Marcando os pontos. O ExtSQL fornece estatísticas de uso detalhadas dos sistemas de banco de dados MySQL e PostgreSQL.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Marcando os pontos. O ExtSQL fornece estatísticas de uso detalhadas dos sistemas de banco de dados MySQL e PostgreSQL."

Transcrição

1 Controle de estatísticas do SQL com o ExtSQL ANÁLISE Marcando os pontos O ExtSQL fornece estatísticas de uso detalhadas dos sistemas de banco de dados MySQL e PostgreSQL. por John Murtari O MySQL e o PostgreSQL tornaram-se o padrão de bancos de dados de código aberto devido às suas ativas comunidades de desenvolvimento, desempenho sólido e operação confiável. Apesar da força e flexibilidade dessas variantes de SQL, as opções para se obter o histórico de uso do banco de dados são relativamente limitadas. As ferramentas de monitoramento do SQL geralmente concentram-se no monitoramento do servidor. O projeto Extended Usage Statistics for SQL (ExtSQL) é um esforço para criar uma gama maior de informações estatísticas disponíveis aos administradores de bancos de dados por meio de comandos simples na linha de comando do SQL. De fato, o ExtSQL fornece recursos de administração avançados Tabela 1: db Um banco de dados Classe user host conuser condb server Entidade Um usuário Nome da máquina local para o MySQL e o PostgreSQL que nem estão disponíveis nos grandes fornecedores de SQL. Os administradores de bancos de dados podem usar o ExtSQL para monitorar e controlar o uso do servidor até o banco de dados individual, o usuário e até mesmo monitorar o cliente. Quase todas as variáveis disponíveis através do comando SHOW STATUS podem ser controladas. Por exemplo, para ver todas as atividades do usuário com incrementos horários nas últimas 24 horas, mostrando o número de buscas de cada tipo, basta digitar: SHOW STATISTICS Com_select, Com_update, Com_insert FROM user WHERE Com_select > 100 HISTORY LIMIT 24 Combo de conexão e usuário-host Combo de conexão e db-host O servidor A empresa Software Workshop desenvolveu o ExtSQL e agora o disponibiliza como um software de código aberto sob a licença GPL. Ela espera que os recursos implementados pelo ExtSQL sejam estendidos a outros bancos de dados, como o Oracle e o DB2, e se tornem parte do padrão SQL. Por enquanto, o ExtS- QL vem no formato de substitutos dos daemons servidores usados com o MySQL e o PostgreSQL. Este artigo descreve como instalar e configurar o ExtSQL em uma instalação típica do MySQL. O processo para o PostgreSQL é semelhante. Um novo mysqld O site do ExtSQL [1] disponibiliza binários compilados para vários sistemas operacionais e plataformas de hardware para avaliação e licenciamento. As instruções de instalação e uso do ExtSQL mais atualizadas também estão disponíveis no site. Primeiramente é preciso baixar os patches do ExtSQL para a sua versão de servidor MySQL e incluir o arquivo.gz no topo da árvore da sua distribuição MySQL. Digite make distclean no topo da árvore para remover quaisquer compilações anteriores e depois digite: 50

2 ExtSQL ANÁLISE tar -zxvf \ extsql-my-src rhel4- x86-2-1a-2.0b.tar.gz para descompactá-lo. O resultado deve ser composto por arquivos similares a estes quatro: patch b compat-5.0.1a do_conf-5.2 README.source_extsql Os primeiros dois são arquivos de patches. O arquivo patch-5... contém a maioria das alterações que formam o ExtSQL. O segundo arquivo (compat-...) contém correções voltadas à versão específica do MySQL. O arquivo do_conf-... contém os comandos de configuração exatos usados para compilar os fontes, então, basta mesclar essa lista com quaisquer seleções feitas. Como sempre, é aconselhável ler o arquivo README para obter as últimas informações. O próximo passo é aplicar os patches, mas antes use o arquivo compat-...: patch -V t -p0 \ -lnu < compat-5.0.1a patch -V t -p0 \ -lnu < patch b Em seguida, execute o mesmo comando configure usado para montar sua versão atual do MySQL com as opções que desejar. Com o ExtSQL 5.0.x, é necessário acrescentar a seguinte opção à atual lista lista de CXXFLAGS usada na definição de sua configuração (por exemplo, -DEXTSQL_50=1): CXXFLAGS=-O2 -DEXTSQL_50=1 -pipe -m32 -march=i386 -mtune=pentium4 Depois, digite make para compilar o mysqld. Um novo binário mysqld no diretório sql/ montado deve ser o resultado. Listagem 1: Exemplos de uso Os exemplos abaixo dão uma amostra dos comandos do ExtSQL e suas saídas. ## Mostrar o número de selects e inserts dados por todos os usuários: sql> SHOW STATISTICS Com_select, Com_insert, Questions FROM user; user Com_select Com_insert Questions bandala sandymao ponnetli ## Mostrar o número de selects, queries totais e updates feitos por ## todos os clientes: sql> SHOW STATISTICS Com_select, Questions, Com_update FROM host; host Com_select Questions Com_update db2.adomain.com lathe.adomain.com telkomadsl.co.za ## Mostrar o número de selects, queries totais e updates feitos por ## todos os usuários de um cliente com mais de queries: sql> SHOW STATISTICS Com_select, Questions, Com_update FROM conuser WHERE Questions > 10000; conuser Com_select Questions Com_update ## Mostra o número de selectos, queries totais e updates do BD ## allison nos últimos três minutos de atividade: sql> SHOW STATISTICS Com_select, Questions, Com_update FROM db LIKE allison HISTORY LIMIT 3; db minutes Com_select Questions Com_update allison 11/20 13: allison 11/20 13: allison 11/20 13: Linux Magazine #66 Maio de

