Informática para Gestão de Negócios Linguagem de Programação III. Prof. Me. Henrique Dezani Agenda

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informática para Gestão de Negócios Linguagem de Programação III. Prof. Me. Henrique Dezani dezani@fatecriopreto.edu.br. Agenda"

Transcrição

1 Informática para Gestão de Negócios Linguagem de Programação III Prof. Me. Henrique Dezani Professor Apresentação Agenda Ementa, Objetivo, Conteúdo Programático, Bibliografia, Avaliações Programas e Iniciativas da Microsoft IDE Visual Studio 2010 Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 2 1

2 Professor Mestre Henrique Dezani Graduação em Ciência da Computação Mestrado em Eng. Elétrica (Automação) Doutorando em Eng. Elétrica Experiência na área de programação.net Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 3 Ementa Conceitos básicos do paradigma de programação orientado a objetos; sintaxe da linguagem; classes; objetos; métodos e atributos; instanciação;abstração; encapsulamento; herança; polimorfismo; especificadores de tipos de dados; ponteiros para referência de objetos; expressões; métodos de entrada e saída de dados; classes abstratas; tratamento de exceções; programação para Internet através de applets; plataforma de desenvolvimento de aplicações gráficas (IDE). Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 4 2

3 Objetivos Esta disciplina objetiva ensinar ao aluno conceitos de programação orientada a objetos, utilizando para isto a linguagem de programação mais largamente utilizada dentre as linguagens de programação orientada a objetos existentes na atualidade. A parte prática da disciplina visa dar ao aluno a experiência e confiança necessárias para futuros trabalhos envolvendo linguagens de programação orientadas a objetos. Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 5 Conteúdo Programático Linguagens de Programação.NET Common Language Specification (CLS) Common Language Runtime (CLR) Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) Visual Studio 2010 Criação de Soluções e Projetos Controle de versão utilizando SVN (http://code.google.com/p/fatecriopreto-lp3/) Criação de diretórios e classes Execução e Depuração de Código Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 6 3

4 Conteúdo Programático Introdução e Sintaxe da Linguagem de Programação C# (C sharp) Tipos Primitivos de Dados Diretivas de pré-processamento Sintaxe da linguagem C# Padronização do código Formatação de String Documentação de código Vetores e Matrizes Criação de uma Aplicação Console Instruções de Decisão e Iteração Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 7 Conteúdo Programático Orientação a Objetos utilizando a linguagem C# Classes e objetos; Métodos e atributos; Instanciação e Inicialização de Objetos; Interfaces e classes abstratas; Encapsulamento; Herança e polimorfismo; Especificadores de tipos de dados; Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 8 4

5 Conteúdo Programático Linguagem C# Propriedades Valores e Referências Estruturas Enumerações Coleções Tratamento de Exceções Eventos e Delegates Gerenciamento de Recursos Sobrecarga de Operadores Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 9 Conteúdo Programático Gerenciamento de Dados Sql Server 2008 ADO.NET (ActiveX Data Objects) LinQ (Language Integrated Query) Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 10 5

6 Conteúdo Programático Programação para Internet com ASP.NET Processamento de Página User Controls Web Parts Master Pages Configurações View State Ajax Web Service ASP.NET e WCF Windows Communication Foundation Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 11 Bibliografia Básica STELLMAN, A.; GREENE, J. Use a Cabeça!: C#. Editora Alta Books, 1.ed., Sharp, John. Microsoft Visual C# 2008 Passo a Passo. Editora Bookman, 1.ed., Shepherd, Geoge. Microsoft ASP.NET 3.5 Passo a Passo. Editora Bookman, 1.ed., Complementar GIBBS, M.; WAHLIN, D. Professional ASP.NET AJAX. Editora Alta Books, 1.ed., Eletrônica MSDN. Disponível em: Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 12 6

7 Avaliações A avaliação da aprendizagem será realizada por meio de duas provas e trabalhos. Média = (Provas * 70%) + (Trabalhos * 30%) Para aprovação na disciplina, além do critério de freqüência às aulas (75% presencial), a média final deverá ser maior ou igual a 6,0. Haverão trabalhos semanais e, no começo de cada aula (terça-feira), alunos serão selecionados de forma aleatório para resolver o problema na lousa. Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 13 Certificação Microsoft Fonte: Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 14 7

8 Microsoft Imagine Cup Fonte: Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 15 Microsoft SOL Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 16 8

9 Microsoft SOL Programa da Microsoft que atende a empresas privadas de desenvolvimento de software com até 3 anos no mercado e possuem faturamento inferior a 1.2 milhão de reais. Disponibilização de softwares de desenvolvimento, aplicativos e sistemas operacionais. Microsoft Partner Program (empresas com faturamento maior e mais de 3 anos no mercado) Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 17 X Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 18 9

10 Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 19 Visual Basic C# C++ Common Language Specification (CLS) Visual Basic WPF ASP.NET Web Service ADO.NET & LinQ Silverlight Base Class Library Common Language Runtime (CLR) Sistema Operacional Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 20 10

11 Linguagens de Programação Visual Basic, C# e C++ Interoperabilidade de linguagens Interoperabilidade de linguagem é a capacidade do código em uma determinada linguagem interagir com o código que foi escrito usando uma linguagem de programação diferente. Ajuda a maximizar a reutilização de código e, portanto, melhorar a eficiência do processo de desenvolvimento. Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 21 Module Module1 Sub Main() Dim i As Integer i = 10 If i = 10 Then Console.WriteLine(i) End If For i = 0 To 10 Console.Write(i) Next End Sub End Module VISUAL BASIC Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 22 11

