CALCULADORA HP 12C A calculadora HP 12C usa o chamado sistema de pilha, também designado por Notação Polonesa Reversa (RPN).

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CALCULADORA HP 12C A calculadora HP 12C usa o chamado sistema de pilha, também designado por Notação Polonesa Reversa (RPN)."

Transcrição

1 A Matemática Financeira tem como objetivo estudar o valor do dinheiro no tempo. CALCULADORA HP 12C A calculadora HP 12C usa o chamado sistema de pilha, também designado por Notação Polonesa Reversa (RPN). De acordo com a configuração de fábrica da calculadora HP 12C o ponto é utilizado como separador decimal. A vírgula é utilizada como separador para grupos de 3 dígitos. Para alterar aos padrões do Brasil em que o ponto é o separador para grupos e a vírgula para decimais, primeiramente deverá desligar a calculadora. Depois é só manter pressionada a tecla ponto e pressionar o botão ON simultaneamente. Após mudar o formato padrão, você poderá retornar a configuração de fábrica a qualquer momento, basta realizar o mesmo procedimento. Para acionar qualquer função estampada na cor branca, basta pressionar a tecla. Para acionar as funções estampadas na cor laranja, é necessário, anteriormente, pressionar a tecla f. Para acionar as funções estampadas na cor azul, é necessário, anteriormente, pressionar a tecla g. Os registradores X, Y, Z e W são como memórias temporárias. Para escolher um número de casas decimais, é necessário pressionar a tecla f e em seguida o número de casas decimais. Número: registrador X Caso pressione a tecla ENTER, o número digitado na calculadora HP 12C, passa a ocupar o registrador Y. Portanto, toda vez que você pressiona a tecla ENTER, os números realizam um movimento para baixo na pilha de registradores. Embora continue a aparecer no visor, o registrador X está liberado para receber outro número. Então, já se pode digitar o próximo número que fará parte da operação. Assim, o número digitado é exibido no display da calculadora e é armazenado no registrador X. Por último, aplique a operação e assim, o resultado é exibido. As operações matemáticas sempre puxam os números em direção ao registrador X. Para utilizar o resultado numa outra operação, é preciso pressionar a tecla ENTER para deslocar os números para baixo da pilha (registrador Y). Logo após, termine a operação e assim, o resultado é exibido no Registrador X enquanto o registrador Y é zerado. Uma operação matemática direciona os números para o registrador X. CLX: tem a função de limpar o registrador X e deixá-lo pronto para receber um novo valor. Fluxo de caixa É um objeto matemático utilizado para organizar a entrada e saída do dinheiro em qualquer operação financeira. A grande vantagem é que o fluxo de caixa pode ser representado graficamente. Portanto, não serão utilizados apenas números para interpretá-lo. De acordo com o dicionário Aurélio, receita significa: quantia recebida ou arrecadada. Regime de capitalização O conceito de Regime de capitalização está ligado à remuneração do capital empregado em uma operação financeira. Assim, regimes de capitação são métodos utilizados para o cálculo dessa remuneração. Normalmente são usados dois tipos desses métodos, isto é, o simples, ou linear, e o composto, ou exponencial. 1

2 Capitalizar os juros é o processo pelo qual se calculam os juros em função do tempo e o incorpora ao capital inicial. Descapitalizar os juros significa subtraí-los de um capital. No regime simples, a taxa incide apenas sobre o capital inicial. No regime de capitalização composto, a taxa de juros incide sobre o capital inicial acrescido dos juros acumulados até o período anterior. É muito comum encontrar o termo juros sobre juros para definir o regime composto. O juros compostos são mais utilizados no Brasil. Elementos da Matemática Financeira 2

3 A taxa deve estar acompanhada do período. 3

4 Juros simples são aqueles em que a taxa de juros incide apenas sobre o capital inicial da operação. Isso significa que o juro obtido no primeiro período não é incluído no capital inicial para obtenção do juro do segundo período. Fórmula: =.. Metodologia de resolução de problemas - Identificar o regime de capitalização. - Identificar os elementos do problema. - Identificar o elemento cujo valor é desconhecido. - Aplicar a fórmula. Fórmula para cálculo do montante: = + Fórmula para calcular o valor futuro sem anteriormente calcular os juros. =.( 1 +. ) 4

5 Juros compostossão aqueles em que a taxa incide sobre o capital inicial acrescido dos juros acumulados até o período anterior. Todas as lojas comerciais adotam o regime composto para realização de vendas a prazo. Portanto, os juros são calculados sobre cada novo montante. Fórmula do montante: =.( 1 + ) Utiliza-se o botão para fazer um número elevado ao outro. Ex: 2 2 Na combinação de STO e EEX, no display da calculadora exibe a letra c que indica que podemos trabalhar com prazos fracionários e, consequentemente, com o regime de capitalização composto. Então, toda vez que for trabalhar com juros compostos, utiliza-se as teclas STO e EEX. A tecla CHS inverte o sinal do número, ou seja, se antes era positivo depois passa a ser negativo, ou vice-versa. Tecla PV, informa que é um valor presente. Tecla i, informa taxa. Fórmula do Valor presente: = ( 1 + ) 5

6 Fórmula da taxa: A tecla f juntamente com a tecla FIN é utilizada para LIMPAR os registros financeiros da calculadora HP 12C. Quando se trata de juros compostos, não se deve aplicar o conceito de taxa proporcional, ou seja, não deve simplesmente dividir pelo número de meses. É preciso empregar o conceito de TAXA EQUIVALENTE. Resumindo: Quando se trata do regime de capitalização simples, você sempre vai utilizar taxas proporcionais. Quando se trata do regime de capitalização composto, na maioria das vezes você vai utilizar taxas equivalentes. 6

7 Fórmula do período/prazo: Função LN = Logaritmo Neperiano*. * O sistema de logaritmos neperianos possui como base o número irracional e (e = 2, ) chamado de número de Euler. É, portanto, a função inversa da função exponencial. Esse sistema também é conhecido como sistema de logaritmos naturais, como a condição x > 0. Ele pode ser expresso por: Log e x = In x Transformando base e para a base decimal: Considere o número real positivo x, para tal temos: Através da relação demonstrada, podemos resolver os problemas propostos envolvendo a base decimal e a base e. Fórmula dos Juros: A tecla RCL resgata o valor contido num registrador específico. 7

