MANUAL DE PROCEDIMENTOS COMERCIAL E MARKETING

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE PROCEDIMENTOS COMERCIAL E MARKETING"

Transcrição

1 MANUAL DE PROCEDIMENTOS COMERCIAL E MARKETING Tenha seu próprio negócio no segmento que mais cresce no Brasil!

2 SUMÁRIO Definições Ações Comerciais Conceito Ações de Marketing Conceito... 4 Ações Comerciais Nossa Missão... 5 Cotações de Seguros Cotações de Seguro Automóvel Cotações de Seguro Residencial Cotações de Seguro Empresarial Cotações de Seguro Condomínio Cotações de Seguro de Vida... 8 Retornando a Cotação Para o Cliente Postos Importantes no Contato de Orçamento... 9 a. Ser agradável... 9 b. Aja com sinceridade... 9 c. Seja bem humorado... 9 d. Objetividade e. Perguntas inteligentes Fechamento Emissão de Propostas Cadastrando Proposta no Sistema de Gestão Recebimento de Valores Pós-venda Formulário de Pós-Venda Endossos Sinistros

3 13. Sinistros de Seguro Automóvel Sinistros de Seguro Residencial Sinistros de Seguro Condomínio Sinistros de Seguro Empresarial Sinistros de Seguro de Vida Remessa de Documentos Renovações

4 DEFINIÇÕES As ações comerciais e de marketing realizadas pela Corretora de Seguros, são as principais alavancas para impulsionar as vendas, ou seja, sem ações maciças de marketing para divulgação da Corretora de Seguros e sem um trabalho constante de captação de clientes, interferirá diretamente na produção da corretora. Neste manual iremos dividir as ações em duas partes: Comercial e Marketing. Tratando de forma significativa os detalhes que farão toda a diferença, no dia a dia da Corretora de Seguros. 1. Ações Comerciais Conceito São todas as ações e tarefas que são realizadas após o contato do cliente. Estas ações serão ligadas diretamente na credibilidade e confiança com o cliente, que se tornará um segurado. Atender um cliente com primazia, educação, ética e preço acessível, hoje não é mais um diferencial de negócio e sim uma obrigação. As vendas, fechamento de seguros, nunca podem ser consideradas uma queda de braço ou um leilão de preços com o cliente, e sim um relacionamento, onde ambos os lados ganham. Trabalharemos sempre com vendas consultivas, que geram um relacionamento, onde o serviço oferecido deve sempre ser uma necessidade do cliente e nunca uma necessidade da Corretora de Seguros de aumentar o prêmio do bem segurado. Através dos itens deste manual, ficará claro como se deve proceder para que essas ações ocorram. 2. Ações de Marketing Conceito As Ações de Marketing tem como finalidade a divulgação da Marca Grupo Fedatto Corretoras de Seguros e da Corretora de Seguros. Toda e qualquer ação realizada terá o intuito de captar clientes para a corretora consequentemente, aumentar o valor de arrecadação e gerar lucros. Os modelos que serão utilizados pela corretora serão fornecidos pela franqueadora, para que a padronização ocorra sempre, para que fortaleça a marca em prol de todos os franqueados. 4

5 AÇÕES COMERCIAIS Esta sempre será a principal força de vendas da Corretora de Seguros, pois de nada adianta criamos campanha de marketing, ações eficazes e pontuais, se quando o cliente entrar em contato não receber o tratamento adequado e nem ter suas necessidades atendidas. Nos dias de hoje uma empresa dispensa 75% a mais de força de trabalho para conseguir um novo cliente do que para manter um de sua carteira, desta forma as ações comerciais da Corretora de Seguros, precisam ser perfeitas, pois assim, economizamos tempo, energia e principalmente dinheiro. Vamos assim definir o que é uma venda, seguro fechado, para o Grupo Fedatto Corretora de Seguros: Venda: Ação praticada por pessoa altamente qualificada que busca preencher as lacunas entre a necessidade do cliente e suas expectativas, buscando sempre de forma clara, objetiva, equilibrada e contagiante, todos os benefícios oferecidos ao cliente, que é a pessoa mais especial para a corretora. Baseado na definição acima fica implícito que a principal característica que se precisa ter é a capacidade de ouvir o cliente e a percepção, para que sempre se saiba com clareza e objetividade a real necessidade do cliente. 3. Nossa Missão Através da valorização profissional e humana o GRUPO FEDATTO CORRETORAS DE SEGUROS, sabe e entende, que o crescimento profissional e pessoal são extremamente gratificantes e recompensadores. Desta forma nossa missão está baseada em um conceito de equipe e de reconhecimento de seus colaboradores focando o principal de nosso negócio, O CLIENTE! Missão: Trabalhando em equipe somos mais fortes! É TICA - Ser o melhor mas não a qualquer preço. Q UALIDADE - Foco no Cliente. U NIÃO - Trabalho em Equipe. I NOVAÇÃO - Estímulo e Criatividade. P ROFISSIONALISMO - Comprometimento com o Cliente. E NTUSIASMO - Paixão em Tudo que Fazemos. 5

6 COTAÇÕES DE SEGUROS As cotações de seguros, sempre que requisitadas, poderão ser feitas diretamente pelo(a) corretor(a), ou passado para a Assistente Operacional. Para tanto cada um dos ramos possui um formulário específico que fica guardado na pasta de Formulários de Orçamento, que fica guardada na mesa da Assistente Operacional, o(a) Corretor(a) também poderá ter uma pasta com esses formulários 4. Cotações de Seguro Automóvel Para se executar uma cotação de seguro Automóvel, deve-se: Verificar se é um cliente da corretora ou se um novo contato; Buscar informações junto ao cliente se este possui preferência por uma seguradora; Preencher o Formulário de Cotação de Seguro Automóvel; Verificar com o cliente qual a forma que deseja receber o retorno com a cotação; Informar ao cliente que receberá o retorno, com os valores da cotação, num prazo de 02 horas; Realizar a Cotação no Sistema Multi Cálculo; Retornar os valores para o Cliente conforme este solicitou, se for por e- mail utilizar o modelo padrão e encaminhar no formato PDF; Guardar o orçamento na pasta Orçamentos em Aberto. 5. Cotações de Seguro Residencial Para se executar uma cotação de seguro Residencial, deve-se: Verificar se é um cliente da corretora ou se um novo contato; Buscar informações junto ao cliente se este possui preferência por uma seguradora; Preencher o Formulário de Cotação de Seguro Residencial; Verificar com o cliente qual a forma que deseja receber o retorno com a cotação; Informar ao cliente que receberá o retorno, com os valores da cotação, num prazo de 02 horas; 6

7 Realizar a Cotação junto aos sites das Seguradoras; Retornar os valores para o Cliente conforme este solicitou, se for por e- mail utilizar o modelo padrão e encaminhar no formato PDF; Guardar o orçamento na pasta Orçamentos em Aberto. 6. Cotações de Seguro Empresarial Para se executar uma cotação de seguro Empresarial, deve-se: Verificar se é um cliente da corretora ou se um novo contato; Buscar informações junto ao cliente se este possui preferência por uma seguradora; Preencher o Formulário de Cotação de Seguro Empresarial; Verificar com o cliente qual a forma que deseja receber o retorno com a cotação; Informar ao cliente que receberá o retorno, com os valores da cotação, num prazo de 02 horas; Realizar a Cotação junto aos sites das Seguradoras; Retornar os valores para o Cliente conforme este solicitou, se for por e- mail utilizar o modelo padrão e encaminhar no formato PDF; Guardar o orçamento na pasta Orçamentos em Aberto. 7. Cotações de Seguro Condomínio Para se executar uma cotação de seguro Condomínio, deve-se: Verificar se é um cliente da corretora ou se um novo contato; Buscar informações junto ao cliente se este possui preferência por uma seguradora; Preencher o Formulário de Cotação de Seguro Condomínio; Verificar com o cliente qual a forma que deseja receber o retorno com a cotação; Informar ao cliente que receberá o retorno, com os valores da cotação, num prazo de 02 horas; Realizar a Cotação junto aos sites das Seguradoras; Retornar os valores para o Cliente conforme este solicitou, se for por e- mail utilizar o modelo padrão e encaminhar no formato PDF; Guardar o orçamento na pasta Orçamentos em Aberto. 7

