Mãe. DA expedição que de. Carlos Góes. Anno I Petropolis, 24 de Abril de ip32 J\. 34. do Paraguay)

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Mãe. DA expedição que de. Carlos Góes. Anno I Petropolis, 24 de Abril de ip32 J\. 34. do Paraguay)"

Transcrição

1 Anno I Petropolis, 24 de Abril de ip32 J\. 34 Carlos Góes (Da Academia Mineira) Mãe (Episodio real da Guerra do Paraguay) j DA expedição que de Laguna (territorio paraguayo) marchou até Nisac, (Província de Matto Grosso), sempre acossado pelo inimigo, faziam parte umas setenta mulheres, quasi todas mães de familia. Eram mulheres que, sabendo que os Paraguayos haviam invadido Matto Grosso, assaltando as propriedades e commettendo toda sorte de depredações, fugiram de suas casas e foram incorporar-se á -expedição, buscando ahi a protecção e o agasalho de que se viam desamparadas. Dos maridos, uns deixaram-se estar em suas terras, organizando guerrilhas para enfrentar o inimigo; outros foram também incorporar se á expedição, onde ficaram exercendo o cargo de carregadores, campeiros de gado ou outros mistéres. Quasi todas as mulheres traziam ao collo os filhos, dos quaes alguns estavam ainda sendo amamentados. Fazia dó ver as pobres mães arrastandose na cauda da expedição, rotas, andrajosas, magras, famintas, cortindo a fome que se generalizára a toda a expedição, e sem leite para amamentar as tenras crianças. Um dia foi a expedição atacada de- improviso pelos Paraguayos. Tentaram estes (o que não conseguiram) romper as nossas fileiras. Na confusão que a principio se estabeleceu, conseguiram approximar se do ajuntamento de mulheres que iam na retaguarda. Embora fosse uma monstruosa perversidade, alguns dos atacantes começaram a trucidar as crianças que estavam ao eólio C das mães : arrebatavam-nas, seguravam-nas por uma perna, punham-nas de cabeça para p baixo, e com a espada abriamlhes o corpo de meio a meio! Era uma monstruosidade imi molar assim inértes criancinhas, aos olhos das próprias mães indefesas, de cujas mãos as arrebatavam sacrilegamente! Entre as mulheres que foran atacadas, uma havia muito zel sa de seu filhinho. Com todeo as forças que poude reunir, aconchegou,0 filhp ao eólio, frustando o á investida do inimigo. O paraguayo avançou, com a espada em punho, rindo e zombando dos vãos esforços da pobre mãe desamparada. Desceu as mãos crispadas em direitura ao corpo do filho, e fez menção de arrebatal-o. A pobre mãe estava desarmada : só tinha as mãos para se defender, e estas comprimiam o fructo de suas entranhas de encontro ao seio. Súbito, relanceando os olhos, viu uma espada paraguaya cahida no chão. Não hesitou um momento. Emquanto com a mão esquerda amparava o filho, abaixou se e com a direita apanhou do chão a espada cahida. Quando o paraguayo avançou segunda vez para arrebatar-lhe o menino, a valorosa mãe, rugindo como uma leôa e com os olhos chispantes de odio, cresceu para elle e embebeu lhe a espada no coração! Foi um átomo : o paraguayo girou nos calcanhares e cahiu para traz, morto. Nesse Ínterim era o inimigo repellido pelos nossos soldados, que 0 fizeram fugir a todo o panno. Cessado o perigo, voltou de novo a calma ao seio da expedição. Estava salvo o seu filho. No chão, num lago de sangue, jazia inanimado o corpo do aggressor.

2 Pag HW Mmm: 8 paginas Editor e Director Armanilo Director-Ar Martins tis tico : Allicrto HílStOS Gerente : Arlindo Teixeira ile»abreu Além do gerente está autorizado a recebe; assignaturas e annuncios o sr. capitão José Luiz Martins Júnior. Os artigos devidamente assiguados são da exclusiva responsabilidade dos respectivos autores. Não se devolvem originaes. FERIADOS. O 21 ck Abril Por BEJSfE dicto Discute-se ainda se andou bem ou mal o Chefe do Governo Provisorio abolindo, com um dos primeiros decretos da Republica Nova, alguns dos feriados nacionaes até então vigentes. Não sei. O que sei sómente é que, em qualquer historia, ha paginas, que por sympathicas mais do que por illustres, de tal forma se gravam 110 coração dos povos, que delle embalde se as procuraria apagar sem uma ôfíensa grave aos seus sentimentos Íntimos. E' delias, para o brasileiro, a que lembra a data de 21 de Abril. E, embora não fossem Xavier e os Inconfidentes os primeiros martyres da liberdade da patria; embora não chegasse a ser nem mesmo uma revolução, a Inconfidência de Minas pelo ambiente romântico de que se saturou com a demencia de uma Rainha,' o despotismo de um Governador, a infamia de alguns trahidores e a illustraçâo polida de quasi todos os Conjurados, a Inconfidência de Minas tornou-se uma pagina menos da historia do que dt> coração do povo, que a guarda, cpmo uma preciosa reli-.' quia, no sacrario das reminiscências patrias. Accrescentemos'que, já de si romantica, a scena nacional de 1789 teve ainda a divinizal-a a complicação. closj amor^ de Gonzaga, um dos mais íllustrèè iiinóvadores, com Marília 1 de Dircèú <iuè. filiando, solteira, >8Íos oitenta annos de edade no seu retiro de Ouro Preto, desfeando, s^s çantas de um rosário,velho e com os olhos sempre húmidos das saudades do seu amado, tornou-se o symbolo do Amor brasileiro mais, affectivo e cálido do que qualquer outro amor. Tudo isso porém é ainda nada em comparação da altitude nobre com que Silva Xavier se houve durante longo tempo(de dolorosa espectativa.sobre a sorte dos seus comparsas. " 1 Assumindo elle só a responsabilidade do movimeptçh, que mal se havia.esboçado, quem nos diz que não fosse s'éu fito restituir á liberdade!oi>? pelo tnetiôs, aquellas figuras proeminentes nas letras e na sociedade, para que o baraço do algoz não Ineé estrangulasse, com a garganta, o grito libertador que deveria irromper?! O gesto patriotico do Tiradentes foi dos mais hèroícos e nobilitantes que a historia dos povos registra. Consagrar, portanto, a tal homem uma data commemorativa nacional, e synthetisar na sua excelsa figura, indelevelmente impressa no coração dos brasileiros, todos os martyres e Amor ao ofpcio?... FOI em Lugolo, pequena communa da Italia, que o facto se passou, ou, melhor, os factos se passavam. Ali, de ha oerto tempo para cá, as gran- precursores da liberdade da patria, não só nos parecia justo como proveitoso para a educação dos posteros na imitação dos vultos que souberam honrar a sua patria com as altas virtudes que hoje, cada vez mxis, escasseiam na humanidade. jas vinham sendo Ecos da Semana A melhor politica QUANDO os nossos administradores quizerem prestar ás populações das regiões que governem os serviços mais imprescindíveis ; quando resolverem verificar de perto as sola que, apaixonado pela profissão, sustentando um amor necessidades de um povo dentro da zona em que tenham delegação do poder central ; quan- excessivo pelo officio ou tendo de menos uma «telha», ia ao do sentirem que uma vida sedentaria e cumulo de incendiar as habitações da localidade para poder, commodist^a em seguida as taes extravagancias, demonstrar a sua preste- os impede de terem o conhecimento exaza e a de seus companheiros... * * * cto de taes e quaes problemas terão feito a melhor politica que delles era licito esperar-se. Para felicidade nossa, aos poucos se vae rompendo com os velhos Cte. Ary Parreiras prôc6ss0s de administrar, de modo que o mais humilde habitante do paiz, de um Estado ou município deixará de conhecer apenas de nome aquelles a quem, indirectamente, deve obedecer e em quem teria votado, porventura, antes de Outubro de 1930, e votará, talvez, quando a Constituinte voltar... O illustre commandante Ary Parreiras, actual interventor federal no Estado do Rio, com um passo que deu agora, parece ter enveredado por esse caminho, que sem duvida é o que ha de trazer melhores resultados ao seu promissor governo. Assim actuando, abandona a fórmula "por ouvir dizer" para entrar num modo muito mais pratico de procurar o engrandecimento da unidade, cujas finanças e moral se esforça por restaurar. Terça-íeira ultima s. ex. fez uma excursão até S. G-onçalo, município que bem merece a, attenção do governo fluminense, como forte centro exportador de laranjas, o que vem pesando apreciavelmente na balança economica do Estado e da Republica. E' possivel que o comte. Parreiras haja falado menos que devêra, mas também teve occasião de ouvir, frente a frente o que só era de uso fazer-se por "memoriaes" - as queixas de um pequeno lavrador, que o saudou, contra os impostos sobre a classe a que o mesmo pertence. O interventor ha de ir adeante para melhor ajuizar das necessidades do interior do Estado do Rio de Janeiro. destruídas por incêndios cujas causas ficavam ignoradas, dando os mysterios, assim repetidos, agudas dores de cabeça ás autoridades. Mas a policia, percebendo que taes successos tomavam caracter alarmante e até a punham em certo ridiculoi poz-se a trabalhar com afincó. E fôi feliz, porque, afinal, as suas investigações lhes permittiram descobrir que o autor dos incêndios era um bombeiro de nome Des- E a nossa estação de radio? HA um grupo de distinctos cidadãos, amigos do progresso, que, não faz muito tempo, cogitou de fundar, nesta cidade, uma estação de radio transmissora, idéa grandemente feliz, que, no emtanto, não teve o acolhimento devido e esperado. Petropolis, ao contrario de outras terras, mantem-se numa evolução continua a lhe transformar a physionomia e a vida, já sem aquella cadencia, interessante mas archaica, dos primitivos carrinhos de cabrito. Já tem uma vibração própria, característica, como que distanciada mais de um século do que fôra o "Corrego Secco", isto graças ao amor ao trabalho que herdou, a geração actual, dos colonizadores desta região serrana. Não nos parece isto muita divagação em torno do assumpto a nossa estação de radio-transmissora. Poderemos tel-a? Sem duvida, uma vez que os referidos cidadãos se empenhem com esforço e carinho, visto que, se a tarefa não é tão fácil como a muitos pode parecer, ficando no estreito âmbito das iniciativas particulares, também não ha de encontrar obstáculos irremovíveis. Já tivemos uma experiencia efficaz, qual a irradiação feita, no campo de foòtball da Terra Santa, recentemente, do match entre o Serrano e o Fluminense, do Rio. Outros acontecimentos de certa importância que aqui a miúdo se verifi-' cam deixam ver que Petropolis pode ter seu "broadeasting", como já o tem Nictheroy, Índice do progresso, da situação cultural, emfim, da civilização da cidade. * * Onde está a honestidede? NUM mesmo dia desta semana a * Tribuna de Petropolis» publicou uma declaração e uma noticia, pelas quaes muito bem se poderia ' responder á interessante «enquete» feita pelo "O Globo", em fins do anno passado, no Rio. Dizia a noticia : "Pessoa que se diz nossa amiga nos telephonou hontem dizendo haver encontrado uma cédula na estação da Leopoldina. E querendo restituil-a ao seu legitimo dono, pede a quem a perdeu trazer a esta folha a declaração do valor da nota e os seus principaes característicos, inclusive o numero, se porventura, souber". A declaração foi feita nestes termos : "O sr. José Fernandes Lago achou, na Estação, a quantia de 204$000 numa carteira e sabendo que pertencia ao sr. Antonio Martins Motta, -fez-lhe entrega da mesma. Por esse motivo o sr. Antonio Martins Motta agradece-lhe e deixa á sua disposição, neste escriptorio, uma gratificação". Factos idênticos, reveladores do bom caracter de uma pessoa e com reflexão sobre um povo, entre nos se dão de quando em quando, sendo que uns são divulgados e outros ficam conhecidos em limitado circulo. Ainda quinta-feira ultima, um filho do sr. coronel "Walter Bretz agente dos Correios e Telegrapho locaes, achou em plena rua uma joia de ouro, platina e brilhante, de subido valor, e mal soube quem a havia perdido, apressou-se a lh'a entregar, assim praticando um acto de honradez que, como os demais que citámos, vale por um bello exemplo. E é bem expressivo isto, mormente nos tempos que correm... Nihil novi.. A DESPEITO *** do regimen dictatorial e embora a febre de innovações que se implantaram nesta abençoada terra de Santa Cruz, Petropolis continua a "ser o que dantes era», conforme o verso do poeta luzo. Mesmo aquillo ou aquelles que mudaram de rotulo não alteraram o conteúdo... das idéas. Continua-se no ramerrão de sempre provando assim o nosso profundo espirito conservador... e tolerante... Vêm-nos á penna estas considerações observando o que se passa em relação aos únicos revolucionários que arvoraram o lenço vermelho antes do 24 de Outubro : Os nossos pachidermicos bondes, os dignos representantes da actividade e das qualidades da não menos digna C, B. E. E. A única coisa notável que se conseguiu foi que a C. B. mascarasse os seus representantes de "bondes vermelhos". Mas não desanimem os petropolitanos. A julgar pelos resultados obtidos com a primeira, ahi pela decima revolução vencedora os nossos bondes conseguirão ser, pelo menos, carros confortáveis... com agua corrente em todos os bancos...

