ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações"

Transcrição

1 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 versão DIS Principais alterações Raquel Silva 02 Outubro 2014 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 PUBLICAÇÃO DIS: - Draft International Standard ISO/DIS 9001 Quality Management Systems. Requirements, Maio, 2014 Publicação ISO/DIS 9001 a 08/05/2014 Publicação ISO/DIS a 01/07/2014 -Potenciais requisitos mas ainda não versão final já indicação do que pode vir a ser - Ainda vai haver versão FDIS antes da versão final - Previsões de Publicação das versões finais: ISO º trimestre 2015 ISO º trimestre

2 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 CRONOLOGIA: Junho 2013 CD Maio 2014 DIS Julho anos para transição FDIS Setembro 2018 já só pode haver certificados emitidos pelas versões anteriores Setembro 2015 ISO 9001: ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 ISO International Organization for Standardization ONG Fundada d em 1947 Maior Organismo Internacional de Normalização do mundo 160 membros (117 Organismos Membros, 40 Correspondentes e 3 Subscritores) Cerca de 20 mil normas publicadas Portugal é membro desde

3 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 Alterações efetuadas sobretudo: 1. Pela incorporação do anexo SL, proporcionando: estrutura e terminologia comum para todas as normas de SG que venham a ser publicadas mesma estrutura de clausulas mas mais consistente promover a uniformização dos diferentes standards de gestão 2. Outras mudanças emergentes como resultado de melhoria continua num processo de revisão 5 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 Estrutura do Anexo SL 1 Âmbito 2 Referências normativas 3 Termos e definições 4 Contexto da organização 5 Liderança 6 Planeamento 7 Suporte 8 Operação 9 Avaliação Desempenho 10 Melhoria 6 3

4 ISO 9001:2015 / ISO 14001: Estrutura (Anexo SL) e terminologia (comum a ambas as normas) ISO 9001:2008 Produtos Documentos Registos Ambiente de trabalho Produto comprado Fornecedor ISO 9001:2015 (versão DIS) Produtos e Serviços Informação documentada Ambiente para a operação dos processos Produtos e serviços fornecidos externamente Fornecedor externo 7 ISO 9001 versão DIS 8 4

5 ISO 9001:2015 ISO 9001 Objetivos da Alteração: melhorar a capacidade da organização satisfazer os seus clientes fornecer uma base sólida para o futuro, adaptando-se às principais mudanças do mundo assegurar que a norma reflete as necessidades de todas as partes interessadas ser integrável com outros sistemas de gestão responder mais e melhor à complexidade do mundo empresarial 9 ISO 9001:2015 ISO 9001 Principais Mudanças - a 3 níveis 1. Estrutura (Anexo SL) e terminologia 2. Contexto interno e externo mais alargado do SGQ (clausulas 4 e 6) 3. Detalhe dos requisitos (fundamentalmente, nas clausulas 5, e 7 a 10). 10 5

6 ISO 9001: Estrutura (Anexo SL) e terminologia já não é requisito identificação de possíveis exclusões aplicáveis à natureza das atividades da organização (1.2 da ISO 9001:2008) não é exigido à Organização alterar a estrutura da documentação existente, nem terminologia utilizada 11 ISO 9001:2015 Estrutura 1 Âmbito 6 Planeamento 6.1Ações para abordar riscos e 2 Referências normativas oportunidades 6.2 Objectivos e planos para os atingir 3 Termos e definições 6.3 Planeamento da mudança 4 Contexto da organização 4.1Compreender o contexto 7 Suporte 4.2 Compreender necessidades expectativas partes 7.1 Recursos interessadas 7.2 Competência 4.3 Âmbito do SGQ 7.3 Sensibilização 4.4 Sistema de Gestão da Qualidade e seus processos 7.4 Comunicação 7.5 Informação documentada 5 Liderança 5.1 Liderança e Comprometimento 5.2 Política da Qualidade 5.3 Funções, responsabilidades e autoridades 12 6

7 ISO 9001: Operação 8.1 Planeamento e controlo operacional 8.2 Determinação dos requisitos dos produtos e serviços 8.3 Conceção e desenvolvimento de bens e serviços 8.4 Controlo da provisão externa de bens e serviços 8.5 Produção e fornecimento do serviço 8.6 Liberação de bens e serviços 8.7 Controlo Não Conformidades das saídas dos processo, produtos e serviços 9 Avaliação do desempenho 9.1 Monitorização, medição, análise e avaliação 9.2 Auditoria interna 9.3 Revisão pela gestão 10 Melhoria 10.1 Não conformidades e ações correctivas 10.2 Melhoria Contínua Anexo A - Informativo 13 ISO 9001: Contexto interno e externo mais alargado do SGQ contexto organizacional SGQ mais virado para o exterior e não apenas direcionado para o interior - abordagem em que fatores externos tenham maior influência na focalização do SGQ e nas suas prioridades, para maior eficácia possível identificar todas as partes interessadas e os seus requisitos abordagem baseada nos riscos - identificar os riscos e as oportunidades sobre os quais atuar - podem resultar do contexto organizacional Esta Norma exige que a organização compreenda o seu contexto (4.1) e determine os riscos e oportunidades que precisam ser abordadas (6.1 ) Nota: Praticamente é referido Risco em todas as clausulas plano de ação para dar resposta a esses riscos e oportunidades 14 7

8 ISO 9001: Requisitos que sofrem maior alteração identificação ifi e manutenção do conhecimento necessário ái conhecimento da organização, e competência para resultado esperado Ação preventiva já não é uma cláusula específica inerente a um SG com uma abordagem baseada no risco abordagem por processos mais concreto sobre elementos essenciais a esta abordagem. (aplicação da melhoria continua ao Processo Ciclo PDCA) 15 ISO 9001: Context of the organization 1.0 Scope 4.1 Understanding the organization and its context 4.2 Understanding the needs and expectations of interested parties 4.3 Determining the scope of the quality management system 4.4 Quality management system and its processes 1.1 General 1.1 General 1.2 Application Quality manual 4 Quality management system 4.1 General requirements 16 8

9 ISO 9001:2015 e ISO 14001: Leadership 5 Management responsibility 5.1 Leadership and commitment 5.1 Management commitment Leadership and commitment for the 5.1 Management commitment quality management system Customer focus 5.2 Customer focus 5.2 Quality policy 5.3 Quality policy 5.3 Organizational roles, responsibilities and authorities Responsibility and authority Management representative 17 ISO 9001:2015 e ISO 14001: Planning for the quality management Quality management system planning system 6.1 Actions to address risks and opportunities Quality management system planning Preventive action 6.2 Quality objectives and planning to Quality objectives achieve them 6.3 Planning of changes Quality management system planning 18 9

