Relatório Anual. Exercício 2013

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório Anual. Exercício 2013"

Transcrição

1 Relatório Anual

2

3 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Relatório Anual Exercício 2013 Rating de Seguros Consultoria Responsável Técnico Francisco Galiza 3

4 Relatório Anual 2013 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Classificação Cor Azul Muito Boa

5 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Critérios O objetivo deste estudo é expressar uma opinião sobre os níveis de gerenciamento e de risco desta seguradora, a partir das análises quantitativa e qualitativa de seus dados econômicos públicos e internos, já previamente auditados e fiscalizados, tanto por empresa terceira quanto pelo próprio poder público. Dependendo da conclusão obtida, a situação é qualificada em 7 possibilidades distintas, segundo o padrão da tabela abaixo: Qualificação Azul (Muito Boa) Verde* (de Boa para Muito Boa) Verde (Boa) Amarela * (de Regular para Boa) Amarela (Regular) Vermelha * (de Deficiente para Regular) Vermelha (Deficiente) Apesar do detalhamento dos critérios empregados, este trabalho não deve ser interpretado como garantia de solvência ou indicação de realização (ou rompimento) de qualquer contrato, seja com esta companhia avaliada, seja com outras. Ressaltamos que, embora tenha sido feito todo o esforço possível neste estudo, não podemos nos responsabilizar pela correção plena de qualquer uma das informações aqui divulgadas. 5

6 Relatório Anual 2013 Celso Paiva Milca Zambrini Carlos dos Santos 6

7 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Carta da Diretoria Compartilhamos, nas páginas a seguir, as demonstrações financeiras e conquistas da Alfa Seguradora e Alfa Previdência e Vida, relativas ao exercício findo em 31 de dezembro de Mesmo diante das incertezas econômicas, o ano foi marcado pelo sólido crescimento das operações da companhia, apresentando bons resultados de forma consistente. A Alfa Seguradora e a Alfa Previdência e Vida registraram um patrimônio líquido de R$ 144 milhões, o que representa um aumento de quase 7% em relação a 2012, com lucro líquido de R$ 9 milhões. Os prêmios ganhos atingiram R$ 377,5 milhões, o que representa um crescimento de 7,3% no volume de negócios e uma evolução acima das taxas inflacionárias registradas no mesmo período. Em 2013, a Seguradora deu sequência a seu plano de expansão de negócios através da solidificação dos novos escritórios inaugurados em importantes cidades brasileiras, aumentando sua presença em praças estrategicamente selecionadas. Buscou, também, a melhoria de seus produtos, métodos e processos e a capacitação do seu capital humano para maior aproveitamento das oportunidades de negócios. O reconhecimento do mercado veio através de importantes títulos: Melhor Desempenho, entre os grupos com faturamento de até R$ 1,5 bilhão, e Maior Crescimento na modalidade Residencial, entregues pela revista Segurador Brasil. E, pelo segundo ano consecutivo, ficou com o título de Melhor Performance Econômico-Financeira em Seguro de Automóvel Casco, prêmio concedido pela Revista Cobertura. E, para fechar o ano com chave de ouro, a Alfa intensificou suas ações de responsabilidade social, agregando a parceria dos colaboradores, corretores e fornecedores para a arrecadação e entrega de doações às 3 entidades atendidas pela companhia. A Casa Modelo de Apoio à Criança com Câncer (CAMACC), o Hospital Boldrini (de Campinas) e o Hospital Geriátrico Dom Pedro II, instituições sem fins lucrativos, têm recebido todo o apoio e carinho de voluntários e amigos da Seguradora. A Alfa Seguradora e a Alfa Previdência e Vida mantém suas expectativas positivas quanto ao crescimento sustentável da economia brasileira, como afirmam seus investimentos no mercado segurador com foco em parcerias estratégicas na distribuição de produtos, desenvolvimento de produtos competitivos e adequados à realidade brasileira e também em tecnologia e marketing, importantes para uma prestação de serviços de excelência em qualidade e valor, conforme os padrões da Alfa. Agradecemos aos acionistas pelo suporte oferecido, aos segurados, clientes e corretores pela competência, confiança e apoio concedido e aos nossos colaboradores, pelo trabalho e pela competência no desempenho de suas funções. 7

8 Relatório Anual

9 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Nossos Escritórios MATRIZ Aracaju (Escritório de Representação) Araraquara Belo Horizonte Brasília (Escritório de Representação) Cabo Frio Campinas Alameda Santos, 466-5º, 7º e 9º andar - Cerqueira César CEP: São Paulo - SP SAC: SAC disponível para pessoas com deficiência auditiva ou de fala: Rua Péricles Muniz Barreto, Salgado Filho CEP: Aracaju - SE Tel.: (79) Fax: (79) Rua Padre Duarte, Sala 77 - Ed. América CEP: Araraquara - SP Tel.: (16) Fax: (16) Rua Coelho de Souza, 128/130 - Santo Agostinho CEP: Belo Horizonte - MG Tel.: (31) / Fax: (31) SRTV Sul Q Ed. Palácio do Radio II - Sala 223/224 CEP: Brasília - DF Tel.: (61) Fax: (61) Av. Nilo Peçanha, 73 - Lj. 6 - Centro CEP: Cabo Frio - RJ Tel.: (22) Rua Coronel Quirino, Cambuí CEP: Campinas - SP Tel.: (19) Fax: (19) Curitiba Rua Marechal Deodoro, Centro - Sobreloja CEP: Curitiba - PR Tel.: (41) Fax: (41) Divinópolis Av. Antônio Olímpio de Morais, Santa Clara CEP: Divinópolis - MG Tel.: (37) / Fax: (37)

10 Relatório Anual 2013 Goiânia Joinville (Escritório de Representação) Av. T-9 nº Quadra 87 - Lote 23 - Setor Bueno CEP: Goiânia - GO Tel.: (62) Fax: (62) Rua Rio Grande do Sul, Sala 4 - Anita Garibaldi CEP: Joinville - SC Tel.: (47) Fax: (47) Juiz de Fora Av. Barão do Rio Branco, Sala Centro CEP: Juiz de Fora - MG Tel.: (32) Fax: (32) Londrina (Escritório de Representação) Rua Goiás, CEP: Londrina - PR Tel.: (43) Fax: (43) Marília Maringá (Escritório de Representação) Piracicaba Porto Alegre Presidente Prudente Ribeirão Preto Rua Gaudêncio Sgarb, 30 - Esmeralda CEP: Marília - SP Tel.: (14) Fax: (14) Rua Santos Dumont, CEP: Maringá - PR Tel.: (44) Fax: (44) Av. Carlos Botelho, São Dimas CEP: Piracicaba - SP Tel.: (19) Fax: (19) Rua Dom Pedro II, 367- Loja 2 - Bairro São João CEP: Porto Alegre - RS Tel.: (51) Av. Washington Luiz, Sl. 23-2º andar - Ed. Cosmos CEP: Presidente Prudente - SP Tel.: (18) / Av. Presidente Vargas, Alto da Boa Vista CEP: Ribeirão Preto - SP Tel.: (16) Fax: (16)

