8 Jeitos de Mudar o Mundo

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "8 Jeitos de Mudar o Mundo"

Transcrição

1 8 Jeitos de Mudar o Mundo No dia 8 de setembro de 2000, a Organização das Nações Unidas (ONU) sintetizou uma série de acordos internacionais firmados em diversas cúpulas mundiais e desenvolveu a Declaração do Milênio. O documento surgiu após representantes de 191 países, incluindo o Brasil, analisarem os maiores problemas globais enfrentados na atualidade e decidirem estabelecer oito metas que deverão ter seus primeiros resultados apresentados até o ano de Os 8 jeitos de mudar o mundo são: erradicando a pobreza extrema e a fome; atingindo o ensino básico universal; reduzindo a mortalidade infantil; melhorando a saúde materna; combatendo o HIV/Aids, malária e outras doenças; garantindo a sustentabilidade ambiental; estabelecendo uma parceria mundial para o desenvolvimento. Esses objetivos podem ser avaliados globalmente e regionalmente. E a obtenção dos seus resultados depende da colaboração dos representantes públicos, terceiro setor, Organizações Não-Governamentais (ONG s) e da sociedade civil como um todo. Por isso a importância de agendas internacionais, nacionais e locais comprometidas com a divulgação e implementação dessas metas. Portanto, para que os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) sejam alcançados é preciso observar os problemas e as potencialidades de cada região e buscar integrá-las ao nosso cotidiano, fazendo com que nossas pequenas atitudes contribuam com a construção de um mundo melhor e mais justo. Juntos Nós Podemos! 1

2 O Mandato Popular da Cidadania Na Paraíba, o mandato popular representado pelo vereador Bira vem pautando muitas de suas ações legislativas de acordo com as metas propostas pela ONU, ajudando continuamente no exercício de fortalecimento da democracia e respeito ao bem-estar e desenvolvimento social. Assim, Bira tem proposto matérias que promovem a igualdade entre os sexos, etnias, e orientação sexual; ajudam no combate de doenças e de condições desumanas de sobrevivência; e outras tantas que fortalecem as bases para um desenvolvimento ecologicamente equilibrado e socialmente integrado. Projetos de Bira relacionados às metas do milênio: Acabar com a fome e a miséria A fome é consequência da pobreza e também sua causadora. Para romper este círculo vicioso, é fundamental unir toda a sociedade. Só dessa forma será possível garantir a condição básica de direito à vida: viver sem fome 2

3 Segurança Alimentar e Nutricional. Em João Pessoa, Bira propôs um projeto de lei que dispõe sobre a criação de uma Política Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional. Permitindo ao município criar programas efetivos de combate à fome, além de melhorar a qualidade de vida dos pessoenses ao incentivar hábitos alimentares mais saudáveis. Outra função do projeto será o de planejar a execução de programas municipais voltados para a alimentação, como as Cozinhas Comunitárias, o Banco de Alimentos, o Cinturão Verde, e outras ações que estimulem a produção agrícola, técnica e econômica do setor alimentício. Educação básica de qualidade para todos Não há o que discutir, todos têm direito a educação de qualidade. Entretanto, não ébem isso o que acontece, pois muitas pessoas não chegam a completar o ciclo básico Segurança nas Escolas Bira é autor do projeto de lei que dispõe sobre a obrigatoriedade de políticas de segurança nas escolas públicas e privadas de João Pessoa. A ideia é instalar câmeras de filmagem nas dependências internas e externas dessas unidades e instituir um maior rigor no regimento funcional das escolas. Essa ação deve contribuir para tornar o ambiente escolar mais seguro e harmonioso, e assim melhorar o rendimento criativo e pedagógico dos alunos. 3

4 Tecnologias digitais a favor da educação As escolas da rede pública de ensino de João Pessoa ganharão filtros de bloqueio nos computadores usados por alunos. A intenção do projeto proposto por Bira é impedir que os estudantes acessem sites com conteúdo pornográfico e/ou violento, incentivando o uso das novas tecnologias digitais como internet a favor da educação. Desarmamento Infanto-Juvenil Outra ação de Bira para inibir práticas e atitudes que incentivem à violência entre crianças e adolescentes matriculados nas escolas públicas e privadas de João Pessoa é a criação do programa de desarmamento infantojuvenil. A intenção desse projeto é criar no município ações permanentes de prevenção à violência. Uma delas será o incentivo da troca de armas de brinquedo e games violentos por livros de literatura e brinquedos educativos. Igualdade entre os sexos e a valorização da mulher A história do mundo nos mostra que durante muito tempo os homens e as mulheres não tinham os mesmos direitos e deveres. Em alguns países isso ainda acontece. Em outros, as mulheres conquistaram direitos que antes lhes eram negados Mulheres como beneficiárias nos programas de habitação O projeto proposto por Bira já virou lei municipal, e desde

5 as casas populares doadas por programas habitacionais priorizam que se coloque o nome das mulheres na escritura desses imóveis. Travestis e Transexuais com nome social assegurado Bira é autor do projeto de lei que assegura às pessoas transexuais e travestis o direito à escolha do nome social nos atos e procedimentos promovidos no âmbito da administração pública de João Pessoa. O projeto ainda estabelece na iniciativa privada o direito à identificação por meio do seu nome social, quando do preenchimento de fichas de cadastros, formulários, crachás e documentos congêneres. Reduzir a mortalidade infantil Vacinação para estudantes da rede pública e privada Está tramitando na Câmara Municipal um projeto de lei que instituirá a prerrogativa de que as escolas públicas e privadas de João Pessoa devam solicitar o cartão de vacinação dos alunos no ato da matrícula. O documento está sendo atualizado de acordo com o cronograma de vacinação para as doenças infectocontagiosas estabelecido pelo Ministério da Saúde. 5

6 Notificação dos casos de violência contra crianças e adolescentes Bira é autor do projeto de lei que dispõe sobre a notificação compulsória de casos de violência contra crianças e adolescentes, atendidos em estabelecimento de saúde públicos e privados da Capital. Melhorar a saúde das gestantes Em nosso país muitas mães morrem no parto ou logo após. As causas são inúmeras, como a assistência médica inadequada, a falta de preparo das mães para se cuidar durante a gestação e a desnutrição. Melhorar a saúde materna ajuda a reduzir a mortalidade infantil. A assistência médica inadequada durante a gravidez e o parto pode causar a morte do bebê e da mãe Acompanhante no Parto e Pós-parto Tramita na Câmara Municipal de João Pessoa o projeto que obriga as Unidades Públicas e Privadas Municipais de Saúde, Hospital, Maternidades e Clínicas, a permitir a presença de um acompanhante de sua confiança junto às gestantes durante os exames de pré-natal, durante o trabalho de parto e pós-parto. De acordo com o projeto, o acompanhante será indicado pela própria parturiente ao médico responsável, sendo vedado aos estabelecimentos de saúde cobrar qualquer tipo de taxa ou tarifa (preço) pelo serviço de acompanhante. 6

