Desafios da produção e comercialização de entomopatógenos para o controle de pragas no Brasil

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Desafios da produção e comercialização de entomopatógenos para o controle de pragas no Brasil"

Transcrição

1 Desafios da produção e comercialização de entomopatógenos para o controle de pragas no Brasil Instituto Biológico Maio/2011 José Eduardo Marcondes de Almeida Pesquisador Científico Instituto Biológico - APTA Caixa Postal 70 CEP / Campinas - SP

2 Uso de bioprodutos no Brasil Crescimento da demanda de uso de entomopatógenos no controle biológico de pragas na última década. Por que? Novas possibilidades de uso. Crescimento do mercado de produtos orgânicos. Avaliação de novos microrganismos entomopatogênicos Desenvolvimento de novos métodos de produção desses microrganismos. Desenvolvimento de novos bioprodutos Registro de bioinseticidas.

3 MICOINSETICIDAS Principais espécies produzidas no Brasil por ano: Metarhizium anisopliae ton Beauveria bassiana 35 ton Lecanicillium lecanii 10 ton Sporothrix insectorum Litros

4 BIOINSETICIDAS Bactérias Produção de Bacillus thuringiensis ou B. sphaericus Produzem esporos = estabilidade

5 VÍRUS ENTOMOPATOGÊNICOS Lagarta de Anticarsia gemmatalis morta pelo VPNM células infectadas por Baculovirus

6 Qualidade de bioprodutos Qualidade = Satisfação do cliente Características: Físicas Químicas Microbiológicas Envolvendo desde: matéria prima embalagens segurança formulação eficiência a campo.

7 Seleção de isolados Seleção natural de isolados coletados na natureza Virulência Produção número elevado de isolados concentração viabilidade produtividade do isolado resistência a fatores climáticos caracterização molecular do entomopatógeno.

8 Seleção de isolados Virulência Fungos Evitar sucessivas repicagens dos isolados em meio de cultura. Cuidados com a pureza do isolado.

9 Seleção de isolados Levar em consideração: Efeito do entomopatógeno - inimigos naturais, vertebrados e outros animais. Contaminação e descarte de metabólitos gerados durante o processo. A manutenção do inóculo, com a preservação de sua característica e identidade é fundamental no processo de qualidade, pois inconformidades nessa fase podem comprometer toda a produção. O material utilizado na linha de produção = caracterizado. Não se deve coletar o patógeno no campo após as aplicações, já que existe a possibilidade de se recolher outro material ainda não caracterizado.

10 Seleção de isolados Virulência Fungos e bactérias Evitar sucessivas repicagens dos isolados em meio de cultura. Vírus e nematóides Cuidar das criações de insetos, evitando muitas gerações da mesma população no laboratório.

11 Produção Qualidade dos: Meios de cultura Água Insetos hospedeiros vírus e nematóides

12 Formulação Principais tipos de formulações de bioprodutos Pó seco Pó molhável Grânulos Óleo emulsionável Suspensão concentrada Iscas Especiais: esponja, cortiça.

13 Formulação Argila e outros minerais Alginato de sódio Pasta Granulos dispersíveis Espoja

14 Análise Quali-quantitativa CONCENTRAÇÃO Pesar 1 g da amostra de bioinsiticida Diluir em 10 ml de água estéril Agitar em vortex por 1 minuto Diluir pelo menos 100 X em água estéril agitando em vortex. Contagem em microscópio ótico com aumento de 400 vezes no campo 1 (nx10 4 ) Utilizar câmara de Neubauer para contagem de conídios Cálculo da concentração: aplicar a fórmula - No. de propágulos/ml = no. de propágulos x 10 fator de correção do campo no. de diluições x 10

15 Análise Quali-quantitativa VIABILIDADE Preparo de placas de Petri com meio BDA para análise de viabilidade de conídios Plaqueamento de 0,1 ml da suspensão fúngica diluída 10 vezes em BDA, espalhado com alça de Drigalsky. Incubação em câmara para BOD à 24-26o.C por 16 a 18 horas. No caso de formulação óleo, 36 horas. Contagem de conídios germinados e não germinados em microscópio ótico. Cálculo da % de germinados.

16 Análise Quali-quantitativa UNIDADES FORMADORAS DE COLÔNIAS Preparo de placas de Petri com meio BDA para análise de viabilidade de conídios Plaqueamento de 0,1 ml da suspensão fúngica diluída e vezes em BDA, espalhado com alça de Drigalsky. Incubação em câmara para BOD à 24-26o.C por 7 dias. Contagem de colônias. Cálculo da % de germinados.

17 Pureza Pureza: porcentagem de microrganismos contaminantes (especialmente fungos e bactérias) no produto final.

18 Padronização Padronização da recomendação: Concentração/dosagens formulação, isolado Padronização da virulência: Insetos testes para cada microrganismo Isolados padrões

19 Patrimônio genético MP nº , de 23 de agosto de 2001 Convenção sobre Diversidade Biológica, dispõe sobre o acesso ao patrimônio genético, a proteção e o acesso ao conhecimento tradicional associado, a repartição de benefícios e o acesso à tecnologia e transferência de tecnologia para sua conservação e utilização, e dá outras providências.

20 Registro Produtos registrados: Regitro (MAPA, ANVISA e IBAMA) Instrução Normativa 03/2006.

21 Certificação Empresas certificadas: Normas ABNT ISO 9001 Boas práticas de fabricação - BPF ISO 14001

22 Instituto Biológico Laboratório de Controle Biológico Fone/fax:

Qualidade na produção de bioinseticidas microbianos

Qualidade na produção de bioinseticidas microbianos Qualidade na produção de bioinseticidas microbianos José Eduardo Marcondes de Almeida Instituto Biológico 19/06/2009 Uso de bioprodutos no Brasil Crescimento do mercado de produtos orgânicos. Crescimento

Leia mais

Produção de microrganismos entomopatogênicos: situação atual

Produção de microrganismos entomopatogênicos: situação atual Produção de microrganismos entomopatogênicos: situação atual Controle microbiano Inseticidas organoclorados Manejo Integrado de Pragas Fungos, vírus, bactérias, nematóides Bioinseticidas: disponibilidade

Leia mais

PRODUÇÃO MASSAL E CONTROLE DE QUALIDADE DE AGENTES ENTOMOPATOGÊNICOS

PRODUÇÃO MASSAL E CONTROLE DE QUALIDADE DE AGENTES ENTOMOPATOGÊNICOS GET 106 Controle Biológico de Pragas PRODUÇÃO MASSAL E CONTROLE DE QUALIDADE DE AGENTES ENTOMOPATOGÊNICOS Dejane Alves Entomologista Professora Substituta DEN Inseticida sintético: Descobrir, formular

