Extensão do SGBD PostgreSQL para suportar recuperação de imagens por conteúdo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Extensão do SGBD PostgreSQL para suportar recuperação de imagens por conteúdo"

Transcrição

1 Extensão do SGBD PostgreSQL para suportar recuperação de imagens por conteúdo Ernani Viriato de Melo V Jornada Científica 24/10/2006

2 Tópicos Abordados Motivação Imagens e Características PostgreSQL-IE: PostgreSQL Image Extender Exemplo usando o SQL-IE SISPRIM: Sistema de Pesquisa com Suporte para Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo Conclusões 1 / 51

3 Motivação Grande volume de dados complexos gerados pelos sistemas computacionais Imagens, vídeos, áudio... As imagens podem ser aproveitadas em diversas áreas da aplicação; As imagens são naturalmente comparadas por semelhança (similaridade), diferentemente dos dados simples: 30 < 50 Araxá < Uberaba? 2 / 51

4 Motivação Recuperação de imagens por conteúdo (CBIR Content- Based Image Retrieval ) Recuperação de imagens baseada em descrição: Retorne a imagem do exame de mamografia feito pela Adriana Melo em 2006 Recuperação de imagens baseada em conteúdo: Retorne as 5 imagens mais semelhantes à imagem de Marilene Rios Busca por similaridade Duas imagens são semelhantes, nunca iguais (se for igual é a mesma!) O que é similaridade? Critérios de Similaridade Características a serem comparadas Métricas para comparação 3 / 51

5 Motivação 4 / 51

6 Motivação Armazenamento das imagens: Cada imagem é analisada individualmente utilizando técnicas de processamento de imagens; Características das imagens são extraídas e armazenadas; Procura-se extrair as informações que o analista humano utiliza no processo de comparação entre as imagens: Cores, formas, textura e relacionamento entre objetos A similaridade entre os dados sobre as características extraídas das imagens eficiência nas consultas. 5 / 51

7 Motivação Conceitos de Banco de Dados Relacionais: cas_id pac_id cas_data cas_tumor cas_img_mamo /05/2003 B /08/2005 B /04/2004 M /11/2004 M 6 / 51

8 Motivação SGBDs: Armazenam imagens em blocos de memória não interpretável BLOB. Consultas convencionais: SELECT p.pac_id, c.cas_id, c.cas_data, c.cas_tumor FROM paciente p, caso c WHERE p.pac_id = c.cas_id AND p.pac_nome LIKE LAURA% AND c.cas_data >= 01/01/2006 Dada a lesão de mama: encontrada na mamografia, retornar os casos benignos similares a esta imagem de referência 7 / 51

9 Motivação Estender as funcionalidades dos SGBDs: Um novo tipo de dados que suporte o armazenamento e recuperação de imagens; Processar as características das imagens: cor, textura e forma; Utilizar as características para o cálculo de similaridade entre as imagens; Novas funções o operadores para a manipulação de imagens POSTGRESQL - IE 8 / 51

10 Motivação Imagens e Características PostgreSQL-IE: PostgreSQL Image Extender Exemplo usando o SQL-IE SISPRIM: Sistema de Pesquisa com Suporte para Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo Conclusões 9 / 51

11 Recuperação por Conteúdo Etapas: Extração de Características da Imagem; Calcular a distância; Ranking utilizando operadores de similaridade 10 / 51

12 CBIR: Extração de Características 11 / 51

13 CBIR: Extração de Características Características de imagens: Valores Numéricos ou categóricos que descrevem as características das imagens; Características comumente usadas: cor, textura, forma e relacionamento entre objetos da imagem; OBJETIVO: a partir da imagem original, definir um vetor de características que: descreva com fidelidade o conteúdo semântico da mesma, aceite a aplicação de uma medida de similaridade (função de distância), Possa ser usada em uma estrutura de indexação. 12 / 51

14 Exemplos de Características Histograma (Cor) : Rápido de obter; Mais de uma imagem pode corresponder ao mesmo histograma! Solução: Usar mais de uma característica 13 / 51

15 Exemplos de Características Textura : Padrão visual em que elementos gráficos semelhantes se repetem em densidade variável. Exemplo: homogeneidade, contraste / 51

16 Exemplos de Características Forma : Utilizar segmentação de imagem para obter o contorno dos objetos: Manualmente Algoritmos de segmentação A análise de forma é baseada no contorno dos objetos; Exemplo: Área, Perímetro / 51

17 Calcular a distância Medidas de Similaridade Função de Distância: Simetria: d(x,y) = d(y,x); Não negatividade: 0 <= d(x,y) < Desigualdade triangular: d(x,y) <= d(y,z)+d(x,z) Manhattan: Euclidiana: 16 / 51

18 Operadores de Similaridade Range Query: K - K-Nearest Neighbor Query - KNNQ 17 / 51

19 Ranking usando um exemplo Considerando área, perímetro e contraste : Imagem de Consulta: Imagens no banco de dados: 18 / 51

20 Ranking usando um exemplo Utilizando a função de distância: Weighted Minkowsky p = 2 w1 = w2 = w3 = / 51

21 Motivação Imagens e Características PostgreSQL-IE: PostgreSQL Image Extender Exemplo usando o SQL-IE SISPRIM: Sistema de Pesquisa com Suporte para Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo Conclusões 20 / 51

22 PostgreSQL Image Extender Gratuito e com o código aberto; Disponibiliza funções para tratar e atualizar atributos do tipo imagem e definir consultas complexas utilizando os operadores de similaridade KNN e RANGE; Desenvolvido em PLPGSQL e C Apresenta facilidades para: criar novos extratores de características, criar novos métodos de acesso. 21 / 51

23 PostgreSQL Image Extender Disponibiliza um novo tipo de dado para imagens (PGImage) que permite: encapsular mais de uma imagem em um mesmo atributo; Cada imagem é associada a uma classe; associar características de diferentes classes de imagens em um mesmo vetor característica. 22 / 51

24 PostgreSQL Image Extender Exemplo: Armazenar as classes de imagem: região de interesse da mamografia (Mamografia_RI) e o contorno de lesão da mama feito por um radiologista (Mamografia_CL): Utilizar a tabela caso que relaciona com paciente: 23 / 51

25 PostgreSQL Image Extender Utilizando o SGBD PostgreSQL sem a extensão: Será controlado pela aplicação: Extração de características, Armazenamento e organização das características, Operadores de similaridade e calculo de distância / 51

