao BNDES por meio de FRO Consulta ou Consulta Prévia. Capítulo III PROCEDIMENTOS OPERACIONAIS Os Procedimentos Operacionais contemplam as etapas de Encaminhamento da Operação (Item 1), Aprovação (Item 2), Contratação (Item 3), Liberação (Item 4), Prestação

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE RAPOSA, no uso de suas atribuições legais, de acordo com a Lei Orgânica do Município, e;

O PREFEITO MUNICIPAL DE RAPOSA, no uso de suas atribuições legais, de acordo com a Lei Orgânica do Município, e; DECRETO N.º 01/2015. Dispõe sobre o recadastramento de empresas e profissionais liberais, estabelecidos no município de Raposa - Maranhão. O PREFEITO MUNICIPAL DE RAPOSA, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

1.2. O acompanhamento de Editais e comunicados referentes a este Processo Seletivo é de responsabilidade exclusiva do candidato.

1.2. O acompanhamento de Editais e comunicados referentes a este Processo Seletivo é de responsabilidade exclusiva do candidato. EDITAL Nº 11/2015, de 28 de abril de 2015 PROCESSO DE SELEÇÃO PARA SERVIDORES PÚBLICOS DE ENSINO PARA INGRESSO NO CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO SUBSEQUENTE AO ENSINO MÉDIO, DO PROFUNCIONÁRIO CURSOS A DISTÂNCIA

Leia mais

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do 2. CONDIÇÕES PARA CREDENCIAMENTO 2.1. Poderão participar deste Credenciamento, as empresas que: 2.1.1 Atendam a todas as exigências deste Edital, inclusive quanto à documentação constante deste instrumento

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06510/2007/RJ COGCE/SEAE/MF Referência: Processo n.º 18101.000536/2007-37. Rio de Janeiro, 14 de setembro de 2007. Assunto: Distribuição

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica Municipal,

O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe confere a Lei Orgânica Municipal, DECRETO N.º 060 /2013. REGULAMENTA A NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE ARACATI E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. O PREFEITO MUNICIPAL DE ARACATI, no uso de suas atribuições legais, conforme lhe

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06341/2009/RJ COGAP/SEAE/MF Em 18 de junho de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000312/2009-97. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE

ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE ATOS DA FMEL - FUNDAÇÃO MUNICIPAL DE ESPORTE E LAZER DE ITAJAÍ EDITAL Nº. 004/2013 LEI MUNICIPAL DE INCENTIVO AO ESPORTE O Superintendente da Fundação Municipal de Esporte e Lazer de Itajaí, no uso de

Leia mais

Estado: CEP: Fone: Fax: CONTA PARA PAGAMENTO Banco: Agência: Conta Corrente: REPRESENTANTE CREDENCIADO (PREENCHIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL)

Estado: CEP: Fone: Fax: CONTA PARA PAGAMENTO Banco: Agência: Conta Corrente: REPRESENTANTE CREDENCIADO (PREENCHIMENTO DA CÂMARA MUNICIPAL) EMPRESA INTERESSADA Nome/Razão Social: Nome Fantasia: E-mail: E-mail vendas: Site na web: N.º INSCRIÇÃO CNPJ: Estadual: Junta Comercial: Municipal: ENDEREÇO Endereço: Nº: Bairro: Cidade: Estado: CEP: Fone:

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011.

PREFEITURA MUNICIPAL DE OURO BRANCO ESTADO DE MINAS GERAIS Procuradoria Geral DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. DECRETO Nº 6.487, DE 27 DE OUTUBRO DE 2011. REGULAMENTA A UTILIZAÇÃO DA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NFSE E DECLARAÇÃO FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA NO MUNICÍPIO DE OURO BRANCO, E DÁ OUTRAS PRIVIDÊNCIAS.

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico COGAP/SEAE/MF

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico COGAP/SEAE/MF MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06527/2009/RJ COGAP/SEAE/MF Em 21 de setembro de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000485/2009-13. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

ANEXO (Portaria Interministerial MCT/MDIC nº 291, de 07.05.2008)

ANEXO (Portaria Interministerial MCT/MDIC nº 291, de 07.05.2008) ANEXO (Portaria Interministerial MCT/MDIC nº 291, de 07.05.2008) ROTEIRO PARA APRESENTAÇÃO DAS PROPOSTAS DE PROJETO LEI Nº 11.484/2007 CAPÍTULO II PATVD I INTRODUÇÃO O presente roteiro orienta a elaboração

Leia mais

1.0 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROMOTORA

1.0 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROMOTORA Regulamento 1.0 DADOS DE IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA PROMOTORA Razão Social: IPIRANGA PRODUTOS DE PETRÓLEO S/A Endereço: Rua Francisco Eugênio, 329 São Cristóvão CEP: 20941-900 - Rio de Janeiro/RJ CNPJ: 33.337.122.0001-27

