Julho de 2014 representou novo e importantíssimo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Julho de 2014 representou novo e importantíssimo"

Transcrição

1 Distribuição Gratuita Inova + 2 a edição Julho de 2014 GRUPO GELOG nell360.com.br Empresas Gelog de casa nova! Julho de 2014 representou novo e importantíssimo marco na existência do Grupo Gelog, quando todas as atividades portuárias da empresa foram transferidas para as novas instalações da Av. Marginal da Via Ancheita, bem a entrada do complexo portuário santista, em excepcional localização, cujo maior benefício é a facilidade de entrar e sair do terminal fugindo de boa parte das interferências e implicações impostas pelos rotineiros congestionamentos que afetam as empresas instaladas no bairro portuário da Alemoa, que é a única via de acesso ao Porto de Santos. A nova casa do grupo (Gelog, Omnitrans e Paulista), recebeu durante os últimos quatro meses investimentos de grande monta, visando adaptar o imóvel as reais necessidades e funcionalidades exigidas por sua carteira de clientes, largamente composta por empresas multinacionais e nacionais de grande expressão no mercado. Apesar de ser uma instalação ainda jovem, foram feitas amplas modificações, cuja abrangência exigiu altos investimentos na troca total do piso (nivelado a laser e revestido com epoxy) e nos telhados dos armazéns (14.000m²). Foi também executada obra parcial no calçamento do pátio de containers, além de ampla reforma nos escritórios, salas, banheiros, depósitos e no refeitório. A área frontal externa recebeu melhoramentos para ampliar o estacionamento de veículos particulares e construção de pátio de recepção de carretas. Internamente foi implantada nova iluminação que possibilita ampla segurança nas operações noturnas, obras de drenagem e escoamento de águas pluviais, instalação de moderno sistema de câmeras de vigilância, além de um sem número de outras melhorias que principalmente visaram o bem estar dos seus colaboradores, ao lhes proporcionar o melhor ambiente de trabalho possível. NOVO ENDEREÇO: Av. Margem Direita da Via Anchieta, Chico de Paula - CEP Santos-SP Foi ainda ressaltada à adição de mais m² aos originais m² - para utilização como pátio de estacionamento, engate e desengate de carretas e cavalos mecânicos, área esta, totalmente isolada dos pátios operacionais. Portanto, agora contíguos m² de área total. Na verdade, a nova casa substituiu de uma só vez quatro das cinco instalações que o grupo mantinha na Alemoa e no Chico de Paula, que embora próximos, a eficácia sentia os perversos efeitos do trânsito local. Como benefício adicional, a sinergia operacional e administrativa terá enormes avanços com esta integração. Nesta edição: Prof. Dr. Nelson Ludovico - Pág. 02 Ciclismo - Pág. 03 Investimentos Gelog - Pág. 04 Manual do Motorista - Pág. 05 Seguro: carta DDR - Pág. 06 CIL Centro de Integração Logística - Pág. 07 Side Lift e sua versatilidade - Pág. 08

2 ARTIGO Vamos conversar sobre Logística Internacional? (Parte 1) Prof. Dr. Nelson Ludovico Com a formação dos blocos econômicos e o surgimento de novas oportunidades oferecidas aos países em desenvolvimento como o Brasil, torna-se cada vez mais necessária a participação de serviços operacionais especializados, com o objetivo de se ter o melhor gerenciamento dos processos nos negócios internacionais, seja na exportação ou na importação. Com a logística, não importa onde o produto que foi adquirido se encontra, pois com os modernos sistemas de transportes que facilitam as atividades das empresas prestadoras de serviços, se pode obter resultados não somente com a redução de custos, mas também de tempo nas operações. A partir da globalização de produtos e mercados, a logística internacional tem cada vez mais participação pois sempre apresenta novos caminhos e direções, fazendo com que as negociações entre empresas se tornem cada vez mais sólidas. Uma definição clássica é de que a logística é o ramo da ciência militar que lida com a obtenção, a manutenção e o transporte de materiais, pessoal e instalações, ou seja, um contexto puramente militar. Mas, o Conselho de Administração Logística (CLM, sigla do inglês Council of Logistics Management) define a logística como um processo de planejamento, implementação e controle do fluxo eficiente e economicamente eficaz de matérias-primas, estoque em processo, produtos acabados e informações relativas desde o ponto de origem até o ponto de consumo, com o propósito de atender às exigências dos clientes. A missão do sistema logístico é definida em termos de produtos/mercados e critérios de desempenho a serem atendidos e estabelecidos. Portanto, a missão da logística é dispor a mercadoria ou o serviço certo, no lugar certo, no tempo certo e nas condições desejadas, ao mesmo tempo em que fornece a maior contribuição à empresa A efetividade das atividades da logística pode ser avaliada pelo reconhecimento do cliente, ou seja, sua disposição em pagar por um produto ou serviço valor superior ao custo de sua obtenção, ou seja, a logística adiciona valor ao cliente. Normalmente, um negócio gera 4 tipos de valor em produtos ou serviços: 1. Forma: valor criado pela manufatura à medida que as entradas são transformadas em saídas de maior valor. 2. Tempo: é de responsabilidade da logística o atendimento no prazo determinado, nem antes nem depois. 3. Lugar: a garantia das entregas nos pontos determinados pelo cliente. 4. Posse: de responsabilidade do marketing, engenharia e finanças, os quais criam valores que estimulam o consumidor a adquirir o produto. A logística é responsável pela criação de dois deles: tempo e lugar. Continuaremos na próxima edição. Nelson Ludovico é Pós-doutor em International Relations, Doutor e Mestre em Comércio Exterior e Negócios Internacionais, professor universitário desde 1980 atuando pela FGV/SP desde 1984 e na FGV-Management. Consultor internacional desde 1985, é autor de 12 livros técnicos na área internacional. 2

3 ESPORTE Luciene Ferreira fica com o 3º lugar no Campeonato Brasileiro de Estrada Luis Claudio Antunes Fotos: Luis Claudio Antunes/PortalR3 Equipe feminina e o técnico Kid A bicampeã brasileira, Luciene Ferreira da Silva, da equipe de São José dos Campos (Funvic/Marcondes César/Cannondale/Gelog/BrasilInvest) conquistou o terceiro lugar na prova de Estrada do Campeonato Brasileiro de Ciclismo, que foi realizado neste sábado (28) em um circuito no parque Damha, em São Carlos (SP). Luciene, que defendia o título, fez uma grande prova junto com as companheiras de equipe Fernanda Souza e Cristiane Pereira. As três se revezaram no pelotão e neutralizaram várias tentativas de fuga durante a prova. Já no final da prova, duas atletas adversárias conseguiram abrir uma vantagem sobre as demais adversárias e ficaram com o primeiro e segundo lugar no pódio. Na chegada com o pelotão, Luciene Ferreira mostrou que continua sendo uma das melhores sprintistas do Brasil. Ela arrancou forte, bateu as demais concorrentes e garantiu o terceiro lugar no pódio. Não conseguimos a vitória, mas tenho aqui comigo que lutamos até o último minuto. Mérito para quem venceu, mas levamos conosco a sensação de dever cumprido, lutamos muito, e isto conta muito para nós, disse Luciene Ferreira. Com a prova deste sábado, as meninas da equipe joseense encerram sua participação nesta edição do Campeonato Brasileiro de Ciclismo e agora já pensam na disputa dos Jogos Regionais de Caraguatatuba, que terá início na próxima semana. Patrocinadores da equipe: Prefeitura de São José dos Campos, através do FADENP, FAPI/FUNVIC, Construtora Marcondes César, Cannondale, Grupo Gelog, BrasilInvest, Amazoo Açaí, Kenda e Churrascaria Gramado. Apoios da equipe: Fizik, Rudy Project, DMT, DKS Bikes, GU Energy Brasil, Fastcycle, Rodas VZan, Mauro Ribeiro Sports e PortalR3. julho de

