Unidades da Linha WorldDSL G.SHDSL

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Unidades da Linha WorldDSL G.SHDSL"

Transcrição

1 Unidades da Linha WorldDSL G.SHDSL XMT XMT Unidades G.SHDSL WD92xGN de Taxa Selecionável Unidades G.SHDSL WD92xGL de Taxa Selecionável Unidades G.SHDSL ETU-92x de Taxa Selecionável WD921GN-XX-01 List 1 WD921GL-XX-01 List 1 ETU-921-XX-01 List 1 WD924GN-XX-01 List 1 WD924GL-XX-01 List 1 ETU-924-XX-01 List 1 WD920GN-1B-01 List 1 WD920GL-1B-01 List 1 ETU-920-1B-01 List 1 WD921GN-1B-01 List 1 WD921GL-1B-01 List 1 ETU-921-1B-01 List 1 WD924GN-1B-01 List 1 WD924GL-1B-01 List 1 ETU-924-1B-01 List 1 Número do Documento: LTPE-UM PT

2 Manual do Usuário

3 HISTÓRICO DE REVISÕES O Histórico de Revisões fornece um resumo de todas as alterações neste manual. Certifique-se de utilizar a revisão mais recente deste manual. 04 de agosto de 2006 Revisão Data do Release Revisões Realizadas de setembro de 2004 Release inicial de março de 2005 Informações incluídas no remapeamento do WorldDSL Timeslot 16; remarcado com novo modelo ADC de abril de 2006 Atualização técnica de agosto de 2006 Atualização técnica (Configuração de Tempo Primário). Este manual está disponível on-line no Web site da ADC ( ou você pode solicitar cópias do manual entrando em contato com seu representante de vendas. Solicite o documento LTPE-UM PTPT. Copyright 2006 ADC Telecommunications, Inc. Todos os direitos reservados. Informações de Marca Registrada ADC é uma marca registrada da ADC Telecommunications, Inc. WorldDSL é uma marca registrada da ADC Telecommunications, Inc. Nenhum direito, licença ou participação em tais marcas registradas é concedido aqui, e o Cliente concorda que nenhum direito, licença ou participação será afirmada pelo Cliente em relação a tais marcas registradas. Outros nomes de produtos mencionados neste documento são utilizados somente para o propósito de identificação e podem ser marcas ou marcas registradas de suas respectivas empresas. Isenção de Responsabilidade As informações contidas neste documento são informações corporativas particulares da ADC Telecommunications, Inc., e não deverão ser modificadas, utilizadas, copiadas, reproduzidas ou divulgadas num todo ou em parte sem o consentimento por escrito da ADC. O conteúdo deste documento é atual com base na data de publicação. A ADC reserva o direito de alterar o conteúdo sem aviso prévio. Em nenhum evento a ADC deverá ser responsabilizada por quaisquer danos resultantes da perda de dados, utilização ou rendimentos, e a ADC se isenta de qualquer ou toda a responsabilidade por danos indiretos, acidentais, especiais, resultantes ou outros similares. Esta isenção de responsabilidade se aplica a todos os produtos, publicações e serviços durante e após o período de garantia.

4

5 Índice Sobre Este Manual...xiii Introdução... xiii Organização... xiii Público-alvo... xiii Convenções... xiii Conformidade EU... xiv Inspecionando Seu Equipamento... xiv Capítulo 1: Visão Geral Introdução Unidades de Linha WD92xGN e WD92xGL Recursos das Unidades WD92xGN e WD92xGL Recursos Adicionais para WD92xGLs de Fornecimento dealimentação de Linha Taxas de Transmissão G.SHDSL Remapeamento de Timeslot 16 G Interface de Aplicativo Compatibilidade e Conformidade Requisitos de Software Nova Revisão de Hardware Painéis Frontais Estantes e Gabinetes WD92xGN e WDx92xGL Segurança e Reparo do Equipamento Segurança Reparo do Equipamento Capítulo 2: Instalação Configurações de Alimentação das Linhas WD92xGN e WD92xGL Instalação das Unidades de Linha WD92xGN e WD92xGL Auto-Teste e Ativação de Link DSL Capítulo 3: Configuração Conexão do Terminal de Manutenção Efetuando Login Efetuando Logoff Árvore do Menu Menus de Leitura e Navegação Teclas de Navegação Opções do Menu Config Configurar Data e Hora Configurar Senha Configurar ID do Circuito Configurar o Nome do Circuito Configurar as Definições do Sistema LTPE-UM PT v

6 Índice 04 de agosto de 2006 Configurar as Interfaces STU-C e STU-R Configurar Alarmes Alarmes das Interfaces STU-C e STU-R Configurar Padrões de Fábrica Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Tela de Console Main Condições de Cruzamento Menu Monitor Telas de Interface STU-C e STU-R do Monitor Telas DSL Span1 LoopA e LoopB do Monitor Menu History Menu History STU-C Interface Telas do Histórico de 24 Horas da Interface STU-C Tela STU-C Interface 7-Day History Telas do Histórico de Alarmes da Interface STU-C Menu History DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C ou STU-R) Telas do Histórico de 24 Horas DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C ou STU-R) Tela de Histórico de 7 Dias DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C ou STU-R) Tela do Histórico de Alarmes DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C ou STU-R) Tela de Inventário Utilizando o Menu Report Capítulo 5: Testes Apêndice A: Aplicações...A-1 Configuração do Relógio Primário...A-3 Exemplos para tipos de modelos adequados para aplicativos diferentes...a-4 Caso #1: Aplicativo Básico: G.703 para G A-4 Caso #2: Aplicativo Básico: Nx64K para Nx64K...A-5 Caso #3: Aplicativo Básico: Ethernet para Ethernet...A-6 Caso #4: Aplicativo Básico: G Nx64K para G Nx64K...A-9 Caso #5: Aplicativo Básico: G Ethernet para G Ethernet...A-9 Caso #6: Aplicativo Básico: Nx64K + Ethernet para Nx64K + Ethernet... A-11 Caso #7: Aplicativo Básico: G Nx64K + Ethernet para G Nx64K + Ethernet A-12 Caso #8: Aplicativo Integrado: G.703 para Nx64K (ou Nx64K para G.703)...A-13 Caso #9: Aplicativos Integrados: G.703 para Ethernet (ou Ethernet para G.703)... A-14 Caso #10: Aplicativos Integrados: Nx64K para Ethernet (ou Ethernet para Nx64K)... A-17 Caso #11: Aplicativo Integrado: Nx64K + Ethernet para G.703 (ou G.703 para Nx64K + Ethernet)...A-19 Caso #12: Aplicativo Integrado: G Nx64K para G.703 (ou G.703 para G Nx64K) A-20 Caso #13: Aplicativo Integrado: G Ethernet para G.703 (ou G.703 para G Ethernet) A-21 vi LTPE-UM PT

7 04 de agosto de 2006 Índice Caso #14: Aplicativo Integrado: G Nx64K + Ethernet para G.703 (ou G.703 para G Nx64K + Ethernet)...A-23...A-24 Apêndice B: WorldDSL Download Utility... B-1 Iniciar o Download...B-5 Apêndice C: Especificações...C-1 Interface G.SHDSL...C-1 Interface Nx64k, G.703, Ethernet (modelos STU-C e STU-R)...C-2 G C-2 Nx64k...C-3 Ethernet...C-3 Relógio...C-3 Indicadores de LED...C-3 Campos de Exibição das Telas do Monitor...C-4 Campos de Exibição das Telas de Alarmes...C-6 Campos de Exibição das Telas do Histórico...C-6 Retransmissão de Alarme Mais Importante...C-7 Recursos de Testes...C-7 Especificações Gerais...C-9 Apêndice D: Suporte ao Produto...D-1 Glossário...GL-1 LTPE-UM PT vii

8 Índice 04 de agosto de 2006 viii LTPE-UM PT

9 Lista de Figuras Figura 1-1. Painéis Frontais (WD924GN-1B-01 e WD924GL-1B-01 mostrados) Figure 2-1. Localização dos jumpers P5, P17 e P18 de alimentação da linha Figura 3-1. Pinagens da Porta do Console e do Conector do Terminal de Manutenção Figura 3-2. Tela da senha de logon Figura 3-3. Árvore de Menus (Parte 1) Figura 3-4. Árvore de Menus (Parte 2) Figura 3-5. Barras de menu e de status da tela do console Figura 3-6. Menu Config da tela do console Figura 3-7. Menu Config Date and Time Figura 3-8. Menu Password em Config Figura 3-9. Menu Config Circuit ID Figura 3-10.Menu Config Circuit ID Figura 3-11.Menus Config System Settings Figura 3-12.Menus Config STU-C Interface Figura 3-13.Menu STU-C Interface G.703 Settings Figura 3-14.Menu STU-C Interface Nx64k Settings Figura 3-15.Menu STU-C Ethernet Settings Figura 3-16.Menu Config Alarms Figura 3-17.Menu STU-C Interface Alarms Figura 3-18.Configurar Prompt com Padrões de Fábrica Figura 4-1. Tela de console Main de STU-C/STU-R Figura 4-2. Condições de Cruzamento Figura 4-3. Menu Monitor Figura 4-4. Telas da Interface STU-C Figura 4-5. Tela Monitor DSL Span1 LoopA Figura 4-6. Menu History Figura 4-7. Menu History STU-C Interface Figura 4-8. Tela STU-C Interface 24-Hour History Figura 4-9. Tela STU-C Interface 7-Day History Figura 4-10.Tela STU-C Interface Alarm History Figura 4-11.Menu History DSL Span1 LoopA STU-C Figura 4-12.Tela DSL Span1 LoopA STU-C 24-Hour History Figura 4-13.Tela DSL Span1 LoopA STU-C 7-Day History Figura 4-14.Tela DSL Span1 LoopA STU-C Alarm History Figura 4-15.Tela STU-C and STU-R Inventory Figura 4-16.Menu Report - Full Report Figura 5-1. Tela do menu de teste da STU-C e da STU-R (G.703) LTPE-UM PT ix

10 Lista de Figuras 04 de agosto de 2006 Figura B-1. Tela de boas-vindas do WorldDSL DNL Utility (Instalação)...B-1 Figura B-2. Tela do contrato de licença...b-2 Figura B-3. Tela de informações do cliente...b-2 Figura B-4. Tela da pasta de destino...b-3 Figura B-5. Tela de prontidão para instalação...b-3 Figura B-6. Tela do software de instalação...b-4 Figura B-7. Tela de conclusão da instalação...b-4 Figura B-8. Tela do WorldDSL DNL Utility...B-5 x LTPE-UM PT

11 Lista de Tabelas Tabela 1-1.Modelos WD92xGN e WD92xGL Tabela 1-2.Interfaces de Painel Frontal WD92xGN e WDx92xGL Tabela 1-3.Funções dos LEDs do Painel Frontal Table 2-1. Referência de configurações de alimentação da linha com múltipla voltagem WorldDSL Tabela 3-1.Exibições da barra de status da tela do console Tabela 3-2.Teclas de navegação da tela do console Tabela 3-3.Opções do menu Config e ordem da configuração do sistema Tabela 3-4.Campos e opções no menu Config System Settings Tabela 3-5.Campos e opções no menu Primary Timing Tabela 3-6.Exemplo 1 - Configuração do Relógio Primário Tabela 3-7.Exemplo 2 - Configuração do Relógio Primário Tabela 3-8.Campos e Opções no Menu G.703 Settings Tabela 3-9.Resumo das Opções de Configuração e Remapeamento do Timeslot Tabela 3-10.Campos e Opções nos Menus de Nx64k Settings Tabela 3-11.Campos e Opções no Menu Ethernet Tabela 3-12.Campos no Menu STU-C Interface Alarm Tabela 3-13.Campos no menu DSL Span1 LoopA/LoopB Alarms Tabela 3-14.Configurações do Sistema Padrão de Fábrica Tabela 3-15.Configurações Padrão de Fábrica da STU-C/STU-R para WD924GL-1B Tabela 3-16.Configurações Padrão do Alarme STU-C/STU-R Tabela 3-17.Configurações Padrão do Alarme Span1 LoopA/LoopB DSL Tabela 4-1.Lendo a tela de console Main Tabela 4-2.Campos na Tela de Console Main G Tabela 4-3.Campos na Tela de Console Main Nx64k Tabela 4-4.Campos na Tela de Console Main DSL-A/DSL-B Tabela 4-5.Campos na Tela de Console Main de Alarmes DSL-A/DSL-B Tabela 4-6.Campos na Tela de Console Main LAN Tabela 4-7.Campos nas Telas da Interface do Monitor G Tabela 4-8.Campos das Telas da Interface do Monitor Nx64k Tabela 4-9.Campos das Telas da Interface do Monitor Ethernet Tabela 4-10.Campos nas Telas Monitor DSL Span1 LoopA e DSL Span1 LoopB Tabela 4-11.Dados na Tela STU-C Interface Alarm History (G.703) Tabela 4-12.Dados na Tela STU-C Interface Alarm History (Nx64k) Tabela 4-13.Dados na Tela Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) Alarm History Tabela 4-14.Dados da Tela Inventory LTPE-UM PT xi

12 Lista de Tabelas 04 de agosto de 2006 Tabela 4-15.Tipos de Relatórios Tabela 5-1.Opções de Loop no Menu de Teste Tabela 5-2.Opções BER no Menu de Teste Tabela A-1.Aplicativos Básicos...A-1 Tabela A-2.Aplicativos Integrados...A-1 Tabela A-3.Aplicativos para o WD92x Series...A-2 Tabela A-4.Exemplo 1 - Configuração do Relógio Primário...A-3 Tabela A-5.Exemplo 2 - Configuração do Relógio Primário...A-3 Tabela B-1.Opções de Menu do WorldDSL DSL Utility...B-5 Tabela C-1.Amplitude de Transmissão (utilizando modelos de ruído definidos por G.991.2)...C-1 xii LTPE-UM PT

13 SOBRE ESTE MANUAL INTRODUÇÃO Este manual contém informações de instalação para as unidades das linhas WD92xGN, WD92xGL e ETU-92x da ADC WorldDSL G.SHDSL (consulte Tabela 1-1, Modelos WD92xGN, WD92xGLe ETU-92x, na página 1-1 para obter uma lista completa). As unidades WD92xGN e WD92xGL são unidades SHDSL (rate selectable two-pair highspeed Digital Subscriber Line) que estão em conformidade com a recomendação ITU-T de G para SHDSL (daqui em diante referido como G.SHDSL ). ORGANIZAÇÃO Este manual inclui os seguintes capítulos: Capítulo Capítulo 1: Visão Geral Capítulo 2: Instalação Capítulo 3: Configuração Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Capítulo 5: Testes Apêndice A: Aplicações Apêndice B: WorldDSL Download Utility Apêndice C: Especificações Apêndice D: Suporte ao Produto Glossário Descrição Resume os recursos e as funcionalidades fornecidas nas unidades da linha G.SHDSL da ADC. Fornece procedimentos para instalação de uma placa G.SHDSL. Descreve como configurar uma placa G.SHDSL utilizando um terminal de manutenção conectado à porta do console STU-C. Explica como monitorar o status do sistema G.SHDSL a partir de um terminal de manutenção. Inclui informações sobre itens acessíveis a partir do menu de teste do G.SHDSL, incluindo como executar enlaces e testes de BER. Descreve aplicativos diferentes para o modelos de unidades das linhas WorldDSL WD92xGN e WorldDSL WD92xGL. Descreve o WorldDSL Download Utility e como utilizá-lo para fazer upgrade do firmware da placa G.SHDSL. Resume os requisitos de interface, alimentação e cabeamento das unidades da linha G.SHDSL. Fornece informações sobre como entrar em contato com o grupo de Suporte Técnico da ADC. Define as abreviações e os acrônimos da família de produtos HDSL4 List 5Ax. PÚBLICO-ALVO Este manual é destinado a qualquer um que necessite instalar, operar e manter a linha da ADC de placas de unidades da linha G.SHDSL. CONVENÇÕES As convenções e terminologia de estilo a seguir são utilizadas neste guia. Elemento Significado Fonte em negrito Texto que você deve inserir exatamente como mostrado (p. ex., digite 1 para placa 1), botões do menu (p. ex., ACCEPT SHELF OPTIONS) ou opções de tela do menu (p. ex., tela ALARMS) que você deve selecionar LTPE-UM PT xiii