8 Funções de Juros compostos no Excel Cálculo do valor futuro/montante VF (retorna o valor futuro de um investimento com base em pagamentos constantes e periódicos e uma taxa de juros constante) O valor presente é negativo quando você vai ficar sem o dinheiro ao fazer o depósito. No entanto, o valor futuro será positivo, pois estará recebendo o dinheiro. Cálculo do valor presente VP (retorna o valor presente de um investimento: a quantia total atual de uma série de pagamentos futuros) O resultado será negativo, pois será o valor que precisa depositar para obter daqui a um tempo. Cálculo da Taxa TAXA (Retorna a taxa de juros por período em um empréstimo ou investimento) Nper: prazo do financiamento. Se escolher pagar em uma única parcela, utiliza-se o campo Vf. Mas se escolher pagar mensalmente será Pgto. Cálculo do período/prazo NPER (Retorna o número de períodos de um investimento com base em pagamentos constantes periódicos e uma taxa de juros constante) Cálculo dos juros VF (retorna o valor futuro de um investimento com base em pagamentos constantes e periódicos e uma taxa de juros constante) Taxas equivalentes Duas taxas são equivalentes se, aplicando o mesmo prazo e utilizando o mesmo capital, produzirem o mesmo montante. Para que as taxas sejam equivalentes elas devem gerar um mesmo montante quando aplicadas sobre um mesmo capital em um mesmo prazo. Fórmula da taxa equivalente: 8

9 Taxa nominal x taxa efetiva Taxa nominal = capitalização mensal. Matemática Financeira A taxa nominal é uma taxa cuja unidade de tempo não coincide com o período de capitalização dos juros. Portanto, a taxa nominal não corresponde de fato ao ganho, ou custo financeiro de uma operação. Toda vez que apresentar taxa nominal, será necessário convertê-la em taxa efetiva. Para realizar a conversão da taxa nominal para a taxa efetiva, utiliza-se o mesmo conceito de taxas proporcionais. Portanto, se tiver uma taxa anual e quer convertê-la em taxa mensal, basta dividir por 12. A taxa efetiva é a taxa que representa, de fato, o ganho ou custo da operação. 9

10 Exemplos de taxas nominais: 50% ao ano com capitalização mensal; 32% ao semestre com capitalização mensal; 10% ao mês com capitalização diária; 18% ao bimestre com capitalização diária; Matemática Financeira Exemplos de taxas efetivas: 50% ao ano com capitalização anual; 32% ao semestre com capitalização semestral; 10% ao mês com capitalização mensal; 18% ao bimestre com capitalização bimestral; Taxa Over Algumas operações financeiras, principalmente aquelas de curto prazo, definem os juros com base no número de dias úteis e não em dias corridos. A taxa over é uma taxa que considera a quantidade de dias úteis do mês e não os 30 dias do mês comercial. Ex: juros de cheques especiais, fundos de investimentos, etc. Taxa over equivalente 10

11 Taxa acumulada ou Taxas unificadas A poupança é um exemplo prático de onde podemos encontrar problemas que envolvem taxas acumuladas. A taxa referencial é um índice criado pelo governo para complementar os juros pagos na poupança. Taxa acumulada é a união entre duas ou mais taxas (i1, i2, i3... in), de forma que provoquem o mesmo ganho/custo financeiro, se aplicadas isoladamente uma após a outra. Taxa real A taxa real de juros é aquela calculada com base na inflação ou também num custo de oportunidade do mercado. A taxa real é a que define o verdadeiro ganho financeiro. Deve-se levar em conta a desvalorização do capital desde o início da aplicação do dinheiro até a data do rendimento, ou seja, precisa considerar a inflação. O IPCA é o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo. Ele é o índice oficial do governo federal para medição das datas inflacionárias. O IPCA é fornecido pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Taxa média A taxa média de juros segue o mesmo conceito da média aritmética. A taxa média é a taxa unida que quando aplicada no mesmo período, provoca o mesmo efeito das taxas individuais. 11

12 Desconto simples O desconto é um recurso muito utilizado nas operações financeiras. O desconto é o abatimento dado ao valor principal de um capital quando ele é pago antes do seu vencimento. O Valor Nominal (VN) é o valor a ser pago na data de vencimento da dívida. Conhecido também como Valor de Face (VF). O Valor Atual (VA) representa o valor pago antecipadamente, ou seja, representa o valor nominal menos o desconto. Conhecido também como Valor Líquido (VL). O D representa o Desconto obtido com o pagamento antecipado da dívida. As letras id representam taxa de desconto utilizada na operação. As letras nd representam o prazo do desconto, ou seja, o período de antecipação do pagamento. 12

13 A aplicação dos juros gera a capitalização do dinheiro, ou seja, o dinheiro é incrementado graças à ação dos juros. A descapitalização pode ocorrer tanto no regime simples quanto no regime composto. Desconto simples O desconto simples é dividido em desconto racional e desconto bancário. DRS: Desconto Racional Simples ou Desconto por dentro. DBS ou DCS: Desconto Bancário ou Desconto Comercial Simples ou Desconto por fora. Títulos de Crédito Os títulos de crédito são papéis que comprovam a obrigação de pagamento de certa quantia em dinheiro. São emitidos entre pessoas físicas ou jurídicas. Pessoa jurídica é a entidade abstrata com existência e responsabilidade jurídicas. Por exemplo: uma associação, empresa ou companhia, legalmente autorizadas. Pessoa física é a pessoa natural, é qualquer cidadão do país. A pessoa jurídica possui um CNPJ, que é um número que identifica a empresa. A pessoa física possui um CPF, que é um número único que identifica a pessoa. CHEQUE O Cheque, por exemplo, é um título de crédito. É uma ordem de pagamento à vista. O cheque é um dos títulos de crédito mais utilizados como comprovante de obrigações a pagar. NOTA PROMISSÓRIA É um título que representa uma promessa direta de pagamento de certa quantia em data estabelecida. Pode ser à vista ou a prazo. É efetuada pelo devedor ao credor. 13

14 DUPLICATA Duplicata é um título de crédito vinculado a operações de compra e venda de produtos ou de prestação de serviços com pagamentos à vista ou a prazo. O valor do crédito é originado da compra e venda ou da prestação do serviço. A duplicata está sempre ligada à fatura. Portanto, sempre estará vinculada a uma transação de compra e venda ou de prestação de serviços. Desconto racional simples ou por dentro É o desconto equivalente ao juro produzido pelo valor atual do título, considerando uma taxa fixa e o tempo correspondente. Desconto simples bancário, comercial, ou por fora É o desconto equivalente ao juro produzido pelo valor nominal do título, considerando uma taxa fixa e tempo correspondente. O IOF é um imposto que incide sobre grande parte das operações que envolvem crédito e financiamento aos consumidores e empresas. Desconto composto Geralmente aplica-se o desconto composto em operações superiores a 1 ano. Desconto composto racional ou por dentro É estabelecido segundo as relações do regime de juros compostos. Também é aplicado sobre o valor atual, ou valor líquido. 14

15 Desconto composto bancário, comercial ou por fora É calculado sobre o valor nominal do título. O valor atual é obtido com uma sucessão de descontos aplicados sobre o valor nominal do título. O item indicado ao lado é chamado de fator de descapitalização. Como se trata de uma função exponencial, este regime também é chamado de regime de descapitalização exponencial. 15

UNIDADE Capitalização composta

UNIDADE Capitalização composta UNIDADE 2 Capitalização composta Capitalização composta Curso de Graduação em Administração a Distância Objetivo Nesta Unidade, você vai ser levado a: calcular o montante, taxas equivalentes, nominal e