8 8. Cotações de Seguro de Vida A Assistente Operacional deve: Verificar se é um cliente da corretora ou se um novo contato; Buscar informações junto ao cliente se este possui preferência por uma seguradora; Preencher o Formulário de Cotação de Seguro de Vida; Verificar com o cliente qual a forma que deseja receber o retorno com a cotação; Informar ao cliente que receberá o retorno, com os valores da cotação, num prazo de 02 horas; Realizar a Cotação junto aos sites das Seguradoras; Retornar os valores para o Cliente conforme este solicitou, se for por e- mail utilizar o modelo padrão e encaminhar no formato PDF; Guardar o orçamento na pasta Orçamentos em Aberto. 8

9 RETORNANDO A COTAÇÃO PARA O CLIENTE Um ponto importante que sempre deve ser levado em consideração quando se fala com o cliente, para se passar o valor da cotação, são os detalhes do seguro orçado. Sabe-se, que pequenas diferenças nas coberturas securitárias, fazem diferença no valor do seguro. A explicação deve ser dada de forma detalhada, para apresentar ao cliente os diferencias, não só de preço mais sim de benefícios e qualidade nos serviços oferecidos. 9. Postos Importantes no Contato de Orçamento Abaixo seguem pontos e fatores importantíssimos quando realizado o contato com o cliente para se passar os valores do orçamento. a. Ser agradável Sempre tenha um sorriso, mesmo que seu contato seja por telefone, seu cliente saberá e sentirá seu entusiasmo pelo tom de sua voz. b-tenha ética Nunca promova leilões e dispense comentários que possam denegrir a imagem ou serviços de um concorrente, seja correto e tenha ética, para que o seu orçamento se destaque positivamente. b. Aja com sinceridade Quem age com sinceridade, nunca sai perdendo. Retire por completo a palavra acho de seu vocabulário, ela gera incertezas, quem sabe o que está dizendo é mais convincente.nas situações que irá expor seu ponto de vista, faça-o com objetividade, deixando claro que se trata de sua opinião. c. Seja bem humorado O bom humor assim como a simpatia, é expressado no seu timbre de voz, desta forma seja até engraçado mas inteligente. 9

10 d. Objetividade Vá sempre direto ao ponto, sem enrolação e sem ser explicadinho demais, trate o assunto de forma verticalmente, ou seja, venda primeiro e bata papo depois. e. Perguntas inteligentes Sempre que questionar o cliente sobre algum assunto, é necessário ouvi-lo antes, para que se tenha um entendimento de sua real necessidade. Perguntas inteligentes são aquelas que levam seu cliente a realizar o seguro. Construa relacionamentos Se seu interesse for vender, trate o cliente como cliente, porém se seu interesse for vender sempre, trate seu cliente como amigo, sem ser intimo. 10. Fechamento Quando os pontos abordados acima são seguidos, o fechamento do seguro torna-se uma situação natural. O cliente sente-se feliz por ter adquirido o melhor seguro, e com um bom com um bom corretor (a). Pessoas compram por motivos e razões diferentes, assim sendo, saiba construir relacionamentos e entender as necessidades de seu cliente, para que o fechamento siga de forma natural. Se em alguma situação estiver apresentando justificativas para seu cliente,você estará fugindo do conceito de credibilidade, logo ocorrerá dúvidas, podendo levar a insatisfação. 10

11 EMISSÃO DE PROPOSTAS Após a confirmação do orçamento, a Assistente Operacional deve iniciar imediatamente o processo de Emissão da Proposta para enviar a Cia. Seguradora. Com o número da cotação em mãos, a Assistente Operacional deve proceder da seguinte forma: Confirmar os dados cadastrais do segurado e verificar se não existe alguma solicitação específica da Cia. Seguradora, conforme manual do produto; Acessar ao site da Cia. Seguradora correspondente ao orçamento; Inserir todos os dados necessários do segurado para a emissão da proposta, conforme solicitado no site e de acordo com o manual do produto; Com a proposta completamente preenchida o(a) Corretor(a) deverá efetivar a proposta e imprimir em três vias, sendo uma para o arquivo do segurado na corretora, uma para a Cia. Seguradora e uma para o segurado; Se existir a necessidade da realização de algum tipo de vistoria, muitas vezes já informado na tela, quando da emissão da proposta, o(a) Corretor(a) deverá realizar o procedimento de agendamento da vistoria, conforme consta no manual do produto e informar ao segurado; Para se colher a assinaturas do segurado na proposta, obrigatório em qualquer modalidade de seguro, e esta já emitida, agenda-se um horário com o segurado para passar na corretora e efetuar a assinatura da proposta. Este procedimento também pode ser se dirigindo ao local marcado com o segurado. Com todas as pendências resolvidas da emissão da proposta, a Assistente Operacional arquiva na pasta aguardando apólice; Quando as apólices chegarem à corretora, a Assistente Operacional deve proceder com a Remessa ao segurado, com o arquivamento dos documentos na pasta do segurado. 11

12 11. Cadastrando Proposta no Sistema de Gestão Quando a proposta estiver assinada pelo segurado e já transmitida para a seguradora, a Assistente Operacional deverá cadastrá-la no Sistema de Gestão, conforme consta no manual de operação do sistema. Através deste procedimento, automaticamente, será gerado: A pendência do número da apólice que será cobrada pela Assistente Operacional; O valor a receber da comissão, para o Contas a Receber ; Informações para posterior renovação; Cabe salientar que em todo o cadastramento de informações no Sistema de Gestão, a Assistente Operacional deverá ter o máximo de atenção para nunca se equivocar nas informações lançadas no sistema. 12

13 RECEBIMENTO DE VALORES Todo e qualquer recebimento de valores pela Corretora de Seguros, só acontece com a autorização do(a) corretor(a). Este recebimento normalmente é acertado com o segurado e só ocorrerá através de duas formas de pagamento: Dinheiro ou Cheque. Sempre que ocorrer um recebimento, deverá ser utilizada a Planilha Recibo de Pagamento, que é emitida em duas vias, preenchendo todos os dados e realizando a impressão. Conforme modelo abaixo: Após a conferência do cheque ou dos valores, colher a assinatura do segurado que deverá assinar ambas as vias, utilizando o carimbo recebemos, data e assina. Todos os valores recebidos devem ser encaminhados ao banco no mesmo dia, tendo seus pagamentos efetuados e os canhotos autenticados arquivados junto com o recibo emitido na pasta do segurado. Se houver necessidade de guardar o valor recebido, na corretora a responsabilidade será total do corretor (a), e ou administrador(a) responsável. 13

14 PÓS-VENDA A importância do pós-venda para a Corretora de Seguros é a mesma que a da venda, assim sendo, três dias após o segurado ter recebido a apólice o(a) Corretor(a) deverá realizar o contato de pós-venda com o segurado. O Pós-venda deve sempre ser considerado como o ponto de partida da próxima venda, através dele sempre é reforçado o compromisso com o segurado, esclarecendo sempre que houver dúvidas. Pense no seguinte: Custa dez vezes mais barato manter um cliente satisfeito, e vender-lhe várias vezes, do que conquistar novos clientes, mas uma coisa é certa: se você vendeu para um cliente e se esqueceu de que ele existe, por mais satisfeito que ele esteja, também poderá se esquecer de você. É aí que o serviço de pós-venda entra. 12. Formulário de Pós-Venda Para o pós-venda, tem-se à disposição o formulário de preenchimento, que traz as informações básicas com as orientações necessárias para realizar esta etapa,que deverá ser realizada com objetividade e bom humor, para não cansar o cliente com o interrogatório. Abaixo segue o modelo do formulário para realização do pós-venda. 14