3 ' Pag. 3 ^ A D I O P H O M A n u CAPITULO I I nario da egreja próxima : os sons O «milagre» da T. S. F. nos chegam sem que nenhuma ligação apparente una nossos ouvidos aos flancos metallicos dos sinos ; QUEM poderia imaginar, uns trinta elles vêm até nós através as vidraças de sossas janeiias, que transmit- annos atra, que, sem o auxilio de qualquer fio telephonico, seria possível ouvir ein sua própria casa curtein ao interior os sons que recebem do exterior. Mas esse phenomeno nos é familiar : nós não o sos, conferencias, concertos, espectáculos diversos, dados a milhares chamamos «milagre». de kilometros de distancia, no proprio momento em que elles reali- Eis-nos agora ení pleno mar, num navio que se approxima da costa. zam. E' esse, entretanto, o resultado obtido hoje, graças á maravilho- No meio da noite vemos, acima da linha do horizonte, uma claridade, sa descoberta da T. S. F. rala como a de uma estrella : é um Não ha mais distancias, para o pharol erecto num penedo e que vemos a dezenas de kilometros de dis- ouvido, e todos podem ouvir o que se passa em todo o globo terrestre. tancia, sempre sem que um laço Quando, pela primeira vez, uma material nos ligue á luz que nelle pessoa se acha em face de um «aito- Ondas sonoras Ondas liquidas Ondas luminosas Ondas solares luminosas 1 Ondas eleclricas Ondas da T. S. T. falante*, quando ouve, sahindo do brilha. Estamos habituados a esse pavilhão do apparelho, seja a voz facto, que nos parece vulgar, e não de um orador, seja a de um cantor, o chamamos milagre. sejam cmfim as sonoridades múltiplas dos diversos instrumentos de gre o facto de recebermos a luz do Também não consideramos mila- uma orchestra, seu primeiro impulso, se ella não é iniciada nos segre- Sol, que entretanto nos vem de um dos da Physica, é para exclamar : Oh! mas é um milagre! E fica disso ainda mais convencida, quando se lhe explica que esse discurso que ella ouve, que a orchestra cujos sons lhe ferem os ouvidos, vêm de um ponto afastado vários milhares de kilometros, ás vezes, e que nenhuma ligação concreta existe com o instrumento de onde sae a palavra ou a musiça ; ou quando se lhe faz notar que essa mysteriosa transmissão se opéra livremente através, os tectos ou paredes. Quando, por outro lado, se lhe 'Na T. S. F. como na natureza as ondas po- diz que essa audição, que a maravilhou, pôde ser obtida num navio que voga era oleno oceano, longe da costa, ou num avião que voa peja atmosphera, é com uma convicção cada vez maior que essa pesssoa repete : - Oh! é verdadeiramente um milagre! CAPITULO II Será mesmo um milagre? MAS, após o primeiro tributo pago á admiração, temos o direito de perguntar a nós mesmos se essa cousa espantosa é realmente um milagre. Evidentemente, não ; não é um milagre, mas uma prodigiosa conquista do génio humano sobre as forças da natureza. Temos, aliás, outros exemplos em torno de nós. Exponhamol-os, antes de começarmos a desvendar, de modo simples, aos olhos de todos, neste pequeno manual que hoje iniciamos, os segredos da radiotelephonia. Estamos em nosso quarto, com as janeiias fechadas! De repente ouvimos resoar o carrilhão do campa- dem differir na largura ; assim a grcvura representa a largura de ondas variaveis de metros a 3sS ms. ' fácil de se comprehender que qnanto mais a largura da onda diminue, mais augmenla o numero de vibrações num mesmo pericdo de tempo. ponto de que estamos afastados 150 milhões de kilometros. Pois bem : todas essas transmissões, sejam sonoras, sejam as luminosas, sejam ainda as electricas, são produzidas pelo mecanismo das «ondas», dominadoras do universo. Eis o que vamos estudar em seguida. (Continua) A mais antiga aè Petropolis Tundada em t85o Artigos para presentes. Offi- - tinas próprias de Ou riveis, Gravador e T^elojoeiro Tabrica-se e Coacerta-se Perfeição, garantia, rapidez e habilitação, Guilherme J. B. Rittmeyer 1v. is de A'oi>. 790 Telephone 33^4 (Elegancícu Dístíncção. ^Ifaíaíaéa O melhor córte Os melhores tecidos DENTADURA Dr. Antonio Cunlia Cirurgiso-Dentista Processo o mais moderno e hygienieo HECOLITE Substancia ideal para os tecidos da hocca. Não quebra, é muito leve e tem apparencia da gengiva natural. Av. 15 de Nov Tel PETROPOLIS R. Assembléa, 72 - Tel RIO,DE JANEIRO NÃO SE ILLUDAM Os melhores calçados CASA SCHETTINI certame brilhante A 2a. Exposição de Pecuaria Está de parabéns a Associação dos Criadores de Petropolis pelo brilhantismo da Exposição Pecuaria, a segunda que nesta cidade se realisa no espaço de 13 mezes, e que, tendo-se inaugurado domingo ultimo, com a presença do chefe da nação e de outias pessoas de destaque terá hoje encerramento. O interessante cjrtame, vem confirmar as esperanças dos nossos criadores, entre os quaes figuram os srs. Luiz de S. Prates, Raul Braga de Azevedo, Armênio R. Miranda, conde de S. Mamede, José F. Carlos, Luiz de A. Sodré, Luiz Snell, Francisco Lam preia, Eduardo Duvivier. Melhor ainda: comprova o nosso desenvolvimento no que diz respeito á industria pastoril e demonstra as possibilidades das granjas e fazendas espalhadas por este município. A'quelle vasto terreno da rua Piabanha, onde durante annos existiu, entre outros educandarios que se tornaram conceituados, o Collegio Padre Moreira, foram transportados cerca de 70 exemplares de gado bovino, 10 equinos, mais de 20 suinos, representando os primeiros 12 raças. Cada qual é mais lindo, e todos causando admiração ao publico e formando um conjuncto deslumbrante. Concorrem á Exposição outros municípios fluminenses e do Estado de Minas. Campos nos enviou 6 magníficos exemplares da raça «Ca- <acú», da Fazenda dajuda, do sr. Francisco Ribeiro Vasconcellos, e entre elles um com o extraordinário peso de 820 kilos e outro com 780. Alli se vêem também fartas collecções de gansos, marrecos e pombos. No genero gallinaceo, quasi 400 aves das melhores raças. Na secção de roedores, maravilhosos productos, e ainda pelles. Nota-se também a Sociedade Suissa, apresentando machinas, utensílios, ferragens e tudo quanto se relaciona com a pecuaria. Também o Moinho da Luz, do Rio de Janeiro, com uma agencia nesta cidade, dirigida pelo nosso amigo sr. Alberto Silva, alli se faz notar, com o preparo da Torta Completa < n. 1, considerado o alimento mais completo e equilibrado que existe para o gado vaccum. Unia rez alimentada com a Torta Completa n. 1 vive com saúde, responde á sua qualidade de sangue e raça. N'uma vacca de leite, este augmenta, fixase e a sua qualidade, gosto, etc. melhoram. Foi o que ouvimos como confirmação ao reclame daquelle producto para a alimentação do gado. Dr. Luperio Santos ADVOGADO Deodoro, 88. J{esidencia : J{ua Marechal Diariamente no Fórum. Salsicharia SERRANA Trabrica de productos defumados - Camara frigorifi- ca Copeland A. E. G. - Carne fresca, Linguiças - Carneiro, Porco e V itella Gomes, Carneiro er Cia. T\ua Washington Luis, is3. Tel, Petropolis.