4 Investimentos O Grupo Gelog não para! Os acionistas do Grupo Gelog, dispostos a proporcionar eficaz atendimento para a sua vasta carteira de embarcadores, notadamente focados em atividades ligadas ao comércio exterior brasileiro, continua investindo em máquinas, caminhões, equipamentos, sistemas e treinamento de pessoal, visando acompanhar a demanda futura. O esforço está proporcionalmente distribuído entre as três companhias pertencentes ao grupo: Gelog Locações e Transportes, Omnitrans Logística e a Paulista Terminal, que conjuntamente atendem à demanda de seus clientes na área de comércio exterior, com ampla gama de serviços como transporte, armazenagem geral e REDEX, separação, etiquetagem, embalagem, unitização, desunitização, embarques, lavagem de isotank e operações com cargas especiais. A lista de investimentos já realizados, em andamento e já programados para o ano de 2014, é extensa e diversificada, abrangendo dezenas de itens móveis e imóveis. O Grupo Gelog sediado em Santos, em conjunto logístico composto por pátio de containers e armazéns em área com mais de m², também está presente em Campinas, Paulínia, Guarulhos e Pindamonhangaba; atendendo com estas unidades todas as necessidades de quem exporta e importa, além de transportar carga fechada para todas as regiões do país. Aquisição da Paulista Terminal REDEX, cujas instalações exigiram troca total de piso e cobertura em 14 mil m² de armazéns; além de reforma de 47 mil m² de calçamento. Aquisição de mais de duas centenas de rastreadores OnixSmart2 Híbrido comunicação via GPRS e Satelital de última geração da OnixSat. 2 empilhadeiras para containers modelo stacker HYSTER, com capacidade para 5 containers de altura e até 45 ton Aquisição de terreno com m² as margens da Rodovia Zeferino Vaz no município de Paulínia e construção de Terminal de Containers no local. Aquisição de 10 empilhadeiras de 2,5 ton das marcas Toyota e Hyster 18 conjuntos de bi trem para 50 ton de carga líquida fornecidos por Iveco e Facchini 4

5 TREINAMENTO Manual do Motorista Importante ferramenta que contribuiu para o sucesso da recertificação do processo SASSMAQ da GELOG no mês de Maio passado, foi o novo Manual do Motorista do grupo, elaborado a várias mãos e reescrito levando em consideração as novas normas legais e principalmente a Lei /12, conhecida como Lei do Descanso, que normatizou a jornada laboral dos condutores de veículos de carga em todo o território nacional. Manual com mais de oitenta páginas foi considerado bem completo pelos auditores do processo e contém informações que abrangem desde o tópico sobre cargas, constantes do Código Civil Brasileiro, passa por farta informação sobre cargas normais e perigosas, simbologia de produtos perigosos, partes importantes do Código de Trânsito e expressivo número de informações pertinentes a transporte, manuseio, empilhamento, check list de viagem, direitos e obrigações e tópicos sobre gerenciamento de riscos. Adicionalmente, foca tipos de cargas, veículos, capacidade de carga, principais distâncias rodoviárias, apresentação pessoal, política geral da empresa, política de saúde, meio ambiente e segurança, documentação obrigatória de cargas domésticas e de comércio exterior, uso operacional de rastreadores, tipos de cargas e containers; além de informações úteis ao perfeito desempenho de suas atribuições profissionais. julho de

6 SEGURO DDR - Cláusula de Dispensa do Direito de Regresso Todo transportador de bens é obrigado pela legislação a obter junto a uma seguradora, apólice obrigatória de RCTR-C Responsabilidade Civil Transporte Rodoviário Carga. O parecer SUSEP/DIRAT 212/14, declara não existir carta DDR para cobertura e ou substituição de seguros obrigatórios. A emissão de cartas de seguradoras para seguro de RCTR-C não leva segurança ao transportador. Desta forma pode se afirmar que a forma correta de oferecer DDR para o seguro de RCTR-C, é através da contratação, por parte do embarcador, de uma apólice de RCTR-C para cada transportador (não pode ser uma para todos, precisa ser uma para cada) que prestar serviço na empresa; porém sem abrir mão da cobrança do GRIS. Mais importante ainda é o transportador ter consciência que a taxa de seguro cobrada de seus clientes não serve apenas para pagar os custos com a apólice de responsabilidade civil, mas também para cobrir riscos inerentes a apropria atividade de transporte, que não estão previstos nas cláusulas e nas franquias, portanto sendo absorvidos diretamente pelo caixa das transportadoras. Na outra ponta, por ser o RCTR-C um seguro que cobre apenas perdas advindas de colisão e ou incêndio da carga, é compelido a obter a emissão de uma segunda apólice esta não obrigatória - chamada RCF-DC Responsabilidade Civil Facultativa Desaparecimento de Carga, a qual complementa a cobertura necessária, mas debaixo de severas condicionantes que remetem a necessidade de perfeito plano de gerenciamento de riscos, sempre com o intuito de proteger o bem alheio que lhe foi confiado para transporte de um ponto a outro conforme as instruções de seus embarcadores. Entretanto, o problema não acaba aí, visto que as seguradoras produzem uma listagem com restrições e solicitação de proteção adicional durante o transporte de mercadorias de maior valor agregado ou de fácil colocação no mercado marginal. E aí entra a necessidade de escoltas especializadas, licenciadas e registradas nos órgãos competentes, somando-se também a utilização de rastreadores satelitais, híbridos ou via celulares, sempre dependendo do grau de periculosidade do trajeto e da cobertura da rede de telefonia para evitar perda de sinal e portanto facilitar a ação dos marginais especializados no roubo de cargas. Como não se sabe exatamente qual a demanda diária de cargas mais susceptíveis a sinistros, torna-se necessário equipar a frota inteira com aparelhos de rastreamento de última geração, compostos por um sem número de acessórios para travamento de portas, sensor de carona, trava de quinta-roda, localizador de semi-reboque, telas de sensibilidade nas janelas, protetores de estribo, além de aparelhos localizadores espalhados em pontos cegos dentro da cabine e sem o conhecimento do motorista, isto para a sua própria segurança. Como tudo isto, torna-se imprescindível a cobrança destes dois seguros, mais a taxa de gerenciamento de risco, já que cartas DDR normalmente contém enorme série de senões que deixam enormes lacunas que possibilitam as seguradoras dos clientes manifestarem os mais variados motivos para imputar a culpa de sinistros apenas contra seus transportadores. Desta forma pode se afirmar que a forma correta de se oferecer DDR para o seguro de RCTR-C, é através da contratação, por parte do embarcador, de uma apólice de RCTR-C para cada transportador (não pode ser uma para todos) que prestar serviço na empresa. 6