7 Combater o HIV/AIDS, a malária e outras doenças Um dos maiores problemas mundiais são as doenças que atingem grande número de pessoas e sabemos que a prevenção é a melhor maneira de combatê-las Atenção Integral às Doenças Falciformes A falciforme é uma doença genética que se originou há vários séculos no continente africano, daí sua grande incidência no Brasil, país cuja maior parte da população é de origem africana. Essa doença é causada por uma modificação no DNA que, ao invés de produzir a hemoglobina A, responsável pela oxigenação adequada das células do organismo, produz a hemoglobina denominada S. Em João Pessoa, o Programa de Promoção e Atenção Integral às Doenças Falciformes, proposto pelo vereador Bira, vem criando medidas para diagnosticar e tratar as pessoas com essa doença, desenvolvendo ainda uma série de outras atividades direcionadas à saúde da população afro-descendente. Atenção à Saúde Mental A reorientação da Rede de Atenção à Saúde Mental em João Pessoa foi proposta por Bira com o objetivo de definir as estratégias e ampliar de forma organizada e planejada a implementação dos serviços substitutivos do município, como os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) e residências terapêuticas. A reforma psiquiátrica defendida por Bira é uma forma de melhorar a vida e a saúde das pessoas com transtornos mentais, dando a esses cidadãos e cidadãs um atendimento 7

8 humanizado e capaz de estimular a socialização dos indivíduos na comunidade e tratando em paralelo os sintomas. Fim da discriminação às pessoas soro-positivo Esse projeto de lei visa coibir qualquer forma de discriminação às pessoas vivendo com o vírus HIV/Aids no âmbito da administração pública e iniciativa privada de João Pessoa. Proibindo o impedimento ao ingresso na carreira pública municipal ou a permanência no serviço público do município de pessoas portadoras do vírus HIV, e ainda o isolamento desses sujeitos no ambiente de trabalho, assim como a recusa ou retardo do atendimento médico de qualquer especialidade das pessoas soro-positivo. Qualidade de vida e respeito ao Meio Ambiente O desmatamento, o desperdício de água e a produção excessiva de lixo são alguns dos problemas mais graves enfrentados pela humanidade. Cuidar do meio ambiente deve fazer parte de nosso dia-a-dia Flúor na água potável Bira é autor da lei lei que obriga a Cagepa a estabelecer a colocação de flúor necessária no sistema público de água destinado ao consumo dentro do limite de João Pessoa. A medida visa diminuir diversos problemas dentários. A lei determina em seu Art.2 que os projetos destinados à construção ou a ampliação de sistemas públicos de abastecimento de água na 8

9 Capital deverão conter estudos sobre a necessidade de fluoretação da água para o consumo humano, de acordo com as normas e o padrão estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Para cada veículo vendido, uma árvore plantada Além de reduzir o índice de gases poluentes oriundos dos veículos automotores, esse projeto vai criar medidas compensatórias para diminuir o impacto ambiental e tornar a cidade de João Pessoa ainda mais verde. Assim, as concessionárias de veículos localizadas na capital terão que plantar uma árvore cada vez que venderem um carro novo de mil cilindradas, duas árvores para cada veículo zero km com potência maior do que mil cilindradas e três árvores para cada caminhão, ônibus ou máquina agrícola vendida. Turismo Sustentável A Comissão Especial de Estudos e Desenvolvimento do Pólo Turístico do Cabo Branco foi idealizada pelo vereador Bira e proposta em conjunto com o vereador Raoni Mendes (PDT). Esse projeto tem como objetivo estudar as melhores formas para implementação de um projeto de desenvolvimento turístico sustentável e ecologicamente equilibrado de João Pessoa, mais especificamente do local escolhido para ser o pólo turístico da cidade, que será na Ponta do Seixas, o extremo oriental das Américas. 9

10 Todo mundo trabalhando pelo desenvolvimento Muitas vezes a solução de um problema pode servir de resposta para outros, principalmente quando pessoas, escolas, governos, sociedade civil, empresas e organizações sociais trabalham juntas Mandato Popular O Conselho Popular do Mandato da Cidadania representado pelo vereador Bira reúne diversos segmentos da sociedade. Entre eles estão representantes da juventude, mulheres, idosos, cultura, negritude, movimento LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e Transgêneros), esporte, moradia, sindicatos, pessoas com deficiência e ainda representantes das 14 regiões orçamentárias. O maior objetivo do grupo é ajudar a formular algumas ações do mandato, como projetos de lei, requerimentos, e audiências públicas. E assim construir uma base de discussão coletiva e ligação entre o mandato, os bairros e entidades da capital. Todos juntos pela acessibilidade Para que todos os cidadãos tenham garantido o direito de ir e vir é preciso uma mobilização não só do Poder Público, mas de toda a sociedade civil. Pensando nisso, Bira propôs um projeto de lei indicativo que prevê um desconto de até 10% no pagamento anual do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) para os donos de imóveis que se adequarem às regras de acessibilidade urbana. O projeto tem como objetivo estimular a construção de rampas 10

11 de acesso nas calçadas das residências e edifícios do município de João Pessoa, e assim garantir a todas as pessoas com deficiência, em especial os cadeirantes, o direito de transitarem livremente por toda a cidade. Nós Podemos Paraíba Bira tem desenvolvido diversas atividades em conjunto com o Movimento Nós Podemos Paraíba, apoiando as ações do grupo e se comprometendo com a implantação e divulgação das metas do milênio e da campanha mundial Levante-se e faça sua parte, instituída pelo ONU e apoiada pelo movimento paraibano. O parlamentar também foi autor de uma sessão especial alusiva ao Dia da Democracia e aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio. 11

12 12

PACTO GLOBAL RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE

PACTO GLOBAL RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE PACTO GLOBAL RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE PACTO GLOBAL Lançado em 2000, o Pacto Global das Nações Unidas constitui uma convocação às empresas de todo o mundo para que alinhem suas estratégicas e operações

Leia mais

1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE

1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE PROJETO ELABORAÇÃO DO PLANO DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SUSTENTÁVEL DO VALE DO RIBEIRA E IMPLANTAÇÃO DE PROJETOS SOCIOAMBIENTAIS PRIORITÁRIOS 1ª CONFERÊNCIA REGIONAL DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL SUSTENTÁVEL