3 ANÁLISE ExtSQL Quadro 1: Sintaxe de INFORMATION_SCHEMA Muitos já sabem que INFORMATION SCHEMA já faz parte do padrão SQL que e seu propósito é tornar os bancos de dados SQL mais auto-descritivos. O projeto ExtSQL já possui um exemplo funcional de implementação no MySQL 5.0.x (listagem 2). Listagem 2: INFORMATION_SCHEMA mysql> use INFORMATION_SCHEMA; mysql> SHOW TABLES; ## Nota: as tabelas adicionais configuradas pelo DBA para o ExtSQL ## têm o prefixo EXTSTATS_ EXTSTATS_condb EXTSTATS_conuser EXTSTATS_db EXTSTATS_host EXTSTATS_server EXTSTATS_user ## Fim das tabelas adicionadas mysql> SELECT user, minutes, Com_select, Questions FROM EXTSTATS _user WHERE TIMEDIFF(now(), minutes) < 10:00 ; user minutes Com_select Questions thebook :28: thebook :27: matt :53: matt :52: ## Isto disponibiliza a sintaxe completa do parser SQL, MSA... expõe ## o registro dos dados num buffer circular em um intervalo de tempo ## (minutos, no nosso exemplo), com a hora contendo ## os totais desde a inicialização do servidor. mysql> SELECT user, minutes, Com_select, Questions FROM EXTSTATS _user WHERE user= thebook LIMIT 5; user minutes Com_select Questions thebook :27: thebook :25: thebook :44: Instalação do servidor ExtSQL Em vez de usar make install, o mysqld tem que ser manualmente substituído. Recomendo o seguinte procedimento (supondo que o diretório base da instalação do MySQL seja /usr/local/mysql). Comece fazendo um backup de seu banco de dados e do atual mysqld: cp -a mysqld mysqld.sav O ExtSQL imprime as informações de status no arquivo de erro do MySQL. Em outra janela, monitore o servidor com o seguinte comando (use o caminho correto para o seu sistema): tail -f /usr/local/mysql/var/ servidor.err & Agora, já está tudo pronto para instalar e ativar o novo servidor com os comandos básicos disponíveis no MySQL para parar e reiniciar o servidor. Caso sua instalação use outros programas como wrappers, use-os também: /usr/local/mysql/bin/mysqladmin -uroot -p senha shutdown :58:08 [Note] /usr/local /mysql/bin/mysqld: Shutdown complete Nota: o caminho do comando shutdown no arquivo de log deve ser o mesmo usado previamente para o backup do mysqld. Copie o novo mysqld para o lugar: cp -a \ /caminho/da/instalação/sql/mysqld \ mysqld e inicie o novo servidor: /usr/local/mysql/bin/mysqld_safe \ --user=$mysql_user $other_args & 52

4 ExtSQL ANÁLISE :42:47 [Note] ExtSQL build: ExtSQL version: extsql-my -bin rhel4-x86-2-1a-2.0b :58:38 [Note] ExtSQL disabled by user, no extsql_class _list defined Momento para uma pausa. As linhas acima confirmam que o servidor foi montado com o subsistema ExtSQL e está desabilitado no momento, pois nenhuma estatística foi solicitada. É recomendável usar o servidor por pelo menos um dia para ter certeza de que tudo funciona corretamente. O desempenho do servidor não deverá ser afetado. Caso ocorra algum erro, ele pode indicar problemas com a montagem. Para retornar a uma boa configuração conhecida, basta restaurar a versão do mysqld e reiniciar o servidor. para começar a registrar dados estatísticos, abra /etc/my.cnf e adicione a seguinte linha, que deve ficar na seção [mysqld] do arquivo de configuração: extsql_class_list= user, max-100, time-120, units-h, (Com_insert, Com_select, Com_update, Com_ delete, Com_replace, Qcache_hits, Questions, Slow_queries) Os erros durante a inicialização e a operação serão anotados no log de erro e o sistema irá se desabilitar, deixando intactas as operações do MySQL. Terminologia No ExtSQL, as entidades que interagem com o servidor são chamadas de classes (tabela 1). Dentro de uma classe, instâncias específicas são chamadas instances (instâncias). Uma instância de usuário pode ser dominic ou christina, por exemplo. A classe server é única, pois a única instância é o próprio servidor. Para cada instância, é possível seguir itens individuais de dados chamados vars. Vars incluem quase todos os valores mostrados no atual comando SHOW STATUS. Use o nome da var como aparece no SHOW STATUS; por exemplo, Com_select confere os comandos select. Opções de configuração Existem mais de 100 vars (itens de dados) disponíveis. Configure o servidor ExtSQL descrevendo as vars que precisam ser conferidas e como os dados devem ser coletados. Para um exemplo mais completo, considere esta string, que deve estar em uma única linha no arquivo de configuração: extsql_class_list= user, max-50, time-60, units-m, (Com_select, Com_update), db, max-50, time-10, units-h, (Com_insert, Com_select, Com_update, Qcache_hits), host, max-5, time-3, units-d, (Com_ select, Com_update, Slow_queries), server, max-5, time-3, units-d, (Questions, Qcache_hits) Da mesma forma como ocorre com o SHOW STATUS (neste caso, com dados de histórico), o servidor irá acompanhar informações de quatro classes diferentes: user, db, host e estatísticas cumulativas do servidor. Para cada classe, max- precede o número máximo de instâncias dela, time- antecede o número de unidades de tempo do histórico a ser armazenadas e units- designa o período de interesse (m, minutos; h, horas; d, dias). Após os limites de cada classe, está incluída uma lista de variáveis (vars) separada por vírgulas. A linha iniciada com db é uma diretiva para acompanhar o máximo de 50 dbs e registrar dados do histórico a cada dez horas. As variáveis mencionadas no comando anterior são inserções (insert), seleções (select), atualiza- O comando acima deve ficar em uma única linha física no arquivo. Ao alterar o /etc/my.cnf, certifiquese de remover essa linha caso volte ao mysqld padrão. Ao reiniciar o servidor, as seguintes entradas aparecerão no log de erros: :26:12 [Note] ExtSQL build: ExtSQL version: extsql-my-bin rhel4-x a-3.0b :26:12 [Note] ExtSQL ACTIVE tracking memory: bytes for 1 class Tabela 2: Outros comandos administrativos Comando STATISTICS (ON OFF) STATISTICS RESET [arq_config] STATISTICS WRITE arquivo STATISTICS READ arquivo Ação Ativa e desativa a coleta de dados. Dados e histórico não se perdem. Limpa dados antigos. Começa a coleta utilizando as definições de classes existentes, ou usa as que estão em no arquivo de configuração arq_config. Salva uma imagem de dados em um arquivo. Útil para armazenar dados de um evento anômalo para posterior análise. Carrega os dados estatísticos de um arquivo especificado. Linux Magazine #66 Maio de

