Pergunte à CPA. Nota Fiscal Eletrônica Modalidades de Contingência

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Pergunte à CPA. Nota Fiscal Eletrônica Modalidades de Contingência"

Transcrição

1 30/04/2013 Pergunte à CPA Nota Fiscal Eletrônica Modalidades de Contingência Apresentação: Helen Mattenhauer Oliveira

2 2 Conceito de Contingência para a NF- e A contingência é apenas de comunicação ou de autorização de uso da NF-e e não de emissão! A decisão pela entrada em contingência é exclusiva do contribuinte emitente; Não existe alternativa de contingência para o caso de não conseguir emitir NF-e (exemplo: falta de energia); Contingência pode ocorrer devido problemas técnicos: Sistema emissão NF-e contribuinte; Sistema autorização da Sefaz; Comunicação (Internet);

3 Nota Fiscal Eletrônica Modalidades de Contingência Quando, em decorrência de problemas técnicos, não for possível transmitir a NF-e à Secretaria da Fazenda ou obter resposta à solicitação de Autorização de Uso da NF-e, o contribuinte poderá operar em contingência, hipótese em que deverá ser gerado outro arquivo digital, conforme definido em Ato COTEPE, e adotada uma das providências a seguir apresentadas. Portaria CAT 162/2008 Art. 20.

4 4 Disponibilidade Serviço Autorização NF- e

5 Nota Fiscal Eletrônica Modalidades de Contingência

6 Nota Fiscal Eletrônica Modalidades de Contingência Ajuste SINIEF 07/2005 Modalidades de emissão da NF-e:

7 Normal É o procedimento padrão de emissão da NF-e com transmissão da NF-e para a Secretaria de Fazenda de origem do emissor para obter a autorização de uso, o DANFE será impresso em papel comum após o recebimento da autorização de uso da NF-e;

8 Normal

9 FS - Contingência com uso do Formulário de Segurança É a alternativa mais simples para a situação em que exista algum impedimento para obtenção da autorização de uso da NF-e, como por exemplo, um problema no acesso à internet ou a indisponibilidade da SEFAZ de origem do emissor. Neste caso, o emissor pode optar pela emissão da NF-e em contingência com a impressão do DANFE em Formulário de Segurança. O envio das NF-e emitidas nesta situação para SEFAZ de origem será realizado quando cessarem os problemas técnicos que impediam a sua transmissão.

10 FS - Contingência com uso do Formulário de Segurança Somente as empresas que possuam estoque de Formulário de Segurança poderão utilizar este impresso fiscal para a emissão do DANFE, pois o Convênio ICMS 110/08 criou o impresso fiscal denominado Formulário de Segurança para impressão de Documento Auxiliar do Documento Fiscal eletrônico FS-DA, não sendo mais possível a aquisição do Formulário de Segurança FS para impressão do DANFE, a partir de 1º de agosto de 2009;

11 FS - Contingência com uso do Formulário de Segurança Autorização dos Formulários Segurança Necessita autorização de PAFS Pedido de Autorização de Formulário de Segurança e deve ser adquirido junto a um dos sete fabricantes no país (relação no site Confaz) ou de gráficas autorizadas;

12 Formulário de Segurança- FS Poderão ser utilizados somente os estoques de formulários de segurança adquiridos até 31/12/2010 Ajuste SINIEF 09/2010.

13

14 Contingência com uso do Formulário de Segurança

15 Emissão em Contingência - FS Ao adotar este modelo de contingência o contribuinte deverá: Alterar o campo tpemis do xml para 2 ; Informar em campos específicos da NF-e o motivo de entrada em contingência com data, hora com minutos e segundos do seu início, que devem ser impressas no DANFE; Regerar o XML da NF-e;

16

17 Emissão em Contingência - FS No sistema emissor da SEFAZ: Selecionar a Forma de emissão Contingência; Informar a data e hora da entrada em contingência; Mencionar o motivo da entrada em contingência;

18 Emissão em Contingência - FS Imprimir pelo menos duas vias do DANFE em formulário de segurança constando no corpo a expressão DANFE em Contingência - impresso em decorrência de problemas técnicos, tendo as vias a seguinte destinação: I - uma das vias permitirá o trânsito das mercadorias e deverá ser mantida em arquivo pelo destinatário pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda de documentos fiscais; II - outra via deverá ser mantida em arquivo pelo emitente pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda dos documentos fiscais.

19 Emissão em Contingência - FS Transmitir as NF-e imediatamente após a cessação dos problemas técnicos que impediam a transmissão da NF-e, observando o prazo limite de transmissão na legislação; Tratar as NF-e transmitidas por ocasião da ocorrência dos problemas técnicos que estão pendentes de retorno.

20 Emissão em Contingência - FS Vendedor Contribuinte por falha técnica não consegue concluir envio recebimento de autorização de uso da NF-e à SEFAZ. Comprador Secretaria Fazenda

21 Emissão em Contingência - FS Vendedor Comprador Secretaria Fazenda Contribuinte: Altera XML; Imprime 2 vias do FS; Remete uma via para acompanhar o transporte da mercadoria

22 Emissão em Contingência - FS Vendedor Comprador Ao cessarem os problemas técnicos que motivaram a entrada em contingência o contribuinte transmitirá as NF-e emitidas em Contingência para a SEFAZ de origem, observando o prazo limite de transmissão. Secretaria Fazenda

23 DANFE com Formulário de Segurança 23

24 FS-DA - Contingência com uso do Formulário de Segurança para impressão de documento Auxiliar do Documento Fiscal eletrônico É um modelo operacional similar ao modelo operacional da contingência com uso de Formulário de Segurança FS, A única diferença é a substituição do FS pelo FS-DA. O FS-DA foi criado para aumentar a capilaridade dos pontos de venda do Formulário de segurança com a criação da figura do estabelecimento distribuidor do FS-DA que poderá adquirir FS-DA dos fabricantes para distribuir para os emissores de NF-e de sua região;

25 Formulário de Segurança - FSDA 25

26 FS-DA - Contingência com uso do Formulário de Segurança para impressão de documento Auxiliar do Documento Fiscal eletrônico

27 Emissão em Contingência FS-DA Ao adotar este modelo de contingência o contribuinte deverá: Alterar o campo tpemis do xml para 5 ; Informar em campos específicos da NF-e o motivo de entrada em contingência com data, hora com minutos e segundos do seu início, que devem ser impressas no DANFE; Regerar o XML da NF-e;

28 Emissão em Contingência FS-DA No sistema emissor da SEFAZ: Selecionar a Forma de emissão Contingência FS-DA; Informar a data e hora da entrada em contingência; Mencionar o motivo da entrada em contingência;

29 Emissão em Contingência FS-DA Imprimir o DANFE em pelo menos duas vias do FS-DA constando no corpo a expressão DANFE em Contingência - impresso em decorrência de problemas técnicos, tendo as vias a seguinte destinação: I - uma das vias permitirá o trânsito das mercadorias e deverá ser mantida em arquivo pelo destinatário pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda de documentos fiscais; II - outra via deverá ser mantida em arquivo pelo emitente pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda dos documentos fiscais.