7 É notícia! CIL Centro de Integração Logística (Min. Transportes) O Grupo Gelog, foi convidado pelo Secretário Nacional dos Transportes para participar no dia , em Brasília-DF, do 2º evento relativo ao Projeto de Desenvolvimento de Metodologia para Implementação de Centros de Integração Logística CIL, o qual objetiva subsidiar políticas públicas voltadas à promoção da inter e multimodalidade no transporte de cargas no Brasil, indicando oportunidades e prioridades que contribuam para a implantação dessas estruturas. Trata-se evidentemente de um início de estudo, para o qual o Ministério dos Transportes contratou o corpo logístico da renomada COPPE/RIO como mediadora dos diversos encontros que antecederão a etapa final, que consistirá em apresentar ao Ministério o formato mais adequado aos anseios dos operadores logísticos brasileiros. Inovadores Na primeira rodada os participantes que nos antecederam, levantaram cento e seis relevantes questões, e estas nos foram apresentadas para comentários e sugestões. No decorrer dos trabalhos foram-nos apresentados questionários cruzados, os quais após preenchidos foram imediatamente avaliados em formulação matemática, quanto a consistência apresentada, quesito no qual a Gelog se sobressaiu. Sabemos tratar-se de algo ainda muito incipiente, mas tudo tem que ter um começo, então nossa obrigação é acreditar e contribuir com ideias e sugestões que possam servir de algum parâmetro para balizar com a maior aderência possível o estudo final que será avaliado pelas autoridades. A próxima rodada será em Julho no Rio de Janeiro, e logo após em São Paulo. Frases que ouvimos por aí. Os homens perdem a saúde para juntar dinheiro, e depois perdem o dinheiro para a recuperar. Por pensarem ansiosamente no futuro, esquecem o presente, de tal forma que acabam por nem viver no presente nem no futuro. Vivem como se nunca fossem morrer e morrem como se não tivessem vivido (Confúcio) Quando metade da população entende a ideia que não precisa trabalhar, pois a outra metade da população irá sustentá-la, e quando esta outra metade entende que não vale mais a pena trabalhar para sustentar a primeira metade, então chegamos ao começo do fim de uma nação. (Margareth Tatcher) Como a gente se engana com as pessoas, ainda bem que decepção não mata... ensina a viver. (Autor desconhecido...) Se há algum segredo do sucesso, consiste na habilidade de aprender o ponto de vista do outro e ver as coisas tão bem pelo ângulo dele, como pelo seu. (Henry Ford) Dificilmente existirá alguma coisa neste mundo que alguém não possa fazer um pouco pior e vender um pouco mais barato, e as pessoas que consideram somente preços são as merecidas vítimas. (John Ruskin) julho de

8 DESTAQUE Side Lift Gelog A busca por constante inovação levou a Gelog até este equipamento. O equipamento conhecido como side lift, é na verdade um guindaste auto portante largamente utilizado no exterior para carregamento, descarregamento e transporte de containers de, e para locais onde não existem empilhadeiras Reach Stacker ou ponte rolante apropriada para a manipulação de cofres de carga padrão (ISO - International Organization for Standardization). Este equipamento foi desenvolvido na Alemanha, no final da década de 60 e foi ao longo dos anos constantemente aprimorado por suecos e neozelandeses, tomando-se cada vez mais versátil. A Gelog, sempre pensando em inovações que facilitem suas operações e ao mesmo tempo possa levar maior benefício a seus clientes, adquiriu duas primeiras unidades para colocar à disposição de embarcadores que, seja por volume, limitação física de instalações, recebimento esporádico de Side Lift da Gelog, operando em ambiente coberto produtos, máquinas e equipamentos, além de variadas características operacionais que exijam a locação de dispendiosos guindastes; consegue levar solução a custo bem competitivo. Atualmente este aparelho é capaz de transportar um container de 40 ou dois de 20 até 45 ton, e fazer sua descarga, além de empilhar a duas alturas, com rapidez e segurança operacional. GRUPO GELOG GELOG

FUNDADA em outubro de 2002, a Gelog nasceu da visão de seus

FUNDADA em outubro de 2002, a Gelog nasceu da visão de seus FUNDADA em outubro de 2002, a Gelog nasceu da visão de seus controladores em oferecer soluções simples e eficazes na gestão e relacionamento, circundando o processo como um todo, desde o fluxo da informação,

Leia mais

Fundada em novembro de 2002, a Gelog nasceu da visão de seus controladores em oferecer soluções

Fundada em novembro de 2002, a Gelog nasceu da visão de seus controladores em oferecer soluções Nosso objetivo Fundada em novembro de 2002, a Gelog nasceu da visão de seus controladores em oferecer soluções simples e eficazes na gestão e relacionamento, circundando o processo como um todo, desde

Leia mais

Fundada em novembro de 2002, a Gelog nasceu da visão de seus controladores

Fundada em novembro de 2002, a Gelog nasceu da visão de seus controladores Nosso objetivo Fundada em novembro de 2002, a Gelog nasceu da visão de seus controladores em oferecer soluções simples e eficazes na gestão e relacionamento, circundando o processo como um todo, desde

Leia mais

PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTO DE TRANSPORTE DE CONTÊINER

PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTO DE TRANSPORTE DE CONTÊINER PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTO DE TRANSPORTE DE CONTÊINER PLANILHA REFERENCIAL DE CUSTOS PARA O TRANSPORTE DE CONTÊINER julho-11 Percurso de ida e volta Contêiner até 25 t Contêiner acima de 25 t até 30

Leia mais

Parte de nossa história em algumas palavras...

Parte de nossa história em algumas palavras... Parte de nossa história em algumas palavras... José Renato Paiva, trazendo todo o seu conhecimento e experiência em logística de transporte terrestre, adquiridos desde sua adolescência e somados em mais

Leia mais

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos

A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA. vem apresentar à sua empresa um programa completo de suporte às operações de logística, que atende aos 2012 Apresentação Luiz José de Souza Neto Union Modal Logística Integrada Rua Teixeira de Freitas, 72, cj. 23 Santos / SP - Tel.: 13 30613387 luiz@unionmodal.com.br A UNION MODAL LOGÍSTICA INTEGRADA LTDA.

Leia mais

Tel: 11 3382-1550 Fax: 11 3382-1551 Site: www.jwmtransportes.com.br E-mail: comercial@jwmtransportes.com.br

Tel: 11 3382-1550 Fax: 11 3382-1551 Site: www.jwmtransportes.com.br E-mail: comercial@jwmtransportes.com.br TRANSPORTE LOTAÇÃO / EXCEDENTE / INDIVISÍVEL / QUÍMICO / DTA CL Nº. 00341/2015 IFBQ OPERAÇÕES PORTUÁRIAS / MOVIMENTAÇÃO / LOGÍSTICA E ARMAZENAGEM Tel: 11 3382-1550 Fax: 11 3382-1551 Site: E-mail: Rev.:

Leia mais

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO

TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA SINTESE DAS ATIVIDADES TOTAL DE VAGAS REQUISITO TABELA DE CARGOS CARGOS DE NÍVEL MÉDIO CARGO Assistente Operacional Assistente Administrativo PRÉ- REQUISITO completo completo TOTAL DE VAGAS VENCIMENTO BASE CARGA HORÁRIA 01 R$ 1.813,45 40 horas 02 R$

Leia mais

Abordagens de Vendas / Estilos

Abordagens de Vendas / Estilos Quem somos. Somos uma empresa especializada em Gestão de Frotas, Seguros e Telemetria, Administrada por profissionais com mais de 20 anos de experiência no mercado, atuando em parceria com nossos clientes

Leia mais

Custeio do Transporte Rodoviário de Cargas

Custeio do Transporte Rodoviário de Cargas Custeio do Transporte Rodoviário de Cargas SUMÁRIO 1. Link Aula Anterior; 2. Gestão de Custos X Gastos; 3. Custo Direto, Indireto, Fixo e Variável; 4. Custo Marginal, Histórico, Orçado. 5. Etapas do Custeio;

Leia mais

A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL

A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL A GAMA TECNOLOGIA E SEGURANÇA PATRIMONIAL, entendendo a necessidade do mercado em serviços relacionados a segurança e proteção do patrimônio, reúne as melhores tecnologias em soluções de segurança e geolocalização.