5 ANÁLISE ExtSQL ções (update) e hits de buscas no cache (cache hits). SHOW STATISTICS O objetivo da sintaxe dos comandos era ficar o mais próximo possível do padrão SQL. A sintaxe descrita aqui deve parecer familiar, especialmente se SHOW STATISTICS for substituído por SELECT. A listagem 1 mostra alguns exemplos de uso do ExtSQL. O LIKE é diferente, pois combina com instâncias específicas; já a nova palavra-chave HISTORY que produz uma saída do histórico. LIMIT opera de modo diferente quando HISTORY for especificado. Sem o HISTORY, ele limita o número de resultados mostrados, enquanto que com HISTORY, ele funcionará como um limitador de tempo. SHOW STATISTICS ( * Var list) FROM Class [LIKE Instance pattern ] [WHERE Var ( < > = ) num] [ORDER BY Var] [HISTORY] [LIMIT num] Por exemplo, é possível perguntar: SHOW STATISTICS * FROM user LIKE %joe% WHERE Com_select > 500 No SQL padrão seria: SHOW STATISTICS * FROM user WHERE user LIKE %joe% AND Com_select > 500 disponível nos servidores, não havia problemas em armazenar dados na RAM, dando completo controle ao administrador do banco de dados sobre quanto de memória seria alocada para isso. Isso resultou em uma média de efeito de desempenho de 5% um número aceitável na maioria dos servidores. Para uma melhor compreensão de estatísticas de desempenho, considere como o ExtSQL registra e relata o tempo. Com a definição de classe user, max-50, time-10, units-h, o ExtSQL irá criar um buffer com 11 intervalos de tempo. O buffer 0 contém sempre números cumulativos desde a inicialização do servidor, e é o número mostrado no comando SHOW STATISTICS * FROM user. O histórico de atividade é capturado em períodos de dez horas, de maneira circular e somente quando ocorre atividade por exemplo, inicie o servidor e, 20 horas depois, digite: SHOW STATISTICS * FROM user HISTORY Vamos supor que a atividade do usuário tenha sido registrada em cada uma das dez primeiras horas de operação do servidor e, depois, apenas nas últimas cinco horas (isto é, houve um intervalo de cinco horas sem atividade). A atividade ocorrida entre a quinta e a décima horas de operação do servidor é relatada hora a hora, depois, nas últimas cinco horas. Cada linha possui um timestamp de uma hora. Com o comando SHOW STATISTICS FROM user, é possível ver apenas uma linha com os totais cumulativos de todas as 20 horas. Segurança Se não for necessário compartilhar as informações do ExtSQL com todos os usuários, o arquivo de configuração permite especificar quem terá acesso: extsql_users= john,dominic, phil,mary O usuário root sempre tem acesso. Controle do ExtSQL Existem outros comandos (tabela 2) que permitem que o administrador suspenda temporariamente a coleta e o armazenamento de dados e até mesmo determine quais dados serão coletados sem que seja necessário reiniciar o servidor. A opção de configuração chamada extsql_reload_file permite armazenar dados coletados que são automaticamente salvos e recuperados durante uma reinicialização. Futuro O trabalho de desenvolvimento do ExtSQL é grande, e há planos da Workshop Software de oferecer um ponto para a discussão da comunidade, relatórios de falhas, correções e melhorias. n LIKE é uma cláusula separada na sintaxe, que combina apenas instâncias de Class. Por enquanto, a sintaxe está limitada à cláusula WHERE, e ORDER BY está disponível caso INFORMATION SCHEMA seja suportado na versão base do seu servidor ExtSQL. Desempenho O desempenho foi o primeiro problema no desenvolvimento do ExtS- QL. Com cada vez mais memória Mais informações [1] ExtSQL: Gostou do artigo? Queremos ouvir sua opinião. Fale conosco em Este artigo no nosso site: 54

6 Quer falar com os profissionais de TI com maior nível de conhecimento técnico do mercado nacional? Então anuncie na Linux Magazine! Segundo dados do Instituto Verificador de Circulação*, a Linux Magazine é atualmente a segunda revista mais vendida para profissionais de TI do mercado editorial brasileiro. Além disso, é a revista que tem o público mais qualificado no quesito técnico. Nossa combinação exclusiva de conteúdo avançado com uma abordagem prática faz da Linux Magazine a publicação preferida de quem toma decisões e faz recomendações para compra de produtos e contratação de serviços. Anuncie conosco e fale com esse público. Para anunciar, entre em contato: *Comparação de circulação para os últimos três meses de publicações nacionais voltadas ao segmento de TI.

UFES Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Disciplina de Banco de Dados.

UFES Universidade Federal do Espírito Santo Centro de Ciências Agrárias Departamento de Engenharia Rural Disciplina de Banco de Dados. Ativando o MySQL Tutorial MySQL Passo1: Verificar onde (path, caminho) o MySQL está instalado. Figura 1. Diretório de instalação do MySQL Nome do Arquivo MySqld Mysqld-debug Mysqld-nt Mysqld-max Mysqld-max-nt

Leia mais

NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro

NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro NOMES: Leonardo Claro Diego Lage Charles Tancredo Márcio Castro O MySQL Cluster é versão do MySQL adaptada para um ambiente de computação distribuída, provendo alta disponibilidade e alta redundância utilizando

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Meu Monitor do SQL Server mysql série 1.4 Avisos legais Copyright 2013, CA. Todos os direitos reservados. Garantia O material contido neste documento é fornecido

Leia mais

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza PHP e Banco de Dados progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net PHP e Banco de Dados É praticamente impossível

Leia mais

Shavlik Protect. Guia de Atualização

Shavlik Protect. Guia de Atualização Shavlik Protect Guia de Atualização Copyright e Marcas comerciais Copyright Copyright 2009 2014 LANDESK Software, Inc. Todos os direitos reservados. Este produto está protegido por copyright e leis de