11 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Rio de Janeiro Salvador São José do Rio Preto São José dos Campos São Paulo Sorocaba Uberlândia (Escritório de Representação) Vale do Aço (Escritório de Representação) Vitória Volta Redonda (Escritório de Representação) Rua do Ouvidor, 97 - Sala Centro CEP: Rio de Janeiro - RJ Tel.: (21) Fax: (21) Av. Ulisses Guimarães, Loja 1 - Térreo Ed. CAB Business - Sussuarana CEP: Salvador - BA Tel.: (71) Fax: (71) Av. Alberto Andaló, Centro CEP: São José do Rio Preto - SP Tel.: (17) Fax: (17) Rua Juiz David Barrilli, Jardim Aquarius CEP: São José dos Campos - SP Tel.: (12) Fax: (12) Av. Bernardino de Campos, 98-7º andar - Paraíso CEP: São Paulo - SP Tel.: (11) Fax: (11) Rua Antônio Carlos Comitre, Loja 1 Ed. Cristal Plaza - Campolim CEP: Sorocaba - SP Tel.: (15) Fax: (15) Rua Machado de Assis, Centro CEP: Uberlândia - MG Tel.: (34) Fax: (34) Rua Jequitibás, Horto CEP: Ipatinga - MG Tel.: (31) Fax: (31) Rua Dr. Eurico de Aguiar, loja 3 - Santa Lúcia CEP: Vitória - ES Tel.: (27) / Fax: (27) Largo Nove de Abril, 27 - sala 708 CEP: Volta Redonda - RJ Tel.: (24) Fax: (24)

12 Relatório Anual

13 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Sumário Resumo 14 Relatório Institucional Análises Econômica e Financeira Evolução Total Carteira de Seguros Investimentos Despesas Administrativas Capitalização e Liquidez Análise Estratégica Produtos Marketing Relacionamento com Clientes Governança Corporativa 28 13

14 Relatório Anual 2013 Resumo Alfa Seguradora e Alfa Previdência e Vida A) Evolução da Avaliação Cor (Avaliação) Qualificação Dezembro/2010 Azul Muito Boa Dezembro/2011 Azul Muito Boa Dezembro/2012 Azul Muito Boa Dezembro/2013 Azul Muito Boa B) Cenário Estratégico Principais Características A seguradora tem apresentado resultados positivos e estáveis, o que é um aspecto favorável nas suas previsões futuras. Em 2013, essa situação continuou. A empresa tem boa imagem junto aos seus clientes e corretores. A empresa conta com equipe de funcionários competente e experiente. A empresa tem a solidez do Conglomerado Alfa, que lhe dá uma garantia adicional. A Seguradora opera em nichos específicos de mercado, onde pode competir e se destacar em relação à concorrência. Instituições Financeiras: Instituições Não Financeiras: 14

15 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Relatório 1. Institucional Empresas do Grupo: Alfa Seguradora /Alfa Previdência e Vida Sede: Alameda Santos, 466-5º, 7º e 9º andar - São Paulo - SP SAC: Site: Auditores Externos: KPMG Auditores Independentes A Alfa Seguradora e a Alfa Previdência e Vida fazem parte do Conglomerado Alfa, que tem mais de 80 anos de atuação e experiência no mercado brasileiro. O Conglomerado é formado, além das empresas financeiras, por várias companhias não-financeiras, como hotéis, lojas, teatro, etc. Na área financeira, é formado pelas seguintes instituições: Banco Alfa, Banco Alfa de Investimento, Financeira Alfa, Alfa Leasing, Alfa Corretora de Valores, Alfa Seguradora S.A e Alfa Previdência e Vida S.A. Estes fatos proporcionam boas avaliações de diversas empresas de classificações de riscos. Na área de seguros, a empresa passou a atuar a partir de 1999, ocupando 29 escritórios, nas regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste. Na tabela 1, temos os princípios e a filosofia de trabalho na área de seguros. Tabela 1 Princípios e Filosofia de Trabalho Princípios e Filosofia de Trabalho Aliança com o Corretor Qualidade em serviços Melhor preço para o bom risco Na tabela 2, alguns fatos ocorridos em 2013, de efeitos internos e externos, que merecem ser destacados. 15

16 Relatório Anual 2013 Tabela 2 Fatos Selecionados em Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida Área Interna Detalhamento Programa de Trainee da Alfa Seguradora - finalizada a 1ª etapa do programa. Divulgação e Treinamentos para Filiais e Corretores em SP e no interior Comercial O Seguro Alfa Residência passa a oferecer o serviço de descarte ecológico. Seguro Residencial vence Prêmio Segurador Brasil Alfa celebra segunda vitória consecutiva no Prêmio Cobertura. Campanha Social Desenvolvimento da Campanha Solidária Mães de Camacc. Campanha Alfa Seguradora, Natal do Bem Premiação Revista Cobertura Premiação Revista Segurador Brasil 16

17 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida 2. Análises Econômica e Financeira 2.1. Evolução Em 2013, a Alfa Seguradora e a Alfa Previdência e Vida faturaram quase R$ 380 milhões, em Prêmios Ganhos, contra R$ 111 milhões em 2003, uma evolução acima das taxas inflacionárias registradas no período. No gráfico 1, a situação representada. Gráfico 1 - Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida - Prêmios de Seguros R$ milhões Os principais produtos do grupo são Automóvel, Vida em Grupo, Acidentes Pessoais, Empresarial, Prestamista e VGBL. No gráfico 2, observa-se a composição desses ramos, em dados de Gráfico 2 - Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida - Prêmios Ganhos Auto = 75% Vida em Grupo = 9% Demais = 16% 17

18 Relatório Anual 2013 Nesse caso, a maior presença se refere ao ramo Automóvel, com 75% da sua receita derivando desse negócio. Outra característica do grupo Alfa é que, geograficamente, as suas operações estão concentradas na região sul e sudeste, total de 76% da sua receita, como indica o gráfico 3. Gráfico 3 - Distribuição de Receita - Regiões do País Sudeste = 62% Sul = 14% Nordeste = 4% Centro Oeste = 19% Norte = 1% 2.2. Total Nas tabelas 3 e 4, dadas a seguir, apresentam alguns números referentes ao resultado e às taxas de rentabilidade da Alfa Seguradora e Alfa Previdência e Vida nos últimos anos. Tabela 3 Dados Contábeis R$ milhões Contas Prêmios Ganhos (PG) 314,0 351,1 377,5 Sinistros Ocorridos (SO) (164,2) (212,5) (210,3) Custos de Aquisição (CA) (71,3) (77,2) (81,0) Out. Rec. / Desp. Operacionais (ORD)* (21,8) (20,4) (23,6) Resultado Resseguro (RR) (5,6) 7,7 (8,8) Desp. Administrativas + Tributos (DA) (57,1) (58,5) (65,4) Resultado Investimentos (RI) 31,8 25,5 27,2 Resultado Operacional (RO) 25,8 15,7 15,6 Resultado antes Tributos 25,8 15,7 15,7 Tributos e Participações (T) (10,8) (7,1) (6,6) Lucro Líquido (LL) 15,0 8,6 9,0 Patrimônio Líquido (PL) 125,4 135,6 144,4 RO = PG+SR+DC+DA+RI+ORD RI = Financeiro + Patrimonial + Equivalência Patrimonial + Previdência Privada * Inserida Renda com taxas de gestão e outras taxas. 18

