Manual de Operações Atualização do KIT I

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Manual de Operações Atualização do KIT I"

Transcrição

1 Mnul de Operções Atulizção do KIT I

2 ÍNDICE ANTES DE INICIAR... 2 NOVOS RECURSOS...2 EXIBIÇÃO DO TECIDO DURANTE O ALINHAMENTO DA POSIÇÃO DO BORDADO... 3 ALTERAÇÃO DO TAMANHO DO DESENHO, MANTENDO A DENSIDADE DE LINHA DESEJADA (RECALCULADOR DE PONTO)... 6 DESCUBRA NOVOS ESQUEMAS DE CORES COM A FUNÇÃO COLOR SHUFFLING (BUSCA ALEATÓRIA DE CORES)... 8 A função Color Shuffling (Busc Aletóri de Cores)... 8 Slvndo e recuperndo tbel de linhs personlizds usndo mídi USB USO DA CÂMERA PARA CONECTAR DESENHOS Exemplos de desenhos conectdos Prátic (Conexão de três desenhos) Alterndo posição de um desivo Conexão de desenhos rottivos Deslizmento d posição do desenho ser conectdo Reinicir recurso NOVOS DESENHOS List de miniturs Tbel de lterção de cor pr os desenhos de borddo

3 ANTES DE INICIAR É importnte efetur tulizção, de cordo com o procedimento descrito no Gui de Instlção. A máquin pode, então, ser usd como descrito neste Mnul de Operções tulizdo. Not As ilustrções de tel podem vrir devido o modelo d máquin. NOVOS RECURSOS Os recursos seguir serão tivdos com tulizção pr o Kit I. O posicionmento do desenho de borddo pode ser linhdo durnte exibição n tel LCD do tecido ser utilizdo. O borddo pode ser fcilmente posiciondo. (Págin 3) Os desenhos de borddo podem ser mplidos ou reduzidos, mntendo-se sus densiddes de linh. (Págin 6) A função Color Shuffling (Busc Aletóri de Cores) é diciond pr loclizr novos esquems de cores sugeridos por su máquin de bordr. Selecione o efeito desejdo de um dos qutro esquems de cores disponíveis, em seguid, é exibid mostr pr o efeito seleciondo. (Págin 8) A configurção de tbel de linhs personlizds pode ser slv em mídi USB como um rquivo de ddos, e, então, recuperd novmente. (Págin 10) Os pdrões de borddo podem ser conectdos usndo função d câmer incorpord, substituindo o uso ds mrcs de linh. (Págin 12) 10 novos desenhos de borddo form diciondos. (Págin 33) 2 novs fontes são dicionds à tel de seleção de fonte. (Págin 33) 2

4 EXIBIÇÃO DO TECIDO DURANTE O ALINHAMENTO DA POSIÇÃO DO BORDADO O tecido preso no bstidor de bordr pode ser exibido no LCD pr que posição do borddo poss ser linhd. Este recurso pode ser usdo prtir d tel de edição do desenho e d tel de configurção de borddo. c Pressione. Not Ao instlr os bstidores opcionis seguir, câmer embutid não pode ser usd pr linhr posição do borddo: Bstidor cilíndrico, 80 mm (A) 90 mm (L) (3 polegds (A) 3-1/2 polegds (L)) Bstidor de boné grnde, 60 mm (A) 360 mm (L) (2-3/8 polegds (A) 14 polegds (L)) Bstidor de boné vnçdo 2, 60 mm (A) 130 mm (L) (2-3/8 polegds (A) 5-1/8 polegds (L)) Bstidor de boné vnçdo, 50 mm (A) 130 mm (L) (2 polegds (A) 5-1/8 polegds (L)). Pr mis detlhes sobre o uso de tecido mis grosso que 2 mm, consulte Posicionmento do desenho sobre tecido grosso (págin 5). d Qundo mensgem seguir for exibid, pressione. b Prend o tecido no bstidor e, em seguid, insir o bstidor n máquin de bordr. Selecione o desenho e, em seguid, pressione. Not Consulte págin 7/7 d tel de configurções pr certificr-se de que o Sensor de espessur de tecido está definido como destivdo OFF o utilizr tecidos de peso médio leve. O bstidor de bordr se move, de modo que o tecido pode ser digitlizdo. 3

5 e Qundo o tecido prece como fundo pr o desenho, o desenho pode ser editdo, se necessário. g Pressione pr exibir tel de configurções do borddo. Lembrete O desenho tmbém pode ser linhdo prtir d tel de configurções do borddo. h Pressione pr inicir o borddo. Qundo terminr de bordr, o tecido exibido no fundo desprece. Especifique n págin 7/7 d tel de configurções se o tecido desprecerá ou permnecerá exibido n tel. b c f Use pr linhr o desenho à posição de borddo desejdo. O desenho pode ser movido pr posição desejd com o uso do seu dedo ou d cnet de toque pr rrstr o desenho exibido n tel. Ajuste em ON pr que o tecido sej exibido no fundo. b Qundo justdo pr OFF, o fundo irá desprecer. c Pressione completmente. pr remover imgem de fundo Not Se o borddo não for costurdo, o fundo de tecido permnecerá n tel. N tel 7/7 de configurções, pressione pr pgr imgem de fundo. Lembrete Se necessário, pressione pr exibir um visulizção prévi, fim de verificr posição do desenho. 4

6 Posicionmento do desenho sobre tecido grosso Ao posicionr o pdrão em tecido com mis de 2 mm de espessur, o tecido pode não ser detectdo corretmente. Pr que o tecido sej detectdo corretmente, su espessur deve ser medid primeiro. Lembrete Este recurso é funcionl pens qundo o tecido é digitlizdo. Isso não fetrá o borddo se função estiver ligd com borddo norml. f Fixe o desivo de posicionmento de borddo o tecido dentro d áre indicd pel moldur vermelh no LCD e, em seguid, pressione. b Prend o tecido no bstidor e, em seguid, insir o bstidor n máquin. Selecione o desenho e, em seguid, pressione. c Exib págin 7/7 d tel de configurções. Em seguid, defin o Sensor de espessur de tecido pr ON. d Pressione. g Qundo mensgem seguir for exibid, remov o desivo de posicionmento de borddo e, em seguid, pressione. e Pressione. h O desivo de posicionmento de borddo fixdo o tecido é detectdo e, em seguid, o bstidor de borddo será movido. Continue com o psso e d págin 4 pr linhr o desenho à posição do borddo desejdo. CUIDADO Use tecidos com espessur inferior 3 mm (prox. 1/8 polegds). O uso de tecidos mis grossos que 3 mm (prox. 1/8 polegds) pode cusr quebr d gulh. 5