Leia mais

Potencial do uso de entomopatógenos no controle de pragas da soja e seletividade de agrotóxicos para fungos entomopatogênicos

Potencial do uso de entomopatógenos no controle de pragas da soja e seletividade de agrotóxicos para fungos entomopatogênicos Resultados de Pesquisa da Embrapa Soja 2006 69 Potencial do uso de entomopatógenos no controle de pragas da soja e seletividade de agrotóxicos para fungos entomopatogênicos Daniel R. Sosa-Gomez Avaliação

Leia mais

1ª. Prova Prática 25, 26 e 27 de abril de 2018

1ª. Prova Prática 25, 26 e 27 de abril de 2018 Microbiologia aula práticas Primeira parte (Caracterização de microrganismos) Preparo e observação de lâminas Microscopia de luz Morfologia de bactérias e fungos 1ª. Prova Prática 25, 26 e 27 de abril

Leia mais

Desafios para o controle biológico em cana com ênfase em microrganismos entomopatogênicos. José Eduardo Marcondes de Almeida Pesquisador Científico

Desafios para o controle biológico em cana com ênfase em microrganismos entomopatogênicos. José Eduardo Marcondes de Almeida Pesquisador Científico Desafios para o controle biológico em cana com ênfase em microrganismos entomopatogênicos José Eduardo Marcondes de Almeida Pesquisador Científico CANA-DE-AÇÚCAR A área cultivada com cana-de-açúcar no

Leia mais

Revista RG News 2 (1) Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos

Revista RG News 2 (1) Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos a) Área de Microrganismo 1) Coleção de fungos entomopatogênicos: biodiversidade para o controle biológico de pragas na agropecuária brasileira. José Eduardo Marcondes de Almeida Graduado em Agronomia pela

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS

CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS Programa de Pós-graduação em Microbiologia Agropecuária Disciplina de Microbiologia Básica Novembro/2016 1 milhão sp. insetos 10% pragas Controle: químico Seleção de populações

Leia mais

Avaliação da qualidade de produtos à base de Trichoderma

Avaliação da qualidade de produtos à base de Trichoderma Avaliação da qualidade de produtos à base de Trichoderma 18 a 20 de setembro de 2012 Embrapa Meio Ambiente - Jaguariúna, SP IV CURSO TEÓRICO E PRÁTICO Avaliação da qualidade de produtos à base de Trichoderma

Leia mais

CONTROLE INTEGRADO DA BROCA DA HASTE DA MANDIOCA Sternocoelus spp.

CONTROLE INTEGRADO DA BROCA DA HASTE DA MANDIOCA Sternocoelus spp. CONTROLE INTEGRADO DA BROCA DA HASTE DA MANDIOCA Sternocoelus spp. Rafaela Shaiane Marques Garcia 1 ; Luiz Henrique dos Santos¹; Romulo da Silva Carvalho 2 1 Graduandos Curso de Tecnologia em Agroecologia

Leia mais

BAN 160 Entomologia Geral Insetos e Microrganismos. Sam Elliot

BAN 160 Entomologia Geral Insetos e Microrganismos. Sam Elliot BAN 160 Entomologia Geral Insetos e Microrganismos Sam Elliot Insetos e Microrganismos Tipos de Microrganismos Contexto para Considerar Interações Inseto-Microrganismo Fenótipo Extendido e Teias Alimentares

Leia mais

ÍNDICE. METODOLOGIA PARA CONTROLE DE QUALIDADE DE PRODUTOS BIOLÓGICOS À BASE DE Trichoderma.

ÍNDICE. METODOLOGIA PARA CONTROLE DE QUALIDADE DE PRODUTOS BIOLÓGICOS À BASE DE Trichoderma. 1 ÍNDICE INTRODUÇÃO METODOLOGIA PARA CONTROLE DE QUALIDADE DE PRODUTOS BIOLÓGICOS À BASE DE Trichoderma. I. METODOLOGIAS PARA CONTROLE DE QUALIDADE DE PRODUTOS BIOLÓGICOS À BASE DE Trichoderma FORMULADOS

Leia mais

Controle biológico no Brasil: situação, desafios e oportunidades. Wagner Bettiol, Marcelo Morandi e Daniel Winter Heck, Embrapa Meio Ambiente

Controle biológico no Brasil: situação, desafios e oportunidades. Wagner Bettiol, Marcelo Morandi e Daniel Winter Heck, Embrapa Meio Ambiente Controle biológico no Brasil: situação, desafios e oportunidades Wagner Bettiol, Marcelo Morandi e Daniel Winter Heck, Embrapa Meio Ambiente Em 2010, a venda de agrotóxicos no Brasil foi de US$ 7,304 bilhões,

Leia mais

EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EDITAL Nº 10/2016 O Chefe Geral da Unidade Recursos Genéticos e Biotecnologia,

Leia mais

Isolamento de patógenos fúngicos e bacterianos

Isolamento de patógenos fúngicos e bacterianos Isolamento de patógenos fúngicos e bacterianos DIAGNOSE 1. Doença conhecida do observador - - - Identificação por meio de sintomas e/ou sinais Sintomas: exteriorização da doença (primário / secundário-reflexo)

Leia mais

Técnicas Microbiológicas

Técnicas Microbiológicas IX Semana de Biologia da UFPB Técnicas Microbiológicas e Rotina Laboratorial Laboratório de Genética de Microrganismos - DBM Conjunto de procedimentos, ações, técnicas, metodologias, equipamentos e dispositivos

Leia mais

Vantagens do registro de produtos biológicos de controle de pragas. Exigências legais do MAPA. Jaguariúna SP junho de 2009

Vantagens do registro de produtos biológicos de controle de pragas. Exigências legais do MAPA. Jaguariúna SP junho de 2009 Vantagens do registro de produtos biológicos de controle de pragas Exigências legais do MAPA Jaguariúna SP junho de 2009 REGULAMENTAÇÃO Histórico da Legislação 1934: Decreto que aprova o Regulamento de

Leia mais

5 Aula Prática Exame do Microcultivo de levedura. Plaqueameno de Açúcar. Ensaio de Óxido-Redução com Resazurina

5 Aula Prática Exame do Microcultivo de levedura. Plaqueameno de Açúcar. Ensaio de Óxido-Redução com Resazurina IB UNESP - Rio Claro CCA - UFSCar Araras II CURSO DE MONITORAMENTO DA FERMENTAÇÃO ETANÓLICA PERÍODO: 11 a 15 DE FEVEREIRO DE 2008 ATIVIDADES PRÁTICAS 5 Aula Prática Exame do Microcultivo de levedura. Plaqueameno