Leia mais

CALCULADORA HP 12C 1. OPERAÇÕES BÁSICAS. 1.1. LIGAR E DESLIGAR Pressione ON

CALCULADORA HP 12C 1. OPERAÇÕES BÁSICAS. 1.1. LIGAR E DESLIGAR Pressione ON CALCULADORA HP 12C 1. OPERAÇÕES BÁSICAS 1.1. LIGAR E DESLIGAR Pressione ON 1.2. NOTAÇÃO DECIMAL A máquina HP 12C possui duas formas de separar a parte fracionária da parte inteira de um número: utilizando

Leia mais

Este é um guia prática com algumas teclas e funções da calculadora HP 12C

Este é um guia prática com algumas teclas e funções da calculadora HP 12C 1. Inicialização da HP 12C Este é um guia prática com algumas teclas e funções da calculadora HP 12C 2. AS TECLAS Função f corresponde à segunda função da citada tecla (gold) Função g corresponde à terceira

Leia mais

JUROS SIMPLES 23/08/2015. Módulo II Capitalização Simples. CAPITALIZAÇÃO SIMPLES Juro Fórmulas Derivadas. Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc.

JUROS SIMPLES 23/08/2015. Módulo II Capitalização Simples. CAPITALIZAÇÃO SIMPLES Juro Fórmulas Derivadas. Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. Módulo II Capitalização Simples Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. CAPITALIZAÇÃO SIMPLES Juro Fórmulas Derivadas JUROS SIMPLES O regime de juros será simples quando o percentual de juros incidir apenas

Leia mais

Disciplina de Matemática Financeira Curso Técnico em Finanças Profª Valéria Espíndola Lessa APOSTILA 1

Disciplina de Matemática Financeira Curso Técnico em Finanças Profª Valéria Espíndola Lessa APOSTILA 1 Disciplina de Matemática Financeira Curso Técnico em Finanças Profª Valéria Espíndola Lessa APOSTILA 1 Juros Simples Juros Compostos Desconto Simples Desconto Composto Erechim, 2014 INTRODUÇÃO A MATEMÁTICA

Leia mais

CONCEITOS BÁSICOS DA HP 12C

CONCEITOS BÁSICOS DA HP 12C HP 12C, Um Curso Básico 2 1 CONCEITOS BÁSICOS DA HP 12C 1.1 Introdução A HP 12C difere das calculadoras convencionais na forma de entrada dos dados. As calculadoras convencionais executam cálculos na sequência

Leia mais

Introdução. Este arquivo compõe a coletânea Mega Cursos - www.megacursos.com.br -

Introdução. Este arquivo compõe a coletânea Mega Cursos - www.megacursos.com.br - Curso de Matemática financeira Introdução Este arquivo compõe a coletânea Mega Cursos - www.megacursos.com.br - AULA 1: Definições O que são juros? Por que variam tanto? Risco. Inflação - ilusão de remuneração.

Leia mais

Matemática Financeira FN1200C

Matemática Financeira FN1200C Matemática Financeira FN1200C 0 Índice Introdução... 2 Principais Funções... 2 Juros... 8 Capitalização Simples ou Linear... 9 Capitalização Composta ou Exponencial... 12 Taxas Equivalentes... 16 Prestações

Leia mais

UTILIZAÇÃO DO EXCEL E DA HP12C EM MATEMÁTICA FINANCEIRA

UTILIZAÇÃO DO EXCEL E DA HP12C EM MATEMÁTICA FINANCEIRA UTILIZAÇÃO DO EXCEL E DA HP12C EM MATEMÁTICA FINANCEIRA DENILSON NOGUEIRA DA SILVA Universidade Gama Filho UGF / RJ FAETEC / RJ denilson@abeunet.com.br LUIZ MARCOS CAVALCANTI PEREIRA Colégio PedroII /

Leia mais

captação de recursos empréstimos financiamento.

captação de recursos empréstimos financiamento. Instrumentos utilizados pelas instituições financeiras para captação de recursos (funding) que serão utilizados nas operações de empréstimos e financiamento. 1 O cliente entrega os recursos ao banco, sendo

Leia mais

Exercícios. Matemática Financeira

Exercícios. Matemática Financeira Exercícios de Matemática Financeira SUMÁRIO - Apresentação... 01-01 ª Série - Taxas Equivalentes...... 02-02 ª Série - Planos de Amortização...... 05-03 ª Série - Exercícios Extras...... 09-04 ª Série

Leia mais

Os juros podem ser capitalizados segundo dois regimes: simples ou compostos.

Os juros podem ser capitalizados segundo dois regimes: simples ou compostos. 1/7 3. Modelos de capitalização simples 4. Modelos de capitalização composta Conceitos básicos A Matemática Financeira é uma ferramenta útil na análise de algumas alternativas de investimentos ou financiamentos

Leia mais

Elaborado por. Prof. Geraldo Zaccaro F. desconto a taxas constantes

Elaborado por. Prof. Geraldo Zaccaro F. desconto a taxas constantes Elaborado por Prof. Geraldo Zaccaro F. Capitalização simples: desconto a taxas constantes 1 Abrangência: Desconto simples, a taxa constante, Calcular o valor do desconto simples, por dentro e por fora,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL/MG. Projeto Institucional de Formação Continuada

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL/MG. Projeto Institucional de Formação Continuada 1 UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALFENAS UNIFAL/MG Projeto Institucional de Formação Continuada Aprendizagem de Matemática Mediada por suas Aplicações 6 o Encontro: Matemática Financeira Professor José Carlos

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA Roberto César Faria e Silva MATEMÁTICA FINANCEIRA Aluno: SUMÁRIO 1. CONCEITOS 2 2. JUROS SIMPLES 3 Taxa Efetiva e Proporcional 10 Desconto Simples 12 Desconto Comercial, Bancário ou Por Fora 13 Desconto

Leia mais

Introdução à Matemática Financeira

Introdução à Matemática Financeira Introdução à Matemática Financeira O que é melhor? Juros simples ou juros compostos? Pagar a vista ou comprar a prazo? ano? Receber hoje R$ 1,00 é melhor que receber o mesmo valor daqui a um Podemos ver

Leia mais

Conceitos Básicos 09/10/2015. Módulo IV Capitalização Composta. CAPITALIZAÇÃO COMPOSTA Montante e Juro Fórmulas Derivadas

Conceitos Básicos 09/10/2015. Módulo IV Capitalização Composta. CAPITALIZAÇÃO COMPOSTA Montante e Juro Fórmulas Derivadas Módulo IV Capitalização Composta Danillo Tourinho S. da Silva, M.Sc. CAPITALIZAÇÃO COMPOSTA Montante e Juro Fórmulas Derivadas Conceitos Básicos No sistema de juros compostos (regime de capitalização composta),