10 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 ISO 9001:2015 Correlação ISO 9001:2008: 7 Support 6 Resource management 7.1 Resources 6 Resource management General 6.1 Provision of resources People 6.1 Provision of resources Infrastructure 6.3 Infrastructure Environment for the operation of processes 6.4 Work environment Monitoring and measuring resources 7.6 Control of monitoring and measuring equipment Organizational knowledge New 19 ISO 9001:2015 e ISO 14001: Competence General Competence, training and awareness 7.3 Awareness Competence, training and awareness 7.4 Communication Internal communication 7.5 Documented information 4.2 Documentation requirements General General Creating and updating Control of documents Control of records Control of documented Information Control of documents Control of records 20 10

11 ISO 9001:2015 e ISO 14001: Operation 7 Product realization 8.1 Operational planning and control 7.1 Planning of product realization 8.2 Determination of requirements for 7.2 Customer-related processes products and services Customer communication Customer communication Determination of requirements related to products and services Review of requirements related to the products and services Determination of requirements related to the product Review of requirements related to the product 21 ISO 9001:2015 e ISO 14001: Design and development of products 7.3 Design and development and services General New Design and development planning Design and development planning Design and development Inputs Design and development inputs Design and development controls Design and development review Design and development verification Design and development validation Design and development outputs Design and development outputs Design and development changes Control of design and development changes 22 11

12 ISO 9001:2015 e ISO 14001: Control of externally provided Purchasing process products and services General Purchasing process Type and extent of control of external Purchasing process provision Verification of purchased product Information for external providers Purchasing information 23 ISO 9001:2015 e ISO 14001: Production and service provision 7.5 Production and service provision Control of production and service Control of production and service provision provision Identification and traceability Identification and traceability Property belonging to customers or Customer property external providers Preservation Preservation of product Post-delivery activities Control of production and service provision i Control of changes Control of design and development changes 8.6 Release of products and services Monitoring and measurement of processes Verification of purchased product 8.7 Control of nonconforming process 8.3 Control of nonconforming product outputs, products and services 24 12

13 ISO 9001:2015 e ISO 14001: Performance evaluation New 9.1 Monitoring, measurement, analysis 8 Measurement, analysis and improvement and evaluation General 8.1 General Customer satisfaction Customer satisfaction Analysis and evaluation 8.4 Analysis of data 9.2 Internal audit Internal audit 9.3 Management review 5.6 Management review 25 ISO 9001:2015 e ISO 14001: Improvement 8.5 Improvement 10.1 General Continual improvement 10.2 Nonconformity and corrective action 8.3 Control of nonconforming product Corrective action 10.3 Continual Improvement Continual improvement 26 13

14 ISO 9001:2015 ISO 9001 Principais Mudanças Resumo: - Como já vimos, ISO DIS 9001 exige que qualquer organização que estabelece um SGQ : determinar questões internas e externas pertinentes, compreenda a necessidade e as expectativas das partes interessadas, especifique o âmbito de aplicação do SGQ... mas a organização deve considerar estes de forma conjunta, para compreender adequadamente as oportunidades e riscos que eles representam. - Isto significa que a organização tem de reconhecer que fatores externos incluindo os requisitos de «partes interessadas» para poder ter influência sobre a maneira em que o SGQ é focalizado. - Alinhada a esta é a necessidade de identificar os riscos e oportunidades que precisam ser abordadas para assegurar que o SGQ alcançará os objetivos e compromissos pretendidos, incluindo os que decorrem do seu contexto organizacional, inclui fatores externos. 27 Revisão ISO versão DIS 28 14

15 ISO 14001:2015 ISO Objetivos da Alteração: incorporar Anexo SL considera o relatório ISO sobre Future Challenges for Environmental Management System eo inquérito de melhoria continua sobre a ISO dá agora particular ênfase as necessidades e expectativas das partes interessadas que podem afetar ou ser afetadas pela organização manter e melhorar os atuais princípios e requisitos da ISO ISO 14001:2015 ISO Principais Mudanças Alterações Emergentes 1. Gestão Ambiental Estratégica 2. Liderança 3. Proteção do meio ambiente 4. Desempenho ambiental 5. Pensamento de Ciclo de vida 6. Comunicação 7. Documentação 30 15

16 ISO 14001:2015 ISO Principais Mudanças Alterações Emergentes 1. Gestão Ambiental Estratégica té contexto para determinação requisitos internos e externos que podem afetar ou ser afetadas pela organização análise de risco para ameaças e oportunidades, aspetos ambientais e requisitos legais 2. Liderança novo requisito com as responsabilidades especificas da Gestão de Topo demonstrar a sua liderança e compromisso com a gestão ambiental Reforço nas evidencias do envolvimento da Gestão de Topo 31 ISO 14001:2015 ISO Principais Mudanças Alterações Emergentes 3. Proteção do meio ambiente evolução de prevenção para proteção - Iniciativas Proativas indicação que deve incluir a prevenção da poluição e outros compromissos tais como: uso de sustentável de recursos, mitigação e adaptação às alterações climáticas, proteção da biodiversidade e ecossistemas política ambiental incluir compromisso proteção do meio ambiente não existe uma definição 32 16

17 ISO 14001:2015 ISO Principais Mudanças Alterações Emergentes 4. Desempenho ambiental Introdução da clausula 4.1 que se refere conhecimento do Contexto Organizacional identificação de situações internas e externas relevantes para a Organização melhorar o desempenho ambiental critérios e respetivos indicadores necessários para avaliação desempenho 33 ISO 14001:2015 ISO Principais Mudanças Alterações Emergentes 5. Pensamento de ciclo de vida estender controlo e influência à aquisição de matérias-primas e tratamento do produto em fim-de-vida Nota: Uma avaliação do ciclo de vida formal e detalhado não é necessária; uma simples consideração das etapas do ciclo de vida que pode ser controlado ou influenciado pela organização pode ser adequada

18 ISO 14001:2015 ISO Principais Mudanças Alterações Emergentes 6. Comunicação comunicação interna e externa igual ênfase - em ambos os sentidos decisão de comunicar externamente é da organização mas em linha com obrigações legais 7. Documentação informação documentada = documentos e registos flexibilidade para determinar quando são necessários procedimentos 35 ISO 14001:2015 Correlação ISO 14001:2015 / ISO 14001:2004 Tabelas Anexo B da versão DIS 36 18

19 ISO 9001:2015 e ISO 14001:2015 ISO Principais Mudanças Resumo: - Como parte desta abordagem estratégica, podemos considerar os novos requisitos na liderança e a nova ênfase na comunicação. - Tudo isto sem esquecer os novos conceitos que a DIS incorpora: Proteger o meio ambiente Desempenho ambiental Pensamento do ciclo de vida 37 Obrigado 19