7 ALTERAÇÃO DO TAMANHO DO DESENHO, MANTENDO A DENSIDADE DE LINHA DESEJADA (RECALCULADOR DE PONTO) N tel de edição de borddo, o tmnho do desenho pode ser lterdo enqunto densidde de linh desejd é mntid. Com est função, o desenho será mplido ou reduzido um proporção mior que com o redimensionmento do desenho norml. b Pressione. Pressione pr cessr o modo de c reclculdor de ponto ( ). Not Certifique-se de costurr um borddo de teste usndo o mesmo tecido e linhs seleciondos pr o seu projeto, pr verificr os resultdos do borddo. Selecione o desenho ser redimensiondo e, em seguid, pressione. Not Est função não pode ser usd com desenhos de crcteres do lfbeto, desenhos de moldurs ou desenhos de bords. No entnto, um desenho de bord pode ser editdo pós utilizção dest função. Desenhos com um grnde número de pontos (cerc de ou mis) não podem ser redimensiondos enqunto mntém um densidde de linh desejd. O limite máximo pr o número de pontos vri de cordo com o tmnho dos ddos do desenho. Cso est função sej utilizd, densidde de linh é mntid enqunto o desenho é mplido/ reduzido. Entretnto, o pdrão de ponto de entrd d gulh não é inteirmente mntido. Use o modo d Lembrete O reclculdor de ponto não pode ser usdo se não for exibido. Qundo mensgem seguir for exibid, pressione. de redimensionmento norml dos resultdos do borddo de teste. dependendo O desenho retornrá o seu tmnho, ângulo e posição nteriores à edição. 6

8 e Selecione como lterr o tmnho do desenho. f Pressione. Not Dependendo do desenho, pode não ser possível relizr o borddo com densidde de linh proprid. Antes de costurr o seu projeto, certifique-se de bordr um mostr de teste em um pedço de retlho que sej do mesmo tecido utilizdo no projeto, utilizndo mesm gulh e linh de bordr. Se o desenho for mplido e não houver espço entre os pontos, pode ser obtido um melhor efeito medinte o umento d densidde de linh. Se o desenho é reduzido e costur é muito gross, um melhor efeito pode ser obtido com redução d densidde de linh. CUIDADO Dependendo do desenho, costur pode ficr emrnhd ou gulh pode quebrr qundo o desenho for reduzido. Se isso ocorrer, mplie ligeirmente o desenho. * Pressione pr mplir o desenho proporcionlmente. * Pressione pr diminuir o desenho proporcionlmente. * Pressione pr esticr o desenho horizontlmente. * Pressione pr compctr o desenho horizontlmente. * Pressione pr esticr o desenho verticlmente. * Pressione pr compctr o desenho verticlmente. * Pressione pr retornr o desenho à su prênci originl. Lembrete A densidde de linh pode ser lterd com brr de escl de densidde. Pode ser especificd um configurção entre 80% e 120% em incrementos de 5%. * Pressione pr tornr o desenho menos denso. * Pressione pr tornr o desenho mis denso. 7

9 DESCUBRA NOVOS ESQUEMAS DE CORES COM A FUNÇÃO COLOR SHUFFLING (BUSCA ALEATÓRIA DE CORES) A função Color Shuffling (Busc Aletóri de Cores) Com função Color Shuffling (Busc Aletóri de Cores), máquin sugere novos esquems de cores pr o desenho de borddo seleciondo. Após selecionr o efeito desejdo de um dos qutro esquems de cores disponíveis ( ALEATÓRIO, VÍVIDO, GRADAÇÃO e CLARO ), mostr do efeito seleciondo é exibid. Pressione. c Selecione o grupo de cores que desej usr. Você pode selecionr função Color Shuffling (Busc Aletóri de Cores) dos grupos de cores seguir. 1 Cores de linhs tulmente no suporte de crretel, 2 tbel de linhs (64 cores: tbel de cores pré-definids) e 3 tbel de linhs personlizds (300 cores: tbel de cores que pode ser definid como desejdo). Ao definir s cores d linh do borddo d mrc existente n su tbel de linhs personlizds, você pode crir o seu desenho de borddo com sus própris cores de linh. b c A tel plet de cores de linh é exibid. b Pressione. d Cores d linh tulmente no suporte de crretel b Tbel de linhs (64 cores) c Tbel de linhs personlizds (300 cores) Selecione o número de cores que desej usr e selecione o efeito desejdo. b Not Est função pode não estr disponível, dependendo do desenho seleciondo (ex. um desenho de borddo de bord). Se tecl de busc letóri de cores estiver cinz, selecione outro desenho. Cso você não tenh crido um tbel de linhs personlizds, tecl de busc letóri de cores ficrá cinz. Nesse cso, use tbel de linhs (64 cores) ou crie cores n tbel de linhs personlizds. Consulte Crindo um tbel de linhs personlizds no Mnul de Operções d máquin pr obter mis detlhes. Número de cores serem utilizds no desenho b Efeitos pr esquems 8

10 Not Qundo qulquer um ds tecls de seleção de esquem de cores estiver cinz, não há cores suficientes no grupo de cores seleciondo. Se você selecionou tbel de linhs personlizds, defin mis cores n tbel de linhs personlizds ou selecione menos cores n função Color Shuffling (Busc Aletóri de Cores). Consulte Crindo um tbel de linhs personlizds no Mnul de Operções d máquin, pr obter informções sobre definição de cores n tbel de linhs personlizds. e Pressione o esquem de cores desejdo prtir de mostrs. * Pressione pr exibir os novos esquems. Efeitos não disponíveis Lembrete A seleção do número de cores desejdo deve ficr dentro do intervlo de número de lterções de linhs pr o desenho seleciondo. Ao usr est função, o pdrão de ddos PES recuperdo n máquin, e o Código de Linh PES são definidos como ON n tel de configurções, s cores d linh que não estão n tbel de linhs d máquin não serão usds pr produzir os esquems de cores. Você pode obter os esquems de cores usndo tods s cores de linhs no desenho seleciondo configurndo Código de Linh PES pr OFF n tel de configurções. Pressione pr exminr os esquems nteriores. Not Podem ser exminds no máximo 10 págins de esquems. Após 10 págins de esquems, págin mis ntig será pgd, tods s vezes que você pressionr. 9

11 f Pressione pr selecionr o esquem de cores exibido. * Pressione pr retornr à tel nterior. * Você pode continur selecionndo esquems de cores d págin seleciond ntes de pressionr. * Pressione ou pr exibir os outros esquems de cores. Slvndo e recuperndo tbel de linhs personlizds usndo mídi USB Você pode slvr um rquivo de ddos de tbel de linhs personlizds em mídi USB e, em seguid, recuperr os ddos slvos n mídi USB novmente. Consulte Crindo um tbel de linhs personlizds no Mnul de Operções d máquin, pr obter instruções detlhds sobre tbel de linhs personlizds. Not Os ddos d tbel de linhs personlizds só podem ser slvos em mídi USB. Você não pode slvr os ddos n memóri d máquin ou no computdor. Os ddos d tbel de linhs personlizds são slvos como rquivo de ddos.pcp. Slvndo tbel de linhs personlizds em mídi USB Insir mídi USB n port USB principl (superior) no ldo direito d máquin. A tel de edição do borddo será exibid. Not As configurções seguir n tel de configurções não podem ser lterds nest função: - Seleção de mrc de cores de linhs - Configurção de gulh reservd - Configurção de código de linh PES Port USB principl (superior) pr mídis b Mídi USB Not Não é possível utilizr dus mídis USB nest máquin o mesmo tempo. Se você inserir dus mídis USB, somente mídi inserid primeiro será detectd. b Pressione e, em seguid, pressione. 10