Leia mais

Biofábricas: o potencial de uso de microrganismos em agricultura

Biofábricas: o potencial de uso de microrganismos em agricultura Biofábricas: o potencial de uso de microrganismos em agricultura Eng. Agr. Solon C. de Araujo Consultor da ANPII Apresentado no V Simpósio Brasileiro de Microbiologia Aplicada. UFRGS, setembro 2011 Biofábricas

Leia mais

Insumos biológicos usados em agricultura: situação atual e perspectivas

Insumos biológicos usados em agricultura: situação atual e perspectivas Insumos biológicos usados em agricultura: situação atual e perspectivas Solon C. de Araujo Consultor da ANPII solon@scaconsultoria.com.br Apresentado na FERTBIO 2014 Araxá, MG Classificação dos microrganismos

Leia mais

Isolamento de Fungos Patogênicos a Dactylopius opuntiae, Nativos de Solos do Semiárido de Pernambuco e Paraíba

Isolamento de Fungos Patogênicos a Dactylopius opuntiae, Nativos de Solos do Semiárido de Pernambuco e Paraíba 172 Isolamento de Fungos Patogênicos a Dactylopius opuntiae Nativos de Solos do Isolamento de Fungos Patogênicos a Dactylopius opuntiae, Nativos de Solos do Semiárido de Pernambuco e Paraíba Isolation

Leia mais

PATOGENICIDADE COM FUNGOS FILAMENTOSOS CONTRA OPERÁRIAS DE Atta sexdens

PATOGENICIDADE COM FUNGOS FILAMENTOSOS CONTRA OPERÁRIAS DE Atta sexdens PATOGENICIDADE COM FUNGOS FILAMENTOSOS CONTRA OPERÁRIAS DE Atta sexdens 1 Cléia Almeida Oliveira; 2 Danival José de Souza 1 Aluno do Curso de Engenharia Florestal; Campus de Gurupi; e-mail: cleialmeidauft@hotmail.com.

Leia mais

PRESSURIZAÇÃO DA CALDA DE PULVERIZAÇÃO NA VIABILIDADE DE MICRORGANISMOS ENTOMOPATOGÊNICOS 1

PRESSURIZAÇÃO DA CALDA DE PULVERIZAÇÃO NA VIABILIDADE DE MICRORGANISMOS ENTOMOPATOGÊNICOS 1 PRESSURIZAÇÃO DA CALDA DE PULVERIZAÇÃO NA VIABILIDADE DE MICRORGANISMOS ENTOMOPATOGÊNICOS 1 LUIZ C. GARCIA 2, CARLOS G. RAETANO 3, SILVIA R. S. WILCKEN 3, HAMILTON H. RAMOS 4, LUIS G. LEITE 5, ANTÔNIO

Leia mais

Contagem Padrão em Placas. Profa. Leila Larisa Medeiros Marques

Contagem Padrão em Placas. Profa. Leila Larisa Medeiros Marques Contagem Padrão em Placas Profa. Leila Larisa Medeiros Marques 1. OBJETIVOS E ALCANCE Estabelecer procedimento para a contagem padrão de microrganismos mesófilos aeróbios estritos e facultativos viáveis.

Leia mais

Manejo do milho Bt manejo integrado de pragas. Fernando Hercos Valicente Embrapa Milho e Sorgo

Manejo do milho Bt manejo integrado de pragas. Fernando Hercos Valicente Embrapa Milho e Sorgo Manejo do milho Bt manejo integrado de pragas Fernando Hercos Valicente Embrapa Milho e Sorgo CNPMS/EMBRAPA Sete Lagoas, MG Transgênico Organismo que recebeu gene exógeno por engenharia genética Organismo

Leia mais

Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia EDITAL

Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia EDITAL Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia EDITAL EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO O Chefe Geral da

Leia mais

Microbilogia de Alimentos I - Curso de Engenharia de Alimentos Profª Valéria Ribeiro Maitan

Microbilogia de Alimentos I - Curso de Engenharia de Alimentos Profª Valéria Ribeiro Maitan 32 PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS PUC Goiás ESCOLA DE ENGENHARIA CURSO DE ENGENHARIA DE ALIMENTOS Aula nº 7 e 8 Quantificação de Microrganismos: Diluição e Plaqueamento Spreader Plate e Pour

Leia mais

EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO

EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EMBRAPA RECURSOS GENÉTICOS E BIOTECNOLOGIA EMPRESA DE PESQUISA AGROPECUÁRIA EMBRAPA MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO EDITAL Nº 10 /2014 O Chefe Geral da Unidade Recursos Genéticos e

Leia mais

Controle Biológico. Beatriz Cecato Caroline Fontolan Eduardo Brochini Felipe Salies Livia Campos Webster Ferreira

Controle Biológico. Beatriz Cecato Caroline Fontolan Eduardo Brochini Felipe Salies Livia Campos Webster Ferreira Controle Biológico Beatriz Cecato Caroline Fontolan Eduardo Brochini Felipe Salies Livia Campos Webster Ferreira Controle Biológico O que é? Inimigos naturais Alternativas aos produtos químicos Presa,

Leia mais

Patogenicidade de Metarhizium anisopliae (Metsch) Sorok em Diferentes Concentrações sobre Cornitermes cumulans (Kollar, 1832) (Isoptera: Termitidae)

Patogenicidade de Metarhizium anisopliae (Metsch) Sorok em Diferentes Concentrações sobre Cornitermes cumulans (Kollar, 1832) (Isoptera: Termitidae) Patogenicidade de Metarhizium anisopliae (Metsch) Sorok em Diferentes Concentrações sobre Cornitermes cumulans (Kollar, 1832) (Isoptera: Termitidae) Pathogenicity of Metarhizium anisopliae (Metsch) Sorok

Leia mais

Cultivo de microrganismos. Cultivo em meio líquido. Cultivo em meio sólido 27/11/2013 CULTIVO DE MICRORGANISMOS EM LABORATÓRIO

Cultivo de microrganismos. Cultivo em meio líquido. Cultivo em meio sólido 27/11/2013 CULTIVO DE MICRORGANISMOS EM LABORATÓRIO Cultivo de microrganismos Disciplina: Microbiologia Geral 1) Inoculação CULTIVO DE MICRORGANISMOS EM LABORATÓRIO 2) Isolamento 3) Preservação Inoculação Semear ou inocular: introduzir artificialmente uma

Leia mais

A CONTRIBUTION TO THE PRODUCTION OF Sporothrix insectorum (HOOG & EVANS)