26 PostgreSQL Image Extender Utilizando o PostgreSQL-IE: Todas as fases da recuperação por conteúdo feita pelo SGBD, Os vetores são definidos pelo usuário, combinando as características visuais das classes Mamografia_RI e Mamografia_CL usuários possuem liberdade nas consultas 25 / 51

27 PostgreSQL Image Extender Para cada mamografia: armazenar mais de um contorno de lesão feito por um radiologista: Utilizando apenas o SGBD PostgreSQL: PostgreSQL-IE: 26 / 51

28 PostgreSQL Image Extender Sistema de Catálogo do SGBD PostgreSQL: Armazena os metadados (informações sobre tabelas, colunas, triggers, índices, restrições); O Catálogo é composto por tabelas comuns, que são mantidas por comandos SQL (ex: CREATE TABLE insere uma linha na tabela do catálogo pg_class e cria a tabela em disco); Possui tabelas globais: pertencem a todos os bancos de dados (ex: pg_database); Possui tabelas locais: são próprias do banco de dados da aplicação; Na criação de um banco de dados, as tabelas locais do catálogo são geradas pela duplicação de um banco de dados modelo, normalmente o template1 27 / 51

29 PostgreSQL Image Extender Sistema de Catálogo estendido do PostgreSQL-IE: Composto pelas tabelas do catalogo clonadas do template1 e mais novas tabelas: 28 / 51

30 PostgreSQL Image Extender Criar um banco de dados sem a extensão: CREATE DATABASE nome_novo_banco Criar um banco de dados com a extensão: CREATE DATABASE nome_novo_banco WITH TEMPLATE = extended_template1 29 / 51

31 PostgreSQL Image Extender Funções da linguagem estendida (SQL-IE): Create_Extractor KNN Delete_Extractor RANGE Define_Feature_Vector Insert_Image Delete_Feature_Vector Update_Image_Attr Show_Extractors Replace_Image_Attr Create_AccessMethod Height_IE Delete_AccessMethod Width_IE Set_Feature_Vector Value_Extractor UnSet_Feature_Vector Show_Image 30 / 51

32 Motivação Imagens e Características PostgreSQL-IE: PostgreSQL Image Extender Exemplo usando o SQL-IE SISPRIM: Sistema de Pesquisa com Suporte para Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo Conclusões 31 / 51

33 Exemplo usando o SQL-IE Considere o seguinte esquema relacional: 32 / 51

34 Exemplo usando o SQL-IE Criação da tabela e inserção de registro: CREATE TABLE caso ( cas_id integer NOT NULL, pac_id integer NOT NULL, cas_tumor char(1), cas_data date NOT NULL, cas_tumor char(1), img_mamo pgimage, CHECK ( (img_mamo).classes in ('mamografia', 'contorno_lesao1','contorno_lesao2', 'contorno_lesao3') ) ); INSERT INTO caso(cas_id,pac_id,cas_tumor,cas_data, img_mamo) VALUES (1, 1, 'N', ' ', Insert_Image('caso', 'img_mamo', 'mamografia,/img/mamo.bmp; contorno_lesao1,/img/cont1.bmp; contorno_lesao2,/img/cont2.bmp; contorno_lesao3,/img/cont3.bmp ) 33 / 51

35 Exemplo usando o SQL-IE Criação de extratores de características e definição de vetores de características: SELECT Create_Extractor('compacidade','getCc','float', 'ExtShape'); SELECT Create_Extractor('perimetro','getPerimeter','float', 'ExtShape'); SELECT Create_Extractor('indice_espiculos','getSI','float', 'ExtShape'); SELECT Define_Feature_Vector('Vetor1', 'compacidade:contorno_lesao1;perimetro:contorno_lesao1; indice_espiculos:contorno_lesao1'); SELECT Define_Feature_Vector('VetorSI', 'indice_espiculos:contorno_lesao1; indice_espiculos:contorno_lesao2; indice_espiculos:contorno_lesao3'); 34 / 51

36 Exemplo usando o SQL-IE Associação entre um vetor de características e um atributo PGImage: SELECT Set_Feature_Vector('Query1', 'caso', 'img_mamo', 'Vetor1'); Utilizando método de acesso: SELECT Create_AccessMethod ('SlimTree', 'ExtAM'); SELECT Set_Feature_Vector('QuerySI', 'caso', 'img_mamo', 'VetorSI', 'SlimTree'); 35 / 51

37 Exemplo usando o SQL-IE Recuperação de imagens por conteúdo (KNN): Retorne as pacientes que possuem as 5 imagens mais similares a contorno1.bnd considerando 70% de compacidade e 30% de perímetro e que tenha idade entre 30 e 50 anos SELECT paciente.pac_registro, caso.cas_data, Pac_Registro Score_IE('sc_1',caso.img_mamo) Cas_data AS Score Score FROM paciente, caso WHERE (caso.img_mamo).imgid in (SELECT * FROM KNN('sc_1', , 'Query1:compacidade=0.7;perimetro=0.3', 'contorno_lesao1,/img/contorno1.bnd ) ); AND paciente.pac_id = caso.pac_id AND ( EXTRACT(YEAR FROM age(current_date, paciente.pac_datanasc)) >= 30 AND EXTRACT(YEAR FROM age(current_date, paciente.pac_datanasc)) <= 50 ) ORDER BY Score; / 51

38 Exemplo usando o SQL-IE Recuperação de imagens por conteúdo (RANGE): Retorne as pacientes considerando um raio de abrangência igual a 0.9 entre suas imagens e as imagens de referência: contorno1.bnd, contorno2.bnd e contorno3.bnd (utilizando índice de espículos) SELECT paciente.pac_registro, caso.cas_data, Score_IE('sc_2',caso.img_mamo) AS score FROM paciente, caso WHERE (caso.img_mamo).imgid in (SELECT * FROM RANGE('sc_2', 0.9, 'QuerySI', 'contorno_lesao1,/img/contorno1.bnd; contorno_lesao2,/img/contorno2.bnd; contorno_lesao3,/img/contorno3.bnd') ) AND paciente.pac_id = caso.pac_id ORDER BY score 37 / 51