12 using System; using System.Collections.Generic; using System.Linq; using System.Text; namespace ConsoleApplication1 { class Program { static void Main(string[] args) { } } } C# Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 23 Common Language Specification (CLS) Para interagir totalmente com outros objetos independentemente da linguagem em que foram implementados, os objetos devem expor aos chamadores somente os recursos que são comuns a todas as linguagens com as quais eles devem interoperar. Por este motivo, o CLS (Common Language Specification), que é um conjunto de recursos básicos de linguagens necessários para muitos aplicativos, foi definido. Consequentemente, o CLS ajuda a aperfeiçoar e a garantir a interoperabilidade de linguagem definindo um conjunto de recursos nos quais os desenvolvedores podem confiar por estarem disponíveis em uma variedade de linguagens. Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 24 12

13 Microsoft Intermediate Language A compilação transforma o código fonte em Microsoft Intermediate Language (MSIL), que é um conjunto de instruções independentes de CPU o qual pode ser convertido em código nativo com eficiência. O MSIL inclui instruções para carregamento, armazenamento, inicialização e chamada métodos em objetos, e instruções para operações aritméticas e lógicas, fluxo de controle, acesso direto à memória, tratamento de exceção e outras operações. Antes de o código poder ser executado, o MSIL deve ser convertido no código específico da CPU, geralmente por um Compilador Just-In-Time (JIT). Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 25 Microsoft Intermediate Language A compilação JIT converte MSIL para código nativo por demanda no tempo de execução do aplicativo, quando o conteúdo de um assembly é carregado e executado. Compilação JIT leva em consideração o fato que alguns códigos podem nunca ser chamados durante a execução. Em vez de usar tempo e memória para converter todo o MSIL para código nativo, ele converte o MSIL conforme necessário durante a execução e armazena o código nativo resultante na memória para que seja acessível para chamadas subsequentes no contexto desse processo. Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 26 13

14 Base Class Library A biblioteca de classes do.net Framework é uma biblioteca de classes, interfaces e tipos de valor que são incluídos no Microsoft.NET Framework. Esta biblioteca fornece acesso às funcionalidades do sistema e foi projetada para ser a base para a criação de aplicativos, componentes e controles Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 27 Common Language Runtime (CLR) Compiladores e ferramentas expõem as funcionalidades do runtime e permitem que você escreva código que se beneficia desse ambiente de execução gerenciado. Código que você desenvolve com um compilador de linguagem que visa o runtime é chamado código gerenciado; ele se beneficia de recursos como integração entre linguagens, tratamento de exceção entre linguagens, segurança aprimorada, suporte a versionamento e implantação, um modelo simplificado para interação entre componentes, depuração e serviços de perfil Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 28 14

15 Common Language Runtime (CLR) O runtime automaticamente trata de objetos de layout e gerencia referências a objetos, liberando-os quando eles não estão sendo usados. Objetos cujos tempos de vida são gerenciados dessa forma são chamados de dados gerenciados. A coleta de lixo elimina vazamentos de memória e alguns outros erros comuns de programação. Se seu código é gerenciado, você pode usar dados gerenciados, dados não gerenciados ou ambos no seu aplicativo.net Framework. Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 29 Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) Visual Studio 2010 Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 30 15

16 Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) Visual Studio 2010 Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 31 Ambiente de Desenvolvimento Integrado (IDE) Visual Studio 2010 Ling. Prog. III Prof. Me. Henrique Dezani 32 16

Fundament n os s da platafo f rm r a. NE N T André Menegassi

Fundament n os s da platafo f rm r a. NE N T André Menegassi Fundamentos da plataforma.net André Menegassi O que é o.net Framework?.NET é uma plataforma de software para desenvolvimento de aplicações que conecta informações, sistemas, pessoas e dispositivos através

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE AULA 1

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE AULA 1 DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE AULA 1 CAMPUS SANTO ANDRÉ CELSO CANDIDO SEMESTRE 2014 1 Características da Plataforma.NET A plataforma.net Framework 4.0 (.NET 4.0) é uma plataforma de softwares que fornece

Leia mais

Ambiente de Programação Visual. Framework.NET. Prof. Mauro Lopes. Ambiente de Programação Visual Prof. Mauro Lopes

Ambiente de Programação Visual. Framework.NET. Prof. Mauro Lopes. Ambiente de Programação Visual Prof. Mauro Lopes Ambiente de Programação Visual Framework.NET Prof. Mauro Lopes 1-31 13 Objetivos Nesta aula iremos apresentar a tecnologia.net. Ao final desta aula, o aluno terá compreendido a Arquitetura de uma aplicação.net.

Leia mais

Ambiente de Programação Visual. Framework.NET. Prof. Mauro Lopes. Ambiente de Programação Visual Prof. Mauro Lopes

Ambiente de Programação Visual. Framework.NET. Prof. Mauro Lopes. Ambiente de Programação Visual Prof. Mauro Lopes Ambiente de Programação Visual Framework.NET Prof. Mauro Lopes 1-31 16 Objetivos Nesta aula iremos apresentar a tecnologia.net. Ao final desta aula, o aluno terá compreendido a Arquitetura de uma aplicação.net.