Comparação das normas ISO 9001 e ISO 20000

Comparação das normas ISO 9001 e ISO 20000 Comparação das normas ISO 9001 e ISO 20000 1 Whoi am RESUME OF THE PRESENTER Coordenador de processos de Certificação na APCER Auditor ISO 9001 / ISO 27001 / ISO 20000 / SA 8000 Assessor Qweb e IQNET 9004

Leia mais

ISO 9001:2015 Principais Alterações

ISO 9001:2015 Principais Alterações ISO 9001:2015 Principais Alterações Nigel H. Croft Presidente do Conselho APCER Brasil Chairman, ISO/TC 176/SC 2 Quality Systems Membro do Grupo de Coordenação Técnica de Sistemas (c) Copyright de Gestão

Leia mais

Maria Segurado Fátima, 25 de Fevereiro de 2008

Maria Segurado Fátima, 25 de Fevereiro de 2008 Alterações da norma OHSAS 18001:2007 Ricardo Teixeira Gestor de Cliente Coordenador Revisão da norma Objectivos da revisão danorma: Esclarecimento da 1.ª edição; Alinhamento com a ISO 14001; Melhoria da

Leia mais

CTCV. seminário. A Norma ISO 9001:2015 Nova estrutura e alterações previstas

CTCV. seminário. A Norma ISO 9001:2015 Nova estrutura e alterações previstas A Norma ISO 9001:2015 Nova estrutura e alterações previstas Seminário ISO 9001 e ISO 14001 Enquadramento e alterações nos referenciais de 2015 23 10 2014 Marta Ferreira Sistemas de Gestão e Melhoria 21

Leia mais

A ISO 9001:2015. Semana da Qualidade. Luis Fonseca, PhD, Professor ISEP-IPP, Presidente DRN APQ luismiguelcfonseca@gmail.com lmf@isep.ipp.

A ISO 9001:2015. Semana da Qualidade. Luis Fonseca, PhD, Professor ISEP-IPP, Presidente DRN APQ luismiguelcfonseca@gmail.com lmf@isep.ipp. Luis Fonseca, PhD, Professor ISEP-IPP, Presidente DRN APQ luismiguelcfonseca@gmail.com lmf@isep.ipp.pt Semana da Qualidade Luis Fonseca. 26 novembro 2015 Tem como Missão acrescentar valor aos Associados

Leia mais

ISO 9001:2015 - Perspectivas Futuras

ISO 9001:2015 - Perspectivas Futuras ISO 9001:2015 - Perspectivas Futuras Nigel H Croft Presidente do Conselho APCER Brasil Chairman, ISO/TC 176/SC 2 Quality Systems Membro do Grupo de Coordenação Técnica de Sistemas de Gestão da ISO Maio

Leia mais

ISO 14001:2015 SAIBA O QUE MUDA NA NOVA VERSÃO DA NORMA

ISO 14001:2015 SAIBA O QUE MUDA NA NOVA VERSÃO DA NORMA ISO 14001:2015 SAIBA O QUE MUDA NA NOVA VERSÃO DA NORMA SUMÁRIO Apresentação ISO 14001 Sistema de Gestão Ambiental Nova ISO 14001 Principais alterações e mudanças na prática Estrutura de alto nível Contexto

Leia mais

A NORMA ISO 14001:2015 - PANORAMA ATUAL E POSSÍVEIS CLÁUSULAS

A NORMA ISO 14001:2015 - PANORAMA ATUAL E POSSÍVEIS CLÁUSULAS A NORMA ISO 14001:2015 - PANORAMA ATUAL E POSSÍVEIS CLÁUSULAS PARTE 1 - DOCUMENTO ISO/TC 207/SC 1: REVISÃO DA NORMA ISO 14001 - SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL - REQUISITOS COM ORIENTAÇÕES PARA USO (nota

Leia mais

Glossário BiSL. Bert Pranger / Michelle Hofland 28 Maio 2012 Versão 1.0-1 -

Glossário BiSL. Bert Pranger / Michelle Hofland 28 Maio 2012 Versão 1.0-1 - Glossário BiSL Bert Pranger / Michelle Hofland 28 Maio 2012 Versão 1.0-1 - 1. Glossário de Terminologia Terminologia em Inglês Terminologia em Português BiSL processes Processos de BiSL Business data management

Leia mais

A Norma ISO 50.001 de Gestão da Energia. novidades e futuro

A Norma ISO 50.001 de Gestão da Energia. novidades e futuro A Norma ISO 50.001 de Gestão da Energia novidades e futuro Alberto J. Fossa ICA/Procobre São Paulo Julho - 2011 Motivação, Histórico, Justificativas O Sistema de Gestão da Energia Cenário e Perspectivas

Leia mais

PROJETO CONJUNTO Nº 000065 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO

PROJETO CONJUNTO Nº 000065 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PROJETO CONJUNTO Nº 000065 PROGRAMA OPERACIONAL COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO ÍNDICE Parte 1: Metodologia projeto QI Enquadramento Ciclo da Inovação Descrição do projeto Objetivos do projeto -

Leia mais

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI

PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE. Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços de TI Pólo de Competitividade das Tecnologias de Informação, Comunicação e Electrónica TICE.PT PROJECTO ÂNCORA QUALIFICAÇÃO E CERTIFICAÇÃO NO SECTOR DAS TICE Qualificação e Certificação em Gestão de Serviços

Leia mais

ISO 9001:2015 Nova versão porque e quando?

ISO 9001:2015 Nova versão porque e quando? ISO 9001:2015 Nova versão porque e quando? A publicação prevista para Novembro de 2015 tem como propósito refletir as mudanças no ambiente em que a norma é usada e garantir que a mesma mantenha-se adequada

Leia mais

Mapeamento entre os requisitos da ISO 9001:2008 e da ISO FDIS 9001:2015 Guia de Mapeamento

Mapeamento entre os requisitos da ISO 9001:2008 e da ISO FDIS 9001:2015 Guia de Mapeamento ISO Revisions New and Revised Mapeamento entre os requisitos da ISO 9001:2008 e da ISO FDIS 9001:2015 Guia de Mapeamento Introdução Este documento faz uma comparação entre a ISO 9001:2008 e o ISO 9001:2015

Leia mais

Principais alterações ISO 14001:2015

Principais alterações ISO 14001:2015 Principais alterações ISO 14001:2015 André Ramos Diretor de Marketing Agenda Comissão Técnica O processo de revisão da ISO 14001 Orientações para Revisão Inquérito aos utilizadores Calendário Alterações

Leia mais

TRANSIÇÃO DAS CERTIFICAÇÕES DOS SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL, PARA AS VERSÕES 2015 DAS NORMAS.