39 Exemplo usando o SQL-IE Recuperação de imagens por conteúdo (RANGE): Retorne as pacientes considerando um raio de abrangência igual a 0.9 entre suas imagens e as imagens do caso 54; e que a compacidade do contorno de lesão do radiologista 1 seja > 0.6 SELECT paciente.pac_registro, caso.cas_data, Score_IE('sc_3',caso1.img_mamo) AS score FROM paciente, caso1, caso2 WHERE caso2.cas_id = 54 (caso1.img_mamo).imgid in (SELECT * FROM RANGE('sc_3', 0.9, 'QuerySI', caso2.img_mamo) ) AND Value_Extractor('compacidade', 'contorno_lesao1', caso1.img_mamo) > 0.6 AND paciente.pac_id = caso1.pac_id ORDER BY score 38 / 51

40 Motivação Imagens e Características PostgreSQL-IE: PostgreSQL Image Extender Exemplo usando o SQL-IE SISPRIM: Sistema de Pesquisa com Suporte para Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo Conclusões 39 / 51

41 SISPRIM SISPRIM: Sistema de Pesquisa com Suporte para Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo; Disponibiliza interface gráfica via web; Foi desenvolvido utilizando o PostgreSQL-IE; Integrado ao AMDI Atlas Indexado de Mamografias Digitais; Permite associar dados visuais a dados convencionais; Responde consultas do tipo: retorne as 10 imagens mais semelhantes a uma mamografia e que tenha diagnóstico benigno ; 40 / 51

42 SISPRIM Visão geral do AMDI: 41 / 51

43 SISPRIM: Interface de Configuração 42 / 51

44 SISPRIM: Interface de Configuração 43 / 51

45 SISPRIM: Interface de Configuração 44 / 51

46 SISPRIM: Interface de Configuração 45 / 51

47 SISPRIM: Interface de Consulta 46 / 51

48 SISPRIM: Interface de Resultado 47 / 51

49 Motivação Imagens e Características PostgreSQL-IE: PostgreSQL Image Extender Exemplo usando o SQL-IE SISPRIM: Sistema de Pesquisa com Suporte para Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo Conclusões 48 / 51

50 Conclusões Este trabalho apresentou o PostgreSQL-IE: uma extensão do SGBD PostgreSQL para suportar CBIR; O PostgreSQL-IE: é gratuito e com o código aberto; permite criação de extratores e métodos de acesso, e a definição de vetores- características; é independente de aplicação; Disponibiliza o PGImage: permite armazenar mais de uma classe de imagem em um mesmo atributo, dando flexibilidade na modelagem do banco de dados; Desenvolvimento do SISPRIM integrado ao AMDI. 49 / 51

51 Trabalhos Futuros e Publicações Desenvolvimento de novos extratores de características; Desenvolvimento de novos métodos de acesso; Publicações: D. Guliato, R. S. Boaventura, E. V. Melo, V. Deus, F. R. Janones, and R. M. Rangayyan. AMDI: An atlas to integrate case studies, e-learning, and research systems via the web. In Proc. IASTED International Conference on Telehealth, pages 69 74, D. Guliato, R. S. Boaventura, E. V. Melo, and R. M. Rangayyan. AMDI indexed atlas of digital mammograms that integrates case studies, e-learning, and research systems via the web. In J.S. Suri and R.M. Rangayyan (Ed.). Recent Advances in Breast Imaging, Mammography, and Computer-aided Diagnosis of Breast Cancer. SPIE, Bellingham, WA, USA, pages , E. V. Melo, D. Guliato, R. M. Rangayyan, and R. C. Soares. SISPRIM sistema de pesquisa com suporte para recuperação de imagens mamográficas baseada em conteúdo. WIM VI Workshop de Informática Médica, O PostgreSQL-IE está em processo de registro junto ao INPI 50 / 51

52 Agradecimentos CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico Faculdade de Computação Universidade Federal de Uberlândia 51 / 51

53 Obrigado pela atenção Ernani Viriato de Melo

DESENVOLVIMENTO DE UM MÉTODO PARA REFINAMENTO DE RESPOSTAS BASEADO EM RELEVANCE FEEDBACK PARA REFINAR CONSULTAS POR SIMILARIDADE

DESENVOLVIMENTO DE UM MÉTODO PARA REFINAMENTO DE RESPOSTAS BASEADO EM RELEVANCE FEEDBACK PARA REFINAR CONSULTAS POR SIMILARIDADE CONVÊNIOS CNPq/UFU & FAPEMIG/UFU Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação DIRETORIA DE PESQUISA COMISSÃO INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA 2008 UFU 30 anos DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br

Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br Programação com acesso a BD Prof.: Clayton Maciel Costa clayton.maciel@ifrn.edu.br 1 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias 2 Modelos de Dados, Esquemas e Instâncias Modelo de dados: Conjunto de conceitos

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS

AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS AULA 2 INTERAÇÃO COM O BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS POSTGRESQL O PostgreSQL é um sistema gerenciador de banco de dados dos mais robustos e avançados do mundo. Seu código é aberto e é totalmente gratuito,

Leia mais

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL

Faculdade Pitágoras. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados. Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível de independência do

Leia mais

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet

Faculdade Pitágoras 16/08/2011. Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Faculdade Pitágoras Curso Superior de Tecnologia: Banco de Dados Sistemas para Internet Disciplina: Banco de Dados Prof.: Fernando Hadad Zaidan SQL A linguagem SQL é responsável por garantir um bom nível

Leia mais

Comandos de Manipulação

Comandos de Manipulação SQL - Avançado Inserção de dados; Atualização de dados; Remoção de dados; Projeção; Seleção; Junções; Operadores: aritméticos, de comparação,de agregação e lógicos; Outros comandos relacionados. SQL SQL

Leia mais

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas:

Álgebra Relacional. Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída. Operações básicas: Álgebra Relacional Conjunto de operações que usa uma ou duas relações como entrada e gera uma relação de saída operação (REL 1 ) REL 2 operação (REL 1,REL 2 ) REL 3 Operações básicas: seleção projeção

Leia mais

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado

Introdução à Engenharia da Computação. Banco de Dados Professor Machado Introdução à Engenharia da Computação Banco de Dados Professor Machado 1 Sistemas isolados Produção Vendas Compras Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Banco de Dados Produtos... Desvantagens:

Leia mais

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS

BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Universidade Federal da Paraíba UFPB Centro de Energias Alternativas e Renováveis - CEAR Departamento de Eng. Elétrica DEE BANCO DE DADOS CONCEITOS BÁSICOS Isaac Maia Pessoa Introdução O que é um BD? Operações