Leia mais

19/05/2009. Módulo 1

19/05/2009. Módulo 1 ASP.NET Módulo 1 Objetivo Mostrar os conceitos fundamentais da plataforma Microsoft.Net e suas ferramentas; Apresentar os conceitos fundamentais de aplicações web e seus elementos; Demonstrar de forma

Leia mais

Framework.NET, Microsoft Visual C# 2010 Express e Elementos da Linguagem C#

Framework.NET, Microsoft Visual C# 2010 Express e Elementos da Linguagem C# Linguagem de Programação 3 Framework.NET, Microsoft Visual C# 2010 Express e Elementos da Linguagem C# Prof. Mauro Lopes 1-31 35 Objetivos Nesta aula iremos apresentar a tecnologia.net, o ambiente de desenvolvimento

Leia mais

Introdução ao C# . Visão geral do.net Framework

Introdução ao C# . Visão geral do.net Framework Introdução ao C# Microsoft.NET (comumente conhecido por.net Framework - em inglês: dotnet) é uma iniciativa da empresa Microsoft, que visa uma plataforma única para desenvolvimento e execução de sistemas

Leia mais

Como acompanhar a evolução dos aplicativos? Console >> Desktop >> Web >> Mobile >> Cloud. Como aproveitar o melhor de cada programador?

Como acompanhar a evolução dos aplicativos? Console >> Desktop >> Web >> Mobile >> Cloud. Como aproveitar o melhor de cada programador? Como acompanhar a evolução dos aplicativos? Console >> Desktop >> Web >> Mobile >> Cloud Como aproveitar o melhor de cada programador? Clientes querem tudo pra ontem. Como atender essa necessidade? Microsoft.NET

Leia mais

Parte I Princípios básicos do Microsoft.NET Framework

Parte I Princípios básicos do Microsoft.NET Framework Sumário Parte I Princípios básicos do Microsoft.NET Framework Capítulo 1 A arquitetura da plataforma de desenvolvimento.net Framework.............................. 35 Compilando código-fonte em módulos

Leia mais

Seminário - C# DSO II. Desenvolvimento de Sistemas Orientados a Objetos 2. Equipe: Diorges, Leonardo, Luís Fernando, Ronaldo

Seminário - C# DSO II. Desenvolvimento de Sistemas Orientados a Objetos 2. Equipe: Diorges, Leonardo, Luís Fernando, Ronaldo Seminário - C# DSO II Desenvolvimento de Sistemas Orientados a Objetos 2 Equipe: Diorges, Leonardo, Luís Fernando, Ronaldo Roteiro Breve Histórico Plataforma.NET Características da Linguagem Sintaxe Versões

Leia mais

PADI 2015/16. Aula 1 Introdução à Plataforma.NET

PADI 2015/16. Aula 1 Introdução à Plataforma.NET PADI 2015/16 Aula 1 Introdução à Plataforma.NET 1 Sumário 1. Framework.NET Arquitectura 2. Linguagem C# 2.0 Sintaxe C# vs. Java vs. C++ 3. IDE: MS Visual Studio 2005 ou superior Ferramentas Console/Win

Leia mais

Programando em C# Orientado a Objetos. By: Maromo

Programando em C# Orientado a Objetos. By: Maromo Programando em C# Orientado a Objetos By: Maromo Agenda Módulo 1 Plataforma.Net. Linguagem de Programação C#. Tipos primitivos, comandos de controle. Exercícios de Fixação. Introdução O modelo de programação

Leia mais

ASP.NET. Guia do Desenvolvedor. Felipe Cembranelli. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br

ASP.NET. Guia do Desenvolvedor. Felipe Cembranelli. Novatec Editora. www.novateceditora.com.br ASP.NET Guia do Desenvolvedor Felipe Cembranelli Novatec Editora www.novateceditora.com.br 1 Introdução à plataforma.net A plataforma Microsoft.NET.NET é uma nova plataforma de software para desenvolvimento

Leia mais

Ambientes Visuais. Ambientes Visuais

Ambientes Visuais. Ambientes Visuais Ambientes Visuais Inicialmente, apenas especialistas utilizavam os computadores, sendo que os primeiros desenvolvidos ocupavam grandes áreas e tinham um poder de processamento reduzido. Porém, a contínua

Leia mais

ASP.NET 2.0 e PHP. Autor: Glauber de Almeida e Juarez Fernandes

ASP.NET 2.0 e PHP. Autor: Glauber de Almeida e Juarez Fernandes ASP.NET 2.0 e PHP Autor: Glauber de Almeida e Juarez Fernandes Linguagens pesquisadas ASP.NET 2.0 e PHP. 1 - ASP.NET 2.0 ASP.NET não é nem uma linguagem de programação como VBScript, php, nem um servidor

Leia mais

Principais características

Principais características .Net Framework O que é.net? Proprietário da Microsoft Versão simplificada para Linux Versão compacta para dispositivos móveis Plataforma de desenvolvimento e execução Interface com usuário, conectividade

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CAPÍTULO 2 ESTRUTURA BÁSICA DE UM PROGRAMA EM C#

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CAPÍTULO 2 ESTRUTURA BÁSICA DE UM PROGRAMA EM C# LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CAPÍTULO 2 ESTRUTURA BÁSICA DE UM PROGRAMA EM C# 2.1 Apresentação Já reconhecemos que um programa de computador nada mais é do que um conjunto de instruções escritas

Leia mais

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto

Programação para Dispositivos Móveis Aula 1. Prof. William Yamamoto Programação para Dispositivos Móveis Aula 1 Prof. William Yamamoto Visual Studio É uma ferramenta de desenvolvimento completa que atende praticamente a todas as plataformas de desenvolvimento, como: Web

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - CETEC. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico ETEC PROF. MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO Habilitação Profissional: TÉCNICA DE NÍVEL MÉDIO DE TÉCNICO

Leia mais

Linguagem de Programação Procedural (VB) Prof. MSc Eng Marcelo Bianchi AULA 01 - INTRODUÇÃO AO VB