Leia mais

Sumário Agradecimentos... 19 Sobre.o.autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo.1..Bem-vindo.ao.MySQL... 22

Sumário Agradecimentos... 19 Sobre.o.autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo.1..Bem-vindo.ao.MySQL... 22 Sumário Agradecimentos... 19 Sobre o autor... 20 Prefácio... 21 Capítulo 1 Bem-vindo ao MySQL... 22 1.1 O que é o MySQL?...22 1.1.1 História do MySQL...23 1.1.2 Licença de uso...23 1.2 Utilizações recomendadas...24

Leia mais

Introdução ao Sistema. Características

Introdução ao Sistema. Características Introdução ao Sistema O sistema Provinha Brasil foi desenvolvido com o intuito de cadastrar as resposta da avaliação que é sugerida pelo MEC e que possui o mesmo nome do sistema. Após a digitação, os dados

Leia mais

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc

Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Procedimentos para Reinstalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Criação de backups importantes... 3 3. Reinstalação do Sisloc... 4 Passo a passo... 4 4. Instalação da base de dados Sisloc...

Leia mais

UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas. Administracão de Banco de Dados. ORACLE Backup / Recovery AULA 11

UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas. Administracão de Banco de Dados. ORACLE Backup / Recovery AULA 11 UNINOVE Tec. Adm. e Des. de Sistemas Administracão de Banco de Dados ORACLE Backup / Recovery AULA 11 Prof. MsC. Eng. Marcelo Bianchi AULA 09 A ARQUITETURA DO ORACLE O conhecimento da arquitetura Oracle

Leia mais

Procedimentos para Instalação do Sisloc

Procedimentos para Instalação do Sisloc Procedimentos para Instalação do Sisloc Sumário: 1. Informações Gerais... 3 2. Instalação do Sisloc... 3 Passo a passo... 3 3. Instalação da base de dados Sisloc... 16 Passo a passo... 16 4. Instalação

Leia mais

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter

Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter Índice Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter............... 1 Sobre a Instalação do IBM SPSS Modeler Server Adapter................ 1 Requisitos de

Leia mais

Procedimentos para Instalação do SISLOC

Procedimentos para Instalação do SISLOC Procedimentos para Instalação do SISLOC Sumário 1. Informações Gerais...3 2. Instalação do SISLOC...3 Passo a passo...3 3. Instalação da Base de Dados SISLOC... 11 Passo a passo... 11 4. Instalação de

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração e Configuração MyABCM 4.0 Versão 4.00-1.00 2 Copyright MyABCM. Todos os direitos reservados Reprodução Proibida Índice Introdução... 5 Arquitetura, requisitos e cenários de uso do MyABCM... 7 Instalação

Leia mais

Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.

Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4.5. Manual do Técnico Atualização - ProJuris Web 4. Guia de Atualização PROJURIS WEB 4.5 Por: Fabio Pozzebon Soares Página 1 de 11 Sistema ProJuris é um conjunto de componentes 100% Web, nativamente integrados, e que possuem interface com vários idiomas,

Leia mais

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL

Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Programação Orientada a Objetos com PHP & MySQL Sistema Gerenciador de Banco de Dados: Introdução e configuração de bases de dados com Postgre e MySQL Prof. MSc. Hugo Souza Iniciando nossas aulas sobre

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração

Manual de Instalação e Configuração e Configuração MyABCM 4.2 Versão 4.20-1.00 2 Copyright MyABCM. Todos os direitos reservados Reprodução Proibida Índice Introdução... 5 Arquitetura, requisitos e cenários de uso do MyABCM... 7 Instalação

Leia mais

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express

Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Manual de Instalação e Configuração do SQL Express Data alteração: 19/07/11 Pré Requisitos: Acesse o seguinte endereço e faça o download gratuito do SQL SRVER EXPRESS, conforme a sua plataforma x32 ou

Leia mais

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO

1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO 1 ÍNDICE 1 REQUISITOS BÁSICOS PARA INSTALAR O SMS PC REMOTO... 3 1.1 REQUISITOS BASICOS DE SOFTWARE... 3 1.2 REQUISITOS BASICOS DE HARDWARE... 3 2 EXECUTANDO O INSTALADOR... 3 2.1 PASSO 01... 3 2.2 PASSO

Leia mais

Guia de conceitos básicos API Version 2010-01-01

Guia de conceitos básicos API Version 2010-01-01 : Guia de conceitos básicos Copyright 2011 Amazon Web Services LLC ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Conceitos básicos do Amazon RDS... 1 Cadastre-se no Amazon RDS... 2 Inicie uma instância

Leia mais

O que um Servidor Samba faz?

O que um Servidor Samba faz? O que é o Samba? O Samba é um "software servidor" para Linux (e outros sistemas baseados em Unix) que permite o gerenciamento e compartilhamento de recursos em redes formadas por computadores com o Windows

Leia mais

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase.

Prof. Omero, pág. 63. Banco de Dados InterBase. Prof. Omero, pág. 63 O que é o InterBase? O InterBase é um SGBDR - Sistema Gerenciador de Banco de Dados Cliente/Servidor Relacional 1 que está baseado no padrão SQL ANSI-9, de alta performance, independente

Leia mais

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID Este material pertence a Carlos A. Majer, Professor da Unidade Curricular: Aplicações Corporativas da Universidade Cidade de São Paulo UNICID Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob uma Licença

Leia mais

MySQL para DBAs Oracle

MySQL para DBAs Oracle MySQL para DBAs Oracle Ricardo Portilho Proni ricardo@nervinformatica.com.br Esta obra está licenciada sob a licença Creative Commons Atribuição-SemDerivados 3.0 Brasil. Para ver uma cópia desta licença,

Leia mais

Requisitos do Sistema

Requisitos do Sistema PJ8D - 017 ProJuris 8 Desktop Requisitos do Sistema PJ8D - 017 P á g i n a 1 Sumario Sumario... 1 Capítulo I - Introdução... 2 1.1 - Objetivo... 2 1.2 - Quem deve ler esse documento... 2 Capítulo II -

Leia mais

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre

Manual. Configuração do. Samba. Compartilhamento e Servidor Samba Linux. Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba Linux Produzido por: Sergio Graças Desenvolvedor do Projeto GNU/Linux VRlivre Manual Configuração do Samba Compartilhamento e Servidor Samba