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 07027/2010/RJ COGAP/SEAE/MF Em 03 de novembro de 2010. Referência: Processo n.º 18101.000878/2010-52. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

NORMA GERAL PARA CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS NO SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL DA CDP

NORMA GERAL PARA CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS NO SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL DA CDP NORMA GERAL PARA CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS E JURÍDICAS NO SISTEMA DE GESTÃO EMPRESARIAL DA CDP TÍTULO 2 Diretoria Administrativo-Financeira Capítulo 1 Diretrizes Administrativas e Financeiras Seção Nome

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06023/2009/DF COGAP/SEAE/MF Em 30 de março de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000087/2009-99. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

Prefeitura Municipal De Belém Secretaria Municipal de Finanças

Prefeitura Municipal De Belém Secretaria Municipal de Finanças DECRETO MUNICIPAL N 35416, DE 25 DE JUNHO DE 1999. 02/07/99. Regulamenta a Lei n 7.850,17 de Outubro de 1997, que dispõe sobre a concessão de incentivos fiscais para a realização de Projetos Culturais

Leia mais

Lei nº 12.101 de 27 de novembro de 2009

Lei nº 12.101 de 27 de novembro de 2009 CERTIFICAÇÃO CEBAS - NA ÁREA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL - MDS Lei nº 12.101 de 27 de novembro de 2009 Da Assistência Social Art. 18. A certificação ou sua renovação será concedida à entidade de assistência

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL N o 032/2012 PROPESP/UFAM A UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM), por intermédio da Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação,

Leia mais

PASSO A PASSO PARA HABILITAÇÃO COMPLETA NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Revisão 01 em 12/01/2015

PASSO A PASSO PARA HABILITAÇÃO COMPLETA NO CADASTRO DE FORNECEDORES DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO. Revisão 01 em 12/01/2015 GOVERNO DO ESTADO DO ESPÍRITO SANTO SECRETARIA DE ESTADO DE GESTÃO E RECURSOS HUMANOS SEGER SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO GERAL SUBAD GERÊNCIA DE LICITAÇÕES GELIC SUBGERÊNCIA DE CADASTRO DE FORNECEDORES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL N o 056/2012 PROPESP/UFAM A UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAZONAS (UFAM), por intermédio da Pró- Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação,

Leia mais

CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM.

CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM. CRONOGRAMA DO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES 2015/2º SEM. ATIVIDADES DATAS Publicação do Edital 29 de agosto de 2015 Período de inscrições de 31 de agosto a 29 de setembro de 2015 Período de realização

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Comercial FONTE DOS DESEJOS. BANCO BRADESCO CARTÕES S.A. Cidade de Deus s/nº, Vila Yara Osasco SP CNPJ: 59.438.

REGULAMENTO Promoção Comercial FONTE DOS DESEJOS. BANCO BRADESCO CARTÕES S.A. Cidade de Deus s/nº, Vila Yara Osasco SP CNPJ: 59.438. REGULAMENTO Promoção Comercial FONTE DOS DESEJOS BANCO BRADESCO CARTÕES S.A. Cidade de Deus s/nº, Vila Yara Osasco SP CNPJ: 59.438.325/0001-01 BANCO BRADESCO S.A. Cidade de Deus s/nº, Vila Yara Osasco

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA MINISTÉRIO DA FAZENDA SECRETARIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL ALFÂNDEGA RECEITA FEDERAL DO BRASIL DO PORTO DE BELÉM/PA PROCESSO Nº 10209.000044/2012-07 EDITAL DE LICITAÇÃO N. º 0217600/0001/2012 VENDA

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia CAMPANHA DO MUNICÍPIO DE SANTO ANDRÉ PARA CONCESSÃO DO SELO EMPRESA EMPREENDEDORA

Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia CAMPANHA DO MUNICÍPIO DE SANTO ANDRÉ PARA CONCESSÃO DO SELO EMPRESA EMPREENDEDORA Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia CAMPANHA DO MUNICÍPIO DE SANTO ANDRÉ PARA CONCESSÃO DO SELO EMPRESA EMPREENDEDORA EDITAL Nº 01/2014, DE 10 DE DEZEMBRO DE 2014 O Município

Leia mais

EDITAL Nº. 001/2015 PROCESSO SELETIVO DO PROJETO BOLSA-ESPORTE DA SECRETARIA DO ESPORTE DO CEARÁ

EDITAL Nº. 001/2015 PROCESSO SELETIVO DO PROJETO BOLSA-ESPORTE DA SECRETARIA DO ESPORTE DO CEARÁ EDITAL Nº. 001/2015 PROCESSO SELETIVO DO PROJETO BOLSA-ESPORTE DA SECRETARIA DO ESPORTE DO CEARÁ O Estado do Ceará, através da Secretaria do Esporte, torna público, para conhecimento dos interessados,

Leia mais

Secretaria de Cultura / Fundação de Cultura CONVOCATÓRIA PROPOSTAS PARA O FESTIVAL CIRCO DO RECIFE 2014.