Leia mais

Gestão Financeira. Cálculos Financeiros. Matemática Financeira. HP12C on line 18/9/2012. Prof.: Marcelo dos Santos

Gestão Financeira. Cálculos Financeiros. Matemática Financeira. HP12C on line 18/9/2012. Prof.: Marcelo dos Santos Gestão Financeira Prof.: Marcelo dos Santos Cálculos Financeiros Matemática Financeira http://fazaconta.com/calculadora-hp-12c-online.htm http://us.geocities.com/univix/hp_12c.htm com/univix/hp htm Fonte:

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira A Matemática Financeira é uma ferramenta útil na análise de algumas alternativas de investimentos ou financiamentos de bens de consumo. Consiste em empregar procedimentos matemáticos para simplificar a

Leia mais

FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA

FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA Administração Financeira Orçamentária I 1 INTRODUÇÃO FUNDAMENTOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA A matemática financeira tem como objetivo principal estudar o valor do dinheiro em função do tempo. Este conceito,

Leia mais

JUROS E TAXAS INTRODUÇÃO

JUROS E TAXAS INTRODUÇÃO JUROS E TAXAS MARCOS CARRARD CARRARD@GMAIL.COM INTRODUÇÃO A Matemática Financeira teve seu início exatamente quando o homem criou os conceitos de Capital, Juros, Taxas e Montante. Daí para frente, os cálculos

Leia mais

AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS

AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS AVALIAÇÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS Danillo Tourinho Sancho da Silva, MSc AVALIAÇÕES Unidade I Fichamentos e Exercícios Avaliativos 2,0 Prova Escrita Individual 8,0 Unidade II Projeto Conceitual de

Leia mais

Aplicações de conceitos da

Aplicações de conceitos da Aplicações de conceitos da matemática financeira WERNKE, RODNEY. Gestão financeira: ênfase em aplicações e casos nacionais. Rio de Janeiro, Saraiva, 2008. Capítulo 2. Aula de Fernando Nogueira da Costa

Leia mais

Existe uma diferença entre o montante (S) e a aplicação (P) que é denominada de remuneração, rendimento ou juros ganhos.

Existe uma diferença entre o montante (S) e a aplicação (P) que é denominada de remuneração, rendimento ou juros ganhos. Módulo 3 JUROS SIMPLES 1. Conceitos Iniciais 1.1. Juros Juro é a remuneração ou aluguel por um capital aplicado ou emprestado, o valor é obtido pela diferença entre dois pagamentos, um em cada tempo, de

Leia mais

JUROS SIMPLES. Onde: n é o número de períodos (number of periods) ou prazo em dias; i é o índice da taxa de juros (index) anual;

JUROS SIMPLES. Onde: n é o número de períodos (number of periods) ou prazo em dias; i é o índice da taxa de juros (index) anual; curso completo de CALCULADORA HP-12C - 3 JUROS SIMPLES Além dos registradores X (visor), Y, Z e W, discutidos no capítulo anterior, vimos também que a calculadora HP-12C apresenta os registradores financeiros,

Leia mais

Organização da Aula. Avaliação de Investimentos. Aula 2. Contextualização. Instrumentalização. Proporcionalidade de taxas. Equivalência de taxas

Organização da Aula. Avaliação de Investimentos. Aula 2. Contextualização. Instrumentalização. Proporcionalidade de taxas. Equivalência de taxas Avaliação de Investimentos Aula 2 Profa. Claudia Abramczuk Organização da Aula Proporcionalidade de taxas Equivalência de taxas Comparação entre proporcionalidade e equivalência VP e VF Contextualização

Leia mais

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE

UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE UNIVERSIDADE CANDIDO MENDES PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU PROJETO A VEZ DO MESTRE MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA TODOS Por: Washington Conrado de Souza Orientador Prof.ª : Ana Cláudia Morrissy Rio de Janeiro 2011

Leia mais

Apostila de Matemática Financeira Parte 01

Apostila de Matemática Financeira Parte 01 Apostila de Matemática Financeira Parte 01 Autor: Guilherme Yoshida Facebook: facebook.com/guilhermeyoshida90 Google+: https://plus.google.com/108564693752650171653 Blog: Como Calcular Curta a Página do

Leia mais

PROFESSOR: SEBASTIÃO GERALDO BARBOSA

PROFESSOR: SEBASTIÃO GERALDO BARBOSA UNESPAR/PARANAVAÍ - Professor Sebastião Geraldo Barbosa - 0 - PROFESSOR: SEBASTIÃO GERALDO BARBOSA Setembro/204 UNESPAR/PARANAVAÍ - Professor Sebastião Geraldo Barbosa - -. RENDAS CERTAS OU ANUIDADES Nas

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE CALCULADORA HP-12C E MICROSOFT EXCEL. RICARDO ARAUJO, M.Sc.

ORIENTAÇÕES SOBRE CALCULADORA HP-12C E MICROSOFT EXCEL. RICARDO ARAUJO, M.Sc. ORIENTAÇÕES SOBRE CALCULADORA HP-12C E MICROSOFT EXCEL RICARDO ARAUJO, M.Sc. Capítulo 01 Noções sobre a HP-12C Apesar de a calculadora HP-12C possuir inúmeras funções, nos deteremos basicamente sobre a

Leia mais

Título : B2 Matemática Financeira. Conteúdo :

Título : B2 Matemática Financeira. Conteúdo : Título : B2 Matemática Financeira Conteúdo : A maioria das questões financeiras é construída por algumas fórmulas padrão e estratégias de negócio. Por exemplo, os investimentos tendem a crescer quando

Leia mais

Gestão Financeira. União das Faculdades de Alta Floresta - UNIFLOR. Faculdade de Ciências Contábeis de Alta Floresta

Gestão Financeira. União das Faculdades de Alta Floresta - UNIFLOR. Faculdade de Ciências Contábeis de Alta Floresta União das Faculdades de Alta Floresta - UNIFLOR Rua T-2, s/n Caixa Postal n.º 431 Fone (066) 521-1676 CEP 78.580-000 - Alta Floresta-MT Faculdade de Ciências Contábeis de Alta Floresta CURSO: ESPECIALIZAÇÃO

Leia mais

Prof. Luiz Felix. Unidade I

Prof. Luiz Felix. Unidade I Prof. Luiz Felix Unidade I MATEMÁTICA FINANCEIRA Matemática financeira A Matemática Financeira estuda o comportamento do dinheiro ao longo do tempo. Do ponto de vista matemático, um determinado valor a

Leia mais

Elementos de Análise Financeira Juros Compostos Profa. Patricia Maria Bortolon

Elementos de Análise Financeira Juros Compostos Profa. Patricia Maria Bortolon Elementos de Análise Financeira Juros Compostos Juros Compostos Os juros formados em cada período são acrescidos ao capital formando o montante (capital mais juros) do período. Este montante passará a

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA HP E EXCEL. Prof. Gilberto de Castro Timotheo Página 1