Leia mais

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip

Para continuar, baixe o linux-vm aqui: http://www.gdhpress.com.br/downloads/linux-vm.zip Se, assim como a maioria, você possui um único PC ou notebook, uma opção para testar as distribuições Linux sem precisar mexer no particionamento do HD e instalar o sistema em dualboot, é simplesmente

Leia mais

DIGISAT ERRO MIDAS.DLL

DIGISAT ERRO MIDAS.DLL DIGISAT ERRO MIDAS.DLL Para resolver esta questão, faça o download do "Registra Midas" e "midas.dll" que estão disponíveis nos links abaixo e salve-os dentro da pasta de instalação do sistema. Em seguida,

Leia mais

Manual Comunica S_Line

Manual Comunica S_Line 1 Introdução O permite a comunicação de Arquivos padrão texto entre diferentes pontos, com segurança (dados criptografados e com autenticação) e rastreabilidade, isto é, um CLIENTE pode receber e enviar

Leia mais

Iniciando o MySQL Query Brower

Iniciando o MySQL Query Brower MySQL Query Brower O MySQL Query Browser é uma ferramenta gráfica fornecida pela MySQL AB para criar, executar e otimizar solicitações SQL em um ambiente gráfico. Assim como o MySQL Administrator foi criado

Leia mais

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual

Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma maquina virtual Maria Augusta Sakis Tutorial: Instalando Linux Educacional em uma Máquina Virtual Máquinas virtuais são muito úteis no dia-a-dia, permitindo ao usuário rodar outros sistemas operacionais dentro de uma

Leia mais

MySQL: Controle de Acesso

MySQL: Controle de Acesso MySQL: Controle de Acesso Programação de Servidores Marx Gomes Van der Linden http://marx.vanderlinden.com.br/ Controle de Acesso MySQL tem um sistema de controle de acesso de usuários que é independente

Leia mais

Projeto Amadeus. Guia de Instalação 00.95.00 Linux

Projeto Amadeus. Guia de Instalação 00.95.00 Linux Projeto Amadeus Guia de Instalação 00.95.00 Linux Agosto 2010 Sumário 1. Introdução...3 2. Pré-Requisitos...4 2.1 Máquina Virtual Java...4 2.1.1 Instalando JDK via apt-get...4 2.1.2 Instalando JDK a partir

Leia mais

INICIAL. Guia de Criação da Base Produção Paralela IMPORTANTE: MESMO QUE SEJAM EXECUTADOS

INICIAL. Guia de Criação da Base Produção Paralela IMPORTANTE: MESMO QUE SEJAM EXECUTADOS Guia de Criação da Base Produção Paralela INICIAL SEQUENCES, tabelas de BMF e CADASTRO. Atualização de Bancos de Dados. Validações necessárias. IMPORTANTE: MESMO QUE SEJAM EXECUTADOS OS PROCEDIMENTOS DA

Leia mais

Gerência de Banco de Dados

Gerência de Banco de Dados exatasfepi.com.br Gerência de Banco de Dados Prof. Msc. André Luís Duarte Banco de Dados Os bancos de dados são coleções de informações que se relacionam para criar um significado dentro de um contexto

Leia mais

Minicurso3 Introdução ao Banco de Dados MySQL

Minicurso3 Introdução ao Banco de Dados MySQL I Workshop de Informática INFO-BAIANO 12 a 13 de nov. de 2011 Minicurso3 Introdução ao Banco de Dados MySQL Prof. Pablo Freire Matos Informática - Instituto Federal Baiano (IFBAIANO) pablofmatos@yahoo.com.br

Leia mais

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL

Revisão: Introdução. - Integração com o AutoManager; 1 Atualização de versão do banco de dados PostgreSQL Urano Indústria de Balanças e Equipamentos Eletrônicos Ltda. Rua Irmão Pedro 709 Vila Rosa Canoas RS Fone: (51) 3462.8700 Fax: (51) 3477.4441 Características do Software Urano Integra 2.2 Data: 12/05/2014

Leia mais

Guia de Inicialização para o Windows

Guia de Inicialização para o Windows Intralinks VIA Versão 2.0 Guia de Inicialização para o Windows Suporte 24/7/365 da Intralinks EUA: +1 212 543 7800 Reino Unido: +44 (0) 20 7623 8500 Consulte a página de logon da Intralinks para obter

Leia mais

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 12.5 for Windows Servers Guia de Instalação Rápida 13897290 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes de instalar Sobre a conta

Leia mais

Manual de Atualização de Versão Fornece as orientações necessárias para efetuar a atualização da versão do Citsmart no ambiente Linux.

Manual de Atualização de Versão Fornece as orientações necessárias para efetuar a atualização da versão do Citsmart no ambiente Linux. Fornece as orientações necessárias para efetuar a atualização da versão do Citsmart no ambiente Linux. Versão 2.5 10/03/2015 Visão Resumida Data Criação 10/03/2015 Versão Documento 2.5 Projeto Responsáveis

Leia mais

Trabalhando com MySQL: Uma Introdução

Trabalhando com MySQL: Uma Introdução Trabalhando com MySQL: Uma Introdução 1. A linguagem PHP A linguagem PHP é uma linguagem de programação criada especialmente para o uso em páginas Web. Mas nem por isso ela não pode deixar de ser usada

Leia mais

Guia de atualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53

Guia de atualização passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Guia de passo a passo do Windows 8 CONFIDENCIAL 1/53 Índice 1. 1. Processo de configuração do Windows 8 2. Requisitos do sistema 3. Preparações 2. 3. usando 4. usando o DVD de 5. usando o DVD de 6. 1.

Leia mais

Instalação do Sistema. Treinamento OTRS Help Desk

Instalação do Sistema. Treinamento OTRS Help Desk Instalação do Sistema Treinamento OTRS Help Desk Sumário Instalação... 3 Recomendações...3 Requisitos de Instalação...5 Preparando a Instalação no CentOS 6.5 (64 bits)...5 Preparando a Instalação no Ubuntu

Leia mais

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário

Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Maker Planet www.makerplanet.com Manual do Usuário Atenção: Este é o rascunho inicial deste documento, visite o Maker Planet.COM (HTTP://www.makerplanet.com/) para obter as atualizações deste documento.