12 c Pressione. Not Não insir nem remov mídi USB enqunto tel Gurdndo estiver sendo exibid. Você irá perder lguns ou todos os ddos que estiver slvndo. Pr pgr tods s cores especificds n plet personlizd de linhs, pressione. A tel Gurdndo é exibid. Qundo os ddos são slvos, tel originl será exibid utomticmente. Not Não insir nem remov mídi USB enqunto tel Gurdndo estiver sendo exibid. Você irá perder lguns ou todos os ddos que estiver slvndo. Recuperndo tbel de linhs personlizds em mídi USB Insir mídi USB contendo os ddos d tbel de linhs personlizds n port USB principl (superior). Not Você só pode recuperr um ddo d tbel de linhs personlizds por vez. Não rmzene dois ou mis rquivos de ddos.pcp em mídi USB. b Pressione e, em seguid, pressione. c Pressione. A tel Gurdndo é exibid. Qundo os ddos são crregdos pr máquin, o visor retorn à tel originl utomticmente. 11

13 USO DA CÂMERA PARA CONECTAR DESENHOS Em vez de usr mrcs de linh, câmer pode ser usd pr conectr desenhos. Um áre de 17 cm 33 cm (6-1/2 polegds 13 polegds) pode ser bordd, qundo câmer é usd pr conectr desenhos. Selecione o bstidor, dependendo do tmnho do borddo. Recomendmos o uso do bstidor grnde (200 mm 360 mm (7-7/8 polegds 14 polegds)) o usr câmer pr conectr desenhos. Not Qundo o bstidor de borddo (pequeno) (40 mm 60 mm (1-1/2 polegds 2-3/8 polegds)), os bstidores de boné, os bstidores cilíndricos ou os bstidores redondos forem instldos, você não poderá conectr desenhos usndo est função. Desenhos de borddo segmentdos (tmnho grnde) não podem ser utilizdos com est função. Você não pode conectr pdrões usndo est função enqunto máquin estiver justd pr o modo Link. c Exemplos de desenhos conectdos Dois desenhos podem ser conectdos selecionndo o ponto de referênci e bord de referênci de cd desenho, pr que possm ser linhdos com câmer. Ao conectr os desenhos, bord de referênci de cd desenho ficrá o longo de um únic linh ret. (Exemplo) : Bord de referênci : Ponto de referênci d e b Pr compreender como conectr desenhos, primeiro tente seguir o procedimento descrito em Prátic (Conexão de três desenhos) n págin

14 Prátic (Conexão de três desenhos) Pr prticr o linhmento ds bords do desenho usndo câmer, iremos conectr os três desenhos conforme mostrdo bixo. Estes três desenhos pr prátic estão disponíveis no CD incluso. b Prend o tecido no bstidor grnde (13 cm 18 cm (5-1/8 polegds 7-1/8 polegds)) e, em seguid, fixe o bstidor n máquin de bordr. mnul smple c Pressione pr exibir tel de configurções do borddo. Pressione tel de configurções do borddo. n Pttern1.pes b Pttern2.pes c Pttern3.pes precis estr seleciondo, pr continur conectndo os desenhos. Not Use um mídi USB ou um computdor pr cessr os rquivos de desenho. Selecione o primeiro desenho pr prticr [1] e depois pressione. prece no ldo superior esquerdo d tel e então mud pr. Lembrete pode ser pressiondo enqunto bord. Um desenho não pode ser slvo n memóri d máquin, enqunto os desenhos estão sendo conectdos. 13

15 d Pressione, em seguid, pressione e o botão de início/prd pr bordr o primeiro desenho. f Qundo mensgem seguir for exibid, pressione. A mensgem precerá n tel e o crro irá moverse pós pressionr. g Selecione o segundo desenho [2] pr prticr e depois pressione. e Após o borddo do primeiro desenho estr concluído, precerá mensgem seguir. Pressione. 14

16 h Pressione e então selecione como o desenho será conectdo. i Qundo tel de configurção de conexão de desenho for exibid, selecione bord e o ponto de referênci do primeiro desenho pr conectr o próximo desenho. Tendo em vist que, neste exemplo, vmos ligr o ponto centrl d bord direit do primeiro desenho o ponto centrl d bord esquerd do próximo desenho, selecione o ponto centrl d bord direit e pressione. Pr cncelr seleção, pressione. A tel de configurção de conexão de desenho precerá. Bord de referênci e ponto de referênci 15

17 j Selecione posição de conexão pr o segundo desenho e então pressione. Neste exemplo, selecione o ponto centrl d bord esquerd. k Prepre dois desivos de posicionmento de borddo. Vmos seguir s instruções n tel pr fixr os dois desivos no tecido, de form que s mrcs de posicionmento possm ser detectds pel câmer. Not Use os desivos de posicionmento incluídos neste produto ou compre desivos de reposição (SAEPS2, EPS2: XF ) no seu revendedor Brother. Se lgum outro desivo for usdo, câmer poderá não reconhecê-lo. Um folh desiv de posicionmento de borddo de 182 mm 257 mm (7 polegds 10 polegds) com desivo forte é mis proprid pr conexão de desenhos (SAEPS2, EPS2: XF ). Se lgum outro desivo de posicionmento de borddo for usdo, poderá descolr. Se o desivo descolr, os desenhos não poderão ser conectdos. c b l Fixe o primeiro desivo de posicionmento de borddo sobre o tecido dentro ds linhs vermelhs, usndo s dus mãos pr pressionr pr bixo em cd extremidde do desivo. Fixe o desivo com o círculo grnde n superfície, como mostrdo n máquin. Em seguid, pressione. Bord de referênci e ponto de referênci b Segundo desenho [2] c Primeiro desenho [1] A mensgem precerá n tel e o crro irá moverse pós pressionr. Not Usndo e nest tel, posição do segundo desenho poderá ser lterd. Pr obter detlhes, consulte seção Deslizmento d posição do desenho ser conectdo n págin 27. A câmer detect o primeiro desivo de posicionmento. 16

18 Not Use desivos de posicionmento novos. Se um desivo é reutilizdo, pode descolr fcilmente. Se o desivo descolr durnte este procedimento, os desenhos não poderão ser conectdos. Inicie o projeto novmente com novo tecido e estbilizdor. Utilize os dedos pr plicr pressão ns extremiddes do desivo de posicionmento pr fixá-lo firmemente o tecido. Se o desivo não for bem encixdo, câmer poderá detectr o desivo incorretmente. Se qulquer um ds seguintes mensgens for exibid, recoloque o desivo de posicionmento n posição corret. Certifique-se de que o desivo é fixdo com o círculo grnde no topo. m Utilize mbs s mãos pr fixr segund mrc de posicionmento do borddo dentro ds linhs vermelhs, pressionndo pr bixo em cd cnto d mrc de posicionmento sobre o mteril e, em seguid, toque em. A câmer detect o segundo desivo de posicionmento. 17