MATEMÁTICA FINANCEIRA HP E EXCEL. Prof. Gilberto de Castro Timotheo Página 1 MATEMÁTICA FINANCEIRA HP E EXCEL Prof. Gilberto de Castro Timotheo Página 1 Sumário Conceitos e Convenções...3 Conceitos...3 Convenções...3 Convenções aplicadas a HP e EXCEL...4 Conhecendo a HP...5 Princípio

Leia mais

Elementos de Análise Financeira Reciprocidade Bancária e Taxas Over Profa. Patricia Maria Bortolon

Elementos de Análise Financeira Reciprocidade Bancária e Taxas Over Profa. Patricia Maria Bortolon Elementos de Análise Financeira Reciprocidade Bancária e Taxas Over Fonte: Assaf Neto (2009), Matemática Financeira e Suas Aplicações, Cap. 6 Reciprocidade Bancária São exigências estabelecidas pelas instituições

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP 12C E EXCEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP 12C E EXCEL MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP 12C E EXCEL SOLUÇÕES COMPLETAS DE QUESTÕES E EXERCÍCIOS ADRIANO LEAL BRUNI E RUBENS FAMÁ 5ª EDIÇÃO ATLAS 2010 1 APRESENTAÇÃO Este texto apresenta as respostas da questões e

Leia mais

Curso. Matemática Financeira com HP 12C

Curso. Matemática Financeira com HP 12C Seja Bem Vindo! Curso Matemática Financeira com HP 12C Carga horária: 25hs Dicas importantes Nunca se esqueça de que o objetivo central é aprender o conteúdo, e não apenas terminar o curso. Qualquer um

Leia mais

CÁLCULOS FINANCEIROS 1ª aula Parte 1

CÁLCULOS FINANCEIROS 1ª aula Parte 1 CÁLCULOS FINANCEIROS 1ª aula Parte 1 COMO INSTRUMENTO AUXILIAR EM NOSSOS CÁLCULOS, UTILIZAREMOS PREFERÊNCIALMENTE A CALCULADORA FINANCEIRA HP12-C INTRODUÇÃO A Matemática Financeira visa basicamente estudar

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA E ANÁLISE DE INVESTIMENTO AULA 02: CAPITALIZAÇÃO, DESCONTO E FLUXO DE CAIXA TÓPICO 01: CAPITALIZAÇÃO SIMPLES E COMPOSTA CAPITALIZAÇÃO SIMPLES CONCEITO Na capitalização simples, os

Leia mais

3. JUROS SIMPLES. i 100

3. JUROS SIMPLES. i 100 Matemática Financeira com a Calculadora HP -12C 23 3. JUROS SIMPLES 3.1 INTRODUÇÃO 5 10 15 20 Como vimos no Capítulo 1, juros simples apresentam uma grande vantagem operacional sobre os compostos. Isso

Leia mais

Prof. Me. João Alexandre Thomaz

Prof. Me. João Alexandre Thomaz Prof. Me. João Alexandre Thomaz 1.1 A Calculadora HP 12C Linha financeira Ligar e desligar Função Amarela e Azul Acesso à memória Entrada 1.2 Ligando e desligando a calculadora Para ligar a sua calculadora

Leia mais

MBA EM FINANÇAS UNOCHAPECÓ. Disciplina: Cálculos Financeiros

MBA EM FINANÇAS UNOCHAPECÓ. Disciplina: Cálculos Financeiros 1 MBA EM FINANÇAS UNOCHAPECÓ Disciplina: Cálculos Financeiros Material de Apoio ao Livro Texto: A Matemática das Finanças: com aplicações na HP 12C e Excel Autores: Adriano Leal Bruni e Rubens Famá 3 a.

Leia mais

Material de apoio Matemática Financeira

Material de apoio Matemática Financeira UNIVERSIDADE NOVE DE JULHO UNINOVE Material de apoio Matemática Financeira Curso: Ciências Contábeis Elaboração: Prof. Paulo Sergio Pereira da Silva São Paulo, 2012 Matemática Financeira - Prof. Dr. Paulo

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Matemática Financeira através da HP-12C Leonel Estevam APRESENTAÇÃO Esta apostila foi elaborada com o objetivo de servir como material didático no curso básico de Matemática financeira utilizando a calculadora

Leia mais

ÍNDICE. Descrição do Conteúdo

ÍNDICE. Descrição do Conteúdo Descrição do Conteúdo ÍNDICE Pág. Introdução ao Uso 03 Ligando e Desligando a Calculadora 03 Indicação de Bateria Fraca 03 O Teclado 03 Números Negativos 03 Funções das Teclas Matemáticas 04 Funções das

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA Conceitos básicos A Matemática Financeira é uma ferramenta útil na análise de algumas alternativas de investimentos ou financiamentos de bens de consumo. Consiste em empregar procedimentos

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA A Matemática Financeira é uma ferramenta útil na análise de algumas alternativas de investimentos ou financiamentos de bens de consumo. Consiste em empregar procedimentos matemáticos

Leia mais

JUROS COMPOSTOS. Desta forma o cálculo dos juros compostos não será efetuado da mesma forma que foi feita para os juros simples.

JUROS COMPOSTOS. Desta forma o cálculo dos juros compostos não será efetuado da mesma forma que foi feita para os juros simples. UNIÃO DE ENSINO SUPERIOR DE CAMPINA GRANDE FACULDADE DE CAMPINA GRANDE - FAC-CG CURSO: Graduação Tecnológica em Gestão Comercial Disciplina: Matemática Comercial e Financeira Prof: Rosemberg Trindade JUROS

Leia mais

- RESOLUÇÕES BÁSICAS NA HP 12C

- RESOLUÇÕES BÁSICAS NA HP 12C - RESOLUÇÕES BÁSICAS NA HP 12C 1. Juros compostos, operação única PV 0 n ou 0 n PV 1.1. Quanto devo receber ao aplicar R$ 1.000,00 por 6 meses, à taxa de 5% ao mês? f CLEAR FIN 1.000 CHS PV -1.000,00 6

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Juros e Capitalização Simples Matemática Financeira 1 - JUROS E CAPITALIZAÇÃO SIMPLES 1.1 - JUROS JURO é a remuneração do capital emprestado, podendo ser entendido, de forma simplificada, como sendo o

Leia mais

( C ou VP ) Capital ou Valor Presente é o valor aplicado através de alguma operação financeira.

( C ou VP ) Capital ou Valor Presente é o valor aplicado através de alguma operação financeira. Prof.: Luiz Gonzaga Damasceno 1 3. Capital. Montante. 3.1 Capital ou Valor Presente. Taxa. Prazo. Montante. ( C ou VP ) Capital ou Valor Presente é o valor aplicado através de alguma operação financeira.