Secretaria de Cultura / Fundação de Cultura CONVOCATÓRIA PROPOSTAS PARA O FESTIVAL CIRCO DO RECIFE 2014. CONVOCATÓRIA PROPOSTAS PARA O FESTIVAL CIRCO DO RECIFE 2014. 1. DA FINALIDADE 1.1 Constitui objeto desta Convocatória, a habilitação e seleção de propostas de espetáculos para compor a programação do Festival

Leia mais

F.A.Q. Dúvidas Frequentes e Legislação Correlata às Promoções Comerciais: 01. O que é "Distribuição Gratuita de Prêmios" ou "Promoção Comercial?

F.A.Q. Dúvidas Frequentes e Legislação Correlata às Promoções Comerciais: 01. O que é Distribuição Gratuita de Prêmios ou Promoção Comercial? F.A.Q Dúvidas Frequentes e Legislação Correlata às Promoções Comerciais: 01. O que é "Distribuição Gratuita de Prêmios" ou "Promoção Comercial? É uma estratégia de marketing que consiste na distribuição

Leia mais

1. DO OBJETO: 2. DO OBJETIVO:

1. DO OBJETO: 2. DO OBJETIVO: 1 EDITAL PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA OS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS EM SAÚDE E GESTÃO DE RECURSOS FÍSICOS E TECNOLÓGICOS EM SAÚDE DA EAD/ENSP/FIOCRUZ EM PARCERIA COM

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO DE NATAL TERRAÇO SHOPPING 2015

REGULAMENTO PROMOÇÃO DE NATAL TERRAÇO SHOPPING 2015 REGULAMENTO PROMOÇÃO DE NATAL TERRAÇO SHOPPING 2015 1. Promoção válida na cidade de Brasília, DF, no período de 12/11/2015 a 27/12/2015, com apurações em 30/11/2015, 07/12/2015, 14/12/2015, 21/12/2015

Leia mais

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE ESTADUAL

LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE ESTADUAL LEI DE INCENTIVO AO ESPORTE ESTADUAL LEI Nº 13.918, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2009 Dispõe sobre a comunicação eletrônica entre a Secretaria da Fazenda e o sujeito passivo dos tributos estaduais, altera a Lei

Leia mais

Programa de Assistência Estudantil da UFPR- PROBEM. Edital Nº 01 / 2015

Programa de Assistência Estudantil da UFPR- PROBEM. Edital Nº 01 / 2015 Programa de Assistência Estudantil da UFPR- PROBEM Edital Nº 01 / 2015 Processo Seletivo do PROBEM (Programa de Benefícios Econômicos para a Manutenção dos Estudantes de Graduação e Ensino Profissionalizante)

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE SÃO PAULO PUC-SP Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação Matemática EDITAL PARA O PROCESSO SELETIVO 1º/2015 Coordenador: Prof. Dr. Saddo Ag Almouloud Vice-Coordenadora: Profa. Dra. Barbara Lutaif Bianchini Estarão abertas, no período de 01/10/2014 a 24/10/2014, as inscrições

Leia mais

Serão distribuídos os seguintes prêmios, no valor total de R$ 2.338.420,00:

Serão distribuídos os seguintes prêmios, no valor total de R$ 2.338.420,00: MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06025/2010/DF COGAP/SEAE/MF Em 08 de abril de 2010. Referência: Processo n.º 18101.000176/2010-79. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO: PREVER DÁ SORTE

REGULAMENTO PROMOÇÃO: PREVER DÁ SORTE REGULAMENTO PROMOÇÃO: PREVER DÁ SORTE DADOS DA PROMOTORA DA PROMOÇÃO PREVER SERVIÇOS POSTUMOS LTDA Rua Dr. Saulo Porto Virmond, 223 Sala 01 Chácara Paulista / Maringá/PR CEP: 87005-090 CNPJ: 02.995.385/0001-08

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06618/2011/RJ COGAP/SEAE/MF Em 08 de julho de 2011. Referência: Processo n.º 18101.000439/2011-21. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPÁ ESTADO DA BAHIA C.N.P.J. 13.694.658/0001-92