Leia mais

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Orivaldo V. Santana Jr A partir de slides elaborados por Ivan G. Costa Filho Fernando Fonseca & Robson Fidalgo 1 Sistemas de Arquivos Sistemas de arquivos Principal

Leia mais

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1

PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 INTRODUÇÃO PHP INTEGRAÇÃO COM MYSQL PARTE 1 Leonardo Pereira leonardo@estudandoti.com.br Facebook: leongamerti http://www.estudandoti.com.br Informações que precisam ser manipuladas com mais segurança

Leia mais

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados:

Dado: Fatos conhecidos que podem ser registrados e têm um significado implícito. Banco de Dados: MC536 Introdução Sumário Conceitos preliminares Funcionalidades Características principais Usuários Vantagens do uso de BDs Tendências mais recentes em SGBDs Algumas desvantagens Modelos de dados Classificação

Leia mais

Uma Proposta de Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo

Uma Proposta de Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo Uma Proposta de Recuperação de Imagens Mamográficas Baseada em Conteúdo H. E. R. Gato 1,3, F. L. S. Nunes 2 e H. Schiabel 1 1 USP- Depto. de Engenharia Elétrica, São Carlos, Brasil 2 Centro Universitário

Leia mais

Proposta de um Padrão de Metadados Para Imagens Médicas

Proposta de um Padrão de Metadados Para Imagens Médicas Proposta de um Padrão de Metadados Para Imagens Médicas Fabio Massao Hasegawa 1,2, João Paulo Aires 1,3 1 UTFPR - Universidade Tecnológica Federal do Paraná - Campus Ponta Grossa Av. Monteiro Lobato, Km

Leia mais

Implantação de PACS com Suporte à Recuperação de Imagens Baseada em Conteúdo em Hospital Universitário

Implantação de PACS com Suporte à Recuperação de Imagens Baseada em Conteúdo em Hospital Universitário X CONGRESSO BRASILEIRO DE INFORMÁTICA EM SAÚDE Implantação de PACS com Suporte à Recuperação de Imagens Baseada em Conteúdo em Hospital Universitário Autores: Edilson Carlos Caritá Enzo Seraphim Marcelo

Leia mais

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício

Introdução à Banco de Dados. Nathalia Sautchuk Patrício Introdução à Banco de Dados Nathalia Sautchuk Patrício Histórico Início da computação: dados guardados em arquivos de texto Problemas nesse modelo: redundância não-controlada de dados aplicações devem

Leia mais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais

LINGUAGEM SQL. SQL Server 2008 Comandos iniciais 1 LINGUAGEM SQL SQL Server 2008 Comandos iniciais SQL - STRUCTURED QUERY LANGUAGE Quando os Bancos de Dados Relacionais estavam sendo desenvolvidos, foram criadas linguagens destinadas à sua manipulação.

Leia mais

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS

UNIVERSIDADE VEIGA DE ALMEIDA CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS BANCO DE DADOS CURSO DE BACHARELADO EM CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM PROCESSAMENTO DE DADOS CLAUDIO RIBEIRO DA SILVA MARÇO 1997 2 1 - CONCEITOS GERAIS DE 1.1 - Conceitos Banco de Dados - Representa

Leia mais

Universidade Federal de Santa Maria Curso de Arquivologia. Disciplina de Banco de Dados Aplicados à Arquivística. Versao 1.

Universidade Federal de Santa Maria Curso de Arquivologia. Disciplina de Banco de Dados Aplicados à Arquivística. Versao 1. Universidade Federal de Santa Maria Curso de Arquivologia Disciplina de Banco de Dados Aplicados à Arquivística Prof. Andre Zanki Cordenonsi Versao 1.0 Março de 2008 Tópicos Abordados Conceitos sobre Banco

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados Banco de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix

Leia mais

SQL Server 2008. Ferramenta de administração. SQL Server Management Studio. 1º passo conectar ao banco de dados 2ª Query (consulta) usando SQL

SQL Server 2008. Ferramenta de administração. SQL Server Management Studio. 1º passo conectar ao banco de dados 2ª Query (consulta) usando SQL SQL Server 2008 Ferramenta de administração SQL Server Management Studio Ferramenta de acesso e administração de dados em modo gráfico 1º passo conectar ao banco de dados 2ª Query (consulta) usando SQL

Leia mais

Projeto FlexiGrid IWA. Sistema de Armazenamento e Comunicação de Imagens

Projeto FlexiGrid IWA. Sistema de Armazenamento e Comunicação de Imagens Projeto FlexiGrid IWA Sistema de Armazenamento e Comunicação de Imagens Aristófanes C. Silva Danilo Launde Lúcio Dias Roteiro PACS Definição Infra-Estrutura Camadas Problemas Soluções DICOM IWA Histórico

Leia mais

O que são Bancos de Dados?

O que são Bancos de Dados? SQL Básico Liojes de Oliveira Carneiro professor.liojes@gmail.com www.professor-liojes.blogspot.com O que são Bancos de Dados? É o software que armazena, organiza, controla, trata e distribui os dados

Leia mais

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Definição de Dados. Laboratório de Bases de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Definição de Dados SQL Structured Query Language Uma das mais importantes linguagens relacionais (se não a mais importante) Exemplos de SGBD que utilizam SQL Oracle Informix Ingress SQL

Leia mais

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados

Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Sistemas Gerenciadores de Bancos de Dados Fernando Castor A partir de slides elaborados por Fernando Fonseca & Robson Fidalgo 1 Sistemas de Arquivos Sistemas de arquivos Principal característica é a replicação

Leia mais

Programação SQL. Introdução

Programação SQL. Introdução Introdução Principais estruturas duma Base de Dados: Uma BD relacional é constituída por diversas estruturas (ou objectos ) de informação. Podemos destacar: Database: designa a própria BD; Table/Tabela:

Leia mais

Introdução à Manipulação de Dados

Introdução à Manipulação de Dados Introdução à Manipulação de Dados Licenciatura em Economia Trabalho Prático 2004 2005 Manutenção de Aviões Depois de várias reclamações feitas no aeroporto por falta de organização, a administração decidiu

Leia mais

Introdução a Banco de Dados

Introdução a Banco de Dados Introdução a Banco de Dados O modelo relacional Marta Mattoso Sumário Introdução Motivação Serviços de um SGBD O Modelo Relacional As aplicações não convencionais O Modelo Orientado a Objetos Considerações