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Matemática Financeira http://www.oportunity.ubbihp.com.br 1 CONCEITOS BÁSICOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA A consideração explicita do fator tempo em qualquer processo de transferência de recursos financeiros

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP-12C

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP-12C MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP-12C Prof. Msc. Osorio Moreira Couto Junior ÍNDICE 1. FUNÇÕES BÁSICAS DA HP-12C... 1.1 TECLA [ON]... 1.2 TECLA [. ]... 1.3 TESTES DE FUNCIONAMENTO... 1.3.1 TESTE Nº 1 (USANDO

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA. Prof. Ricardo Ferro Tavares. Prof. Ricardo Ferro Tavares Site: www.financetraining.com.br E-Mail rftavares@uol.com.

MATEMÁTICA FINANCEIRA. Prof. Ricardo Ferro Tavares. Prof. Ricardo Ferro Tavares Site: www.financetraining.com.br E-Mail rftavares@uol.com. MATEMÁTICA FINANCEIRA CONCEITOS MÁQUINA FUNDAMENTAIS FINANCEIRA HP12C Prof. Ricardo Ferro Tavares 1 SUMÁRIO 1. Máquina HP 12c. 2. Principais Teclas e Funções. 3. Cálculo do Montante ou Valor Futuro. 4.

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA DESCONTO SIMPLES MF2 1 DESCONTO SIMPLES INTRODUÇÃO Se uma pessoa (ou empresa) deve uma quantia em dinheiro para pagamento em uma data futura, ela dá um título de crédito para o credor,

Leia mais

Matemática Financeira Aplicada

Matemática Financeira Aplicada Juros Compostos Cálculo com Prazos Fracionários Convenção Linear Os juros compostos são usados para o número inteiro de períodos e os juros simples para a parte fracionária de períodos. Convenção Exponencial

Leia mais

Curso Preparatório. Matemática Financeira

Curso Preparatório. Matemática Financeira Curso Preparatório Tel: 4004-0435 ramal 4505 Email: contato@ifb.net.br Matemática Financeira 1ª Edição CALCULADORA HP 12 C INTRODUÇÃO 2 Memorize o número de série da sua HP-12C, indicada no verso da mesma,

Leia mais

Para o cálculo dos juros siga corretamente este roteiro:

Para o cálculo dos juros siga corretamente este roteiro: Juro Simples Juro: é a remuneração do capital emprestado, podendo ser entendido, de forma simplificada, como sendo o aluguel pago pelo uso do dinheiro. Capital: qualquer valor expresso em moeda e disponível

Leia mais

CAIXA ECONOMICA FEDERAL

CAIXA ECONOMICA FEDERAL JUROS SIMPLES Juros Simples comercial é uma modalidade de juro calculado em relação ao capital inicial, neste modelo de capitalização, os juros de todos os períodos serão sempre iguais, pois eles serão

Leia mais

Títulos de Crédito títulos de crédito formalizar dívidas que serão pagas no futuro prazo previamente estipulado ativos financeiros vendê-los por

Títulos de Crédito títulos de crédito formalizar dívidas que serão pagas no futuro prazo previamente estipulado ativos financeiros vendê-los por Desconto Simples Títulos de Crédito Os títulos de crédito são instrumentos legais previstos no direito comercial (contratos) e são usados para formalizar dívidas que serão pagas no futuro, em prazo previamente

Leia mais

HP-12C USO E APLICAÇÕES E MATEMÁTICA FINANCEIRA

HP-12C USO E APLICAÇÕES E MATEMÁTICA FINANCEIRA 1 HP-12C USO E APLICAÇÕES E MATEMÁTICA FINANCEIRA RENATO BECKER 2 HP-12C USO E APLICAÇÕES E MATEMÁTICA FINANCEIRA OBJETIVO Capacitar o participante a utilizar, de modo eficaz, a CALCULADORA HP-12C pelo

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA Princípios de Funcionamento da HP 12-C. Elaborado por : Profº Paulo Roberto Silva dos Santos

MATEMÁTICA FINANCEIRA Princípios de Funcionamento da HP 12-C. Elaborado por : Profº Paulo Roberto Silva dos Santos MATEMÁTICA FINANCEIRA Princípios de Funcionamento da HP 12-C Programa $ Pilha Operacional $ Testes preliminares $ Circuito interno, teclado e visor $ Conhecendo a HP 12 C $ Funções, casas, limpeza, memória

Leia mais

ANDERSON DIAS GONÇALVES. Calculadora HP 12C. Treinamento com ênfase em Matemática Financeira.

ANDERSON DIAS GONÇALVES. Calculadora HP 12C. Treinamento com ênfase em Matemática Financeira. ANDERSON DIAS GONÇALVES Calculadora HP 12C Treinamento com ênfase em Matemática Financeira. SUMÁRIO 1 Conhecendo a Calculadora HP12C... 5 Testando a calculadora... 5 O teclado... 5 Número de casas decimais...

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Matemática Financeira Sumário 2 JUROS SIMPLES (Capitalização Simples) 5 JUROS COMPOSTOS (Capitalização Composta) 7 TAXAS SIMPLES 8 TAXAS COMPOSTAS 10 TAXAS SIMPLES EXATO 11 PRAZO, TAXA E CAPITAL MÉDIO

Leia mais

JURO COMPOSTO. Juro composto é aquele que em cada período financeiro, a partir do segundo, é calculado sobre o montante relativo ao período anterior.

JURO COMPOSTO. Juro composto é aquele que em cada período financeiro, a partir do segundo, é calculado sobre o montante relativo ao período anterior. JURO COMPOSTO No regime de capitalização simples, o juro produzido por um capital é sempre o mesmo, qualquer que seja o período financeiro, pois ele é sempre calculado sobre o capital inicial, não importando

Leia mais

Matemática Financeira Aplicada. www.adrianoparanaiba.com.br

Matemática Financeira Aplicada. www.adrianoparanaiba.com.br Matemática Financeira Aplicada www.adrianoparanaiba.com.br Conceitos Básicos - Juros Simples - Juros Composto Juros Simples: J = C x i x n M = C + J Juros Compostos M = C x (1 + i) n J = M C Exemplo: Aplicação

Leia mais

MINICURSO ELEMENTOS BÁSICOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA COM UTILIZAÇÃO DA HP-12C. Prof. Francisco de Assis de Sousa Carvalho

MINICURSO ELEMENTOS BÁSICOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA COM UTILIZAÇÃO DA HP-12C. Prof. Francisco de Assis de Sousa Carvalho MINICURSO ELEMENTOS BÁSICOS DA MATEMÁTICA FINANCEIRA COM UTILIZAÇÃO DA HP-12C Prof. Francisco de Assis de Sousa Carvalho PRIMEIRA PARTE CONHECENDO A HP 12C 1 Ligar e Desligar: Tecla ON. No canto inferior

Leia mais

GABARITO DOS EXERCÍCIOS

GABARITO DOS EXERCÍCIOS Bertolo 18/2/2006 MATEMÁTICA FINANCEIRA Gab_fin1 PAG.1 GABARITO DOS EXERCÍCIOS EXERCÍCIOS PROPOSTOS (Juros Simples) 1.Calcule o montante de uma aplicação de R$ 50.000,00, à taxa de 2,5% ao mês, durante