Leia mais

PROGRAMA PRÓ CABOTAGEM POTENCIAL DA CABOTAGEM PARA O AGRONEGÓCIO

PROGRAMA PRÓ CABOTAGEM POTENCIAL DA CABOTAGEM PARA O AGRONEGÓCIO AGENDA PROGRAMA PRÓ CABOTAGEM POTENCIAL DA CABOTAGEM PARA O AGRONEGÓCIO O PROGRAMA PROGRAMA PARA DESENVOLVIMENTO DA CABOTAGEMNO BRASIL, COM A PARTICIPAÇÃO DOS ORGÃOS INTERVENIENTES, ATRAVÉS DE UM GRUPO

Leia mais

ALGUNS DIFERENCIAIS. Operadores a Diretoria.

ALGUNS DIFERENCIAIS. Operadores a Diretoria. A EMPRESA Desde nossa fundação em 1987, nos especializamos em Sistemas de Segurança. Ao longo destes anos de atuação no mercado, acumulamos experiência também em várias áreas como: Monitoramento, Logística,

Leia mais

Anexo IV Conhecimento específico Responsável Técnico. Estrutura Curricular do Curso para Responsável Técnico 125h/a

Anexo IV Conhecimento específico Responsável Técnico. Estrutura Curricular do Curso para Responsável Técnico 125h/a Anexo IV Conhecimento específico Responsável Técnico. Estrutura Curricular do Curso para Responsável Técnico 125h/a Módulo I Conhecimentos Básicos do Setor de Transporte de Cargas O Transporte Rodoviário

Leia mais

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios

São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios São Paulo: múltiplas oportunidades que impulsionam seus negócios A importância da economia paulista transcende as fronteiras brasileiras. O Estado é uma das regiões mais desenvolvidas de toda a América

Leia mais

LEI N. 2.174, DE 08 DE OUTUBRO DE 2013

LEI N. 2.174, DE 08 DE OUTUBRO DE 2013 LEI N. 2.174, DE 08 DE OUTUBRO DE 2013 Poder Legislativo Regulamenta área para estacionamento exclusivo de veículos pesados no Município de Lucas do Rio Verde - MT. O Prefeito do Município de Lucas do

Leia mais

DECLARAÇÃO. Quando as mercadorias forem usadas, as coberturas do seguro ficam automaticamente reduzidas para a COBERTURA BÁSICA RESTRITA C nº 01.

DECLARAÇÃO. Quando as mercadorias forem usadas, as coberturas do seguro ficam automaticamente reduzidas para a COBERTURA BÁSICA RESTRITA C nº 01. São Paulo, 31 de outubro de 2014. À RODOBORGES EXPRESS LOG INTEGRAD LTDA EPP CNPJ: 01.375.753/0003-06 CNPJ: 01.375.753/0004-97 DECLARAÇÃO Declara-se para todos os fins e efeitos que, a partir das 24 horas

Leia mais

Tipos de Cargas e Veículos - 10h/a

Tipos de Cargas e Veículos - 10h/a Conhecer a evolução do Transporte no mundo, relacionando as características econômicas, sociais e culturais. Compreender a função social do transporte e o papel da circulação de bens e pessoas. Conhecer

Leia mais

d) R$ 70.000,00 (setenta mil reais), exclusivamente para embarques de mercadorias usadas amparadas de pela Cobertura Básica Restrita (B).

d) R$ 70.000,00 (setenta mil reais), exclusivamente para embarques de mercadorias usadas amparadas de pela Cobertura Básica Restrita (B). SEGURADO SINDICATO DA INDUSTRIA DA CONSTRUCAO PESADA NO ESTADO DE MG CNPJ: 16.631.087/0001-35 EXTENSIVO ÀS EMPRESAS DO MESMO GRUPO E/OU CONSÓRCIOS LIMITE MÁXIMO DE GARANTIA Fica estabelecido que o limite

Leia mais

Desde 1993 a confiança e credibilidade conquistada é resultado do trabalho constante em comunicação objetiva e atendimento especializado.

Desde 1993 a confiança e credibilidade conquistada é resultado do trabalho constante em comunicação objetiva e atendimento especializado. ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA COM SÓLIDA EXPERIÊNCIA E CONHECIMENTO EM NEGÓCIOS, QUE PELO ATENDIMENTO ESPECIALIZADO, CLARO E ÁGIL, TORNOU-SE UMA MARCA DE EXCELÊNCIA. MSCB Advogados possui uma visão moderna de

Leia mais

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva

Unidade IV GERENCIAMENTO DE. Prof. Altair da Silva Unidade IV GERENCIAMENTO DE TRANSPORTE Prof. Altair da Silva Transporte em area urbana Perceba o volume de caminhões que circulam nas áreas urbanas em nosso país. Quais são os resultados para as empresas

Leia mais

www.transplaylog.com.br

www.transplaylog.com.br Soluções integradas para movimentação dos seus produtos. Ligue pra gente! (11) 3588-6868 / 3983-1793 - E-mail: comercial@transplaylog.com.br www.transplaylog.com.br QUEM SOMOS. A Transplay Logística é

Leia mais

Características Gerais dos Seguros de Transportes Internacionais: I Condições Gerais;

Características Gerais dos Seguros de Transportes Internacionais: I Condições Gerais; Coberturas de Riscos UNIDADE III: Seguros: modalidades, custos e legislação internacional do setor. Cláusulas e condições gerais das apólices de seguros Características Gerais dos Seguros de Transportes

Leia mais

Planilha Referencial de Custo de Transporte Rodoviário com Equipamento Silo ( Granéis Sólidos )

Planilha Referencial de Custo de Transporte Rodoviário com Equipamento Silo ( Granéis Sólidos ) Planilha Referencial de Custo de Transporte Rodoviário com Equipamento Silo ( Granéis Sólidos ) DECOPE/NTC A planilha referencial de granéis sólidos foi elaborada pelo DECOPE/NTC&LOGÍSTICA sob supervisão

Leia mais

MATRIZ: RUA DR. ALBERT SCHWEITZER, 1901 ALEMOA - SANTOS/SP - CEP 11095 520 T: 13 2101.2400 - F: 13 3296.4407 WWW.TRANSMODAL.COM.BR

MATRIZ: RUA DR. ALBERT SCHWEITZER, 1901 ALEMOA - SANTOS/SP - CEP 11095 520 T: 13 2101.2400 - F: 13 3296.4407 WWW.TRANSMODAL.COM.BR Ref. Transporte Rodoviário, Movimentação e Armazenagem de Mercadorias, Importação, Exportação, Mercado Interno e Limpeza Interna especializada de tanques (food grade). Prezados Senhores, Apresentamos um

Leia mais

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com

TMS e Roteirizadores. Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com TMS e Roteirizadores Breno Amorim brenoamorim@hotmail.com Definição TMS (Transportation Management System) é um produto para melhoria da qualidade e produtividade de todo o processo de distribuição. Este