14 Sobre Este Manual 04 de agosto de 2006 Elemento Significado Fonte em itálico Variáveis que você deve determinar antes de inserir o valor correto (p. ex., Password ) Fonte de monoespaçamento Refere-se aos avisos de tela (p. ex., Senha Inválida... Tente Novamente:.) Alerta do Leitor Significado Alerta sobre informações suplementares IMPORTANTE! Alerta sobre informações suplementares essenciais para a conclusão de uma tarefa Alerta sobre possível dano no equipamento devido a uma descarga eletrostática ATENÇÃO CUIDADO AVISO PERIGO alerta sobre uma possível perda de dados, procedimentos afetando os serviços ou outros problemas semelhantes Alerta que a falha ao realizar ou evitar uma determinada ação pode resultar em danos no hardware ou perda do serviço Alerta que a falha ao realizar ou evitar uma determinada ação pode resultar em danos pessoais CONFORMIDADE EU Este produto obteve a marca CE de conformidade com os requisitos da European Directive 73/23/EEC; O produto mencionado a seguir está em conformidade com a Diretiva de Baixa Voltagem 73/23/EEC para adesão aos requisitos na Diretiva do Conselho 73/23/EEC relacionados ao equipamento elétrico projetado para uso dentro de determinados limites de voltagem e Diretiva de Termo Aditivo 93/68/EEC. Para avaliação de segurança da conformidade com esta Diretiva 73/23/EEC, os seguintes padrões foram aplicados: IEC 60950:1999, EN 60950:2000. INSPECIONANDO SEU EQUIPAMENTO Ao receber o equipamento: Desembale cada contêiner e verifique o conteúdo em busca de sinais de danos. Se o equipamento foi danificado durante o transporte, reporte imediatamente a extensão dos danos para a empresa de transportes e para a ADC. Solicite um equipamento de substituição, se necessário. Verifique a lista do pacote para se certificar do envio de todos os itens listados. Se o pacote não contiver todos os itens ou estiver irregular, entre em contato com a ADC conforme descrito em Apêndice D: Suporte ao Produto na página D-1. Se necessitar armazenar o equipamento por um período prolongado, guarde-o em seu contêiner original. xiv LTPE-UM PT

15 Capítulo 1 VISÃO GERAL INTRODUÇÃO As unidades WD92xGN, WD92xGL e ETU-92x são unidades SHDSL (rate selectable one/two-pair high speed Digital Subscriber Line (SHDSL) que estão em conformidade com a recomendação ITU-T de G para SHDSL (daqui em diante referido como G.SHDSL ). A G.SHDSL de taxa selecionável oferece um intervalo de transmissão estendido e compatibilidade espectral com tecnologias DSL líderes de mercado. Os intervalos de transmissão variam de acordo com a taxa de dados selecionada, tamanho do cabo e ambiente de ruído. Com a G.SHDSL de 2 pares, as taxas de dados estão disponíveis até Mbps. Com a G.SHDSL de 1 par, as taxas de dados estão disponíveis até Mbps. Para obter mais detalhes, consulte Apêndice C: Especificações na página C-1. IMPORTANTE! A utilização deste produto de forma diferente da definida neste guia de instalação pode causar danos ao equipamento ou acidentes. Falls der Gebrauch von diesem Produkt nicht gemaess der Definition im Installations Handbuch eingehalten wird, besteht die Gefahr, dass Schaden am Geraet oder sogar Koerperverletzungen entstehen koennten. Nota: Neste manual, WD92xGNs e WD92xGLs podem representar unidades STU-C e STU-R. STU-C significa G.SHDSL Terminating Unit para CO e STU-R significa G.SHDSL Terminating Unit para Remoto. Para WD92xGN ou WD92xGL, o x representa as diferentes versões (tais como, 921, 924, 920 consulte Tabela 1-1 para obter detalhes). Para o fornecimento de energia em linha, a WD92xGL é capaz de servir como uma STU-C ou uma STU-R com a configuração adequada de jumpers. Entretanto, o firmware permitirá apenas que a STU-C alimente a energia de linha. Se uma WD92xGL for configurada como uma STU-R, o firmware desativará automaticamente a saída de energia de linha. Tabela 1-1. Modelos WD92xGN, WD92xGLe ETU-92x Modelo WD921GN-XX-01 WD924GN-XX-01 WD920GN-1B-01 WD921GN-1B-01 Descrição GS-2P E1 (G.SHDSL-2/Pair e G.703/704) GS-2P E1 + Serial (G.SHDSL-2/Pair, G.703/704 e V35/V36/X21/RS530) GS-2P + ebridge (G.SHDSL-2/Pair e 10/100 Ethernet Bridge) GS-2P E1 + ebridge (G.SHDSL-2/Pair, G.703/704 e 10/100 Ethernet Bridge) WD924GN-1B-01 GS-2P E1 + Serial + ebridge (G.SHDSL-2/Pair, G.703/704, V35/V36/X21/RS530 e 10/ 100 Ethernet Bridge) WD921GL-XX-01 WD924GL-XX-01 WD920GL-1B-01 GS-2P LP E1 (G.SHDSL-2/Pair Line Power e G.703/704) GS-2P LP E1 + Serial (G.SHDSL-2/Pair Line Power, G.703/704 e V35/V36/X21/RS530) GS-2P LP + ebridge (G.SHDSL-2/Pair Line Power e 10/100 Ethernet Bridge) WD921GL-1B-01 GS-2P LP E1 + ebridge (G.SHDSL-2/Pair Line Power, G.703/704 e 10/100 Ethernet Bridge) WD924GL-1B-01 GS-2P LP E1 + Serial + ebridge (G.SHDSL-2/Pair Line Power, G.703/704, V35/V36/X21/ RS530 e 10/100 Ethernet Bridge) LTPE-UM PT 1-1

16 Capítulo 1: Visão Geral 04 de agosto de 2006 ETU-921-XX-01 ETU-924-XX-01 Modem Standalone GS-2P LP E1 (G.SHDSL-2/Pair e G.703/704) Modem Standalone GS-2P LP E1 + Serial (G.SHDSL-2/Pair, G.703/704 e V35/V36/ X21/RS530) ETU-920-1B-01 Modem Standalone GS-2P LP + ebridge (G.SHDSL-2/Pair Line Power e 10/100 Ethernet Bridge) ETU-921-1B-01 Modem Standalone GS-2P LP E1 + ebridge (G.SHDSL-2/Pair, G.703/704 e 10/100 Ethernet Bridge) ETU-924-1B-01 Modem Standalone GS-2P LP E1 + Serial + ebridge (G.SHDSL-2/Pair G.703/704, V35/ V36/X21/RS530 e 10/100 Ethernet Bridge) 1-2 LTPE-UM PT

17 04 de agosto de 2006 Capítulo 1: Visão Geral UNIDADES DE LINHA WD92XGN, WD92XGL E ETU-92X A configuração padrão para os equipamentos WD92xGN e ETU-92x é STU-R. A configuração padrão para WD92xGL é STU-C. Todas as unidades podem operar no modo par único e dois pares, e no modo de aplicativo 1+1. As unidades WD92xGNs, WD92xGLs e ETU-92x aceitam a carga útil do DTE (data terminal equipment) em G.703, porta Nx64k e Ethernet e transportam a carga útil para a unidade remota na taxa de dados DSL selecionada. O tráfego pode ser enviado simultaneamente em todas as três interfaces utilizando a unidade WD924Gx-1B-01. O Office DTE de troca aloca a carga útil para as portas G.703, Nx64k e Ethernet em incrementos de timeslot de 64 kbps cada. O número de timeslots alocados pelo DTE é determinado pela taxa de dados selecionada pelo usuário. A unidade WD92xGN é alimentada por uma fonte de alimentação local de -36V a -72V ou por energia de linha. A unidade WD92xGL fornece energia de linha. Uma unidade WD92xGL possui o mesmo fator de formato que a WD92xGN e pode ser configurada como STU-C ou STU-R. A diferença é que a unidade WD92xGL pode gerar energia de linha ou corrente mínima. As unidades WD92xGN são capazes de finalizar a energia de linha e a energia local. Recursos das Unidades WD92xGN, WD92xGL e ETU-92x Fornece a geração de frames para interface G.703/704 E1 fracionada em codificação HDB3, com detecção e geração de CRC-4 também fornece o modo sem frames para G.703 Fornece porta de dados serial (V.35, V.36, RS-530 ou X.21) com uma interface de taxa kbps Nx64 selecionável Fornece uma interface Ethernet automática de MDI/MDI-X 10/100 Mbps Transmissão G.SHDSL com dois e quatro cabos por diversos loops de teste ETSI até 4608 kbps Relatório de estatísticas de desempenho da G.SHDSL G Relatório de alarmes de interfaces de aplicativos e G.SHDSL LEDs do painel frontal para indicação de status e monitoração de alarmes Operação de loop por meio de terminal inteligente ou painel frontal Testador BER incorporado Suporte ao gerenciamento RS-232 Remapeamento de Timeslot 16 G.703 (consulte Remapeamento de Timeslot 16 G.703 na página 1-4) Relatório de alarmes de interfaces de aplicativos e G.SHDSL Relatório de estatísticas de desempenho da interface E1 G.821 e G.826 Impedância G.703 configurável via software (75 ou 120 ohms). Recursos Adicionais para WD92xGLs de Fornecimento de Energia de Linha Gera/aceita energia de linha Fornece carga de corrente mínima Taxas de Transmissão G.SHDSL Para aplicações de um par, as taxas de dados de carga útil são de 192 kbps a Mbps em incrementos de 64 kbps (ou seja, taxas de dados de carga útil = n x 64 kbps, em que 3<n<36 por enlace). Para aplicações de dois pares, as taxas de carga útil podem variar de 384 kbps a Mbps (6<n<72). A taxa de dados com frame G.SHDSL inclui uma carga geral de geração de frames de 8 kbps. Portanto, a taxa de dados com frames da G.SHDSL é a taxa de dados da carga útil mais 8 kbps, fornecendo a taxa máxima de dados de frame G.SHDSL de Mbps para um aplicativo de 1 par. A taxa de dados de carga útil é gerada por entradas seriais da interface E1, e interfaces Nx64K e Ethernet. A interface E1 é sempre estruturada ou não estruturada por dados de Mbps, com a opção de operação no modo E1 fracionado em que somente os timeslots selecionados são transmitidos pelo canal G.SHDSL. A porta de dados serial Nx64K e a porta Ethernet operam em uma taxa de n x 64 kbps, em que 1<n<72 para o modo de 2 pares e 1<n<32 para o modo de par único. LTPE-UM PT 1-3

18 Capítulo 1: Visão Geral 04 de agosto de 2006 Quando o número de timeslots selecionados em uma interface E1 fracionada (n) for menor que três ou quando o número de portas de dados de 64 kbps selecionadas for < 3, a taxa de dados da carga útil G.SHDSL de 192 kbps será utilizada com um código inativo predeterminado transmitido nos timeslots não utilizados. Remapeamento de Timeslot 16 G.703 A interface G.703 na unidade de linha G.SHDSL pode ser configurada para suportar a sinalização no lado central e no lado remoto. O canal de sinalização de G.703 sempre aparece no timeslot 16; entretanto, algumas vezes, é conveniente ou necessário mover o canal de sinalização para um outro timeslot na interface G.SHDSL. Este processo é referido como um remapeamento do timeslot 16. Condições para Remapeamento do Timeslot 16 Quando a sinalização está ativada para uma configuração com menos de 15 DS0's, o timeslot 16 será remapeado. O remapeamento ocorre para a utilização eficiente da largura de banda. Isto evita o transporte incondicional de timeslots 16 para G.703's fracionais. Se a configuração solicitar por menos de 15 DS0's sem sinalização, o timeslot 16 não é utilizado nem remapeado. Resumo das Opções de Configuração G.703 Uma ampla variedade de configurações estão disponíveis. Uma descrição das opções G.703 disponíveis é fornecida na Tabela 3-8, Campos e Opções no Menu G.703 Settings, na página Nota: O remapeamento do timeslot 16 ocorre somente se o usuário selecionar menos de 15 DS0s no G.703. Interface de Aplicativo Algumas das unidades WD92xGNs, WD92xGLs e ETU-92x possuem uma interface G.703 E1(Tabela 1-2 na página 1-5) que podem ser configuradas para uma impedância de 75 Ω não balanceada ou 120 Ω balanceada. Os dados são estruturados ou não estruturados de acordo com o padrão de geração de frames G.704 e de forma opcional, com múltiplos frames CRC-4 de acordo com o padrão G.706. Algumas das unidades WD92xGNs, WD92xGLs e ETU-92x possuem uma interface de porta de dados serial Nx64k com interfaces seriais selecionáveis pelo usuário em conformidade com os padrões V.35, V.36, X.21 ou RS-530. Se uma unidade WD92xGNs, WD92xGLs e ETU-92x possui uma interface Ethernet, G.703 E1 e Porta de Dados Serial Nx64k, todas as três interfaces podem ser utilizadas para o tráfego. A largura de banda DSL é compartilhada entre as interfaces configuradas. O sistema G.SHDSL é configurado na STU-C por meio de seleções no menu realizadas em um terminal de manutenção. As seleções de menu são aplicadas nas unidades STU-C e STU-R. A unidade STU-C é a que possui a configuração principal. Compatibilidade e Conformidade Estas unidades WorldDSL G.SHDSL são compatíveis somente com outras unidades WorldDSL G.SHDSL semelhantes. Elas foram testadas e estão em conformidade com o requisitos da Recomendação G da ITU. Requisitos de Software Para compatibilidade de utilização total dos recursos disponíveis, as unidades em cada extremidade do circuito (STU-C e STU-R) devem ter a mesma versão de software instalada. Nova Revisão de Hardware Esta revisão de hardware mais recente suporta três portas de interface (G Nx64K serial + Ethernet) funcionando simultaneamente. Ela também permite que o cabo coaxial do condutor externo seja conectado a um chassi aterrado (ou flutuante isolado) para evitar o fluxo de corrente não desejado no circuito G.703 devido à diferença de potencial de aterramento. A revisão de hardware mais recente melhora o desempenho da emissão de condução de energia. 1-4 LTPE-UM PT

19 04 de agosto de 2006 Capítulo 1: Visão Geral PAINÉIS FRONTAIS Os componentes nos painéis frontais das unidades WD92xGNs e WD92xGLs são mostrados na Figura 1-1. Suas interfaces são descritas na Tabela 1-2. Os LEDs do painel frontal são descritos na Tabela 1-3 na página 1-6. LED de alarme I/F LEDs de sincronismo e alarme SHDSL LEDs e botões de loop analógico local e remoto V.24 (RS-232) porta do console Tomadas da ponte G.703 XMT XMT LEDs Ethernet (LNK, 10/100) Figura 1-1. Painéis Frontais (WD924GN-1B-01 e WD924GL-1B-01 mostrados) Tabela 1-2. Interfaces de Painel Frontal WD92xGN e WDx92xGL Item Botão LOC LPBK Botão REM LPBK Porta do console V.24 (RS-232) Tomada G.703 BRG ENET Etiqueta do código de barras (não mostrada na Figura 1-1) Função Ativa o Loop Analógico Local (loop analógico lógico - V.54, loop 3). Após pressionar LOC LPBK, será permitido realizar qualquer teste enquanto o LED SYNC permanecer aceso. O tempo de sincronismo DSL está entre 30 e 40 segundos. Após a liberação do botão LOC LPBK, aguarde até que o LED SYNC pisque e, em seguida, permaneça aceso. Se uma unidade remota for conectada, realize a operação seguinte. Ativa o Loop da interface remota (loop digital remoto V.54, LoopB). Fornece uma interface de comunicação entre a unidade G.SHDSL e um terminal de manutenção VT100. Permite a monitoração do desempenho e a configuração do sistema a partir de menus da tela do console. Fornece acesso à tomada de ponte não invasiva aos sinais de transmissão (XMT) e de recebimento (RCV) em G.703. Permite que as duas cargas úteis G.703 sejam monitoradas a partir do painel frontal. Conexão Ethernet. Fornece a atividade do status de transmissão/recebimento do link da LAN, além do status de conexão 10/100 Mbps. Contém o número de série e o número de peça da unidade, conforme indicado no código de barra e no formato de texto. Também contém o número de configuração da unidade de linha, conforme indicado por CFG: Rnn, em que nn é o número de configuração. Por exemplo, CFG: R07 indicaria o número de configuração 07 da unidade de linha. LTPE-UM PT 1-5