15 ENDOSSOS Um Endosso tem por finalidade alterar a situação da contratação do bem segurado.os principais são: alteração e o cancelamento da apólice em vigência. Sempre que houver modificações no seguro ou cancelamento da apólice, por parte do segurado o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável deverá ouvir e analisar a situação. As medidas a serem tomadas constam sempre no manual do produto, havendo alguma dúvida, deve-se sempre consultar a Cia. Seguradora. A emissão do endosso deve ser sempre de acordo com o especificado pela Cia. Seguradora. Nos casos em que o endosso gerar cobrança de valores, estes serão negociados com o segurado como no caso da contratação de um seguro novo. Para as situações que geram o ressarcimento de valores seguir o procedimento padrão utilizado pela Cia. Seguradora e constante no manual do produto. 15

16 SINISTROS O Sinistro é o produto final do seguro, no momento delicado do sinistro, o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável, tem que ter as respostas muito claras e o conhecimento da situação contratual do segurado, tendo em mãos a apólice do cliente para realizar o melhor atendimento possível. É normal o segurado, nesta situação, estar nervoso e com suas emoções alteradas, assim sendo é importante sempre manter a calma ouvindo suas solicitações, prestando o melhor atendimento. 13. Sinistros de Seguro Automóvel Assim que o segurado aciona a corretora, o(a) Corretor(a) informará que encaminhe imediatamente os seguintes documentos: Boletim de ocorrência; Cópia da CNH do condutor; O Documento do Veículo e/ou DUT para os casos de roubo e perda total; Comprovante de Endereço; Caso o segurado não queira reparar o veículo em uma oficina credenciada, precisa realizar o orçamento na oficina de sua preferência e entregar uma cópia do mesmo nesse ato; Cópia do Cartão do Banco ou de um Extrato Bancário para os casos de roubo e perda total; Após o recebimento dos documentos o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável deverá acionar a Cia. Seguradora pelo telefone e registrar o aviso de sinistro agendar a vistoria,caso seja necessário. Decorrida uma hora o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável, deverá acessar ao Site da Cia. Seguradora e imprimir o aviso de sinistro disponível. O Aviso de Sinistro junto com a cópia dos documentos do segurado deverá ser guardado na pasta de Pendências Sinistros em Andamento, e ter o seu devido acompanhamento pela Assistente Operacional. O Envio dos documentos para as Cias. Seguradoras variam de Cia. para Cia., porém normalmente são via fax ou . 16

17 14. Sinistros de Seguro Residencial Assim que o segurado aciona a corretora, o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável, orientará que encaminhe imediatamente os documentos de acordo com o tipo do sinistro e das exigências da Cia. Seguradora. O Corretor(a) e ou administrador (a) responsável, deve consultar a apólice do segurado e o manual do produto Residencial da Cia. Após o recebimento dos documentos o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável deverá acionar a Cia. pelo telefone e registrar o aviso de sinistro, agendar a vistoria, caso seja necessário. Decorrida uma hora do registro do aviso o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável, deverá acessar ao Site da Cia. e imprimir conforme o modelo disponível. O Aviso de Sinistro junto com a cópia dos documentos do segurado deverá ser guardado na pasta de Pendências Sinistros em Andamento, e ter o seu devido acompanhamento pela Assistente Operacional. O Envio dos documentos para as Cias. Seguradoras variam de Cia. para Cia., porém normalmente são via fax ou Sinistros de Seguro Condomínio Assim que o segurado aciona a corretora, o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável informará que encaminhe imediatamente os documentos de acordo com o tipo de sinistro e das exigências da Cia. Para isso, de imediato, o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável deve ter em mãos a apólice do segurado e o manual do produto Condomínio da Cia. Após o recebimento dos documentos o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável deverá acionar a Cia. pelo telefone e registrar o aviso de sinistro, agendar a vistoria de sinistro caso seja necessário. Decorrida uma hora do registro do aviso o(a) Corretor(a) e ou administrador responsável deverá acessar ao Site da Cia. e imprimir conforme modelo disponível. O Aviso de Sinistro junto com a cópia dos documentos do segurado deverá ser guardado na pasta de Pendências Sinistros em Andamento, e ter o seu devido acompanhamento pela Assistente Operacional. O Envio dos documentos para as Cias. Seguradoras variam de Cia. para Cia., porém normalmente são via fax ou . 17

18 16. Sinistros de Seguro Empresarial Assim que o segurado aciona a corretora, o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável informará que encaminhe imediatamente os documentos de acordo com o tipo de sinistro e das exigências da Cia. De imediato o(a) Corretor(a) e ou administrador (a) responsável deve ter e mãos a apólice do segurado e o manual do produto Empresarial da Cia. Após o recebimento dos documentos o(a) Corretor(a) deverá acionar a Cia. Seguradora pelo telefone e registrar o aviso de sinistro, agendar a vistoria caso seja necessário. Decorrida uma hora do aviso de sinistro o(a) Corretor(a) e ou administrador responsável deverá acessar ao Site da Cia. e imprimir o aviso de sinistro disponível. O Aviso de Sinistro junto com a cópia dos documentos do segurado deverá ser guardado na pasta de Pendências Sinistros em Andamento, e ter o seu devido acompanhamento pela Assistente Operacional. O Envio dos documentos para as Cias. Seguradoras variam de Cia. para Cia., porém normalmente são via fax ou Sinistros de Seguro de Vida Assim que o segurado aciona a corretora, a Assistente Operacional o informará que encaminhe imediatamente os documentos de acordo com o ramo do sinistro e das exigências da Cia. Seguradora. Para isso, de imediato, a Assistente Operacional deve ter em mãos a apólice do segurado e o manual do produto Vida da Cia. Seguradora. Após o recebimento dos documentos a Assistente Operacional deverá acionar a Cia. Seguradora pelo telefone e registrar o aviso de sinistro. Decorrida uma hora do registro do aviso de sinistro, a Assistente Operacional deverá acessar ao Site da Cia. Seguradora e imprimir o aviso de sinistro disponível. O Aviso de Sinistro junto com a cópia dos documentos do segurado deverá ser guardado na pasta de Pendências Sinistros em Andamento, e ter o seu devido acompanhamento pela Assistente Operacional. O Envio dos documentos para as Cias. Seguradoras variam de Cia. para Cia., porém normalmente são via fax ou . 18

19 REMESSA DE DOCUMENTOS O envio de documentos tanto para as Cias. Seguradoras como para os segurados devem ser tratados de forma pessoal e caso a caso. No entanto tudo deve ser protocolado no ato do recebimento, pela Cia. Toda entrega de apólice e carnê, deverá ser feita em mãos,do segurado, utilizando o recibo de protocolo padrão a esses casos. Quando se tratar de envio de documentos para a Cia. Seguradora, deve-se observar o modo processual e operacional utilizado em sua região, pois possuem particularidades específicas caso a caso. O mais indicado para solucionar essa situação, é o representante Comercial que atende a sua corretora. Salientando que este, por vezes, retirará tais documentos e encaminhará à Cia. Seguradora, mesmo assim, o protocolo de entrega é obrigatório. Abaixo segue o modelo do formulário de protocolo para remessa de documentos: 19