19 n Após os dois desivos de posicionmento terem sido detectdos, seguinte mensgem é exibid. Not Se o próximo desenho e os centros dos grndes círculos dos dois desivos de posicionmento não se encixm dentro d áre de borddo, use um bstidor de borddo mior. Se um bstidor de borddo mior não puder ser usdo, sig pr o psso o, e, em seguid, consulte Alterndo posição de um desivo n págin 21 pr reposicionr o desivo. Se o desivo descolr durnte este procedimento, os desenhos não poderão ser conectdos. Se isso ocorrer, reinicie o processo desde o início. o Selecione áre que contém um dos dois desivos. Em seguid, pressione. Áre de borddo Ao mesmo tempo em que tom cuiddo pr que os dois desivos de posicionmento não descolem, remov o bstidor de borddo d máquin e então prend o tecido novmente. Assegure-se de prender o tecido de modo que o próximo desenho e mbos os desivos de posicionmento estejm dentro d áre de costur do borddo. Reinstle o bstidor e pressione. A câmer detect os dois desivos de posicionmento. b Próximo desenho ser borddo c Centros de grndes círculos pr desivos d Folh de borddo 18

20 Not Se qulquer ds mensgens seguir precer, recoloque o tecido de modo que o próximo desenho e mbos os desivos de posicionmento estejm dentro d áre de costur do borddo conforme o indicdo n tel. p Após detecção dos desivos de posicionmento, pressione seguid, remov os desivos. e, em Pressione e depois pressione pr detectr os desivos de posicionmento. Pressione pr remover os desivos de posicionmento qundo for difícil lcnçá-los por trás ds gulhs. q Pressione, depois pressione e o botão de início/prd pr bordr o segundo desenho. Após o borddo do segundo desenho estr concluído, precerá mensgem seguir. Pressione. 19

21 r Qundo mensgem seguir for exibid, pressione. t Antes de bordr, pressione pr exibir tel de configurção de conexão de desenho. Selecione bord de referênci e o ponto de referênci pr conectr o segundo e o terceiro desenho e, em seguid, pressione. Neste exemplo, selecionremos o ponto superior d bord direit pr o segundo desenho. A mensgem precerá n tel e o crro irá moverse pós pressionr. s Selecione o terceiro desenho [3] pr prticr e pressione. Bord de referênci e ponto de referênci 20

22 u Selecione posição de conexão pr o terceiro desenho e então pressione. Neste exemplo, selecionremos o ponto esquerdo d bord superior pr o terceiro desenho. w Pressione, depois pressione e o botão de início/prd pr bordr o terceiro desenho. Após o borddo do terceiro desenho estr concluído, precerá mensgem seguir. Qundo concluir conexão dos desenhos, pressione. O desenho gir utomticmente qundo posição do cnto é seleciond. b c Após o borddo estr concluído, superior esquerdo d tel, desprece. Os três desenhos form conectdos. Pressione pr liberr o desenho., no cnto Alterndo posição de um desivo Se o desenho seleciondo ou os desivos de posicionmento pr conexão do próximo desenho não couberem fcilmente n áre de borddo, sig s instruções n tel que prece pós o psso m d págin 17 pr mover os desivos de posicionmento. Por exemplo, instrução n tel prece qundo você utiliz um bstidor de borddo com tmnho de 10 cm 10 cm (4 polegds 4 polegds) pr conectr desenhos como mostrdo bixo. Bord de referênci e ponto de referênci b Terceiro desenho [3] c Segundo desenho [2] v Sig instrução n tel pr executr os pssos de k té p. Pttern1.pes b Pttern2.pes 21

23 Consulte os pssos de té m de Prátic (Conexão de três desenhos) usndo o bstidor de borddo com tmnho de 10 cm x 10 cm (4 polegds x 4 polegds) pr bordr o primeiro desenho e pr conectr o segundo desenho. b A mensgem seguir prece no psso n se o próximo desenho ou os desivos de posicionmento fixdos estão perto de sir d áre de borddo. Sig s instruções e depois pressione. Not Áre de borddo Ao se referir os pssos de té m, ssegure-se de mudr bord de referênci e o ponto de referênci pr refletir este exercício. Próximo desenho ser borddo b Folh de borddo 22

24 c Selecione áre que contém um dos dois desivos de posicionmento e depois pressione. d Após posição do desivo ser detectd, pressione e depois remov os desivos. e Prend novmente os dois desivos de posicionmento de cordo com s instruções n tel de modo que o próximo desenho ou mrcs de posicionmento possm encixr n áre de borddo. A câmer detect os dois desivos de posicionmento. Not Se precer mensgem seguir, recoloque o tecido conforme indicdo n tel e depois pressione. Pressione de modo que câmer detecte o primeiro desivo de posicionmento. 23

25 f Prend o segundo desivo e depois pressione. g Após os dois desivos de posicionmento terem sido detectdos, seguinte mensgem é exibid. Ao mesmo tempo em que tom cuiddo pr que os desivos de posicionmento não descolem, prend o tecido novmente de cordo com o exemplo exibido n instrução d tel. A câmer detect o segundo desivo de posicionmento. Áre de borddo Próximo desenho ser borddo b Folh de borddo h Continue com operção prtir do psso o d págin 18 pós pressionr. 24

26 Conexão de desenhos rottivos Mis vrições de design podem ser crids por desenhos rottivos. O procedimento seguir descreve como conectr desenhos que são girdos. c Gire o desenho e, em seguid, pressione. Pttern1.pes b Pttern2.pes Selecione o desenho e, em seguid, pressione. Not Certifique-se de girr o desenho n tel de edição do desenho. A bord de referênci e o ponto de referênci são especificdos o longo do retângulo menor (não inclindo) que contém todos os desenhos seleciondos. Desenhos inclindos e retngulres b A tel de edição do desenho é exibid. Pressione n tel de edição do desenho. Retângulo Consulte Deslizmento d posição do desenho ser conectdo listdo n págin 27, pr unir o primeiro e o segundo desenho o longo de um bord. Retângulos e desenhos (não inclindos) Retângulo Pressionr n tel de configurções do borddo lter o ângulo em que os desenhos são conectdos. 25

27 d Pressione pr exibir tel de configurções do borddo. e Pressione. k Selecione bord de referênci e o ponto de referênci pr conectr este desenho o próximo. Pressione. f g Consulte os pssos de d té f de Prátic (Conexão de três desenhos) pr bordr o primeiro desenho. Selecione o próximo desenho e depois pressione. h i Pressione n tel de edição do desenho. Gire o desenho pr o mesmo ângulo que o primeiro desenho e depois pressione. Bord de referênci e o ponto de referênci do primeiro desenho j Pressione. 26

28 l Selecione bord de referênci e o ponto de referênci correspondentes os do primeiro desenho e depois pressione. Deslizmento d posição do desenho ser conectdo Ao usr função de conexão do desenho, os desenhos podem ser conectdos medinte o deslizmento dos mesmos, em vez de pens linhá-los o longo ds bords de referênci e dos pontos de referênci. Isto pode ser feito qundo você quiser que o desenho sej igulmente espçdo durnte o borddo. Os deslocmentos verticis e horizontis podem ser definidos em té ± 99,9 mm. Not A distribuição dos desenhos exibidos n tel pode diferir ligeirmente do borddo rel. Use um régu pr medir os deslocmentos horizontl e verticl ntes de lterr s configurções. b m Bord de referênci e ponto de referênci A mensgem precerá n tel e o crro irá moverse pós pressionr. Continue o psso k de Prátic (Conexão de três desenhos) pr finlizr conexão dos desenhos. Primeiro desenho b Segundo desenho 27