Leia mais

Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES

Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES UNICE Ensino Superior Linguagem de Programação Ambiente Cliente Servidor. Modelo Cliente/Servidor Por HIARLY ALVES Fortaleza - CE CONCEITOS Cliente x Servidor. Cliente É um programa (software) executado

Leia mais

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita:

SQL. SQL (Structured Query Language) Comando CREATE TABLE. SQL é uma linguagem de consulta que possibilita: SQL Tópicos Especiais Modelagem de Dados Prof. Guilherme Tavares de Assis Universidade Federal de Ouro Preto UFOP Instituto de Ciências Exatas e Biológicas ICEB Mestrado Profissional em Ensino de Ciências

Leia mais

2008.1. A linguagem SQL

2008.1. A linguagem SQL SQL 2008.1 A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua primeira versão

Leia mais

Integridade dos Dados

Integridade dos Dados 1 Integridade dos Dados Integridade dos Dados Melissa Lemos melissa@inf.puc-rio.br A integridade dos dados é feita através de restrições, que são condições obrigatórias impostas pelo modelo. Restrições

Leia mais

Bancos de Dados III. Bancos de Dados Distribuídos Especificação e Projeto Parte 1. Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br

Bancos de Dados III. Bancos de Dados Distribuídos Especificação e Projeto Parte 1. Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br Bancos de Dados III Bancos de Dados Distribuídos Especificação e Projeto Parte 1 Rogério Costa rogcosta@inf.puc-rio.br 1 Arquitetura em 3 Camadas Três níveis de esquemas: conceitual, interno e externo

Leia mais

BANCO DE DADOS OBJETO-RELACIONAL PARA APLICAÇÕES WEB

BANCO DE DADOS OBJETO-RELACIONAL PARA APLICAÇÕES WEB BANCO DE DADOS OBJETO-RELACIONAL PARA APLICAÇÕES WEB Eduardo Galvani Massino 1 sargento.elfico@gmail.com Carlos Eduardo de França Roland 2 roland@facef.br Resumo: o objetivo deste artigo é discutir a possibilidade

Leia mais

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas

2008.1 SQL. Autor: Renata Viegas SQL Autor: Renata Viegas A linguagem SQL SQL - Structured Query Language. Foi definida nos laboratórios de pesquisa da IBM em San Jose, California, em 1974. Teve seus fundamentos no modelo relacional Sua

Leia mais

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão

SISTEMAS DE BANCO DE DADOS. Prof. Adriano Pereira Maranhão SISTEMAS DE BANCO DE DADOS Prof. Adriano Pereira Maranhão 1 REVISÃO BANCO DE DADOS I O que é banco de dados? Ou seja afinal o que é um SGBD? REVISÃO BD I REVISÃO DE BD I Um Sistema de Gerenciamento de

Leia mais

Linguagem SQL Parte I

Linguagem SQL Parte I FIB - Centro Universitário da Bahia Banco de Dados Linguagem SQL Parte I Francisco Rodrigues Santos chicowebmail@yahoo.com.br Slides gentilmente cedidos por André Vinicius R. P. Nascimento Conteúdo A Linguagem

Leia mais

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello

Banco de Dados. Maurício Edgar Stivanello Banco de Dados Maurício Edgar Stivanello Agenda Conceitos Básicos SGBD Projeto de Banco de Dados SQL Ferramentas Exemplo Dado e Informação Dado Fato do mundo real que está registrado e possui um significado

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Auditoria de sistemas Deixe que seu banco de dados faça o trabalho por você

Auditoria de sistemas Deixe que seu banco de dados faça o trabalho por você Auditoria de sistemas Deixe que seu banco de dados faça o trabalho por você por Cristóferson Guimarães Magalhães Bueno e Odilon Corrêa da Silva 1 O objetivo deste artigo é demonstrar como criar um sistema

Leia mais

SQL Structured Query Language

SQL Structured Query Language Janai Maciel SQL Structured Query Language (Banco de Dados) Conceitos de Linguagens de Programação 2013.2 Structured Query Language ( Linguagem de Consulta Estruturada ) Conceito: É a linguagem de pesquisa

Leia mais

4.6. SQL - Structured Query Language

4.6. SQL - Structured Query Language 4.6. SQL - Structured Query Language SQL é um conjunto de declarações que é utilizado para acessar os dados utilizando gerenciadores de banco de dados. Nem todos os gerenciadores utilizam SQL. SQL não

Leia mais

SQL - Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL

SQL - Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL SQL - Structured Query Language, ou Linguagem de Consulta Estruturada ou SQL Criar uma base de dados (criar um banco de dados) No mysql: create database locadora; No postgresql: createdb locadora Criar

Leia mais

Bases de Dados. Bibliografia. 1. Parte I Componente Teórica. Pedro Quaresma

Bases de Dados. Bibliografia. 1. Parte I Componente Teórica. Pedro Quaresma Índice Bases de Dados Pedro Quaresma Departamento de Matemática Universidade de Coimbra 2010/2011 1. Parte I Componente Teórica 1.1 Introdução 1.2 Modelo ER 1.3 Modelo Relacional 1.4 SQL 1.5 Integridade

Leia mais

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada

S Q L 31/03/2010. SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Robson Fidalgo SQL SQL - Structured Query Language Linguagem de Consulta Estruturada Apesar do QUERY no nome, não é apenas de consulta,

Leia mais

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri

SQL Linguagem de Manipulação de Dados. Banco de Dados Profa. Dra. Cristina Dutra de Aguiar Ciferri SQL Linguagem de Manipulação de Dados Banco de Dados SQL DML SELECT... FROM... WHERE... lista atributos de uma ou mais tabelas de acordo com alguma condição INSERT INTO... insere dados em uma tabela DELETE

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) SQL (Structured Query Language) Linguagem comercial para BD relacional padrão ISO desde a década de 80 SQL (86); SQL-2 (92); SQL-3 (99) e SQL:2003 não é apenas uma linguagem de consulta! como o nome sugere...