A CONTRIBUTION TO THE PRODUCTION OF Sporothrix insectorum (HOOG & EVANS) SUBSÍDIOS PARA A PRODUÇÃO DE Sporothrix insectorum (HOOG & EVANS) 81 ARTIGO SUBSÍDIOS PARA A PRODUÇÃO DE Sporothrix insectorum (HOOG & EVANS) 1 A CONTRIBUTION TO THE PRODUCTION OF Sporothrix insectorum

Leia mais

Patogenicidade de Beauveria bassiana no controle in vitro da lagarta-da-espiga do milho (Helicoverpa zea)

Patogenicidade de Beauveria bassiana no controle in vitro da lagarta-da-espiga do milho (Helicoverpa zea) Patogenicidade de Beauveria bassiana no controle in vitro da lagarta-da-espiga do milho (Helicoverpa zea) Pathogenicity of Beauveria bassiana in in vitro control of the maize cob borer (Helicoverpa zea)

Leia mais

Desafios da Pesquisa em Controle Biológico na Agricultura no Estado de São Paulo

Desafios da Pesquisa em Controle Biológico na Agricultura no Estado de São Paulo Desafios da Pesquisa em Controle Biológico na Agricultura no Estado de São Paulo Controle biológico com fungos em cana-de-açúcar Antonio Batista Filho batistaf@biologico.sp.gov.br Desafio Produção de alimentos

Leia mais

Controle Microbiológico nas Usinas de açúcar e álcool. Prof.ª Drª Dejanira de Franceschi de Angelis

Controle Microbiológico nas Usinas de açúcar e álcool. Prof.ª Drª Dejanira de Franceschi de Angelis Controle Microbiológico nas Usinas de açúcar e álcool Prof.ª Drª Dejanira de Franceschi de Angelis 1. OBJETIVO O controle do crescimento da população microbiana dentro de um complexo industrial de açúcar

Leia mais

AVALIAÇÃO DOS FUNGOS ENTOMOPATOGÊNICOS Metarhizium anisopliae E Beauveria bassiana NO CONTROLE DE Thrips tabaci NA CEBOLA

AVALIAÇÃO DOS FUNGOS ENTOMOPATOGÊNICOS Metarhizium anisopliae E Beauveria bassiana NO CONTROLE DE Thrips tabaci NA CEBOLA AVALIAÇÃO DOS FUNGOS ENTOMOPATOGÊNICOS Metarhizium anisopliae E Beauveria bassiana NO CONTROLE DE Thrips tabaci NA CEBOLA Dalprá, Leandro 1 ; Campos, Fernando Joly 2 Instituto Federal Catarinense, Rio

Leia mais

BOLETIM TÉCNICO: DESENVOLVIMENTO DE UM BIOINSETICIDA PARA O CONTROLE DAS LAGARTAS DA SOJA

BOLETIM TÉCNICO: DESENVOLVIMENTO DE UM BIOINSETICIDA PARA O CONTROLE DAS LAGARTAS DA SOJA BOLETIM TÉCNICO: DESENVOLVIMENTO DE UM BIOINSETICIDA PARA O CONTROLE DAS LAGARTAS DA SOJA Rodrigo J. S. Jacques¹, Adriano Arrué Melo², Isac Aires de Castro³, Valdemir Bittencourt Soares⁴ Jerson Vanderlei

Leia mais

Bacillus subtilis e Bacillus licheniformis

Bacillus subtilis e Bacillus licheniformis CURSO TEÓRICO E PRÁTICO Bacillus subtilis e Bacillus licheniformis 25 e 26 de abril 2012 Local Embrapa Meio Ambiente Rod. SP 340 - km 127,5 Tanquinho Velho Jaguariúna, SP APOIO REALIZAÇÃO II - CURSO TEÓRICO

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DE ESPONJAS UTILIZADAS NA HIGIENIZAÇÃO DE UTENSÍLIOS DE COZINHA DE RESTAURANTES DO MUNICÍPIO DE ANÁPOLIS-GO

TÍTULO: ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DE ESPONJAS UTILIZADAS NA HIGIENIZAÇÃO DE UTENSÍLIOS DE COZINHA DE RESTAURANTES DO MUNICÍPIO DE ANÁPOLIS-GO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ANÁLISE MICROBIOLÓGICA DE ESPONJAS UTILIZADAS NA HIGIENIZAÇÃO DE UTENSÍLIOS DE COZINHA DE RESTAURANTES

Leia mais

CONTROLE ALTERNATIVO DA COCHONILHA-DO-CARMIM UTILIZANDO POINCIANELLA PYRAMIDALIS E ISOLADOS DE ISARIA FARINOSA.

CONTROLE ALTERNATIVO DA COCHONILHA-DO-CARMIM UTILIZANDO POINCIANELLA PYRAMIDALIS E ISOLADOS DE ISARIA FARINOSA. CONTROLE ALTERNATIVO DA COCHONILHA-DO-CARMIM UTILIZANDO POINCIANELLA PYRAMIDALIS E ISOLADOS DE ISARIA FARINOSA. Thayza Karine de Oliveira Ribeiro¹; Patricia Vieira Tiago² ¹Estudante do Curso de Ciências

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Embrapa Arroz e Feijão. Documentos 289. Gabriel Moura Mascarin Eliane Dias Quintela

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Embrapa Arroz e Feijão. Documentos 289. Gabriel Moura Mascarin Eliane Dias Quintela ISSN 1678-9644 Setembro, 2013 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Arroz e Feijão Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Documentos 289 Técnica de Produção do Fungo Entomopatogênico

Leia mais

unesp ATUALIZÇÃO NO USO DE EXTRATOS VEGETAIS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Campus de Rio Claro - Instituto de Biociências

unesp ATUALIZÇÃO NO USO DE EXTRATOS VEGETAIS UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Campus de Rio Claro - Instituto de Biociências ATUALIZÇÃO NO USO DE EXTRATOS VEGETAIS unesp UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Campus de Rio Claro - Instituto de Biociências INSTITUTO NACIONAL DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE CONTROLE

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO E DEGRADAÇÃO. Prof. Everlon Cid Rigobelo

CONTROLE BIOLÓGICO E DEGRADAÇÃO. Prof. Everlon Cid Rigobelo CONTROLE BIOLÓGICO E DEGRADAÇÃO Prof. Everlon Cid Rigobelo Controle microbiano Existem 2,5 milhões de espécies de insetos na terra. 1 milhão de espécies são conhecidas. 10% são pragas da agricultura e

Leia mais

DESAFIOS PARA A PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE AGENTES DE CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS NO BRASIL

DESAFIOS PARA A PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE AGENTES DE CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS NO BRASIL DESAFIOS PARA A PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE AGENTES DE CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS NO BRASIL José Roberto Postali Parra Departamento de Entomologia e Acarologia ESALQ/USP SEQUÊNCIA DE ETAPAS PARA SUCESSO