30 Emissão em Contingência FS-DA Transmitir as NF-e imediatamente após a cessação dos problemas técnicos que impediam a transmissão da NF-e, observando o prazo limite de transmissão na legislação (Até 7(sete) dias a contar da emissão em contingência Portaria CAT 162/2008 Art. 26, Parágrafo Único); Tratar as NF-e transmitidas por ocasião da ocorrência dos problemas técnicos que estão pendentes de retorno.

31 Emissão em Contingência FS-DA Vendedor Contribuinte por falha técnica não consegue concluir envio/recebimento de autorização de uso da NF-e à SEFAZ. Comprador Secretaria Fazenda

32 Emissão em Contingência FS-DA Vendedor Comprador Contribuinte: Altera XML; Imprime 2 vias do FS- DA; Secretaria Fazenda Remete uma via para acompanhar o transporte da mercadoria.

33 Emissão em Contingência FS-DA Vendedor Comprador Ao cessarem os problemas técnicos que motivaram a entrada em contingência o contribuinte transmitirá as NF-e emitidas em Contingência para a SEFAZ de origem, observando o prazo limite de Secretaria Fazenda transmissão.

34 Emissão em Contingência FS-DA Aquisição de FS-DA - Portaria CAT 183/2010: Aquisição por meio de Pedido para Aquisição de Formulário de Segurança - Sistema PAFS, por meio da opção FS-DA, disponível no endereço eletrônico onde o contribuinte deverá: Informar o fornecedor e a quantidade de FS-DA que pretende adquirir; Fazer o pedido de aquisição de FS-DA.

35 Emissão em Contingência FS-DA O estabelecimento do contribuinte credenciado a emitir documento fiscal eletrônico que optar pela utilização de FS-DA deverá: Antes de cada aquisição, informar, por meio do Sistema PAFS, a faixa de numeração de FS-DA que foi utilizada mensalmente; Adquiri-lo junto a fabricante ou distribuidor credenciados pela Secretaria da Fazenda. Portaria CAT 183/2010 Art. 11

36 Emissão em Contingência FS-DA O contribuinte credenciado a emitir documento fiscal eletrônico poderá utilizar FS-DA em todos os seus estabelecimentos localizados neste Estado, desde que, previamente à transferência dos formulários, por meio do Sistema PAFS, indique: Os estabelecimentos envolvidos na transferência de FS- DA; A numeração e série dos FS-DA transferidos. Portaria CAT 183/2010 Art. 12

37 Emissão em Contingência- FS-DA Registro de Contingência Não é mais necessário efetuar termo no livro Modelo 6 RUDFTO de entrada em contingência. As seguintes informações farão parte do arquivo da NF-e, devendo ser impressas no DANFE: I - o motivo da entrada em contingência; II - a data, hora com minutos e segundos do seu início. Portaria CAT 162/2008 Art. 24

38 SCAN Sistema de Contingência do Ambiente Nacional É a alternativa de emissão da NF-e em contingência com transmissão da NF-e para o Sistema de Contingência do Ambiente Nacional (SCAN), nesta modalidade de contingência o DANFE pode ser impresso em papel comum e não existe necessidade de transmissão da NF-e para SEFAZ de origem quando cessarem os problemas técnicos que impediam a transmissão. Além do uso de série específica reservada para o SCAN (série ), o Sistema de Contingência do Ambiente Nacional depende de ativação da SEFAZ de origem, o que significa dizer que o SCAN só entra em operação quando a SEFAZ de origem estiver com problemas técnicos que impossibilitam a recepção da NF-e;

39 SCAN Sistema de Contingência do Ambiente Nacional

40 Emissão em Contingência - SCAN SCAN Sistema de Contingência do Ambiente Nacional Administrado pela Receita Federal do Brasil; Contingência habilitada somente pela SEFAZ da UF interessada;

41 Emissão em Contingência - SCAN SCAN Sistema de Contingência do Ambiente Nacional O contribuinte, ao identificar que o SCAN foi habilitado deverá: Gerar novo arquivo XML da NF-e com o campo tpemis alterado para 3 ; Alterar a série da NF-e para a faixa de uso exclusivo do SCAN (900 a 999), a alteração da série implica na adoção da numeração em uso da série escolhida o que implica na alteração do número da NF-e também; Transmitir a NF-e para o SCAN para obtenção da autorização de uso;

42 Emissão em Contingência - SCAN No sistema emissor da SEFAZ: Selecionar a Forma de emissão Contingência SCAN; Informar a data e hora da entrada em contingência; Mencionar o motivo da entrada em contingência; Alterar série e numeração da NF-e.

43 Emissão em Contingência - SCAN Imprimir o DANFE em papel comum; Tratar os arquivos de NF-e transmitidos antes da ocorrência dos problemas técnicos e que estão pendentes de retorno, cancelando aquelas NF-e autorizadas e que foram substituídas pela seriação do SCAN ou inutilizando a numeração de arquivos não recebidos ou processados.

44 Emissão em Contingência - SCAN Vendedor Contribuinte, ao tentar transmitir NF-e para a SEFAZ obtém a informação que o SCAN foi habilitado. Comprador SCAN Habilitado Secretaria Fazenda SCAN - RFB

45 Emissão em Contingência - SCAN Vendedor O contribuinte fará as alterações necessárias no XML e transmitirá solicitação de uso da NFe ao SCAN ambiente nacional. Comprador Secretaria Fazenda SCAN - RFB

46 Emissão em Contingência - SCAN Vendedor Comprador Recebida a autorização de uso da NF-e pelo SCAN o contribuinte disponibilizará o arquivo XML ao destinatário da mercadoria e ao transportador contratado; Secretaria Fazenda SCAN - RFB

47 Emissão em Contingência - SCAN Vendedor Comprador E imprime o DANFE em papel A4, fazendo-o acompanhar a mercadoria até o destinatário. Secretaria Fazenda SCAN - RFB

48 DPEC Declaração Prévia de Emissão em Contingência É alternativa de emissão de NF-e em contingência com o registro prévio do resumo das NF-e emitidas. O registro prévio das NF-e permite a impressão do DANFE em papel comum. A validade do DANFE está condicionada à posterior transmissão da NF-e para a SEFAZ de Origem.

49 DPEC Declaração Prévia de Emissão em Contingência

50 DPEC Declaração Prévia de Emissão em Contingência

51 Emissão em Contingência - DPEC DPEC Declaração Prévia de Emissão em Contingência Dispensa o uso de Formulário de Segurança; Arquivo XML com apenas informações inerentes a: Chave de acesso; CNPJ ou CPF do destinatário; UF de localização do destinatário; Valor Total da NF-e; Valor Total do ICMS; Valor Total do ICMS retido por Substituição Tributária; Outras informações de controle como o CNPJ, a IE e a UF do contribuinte emissor; Assinatura do arquivo com o certificado digital.