Linguagem de Programação Procedural (VB) Prof. MSc Eng Marcelo Bianchi AULA 01 - INTRODUÇÃO AO VB Linguagem de Programação Procedural (VB) Prof. MSc Eng Marcelo Bianchi AULA 01 - INTRODUÇÃO AO VB Visão Geral do Visual Basic.NET Conceitos Básicos Antes de codificar um programa dentro do Visual Studio

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec ETEC PAULINO BOTELHO Código: 091 Município: SÃO CARLOS Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática para

Leia mais

Linguagem de Programação Orientada a Objeto. Introdução a Orientação a Objetos Professora Sheila Cáceres

Linguagem de Programação Orientada a Objeto. Introdução a Orientação a Objetos Professora Sheila Cáceres Linguagem de Programação Orientada a Objeto Introdução a Orientação a Objetos Professora Sheila Cáceres Introdução a Orientação a Objetos No mundo real, tudo é objeto!; Os objetos se relacionam entre si

Leia mais

Professor: Douglas Sousa Cursos de Computação

Professor: Douglas Sousa Cursos de Computação Linguagem de Programação C# Professor: Douglas Sousa Cursos de Computação Agenda Conceitos Básicos; Principais Características; Visual Studio; Meu Primeiro Programa; A Linguagem C#; Sistemas de Tipos;

Leia mais

FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA O DESENVOLVIMENTO EM C#

FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA O DESENVOLVIMENTO EM C# FERRAMENTAS NECESSÁRIAS PARA O DESENVOLVIMENTO EM C# Camila Sanches Navarro 1,2, Willian Magalhães 2 ¹Universidade paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil sanchesnavarro@gmail.com wmagalhaes@unipar.br

Leia mais

PARTE I A Linguagem C#

PARTE I A Linguagem C# PARTE I A Linguagem C# Capítulo 1, C# 3.0 e o.net 3.5 Capítulo 2, Iniciando: Hello World Capítulo 3, Fundamentos da Linguagem C# Capítulo 4, Classes e Objetos Capítulo 5, Herança e Polimorfismo Capítulo

Leia mais

PROGRAMAÇÃODE COMPUTADORES I:C# LuizHenriqueC.Corêa

PROGRAMAÇÃODE COMPUTADORES I:C# LuizHenriqueC.Corêa PROGRAMAÇÃODE COMPUTADORES I:C# LuizHenriqueC.Corêa INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO PROGRAMAÇÃODE COMPUTADORES I:C# LuizHenriqueC.Corêa INFORMAÇÃOECOMUNICAÇÃO Autor Luiz Henrique C. Corrêa Profissional com mais

Leia mais

Conheça mais da Caelum. Cursos Online www.caelum.com.br/online. Casa do Código. Blog Caelum blog.caelum.com.br

Conheça mais da Caelum. Cursos Online www.caelum.com.br/online. Casa do Código. Blog Caelum blog.caelum.com.br Conheça mais da Caelum. Cursos Online www.caelum.com.br/online Casa do Código Livros para o programador www.casadocodigo.com.br Blog Caelum blog.caelum.com.br Newsletter www.caelum.com.br/newsletter Facebook

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Técnico Etec: Monsenhor Antonio Magliano Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de

Leia mais

Microsoft.NET. Grupo: Eduardo Getassi Maicon Lima Rodrigo Cunha

Microsoft.NET. Grupo: Eduardo Getassi Maicon Lima Rodrigo Cunha Microsoft.NET Grupo: Eduardo Getassi Maicon Lima Rodrigo Cunha Microsoft.NET Introdução ao CLR.NET WebServices FrameWork.NET MVC WebForms Linguagens.NET Versões Visual Studio ADO.NET INTRODUÇÃO Metodologia

Leia mais

Guia do Programador Joel Saade

Guia do Programador Joel Saade C# Guia do Programador Joel Saade Novatec Copyright 2011 da Novatec Editora Ltda. Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 9.610 de 19/02/1998. É proibida a reprodução desta obra, mesmo parcial,

Leia mais

Alfamídia Programação: Desenvolvendo com C#

Alfamídia Programação: Desenvolvendo com C# Alfamídia Programação: Desenvolvendo com C# Todos os direitos reservados para Alfamídia Prow AVISO DE RESPONSABILIDADE As informações contidas neste material de treinamento são distribuídas NO ESTADO EM

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2015 Etec Ensino Técnico Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: Técnico em Informática para

Leia mais

Ambiente Visual para o Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos

Ambiente Visual para o Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos Ambiente Visual para o Desenvolvimento de Jogos Eletrônicos Diego Cordeiro Barboza 1, Júlio César da Silva 2 1 UNIFESO, Centro de Ciências e Tecnologia, Curso de Ciência da Computação, diego.cbarboza@gmail.com

Leia mais

É uma das linguagens de programação que fazem parte da Plataforma.NET (em inglês: dotnet) criada pela Microsoft (Microsoft.NET).

É uma das linguagens de programação que fazem parte da Plataforma.NET (em inglês: dotnet) criada pela Microsoft (Microsoft.NET). C ( C-Sharp ) LPI 1. A Plataforma.NET (em inglês: dotnet) Visão Geral C é uma linguagem de programação. É uma das linguagens de programação que fazem parte da Plataforma.NET (em inglês: dotnet) criada

Leia mais

Esta dissertação apresentou duas abordagens para integração entre a linguagem Lua e o Common Language Runtime. O objetivo principal da integração foi

Esta dissertação apresentou duas abordagens para integração entre a linguagem Lua e o Common Language Runtime. O objetivo principal da integração foi 5 Conclusão Esta dissertação apresentou duas abordagens para integração entre a linguagem Lua e o Common Language Runtime. O objetivo principal da integração foi permitir que scripts Lua instanciem e usem

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CAPÍTULO 1 APRESENTANDO O C#