Leia mais

Biotecnologia Melhoramento Genético

Biotecnologia Melhoramento Genético 5 Biotecnologia e Melhoramento Genético Fábio Gelape Faleiro Nilton Tadeu Vilela Junqueira Eder Jorge de Oliveira Onildo Nunes de Jesus 71 O que é biotecnologia e quais as principais aplicações na cultura

Leia mais

TÉCNICAS DE SEMEADURA E ISOLAMENTO DE MICRORGANISMOS

TÉCNICAS DE SEMEADURA E ISOLAMENTO DE MICRORGANISMOS TÉCNICAS DE SEMEADURA E ISOLAMENTO DE MICRORGANISMOS CONCEITOS IMPORTANTES Isolamento de um microrganismo: O isolamento consiste na obtenção de uma cultura pura (colônias isoladas de um único microrganismo,

Leia mais

Controle biológico com uso do baculovirus: segurança e futuro dos bioinseticidas. Dr. Fernando Hercos Valicente

Controle biológico com uso do baculovirus: segurança e futuro dos bioinseticidas. Dr. Fernando Hercos Valicente Controle biológico com uso do baculovirus: segurança e futuro dos bioinseticidas Dr. Fernando Hercos Valicente Embrapa Milho e Sorgo Controle Biológico com Baculovirus Segurança De acordo com OECD (2002)

Leia mais

no controle das pelos

no controle das pelos DESENVOLVIMENTO DE METODOLOGIA ANALÍTICA A E AMOSTRAL PARAA AVALIAÇÃO DE CONFORMIDADE E DA INOCUIDADE DE PRODUTOS COMERCIAIS FORMULADOS A BASE DE AGENTESS MICROBIANOS DE BIOCONTROLE DE DOENÇAS DE PLANTAS

Leia mais

EFEITO DA TEMPERATURA E DO FOTOPERÍODO NA GERMINAÇÃO in vitro DE CONÍDIOS DE Aspergillus niger, AGENTE ETIOLÓGICO DO MOFO PRETO DA CEBOLA

EFEITO DA TEMPERATURA E DO FOTOPERÍODO NA GERMINAÇÃO in vitro DE CONÍDIOS DE Aspergillus niger, AGENTE ETIOLÓGICO DO MOFO PRETO DA CEBOLA EFEITO DA TEMPERATURA E DO FOTOPERÍODO NA GERMINAÇÃO in vitro DE CONÍDIOS DE Aspergillus niger, AGENTE ETIOLÓGICO DO MOFO PRETO DA CEBOLA Autores: Jéssica Tainara IGNACZUK 1, Leandro Luiz MARCUZZO 2 Identificação

Leia mais

MISTURAS EM TANQUE COM PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS. FCA/UNESP CAMPUS DE BOTUCATU, SP (14) Ramal 207

MISTURAS EM TANQUE COM PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS. FCA/UNESP CAMPUS DE BOTUCATU, SP (14) Ramal 207 MISTURAS EM TANQUE COM PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS raetano@fca.unesp.br FCA/UNESP CAMPUS DE BOTUCATU, SP (14) 3811-7167 Ramal 207 FORMULAÇÃO DOS PRODUTOS FORMULAÇÃO: FITOSSANITÁRIOS ÃO: Tornar o produto na

Leia mais

Manutenção de culturas de fungos e bactérias

Manutenção de culturas de fungos e bactérias Universidade de São Paulo Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Manutenção de culturas de fungos e bactérias Prof. Ivan Paulo Bedendo Manutenção de Culturas de Fungos e Bactérias O Método Não

Leia mais

Área temática: Meio Ambiente

Área temática: Meio Ambiente CONTROLE BIOLÓGICO DE CIGARRINHAS DAS PASTAGENS UTILIZANDO O FUNGO Metarhizium anisopliae EM PROPRIEDADES RURAIS SITUADAS NO MUNICIPIO DE CASSILÂNDIA-MS. Enésio Rodrigues Castro Neto¹, Alexandre Moraes

Leia mais

thuringiensis no controle da

thuringiensis no controle da 2. Uso de baculovírus e 8acillus thuringiensis no controle da lagarta-da-soja, Anticarsia gemmatalis Flávio Moscardi 2.1. Introdução A lagarta-da-soja, Anticarsia gemmatalis, na maioria das regiões, é

Leia mais

BIOSSEGURANÇA. Diogo Domingues Sousa Gerente de Segurança e Saúde Ocupacional

BIOSSEGURANÇA. Diogo Domingues Sousa Gerente de Segurança e Saúde Ocupacional BIOSSEGURANÇA Diogo Domingues Sousa Gerente de Segurança e Saúde Ocupacional CRONOGRAMA Introdução e definição Biossegurança Avaliação do Risco Biológico Risco Biológico Tríade Epidemiológica Níveis de

Leia mais

Meios de cultura bacteriano

Meios de cultura bacteriano Meios de cultura bacteriano O material preparado no laboratório para o crescimento de microrganismos. Inóculo e Cultura; Se desejarmos o crescimento de uma cultura de um certo microrganismo, por exemplo

Leia mais

DETERIORANTES E INDICADORES DE HIGIENE AROMAS

DETERIORANTES E INDICADORES DE HIGIENE AROMAS ll WORKSHOP DE MICROBIOLOGIA EUROFINS DETERIORANTES E INDICADORES DE HIGIENE AROMAS Aromas - conceitos O que são aromas? São substâncias ou misturas com propriedades odoríferas, capazes de conferir, mascarar

Leia mais

QUEREMOS NÃO TER PRAGA??

QUEREMOS NÃO TER PRAGA?? 07/11/2017 Perspectivas no Manejo integrado de Pragas de Olericolas Profa Dra Maria Aparecida Cassilha Zawadneak UFPR Mosca-branca Bemisia tabaci O que é Praga-chave? São aqueles organismos que frequentemente

Leia mais

Guilherme dos Reis Vasconcelos Engenheiro Agrônomo Professor; Consultor em MIP e Agricultura Sustentável; Horticultor.