52 Emissão em Contingência - DPEC DPEC Declaração Prévia de Emissão em Contingência Ao optar pela DPEC o contribuinte deverá: Alterar o tpemis das NF-e que deseja emitir para 4 ; Informar o motivo de entrada em contingência na NF-e com data, hora com minutos e segundos do seu início, que devem ser impressas no DANFE; Regerar a NF-e ou os lotes de NF-e;

53 Emissão em Contingência - DPEC No sistema emissor da SEFAZ: Selecionar a Forma de emissão Contingência DPEC; Informar a data e hora da entrada em contingência; Mencionar o motivo da entrada em contingência;

54 Emissão em Contingência - DPEC Gerar o arquivo XML de Declaração Prévia de Emissão em Contingência DPEC; Enviar o arquivo XML da DPEC para a Receita Federal do Brasil via Web Service ou via upload através de página WEB do Portal Nacional da NF-e

55 Emissão em Contingência - DPEC Imprimir os DANFEs das NF-e que constam da DPEC enviado ao SCE em papel comum, constando no corpo a expressão DANFE impresso em contingência - DPEC regularmente recebida pela Receita Federal do Brasil, tendo as vias a seguinte destinação: Uma das vias permitirá o trânsito das mercadorias e deverá ser mantida em arquivo pelo destinatário pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda de documentos fiscais; Outra via deverá ser mantida em arquivo pelo emitente pelo prazo estabelecido na legislação tributária para a guarda dos documentos fiscais.

56 Emissão em Contingência - DPEC Adotar as seguintes providências, após a cessação dos problemas técnicos que impediam a transmissão da NF-e para UF de origem: Transmitir as NF-e emitidas em Contingência Eletrônica para a SEFAZ de origem, observando o prazo limite de transmissão na legislação; Tratar as NF-e transmitidas por ocasião da ocorrência dos problemas técnicos que estão pendentes de retorno;

57 Emissão em Contingência - DPEC Vendedor Contribuinte por falha técnica não consegue concluir envio/recebimento de autorização de uso da NF-e à SEFAZ. Comprador Secretaria Fazenda

58 Emissão em Contingência - DPEC Vendedor Comprador Contribuinte: Altera XML; Gera arquivo da DPEC; Envia arquivo a RFB; Secretaria Fazenda RFB

59 Emissão em Contingência - DPEC Vendedor Comprador Secretaria Fazenda Imprime 2 vias do DANFE em papel comum: 1 via para acompanhar o transporte; 1 via para ser mantida em arquivo

60 Emissão em Contingência - DPEC Vendedor Comprador Ao cessarem os problemas técnicos que motivaram a entrada em contingência o contribuinte transmitirá as NF-e emitidas em Contingência para a SEFAZ de origem, observando o prazo limite de transmissão. Secretaria Fazenda

Evento Especial da Área Fiscal 29 de maio de 2013. Samyr Qbar

Evento Especial da Área Fiscal 29 de maio de 2013. Samyr Qbar Evento Especial da Área Fiscal 29 de maio de 2013 Apresentadores: Helen Mattenhauer Oliveira Samyr Qbar NF-e Legislação Ajuste Sinief 07/05 Institui a NF-e e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica;

Leia mais

Manual do Registro de Saída da Nota Fiscal Eletrônica. Procedimentos e Especificações Técnicas

Manual do Registro de Saída da Nota Fiscal Eletrônica. Procedimentos e Especificações Técnicas Manual do Registro de Saída da Nota Fiscal Eletrônica Procedimentos e Especificações Técnicas Versão 1.01 Maio 2012 ÍNDICE INTRODUÇÃO GERAL... 3 MODELO OPERACIONAL... 4 REGISTRO DE SAÍDA - SITUAÇÃO NORMAL...

Leia mais

NFe Nota Fiscal Eletrônica. Helder da Silva Andrade

NFe Nota Fiscal Eletrônica. Helder da Silva Andrade Nota Fiscal Eletrônica Helder da Silva Andrade 23/08/2010 SPED SUBSISTEMAS Escrituração Contábil Digital EFD ECD Escrituração Fiscal Digital Nota Fiscal Eletrônica CTe Conhecimento Transporte Eletrônico

Leia mais

ANEXO IX - DOS DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS E AUXILIARES

ANEXO IX - DOS DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS E AUXILIARES ANEXO IX - DOS DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS E AUXILIARES CAPÍTULO I DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA - NF-e E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NF-e DANFE Art. 1º A Nota Fiscal Eletrônica - NF-e, modelo 55, poderá ser

Leia mais

Referência: Decreto Estadual-RJ nº 44.785/14 - ICMS - NFC-e - Emissão, autorização, contingência e outros Alterações.

Referência: Decreto Estadual-RJ nº 44.785/14 - ICMS - NFC-e - Emissão, autorização, contingência e outros Alterações. Rio de Janeiro, 13 de maio de 2014. Of. Circ. Nº 137/14 Referência: Decreto Estadual-RJ nº 44.785/14 - ICMS - NFC-e - Emissão, autorização, contingência e outros Alterações. Senhor Presidente, Fazendo

Leia mais

5ª Delegacia Regional da Receita Guarapuava PR ALTAIR BATISTA DE SOUZA JOSÉ CLODOALDO MUNHOZ

5ª Delegacia Regional da Receita Guarapuava PR ALTAIR BATISTA DE SOUZA JOSÉ CLODOALDO MUNHOZ 5ª Delegacia Regional da Receita Guarapuava PR ALTAIR BATISTA DE SOUZA JOSÉ CLODOALDO MUNHOZ 1. O QUE É NF-e? 2. OBJETIVO DA NF-e 3. LEGISLAÇÃO 4. CONTRIBUINTES OBRIGATÓRIOS 5. ADESÃO VOLUNTÁRIA 6. NECESSIDADES

Leia mais

Emissão e autorização da NF-e 2. Quais são as validações realizadas pela Secretaria de Fazenda na autorização de uma NF-e?

Emissão e autorização da NF-e 2. Quais são as validações realizadas pela Secretaria de Fazenda na autorização de uma NF-e? O QUE MUDA COM A NF-e 1. Como funciona o modelo operacional da NF-e? De maneira simplificada, a empresa emissora de NF-e, previamente credenciada segundo as normas ditadas pela Secretaria de Fazenda de

Leia mais

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e?

1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? 1. O que é a Nota Fiscal Eletrônica - NF-e? Podemos conceituar a Nota Fiscal Eletrônica como sendo um documento de existência apenas digital, emitido e armazenado eletronicamente, com o intuito de documentar,

Leia mais

A NOTA FISCAL ELETRÔNICA: um breve histórico

A NOTA FISCAL ELETRÔNICA: um breve histórico 1 A NOTA FISCAL ELETRÔNICA: um breve histórico Nota Fiscal eletrônica - NF-e é um modelo de documento fiscal, de existência apenas digital cuja validade jurídica é garantida pela assinatura digital, que

Leia mais

Produto : Datasul, MFT(Faturamento), Datasul 12.1.6 Projeto : PCREQ-4786 Data da criação

Produto : Datasul, MFT(Faturamento), Datasul 12.1.6 Projeto : PCREQ-4786 Data da criação Nota Técnica 2014/001 Contingência EPEC Produto : Datasul, MFT(Faturamento), Datasul 12.1.6 Projeto : PCREQ-4786 Data da criação : 13/05/2015 Data da revisão : 24/06/15 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados

Leia mais

Contudo, o Manual de Integração versão 3.0, que define a versão 1.10 da NF-e, continuará em vigor até 31 de dezembro de 2010.