4 REGISTRO O primeiro «caso» na A. P. S. parece-nos vir por perto. O encontro ae domingo ultimo no campo do Valporaiso não foi, commenta-se, tão regular quanto seria licito esperar-se em logar de tão bons ares... O eterno problema caso mais serio ainda que a quadratura do circulo ou a theoria da relatividade mais uma vez veio ser a pedrinha no sapato: juizes. Juizes de football, mas juizes conhecedores do «metier», juizes que saibam as regras, juizes que sejam honestos, e, principalmente, juizes que saibam ler, escrever e contar... pelo menos até cem... E' notorio, pelo menos a um certo numero de pessoas, que a maioria dos nossos sportmen juizes, amadores, directores e «torcedores» bem pouco percebem das regras do *association». Eé lamentavel, isso como diria certo paredro local é lamentavel deveras. Que o «torcedor» ignore o que devia saber, é explicável. Que um director vocifere quando a sua mentalidade não percebe o erro é, ainda, tolerável. Mas que um amador seja quasi leigo nas regras do sport que pratica é absurdo. E que um juiz seja juiz do que não sabe é um crime... Creemos a escola de juizes srs. da «Dirigente» e torne-se obrigatorio a frequencia dos candidatos aos postos. Só assim poderemos vir a ter, na «terra», juizes que o sejam de facto e de direito. E emquanto isso se não fizer, um exame nos actualmente melhores, não lhes fará mal algum... Play Deoclecio de Abreu Cirurgião - Dentista Tel Av. 15 de INov. 449 Petropolis 0 torneio inicial da 2a. Divisão Realiza-se hoje, no campo do Serrano, na Terra Santa, o torneio inicial do campeonato de foot-ball da 2a. Divisão da A. P. S. Para essa competição é a seguinte a ordem das partidas: la. prova Cruzeiro do Sul x Saudade. Juiz: Euclydes Pinto. 2a. prova Coronel Veiga x Royai. Juiz: Ranulpho de Carvalho. 3a. prova Vera Cruz x Vencedor da la. Juiz: Pedro Cardoso de Lemos. 4a. prova Vencedor da 2a. x Vencedor da 3a. Juiz: escolhido no campo. SELECfa Artigos para creanças Av. 15 de Novembro, 785 tpeçjweiím de P&ipiltes úe MkQ^tmçlbO Attendendo a varias reclamações dos nossos leitores resolvemos mudar a regulamentação do nosso «Concurso de Palpites». E' assim que, dora avante, faremos as apurações semanaes entregando um premio, que será sempre um objecto de uso, ao concurrente que maior numero de pontos realizar semanalmente. Em caso de empate sorteiaremos o premio pela Loteria da Capital Federal mais próxima ao domingo dos jogos em questão. Resolvemos ainda que, afim de evitar tanto quanto possivel prováveis empates, sejam incluidos nos coupons os jogos do Districto Federal. Em cumprimento a essa nova regulamentação convidamos o sr. JOSE' LUIZ PEREIRA a vir á nossa redação receber uma caixa de charutos, offerta do sr. Alberto Silva, representante em Petropolis da Companhia Veado, que lhe coube por ter sido o primeiro collocado no torneio feito com os jogos do dia 17 do corrente, conforme apuração publicada em outro local desta pagina. Com relação á contagem de pontos a regulamentação continua a ser a mesma já annunciada, isto é : Vencedor com score completo 5 pontos; Vencedor com score do vencedor 3 pontos; Vencedor com score do vencido 2 pontos; Vencedor somente, sem scores 1 ponto; Empate com score 5 pontos; Empate sem score 3 pontos. Coupon para o Concurso de Palpites Para os jogos do dia S. Christovão X Flamengo Bangu X Vasco America X Bomsuccesso Carioca X Andar ah y Olaria X Botafogo Gasa -Alliança E' Assign atura Residencia Pseudonymo a que mais barato vende artigos para homens I Av. 15 de Novembro, 964 NOTA-E' necessário o preenchimento de todas as linhas do coupon Poderão inscrever-se neste concurso todos que o queiram fazer, bastando para isso recortar o coupon acima e envial-o a esta redacção devidamente preenchido. Para conveniência dos nossos leitores os boletins com os palpites serão recebidos «nesta redacção^ até sabbado anterior ao encontro, ás 20 horas, ao envez de quarta-feira conforme publicámos. Actividades Sportivas da Semana Iniciou-se, domingo ultimo, o campeonato da cidade com a realização de dois encontros de football. O primeiro, entre o Internacional e o Rio Branco, no campo do Petropolitano, terminou pela Victoria do club do Alto da Serra pelo score de 1 x 0. Manda a verdade, no emtanto, que se diga que o resultado não representa supremacia, pois que, se algum dos bandos em campo jogou melhor que o seu antagonista, esse algum foi o S. C. Rio Branco que viu dois goals seus annulados pela inépcia de um juiz incapaz para o officio. Na prova dos segundos quadros venceu o Internacional por 3x2. A segunda partida do campeonato de football da cidade realizou-se no campo da Terra Santa, entre o Cascatinha e o Oswaldo Cruz. Venceu facilmente o club do 2 o Districto pelo score «bastante» elevado de 11 goals a 3. Na partida secundaria levou a melhor, ainda, o bando da camiseta rubra ;que conquistou 8 pontos contra 0 do seu antagonista. Realizou-se, na terça-feira á noite, no "rink" do Tennis Club, o torneio inicial de voleyball do corrente anno, promovido pela A. P. S. Menos interessante que o basket, o voley não conseguiu levar ao campo da rua r de Março, a assistência que aquelle conseguira. Mesmo assim, despertaram regular interesse as provas realizadas. Foi o seguinte o movimento geral do Torneio: la. prova: O Petropolitano venceu o Itamaraty por 2 - O 2a. prova: O Internacional vence o Oswaldo Cruz por 2-0 3a. prova: O Cascatinha, por 2x0, venceu o Rio Branco Na 4a. prova o Serrano venceu o Petropolitano por 3-0. Na 5a. prova o Internacional levou a melhor sobre o Cascatinha por 2-0. Na 6a. prova (final) o Serrano venceu, por 2-0, o Internacional, ficando, portanto, vencedor do Torneio, cabendo ao alvi-negro o titulo de vice-campeão do Initium. Por causas que ignoramos ou talvez por via da chuva, que, afinal, não cahiu, deixaram de realizar-se, sexta-feira ultima, os encontros de basket e voley que estavam marcados para esse dia, e que eram os seguintes: Basket; Oswaldo Cruz x Petropolitano Voley Rio Branco x Itamaraty. Essas provas serão realizadas no fim do turno, bem como as marcadas na tabella para a ultima terçafeira. 1

5 * Ç5&3Í P^. 5 Originalidades do Box moderno pf < Todos os desportos têm os seus aspectos originaes. O box não podia escapar á regra Fatigadas as multidões de assistir a lutas mais ou menos sensacionaes entre os homens, procuraram uma outra diversão e inventaram então os profissionaes e empresários o box com animaes entre o homem e a féra. O animal escolhido é o urso. Na verdade, a actividade e o interesse do box quadram bem com a força formidável desse habitante das cavernas. O urso pôde e deve ser um boxeador. E' o papel que melhor lhe convém. E constitue, ao Um importante «prélio» logo á tarde Petropolitano x Internacional Mais um festival esportivo fará realizar em seu campo, no Valparaiso, o Petropolitano F. C. Medindo forças com o primeiro e segundo «teams» do S. C. Internacional que, vem de abater o S. C. Rio Branco, no seu primeiro encontro de campeonato, fazendo jús, aos seus rigorosos treinos sob os conhecimentos technicos de Mário Brandão; enfrentando hoje, o alvi-negro do Valparaiso, teremos mais uma opportunidade de apreciar o valor do seu «onze»; por sua vez, o Petropolitano, que vem de empatar com o Serrano, depois de uma luta renhida e de levantar brilhantemente o torneio «initium» da A. P. S. está com o seu «team» em bôa fórma e, a par desta fórma, ainda temos a acrescentar a formidável força de vontade que caracterisa os seus homens, como bem disse o popular vespertino «A Noite». E assim os apreciadores das bôas partidas terão hoje mais uma vez o ensejo de ceríificar-se de «visu» as possibilidades dos dois alvi-negros, considerados como sérios concurmesmo tempo, é innegavel, uma novidade attrahente para os espectadores e frequentadores desses jogos de força bruta. Entretanto, o que se tem visto hoje, nos circos, é um urso transformado em equilibrista, o que é, evidentemente, bem mais difficil de executar do que ser, apenas, profissional do box. A gravura que publicamos mostra as esplendidas qualidades evidenciadas pelo forte animal, que estende, no ring, com relativa facilidade, os mais fortes lutadores, parecendo, ao mesmo tempo, interessar-se pelo jogo. Os tempos modernos são tempos de sensacionalismo : porque não ha de um urso representar um numero de sensação, para as turbas fatigadas de tanta maravilha, de tanta coisa interessante?! rentes ao titulo máximo da cidade na presente temporada. Para maior realce da disputa, a conhecida «Alfaiataria De Carolis» que já offereceu uma «taça» para o jogo Serrano x Petropolitano, instituiu um novo trophéo para o vencedor da pugna de hoje. Quer assim, o proprietário daquelle conhecido estabelecimento estimular os «teams» disputantes, valorisando partida. * * também a Os jogos de voley e basket para a semana pjoxima Na próxima terça-feira, á noite, no «rink» do Tennis Touring Club, devem iniciar-se, se não houver algo em contrario, os campeonatos de basket e voley do presente anno, com as seguintes partidas: Basket: Internacional x Serrano; e Voley: Oswaldo Cruz x Cascatinha. Ainda esta semana, na próxima sexta-feira á noite, realizar-se-ão, também no mesmo local, mais os seguintes encontros: Basket Rio Branco x Itamaraty; e Voley Serrano x Petropolitano. Apuração do «Concurso de Palpites» José Luiz Pereira, 7 pontos; Azu-; Ião, Tupy e Nilof, 6 pontos cada; Carijó, Ravaal, K. K. réco, Preto e branco e Piabuuha, 5 pontos cada; Conquistador, Vasquinho, Tic-tac, Juca, Kid e Barão, 4 pontos cada; Portuguez e Nenê, 3 pontos e Campinho 1 ponto. Acceitamos reclamações até terçafeira. ás 19 horas, estando o premio, de então em diante, á disposição do vencedor. O premio para o vencedor da pro xima apuração será uma linda gravata de sêda, offerta da conhecida CASA ALL1ANÇA. ** 0 anniversario do S. C. Rio Branco A data de 23 de Abril é uma data assáz querida dos sporiistas da cidade Nessa data, ha sete annos passados, era. fundado o S. C. Rio Branco aggremiação sportiva das mais gloriosas de Petropolis, e cujo passado, embora re lativamente peque njo, é uma serie de luctas em prol dos sports serranos. Tendo á sua frente um grupo de sportistas esforçados, o S.C. Rio Branco é hoje, após esses Sr. Almeida Azevedo sete annos de trabalhos, um centro activo e poderoso de irradiação de cultura physica, bem assim como de cultura moral. pela qual tudo tem envidado os responsáveis pelos seus destino. Encontra-se actualmente a frente da directoria o nosso companheiro de imprensa Almeida Azevedo, espirito culto e adeantado que muito promette fazer no desempenho da missão elevada que lhe delegaram os associados do alvi-negro da rua Montecaseros. Commemorando essa data faustosa, realizar-se-á hoje na sede social do Rio Branco, uma sessão solemne que será precedida duma demonstração de gymnastica exeeutada pela turma a cargo do instructor Manoel Moreira. Material electrico para todos os fins 0 maior stock Os menores preços L A M P A D A S DE 5 A 50 VELAS RS. 3$500 Matriz : T{ua Paulo Barbosa, 3 4 Telephones 2 o S4 Auto-Sport - Av. 1S de Novembro, 8oi Tel. 2OO3 'AREALENSE" Atravéz dos obstáculos que naturalmente se lhe oppõem como decorrência das difliculdades que atravessamos, o «Arealense» vem vencendo os annos. Jornal de província embora, «Arealense» destaca-se na imprensa fluminense onde o seu prestigio é grande, como o é também na terra em que se edita, cujo progresso incontestável e que resalta á vista do mais fraco observador terá nelle um agente decidido e fervoroso. Luiz Bravo.com o seu semanario, bem feito e sympathico, vive, batalha ao lado dos seus peia grandeza de Entre.-Rios, que considera uma cidade e sonha vel-a como uma das maiores do Estado do Rio. Nessa esperança, nada o entibia, nem o distincto confrade mede sacrifícios, sendo o mesmo temperamento de 40 annos passados, quando, em Areal, fundou a sua modesta publicação. O anniversario do «Arealense» foi commemorado com uma excellente edição de 16 paginas illustradas. Registando a feliz data, «Pequena Illustração» felicita os caros collegas e faz votos pela sua prosperidade. Lyceu Fluminense OFFICIALIZADO (Tursos: Primário = ^Admissão Secundário = (Commercíal Externato e Semi-lnterna o Para ambos os sexos INTERNATO LIMITADO Para meninos Av. Piabanha, 732 Telephone 2157 PETROPOLIS Sapataria IVelLy Ha dias já que se encontra aberta ao publico mais uma casa para a venda de sapatos para homens, senhoras e creanças, casa essa que recommendamos á preferencia dos nossos leitores e amigos a Sapataria Nelly installada da avenida. 15 de Novembro, 856, junto á Casa Moderno. Montada com extraordinário bom gosto, a Sapataria Nelly é propriedade dos srs. Correa & Santos, conhecedores do ramo de actividade commercial a que se dedicam, e, a julgar pela rapida visita que fizemos ao estabelecimento, dispõe o mesmo dum stock escolhido a capricho, o que bem demonstra a capacidade e o esforço de bem servir ao publico que alli se nota. Collegio Sylvio Leite O Collegio Sylvio Leite de Petropolis, realiza hoje uma festa, nesse acreditado estabelecimento de ensino, constando a mesma de juramento a bandeira pelos reservistas de Desfile do batalhão escolar em homenagem ás autoridades presentes. A's 15 horas, inauguração do court de tennis do Collegio e ás 16 horas, no salão de festas do Collegio, sessão solemne de Congregação.