20 RENOVAÇÕES Neste processo a atenção aos detalhes e a antecedência das ações é o que o tornam simples e que mantém a fidelidade dos segurados. Se gasta menos energia para renovar um seguro e reter o segurado na base de clientes do que para conquistar novos clientes. Se o trabalho, no decorrer do ano, foi devidamente feito, e sempre foi mantida a atenção ao segurado e solucionados seus problemas este, não terá motivos para não renovar o seguro. Para executar o processo de renovações executam-se as seguintes etapas: Na segunda-feira da terceira semana do mês, a assistente operacional gera o relatório de apólices a renovar do mês subsequente de todos os segmentos da corretora (automóvel, residencial, empresarial e condomínio). Sabendo que o relatório deve ser classificado em ordem de final de vigência das apólices, pois esta será a ordem em que todo o processo irá acontecer; Com o relatório de renovações em mãos, é necessário separar as pastas dos segurados, para serem observadas as peculiaridades existentes em cada apólice, devendo ser mantidas em ordem de final de vigência, da primeira apólice a vencer para a última; Com no mínimo de 10 dias de antecedência do vencimento da vigência da apólice em vigor, a Assistente Operacional através do Sistema Multi Cálculo, (para a renovação automóvel), ou dos sites das Cias. Seguradoras (demais ramos), deverá realizar as cotações (conforme o procedimento), porém não precisa do preenchimento do perfil, estes já existem na apólice em vigor somente, imprimir e colocar na pasta do segurado; Com as cotações prontas a Assistente Operacional deverá passar as pastas ao(a) Corretor(a) para este acionar os segurados das renovações; Caso exista alguma alteração no conteúdo segurado, o(a) Corretor(a) deverá passar as informações à Assistente Operacional, para esta refazer os cálculos; Havendo a confirmação da renovação o(a) Corretor(a) deverá passar para a Assistente Operacional proceder com a Emissão do Seguro, conforme o procedimento. 20

21 Todo o processo de renovação deve ser acompanhado de perto pelo(a) Corretor(a), principalmente através dos índices de renovação que são medidos através da fórmula: Apólices Renovadas Apólices a Renovar x 100 = % Renovação O índice de renovações deverá ser acima dos 85,00%, para indicar a qualidade dos serviços prestados no decorrer do ano. Se este número for abaixo do índice ideal o(a) corretor(a) e ou administrador responsável, deve tomar medidas para verificar os principais motivos que ocasionaram perda de segurados. No caso da não renovação do seguro, após um mês, fazer um contato telefônico para preencher o questionário abaixo, detectando assim o real motivo da não renovação e obtendo dados para a planilha, arquivando junto com a apólice não renovada Como mostra o formulário abaixo: As apólices que não forem renovadas devem ser arquivadas na pasta Apólices Não Renovadas, conforme processo descrito neste manual. 21

MANUAL DE PROCEDIMENTOS ASSISTENTE OPERACIONAL

MANUAL DE PROCEDIMENTOS ASSISTENTE OPERACIONAL MANUAL DE PROCEDIMENTOS ASSISTENTE OPERACIONAL Tenha seu próprio negócio no segmento que mais cresce no Brasil! SUMÁRIO Assistente Operacional... 4 1. Definição... 4 2. Missão... 4 3. Objetivo... 4 4.

Leia mais

Sistema Auto Frota. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A.

Sistema Auto Frota. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A. Itaú Seguros de Auto e Residência S.A. Sistema Auto Frota Itaú Seguros de Auto e Residência S.A Como Acessar Acesse o Portal do corretor www.itauseguros.com.br/portal, no caminho: Home> Meus Negócios> Cotações e Propostas> Auto Frota> Cotação

Leia mais

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 20

Procedimento Operacional N⁰ do procedimento: PO 20 1/ 8 Nº revisão Descrição da Revisão 00 Elaboração inicial do documento 01 Revisão e Adequação integral do PO 02 Adequação dos Registros e Padrões Demais envolvidos na análise e aprovação Área / Processo

Leia mais

Sistema Auto Empresas

Sistema Auto Empresas Sistema Auto Empresas Itaú Seguros de Auto e Residência S.A Janeiro 2011 Como Acessar Acesse o Portal do Corretor (https://mais.itauseguros.com.br). Utilize a opção Cotação online para iniciar o cálculo

Leia mais

O SEU PROCESSODE SINISTROS

O SEU PROCESSODE SINISTROS O SEU PROCESSODE SINISTROS O SEU PROCESSO 1. Abertura 1.1. Entre em contato com a seguradora para realizar a abertura do sinistro (portando DOCUMENTO DO VEÍCULO + CNH) ou se preferir ligue para a gente

Leia mais

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03

Web Empresas. Agemed Saúde S/A. Versão 03 2011 Versão 03 Web Empresas Agemed Saúde S/A. Esse documento tem como objetivo orientar as empresas contratantes do plano de saúde Agemed a utilizarem o ambiente Web para realização de movimentações cadastrais

Leia mais

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto

Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian. Manual do Produto Manual de Utilização do Assistente do Certificado Digital Serasa Experian Manual do Produto Índice Introdução - Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 1. Verificação de Ambiente 4 2. Instalação

Leia mais

Este é o material de apoio oferecido pela Clic Viagem, criado com finalidade de instruir melhor nossos clientes e proporcionar maior segurança,

Este é o material de apoio oferecido pela Clic Viagem, criado com finalidade de instruir melhor nossos clientes e proporcionar maior segurança, Este é o material de apoio oferecido pela Clic Viagem, criado com finalidade de instruir melhor nossos clientes e proporcionar maior segurança, confiança e credibilidade nas negociações. Dicas Essenciais

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.07 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.07 Movimentações... 4 Movimentações de Caixa... 4 Entradas... 6 Recebimento em Dinheiro... 8 Recebimento em Cheque... 8 Troco... 15 Saídas... 17 Movimentações de Banco... 22

Leia mais

Aqui você encontra dicas importantes para ajudá-lo na compreensão de todas as mudanças do Novo Kit de Cálculo Online.

Aqui você encontra dicas importantes para ajudá-lo na compreensão de todas as mudanças do Novo Kit de Cálculo Online. Prezado Corretor, Kit de Cálculo Online 0310K1 Este é o novo Kit de Cálculo Online 0310K1, com novidades e alterações para facilitar o seu dia-a-dia. Leia atentamente este Informe Técnico para entender

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA FATURAMENTO PORTO SEGURO

INSTRUÇÕES PARA FATURAMENTO PORTO SEGURO INSTRUÇÕES PARA FATURAMENTO PORTO SEGURO Orientações válidas apenas para faturamento de Notas fiscais de oficinas, decorrentes de Sinistros de Automóveis de clientes ou terceiros, de responsabilidade da

Leia mais

primeiro acesso; dígitos da senha; FAQ AllianzNet 2.0

primeiro acesso; dígitos da senha; FAQ AllianzNet 2.0 FAQ AllianzNet 2.0 1. Como encontro os tutoriais disponíveis no portal? Acesse o portal AllianzNet com a sua SUSEP de 9 dígitos e a senha cadastrada; No menu lateral esquerdo, clique na opção All Info

Leia mais

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ

Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Passo-a-passo para alteração de representante legal no CNPJ Fundamentação legal: A entidade estará obrigada a atualizar no CNPJ qualquer alteração referente aos seus dados cadastrais até o último dia útil

Leia mais

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações.

Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Passo a passo Aditamento a contrato de financiamento/empréstimo pessoal cessão de direitos e obrigações. Para dar início ao processo de transferência do contrato primeiramente é necessário preencher a

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

ENVIAR APÓLICE POR E-MAIL CORREIO INFORMAÇÕES DE PAGAMENTO

ENVIAR APÓLICE POR E-MAIL CORREIO INFORMAÇÕES DE PAGAMENTO PROPOSTA DE SEGURO EMPRESARIAL ORIGEM: 39 Nº PROPOSTA: RAZÃO SOCIAL ESTIPULANTE: CNPJ: ¹Pessoa Politicamente Exposta: Sim Não Relacionamento Próximo Nacionalidade: Reside no Brasil: Sim Não ¹Pessoa Politicamente

Leia mais

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio.