20 Capítulo 1: Visão Geral 04 de agosto de 2006 Tabela 1-3. Funções dos LEDs do Painel Frontal LED Função Modo Descrição SHDSL SYNC Exibe o status da sincronização do Verde constante O loop G.SHDSL está pronto para transmitir e receber dados. loop G.SHDSL. Piscante lento (1) A aquisição do loop G.SHDSL está em andamento. O LED SYNC pisca com intervalos de 0,5 segundos entre aceso e apagado. Piscante Lento (2) Se o sistema estiver no modo 1+1, o LED SYNC de espera pisca com 3 segundos como aceso e 0,5 segundos como apagado para indicar que o sistema está disponível para proteger o loop de trabalho. SHDSL ALM a I/F ALM (a) Exibe status do alarme do loop G.SHDSL. Exibe o status do alarme da porta G.703, porta Nx64k e Ethernet. Vermelho constante Vermelho pulsante Apagado A margem está abaixo do limite configurado (alarme MAL). A atenuação do loop está acima do limite configurado (alarme LAL). A contagem de segundos em erro está acima do limite configurado (alarme ESAL). Perda da palavra de sincronização (alarme LOSW). Pulsa a cada ES no intervalo. Transmissão ou recebimento normal de dados em andamento. Vermelho constante Alarme de perda do sinal (LOS). Alarme do relógio da porta de perda de dados (LDC) devido à perda do relógio TT (Nx64k timing). Vermelho piscante Alarme de perda do relógio externo (LEC) ao utilizar tempo EXT. Alarme de perda do alinhamento do frame (LFA). Alarme do sinal de indicação de alarme remoto (RAI). Alarme do sinal de indicação de alarme recebido (AIS). Vermelho pulsante Pulsa a cada ES na interface E1. Apagado Nenhum alarme de interface. 1-6 LTPE-UM PT

21 04 de agosto de 2006 Capítulo 1: Visão Geral LEDs LOC e REM LPBK b LED LNK LED Função Modo Descrição Exibe o status de loop (LOC) e (REM) local Conexão Ethernet. Fornece a atividade do status de transmissão/ recebimento da LAN. LOC REM Apagado Apagado Nenhum loop está ativo. Amarelo Apagado O Loop Analógico Local está ativo. constante Apagado Amarelo constante O Loop Analógico Remoto está ativo. Amarelo piscante Apagado O loop da interface local está ativo. Amarelo piscante Amarelo piscante Verde constante Verde piscante Apagado LED 10/100 Mbps Verde 100 Mbps 10 Mbps ou 100 Mbps Apagado 10 Mbps SUB-BASTIDORES E GABINETES PARA WD92XGN E WDX92XGL EMS-830 List 2 Sub-bastidor de Central, acesso traseiro aos conectores (P/N ou ). EMS-832 List 2 Exchange Sub-bastidor de Central, acesso frontal aos conectores (P/N ou ). ERE-811 List xx Gabinete para uma posição com fonte de alimentação CA interna (P/N ou posterior). ERE-827 Gabinete de uma posição (P/N ). Um loop fora ao equipamento local está ativo. O link da LAN está ativo. A conexão de LAN ativa possui atividade de transmissão ou recepção. O link da LAN está inativo. a. Para obter informações adicionais sobre a identificação de alarmes, consulte Tela de Console Main na página 4-1. b. Os LEDs de loop LOC e REM são lidos em harmonia. LTPE-UM PT 1-7

22 Capítulo 1: Visão Geral 04 de agosto de 2006 SEGURANÇA E REPARO DO EQUIPAMENTO Segurança Para garantir sua segurança ao realizar manutenção e instalar este equipamento, tome as seguintes precauções: IMPORTANTE! IMPORTANTE! Tome cuidado ao instalar ou modificar linhas de telefone. Voltagens perigosas podem ser apresentadas. Não é recomendada a instalação do cabeamento de telefone durante uma tempestade com raios. Walte Vorsicht beim Installieren oder Ändern von Telefonlinien. Gefährliche Spannungen könnten anliegen. Es ist nicht sicher während eines Gewitters Telefondräte zu installieren. Sempre desconecte todas as linhas de telefone e os cabos de energia antes de realizar manutenção ou desmontar este equipamento. Por motivos de desempenho e segurança, somente as fontes de alimentação, listadas para utilização com equipamento de telefonia, fornecidas por uma empresa reconhecida no mercado, devem ser utilizadas com o equipamento da ADC. Todo o cabeamento externo para o produto deve seguir os códigos do cabeamento local. Bevor Wartung oder Auseinandernehmen des Gerätes müssen immer alle Telefon- und Netzkabel ausgezogen werden. Aus Leistungs- und Sicherheitsgründen sollten nur Netzteile die für Telefongeräte zugeschnitten und von einem renommierten Geschäft vertrieben werden mit ADC Geräten verwendet werden. Alle externen Verdrahtungsarbeiten sollten nach den hiesigen Elektrizitätsvorschriften ausgeführt werden. Reparo do Equipamento Para garantir que o equipamento não seja danificado, observe cuidadosamente o seguinte: Nota: Se um problema foi isolado nesta unidade, não tente repará-lo. Os componentes da unidade não são preparados para manutenção por parte do usuário. Retorne a unidade para a ADC para reparos. Para obter informações adicionais, consulte o Apêndice D: Suporte ao Produto na página D LTPE-UM PT

23 Capítulo 2 INSTALAÇÃO ATENÇÃO Utilize uma faixa de pulso antiestática conectada a um ponto terra ao instalar estas unidades. Evite contatos desnecessários com os componentes da placa. CONFIGURAÇÕES DE ALIMENTAÇÃO DAS UNIDADES WD92XGN E WD92XGL Nota: A configuração dos jumpers de impedância do G.703 é definível por software; nenhum ajuste de hardware precisa ser realizado. Consulte a Figura 3-13, Menu STU-C Interface G.703 Settings, na página A principal diferença entre WD92xGN e WD92xGL e a função de alimentação da linha. A WD92xGL é equipada com a unidade de alimentação de linha (U23) e a WD92xGN não. A WD92xGL pode gerar/finalizar a alimentação de linha configurando os jumpers P17 e P18. Entretanto, a WD92xGN finaliza somente a alimentação da linha. Na Figura 2-1, a seção de configuração do jumper mostra que há três possíveis seleções de alimentação de linha determinadas pelos jumpers P17 e P18. Local Power significa que a unidade recebe alimentação local da entrada CC -48V. Generating Line Power significa que a unidade recebe alimentação local e está utilizando a unidade Line Power equipada (U23) para gerar alta voltagem (120 V ou 160 V) e alimentá-la em duas linhas DSL para fornecer alimentação à unidade remota (STU-R). Terminate Line Power significa que a unidade recebe alimentação das linhas DSL para ligar a unidade. Generating e Terminate funcionam como um complementares. AVISO Para o jumper P5, P17 e P19 (mostrados na figura 2-1), certifique-se de que o jumper esteja definido horizontalmente. Se você colocar o jumper na vertical, ele danificará a placa. Figure 2-1. Localização dos jumpers P5, P17 e P18 de alimentação da linha LTPE-UM PT 2-1

24 Capítulo 2: Instalação 04 de agosto de 2006 Table 2-1. Referência de configurações de alimentação da linha com múltipla voltagem WorldDSL Tipo de G.SHDSL Tipo de G.SHDSL Distância para STU-R Par Único (2 cabos) Par Único (4 cabos) Voltagem da Linha em STU-C (0,4 mm) (0,4 mm) 120 V 0 km a 1,5 km 0 km a 3 km 160 V 0 km a 3 km 0 km a 6 km Notas: 1. Esta tabela tem como base o consumo e a condição limitada de alimentação WD924. A distância não se aplica à taxa DSL limitada. 2. A distância de nível mais alto é sensível ao consumo de alimentação; portanto, ela será diferente para os diversos modelos WorldDSL. 3. Se você conectar o par DSL mais curto que a distância mínima, então o circuito de proteção será ativado para cortar a alimentação. INSTALAÇÃO DAS UNIDADES DE LINHA WD92XGN E WD92XGL Para instalar a WD92xGN e a WD92xGL em uma estante ou gabinete remoto: Step Ação 1 Alinhe a WD92xGN e a WD92xGL com as guias do slot de placa. 2 Coloque a WD92xGN e a WD92xGL nas guias até que elas toquem o conector do painel traseiro. Empurre a unidade em direção ao conector. 3 Aperte os dois parafusos no painel frontal da WD92xGN e da WD92xGL para prender a unidade no lugar. 4 Se estiver utilizando a WD92xGL como uma STU-C, ligue a estante ou o gabinete (consulte Opções do Menu Config na página 3-7). A configuração padrão para WD92xGN é STU-R e para WD92xGL é STU-C. AUTO-TESTE E ATIVAÇÃO DE LINK DSL A unidade configurada como STU-C contém as definições de configuração para ela própria e para a unidade remota configurada como STU-R. Como as duas unidades são sincronizadas, a unidade STU-C configurará a unidade STU-R. Step Ação 1 Ligue a unidade G.SHDSL. 2 Confirme o seguinte: O LED ALM vermelho está aceso e o LED SYNC verde pisca uma vez por segundo conforme as unidades se auto-configuram e estabelecem sincronização. Após, aproximadamente, 60 segundos, o LED ALM vermelho é desligado, e o LED SYNC fica em verde constante. A unidade agora está pronta para configuração utilizando os menus da tela do console exibidos em um terminal de manutenção. Consulte Configuração na página LTPE-UM PT

25 Capítulo 3 CONFIGURAÇÃO Após estabelecer comunicação com a unidade remota, o sistema G.SHDSL pode ser configurado por meio de um terminal de manutenção conectado à porta do console STU-C. Se o link DSL estiver inativo, os únicos parâmetros que podem ser configurados são aqueles em STU-C. CONEXÃO DO TERMINAL DE MANUTENÇÃO Para se conectar a um terminal de manutenção, execute as seguintes etapas. Etapa Ação 1 Conecte um cabo serial padrão da porta COM do terminal de manutenção na porta do console do painel frontal da unidade G.SHDSL. As pinagens da porta do console e dos conectores do terminal de manutenção são mostradas na Figura Maintenance terminal DB-9 Connector (DTE) Console port DB-9 Connector (DCE) DTR (Data Terminal Ready) TD (Transmit Data) RD (Receive Data) GND Maintenance terminal DB-25 Connector (DTE) R1-03 Figura 3-1. Pinagens da Porta do Console e do Conector do Terminal de Manutenção 3 Configure o terminal de manutenção da seguinte forma: Emulação VT100 ou ANSI (se VT100 não estiver disponível) Apague a cadeia de inicialização do modem se suportado pelo terminal Bits por segundo: 4800, 9600 (padrão) ou bps (recomendado) Bits de dados: 8 Paridade: Nenhuma Bits de parada: 1 Controle de Fluxo: Nenhum LTPE-UM PT 3-1

26 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 EFETUANDO LOGIN Para efetuar logon na tela do console do terminal de manutenção, execute as seguintes etapas. Etapa Ação 1 Pressione BARRA DE ESPAÇO várias vezes para exibir a tela Logon Password (Figura 3-2). Figura 3-2. Tela da senha de logon Nota: A senha padrão de fábrica é inserida pressionando a tecla ENTER na teclado do terminal de manutenção. Se você estabelecer uma nova senha (uma palavra, sem espaços, até oito caracteres), você precisa digitar a nova senha sempre que efetuar logon. Para obter informações adicionais, consulte o Configurar Senha na página 3-8. Se o sistema não responder, verifique se o Controle de Fluxo via Hardware do terminal de manutenção está configurado como NENHUM. 2 Digite a senha no prompt e/ou pressione a tecla ENTER. A barra de menus da tela do console é exibida(figura 3-5 na página 3-5). Nota: A unidade configurada por STU-C possui um recurso de travamento que evita que alterações na configuração sejam realizadas na unidade remota. Quando este recurso é ativado, os menus da tela do console visualizados na STU-R são de leitura apenas. EFETUANDO LOGOFF Efetue logoff escolhendo Quit na barra de menus ou desconectando o cabo que conecta o terminal de manutenção à unidade de linha ou desktop. O logoff automático ocorre após 20 minutos de inatividade do teclado. ÁRVORE DO MENU A Figura 3-3 na página 3-3 e a Figura 3-4 na página 3-4 mostram a estrutura de menus para STU-C e STU-R. Os menus variarão dependendo do tipo específico da sua placa. Nota: A árvore de menus reflete a STU-C no Modo de Aplicativo de Dois Pares. Para uma placa STU-R, as opções de menu a seguir não estão disponíveis: Configuration System Settings Power Feed Mode, Line Power Output Voltage, e Remote Console Access Mode. 3-2 LTPE-UM PT

27 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Monitor STU-C Interface DSL Span1 LoopA DSL Span1 LoopB STU-R Interface History STU-C Interface 24 Hr History 7 Day History Alarm History DSL Span1 LoopA STU-C 24 Hr History 7 Day History Alarm History DSL Span1 LoopB STU-C 24 Hr History 7 Day History Alarm History DSL Span1 LoopA STU-R 24 Hr History 7 Day History Alarm History DSL Span1 LoopB STU-R 24 Hr History 7 Day History Alarm History STU-R Interface 24 Hr History 7 Day History Alarm History Clear 24 Hr History Clear 7 Day History Clear Alarm History System Settings Application Mode Unit Role Power Feed Mode Line Power Output Voltage Remote Console Access Mode STU-C Interface Primary Timing G.703 Settings Nx64k Setting Ethernet Setting STU-R Interface Primary Timing G.703 Settings Nx64k Setting Ethernet Setting Figura 3-3. Árvore de Menus (Parte 1) LTPE-UM PT 3-3

28 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Alarms STU-C Interface Alarms Loss of Signal (LOS) Loss of Frame Alignment (LFA) Remote Alarm Indication (RAI) Signal Loss of Data Port Clock (LDC) Loss of External Clock (LEC) DSL Span1 LoopA Alarms Margin Threshold Loop Attenuation Threshold Errored Second Threshold Margin Threshold Crossing (MAL) Loop Attentuation Threshold Crossing (LAL) Errored Second Threshold Crossing (ESAL) Loss of Sync Word (LOSW) DSL Span1 LoopB Alarms Margin Threshold Loop Attenuation Threshold Errored Second Threshold Margin Threshold Crossing (MAL) Loop Attentuation Threshold Crossing (LAL) Errored Second Threshold Crossing (ESAL) Loss of Sync Word (LOSW) STU-R Interface Alarms Loss of Signal (LOS) Loss of Frame Alignment (LFA) Remote Alarm Indication (RAI) Signal Loss of Data Port Clock (LDC) Loss of External Clock (LEC) Figura 3-4. Árvore de Menus (Parte 2) 3-4 LTPE-UM PT

29 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão MENUS DE LEITURA E NAVEGAÇÃO As barras de menus e status aparecem em todas as telas do console. As informações no restante da tela variam dependendo da função do menu ou da tela. A barra de menus exibe o nome de cada menu. A escolha de Monitor, History ou Config na barra de menus abre um menu das opções disponíveis. Quando selecionado, todas as opções no menu drop-down Monitor e a opção Alarm no menu drop-down Config exibem submenus drop-down. A barra de status na parte inferior da tela exibe o ID do circuito, a data e hora atuais, o tipo da unidade e as informações atuais do sistema. Selecione Config na barra de menus da tela do console para inserir ou alterar o ID do circuito e a data e hora atuais. Os itens numerados mostram na Figura 3-5 correspondem aos itens descritos na Tabela 3-1. Barra de Menus Figura 3-5. Barras de menu e de status da tela do console Tabela 3-1. Exibições da barra de status da tela do console Item Campo Descrição 1 Circuit ID Mostra o nome selecionado pelo usuário para o circuito (tal como o nome do cliente). 2 Date and time A data de hoje no formato dd.mm.aaaa. A hora de hoje no formato de 24 horas. 3 Local unit role STU-C ou STU-R. 4 System information Exibe o status do sistema atual. O campo de informações do sistema mostra uma das seguintes: Loop down Pelo menos, um canal DSL configurado está inativo, devido a reinício ou inicialização não concluída. Alarm Uma condição de alarme está ativa atualmente no sistema. No caso de um retorno fazendo com que o loop se torne inativo, alarmes LOSW serão ignorados. Loopback O sistema está em uma configuração de auto-retorno do diagnóstico. System OK Todos os canais DSL configurados no circuito estão ativos, nenhum alarme está presente e a configuração está concluída. Update A atualização do banco de dados está em andamento. LTPE-UM PT 3-5