29 Conectr desenhos serem unidos o longo de um bord Mis vrições de design podem ser crids movendo os desenhos que estão sendo conectdos. O procedimento seguir descreve como usr ess função pr conectr os desenhos, de form que estes sejm unidos o longo de um bord. Antes de conectr os desenhos, função de linhvo será utilizd pr medir distânci de deslizmento do desenho. b A: Primeiro desenho B: Segundo desenho Medição d distânci que o desenho será movido Not Os pssos de té d são pens pr posicionmento de medição. Certifique-se de costurr um borddo de teste usndo o mesmo tecido e linhs seleciondos pr o seu projeto, pr verificr os resultdos do borddo. Defin Distânci do linhvo do borddo n tel de configurções pr 0.0. Primeiro desenho b Segundo desenho c Distânci verticl: - 15,0 mm d Distânci horizontl: + 40,0 mm 28

30 b Selecione o desenho cuj distânci de deslize deve ser medid. d Após o desenho ser costurdo, remov o tecido do bstidor e depois meç distânci que o desenho deve ser deslizdo. Verticl: 32,8 mm b Horizontl: 42,8 mm Costur de teste Costure um borddo de teste pr verificr que o desenho deslizrá n distânci corret. Selecione o desenho e, em seguid, vá pr tel de configurções do borddo. b Pressione n tel de configurções do borddo. c Vá pr tel de configurções do borddo e, em seguid, pressione pr selecionr função de linhvo. c d Borde o primeiro desenho. Consulte os pssos de e té h de Prátic (Conexão de três desenhos) pr selecionr o próximo desenho. lter pr. 29

31 e Selecione bord de referênci e o ponto de referênci pr ligr esse desenho o próximo e depois pressione. f Qundo tel de configurção de conexão de desenho precer, selecione bord de referênci e o ponto de referênci correspondentes àqueles do primeiro desenho. Bord de referênci e o ponto de referênci do primeiro desenho Bord de referênci e ponto de referênci 30

32 g Especifique distânci do desenho deslizdo, e pressione. Bord de referênci e ponto de referênci A mensgem precerá n tel e o crro irá moverse pós pressionr. h Continue o psso k de Prátic (Conexão de três desenhos) pr finlizr conexão dos desenhos. Not Depois de verificr que os resultdos de borddo de teste são stisftórios, costure o borddo rel. Se você decidir lterr distânci do pdrão deslizdo pós verificr o borddo de teste, ltere s configurções selecionds no psso g. 31

33 Reinicir recurso Se máquin for desligd enqunto função de conexão do desenho está sendo usd, máquin irá retornr pr operção indicd bixo qundo el é ligd novmente. A operção d máquin será diferente, dependendo de qundo ele estej desligdo. Finlizr detecção dos desivos de posicionmento. (B) Se máquin for desligd durnte qulquer operção ness cix, máquin voltrá (B) qundo é ligdo novmente. Exemplo: Qundo conectr dois desenhos Selecionr o primeiro desenho. Pressione tecl de conexão do desenho. Começr bordr o primeiro desenho. Terminr de bordr o primeiro desenho. (A) Se máquin for desligd durnte qulquer operção ness cix, máquin voltrá (A) qundo é ligdo novmente. Selecionr o segundo desenho. Recolocr o tecido. Concluir detecção dos desivos de posicionmento (2 locis). Pressione. Especificr o ponto de referênci pr conexão do desenho. Inicir detecção dos desivos de posicionmento (2 locis). Inicir o borddo do segundo desenho. Finlizr o borddo do segundo desenho. 32

34 NOVOS DESENHOS List de miniturs Desenhos de borddo Desenhos de lfbetos 33

35 Tbel de lterção de cor pr os desenhos de borddo No (900) 2 (206) 3 (209) 4 (800) 5 (085) 6 (515) 7 (513) 8 (001) 9 (515) 10 (001) 11 (513) 12 (900) 13 (612) 14 (613) 15 (800) 16 (085) 17 (206) 18 (515) 19 (513) 20 (085) 21 (900) 22 (206) 23 (209) 24 (800) 25 (513) 26 (515) 151 min 27 (800) 28 (001) 29 (085) 30 (900) 31 (085) 32 (001) 33 (206) 34 (800) 35 (206) 36 (513) 37 (613) 38 (800) 39 (085) 40 (001) 41 (900) 42 (085) 43 (800) 44 (612) 45 (515) 46 (085) 47 (206) 48 (900) 49 (001) 50 (800) 184,4 mm 278,2 mm Tempo necessário pr bordr b Cor d linh de borddo/número d cor d linh de borddo c Tmnho do borddo No. 02 No (001) 2 (817) 3 (812) 4 (205) 5 (017) 6 (209) 7 (348) 8 (513) 140 min 9 (323) 10 (030) 11 (330) 12 (704) 13 (517) 14 (707) 15 (058) 181,0 mm 180,9 mm 1 (126) 2 (348) 3 (513) 4 (812) 5 (126) 6 (348) 7 (812) 8 (126) 9 (513) 10 (348) 11 (513) 12 (812) 13 (126) 14 (348) 15 (513) 16 (812) 99 min 17 (126) 18 (348) 19 (323) 20 (079) 21 (001) 22 (817) 23 (704) 24 (707) 25 (001) 26 (704) 27 (812) 28 (323) 29 (707) 30 (001) 169,9 mm 165,7 mm No. 03 No min 1 (900) 2 (707) 3 (704) 188,7 mm 340,4 mm 34 1 (502) 2 (807) 3 (612) 4 (810) 5 (804) 6 (502) 7 (010) 8 (206) 9 (214) 10 (502) 11 (010) 12 (502) 13 (810) 14 (086) 15 (807) 16 (214) 74 min 25 (206) 26 (214) 27 (614) 28 (804) 29 (810) 30 (612) 31 (214) 32 (614) 160,1 mm 213,6 mm 17 (810) 18 (612) 19 (086) 20 (612) 21 (804) 22 (807) 23 (612) 24 (810) Lembrete Desenhos mrcdos com form girdos. Verifique o seu projeto ntes de bordr.