19 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Tabela 4 Indicadores Econômico-Financeiros de Rentabilidade Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida Indicadores Empresa PG/PG 100,0% 100,0% 100,0% SO/PG (52,3%) (60,5%) (55,7%) CA/PG (22,7%) (22,0%) (21,5%) ORD/PG (6,9%) (5,8%) (6,3%) RR/PG (1,8%) 2,2% (2,3%) DA/PG (18,2%) (16,7%) (17,3%) RI/PG 10,1% 7,3% 7,2% RO/PG 8,2% 4,5% 4,1% Indicadores Empresa LL/PL 12,0% 6,3% 6,2% LL/PG 4,8% 2,4% 2,4% De um modo geral, na análise dos números, observam-se saldos finais sempre positivos e constantes. No gráfico 4, isso pode ser observado usando-se a evolução do indicador LL/PL anterior. Em todo o período, os seus números foram positivos. Gráfico 4 - Lucro Líquido (LL) / Patrimônio Líquido Anterior Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida 30% 25% 20% 15% 10% 5% 0%

20 Relatório Anual Carteira de Seguros A principal carteira da companhia é a de Automóvel. Nesse sentido, uma avaliação mais detalhada é recomendada. No gráfico 5, um comparativo da evolução da margem operacional desse ramo (1 - Sinistros Retidos/ Prêmios Ganhos - Despesas de Comercialização/Prêmios Ganhos). Gráfico 5 - Margem Operacional do Seguro Auto - Alfa Seguradora 25% 20% 15% 10% 5% 0% Observar que, ao longo do tempo, a taxa da Alfa é sempre positiva. Este é um aspecto bem favorável na avaliação da situação da companhia Investimentos Com o objetivo de medir a qualidade de seus investimentos, apresentamos, na tabela 5, valores e indicadores relacionados ao Resultado Financeiro da companhia. Tabela 5 Investimentos Dados Contábeis Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida - R$ milhões Contas Imobilizado 0,8 0,7 0,9 Resultado Financeiro 31,8 25,5 27,2 Aplicações Financeiras 619,9 710,3 723,8 Ativo 829,0 943,0 930,5 Indicadores Imobilizado/Ativo 0,1% 0,1% 0,1% Aplicações/Ativo 74,8% 75,3% 77,8% Imobilizado/Aplicações 0,1% 0,1% 0,1% Res. Financeiro/Aplicações 5,1% 3,6% 3,8% É importante ressaltar que, nas aplicações financeiras está incluso os fundos de PGBL/VGBL. No resultado financeiro estas receitas e despesas se anulam. Este fato faz com que a taxa de rentabilidade destes ativos, calculada em termos contábeis, seja um pouco menor. 20

21 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida 2.5. Despesas Administrativas Já a tabela 6 apresenta as Despesas Administrativas e os indicadores correspondentes. Pela análise, constatamos que o indicador DA/PG tem se situado em torno de 20%, um valor dentro do padrão médio do setor. Tabela 6 Despesas Administrativas Dados Contábeis Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida R$ milhões Contas Pessoal Próprio (PP) (23,1) (24,0) (27,1) Localização e Funcionamento (LF) (5,9) (7,7) (8,9) Serviços de Terceiros (ST) (4,5) (5,4) (6,3) Tributos (TB) (15,7) (11,3) (11,7) Outros (OT) (7,9) (10,1) (11,4) Despesas Administrativas (DA) (57,1) (58,5) (65,4) Prêmios Ganhos (PG) 314,0 351,1 377,5 Indicadores PP/PG (7,4%) (6,8%) (7,3%) LF/PG (1,9%) (2,2%) (2,4%) DA/PG (18,2%) (16,7%) (17,3%) No gráfico 6, o comportamento dessa taxa. Gráfico 6 - Despesas Administrativas / Prêmios Ganhos Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida 18,5% 18% 17,5% 17% 16,5% 16% 15,5% Capitalização e Liquidez A tabela 7 apresenta diversos dados contábeis da Alfa Seguradora e da Alfa Previdência e Vida, no que se refere aos seus níveis de capitalização e de liquidez. 21

22 Relatório Anual 2013 Tabela 7 Capitalização e Liquidez Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida - R$ milhões Contas Prêmios Ganhos (PG) 314,0 351,1 377,5 Ativo Permanente (AP) 2,2 2,2 3,7 Patrimônio Líquido (PL) 125,4 135,6 144,3 Indicadores PL/PG 39,9% 38,6% 38,2% AP/PL 1,8% 1,6% 2,7% Apesar do aumento de faturamento, os indicadores de solvência da companhia têm se comportado de forma equilibrada, sobretudo pelos lucros acumulados no período. Quando se analisa o seu grau de imobilização, esse indicador também tem se situado em um nível aceitável, o que mostra uma maior disponibilidade para investimentos. 3. Análise Estratégica A estratégia da Alfa foi dividida em tópicos, como se observa a seguir Produtos Na tabela 8, um perfil dos principais produtos da Alfa Seguradora e da Alfa Previdência e Vida divididos segundo o público-alvo: para pessoas, empresas e previdência. Tabela 8 Alfa Seguradora + Alfa Previdência e Vida Produtos Existentes Características Seguros para Pessoas Seguros para Empresas Previdência Descrição Alfa Residência Alfa Car (Alfa Car, Alfa Car Importados) Alfa Multirriscos (Alfa Empresas, Alfa Imobiliárias, Canal Afinidades) Alfa Vida (Alfa Vida, Alfa Vida Sindicatos, Alfa Vida Global, Alfa Escolar e Alfa Vida Empresa) Alfa Car (Alfa Car Frotas) AlfaPrev PGBL/VGBL AlfaPrev VIP AlfaPrev para Crianças De um modo geral, a busca por produtos eficientes (e de acordo com os melhores padrões de mercado) é uma preocupação da companhia. 22

23 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida 23

24 Relatório Anual Marketing O Departamento de Marketing trabalha de acordo com as estratégias definidas pelas áreas de negócio e diretorias. Também é responsável pela Comunicação Interna da Seguradora tais como divulgação dos objetivos a todos os funcionários, além de comunicações gerais e de Produtos/Serviços, novas contratações de pessoas, novas filiais, procedimentos, etc. Na tabela 9, mais detalhes desta estratégia. Tabela 9 Marketing Estratégia Principal Área Institucional Corretores Canal Afinidade Alfa Previdência Detalhes Sustentabilidade/Responsabilidade Social Campanhas Internas Comunicação Marketing Direto Relacionamento Campanhas de Incentivo Campanhas de Incentivo Treinamento /capacitação Suporte de vendas / Pontos de venda Relacionamento / Marketing Direto - Clientes Na tabela 10, projetos específicos realizados com parceiras da Alfa Seguradora. Tabela 10 Marketing Projetos Específicos Parceria Campanha solidária Mães da Camacc Campanha Natal do Bem Descrição Desde 2002, a Casa Modelo de Apoio à Criança com Câncer (Camacc) ampara crianças e seus familiares, provenientes de outros estados para tratamento na capital paulista, propiciando apoio psicológico, educacional, nutricional e social, além de hospedagem, alimentação, vestuário e transporte aos hospitais. Pelo terceiro ano seguido, a Alfa Seguradora, em parceria com os corretores da Regional Campinas, além de fornecedores e parceiros de diversos segmentos, realiza a ação social denominada Campanha Alfa Seguradora - Natal do Bem. O objetivo da campanha é arrecadar bichinhos de pelúcia para atender as três alas do Hospital Boldrini, de Campinas (SP): radioterapia, quimioterapia e transplante ósseo. 24