Leia mais

EIXO II EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: JUSTIÇA SOCIAL, INCLUSÃO E DIREITOS HUMANOS PROPOSIÇÕES E ESTRATÉGIAS UNIÃO 1

EIXO II EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: JUSTIÇA SOCIAL, INCLUSÃO E DIREITOS HUMANOS PROPOSIÇÕES E ESTRATÉGIAS UNIÃO 1 EIXO II EDUCAÇÃO E DIVERSIDADE: JUSTIÇA SOCIAL, INCLUSÃO E DIREITOS HUMANOS Tendo em vista a construção do PNE e do SNE como política de Estado, são apresentadas, a seguir, proposições e estratégias, indicando

Leia mais

20NU - Apoio à Prevenção da Violação dos Direitos Humanos em Ações de Desenvolvimento Urbano

20NU - Apoio à Prevenção da Violação dos Direitos Humanos em Ações de Desenvolvimento Urbano Programa 2064 - Promoção e Defesa dos Direitos Humanos Número de Ações 9 Tipo: Operações Especiais 0083 - Pagamento de Indenização a Familiares de Mortos e Desaparecidos em Razão da Participação em Atividades

Leia mais

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids

Sumário. Aids: a magnitude do problema. A epidemia no Brasil. Característica do Programa brasileiro de aids Sumário Aids: a magnitude do problema A epidemia no Brasil Característica do Programa brasileiro de aids Resultados de 20 anos de luta contra a epidemia no Brasil Tratamento Prevenção Direitos humanos

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável nas Terras

Desenvolvimento Sustentável nas Terras Seminário Internacional Promovendo o Desenvolvimento Sustentável nas Terras Secas Africanas 2/11/2011 1 Desenvolvimento Sustentável Individuais Autonomia Atendimento das necessidades sociais da gerações

Leia mais

5ª EDIÇÃO DA CERTIFICAÇÃO SELO ODM MOVIMENTO NÓS PODEMOS PARANÁ REGULAMENTO

5ª EDIÇÃO DA CERTIFICAÇÃO SELO ODM MOVIMENTO NÓS PODEMOS PARANÁ REGULAMENTO 5ª EDIÇÃO DA CERTIFICAÇÃO SELO ODM MOVIMENTO NÓS PODEMOS PARANÁ REGULAMENTO O Movimento Nacional pela Cidadania e Solidariedade - Nós Podemos Paraná, articulado pelo Sesi-PR e com o apoio de diversas instituições

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL CONFERÊNCIAS NACIONAIS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL CONFERÊNCIAS NACIONAIS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL CONFERÊNCIAS NACIONAIS Participação Social no Governo Federal Conferências Nacionais 2009/2010 Conferências Nacionais

Leia mais

SÍNTESE DOS RESULTADOS DAS CONSULTAS

SÍNTESE DOS RESULTADOS DAS CONSULTAS Plataforma dos Centros Urbanos SÍNTESE DOS RESULTADOS DAS CONSULTAS PARTICIPATIVAS DE SÃO PAULO INTRODUÇÃO Este relatório sintetiza os dados consolidados do processo de consulta participativa, realizado

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS PARA A DIVERSIDADE SEXUAL: perspectivas e efetivação em tempos de inclusão

POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS PARA A DIVERSIDADE SEXUAL: perspectivas e efetivação em tempos de inclusão POLÍTICAS PÚBLICAS EDUCACIONAIS PARA A DIVERSIDADE SEXUAL: perspectivas e efetivação em tempos de inclusão Alexandre Martins Joca 1 Resumo: Nas últimas décadas o movimento homossexual brasileiro tem reivindicado

Leia mais

Profa. Dra. Ana Maria Klein UNESP/São José do Rio Preto anaklein@ibilce.unesp.br

Profa. Dra. Ana Maria Klein UNESP/São José do Rio Preto anaklein@ibilce.unesp.br Profa. Dra. Ana Maria Klein UNESP/São José do Rio Preto anaklein@ibilce.unesp.br 3º Seminário de Proteção Escolar / Secretaria da Educação 20 e 21 de agosto de 2014 / Serra Negra 1 Diferenças culturais

Leia mais

5 PLANOS E PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS PARA A REGIÃO

5 PLANOS E PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS PARA A REGIÃO Plano de Manejo da APA de Conceição da Barra - Volume 2 Planos e Programas Pág. 941 / 1008 5 PLANOS E PROGRAMAS GOVERNAMENTAIS PARA A REGIÃO O item a seguir apresentará de forma integrada as informações

Leia mais

Na escola. Para saber mais, visite: www.objetivosdomilenio.org.br www.nospodemos.org.br www.educardpaschoal.org.br

Na escola. Para saber mais, visite: www.objetivosdomilenio.org.br www.nospodemos.org.br www.educardpaschoal.org.br Na escola "Precisamos, mais do que nunca, do engajamento dos voluntários para que o nosso desejo de um mundo melhor para todos se transforme em realidade. Kofi Annan, Secretário-Geral da ONU Para saber

Leia mais

jeitos de mundo na universidade

jeitos de mundo na universidade R TE 8 jeitos de mundo na universidade o Autores Katia Regina Gonçalves Mori Maria Eugenia Sosa Coordenação editorial Sílnia N. Martins Prado Revisão Katia Rossini Projeto gráfi co BJ Foco Editorial Realização:

Leia mais

Apoio. Patrocínio Institucional

Apoio. Patrocínio Institucional Patrocínio Institucional Apoio O Grupo AfroReggae é uma organização que luta pela transformação social e, através da cultura e da arte, desperta potencialidades artísticas que elevam a autoestima de jovens

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA EMPRESA LUZ E FORÇA SANTA MARIA S/A

CÓDIGO DE ÉTICA DA EMPRESA LUZ E FORÇA SANTA MARIA S/A CÓDIGO DE ÉTICA DA EMPRESA LUZ E FORÇA SANTA MARIA S/A O código de ética da Empresa Luz e Força Santa Maria S/A contempla as seguintes partes interessadas: empregados, fornecedores, meio ambiente, consumidores

Leia mais

8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO!

8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO! 8 JEITOS DE MUDAR O MUNDO! Antes de preencher, leia atentamente o regulamento do Edital. Você pode baixar o arquivo PDF deste formulário, disponível em www.nospodemos-sc.org.br, mas seu preenchimento deverá

Leia mais

DIRETRIZES DE PLANO E AÇÃO DE GOVERNO MUNICIPAL. COLIGAÇÃO: CAMPO REDONDO NO RUMO CERTO. PR/PSB/PV/DEM/PRB/PT/PPS. GESTÃO 2013 A 2016.