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. 1) Logar no Kit Médias Empresas Clicar no ícone Tókio Marine Empresarial, que abrirá a tela de login, veja abaixo. Caso seja o primeiro acesso

Leia mais

Principais Características Operacionais Automóvel Minas Brasil

Principais Características Operacionais Automóvel Minas Brasil Principais Características Operacionais Automóvel Minas Brasil Cobertura Provisória Não existe. Para a cobertura securitária deverá ser transmitida através do sistema MB On-line. Transmissão Através do

Leia mais

Pequenas Frotas. Manual do Sistema WEB

Pequenas Frotas. Manual do Sistema WEB Pequenas Frotas Manual do Sistema WEB Versão 1.1 Abr-2014 Sumário 1. Acesso ao Sistema... 3 1.1. Site Institucional... 3 1.2. Canal do Corretor Usuário Principal (Master)... 3 1.3. Controle de Acesso...

Leia mais

PROCEDIMENTO OPERACIONAL AQUISIÇÃO / QUALIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES

PROCEDIMENTO OPERACIONAL AQUISIÇÃO / QUALIFICAÇÃO E AVALIAÇÃO DE FORNECEDORES Histórico de Revisões Rev. Modificações 01 30/04/2007 Primeira Emissão 02 15/06/2009 Alteração de numeração de PO 7.1 para. Alteração do título do documento de: Aquisição para: Aquisição / Qualificação

Leia mais

MANUAL DO REVENDEDOR PREZADO REVENDEDOR

MANUAL DO REVENDEDOR PREZADO REVENDEDOR MANUAL DO REVENDEDOR PREZADO REVENDEDOR Este manual foi elaborado com o objetivo de facilitar e otimizar o desempenho da atividade de revenda dos produtos FLYPOWER. Aqui, o Revendedor encontrará os regulamentos

Leia mais

NOVA FORMA DE COTAÇÃO E CONDIÇÕES DO SEGURO AUTO CARGA NEGÓCIOS COM VIGÊNCIA A PARTIR DE 16/12/12

NOVA FORMA DE COTAÇÃO E CONDIÇÕES DO SEGURO AUTO CARGA NEGÓCIOS COM VIGÊNCIA A PARTIR DE 16/12/12 TOKIO MARINE SEGURADORA / PrestSeg NOVA FORMA DE COTAÇÃO E CONDIÇÕES DO SEGURO AUTO CARGA NEGÓCIOS COM VIGÊNCIA A PARTIR DE 16/12/12 Prezado Corretor, Os negócios no ramo auto carga, com início de vigência

Leia mais

MEU VEÍCULO. Veículo segurado. ... Seguradoras. ... Contatos da Seguradora(s) Contratadas. ... Dados da Corretora Durango Corretora de Seguros

MEU VEÍCULO. Veículo segurado. ... Seguradoras. ... Contatos da Seguradora(s) Contratadas. ... Dados da Corretora Durango Corretora de Seguros PARABÉNS, Você acaba de adquirir um seguro personalizado com a garantia da Durango. Obrigado por contratar nossos serviços. Aqui você irá encontrar uma equipe preparada para te atender com a credibilidade,

Leia mais

Sistema de Devolução Web

Sistema de Devolução Web Manual Sistema de Devolução Web Usuário Cliente ÍNDICE Sumário 1. Prazos...3 2. Solicitação de Devolução... 4 3. Autorização de Devolução... 4 4. Coleta de Mercadoria... 4 5. Acompanhamento da Devolução...

Leia mais

Cartilha. Ourocap Fiador

Cartilha. Ourocap Fiador Faz diferença ter Ourocap Fiador na hora de alugar um imóvel. Cartilha Ourocap Fiador O Ourocap Fiador* é o título de capitalização que funciona como uma garantia de aluguel, facilitando sua vida na hora

Leia mais

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0

Índice. http://www.gosoft.com.br/atualiza/gosoftsigadmservico.pdf Versão 4.0 Índice I ENVIO DE BOLETOS POR E-MAIL... 2 APRESENTAÇÃO... 2 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO... 4 ALTERAÇÕES NO SIGADM IMÓVEIS... 6 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONCILIAÇÃO BANCÁRIA... 8 ALTERAÇÕES NO SIGADM CONDOMÍNIO

Leia mais

MANUAL DE TRABALHO - CONTRATO MENSAL - MTQ Rev. 08 Criado em: 30/03/2012 Última revisão em: 08/09/2014

MANUAL DE TRABALHO - CONTRATO MENSAL - MTQ Rev. 08 Criado em: 30/03/2012 Última revisão em: 08/09/2014 MANUAL DE TRABALHO - CONTRATO MENSAL - MTQ Rev. 08 Criado em: 30/03/2012 Última revisão em: 08/09/2014 MANUAL DE TRABALHO A Qualitá Ocupacional, com o objetivo de facilitar a utilização dos serviços prestados

Leia mais

Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S

Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S Sistema CarOnline365 S I S T E M A D E O R Ç A M E N TA Ç Ã O E G E R E N C I A M E N T O PA R A O F I C I N A S E C O N C E S S I O N Á R I A S Módulos do Sistema CarOnline365 Orçamentos Ordens de Serviço

Leia mais

Portal. Endosso ON Line

Portal. Endosso ON Line Portal Endosso ON Line Resumo Objetivo: Apresentar as novidades do Endosso Web. 1. O que há de novo? 2. Como Calcular um Endosso; 3. Como imprimir uma cotação, proposta e boleto. 4. Como efetivar um endosso;

Leia mais

Treinamento Módulo Contas a Pagar

Treinamento Módulo Contas a Pagar Contas a Pagar Todas as telas de cadastro também são telas de consultas futuras, portanto sempre que alterar alguma informação clique em Gravar ou pressione F2. Teclas de atalho: Tecla F2 Gravar Tecla

Leia mais

Serviços Inovadores Fidelizam Clientes e Aumentam sua Lucratividade!

Serviços Inovadores Fidelizam Clientes e Aumentam sua Lucratividade! Serviços Inovadores Fidelizam Clientes e Aumentam sua Lucratividade! WeCare Auto. Mais cuidado para o carro. Mais tempo para o cliente! www.wecareauto.com.br Origem da ideia... 12% Dos acidentes por falta

Leia mais

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO

SISTEMA COOL 2.0V. (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA COOL 2.0V (Certificado de Origen On Line) MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE Pré-requisitos para utilização do sistema....2 Parte I Navegador...2 Parte II Instalação do Interpretador de PDF...2 Parte III

Leia mais

PLANO DE BENEFÍCIOS CARRO RESERVA 1.0 DO OBJETIVO DO PLANO:

PLANO DE BENEFÍCIOS CARRO RESERVA 1.0 DO OBJETIVO DO PLANO: PLANO DE BENEFÍCIOS CARRO RESERVA 1.0 DO OBJETIVO DO PLANO: 1.1 A destinação deste plano de benefício é disponibilizar, ora contratado, diárias de veículo econômico com ar para as pessoas físicas ou jurídicas

Leia mais

Certidão Online Manual do Usuário

Certidão Online Manual do Usuário JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Certidão Online Manual do Usuário Versão 3.1 Lista de Tópicos - Navegação Rápida CADASTRANDO O USUÁRIO... 3 ACESSANDO O SISTEMA... 5 CERTIDAO SIMPLIFICADA NADA

Leia mais

PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66

PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66 PRINCIPAIS NOVIDADES VERSÃO 8.85/1.1.66 Sumário 1. Nota Fiscal Eletrônica São Paulo... 3 2. Motivo da baixa... 9 3. Contrato Endereço para cobrança... 12 4. Vistoria... 13 5. Contas a pagar Controle de