Guilherme dos Reis Vasconcelos Engenheiro Agrônomo Professor; Consultor em MIP e Agricultura Sustentável; Horticultor. em pequenas culturas Guilherme dos Reis Vasconcelos Engenheiro Agrônomo Professor; Consultor em MIP e Agricultura Sustentável; Horticultor. Hortaliça Hortaliça é a planta herbácea da qual uma ou mais

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº 1, DE 27 DE SETEMBRO DE 2006

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº 1, DE 27 DE SETEMBRO DE 2006 INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº 1, DE 27 DE SETEMBRO DE 2006 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA, SUBSTITUTO, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA, O PRESIDENTE DO INSTITUTO BRASILEIRO

Leia mais

RESISTÊNCIA DE DIFERENTES CEPAS DE Bacillus spp. A ANTIBIÓTICOS

RESISTÊNCIA DE DIFERENTES CEPAS DE Bacillus spp. A ANTIBIÓTICOS RESISTÊNCIA DE DIFERENTES CEPAS DE Bacillus spp. A ANTIBIÓTICOS Thiago Costa Ferreira 1, Davi Peres Silva 2, Wagner Bettiol 3. 1 Programa de Pós-graduação em Agronomia/ Proteção de Plantas, Faculdade de

Leia mais

A hora e a vez dos biológicos

A hora e a vez dos biológicos Especial ABCBio Setembro de 2014 Agroanalysis 37 Caderno Especial A hora e a vez dos biológicos O amadurecimento do setor Gustavo Ranzani Herrmann* Usada pela primeira vez em 1919, pelo pesquisador norte-americano

Leia mais

PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS COM USO APROVADO PARA AGRICULTURA ORGÂNICA

PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS COM USO APROVADO PARA AGRICULTURA ORGÂNICA QUADRO DE ACOMPANHAMENTO DO FLUXO DE TRABALHO VOLTADO A AMPLIAÇÃO DO REGISTRO DE PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS COM USO APROVADO PARA A AGRICULTURA ORGÂNICA ESTABELECIMENTO DE ESPECIFICAÇÕES DE REFERÊNCIA REGISTRO

Leia mais

Insumos Naturais: conceitos de registro e controle de qualidade. Luís Eduardo Pacifici Rangel Coordenação-Geral de Agrotóxicos e Afins

Insumos Naturais: conceitos de registro e controle de qualidade. Luís Eduardo Pacifici Rangel Coordenação-Geral de Agrotóxicos e Afins Insumos Naturais: conceitos de registro e controle de qualidade. Luís Eduardo Pacifici Rangel Coordenação-Geral de Agrotóxicos e Afins A Origem do Controle Parte do processo evolutivo da agricultura. Primeiros

Leia mais

MORTALIDAE DE LAGARTAS DE Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) ATRAVÉS DE FUNGO ENTOMOPATOGÊNICO

MORTALIDAE DE LAGARTAS DE Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) ATRAVÉS DE FUNGO ENTOMOPATOGÊNICO MORTALIDAE DE LAGARTAS DE Anticarsia gemmatalis (Lepidoptera: Noctuidae) ATRAVÉS DE FUNGO ENTOMOPATOGÊNICO OLIVEIRA, Fábio Rodrigo de 1 ; DEQUECH, Sônia Thereza Bastos 1 ; MACHADO, Daniele Franco Martins;

Leia mais

MERCADO E PERCEPÇÃO DO PRODUTOR BRASILEIRO

MERCADO E PERCEPÇÃO DO PRODUTOR BRASILEIRO BIODEFENSIVOS MERCADO E PERCEPÇÃO DO PRODUTOR BRASILEIRO AMÁLIA PIAZENTIM BORSARI Diretora executiva da Associação Brasileira das Empresas de Controle Biológico (ABCBio) MARCELO CLAUDINO Diretor de Inteligência

Leia mais

TÍTULO: APLICAÇÃO DE TÉCNICAS DE MICROBIOLOGIA PREDITIVA EM PATÊ DE PEITO DE PERU PARA BACTÉRIAS LÁTICAS

TÍTULO: APLICAÇÃO DE TÉCNICAS DE MICROBIOLOGIA PREDITIVA EM PATÊ DE PEITO DE PERU PARA BACTÉRIAS LÁTICAS TÍTULO: APLICAÇÃO DE TÉCNICAS DE MICROBIOLOGIA PREDITIVA EM PATÊ DE PEITO DE PERU PARA BACTÉRIAS LÁTICAS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: NUTRIÇÃO INSTITUIÇÃO: FACULDADE

Leia mais

Ensino Técnico Integrado ao Médio

Ensino Técnico Integrado ao Médio Ensino Técnico Integrado ao Médio FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2016 Plano de Curso nº 116 aprovado pela portaria Cetec nº 68 de 14 / 10 /2010 Etec TIQUATIRA Código: 208 Código: 208 Eixo

Leia mais

Legislação e registro de fungicidas no Brasil

Legislação e registro de fungicidas no Brasil Legislação e registro de fungicidas no Brasil Marcella Alves Teixeira Auditora Fiscal Federal Agropecuário Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Definição de agrotóxicos e afins Produtos

Leia mais

A hora e a vez dos biológicos

A hora e a vez dos biológicos Especial ABCBio Setembro de 2014 Agroanalysis 29 Caderno Especial A hora e a vez dos biológicos O amadurecimento do setor Gustavo Ranzani Herrmann* Usada pela primeira vez em 1919, pelo pesquisador norte-americano

Leia mais

Análise e controle da qualidade de inoculantes microbianos de interesse agrícola: bactérias fixadoras de nitrogênio

Análise e controle da qualidade de inoculantes microbianos de interesse agrícola: bactérias fixadoras de nitrogênio Análise e controle da qualidade de inoculantes microbianos de interesse agrícola: bactérias fixadoras de nitrogênio CARVALHO, G.A.B. 1 ; HUNGRIA, M. 2 ; MIURA, L.M. 2 1 Universidade Estadual do Norte do

Leia mais

Conhecendo as exigências legais e técnicas aplicáveis às atividades de pesquisa e desenvolvimento de inoculantes

Conhecendo as exigências legais e técnicas aplicáveis às atividades de pesquisa e desenvolvimento de inoculantes Capítulo 4 Conhecendo as exigências legais e técnicas aplicáveis às atividades de pesquisa e desenvolvimento de inoculantes Fabíola de Azevedo Araújo Sachetti Rosa Míriam de Vasconcelos Introdução Este

Leia mais

QUESTIONÁRIO MÍDIA 2

QUESTIONÁRIO MÍDIA 2 QUESTIONÁRIO MÍDIA 2 QUESTIONÁRIO 1- Em que gêneros bacterianos e por que utilizamos a coloração de Ziehl-Neelsen? 2- Com que finalidade utilizamos a coloração de Albert- Layborn? 3- Qual o método de coloração

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE BOTUCATU FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA - PROTEÇÃO DE PLANTAS

UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA CAMPUS DE BOTUCATU FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA - PROTEÇÃO DE PLANTAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM AGRONOMIA - PROTEÇÃO DE PLANTAS PLANO DE ENSINO IDENTIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DISCIPLINA: MICRORGANISMOS ENTOMOPATOGÊNICOS CURSO: Mestrado ( X ) Doutorado ( X ) DEPARTAMENTO