TRANSIÇÃO DAS CERTIFICAÇÕES DOS SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL, PARA AS VERSÕES 2015 DAS NORMAS. TRANSIÇÃO DAS CERTIFICAÇÕES DOS SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL, PARA AS VERSÕES 2015 DAS NORMAS. As novas versões das normas ABNT NBR ISO 9001 e ABNT NBR ISO 14001 foram

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Ana Francisco Gestora de Cliente Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada Princípios da Qualidade

Leia mais

SC 2 Auditorias ambientais

SC 2 Auditorias ambientais Workshop da CT 150 SC 1 Sistemas de gestão ambiental SC 2 Auditorias ambientais SC 3 Rotulagem ambiental SC 4 Avaliação do desempenho ambiental SC 5 Avaliação do ciclo de vida SC 6 Termos e definições

Leia mais

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez

IT Governance e ISO/IEC 20000. Susana Velez IT Governance e ISO/IEC 20000 Susana Velez Desafios de TI Manter TI disponível Entregar valor aos clientes Gerir os custos de TI Gerir a complexidade Alinhar TI com o negócio Garantir conformidade com

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Carolina Nogueira Gestora de Cliente carolina.nogueira@apcer.pt Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação

Leia mais

ISO 9001:2015. www.apcergroup.com. Rui Oliveira APCER

ISO 9001:2015. www.apcergroup.com. Rui Oliveira APCER ISO 9001:2015 Rui Oliveira APCER Agenda Enquadramento do Processo de Revisão Principais Mudanças Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada Princípios da Qualidade Próximos Passos Cronograma para

Leia mais

ISO14001:2015 - Enquadramento e principais alterações da nova norma de gestão ambiental. Cristina Sousa Rocha LNEG e CT 150

ISO14001:2015 - Enquadramento e principais alterações da nova norma de gestão ambiental. Cristina Sousa Rocha LNEG e CT 150 ISO14001:2015 - Enquadramento e principais alterações da nova norma de gestão ambiental Cristina Sousa Rocha LNEG e CT 150 Encontro de verificadores EMAS 10 de dezembro de 2015 CT 150 CT 150: órgão técnico

Leia mais

MANUAL SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE

MANUAL SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE MANUAL SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE REFERÊNCIA : ISO 9001 REV.2008 ÍNDICE 22/11/2011 SEÇÃO A / UALITY 09/08/2010 PÁG. 2 DE 55 Seção Parte Título Página Nº A índice do Manual pág.02 e 03 B C Introdução

Leia mais

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001

O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 O PROCESSO DE REVISÃO ISO 9001 Andreia Martins Gestora de Cliente andreia.martins@apcer.pt Tópicos Enquadramento do Processo de Revisão Principais Alterações Pensamento Baseado em Risco Informação Documentada

Leia mais

QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO

QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO QUALIDADE E CERTIFICAÇÃO O QUE É A QUALIDADE? É o grau de satisfação de requisitos (necessidade ou expectativa expressa, geralmente implícita ou obrigatória), dado por um conjunto de características (elemento

Leia mais

1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão

1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão 1 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão ISO 9001:2015 Histórico da série 2 2009 CBG Centro Brasileiro de Gestão Histórico da série REVISÕES DA SÉRIE ISO 9000 2000 2008 2015 1994 1987 3 2009 CBG Centro Brasileiro

Leia mais

Seminário Anual 10. A Segurança de Informação e a Gestão de Serviços O papel da norma ISO/IEC 27001. Sub-título da Apresentação Data

Seminário Anual 10. A Segurança de Informação e a Gestão de Serviços O papel da norma ISO/IEC 27001. Sub-título da Apresentação Data Seminário Anual 10 A Segurança de Informação e a Gestão de Serviços O papel da norma ISO/IEC 27001 Sub-título da Apresentação Data Temas Porquê auditar? O processo de auditoria Factores críticos de sucesso

Leia mais

Gestão da Qualidade NP EN ISO 9001:2008

Gestão da Qualidade NP EN ISO 9001:2008 Gestão da Qualidade A norma NP EN ISO 9001:2008 O que é a norma? É um conjunto de requisitos que uma organização tem de respeitar para implementar e manter eficazmente um Sistema de Gestão da Qualidade.

Leia mais

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK

ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK ISO/IEC 20000 DOIS CASOS DE SUCESSO DE CLIENTES QUALIWORK A Norma ISO/IEC 20000:2011 Information technology Service management Part 1: Service management system requirements é uma Norma de Qualidade que

Leia mais

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO

SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO NBR ISO/IEC 27002: 2005 (antiga NBR ISO/IEC 17799) NBR ISO/IEC 27002:2005 (Antiga NBR ISO/IEC 17799); 27002:2013. Metodologias e Melhores Práticas em SI CobiT; Prof. Me. Marcel

Leia mais

MATRIZ DE COMPARAÇÃO DS 3027E:2002 / NP EN ISO 22000:2005

MATRIZ DE COMPARAÇÃO DS 3027E:2002 / NP EN ISO 22000:2005 SISTEMAS DE GESTÃO DA SEGURANÇA ALIMENTAR MATRIZ DE COMPARAÇÃO DOS REQUISITOS DA NORMA DS 3027E:2002 E DA NORMA NP EN ISO 22000:2005 1. OBJECTIVO Este documento tem como objectivo o apoio às organizações

Leia mais

ISO 9001:2000 - Gestão da Qualidade

ISO 9001:2000 - Gestão da Qualidade Publicação Nº 4-13 Janeiro 2010 ISO 9001:2000 - Gestão da Qualidade PONTOS DE INTERESSE: Estrutura Metodologia de Implementação São notórias as crescentes exigências do mercado no que toca a questões de

Leia mais

NP EN ISO 9001:2008. 06 de Maio de 2008. Dulce Pacheco. Orador: Carla Pinto

NP EN ISO 9001:2008. 06 de Maio de 2008. Dulce Pacheco. Orador: Carla Pinto NP EN ISO 9001:2008 Principais alterações 06 de Maio de 2008 Dulce Pacheco Orador: Carla Pinto Local e Data: Coimbra, 30 Janeiro 2008 ISO 9001:2008 Principais alterações ç Motivações e processo de desenvolvimento

Leia mais

BBfsms Behavior-Based food safety management system

BBfsms Behavior-Based food safety management system BBfsms Behavior-Based food safety management system Autores Ana Cicolin (Idealizadora e Autora) Gerente da América Latina Food Business Intertek Karine Mafra (Autora) Diretora Executiva Firmare Nádia Azevedo

Leia mais

Maria Rosário Bernardo, Doutoranda na Universidade de Lille Gestão de Projetos no Setor Público Desafios e Oportunidades

Maria Rosário Bernardo, Doutoranda na Universidade de Lille Gestão de Projetos no Setor Público Desafios e Oportunidades Agenda 15h00 15h15 15h45 Boas vindas e enquadramento espap A Governação de Projetos no Setor Público Melhor Estado, Maior valor entregue à sociedade Nuno Ponces de Carvalho, Perito Internacional na área