Contudo, o Manual de Integração versão 3.0, que define a versão 1.10 da NF-e, continuará em vigor até 31 de dezembro de 2010. Principais Mudanças da NF-e XML 2.0 Um dos temas em mais relevantes no cenário empresarial para 2010 é a chamada Segunda Geração da NF-e, cujas especificações técnicas tiveram inicio em 1º de abril, de

Leia mais

Vinicius Pimentel de Freitas. Julho de 2010

Vinicius Pimentel de Freitas. Julho de 2010 Nota Fiscal Eletrônica no Rio Grande do Sul Vinicius Pimentel de Freitas Julho de 2010 SPED ECD EFD NF-e CT-e MC-e NFS-e... Contextualizando: Documentos Fiscais Eletrônicos no Brasil Comunicações e Energia

Leia mais

GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico-Fiscais. NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais

GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico-Fiscais. NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais Manual SERVIRTUAL (Usuário Interno) SER - SECRETARIA DE ESTADO DA RECEITA - PARAÍBA GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico-Fiscais NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais

Leia mais

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário:

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário: NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA (NFA-e) - Preenchimento por não Contribuinte do ICMS Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 28.06.2012. Sumário: 1 - INTRODUÇÃO 2 - NOTA FISCAL AVULSA ELETRÔNICA

Leia mais

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e.

Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. Conhecimento de Transporte Eletrônico OBJETIVO Este documento tem por objetivo a definição das especificações necessárias para transmissão de Conhecimento de Transporte eletrônico - CT-e. CONSIDERAÇÕES

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Instalação do certificado digital Para cada empresa certificadora existe um manual de instalação. Antes de emitir o certificado no cliente, leia atentamente as instruções do manual.

Leia mais

Sistema Nota Fiscal Eletrônica

Sistema Nota Fiscal Eletrônica Fiscal eletrônica Sistema Fiscal Eletrônica Técnica 2013/007 Apresenta o novo ambiente de autorização de contingência do Sistema NF-e e disciplina a sua forma de uso pelas empresas: SVC - SEFAZ VIRTUAL

Leia mais

Palestra. SPED - NF Eletrônica - Escrituração Fiscal Digital - Atualização. Março 2010. Elaborado por:

Palestra. SPED - NF Eletrônica - Escrituração Fiscal Digital - Atualização. Março 2010. Elaborado por: Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo Tel. (11) 3824-5400, 3824-5433 (teleatendimento), fax (11) 3824-5487 Email: desenvolvimento@crcsp.org.br web: www.crcsp.org.br Rua Rosa e Silva,

Leia mais

CAPÍTULO III-A DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA. Seção I Da Nota Fiscal Eletrônica

CAPÍTULO III-A DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA. Seção I Da Nota Fiscal Eletrônica CAPÍTULO III-A DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DO DOCUMENTO AUXILIAR DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA Seção I Da Nota Fiscal Eletrônica Vê Portaria n. 027/2010-SEFAZ, que dispõe sobre as especificações técnicas da

Leia mais

Portaria CAT 102, de 10-10-2013

Portaria CAT 102, de 10-10-2013 Publicado no D.O.E. (SP) de 11/10/2013 Portaria CAT 102, de 10-10-2013 Dispõe sobre a emissão do Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais - MDF-e, do Documento Auxiliar do Manifesto Eletrônico de Documentos

Leia mais

CARTILHA HABILITAÇÃO VOLUNTÁRIA PARA A NFC-E. DECRETO 26.002, de 26/04/2016

CARTILHA HABILITAÇÃO VOLUNTÁRIA PARA A NFC-E. DECRETO 26.002, de 26/04/2016 CARTILHA HABILITAÇÃO VOLUNTÁRIA PARA A NFC-E DECRETO 26.002, de 26/04/2016 A Habilitação para uso da NFC-e (Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica) é o termo técnico utilizado para designar o procedimento

Leia mais

MANUAL DE EMISSÃO DA CL-e

MANUAL DE EMISSÃO DA CL-e PROJETO CAPA DE LOTE ELETRÔNICA (CL-e) MANUAL DE EMISSÃO DA CL-e Versão 1.5 Outubro de 2010 1/13 SUMÁRIO Informações Gerais... 3 Acessando o Portal da CL-e... 4 Acessando o Módulo Emissor da CL-e... 5

Leia mais

C O M U N I C A D O. Prezado Associado, Ref.: Nota Fiscal Eletrônica NF-e Varejo

C O M U N I C A D O. Prezado Associado, Ref.: Nota Fiscal Eletrônica NF-e Varejo C O M U N I C A D O Prezado Associado, Ref.: Nota Fiscal Eletrônica NF-e Varejo Enviamos a V.Sa. o trabalho desenvolvido pela ABRAS ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE SUPERMERCADOS, que bem esclarece as providências

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Receita Federal do Brasil Ricardo Rezende Barbosa nfe@sefaz.pi.gov.br 06 de dezembro de 2007 Secretaria da Fazenda do Estado do Piauí Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Luiz Antonio Baptista

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Nota fiscal de devolução com ICMS e IPI na NF-e

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Nota fiscal de devolução com ICMS e IPI na NF-e Nota fiscal de devolução com ICMS e IPI na NF-e 03/10/2014 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão...

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito Federal e o

Leia mais

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012.

PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. PUBLICADO NO ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO Nº 1750 DO DIA 06/08/2012. DECRETO N 1427/2012 Regulamenta a Lei municipal nº 8748/2010, que institui a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) e dá outras providências.

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA/SP - NF-e 01/2011

ORIENTAÇÃO TÉCNICA/SP - NF-e 01/2011 ORIENTAÇÃO TÉCNICA/SP - NF-e 01/2011 ORIENTAÇÃO AOS AGENTES PÚBLICOS COM RELAÇÃO ÀS DISPOSIÇÕES PREVISTAS PELA PORTARIA CAT 162/08 A RESPEITO DA OBRIGATORIEDADE DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. ÍNDICE

Leia mais

Ao Salvar a Nota Fiscal, um dos botões que se tornam ativos é o que comanda a rotina de Emissão da NFe Nota fiscal Eletrônica:

Ao Salvar a Nota Fiscal, um dos botões que se tornam ativos é o que comanda a rotina de Emissão da NFe Nota fiscal Eletrônica: Rotinas para Nota Fiscal Eletrônica Considerações... Ao Salvar a Nota Fiscal, um dos botões que se tornam ativos é o que comanda a rotina de Emissão da NFe Nota fiscal Eletrônica: Clicando neste surge