Leia mais

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de

Verifique sempre se o seu plano oferece reembolso, antes mesmo de agendar a consulta. Se a resposta for positiva, não se esqueça de TX DE IMPLANTAÇÃO: R$ 20,00 CONDIÇÕES: Crianças de 0 a 5 anos e adultos com mais de 58 anos, necessário avaliação médica ( marcado pela operadora ) DOCUMENTOS NECESSÁRIOS: CPF, RG ou Certidão de nascimento

Leia mais

Zurich: um parceiro de nível mundial

Zurich: um parceiro de nível mundial Zurich: um parceiro de nível mundial Países com escritório ZURICH Países que temos potencialidades Fundado em 1872 Presente em mais de 60 países Um dos líderes globais da indústria de seguros Entre os

Leia mais

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS

MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS MANUAL FATURAMENTO SERVIÇOS MÉDICOS/CONTAS MÉDICAS ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...3 2. INFORMAÇÕES REGULAMENTARES:...3 3. ACESSO AO SISTEMA...3 4. INCLUSÃO DE USUÁRIOS...4 5. FATURAMENTO ELETRÔNICO...5 6. GUIA

Leia mais

[CONFIDENCIAL] Manual para Formalização Consignado INSS. Outubro/14

[CONFIDENCIAL] Manual para Formalização Consignado INSS. Outubro/14 1 [CONFIDENCIAL] Manual para Formalização Consignado INSS Outubro/14 Sumário 1. Ficha Cadastral... 3 2. CCB Cédula de Crédito Bancário... 3 3. Identificação Civil (RG)... 4 4. Identificação Financeira

Leia mais

Este regulamento estabelece as regras para o PROGRAMA E PROMOÇÃO AVAX CORRETORA DE SEGUROS INDIQUE UM AMIGO, instituído pela AVAX CORRETORA DE SEGUROS

Este regulamento estabelece as regras para o PROGRAMA E PROMOÇÃO AVAX CORRETORA DE SEGUROS INDIQUE UM AMIGO, instituído pela AVAX CORRETORA DE SEGUROS REGULAMENTO E TERMO DE ADESÃO AO PROGRAMA E PROMOÇÃO AVAX CORRETORA DE SEGUROS INDIQUE UM AMIGO Este regulamento estabelece as regras para o PROGRAMA E PROMOÇÃO AVAX CORRETORA DE SEGUROS INDIQUE UM AMIGO,

Leia mais

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO 1/8 1. OBJETIVO Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO PCMSO Programa de Controle Médico da Saúde Ocupacional; PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais; PCMAT

Leia mais

INADIMPLÊNCIA: E AGORA?

INADIMPLÊNCIA: E AGORA? INADIMPLÊNCIA: INADIMLÊNCIA E AGORA? Inadimplência: E agora? Quantas vezes você já se fez essa pergunta? Já conseguiu resolver este problema? Nesta cartilha iremos orientar, com base na legislação e no

Leia mais

Tokio Marine Seguro Garantia

Tokio Marine Seguro Garantia PRODUTO Seguro que garante o fiel cumprimento das obrigações assumidas pelo tomador no contrato principal, conforme os termos da apólice. Partes do Seguro Seguradora Tomador

Leia mais

SEGURADORA /////////////////////////////////////////////////////////////// Você tranquilo. Seu bem protegido.

SEGURADORA /////////////////////////////////////////////////////////////// Você tranquilo. Seu bem protegido. /////////////////////////////////////////////////////////////// Você tranquilo. Seu bem protegido. SOBRENÓS Há 23 anos no mercado, o Grupo Suhai é uma das maiores empresas de segurança do país. Pelo terceiro

Leia mais

Manual de Procedimentos

Manual de Procedimentos UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Manual de Procedimentos 1º TREINAMENTO DO ESCRITÓRIO REGIONAL DE APOIO À PESQUISA Faculdade de Ciências Farmacêuticas Setembro 2012 Faculdade de Ciências Farmacêuticas 1

Leia mais

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Banco de Tecidos Salvador Arena

Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo. Banco de Tecidos Salvador Arena Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo BANCO DE TECIDOS MÚSCULO-ESQUELÉTICOS Nº SNT 35205 SP 17 CC. 010062310 INFORMAÇÕES PARA CREDENCIAMENTO DE EQUIPES PARA TRANSPLANTE DE TECIDO OSTEO-CONDRO-FÁCIO-LIGAMENTOSO

Leia mais

QUESTIONAMENTOS. Ref. Pregão nº 012/2014.

QUESTIONAMENTOS. Ref. Pregão nº 012/2014. QUESTIONAMENTOS Ref. Pregão nº 012/2014. Pergunta nº. 19: Se atualmente existe apólice vigente; Se sim, qual seguradora, qual o valor atual do seguro, qual a sinistralidade dos últimos 24 meses; Vide resposta

Leia mais

Manual do Assistente do Certificado Digital

Manual do Assistente do Certificado Digital Manual do Assistente do Certificado Digital Índice Bem-vindo ao Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 3 Iniciando o Assistente do Certificado Digital Serasa Experian 4 Renovação de Certificado

Leia mais

Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros VS IT 2014

Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros VS IT 2014 Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros IT 2014 1.1) Corretoras Prêmio por anos de trabalho da Corretora Tabela de acréscimos sobre a comissão recebida da Corretora Teto máximo para o repasse ao produtor

Leia mais

INSTRUÇÕES BÁSICAS. Locatário Pessoa Física:

INSTRUÇÕES BÁSICAS. Locatário Pessoa Física: INSTRUÇÕES BÁSICAS O que é necessário para alugar um imóvel na Bandeirantes Imóveis? Para alugar quaisquer dos imóveis disponíveis na carteira de locação da Bandeirantes Imóveis siga os seguintes passos:

Leia mais

RESCISÃO DE LOCAÇÃO. A Rescisão poderá ser feita estando o contrato sendo regido pelo prazo determinado ou indeterminado.

RESCISÃO DE LOCAÇÃO. A Rescisão poderá ser feita estando o contrato sendo regido pelo prazo determinado ou indeterminado. RESCISÃO DE LOCAÇÃO 1 OBJETIVO Descrever o processo de rescisão do inquilino, desde o comunicado de desocupação até a entrega efetiva das chaves e o acerto final. 2 PROCEDIMENTO A palavra Rescisão é utilizada

Leia mais

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br Manual Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha www.atualy.com.br ESCLARECENDO DÚVIDAS SOBRE A NOTA FISCAL GAÚCHA 1- O que é a Nota Fiscal Gaúcha? Nota Fiscal Gaúcha é um programa que, por meio da distribuição

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR CAIXA SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) Versão 12-05/01/2015 1 ÍNDICE CAIXA CAIXA...1 CAIXA...2 CAIXA...2 1.Introdução... 2 2.Objetivo do Sistema...3 3.Usuário

Leia mais

Manual de Instalação e Utilização Betha Compras AutoCotação

Manual de Instalação e Utilização Betha Compras AutoCotação 1 Manual de Instalação e Utilização Betha Compras AutoCotação VERTICAL CONTRATOS Betha Sistemas Ltda Março de 2013 2 1 INTRODUÇÃO O sistema Betha Compras AutoCotação é uma ferramenta criada pela Betha

Leia mais

MANUAL DE INSCRIÇÃO E APORTE DE GARANTIAS

MANUAL DE INSCRIÇÃO E APORTE DE GARANTIAS MANUAL DE INSCRIÇÃO E APORTE DE GARANTIAS INFORMAÇÕES PRELIMINARES Brasília, 16 de maio de 2014. A INSCRIÇÃO no LEILÃO dar-se-á mediante preenchimento on-line de formulário eletrônico, via SISTEMA, cujo

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS

REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS REGULAMENTO INTERNO PARA FUNCIONÁRIOS O presente regulamento interno prescreve normas e procedimentos que devem ser rigorosamente respeitadas pelos funcionários que aceitarem trabalhar para a empresa,

Leia mais

MANUAL DE INSCRIÇÃO E APORTE DE GARANTIAS

MANUAL DE INSCRIÇÃO E APORTE DE GARANTIAS INFORMAÇÕES PRELIMINARES MANUAL DE INSCRIÇÃO E APORTE DE GARANTIAS Brasília, 07 de outubro de 2014. A INSCRIÇÃO no LEILÃO dar-se-á mediante preenchimento on-line de formulário eletrônico, via SISTEMA,

Leia mais

Manual do Processo de Faturamento

Manual do Processo de Faturamento Manual do Processo de Faturamento Apresentação MV Sumário Processo de Faturamento 6 Leia-me primeiro... 6 Faturamento de... Convênios e Particular 8 Faturamento de Convênios... 8 Protocolar Documentação...