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico

MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico MANUAL PARA USO DO SISTEMA GCO Gerenciador Clínico Odontológico O GCO é um sistema de controle de clínicas odontológicas, onde dentistas terão acesso a agendas, fichas de pacientes, controle de estoque,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA RESUMO DE AULA CRIAÇÃO E MANIPULAÇÃO DO BANCO DE DADOS

Leia mais

CA Nimsoft Unified Reporter

CA Nimsoft Unified Reporter CA Nimsoft Unified Reporter Guia de Instalação 7.5 Histórico de revisões do documento Versão do documento Data Alterações 1.0 Março de 2014 Versão inicial do UR 7.5. Avisos legais Este sistema de ajuda

Leia mais

RESTAURAÇÃO E BACKUP DE BANCO DE DADOS FIREBIRD

RESTAURAÇÃO E BACKUP DE BANCO DE DADOS FIREBIRD RESTAURAÇÃO E BACKUP DE BANCO DE DADOS FIREBIRD "internal gds software consistency check (can't continue after bugcheck)" Este processo de restauração, visa fazer correções na base de dados que o cliente

Leia mais

Estruturando um aplicativo

Estruturando um aplicativo Com o Visual FoxPro, é possível criar facilmente aplicativos controlados por eventos e orientados a objetos em etapas. Esta abordagem modular permite que se verifique a funcionalidade de cada componente

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V

GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V GUIA DE INSTALAÇÃO NETDEEP SECURE COM HYPER-V 1- Visão Geral Neste manual você aprenderá a instalar e fazer a configuração inicial do seu firewall Netdeep

Leia mais

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 2

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 2 ABRIR CONEXÃO PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 2 Professor: Leonardo Pereira Email: leongamerti@gmail.com Facebook: leongamerti Material de Estudo: http://www.leonti.vv.si Antes de podermos acessar informações

Leia mais

Administração de Usuários e Privilégios no Banco de Dados

Administração de Usuários e Privilégios no Banco de Dados Administração de Usuários e Privilégios no Banco de Dados Todo agrupamento de bancos de dados possui um conjunto de usuários de banco de dados. Estes usuários são distintos dos usuários gerenciados pelo

Leia mais

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO

CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO CRIANDO BANCOS DE DADOS NO SQL SERVER 2008 R2 COM O SQL SERVER MANAGEMENT STUDIO Antes de criarmos um novo Banco de Dados quero fazer um pequeno parênteses sobre segurança. Você deve ter notado que sempre

Leia mais

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Desktop. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Desktop Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos

Partição Partição primária: Partição estendida: Discos básicos e dinâmicos Partição Parte de um disco físico que funciona como se fosse um disco fisicamente separado. Depois de criar uma partição, você deve formatá-la e atribuir-lhe uma letra de unidade antes de armazenar dados

Leia mais

No Fedora, instalamos os pacotes "mysql" e "mysql-server", usando o yum:

No Fedora, instalamos os pacotes mysql e mysql-server, usando o yum: Instalando o MySQL O MySQL é um banco de dados extremamente versátil, usado para os mais diversos fins. Você pode acessar o banco de dados a partir de um script em PHP, através de um aplicativo desenvolvido

Leia mais

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto

Introdução a Informática. Prof.: Roberto Franciscatto Introdução a Informática Prof.: Roberto Franciscatto 6.1 ARQUIVOS E REGISTROS De um modo geral os dados estão organizados em arquivos. Define-se arquivo como um conjunto de informações referentes aos elementos

Leia mais

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA Tutorial de acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para utilização

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Gateway de email emailgtw série 2.7 Avisos legais Copyright 2013, CA. Todos os direitos reservados. Garantia O material contido neste documento é fornecido

Leia mais

O essencial do comando mysqladmin, através de 18 exemplos

O essencial do comando mysqladmin, através de 18 exemplos O essencial do comando mysqladmin, através de 18 exemplos Elias Praciano O mysqladmin é uma ferramenta de linha de comando que vem junto com a instalação do servidor MySQL e é usada por administradores

Leia mais

Print Audit 6 - Instalação do SQL Server 2008 express R2

Print Audit 6 - Instalação do SQL Server 2008 express R2 Print Audit 6 - Instalação do SQL Server 2008 express R2 Este tutorial mostra a instalação e configuração passo a passo do SQLServer 2008 express R2. Antes de instalar o SQL Server 2008 Express R2 Antes

Leia mais

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos

Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Tutorial para acesso ao Peticionamento Eletrônico e Visualização de Processos Eletrônicos Este tutorial visa preparar o computador com os softwares necessários para a utilização dos sistemas de visualização

Leia mais

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7

Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Guia de Atualização do Windows XP para Windows 7 Conteúdo Etapa 1: Saiba se o computador está pronto para o Windows 7... 3 Baixar e instalar o Windows 7 Upgrade Advisor... 3 Abra e execute o Windows 7

Leia mais

Manual de Atualização de Versão

Manual de Atualização de Versão Fornece as orientações necessárias para efetuar a atualização da versão do Citsmart no ambiente Windows. Versão 1.5 10/03/2015 Visão Resumida Data Criação 10/03/2015 Versão Documento 1.5 Projeto Responsáveis

Leia mais

INICIALIZAÇÃO RÁPIDA. 1 Insira o CD 1 ou DVD do Novell Linux Desktop na unidade e reinicialize o computador para iniciar o programa de instalação.

INICIALIZAÇÃO RÁPIDA. 1 Insira o CD 1 ou DVD do Novell Linux Desktop na unidade e reinicialize o computador para iniciar o programa de instalação. Novell Linux Desktop www.novell.com 27 de setembro de 2004 INICIALIZAÇÃO RÁPIDA Bem-vindo(a) ao Novell Linux Desktop O Novell Linux* Desktop (NLD) oferece um ambiente de trabalho estável e seguro equipado

Leia mais

Online Help StruxureWare Data Center Expert

Online Help StruxureWare Data Center Expert Online Help StruxureWare Data Center Expert Version 7.2.7 Appliance virtual do StruxureWare Data Center Expert O servidor do StruxureWare Data Center Expert 7.2 está agora disponível como um appliance

Leia mais

Para funcionamento do Netz, alguns programas devem ser instalados e alguns procedimentos devem ser seguidos. São eles:

Para funcionamento do Netz, alguns programas devem ser instalados e alguns procedimentos devem ser seguidos. São eles: Instalação do Netz Para funcionamento do Netz, alguns programas devem ser instalados e alguns procedimentos devem ser seguidos. São eles: Instalação do Java SE 6, que pode ser instalado através da JDK.