Leia mais

POR QUE EMBARCAR COM A LOG-IN? Soluções logísticas que integram Brasil e MERCOSUL

POR QUE EMBARCAR COM A LOG-IN? Soluções logísticas que integram Brasil e MERCOSUL POR QUE EMBARCAR COM A LOG-IN? Soluções logísticas que integram Brasil e MERCOSUL SOBRE LOG-IN BENEFÍCIOS MONITORAMENTO 24HS DAS CARGAS Monitoramento de risco e informação de todas as viagens; INTERMODALIDADE

Leia mais

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu;

Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Estamos presentes no mercado de prestação de serviços logísticos há 11 anos; Temos Know-how europeu; Fazemos uma parceria total com o cliente, combinando redução de custos fixos e otimização de recursos

Leia mais

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013

Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 Pesquisa sobre Logística no E-commerce Brasileiro 2013 www.brazilpanels.com.br www.abcomm.com.br www.ecommerceschool.com.br Apoio: INTRODUÇÃO A Logística foi escolhida para ser o tema do primeiro estudo

Leia mais

Ir mais longe até onde for o futuro!

Ir mais longe até onde for o futuro! Ir mais longe até onde for o futuro! DOSSIER DE IMPRENSA 2010 Luís Simões A Luís Simões (LS) é composta por 10 empresas juridicamente autónomas e agrupadas em 3 unidades de negócio: transporte, logística

Leia mais

Excelência. locações e transporte Ltda. www.excelenciaguindastes.com.br

Excelência. locações e transporte Ltda. www.excelenciaguindastes.com.br www.excelenciaguindastes.com.br A Guindastes e uma empresa de Goiânia Goiás QUEM SOMOS que presta serviço em todo território nacional no segmento de Locação de Guindastes, Locação de Munck, Grupo Geradores,

Leia mais

12 dicas para baixar o preço do seguro do carro

12 dicas para baixar o preço do seguro do carro 12 dicas para baixar o preço do seguro do carro Especialistas ensinam a pagar mais barato sem assumir riscos demais cortando coberturas necessárias Carros antigos: seguros mais caros devido aos custos

Leia mais

FORÇA LOCAL ALCANCE GLOBAL

FORÇA LOCAL ALCANCE GLOBAL FORÇA LOCAL ALCANCE GLOBAL 1 1 Índice FedEx Corporation 3 fedex EM NÚMEROS 4 fedex Express 5 fedex no brasil 6 portfólio doméstico 8 Logística 9 Aéreo 10 Rodoviário 11 portfólio internacional 12 Envios

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2011

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2011 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Julho 2011 A QUALIDADE DA OFERTA DO NOVO ESTOQUE DE CONDOMÍNIOS LOGÍSTICOS COM FOCO NA DEMANDA E NO CENÁRIO ECONÔMICO ATUAL Pedro Poletto,

Leia mais

Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte.

Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte. GERENCIAMENTO DO TRANSPORTE Focaliza o aspecto econômico e de formação de preços dos serviços de transporte. Trade-off CUSTO x NÍVEL DE SERVIÇO FORMAÇÃO DO PREÇO FINAL Para elaboração de uma estratégia

Leia mais

APÓLICE COLETIVA DE SEGURO DE TRANSPORTE Coletânea de Perguntas e Respostas

APÓLICE COLETIVA DE SEGURO DE TRANSPORTE Coletânea de Perguntas e Respostas APÓLICE COLETIVA DE SEGURO DE TRANSPORTE Coletânea de Perguntas e Respostas 1. A quem se destina a apólice? R.: Destina-se às empresas associadas ao SICEPOT-MG, sendo extensivo às empresas do mesmo grupo

Leia mais

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas

20 de dezembro de 2010. Perguntas e Respostas Perguntas e Respostas Índice 1. Qual é a participação de mercado da ALL no mercado de contêineres? Quantos contêineres ela transporta por ano?... 4 2. Transportar por ferrovia não é mais barato do que

Leia mais

ABTI - Entidade que congrega as empresas brasileiras habilitadas ao Transporte Rodoviário Internacional de Cargas Fundada em 1974.

ABTI - Entidade que congrega as empresas brasileiras habilitadas ao Transporte Rodoviário Internacional de Cargas Fundada em 1974. ABTI - Entidade que congrega as empresas brasileiras habilitadas ao Transporte Rodoviário Internacional de Cargas Fundada em 1974. VISÃO DA ABTI SOBRE ASPECTOS LEGAIS DA PROFISSÃO DE MOTORISTA E FORMA

Leia mais

ABTI - Entidade que congrega as empresas brasileiras habilitadas ao Transporte Rodoviário Internacional de Cargas Fundada em 1974.

ABTI - Entidade que congrega as empresas brasileiras habilitadas ao Transporte Rodoviário Internacional de Cargas Fundada em 1974. ABTI - Entidade que congrega as empresas brasileiras habilitadas ao Transporte Rodoviário Internacional de Cargas Fundada em 1974. VISÃO DA ABTI SOBRE ASPECTOS LEGAIS DA PROFISSÃO DE MOTORISTA E FORMA

Leia mais

GESTÃO DA INOVAÇÃO - UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA DE RASTREAMENTO POR SATÉLITE PARA MELHOR EFICIÊNCIA DA GESTÃO LOGÍSTICA - ESTUDO DE CASO

GESTÃO DA INOVAÇÃO - UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA DE RASTREAMENTO POR SATÉLITE PARA MELHOR EFICIÊNCIA DA GESTÃO LOGÍSTICA - ESTUDO DE CASO ! "#$ " %'&)(*&)+,.- /10.2*&4365879&4/1:.+58;.2*=?5.@A2*3B;.- C)D 5.,.5FE)5.G.+ &4- (IHJ&?,.+ /?=)5.KA:.+5MLN&OHJ5F&4E)2*EOHJ&)(IHJ/)G.- D - ;./);.& GESTÃO DA INOVAÇÃO - UTILIZAÇÃO DA TECNOLOGIA DE

Leia mais

Pesquisa TERCEIRIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO NO BRASIL

Pesquisa TERCEIRIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO NO BRASIL Pesquisa TERCEIRIZAÇÃO DA MANUTENÇÃO NO BRASIL Data da Pesquisa: Junho 2009 Realização: Pesquisa realizada através do Site www.indicadoresdemanutencao.com.br Divulgação e Colaboração: Divulgação e colaboração

Leia mais

etta Corretora de Seguros AGILIDADE INOVAÇÃO TRANSPARÊNCIA CONFIANÇA

etta Corretora de Seguros AGILIDADE INOVAÇÃO TRANSPARÊNCIA CONFIANÇA A Jetta Corretora de Seguros foi criada a partir da identificação de uma demanda do mercado por serviços especializados em seguros, atuamos nas áreas de consultoria, assessoria e corretagem de seguros

Leia mais

7. Viabilidade Financeira de um Negócio

7. Viabilidade Financeira de um Negócio 7. Viabilidade Financeira de um Negócio Conteúdo 1. Viabilidade de um Negócios 2. Viabilidade Financeira de um Negócio: Pesquisa Inicial 3. Plano de Viabilidade Financeira de um Negócio Bibliografia Obrigatória

Leia mais

RESOLUÇÃO DP Nº 108.2006, DE 16 DE AGOSTO DE 2006.