6 P.IP Ç)32 Nestor i Nestor Pimentel No proximo dia 30, faz annos Nes tor Pimentel, iigura ue relevonn 1110 derna geração, um espirito aieno ás lides da im prensa, em cujo seio é ge ralmenle esiiaacio. Tem sido, desde os primeiros dias por obra de uma afinidade espiritual que o identificou plen a me n t e com o nosso jornal, ao qual J^fígÈí dá o concurso da sua actividade infatigável, um dos Pimentel nossos dedicados companheiros, redigindo com critério e elevação a secção sportiva e a pagina de Cinema. O nosso abraço cordeal e os nossos melhores votos pela felicidade do distincto e bom amigo. Hoje A graciosa Yvonne, filhi nha do sr. José de Almeida Azevedo ; o sr. Eugénio Trotta. Amanhã-O sr. João L. Lima, auxiliar da Sapataria Messa ; o sr. Augusto da Costa Alves, negociante nesta praça. Depois de amanhã O menino Décio Elysio, filho do nosso confrade Anthero Palma, sub-agente do Correio local ; o sr. Lino de Oliveira Neves, negociante e conhecido pyrotecnico ; o sr. Adenino Gomes de Carvalho ; o sr. Rodolpho Figueira de Mello. Dia 27 A exma. sra. Orcina da Fonseca Moraes, esposa do sargento Virginio de Moraes ; a galante Celia, filhinha do dr. José B. de Freitas Me.lo. Dia 28 0 dr. Alberto de Oliveira, uma das figuras mais proeminentes da littératura brasileira ; o sr. Saturnino Pereira Dias ; a exma. sra. Elisa Rittmayer, proprietária nesta cidade. Dia 29 A exma. sra. Natividade V. Cuntin, esposa do sr. Manoel Cuntin Gil Sobrinho, agente consular da Hespanha, nesta cidade; a menina Judith, filhinha do sr. José Augusto Amaral ; a exma. sra. Eleonora Molter, progenitora do sr. Max Molter, funccionario do Banco Constructor do Brasil. Dia 30 O illustrado engenheiro dr. Octávio Alexandre de Moraes ; a exma. sra. Anna Telles Rudge, esposa do dr. Alfredo de Mattos Rudge, advogado no Fórum desta cidade ; a exma. sra. Felícia Grandi, esposa do sr. Rodolpho Grandi ; a senhorita Helaine Helena, filha do sr. Diogo Moreira Guimarães, funccionario postal; o sr. Albino Carvalho, hábil electricista.,,, v Publicaremes com prazer todas as notas soeiaes <[in> nos forem enviadas, inclusive photographias de festas, casamentos, reuniões, communhões, ect. +M1L 'Flora Ideal MA TE RIA ES para CONSTRUCÇOES r ioi>it iciitas Encarregam-se de qualquer odra em alvenaria, cantaria, paredões, meios tios, calçamentos em parallelipipedos, lagedos, pedra britada de todos os números. Cascalhinho e pó de pedra Incumbem-se de aterros e desaterros Fabrica de ladrilhos Fabricação de ladrilhos, pedras para pias, soleiras, degraos, tubos e moirões de cimento armado. Deposito de cimento, cal, tijolos, manilhas, telhas, etc. Frrnece-se are ; a, barro e saibro Encarregam-se de transportes em geral J P E T R O P O L I S Escrip. e Pep.: P. D- Pedro II, 27 (ao lado da Casa D'Angelo)-Tel RESIDENCIAS : Telephones 2684 e 2672 [pfemettsmpelripiills A fundação de Petropolis A directoria do Lyceu de Artes e Oflicios de Petropolis tomou a si a iniciativa de realizar uma grande festa civica commemorativa da fundação da cidade em Junho proximo, organizando, ao mesmo tempo, a grande commissâo que prestará ao major Koeller e aos demais patriarchas constructores da Rainha das Serras» as homenagens a que têm direito. N'esse sentido o presidente do L. A. O. P. nomeou uma commissâo composta dos senhores: Benjamin Tunnenbaum, (Director do Lyceu) Annibal Monteiro (Professor de eseulptura) Carlos Monfort, Cesar de França e Silva e Pedro Hees (do Conselho Deliberativo), e o festejado chronista petropolitano Walter Bretz, para organizarem com os senhores Arthur Barbosa, Carlos Rizzini, Armando Martins, João Dias Carneiro e Rodolpho Pires, um programma, não só dessa festa como da realização, pelo referido Lydeu, da consagração em bronze do vulto do emerito fundador desta cidade. Como se sabe, no lugar onde se levantou o Palacio de Crystal era antigamente a Coblenzer Platz - na confluência dos rios e ali havia uma cruz de madeira tosca, em torno da qual catholicos e protestantes, cada qual a seu turno, ouviam missa e faziam as suas festas civicas. Essa cruz será solennemente re posta e em torno delia se realizarão no parque gloriosamente tradiccional, festas publicas e inéditas em Petropolis. O dr. Yêddo Fiúza e as colonias allemã, austríaca, italiiina e syriolybaneza já hypothecaram o seu apoio ao programma que o L. A. O. P. traçar. Uma festa sportiva de alto realce será organizada com jogos athleticos e prémios de alto valor. Concerto Annie ^^ Coroas, Grinaldas, Palmas, Bouquet* para noivas e Cravos de todas as qualidades. petropolitano. Attendem chamados a qualquer hora. Encarregam-se de ornamentações para festas em geral. Mello cr Burger. 7\ua T>r. Porciuncula 114 Tel. 394>4>.Petropolis. Hampshire No domingo, 24 do corrente, ás 21 horas, a professora Annie Hampshire realizará um grande concerto de canto no L. A. O. P., concerto esse que terá o concurso da notável diseuse patrícia Ritinha Moura, cujo talento é muito apreciado nas rodas soeiaes e artísticas cariocas. A directoria do L. A. O. P. deseja dar o maior brilho possível a esta festa de arte no Palacio de Crystal, porque entre os objectivos do Lyceu figura a educação e cultura do povo Dados os grandes méritos da senhorinha Annie Hampshire professora de canto naquelle instituto não haverá a mínima duvida a respeito do êxito dessa «serenata». T O 40" anniversario da Societá Italiana de Mutuo Soccorso Entre as instituições benemeritas existentes nes'a cidade, destaca se, pelo seu real prestigio, pela sua antiguidade, civismo e inteira obediência aos fins determinados, a Societá Italiana de Mutuo Soccorso e Beneficenza, actualmente presidida pelo operoso cominerciante sr. Romulo Falconi. Essa conceituada sociedade vem de commemorar o 40' anniversario de sua fundação transcorrida a 19 do corrente, com uma brilhante festa, que se realizou no sabbado anterior e cujo êxito se deve á commissâo composta dos srs. cav. Felippo Gelli, Francisco de Paula D'Angelo, Raul Fioratti, Umberto Falconi, Olindo Cattacini, Floriano Mora, Eugénio Galluzzi, Romulo Falconi, Francisco Cosenza e Luiz Bonifacio. Foi uma noitada encantadora, que reuniu elementos italo-brasileiros de Petropolis e assignalou mais uma etapa oito lustros de uma associação que marca o valor e o sentimento dos filhos da nobre terra de Victor Emmanuel. Casa I I Âlliança Junto a Casn Gelli Liquidação das malhas e das meias Grande emporio de chapéus, camisas, gravatas, çollarinhos e tudo o que diz vestir um liomem A Casa Alliança tem de tudo e para todos os preços Av. 15 de Nov., 964 Telephone 3277 PETROPOLIS VENDER, comprar, trocar e concer- TO tar jóias, relogios, etc., etc. a CASA tt AMERICANA é a que maior vantagem offerece. Av. 15 de Nov. 601-Tel Padre Lucio Gambsrra Deve regressar hoje de S. Lourenço, onde, com sua exma. família, fez uma habitual estação de aguas, o illustrado sacerdote dr. Lucio Gambarra. Na parochia de Cascatinha, que o conhecido padre vem dirigindo ha annos, com uma dedicação rara, com uma tenacidade admiravel, e sobretudo com intelligencia, ser-lhe-á pres- Padre dr. Lucio Gambarra tada, hoje, carinhosa manifestação de apreço. Traduz esse movimento um desaggravo que os catholicos cascatinhenses se dignaram fazer ao seu querido vigário, cuja honra de cavalheiro e de ministro de Deus espíritos incomprehensivel e supinamente perversos tentaram macular, ao mesmo tempo que diffamavam uma joven, filha de distincta família da localidade. Mas a fabula nos ensina que inútil será sempre o esforço da cobra contra alihia... Compra, vende e aluga moveis - REFORMA-SE COLCHÕES ETC. Martins Fíllio I Rua Paulo Barbosa 3s Telephone 3688 I» K T R O I» O I, I EC. «lo Kio Café Centenario Jlo lado do Capitolio Bebidas, doces, Chopps Brahma, aguas mineraes T{igorosa hygiene José Fernandes Tel Petropolis Alfaiataria Internacional Mário B. Amaral Confecção esmerada - Mostruário moderno Rua Thereza, Tel Petropolis