Leia mais

Profa. Ghislaine Miranda Bonduelle

Profa. Ghislaine Miranda Bonduelle Profa. Ghislaine Miranda Bonduelle ISO DIS 9001:2015 PREVISÃO : SETEMBRO DE 2015 FASE: FINAL DRAFT TEMPO PARA ADEQUAÇÃO: 3 ANOS a contar da data da publicação PRINCIPAIS MUDANÇAS Manutenção do foco em

Leia mais

Matrizes de correspondência entre a ISO 9001:2008 e a ISO 9001:2015

Matrizes de correspondência entre a ISO 9001:2008 e a ISO 9001:2015 International Organization for Standardization BIBC II, Chemin de Blandonnet 8, CP 401, 1214 Vernier, Geneva, Switzerland Tel: +41 22 749 01 11, Web: www.iso.org Matrizes de correspondência entre a ISO

Leia mais

MÉTODO PARA AUDITORIA DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM CONFORMIDADE À NORMA NBR ISO 9001:2000

MÉTODO PARA AUDITORIA DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM CONFORMIDADE À NORMA NBR ISO 9001:2000 MÉTODO PARA AUDITORIA DE SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE EM CONFORMIDADE À NORMA NBR ISO 9001:2000 Walter Luís Mikos Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná Grupo de Qualidade e Metrologia Av.

Leia mais

ISO 9001:2015 Na reta final para a nova versão

ISO 9001:2015 Na reta final para a nova versão ISO 9001:2015 Na reta final para a nova versão Nigel H Croft Presidente do Conselho APCER Brasil Chairman, ISO/TC 176/SC 2 Quality Systems Membro do Grupo de Coordenação Técnica de Sistemas de Gestão da

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE MQ_v5 MANUAL DA QUALIDADE. FORM_001_v1 [Este documento depois de impresso constitui uma cópia não controlada] Página 1 de 22

MANUAL DA QUALIDADE MQ_v5 MANUAL DA QUALIDADE. FORM_001_v1 [Este documento depois de impresso constitui uma cópia não controlada] Página 1 de 22 MANUAL DA QUALIDADE FORM_001_v1 [Este documento depois de impresso constitui uma cópia não controlada] Página 1 de 22 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 4 1.1 Promulgação... 4 1.2 Âmbito e campo de aplicação do SGQ...

Leia mais

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000

Gerenciamento do Escopo. PMBOK Guide 2000 PMBOK Guide 2000 Objetivos Apresentar os processos, ferramentas e técnicas utilizadas para gerenciar o escopo de um projeto Hermano Perrelli CIn-UFPE 2 Ao final desta aula você será capaz de... Organizar

Leia mais

A RESPONSABILIDADE SOCIAL AMBIENTAL E A ADOÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL

A RESPONSABILIDADE SOCIAL AMBIENTAL E A ADOÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL A RESPONSABILIDADE SOCIAL AMBIENTAL E A ADOÇÃO DE SISTEMAS DE GESTÃO AMBIENTAL RESUMO: Nos primórdios das organizações o único objetivo era voltado apenas para a obtenção de lucro sem dar importância à

Leia mais

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008

Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001. Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Implementação de Ferramentas de Gestão SOX ISO 20000 ISO 27001 Susana Carias Lisboa, 24 de Outubro de 2008 Agenda Introdução Desafio 1º passo Problemática ISO 27001 ISO 20000 Conclusões 2 Agenda Introdução

Leia mais

Observações. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor Data de adoção

Observações. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor Data de adoção NP 4239:1994 Bases para a quantificação dos custos da qualidade CT 80 1995-01-01 NP 4397:2008 Sistemas de gestão da segurança e saúde do trabalho. Requisitos CT 42 2008-12-31 NP 4410:2004 Sistemas de gestão

Leia mais

3º Fórum da Responsabilidade Social das Organizações e Sustentabilidade. Vitor Casimiro da Costa 2008 vefcc@iol.pt

3º Fórum da Responsabilidade Social das Organizações e Sustentabilidade. Vitor Casimiro da Costa 2008 vefcc@iol.pt 3º Fórum da Responsabilidade Social das Organizações e Sustentabilidade Acesso ao mercado ISO 9000 Requisitos sectoriais DS 3027 / ISO 22000 TS 16949 Requisitos da sociedade ISO 14000 OHSAS 18000 SA 8000

Leia mais

ISO 9001:2015 & ISO 14001:2015 Processo de transição

ISO 9001:2015 & ISO 14001:2015 Processo de transição Luis Fonseca (luismiguelcfonseca@gmail.com) Prof. Adjunto ISEP-IPP. Presidente DRN APQ PhD, ASQ Fellow. paginas.isep.ipp.pt/lmf/ http://pt.linkedin.com/in/luismiguelciravegnafonseca Luis Fonseca (luismiguelcfonseca@gmail.com)

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SEGUNDO OS REQUISITOS DA NORMA ISO 9001:2008 Fernando Teixeira de Abreu, engº Consultor Sénior Iberogestão Jornada da Qualidade para a Administração Pública - UCRE Cabo

Leia mais

Programa de Auditoria Única em Produtos para Saúde Medical Device Single Audit Program MDSAP Etapa Piloto Fernanda Maia

Programa de Auditoria Única em Produtos para Saúde Medical Device Single Audit Program MDSAP Etapa Piloto Fernanda Maia Programa de Auditoria Única em Produtos para Saúde Medical Device Single Audit Program MDSAP Etapa Piloto Fernanda Maia São Paulo, 22 de maio de 2014. Fórum Internacional de Reguladores em Produtos para

Leia mais

Referenciais da Qualidade

Referenciais da Qualidade 2008 Universidade da Madeira Grupo de Trabalho nº 4 Controlo da Qualidade Referenciais da Qualidade Raquel Sousa Vânia Joaquim Daniel Teixeira António Pedro Nunes 1 Índice 2 Introdução... 3 3 Referenciais

Leia mais

Qualidade e Sustentabilidade O importante papel da ISO.