DIRETRIZES DE PLANO E AÇÃO DE GOVERNO MUNICIPAL. COLIGAÇÃO: CAMPO REDONDO NO RUMO CERTO. PR/PSB/PV/DEM/PRB/PT/PPS. GESTÃO 2013 A 2016. DIRETRIZES DE PLANO E AÇÃO DE GOVERNO MUNICIPAL. COLIGAÇÃO: CAMPO REDONDO NO RUMO CERTO. PR/PSB/PV/DEM/PRB/PT/PPS. GESTÃO 2013 A 2016. DO PRÉ CANDIDATO CARLOS ROBERTO LUCENA BARBOSA. 1. Educação de Qualidade.

Leia mais

PLATAFORMA DOS CENTROS URBANOS

PLATAFORMA DOS CENTROS URBANOS PLATAFORMA DOS CENTROS URBANOS Consulta às Lideranças das Comunidades Consulta às Crianças e aos Adolescentes Síntese dos resultados Março 2010 Introdução Este relatório sintetiza os resultados de duas

Leia mais

BRASIL AFROATITUDE. Programa Integrado de Ações Afirmativas para Negros

BRASIL AFROATITUDE. Programa Integrado de Ações Afirmativas para Negros Presidência da República Secretaria Especial dos Direitos Humanos Conselho Nacional de Combate à Discriminação BRASIL AFROATITUDE Programa Integrado de Ações Afirmativas para Negros Ministério da Saúde

Leia mais

Art. 3º. O Plano Municipal Decenal de Educação observará os seguintes elementos e princípios: I diagnóstico e realidade sócio-educacional e história;

Art. 3º. O Plano Municipal Decenal de Educação observará os seguintes elementos e princípios: I diagnóstico e realidade sócio-educacional e história; Lei nº 1.315, de 25 de agosto de 2003. Dispõe sobre o Plano Municipal Decenal de Educação e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE CODÓ, ESTADO DO MARANHÃO: Faço saber que a Câmara Municipal de

Leia mais

Faculdade de São Paulo. Regimento do ISE

Faculdade de São Paulo. Regimento do ISE Faculdade de São Paulo Regimento do ISE 2 INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO (ISE) Art. 1. O Instituto Superior de Educação ISE é o órgão responsável pela supervisão dos cursos de licenciatura, zelando pela

Leia mais

CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE

CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS OU REGIONAIS INSTRUMENTAL PARA GRUPO DE TRABALHO SAÚDE II CONFERÊNCIA DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL Instrumental de Trabalho baseado nas Propostas Aprovadas na I Conferencia Estadual

Leia mais

em ação Edição VI Ano III Março de 2013 Nas cores da infância

em ação Edição VI Ano III Março de 2013 Nas cores da infância em ação Edição VI Ano III Março de 2013 Nas cores da infância 1 editorial Por Beto Vieira, do Sarte Fique Ligado Assistência técnica aos agricultores Por Jesaias de França, Diretor Executivo Coobtec mata

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva. Ações Inclusivas de Sucesso

Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Anais. III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva. Ações Inclusivas de Sucesso Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais Anais III Seminário Internacional Sociedade Inclusiva Ações Inclusivas de Sucesso Belo Horizonte 24 a 28 de maio de 2004 Realização: Pró-reitoria de Extensão

Leia mais

Dimensão institucional. Quadro institucional

Dimensão institucional. Quadro institucional Dimensão institucional Quadro institucional Dimensão institucional 54 Ratificação de acordos globais Expressa o envolvimento do País com a implementação de acordos firmados pela comunidade internacional,

Leia mais

LEI Nº 3.219, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006

LEI Nº 3.219, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 LEI Nº 3.219, DE 29 DE DEZEMBRO DE 2006 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Meio Ambiente, dá outras providências sobre o Fundo Municipal de Meio Ambiente, revoga e altera disposições indicadas

Leia mais

O DESAFIO DA EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS NOS CURRICULOS E NAS PRÁTICAS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

O DESAFIO DA EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS NOS CURRICULOS E NAS PRÁTICAS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 1 O DESAFIO DA EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS NOS CURRICULOS E NAS PRÁTICAS DA EDUCAÇÃO SUPERIOR Ana Carolina Corrêa 1 RESUMO O presente artigo pretende refletir sobre a urgente e necessária efetivação da

Leia mais

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul

Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Núcleo Regional de Rio Branco do Sul Municípios participantes Adrianópolis Bocaiúva do Sul Cerro Azul Doutor Ulysses Rio Branco do Sul Tunas do Paraná Itaperuçu Campo Magro Colombo Almirante Tamandaré

Leia mais

FLORIANÓPOLIS... um dos melhores destinos turísticos... Audiência Pública Apresentação e discussão da LDO de 2013

FLORIANÓPOLIS... um dos melhores destinos turísticos... Audiência Pública Apresentação e discussão da LDO de 2013 FLORIANÓPOLIS... um dos melhores destinos turísticos... Audiência Pública Apresentação e discussão da LDO de 2013 Apresentação e discussão das metas para elaboração das Diretrizes Orçamentárias para o

Leia mais

alfabetizaçãocomoliberdade

alfabetizaçãocomoliberdade alfabetizaçãocomoliberdade 53 A DÉCADA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA A ALFABETIZAÇÃO: EDUCAÇÃO PARA TODOS Plano de Ação Internacional; Implementação da Resolução nº 56/116, da Assembléia Geral.Relatório do Secretário-Geral

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA FACULDADE DE MANTENA 2010-2014

RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA FACULDADE DE MANTENA 2010-2014 RELATÓRIO DE ATIVIDADES DE RESPONSABILIDADE SOCIAL DA FACULDADE DE MANTENA 2010-2014 Mantena-MG INTRODUÇÃO A Faculdade de Mantena FAMA - é um estabelecimento particular de ensino superior, que visa a atender

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID DETALHAMENTO DO SUBPROJETO 1. Unidade: 2. Área do Subprojeto: Amambai 3. Curso(s) envolvido(s) na proposta: Interdisciplinar Obs.: Para proposta

Leia mais

CONFERÊNCIAS NACIONAIS REALIZADAS (1941-2009)

CONFERÊNCIAS NACIONAIS REALIZADAS (1941-2009) Secretaria-Geral da Presidência da República Secretaria Nacional de Articulação Social 1 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE 1.1 1ª Conferência Nacional de Juventude 2 2.1 CONFERÊNCIA DE GAYS, LÉSBICAS,BISSEXUAIS,