25 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Campanha Natal do Bem Hospital Boldrini Campanha Solidária Mães da CAMACC 25

26 Relatório Anual Relacionamento com Clientes A Alfa Seguradora disponibiliza, por telefone ou pela internet, aos Segurados e Corretores, Canais de Atendimento para orientação, esclarecimento de dúvidas e solicitação de serviços. A empresa tem investido nesta área em treinamentos e contratação de pessoas com conhecimento na matéria de seguros. Assim, tornando a oportunidade de crescimento desses profissionais dentro da empresa, com bons resultados para ambas as partes. As demandas recebidas pelos clientes são tratadas primeiramente pelo SAC Serviço de Atendimento ao Cliente, e somente depois de esgotadas as possibilidades de acordo esses casos são encaminhados à Ouvidoria. Analogamente, a Ouvidoria é um canal independente que poderá avaliar as questões apresentadas pelos clientes, com posicionamentos imparciais. Além de apresentar sugestões às áreas operacionais no intuito de aprimorar seus processos internos. Na tabela 11, os objetivos principais da Ouvidoria. Tabela 11 Ouvidoria Objetivos Principais Objetivos Receber os recursos dos Consumidores. Informar sobre o encaminhamento e o andamento dado aos pedidos. Solucionar, de forma ágil e imparcial, eventuais dúvidas ou insatisfações dos clientes que, por algum motivo, não puderam ser resolvidas por meio dos canais de atendimento regulares. Conhecer as opiniões, os anseios, as insatisfações e os elogios dos Consumidores. Na tabela 12, alguns números obtidos. Tabela 12 Ouvidoria Números Obtidos Anos Números Nº de ocorrências abertas 103 Índice de respostas 100% Ocorrências respondidas em até 5 dias 60% Nº de ocorrências abertas 135 Índice de respostas 100% Ocorrências respondidas em até 5 dias 59% 26

27 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Especificamente, em 2013, outras informações foram obtidas: Dos casos existentes, 76% referiram-se a problemas com a área de Sinistros, compreendendo os ramos de Vida em Grupo, Automóveis e de Ramos Elementares. Das reclamações 44% foram apresentadas diretamente à Alfa e 56% das reclamações foram apresentadas através da SUSEP. Das reclamações 37% são oriundas de São Paulo, 16% do Distrito Federal e o restante das demais filiais. Das reclamações apresentadas 88% foram consideradas procedentes e 12% improcedentes. Das reclamações, 87% foram solucionadas em até 10 dias, demonstrando o cumprimento da nova Resolução CNSP 279/2013 que determina a redução do prazo para 15 dias do parecer final da Ouvidoria. De um modo geral, os números estão de acordo com o padrão almejado pela Seguradora. 27

28 Relatório Anual Governança Corporativa Um aspecto importante na análise dos procedimentos de uma seguradora consiste na avaliação dos seus procedimentos internos e compliance. Na tabela 13, um detalhamento maior dos conceitos utilizados. Tabela 13 Governança Corporativa Características Principais Responsabilidade Compliance Descrição A Seguradora está em conformidade com as exigências legais, relativo à Prevenção à Lavagem de Dinheiro e Prevenção a Fraudes. Nesse aspecto todos os funcionários realizaram treinamento e também foram desenvolvidas rotinas de monitoramento para o cumprimento da legislação. Outro aspecto relevante é a imediata identificação de Pessoas Politicamente Expostas - PPE, na qual é necessária a aprovação da Diretoria para a aceitação e/ou manutenção do negócio. Controles Internos A Seguradora possui o sistema de Controles Internos, no qual estão mapeados os riscos e controles referentes a todos os processos das operações de seguro e previdência privada. A metodologia utilizada para a construção da matriz de risco é o CSA - Control Self Assessment. O ciclo de auto-avaliação é realizado semestralmente, sendo formalizado pela Gerência de Controles Internos um cronograma de trabalho o qual é aprovado pela Diretoria. Risco Operacional A Seguradora define risco operacional como o risco de perda resultante de processos internos causados por pessoas e ou sistemas inadequados ou falhos e também por eventos externos que ocasionem ou não a interrupção de negócios. 28

29 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Responsabilidade Comitê de Contingência Descrição Foi criado em 2001 o Comitê de Contingência para estabelecer ações para a continuidade dos negócios (PCN), em caso de eventos que possam impedir as rotinas das operações. Desde então, várias ações foram implementadas e melhorias são realizadas a cada período. Em 2012, foram realizados testes em maio e no segundo semestre foi feito projeto para modernização e atualização tecnológica do site de contingência. Em 2013, semestralmente foram realizados os testes de contingência. Comitê de Auditoria No Comitê de Auditoria é apresentado o plano anual dos trabalhos de Auditoria e o acompanhamento dos resultados ao longo do ano. 29

30 ALFASEGNews Edições Publicadas em 2013

31

32 Relatório Anual SAC: Para uso exclusivo de deficientes auditivos: Ouvidoria Para uso exclusivo de deficientes auditivos:

Relatório Anual 2012

Relatório Anual 2012 Relatório Anual 2012 Alfa Seguradora Alfa Previdência e Vida Relatório Anual Exercício 2012 3 Relatório Anual 2012 Rating de Seguros Consultoria www.ratingdeseguros.com.br Responsável Técnico Francisco

Leia mais

relatório anual 2014 Relatório Anual

relatório anual 2014 Relatório Anual relatório anual 2014 Relatório Anual Relatório Anual Exercício 2014 Rating de Seguros Consultoria www.ratingdeseguros.com.br Responsável Técnico Francisco Galiza galiza@ratingdeseguros.com.br 3 Relatório

Leia mais

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA Exercício 2008 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Exercício 2008 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL Relatório 1. Institucional

Leia mais

FEDERAL SEGUROS RELATÓRIO. Responsabilidade Técnica: CLASSIFICAÇÃO: COR VERDE De Boa para Muito Boa Março / 2005.