Leia mais

1.4 Metodologias analíticas para isolamento e identificação de micro-organismos em alimentos

1.4 Metodologias analíticas para isolamento e identificação de micro-organismos em alimentos Áreas para Submissão de Resumos (1) Microbiologia de Alimentos Trabalhos relacionados com micro-organismos associados aos alimentos: crescimento, identificação, biossíntese, controle, interação com o hospedeiro,

Leia mais

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 17, DE 19 DE JUNHO DE 2013

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 17, DE 19 DE JUNHO DE 2013 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO GABINETE DO MINISTRO INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 17, DE 19 DE JUNHO DE 2013 O MINISTRO DE ESTADO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO, no uso da atribuição

Leia mais

Prof. Dr. Alexandre de Sene Pinto. Centro Universitário Moura Lacerda, Ribeirão Preto, SP

Prof. Dr. Alexandre de Sene Pinto. Centro Universitário Moura Lacerda, Ribeirão Preto, SP Prof. Dr. Alexandre de Sene Pinto Centro Universitário Moura Lacerda, Ribeirão Preto, SP Neolítica (9-10 mil anos, início da agricultura) e da Baixa Idade Média (séc. XI, invenção do arado) sistema de

Leia mais

EFEITO DE DIFERENTES MEIOS DE CULTURA E DA LUZ NO CRESCIMENTO E NA ESPORULAÇÃO DE Verticillium lecanii 1

EFEITO DE DIFERENTES MEIOS DE CULTURA E DA LUZ NO CRESCIMENTO E NA ESPORULAÇÃO DE Verticillium lecanii 1 II EVENTO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA Embrapa Florestas Colombo 09 a 11 de dezembro de 2003 039 EFEITO DE DIFERENTES MEIOS DE CULTURA E DA LUZ NO CRESCIMENTO E NA ESPORULAÇÃO DE Verticillium lecanii 1 Rafaela

Leia mais

EFEITO DE HERBICIDAS UTILIZADOS EM CANA-DE- AÇÚCAR NO DESENVOLVIMENTO IN VITRO DO FUNGO ENTOMOPATOGÊNICO Metarhizium anisopliae (Metsch.

EFEITO DE HERBICIDAS UTILIZADOS EM CANA-DE- AÇÚCAR NO DESENVOLVIMENTO IN VITRO DO FUNGO ENTOMOPATOGÊNICO Metarhizium anisopliae (Metsch. EFEITO DE HERBICIDAS UTILIZADOS EM CANA-DE- AÇÚCAR NO DESENVOLVIMENTO IN VITRO DO FUNGO ENTOMOPATOGÊNICO Metarhizium anisopliae (Metsch.) SOROKIN EDUARDO A. D. DA COSTA * MARCUS B. MATALLO * JOSÉ E. M.

Leia mais

Avaliações da Anvisa para registro de produtos destinados ao controle biológico na agricultura

Avaliações da Anvisa para registro de produtos destinados ao controle biológico na agricultura Workshop: Vantagens do registro de controle biológico de controle de pragas - 2009 Avaliações da Anvisa para registro de produtos destinados ao controle biológico na agricultura Carlos Alexandre Oliveira

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC N 3, DE 11 DE MAIO DE 2012.

INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC N 3, DE 11 DE MAIO DE 2012. INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA SDA/SDC N 3, DE 11 DE MAIO DE 2012. O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA e o SECRETÁRIO SUBSTITUTO DE DESENVOLVIMENTO AGROPECUÁRIO E COOPERATIVISMO, DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA,

Leia mais

Compatibilidade de inseticidas com fungos entomopatogênicos

Compatibilidade de inseticidas com fungos entomopatogênicos Compatibilidade de inseticidas com fungos entomopatogênicos SITTA R.B.¹; GOUVEA L.¹; SOSA-GOMEZ, D.R. 2 1 Centro Universitário Filadélfia - Unifil; 2 Embrapa Soja No estádio vegetativo a soja fica exposta

Leia mais

Estudo para tratamento das. derrogação

Estudo para tratamento das. derrogação Estudo para tratamento das condicionantes nos processos de derrogação Alberto Jorge Laranjeiro Sócio - Diretor Eng. Florestal pela ESALQ/USP; Doutor em Ciências - Entomologia pela ESALQ/USP PRINCIPAIS

Leia mais

CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS AGRÍCOLAS

CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS AGRÍCOLAS CONTROLE BIOLÓGICO DE PRAGAS AGRÍCOLAS Como proteger a planta que cultivamos? CONTROLE BIOLÓGICO: O QUE É? É um fenômeno que acontece naturalmente na natureza e que consiste na regulação do número de plantas

Leia mais

Isolamento e identificação de colônias do fungo Alternaria dauci obtidas de lesões de Requeima da cultura da cenoura

Isolamento e identificação de colônias do fungo Alternaria dauci obtidas de lesões de Requeima da cultura da cenoura Isolamento e identificação de colônias do fungo Alternaria dauci obtidas de lesões de Requeima da cultura da cenoura Júlio César de Oliveira SILVA 1 ; Luciano Donizete GONÇALVES 2 ; Wellingta Cristina

Leia mais

Comparação da atividade microbiana entre Nuosept 91 e biocidas à base de BIT (Benzoisotiazolinona), em aplicações de slurries e emulsões

Comparação da atividade microbiana entre Nuosept 91 e biocidas à base de BIT (Benzoisotiazolinona), em aplicações de slurries e emulsões Comparação da atividade microbiana entre Nuosept 91 e biocidas à base de BIT (Benzoisotiazolinona), em aplicações de slurries e emulsões Como já se sabe, os microorganismos são seres que crescem e se proliferam

Leia mais

Nedio Jair Wurlitzer Eng. Alimentos / DSc. 10 de dezembro de 2013.