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira Matemática Financeira Professor conteudista: Dalton Millan Marsola Sumário Matemática Financeira Unidade I 1 CONCEITOS FUNDAMENTAIS...1 1.1 Taxa de juros...2 1.2 Taxa percentual...4 1.3 Taxa unitária...4

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA - ADMINISTRAÇÃO

MATEMÁTICA FINANCEIRA - ADMINISTRAÇÃO MATEMÁTICA FINANCEIRA - ADMINISTRAÇÃO DESCONTO 1) Determinar o desconto por fora sofrido por uma letra de R$ 5.000,00 à taxa de 5% aa, descontada 5 anos antes de seu vencimento. Resp: R$ 1.250,00 2) Uma

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA. Prof. Luiz Brandão

MATEMÁTICA FINANCEIRA. Prof. Luiz Brandão MATEMÁTICA FINANCEIRA Prof. Luiz Brandão Índice 1. INTRODUÇÃO 4 1.1 FLUXO DE CAIXA... 5 1.1.1 AMBIENTE... 6 1.1.2 DEFINIÇÕES... 6 1.2 JUROS... 7 1.3 EXERCÍCIOS... 7 2. JUROS SIMPLES 8 2.1 EXERCÍCIOS: JUROS

Leia mais

i ano = 2 x i semestre = 4 x i trimestre = 6 x i bimestre = 12 x i mês = 360 x i dia

i ano = 2 x i semestre = 4 x i trimestre = 6 x i bimestre = 12 x i mês = 360 x i dia que se aplicado a uma taxa de juros de 60% ao ano, por um período de um ano. Podemos representá-las da seguinte forma: MATEMÁTICA FINANCEIRA BANRISUL PEDRÃO AULA 05/10 Taxas de juros Antes de iniciarmos

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA

MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA JUROS COMPOSTOS MF3 1 JUROS COMPOSTOS Capitalização composta é aquela em que a taxa de juros incide sobre o capital inicial, acrescido dos juros acumulados até o período anterior.

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA AULA 05. Prof. Mário Leitão

MATEMÁTICA FINANCEIRA AULA 05. Prof. Mário Leitão MATEMÁTICA FINANCEIRA AULA 05 Prof. Mário Leitão Desconto Simples As operações de desconto de títulos diversos são realizadas por bancos, factorings e outas instituições financeiras. Nesse caso o beneficiário

Leia mais

Elementos de Análise Financeira Juros Simples Profa. Patricia Maria Bortolon

Elementos de Análise Financeira Juros Simples Profa. Patricia Maria Bortolon Elementos de Análise Financeira Juros Simples Fórmulas de Juros Simples J C i n Onde: J = valor dos juros expresso em unidades monetárias C = capital. É o valor (em $) em determinado momento i = taxa de

Leia mais

F NA N N A C N E C IRA

F NA N N A C N E C IRA MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA MATEMÁTICA FINANCEIRA TRATA DO ESTUDO DO DINHEIRO AO LONGO DO TEMPO. OBJETIVO BÁSICO EFETUAR ANÁLISES E COMPARAÇÕES EFETUAR ANÁLISES E COMPARAÇÕES DOS VÁRIOS

Leia mais

- CURSO DE CALCULADORA FINANCEIRA HP 12C -

- CURSO DE CALCULADORA FINANCEIRA HP 12C - - CURSO DE CALCULADORA FINANCEIRA HP 12C - Copyright -Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada destes materiais, no todo ou em parte, constitui violação do direitos autorais. (Lei nº 9.610).

Leia mais

INTRODUÇÃO: JURO FATOR DE FORMAÇÃO DE JURO. VJ = VA x j. *Taxa de juro na forma unitária j=10% => j= 10/100 => j= 0,1

INTRODUÇÃO: JURO FATOR DE FORMAÇÃO DE JURO. VJ = VA x j. *Taxa de juro na forma unitária j=10% => j= 10/100 => j= 0,1 2 INTRODUÇÃO: O principal conceito que orientará todo o nosso raciocínio ao longo deste curso é o conceito do valor do dinheiro no tempo. Empréstimos ou investimentos realizados no presente terão seu valor

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP 12C E EXCEL

MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP 12C E EXCEL MATEMÁTICA FINANCEIRA COM HP 12C E EXCEL SOLUÇÕES COMPLETAS DE QUESTÕES E EXERCÍCIOS ADRIANO LEAL BRUNI E RUBENS FAMÁ 4ª EDIÇÃO ATLAS 2007 1 APRESENTAÇÃO Este texto apresenta todas as respostas de todas

Leia mais

Lista de Exercícios para a Prova Substitutiva de Matemática Financeira Parfor Matemática

Lista de Exercícios para a Prova Substitutiva de Matemática Financeira Parfor Matemática Lista de Exercícios para a Prova Substitutiva de Matemática Financeira Parfor Matemática 1. Se 35 m de um tecido custam R$ 140, quanto se pagará 12 m? 2. Se 20 tratores levaram 6 dias para realizar um

Leia mais

DESCONTO SIMPLES. Os títulos de crédito mais utilizados em operações financeiras são a nota promissória, a duplicata e a letra de câmbio.

DESCONTO SIMPLES. Os títulos de crédito mais utilizados em operações financeiras são a nota promissória, a duplicata e a letra de câmbio. DESCONTO SIMPLES Se uma pessoa deve uma quantia em dinheiro numa data futura, é normal que entregue ao credor um título de crédito, que é o comprovante dessa dívida. Todo título de crédito tem uma data

Leia mais

Matemática Financeira Funções da calculadora financeira HP-12C

Matemática Financeira Funções da calculadora financeira HP-12C Matemática Financeira Funções da calculadora financeira HP-12C Prof. Msc. Sergio Silva Braga Junior Consultor Financeiro Observações Gerais É indispensável o uso da calculadora financeira HP-12C O curso

Leia mais

Matemática Financeira Capitalização

Matemática Financeira Capitalização FACULDADE DE TECNOLOGIA DE SOROCABA FATEC-SO Disciplina: ECONOMIA E FINANÇAS Curso: ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS NOTURNO Professor: FRANCISCO RIBEIRO Matemática Financeira Figura 1 Matemática

Leia mais

Apêndice. Funções financeiras do Excel

Apêndice. Funções financeiras do Excel Apêndice B Funções financeiras do Excel B.1. INTRODUÇÃO...2 B.2. CÁLCULOS FINANCEIROS BÁSICOS...3 B.2.1. NOMENCLATURA E CONVENÇÕES ADOTADAS...3 B.2.2. FUNÇÕES FINANCEIRAS BÁSICAS SIMULADOR DA HP 12 C..