FEDERAL SEGUROS RELATÓRIO. Responsabilidade Técnica: CLASSIFICAÇÃO: COR VERDE De Boa para Muito Boa Março / 2005. FEDERAL SEGUROS RELATÓRIO Análise Econômica CLASSIFICAÇÃO: COR VERDE De Boa para Muito Boa Março / 2005 Responsabilidade Técnica: www.ratingdeseguros.com.br Sócio Principal: Francisco Galiza e-mail: galiza@ratingdeseguros.com.br

Leia mais

Relatório. Análise Econômica. Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul. Muito Boa Março/2011

Relatório. Análise Econômica. Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul. Muito Boa Março/2011 Relatório Análise Econômica Cia. Excelsior de Seguros Classificação: Cor Azul Muito Boa Março/2011 www.ratingdeseguros.com.br Responsável Técnico: Francisco Galiza Email: galiza@ratingdeseguros.com.br

Leia mais

RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO. Classificação: Cor Azul Muito Boa

RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO. Classificação: Cor Azul Muito Boa Classificação: Cor Azul Muito Boa Exercício Exercício Grupo Marítima Seguros Classificação: Cor Azul - Muito Boa Relatório 1. Institucional 2. Análises Econômica e Financeira 2.1 Evolução 2.2 Total 2.3

Leia mais

RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO. Classificação: Cor Azul

RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO. Classificação: Cor Azul RELATÓRIO FINANCEIRO & Classificação: Cor Azul Muito Boa Exercício 2012 Exercício 2012 Grupo Marítima Seguros Classificação: Cor Azul - Muito Boa Relatório 1. Institucional 2. Análises Econômica e Financeira

Leia mais

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA

GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA GRUPO MARÍTIMA SEGUROS RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA Exercício 2007 RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO Exercício 2007 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS

Leia mais

Critérios: Qualificação:

Critérios: Qualificação: Classificação: COR AZUL MUITO BOA Agosto/2010 Critérios: O objetivo deste estudo é expressar uma opinião sobre os níveis de gerenciamento e de risco desta seguradora, a partir das análises quantitativa

Leia mais

Mairton Machado de Souza Diretor Comercial. Adriana Naves Diretora de Acidentes Pessoais. Ernesto Canedo Diretor de Bens Pessoais

Mairton Machado de Souza Diretor Comercial. Adriana Naves Diretora de Acidentes Pessoais. Ernesto Canedo Diretor de Bens Pessoais ACE SEGURADORA S.A. CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL Muito Boa Março/2006 Mairton Machado de Souza Diretor Comercial Adriana Naves Diretora de Acidentes Pessoais Ernesto Canedo Diretor de Bens Pessoais Gustavo

Leia mais

Manual do Credenciado SEGUROS

Manual do Credenciado SEGUROS Manual do Credenciado SEGUROS Cuidado inspirado em você. Prezado Credenciado, Com o objetivo de manter a qualidade do nosso relacionamento, e assim, aprimorar o atendimento aos nossos segurados, apresentamos

Leia mais

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007

Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 Análise econômica das novas regras de solvência das seguradoras brasileiras Francisco Galiza 1 Outubro/2007 1) Introdução Nos últimos dias úteis de 2006, o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP)

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

Grant Thornton Soluções integradas para o seu negócio

Grant Thornton Soluções integradas para o seu negócio Our partner to Grant Thornton Soluções integradas para o seu negócio 120+ where our Audit, Tax and and Advisory professional work together $4.2bn revenues 2012 2015 Grant Thornton Brazil Ltd. All rights

Leia mais

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar.

Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. Ao seu lado, onde você estiver, no que você precisar. 0 0 Participação da Indústria no PIB - Internacional Prêmios/PIB em % (2004) 1 1 A Indústria de Seguros no Brasil Desde a implantação do Plano Real,

Leia mais

Resultados do 3T08 PSSA3

Resultados do 3T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Porto Seguro Fundação Mudança de controle Líder Segmento Auto no Brasil Grupos Seguradores Funcionários diretos Sucursais e escritórios no Brasil Principais cidades 2 Estrutura Societária

Leia mais

AGILIDADE E SEGURANÇA Plataforma de negociação de alta tecnologia, que garante rapidez e segurança nas operações.

AGILIDADE E SEGURANÇA Plataforma de negociação de alta tecnologia, que garante rapidez e segurança nas operações. 1.6 Histórico Há 30 anos no mercado, a Futura Corretora iniciou suas atividades nos mercados de derivativos, como sóciafundadora da BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros). Desde sua fundação, vem disseminando

Leia mais

Página 1 de 8 IPI - Jurisdição - Regiões fiscais 18 de Maio de 2012 Em face da publicação da Portaria MF nº 203/2012 - DOU 1 de 17.05.2012, este procedimento foi atualizado (novas disposições - tópico

Leia mais

Release de Resultados do 1T10

Release de Resultados do 1T10 Release de Resultados do 1T10 Fale com R.I Relações com Investidores Tel: (11) 3366-5323 / 3366-5378 www.portoseguro.com.br, gri@portoseguro.com.br Porto Seguro S.A. Alameda Ribeiro da Silva, 275 1º andar

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 1T12

Reunião Pública dos Analistas 1T12 Reunião Pública dos Analistas Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados em 2011 Principais Realizações e

Leia mais

Uma fonte inédita de informação

Uma fonte inédita de informação Mensagem do Presidente Uma fonte inédita de informação Este trabalho, patrocinado pelo Sincor-SP, corresponde a uma expectativa do setor quanto aos dados relativos às corretoras de seguros, em um momento

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 1T11

Reunião Pública de Analistas 1T11 Reunião Pública de Analistas 1T11 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Líder nacional em seguro de residência Empregados Diretos Porto S/A Sucursais

Leia mais

Release de Resultado Janeiro/08

Release de Resultado Janeiro/08 PORTO SEGURO anuncia lucro líquido de R$10,0 milhões ou R$0,13 por ação em janeiro de 2008 São Paulo, 17 de Março de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados de janeiro de 2008. As

Leia mais

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados

Resultados do 2T09. Teleconferência de Resultados Resultados do 2T09 Teleconferência de Resultados Destaques do 2T09 2 Destaques do 2T09 em linha com a estratégia geral da Companhia Nossas conquistas do 2T09 são refletidas nos resultados da Companhia

Leia mais

5ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros

5ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros 5ª Conferência de Proteção do Consumidor de Seguros Meios de solução de controvérsias na relação de consumo de seguro Silas Rivelle Junior Ouvidor da Unimed Seguradora e Presidente da Comissão de Ouvidoria

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008

Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 Vencedoras - XI Prêmio Cobertura Francisco Galiza Outubro/2008 I) Critérios www.ratingdeseguros.com.br 1) Os dados usados serão os números de 2007 e do 1º Semestre de 2008. 2) Os prêmios serão dados nas

Leia mais

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35%

SEGUROS DIRETOS R$ 15.575.883 43,36% R$ 18.153.604 43,69% 16,55% DPVAT R$ 1.267.600 3,53% R$ 1.436.782 3,46% 13,35% MERCADO BRASILEIRO DE SEGUROS JAN A ABRIL 2011 Tomando por base os números divulgados hoje pela SUSEP através do sistema de informações SES (que tem como fonte os FIPS enviados pelas empresas) o mercado

Leia mais

Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS

Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS Proposta para a Licitação da Folha de Pagamentos de Benefícios do INSS Brasília, 11 de junho de 2014. SISTEMÁTICA ATUAL Desde 01/01/2010, o INSS direciona os benefícios para o vencedor do Lote, desde que

Leia mais

PRÊMIO ABF- AFRAS. Destaque em Responsabilidade Social WWW.DEPYLACTION.COM.BR. Elaborado por:

PRÊMIO ABF- AFRAS. Destaque em Responsabilidade Social WWW.DEPYLACTION.COM.BR. Elaborado por: PRÊMIO ABF- AFRAS Destaque em Responsabilidade Social Elaborado por: Depyl Action Franchising Av. Bias Fortes, 932 sl. 304 Lourdes CEP: 30170-011 Belo Horizonte / MG Fone: 31 3222-7701 Belo Horizonte,

Leia mais

Com a Liberty Seguros, você vende mais e ganha mais.