36 No. 06 No (001) 2 (800) 3 (405) 4 (007) 5 (005) 6 (405) 7 (001) 8 (007) 9 (005) 10 (007) 11 (405) 12 (001) 13 (005) 14 (001) 15 (405) 16 (007) 65 min 17 (005) 18 (405) 19 (001) 20 (007) 21 (005) 22 (007) 23 (405) 24 (001) 25 (005) 26 (001) 27 (406) 28 (007) 29 (005) 119,5 mm 346,0 mm 1 (019) 2 (804) 85 min 3 (399) 5 (804) 4 (019) 6 (399) 187,1 mm 338,6 mm No. 07 No. 10 No (804) 2 (017) 3 (027) 4 (513) 5 (707) 6 (337) 7 (027) 8 (513) 9 (209) 10 (030) 11 (337) 12 (202) 13 (707) 14 (027) 66 min 15 (513) 16 (209) 17 (030) 18 (337) 19 (202) 20 (707) 21 (337) 22 (202) 23 (206) 24 (027) 25 (513) 197,1 mm 222,8 mm 1 (209) 2 (086) 3 (017) 4 (612) 5 (001) 6 (019) 7 (810) 8 (509) 9 (086) 10 (209) 11 (086) 12 (810) 13 (001) 14 (017) 15 (612) 16 (019) 17 (509) 18 (209) 19 (019) 20 (509) 21 (017) 22 (019) 23 (001) 24 (612) 25 (209) 26 (509) 27 (001) 28 (810) 132 min 29 (086) 30 (017) 31 (019) 32 (612) 33 (001) 34 (086) 35 (001) 36 (810) 37 (086) 38 (810) 39 (017) 40 (509) 41 (019) 42 (209) 43 (612) 44 (017) 45 (509) 46 (001) 47 (086) 48 (019) 49 (001) 50 (086) 51 (019) 52 (810) 53 (612) 54 (509) 192,4 mm 350,8 mm 1 (339) 2 (030) 3 (808) 4 (517) 5 (019) 6 (328) 7 (208) 8 (812) 9 (001) 10 (517) 11 (208) 12 (812) 13 (019) 14 (339) 15 (808) 16 (517) 17 (019) 18 (808) 102 min 19 (328) 20 (339) 21 (030) 22 (339) 23 (808) 24 (517) 25 (812) 26 (019) 27 (328) 28 (208) 29 (001) 30 (517) 31 (208) 32 (812) 33 (019) 34 (339) 35 (808) 188,8 mm 347,2 mm 35

37 Exemplos de combinções No. 05 No. 08 No

38 Version 3.1 or lter Portuguese-BR

Português. Manual de Instruções. Função USB. Transferindo padrões de bordado para a máquina Atualização fácil da sua máquina

Português. Manual de Instruções. Função USB. Transferindo padrões de bordado para a máquina Atualização fácil da sua máquina Mnul de Instruções Função USB Trnsferindo pdrões de borddo pr máquin Atulizção fácil d su máquin Português Introdução Este mnul fornece descrições sobre trnsferênci de pdrões de borddo de um mídi USB

Leia mais

Manual de Operações. Máquina de Bordar MODELO BP2100

Manual de Operações. Máquina de Bordar MODELO BP2100 Mnul de Operções Máquin de Bordr MODELO BP2100 Certifique-se de ler este documento ntes de utilizr máquin. Recomendmos gurdr este documento em um lugr de fácil cesso pr futurs referêncis. MARCAS COMERCIAIS

Leia mais

Manual de Operações. Máquina de costura MODELO VQ2400

Manual de Operações. Máquina de costura MODELO VQ2400 Mnul de Operções Máquin de costur MODELO VQ2400 Certifique-se de ler este documento ntes de utilizr máquin. Recomendmos gurdr este documento em um lugr de fácil cesso pr futurs referêncis. INTRODUÇÃO

Leia mais

SISTEMA DE INFORMAÇÕES JUDICIÁRIAS - SIJ

SISTEMA DE INFORMAÇÕES JUDICIÁRIAS - SIJ Secretri de Tecnologi d Informção Coordendori de Suporte Técnico os Usuários SISTEMA DE INFORMAÇÕES JUDICIÁRIAS - SIJ MÓDULO DESPACHO ASSISTIDO (versão 1.0) Sumário 1. OBJETIVO DO MÓDULO... 3 1. 2. GERENCIAMENTO

Leia mais

Máquina de Costurar Computadorizada. Manual de Operações

Máquina de Costurar Computadorizada. Manual de Operações CONHEÇA SUA MÁQUINA DE COSTURA COSTURA BÁSICA VÁRIOS PONTOS APÊNDICE Máquin de Costurr Computdorizd Mnul de Operções Visite-nos em http://solutions.rother.com onde você poderá oter suporte do produto e

Leia mais

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se

Simbolicamente, para. e 1. a tem-se . Logritmos Inicilmente vmos trtr dos ritmos, um ferrment crid pr uilir no desenvolvimento de cálculos e que o longo do tempo mostrou-se um modelo dequdo pr vários fenômenos ns ciêncis em gerl. Os ritmos

Leia mais

Internação WEB BR Distribuidora v20130701.docx. Manual de Internação

Internação WEB BR Distribuidora v20130701.docx. Manual de Internação Mnul de Internção ÍNDICE CARO CREDENCIADO, LEIA COM ATENÇÃO.... 3 FATURAMENTO... 3 PROBLEMAS DE CADASTRO... 3 PENDÊNCIA DO ATENDIMENTO... 3 ACESSANDO O MEDLINK WEB... 4 ADMINISTRAÇÃO DE USUÁRIOS... 5 CRIANDO

Leia mais

Manual de instalação. Aquecedor de reserva de monobloco de baixa temperatura Daikin Altherma EKMBUHCA3V3 EKMBUHCA9W1. Manual de instalação

Manual de instalação. Aquecedor de reserva de monobloco de baixa temperatura Daikin Altherma EKMBUHCA3V3 EKMBUHCA9W1. Manual de instalação Aquecedor de reserv de monoloco de ix tempertur Dikin EKMBUHCAV EKMBUHCA9W Portugues Índice Índice Acerc d documentção. Acerc deste documento... Acerc d cix. Aquecedor de reserv..... Pr retirr os cessórios

Leia mais

Adendo do Manual de Operações

Adendo do Manual de Operações Máquin de Bordr Adendo do Mnul de Operções MODELO PR1050X Certifique-se de ler este documento ntes de utilizr máquin. Recomendmos gurdr este documento em um lugr de fácil cesso pr futurs referêncis. SOBRE

Leia mais

Semelhança e áreas 1,5

Semelhança e áreas 1,5 A UA UL LA Semelhnç e áres Introdução N Aul 17, estudmos o Teorem de Tles e semelhnç de triângulos. Nest ul, vmos tornr mis gerl o conceito de semelhnç e ver como se comportm s áres de figurs semelhntes.

Leia mais

Dado Seguro. Gestão Inteligente de Backup. Manual de Criação e configuração. Criação: CS-Consoft - Documentação & CSU

Dado Seguro. Gestão Inteligente de Backup. Manual de Criação e configuração. Criação: CS-Consoft - Documentação & CSU Gestão Inteligente de Bckup Mnul de Crição e configurção Crição: CS-Consoft - Documentção & CSU Indice Introdução... 1 I. Aquisição d solução de Bckup Remoto Ddo Seguro Pro... 1 1. Downlod do plictivo...