7 Pag. 7 A " M U L H E R e o L A R Por Orchidea Branca a MODA Pequenos «nada» que são tudo augustabernard A chronica de hoje resume se num punhado de detalhes da moda cuja gravura publicamos abaixo. Da esquerda para a direita e do alto para baixo : Lelong Uma manga 1890, balão, muito franzida, terminada por uma manga enluvando estreitamente o braço. Augustabernard Duas cristas de velludo verde sublinham os hombros de um vestido de georgette negro. Chernui Sobre um vestido de setim negro, duas grandes gollas de organdy rosa são sobrepostas de maneira symetrica, para formar duas pontas nas costas. Nós nas mangas. Maggy-Rouff Manga tres quar tos e feita de um babado flexível, mantido por uma pulseira de "ruché". Chantal Sobre um casaco de seda negra uma écharpe e uma faixa de jersey verde claro, muito decorativas. Na manga, ao lado, o cotovello é marcado por tres recortes em feitio de crista. lane Regny Sobre um vestido azul marinho grande golla cor de rosa trespassada e abotoada. O jersey não apparece apenas nas écharpes, para os pequenos complementos das toilettes chiçs. Bolsas e cintos também. são confec cionados com esse tecido flexivel e elástico..sobre um vestido singelo, marron ou tête de négre, esse conjuncto de IANE REGNY écharpe, cinto e bolsa de jersey beije e vermelho porá uma nota con- trastante, muito ao gosto da moda actual. A Casa (iolli entre outravantagens possue a da expov jsjjjjjifjssf sição dos seus moveis, quar- I - 'O... tos e salas de visita e de jantar, para uma melhor escolha aos seus clientes. Av. is de Novembro 964 Tel IA 1 Purgativo Homocpatha Encontra-se na Pharmacia Homcepatha PAGINA DE ÁLBUM SOLEMNEMENTE Juro por tudo quanto é jura... Juro, por mim... por ti... por nós... por Jesus Christo que ei de esquecer-te! Vê-me : estou seguro, contra o teu SóHo, a cuja queda assisto. E, visto que duvidas tanto, visto que ris do que, solemne, te asseguro, iuro mais : peto Ser em que consisto! por meu Passado! Pelo meu Tuturo! Juro pela Mãe-Virgem concebida! pelas venturas de que vou no encalço! por minha vida!... pela tua vida... Juro per tudo que mais amo e exalço......, depois de uma jura tão comprida, Juro... juro que estou... jurando falso... Hermes Fontes Em bocca fechada... Curiosas estatísticas de -hygiene prevam que as pessoas que dormem com a bocca fechada, alcançam mais annos de vida do que as que o fazem com a bocca aberta. Um conhecido hygienista allemão aconselha acostumar as creanças a tão benefica pratica, prendendo-lhes ao deitar, o oval do rosto com um laço de panno bem apertado, que, como é logico, as obriga a manter fechada a bocca durante o somno e a respirar pelo nariz. Junto ao fogão Sopa de hortaliça Coze-se nagua a carne de carneiro ou vacca, juntando-se-lhe toucinho, prezunto, chouriço ou paio. Estando a carne cozida, tira-se e côase o caldo e nelle se coze repoulho, cortado em pequenos bocados, rodas de cenouras, grães verdes ou seccos, quadradinhos de abobora amarella, vagens, pequeuos quartos de batatas, nabos ás rodas, ervilhas verdes ou seccas, um mólhinho de salsa junto a uns quartos ^de cebola. e dentes dalho. Quando a hortaliça estiver cozida, á hora de se servir o jantar, torranse fatias de pão, cortam-se em quadradinhos, e sobre ellas se deita o caldo e a hortaliça, servindo-se em seguida. mpota de peras Descasquem-se seis ou doze peras, tirem-se-lhes as pevides com o auxilio de um canivete e ponham-se a cozer em calda de assacar clarificado, á qual se addiciona um pedacinho de canella e dois ou tres cravos da índia. A meio da cozedura, deite-se-lhes meio copo de bom vinho branco, cubram-se e deixem se acabar de cozer lentamente. Passem-se depois para a compoteira, leve-se a calda a ponto alto e deite se-lhes por cima, quente. Quando se chega a adquirir esse costume, logra-se também, insensivelmente, executai o durante a vi- Ih.IAIR MARTINS Moléstia de Senhoras. Partos gilia e respirar do mesmo modo ao e clinica de creanças. dormir. jresidência : 7 de Setembro, 14S- Tel Consegue-se, desse modo, evitar Consultorio : Pharmacia Central das 9 ás 11, muito resfriado do peito, produzido das i3 ás i5 e das ij ás 18. Tel pela brusca entrada de ar frio nos pulmões, além do que, se evita a incorporação ao organismo de tantos microbios de enfermidades, que ARTE IIEBORIUR ficam detidos nas estreitas paredes do conducto nazal. Está á venda o n. 4 desse magnifico magazin para senhoras, correspondente ao presente mez. Contem, Estamia le Cura São Geraldo como sempre 20 paginas repletas de riscos e trabalhos modernos, e mais Pensõo-Sa natorlo, antigo Hotel D. Pedro ainda dois grandes supplementos C O K K Ê A N que, por si sós, valem o preço de DI.MflA 25MOO toda a revista. Como renovar um chapéo O chapéo é também uma das grandes preoccupações da mulher, que ahi tem um meio fácil e economico para renoval-o toda a vez que o aspecto no momento lhe desagrade, E' simples. Renova-se apenas seu ornamento, podendò-se confeccionar em casa o novo enfeite. Os «ruchés», os ornamentos áe fita trabalhada estão novamente em moda. Aproveite-se a moda. Cose-se uma fita em pregas fundas, com grandes pontos no meio (fig. I). Abre-se em seguida cada concha e fixam-se as duas beiras no meio (fig. II). Colloca-se o «ruché», em torno do chapéo, e fixa-se na copa por meio de pontos solidos, mantendo cada prega no seu logar. E' uma guarnição essa que tanto convém para chapeozinhos infantis quanto para os das moças. A's vezes, termidada atraz por um simples laço, também ficará muito graciosa, ornando um gorrinho inclinado sobre um dos olhos.

8 PEQUENA i L L U S T R A Ç Ã f t 0/ ASSIGNATURAS' Annual 10$000 Semestral... 6$000 \») Avulso 200 rs. Atrazado 400 rs. As assignaturas podem ser tomadas em qualquer época Impressor - Arnulpho Papf Poucas palavras, muitas idéas Machina - Planeta 111 Mal dc muitos... Sobre a situação geral do mundo, em que não vivemos satisfeitos na ígnorancia do que se passa por ahi afora, assim se expressou «A Noite», popular vespertino carioca : «Por uma natural tendencia humana, cada um de nós suppõe os nossos proprios males mais graves do que os alheios. A sabedoria popular traduz numa phase pittoresca tal sentimento, quando affirma que a gallinha do vizinho é mais gorda do que a nossa... Como acontece com os individuuos isoladamente cada povo se julga mais infeliz do que os que estão além das fronteiras do paiz que elle habita. Os homens insatisfeitos que parece trazerem com sigo a incurável nostalgia de um paraiso perdido, julgam illusoriamente que este se encontra alhures á disposição de outras creaturas menos marcadas pelo máo destino. Ah! se eu tivesse saúde, se eu tivesse dinheiro, poder ou amor, como eu seria venturoso... E os que têm essas condições apparentes de felicidade, encontram outros motivos e outras formas de lamentações... Os brasileiros mostram-se tradicionalmente incapazes de um julgamento equitativo sobre elles mesmos. Oscillamos, em regra, entre um narcisismo ingénuo que imagina o Brasil o paiz privilegiado por excellencia e um pessimismo amargurado que encontra certa volúpia sádica em maldizer de tudo e de todos. Claro que a exacta verdade deve estar, como sempre, no meio termo. Soffremos agudamente as consequências dos nossos proprios erros repetidos e inveterados, mas soffremos muito também por conta de uma situação de accumulados erros universaes. Não importa discutir as causas mediatas ou immediatas da crise que afflige o mundo ; o facto é que ella existe e solapa as bases da própria civilisação contemporânea. Telephone 2184 Espirito alheio O ultimo vagão é sempre o mais perigoso. Então porque o collocam?... A humanidade vive um dos períodos mais graves e incertos de sua historia um longo tunnel em que ella mergulhou e do qual ainda não vê o clarão da sahida. A nossa incultura civica preparou e accuumulou as crises de natureza politica e que tiveram um dia o desenlace trágico. Os desacertos da nossa administração e da nossa chamada politica constructora criaram e aggravaram difficuldades económicas de que poderíamos estar livres. Mas os paizes mais cultos e melhor governados do mundo JOnhecem também por causas diversas e sob formas differentes os seus momentos dramaticos. Um tranquillo philosopho, um cândido fatigado de vãs aventuras e ambições, não encontrará mais sob a face convulsa da terra um canto espuecido onde possa cultivar em paz o seu jardim. A inquietação e a incerteza reinam por toda a parte. Um ligeiro olhar de conjuncto sobre a vida actual do mundo basta para convencer-nos de que não soffremos mais do que os outros povos. Talvez porque tivemos sempre um baixo nivel de vida, economicamente soffremos menos do que os povos ricos. Maior a náo, maior a tormenta. A crise nos Estados Unidos é alguma cousa de formidável. A Inglaterra, mestra dos povos, modelo da sabedoria politica, tem cada dia motivos novos de apprehensões; depois das Índias, a questão ardente da Irlanda. A Allemanha põe em prova suprema o espirito de disciplina e a capacidade de soffrimento de sua gente. A Rússia, se não fôr um inferno, não será de certo um paraiso. O Japão arma-se em guerra. A França já não pode julgar-se indemne da crise universal. E como essas as outras nações. O soffrimento é, pois, commum a todos os povos. A differença consiste apenas em que os pue têm capacidade de viver reagem e procuram atravessar, de velas fechadas, o temporal desfeito e os que não sabem dirigir-se gritam e atordoam-se, diminuindo as próprias condições de resistencia physica e moral. Para nós evidentemente chegou a hora decisiva em que temos de escolher a nossa attitude : ou nos unimos e nos pacicicamos para recomeçar a lenta ascençâo do fundo do valle ou caminhamos á céga, espinhadeiro abaixo até as ultimas aventuras...» G y m n ^ s i o ( m p e H ^ L Completo preparo intelectual moral e religioso Rua Silva Jardim, 109 e 111 D u a * r T M U V i XEI. 25QT A EQUITATIVA DOS E. U. DO BRASIL CAIXA POSTAL RIO DE JANEIRO _Sirvam->e mimatrar-me, sem nenhum compromisso oe minha parte, informações pormenorizadas a respeito do seguro de vida. NOME Profiss5 Edade annos, E NUMERO Cldad «- Estado 4 E Q U I T A T I V A SOC/EDA DED JEGl/fiOS SOME a V/DÁ SEDE SOeiALAV MO &RM?O.I25-fclO DE. JAíttO s

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro

Acólitos. São João da Madeira. Cancioneiro Acólitos São João da Madeira Cancioneiro Índice Guiado pela mão...5 Vede Senhor...5 Se crês em Deus...5 Maria a boa mãe...5 Quanto esperei por este momento...6 Pois eu queria saber porquê?!...6 Dá-nos

Leia mais

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar

MELHORES MOMENTOS. Expressão de Louvor Paulo Cezar MELHORES MOMENTOS Expressão de Louvor Acordar bem cedo e ver o dia a nascer e o mato, molhado, anunciando o cuidado. Sob o brilho intenso como espelho a reluzir. Desvendando o mais profundo abismo, minha

Leia mais

Vinho Novo Viver de Verdade

Vinho Novo Viver de Verdade Vinho Novo Viver de Verdade 1 - FILHOS DE DEUS - BR-LR5-11-00023 LUIZ CARLOS CARDOSO QUERO SUBIR AO MONTE DO SENHOR QUERO PERMANECER NO SANTO LUGAR QUERO LEVAR A ARCA DA ADORAÇÃO QUERO HABITAR NA CASA

Leia mais

2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO

2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO 2010 PRÊMIO CORUJA DO SERTÃO 2ª FASE - REDAÇÃO NOME: Jaguarari, outubro de 2010. CADERNO DO 6º E 7º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 2010 Numa carta de Papai Noel destinada às crianças, ele comunica que não será

Leia mais

LIÇÃO 2 Esteja Preparado

LIÇÃO 2 Esteja Preparado LIÇÃO 2 Esteja Preparado Lembra-se do dia em que começou a aprender a ler? Foi muito difícil, não foi? No princípio não sabemos nada sobre leitura. Depois ensinaramlhe a ler as primeiras letras do alfabeto.