30 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Teclas de Navegação Utilize as teclas descritas na Tabela 3-2 para navegar pela tela do console e seus menus. Tabela 3-2. Teclas de navegação da tela do console Estas Teclas Teclas alfanuméricas Teclas de seta e Tecla TAB Teclas de seta e BARRA DE ESPAÇO ESC ENTER Realizam esta Função Pressione a letra sublinhada ou destacada para selecionar e abrir um menu da barra de menus. Por exemplo, na barra de menus da tela do Console, pressione C para abrir o menu drop-down Config. Além disso, utilize estas teclas para inserir valores nos campos de texto. Por exemplo, no menu Config Date and Time, digite a data em um formato dd.mm.aaaa. Pressione a tecla de seta para abrir um menu drop-down da tecla do Console e selecionar o item do menu. Por exemplo, pressione em Config para abrir o menu dropdown Config. Em seguida, pressione e para selecionar um item do menu e pressione ENTER para abrir o submenu. Fornece a mesma função que a tecla de seta. Mover horizontalmente pela barra de menus, exceto em um campo de entrada de texto. Seleciona as opções exibidas do item de menu atual. Por exemplo, para selecionar uma Função de Unidade de STU-C ou de STU-R no menu Config: Pressione a tecla para selecionar Systems Settings. Pressione a tecla para selecionar a opção Unit Role. Pressione a BARRA DE ESPAÇOS até que a opção desejada (STU-C ou STU-R) seja selecionada. Pressione ENTER para aplicar a seleção. Sai da tela atual e retorna para a tela anterior. As alterações das seleções realizadas na tela atual são descartadas. Pressione ESC quando o cursor estiver em um campo de texto para cancelar a entrada de texto e restaurar o valor antigo. Aplica a seleção atual. Por exemplo, para selecionar uma taxa de dados DSL no submenu STU-C Interface do Config: Pressione a tecla para selecionar a opção G.703 Settings, Nx64k Settings, ou Ethernet Settings. Pressione ENTER. Pressione a tecla para selecionar a opção Data Rate/ # of TSs. Digite o número desejado de slots de tempo (0 a 31 para G.703 Estruturado, 32 para G.703 Não Estruturado, ou 0 a 72 para Nx64k ou Ethernet). Pressione ENTER para aplicar a seleção. 3-6 LTPE-UM PT

31 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão OPÇÕES DO MENU CONFIG Pressione C na tela do console para exibir o menu Config (Figura 3-6). A Tabela 3-3 lista as opções do menu Config e a ordem sugerida da configuração do sistema. Figura 3-6. Menu Config da tela do console Tabela 3-3. Opções do menu Config e ordem da configuração do sistema Utilize esta Opção Date and Time Password Circuit ID Circuit Name System Settings STU-C Interface STU-R Interface Alarms Para: Configurar a data e hora do sistema. Configurar ou alterar a senha do sistema. Atribuir um ID de circuito. Atribuir um nome de circuito. Selecionar e configurar os parâmetros operacionais em todo o sistema. Selecionar e configurar os parâmetros operacionais específicos da STU-C. Selecionar e configurar os parâmetros operacionais específicos da STU-R. Ativar ou desativar alarmes e selecionar a severidade de alarmes. Observe o seguinte ao configurar um sistema: Configure as definições na ordem especificada na Tabela 3-3. A configuração de System Settings deve ser realizada antes das configurações de STU-C Interface e STU-R Interface. Alterar System Settings pode limpar os valores configurados em STU-C Interface e STU-R Interface. Quando as placas G.SHDSL são reconfiguradas ou reiniciadas, o campo de data é preservado, mas o campo de hora não é preservado. Configure a hora utilizando o menu Date and Time. Quando as placas G.SHDSL são desligadas e assim deixadas por um longo período de tempo (mais de 24 horas, por exemplo), configure a data e a hora utilizando o menu Date and Time, uma vez que nenhum dos valores foi preservado. LTPE-UM PT 3-7

32 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Configurar Data e Hora Etapa Ação 1 No menu drop-down Config, utilize as teclas e para selecionar Date and Time. 2 Pressione ENTER para exibir o menu Config Date and Time (Figura 3-7). Figura 3-7. Menu Config Date and Time 3 Digite a data no formato indicado e, em seguida, pressione ENTER. 4 Digite a hora no formato indicado (a digitação dos segundos é opcional) e, em seguida, pressione ENTER. Configurar Senha Etapa Nota: A senha padrão é inserida pressionando a tecla ENTER no teclado do terminal de manutenção. Ao alterar a senha padrão, grave a nova senha e guarde-a em um local seguro. Entre em contato com o Suporte ao Produto ADC se necessitar de assistência (consulte o Apêndice D: Suporte ao Produto na página D-1). Ação 1 No menu drop-down Config, utilize as teclas e para selecionar Password. 2 Pressione ENTER para exibir o menu Password em Config (Figura 3-8). Figura 3-8. Menu Password em Config 3-8 LTPE-UM PT

33 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Etapa Ação 3 Digite uma nova senha (uma palavra, sem espaços, até oito caracteres) para alterar a senha atual do sistema. 4 Digite novamente a nova senha para confirmar sua precisão e, em seguida, pressione ENTER. Nota: Se você estabelecer uma nova senha, você deve digitar a nova senha e pressionar ENTER sempre que efetuar logon. Para obter informações adicionais, consulte o Efetuando Login na página 3-2. Configurar ID do Circuito O ID do circuito aparece na linha de status de cada tela do console. Escolha um ID de circuito exclusivo para cada circuito G.SHDSL. Etapa Ação 1 No menu drop-down Config, utilize as teclas e para selecionar Circuit ID. 2 Pressione ENTER para exibir o menu Config Circuit ID (Figura 3-9). Figura 3-9. Menu Config Circuit ID 3 Digite o novo ID do circuito (até 23 caracteres) e, em seguida, pressione ENTER. LTPE-UM PT 3-9

34 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Configurar o Nome do Circuito O nome do circuito aparece na linha de status de cada tela do console. Escolha um nome de circuito exclusivo para cada circuito G.SHDSL. Etapa Ação 1 No menu drop-down Config, utilize as teclas e para selecionar Circuit Name. 2 Pressione ENTER para exibir o menu Config Circuit ID (Figura 3-9). Figura Menu Config Circuit ID 3 Digite um novo nome de circuito (até 33 caracteres) e, em seguida, pressione ENTER LTPE-UM PT

35 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Configurar as Definições do Sistema Utilize o menu System Settings para configurar os parâmetros operacionais de todo o sistema. Etapa Ação 1 No menu drop-down Config, utilize as teclas e para selecionar System Settings. 2 Pressione ENTER para exibir o menu Config System Settings (Figura 3-11). Nota: Ao utilizar uma WD92xGN como um STU-C ou uma WD92xGL como uma STU-R, configure primeiro a opção Unit Role. Figura Menus Config System Settings 3 Utilize as teclas e para selecionar cada item a ser alterado. 4 Utilize a BARRA DE ESPAÇO para alternar para a configuração desejada e, em seguida, pressione ENTER para aplicar a configuração. A Tabela 3-16 na página 3-27 descreve os campos e opções exibidas no menu System Settings. Tabela 3-4. Campos e opções no menu Config System Settings Campo e Opções a Application Mode SINGLE Two-Pair Descrição O sistema utiliza um único par de cabo trançado de cobre para o transporte de dados. O sistema utiliza dois pares de cabos trançados de cobre para o transporte de dados LTPE-UM PT 3-11

36 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Campo e Opções a (proteção um mais um) é uma opção quando os dois pares de cabo trançado de cobre é utilizado. Neste modo, os dados E1, Nx64k ou Ethernet são duplicados na DSL A e na DSL B, respectivamente. Quando qualquer loop DSL do par estiver inativo, os serviços E1, Nx64k ou Ethernet serão mantidos quando o tráfego for comutado. A largura de banda máxima de E1, Nx64k ou Ethernet para a operação 1+1 não é mais que 36 x 64 kbps (2304 kbps). Unit Role b STU-C (Padrão é WD92xGL) STU-R (Padrão é WD92xGN) Power Feed Mode None Configura a STU-C (CO) ou a STU-R (Remote). Configura a STU-C (CO). Os parâmetros operacionais em todo o sistema são configurados na STU-C. Configura STU-R (Remote). Os parâmetros operacionais STU-R são geralmente configurados na STU-C (consulte Modo de Acesso ao Console Remoto). Configura o Modo de Alimentação de Energia. Energia de Linha na Corrente Mínima. Descrição Power Energia de Linha está ON nos loops DSL. Wetting A corrente mínima está ativada nos loops DSL LTPE-UM PT

37 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Campo e Opções a Line Power Output Voltage Descrição Configura a voltagem de saída da energia da linha. 120V Configura a voltagem como 120V. 160V Configura a voltagem como 160V. Remote Console Access ALLOW BLOCK Seleciona se um terminal de manutenção conectado a uma STU-R pode ser utilizado para configurar o sistema ou é de leitura apenas. Este campo pode ser configurado apenas na STU-C. As telas do console STU-R podem ser utilizadas para configurar o sistema e executar testes de auto-retorno. As telas do console STU-R são de leitura apenas. Os botões LOC e REM na STU-R são desativados. As alterações no sistema podem ser realizadas somente a partir da STU-C. a. As configurações padrão de fábrica são mostradas em negrito. b. A alteração de Unit Role faz com que a unidade seja reiniciada e os LEDs entre em um ciclo. Efetue logon novamente pressionando a BARRA DE ESPAÇOS diversas vezes. Notas sobre a Configuração do Modo de Fornecimento de Energia 1. Antes de ativar o modo de energia de linha, consulte Configurar as Definições do Sistema na página 3-11 e Figura 3-11 na página 3-11 para verificar a configuração de software adequada, certifique-se de que você tenha as configurações adequadas de jumpers (consulte Figura 2-1 na página 2-1) e de que tenha verificado a configuração de jumper de energia de linha impressa na lado posterior do PCB. 2. Esteja ciente de que a voltagem de linha gerada na STU-C está passando por um ou dois pares de cabos e a voltagem aparecendo na unidade remota pode estar acima da taxa de entrada devido à curta distância (a voltagem de entrada é limitada a 160 VDC). Portanto, configure a voltagem de energia da linha iniciando em 120V e aumentando até que o sistema funcione adequadamente. LTPE-UM PT 3-13

38 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Configurar as Interfaces STU-C e STU-R Configure os parâmetros operacionais relacionados à STU-C e à STU-R da seguinte forma: Etapa Ação 1 No menu drop-down Config, utilize as teclas e para selecionar STU-C Interface. Nota: Os campos e as opções exibidos nos menus de STU-C Interface são idênticos àqueles exibidos nos menus de STU-R Interface. 2 Pressione ENTER para exibir o menu Config STU-C Interface (Figura 3-12). Figura Menus Config STU-C Interface 3 Selecione Primary Timing (Figura 3-12 na página 3-14) e utilize a BARRA DE ESPAÇO para alternar os itens do menu selecionado para a configuração apropriada. Pressione ENTER para aplicar a configuração. Consulte a Tabela 3-5 na página 3-16 para obter os campos e as opções exibidos no menu Primary Timing. Consulte a Tabela 3-8 na página 3-16 para obter os campos e as opções exibidos no menu Data Port. 4 Selecione G.703 Settings, Nx64k Settings ou Ethernet Settings e pressione ENTER (não é necessário para a opção Primary Timing) para exibir o menu G.703 Settings (Figura 3-13 na página 3-15), o menu Nx64k Settings (Figura 3-14 na página 3-15) ou o menu Ethernet Settings (Figura 3-15 na página 3-15). 5 Utilize a BARRA DE ESPAÇO para alternar os itens do menu selecionado para a configuração apropriada. Pressione ENTER para aplicar a configuração. A Tabela 3-8 na página 3-16 descreve os campos e as opções exibidos no menu G.703 Settings. A Tabela 3-10 na página 3-18 descreve os campos e as opções no menu Nx64k Settings (A opção Primary Timing também é descrita). A Tabela 3-11 na página 3-20 descreve os campos e as opções exibidos no menu Ethernet LTPE-UM PT

39 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Figura Menu STU-C Interface G.703 Settings Figura Menu STU-C Interface Nx64k Settings Figura Menu STU-C Ethernet Settings LTPE-UM PT 3-15

40 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Tabela 3-5. Campos e opções no menu Primary Timing Campo e Opções a Descrição Primary Timing Selecione a fonte de relógio para a direção da transmissão DSL. INT Relógio Interno Loop Relógio recuperado dos dados DSL recebidos EXT Relógio externo de MHz (no chassi com EMU) G.703 Relógio de entrada E1 a. As configurações padrão de fábrica são mostradas em negrito. Configuração do Relógio Primário Se o Relógio Primário for INT, G.703, Nx64K ou EXT na STU-C, configure o Relógio Primário como como Loop para a STU-R (consulte a Tabela 3-6 e a Tabela 3-7). Tabela 3-6. Exemplo 1 - Configuração do Relógio Primário Tabela 3-7. Exemplo 2 - Configuração do Relógio Primário Para aplicativos G.703 puros, o Relógio Primário configurado como INT, G.703 ou EXT pode ser utilizado para STU-C e como Loop para STU-R. Campo e Opções a STU-C INT STU-R Tabela 3-8. Campos e Opções no Menu G.703 Settings 3-16 LTPE-UM PT Loop G.703 Loop Nx64K EXT STU-C Loop Loop Loop STU-R INT Loop G.703 Loop Loop Nx64K EXT Descrição Nota: A interface G.703 utiliza o remapeamento do timeslot 16 para configurações com menos de 15 timeslots. Consulte Remapeamento de Timeslot 16 G.703 na página 1-4 para obter detalhes. Frame Structure UNSTRUCT Fornece velocidades de transporte de dados com frame/sem frame. Modo não estruturado. A interface G.703 não possui nenhuma geração de frames e é um fluxo de dados natural de Mbps. O remapeamento do timeslot 16 não é aplicável.