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CAPÍTULO 1 APRESENTANDO O C# LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CAPÍTULO 1 APRESENTANDO O C# 1.1 - Apresentação Quando fazemos nossas compras em um supermercado, é comum encontrarmos um código de barras impresso nos produtos expostos

Leia mais

Técnicas de Programação II

Técnicas de Programação II Técnicas de Programação II Apresentação da Disciplina Edirlei Soares de Lima Objetivos da Disciplina Apresentar os principais conceitos da orientação a objetos; Capacitar o

Leia mais

Etec Monsenhor Antonio Magliano. Plano de Trabalho Docente 2014. Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em Informática

Etec Monsenhor Antonio Magliano. Plano de Trabalho Docente 2014. Habilitação Profissional: Técnica de Nível Médio de Técnico em Informática Etec Monsenhor Antonio Magliano Plano de Trabalho Docente 2014 Etec: Monsenhor Antonio Magliano Ensino Técnico Código: 088 Município: Garça Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional:

Leia mais

A interface do Microsoft Visual Studio 2005

A interface do Microsoft Visual Studio 2005 Tarefa Orientada 1 A interface do Microsoft Visual Studio 2005 Objectivos: Introdução à framework.net Iniciar o Visual Studio 2005. Criar um novo projecto de Windows Forms em Visual Basic Introdução à

Leia mais

Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola Politécnica. MBA em Engenharia de Computação Avançada (MBCA)

Universidade Federal do Rio de Janeiro. Escola Politécnica. MBA em Engenharia de Computação Avançada (MBCA) Universidade Federal do Rio de Janeiro Escola Politécnica MBA em Engenharia de Computação Avançada (MBCA) Programação Paralela utilizando o.net Framework 4 Autor: Martius Eduardo Rodriguez Disciplina:

Leia mais

Microsoft.NET. Desenvolvimento Baseado em Componentes

Microsoft.NET. Desenvolvimento Baseado em Componentes Microsoft.NET Lirisnei Gomes de Sousa lirisnei@hotmail.com Jair C Leite jair@dimap.ufrn.br Desenvolvimento Baseado em Componentes Resolução de problemas específicos, mas que podem ser re-utilizados em

Leia mais

Framework.NET. Linguagem de Programação III. Mauro Lopes Carvalho Silva. Professor EBTT DAI Departamento Acadêmico de Informática Campus Monte Castelo

Framework.NET. Linguagem de Programação III. Mauro Lopes Carvalho Silva. Professor EBTT DAI Departamento Acadêmico de Informática Campus Monte Castelo Linguagem de Programação III Mauro Lopes Carvalho Silva Professor EBTT DAI Departamento Acadêmico de Informática Campus Monte Castelo Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Maranhão Linguagem

Leia mais

Treinar - Cursos e Treinamentos C# Módulo I. Carga horária: 32 Horas

Treinar - Cursos e Treinamentos C# Módulo I. Carga horária: 32 Horas Treinar - Cursos e Treinamentos C# Módulo I Carga horária: 32 Horas Pré-requisito: Para que os alunos possam aproveitar este treinamento ao máximo, é importante que eles tenham participado dos treinamentos

Leia mais

Aula 01: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express

Aula 01: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express Aula 01: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express EMENTA: Introdução ao Visual C#. Fundamentos da Linguagem. Estruturas de decisão e repetição. Modularização de Programas: Funções. Arrays

Leia mais

Protótipo de um sistema para licenciamento de aplicativos Microsoft.NET baseado em assinatura digital XML

Protótipo de um sistema para licenciamento de aplicativos Microsoft.NET baseado em assinatura digital XML Protótipo de um sistema para licenciamento de aplicativos Microsoft.NET baseado em assinatura digital XML Acadêmico: Leonardo Chagas D Ippolito Orientador: Prof. Marcel Hugo Blumenau, Dezembro de 2004

Leia mais

Apresentando o.net Framwork

Apresentando o.net Framwork Disciplina: Programação Web AULA 01 Apresentando o.net Framwork Edmilson Campos, Prof. MsC. http://edmilsoncampos.net edmilson.campos@ifrn.edu.br 2 3 »»»» 4 Code C# VB.NET J# Others Compiler Common Language

Leia mais

UMA ABORDAGEM COMPARATIVA ENTRE AS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO JAVA E C#

UMA ABORDAGEM COMPARATIVA ENTRE AS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO JAVA E C# UMA ABORDAGEM COMPARATIVA ENTRE AS LINGUAGENS DE PROGRAMAÇÃO JAVA E C# Robson Bartelli¹, Wyllian Fressatti¹. ¹Universidade Paranaense (Unipar) Paranavaí PR Brasil robson_lpbartelli@yahoo.com.br,wyllian@unipar.br

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicações Locais na Plataforma Microsoft

Desenvolvimento de Aplicações Locais na Plataforma Microsoft Desenvolvimento de Aplicações Locais na Plataforma Microsoft Profª. Angelina V.S. Melaré angelinamelare@gmail.com Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas 1ºsem/2008 Objetivo da Aula Saber diferenciar

Leia mais

Visual Basic.NET. Universidade Federal da Bahia. Departamento de Ciência da Computação. Disciplina MATA76 Linguagens para Aplicação comercial.

Visual Basic.NET. Universidade Federal da Bahia. Departamento de Ciência da Computação. Disciplina MATA76 Linguagens para Aplicação comercial. Universidade Federal da Bahia Departamento de Ciência da Computação Disciplina MATA76 Linguagens para Aplicação comercial. Aluno: Nailton Gonzaga dos Santos. Visual Basic.NET Salvador, setembro de 2008.