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MATEMÁTICA FINANCEIRA MAT 191 PROFESSORES: ENALDO VERGASTA, GLÓRIA MÁRCIA, JODÁLIA ARLEGO

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MATEMÁTICA FINANCEIRA MAT 191 PROFESSORES: ENALDO VERGASTA, GLÓRIA MÁRCIA, JODÁLIA ARLEGO UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA MATEMÁTICA FINANCEIRA MAT 191 PROFESSORES: ENALDO VERGASTA, GLÓRIA MÁRCIA, JODÁLIA ARLEGO LISTA 2 1) Um título, com valor de face igual a $1.000,00,

Leia mais

Resolução da prova de Matemática Financeira AFRF/2005 Prova 1-Tributária e Aduaneira-Inglês

Resolução da prova de Matemática Financeira AFRF/2005 Prova 1-Tributária e Aduaneira-Inglês 19/12/2005 Resolução da prova de Matemática Financeira AFRF/2005 Prova 1-Tributária e Aduaneira-Inglês Questão 31. Ana quer vender um apartamento por R$400.000,00 à vista ou financiado pelo sistema de

Leia mais

Os conteúdos estão apresentados de forma didática e por meio de exemplos. Sugerese, como complemento, a utilização de outras bibliografias.

Os conteúdos estão apresentados de forma didática e por meio de exemplos. Sugerese, como complemento, a utilização de outras bibliografias. MATEMÁTICA COMERCIAL APRESENTAÇÃO Caro aluno, A partir de agora, iremos começar os estudos de matemática comercial. O objetivo deste curso é propiciar uma introdução dinâmica sobre o assunto, de maneira

Leia mais

A HP-12C opera sob a forma de dois sistemas: O algébrico (como todas as outras convencionais) O RPN (Notação Polonesa Reversa)

A HP-12C opera sob a forma de dois sistemas: O algébrico (como todas as outras convencionais) O RPN (Notação Polonesa Reversa) Bertolo 1 A HP-12C opera sob a forma de dois sistemas: O algébrico (como todas as outras convencionais) O RPN (Notação Polonesa Reversa) A diferença entre eles está na forma de entrada dos dados. No algébrico

Leia mais

Matemática Financeira com Utilização do Microsoft Excel

Matemática Financeira com Utilização do Microsoft Excel FUNÇÕES FINANCEIRAS As funções financeiras contidas no microsoft excel prestigiam operações elementares vinculadas ao regime exponencial de capitalização ou juros compostos. Outros procedimentos pertinentes

Leia mais

Desconto Simples Racional e Comercial - Parte 3... 30 Equivalência de descontos... 31 Equivalência de capitais - Parte 1... 32 Equivalência de

Desconto Simples Racional e Comercial - Parte 3... 30 Equivalência de descontos... 31 Equivalência de capitais - Parte 1... 32 Equivalência de 1 Sumário Razão... 4 Proporção - Parte 1... 4 Proporção - Parte 2... 5 Proporção - Parte 3... 6 Proporção - Parte 4... 6 Média Aritmética... 7 Média Aritmética Ponderada... 8 Grandezas Proporcionais...

Leia mais

MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA CONCURSOS

MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA CONCURSOS MATEMÁTICA FINANCEIRA PARA CONCURSOS Matemática Financeira para Concursos 1 Conteúdo 1. Noções Básicas -------------------------------- 02 2. Juros Simples, Ordinário e Comercial ------- 04 Taxa Percentual

Leia mais

1- Abra o Microsoft Excel e num livro em branco execute os seguintes pedidos, utilizando principalmente as funções financeiras.

1- Abra o Microsoft Excel e num livro em branco execute os seguintes pedidos, utilizando principalmente as funções financeiras. Exercício nº 30 Objectivo: Funções financeiras Nome do documento: Funções financeiras Pedidos: 1- Abra o Microsoft Excel e num livro em branco execute os seguintes pedidos, utilizando principalmente as

Leia mais

Essas expressões envolvem uma razão especial denominada porcentagem ou percentagem.

Essas expressões envolvem uma razão especial denominada porcentagem ou percentagem. Faculdades Integradas do Tapajós Professor: Adm. Esp. Wladimir Melo Curso: Administração 2º ADN 1, Gestão Empresarial 2º GEN 1, Processos Gerenciais 2º TPN Disciplina: Matemática Financeira 1. Porcentagem

Leia mais

Microsoft Excel. Funções Financeiras PARTE 7 SUMÁRIO

Microsoft Excel. Funções Financeiras PARTE 7 SUMÁRIO Microsoft Excel Funções Financeiras PARTE 7 SUMÁRIO 1-) Funções financeiras no Excel... 2 1.1-) Função = VF( )... 2 1.2-) Função =VP( )... 3 1.3-) Função = PGTO ( )... 3 1.4-) Valor Presente Utilizando

Leia mais

Prova de Matemática Financeira 01 a 20

Prova de Matemática Financeira 01 a 20 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Identifique-se na parte inferior desta capa. Caso se identifique em qualquer outro local deste caderno, você será eliminado da Seleção. Este Caderno contém, respectivamente, a Prova

Leia mais

Neste método o cálculo é efetuado de maneira exponencial, ou seja, juros são computados sobre os juros anteriormente calculados.

Neste método o cálculo é efetuado de maneira exponencial, ou seja, juros são computados sobre os juros anteriormente calculados. Microsoft Excel Aula 4 Objetivos Trabalhar no Excel com cálculos de juros simples e compostos Trabalhar com as funções financeiras VF e PGTO do Excel Trabalhar com a ferramenta Atingir Meta Apresentar

Leia mais

Gabarito das Autoatividades MATEMÁTICA FINANCEIRA (ADMINISTRAÇÃO/CIÊNCIAS CONTÁBEIS) 2010/2 Módulo II

Gabarito das Autoatividades MATEMÁTICA FINANCEIRA (ADMINISTRAÇÃO/CIÊNCIAS CONTÁBEIS) 2010/2 Módulo II Gabarito das utoatividades (DSÇÃO/ÊS OBS) 2010/2 ódulo USSLV D GBO DS UOVDDS GBO DS UOVDDS D 3 UDD 1 ÓPO 1 1 Defina a atemática inanceira..: atemática inanceira é uma disciplina que estuda o valor do

Leia mais

1 - JUROS E CAPITALIZAÇÃO SIMPLES

1 - JUROS E CAPITALIZAÇÃO SIMPLES 1 - JUROS E CAPITALIZAÇÃO SIMPLES 1.1 - JUROS JURO é a remuneração do capital emprestado, podendo ser entendido, de forma simplificada, como sendo o aluguel pago pelo uso do dinheiro. Quem possui recursos

Leia mais

RESUMÃO MATEMÁTICA FINANCEIRA

RESUMÃO MATEMÁTICA FINANCEIRA RESUMÃO MATEMÁTICA FINANCEIRA Conteúdo 1. Noções Básicas pág. 02 2. Juros Simples, Ordinário e Comercial pág. 04 Taxa Percentual e Unitária Taxas Equivalentes Capital, Taxas e Prazos Médios Montante Desconto

Leia mais