Leia mais

510 Series Color Jetprinter

510 Series Color Jetprinter 510 Series Color Jetprinter Gui do usuário pr Windows Solução de prolems de configurção Um list de verificção pr encontrr soluções pr prolems comuns de configurção. Visão gerl d impressor Informções sore

Leia mais

TK-810 OBRIGADO SEU RECIBO VENHA DE NOVO! HAMBÚRGUER CAFÉ BATATAS FRITAS SANDUÍCHE SORVETE CAIXA REGISTRADORA ELETRÔNICA

TK-810 OBRIGADO SEU RECIBO VENHA DE NOVO! HAMBÚRGUER CAFÉ BATATAS FRITAS SANDUÍCHE SORVETE CAIXA REGISTRADORA ELETRÔNICA CAIA ISTRADORA ELETRÔNICA TK-810 OBRIGADO SEU RECIBO VENHA DE NOVO! HAMBÚRGUER 10 CAFÉ BATATAS FRITAS SANDUÍCHE SORVETE C 7 8 9 4 5 6 1 2 3 0 00 TK-810 10 Eu Di U.K. MANUAL DE INSTRUÇÕES DO OPERADOR V

Leia mais

Manual de Operação e Instalação

Manual de Operação e Instalação Mnul de Operção e Instlção Clh Prshll MEDIDOR DE VAZÃO EM CANAIS ABERTOS Cód: 073AA-025-122M Rev. B Novembro / 2008 S/A. Ru João Serrno, 250 Birro do Limão São Pulo SP CEP 02551-060 Fone: (11) 3488-8999

Leia mais

McAfee Email Gateway Blade Server

McAfee Email Gateway Blade Server Gui de início rápido Revisão B McAfee Emil Gtewy Blde Server versão 7.x Esse gui de início rápido serve como um roteiro ásico pr instlção do servidor lde do McAfee Emil Gtewy. Pr oter instruções detlhds

Leia mais

Pronto para uma câmera digital de primeira com CCD de 6,0 mega pixels?! G-Shot P6533 G-Shot P6533 G-Shot P6533 G-Shot P6533

Pronto para uma câmera digital de primeira com CCD de 6,0 mega pixels?! G-Shot P6533 G-Shot P6533 G-Shot P6533 G-Shot P6533 Pronto pr um câmer digitl de primeir com CCD de 6,0 meg piels?! A Genius gor nunci um câmer digitl de estilo único em su fmíli G-Shot: G-Shot P6533. Em um cbmento vermelho etrordinário, est DSC epress

Leia mais

a impressora e verifique os componentes Manual de Segurança e Questões Legais

a impressora e verifique os componentes Manual de Segurança e Questões Legais Gui de Configurção Rápid Início HL-2270DW Antes de usr impressor pel primeir vez, lei o Gui de Configurção Rápid pr instlá-l e configurá-l. Se quiser oter o Gui de Configurção Rápid em outros idioms, cesse

Leia mais

MANUAL DE USO DA MARCA DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA

MANUAL DE USO DA MARCA DA FORÇA AÉREA BRASILEIRA MANUAL DE USO DA MARCA DA MARÇO/2011 1 Identidde Visul Sobre o Mnul d Mrc Este mnul vis pdronizr e estbelecer regrs de uso pr mrc d Forç Aére Brsileir. Mrc é um símbolo que funcion como elemento identificdor

Leia mais

Obrigado por escolher Besafe izi Kid i-size. Informação vital. Preparação para instalação SIP+

Obrigado por escolher Besafe izi Kid i-size. Informação vital. Preparação para instalação SIP+ 1 6 d c e Mnul de utilizção f h g i j k l m 7 8 10 2 3 9 c e d no sentido inverso o d mrch Altur 61-105 cm 4 5 11 12 Peso máximo 18 kg Idde 6m-4 UN regultion no. R129 i-size 8 9 Origdo por escolher Besfe

Leia mais

Acoplamento. Tipos de acoplamento. Acoplamento por dados. Acoplamento por imagem. Exemplo. É o grau de dependência entre dois módulos.

Acoplamento. Tipos de acoplamento. Acoplamento por dados. Acoplamento por imagem. Exemplo. É o grau de dependência entre dois módulos. Acoplmento É o gru de dependênci entre dois módulos. Objetivo: minimizr o coplmento grndes sistems devem ser segmentdos em módulos simples A qulidde do projeto será vlid pelo gru de modulrizção do sistem.

Leia mais

Product Code (Código do Produto) 885-V55

Product Code (Código do Produto) 885-V55 Máquin de Bordr Computdorizd Mnul de Operções Product Code (Código do Produto) 885-V55 PROCEDIMENTOS INICIAIS BORDADOS APÊNDICE Acesse noss págin d internet " http://solutions.rother.com " onde você poderá

Leia mais

Transporte de solvente através de membranas: estado estacionário

Transporte de solvente através de membranas: estado estacionário Trnsporte de solvente trvés de membrns: estdo estcionário Estudos experimentis mostrm que o fluxo de solvente (águ) em respost pressão hidráulic, em um meio homogêneo e poroso, é nálogo o fluxo difusivo

Leia mais

1 Fórmulas de Newton-Cotes

1 Fórmulas de Newton-Cotes As nots de ul que se seguem são um compilção dos textos relciondos n bibliogrfi e não têm intenção de substitui o livro-texto, nem qulquer outr bibliogrfi. Integrção Numéric Exemplos de problems: ) Como

Leia mais

Algoritmos de Busca de Palavras em Texto

Algoritmos de Busca de Palavras em Texto Revisdo 08Nov12 A busc de pdrões dentro de um conjunto de informções tem um grnde plicção em computção. São muits s vrições deste problem, desde procurr determinds plvrs ou sentençs em um texto té procurr

Leia mais

1 MÁQUINAS ELÉTRICAS II 1233 A/C : PROF. CAGNON - 2005 ENSAIO 01 : OBTENÇÃO DA CARACTERÍSTICA A VAZIO DE UMA MÁQUINA CC

1 MÁQUINAS ELÉTRICAS II 1233 A/C : PROF. CAGNON - 2005 ENSAIO 01 : OBTENÇÃO DA CARACTERÍSTICA A VAZIO DE UMA MÁQUINA CC 1 MÁQUINS ELÉTRICS II 1233 /C : PROF. CGNON - 2005 LBORTÓRIO L1 ENSIO 01 : OBTENÇÃO D CRCTERÍSTIC ZIO DE UM MÁQUIN CC 1. Objetivo Neste ensio será relizdo o levntmento d crcterístic de funcionmento vzio

Leia mais

Regras. Resumo do Jogo Resumo do Jogo. Conteúdo. Conteúdo. Objetivo FRENTE do Jogo

Regras. Resumo do Jogo Resumo do Jogo. Conteúdo. Conteúdo. Objetivo FRENTE do Jogo Resumo do Jogo Resumo do Jogo Regrs -Qundo for seu turno, você deve jogr um de sus crts no «ponto n linh do tempo» que estej correto. -Se você jogr crt corretmente, terá um crt menos à su frente. -Se você

Leia mais

a máquina e verificando os componentes Conjunto da unidade do cilindro (incluindo o cartucho de toner padrão)

a máquina e verificando os componentes Conjunto da unidade do cilindro (incluindo o cartucho de toner padrão) Gui de Configurção Rápid Início MFC-8890DW Antes de usr máquin, lei este Gui de Configurção Rápid pr ser como fzer su configurção e instlção corretmente. Pr visulizr o Gui de Configurção Rápid em outros

Leia mais

Guia de operação para 3079

Guia de operação para 3079 MA1204-PA Gui de operção pr 3079 Sobre este mnul As operções dos botões são indicds usndo s letrs mostrds n ilustrção. Cd seção deste mnul oferece s informções que você precis sber pr relizr s operções

Leia mais

1º semestre de Engenharia Civil/Mecânica Cálculo 1 Profa Olga (1º sem de 2015) Função Exponencial