Leia mais

Dimensão social. Habitação

Dimensão social. Habitação Dimensão social Habitação Indicadores de desenvolvimento sustentável - Brasil 2004 235 39 Adequação de moradia Este indicador expressa as condições de moradia através da proporção de domicílios com condições

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL E AS NOVAS DEMANDAS DE CONSUMO. Belém/ Pará Outubro/ 2010 Luzia Aquime

DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL E AS NOVAS DEMANDAS DE CONSUMO. Belém/ Pará Outubro/ 2010 Luzia Aquime 1 DESENVOLVIMENTO SUSTENTAVEL E AS NOVAS DEMANDAS DE CONSUMO Belém/ Pará Outubro/ 2010 Luzia Aquime Desafios que o mundo enfrenta hoje CRESCIMENTO POPULACIONAL 6 10 11 INsustentabilidade Como responde

Leia mais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais

Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Carta Aberta aos candidatos e candidatas às prefeituras e Câmaras Municipais Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos, 18 Compromissos A criança e o adolescente no centro da gestão municipal O Estatuto

Leia mais

Recebo com emoção o título de doutor Honoris Causa da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira.

Recebo com emoção o título de doutor Honoris Causa da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira. Discurso do Ex-Presidente Lula Outorga do Título de Doutor Honoris Causa da Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira 1 de Março de 2013 Recebo com emoção o título de doutor

Leia mais

ELEIÇÃO 2010 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CARTA 27 BRASIL

ELEIÇÃO 2010 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CARTA 27 BRASIL ELEIÇÃO 2010 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA CARTA 27 BRASIL DIRETRIZES GERAIS DE GOVÊRNO COMPROMISSO DA SOCIAL DEMOCRACIA CRISTÃ NO EXERCÍCIO DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA. APLICAR OS VALORES DA DEMOCRACIA CRISTÃ

Leia mais

ACTIVIDADES ESCOLA Actividades que a SUA ESCOLA pode fazer

ACTIVIDADES ESCOLA Actividades que a SUA ESCOLA pode fazer ACTIVIDADES ESCOLA Actividades que a SUA ESCOLA pode fazer Crianças e jovens numa visita de estudo, Moçambique 2008 Produzir materiais informativos sobre cada um dos temas e distribuir em toda a escola

Leia mais

Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 3000m 2

Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 3000m 2 MINISTÉRIO DA CULTURA Diretoria de Infraestrutura Cultural Secretaria Executiva Termo de Referência para Elaboração de Plano de Gestão de Praça do PAC modelo de 3000m 2 1. Objetivos A Praça do PAC é de

Leia mais

Educação. em territórios de alta. vulnerabilidade

Educação. em territórios de alta. vulnerabilidade Educação em territórios de alta vulnerabilidade 1 A pesquisa procura responder à seguinte questão: A vulnerabilidade social do território inf luencia a qualidade da escola? Como? Por que foi feita a pesquisa?

Leia mais

Pobreza e Exclusão Social

Pobreza e Exclusão Social Pobreza e Exclusão Social Fontes de Informação Sociológica Carlos Ramos Coimbra, 2010 Ficha Técnica Titulo: Pobreza, Exclusão Social e Integração Este trabalho foi elaborado por Carlos Miguel Pereira Ramos,

Leia mais

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2008 CAMPANHA * COMPROMISSO PELA CRIANÇA E PELO ADOLESCENTE

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2008 CAMPANHA * COMPROMISSO PELA CRIANÇA E PELO ADOLESCENTE ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2008 CAMPANHA * COMPROMISSO PELA CRIANÇA E PELO ADOLESCENTE Carta Aberta aos candidatos e candidatas às Prefeituras e Câmaras Municipais: Estatuto da Criança e do Adolescente: 18 anos,

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI Nº 11.904, DE 14 DE JANEIRO DE 2009. Mensagem de veto Vigência Institui o Estatuto de Museus e dá outras providências. O PRESIDENTE

Leia mais

Equitativa, inclusiva e livre: Uma atualização das políticas e sessão de informação sobre a educação de qualidade para além de 2015

Equitativa, inclusiva e livre: Uma atualização das políticas e sessão de informação sobre a educação de qualidade para além de 2015 Equitativa, inclusiva e livre: Uma atualização das políticas e sessão de informação sobre a educação de qualidade para além de 2015 Uma visão coletiva Impulsionados por uma visão comum do direito à educação

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA PARA ASSUNTOS PARLAMENTARES FORMULÁRIO DE POSICIONAMENTO SOBRE PROPOSIÇÃO LEGISLATIVA

MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA PARA ASSUNTOS PARLAMENTARES FORMULÁRIO DE POSICIONAMENTO SOBRE PROPOSIÇÃO LEGISLATIVA MINISTÉRIO DA SAÚDE GABINETE DO MINISTRO ASSESSORIA PARA ASSUNTOS PARLAMENTARES FORMULÁRIO DE POSICIONAMENTO SOBRE PROPOSIÇÃO LEGISLATIVA Proposição Legislativa: PL 7663/2010 Autor: DEPUTADO FEDERAL OSMAR

Leia mais

A mudança não pode parar. Plano de Governo

A mudança não pode parar. Plano de Governo A mudança não pode parar. Plano de Governo SERGIO RIBEIRO, FILHO DE CARAPICUÍBA. Sergio Ribeiro conhece a cidade como poucos. Filho de uma família nordestina, ele aprendeu desde cedo com sua mãe, Dona

Leia mais

Legislação brasileira sobre meio ambiente - tópicos Fabricio Gomes Gonçalves

Legislação brasileira sobre meio ambiente - tópicos Fabricio Gomes Gonçalves Legislação brasileira sobre meio ambiente - tópicos Fabricio Gomes Gonçalves Contextualizando... Adaptação do produtor rural sem condições novos critérios de uso da terra impostos aleatoriamente sem alicerces

Leia mais

Disposições Preliminares do DIREITO DO IDOSO

Disposições Preliminares do DIREITO DO IDOSO Disposições Preliminares do DIREITO DO IDOSO LESSA CURSOS PREPARATÓRIOS CAPÍTULO 1 O ESTATUTO DO IDOSO O Estatuto do Idoso - Lei 10.741/2003, é o diploma legal que tutela e protege, através de um conjunto

Leia mais

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PEDAGOGIA CORAÇÃO EUCARÍSTICO

SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PEDAGOGIA CORAÇÃO EUCARÍSTICO SÍNTESE DO PROJETO PEDAGÓGICO CURSO DE PEDAGOGIA CORAÇÃO EUCARÍSTICO 1. PERFIL DO CURSO O Curso de Pedagogia da PUC Minas, alinhado com o ideário humanista defendido pela Instituição, compromete-se com