Com a Liberty Seguros, você vende mais e ganha mais. Com a Liberty Seguros, você vende mais e ganha mais. Prêmios distribuídos aos corretores de acordo com a pontuação nos produtos participantes. Venda de apólices = pontos = prêmios DIVERSOS PRÊMIOS: CARRO,

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS Governança Corporativa se faz com Estruturas O Itaú se orgulha de ser um banco essencialmente colegiado. A Diretoria atua de forma integrada e as decisões são tomadas em conjunto, buscando sempre o consenso

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

BRASIL BROKERS. Reunião Anual com Investidores APIMEC-Rio 2009

BRASIL BROKERS. Reunião Anual com Investidores APIMEC-Rio 2009 BRASIL BROKERS Reunião Anual com Investidores APIMEC-Rio 2009 2009 Brasil 2009 Brokers Brasil Todos Brokers os Direitos Todos os Reservados Direitos Reservados Esta apresentação não constitui uma oferta,

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3

ITR - Informações Trimestrais - 31/03/2015 - SUL AMERICA S/A Versão : 2. Composição do Capital 1. Proventos em Dinheiro 2. Balanço Patrimonial Ativo 3 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 Proventos em Dinheiro 2 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 3 Balanço Patrimonial Passivo 4 Demonstração do Resultado 5 Demonstração do Resultado Abrangente

Leia mais

REGULAMENTO 1. PERÍODO 2. PARTICIPANTES 3. PRODUTOS VÁLIDOS PARA A CAMPANHA 4. FORMAÇÃO DAS EQUIPES

REGULAMENTO 1. PERÍODO 2. PARTICIPANTES 3. PRODUTOS VÁLIDOS PARA A CAMPANHA 4. FORMAÇÃO DAS EQUIPES Regulamento REGULAMENTO 1. PERÍODO 1.1. A Campanha de Vendas denominada Liberty em Portugal e Liberty em Porto de Galinhas terá duração de oito meses, contados a partir de 1º de outubro de 2008, ou seja,

Leia mais

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48

PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$110,9 MILHÕES OU R$0,48 POR AÇÃO ATÉ MAIO DE 2008. São Paulo, 02 de julho de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os resultados dos 5M08. As informações

Leia mais

Release de Resultado 3T08

Release de Resultado 3T08 PORTO SEGURO ANUNCIA LUCRO LÍQUIDO DE R$75,0 MILHÕES OU R$0,33 POR AÇÃO NO E R$211,6 MILHÕES OU R$0,92 POR AÇÃO NO 9M08. São Paulo, 7 de Novembro de 2008 Porto Seguro S.A. (BOVESPA: PSSA3), anuncia os

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

Agenda de Treinamento de Produtos para Corretores - Matriz - 2014. PRODUTO julho Agosto Setembro AUTO 13 3156-1353 CONJUGADO COMPLETO 17 3156-1353

Agenda de Treinamento de Produtos para Corretores - Matriz - 2014. PRODUTO julho Agosto Setembro AUTO 13 3156-1353 CONJUGADO COMPLETO 17 3156-1353 Agenda de Treinamento de Produtos para Corretores - Matriz - 2014 PRODUTO julho Agosto Setembro AUTO 13 CONJUGADO COMPLETO 17 CONJUGADO AVANÇADO SAÚDE - COMPLETO 27 VIDA 20 10 SAÚDE PME GARANTIA RESIDENCIAL

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

A fórmula da Alterdata. Ladmir Carvalho

A fórmula da Alterdata. Ladmir Carvalho A fórmula da Alterdata Ladmir Carvalho Transformações expressivas ao longo do tempo 1989 A Alterdata é fundada em Petrópolis/RJ com sistemas de DP e Contabilidade 1990 Nasce a Escrita Fiscal 1991 Filial

Leia mais

A REVISTA DA. FAMília brasileira

A REVISTA DA. FAMília brasileira A REVISTA DA FAMília brasileira 80 anos presente na cultura brasileira Uma revista muito especial que faz sucesso entre seus leitores desde 1934 Um público numeroso e qualificado, comprovado pelos números:

Leia mais

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 (Estudo Técnico nº 175) François E. J. de Bremaeker Salvador, julho de 2012 2 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Associação

Leia mais

Resultados do 1T09. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008

Resultados do 1T09. Teleconferência de Resultados. Lançamentos de 2008 Resultados do 1T09 Teleconferência de Resultados Lançamentos de 2008 Felice (Nova Lima-MG) Beach Park Wellness Resort (Aquiraz-CE) ViVer Zona Sul (Porto Alegre-RS) Viver São J. Pinhais (São J. Pinhais-PR)

Leia mais

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL

ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL ÓRGÃO: JUSTIÇA FEDERAL Programa: 0569 - PRESTAÇÃO JURISDICIONAL NA JUSTIÇA FEDERAL Objetivo: Garantir pleno exercício do direito por meio da prestação dos serviços jurisdicionais, observando o disposto

Leia mais

8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária. Rio de Janeiro Agosto - 2010

8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária. Rio de Janeiro Agosto - 2010 Normas Internacionais de Supervisão 8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária Rio de Janeiro Agosto - 2010 Sumário: 1. Solvência II 2. International Association of Insurance Supervisors IAIS 3.

Leia mais

SUPER COTAÇÃO EMPRESARIAL

SUPER COTAÇÃO EMPRESARIAL REGULAMENTO DA CAMPANHA DE COMISSÃO ADICIONAL SUPER COTAÇÃO EMPRESARIAL TOKIO MARINE SEGURADORA S/A (TMS), inscrita no CNPJ sob o nº 33.164.021/0001-00 e TOKIO MARINE BRASIL SEGURADORA S/A (TMB), inscrita

Leia mais

Relatório da Administração. 1º Semestre de 2015

Relatório da Administração. 1º Semestre de 2015 Relatório da Administração 1º Semestre de 2015 Sumário 1. Senhores Acionistas... 3 2. Banco Luso Brasileiro S.A.... 3 3. Estrutura Acionária... 3 4. Desempenho Operacional... 3 5. Destaques do Semestre...

Leia mais

Financiamentos ao Comércio Exterior e Apoio aos Negócios Internacionais

Financiamentos ao Comércio Exterior e Apoio aos Negócios Internacionais Financiamentos ao Comércio Exterior e Apoio aos Negócios Internacionais Diretoria de Negócios Internacionais Setembro/2013 Banco do Brasil. Do Brasil para o mundo. Do mundo para o Brasil O Banco do Comércio

Leia mais

Experiências de APLs e outros Arranjos de Empresas no Estado do Rio de Janeiro: resultados alcançados e cenários futuros

Experiências de APLs e outros Arranjos de Empresas no Estado do Rio de Janeiro: resultados alcançados e cenários futuros Experiências de APLs e outros Arranjos de Empresas no Estado do Rio de Janeiro: resultados alcançados e cenários futuros > Lia Hasenclever (IE/UFRJ) 10º Encontro da ReINC 08 e 09 de novembro de 2007 Grupo

Leia mais

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%.