41 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Campo e Opções a STRUCT CRC-4 Mode DISABLED ENABLED Descrição Modo estruturado. A interface G.703 envia e recebe dados em frames, de acordo com o padrão G.704, a 2048 Mbps. O timeslot 16 pode ser utilizado para sinalização. A interface deve ser configurada no modo estruturado para identificar e remapear o timeslot 16. CRC (Cyclic Redundancy Check) para detectar erros nos dados transmitidos. Disponível apenas quando menos de 32 timeslots forem selecionados (unidade no modo de aplicativo estruturado). O modo CRC-4 está desativado. O sinal G.703 de entrada é monitorado para detecção de erros de frames múltiplos CRC-4. Um novo código CRC-4 é gerado para utilização na unidade remota. Os erros detectados são exibidos nas telas da interface de monitoração das unidades STU-C e STU-R. LTPE-UM PT 3-17

42 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Campo e Opções a CAS Mode INSERT PASSTHRU Define como o timeslot 16 é utilizado. Insere códigos de alinhamento de frames múltiplos no timeslot 16. Quando selecionado, o remapeamento do timeslot 16 é ativado. b INSERT é o modo de operação PCM-30. Permite o envio e recebimento transparentes do timeslot 16. Por exemplo, isto pode ser utilizado para transportar a sinalização do canal D por CAS ou ISDN. Quando selecionado, o remapeamento do timeslot 16 é ativado. b IDLE Insere um código inativo definido pelo usuário no timeslot 16. Quando selecionado, o remapeamento do timeslot 16 é ativado. b DISABLED Idle Code Data Rate/# of TSs c d Descrição DISABLED é o modo de operação PCM-31. O modo CAS é automaticamente configurado como DISABLED quando o modo de frame é configurado como não estruturado. No modo de frame estruturado, o usuário pode configurar como DISABLED. Isto define o timeslot 16 como um timeslot de carga útil normal e o remapeamento é desativado. O usuário insere o padrão inativo (de 00 a FF) transmitido em timeslots não utilizados da porta G.703 da unidade STU-C ou STU-R. A configuração padrão de fábrica é FF. Configura a taxa na qual o dados serão transportados. Digitar um valor de timeslot de 0 a 31 no modo estruturado e pressionar ENTER configura a taxa de dados DSL (0 a 1984 kbps). Se Unstructured for selecionado, ou você estiver inserindo o timeslot com valor 32, o timeslot automaticamente assume 2048/ 32. O padrão é 256/4. a. As configurações padrão de fábrica são mostradas em negrito. b. O timeslot 16 será remapeado somente quando o usuário configurar menos de 15 timeslots por carga útil. c. A alteração da Taxa de Dados torna o loop temporariamente inativo. LOSW é indicada até que o loop se estabilize e retorne à operação normal. d. As taxas de carga útil de 64 e 128 kbps selecionadas pelo usuário são transportadas em uma taxa de dados DSL de 192 kbps e a saída do lado cliente da unidade STU-C em uma taxa de carga útil de 64 ou 128 kbps. Tabela 3-9. Resumo das Opções de Configuração e Remapeamento do Timeslot 16 Frame CAS Mode Modo INSERT PASSTHRU IDLE DISABLED STRUCT SIM SIM SIM NÃO UNSTRUCT Tabela Campos e Opções nos Menus de Nx64k Settings Campo e Opções a Interface Type Descrição Selecione o padrão da interface para a porta serial de dados. As opções são: V.35, V.36, X.21 e RS LTPE-UM PT

43 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Campo e Opções a Data Rate/# of TSs b c Transmit Clock Receive Clock Tx/Rx Clks Relation CTS DSR RLSD STANDARD ON (force ON) OFF (force OFF) LL/RL Descrição Configura a taxa na qual os dados serão transportados. Digitar um valor de timeslot de 0 a 72 e pressionar ENTER configura a taxa de dados DSL (0 a 4608 kbps para o modo de 2 pares). A configuração padrão é 256/4. Configura o relógio de transmissão de dados (SD) como Terminal Timing Rising (TT RISING), Terminal Timing Falling (TT FALLING), Send Timing Rising (ST RISING) ou Send Timing Falling (ST FALLING). O relógio de transmissão será sempre TT se Timing Source for Nx64k, exceto para a interface X.21. Configura o relógio de recepção de dados (RD) como Rising Edge (RISING) ou Falling Edge (FALLING). Especifica se o relacionamento dos relógios Tx (transmissão) e Rx (recepção) é SYNCHRONIZED ou INDEPENDENT (flutuante). Especifica um dos três métodos que STU-C/STU-R utiliza para gerar os sinais de controle CTS (Clear to Send), DSR (Data Set Ready) e RLSD (Received Line Signal Detect) para a porta V.35/ V36. A porta V.35/V.36 é configurada via hardware como DCE. Configure cada um destes parâmetros para corresponder os requisitos do aplicativo. O sinal de controle de saída segue os padrões ITU O sinal de controle está sempre ON O sinal de controle está sempre OFF Selecione se STU-C/STU-R responde (ENABLED) ou ignora (DISABLED) os sinais de controle de entrada LL (Local Loopback) e RL (Remote Loopback). O status de desativado (DISABLED) aparece na tela. a. As configurações padrão de fábrica são mostradas em negrito. b. A alteração da Taxa de Dados torna o loop temporariamente inativo. LOSW é indicada até que o loop se estabilize e retorne à operação normal. c. As taxas de carga útil de 64 e 128 kbps selecionadas pelo usuário são transportadas em uma taxa de dados DSL de 192 kbps e a saída do lado cliente da unidade STU-C em uma taxa de carga útil de 64 ou 128 kbps. LTPE-UM PT 3-19

44 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 c.configuração de Tempo V.35 Configuração de Tempo Nx64K (Aplicável para V.35, V.36 e RS-530) A unidade de linha WD92xGx é Nx64K DCE. Primary Timing = Nx64K não pode ser utilizado com uma interface X.21. Primary Timing = INT precisa ser utilizado em uma extremidade para interface X.21 com aplicativos exclusivamente Nx64K. A configuração de Relógio para a interface Nx64K é dividida em duas condições em relação ao relógio de transmissão (TT) Nx64K: 1. Quando o Nx64K (dispositivo externo conectado ao WD92xGX) DTE envia o relógio TT a um WD92xGx, a configuração Nx64K (Primary Timing Source = Nx64K) deve ser: Transmit Clock: TT Falling Receive Clock: Falling TX/RX Clks Relation: Independent Neste caso, os dados de entrada Nx64K (SD) são amostrados pelo relógio de entrada (TT). Como SD está sempre sincronizado com TT, SD será sempre amostrado corretamente (Send Data) Quando o Nx64K DTE não envia o relógio TT para o WD92xGx, o relógio TT não pode ser utilizado para amostrar o SD. Portanto, o SD pode ser amostrado somente pelo ST (sending timing) ou RT (receive timing). Neste caso, a configuração de Nx64K deve ser: Transmit Clock: ST Falling/Rising Receive Clock: Falling TX/RX Clks Relation: Independent ou Transmit Clock: RT Falling/Rising (Nota: No menu do software, é apresentado como ST/TT Falling/Rising - mas possui a mesma função.) Receive Clock: Falling TX/RX Clks Relation: Synchronized Neste caso, escolha sua opção com base nas configurações de Nx64K. Utilize a opção que fornece o melhor desempenho. TX/RX Clks Relation pode ser Synchronized ou Independent com Primary Timing = Loop para interfaces V.35, V.36 e RS-530. Tabela Campos e Opções no Menu Ethernet Campo e Opções a Descrição Auto Negotation Configura a negociação automática (10M e 100M) DISABLED ENABLED Speed Desativa a negociação automática entre 10M e 100M Ativa a negociação automática entre 10M e 100M Configura a velocidade Ethernet 3-20 LTPE-UM PT

45 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão 10M 100M Duplex Half Full Configura a velocidade Ethernet como 10M Configura a velocidade Ethernet como 100M Configurar os dados sendo enviados/recebidos por meio de recursos Configura como half duplex (dados podem ser enviados em uma direção por vez por meio de recursos (ou seja, pares de cabos) Configura como full duplex (dados podem ser enviados e recebidos simultaneamente por meio de recursos (ou seja, pares de cabos) 802.3x Flow Control Controle de fluxo (camada 2) é projetado para diminuir a perda de pacotes. Para otimizar as redes para o tráfego que é sensível à latência, desative o controle de fluxo. DISABLED ENABLED Desativa o controle de fluxo Ativa o controle de fluxo a. As configurações padrão de fábrica são mostradas em negrito. LTPE-UM PT 3-21

46 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Configurar Alarmes Utilize o menu Config Alarms para configurar os parâmetros de alarme das interfaces STU-C e STU-R e os parâmetros de alarme da amplitude DSL. Ao configurar os parâmetros de alarme para STU-Cs e STU-Rs, tenha em mente as seguintes regras: Alarmes menos importantes provocam indicações por meio do LED e são armazenados no histórico. Os relatórios do histórico de alarmes do menu da tela do console são gerados. Alarmes mais importantes provocam indicações por meio do LED, acionam a retransmissão do alarme da unidade de linha e são armazenados no histórico. Os relatórios do histórico de alarmes do menu da tela do console são gerados. Os alarmes mais importantes acionam alarmes externos. A retransmissão do alarme da STU-C é acionado em resposta a um alarme mais importante apenas na STU-C. A retransmissão do alarme da STU-R é acionado em resposta a um alarme mais importante apenas na STU-R. Etapa Ação 1 No menu drop-down Config, utilize as teclas e para selecionar Alarms. 2 Pressione ENTER para exibir o menu Config Alarms(Figura 3-16). Figura Menu Config Alarms 3-22 LTPE-UM PT

47 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Alarmes das Interfaces STU-C e STU-R Etapa Ação 1 No menu Config Alarms (Figura 3-16 na página 3-22), utilize as teclas e para selecionar STU-C Interface Alarms. Nota: Os campos e as opções exibidos nos menus STU-C Interface Alarms são idênticos àqueles exibidos nos menus STU-R Interface Alarms. 2 Pressione ENTER para exibir o menu STU-C Interface Alarms (Figura 3-17). Utilize as teclas e para selecionar o item de menu a ser alterado. Utilize a BARRA DE ESPAÇO para alternar a configuração de alarme apropriada (MINOR, MAJOR ou DISABLED) e, em seguida, pressione ENTER para aplicar a configuração. Figura Menu STU-C Interface Alarms Tabela Campos no Menu STU-C Interface Alarm Campo Loss of Signal (LOS) Loss of Frame Alignment (LFA) Remote Alarm Indication Signal (RAI) Received Alarm Indication Signal (AIS) Loss of Data Port Clock (LDC) Loss of (External) Clock (LEC) Descrição Perda do sinal na entrada de G.703. A configuração padrão é Minor. Perda do alinhamento do quadro na entrada de G.703. A configuração padrão é Minor. Sinal de indicação de alarme remoto recebido na entrada G.703. A configuração padrão é Minor. Sinal de indicação de alarme recebido na entrada G.703. A configuração padrão é Minor. Perda do relógio da porta de dados para a interface Nx64. O relógio é monitorado a cada segundo e o alarme é configurado quando nenhuma atividade for detectada. O alarme é desligado quando a atividade do relógio é retomada. Este alarme não é ativado quando as unidades de linha fornecem tempo ativo ou quando a porta de dados é configurada como 0 timeslots. A configuração padrão é Disabled. Perda do relógio externo quando o tempo EXT é utilizado. O relógio externo foi perdido para o segundo anterior. Este alarme é reconfigurado quando o relógio for novamente ativado. A configuração padrão é Disabled. LTPE-UM PT 3-23

48 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Alarmes Span1 LoopA e LoopB DSL Etapa Ação 1 No menu Alarms (Figura 3-16), utilize as teclas e para selecionar DSL Span1 LoopA Alarms. Nota: Os campos e opções exibidos nos menus Span1 LoopA Alarms são idênticos àqueles exibidos nos menus Span1 LoopB Alarms. 2 Pressione ENTER para exibir o menu DSL Span1 LoopA Alarms. 3 Faça o seguinte para cada opção a ser alterada. Os campos exibidos no menu DSL Span1 LoopA Alarms são descritos em Tabela 3-13 na página Utilize as teclas e para selecionar o item de menu a ser alterado. Digite as configurações desejadas de limite do alarme. Utilize a BARRA DE ESPAÇO para alternar para a configuração de alarme apropriada (MINOR, MAJOR ou DISABLED), em seguida, pressione ENTER para aplicar a configuração. Tabela Campos no menu DSL Span1 LoopA/LoopB Alarms Campo Margin Threshold Loop Attenuation Threshold Errored Second Threshold Margin Threshold Crossing (MAL) Loop Attn. Threshold Crossing (LAL) Errored Second Threshold Crossing (ESAL) Loss of Sync Word (LOSW) Descrições Configura o limite do alarme de margem (de 0 db a 15 db) para medidas de margem de sinal ruído. A configuração padrão é 0 db. Configura o limite do alarme de atenuação do loop (de 0 db a 127 db) para medidas de atenuação do enlace. A configuração padrão é 44 db. Configura o limite do alarme de ES (de 0 a 255) para medidas de ES. A configuração padrão é 70 segundos em erro em um período de 24 horas. Seleciona se o alarme é desativado ou reportado como um alarme secundário ou principal quando a margem é apresentada abaixo da configuração do limite. A configuração padrão é Minor. Seleciona se o alarme é desativado ou reportado como um alarme secundário ou principal quando a atenuação do loop excede a configuração do limite. A configuração padrão é Minor. Seleciona se o alarme é desativado ou reportado como um alarme secundário ou principal quando a contagem secundária errônea de 24 horas excede a configuração do limite. A configuração padrão é Minor. Seleciona se o alarme é desativado ou reportado como um alarme secundário ou principal quando a condição LOSW (loop DSL inativo) ocorrer. A configuração padrão é Major LTPE-UM PT

49 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Configurar Padrões de Fábrica O item Set Factory Defaults no menu Config é o item com o qual todos os parâmetros operacionais podem ser reconfigurados com os padrões de fábrica da ADC (Figura 3-18). Etapa Ação 1 No menu drop-down Config, utilize as teclas e para selecionar Set Factory Defaults. 2 Pressione ENTER para redefinir a configuração da STU-C ou da STU-R com o padrão de fábrica. Uma mensagem de confirmação é exibida na parte inferior da tela: SETTING FACTORY DEFAULTS SERVICE *WILL* BE INTERRUPTED! ARE YOU SURE(Y/N)? 3 Faça um dos seguintes: Pressione N para manter as configurações atuais. Pressione Y para reconfigurar os valores com o padrão de fábrica. O sistema é reconfigurado e ambas as unidades, STU-C e STU-R, passam pelo processo de sincronização. Se os loops estiverem inativos ou no modo de atualização enquanto Set Factory Defaults estiver ativado, somente a unidade local será reiniciada. Figura Configurar Prompt com Padrões de Fábrica Se o enlace DSL estiver Ativo e os Padrões de Fábrica forem executados no console STU-C, os Padrões de Fábrica serão executados para as unidades de linha STU-C e STU-R e as unidades de linha serão reiniciadas. Se o enlace DSL estiver Ativo e os Padrões de Fábrica forem executados no console STU-R, nenhum Padrão de Fábrica na unidade de linha STU-R será executado e a unidade de linha STU-R será reiniciada. LTPE-UM PT 3-25

50 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 As configurações do sistema padrão de fábrica são listadas na Tabela As configurações padrão de fábrica para Primary Timing, Data Rate, G.703, Nx64k e Ethernet são listadas na Tabela As configurações padrão de alarme STU-C e STU-R são listadas na Tabela 3-16 na página As configurações padrão de Span1 LoopA/ LoopB DSL são listadas na Tabela 3-17 na página Tabela Configurações do Sistema Padrão de Fábrica Application Mode Unit Role WD92xGN WD92xGL Power Feed Mode Parâmetro Line Power Output Voltage Remote Console Access Mode Configurações do Sistema Configuração Padrão Two-Pair STU-R STU-C NONE 120V ALLOW Nota: As configurações padrão de fábrica dependem do modelo da placa. Tabela Configurações Padrão de Fábrica da STU-C/STU-R para WD924GL-1B-01 Primary Timing Frame Structure CRC4 Mode CAS Mode Idle Code Impedance Parâmetro Interfaces STU-C/STU-R Configuração Padrão INT Configurações G.703 STRUCT DISABLED DISABLED FF 75 Ohm Data Rate/# of TSs 256K/ LTPE-UM PT

51 04 de agosto de 2006 Capítulo 3: Provisão Configurações Nx64k Interface Type V.36 Data Rate/# of TSs 256K/4 Transmit Clock Receive Clock Tx/Rx Clks Relation CTS/DSR/RLSD LL/RL Configurações Ethernet TT FALLING FALLING INDEPENDENT STANDARD DISABLED Data Rate/# of TSs 256K/4 Auto Negotation Speed Duplex ENABLED 100M FULL 802.3x Flow Control ENABLED Tabela Configurações Padrão do Alarme STU-C/STU-R Loss of Signal (LOS) Interface STU-C/STU-R de Alarmes Loss of Frame Alignment (LFA) MINOR MINOR Remote Alarm Indication Signal (RAI) MINOR Received Alarm Indication Signal (AIS) Loss of Data Port Clock (LDC) Loss of External Clock (LEC) MINOR DISABLED DISABLED Nota: As configurações padrão do alarme dependem do modelo da placa. Tabela Configurações Padrão do Alarme Span1 LoopA/LoopB DSL Margin Threshold Parâmetro Interface STU-C/STU-R de Alarmes Loop Attenuation Threshold Interfaces STU-C/STU-R 0 (db) 44 (db) Errored Seconds Threshold 70 (por período de 24 horas) Margin Threshold Crossing (MAL) Configuração Padrão MINOR LTPE-UM PT 3-27