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE II. Aula 07 A linguagem de programação C# e sua sintaxe

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE II. Aula 07 A linguagem de programação C# e sua sintaxe DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE II Aula 07 A linguagem de programação C# e sua sintaxe Na aula passada... Avaliamos o conceito de Integrated Development Environment (IDE); Aprendemos um pouco da evolução do

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico

Plano de Trabalho Docente 2014. Ensino Técnico Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico Etec Etec: ETEC RODRIGUES DE ABREU Código: 135 Município: BAURU/SP Eixo Tecnológico: Informação e Comunicação Habilitação Profissional: TÉCNICO EM INFORMÁTICA

Leia mais

Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService

Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService Faculdade de Negócios e Administração de Sergipe Disciplina: Integração Web Banco de Dados Professor: Fábio Coriolano Desenvolvimento de Aplicação Windows Mobile Acessando um WebService Professor: Fabio

Leia mais

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagens de. Aula 02. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação III Aula 02 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de Programação Técnica de comunicação padronizada para enviar instruções a um computador. Assim

Leia mais

AULA 1: PARADIGMAS DE PROGRAMAÇÃO

AULA 1: PARADIGMAS DE PROGRAMAÇÃO 1 AULA 1: PARADIGMAS DE PROGRAMAÇÃO Curso: Ciência da Computação Profª.: Luciana Balieiro Cosme Ementa 2 Programação Imperativa. Programação Paralela e Concorrente. Programação Lógica. Programação Funcional.

Leia mais

EMENTA DO CURSO. Tópicos:

EMENTA DO CURSO. Tópicos: EMENTA DO CURSO O Curso Preparatório para a Certificação Oracle Certified Professional, Java SE 6 Programmer (Java Básico) será dividido em 2 módulos e deverá ter os seguintes objetivos e conter os seguintes

Leia mais

Prof. Esp. Adriano Carvalho

Prof. Esp. Adriano Carvalho Prof. Esp. Adriano Carvalho O que é um Programa? Um arquivo contendo uma sequência de comandos em uma linguagem de programação especifica Esses comandosrespeitam regras de como serem escritos e quais

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE VARIAÁ VEL Antes de iniciarmos os comandos referentes a Banco de Dados, precisamos de uma breve descrição técnica sobre Variáveis que serão uma constante em programação seja qual for sua forma de leitura.

Leia mais

Desenvolvimento de um gerador gráfico de consultas SQL via Web utilizando a plataforma.net

Desenvolvimento de um gerador gráfico de consultas SQL via Web utilizando a plataforma.net Desenvolvimento de um gerador gráfico de consultas SQL via Web utilizando a plataforma.net Lucas Roberto Bechert Schmitz 1, Jackson Gomes de Souza 1 1 Centro Universitário Luterano de Palmas (CEULP/ULBRA)

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Introdução ao Paradigma OO

Leia mais

ALOCAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS APLICADA A SOLICITAÇÕES DE MUDANÇA DE SOFTWARE

ALOCAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS APLICADA A SOLICITAÇÕES DE MUDANÇA DE SOFTWARE ALOCAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS APLICADA A SOLICITAÇÕES DE MUDANÇA DE SOFTWARE RICARDO VOIGT Orientador: Everaldo Artur Grahl Roteiro Introdução Objetivo do trabalho Fundamentação Teórica Desenvolvimento

Leia mais

Programação Orientada a Objeto

Programação Orientada a Objeto Programação Orientada a Objeto Prof Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Ementa Levar o aluno a discutir, exercitar e consolidar o uso de técnicas de programação que tenham um impacto considerável sobre

Leia mais

Observe que estas edições também vêm com o free Azure time (Capítulo 16).

Observe que estas edições também vêm com o free Azure time (Capítulo 16). CAPÍTULO 1 Capítulo 1 n Introdução n n n Introdução Esta é uma época interessante para ser um desenvolvedor.net, e o Visual Studio 2010 (VS2010) e o framework.net 4.0 trouxeram um número impressionante

Leia mais

O que há de novo no C# 3.0

O que há de novo no C# 3.0 2 C# 2008 Para Leigos Fazer o C# e outras linguagens.net portáteis para outros sistemas operacionais é muito além do escopo deste livro. Mas você pode esperar que, dentro de poucos anos, os programas C#

Leia mais

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br

SCE-557. Técnicas de Programação para WEB. Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br SCE-557 Técnicas de Programação para WEB Rodrigo Fernandes de Mello http://www.icmc.usp.br/~mello mello@icmc.usp.br 1 Cronograma Fundamentos sobre servidores e clientes Linguagens Server e Client side

Leia mais

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes

Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução. Carlos Lopes Programação Orientada a Objetos e Java - Introdução Carlos Lopes POO e Java Objetivo: proporcionar uma visão dos conceitos de POO e do seu uso na estruturação dos programas em Java. Classes e objetos em

Leia mais

3M lança Visual Attention Service baseado na Web para aumentar impacto do design

3M lança Visual Attention Service baseado na Web para aumentar impacto do design Windows Azure Soluções para clientes - Estudo de caso 3M lança Visual Attention Service baseado na Web para aumentar impacto do design Visão geral País ou região: Estados Unidos Setor: Fabricação alta

Leia mais

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO

Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO Plano de Ensino IDENTIFICAÇÃO EIXO TECNOLÓGICO: Informação e Comunicação CURSO: Sistemas de Informação FORMA/GRAU:( )integrado ( )subsequente ( ) concomitante ( X ) bacharelado ( ) licenciatura ( ) tecnólogo