A Taxa Média de Retorno do Patrimônio Líquido foi equivalente a uma aplicação financeira com remuneração anual de 34,69% contra 24,94%. 1- INTRODUÇÃO: A SUSEP liberou no dia 07/03/2015 os números do Mercado de Seguros e Previdência referente ao mês de janeiro 2015. Cabe ainda lembrar que esses números se referem ao banco de dados SES o

Leia mais

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009

1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados. 14 de Maio de 2009 1º Trimestre de 2009 Teleconferência de Resultados 14 de Maio de 2009 Aviso Legal Informações e Projeções Algumas das afirmações aqui contidas se baseiam nas hipóteses e perspectivas atuais da administração

Leia mais

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006.

Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. Lucro Líquido de R$179,4 milhões ou R$2,33 por ação no 4T06 e R$460,2 milhões ou R$5,99 por ação em 2006. São Paulo, 28 de fevereiro de 2007 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia seu resultado

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 2T09 e 1S09

Apresentação dos Resultados do 2T09 e 1S09 Apresentação dos Resultados do 2T09 e 1S09 Comentários 2T09 Evolução dos prêmios auferidos no 2T09 em relação ao 2T08; Evolução da frota segurada; Sinistralidade das carteiras de automóvel na Azul Seguros

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO

RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO RELATÓRIO DA ADMINISTRAÇÃO Prezado Cooperado, Em 2012 a economia brasileira apresentou forte desaceleração, tendo uma das mais baixas taxas de crescimento da América Latina, inferior até as pessimistas

Leia mais

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS

SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS SEMINÁRIO NOVA LEI GERAL DE SEGUROS Marco Antonio Rossi Presidente da Fenaprevi Presidente da Bradesco Seguros Agenda Mercado Segurador Nacional Os direitos dos Segurados e Participantes Legislação O Brasil

Leia mais

Seguros, Previdência e Capitalização

Seguros, Previdência e Capitalização Seguros, Previdência e Capitalização Análise das contas Patrimoniais e do Resultado Ajustado do Grupo Bradesco de Seguros, Previdência e Capitalização: Balanço Patrimonial Mar10 Dez09 Mar09 Ativo Circulante

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JULHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Panorama e Perspectivas 2011/2012. Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização Panorama e Perspectivas / Mercado de Seguros, Previdência Complementar Aberta e Capitalização 1. Sumário Executivo... 2 2. Seguradoras do grupo de seguros gerais... 2 2.1 Ramos do grupo de seguros gerais...

Leia mais

Crescer agregando valor

Crescer agregando valor Crescer agregando valor Marcio Araujo de Lacerda Presidente do Conselho de Administração Maio de 2008 1/XX Orientações do Governo Mineiro Para Minas Gerais: Um Estado para Resultados Visão: Tornar Minas

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO

PERFIL CORPORATIVO FOCO NO CLIENTE. Sustentabilidade econômica e sócioambiental. Expansão da base geográfica RELACIONAMENTO PERFIL CORPORATIVO P Banco múltiplo privado com 20 anos de experiência no mercado financeiro P Sólida estrutura de capital e administração conservadora P Atuação em operações: Ativas Passivas Crédito Imobiliário

Leia mais

DE SEGUROS UM DOS MAIORES GRUPOS MUNDIAIS

DE SEGUROS UM DOS MAIORES GRUPOS MUNDIAIS UM DOS MAIORES GRUPOS MUNDIAIS DE SEGUROS Mais de 300 anos de atuação Negócios em mais de 140 localidades Operações em 30 países Cerca de 23 mil funcionários Mais de 17 milhões de clientes RSA SEGUROS

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 3T11

Reunião Pública dos Analistas 3T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 3T11 Porto Seguro História e Posição A empresa se desenvolveu e atingiu posição de liderança em Auto e Residência, e conta com forte estrutura operacional e de distribuição

Leia mais

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF

PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias. 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF PROCOMPI Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias 6ª Conferência Brasileira de APLs Brasília - DF Dezembro de 2013 OBJETIVO Promover a competitividade das micro e pequenas empresas

Leia mais

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08

LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 LOJAS RENNER DIVULGA R$ 511,4 MILHÕES DE RECEITA LÍQUIDA TOTAL NO 3T08 Porto Alegre, 30 de outubro de 2008 LOJAS RENNER S.A. (Bovespa: LREN3), segunda maior rede de lojas de departamentos de vestuário

Leia mais

Reunião Pública dos Analistas 4T11

Reunião Pública dos Analistas 4T11 Grjrr Reunião Pública dos Analistas 4T11 Porto Seguro Agenda Visão da Indústria de Seguros Cenário Atual Perspectivas Visão Geral da Porto Seguro Estrutura Linhas de Negócio Estratégia e Cultura Resultados

Leia mais

Aldemir Bendini Presidente do Banco do Brasil. Paulo Roberto Evangelista de Lima Diretor de Controles Internos do Banco do Brasil

Aldemir Bendini Presidente do Banco do Brasil. Paulo Roberto Evangelista de Lima Diretor de Controles Internos do Banco do Brasil 2 Aldemir Bendini Presidente do Banco do Brasil Paulo Roberto Evangelista de Lima Diretor de Controles Internos do Banco do Brasil Sérgio Camilo de Castro Silva Ouvidor do Banco do Brasil 3 4 Mensagem

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Agenda Dinâmica do Setor Imobiliário Estrutura Societária Modelo de Negócio Diferenciado Diversificação Geográfica e de Mercado Histórico de Resultado Operacional Futuros Projetos

Leia mais

& CLASSIFICAÇÃO DE RISCO

& CLASSIFICAÇÃO DE RISCO RELATÓRIO FINANCEIRO & CLASSIFICAÇÃO DE RISCO GRUPO MARÍTIMA SEGUROS COR AZUL CLASSIFICAÇÃO: MUITO BOA Exercício 2003 GRUPO MARÍTIMA SEGUROS CLASSIFICAÇÃO: COR AZUL MUITO BOA RESPONSÁVEL TÉCNICO FranciscoGaliza(email:galiza@gbl.com.br)

Leia mais

Sicoob Central Cecresp. Institucional

Sicoob Central Cecresp. Institucional Sicoob Central Cecresp Institucional Gestão DIRETOR PRESIDENTE Carlos Augusto de Macedo Chiaraba Sicoob Nossacred DIRETOR VICE PRESIDENTE Francisco Rao - Sicoob Crediconsumo CONSELHEIROS Antonio João Batista

Leia mais

Ramos e Silva. Centro Oeste Norte. Minas Gerais

Ramos e Silva. Centro Oeste Norte. Minas Gerais Centro Oeste Norte Minas Gerais Ramos e Silva Rua: Salgado Filho,nº 1596 - B. Nossa Senhora das Graças - Porto Velho - Rondonia - CEP 76.804-118 Telefone: (69) 3229-7537 E-mail: aldenia.lima@ramosilva.com.br

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO

MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO 2 PANORAMA DO GRUPO SEGURADOR 3 4 PERSPECTIVAS E EVOLUÇÃO FUTURA ESTRATÉGIA EM AÇÃO 1 MERCADO SEGURADOR BRASILEIRO Seguros Gerais 14 Milhões de Automóveis Segurados 7 Milhões

Leia mais

Apresentação Comercial. Generali Brasil Seguros

Apresentação Comercial. Generali Brasil Seguros Apresentação Comercial Generali Brasil Seguros O GRUPO GENERALI Liderança, a, solidez e presença a global Assicurazioni Generali SPA., fundada em 1831 em Trieste Itália. 85.000 funcionários no mundo e