Leia mais

NOTA FISCAL ELETRÔNICA

NOTA FISCAL ELETRÔNICA NOTA FISCAL ELETRÔNICA 1. Comprei mercadoria com NF-e denegada. Qual o procedimento para regularizar essa situação? Resposta: Preliminarmente, temos que esclarecer o que é uma NF-e Denegada:, A Denegação

Leia mais

1 de 6 12-04-2013 11:27

1 de 6 12-04-2013 11:27 (*) ESTE TEXTO NÃO SUBSTITUI O ORIGINAL PUBLICADO NO DIÁRIO OFICIAL DO ESTADO. Decreto Nº 13.537, DE 20 DE DEZEMBRO DE 2012. Altera, acrescenta e revoga dispositivos do Subanexo XIII - Do Conhecimento

Leia mais

119ª CONFAZ Manaus, AM, 30.09.05 P. AJ. 07/05

119ª CONFAZ Manaus, AM, 30.09.05 P. AJ. 07/05 119ª CONFAZ Manaus, AM, 30.09.05 P. AJ. 07/05 AJUSTE SINIEF /05 Institui a Nota Fiscal Eletrônica e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica. O Conselho Nacional de Política Fazendária CONFAZ e o

Leia mais

Manual Manifestação de Destinatário pelo módulo Faturamento

Manual Manifestação de Destinatário pelo módulo Faturamento Manual Manifestação de Destinatário pelo módulo Faturamento Foi implementado no sistema Consisanet, recurso para que os clientes possam realizar a manifestação de notas fiscais de entrada emitidas para

Leia mais

DECRETO Nº. 4.562/ 2008

DECRETO Nº. 4.562/ 2008 DECRETO Nº. 4.562/ 2008 REGULAMENTA A LEI COMPLEMENTAR N 012, DE 06 DE DEZEMBRO DE 2006, DISPÕE SOBRE A NOTA FISCAL DIGITAL, O COMPONENTE DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL DIGITAL, O RECIBO TEMPORÁRIO E DÁ OUTRAS

Leia mais

Manual Básico de Procedimentos Nota Fiscal Eletrônica NF-e no APOLO

Manual Básico de Procedimentos Nota Fiscal Eletrônica NF-e no APOLO Manual Básico de Procedimentos Nota Fiscal Eletrônica NF-e no APOLO 1- Geração e Envio Normal: Quando estiver tudo pronto para a geração da NF-e, selecione a nota, clique com o botão direito do mouse,

Leia mais

PLANO DE ENSINO OFICINAS DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL

PLANO DE ENSINO OFICINAS DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL 1 1. DADOS DA OFICINA Nome do Curso: EMISSÃO E GESTÃO DE NF-e (Nota Fiscal Eletrônica) Nome do Professor: Adão Lopes, Sergio Vicensotti, Gilberto Paiva, Elaine Scarpa, Gabriel Passos, Murilo Pinheiro,

Leia mais

ORIENTAÇÃO SOBRE UTILIZAÇÃO. DE NFe (Nota Fiscal Eletrônica) Protocolo ICMS 42/2009 Alterado pelo Protocolo ICMS 193/2010

ORIENTAÇÃO SOBRE UTILIZAÇÃO. DE NFe (Nota Fiscal Eletrônica) Protocolo ICMS 42/2009 Alterado pelo Protocolo ICMS 193/2010 ORIENTAÇÃO SOBRE UTILIZAÇÃO DE NFe (Nota Fiscal Eletrônica) Protocolo ICMS 42/2009 Alterado pelo Protocolo ICMS 193/2010 É um novo modelo de documento fiscal: modelo 55; de existência apenas digital cuja

Leia mais

Fundamentos da NF-e Exercícios Práticos. Luiz Campos

Fundamentos da NF-e Exercícios Práticos. Luiz Campos Fundamentos da NF-e Exercícios Práticos Luiz Campos 1 Livro de Apuração do IPI - CFOP CFOP DESCRIÇÃO 1.000 ENTRADAS OU AQUISIÇÕES DE SERVIÇOS DO ESTADO 1.100 COMPRAS PARA INDUSTRIALIZAÇÃO, PRODUÇÃO RURAL,

Leia mais

CT-e Emissão de CT-e em Contingência

CT-e Emissão de CT-e em Contingência CT-e Emissão de CT-e em Contingência Índice Contingência CT-e... 3 O que é Contingência... 3 A quem se aplica... 3 Finalidade... 3 Modalidade FS-DA... 4 Modalidade SVC... 5 Pontos de Alerta... 6 Funcional

Leia mais

Manual de Instruções. Programa para Baixar e Transmitir Arquivos XML XML CONQUER MÓDULO TRANSMISSOR

Manual de Instruções. Programa para Baixar e Transmitir Arquivos XML XML CONQUER MÓDULO TRANSMISSOR 1 Manual de Instruções Programa para Baixar e Transmitir Arquivos XML XML CONQUER MÓDULO TRANSMISSOR Sumário Apresentação... 2 Instalação... 3 Utilização... 4 Menu Cadastro... 5 XML NFE Notas Emitidas

Leia mais

Perguntas e Respostas

Perguntas e Respostas NFC-e NOTA FISCAL DE CONSUMIDOR ELETRÔNICA Perguntas e Respostas Versão 1.1 Atualizada em 03/2016 SUMÁRIO I) INFORMAÇÕES INICIAIS... 3 1. O que é a Nota Fiscal De Consumidor Eletrônica - NFC-e?... 3 2.

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa

Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa Nota Fiscal Eletrônica Avulsa Tributada NF-e Avulsa 1 TRIBUTADA. MANUAL PARA EMISSÃO. 2014. INTRODUÇÃO A Nota Fiscal Eletrônica Avulsa - NF-e avulsa implementada pela Secretaria de Estado da Fazenda do

Leia mais

Tutorial para emissão de NF-e

Tutorial para emissão de NF-e Tutorial para emissão de NF-e Conteúdo 1.Configuração do Módulo de NF-e... 2 1.1.Códigos Fiscais... 3 1.2.Contas Contábeis... 4 1.3.Conta corrente... 6 2.Emissão de NF-e... 8 2.1.Gerar NF-e... 9 2.2.NF-e

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno de NF-e Complementar fora do prazo determinado pela SEFAZ

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Estorno de NF-e Complementar fora do prazo determinado pela SEFAZ Estorno de NF-e Complementar fora do prazo determinado pela SEFAZ 06/09/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. Amazonas...