Leia mais

S Q L 15/01/2013. Enfoques de SQL. Enfoques de SQL SQL. Usos de SQL. SQL - Origem/Histórico. Gerenciamento de Dados e Informação

S Q L 15/01/2013. Enfoques de SQL. Enfoques de SQL SQL. Usos de SQL. SQL - Origem/Histórico. Gerenciamento de Dados e Informação Enfoques de SQL Gerenciamento de Dados e Informação Fernando Fonseca Ana Carolina Valeria Times Bernadette Loscio Linguagem interativa de consulta (ad-hoc): usuários podem definir consultas independente

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID

Prof. Carlos Majer Aplicações Corporativas UNICID Este material pertence a Carlos A. Majer, Professor da Unidade Curricular: Aplicações Corporativas da Universidade Cidade de São Paulo UNICID Licença de Uso Este trabalho está licenciado sob uma Licença

Leia mais

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras

Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Núcleo de Pós Graduação Pitágoras Professor: Fernando Zaidan Disciplina: Modelagem e Projeto de Banco de Dados Especialização em Tecnologia da Informação - Ênfases Março- 2009 1 Modelo Físico Introdução

Leia mais

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br

BANCO DE DADOS. info 3º ano. Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br BANCO DE DADOS info 3º ano Prof. Diemesleno Souza Carvalho diemesleno@iftm.edu.br www.diemesleno.com.br Na última aula estudamos Unidade 4 - Projeto Lógico Normalização; Dicionário de Dados. Arquitetura

Leia mais

Banco de Dados. PostgreSQL

Banco de Dados. PostgreSQL Banco de Dados PostgreSQL 2010 Banco de Dados PostgreSQL Banco de Dados II Equipe: Equipe Postgre Líder: Alexandre Strauss... 01 Aline Cássia Lima dos Santos... 02 Erik Machado... 09 Fernando Gomes Brandão...

Leia mais

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza

Programação WEB II. PHP e Banco de Dados. progweb2@thiagomiranda.net. Thiago Miranda dos Santos Souza PHP e Banco de Dados progweb2@thiagomiranda.net Conteúdos Os materiais de aula, apostilas e outras informações estarão disponíveis em: www.thiagomiranda.net PHP e Banco de Dados É praticamente impossível

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) SQL (Structured Query Language) Linguagem comercial para BD relacional padrão ISO desde a década de 80 SQL- (86); SQL- (9); SQL- (99) não é apenas uma linguagem de consulta! como o nome sugere... Base

Leia mais

Faculdade Lourenço Filho - ENADE 2011-1

Faculdade Lourenço Filho - ENADE 2011-1 1. Quando se constrói um banco de dados, define-se o modelo de entidade e relacionamento (MER), que é a representação abstrata das estruturas de dados do banco e seus relacionamentos. Cada entidade pode

Leia mais

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003

Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R. Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89, SQL-92, SQL:1999, SQL:2003 Bases de Dados Introdução à linguagem SQL História Princípio dos anos 70 IBM desenvolve a linguagem Sequel para o System R Renomeada para SQL (Structured Query Language) Standards ISO e ANSI SQL-86, SQL-89,

Leia mais

SQL (Structured Query Language)

SQL (Structured Query Language) SQL (Structured Query Language) Linguagem comercial para BD relacional padrão ISO desde a década de 80 SQL-1 (86); SQL- (9); SQL- (99) não é apenas uma linguagem de consulta! como o nome sugere... Base

Leia mais

Bases de Dados II 6638: BSc in Information Systems and Technologies. Cap. 1 Arquitectura de Sistemas de Bases de Dados. Module Introduction

Bases de Dados II 6638: BSc in Information Systems and Technologies. Cap. 1 Arquitectura de Sistemas de Bases de Dados. Module Introduction Bases de Dados II 6638: BSc in Information Systems and Technologies Cap. 1 Module Introduction Objectivos O propósito e a origem da arquitectura de base de dados a três níveis. O conteúdo dos níveis externo,

Leia mais

Linguagem SQL (Parte I)

Linguagem SQL (Parte I) Universidade Federal de Sergipe Departamento de Sistemas de Informação Itatech Group Jr Softwares Itabaiana Site: www.itatechjr.com.br E-mail: contato@itatechjr.com.br Linguagem SQL (Parte I) Introdução

Leia mais

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com

BANCO DE DADOS II Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com - Aula 11-1. INTRODUÇÃO TRIGGERS (GATILHOS OU AUTOMATISMOS) Desenvolver uma aplicação para gerenciar os dados significa criar uma aplicação que faça o controle sobre todo ambiente desde a interface, passando

Leia mais

SQL SQL BANCO DE DADOS 2. Componentes do SQL (1) Componentes do SQL (2) DDL Criação de banco de dados. Padrões de SQL

SQL SQL BANCO DE DADOS 2. Componentes do SQL (1) Componentes do SQL (2) DDL Criação de banco de dados. Padrões de SQL BANCO DE DADOS 2 SQL (CREATE TABLE, CONSTRAINTS, DELETE, UPDATE e INSERT) Prof. Edson Thizon SQL SQL ( structured query language ) é uma linguagem comercial de definição e manipulação de banco de dados

Leia mais

Diferenças entre Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados para GIS - SGBDs

Diferenças entre Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados para GIS - SGBDs Diferenças entre Sistemas Gerenciadores de Banco de Dados para GIS - SGBDs O objetivo deste documento é fazer uma revisão bibliográfica para elucidar as principais diferenças entre os SGBDs, apontando

Leia mais

Básico da Linguagem SQL. Definição de Esquemas em SQL. SQL(Structured Query Language)

Básico da Linguagem SQL. Definição de Esquemas em SQL. SQL(Structured Query Language) Básico da Linguagem SQL Definição de Esquemas em SQL SQL(Structured Query Language) Desenvolvida como a linguagem de consulta do protótipo de SGBD Sistema R (IBM, 1976). Adotada como linguagem padrão de

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza

PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM. Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza PROGRAMAÇÃO PARA DISPOSITIVOS MÓVEIS ARMAZENAMENTO EM BD NO DM Prof. Angelo Augusto Frozza, M.Sc. http://about.me/tilfrozza ROTEIRO Introdução App de exemplo Implementação do exemplo Testes realizados

Leia mais

Banco de Dados. Arquitetura e Terminologia. Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.