52 Capítulo 3: Provisão 04 de agosto de 2006 Loop Attenuation Threshold Crossing (LAL) Errored Seconds Threshold Crossing (ESAL) Loss of Sync Word (LOSW) MINOR MINOR MAJOR 3-28 LTPE-UM PT

53 Capítulo 4 MONITORANDO A ATIVIDADE E O DESEMPENHO DO SISTEMA Visualize o status do sistema utilizando um terminal de manutenção ou PC executando um programa de emulação de terminal conectado à porta do console do painel frontal da unidade. TELA DE CONSOLE MAIN A tela de console Main exibe um resumo da configuração do circuito STU-C e STU-R, assim como estatísticas de desempenho e status de alarme para cada interface. Uma opção é fornecida na barra de status para eliminação de todas as estatísticas (dados de desempenho e alarmes) acumuladas nas últimas 24 horas. Pressione M para exibir a tela de console Main da unidade STU-C ou STU-R Figura 4-1. As telas mostram STU-C e STU-R no aplicativo de dois pares. A função básica dos campos circulados em cada figura são explicados na Tabela 4-1 na página 4-2. Consulte também a Tabela 4-2 na página 4-2, a Tabela 4-3 na página 4-3, a Tabela 4-4 na página 4-4, a Tabela 4-6 na página 4-5 e a Tabela 4-6 na página 4-5 para obter valores de G.703, Nx64k, DSL-A/DSL-B, Alarms e LAN da tela de console Main. Figura 4-1. Tela de console Main de STU-C/STU-R LTPE-UM PT 4-1

54 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de 2006 Condições de Cruzamento O sistema detectará condições de cruzamento e ajustará automaticamente a carga útil. É um status exibido no Console Main (exibido pelo x ) não é uma condição de alarme (Figura 4-2). Figura 4-2. Condições de Cruzamento Tabela 4-1. Lendo a tela de console Main Campo Mostra o desempenho de: 1 Interface G.703 da STU-C Interface DSL-A da STU-C 2 Interface DSL-B da STU-C 3 Interface DSL-B da STU-R Interface DSL-A da STU-R Tabela 4-2. Campos na Tela de Console Main G.703 Campo 4 Interface G.703 da STU-R Descrição Configuração do Circuito G.703 Indica o padrão da interface para a Porta PCM K Indica a taxa de dados atual do G.703. Timing EXT Indica a fonte utilizada para sincronização do relógio: Externo de MHz. G.703 Relógio de recebimento da porta do G.703. INT Loop Modo CRC4 Relógio Interno Relógio recuperado dos dados DSL recebidos Indica o estado do modo CRC4 (Ativado/ Desativado). 4-2 LTPE-UM PT

55 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Campo Errored Second (ES) Severely Errored Second (SES) Unavailable Errored Second (UAS) Loss of Signal (LOS) Loss of Frame Alignment (LFA) Received Alarm Indication Signal (AIS) Remote Alarm Indication Signal (RAI) Loss of External Clock (LEC) Desempenho Descrição O número de intervalos de um segundo nos quais ocorreu, pelo menos, uma das seguintes situações: Erros de CRC-4 em um subframe G.703 (definido como um Errored Block). Evento de LOS (Loss of Signal), LFA (Loss of Frame Alignment) ou AIS (Received Alarm Indication Signal). O número de intervalos de um segundo nos quais ocorreu, pelo menos, uma das seguintes situações: EBs (Errored Blocks) com 300 ou mais erros de CRC-4. Evento de LOS, AIS ou LFA. O número de intervalos de um segundo nos quais o loop DSL estava indisponível. Ocorre após 10 contagens SES seguidas. Possíveis Alarmes da Interface STU-C/STU-R Perda do sinal na entrada de G.703. Perda do alinhamento do quadro na entrada de G.703. Sinal de indicação de alarme (todos sem frame) recebidos na entrada G.703. Sinal de indicação de alarme remoto recebido na entrada G.703 (por meio de um bit A). Possíveis Alarmes de Relógio Externo Aplica-se à perda do relógio externo quando o timing EXT é utilizado. O relógio externo foi perdido para o segundo anterior. Este alarme é reconfigurado quando o relógio estiver novamente ativo. Opção da Barra de Status Clear 24-Hour History Limpa todo o histórico de desempenho de 24 horas da tela do console principal. Ative esta função pressionando L. Será solicitado que pressione Y (sim) ou N (não). Tabela 4-3. Campos na Tela de Console Main Nx64k Campo Descrição Configuração do Circuito LTPE-UM PT 4-3

56 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de K Indica a taxa de dados atual do V.36. V.35 / V.36 / X.21 / RS-530 Timing INT EXT Nx64k Loop Indica o padrão da interface para a porta de dados seriais Nx64k. Fonte primária utilizada para sincronização do relógio: Timing Interno MHz Externo Relógio de recebimento da porta de dados serial (de 64 a kbps) Relógio recuperado dos dados DSL recebidos Possíveis alarmes da porta Nx64k Loss of Data Port Clock (LDC) Perda do relógio de entrada (TT) na porta de dados serial (ativado somente se a fonte do timing primário for Nx64k). Possíveis Alarmes de Relógio Externo Loss of External Clock (LEC) Aplica-se à perda do relógio quando o timing EXT (externo) é utilizado. Este alarme é reconfigurado quando o relógio estiver novamente ativo. Opções da Barra de Status Clear 24-Hour History Limpa todo o histórico de desempenho de 24 horas da tela do console principal. Ative esta função pressionando L. Será solicitado que pressione Y (sim) ou N (não). Margin Tabela 4-4. Campos na Tela de Console Main DSL-A/DSL-B Campo Errored Seconds (ES, 24-Hour Count) Severely Errored Seconds (SES, 24-Hour Count) Unavailable Seconds (UAS, 24-Hour Count) Descrição Desempenho Exibe o valor de margem de sinal-ruído do enlace DSL ou exibe o status do enlace (SIG) se o enlace não estiver ativo. O número de intervalos de um segundo nos quais, pelo menos, um erro de CRC4 ou LOSW (Loss of Sync Word) foi detectado no enlace DSL nas últimas 24 horas. O número de intervalos de um segundo nos quais 50 ou mais erros de CRC4 ou um ou mais LOSW (Loss of Sync Word) foi detectado no loop DSL nas últimas 24 horas. O número de intervalos de um segundos nos quais a amplitude DSL estava inativa após 10 SESs seguidos nas últimas 24 horas. 4-4 LTPE-UM PT

57 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Tabela 4-5. Campos na Tela de Console Main de Alarmes DSL-A/DSL-B Campo Margin (MAL) Loop Attenuation Threshold Crossing (LAL) Errored Seconds Threshold Crossing (ESAL) Loss of Sync Word (LOSW) Desempenho Descrição A margem encontra-se abaixo do limite configurado para a interface DSL. A atenuação do enlace foi elevada acima do limite configurado para a interface DSL. A contagem de segundos em erro excedeu o limite configurado para a interface DSL. Perda da palavra de sincronização na interface DSL. Permanece ativo durante o reinício, mas não em uma inicialização a frio. Tabela 4-6. Campos na Tela de Console Main LAN Campo Descrição Configuração do Circuito LAN Indica o padrão da interface para a porta de dados IEEE Ethernet. LAN - Link Indica que o Link Ethernet está conectado. LAN - No Link Indica que o Link Ethernet não está conectado. Auto Indica que a porta de dados Ethernet está configurada no modo Auto Sense. 100M/10M Indica que a porta de dados Ethernet está conectada na velocidade de interface de 100/ 10 Mbps. Full/Half Indica que a porta de dados Ethernet está no modo Full/Half Duplex x Indica que o protocolo de controle de fluxo Layer-2 está ativado para a porta de dados Ethernet. 256 K Indica a largura de banda (kbps) atual da porta de dados Ethernet. Timing Indica a fonte utilizada para sincronização do relógio. INT Timing Interno. LOOP Relógio recuperado dos dados DSL recebidos. MENU MONITOR O menu Monitor contém as seguintes opções: Telas de Interface STU-C e STU-R que exibem a contagem de 24 horas acumulativa de erros na porta G.703 Telas de Interface STU-C e STU-R que exibem os dados e a atividade de relógio e o estado do sinal de controle na porta de dados serial Nx64k. Telas de Interface STU-C e STU-R que exibem estatísticas Ethernet da porta Ethernet. LTPE-UM PT 4-5

58 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de 2006 Tela DSL Span1 LoopA que exibe o desempenho do circuito e contagem de erros na DSL Span1 LoopA nas últimas 24 horas. Tela DSL Span1 LoopB que exibe o desempenho do circuito e contagem de erros na DSL Span1 LoopB nas últimas 24 horas. Provisões nas telas de interface G.703, Ethernet e Nx64K e as telas DSL Span1 LoopA e DSL Span1 LoopB para eliminação de todas as estatísticas (dados de desempenho) acumuladas nas últimas 24 horas. Pressione O na tela do console para exibir o menu Monitor (Figura 4-3). Figura 4-3. Menu Monitor 4-6 LTPE-UM PT

59 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Telas de Interface STU-C e STU-R do Monitor Etapa Ação 1 No menu Monitor (Figura 4-3 na página 4-6), utilize as teclas e para selecionar STU-C Interface. Nota: Os campos exibidos na tela Monitor STU-C Interface são idênticos àqueles exibidos na tela Monitor STU-R Interface (com exceção de que o desempenho é reportado a partir da extremidade STU-R da amplitude DSL). 2 Pressione ENTER para exibir a tela Monitor STU-C Interface (Figura 4-4). 3 Consulte a Tabela 4-7 na página 4-7, Tabela 4-8 na página 4-8 e a Tabela 4-9 na página 4-8 para obter os valores da tela da interface dos monitores G.703, Nx64k e Ethernet. Figura 4-4. Telas da Interface STU-C Tabela 4-7. Campos nas Telas da Interface do Monitor G.703 Campo Clear 24-Hour Statistics Errored Seconds (ES, 24-Hour Count) Severely Errored Seconds (SES, 24-Hour Count) Porta G.703 Descrição Limpa todas as estatísticas das últimas 24 horas na tela da interface do monitor. Ative esta função pressionando L. Será solicitado que pressione Y (sim) ou N (não). O número de intervalos de um segundo nos quais, pelo menos, uma das seguintes situações ocorreu na porta de entrada G.703: Erros de CRC-4 em um subframe G.703 (definido como um Errored Block). LOS (Loss of Signal), LFA (Loss of Frame Alignment) ou AIS (Received Alarm Indication Signal). O número de intervalos de um segundo nos quais, pelo menos, uma das seguintes situações ocorreu na porta de entrada G.703: EBs (Errored Blocks) com 300 ou mais erros de CRC-4. LOS, AIS ou LFA. LTPE-UM PT 4-7

60 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de 2006 Unavailable Seconds (UAS, 24-Hour Count) Bipolar Violations (BPV, 24-Hour Count) Background Block Errors (BBE, 24-Hour Count) Errored Second Ratio (ESR) Severely Errored Second Ratio (SESR) Background Block Error Ratio (BBER) O número de intervalos de um segundo nos quais os sinais de entrada G.703 estavam indisponíveis. Ocorre após 10 contagens SES seguidas. O número de intervalos de um segundo nos quais violações bipolares foram detectadas na porta de entrada G.703 desde que os contadores de erros foram zerados pela última vez. O número de intervalos de um segundo nos quais os EBs continham, pelo menos um, mas menos que 300, erros de CRC4. Não utilizado no contador SES incremental. Proporção de ES sobre o número total de segundos disponíveis no período das últimas 24 horas. Proporção de SES sobre o número total de segundos disponíveis no período das últimas 24 horas. Proporção de EB sobre o número total de subframes G.703 na período das últimas 24 horas. Não inclui a duração de UASs ou SESs. Tabela 4-8. Campos das Telas da Interface do Monitor Nx64k Campo Data & Clk Activity Ctrl Signal State Porta Nx64k Descrição Exibe o status dos sinais de dados e relógio na porta Nx64k em intervalos de um segundo. Os asteriscos (**) indicam uma linha ativa. Os hifens (- -) indicam uma linha inativa. Os campos exibidos são: From DTE: From DCE: TT SD ST RT RD ** ** - - Exibe o status dos sinais de controle na porta Nx64k nos intervalos de um segundo. ON indica uma linha ativa. OFF indica uma linha inativa. Os campos exibidos são: From DTE: From DCE: RTS DTR RL LL CTS DSR RLSD TM OFF OFF OFF OFF OFF OFF ON OFF Tabela 4-9. Campos das Telas da Interface do Monitor Ethernet Campo Descrição Configuração do Circuito Porta Ethernet: Ethernet Link Status Auto Indica que a porta de dados Ethernet está configurada para o modo Auto-Negotiation. 100M/10M Indica que a porta de dados Ethernet está conectada na velocidade de interface de 100/ 10 Mbps. 4-8 LTPE-UM PT

61 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Full/Half Indica que a porta de dados Ethernet está no modo Full/Half Duplex x Indica que o protocolo de controle de fluxo Layer-2 está ativado para a porta de dados Ethernet. Estatísticas Ethernet: Received Frames Number Received Bytes Number Received CRC ERR Number Transmitted Frames Number Transmitted Bytes Number Indica os frames Ethernet recebidos acumulados. Indica os dados Ethernet recebidos acumulados em contagem de bytes. Indica a contagem de erros FCS (Frame CRC check sum) Ethernet acumulados. Indica os frames Ethernet transmitidos acumulados. Indica os dados Ethernet transmitidos acumulados em contagem de bytes. LTPE-UM PT 4-9

62 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de 2006 Telas DSL Span1 LoopA e LoopB do Monitor A tela Monitor DSL Span1 LoopA (Figura 4-5) exibe o desempenho do circuito e contagem de erros nas últimas 24 horas na interface DSL span 1. Os valores na coluna STU-C representam DSL Span1 LoopA como medido para a STU-C. Os valores na coluna STU-R representam DSL Span1 LoopA como medido para a STU-R. Nota: Os campos exibidos na tela Monitor DSL Span1 LoopA são idênticos àqueles exibidos na tela Monitor DSL Span1 LoopA (com a exceção de que o desempenho é reportado a partir da extremidade STU-R da amplitude DSL). No menu Monitor (Figura 4-3 na página 4-6), utilize as teclas e para selecionar DSL Span1 LoopA. Os campos exibidos nas telas Monitor DSL Span1 LoopA e DSL Span1 LoopB são descritos na Tabela Figura 4-5. Tela Monitor DSL Span1 LoopA Tabela Campos nas Telas Monitor DSL Span1 LoopA e DSL Span1 LoopB Campo Clear 24-Hour History Current Margin (db) (MAR) High Margin (db) Low Margin (db) Loop Attenuation (db) (LA) Code Violations (CV, 24-Hour Count) Porta DSL Descrições Limpa todos os dados do histórico de 24 horas na tela Monitor DSL Span1 LoopA. Ative esta função pressionando L. Será solicitado que pressione Y (sim) ou N (não). Indica a SNR (signal-to-noise ratio) atual em db para o enlace DSL. Indica a margem mais alta desde a inicialização ou desde a última limpeza das estatísticas de 24 horas. Indica a menor margem desde a inicialização ou desde a última limpeza das estatísticas de 24 horas. Indica a atenuação atual para o loop DSL da extremidade distante. O intervalo normal de atenuação da pulsação é de 1 a 127 db. O número de erros de CRC4 detectados no enlace DSL nas últimas 24 horas LTPE-UM PT