Qualidade e Sustentabilidade O importante papel da ISO. Qualidade e Sustentabilidade O importante papel da ISO. Dr Nigel H Croft Chairman, ISO/TC 176/SC 2 Quality Systems Membro do Grupo de Coordenação Técnica de Sistemas de Gestão da ISO Nov 2014 2 Normas

Leia mais

Últimos desenvolvimentos na série de normas ISO 9000 INTRODUÇÃO

Últimos desenvolvimentos na série de normas ISO 9000 INTRODUÇÃO INTRODUÇÃO A série de normas ISO 9000 foi inicialmente publicada em 1987, e desde então já sofreu dois ciclos de melhoria, incluindo uma revisão menor em 1994 e uma modificação mais profunda em 2000. A

Leia mais

Vital para a Competitividade da sua Organização

Vital para a Competitividade da sua Organização ISO 27001 Segurança da Informação Vital para a Competitividade da sua Organização Quem Somos? Apresentação do Grupo DECSIS Perfil da Empresa Com origem na DECSIS, Sistemas de Informação, Lda., fundada

Leia mais

Eficiência Energética na Indústria. A Norma ISO de Gestão da Energia e seu impacto nas indústrias. Alberto J. Fossa ICA/Procobre

Eficiência Energética na Indústria. A Norma ISO de Gestão da Energia e seu impacto nas indústrias. Alberto J. Fossa ICA/Procobre Eficiência Energética na Indústria A Norma ISO 50.001 de Gestão da Energia e seu impacto nas indústrias Alberto J. Fossa ICA/Procobre São Paulo Fevereiro - 2011 Motivação, Histórico, Justificativas O Sistema

Leia mais

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO

NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NP EN ISO 9001:2000 LISTA DE COMPROVAÇÃO NIP: Nº DO RELATÓRIO: DENOMINAÇÃO DA EMPRESA: EQUIPA AUDITORA (EA): DATA DA VISITA PRÉVIA: DATA DA AUDITORIA: AUDITORIA DE: CONCESSÃO SEGUIMENTO ACOMPANHAMENTO

Leia mais

Observações. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor Data de adoção

Observações. Referência Título / Campo de Aplicação Emissor Data de adoção NP 4239:1994 Bases para a quantificação dos custos da qualidade CT 80 1995-01-01 NP 4397:2008 Sistemas de gestão da segurança e saúde do trabalho. Requisitos CT 42 2008-12-31 NP 4410:2004 Sistemas de gestão

Leia mais

Embora a condução de análise crítica pela direção

Embora a condução de análise crítica pela direção A análise crítica pela direção como uma ferramenta para a melhoria de desempenho A análise crítica pela direção é um requisito obrigatório para as organizações certificadas pela norma NBR ISO 9001 e para

Leia mais

Gestão de Serviços. Mário Lavado itsmf Portugal. Guimarães 18 de Novembro 2010. itsmf Portugal 1

Gestão de Serviços. Mário Lavado itsmf Portugal. Guimarães 18 de Novembro 2010. itsmf Portugal 1 Gestão de Serviços Mário Lavado itsmf Portugal Guimarães 18 de Novembro 2010 itsmf Portugal 1 Agenda 1. O que é o itsmf? 2. A Gestão de Serviços e o ITIL 3. A ISO 20000 4. A certificação ISO 20000 itsmf

Leia mais

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 14001:2015 Tendências da nova revisão

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 14001:2015 Tendências da nova revisão ISO 14001:2015 Tendências da nova revisão A ISO 14001 EM SUA NOVA VERSÃO ESTÁ QUASE PRONTA Histórico ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA As normas da série ISO 14000 foram emitidas pela primeira vez

Leia mais

WORKSHOP SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SUA CERTIFICAÇÃO. Onde estão os Riscos?

WORKSHOP SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SUA CERTIFICAÇÃO. Onde estão os Riscos? WORKSHOP SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE E SUA CERTIFICAÇÃO Onde estão os Riscos? No Futuro... que pode ser duvidoso e nos forçar a mudanças... Nas Mudanças... que podem ser inúmeras e nos forçam a decisões...

Leia mais

A Gestão de Configurações suporte dos Sistemas de Informação

A Gestão de Configurações suporte dos Sistemas de Informação A Gestão de Configurações suporte dos Sistemas de Informação O funcionamento dos sistemas e tecnologias de informação e comunicação têm nas organizações um papel cada vez mais crítico na medida em que

Leia mais

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Objectivos do Curso. No final deste os alunos deverão: Identificar os principais objectivos associados à implementação de Sistemas de Gestão da Qualidade (SGQ) Compreender

Leia mais

Integração de sistemas de gestão na busca de negócios sustentáveis

Integração de sistemas de gestão na busca de negócios sustentáveis Integração de sistemas de gestão na busca de negócios sustentáveis Nigel H Croft Presidente do Conselho APCER Brasil Chairman, ISO/TC 176/SC 2 Quality Systems Membro do Grupo de Coordenação Técnica de

Leia mais

25/05/2015. Um pouco de história. O Modelo CMMI. Capability Maturity Model Integration (CMMI) Capability Maturity Model (CMM)

25/05/2015. Um pouco de história. O Modelo CMMI. Capability Maturity Model Integration (CMMI) Capability Maturity Model (CMM) DCC / ICEx / UFMG Um pouco de história O Modelo CMMI Na década de 80, o Instituto de Engenharia de Software (SEI) foi criado Eduardo Figueiredo http://www.dcc.ufmg.br/~figueiredo Objetivos Fornecer software

Leia mais

- Revisão das normas ISO 9000 para o ano 2000 -

- Revisão das normas ISO 9000 para o ano 2000 - Seu parceiro na certificação - Revisão das normas ISO 9000 para o ano 2000 - DQS do Brasil 2002/06/12 Razões para a revisão (1) Razões formais: Protocolo da ISO (análise critica a cada 5 anos) ISO TC 176:

Leia mais

Documento SGS. PLANO DE TRANSIÇÃO da SGS ICS ISO 9001:2008. PTD3065 - v010-2008-11 Pág 1 de 6

Documento SGS. PLANO DE TRANSIÇÃO da SGS ICS ISO 9001:2008. PTD3065 - v010-2008-11 Pág 1 de 6 PLANO DE TRANSIÇÃO da SGS ICS ISO 9001:2008 PTD3065 - v010-2008-11 Pág 1 de 6 1 Introdução A ISO 9001:2008 e o Processo de Transição da SGS ICS A International Organization for Standardization (ISO) publicou,

Leia mais

MANUAL DA QUALIDADE. Página: 2 Edição: 01 Revisão: 0 ÍNDICE

MANUAL DA QUALIDADE. Página: 2 Edição: 01 Revisão: 0 ÍNDICE Manual da Qualidade Página: 2 ÍNDICE CAP 1 Manual de Gestão da Qualidade 1.1 Objetivo do manual 1.2 Âmbito do Sistema de Gestão da Qualidade 1.2.1 Exclusões 1.3 Terminologia e abreviaturas usadas no manual

Leia mais

Estrutura da ISO DIS 9001/2015 ISO/TC 176/SC 2 Document N1224, July 2014

Estrutura da ISO DIS 9001/2015 ISO/TC 176/SC 2 Document N1224, July 2014 Prefácio Introdução 0.1 Generalidades 0.2 As normas ISO para gestão da qualidade 0.3 Abordagem de processo 0.4 Ciclo PDCA 0.5 Pensamento baseado em risco Estrutura da ISO DIS 9001/2015 0.6 Compatibilidade