Banco de Dados. Arquitetura e Terminologia. Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo. Banco de Dados Arquitetura e Terminologia Prof. Walteno Martins Parreira Jr www.waltenomartins.com.br waltenomartins@yahoo.com 2015 Modelo de Dados e Esquemas O modelo de Banco de Dados é como um detalhamento

Leia mais

BANCO DE DADOS E BUSINESS INTELIGENCE. C/H: 20 horas (20/02, 25/02, 27/02, 04/03, 06/03)

BANCO DE DADOS E BUSINESS INTELIGENCE. C/H: 20 horas (20/02, 25/02, 27/02, 04/03, 06/03) MBA em Gestão de TI MÓDULO: BANCO DE DADOS E BUSINESS INTELIGENCE C/H: 20 horas (20/02, 25/02, 27/02, 04/03, 06/03) PROFESSOR: Edison Andrade Martins Morais prof@edison.eti.br http://www.edison.eti.br

Leia mais

Introdução Banco de Dados

Introdução Banco de Dados Introdução Banco de Dados Vitor Valerio de Souza Campos Adaptado de Vania Bogorny Por que estudar BD? Os Bancos de Dados fazem parte do nosso dia-a-dia: operação bancária reserva de hotel matrícula em

Leia mais

Arquitetura de indexação aplicada a servidores PACS para processamento de imagens

Arquitetura de indexação aplicada a servidores PACS para processamento de imagens Arquitetura de indexação aplicada a servidores PACS para processamento de imagens Autor: Daniel da Silva Cotrim 1, Co-autores: Ana Maria Marques da Silva 2 (co-orientadora), Eduardo Augusto Bezerra 3 (orientador)

Leia mais

Curso PHP Aula 08. Bruno Falcão brunogfalcao@gmail.com

Curso PHP Aula 08. Bruno Falcão brunogfalcao@gmail.com + Curso PHP Aula 08 Bruno Falcão brunogfalcao@gmail.com + Roteiro Conectividade com BD SQL + SQL Structured Query Language. Padrão para interagir com banco de dados relacionais. + Banco de dados Um banco

Leia mais

Gabarito - Banco de Dados SQL - 30/07/2013 AULA 01

Gabarito - Banco de Dados SQL - 30/07/2013 AULA 01 Gabarito - Banco de Dados SQL - 30/07/2013 AULA 01 1 1- Bancos de dados compreendem desde agendas telefônicas até sistemas computadorizados. (Sim) 2- Só podemos instalar o SQL Server Express se tivermos

Leia mais

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011

Banco de Dados I. Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Banco de Dados I Aula 12 - Prof. Bruno Moreno 04/10/2011 Plano de Aula SQL Definição Histórico SQL e sublinguagens Definição de dados (DDL) CREATE Restrições básicas em SQL ALTER DROP 08:20 Definição de

Leia mais

Exercícios de Lógica Exercícios de Fixação 08

Exercícios de Lógica Exercícios de Fixação 08 Exercícios Exercícios de Lógica Exercícios de Fixação 08 1. A linguagem SQL apresenta uma série de comandos que permitem a definição dos dados, chamada de DDL (Data Definition Language). Assinale a alternativa

Leia mais

Aula 02 Modelagem de Dados. Banco de Dados. Aula 02 Modelagem de Dados. Superior /2011 Redes Computadores - Disciplina: Banco de Dados -

Aula 02 Modelagem de Dados. Banco de Dados. Aula 02 Modelagem de Dados. Superior /2011 Redes Computadores - Disciplina: Banco de Dados - Banco de Dados Aula 02 Modelagem de Dados Roteiro Definição Evolução Projeto de BD Abstração Esquema e Instância Definição É uma representação, normalmente gráfica, de estruturas de dados reais. Auxilia

Leia mais

Bancos de Dados I. Integridade semântica

Bancos de Dados I. Integridade semântica Bancos de Dados I PUC-Rio Departamento de Informática (DI) Eng./Ciência da Computação e Sist. Informação Contrôle de Integridade em SGBDs: procedimentos armazenados, gatilhos e funções Prof. sergio@inf.puc-rio.br

Leia mais

Sistemas de Informações Geográficas. Unidade 4: Arquitetura de SIG Prof. Cláudio Baptista 2004.2

Sistemas de Informações Geográficas. Unidade 4: Arquitetura de SIG Prof. Cláudio Baptista 2004.2 Sistemas de Informações Geográficas Unidade 4: Arquitetura de SIG Prof. Cláudio Baptista 2004.2 Arquitetura em Camadas Separar as camadas de Armazenamento Manipulação Visualização Arquitetura em Camadas

Leia mais

Linguagem SQL. Comandos Básicos

Linguagem SQL. Comandos Básicos Linguagem SQL Comandos Básicos Caetano Traina Júnior Grupo de Bases de Dados e Imagens Instituto de Ciências Matemáticas e de Computação Universidade de São Paulo - São Carlos caetano@icmc.sc.usp.br Comando

Leia mais

BANCO DE DADOS Parte 4

BANCO DE DADOS Parte 4 BANCO DE DADOS Parte 4 A Linguagem SQL Introdução Desenvolvida pelo depto de pesquisa da IBM na década de 1970 (System R) Linguagem padrão de BD Relacionais; Apresenta várias padrões evolutivos: SQL86,

Leia mais

VISUALIZAÇÃO VOLUMÉTRICA DE EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA MAMA

VISUALIZAÇÃO VOLUMÉTRICA DE EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA MAMA PIBIC-UFU, CNPq & FAPEMIG Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação DIRETORIA DE PESQUISA VISUALIZAÇÃO VOLUMÉTRICA DE EXAMES DE RESSONÂNCIA MAGNÉTICA DA MAMA Gabriel Jara

Leia mais

SQL DDL. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br

SQL DDL. Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Banco de Dados I SQL DDL Frederico D. Bortoloti freddb@ltc.ufes.br Introdução Modelo relacional encontra-se padronizado pela indústria de informática. Ele é chamado de padrão SQL (Structured Query Language)

Leia mais

Esquema da Relação. Modelo Relacional. Instância da Relação. Exemplo. Uma base de dados é uma colecção de uma ou mais relações com nomes distintos

Esquema da Relação. Modelo Relacional. Instância da Relação. Exemplo. Uma base de dados é uma colecção de uma ou mais relações com nomes distintos Modelo Relacional Uma base de dados é uma colecção de uma ou mais relações com nomes distintos Uma relação é uma tabela com linhas e colunas Esquema da Relação Descreve as colunas da tabela Especifica

Leia mais

Disciplina: Unidade V: Prof.: E-mail: Período:

Disciplina: Unidade V: Prof.: E-mail: Período: Encontro 17 Disciplina: Sistemas de Banco de Dados Unidade V: Introdução à Linguagem SQL Prof.: Mario Filho E-mail: pro@mariofilho.com.br Período: 5º. SIG - ADM 13. Introdução à Linguagem SQL Introdução