RESOLUÇÃO DP Nº 108.2006, DE 16 DE AGOSTO DE 2006. RESOLUÇÃO DP Nº 108.2006, DE 16 DE AGOSTO DE 2006. INSTITUI O REGRAMENTO PARA GESTÃO DO TRÁFEGO PORTUÁRIO, SINALIZA E MONITORA A CIRCULAÇÃO DE VEÍCULOS, ESTABELECE ZONAS DE ESTACIONAMENTOS ROTATIVOS PARA

Leia mais

Categoria: Case: PAMTAX

Categoria: Case: PAMTAX PRÊMIO ANSP 2005 Categoria: Empresas de Prestação de Serviços Case: PAMTAX 2 Í N D I C E SINOPSE Pág. 4 PROBLEMA Pág. 5 A situação das seguradoras Pág. 6 A situação das transportadoras Pág. 8 SOLUÇÃO Pág.

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RISCOS

GERENCIAMENTO DE RISCOS GERENCIAMENTO DE RISCOS Desde nossa fundação em 1987, nos especializamos em Sistemas de Segurança. Ao longo destes anos de atuação no mercado, acumulamos experiência também em várias áreas como: Monitoramento,

Leia mais

1º Seminário de Gerenciamento de Riscos. Logistica - Soluções e Aplicações

1º Seminário de Gerenciamento de Riscos. Logistica - Soluções e Aplicações Logistica - Soluções e Aplicações 01 A saída para o transporte rodoviário é a Logistica integrada? Deveria ser, mas infelizmente o Brasil apostou no passado na implementação do transporte de cargas no

Leia mais

ABTI: Associação Brasileira de Transportadores Internacionais SETCERGS:

ABTI: Associação Brasileira de Transportadores Internacionais SETCERGS: ABTI: Associação Brasileira de Transportadores Internacionais SETCERGS: Sindicato das Empresas de Transportes de Carga e Logística no Estado do Rio Grande do Sul ESTATUTO DO MOTORISTA ESTUDO E SUGESTÕES

Leia mais

ESCLARECIMENTO Nº 01. Segue abaixo, perguntas formuladas por empresa participantes da licitação supra e a respectivas respostas de FURNAS:

ESCLARECIMENTO Nº 01. Segue abaixo, perguntas formuladas por empresa participantes da licitação supra e a respectivas respostas de FURNAS: ESCLARECIMENTO Nº 01 Segue abaixo, perguntas formuladas por empresa participantes da licitação supra e a respectivas respostas de FURNAS: 1. Pergunta: Quais são os limites de responsabilidae (LR) por viagem

Leia mais

TRANSQUALIT GERENCIAMENTO DE RISCOS

TRANSQUALIT GERENCIAMENTO DE RISCOS TRANSQUALIT Transqualit GRIS GERENCIAMENTO DE RISCOS INTRODUÇÃO Organizações de todos os tipos estão cada vez mais preocupadas em atingir e demonstrar um desempenho em termos de gerenciamento dos riscos

Leia mais

Comunicado à imprensa

Comunicado à imprensa PARA DIVULGAÇÃO IMEDIATA Contatos: Peter Klein Gerente Sênior Marketing Terex Port Solutions Tel.: +49 211 7102-3355 E-mail: peter.klein@terex.com Bruno Picini Marketing Terex Latin America Tel.: ++55

Leia mais

EMPRESA ESTRUTURA FROTAS MALHA LOGÍSTICA FRANQUIAS SERVIÇOS DIFERENCIAL CONTATO

EMPRESA ESTRUTURA FROTAS MALHA LOGÍSTICA FRANQUIAS SERVIÇOS DIFERENCIAL CONTATO EMPRESA ESTRUTURA FROTAS MALHA LOGÍSTICA FRANQUIAS SERVIÇOS DIFERENCIAL CONTATO Sob o pioneirismo do GRUPO JAD, atuante no mercado logístico há mais de 20 anos, a JADLOG visa disponibilizar um atendimento

Leia mais

EMPILHADEIRAS A COMBUSTÃO

EMPILHADEIRAS A COMBUSTÃO EMPILHADEIRAS A COMBUSTÃO Uma empilhadeira é uma máquina industrial utilizada para levantar e carregar materiais, normalmente através de garfos de metal que são inseridos por debaixo da carga. Geralmente,

Leia mais

Mudança Marítima Premium

Mudança Marítima Premium A MELLOHAWK Logistics é uma empresa especializada no transporte de mudanças para o Brasil. Seja sua mudança grande ou pequena, dispomos de várias opções para diminuir seus custos. Oferecemos a realização

Leia mais

Desafio Logístico 2013

Desafio Logístico 2013 1 Desafio Logístico 2013 Índice Introdução 3 A situação O desafio 5 5 Regras gerais 6 2 Introdução O desenvolvimento econômico do Brasil enfrenta inúmeros desafios sendo que um dos mais complexos está

Leia mais

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES

CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES CONDOMÍNIO FECHADO DE GALPÕES MODULARES Ilustração artística da portaria Rua Atilio Biscuola, nº 1.831 - Louveira - SP - Brasil 23 05 09.00 S 46 58 10.00 O SÃO PAULO DHL RODOVIA ANHANGUERA KM 72 Por que

Leia mais

S.MANCHETE EDITORIAL. colaboradores tiveram uma oportunidade única de aumentar e desenvolver seus conhecimentos ao lidar com cargas perigosas.

S.MANCHETE EDITORIAL. colaboradores tiveram uma oportunidade única de aumentar e desenvolver seus conhecimentos ao lidar com cargas perigosas. EDITORIAL 1 Nesta edição, apresentamos o sucesso do Programa para jovens aprendizes, uma grande oportunidade de iniciação no mercado de trabalho e crescimento profissional. Em seguida, divulgamos com satisfação

Leia mais

Royal & SunAlliance Seguros

Royal & SunAlliance Seguros Royal Acidentes Pessoais O maior patrimônio de uma empresa são as pessoas. Por isso, o Royal Acidentes Pessoais garante a tranqüilidade dos funcionários e de suas famílias diante de imprevistos ocorridos.

Leia mais

REGULAMENTO GERAL DE CREDENCIAMENTO E EXPLORAÇÃO DE PÁTIOS REGULADORES DE CAMINHÕES

REGULAMENTO GERAL DE CREDENCIAMENTO E EXPLORAÇÃO DE PÁTIOS REGULADORES DE CAMINHÕES REGULAMENTO GERAL DE CREDENCIAMENTO E EXPLORAÇÃO DE PÁTIOS REGULADORES DE CAMINHÕES Art. 1º - Este Regulamento Geral de Credenciamento e Exploração de Pátios Reguladores de Caminhões tem por finalidade

Leia mais

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS (TRC) SINISTROS e FRAUDES

TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS (TRC) SINISTROS e FRAUDES TRANSPORTE RODOVIÁRIO DE CARGAS (TRC) SINISTROS e FRAUDES 1.Considerações Básicas Quais os Riscos que afetam o TRC??? Riscos presentes no TRC Acidentes de Trânsito Transporte de Cargas em Geral Transporte

Leia mais

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa

Políticas de Segurança da Informação. Aécio Costa Aécio Costa A segurança da informação é obtida a partir da implementação de um conjunto de controles adequados, incluindo políticas, processos, procedimentos, estruturas organizacionais e funções de software