Leia mais

DC 349 Rev 03. Manual de Atendimento de Saúde Ocupacional no Consultório Médico

DC 349 Rev 03. Manual de Atendimento de Saúde Ocupacional no Consultório Médico DC 349 Rev 03 Manual de Atendimento de Saúde Ocupacional no Consultório Médico SUMÁRIO 1.1 Atendendo o funcionário...3 1.2 Preenchendo o RE227 ASO Atestado de Saúde Ocupacional ou RE884 - ASO - Atestado

Leia mais

Com intuito em facilitar as vendas do nosso seguro, a Suhai está disponibilizando o sistema Integral Uranet, que irá te ajudar a vender com maior

Com intuito em facilitar as vendas do nosso seguro, a Suhai está disponibilizando o sistema Integral Uranet, que irá te ajudar a vender com maior Com intuito em facilitar as vendas do nosso seguro, a Suhai está disponibilizando o sistema Integral Uranet, que irá te ajudar a vender com maior agilidade o serviço que a Suhai oferece. Acesso Browser

Leia mais

Manual CORP Microlins Dinâmica

Manual CORP Microlins Dinâmica Manual CORP Microlins Dinâmica Índice 1. Acesso ao CORP 2. Cadastro de Colaborador 1. Dados 2. Endereço 3. Telefone 4. E-mail 5. Franquias vinculadas 6. Cursos 7. Permissões 3. Cadastro de Recesso 4. Cadastro

Leia mais

MANUAL DO CREDENCIADO

MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO MANUAL DO CREDENCIADO APRESENTAÇÃO Prezado (a) Doutor (a): A ORAL ODONTO é uma empresa criada e administrada por profissionais dentistas que se dedicam a oferecer os melhores recursos

Leia mais

GUIA RECIBO BANCÁRIO COBRANÇA NÃO REGISTRADA - SLIM

GUIA RECIBO BANCÁRIO COBRANÇA NÃO REGISTRADA - SLIM GUIA RECIBO BANCÁRIO COBRANÇA NÃO REGISTRADA - SLIM ÍNDICE ITEM Página 1. Objetivo... 3 2. Configuração do Local de Pagamento... 3 3. Teste de Pagamento do Boleto... 10 4. Configurações do Banco... 17

Leia mais

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador

Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador Processo de Solicitação de Viagem GENS S.A. Manual do Colaborador 1 Apresentação Apresentamos o Processo de Viagens GENS Manual do Colaborador. Este Manual é parte integrante do Processo de Viagens GENS.

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO AO SISTEMA BOLETO - PESSOA FÍSICA - DEZEMBRO 2009 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 3 2. CADASTRO 3 3. ACESSO ÀS FUNCIONALIDADES DO SISTEMA 6 3.1. NADA CONSTA 8 3.2. BOLETO BANCÁRIO 8

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS RESERVE CLUBCAR

CONDIÇÕES GERAIS RESERVE CLUBCAR Seja bem-vindo à Blue Service Assistance, a opção mais vantajosa em assistência e clube de vantagens. É uma enorme satisfação ter você como nosso associado. A Blue Service Assistance está cada vez mais

Leia mais

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros

SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros SISAUT/FC Sistema de Controle de Transporte Fretado Contínuo de Passageiros O que é o SISAUT/FC? MANUAL DO USUÁRIO O SISAUT/FC é o sistema por meio do qual são feitos os requerimentos para as autorizações

Leia mais

Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros VS IT 2015

Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros VS IT 2015 Recursos do Sistema Gerenciador de Seguros IT 2015 1) Cadastros, definições e parametrizações 1.1) Corretoras Prêmio por anos de trabalho da Corretora Tabela de acréscimos sobre a comissão recebida da

Leia mais

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador

Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador Tutorial SIGAMAZÔNIA - Área Pesquisador 2015 TUTORIAL SIGAMAZÔNIA Desenvolvido por: FAPESPA LABES-UFPA Sumário Sumário... 3 CADASTRO NO SISTEMA... 5 FAZENDO LOGIN NO SIGAMAZÔNIA... 5 MENU INICIAL... 6

Leia mais

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13

VESOFTWARE - DESENVOLIMENTO DE SISTEMAS E WEBSITES Fone: (11) 4036-6980 VIVO(11)9607-5649 TIM(11)7013-8480 1-13 1-13 INTRODUÇÃO O Programa pode ser instalado em qualquer equipamento que utilize o sistema operacional Windows 95 ou superior, e seu banco de dados foi desenvolvido em MySQL, sendo necessário sua pré-instalação

Leia mais

Cód. Doc. TAB-RHU-003

Cód. Doc. TAB-RHU-003 1 de 27 ÁREA: SUPERINTENDÊNCIA CARGO: Diretor Superintendente Garantir o correto funcionamento dos sistemas de informação utilizados pela empresa; Aprovar projetos de melhorias nos equipamentos e sistemas

Leia mais

Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney

Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney Condições Gerais de Uso Cartão Rendimento Visa TravelMoney BANCO RENDIMENTO S/A, com sede na Av. Brigadeiro Faria Lima, 2.092, 19ºandar, São Paulo, Capital, inscrito no C.N.P.J. sob no. 68.900.810/0001-38,

Leia mais

GUIA PRÁTICO DO ARRENDAMENTO MERCANTIL

GUIA PRÁTICO DO ARRENDAMENTO MERCANTIL GUIA PRÁTICO DO ARRENDAMENTO MERCANTIL Sumário O que é Leasing?... 04 As partes deste negócio... 05 Entendendo o Leasing... 06 Modalidades de Leasing... 07 A escolha do bem... 08 Este guia tem por objetivo

Leia mais

MANUAL DE SINISTROS PARA SEGURADOS RSA SEGUROS AUTO FROTAS

MANUAL DE SINISTROS PARA SEGURADOS RSA SEGUROS AUTO FROTAS MANUAL DE SINISTROS PARA SEGURADOS RSA SEGUROS AUTO FROTAS 1 Prezados (as), A RSA Seguros se preocupa com a tranquilidade de seus clientes e quer contribuir para que seus negócios se mantenham em movimento.

Leia mais

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br

Manual. Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha. www.atualy.com.br Manual Transmitindo arquivo da Nota Fiscal Gaúcha www.atualy.com.br ESCLARECENDO DÚVIDAS SOBRE A NOTA FISCAL GAÚCHA 1- O que é a Nota Fiscal Gaúcha? Nota Fiscal Gaúcha é um programa que, por meio da distribuição

Leia mais

Curso Gratuito Operador de Caixa

Curso Gratuito Operador de Caixa Acredite no seu potencial, bons estudos! Curso Gratuito Operador de Caixa Carga horária: 35hs 1 Conteúdo Introdução Conhecendo a empresa, seus produtos, serviços e pagamentos Controle interno e fluxo de

Leia mais

Procedimentos para Encerramento do Ano Letivo 2011 e Abertura do Ano Letivo de 2012 SIGE Sistema de Gestão Escolar Pack de Atualização 6.6.