Leia mais

Os programas de extensão na educação permanente. Carmen L. A. de Santana

Os programas de extensão na educação permanente. Carmen L. A. de Santana Os programas de extensão na educação permanente Carmen L. A. de Santana 2014 Extensão Universitária Área temática :Saúde Periferia dos Sonhos Direitos Humanos Saber Cuidar Curso Arteterapia Comunitária

Leia mais

Guia de Orientações para Empresas. Programa Jovem Aprendiz - Senac RJ

Guia de Orientações para Empresas. Programa Jovem Aprendiz - Senac RJ Guia de Orientações para Empresas Programa Jovem Aprendiz - Senac RJ Sumário Apresentaçao...3 1. Cursos de Aprendizagem...4 2. Ações da empresa...6 3. Solicitações de vagas do Programa Jovem Aprendiz -

Leia mais

Secretaria de Direitos Humanos

Secretaria de Direitos Humanos Secretaria de Direitos Humanos SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. CONTEXTUALIZAÇÃO... 3 3. EIXOS DE ATUAÇÃO... 8 4. OBJETIVOS, METAS E ESTRATÉGIAS... 11 5. BENEFICIÁRIOS DO PROGRAMA... 13 6. RESULTADOS ESPERADOS...

Leia mais

PESQUISA DATAPOPULAR: PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO

PESQUISA DATAPOPULAR: PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO PESQUISA DATAPOPULAR: PERCEPÇÃO SOBRE A QUALIDADE DA EDUCAÇÃO NAS ESCOLAS ESTADUAIS DE SÃO PAULO OBJETIVOS QUALIDADE NAS ESCOLAS Mapear percepções de Professores, Pais e Alunos de São Paulo sobre o que

Leia mais

Anexo II - Termo de Referência

Anexo II - Termo de Referência Anexo II - Termo de Referência I IDENTIFICAÇÃO Contratação de pessoa jurídida para realizar estudo sobre O acesso e efeito dos programas de proteção social, em homens e mulheres trabalhadores na economia

Leia mais

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS

SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS SITUAÇÃO DOS ODM NOS MUNICÍPIOS O presente levantamento mostra a situação dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM) nos municípios brasileiros. Para realizar a comparação de forma mais precisa,

Leia mais

EDITAL N 05/2015/DG/IFAM/CAMPUS MANAUS-CENTRO, DE 24 DE JULHO DE 2015. SELEÇÃO PARA OS PROGRAMAS INTEGRAIS - 2015/2º SEMESTRE LETIVO.

EDITAL N 05/2015/DG/IFAM/CAMPUS MANAUS-CENTRO, DE 24 DE JULHO DE 2015. SELEÇÃO PARA OS PROGRAMAS INTEGRAIS - 2015/2º SEMESTRE LETIVO. EDITAL N 05/2015/DG/IFAM/CAMPUS MANAUS-CENTRO, DE 24 DE JULHO DE 2015. SELEÇÃO PARA OS PROGRAMAS INTEGRAIS - 2015/2º SEMESTRE LETIVO. POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFAM 2015/2. A DIRETORA GERAL

Leia mais

Presidência da República Secretaria Especial dos Direitos Humanos Subsecretaria de Promoção e Defesa e Defesa dos Direitos Humanos

Presidência da República Secretaria Especial dos Direitos Humanos Subsecretaria de Promoção e Defesa e Defesa dos Direitos Humanos AVISO DE CHAMAMENTO PÚBLICO (publicado no Diário Oficial da União, Seção 3, em 2 de maio de 2008) SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS PARA A CRIAÇÃO E/OU FORTALECIMENTO INSTITUCIONAL DE

Leia mais

Governo Federal investe R$ 13,3 bilhões no combate à pobreza em 2007

Governo Federal investe R$ 13,3 bilhões no combate à pobreza em 2007 Governo Federal investe R$ 13,3 bilhões no combate à pobreza em 2007 O Governo Federal está investindo R$ 13,3 bilhões, em 2007, no combate à pobreza, integrando mais de 30 programas e ações que visam

Leia mais

Trabalho infantil em Pelotas: perfil ocupacional e contribuição à economia

Trabalho infantil em Pelotas: perfil ocupacional e contribuição à economia Universidade Federal de Pelotas Departamento de Medicina Social Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia Trabalho infantil em Pelotas: perfil ocupacional e contribuição à economia Luiz Augusto Facchini

Leia mais

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social. Prática profissional de Serviço Social na APROAUT - Associação de Proteção aos Autistas

VIII Jornada de Estágio de Serviço Social. Prática profissional de Serviço Social na APROAUT - Associação de Proteção aos Autistas VIII Jornada de Estágio de Serviço Social Prática profissional de Serviço Social na APROAUT - Associação de Proteção aos Autistas PANZARINI, Nathanie Hariene 1 ABREU, Marcia Fidelis de 2 SOUZA, Cristiane

Leia mais

PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com. do Espírito Santo

PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com. do Espírito Santo PDF processed with CutePDF evaluation edition www.cutepdf.com PLANO ESTADUAL DE EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS e PROGRAMA ESTADUAL DE DIREITOS HUMANOS do Espírito Santo Conforme publicados no Diário Oficial

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS UNICAMP COMISSÃO DOS CURSOS DE APRIMORAMENTO E ESPECIALIZAÇÃO NÃO MÉDICA LATO SENSU (SCAE) EDITAL

FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS UNICAMP COMISSÃO DOS CURSOS DE APRIMORAMENTO E ESPECIALIZAÇÃO NÃO MÉDICA LATO SENSU (SCAE) EDITAL FACULDADE DE CIÊNCIAS MÉDICAS UNICAMP COMISSÃO DOS CURSOS DE APRIMORAMENTO E ESPECIALIZAÇÃO NÃO MÉDICA LATO SENSU (SCAE) EDITAL A Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas, por

Leia mais

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade

EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios da integralidade, universalidade e equidade 10ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE SAÚDE: OO"TODOS USAM O SUS! SUS NA SEGURIDADE SOCIAL - POLÍTICA PÚBLICA, PATRIMÔNIO DO POVO BRASILEIRO" EIXO I - Política de saúde na seguridade social, segundo os princípios

Leia mais

DOS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM) PARA OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)

DOS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM) PARA OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS) DOS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO (ODM) PARA OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS) INTRODUÇÃO A Organização das Nações Unidas (ONU) está conduzindo um amplo debate entre governos