Leia mais

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS Seminário POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS LEGISLAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E POLÍTICA DE SEGURANÇA Brasília DF 13 de setembro de 2012 Regulamentação da atividade de mototaxista Mesmo diante da ausência

Leia mais

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11

Earnings Release. Relação com Investidores. Destaques do 2T11. Brasil Insurance Anuncia Resultados do 2T11 Relação com Investidores Luis Eduardo Fischman Diretor de Relações com Investidores (55 21) 3433-5060 ri@brinsurance.com.br Teleconferência de Resultados 2T11 Terça-Feira, 16 de agosto de 2011 Português

Leia mais

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS OUTUBRO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

REUNIÃO APIMEC-SP 3T04. 30 de novembro 2004

REUNIÃO APIMEC-SP 3T04. 30 de novembro 2004 REUNIÃO APIMEC-SP 3T04 30 de novembro 2004 Índice Perfil Corporativo Desempenho Econômico-Financeiro Mercado de Capitais Responsabilidade Corporativa Perspectivas Disclaimer Declarações contidas nesta

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 2T10

Reunião Pública de Analistas 2T10 Reunião Pública de Analistas 2T10 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Maior seguradora do Brasil Posição Companhia `Principal Produto 1 Bradesco

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE ANEXO I DETALHAMENTO DO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO APLICÁVEL À PROVA DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA GERAL 10º EXAME DE QUALIFICAÇÃO TÉCNICA 1. LEGISLAÇÃO E ÉTICA PROFISSIONAL. a) A LEGISLAÇÃO SOBRE A ÉTICA PROFISSIONAL

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009

Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Brasil Brokers divulga seus resultados do 4º Trimestre de 2009 Rio de Janeiro, 10 de março de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (Bovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de intermediação

Leia mais

A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 2009 A 2012

A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 2009 A 2012 A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE 2009 A 2012 BRASIL Série Estudos e Pesquisas A EVOLUÇÃO DAS MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO PORTE DE 2009 A 2012 Junho/2014 Estudos e Pesquisas

Leia mais

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CARGO DE TÉCNICO BANCÁRIO NOVO CARREIRA ADMINISTRATIVA

CAIXA ECONÔMICA FEDERAL CONCURSO PÚBLICO PARA FORMAÇÃO DE CADASTRO DE RESERVA PARA O CARGO DE TÉCNICO BANCÁRIO NOVO CARREIRA ADMINISTRATIVA Técnico Bancário Novo AC Cruzeiro do Sul 1618 CR* Técnico Bancário Novo AC Rio Branco 6648 CR * Técnico Bancário Novo AC Sena Madureira 1065 CR* Técnico Bancário Novo AL Maceió 22524 CR * Técnico Bancário

Leia mais

Plano de Negócios. Dojô. Empresa: Empresa Modelo

Plano de Negócios. Dojô. Empresa: Empresa Modelo Plano de Negócios Dojô Empresa: Empresa Modelo Responsável: Administrador do Sistema 20/09/2009 Introdução Enunciado do Projeto Identificamos a oportunidade de oferecer aos atletas e praticantes de artes

Leia mais

Cadastro das Principais

Cadastro das Principais 46 Cenário Econômico Cadastro das Principais Corretoras de Seguros Primeiras conclusões Francisco Galiza O estudo ESECS (Estudo Socioeconômico das Corretoras de Seguros), divulgado pela Fenacor em 2013,

Leia mais

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS AGOSTO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

Basimóvel Consultoria Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes

Basimóvel Consultoria Imobiliária S/A. Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes Basimóvel Consultoria Imobiliária S/A Demonstrações Contábeis acompanhadas do Parecer dos Auditores Independentes 30 de Junho de 2007 (Período compreendido entre 06 de Junho e 30 de Junho de 2007) 1/11

Leia mais

Divulgação de Resultados 3T11

Divulgação de Resultados 3T11 Divulgação de Resultados 3T11 15 de Novembro de 2011 Palestrantes Luis Eduardo Fischman Diretor Financeiro e de RI José Ricardo Brun Fausto Diretor Operacional 2 Disclaimer Esta apresentação não constitui

Leia mais

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na

Nos últimos anos, o setor de seguros brasileiro vem sofrendo uma. série de transformações. Algumas delas podem ser visualizadas na Visão das Seguradoras: Uma análise da distribuição de seguros no Brasil Francisco Galiza Mestre em Economia (FGV), membro do Conselho Editorial da FUNENSEG, catedrático pela ANSP e sócio da empresa "Rating

Leia mais

PORTOSEG S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO

PORTOSEG S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO RELATÓRIO DESCRITIVO DA ESTRUTURA DE GERENCIAMENTO DE RISCOS DATA-BASE: JANEIRO/2014 PORTOSEG S.A. CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO Contexto Operacional A Portoseg S.A. Crédito, Financiamento e Investimento

Leia mais

Fitch Afirma Ratings do Banco Fator e da Fator Seguradora; Perspectiva Revisada Para Negativa

Fitch Afirma Ratings do Banco Fator e da Fator Seguradora; Perspectiva Revisada Para Negativa Fitch Afirma Ratings do Banco e da Seguradora; Perspectiva Revisada Para Negativa Fitch Ratings - São Paulo/Rio de Janeiro, 16 de outubro de 2014: A Fitch Ratings afirmou, hoje, os Ratings Nacionais do

Leia mais

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social

Instituto Nacional do Seguro Social INSS Concurso Público para Analista do Seguro Social As inscrições para o concurso público do Instituto Nacional do Seguro Social INSS estarão abertas no período de 12 de agosto a 13 de setembro. São 300 vagas para o cargo de Analista do Seguro Social, sendo

Leia mais

ÍNDICE RELATÓRIO SIOR 2012. Pág. 02 NOTÍCIAS 2011/2012. Pág. 03 ANÁLISE DAS DEMANDAS. Pág. 04 GRÁFICO DE DEMANDAS POR ESTADO. Pág.

ÍNDICE RELATÓRIO SIOR 2012. Pág. 02 NOTÍCIAS 2011/2012. Pág. 03 ANÁLISE DAS DEMANDAS. Pág. 04 GRÁFICO DE DEMANDAS POR ESTADO. Pág. RELATÓRIO SIOR 2012 ÍNDICE NOTÍCIAS 2011/2012 ANÁLISE DAS DEMANDAS GRÁFICO DE DEMANDAS POR ESTADO TEMPO DE ATENDIMENTO DEMANDAS CONSIDERADAS PROCEDENTES MAPA DAS PRINCIPAIS DEMANDAS CONSIDERADAS PROCEDENTES

Leia mais

Data: 23 e 24 de maio de 2013 Horário: 08h00-17h00 Centro de Convenções Rebouças. Av. Rebouças, 600 (estacionamento) Av. Dr.

Data: 23 e 24 de maio de 2013 Horário: 08h00-17h00 Centro de Convenções Rebouças. Av. Rebouças, 600 (estacionamento) Av. Dr. Data: 23 e 24 de maio de 2013 Horário: 08h00-17h00 Centro de Convenções Rebouças. Av. Rebouças, 600 (estacionamento) Av. Dr. Enéas de Carvalho Aguiar, 23 (portaria 1) Cerqueira Cesar São Paulo - SP Todos

Leia mais