Nedio Jair Wurlitzer Eng. Alimentos / DSc. 10 de dezembro de 2013. Nedio Jair Wurlitzer Eng. Alimentos / DSc. 10 de dezembro de 2013. Laboratórios Análise de solo, água e planta Biologia molecular Gestão ambiental e resíduos Cultura de tecidos e genética vegetal Análise

Leia mais

MICRORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS E ALGUMAS IMPLICAÇÕES PARA A SAÚDE AMBIENTAL

MICRORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS E ALGUMAS IMPLICAÇÕES PARA A SAÚDE AMBIENTAL MICRORGANISMOS GENETICAMENTE MODIFICADOS E ALGUMAS IMPLICAÇÕES PARA A SAÚDE AMBIENTAL Vera Lúcia Castro Jaguariúna, novembro 2003. O interesse pelo controle biotecnológico tem crescido consideravelmente

Leia mais

Insetos e Microrganismos. BAN 160 Entomologia Geral Insetos e Microrganismos. Sam Elliot. Insetos e Microrganismos TIPOS DE MICRORGANISMOS

Insetos e Microrganismos. BAN 160 Entomologia Geral Insetos e Microrganismos. Sam Elliot. Insetos e Microrganismos TIPOS DE MICRORGANISMOS BAN 160 Entomologia Geral Fenótipo Extendido e Teias Alimentares Exemplos Sam Elliot Vírus TIPOS DE MICRORGANISMOS Bactérias Protozoários 1 Vírus Eucariota (ex. Protozoário, Levedura) Fungos (incl. Leveduras)

Leia mais

Plano de Trabalho Docente

Plano de Trabalho Docente Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec Plano de Trabalho Docente - 2018 Ensino Técnico PLANO DE CURSO Nº 294, APROVADO PELA PORTARIA CETEC - 774, DE 24-9-2015, PUBLICADA NO DIÁRIO OFICIAL DE 25-9-2015

Leia mais

BIOLOGICAL CONTROL. Epamig-CTSM/EcoCentro, C. postal 176, , Lavras, MG. Neotropical Entomology 33(4): (2004)

BIOLOGICAL CONTROL. Epamig-CTSM/EcoCentro, C. postal 176, , Lavras, MG. Neotropical Entomology 33(4): (2004) July - August 2004 463 BIOLOGICAL CONTROL Compatibilidade de Beauveria bassiana com Agrotóxicos Visando o Controle da Cochonilha-da-Raiz-do-Cafeeiro Dysmicoccus texensis Tinsley (Hemiptera: Pseudococcidae)

Leia mais

Inseticida de contato e adjuvante / espalhante adesivo, do grupo químico hidrocarbonetos alifáticos PRAGAS. Cochonilha-cabeça-deprego

Inseticida de contato e adjuvante / espalhante adesivo, do grupo químico hidrocarbonetos alifáticos PRAGAS. Cochonilha-cabeça-deprego Composição: Mistura de hidrocarbonetos parafínicos, ciclo parafínicos e aromáticos saturados e insaturados provenientes da destilação do petróleo (ÓLEO MINERAL)...800 ml/l (80% v/v) Ingredientes inertes...200

Leia mais

FERRAMENTAS DE SUPORTE LABORATORIAL AO CONTROLE BIOLÓGICO

FERRAMENTAS DE SUPORTE LABORATORIAL AO CONTROLE BIOLÓGICO FERRAMENTAS DE SUPORTE LABORATORIAL AO CONTROLE BIOLÓGICO Simpósio sobre Metodologias de Laboratórios de Pesquisa Agropecuária Pelotas - 25 a 29 de outubro 2010 Glaucia de Figueiredo Nachtigal Estação

Leia mais

Influência dos Fertilizantes Organominerais sobre os organismos do solo. Fernando Dini Andreote 05/04/2017

Influência dos Fertilizantes Organominerais sobre os organismos do solo. Fernando Dini Andreote 05/04/2017 Influência dos Fertilizantes Organominerais sobre os organismos do solo Fernando Dini Andreote 05/04/2017 1 INFLUÊNCIA DOS FERTILIZANTES ORGANOMINERAIS SOBRE OS ORGANISMOS DO SOLO FERNANDO DINI ANDREOTE

Leia mais

RESULTADOS DE EXERCÍCIOS DE AULAS ANTERIORES

RESULTADOS DE EXERCÍCIOS DE AULAS ANTERIORES RESULTADOS DE EXERCÍCIOS DE AULAS ANTERIORES Postulado de Koch: inoculação de vírus Meio de cultura BDA e esterilização folhas de abobrinha c/ vírus Resultado da inoculação de vírus em abobrinha macerar

Leia mais

SEGURANÇA ALIMENTAR NA AVICULTURA

SEGURANÇA ALIMENTAR NA AVICULTURA INTRODUÇÃO SEGURANÇA ALIMENTAR NA AVICULTURA Nos dias de hoje, é indiscutível a necessidade do controle da presença de microrganismos nas rações de aves, devido principalmente às mudanças recentes nas

Leia mais

Análise Técnica. Segurança Microbiológica de Molhos Comercializados em Embalagens Tipo Sache: Avaliação de um Abridor de Embalagens

Análise Técnica. Segurança Microbiológica de Molhos Comercializados em Embalagens Tipo Sache: Avaliação de um Abridor de Embalagens Análise Técnica Segurança Microbiológica de Molhos Comercializados em Embalagens Tipo Sache: Avaliação de um Abridor de Embalagens Coord. Prof. Dr. Marco Antônio Lemos Miguel Equipe: Carolina Beres & Priscila

Leia mais

Inseticida/acaricida de contato e ingestão do grupo químico benzoiluréia

Inseticida/acaricida de contato e ingestão do grupo químico benzoiluréia Composição 1-[4-(2-chloro-α,α,α-trifluoro-p-tolyloxy)-2-fluorophenyl]-3-(2,6-difluorobenzoyl) urea (FLUFENOXUROM)... 100 g/l (10,0% m/v) Ingredientes Inertes... 878 g/l (87,8% m/v) Classe Inseticida/acaricida

Leia mais

R.S. Cavalcanti, A. Moino Junior., G.C. Souza, A. Arnosti

R.S. Cavalcanti, A. Moino Junior., G.C. Souza, A. Arnosti Efeito dos produtos fitossanitários fenpropatrina, imidaclopride, iprodione e tiametoxam sobre o desenvolvimento do fungo Beauveria bassiana (Bals.) Vuill. 7 EFEITO DOS PRODUTOS FITOSSANITÁRIOS FENPROPATRINA,

Leia mais

Avaliação do efeito fungicida e larvicida do óleo essencial do capim citronela

Avaliação do efeito fungicida e larvicida do óleo essencial do capim citronela Avaliação do efeito fungicida e larvicida do óleo essencial do capim citronela Kamilla Pires da Silva 1 ; Henrique Guilhon de Castro 2 ; Dione Pereira Cardoso 3 1 Aluno do Curso de agronomia PIBIC/CNPq;

Leia mais

Frequência De Patótipos De Colletotrichum lindemuthianum Nos Estados Brasileiros Produtores De Feijoeiro Comum

Frequência De Patótipos De Colletotrichum lindemuthianum Nos Estados Brasileiros Produtores De Feijoeiro Comum Frequência De Patótipos De Colletotrichum lindemuthianum Nos Estados Brasileiros Produtores De Feijoeiro Comum Rafael de Oliveira Galdeano Abud 1 ; Adriane Wendland 2 ; Ronair José Pereira 2 ; Leonardo

Leia mais