Leia mais

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL

Banco de Dados. Marcio de Carvalho Victorino www.dominandoti.eng.br. Exercícios SQL Banco de Dados Exercícios SQL 1 TRF (ESAF 2006) 32. Analise as seguintes afirmações relacionadas a Bancos de Dados e à linguagem SQL: I. A cláusula GROUP BY do comando SELECT é utilizada para dividir colunas

Leia mais

BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS. Prof. Patrícia Lucas 3º Trimestre

BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS. Prof. Patrícia Lucas 3º Trimestre BANCO DE DADOS BANCO DE DADOS Prof. Patrícia Lucas 3º Trimestre ROTEIRO PARA O 3º TRIMESTRE 1. O MySQL DDL SQL 1. Como funciona o MySQL 2. Como criar um banco de dados no MySQL 3. Como criar tabelas: comandos

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE ESCOLA AGRÍCOLA DE JUNDIAÍ EAJ - PRONATEC / REDE etec MÓDULO III DESENVOLVIMENTO PROFESSOR ADDSON COSTA RESUMO DE AULA CRIAÇÃO E MANIPULAÇÃO DO BANCO DE DADOS

Leia mais

Banco de Dados Multimídia

Banco de Dados Multimídia Banco de Dados Multimídia Nomes: Ariane Bazilio Cristiano de Deus Marcos Henrique Sidinei Souza Professor Mauricio Anderson Perecim Conteúdo Banco de Dados Multimídia... 3 Conceitos... 3 Descrição... 3

Leia mais

Gerenciamento de um Sistema de

Gerenciamento de um Sistema de SBD Gerenciamento de um Sistema de Banco de Dados Prof. Michel Nobre Muza ua michel.muza@ifsc.edu.br Prof. Marcos Antonio Viana Nascimento Por que é importante: Motivação Participar na organização e no

Leia mais

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia

Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL. Helena Galhardas 2012 IST. Bibliografia Bases de Dados 2012/2013 Restrições de Integridade em SQL Helena Galhardas Bibliografia Raghu Ramakrishnan, Database Management Systems, Cap. 3 e 5 1 1 Sumário Restrições de Integridade (RIs) em SQL Chave

Leia mais

Disciplina de Banco de Dados Parte V

Disciplina de Banco de Dados Parte V Disciplina de Banco de Dados Parte V Prof. Elisa Maria Pivetta CAFW - UFSM Modelo de Dado Relacional O Modelo Relacional O Modelo ER é independente do SGDB portanto, deve ser o primeiro modelo gerado após

Leia mais

Armazenamento organizado facilitando SCRUD; Agiliza processo de desenvolvimento de sistemas;

Armazenamento organizado facilitando SCRUD; Agiliza processo de desenvolvimento de sistemas; Conjunto de informações relacionadas entre si; Armazenamento organizado facilitando SCRUD; Agiliza processo de desenvolvimento de sistemas; Conjunto de Tabelas onde cada linha é um vetor de dados específico;

Leia mais

Banco de Dados II. Introdução Revisão - normalização -modelagem - sql básico

Banco de Dados II. Introdução Revisão - normalização -modelagem - sql básico Banco de Dados II Introdução Revisão - normalização -modelagem - sql básico Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com http://www.bolinhabolinha.com Apresentação Prof. Rodrigo Rocha prof.rodrigorocha@yahoo.com

Leia mais

Esta aula tem o objetivo de nos orientar durante este período em nossas aulas de Banco de Dados, não tem a pretensão de ser a única fonte de

Esta aula tem o objetivo de nos orientar durante este período em nossas aulas de Banco de Dados, não tem a pretensão de ser a única fonte de BD Esta aula tem o objetivo de nos orientar durante este período em nossas aulas de Banco de Dados, não tem a pretensão de ser a única fonte de informação para nosso êxito no curso. A intenção de elaborar

Leia mais

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger

PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger PROGRAMAÇÃO EM BANCO DADOS Store Procedure e Trigger a tecnologia de banco de dados permite persistir dados de forma a compartilha-los com varias aplicações. Aplicação 1 aplicação 2 aplicação 3 SGDB Banco

Leia mais

Banco de Dados com PHP

Banco de Dados com PHP Linguagem de Programação III Banco de Dados com PHP Conceitos de Banco de Dados - é uma coleção de dados interrelacionados, representando informações sobre um domínio específico - sempre que for possível

Leia mais

PRÁTICAS E FERRAMENTAS PARA OTIMIZAÇÃO DO DESEMPENHO DE BANCO DE DADOS SQL SERVER

PRÁTICAS E FERRAMENTAS PARA OTIMIZAÇÃO DO DESEMPENHO DE BANCO DE DADOS SQL SERVER PRÁTICAS E FERRAMENTAS PARA OTIMIZAÇÃO DO DESEMPENHO DE BANCO DE DADOS SQL SERVER Renan Gonçalves JAYME1 Ana Paula Ambrosio ZANELATO2 RESUMO: O presente artigo tem como objetivo descrever algumas práticas

Leia mais

Minicurso3 Introdução ao Banco de Dados MySQL

Minicurso3 Introdução ao Banco de Dados MySQL I Workshop de Informática INFO-BAIANO 12 a 13 de nov. de 2011 Minicurso3 Introdução ao Banco de Dados MySQL Prof. Pablo Freire Matos Informática - Instituto Federal Baiano (IFBAIANO) pablofmatos@yahoo.com.br

Leia mais

AUDITORIA EM BANCO DE DADOS COM UTILIZAÇÃO DE REGRAS

AUDITORIA EM BANCO DE DADOS COM UTILIZAÇÃO DE REGRAS REVISTA DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLOGIA AUDITORIA EM BANCO DE DADOS COM UTILIZAÇÃO DE REGRAS Eder Pazinatto Faculdade Anhanguera de Passo Fundo RESUMO: A busca por mecanismos que implementam segurança

Leia mais

18/08/2008. Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional 1 Prof.: Fernando Hadad Zaidan

18/08/2008. Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional 1 Prof.: Fernando Hadad Zaidan Faculdade INED Curso Superior de Tecnologia em Banco de Dados Disciplina: Projeto de Banco de Dados Relacional 1 Prof.: Fernando Hadad Zaidan 1 Unidade 2 Introdução a SQL 2 2 Introdução à SQL 2.1 Conceitos

Leia mais