Procedimentos para Encerramento do Ano Letivo 2011 e Abertura do Ano Letivo de 2012 SIGE Sistema de Gestão Escolar Pack de Atualização 6.6. Procedimentos para Encerramento do Ano Letivo 2011 e Abertura do Ano Letivo de 2012 SIGE Sistema de Gestão Escolar Pack de Atualização 6.6.7 09/12/2011 Núcleo de Tecnologia Educacional NUTE SIGE 01 2/30

Leia mais

MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB

MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB MANUAL USUÁRIO AUDATEX WEB Audatex Web Nível Usuário (Versão 1.0) Gerência de Suporte Técnico Departamento de Treinamento Resp.: Roberto de Luca Jr. Versão 1.0 Revisão 1 Data 13/02/2007 SUMÁRIO GERAL Introdução...

Leia mais

Mensagem do Diretor. Conte conosco! Jabson Magalhães da Silva

Mensagem do Diretor. Conte conosco! Jabson Magalhães da Silva Mensagem do Diretor A Adventist Risk Management Sul-Americana é uma parceira da Divisão Sul-Americana referente à administração de riscos. Nosso trabalho é identificar e eliminar riscos que possam impedir

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PROTOCOLO E INFORMAÇÃO DO COMÉRCIO

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PROTOCOLO E INFORMAÇÃO DO COMÉRCIO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, ENERGIA, INDÚSTRIA E SERVIÇOS JUNTA COMERCIAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO MANUAL DE PROCEDIMENTOS DA ÁREA DE PROTOCOLO

Leia mais

INTRODUÇÃO. Assim, a Marítima disponibiliza nesse comunicado algumas dicas para agilizar os processos de análise de risco de proposta. DICAS!

INTRODUÇÃO. Assim, a Marítima disponibiliza nesse comunicado algumas dicas para agilizar os processos de análise de risco de proposta. DICAS! INTRODUÇÃO Prezado corretor, Tendo como princípio o bom atendimento e a prestação de serviço com qualidade, a Marítima Seguros frequentemente revisa seus processos, desenvolve e aperfeiçoa os diversos

Leia mais

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento

Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento Utility Systems - Gestão 2.0 para gráficas, bureaus e acabamento www.utility.com.br VISÃO GERAL O Utility é um aplicativo web, multiplataforma, que possui cinco módulos independentes capazes de oferecer

Leia mais

Seu maior bem é o seu nome. Cuide dele.

Seu maior bem é o seu nome. Cuide dele. Seu maior bem é o seu nome. Cuide dele. Saiba como limpar o nome. E mantê-lo limpo. Todos sabemos como é precioso o nosso nome e que dificuldades aparecem para todo mundo. Em muitos momentos da vida nos

Leia mais

GUIA DO CANDIDATO INSPETORES DE PINTURA INDUSTRIAL

GUIA DO CANDIDATO INSPETORES DE PINTURA INDUSTRIAL 1 de 9 1 OBJETIVO Fornecer as informações necessárias para a qualificação e certificação de Inspetores de Pintura Industrial níveis 1 e 2, segundo os critérios estabelecidos na norma ABNT NBR 15218 e demais

Leia mais

Edifício Evolution Business Center Manual do Credenciado

Edifício Evolution Business Center Manual do Credenciado Edifício Evolution Business Center Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos

Leia mais

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos...

Relatórios. Financeiro... 3. Detalhes financeiros da classe... 3. Detalhes financeiros do plano... 4. Detalhes financeiros dos alunos... Relatórios Financeiro... 3 Detalhes financeiros da classe... 3 Detalhes financeiros do plano... 4 Detalhes financeiros dos alunos... 5 Vencimento diferenciado... 6 Não emitir boleto... 7 Diferenças entre

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP

Sobre o Cancelamento de Gravames. Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/SP Procedimentos para Solicitação do Desbloqueio de Cancelamento de Gravame De acordo com a portaria 2.762 de 28 de dezembro

Leia mais

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos

Coordenação Geral de Tecnologia da Informação - CGTI. SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos SIGED - Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos MANUAL DO USUÁRIO Módulo de Arquivos O objetivo deste Manual é permitir a reunião de informações dispostas de forma sistematizada, criteriosa e segmentada

Leia mais

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO

MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO MANUAL PARA CADASTRO E ACESSO AO SISTEMA BOLETO - PESSOA JURÍDICA - DEZEMBRO 2009 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 3 2. CADASTRO 3 3. VINCULAR ENTIDADE 6 4. ACESSO ÀS FUNCIONALIDADES DO SISTEMA 9 4.1. NADA CONSTA

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET)

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS DO SISTEMA... 3 3. USUÁRIO GESTOR... 3 4. AMBIENTE DO SISTEMA - CANAL DE COMUNICAÇÃO INTERNET...

Leia mais

MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS

MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS MANUAL DE PRÁTICAS COMERCIAIS 1 Joaçaba SC, 30 de setembro de 2013. Esta é a primeira versão do Manual de Práticas Comerciais da Paludo Incorporadora, visando descrever os requisitos necessários para a

Leia mais

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar:

Antes de começar, o Solicitante e outros envolvidos dentro do projeto (Orientador, Coordenador ou outro Responsável Técnico) devem verificar: SOLICITAÇÃO DE FOMENTO on-line MANUAL DO USUÁRIO 1 CONTATOS... 2 2 ANTES DE COMEÇAR... 2 3 ENTRAR NO SISTEMA INFAPERJ... 3 3.1 ACESSO AO SISTEMA...3 3.2 LOGIN...4 4 APRESENTAÇÃO GERAL DA INTERFACE... 5

Leia mais

MANUAL DE INSCRIÇÃO E APORTE DE GARANTIAS

MANUAL DE INSCRIÇÃO E APORTE DE GARANTIAS MANUAL DE INSCRIÇÃO E APORTE DE GARANTIAS INFORMAÇÕES PRELIMINARES Brasília, 27 de maio de 2015. A INSCRIÇÃO no LEILÃO dar-se-á mediante preenchimento on-line de formulário eletrônico, via SISTEMA, cujo

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

Manual do Usuário do ClaireExpress

Manual do Usuário do ClaireExpress Manual do Usuário do ClaireExpress Tudo o que você precisa saber para realizar uma teleconferência utilizando o ClaireExpress pode ser encontrado neste manual. Caso necessite de assistência adicional de

Leia mais

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET)

SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) SIFAP SISTEMA DE FARMÁCIA POPULAR MANUAL DO USUÁRIO DA FARMÁCIA (INTERNET) ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVOS DO SISTEMA... 3 3. USUÁRIO GESTOR... 3 4. AMBIENTE DO SISTEMA - CANAL DE COMUNICAÇÃO INTERNET...

Leia mais

Edifício Joviano de Moraes Manual do Credenciado

Edifício Joviano de Moraes Manual do Credenciado Edifício Joviano de Moraes Manual do Credenciado A BrasilPark quer prestar sempre o melhor serviço para seus clientes. Para que isso aconteça, é essencial que você fique atento aos nossos procedimentos

Leia mais

Modelo de Lista de Verificação de Nova Administração

Modelo de Lista de Verificação de Nova Administração Modelo de Lista de Verificação de Nova Administração Da publicação do IREM : Estratégias de Negócios para Administradoras de Imóveis Richard F. Muhlebach, CPM Alan A. Alexander, CPM A sua empresa acabou

Leia mais

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul

Manual do Sistema de Patrimônio P á g i n a 2. Manual do Sistema de Patrimônio. Núcleo de Informática. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Divisão de Patrimônio DIPM/GRM/PRAD Manual do Sistema de Patrimônio Versão On-Line Núcleo de Informática Universidade Federal de Mato Grosso do Sul P á g i n a 2 Manual do Sistema de Patrimônio Núcleo

Leia mais