Leia mais

EJRos Brasil Workshop 2014 Todos os Direitos Reservados. Everton J. De Ros

EJRos Brasil Workshop 2014 Todos os Direitos Reservados. Everton J. De Ros Everton J. De Ros A ISO 9001 Revisão 2015 Cronograma Publicação Prevista em setembro de 2015 Jun 2012 Nov 2012 Jun 2013 Jan 2014 Set 2014 Jan 2015 Set2015 Minuta Design Spec & WD Design Spec & WD1 aprovada

Leia mais

CÓPIA CONTROLADA USO EXCLUSIVO PARA TREINAMENTO INTERNO DO LIM56

CÓPIA CONTROLADA USO EXCLUSIVO PARA TREINAMENTO INTERNO DO LIM56 NORMA ABNT BRASILEIRA NBR ISO 9001 Segunda edição 28.11.2008 Válida a partir de 28.12.2008 Sistemas de gestão da qualidade - Requisitos Quality management systems - Requirements CÓPIA CONTROLADA USO EXCLUSIVO

Leia mais

ção o de Sistemas de Qualidade no Sector da Cartografia com base nas Normas ISO 9000:2000 Implementaçã

ção o de Sistemas de Qualidade no Sector da Cartografia com base nas Normas ISO 9000:2000 Implementaçã Implementaçã ção o de Sistemas de Qualidade no Sector da Cartografia com base nas Normas ISO 9000:2000 Carlos Antunes Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (http://correio.cc.fc.ul.pt pt/~ /~mcarlos)

Leia mais

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425

CMDB no ITIL v3. Miguel Mira da Silva. mms@ist.utl.pt 919.671.425 CMDB no ITIL v3 Miguel Mira da Silva mms@ist.utl.pt 919.671.425 1 CMDB v2 Configuration Management IT components and the services provided with them are known as CI (Configuration Items) Hardware, software,

Leia mais

yourstep TOOL KIT ISO 9001:2015

yourstep TOOL KIT ISO 9001:2015 TOOL KIT yourstep ISO 9001:2015 Todas as normas ISO de sistemas de gestão estão sujeitas a uma revisão periódica, para acompanhar e absorver a evolução das organizações, dos seus sistemas de gestão e das

Leia mais

Controlo da Qualidade Aula 05

Controlo da Qualidade Aula 05 Controlo da Qualidade Aula 05 Gestão da qualidade:. evolução do conceito. gestão pela qualidade total (tqm). introdução às normas iso 9000. norma iso 9001:2000 Evolução do conceito 2 gestão pela qualidade

Leia mais

Gerenciando a Cadeia de Suprimentos (Managing the Supply Chain) A Experiência Cargill ( Cargill s Experience)

Gerenciando a Cadeia de Suprimentos (Managing the Supply Chain) A Experiência Cargill ( Cargill s Experience) Gerenciando a Cadeia de Suprimentos (Managing the Supply Chain) A Experiência Cargill ( Cargill s Experience) 1 Jose de Ribamar, Ger Qualidade e Food Safety Cargill Amidos e Adoçantes América do Sul jose_ribamar@cargill.com

Leia mais

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço

Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Implantação do sistema de gestão da qualidade ISO 9001:2000 em uma empresa prestadora de serviço Adriana Ferreira de Faria (Uniminas) affaria@uniminas.br Adriano Soares Correia (Uniminas) adriano@ep.uniminas.br

Leia mais

NORMA NBR ISO 9001:2008

NORMA NBR ISO 9001:2008 NORMA NBR ISO 9001:2008 Introdução 0.1 Generalidades Convém que a adoção de um sistema de gestão da qualidade seja uma decisão estratégica de uma organização. O projeto e a implementação de um sistema

Leia mais

Apresentação do Manual de Gestão de IDI

Apresentação do Manual de Gestão de IDI Seminário Final do Projeto IDI&DNP Coimbra 31 de março Miguel Carnide - SPI Conteúdos. 1. O CONCEITO DE IDI (INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO) 2. OVERVIEW DO MANUAL 3. A NORMA NP 4457:2007 4. A

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014. Eixo Temático: Gestão de bibliotecas universitárias (GBU)

XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014. Eixo Temático: Gestão de bibliotecas universitárias (GBU) 1 XVIII Seminário Nacional de Bibliotecas Universitárias SNBU 2014 Eixo Temático: Gestão de bibliotecas universitárias (GBU) MODELO DE INDICADORES PARA A BIBLIOTECA FCA/UNICAMP Modalidade da apresentação:

Leia mais

A gestão da qualidade e a série ISO 9000

A gestão da qualidade e a série ISO 9000 A gestão da qualidade e a série ISO 9000 Seminário QUALIDADE E EXCELÊNCIA NA SOCIEDADE DA INFORMAÇÃ ÇÃO FLUP 3 Novembro 2005 3 Novembro 2005 Maria Beatriz Marques / APQ-DRN A gestão da qualidade e a série

Leia mais

ISO 9001:2015. Implementar a mudança Ciclo de workshops práticos

ISO 9001:2015. Implementar a mudança Ciclo de workshops práticos ISO 9001:2015 Implementar a mudança Ciclo de workshops práticos W1 - CONHECER AS ALTERAÇÕES OBJECTIVOS Conhecer as principais alterações introduzidas na ISO 9001:2015 face à versão de 2008 Conhecer a estrutura

Leia mais

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade:

. evolução do conceito. Inspecção 3. Controlo da qualidade 4. Controlo da Qualidade Aula 05. Gestão da qualidade: Evolução do conceito 2 Controlo da Qualidade Aula 05 Gestão da :. evolução do conceito. gestão pela total (tqm). introdução às normas iso 9000. norma iso 9000:2000 gestão pela total garantia da controlo

Leia mais

SWEBOK. Guide to the Software Engineering Body Of Knowledge. Teresa Maciel tmmaciel@gmail.com DEINFO/UFRPE

SWEBOK. Guide to the Software Engineering Body Of Knowledge. Teresa Maciel tmmaciel@gmail.com DEINFO/UFRPE SWEBOK Guide to the Engineering Body Of Knowledge Teresa Maciel tmmaciel@gmail.com DEINFO/UFRPE 1 Iniciativa do IEEE (Institute of Electrical and Electronics Engineers) Computer Society. (www.ieee.org)

Leia mais

Manual da Qualidade. Rodrigo Barata Mediação de Seguros. Revisão n. 01 Data de Publicação: 2009-04-2408 Elaborado por: RodrigoBarata Estado:

Manual da Qualidade. Rodrigo Barata Mediação de Seguros. Revisão n. 01 Data de Publicação: 2009-04-2408 Elaborado por: RodrigoBarata Estado: Rodrigo Barata Página 2 de 14 Indice 1. Promulgação 3 2. Politica da Qualidade 3 3. Missão da Empresa 4 4. Campo de aplicação 4 4.1 Referências 4 5. Apresentação da Empresa Rodrigo Barata Unipessoal 5

Leia mais

DRAFT ISO 9001:2015. Fabio Alves 28/10/2013 CLIENT LOGO. DNV Business Assurance. All rights reserved.