Leia mais

A CAB. e os impactos do saneamento. impactos na saúde vida de seus clientes

A CAB. e os impactos do saneamento. impactos na saúde vida de seus clientes Doenças Relativas ao Saneamento ambiental inadequado (DRSAI) A CAB e os impactos do saneamento básico A na CAB e os impactos na saúde vida de seus clientes qualidade 1 índice APRESENTAçÃO 3 Objetivos da

Leia mais

Fundo de População das Nações Unidas. GIFE - Rede Temática Saúde 14 de julho de 2015

Fundo de População das Nações Unidas. GIFE - Rede Temática Saúde 14 de julho de 2015 Fundo de População das Nações Unidas GIFE - Rede Temática Saúde 14 de julho de 2015 Fundo de População das Nações Unidas Cooperação Internacional para o Desenvolvimento Expansão das liberdades individuais

Leia mais

Programa de Metas 2013-2016. PPA 2014-2017 e LOA 2014

Programa de Metas 2013-2016. PPA 2014-2017 e LOA 2014 Descrição do Projeto Inserir aproximadamente 280 mil famílias com renda até meio salário mínimo no Cadastro Único para atingir 773 mil famílias cadastradas Beneficiar 228 mil novas famílias com. o Programa

Leia mais

ANO INTERNACIONAL DA JUVENTUDE

ANO INTERNACIONAL DA JUVENTUDE Os Jovens merecem um grande compromisso da nossa parte: acesso pleno à educação, atenção adequada na saúde, oportunidades de emprego e participação plena na vida pública. Ban Ki-moon Secretário Geral das

Leia mais

OS OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO NA PERSPECTIVA DE GÊNERO

OS OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO NA PERSPECTIVA DE GÊNERO OS OBJETIVOS DO DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO NA PERSPECTIVA DE GÊNERO Conjuntura Para além de enfrentarem a discriminação social e familiar, muitas mulheres ainda lutam para ultrapassar os obstáculos ao

Leia mais

Oficinas para Gestão da Rede de Atenção à Saúde Mental. Coordenadora: Lourdes A. Machado

Oficinas para Gestão da Rede de Atenção à Saúde Mental. Coordenadora: Lourdes A. Machado Oficinas para Gestão da Rede de Atenção à Saúde Mental Coordenadora: Lourdes A. Machado GPT Grupo de Produção Temática em Saúde Mental LEGISLAÇÃO SAÚDE MENTAL Lourdes A. Machado Junho 2009 CONCEITOS LEIS:

Leia mais

1.1- O processo seletivo será regido por este Edital, executado pelo IFAM e realizado pelo Campus Avançado Manacapuru;

1.1- O processo seletivo será regido por este Edital, executado pelo IFAM e realizado pelo Campus Avançado Manacapuru; EDITAL Nº 02/2015/CAM/IFAM, DE 11 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA OS PROGRAMAS INTEGRAIS POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL DO IFAM 2015/2 O DIRETOR GERAL DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

CONFERÊNCIAS NACIONAIS REALIZADAS (1941-2009)

CONFERÊNCIAS NACIONAIS REALIZADAS (1941-2009) 1 CONFERÊNCIA NACIONAL DE JUVENTUDE 1.1 1ª Conferência Nacional de Juventude Secretaria-Geral da Presidência da República Brasília-DF 27 a 30/04/2008 SIM SIM SIM 2 CONFERÊNCIA DE GAYS, LÉSBICAS,BISSEXUAIS,

Leia mais

A ponte que atravessa o rio

A ponte que atravessa o rio A ponte que atravessa o rio Patrus Ananias, ministro do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Falar do combate à fome no Brasil requer falar de combate à desigualdade social. Requer compreender que o

Leia mais

CARTA DE VITÓRIA PELO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

CARTA DE VITÓRIA PELO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CARTA DE VITÓRIA PELO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL I. Introdução: Desde a Conferência RIO-92 diversas propostas foram discutidas e formuladas com um crescente conhecimento científico sobre a real condição

Leia mais

LEI ORGÂNICA. Dispõe sobre a Lei Orgânica do Município de Sorocaba - SP. ... TÍTULO V DA ORDEM ECONÔMICA E SOCIAL CAPÍTULO I DA SAÚDE

LEI ORGÂNICA. Dispõe sobre a Lei Orgânica do Município de Sorocaba - SP. ... TÍTULO V DA ORDEM ECONÔMICA E SOCIAL CAPÍTULO I DA SAÚDE LEI ORGÂNICA Dispõe sobre a Lei Orgânica do Município de Sorocaba - SP. TÍTULO V DA ORDEM ECONÔMICA E SOCIAL CAPÍTULO I DA SAÚDE Art. 129 - A saúde é direito de todos os munícipes e dever do Poder Público,

Leia mais

Vera Lúcia Castro Jaguariúna, novembro 2005.

Vera Lúcia Castro Jaguariúna, novembro 2005. HORIZONTES DA AVALIAÇÃO NEUROTOXICOLÓGICA DE AGROQUÍMICOS Vera Lúcia Castro Jaguariúna, novembro 2005. Uma vez que a neurotoxicidade contribui para vários distúrbios mentais e neurológicos é cada vez mais

Leia mais

Plano de ação. Programa Mundial para educação em direitos humanos. Primeira etapa. Nações Unidas

Plano de ação. Programa Mundial para educação em direitos humanos. Primeira etapa. Nações Unidas Plano de ação Programa Mundial para educação em direitos humanos Primeira etapa Nações Unidas Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura Escritório do Alto Comissariado das Nações

Leia mais

Reportagem. Inclusão. Projeto de Lei PLE-387/2013 15/05/2013 Aladilce Souza

Reportagem. Inclusão. Projeto de Lei PLE-387/2013 15/05/2013 Aladilce Souza Organizamos por temas as propostas dos vereadores da Câmara Municipal de Salvador (CMS), apresentadas de janeiro a julho de 2013, para entender quais têm sido as suas prioridades. Observou-se um total

Leia mais

ONG ALTO ASTRAL. Obrigado!