Leia mais

ANEXO V. DOS DOCUMENTOS E LIVROS FISCAIS (a que se referem os artigos 130, 131 e 160 deste Regulamento) SUMÁRIO

ANEXO V. DOS DOCUMENTOS E LIVROS FISCAIS (a que se referem os artigos 130, 131 e 160 deste Regulamento) SUMÁRIO RICMS (Decreto nº 43.080/2002) Anexo V ANEXO V DOS DOCUMENTOS E LIVROS FISCAIS (a que se referem os artigos 130, 131 e 160 deste Regulamento) SUMÁRIO ARTIGOS PARTE 1 DAS DISPOSIÇÕES RELATIVAS AOS DOCUMENTOS

Leia mais

Manifesto de Carga Eletrônica (MDF-e) www.oobj.com.br

Manifesto de Carga Eletrônica (MDF-e) www.oobj.com.br Manifesto de Carga Eletrônica (MDF-e) www.oobj.com.br A Empresa A Oobj é uma empresa pioneira no desenvolvimento de soluções para o gerenciamento de Nota Fiscal Eletrônica (NFe) e Conhecimento de Tranporte

Leia mais

Versão 07/2012. Nota Fiscal Eletrônica

Versão 07/2012. Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica 1 CONCEITO: 1. Descrição do Projeto O Projeto Nota Fiscal Eletrônica consiste na alteração da sistemática atual de emissão de nota fiscal em papel, modelos 1 e 1A, por nota fiscal

Leia mais

CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRÔNICO - CT-e CONHECIMENTODE TRANSPORTE ELETRÔNICO - CT-e Informações Gerais 1. O que é o Conhecimento de Transporte Eletrônico CT-e? O Conhecimento de Transporte Eletrônico

Leia mais

Manual Credenciamento como Emissor de Nota Fiscal Eletrônica

Manual Credenciamento como Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Manual Credenciamento como Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Versão Revisão Data Responsável Revisores 1.0 0 23/10/2007 Fabiano Moreira Ramos Helder da Silva Andrade 1.2 2 28/03/2008 Fabiano Moreira Ramos

Leia mais

1º SEMANA EMPRESÁRIO EMPREENDEDOR LUZ E REGIÃO SICOOB - CREDILUZ. Tema: Novas sistemáticas contábeis (SINTEGRA NF-e)

1º SEMANA EMPRESÁRIO EMPREENDEDOR LUZ E REGIÃO SICOOB - CREDILUZ. Tema: Novas sistemáticas contábeis (SINTEGRA NF-e) 1º SEMANA EMPRESÁRIO EMPREENDEDOR LUZ E REGIÃO SICOOB - CREDILUZ Tema: Novas sistemáticas contábeis (SINTEGRA NF-e) 17 de Novembro de 2009 SPED SISTEMA PÚBLICO DE ESCRITURAÇÃO DIGITAL DECRETO Nº 6.022/07

Leia mais

Manual de Utilização

Manual de Utilização Manual de Utilização Versão 3.10 Sumário 1 Funções do Emissor... 3 1.1 Aba Inicial... 4 1.2 Aba Sistema... 5 1.2.1 Mensagem Sistema... 5 1.2.2 Extras... 6 1.2.3 Contingência... 6 1.2.4 Execução... 7 1.3

Leia mais

Sistema Nota Fiscal Eletrônica

Sistema Nota Fiscal Eletrônica Fiscal eletrônica Sistema Fiscal Eletrônica Técnica 2013/007 Apresenta o novo ambiente de autorização de contingência do Sistema NF-e e disciplina a sua forma de uso pelas empresas: SVC - SEFAZ VIRTUAL

Leia mais

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE?

NFe e NFCe Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? Como emitir nota fiscal pelo Lince? COMO EMITIR NOTA FISCAL PELO LINCE? O que é a Nota Fiscal Eletrônica? Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) tem como intuito emitir e armazenar eletronicamente, para fins fiscais,

Leia mais

DECRETO Nº 47.350, DE 6 DE JUNHO DE 2006

DECRETO Nº 47.350, DE 6 DE JUNHO DE 2006 DECRETO Nº 47.350, DE 6 DE JUNHO DE 2006 Regulamenta a Lei nº 14.097, de 8 de dezembro de 2005, que institui a Nota Fiscal Eletrônica de Serviços e dispõe sobre a geração e utilização de créditos tributários

Leia mais

Escrituração Fiscal Digital

Escrituração Fiscal Digital Escrituração Fiscal Digital Secretarias de Fazenda Evolução 2003 2004 2005 2006 2007 Emenda Constitucional nº 42 19/12/03 Art. 37 da Constituição Federal... XXII - as administrações tributárias da União,

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA FAZENDA

GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA FAZENDA GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SECRETARIA DA FAZENDA PORTARIA SEFAZ N o 424, de 30 de março de 2010. Anexo I Anexo II Anexo III Dispõe sobre os procedimentos de lacração inicial do dispositivo de armazenamento

Leia mais

DECRETO Nº 1.180, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014

DECRETO Nº 1.180, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014 DECRETO Nº 1.180, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2014 Publicado no DOE(Pa) de 23.12.14. Altera dispositivos do Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestação de Serviços

Leia mais

ANO XXIV - 2013-4ª SEMANA DE JULHO DE 2013 BOLETIM INFORMARE Nº 30/2013

ANO XXIV - 2013-4ª SEMANA DE JULHO DE 2013 BOLETIM INFORMARE Nº 30/2013 ANO XXIV - 2013-4ª SEMANA DE JULHO DE 2013 BOLETIM INFORMARE Nº 30/2013 IPI LIVRO DE ENTRADA - NORMAS PARA ESCRITURAÇÃO DETERMINADAS PELO RIPI... Pág. 407 ICMS MS/MT/RO CONHECIMENTO DE TRANSPORTE ELETRÔNICO

Leia mais

Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais Reunião SINDMAT 04/2013

Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais Reunião SINDMAT 04/2013 Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais Reunião SINDMAT 04/2013 Agenda 1. Requisitos gerais MDF-e 2. Contribuintes obrigados a emissão MDF-e 3. Encerramento MDF-e 4. DAMDF-e 5. Descrição Simplificada

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2009/003 Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2009/003 Padroniza o uso de campos do grupo de medicamentos da NF-e e a geração e impressão do código de barras

Leia mais

Nota Fiscal eletrônica NF-e

Nota Fiscal eletrônica NF-e Secretaria de Estado da Fazenda do Paraná Coordenação da Receita do Estado Inspetoria Geral de Fiscalização Nota Fiscal eletrônica NF-e Maringá, 24 de Maio de 2011 Setor de Documentação Fiscal eletrônica

Leia mais

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 Regulamenta a Lei Complementar nº. 92/07 de 13 de Dezembro de 2007, que dispõe sobre o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) - que altera o sistema

Leia mais

Manual XML Center DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Outubro de 2015.

Manual XML Center DESENVOLVENDO SOLUÇÕES. Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Outubro de 2015. Manual XML Center DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 01 Revisão: Aprovado em: Outubro de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos reservados.