Leia mais

SISTEMAS DE TRANSPORTES

SISTEMAS DE TRANSPORTES ADMINISTRAÇÃO DE MATERIAIS, PRODUÇÃO E LOGÍSTICA SISTEMAS DE TRANSPORTES TRANSPORTES Transportes, para a maioria das firmas, é a atividade logística mais importante, simplesmente porque ela absorve, em

Leia mais

GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS LOGÍSTICOS: Um Estudo de Caso em um Operador Logístico Brasileiro

GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS LOGÍSTICOS: Um Estudo de Caso em um Operador Logístico Brasileiro GERENCIAMENTO DE ESCOPO EM PROJETOS LOGÍSTICOS: Um Estudo de Caso em um Operador Logístico Brasileiro Matheus de Aguiar Sillos matheus.sillos@pmlog.com.br AGV Logística Rua Edgar Marchiori, 255, Distrito

Leia mais

Código de prática para a gestão da segurança da informação

Código de prática para a gestão da segurança da informação Código de prática para a gestão da segurança da informação Edição e Produção: Fabiano Rabaneda Advogado, professor da Universidade Federal do Mato Grosso. Especializando em Direito Eletrônico e Tecnologia

Leia mais

Questionário de entrevista com o Franqueador

Questionário de entrevista com o Franqueador Questionário de entrevista com o Franqueador O objetivo deste questionário é ajudar o empreendedor a elucidar questões sobre o Franqueador, seus planos de crescimento e as diretrizes para uma parceria

Leia mais

NORMA FSC. Norma para a certificação de operações da cadeia de custódia Multi-site. FSC-STD-40-003 (Versão 1-0) PT

NORMA FSC. Norma para a certificação de operações da cadeia de custódia Multi-site. FSC-STD-40-003 (Versão 1-0) PT FOREST STEWARDSHIP COUNCIL INTERNATIONAL CENTER NORMA FSC Norma para a certificação de operações da cadeia de custódia Multi-site FSC-STD-40-003 (Versão 1-0) PT 2007 Forest Stewardship Council A.C. Todos

Leia mais

o que é franquia? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio.

o que é franquia? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio. 1 o que é franquia? Na essência, o Franchising consiste em replicar, em diversos locais ou mercados, um mesmo conceito de negócio. 2 Vários negócios se utilizam do franchising 3 evolução do franchising

Leia mais

Transportes e Logística

Transportes e Logística Transportes e Logística Quem somos? Fundada em 1973. Sediada na Cidade de São Caetano do Sul Estado de São Paulo. Atua no segmento de Logística Nacional e Internacional. Atende os seguintes Países: Brasil

Leia mais

Setores químico e petroquímico: as características dos produtos determinam a logística correta -

Setores químico e petroquímico: as características dos produtos determinam a logística correta - Setores químico e petroquímico: as características dos produtos determinam a logística correta - Setores onde um erro pode acarretar sérios danos ao meio ambiente, às pessoas e as próprias instalações

Leia mais

Amigos, Atenciosamente,

Amigos, Atenciosamente, Amigos, A MSCB Advogados Associados, é o braço jurídico da Zênite Assessoria e Consultoria Ltda., que há mais de 20 anos presta serviços às empresas que atuam na área de transporte de cargas e logística,

Leia mais

WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA. Eficiente. Flexível. Confiável.

WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA. Eficiente. Flexível. Confiável. WAMAS SOFTWARE DE LOGÍSTICA Eficiente. Flexível. Confiável. Automação SSI Schaefer: Pensamento Global Ação Local Liderança de mercado A SSI SCHAEFER é uma empresa mundialmente conhecida quando se trata

Leia mais

Visões sobre a padronização mínima de "PGR s" - Planos de Gerenciamento de Riscos e DDR s Declaração de Dispensa de Direito de Regresso

Visões sobre a padronização mínima de PGR s - Planos de Gerenciamento de Riscos e DDR s Declaração de Dispensa de Direito de Regresso Visões sobre a padronização mínima de "PGR s" - Planos de Gerenciamento de Riscos e DDR s Declaração de Dispensa de Direito de Regresso Gostaria de iniciar com algumas definições sobre os riscos da atividade

Leia mais

PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS!

PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS! PRODUTOS PARA VOCÊ TRADIÇÃO E QUALIDADE EM SERVIÇOS! sdfgdfhfdgfsgfdgfsdg sdfgsdgsfdgfd PRODUTOS PARA VOCÊ PRODUTOS PARA VOCÊ Simples e econômico: com apenas uma apólice, toda sua frota fica segurada.

Leia mais

OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS OBJETO DE CONTRATOS DE INVESTIMENTO COLETIVO ( CIC ) NO EMPREENDIMENTO

OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS OBJETO DE CONTRATOS DE INVESTIMENTO COLETIVO ( CIC ) NO EMPREENDIMENTO OFERTA PÚBLICA DE UNIDADES AUTÔNOMAS IMOBILIÁRIAS HOTELEIRAS OBJETO DE CONTRATOS DE INVESTIMENTO COLETIVO ( CIC ) NO EMPREENDIMENTO CONDOMÍNIO HOTEL TATUAPÉ ( OFERTA ) DECLARAÇÃO DO ADQUIRENTE NOME DO

Leia mais

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br

Tecnologia aplicada à Logística. Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Tecnologia aplicada à Logística Prof. José Rovani Kurz rovani@highpluss.com.br Logística Qual a primeira imagem que vem a sua mente quando ouve a palavra LOGÍSTICA? Logística De cada 10 pessoas, pelo menos

Leia mais

PROBATEC Comércio e Reparação de Baterias Tracionarias LTDA

PROBATEC Comércio e Reparação de Baterias Tracionarias LTDA PROBATEC Comércio e Reparação de Baterias Tracionarias LTDA A EMPRESA A Probatec se impõe no mercado como uma empresa que oferece recursos inovadores para a manutenção, restauração e soluções em baterias

Leia mais

OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA

OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA OBRAS VÃO TRANSFORMAR VIRACOPOS NO MAIOR AEROPORTO DA AMÉRICA LATINA Aeroportos Brasil Viracopos investirá R$ 9,5 bilhões na ampliação e modernização do complexo aeroportuário nos 30 anos da concessão

Leia mais

Inovação Produtiva PME

Inovação Produtiva PME Inovação Produtiva PME Objetivos Promover a inovação no tecido empresarial, traduzida na produção de novos, ou significativamente melhorados, bens e serviços transacionáveis e internacionalizáveis diferenciadores

Leia mais

CONDIÇÕES PARTICULARES

CONDIÇÕES PARTICULARES CONDIÇÕES PARTICULARES APÓLICE MULTIRISCO LOTÉRICOS 2015 Cláusula 1ª Fica entendido e acordado que o limite de cobertura para valores fora de cofres fortes e/ou caixas-fortes será de: a) Até R$ 4.000,00

Leia mais

DA RELAÇÃO SEGURO/ROUBO DE CARGA NO TRANSPORTE RODOVIÁRIO

DA RELAÇÃO SEGURO/ROUBO DE CARGA NO TRANSPORTE RODOVIÁRIO DA RELAÇÃO SEGURO/ROUBO DE CARGA NO TRANSPORTE RODOVIÁRIO 1. Até a década de 70 não eram reconhecidos os crimes contra o patrimônio como risco a ser efetivamente protegido no transporte rodoviário de cargas,

Leia mais

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança

Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Perguntas para avaliar a efetividade do processo de segurança Questionário básico de Segurança da Informação com o objetivo de ser um primeiro instrumento para você avaliar, em nível gerencial, a efetividade