Leia mais

Ensino Técnico FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014

Ensino Técnico FORMAÇÃO PROFISSIONAL. Plano de Trabalho Docente 2014 Ensino Técnico FORMAÇÃO PROFISSIONAL Plano de Trabalho Docente 2014 Etec Professor Massuyuki Kawano Código: 136 Município: Tupã Eixo Tecnológico: Tecnologia da Informação Habilitação Profissional: Habilitação

Leia mais

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010

Módulo 02 Programação Orientada a Objetos. Última atualização: 07/06/2010 Módulo 02 Programação Orientada a Objetos Última atualização: 07/06/2010 1 Objetivos Definir conceitos de orientação a objetos: o abstração, encapsulamento, pacotes. Discutir reutilização de código em

Leia mais

Melhorias na IDE do Visual Studio 2010

Melhorias na IDE do Visual Studio 2010 Tecnologias Visual Studio 2010, ASP.NET 4, Silverlight 4, Entity Framework 4, WPF, Diagramas, Arquitetura, Cloud Computing Sumário Neste artigo vou mostrar as melhores justificativas para se adotar o Visual

Leia mais

Paradigmas de Linguagens de Programação

Paradigmas de Linguagens de Programação Paradigmas de Linguagens de Programação Faculdade Nova Roma Cursos de Ciências da Computação (6 Período) Prof. Adriano Avelar - Site: www.adrianoavelar.com Email: edson.avelar@yahoo.com.br Ementa Introdução

Leia mais

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação.

GLOSSÁRIO. ActiveX Controls. É essencialmente uma interface usada para entrada e saída de dados para uma aplicação. GLOSSÁRIO Este glossário contém termos e siglas utilizados para Internet. Este material foi compilado de trabalhos publicados por Plewe (1998), Enzer (2000) e outros manuais e referências localizadas na

Leia mais

Introdução a lógica de programação. Aula 02: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express

Introdução a lógica de programação. Aula 02: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express Introdução a lógica de programação Aula 02: Linguagens de Programação e Introdução ao Visual C# Express Roteiro da aula Linguagem de Programação Visual C#: Introdução a C# através de comandos de entrada

Leia mais

Carga horária : 4 aulas semanais (laboratório) Professores: Custódio, Daniel, Julio foco: introdução a uma linguagem de programação Linguagem Java

Carga horária : 4 aulas semanais (laboratório) Professores: Custódio, Daniel, Julio foco: introdução a uma linguagem de programação Linguagem Java Carga horária : 4 aulas semanais (laboratório) Professores: Custódio, Daniel, Julio foco: introdução a uma linguagem de programação Linguagem Java 1 Objetivo: O aluno deverá adquirir capacidades e habilidades

Leia mais

Operadora de serviços móveis agiliza o lançamento no mercado para Soluções inovadoras de relacionamento social

Operadora de serviços móveis agiliza o lançamento no mercado para Soluções inovadoras de relacionamento social Plataforma Windows Azure Soluções para clientes - Estudo de caso Operadora de serviços móveis agiliza o lançamento no mercado para Soluções inovadoras de relacionamento social Visão geral País ou região:

Leia mais

SOFTWARES. Rotina de Instruções. Dados

SOFTWARES. Rotina de Instruções. Dados SOFTWARES 1 CONCEITOS Podemos dizer que os softwares são a alma do computador, eles são responsáveis pelo seu funcionamento e aproveitamento. De uma forma geral os softwares se desenvolvem através de uma

Leia mais

Orientação a Objetos com Java

Orientação a Objetos com Java Orientação a Objetos com Java Julio Cesar Nardi julionardi@yahoo.com.br 2011/2 Aula 01: Começando com Java Objetivos: Compreender o que é Java, OO e suas vantagens; Entender os procedimentos para criação

Leia mais

Connection String usada por uma Class Library

Connection String usada por uma Class Library Connection String usada por uma Class Library Vamos considerar uma Class Library com o modelo de dados e com acesso à base de dados através do Entity Framework. Aonde deve ser colocada a connection string

Leia mais

Semana 1 Ambiente Microsoft Visual C# 2010 Express. Prof. Tiago Jesus de Souza

Semana 1 Ambiente Microsoft Visual C# 2010 Express. Prof. Tiago Jesus de Souza Atualização Técnica e Pedagógica de Professores no componente de Lógica de Programação com C# (console) Semana 1 Ambiente Microsoft Visual C# 2010 Express Prof. Tiago Jesus de Souza Linguagem de Programação

Leia mais

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop

Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Microsoft Visual Studio Express 2012 for Windows Desktop Apresentação da ferramenta Professor: Danilo Giacobo Página pessoal: www.danilogiacobo.eti.br E-mail: danilogiacobo@gmail.com 1 Introdução Visual

Leia mais

Novas Tecnologias Microsoft. http://formacao.rumos.pt/

Novas Tecnologias Microsoft. http://formacao.rumos.pt/ Novas Tecnologias Microsoft http://formacao.rumos.pt/ Rich Internet Applications (RIA) Carlos Lima carlos.lima@rumos.pt Agenda Objectivos da sessão O que é uma RIA O que é o Silverlight Software necessário

Leia mais

Exercícios de Revisão Java Básico

Exercícios de Revisão Java Básico Exercícios de Revisão Java Básico (i) Programação básica (estruturada) 1) Faça um programa para calcular o valor das seguintes expressões: S 1 = 1 1 3 2 5 3 7 99... 4 50 S 2 = 21 50 22 49 23 48...250 1

Leia mais

Curso Técnico em Informática Organização Curricular. A carga horária total dos módulos é oferecida conforme quadro síntese abaixo:

Curso Técnico em Informática Organização Curricular. A carga horária total dos módulos é oferecida conforme quadro síntese abaixo: FEDERAÇÃO DOS CÍRCULOS OPERÁRIOS DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA TÉCNICA SANTO INÁCIO Estrada Costa Gama, nº 1009 Belém Velho - Porto Alegre RS Fone: (51) 3374-2858 escola@stoinacio.com.br www.stoinacio.com.br

Leia mais

Laboratório de Programação I

Laboratório de Programação I Laboratório de Programação I Introdução à Programação em Visual Basic Fabricio Breve Objetivos Ser capaz de escrever programas simples em Visual Basic Ser capaz de usar os comandos de entrada e saída Familiarizar-se

Leia mais

Desenvolvimento OO com Java Orientação a objetos básica

Desenvolvimento OO com Java Orientação a objetos básica Desenvolvimento OO com Java Orientação a objetos básica Vítor E. Silva Souza (vitor.souza@ufes.br) http://www.inf.ufes.br/~vitorsouza Departamento de Informática Centro Tecnológico Universidade Federal

Leia mais

Parte IX. Luiz Eduardo Borges

Parte IX. Luiz Eduardo Borges Parte IX Luiz Eduardo Borges Sumário (parte VIII) Empacotamento. Integração com Fortran. Integração com linguagem C. Integração com.net. Empacotamento Compilação Empacotamento Fontes (*.py) Bytecode (*.pyc

Leia mais

Linguagens de. Aula 01. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br

Linguagens de. Aula 01. Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de III Aula 01 Profa Cristiane Koehler cristiane.koehler@canoas.ifrs.edu.br Linguagens de III Horário das Aulas: 6as feiras das 7h40 às 10h55 Objetivo principal desta disciplina é: utilizar

Leia mais

Programação de Computadores II: Java. / NT Editora. -- Brasília: 2014. 82p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm.

Programação de Computadores II: Java. / NT Editora. -- Brasília: 2014. 82p. : il. ; 21,0 X 29,7 cm. Autor José Jesse Gonçalves Graduado em Licenciatura em Matemática pela Universidade Estadual de São Paulo - UNESP, de Presidente Prudente (1995), com especialização em Análise de Sistemas (1999) e mestrado

Leia mais

Introdução... 3 Requisitos funcionais... 4 Requisitos não funcionais... 6 Viabilidade técnica... 7

Introdução... 3 Requisitos funcionais... 4 Requisitos não funcionais... 6 Viabilidade técnica... 7 Índice Introdução... 3 Requisitos funcionais... 4 Requisitos não funcionais... 6 Viabilidade técnica... 7 1) HARDWARE... 7 Decisão... 10 2) LINGUAGENS E FRAMEWORKS... 11 Decisão... 14 3) SOFTWARE... 15

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR II. Desenvolvimento de Websites com o. Framework.NET

ESTÁGIO CURRICULAR II. Desenvolvimento de Websites com o. Framework.NET FÁBIO RICARDO ROMAN ESTÁGIO CURRICULAR II Desenvolvimento de Websites com o Framework.NET EMPRESA: Easy Desenvolvimento de Softwares LTDA ME. SETOR: Desenvolvimento SUPERVISOR: Fernando Alves Michalak

Leia mais

FORMULÁRIO-SÍNTESE DA PROPOSTA - SIGProj EDITAL EDITAL A QUALQUER TEMPO 01/2013 PARTE I - IDENTIFICAÇÃO

FORMULÁRIO-SÍNTESE DA PROPOSTA - SIGProj EDITAL EDITAL A QUALQUER TEMPO 01/2013 PARTE I - IDENTIFICAÇÃO UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E COMUNIDADE FORMULÁRIO-SÍNTESE DA PROPOSTA - SIGProj EDITAL EDITAL A QUALQUER TEMPO 01/2013 Uso exclusivo da Pró-Reitoria (Decanato)

Leia mais

Infracontrol versão 1.0

Infracontrol versão 1.0 Infracontrol versão 1.0 ¹Rafael Victória Chevarria ¹Tecnologia em Redes de Computadores - Faculdade de Tecnologia SENAC (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial) Rua Gonçalves Chaves 602-A Centro 96015-560

Leia mais

Sistemas Operacionais

Sistemas Operacionais Sistemas Operacionais Aula 6 Estrutura de Sistemas Operacionais Prof.: Edilberto M. Silva http://www.edilms.eti.br Baseado no material disponibilizado por: SO - Prof. Edilberto Silva Prof. José Juan Espantoso

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Introdução ao Visual Studio VB.Net. Programação Estruturada. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA

DESENVOLVIMENTO DE SOFTWARE. Introdução ao Visual Studio VB.Net. Programação Estruturada. Prof. Celso Candido ADS / REDES / ENGENHARIA Introdução ao Visual Studio VB.Net Programação Estruturada 1 Nesse momento inicial não iremos programar em VB.Net, usando o Visual Studio, mas conhecer alguns comandos e variáveis usadas em uma linguagem

Leia mais

Orientação a Objetos e a Linguagem Java

Orientação a Objetos e a Linguagem Java Orientação a Objetos e a Linguagem Java Afrânio Assis afranio@gmail.com Novembro/2006 1 Objetivos do Curso Apresentar o paradigma orientado a objetos como técnica para elaboração de projetos e implementação

Leia mais

Microsoft Office (Inclusive Word 2007)

Microsoft Office (Inclusive Word 2007) 10 Parte I: Conhecendo o ASP.NET e o Visual Web Developer Microsoft Office (Inclusive Word 2007) Quando Bill Gates percebeu que a Microsoft estava atrasada em termos de Internet, as palavras passaram a

Leia mais