63 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Campo Errored Seconds (ES, 24-Hour Count) Severely Errored Seconds (SES, 24-Hour Count) Unavailable Seconds (UAS, 24-Hour Count) Loss of Sync. Word Seconds (LOSWS, 24-Hour Count) Loop Tip/Ring Reversal DSL Data Rate/ # of TSs Descrições O número de intervalos de um segundo nos quais, pelo menos, um erro de CRC4 ou LOSW (Loss of Sync Word) foi detectado no enlace DSL nas últimas 24 horas. O número de intervalos de um segundo nos quais 50 ou mais erros de CRC4 ou um ou mais LOSW (Loss of Sync Word) foi detectado no enlace DSL nas últimas 24 horas. O número de intervalos de um segundos nos quais a amplitude DSL estava inativa após 10 SESs seguidos nas últimas 24 horas. O número de intervalos de um segundos nos quais LOSW (Loss of Sync Word) foi detectado no enlace DSL nas últimas 24 horas. Indica se os dois condutores do enlace DSL estão conectados corretamente ou foram trocados. O sistema automaticamente realiza a compensação para reversão de guias de cabos. Indica a taxa de dados e o número de timeslots selecionados na Nx64k/Ethernet da Interface STU-C ou no menu G.703 Settings. MENU HISTORY O menu History contém telas que exibem o histórico de 24 horas, 7 dias e de alarmes das interfaces STU-C, DSL Span1 LoopA e DSL Span1 LoopB STU-C, DSL Span1 LoopA e DSL Span1 LoopB STU-R e STU-R. O menu History inclui a opção para limpar todas as telas de histórico de 24 horas, 7 dias e de alarmes (consulte Limpando as Telas de Históricos na página 4-19). Pressione H na tela do console para exibir o menu History (Figura 4-6). Figura 4-6. Menu History LTPE-UM PT 4-11

64 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de 2006 Menu History STU-C Interface No menu History (Figura 4-6 na página 4-11), utilize as teclas e para selecionar STU-C Interface. Pressione ENTER para exibir o menu History STU-C Interface (Figura 4-7). Esta tela se aplica ao G.703. Figura 4-7. Menu History STU-C Interface Telas do Histórico de 24 Horas da Interface STU-C No menu History STU-C Interface (Figura 4-7), utilize as teclas e para selecionar 24 hr History. Pressione ENTER para exibir a tela STU-C Interface 24-Hour History (Figura 4-8). Esta tela se aplica ao G.703. Nota: Os campos exibidos na tela STU-C Interface 24-Hour History são idênticos àqueles exibidos na tela STU-R Interface 24-Hour History (com exceção de que o desempenho é reportado a partir da extremidade STU-R da amplitude DSL). Figura 4-8. Tela STU-C Interface 24-Hour History 4-12 LTPE-UM PT

65 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema A tela STU-C Interface 24-Hour History contém oito colunas de dados que mostram (da esquerda para a direita): hora inicial de cada intervalo de 15 minutos nos quais as contagens de desempenho são realizadas. número de ES (Segundos Errados) na extremidade STU-C da amplitude DSL para cada intervalo de 15 minutos. número de SES (Segundos Severamente Errados) na extremidade STU-C da amplitude DSL para cada intervalo de 15 minutos. número de UAS (Segundos Indisponíveis) na extremidade STU-C da amplitude DSL para cada intervalo de 15 minutos. número de BBE (Background Block Errors) na extremidade STU-C da amplitude DSL para cada intervalo de 15 minutos. ESR (Errored Seconds Ratio) na extremidade STU-C da amplitude DSL para cada intervalo de 15 minutos. SESR (Severely Errored Seconds Ratio) na extremidade STU-C da amplitude DSL para cada intervalo de 15 minutos. BBER (Background Block Error Ratio) na extremidade STU-C da amplitude DSL para cada intervalo de 15 minutos. A exibição completa consiste de 12 telas, cada uma mostrando 8 intervalos de 15 minutos (2 horas) do histórico de desempenho. Os parâmetros de desempenho na tela STU-C Interface 24-Hour History são definidos na Tabela 4-7 na página 4-7 e na Tabela 4-10 na página Pressione N para visualizar a tela seguinte; P para visualizar as telas anteriores. Tela STU-C Interface 7-Day History No menu History STU-C Interface (Figura 4-7 na página 4-12), utilize as teclas e para selecionar 7 day History. Pressione ENTER para exibir a tela STU-C Interface 7-Day History (Figura 4-9). Esta tela se aplica ao G.703. Nota: Os campos exibidos na tela STU-C Interface 7-Day History são idênticos àqueles exibidos na tela STU-R Interface 7-Day History (com exceção de que o desempenho é reportado a partir da extremidade STU-R da amplitude DSL). Figura 4-9. Tela STU-C Interface 7-Day History A tela STU-C Interface 7-Day History contém oito colunas de dados que mostram (da esquerda para a direita): data de cada dia concluído dentro do período de 7 dias. alguns parâmetros como aqueles na tela STU-C Interface 24-Hour History, com a exceção de que o desempenho de cada parâmetro é reportado como um resumo de 1 dia por um período de 7 dias. LTPE-UM PT 4-13

66 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de 2006 A exibição completa consiste de uma tela mostrando sete períodos de 24 horas do histórico de desempenho. Os parâmetros de desempenho na tela STU-C Interface 7-Day History são definidos na Tabela 4-7 na página 4-7 e na Tabela 4-10 na página Telas do Histórico de Alarmes da Interface STU-C No menu History STU-C Interface (Figura 4-7 na página 4-12), utilize as teclas e para selecionar Alarm History. Pressione ENTER para exibir a tela STU-C Interface Alarm History. Esta tela é mostrada na Figura Nota: Os campos exibidos na tela STU-C Interface Alarm History são idênticos àqueles exibidos na tela STU-R Interface Alarm History (com exceção de que os alarmes são reportados a partir da interface STU-R). As quatro colunas dos dados contidos na tela STU-C Interface Alarm History são descritas na Tabela 4-11 na página 4-14 (G.703) e na Tabela 4-12 na página 4-14 (Nx64k). Se não ocorrer nenhum alarme desde a eliminação dos últimos alarmes, a mensagem "No Alarm Reported" será exibida na linha apropriada. Figura Tela STU-C Interface Alarm History Tabela Dados na Tela STU-C Interface Alarm History (G.703) Coluna Alarme Primeira Ocorrência Última Ocorrência Count Descrição Tipo do alarme: LOS, AIS, LFA, RAI, LDC e LEC Data e hora em que o alarme ocorreu pela primeira vez Data e hora em que o alarme ocorreu pela última vez Número de vezes em que ocorreu o alarme desde que foram limpos pela última vez Tabela Dados na Tela STU-C Interface Alarm History (Nx64k) Coluna Alarm First Occurrence Last Occurrence Count Tipo do alarme: LDC e LEC Descrição Data e hora em que o alarme ocorreu pela primeira vez Data e hora em que o alarme ocorreu pela última vez Número de vezes em que ocorreu o alarme desde que foram limpos pela última vez 4-14 LTPE-UM PT

67 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Nota: Os alarmes nas telas STU-C Interface Alarm History são definidos na Tabela 3-12 na página Menu History DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C ou STU-R) No menu History (Figura 4-7 na página 4-12), utilize as teclas e para selecionar DSL Span1 LoopA/LoopB STU-C or DSL Span1 LoopA/LoopB STU-R. Pressione ENTER para exibir o menu History selecionado (o menu DSL Span1 LoopA STU-C é mostrado na Figura 4-11). Nota: Os campos exibidos nas telas History DSL Span1 LoopA STU-C, com exceção do campo ACPF na tela Alarm History (Figura 4-14 na página 4-18), são idênticos àqueles exibidos nas telas History DSL Span1 LoopA/LoopB STU-C e STU-R. Figura Menu History DSL Span1 LoopA STU-C Telas do Histórico de 24 Horas DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C ou STU-R) No menu History DSL Span1 LoopA (STU-C or STU-R) (Figura 4-11 na página 4-15), utilize as teclas e para selecionar 24 hr History. Pressione ENTER para exibir a tela DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) 24-Hour History (a tela DSL Span1 LoopA STU-C 24-Hour History é mostrada na Figura 4-12). LTPE-UM PT 4-15

68 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de 2006 Figura Tela DSL Span1 LoopA STU-C 24-Hour History 4-16 LTPE-UM PT

69 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema A tela DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) 24-Hour History contém seis colunas de dados que mostram (da esquerda para a direita): a hora inicial de cada intervalo de 15 minutos. número de ES (Segundos Errados) para cada intervalo de 15 minutos. número de SES (Segundos Severamente Errados) para cada intervalo de 15 minutos. número de UAS (Segundos Indisponíveis) para cada intervalo de 15 minutos. número de CV (Violações de Códigos) para cada intervalo de 15 minutos. número de LOSWS (Perda de Palavra de Sincronismo) para cada intervalo de 15 minutos. A exibição completa consiste de 12 telas, cada uma mostrando 8 intervalos de 15 minutos (2 horas) do histórico de desempenho. Pressione N para visualizar a tela seguinte; P para visualizar as telas anteriores. Os parâmetros de desempenho na tela DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) 24-Hour History são definidos na Tabela 4-7 na página 4-7 e na Tabela 4-10 na página Tela de Histórico de 7 Dias DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C ou STU-R) No menu History DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) (Figura 4-11 na página 4-15), utilize as teclas e para selecionar 7 day History. Pressione ENTER para exibir a tela DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) 7-Day History (a tela DSL Span1 LoopA STU-C 7-Day History é mostrada na Figura 4-13). Figura Tela DSL Span1 LoopA STU-C 7-Day History A tela DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) 7-Day History contém seis colunas de dados que mostram (da esquerda para a direita): Data de cada dia concluído dentro do período de 7 dias. Mesmos parâmetros daqueles na tela DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) 24-Hour History, com a exceção de que o desempenho de cada parâmetro é reportado como um resumo de 1 dia por um período de 7 dias. A exibição completa consiste de uma tela mostrando sete períodos de 24 horas do histórico de desempenho. Os parâmetros de desempenho na tela DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) 7-Day History são definidos na Tabela 4-7 na página 4-7 e na Tabela 4-10 na página LTPE-UM PT 4-17

70 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de 2006 Tela do Histórico de Alarmes DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C ou STU-R) No menu History DSL Span1 LoopA (STU-C or STU-R) (Figura 4-11 na página 4-15), utilize as teclas e para selecionar Alarm History. Pressione ENTER para exibir a tela DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) Alarm History (a tela DSL Span1 LoopALoopA STU-C Alarm History é mostrada na Figura 4-14). A Tabela 4-13 na página 4-18 descreve as quatro colunas de dados contidas em cada tela DSL Span1 LoopA/ LoopB (STU-C or STU-R) Alarm History. Se não ocorrer nenhum alarme desde a eliminação dos últimos alarmes, a mensagem "No Alarm Reported" será exibida na linha apropriada. Figura Tela DSL Span1 LoopA STU-C Alarm History Tabela Dados na Tela Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) Alarm History Coluna Alarm First Last Count Descrição Tipo do alarme: MAL, LAL, ESAL e LOSW Data e hora em que o alarme ocorreu pela primeira vez Data e hora em que o alarme ocorreu pela última vez Número de vezes em que ocorreu o alarme desde que foram limpos pela última vez Nota: Os alarmes na tela DSL Span1 LoopA/LoopB (STU-C or STU-R) Alarm History são definidos na Tabela 4-14 na página LTPE-UM PT

71 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Limpando as Telas de Históricos As opções a seguir estão disponíveis no menu History para limpar as telas de histórico de 24 horas, 7 dias ou de alarmes: Clear 24-hr History: limpa os contadores de erros em todas as telas de histórico de 24 horas Clear 7-day History: limpa os contadores de erros em todas as telas de histórico de 7 dias Clear Alarm History: limpa os logs do histórico de alarmes em todas as telas de histórico de alarmes Para limpar as telas de histórico de 24 hora, 7 dias ou de alarmes: Etapa Ação 1 No menu History (Figura 4-6 na página 4-11) selecione as telas de histórico a serem limpas com as teclas e e, em seguida, pressione ENTER. A seguinte mensagem de confirmação é exibida: Clear all of the (24-hour / 7-day / alarm) history data? [Y/N] 2 Faça um dos seguintes: Pressione N para cancelar a operação. Pressione Y para limpar os dados do histórico. TELA DE INVENTÁRIO Pressione I para exibir a tela Inventory para a unidade WD924GL (Figura 4-15). A tela Inventory permite o rastreamento do estado do inventário, serviços e revisão do sistema. A Tabela 4-14 na página 4-19 descreve os dados exibidos em cada tela Inventory. Figura Tela STU-C and STU-R Inventory Tabela Dados da Tela Inventory Campo Network Diagram Unit List # Vendor Product H/W Cfg Descrição Exibe a configuração do circuito STU-C ou STU-R. Exibe a Função da Unidade de STU-C ou STU-R. Exibe o número da lista da unidade Exibe o nome do fabricante do produto. Exibe o número do modelo da STU-C ou da STU-R. Exibe o nível de configuração de hardware da STU-C ou da STU-R. LTPE-UM PT 4-19

72 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de 2006 Campo Serial # Manf Date S/W Ver Days Op Descrição Exibe o número serial exclusivo da STU-C ou da STU-R para rastreamento de inventário e serviços. Exibe a data em que a STU-C ou a STU-R foi fabricada. Exibe a versão do firmware atualmente instalado na STU-C ou na STU-R. Exibe o número de dias em que a unidade está em operação. UTILIZANDO O MENU REPORT O menu Report (Figura 4-16) fornece telas contendo dados de monitoramento de status e desempenho para unidades de linha e remotas, os quais podem ser obtidos por download em um arquivo para análise ou referência futura. A Tabela 4-15 na página 4-21 descreve os três tipos de relatórios fornecidos pelo menu Report. Você pode utilizar seu software de emulação de terminal (HyperTerminal ou Procomm) para capturar para sua impressora o relatório selecionado. Para gerar um relatório, execute as seguintes etapas. Etapa Ação 1 Pressione R para selecionar o menu Report. 2 Pressione a BARRA DE ESPAÇO para selecionar o tipo de relatório (Full, Short ou System Information). 3 Pressione ENTER para gerar o relatório. 4 Finalize o relatório capturado. 5 Pressione CTRL+R para atualizar a tela do menu Report. Figura Menu Report - Full Report 4-20 LTPE-UM PT

73 04 de agosto de 2006 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema Tabela Tipos de Relatórios Full Report Tipo Relatório Resumido Relatório de Informações do Sistema Contém as seguintes informações: Identificações de circuito e unidade Informações do produto Configuração do sistema Estatísticas de desempenho da corrente Histórico de alarmes Histórico de desempenho Identificações de circuito e unidade Informações do produto Configuração do sistema Estatísticas de desempenho da corrente Identificações de circuito e unidade Informações do produto Configuração do sistema LTPE-UM PT 4-21

74 Capítulo 4: Monitorando a Atividade e o Desempenho do Sistema 04 de agosto de LTPE-UM PT

75 Capítulo 5 TESTES Na tela do console principal (Figura 3-5 na página 3-5), pressione T para exibir o menu Test da STU-C e da STU-R (Figura 5-1). Utilize estes menus para executar o loop e os testes BER. Figura 5-1. Tela do menu de teste da STU-C e da STU-R (G.703) As opções de loop do menu Test são listadas na Tabela 5-1 na página 5-1. As opções de teste BER (Bit Error Rate) são listadas na Tabela 5-2 na página 5-2. Os loops permanecem ativos até que o tempo limite transcorra ou a configuração seja alterada. A localização e a direção do loop são indicadas na parte do diagrama de rede do menu de teste pelos caracteres > no vídeo reverso. Os LEDs do loop LOC (front panel local) e REM (remote) são descritos na Tabela 1-3 na página 1-6. Os loops são eliminados se o link DSL for perdido ao executar loops de interface. Tabela 5-1. Opções de loop no Menu de Teste Exibição/Opção Network Diagram Loopback Position STU-C-I/F (consulte a nota a) STU-C-DSL A & B (consulte a nota a) STU-R-DSL A & B STU-R-I/F Loopback Direction Off Descrição Mostra a posição e direção de loop quando ele está ativo. Seleciona uma das quatro possíveis posições de loop: Interface de aplicativo STU-C (G.703, Nx64k). Porta G.SHDSL do STU-C. Porta G.SHDSL do STU-R. Interface de aplicativo STU-R (G.703, Nx64k). Seleciona um dos três modos de direção de loop: Nenhum loop está ativo. LTPE-UM PT 5-1