Leia mais

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo ANEXO XIX. SEGUROS DE RESPONSABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA

Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo ANEXO XIX. SEGUROS DE RESPONSABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA ANEXO XIX. SEGUROS DE RESPONSABILIDADE DA CONCESSIONÁRIA Durante o prazo da CONCESSÃO, a CONCESSIONÁRIA deverá contratar e manter em vigor no mínimo as apólices de seguro a seguir indicadas, nas condições

Leia mais

MANUAL SIMPLIFICADO DO SEGURO EMPRESARIAL DA PUC-RIO

MANUAL SIMPLIFICADO DO SEGURO EMPRESARIAL DA PUC-RIO MANUAL SIMPLIFICADO DO SEGURO EMPRESARIAL DA PUC-RIO IMPORTANTE Este Manual tem função meramente informativa, não substituindo, em hipótese alguma, as condições gerais e especiais da apólice. Da mesma

Leia mais

O Nordeste mais perto de você. Divisão Logística CDEX_4

O Nordeste mais perto de você. Divisão Logística CDEX_4 O Nordeste mais perto de você Divisão Logística CDEX_4 A INTERMARÍTIMA A Intermarítima está em atividade desde 1986. Atua com Operação Portuária (portos de Salvador, Aratu e Ilhéus) e Logística (Importação,

Leia mais

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS

Valores diferenciados para associados/funcionários do Sinduscon/RS MBA Contabilidade & Direito Tributário. Parceria: IPOG/Sinduscon-RS O IPOG em parceria com o CRC-RS, traz à Porto Alegre o MBA em Contabilidade & Direito Tributário, que já é sucesso, com mais de 20 turmas

Leia mais

Soluções de Gestão e Gerenciamento de Riscos que Criam Valor e Sustentabilidade à Logística ou Seu GR Pode Tornar a Logística Mais Verde?

Soluções de Gestão e Gerenciamento de Riscos que Criam Valor e Sustentabilidade à Logística ou Seu GR Pode Tornar a Logística Mais Verde? Soluções de Gestão e Gerenciamento de Riscos que Criam Valor e Sustentabilidade à Logística ou Seu GR Pode Tornar a Logística Mais Verde? II Seminário Internacional Frotas & Fretes Verdes 10 de Dezembro

Leia mais

DE SEGUROS UM DOS MAIORES GRUPOS MUNDIAIS

DE SEGUROS UM DOS MAIORES GRUPOS MUNDIAIS UM DOS MAIORES GRUPOS MUNDIAIS DE SEGUROS Mais de 300 anos de atuação Negócios em mais de 140 localidades Operações em 30 países Cerca de 23 mil funcionários Mais de 17 milhões de clientes RSA SEGUROS

Leia mais

Controles Internos e Governança de TI. Charles Holland e Gianni Ricciardi

Controles Internos e Governança de TI. Charles Holland e Gianni Ricciardi Controles Internos e Governança de TI Para Executivos e Auditores Charles Holland e Gianni Ricciardi Alguns Desafios da Gestão da TI Viabilizar a inovação em produtos e serviços do negócio, que contem

Leia mais

12/08/2008. A cadeia de Suprimentos. Coordenação Intercorporações

12/08/2008. A cadeia de Suprimentos. Coordenação Intercorporações Projeto Integrador Banco Dados e Sistemas para Internet Empresa Logística : A Logística empresarial é um campo relativamente novo estudo da gestão integrada, das áreas tradicionais das finanças, marketing

Leia mais

CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC

CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC CONCESSÃO DOS SERVIÇOS PÚBLICOS DE TRANSPORTE COLETIVO URBANO DE PASSAGEIROS DO MUNICÍPIO DE CURITIBANOS-SC PLANO DE OUTORGA ANEXO V CADERNO DE ESPECIFICAÇÃO DE INSTALAÇÕES E APARELHAMENTO Abril/2014 Sumário

Leia mais

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS

LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS LOCALFRIO S.A. ARMAZÉNS GERAIS FRIGORÍFICOS TARIFA DE SERVIÇOS Matriz: CNPJ: 58.317.751/0001-16 NIRE: 35.300.117.441; Filial: São Paulo SP Armazém Frigorífico CNPJ: 58.317.751/0007-01 NIRE: 35.902.660.232;

Leia mais

Logística e Gestão da Distribuição

Logística e Gestão da Distribuição Logística e Gestão da Distribuição Depositos e política de localização (Porto, 1995) Luís Manuel Borges Gouveia 1 1 Depositos e politica de localização necessidade de considerar qual o papel dos depositos

Leia mais

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP

Sistemas de Informação. Sistemas Integrados de Gestão ERP Sistemas de Informação Sistemas Integrados de Gestão ERP Exercício 1 Um arame é cortado em duas partes. Com uma das partes é feito um quadrado. Com a outra parte é feito um círculo. Em que ponto deve ser

Leia mais

José A. Totti Diretor Florestal - Klabin S.A.

José A. Totti Diretor Florestal - Klabin S.A. SISTEMA DE CONTROLE LOGÍSTICO DE FROTAS DE CAMINHÕES FLORESTAIS José A. Totti Diretor Florestal - Klabin S.A. 1. RESUMO O desenvolvimento da tecnologia contribuiu para a evolução da gestão e dos controles

Leia mais

PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015.

PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015. 1 SOCIEDADE DE PORTOS E HIDROVIAS DO PORTO ORGANIZADO DE PORTO VELHO TARIFA PORTUÁRIA VIGÊNCIA: 07/05/2015. RESOLUÇÃO Nº 4.093-ANTAQ, DE 07/05/2015. (ANTAQ-Agência Nacional de Transportes Aquaviário) PORTO

Leia mais

Edifício Evolution Business Center Manual do Credenciado

Edifício Evolution Business Center Manual do Credenciado Edifício Evolution Business Center Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA PARA OS ESTUDOS DE AVALIAÇÃO DA SEGURANÇA DAS INSTALAÇÕES PORTUÁRIAS

TERMO DE REFERÊNCIA PARA OS ESTUDOS DE AVALIAÇÃO DA SEGURANÇA DAS INSTALAÇÕES PORTUÁRIAS TERMO DE REFERÊNCIA PARA OS ESTUDOS DE AVALIAÇÃO DA SEGURANÇA DAS INSTALAÇÕES PORTUÁRIAS SUMÁRIO 1 OBJETIVO 2 IDENTIFICAÇÃO 3- CARACTERIZAÇÃO DA INSTALAÇÃO PORTUÁRIA 4 - PLANO DE TRABALHO 4.1 - CONHECIMENTO

Leia mais

Inovação Empreendedorismo Qualificado e Criativo

Inovação Empreendedorismo Qualificado e Criativo Inovação Empreendedorismo Qualificado e Criativo Objetivos Promover o empreendedorismo qualificado e criativo Tipologias de Projetos 1. São suscetíveis de financiamento os projetos das PME, com menos de

Leia mais

PROPOSTA DE SEGUROS TRANSPORTES

PROPOSTA DE SEGUROS TRANSPORTES Data da Cotação: 29/9/2015 PROPOSTA DE SEGUROS TRANSPORTES ITEM PAG. 1 RCTR-C 3 Pág 1 de 8 Data da Cotação: 29/9/2015 ACE BRASIL PROPOSTA DE SEGURO RCTR-C Pág 2 de 8 Endereço do Segurado AV. BRIG. FARIA

Leia mais