Leia mais

Geraldo Scheibler. Equipe da NF-e no RS nfe@sefaz.rs.gov.br

Geraldo Scheibler. Equipe da NF-e no RS nfe@sefaz.rs.gov.br Geraldo Scheibler Equipe da NF-e no RS nfe@sefaz.rs.gov.br Escrituração Contábil Digital Escrituração Fiscal Digital Nota Fiscal Eletrônica Sistema Público de Escrituração Digital - SPED SPED Subprojetos

Leia mais

Manual Credenciamento como Emissor de Nota Fiscal Eletrônica

Manual Credenciamento como Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Manual Credenciamento como Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Versão Revisão Data Responsável Revisores 1 0 23/10/2007 Fabiano Moreira Ramos Helder da Silva Andrade 1.10 0 28/03/2008 Fabiano Moreira Ramos

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica

Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica NF-e - Considerações 3,6 bilhões de notas fiscais armazenadas só em SP 26000 campos de futebol 27 voltas ao redor do mundo Podem representar um custo de até 5% no faturamento das

Leia mais

3.3. Nota Fiscal Eletrônica e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica AJUSTE SINIEF 07/05 de 30.09.2005

3.3. Nota Fiscal Eletrônica e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica AJUSTE SINIEF 07/05 de 30.09.2005 3.3. Nota Fiscal Eletrônica e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica AJUSTE SINIEF 07/05 de 30.09.2005 A Emenda Constitucional nº 42/03, com o objetivo de promover a racionalização e a modernização

Leia mais

Instalação e Configuração do Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Moura 2.0

Instalação e Configuração do Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Moura 2.0 Instalação e Configuração do Emissor de Nota Fiscal Eletrônica Moura 2.0 Objetivo: Instalar o emissor de Nota Fiscal Eletrônica Moura. Configurar a. O que é Nota Fiscal Eletrônica? Pela definição oficial,

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos PIS e COFINS sobre Reposição de Peça em Garantia

Parecer Consultoria Tributária Segmentos PIS e COFINS sobre Reposição de Peça em Garantia PIS e COFINS sobre Reposição de Peça em Garantia 06/11/2013 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas Pelo Cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão...

Leia mais

Respostas - Perguntas Frequentes - versão 02/2009

Respostas - Perguntas Frequentes - versão 02/2009 Conhecimento de Transporte Eletrônico CTe Respostas Perguntas Frequentes versão 02/2009 I. Conceito, uso e obrigatoriedade da CTe 1. O que é o Conhecimento de Transporte Eletrônico CTe? Podemos conceituar

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPOÁ CHEFIA DE GABINETE DO PREFEITO

PREFEITURA MUNICIPAL DE ITAPOÁ CHEFIA DE GABINETE DO PREFEITO DECRETO MUNICIPAL Nº 1388/2011 Data: 27 de outubro de 2011 INSTITUI A NOTA FISCAL ELETRÔNICA DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS - NF-E NO MUNICÍPIO DE ITAPOÁ. ERVINO SPERANDIO, Prefeito Municipal de Itapoá (SC),

Leia mais

EDIG MANUAL DO USUÁRIO

EDIG MANUAL DO USUÁRIO EDIG MANUAL DO USUÁRIO Av. Duque de Caxias, 882 - Maringá, PR Telefone: (44) 3033-6300 SÚMARIO Introdução... 4 Cadastros... 4 Empresas... 4 Certificados... 5 Doc. Emitidos... 7 Monitor de Operações...

Leia mais

A implantação da Nota Fiscal Eletrônica NF-e e seus Benefícios à empresa e a sociedade.

A implantação da Nota Fiscal Eletrônica NF-e e seus Benefícios à empresa e a sociedade. A implantação da Nota Fiscal Eletrônica NF-e e seus Benefícios à empresa e a sociedade. Cristiane Mamede Gislene Medrado Hapoliana Batista Lindemberg Ruiz Centro Universitário Candido Rondon Unirondon

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica Priscila Lima

Nota Fiscal Eletrônica Priscila Lima O que é Benefícios Obrigatoriedade Fluxograma Alterações na emissão Armazenamento Recebimento Contingência Inutilização do Mod.1 Nota Fiscal Eletrônica Priscila Lima O que é... Documento de existência

Leia mais

Rotina de Manifesto Destinatário Tramitador NF-e. Manual desenvolvido para Célula Nf-e Equipe Avanço Informática

Rotina de Manifesto Destinatário Tramitador NF-e. Manual desenvolvido para Célula Nf-e Equipe Avanço Informática Rotina de Manifesto Destinatário Tramitador NF-e Manual desenvolvido para Célula Nf-e Equipe Avanço Informática 1 Esclarecimentos sobre Manifestação do Destinatário 1. O que é a Manifestação do Destinatário?

Leia mais

NFA-e. Manual do usuário

NFA-e. Manual do usuário Manual do usuário 24 de setembro de 2015 2 ÍNDICE APRESENTAÇÃO 3 PARTE I INFORMAÇÕES ESSENCIAIS 4 1. O que é a 4 2. Legislação 4 3. Quem pode emitir e quando 4 4. Quais operações são possíveis com a 6

Leia mais

Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O

Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O Roteiro de Instalação da NF-e no Sistema CalcExpress S U M À R I O Procedimentos de Configuração no CalcExpress....2 Procedimentos de Configuração no Emissor de Nota Fiscal Eletrônica...3 Gerando Arquivo

Leia mais

SINDCONT-SP SINDCONT-SP

SINDCONT-SP SINDCONT-SP Sindicato dos Contabilistas de São Paulo (Ex-Instituto Paulista de Contabilidade - Fundado em 1919) ÓRGÃO DE PROFISSÃO LIBERAL NOTA FISCAL PAULISTA NOVAS DISPOSIÇÕES PROGRAMA Programa de Estímulo à Cidadania

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA GOVERNADORIA DECRETO Nº 13450, DE 13 DE FEVEREIRO DE 2008 PUBLICADO NO DOE Nº 0936, DE 15.02.2008 Incorpora alterações oriundas da 127ª reunião ordinária, da 108ª, 112ª e 113ª reuniões extraordinárias do CONFAZ, e

Leia mais

COMUNICADO IMPORTANTE

COMUNICADO IMPORTANTE COMUNICADO IMPORTANTE Rio de Janeiro, 17 de julho de 2009. Sr. Responsável pelo recebimento das Notas Fiscais REF.: NOTA FISCAL ELETRÔNICA (NF-e) Prezado Cliente, Informamos que, a partir do dia 1º de

Leia mais

CF-e SAT ou NFC-e. Qual a melhor opção para o Varejo? Elisangela Marques Perez

CF-e SAT ou NFC-e. Qual a melhor opção para o Varejo? Elisangela Marques Perez CF-e SAT ou NFC-e. Qual a melhor opção para o Varejo? Elisangela Marques Perez SAT-CF-e 1 ICMS/SP CUPOM FISCAL ELETRÔNICO (CF-e-SAT) (PORTARIA CAT 147/2012) A emissão do Cupom Fiscal Eletrônico será obrigatória:

Leia mais

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda

Versão para atualização do Gerpos Retaguarda Versão para atualização do Gerpos Retaguarda A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível.

Leia mais

Palestra em 30 de julho de 2014. Cristina S. Rodrigues ex Diretora do TI RIO e Diretora da empresa DELLINE INFORMÁTICA LTDA

Palestra em 30 de julho de 2014. Cristina S. Rodrigues ex Diretora do TI RIO e Diretora da empresa DELLINE INFORMÁTICA LTDA Palestra em 30 de julho de 2014 Cristina S. Rodrigues ex Diretora do TI RIO e Diretora da empresa DELLINE INFORMÁTICA LTDA Os Layouts e Serviços de Autorização de uso da NF-e Serão os mesmos para NFC-e.