Leia mais

POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN

POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN POR QUE BATISMO? PR. ALEJANDRO BULLÓN "Pr. Williams Costa Jr.- Pastor Bullón, por que uma pessoa precisa se batizar? Pr. Alejandro Bullón - O Evangelho de São Marcos 16:16 diz assim: "Quem crer e for batizado,

Leia mais

É POSSÍVEL CONVIVER COM UM LOBO? Pr. Bullón. www.sisac.org.br

É POSSÍVEL CONVIVER COM UM LOBO? Pr. Bullón. www.sisac.org.br É POSSÍVEL CONVIVER COM UM LOBO? Pr. Bullón www.sisac.org.br "No capítulo 7 da epístola aos Romanos, encontramos o grito desesperado de um homem que não conseguia viver à altura dos princípios que conhecia.

Leia mais

CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO

CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO CANTOS DO FOLHETO O DOMINGO 1. UM POUCO ALÉM DO PRESENTE (10º DOMINGO) 1. Um pouco além do presente, Alegre, o futuro anuncia A fuga das sombras da noite, A luz de um bem novo dia. REFRÃO: Venha teu reino,

Leia mais

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak

www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak www.jyotimaflak.com Glücks- Akademie mit JyotiMa Flak Academia da felizidade com JyotiMa Flak Entrevista com Ezequiel Quem é você? Meu nome é Ezequiel, sou natural do Rio de Janeiro, tenho 38 anos, fui

Leia mais

EDUARDO ZIBORDI CAMARGO

EDUARDO ZIBORDI CAMARGO EDUARDO ZIBORDI CAMARGO Dudu era o segundo filho do casal Flávio Camargo e Elza Zibordi Camargo, quando desencarnou, aos sete anos incompletos. Hoje, além de Flávia, a família se enriqueceu com o nascimento

Leia mais

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE?

2015 O ANO DE COLHER MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? MAIO - 1 COMO SERÁ A CIDADE? Texto: Apocalipse 21:1-2 Então vi um novo céu e uma nova terra, pois o primeiro céu e a primeira terra tinham passado; e o mar já não existia. Vi a cidade santa, a nova Jerusalém,

Leia mais

A primeira razão pela qual Jesus chamou os discípulos foi para que estivessem consigo para que tivesses comunhão com Ele.

A primeira razão pela qual Jesus chamou os discípulos foi para que estivessem consigo para que tivesses comunhão com Ele. 1 Marcos 3:13 «E (Jesus) subiu ao Monte e chamou para si os que ele quis; e vieram a ele. E nomeou doze para que estivessem com ele e os mandasse a pregar, e para que tivessem o poder de curar as enfermidades

Leia mais

Apoio: Patrocínio: Realização:

Apoio: Patrocínio: Realização: 1 Apoio: Patrocínio: Realização: 2 O ANJO Hans Christian Andersen 3 Contos de Hans Christian Andersen Hans Christian Andersen nasceu em Odensae, em 2 de abril de 1805, e faleceu em Conpenhague em 1875.

Leia mais

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco!

Quem Desiste num momento de crise é porque realmente é um fraco! Paixão do Povo de Cristo x Paixão de Cristo Texto Base: provérbios 24.10 na Linguagem de Hoje: Quem é fraco numa crise, é realmente fraco. Na Bíblia A Mensagem : Quem Desiste num momento de crise é porque

Leia mais

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa

Agora não posso atender. Estou no. Vou comprar o último livro do José Luís Peixoto. Posso usar a tua gravata azul? A Ana Maria vai ser nossa MODELO 1 Compreensão da Leitura e Expressão Escrita Parte 1 Questões 1 20 O Luís enviou cinco mensagens através do telemóvel. Leia as frases 1 a 5. A cada frase corresponde uma mensagem enviada pelo Luís.

Leia mais

Saudades. Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti!

Saudades. Quantas vezes, Amor, já te esqueci, Para mais doidamente me lembrar, Mais doidamente me lembrar de ti! Durante as aulas de Português da turma 10.º 3, foi lançado o desafio aos alunos de escolherem poemas e tentarem conceber todo um enquadramento para os mesmos, o que passava por fazer ligeiras alterações

Leia mais

HINÁRIO O PASSARINHO. Tema 2012: Flora Brasileira Stifftia chrysantha. George Washington

HINÁRIO O PASSARINHO. Tema 2012: Flora Brasileira Stifftia chrysantha. George Washington HINÁRIO O PASSARINHO Tema 2012: Flora Brasileira Stifftia chrysantha George Washington 1 www.hinarios.org 2 I HOMENAGEM A SÃO JOÃO Neucilene 14/09/2001 Marcha Eu estou perante esta mesa Aqui dentro deste

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 20 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 20 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 20 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) II CICLO B IDADES: 09/10 1. TEMA: Sono e sonhos. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: As crianças deverão

Leia mais

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme

Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Hinário SOIS BALIZA De Germano Guilherme Edição oficial do CICLUMIG Flor do Céu De acordo com revisão feita pelo Sr. Luiz Mendes do Nascimento, zelador do hinário. www.mestreirineu.org 1 01 - DIVINO PAI

Leia mais

Regulamento a que se refere o decreto n. 13.064, desta data

Regulamento a que se refere o decreto n. 13.064, desta data Regulamento a que se refere o decreto n. 13.064, desta data Art. 1º Em cada um dos Estados da Republica o Governo Federal manterá, por intermedio do Ministerio da Agricultura, Industria e Commercio, escolas

Leia mais

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo

Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Geração Graças Peça: A ressurreição da filha de Jairo Autora: Tell Aragão Personagens: Carol (faz só uma participação rápida no começo e no final da peça) Mãe - (só uma voz ela não aparece) Gigi personagem

Leia mais

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar

1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar 1. Porque eu te amo nunca será suficiente 2. Porque a cada dia você me conquista mais e de um jeito novo 3. Porque a ciência não tem como explicar nosso amor 4. Porque a gente discute nossos problemas

Leia mais

Regulamento do Stud-Book Nacional do Cavallo de Puro Sangue, a que se refere o decreto n. 13.038, desta data CAPITULO I

Regulamento do Stud-Book Nacional do Cavallo de Puro Sangue, a que se refere o decreto n. 13.038, desta data CAPITULO I Regulamento do Stud-Book Nacional do Cavallo de Puro Sangue, a que se refere o decreto n. 13.038, desta data CAPITULO I DO STUD-BOOK NACIONAL DO CAVALLO DE PURO SANGUE Art. 1º O Stud-Book Nacional do Cavallo

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. Tema 2012: Flora Brasileira Araucária HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR Marcha Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe me disse Que é

Leia mais

(Segundo o novo acordo ortográfico) ORAR, do latim orare, é falar com Deus (De acordo com a etimologia - Enciclopédia, D. M. Falcão).

(Segundo o novo acordo ortográfico) ORAR, do latim orare, é falar com Deus (De acordo com a etimologia - Enciclopédia, D. M. Falcão). (Segundo o novo acordo ortográfico) ORAR, do latim orare, é falar com Deus (De acordo com a etimologia - Enciclopédia, D. M. Falcão). Os Atos dos Apóstolos atestam que, enquanto Pedro estava na prisão,

Leia mais

Leitor 2 Este é o dia que o Senhor fez para nós! SL 118

Leitor 2 Este é o dia que o Senhor fez para nós! SL 118 Acolhida Jubilar Recepção de todas as famílias. Acolher com cantos de boas-vindas. Abertura Jubilar Material a ser usado: Coreografia com as cores do Centenário: vermelho, laranja e verde estas cores simbolizam

Leia mais

Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho

Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho Dia da bandeira Tá na cara que é orgulho 19 de novembro Hino à Bandeira Música de Francisco Braga Letra de Olavo Bilac Apresentado pela primeira vez em 15 de agosto de 1906 (Extraído do livro Bandeira

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009

CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 CÂMARA MUNICIPAL DE ARCOS DE VALDEVEZ MINUTA DA ACTA DA REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 06 DE JULHO DE 2009 PRESIDÊNCIA: DR. FRANCISCO RODRIGUES DE ARAÚJO VEREADORES PRESENTES: DR. JOÃO MANUEL DO AMARAL ESTEVES

Leia mais

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva

O Convite. Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e. Gisele Christine Cassini Silva O Convite Roteiro de Glausirée Dettman de Araujo e Gisele Christine Cassini Silva FADE OUT PARA: Int./Loja de sapatos/dia Uma loja de sapatos ampla, com vitrines bem elaboradas., UMA SENHORA DE MEIA IDADE,

Leia mais

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real

CD: Ao Sentir. Alencastro e Patrícia. 1- Ao Sentir Jairinho. Ao sentir o mundo ao meu redor. Nada vi que pudesse ser real Alencastro e Patrícia CD: Ao Sentir 1- Ao Sentir Jairinho Ao sentir o mundo ao meu redor Nada vi que pudesse ser real Percebi que todos buscam paz porém em vão Pois naquilo que procuram, não há solução,

Leia mais

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR

HINÁRIO O APURO. Francisco Grangeiro Filho. www.hinarios.org 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR HINÁRIO O APURO Tema 2012: Flora Brasileira Araucária Francisco Grangeiro Filho 1 www.hinarios.org 2 01 PRECISA SE TRABALHAR 02 JESUS CRISTO REDENTOR Precisa se trabalhar Para todos aprender A virgem mãe

Leia mais

CIVISMO. Vamos primeiro conhecer a lei que nos mostra a forma correta de usarmos a nossa bandeira.

CIVISMO. Vamos primeiro conhecer a lei que nos mostra a forma correta de usarmos a nossa bandeira. CIVISMO Civismo é a dedicação pelo interesse público, é o patriotismo que cada cidadão deve ter no seu dia a dia, para isso devemos conhecer bem os nossos símbolos nacionais. Vamos primeiro conhecer a

Leia mais

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL

DEPARTAMENTO NACIONAL DE ESCOLA DOMINICAL SUGESTÃO DE CELEBRAÇÃO DE NATAL 2013 ADORAÇÃO Prelúdio HE 21 Dirigente: Naqueles dias, dispondo-se Maria, foi apressadamente à região montanhosa, a uma cidade de Judá, entrou na casa de Zacarias e saudou

Leia mais

Ideias Chave! Jogar para ganhar Jogar para não perder. Frutas & Raízes Trate das raízes para ter frutos melhores.

Ideias Chave! Jogar para ganhar Jogar para não perder. Frutas & Raízes Trate das raízes para ter frutos melhores. Ideias Chave! Jogar para ganhar Jogar para não perder. Frutas & Raízes Trate das raízes para ter frutos melhores. Declarações VS Afirmações Afirmações vs Declarações. P -> T - F -> A -> R Uma boa equação

Leia mais

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos

Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Ensino Português no Estrangeiro Nível A2 Prova B (13A2BA) 70 minutos Prova de certificação de nível de proficiência linguística no âmbito do Quadro de Referência para o Ensino Português no Estrangeiro,

Leia mais

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado

POESIAS. Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado POESIAS Orientação: Professora Keila Cachioni Duarte Machado A flor amiga O ser mais belo e culto Emoções e corações Sentimentos envolvidos Melhor amiga e amada O seu sorriso brilha como o sol Os seus

Leia mais

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos.

Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12. Ele ficava olhando o mar, horas se o deixasse. Ele só tinha cinco anos. Contos Místicos 1 Contos luca mac doiss Conto n.o 5: A minha mãe é a Iemanjá 24.07.12 Prefácio A história: esta história foi contada por um velho pescador de Mongaguá conhecido como vô Erson. A origem:

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 81 Discurso na cerimónia de entrega

Leia mais

Mensagem: Fé provada. Por David Keeling.

Mensagem: Fé provada. Por David Keeling. Mensagem: Fé provada. Por David Keeling. Então disse Jesus aos seus discípulos: Se alguém quiser vir após mim, renunciese a si mesmo, tome sobre si a sua cruz, e siga-me; Porque aquele que quiser salvar

Leia mais

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 26 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA

ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 26 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 PLANO DE AULA ALIANÇA MUNICIPAL ESPÍRITA DE JUIZ DE FORA (AME-JF) AULA Nº 26 Departamento de Evangelização da Criança (DEC) IDADES: 09/10 1. TEMA: Amor ao Próximo. PLANO DE AULA 2. OBJETIVO: Levar as crianças a se sensibilizarem

Leia mais

SAUDAÇÃO À BANDEIRA NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL

SAUDAÇÃO À BANDEIRA NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL SAUDAÇÃO À BANDEIRA 2008 NOVEMBRO/2008 A BANDEIRA DO BRASIL Quando Dom Pedro I ergueu a espada E independência pediu O povo gritou com força E liberdade conseguiu. Foram feitas outras bandeiras Para o

Leia mais

VOZES DO VERBO. Outros termos que eventualmente houver na oração permanecem.

VOZES DO VERBO. Outros termos que eventualmente houver na oração permanecem. VOZES DO VERBO A. ATIVA quando o sujeito pratica a ação indicada pelo verbo. Ex.: O vendaval destelhou as casas. B. PASSIVA quando o sujeito sofre (ou recebe) a ação indicada pelo verbo. Ex.: As casas

Leia mais

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai.

- Papá, é hoje! É hoje, papá! Temos que montar o nosso pinheirinho de Natal. disse o rapaz, correndo na direção de seu pai. Conto de Natal Já um ano havia passado desde o último Natal. Timóteo estava em pulgas para que chegasse o deste ano. Menino com cara doce, uma tenra idade de 10 aninhos, pobre, usava roupas ou melhor,

Leia mais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais

«Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Letras Álbum Amanhecer João da Ilha (2011) «Tesouro Escondido» Já sei que estás para chegar Espero por ti na ponta do cais O teu navio vem devagar A espera é longa demais Já sei que és buliçoso Trazes

Leia mais

1º Lugar CONCURSO JOGOS FLORAIS 2009. Poesia Subordinada a Mote

1º Lugar CONCURSO JOGOS FLORAIS 2009. Poesia Subordinada a Mote CORTEJO DIVINO I As ruas são um jardim E na festa mais singela, Ao abrir duma janela, Um perfume de alecrim. Gentes que mostram assim, Que o Mundo tem mais valor E, em traços de pintor, Há quem pinte bem

Leia mais

O valor do silêncio na vida do cristão

O valor do silêncio na vida do cristão O valor do silêncio na vida do cristão Salve Maria! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Em nosso blog, temos muitas palavras de profecia sobre o silêncio. E, por Providência Divina, encontramos um

Leia mais

copyright Todos os direitos reservados

copyright Todos os direitos reservados 1 2 Espaço das folhas 3 copyright Todos os direitos reservados 4 Autor Jorge Luiz de Moraes Minas Gerais 5 6 Introdução Folha é apenas uma folha, uma branca cor cheia de paz voltada para um querer, um

Leia mais

LIGA DOS COMBATENTES

LIGA DOS COMBATENTES LIGA DOS COMBATENTES NÚCLEO DISTRITAL DE VIANA DO CASTELO DISCURSO EVOCATIVO DO 95º ANIVERSÁRIO DO ARMISTÍCIO DA 1ª GUERRA MUNDIAL, O 90º ANIVERSÁRIO DA FUNDAÇÃO DA LIGA DOS COMBATENTES E O 39º ANIVERSÁRIO

Leia mais

HINÁRIO. Padrinho Nonato ACONTECEU. Tema 2012: Flora Brasileira Pau-Brasil (Caesalpinia echinata)

HINÁRIO. Padrinho Nonato ACONTECEU. Tema 2012: Flora Brasileira Pau-Brasil (Caesalpinia echinata) HINÁRIO ACONTECEU Tema 2012: Flora Brasileira Pau-Brasil (Caesalpinia echinata) Padrinho Nonato 1 www.hinarios.org 2 Prece Deus glorioso e supremo iluminai a escuridão do meu coração e dai a minha fé correta,

Leia mais

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10.

Vigília Jubilar. Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Vigília Jubilar Vigília do dia 17 para 18. Abrir às 21 horas do dia 17/10 e encerrar às 6h da manhã do dia 18/10. Material: Uma Bíblia Vela da missão Velas para todas as pessoas ou pedir que cada pessoa

Leia mais

Tenho um filho. Já tive um marido. Tenho agora um filho

Tenho um filho. Já tive um marido. Tenho agora um filho o príncipe lá de casa Tenho um filho. Já tive um marido. Tenho agora um filho e talvez queira outra vez um marido. Mas quando se tem um filho e já se teve um marido, um homem não nos serve exatamente para

Leia mais

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA

DESENGANO CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA DESENGANO FADE IN: CENA 01 - CASA DA GAROTA - INT. QUARTO DIA Celular modelo jovial e colorido, escovas, batons e objetos para prender os cabelos sobre móvel de madeira. A GAROTA tem 19 anos, magra, não

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 66 Discurso na solenidade de comemoração

Leia mais

O Natal de Sabina. Francisco Candido Xavier. Pelo Espírito de Francisca Clotilde

O Natal de Sabina. Francisco Candido Xavier. Pelo Espírito de Francisca Clotilde O Natal de Sabina Francisco Candido Xavier Pelo Espírito de Francisca Clotilde (Chico Xavier) Conteúdo resumido E uma carta viva de uma mãe chamada Sabina que relata as grandes lutas travadas no corpo

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca o futuro, sem esquecer as nossas

Leia mais

2015 ANO DA CELEBRAÇÃO DO BICENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE S. JOÃO BOSCO

2015 ANO DA CELEBRAÇÃO DO BICENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE S. JOÃO BOSCO 2015 ANO DA CELEBRAÇÃO DO BICENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE S. JOÃO BOSCO Na noite de quarta-feira, 16 agosto de 1815, na oitava da festa da Assunção, nascia o segundo filho de Francisco Bosco e Margarida

Leia mais

Como utilizar este caderno

Como utilizar este caderno INTRODUÇÃO O objetivo deste livreto é de ajudar os grupos da Pastoral de Jovens do Meio Popular da cidade e do campo a definir a sua identidade. A consciência de classe, ou seja, a consciência de "quem

Leia mais

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6

Portuguese Poetry / 14-30 lines HS 5-6 Ai quem me dera 1. Ai, quem me dera, terminasse a espera 2. Retornasse o canto simples e sem fim, 3. E ouvindo o canto se chorasse tanto 4. Que do mundo o pranto se estancasse enfim 5. Ai, quem me dera

Leia mais

Antologia Poética de Bertolt Brecht

Antologia Poética de Bertolt Brecht Antologia Poética de Bertolt Brecht Nada é impossível de mudar Desconfiai do mais trivial, na aparência singelo. E examinai, sobretudo, o que parece habitual. Suplicamos expressamente: não aceiteis o que

Leia mais

NELSON MANDELA. O VALOR DA PAZ

NELSON MANDELA. O VALOR DA PAZ Mário Júlio de Almeida Costa NELSON MANDELA. O VALOR DA PAZ ACADEMIA DAS CIÊNCIAS DE LISBOA FICHA TÉCNICA TITULO NELSON MANDELA. O VALOR DA PAZ AUTOR MÁRIO JÚLIO DE ALMEIDA COSTA EDITOR ACADEMIA DAS CIÊNCIAS

Leia mais

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves

CAMINHOS. Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves CAMINHOS Caminhos (Prov. 14:12) Paulo Cezar e Jayro T. Gonçalves Posso pensar nos meus planos Pros dias e anos que, enfim, Tenho que, neste mundo, Minha vida envolver Mas plenas paz não posso alcançar.

Leia mais

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...

SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!... SUMÁRIO Páginas A alegria 10 (A alegria está no coração De quem já conhece a Jesus...) Abra o meu coração 61 (Abra o meu coração Deus!...) A cada manhã 71 (A cada manhã as misericórdias se renovam...)

Leia mais

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro

www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Encarte e letras disponíveis em www.encartedigitalmk.com.br Conheça mais esta inovação da MK Music Uma empresa que pensa no futuro Produção executiva: MK Music / Masterização: Max Motta no MK Studio /

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO.

ESCOLA ESTADUAL AUGUSTO AIRES DA MATA MACHADO. MATÉRIA: LÍNGUA PORTUGUESA. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ASSUNTO: PRODUÇÃO DE TEXTO. PROF.: MARCÉLIA ALVES RANULFO ALUNO: Victor Maykon Oliveira Silva TURMA: 6º ANO A ÁGUA A água é muito importante para nossa vida. Não devemos desperdiçar. Se você soubesse como ela é boa! Mata a sede de

Leia mais

Bloco Mauricio Diogo. Agora não há como voltar atrás.

Bloco Mauricio Diogo. Agora não há como voltar atrás. Bloco Mauricio Diogo Vejo um bloco de mármore branco. A rocha dura. A rocha é dura. O mármore tem textura. É duro. Resistente. Sincero. Tem caráter. Há mármore rosa, bege, azul, branco. O escultor doma

Leia mais

Como uma onda no mar...

Como uma onda no mar... Como uma onda no mar... A UU L AL A Certa vez a turma passou férias numa pequena cidade do litoral. Maristela costumava ficar horas a fio admirando a imensidão azul do mar, refletindo sobre coisas da vida

Leia mais

Fotografias de Raquel Porto

Fotografias de Raquel Porto Fotografias de Raquel Porto A RAPARIGA QUE SABIA ANTES Não se lembra da primeira vez que aconteceu. Foi talvez na infância, não se lembra ao certo. Para ela sempre foi assim. Vê as coisas acontecerem antes

Leia mais

DATAS COMEMORATIVAS. DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA 20 de novembro

DATAS COMEMORATIVAS. DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA 20 de novembro DIA NACIONAL DA CONSCIÊNCIA NEGRA 20 de novembro Cartaz do Dia da Consciência Negra. Uma das poucas maneiras que os negros tinham para se livrar da escravidão era fugir das fazendas e formar quilombos.

Leia mais

MENSAGENS RECEBIDAS. Coração a Coração. Grupo Espírita Fé Amor Caridade.