Leia mais

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x

Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Instalação e configuração Linux CentOS 6.x Objetivo: Instalar e configurar o sistema operacional Linux CentOS e efetuar suas configurações iniciais. 1- Abra o Virtuabox e clique em novo, e configure conforme

Leia mais

Universidade Federal de Viçosa CPD - Central de Processamento de Dados Divisão de Desenvolvimento de Sistemas

Universidade Federal de Viçosa CPD - Central de Processamento de Dados Divisão de Desenvolvimento de Sistemas Universidade Federal de Viçosa CPD - Central de Processamento de Dados Divisão de Desenvolvimento de Sistemas Manual de padrões e convenções para desenvolvimento de sistemas PHP Versão Conteúdo 1.

Leia mais

Introdução... 1. Instalação... 2

Introdução... 1. Instalação... 2 ONTE DO Introdução... 1 O que é IPP?... 1 Qual é a função de um software Samsung IPP?... 1 Instalação... 2 Requisitos do sistema... 2 Instalar o software Samsung IPP... 2 Desinstalar o software Samsung

Leia mais

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012

Guia de Instalação e Inicialização. Para WebReporter 2012 Para WebReporter 2012 Última revisão: 09/13/2012 Índice Instalando componentes de pré-requisito... 1 Visão geral... 1 Etapa 1: Ative os Serviços de Informações da Internet... 1 Etapa 2: Execute o Setup.exe

Leia mais

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR

Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Tarifação ON-LINE Sistema de Tarifação Telefônica V. 6.0 GUIA DE INSTALAÇÃO COLETOR Net Manager Informática Ltda Versão 6.0 1998-2007 1) Instalação do Software Coletor Guia de Instalação Executar o programa

Leia mais

INTRODUÇÃO. A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2009.

INTRODUÇÃO. A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2009. Guia de Instalação do SolidWorks 2009 INTRODUÇÃO A SKA preparou este documento técnico com o objetivo de auxiliar seus clientes a realizar a instalação do SolidWorks 2009. O SolidWorks pode ser instalado

Leia mais

Symantec Backup Exec 2010. Guia de Instalação Rápida

Symantec Backup Exec 2010. Guia de Instalação Rápida Symantec Backup Exec 2010 Guia de Instalação Rápida 20047221 Instalação do Backup Exec Este documento contém os seguintes tópicos: Requisitos do sistema Antes da instalação Sobre a conta de serviço do

Leia mais

Backup do Banco de Dados Oracle

Backup do Banco de Dados Oracle Banco de Dados Oracle: Backup do Banco de Dados Oracle Oracle é um sistema de banco de dados que surgiu no final dos anos 70, quando Larry Ellison vislumbrou uma oportunidade que outras companhias não

Leia mais

O processo de distribuição

O processo de distribuição A criação de um aplicativo para distribuição é parecida com o desenvolvimento de um aplicativo padrão do Visual FoxPro. Você trabalha no ambiente de desenvolvimento do Visual FoxPro normalmente, mas cria

Leia mais

NOTA: POR FAVOR, NÃO TENTE INSTALAR O SOFTWARE ANTES DE LER ESTE DOCUMENTO.

NOTA: POR FAVOR, NÃO TENTE INSTALAR O SOFTWARE ANTES DE LER ESTE DOCUMENTO. INSITE BOLETIM DE INSTALAÇÃO Página 2: Instalando o INSITE Página 7: Removendo o INSITE NOTA: POR FAVOR, NÃO TENTE INSTALAR O SOFTWARE ANTES DE LER ESTE DOCUMENTO. A INSTALAÇÃO OU O USO INCORRETOS PODEM

Leia mais

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO

GBD. Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO GBD Introdução PROF. ANDREZA S. AREÃO Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos) Aplicativos SGBD Dados (arquivos) O acesso/gerenciamento

Leia mais

Manual do Remote Desktop Connection. Brad Hards Urs Wolfer Tradução: Marcus Gama

Manual do Remote Desktop Connection. Brad Hards Urs Wolfer Tradução: Marcus Gama Manual do Remote Desktop Connection Brad Hards Urs Wolfer Tradução: Marcus Gama 2 Conteúdo 1 Introdução 5 2 O protocolo do Buffer de Quadro Remoto (Buffer de Quadro Remoto) 6 3 Usando o Remote Desktop

Leia mais

Manual de backup do banco de dados PostgreSQL - Versão 2. Setembro-2011

Manual de backup do banco de dados PostgreSQL - Versão 2. Setembro-2011 Manual de backup do banco de dados PostgreSQL - Versão 2 Setembro-2011 E-Sales Oobj Tecnologia da Informação Av. D, n. 246, Qd. A-04, Lt.02, Ap. 02, Jardim Goiás Goiânia/GO, CEP: 74805-090 Fone: (62) 3086-5750

Leia mais

Manter estatísticas atualizadas é uma das regras de ouro na busca por performance.