Leia mais

EMPARI SAT CFE MANUAL DO USUÁRIO

EMPARI SAT CFE MANUAL DO USUÁRIO EMPARI SAT CFE MANUAL DO USUÁRIO Índice SAT Fiscal Sobre o equipamento CF e SAT Equipamentos sugeridos pelo suporte Empari Empari SAT CFe Configuração Inicial Tela principal do Empari SAT CFe Configurar

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Devolução Emitido por Optante Simples Nacional - Federal

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Devolução Emitido por Optante Simples Nacional - Federal 24/09/2013 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1 Devolução... 3 3.2 O que é Simples Nacional... 3 3.3 Lei Complementar

Leia mais

DECRETO Nº 21.584, DE 23 DE MARÇO DE 2010

DECRETO Nº 21.584, DE 23 DE MARÇO DE 2010 Governo do Estado do Rio Grande do Norte Gabinete Civil Coordenadoria de Controle dos Atos Governamentais DECRETO Nº 21.584, DE 23 DE MARÇO DE 2010 Altera o Regulamento do ICMS, aprovado pelo Decreto nº

Leia mais

MBA EM CONTABILIDADE DIGITAL M4 D3 SPED FISCAL GUIA DE ESTUDO PARTE II: FUNDAMENTOS DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DA EFD PROFESSOR AUTOR: LUIZ CAMPOS

MBA EM CONTABILIDADE DIGITAL M4 D3 SPED FISCAL GUIA DE ESTUDO PARTE II: FUNDAMENTOS DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DA EFD PROFESSOR AUTOR: LUIZ CAMPOS MBA EM CONTABILIDADE DIGITAL M4 D3 SPED FISCAL GUIA DE ESTUDO PARTE II: FUNDAMENTOS DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA E DA EFD PROFESSOR AUTOR: LUIZ CAMPOS PROFESSOR TELEPRESENCIAL: LUIZ CAMPOS COORDENADOR DE

Leia mais

ANEXO 30 PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELO DEPOSITÁRIO ESTABELECIDO EM RECINTO ALFANDEGADO.

ANEXO 30 PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELO DEPOSITÁRIO ESTABELECIDO EM RECINTO ALFANDEGADO. ANEXO 30 PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELO DEPOSITÁRIO ESTABELECIDO EM RECINTO ALFANDEGADO. Acrescentado pelo Decreto 24.441 de 14 de agosto de 2008. Publicado no DOE de 14.08.2008 Convênio ICMS nº 143/02 e

Leia mais

Vale Fertilizantes Janeiro / 2012 Versão 1.0

Vale Fertilizantes Janeiro / 2012 Versão 1.0 Cartilha CT-e Conhecimento de Transporte Eletrônico Vale Fertilizantes Janeiro / 2012 Versão 1.0 Este documento descreve as Conhecimento de Transporte Eletrônicos Conteúdo 1. Introdução... 3 2. Papeis

Leia mais

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. Sergipe. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Comenta. IOB Perguntas e Respostas

Boletimj. Manual de Procedimentos. ICMS - IPI e Outros. Sergipe. Federal. Estadual. IOB Setorial. IOB Comenta. IOB Perguntas e Respostas Boletimj Manual de Procedimentos Fascículo N o 19/2014 Sergipe // Federal IPI Consignação industrial... 01 // Estadual ICMS Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) e o Documento Auxiliar da Nota Fiscal Eletrônica

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO XML-SPC. Versão 1.0

MANUAL DE OPERAÇÃO XML-SPC. Versão 1.0 Versão 1.0 Sumário Segurança de acesso... 2 Documentos Opções de Pesquisa... 3 Enviados... 3 Recebidos... 3 Situação... 7 Danfe Recepção... 8 1 Segurança de acesso Ao entrar com seu usuário e senha, o

Leia mais

Sistema PúblicoP. de Escrituraçã. Fabiano Moreira Ramos 26/11/2009

Sistema PúblicoP. de Escrituraçã. Fabiano Moreira Ramos 26/11/2009 Sistema PúblicoP de Escrituraçã ção Digital Sped NF-e e / CT-e Fabiano Moreira Ramos 26/11/2009 SPED - Subsistemas Escrituração Contábil Digital Nota Fiscal Eletrônica ECD EFD CTe NFe Escrituração Fiscal

Leia mais

Altera o Livro VI do Regulamento do ICMS (RICMS/00), aprovado pelo Decreto n.º 27.427, de 17 de novembro de 2000, e dá outras providências.

Altera o Livro VI do Regulamento do ICMS (RICMS/00), aprovado pelo Decreto n.º 27.427, de 17 de novembro de 2000, e dá outras providências. Decreto Publicado no D.O.E. de 13.05.2014, pág. 01 Este texto não substitui o publicado no D.O.E Índice Remissivo: Letra R - RICMS DECRETO N.º 44.785 DE 12 DE MAIO DE 2014 Altera o Livro VI do Regulamento

Leia mais

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER

APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER APOSTILA DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER A integração de dados do Controller com a contabilidade, seja com o sistema Contábil ou com qualquer outro sistema, é feita através de lotes. Os lançamentos seguem a estrutura

Leia mais

M D F -e CONSIDERAÇÕES INICIAIS

M D F -e CONSIDERAÇÕES INICIAIS M D F -e CONSIDERAÇÕES INICIAIS Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais (MDF-e) é o documento emitido e armazenado eletronicamente, de existência apenas digital, para vincular os documentos fiscais

Leia mais

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo)

Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) Manual SERVIRTUAL (Usuário externo) SER - SECRETARIA DE ESTADO DA RECEITA - PARAIBA GOIEF Gerencia Operacional de Informações Econômico Fiscais NAPDF Núcleo de Análise e Planejamento de Documentos Fiscais

Leia mais

Vale Fertilizantes Janeiro / 2012 Versão 1.0

Vale Fertilizantes Janeiro / 2012 Versão 1.0 Cartilha NF-e Nota Fiscal Eletrônica Vale Fertilizantes Janeiro / 2012 Versão 1.0 Este documento descreve as obrigações e procedimentos no manuseio de NFNF e Nota Fiscal Eletrônica. Conteúdo 1. Introdução...

Leia mais

Projeto Nota Fiscal Eletrônica

Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2010/004 Projeto Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2010/004 Substitui a Nota Técnica 2010/003 Junho-2010 Pág. 1 / 17 Nota Fiscal Eletrônica NT 2010/003 1. Resumo Divulgar

Leia mais

COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Portaria CAT 12, de 04-02-2015

COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Portaria CAT 12, de 04-02-2015 COORDENADORIA DA ADMINISTRAÇÃO TRIBUTÁRIA Portaria CAT 12, de 04-02-2015 Dispõe sobre a emissão da Nota Fiscal de Consumidor Eletrônica - NFC-e (NF-e, modelo 65) e do Documento Auxiliar da Nota Fiscal

Leia mais

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e)

Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Secretaria de Estado da Fazenda Guia prático para emissão de Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) Para dar mais agilidade e segurança à administração tributária, os Estados brasileiros, o Distrito Federal e o

Leia mais