MENSAGENS RECEBIDAS. Coração a Coração. Grupo Espírita Fé Amor Caridade. 1 MENSAGENS RECEBIDAS Coração a Coração Grupo Espírita Fé Amor Caridade. 2 3 4 Há um ano... A migos de minh alma. Quando iniciamos timidamente os primeiros passos em nossos encontros, conversando sobre

Leia mais

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17)

O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) O Baptismo Bíblico (Mateus 3:13-17) Tivemos esta manhã a alegria de testemunhar vários baptismos bíblicos. Existem outras coisas e outras cerimónias às quais se dá o nome de baptismo. Existe até uma seita,

Leia mais

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água

Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille. Água Aluno (a): Ana Paula Batista Pereira Série: 3º Ano do Ensino Médio Professora: Deysiane Maria Assis Zille Água Tu és um milagre que Deus criou, e o povo todo glorificou. Obra divina do criador Recurso

Leia mais

AS APRESENTAÇÕES DO TEATRO AMADOR SÃO-JOANENSE - INÍCIO DO SÉCULO XX

AS APRESENTAÇÕES DO TEATRO AMADOR SÃO-JOANENSE - INÍCIO DO SÉCULO XX IV Reunião Científica de Pesquisa e Pós-Graduação em Artes Cênicas AS APRESENTAÇÕES DO TEATRO AMADOR SÃO-JOANENSE - INÍCIO DO SÉCULO XX Maria Tereza Gomes de Almeida Lima (UFSJ) GT:História das Artes do

Leia mais

Para gostar de pensar

Para gostar de pensar Rosângela Trajano Para gostar de pensar Volume III - 3º ano Para gostar de pensar (Filosofia para crianças) Volume III 3º ano Para gostar de pensar Filosofia para crianças Volume III 3º ano Projeto editorial

Leia mais

A CAMINHADA DO POVO DE DEUS. Ir. KatiaRejaneSassi

A CAMINHADA DO POVO DE DEUS. Ir. KatiaRejaneSassi A CAMINHADA DO POVO DE DEUS Ir. KatiaRejaneSassi Os desafios da travessia Aqueles que viveram a maravilhosa experiência de conseguir libertar-se da dominação egípcia sentem no deserto o desamparo total.

Leia mais

Fundado em 19 de MARÇO de 1990 - Diretora: Maria Coeli Galiaço Prata. A grandiosa Feira de Artesanato do Educandário São José!

Fundado em 19 de MARÇO de 1990 - Diretora: Maria Coeli Galiaço Prata. A grandiosa Feira de Artesanato do Educandário São José! JORNAL do Edição Nº 13 De 1º a 30 de SETEMBRO de 2012 Educandário São José Fundado em 19 de MARÇO de 1990 - Diretora: Maria Coeli Galiaço Prata A grandiosa Feira de Artesanato do Educandário São José!

Leia mais

Domingo dentro da Oitava de Natal SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ. Vésperas I

Domingo dentro da Oitava de Natal SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ. Vésperas I Domingo dentro da Oitava de Natal Semana I do Saltério SAGRADA FAMÍLIA DE JESUS, MARIA E JOSÉ Festa Quando o Natal do Senhor é num Domingo, a festa da Sagrada Família celebra-se no dia 30 de Dezembro e

Leia mais

Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2 Exercícios Semana 1 Parte 2 Revisão Verbos irregulares no pretérito perfeito do indicativo:

Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2 Exercícios Semana 1 Parte 2 Revisão Verbos irregulares no pretérito perfeito do indicativo: Escola de Português Verão de 2015 Ano 13 Nível 2 Exercícios Semana 1 Parte 2 Revisão Verbos irregulares no pretérito perfeito do indicativo: 1) Complete as frases abaixo com o pretérito perfeito dos seguintes

Leia mais

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Israel Costa 1

Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Israel Costa 1 Disciples of Christ Church Ministerio vida com vida Israel Costa 1 MANTO QUE TRAZ DE VOLTA O QUE FOI PERDIDO. Orou Eliseu e disse: Jeová, abre os seus olhos, para que veja. Abriu Jeová os olhos do moço,

Leia mais

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR

SE SOUBERMOS PERDOAR Ó CARA IRMÃ CLARA, SE SOUBERMOS PERDOAR CANTO 1 - LOUVOR DA CRIAÇÃO D Bm G Em A7 D Bm G Em A7 Aleluia! Aleluia! Aleluia! Aleluia! D F#m G Em A7 1. Javé o nosso Deus é poderoso, seu nome é grande em todas as nações D F#m G Em A7 Na boca das crianças

Leia mais

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11)

Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Caminho, verdade e vida: Definições de Jesus; Marcas em seus discípulos (Jo.14:1-11) Mensagem 1 A metáfora do Caminho Introdução: A impressão que tenho é que Jesus escreveu isto para os nossos dias. Embora

Leia mais

A beleza persuade os olhos dos homens por si mesma, sem necessitar de um orador.

A beleza persuade os olhos dos homens por si mesma, sem necessitar de um orador. A beleza persuade os olhos dos homens por si mesma, sem necessitar de um orador. Algumas quedas servem para que nos levantemos mais felizes. A gratidão é o único tesouro dos humildes. A beleza atrai os

Leia mais

Hino Nacional. Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República

Hino Nacional. Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República Hino Nacional Hino à Bandeira Hino da Independência Hino da Proclamação da República Hino Nacional Música: Francisco Manuel da Silva (1795/1865) Letra: Joaquim Osório Duque Estrada (1870/1927) Ouviram

Leia mais

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus.

EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3. Evangelho de João Cap. 3. 1 Havia, entre os fariseus, um homem chamado Nicodemos, um dos principais dos judeus. EVANGELHO DE JOÃO, Cap. 3 LEMBRETE IMPORTANTE: As palavras da bíblia, são somente as frases em preto Alguns comentários explicativos são colocados entre os versículos, em vermelho. Mas é apenas com o intuito

Leia mais

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS

LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS 1 LC 19_1-10 OS ENCONTROS DE JESUS ZAQUEU O HOMEM QUE QUERIA VER JESUS Lc 19 1 Jesus entrou em Jericó e estava atravessando a cidade. 2 Morava ali um homem rico, chamado Zaqueu, que era chefe dos cobradores

Leia mais

Jesus revela-nos que Deus é. Pai. Conselho Inter-paroquial de Catequese Esporões, 24 de Janeiro de 2008

Jesus revela-nos que Deus é. Pai. Conselho Inter-paroquial de Catequese Esporões, 24 de Janeiro de 2008 Jesus revela-nos que Deus é Pai Conselho Inter-paroquial de Catequese Esporões, 24 de Janeiro de 2008 Quem inventou Deus? Desde sempre que os homens acreditaram na existência de forças muito poderosas

Leia mais

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO

HINÁRIO NOVA DIMENSÃO HINÁRIO NOVA DIMENSÃO Tema 2012: Flora Brasileira Rabo de Galo (Worsleya rayneri) Padrinho Alfredo Alfredo Gregório de Melo 1 www.hinarios.org 2 01 BRILHANTES PEDRAS FINAS Marcha - Valsa Ao pai eterno

Leia mais

Igreja Amiga da criança. Para pastores

Igreja Amiga da criança. Para pastores Igreja Amiga da criança Para pastores Teste "Igreja Amiga da Criança" O povo também estava trazendo criancinhas para que Jesus tocasse nelas. Ao verem isso, os discípulos repreendiam aqueles que as tinham

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação

Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Presidência da República Casa Civil Secretaria de Administração Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenação Geral de Documentação e Informação Coordenação de Biblioteca 42 Discurso no Hotel Tropical MANAUS,

Leia mais

Dilma: https://www.youtube.com/watch?v=9mi2fx7evra

Dilma: https://www.youtube.com/watch?v=9mi2fx7evra Dilma: https://www.youtube.com/watch?v=9mi2fx7evra Governo novo, ideias novas. Hoje, dia do médico, nossa saudação a todos os profissionais que exercem a nobre missão de cuidar da vida do próximo. É por

Leia mais

Escrito por. Guilherme guinor Cunha Ex-tenista profissional, campeão mundial de poker online FTOPS #35 e criador do método GuinorBets

Escrito por. Guilherme guinor Cunha Ex-tenista profissional, campeão mundial de poker online FTOPS #35 e criador do método GuinorBets s O 6 s o i cíp Prin Bá s o sic o d o ét M o D r o n s i t u e G B Escrito por Guilherme guinor Cunha Ex-tenista profissional, campeão mundial de poker online FTOPS #35 e criador do método Índice Quem

Leia mais

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES:

1. COMPLETE OS QUADROS COM OS VERBOS IRREGULARES NO PRETÉRITO PERFEITO DO INDICATIVO E DEPOIS COMPLETE AS FRASES: Atividades gerais: Verbos irregulares no - ver na página 33 as conjugações dos verbos e completar os quadros com os verbos - fazer o exercício 1 Entrega via e-mail: quarta-feira 8 de julho Verbos irregulares

Leia mais

PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE

PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE PENSAMENTOS DE IRMÃ DULCE 1. "O amor supera todos os obstáculos, todos os sacrifícios. Por mais que fizermos tudo é pouco diante do que Deus faz por nós." 2. "Sempre que puder, fale de amor e com amor

Leia mais

O PROFETA ELISEU Lição 64. 1. Objetivos: Ensinar que mesmo quando a vida é difícil que nunca devemos perder nossa esperança se estamos em Cristo.

O PROFETA ELISEU Lição 64. 1. Objetivos: Ensinar que mesmo quando a vida é difícil que nunca devemos perder nossa esperança se estamos em Cristo. O PROFETA ELISEU Lição 64 1 1. Objetivos: Ensinar que mesmo quando a vida é difícil que nunca devemos perder nossa esperança se estamos em Cristo. 2. Lição Bíblica: 2 Reis 2, 4, 5 (Base bíblica para a

Leia mais

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama

Poética & Filosofia Cultural - Chico Xavier & Dalai Lama Page 1 of 6 Tudo Bem! Universidade Federal do Amapá Pró-Reitoria de Ensino de Graduação Curso de Licenciatura Plena em Pedagogia Disciplina: Filosofia Cultural Educador: João Nascimento Borges Filho Poética

Leia mais

POEMAS DE JOVITA NÓBREGA

POEMAS DE JOVITA NÓBREGA POEMAS DE JOVITA NÓBREGA Aos meus queridos amigos de Maconge Eu vim de longe arrancada ao chão Das minhas horas de menina feliz Fizeram-me estraçalhar a raiz Da prima gota de sangue Em minha mão. Nos dedos

Leia mais

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA

LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA LEITURA ORIENTADA NA SALA DE AULA Uma Aventura na Serra da Estrela Coleção UMA AVENTURA Atividades Propostas Leitura em voz alta de um ou dois capítulos por aula. Preenchimento das fichas na sequência

Leia mais

É a pior forma de despotismo: Eu não te faço mal, mas, se quisesse, fazia

É a pior forma de despotismo: Eu não te faço mal, mas, se quisesse, fazia Entrevista a Carlos Amaral Dias É a pior forma de despotismo: Eu não te faço mal, mas, se quisesse, fazia Andreia Sanches 04/05/2014 O politicamente correcto implica pensar que a praxe é uma coisa horrível.

Leia mais

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas

TEMPO DO NATAL I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA HINOS. Vésperas I. ATÉ À SOLENIDADE DA EPIFANIA No Ofício dominical e ferial, desde as Vésperas I do Natal do Senhor até às Vésperas I da Epifania do Senhor, a não ser que haja hinos próprios: HINOS Vésperas Oh admirável

Leia mais

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos!

Caridade quaresmal. Oração Pai-nosso S. João Bosco Rogai por nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Bom dia a todos! 2ª feira, 09 de março: Dar esmola Bom dia! Há gestos que nesta altura a quaresma, ganham uma dimensão ainda maior. Enchem-nos. Um dia, uma mulher vestida de trapos velhos percorria as ruas de uma aldeia

Leia mais