Manter estatísticas atualizadas é uma das regras de ouro na busca por performance. Atualização de Estatísticas Um objeto de estatística pode ser atualizado manualmente pelo usuário, através dos comandos SP_UPDATESTATS e/ou UPDATE STATISTICS. Enquanto que a procedure SP_UPDATESTATS atualiza

Leia mais

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS

ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS ANEXO 9 DO PROJETO BÁSICO DA FERRAMENTA DE MONITORAMENTO, SEGURANÇA E AUDITORIA DE BANCO DE DADOS Sumário 1. Finalidade... 2 2. Justificativa para contratação... 2 3. Premissas para fornecimento e operação

Leia mais

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B

Guia de administração. BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange. Versão: 4.1 Service pack: 4B BlackBerry Professional Software para Microsoft Exchange Versão: 4.1 Service pack: 4B SWD-313211-0911044452-012 Conteúdo 1 Gerenciando contas de usuários... 7 Adicionar uma conta de usuário... 7 Adicionar

Leia mais

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010

Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Servidor Orion Phoenix Versão 1.0 - Novembro/2010 Manual de Instalação do Sistema Orion Phoenix 1.0 - Novembro/2010 Página 1 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO...3 2. VISÃO GERAL...3 3. PROCEDIMENTOS

Leia mais

Arcserve Cloud. Guia de Introdução ao Arcserve Cloud

Arcserve Cloud. Guia de Introdução ao Arcserve Cloud Arcserve Cloud Guia de Introdução ao Arcserve Cloud A presente Documentação, que inclui os sistemas de ajuda incorporados e os materiais distribuídos eletronicamente (doravante denominada Documentação),

Leia mais

CA Nimsoft Monitor Snap

CA Nimsoft Monitor Snap CA Nimsoft Monitor Snap Guia de Configuração do Monitoramento de resposta do ponto de extremidade do URL url_response série 4.1 Avisos legais Copyright 2013, CA. Todos os direitos reservados. Garantia

Leia mais

Software Anti-Spyware Enterprise Module versão 8.0

Software Anti-Spyware Enterprise Module versão 8.0 Software Anti-Spyware Enterprise Module versão 8.0 Guia O que é o Anti-Spyware Enterprise Module? O McAfee Anti-Spyware Enterprise Module complementa o VirusScan Enterprise 8.0i para ampliar sua capacidade

Leia mais

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br

Banco de Dados. Professor: Rômulo César. romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Banco de Dados Professor: Rômulo César romulodandrade@gmail.com www.romulocesar.com.br Sistema de arquivos X Sistemas de Banco de Dados Sistema de arquivos Sistema de Banco de Dados Aplicativos Dados (arquivos)

Leia mais

Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL

Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor. Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Manual de Instalação Linux Comunicações - Servidor Centro de Computação Científica e Software Livre - C3SL Sumário 1 Instalando o Linux Comunicações para Telecentros (servidor) 2 1.1 Experimentar o Linux

Leia mais

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br ADMINISTRANDO A INSTÂNCIA

Pedro F. Carvalho Analista de Sistemas contato@pedrofcarvalho.com.br www.pedrofcarvlho.com.br ADMINISTRANDO A INSTÂNCIA ADMINISTRANDO A INSTÂNCIA Os tres componentes (instância, Listener e opcionalmente o DataBase Control) tem seus próprios utilitários de linha de comando que podem ser usados para inicialização, ou, uma

Leia mais

Conteúdo. 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4. 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10

Conteúdo. 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4. 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10 Backup PrefSuite Conteúdo 1. Propósito 3 2. Realizar Backup 4 2.1. Por PrefDBManager 4 2.2. Por SQL Server 7 3. Restaurar Backup 10 3.1. Por PrefDBManager 10 3.2. Por SQL Server 12 3.3. Permissão User

Leia mais

MA001. 01 de 28. Responsável. Revisão Q de 26/06/2015. Cantú & Stange Software. Página

MA001. 01 de 28. Responsável. Revisão Q de 26/06/2015. Cantú & Stange Software. Página Manual de instalação do Zada 5 MA001 Responsável Revisão Q de 26/06/2015 FL Página 01 de 28 Página 1 de 33 Revisão Q de 26/06/2015 MA001 Responsável: FL Manual de instalação do Zada 5 Este manual consiste

Leia mais

SAD Gestor Gerenciador de Backup

SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gestor Gerenciador de Backup treinamento@worksoft.inf.br SAD Gestor Gerenciador de Backup SAD Gerenciador de Backup Esse aplicativo foi desenvolvido para realizar cópias compactadas de bancos de dados

Leia mais

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados.

1998-2015 Domínio Sistemas Ltda. Todos os direitos reservados. Versão 8.0 Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Domínio Sistemas Ltda. Nesse caso, somente a Domínio Sistemas

Leia mais

Manual de Instalação. Instalação via apt-get

Manual de Instalação. Instalação via apt-get Manual de Instalação Instalação via apt-get Índice de capítulos 1 - Pré-requisitos para instalação......................................... 01 2 - Instalando o SIGA-ADM.................................................

Leia mais

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário

PAINEL MANDIC CLOUD. Mandic. Somos Especialistas em Cloud. Manual do Usuário Mandic. Somos Especialistas em Cloud. PAINEL MANDIC CLOUD Manual do Usuário 1 BEM-VINDO AO SEU PAINEL DE CONTROLE ESTE MANUAL É DESTINADO AO USO DOS CLIENTES DA MANDIC CLOUD SOLUTIONS COM A CONTRATAÇÃO

Leia mais

Ajuda do Active System Console

Ajuda do Active System Console Ajuda do Active System Console Visão geral... 1 Instalação... 2 Como ver as informações do sistema... 4 Limites de monitoração do sistema... 5 Definições de notificação de email... 5 Configurações de notificação

Leia mais

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE

3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE 3.16 MANUAL DE INSTALAÇÃO E SUPORTE PASSWORD INTERATIVA SISTEMAS LTDA. - www.pwi.com.br - pwi@pwi.com.br R. Prof. Carlos Reis, 39 - São Paulo SP 05424-020 Tel: - 2127-7676 - Fax: 11-3097-0042 1 Índice

Leia mais

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br

Copyright 2015 Mandic Cloud Solutions - Somos Especialistas em Cloud. www.mandic.com.br Sumário 1. Boas vindas... 4 2. Dashboard... 4 3. Cloud... 5 3.1 Servidores... 5 o Contratar Novo Servidor... 5 o Detalhes do Servidor... 9 3.2 Cloud Backup... 13 o Alteração de quota... 13 o Senha do agente...

Leia mais

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado

Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Sistema Operacional Unidade 4.2 - Instalando o Ubuntu Virtualizado Curso Técnico em Informática SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 3 CRIAÇÃO DA MÁQUINA VIRTUAL... 3 Mas o que é virtualização?... 3 Instalando o VirtualBox...

Leia mais