DRAFT ISO 9001:2015. Fabio Alves 28/10/2013 CLIENT LOGO. DNV Business Assurance. All rights reserved. Fabio Alves CLIENT LOGO 26 anos de certificação ISO 9001 Primeira publicação para atender a Comunidade Comum Europeia Pequenas alterações principalmente em manutenção de equipamentos Alterações importantes,

Leia mais

Auditorias 25-01-2013. ISO 19011 âmbito. Termos e definições. Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2012/2013

Auditorias 25-01-2013. ISO 19011 âmbito. Termos e definições. Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2012/2013 Auditorias Gestão da Qualidade João Noronha ESAC 2012/2013 ISO 19011 âmbito Linhas de orientação para auditoria a sistemas de gestão Princípios de auditoria Gestão de programas de auditoria Condução de

Leia mais

NBR ISO 9001:2008. Prof. Marcos Moreira

NBR ISO 9001:2008. Prof. Marcos Moreira NBR ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade Prof. Marcos Moreira História International Organization for Standardization fundada em 1947, em Genebra, e hoje presente em cerca de 157 países. Início

Leia mais

ISO 9001: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE

ISO 9001: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE ISO 9001: SISTEMAS DE GESTÃO DA QUALIDADE Prof. MARCELO COSTELLA FRANCIELI DALCANTON ISO 9001- INTRODUÇÃO Conjunto de normas e diretrizes internacionais para sistemas de gestão da qualidade; Desenvolve

Leia mais

Qpoint Rumo à Excelência Empresarial

Qpoint Rumo à Excelência Empresarial 2 PRIMAVERA BSS Qpoint Rumo à Excelência Empresarial Numa era em que a competitividade entre as organizações é decisiva para o sucesso empresarial, a aposta na qualidade e na melhoria contínua da performance

Leia mais

ABNT/CB-38 Comitê Brasileiro de Gestão Ambiental

ABNT/CB-38 Comitê Brasileiro de Gestão Ambiental ABNT/CB-38 Comitê Brasileiro de Gestão Ambiental ISO 14001 - Sistemas de gestão ambiental Requisitos com orientações para uso 06 /10/ 2015 www.abnt.org.br Tópicos Processo de Normalização Histórico da

Leia mais

Auditoria interna Especialização PwC

Auditoria interna Especialização PwC www.pwc.pt/academy Especialização PwC PwC s Academy Formação de profissionais para profissionais Especialização PwC Este curso com uma forte componente prática, procura dotar os recursos afetos à função

Leia mais

NBR ISO/IEC 17025:2005

NBR ISO/IEC 17025:2005 Competence Recognition Certificate Engequímica Assessoria Projetos e Engenharia Química Ltda Ensaios Químicos End Av. São João 1628 - Caxias do Sul/ RS O laboratório citado acima está conforme os critérios

Leia mais

José António Oliveira. Novembro/2011

José António Oliveira. Novembro/2011 José António Oliveira Novembro/2011 Framework COBIT Visão do COBIT Aplicação do COBIT Governação das TI Aplicação em auditoria Exemplos de aplicação em auditoria Avaliação da continuidade do negócio Caracterização

Leia mais

ÍNDICE ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE DE SANTARÉM 1. ÍNDICE 2. PROMULGAÇÃO 3. DESCRIÇÃO DA ESCOLA. 3.1 História. 3.2 Objetivo e Domínio da Certificação

ÍNDICE ESCOLA SUPERIOR DE SAÚDE DE SANTARÉM 1. ÍNDICE 2. PROMULGAÇÃO 3. DESCRIÇÃO DA ESCOLA. 3.1 História. 3.2 Objetivo e Domínio da Certificação ÍNDICE 1. ÍNDICE 2. PROMULGAÇÃO 3. DESCRIÇÃO DA ESCOLA 3.1 História 3.2 Objetivo e Domínio da Certificação 4. SISTEMA DE GESTÃO DA QUALIDADE 4.1 Processos 4.2 Requisitos da Documentação 4.3 Controlo dos

Leia mais

A Norma ABNT NBR ISO 50001 Gestão de energia. André Carvalho

A Norma ABNT NBR ISO 50001 Gestão de energia. André Carvalho Normalização A Norma ABNT NBR ISO 50001 Gestão de energia Cursos André Carvalho Analista Técnico Certificação ABNT Associação Brasileira de Normas Técnicas - ABNT Normalização Entidade sem fins lucrativos

Leia mais

BUSINESS CONTINUITY: UMA APOSTA SEGURA!

BUSINESS CONTINUITY: UMA APOSTA SEGURA! BUSINESS CONTINUITY: UMA APOSTA SEGURA! B U S I N E S S C O N T I N U I T Y M A N A G E M E N T S Y S T E M S 31 MARÇO 2014 Paulo Borges 1 Quem apresenta? BSI ISO/IEC Accredited ISMS Implementer BSI ISO/IEC

Leia mais

Proposta de Indicadores para Sistemas de Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho em Conformidade ao Sistema de Gestão da Qualidade

Proposta de Indicadores para Sistemas de Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho em Conformidade ao Sistema de Gestão da Qualidade Proposta de Indicadores para Sistemas de Gestão de Saúde e Segurança do Trabalho em Conformidade ao Sistema de Gestão da Qualidade Neilson Carlos do Nascimento Mendes (Faculdade Metropolitana) neilsonmendes@bol.com.br

Leia mais

Gestão de Projetos CMMI e outros modelos de referência

Gestão de Projetos CMMI e outros modelos de referência Gestão de Projetos CMMI e outros modelos de referência Autora: Ivanise M. Gomes IO SEPG Manager Mercosur General Motors do Brasil, IS&S Agenda Ø Introdução Ø Visão Estratégica Ø Malcolm Baldrige Ø ISO

Leia mais

Revisão ISO 9001:2008

Revisão ISO 9001:2008 Revisão ISO 9001:2008 O O que significa? Eng.º Ricardo Ferro Director Comercial & Marketing Bureau Veritas Portugal Apresentação : Anabela Pontes ATEC Fórum Qualidade e Ambiente 2 3-1 0-2 0 0 8 Slide.

Leia mais

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão

ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA. ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão ISO 9001:2015 Tendências da nova revisão A ISO 9001 em sua nova versão está quase pronta Histórico ECS -ASSESSORIA E CONSULTORIA TÉCNICA As normas da série ISO 9000 foram emitidas pela primeira vez no

Leia mais