PREFEITURA MUNICIPAL DE PIRIPÁ ESTADO DA BAHIA C.N.P.J. 13.694.658/0001-92 Decreto n 015/2015 Piripá, 19 de maio de 2015. Regulamenta o gerenciamento da Nota Fiscal Eletrônica de Serviços - NFS-e Sped, sua escrituração, a emissão de guia de recolhimento do Imposto sobre Serviços

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Comercial BEATS OF TOMORROW

REGULAMENTO Promoção Comercial BEATS OF TOMORROW REGULAMENTO Promoção Comercial BEATS OF TOMORROW CRBS S/A Av. Antarctica, 1891, Pte/sl. C Fazenda Santa Úrsula Jaguariúna São Paulo CNPJ nº 56.228.356/0001-31 AMBEV S.A. Rua Dr. Renato Paes de Barros,

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06502/2009/RJ COGAP/SEAE/MF Em 11 de setembro de 2009. Referência: Processo n.º 18101.000450/2009-76. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

CONHEÇA O PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DA SUA CARTA DE CRÉDITO

CONHEÇA O PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DA SUA CARTA DE CRÉDITO CONHEÇA O PASSO A PASSO PARA UTILIZAÇÃO DA SUA CARTA DE CRÉDITO 1. PRINCIPAIS ORIENTAÇÕES 2 2. MODALIDADE PARA USO DA SUA CARTA DE CRÉDITO 2 3. ETAPAS PARA UTILIZAÇÃO DO CRÉDITO 2 4. DOCUMENTOS PARA PESQUISA

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06101/2012/DF COGAP/SEAE/MF Em 03 de abril de 2012. Referência: Processo n.º 18101.000172/2012-52. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012.

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. DECRETO N 1427/2012 Regulamenta a Lei municipal nº 8748/2010, que institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) e dá outras providências.

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06157/2010/RJ COGAP/SEAE/MF Em 12 de março de 2010. Referência: Processo n.º 18101.000114/2010-67. Assunto: Distribuição Gratuita

Leia mais

EDITAL PRGDP Nº 29/2014

EDITAL PRGDP Nº 29/2014 EDITAL PRGDP Nº 29/2014 A PRGDP/UFLA, no uso de suas atribuições, e considerando a Lei nº 11.091, de 12/01/2005, Decreto nº 5.707, de 23/02/2006 e a Resolução CUNI nº 56 de 29/10/2013, torna público que

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 017/2007 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 017/2007 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2007 HORÁRIO: 10:00 HORAS LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro

Leia mais

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional...

RESPOSTAS A PERGUNTAS MAIS FREQUENTES DA SOCIEDADE (inciso VI do art. 8º da Lei nº 12.527/2011) SUMÁRIO. 1. Registro Profissional... SUMÁRIO 1. Registro Profissional... 2 2. Isenção de Anuidade... 3 3. Transferência de Regional... 4 4. Cancelamento de Registro (Pessoa Física)... 5 5. Reativação de Registro Profissional... 6 6. Parcelamento

Leia mais

REGULAMENTO Promoção Comercial POTE DA SORTE

REGULAMENTO Promoção Comercial POTE DA SORTE A partir de 01/10/2015, os itens 1.1, 1.1.1, 1.1.2, 2.2, 2.3, 2.5, 3.3, 4.1, 4.2, bem como o Quadro I do item 3.1 deste regulamento foram alterados. Fiquem atentos às novas redações constantes abaixo.

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO SEU FUTURO COM 1 MILHÃO DE PONTOS MULTIPLUS

REGULAMENTO PROMOÇÃO SEU FUTURO COM 1 MILHÃO DE PONTOS MULTIPLUS REGULAMENTO PROMOÇÃO SEU FUTURO COM 1 MILHÃO DE PONTOS MULTIPLUS MULTIPLUS S.A. Rua Ministro Jesuíno Cardoso, 454, 2ª Andar Vila Nova Conceição - São Paulo SP CNPJ nº 11.094.546/0001-75 Nesta promoção

Leia mais

DECRETO Nº 12.677, DE 11 DE JULHO DE 2007. Publicado no DOE n 131, de 12/07/2007

DECRETO Nº 12.677, DE 11 DE JULHO DE 2007. Publicado no DOE n 131, de 12/07/2007 REVOGADO PELO DECRETO 13.501, DE 23/12/2008 *Ver Decreto 13.500/2008 DECRETO Nº 12.677, DE 11 DE JULHO DE 2007. Publicado no DOE n 131, de 12/07/2007 Regulamenta o disposto no inciso II, caput, e nos 1º

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 58 - Data 30 de dezembro de 2013 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: CONTRIBUIÇÃO SOCIAL SOBRE O LUCRO LÍQUIDO - CSLL DESPESAS COM BRINDES.

Leia mais