ONG ALTO ASTRAL. Obrigado! ONG ALTO ASTRAL A ONG Alto Astral é um sonho pessoal e profissional. Por conhecermos há mais de duas décadas os graves problemas de saúde pública e ambiental que assolam o nosso Brasil, principalmente

Leia mais

A Participação Social no Governo Federal

A Participação Social no Governo Federal SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL A Participação Social no Governo Federal Gerson Almeida Secretário Nacional de Articulação Social SUMÁRIO: 1. VISÕES

Leia mais

FERNANDO PACHECO LIMA 04/07/2012

FERNANDO PACHECO LIMA 04/07/2012 PLANO DE GOVERNO PARTIDO VERDE FERNANDO PACHECO LIMA 04/07/2012 Educação A adoção do sistema de melhorias no transporte escolar é uma de nossas prioridades. Nesse sistema incluiremos com prioridade absoluta

Leia mais

PROJETO DE LEI N.º 885, DE 2015

PROJETO DE LEI N.º 885, DE 2015 COMISSÃO DE EDUCAÇÃO PROJETO DE LEI N.º 885, DE 2015 Dispõe sobre a obrigatoriedade da concessão de Kit básico de Higiene pessoal nas escolas públicas e dá outras. Autor: Deputado MÁRIO HERINGER Relator:

Leia mais

DIAGNÓSTICO AMBIENTAL DO CÓRREGO LAGOINHA, UBERLÂNDIA - MG

DIAGNÓSTICO AMBIENTAL DO CÓRREGO LAGOINHA, UBERLÂNDIA - MG UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA 4ª Semana do Servidor e 5ª Semana Acadêmica 2008 UFU 30 anos DIAGNÓSTICO AMBIENTAL DO CÓRREGO LAGOINHA, UBERLÂNDIA - MG Edgard Jerônimo da Silva Júnior¹ Universidade

Leia mais

Palavras-chave: saúde - glaucoma - prevenção - qualidade de vida - responsabilidade social.

Palavras-chave: saúde - glaucoma - prevenção - qualidade de vida - responsabilidade social. Projeto Glaucoma Mostra Local de: Londrina Categoria do projeto: I Projetos em Andamento (projetos em execução atualmente) Nome da Instituição/Empresa: Hoftalon - Centro de Estudo e Pesquisa da Visão Cidade:

Leia mais

RELATÓRIO 2013 DE PROGRESSO GLOBAL COMPACT 2013 REPORT

RELATÓRIO 2013 DE PROGRESSO GLOBAL COMPACT 2013 REPORT RELATÓRIO DE PROGRESSO GLOBAL COMPACT REPORT RELATÓRIO DE PROGRESSO GLOBAL COMPACT REPORT INDICE.Gestão da Politica de Responsabilidade Social da Delta Cafés 03.PRINCIPIOS DO IMPACTO GLOBAL PRINCÍPIOS

Leia mais

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM

III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM III PRÊMIO PARAÍBA ABRAÇA ODM Faça parte desse abraço A Fundação Solidariedade ponto focal do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento,braço social do Sistema Correio de Comunicação, é uma Associação

Leia mais

Agenda de. Desenvolvimento. Pós-2015

Agenda de. Desenvolvimento. Pós-2015 Agenda de Desenvolvimento Pós-2015 Objetivos do Desenvolvimento Sustentável O INÍCIO: ANO 2000 Combate a inimigos históricos da humanidade: Pobreza e fome Desigualdade de gênero Doenças transmissíveis

Leia mais

o professor e o mundo da escola

o professor e o mundo da escola o professor e o mundo da escola Os professores estão no centro e na borda da sociedade e da cultura, percebendo, como cidadãos e como pais, além da prática que desenvolvem na sala de aula, as mudanças,

Leia mais

Incluir no pagamento por performance o preenchimento da variável raça/cor.

Incluir no pagamento por performance o preenchimento da variável raça/cor. PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE E DEFESA CIVIL SUBSECRETARIA DE PROMOÇÃO, ATENÇÃO PRIMÁRIA E VIGILÂNCIA EM SAÚDE SUPERINTENDÊNCIA DE PROMOÇÃO DA SAÚDE COORDENAÇÃO DE

Leia mais

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ANÁPOLIS - UNIEVANGÉLICA NÚCLEO DE PESQUISA EM DIREITO DA UNIEVANGÉLICA- NPDU

CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ANÁPOLIS - UNIEVANGÉLICA NÚCLEO DE PESQUISA EM DIREITO DA UNIEVANGÉLICA- NPDU CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ANÁPOLIS - UNIEVANGÉLICA NÚCLEO DE PESQUISA EM DIREITO DA UNIEVANGÉLICA- NPDU Mobilidade e acessibilidade: O Trânsito do Município de Anápolis Goiás e as Relações de proteção e

Leia mais

PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013

PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013 PLANO DE TRABALHO PROJETO VOLUNTÁRIOS BB - EDIÇÃO 2013 1. DADOS CADASTRAIS DATA : o 1.1. Projeto Título: Período de realização: Local de desenvolvimento do trabalho/ município/uf: 1 Recursos FBB (R$):

Leia mais

Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Objetivos de Desenvolvimento do Milênio Com base em resultados de conferências internacionais, a ONU lançou, no ano 2000, os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, durante e Cúpula do Milênio, com a

Leia mais

plantão de vendas: (17) 2136-7535 Av. José da silva sé, 1000. São josé do rio preto sp facebook.com/damhaurbanizadora @GrupoDamha www.damha.com.

plantão de vendas: (17) 2136-7535 Av. José da silva sé, 1000. São josé do rio preto sp facebook.com/damhaurbanizadora @GrupoDamha www.damha.com. facebook.com/damhaurbanizadora @GrupoDamha plantão de vendas: (17) 2136-7535 Av. José da silva sé, 1000. São josé do rio preto sp www.damha.com.br V I L L A G E D A M H A I I I Tem gente que vive preocupado,

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA INDICAÇÃO

ORIENTAÇÕES PARA INDICAÇÃO ORIENTAÇÕES PARA INDICAÇÃO Objetivos do Prêmio O Prêmio Exemplo Voluntário 2009 tem por objetivo identificar, selecionar, reconhecer, valorizar e premiar pessoas que desenvolvam ações voluntárias mostrando,

Leia mais

Articular o Conselho Escolar, os Grêmios Estudantis, os trabalhadores de educação, as Associações de Pais e Mestres e a comunidade em geral.

Articular o Conselho Escolar, os Grêmios Estudantis, os trabalhadores de educação, as Associações de Pais e Mestres e a comunidade em geral. EIXO 1 PROMOÇÃO DOS DIREITOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Garantir a elaboração e implementação da Política e do Plano Decenal de Direitos Humanos de Criança e Adolescente nos âmbitos federal, estadual,

Leia mais

DECLARACAO UNIVERSAL dos Direitos Humanos

DECLARACAO UNIVERSAL dos Direitos Humanos DECLARACAO UNIVERSAL dos Direitos Humanos 2 3 Artigo 1º, Direito à Igualdade Você nasce livre e igual em direitos como qualquer outro ser humano. Você tem capacidade de pensar e distinguir o certo do errado.você

Leia mais