76 Capítulo 5: Testes 04 de agosto de 2006 Exibição/Opção Network Customer Loopback Timeout None Descrição O loop selecionado em Loopback Position é direcionado ao equipamento de rede conectado ao STU-C. O loop selecionado em Loopback Position é direcionado ao equipamento do cliente conectado ao STU-R. Seleciona um dos três tempos limites de loop: Desativa o cancelamento do tempo limite automático de todos os loops. 20 Mins Cancela automaticamente qualquer loop 20 minutos após inicialização. 2 Hrs Cancela automaticamente qualquer loop 120 minutos após inicialização. Notas: a. Após a execução do loop DSL, é permitida a execução da BER até que o loop DSL seja vinculado. O tempo de vínculo DSL está entre 30 e 40 segundos. b. A Porta Ethernet é Desativada quando os loops da interface são executados com as unidades de linhas configuradas para interface Ethernet. c. O loop é iniciado na DSL1 e na DSL2 em Dois Pares Modo do Aplicativo. Tabela 5-2. Opções BER no Menu de Teste Campo BER Test Stop Start BER Source STU-C STU-R Descrição Seleciona o estado do teste BER. Finaliza o teste atual e retoma a transmissão normal da carga útil. Testes BER anteriores são mantidos para referência na tela. A parada deve ser selecionada para finalizar o teste BER antes de sair da tela. Inicia o teste BER. Quebra o tráfego de carga útil do usuário e insere uma PRBS (pseudo-random bit sequence) que é transmitida da STU-C para a STU-R ou da STU-R para a STU-C (dependendo da seleção da Origem BER). O padrão utilizado é um padrão 2x10 15 conforme definido selecionando novamente esta opção (pressionando a tecla ENTER ) enquanto o teste estiver em execução. Esta entrada reinicializa os valores BER e reinicia o teste. Seleciona a origem do padrão de teste BER. O padrão de teste BER é transmitido da STU-C para a STU-R. O padrão de teste BER é transmitido da STU-R para a STU-C. 5-2 LTPE-UM PT

77 04 de agosto de 2006 Capítulo 5: Testes Detection Status Not Active Syncing In Sync Elapsed Time Bit Errors Campo BER Measurement Descrição Exibe o status atual do detector BER na STU-C. Exibido enquanto a BER não está em execução. Indica que o período de qualificação BER está em andamento (128 bits recebidos são comparados com o PRBS). Indica que o teste BER está em andamento. O medidor BER acumula erros uma vez por intervalo de teste (16 segundos). Em um ambiente de alta ocorrência de erros de bits o intervalo de teste é diminuído e o medidor BER é atualizado a cada segundo. Exibe o tempo de teste decorrido do teste BER. Exibe o número de bits recebidos que não corresponderam com o padrão PRBS. Este campo é atualizado a cada 30 segundos, com um valor mínimo de 255 por atualização. Exibe a taxa de Erros de Bits computada para o teste atual. Este campo é atualizado a cada 16 segundos, conforme é exibido em forma exponencial. O menor valor positivo exibível é 1x Nota: Os loops Lógicos devem ser ativados para a realização do Teste BER. LTPE-UM PT 5-3

78 Capítulo 5: Testes 04 de agosto de LTPE-UM PT

79 Apêndice A APLICAÇÕES Este Apêndice descreve diferentes aplicações dos modelos de unidades de linhas WorldDSL WD92xGN e WD92xGL referidos na Tabela 1-1 na página 1-1. Consulte a Tabela A-1, a Tabela A-2 e a Tabela A-3 para obter uma lista de diferentes aplicações. Este Apêndice descreve exemplos para as diferentes aplicações suportadas nos modelos de unidades de linhas WD92xGN e WD92xGL (em que x = 920, 921 ou 924). As aplicações suportadas são: Aplicações básicas com interfaces semelhantes na STU-C e na STU-R (Tabela A-1). Tabela A-1. Aplicações Básicas Aplicações integradas com interfaces diferentes na STU-C e na STU-R (Tabela A-2). Tabela A-2. Aplicações Integradas STU-C STU-R G.703 G.703 Nx64K Nx64K Ethernet Ethernet G Nx64K G Nx64K G Ethernet G Ethernet Nx64K + Ethernet Nx64K + Ethernet G Nx64K + Ethernet G Nx64K + Ethernet STU-C STU-R G.703 Nx64K G.703 Ethernet Nx64K G.703 Nx64K Ethernet Ethernet G.703 Ethernet Nx64K G.703 G Nx64K G.703 Nx64K + Ethernet G.703 G Ethernet G.703 G.703K + Nx64K + Ethernet G Nx64K G.703 Nx64K + Ethernet G.703 G Ethernet G.703 G Nx64K + Ethernet G.703 LTPE-UM PT A-1

80 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de 2006 Tabela A-3. Aplicações para o WD92x Series Application Case Configurações da Interface STU-C/STU-R #1 G.703 para G.703 #2 Nx64K para Nx64K #3 Ethernet para Ethernet #4 G Nx64K para G Nx64K #5 G Ethernet para G Ethernet #6 Nx64K + Ethernet para Nx64K + Ethernet #7 G Nx64K + Ethernet para G Nx64K + Ethernet #8 G.703 para Nx64K (ou Nx64K para G.703) #9 G.703 para Ethernet (ou Ethernet para G.703) #10 Nx64K + Ethernet (ou Ethernet + Nx64K) #11 Nx64K + Ethernet para G.703 (ou G.703 para Nx64K + Ethernet) #12 G Nx64K para G.703 (ou G.703 para G Nx64K) #13 G Ethernet para G.703 (ou G.703 para G Ethernet) #14 G Nx64K + Ethernet para G.703 (ou G.703 para G Nx64K + Ethernet) A-2 LTPE-UM PT

81 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações Para aplicações básicas (casos do #1 ao #7), consulte a Tabela A-1 na página A-1. Os dados da interface G.703 da STU-C são transmitidos para a interface G.703 da STU-R. Os dados da interface Nx64K da STU-C são transmitidos para a interface Nx64K da STU-R. Os dados da interface Ethernet da STU-C são ligados à interface Ethernet da STU-R. Para aplicações integradas (casos do #8 ao #14), consulte a Tabela A-2 na página A-1. As funções da STU-C e da STU-R podem ser alteradas. Os dados da interface G.703 da STU-C são transmitidos para a interface Nx64K da STU-R (caso #8). Os dados da interface G.703 da STU-C são transmitidos para a interface Ethernet da STU-R (caso #9). Os dados da interface Nx64K da STU-C são transmitidos para a interface Ethernet da STU-R (caso #10). Os dados das interfaces Nx64K e Ethernet da STU-C são transmitidos para a interface G.703 da STU-R (caso #11). Os dados das interfaces G.703 e Nx64K da STU-C são transmitidos para a interface G.703 da STU-R (caso #12). Os dados das interfaces G.703 e Ethernet da STU-C são transmitidos para a interface G.703 da STU-R (caso #13). Os dados das interfaces G.703, Nx64K e Ethernet da STU-C são transmitidos para a interface G.703 da STU-R (caso #14). Configuração do Relógio Primário Se o Relógio Primário for INT, G.703, Nx64K ou EXT na STU-C, configure o Relógio Primário como enlace para a STU-R (consulte a Tabela A-4 e a Tabela A-5). Tabela A-4. Exemplo 1 - Configuração do Relógio Primário STU-C INT STU-R Loop G.703 Loop Nx64K EXT Loop Loop Tabela A-5. Exemplo 2 - Configuração do Relógio Primário STU-C Loop STU-R INT Loop G.703 Loop Loop Nx64K EXT Para aplicações G.703 puras, o Relógio Primário configurado como INT, G.703 ou EXT pode ser utilizado para STU-C e como Loop para STU-R. LTPE-UM PT A-3

82 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de 2006 EXEMPLOS PARA TIPOS DE MODELOS ADEQUADOS PARA APLICAÇÕES DIFERENTES Todas as aplicações e exemplos listadas acima têm como base operações normais. Para requisitos especiais, entre em contato com o engenheiro local de aplicações. É recomendável que o WD92xGL e o WD92xGN sejam utilizados em pares. Caso #1: Aplicativo Básico: G.703 para G.703 A seguir, três exemplos para este caso com tipos de modelos diferentes: 1. WD921 (-XX-01 ou -1B-01) para WD921 (-XX-01 ou -1B-01) 1. A unidade da linha com nome de modelo de extensão XX 01 ou 1B 01 está disponível. 2. A -XX é a unidade da linha sem a placa de interface Ethernet e a -1B é a unidade da linha com a placa de interface Ethernet. 2. WD921 (-XX-01 ou -1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) A-4 LTPE-UM PT

83 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações 3. WD924 (-XX-01 ou -1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) Caso #2: Aplicativo Básico: Nx64K para Nx64K A seguir, um exemplo para este caso com tipos de modelos diferentes: 1. WD924 (-XX-01 ou -1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) LTPE-UM PT A-5

84 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de 2006 Caso #3: Aplicativo Básico: Ethernet para Ethernet Existem seis tipos de aplicações disponíveis para este caso. 1. WD920 (-1B-01) para WD920 (-1B-01) 2. WD920 (-1B-01) para WD921 (-1B-01) A-6 LTPE-UM PT

85 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações 3. WD920 (-1B-01) para WD924 (-1B-01) 4. WD921 (-1B-01) para WD921 (-1B-01) LTPE-UM PT A-7

86 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de WD921 (-1B-01) para WD924 (-1B-01) 6. WD924 (-1B-01) para WD924 (-1B-01) A-8 LTPE-UM PT

87 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações Caso #4: Aplicativo Básico: G Nx64K para G Nx64K A seguir, um exemplo para este caso: 1. WD924 ( -XX-01 ou -1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) Caso #5: Aplicativo Básico: G Ethernet para G Ethernet A seguir, três exemplos para este caso: 1. WD921 ( -1B-01) para WD921 ( -1B-01) LTPE-UM PT A-9

88 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de WD921 ( -1B-01) para WD924 ( -1B-01) 3. WD924 ( -1B-01) para WD924 ( -1B-01) A-10 LTPE-UM PT

89 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações Caso #6: Aplicativo Básico: Nx64K + Ethernet para Nx64K + Ethernet A seguir, um exemplo para este caso: 1. WD924 (-1B-01) para WD924 (-1B-01) LTPE-UM PT A-11

90 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de 2006 Caso #7: Aplicativo Básico: G Nx64K + Ethernet para G Nx64K + Ethernet A seguir, um exemplo para este caso: 1. WD924 (-1B-01) para WD924 (-1B-01) A-12 LTPE-UM PT

91 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações Caso #8: Aplicativo Integrado: G.703 para Nx64K (ou Nx64K para G.703) A seguir, dois exemplos para este caso: 1. WD921 (-XX-01 ou -1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) 2. WD924 (-XX-01 ou -1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) LTPE-UM PT A-13

92 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de 2006 Caso #9: Aplicações Integradas: G.703 para Ethernet (ou Ethernet para G.703) A seguir, seis exemplos para este caso: 1. WD921 (-XX-01 ou -1B-01) para WD920 (-1B-01) 2. WD921 (-XX-01 ou -1B) para WD921 (-1B-01) A-14 LTPE-UM PT

93 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações 3. WD921 (-XX-01 ou -1B-01) para WD924 (-1B-01) 4. WD924 (-XX-01 ou -1-01) para WD920 (-1B-01) LTPE-UM PT A-15

94 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de WD924 (-XX-01 ou -1B-01) para WD921 (-1B-01) 6. WD924 (-XX-01 ou -1B-01) para WD924 (-1B-01) A-16 LTPE-UM PT

95 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações Caso #10: Aplicações Integradas: Nx64K para Ethernet (ou Ethernet para Nx64K) A seguir, três exemplos para este caso: 1. WD924 (-1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) 2. WD924 (-XX-01 ou -1B-01) para WD921 (-1B-01) LTPE-UM PT A-17

96 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de WD924 (-XX-01 ou -1B-01) para WD920 (-1B-01) A-18 LTPE-UM PT

97 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações Caso #11: Aplicativo Integrado: Nx64K + Ethernet para G.703 (ou G.703 para Nx64K + Ethernet) A seguir, dois exemplos para este caso: 1. WD924 (-1B-01) para WD921(-XX-01 ou -1B-01) 2. WD924 (-1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) LTPE-UM PT A-19

98 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de 2006 Caso #12: Aplicativo Integrado: G Nx64K para G.703 (ou G.703 para G Nx64K) A seguir, dois exemplos para este caso: 1. WD924 (-XX-01 ou -1B-01) para WD921 (-XX-01 ou -1B-01) 2. WD924 (-XX-01 ou -1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) A-20 LTPE-UM PT

99 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações Caso #13: Aplicativo Integrado: G Ethernet para G.703 (ou G.703 para G Ethernet) A seguir, quatro exemplos para este caso: 1. WD921 (-1B-01) para WD921 (-XX-01 ou -1B-01) 2. WD921 (-1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) LTPE-UM PT A-21

100 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de WD924 (-1B-01) para WD921 (-XX-01 ou -1B-01) 4. WD924 (-1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) A-22 LTPE-UM PT

101 04 de agosto de 2006 Apêndice A: Aplicações Caso #14: Aplicativo Integrado: G Nx64K + Ethernet para G.703 (ou G.703 para G Nx64K + Ethernet) A seguir, dois exemplos para este caso: 1. WD924 (-1B-01) para WD921 (-XX-01 ou -1B-01) 2. WD924 (-1B-01) para WD924 (-XX-01 ou -1B-01) LTPE-UM PT A-23

102 Apêndice A: Aplicações 04 de agosto de 2006 A-24 LTPE-UM PT

103 Apêndice B WORLDDSL DOWNLOAD UTILITY Nota: O WorldDSL Download Utility (Versão 2.0) é um programa a parte e não está disponível a partir dos menus da tela do console. Esta seção descreve o WorldDSL Download Utility e como utilizá-lo para fazer upgrade do firmware da placa G.SHDSL. O utilitário é um programa que você pode executar em um PC para fazer download do novo firmware para o STU-C ou o STU-R conectando um cabo de interface RS-232 padrão na porta do console V.24 no painel frontal da unidade. Ao utilizar o WorldDSL Download Utility, siga estas regras: Certifique-se de que a unidade de destino na qual o novo firmware deve sofrer upgrade está correta antes de continuar com a instalação. IMPORTANTE! Não desconecte o cabe da interface durante o processo de download. Não interrompa o download após ser iniciado. Não desligue a unidade durante o processo de download. A Figura B-1 abaixo mostra o menu Welcome do WorldDSL Download Utility. Selecione Next para continuar. Figura B-1. Tela de boas-vindas do WorldDSL DNL Utility (Instalação) LTPE-UM PT B-1

104 Apêndice B: WorldDSL Download Utility 04 de agosto de 2006 A Figura B-2 mostra o contrato de licença. Leia e clique em Next. Figura B-2. Tela do contrato de licença A Figura B-3 mostra a tela de informações do cliente. Preencha o seu Nome de Usuário e Organização. Em seguida, clique na opção apropriada sobre quem pode utilizar este aplicativo. Clique em Next. Figura B-3. Tela de informações do cliente B-2 LTPE-UM PT

105 04 de agosto de 2006 Apêndice B: WorldDSL Download Utility A Figura B-4 mostra a tela da pasta de destino. Escolha a localização para instalar este software. Em seguida, clique em Next. Figura B-4. Tela da pasta de destino A Figura B-5 mostra a tela que informa prontidão para instalação. Clique em Install. Figura B-5. Tela de prontidão para instalação LTPE-UM PT B-3

106 Apêndice B: WorldDSL Download Utility 04 de agosto de 2006 A Figura B-5 mostra a tela de instalação. Figura B-6. Tela do software de instalação A Figura B-7 mostra a tela de conclusão da instalação. Clique em Finish. Figura B-7. Tela de conclusão da instalação B-4 LTPE-UM PT

107 04 de agosto de 2006 Apêndice B: WorldDSL Download Utility INICIAR O DOWNLOAD Para iniciar o processo de download, abra o pacote do WorldDSL Utility (Figura B-8). A Tabela B-1 na página B-5 descreve as opções de menu do WorldDSL DNL Utility selecionáveis pelo usuário. Figura B-8. Tela do WorldDSL DNL Utility Tabela B-1. Opções de Menu do WorldDSL DSL Utility Opção File Comm Comm Port Baud Rate Upload Line Unit Descrição Copiar Texto Selecionado Sair Communications Configurar Porta de Comunicação para: De 1 a 12 Configurar Taxa de Transmissão para: Selecione o arquivo para upload a partir de seu PC. O nome do arquivo aparecerá no campo Arquivo do Firmware para Upload. Selecione a Unidade da Linha a sofrer upgrade. LTPE-UM PT B-5