1º semestre de Engenharia Civil/Mecânica Cálculo 1 Profa Olga (1º sem de 2015) Função Exponencial º semestre de Engenhri Civil/Mecânic Cálculo Prof Olg (º sem de 05) Função Eponencil Definição: É tod função f: R R d form =, com R >0 e. Eemplos: = ; = ( ) ; = 3 ; = e Gráfico: ) Construir o gráfico d

Leia mais

Curso Básico de Fotogrametria Digital e Sistema LIDAR. Irineu da Silva EESC - USP

Curso Básico de Fotogrametria Digital e Sistema LIDAR. Irineu da Silva EESC - USP Curso Básico de Fotogrmetri Digitl e Sistem LIDAR Irineu d Silv EESC - USP Bses Fundmentis d Fotogrmetri Divisão d fotogrmetri: A fotogrmetri pode ser dividid em 4 áres: Fotogrmetri Geométric; Fotogrmetri

Leia mais

a máquina e verificando os componentes Conjunto da unidade do cilindro (incluindo o cartucho de toner padrão)

a máquina e verificando os componentes Conjunto da unidade do cilindro (incluindo o cartucho de toner padrão) Gui de Configurção Rápid Início DCP-8080DN DCP-8085DN Antes de usr máquin, lei este Gui de Configurção Rápid pr ser como fzer su configurção e instlção corretmente. Pr visulizr o Gui de Configurção Rápid

Leia mais

Operadores momento e energia e o Princípio da Incerteza

Operadores momento e energia e o Princípio da Incerteza Operdores momento e energi e o Princípio d Incertez A U L A 5 Mets d ul Definir os operdores quânticos do momento liner e d energi e enuncir o Princípio d Incertez de Heisenberg. objetivos clculr grndezs

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE FERREIRA DO ZÊZERE

CÂMARA MUNICIPAL DE FERREIRA DO ZÊZERE CAPITULO I VENDA DE LOTES DE TERRENO PARA FINS INDUSTRIAIS ARTIGO l. A lienção, trvés de vend, reliz-se por negocição direct com os concorrentes sendo o preço d vend fixo, por metro qudrdo, pr um ou mis

Leia mais

DRIVER DA TELA SENSÍVEL AO TOQUE MANUAL DE OPERAÇÃO

DRIVER DA TELA SENSÍVEL AO TOQUE MANUAL DE OPERAÇÃO MONITOR LCD DRIVER DA TELA SENSÍVEL AO TOQUE MANUAL DE OPERAÇÃO para Mac Versão 1.0 Modelos aplicáveis PN-L802B/PN-L702B/PN-L602B Conteúdo Introdução...3 Requisitos do sistema...3 Configuração do computador...4

Leia mais

1. VARIÁVEL ALEATÓRIA 2. DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADE

1. VARIÁVEL ALEATÓRIA 2. DISTRIBUIÇÃO DE PROBABILIDADE Vriáveis Aletóris 1. VARIÁVEL ALEATÓRIA Suponhmos um espço mostrl S e que cd ponto mostrl sej triuído um número. Fic, então, definid um função chmd vriável letóri 1, com vlores x i2. Assim, se o espço

Leia mais

b 2 = 1: (resp. R2 e ab) 8.1B Calcule a área da região delimitada pelo eixo x, pelas retas x = B; B > 0; e pelo grá co da função y = x 2 exp

b 2 = 1: (resp. R2 e ab) 8.1B Calcule a área da região delimitada pelo eixo x, pelas retas x = B; B > 0; e pelo grá co da função y = x 2 exp 8.1 Áres Plns Suponh que cert região D do plno xy sej delimitd pelo eixo x, pels rets x = e x = b e pelo grá co de um função contínu e não negtiv y = f (x) ; x b, como mostr gur 8.1. A áre d região D é

Leia mais

Internação WEB IAMSPE v docx. Manual de Atendimento

Internação WEB IAMSPE v docx. Manual de Atendimento Mnul de Atendimento ÍNDICE CARO CREDENCIADO, LEIA COM ATENÇÃO.... 3 SUPORTE DA MEDLINK VIA LINK DÚVIDAS... 3 FATURAMENTO... 3 PROBLEMAS DE CADASTRO... 3 PENDÊNCIA DO ATENDIMENTO... 3 CENTRAIS DE ATENDIMENTO...

Leia mais

2015 Mercury Marine VesselView 4 8M0102714 1214 por

2015 Mercury Marine VesselView 4 8M0102714 1214 por 2015 Mercury Mrine VesselView 4 8M0102714 1214 por ÍNDICE Seção 1 - Introdução Visão gerl do VesselView 4... 2 Botões... 2 Seleção do idiom exibido... 2 Pinel trseiro... 3 Loclizções e descrições do monitor

Leia mais

a a 3,88965 $140 7 9% 7 $187 7 9% a 5, 03295

a a 3,88965 $140 7 9% 7 $187 7 9% a 5, 03295 Anuiddes equivlentes: $480 + $113 + $149 5 9% 5 VPL A (1, 09) $56, 37 A 5 9% 3,88965 5 9% 5 9% AE = = = = $14, 49 = 3,88965 AE B $140 $620 + $120 + 7 9% 7 VPL B (1, 09) $60, 54 = = = 5, 03295 7 9% 7 9%

Leia mais

Característica de Regulação do Gerador de Corrente Contínua com Excitação em Derivação

Característica de Regulação do Gerador de Corrente Contínua com Excitação em Derivação Experiênci I Crcterístic de egulção do Gerdor de Corrente Contínu com Excitção em Derivção 1. Introdução Neste ensio máquin de corrente contínu ANEL trblhrá como gerdor utoexcitdo, não sendo mis necessári

Leia mais

GUIA DE CONFIGURAÇÃO RÁPIDA

GUIA DE CONFIGURAÇÃO RÁPIDA GUIA DE CONFIGURAÇÃO RÁPIDA PJ-6/PJ-63/ PJ-66/PJ-663 Impressora portátil Para obter mais informações sobre como usar esta impressora, certifique-se de ler o Manual do Usuário da Pocket Jet, fornecido no

Leia mais

Material envolvendo estudo de matrizes e determinantes

Material envolvendo estudo de matrizes e determinantes E. E. E. M. ÁREA DE CONHECIMENTO DE MATEMÁTICA E SUAS TECNOLOGIAS PROFESSORA ALEXANDRA MARIA º TRIMESTRE/ SÉRIE º ANO NOME: Nº TURMA: Mteril envolvendo estudo de mtrizes e determinntes INSTRUÇÕES:. Este

Leia mais

Manual de funcionamento de EasyMP Multi PC Projection

Manual de funcionamento de EasyMP Multi PC Projection Mnul de funcionmento de EsyMP Multi PC Projection Índice Gerl 2 Sobre o EsyMP Multi PC Projection Estilos de reunião disponibilizdos pelo EsyMP Multi PC Projection... 5 Relizr reuniões utilizndo váris

Leia mais

São possíveis ladrilhamentos com um único molde na forma de qualquer quadrilátero, de alguns tipos de pentágonos irregulares, etc.

São possíveis ladrilhamentos com um único molde na forma de qualquer quadrilátero, de alguns tipos de pentágonos irregulares, etc. LADRILHAMENTOS Elvi Mureb Sllum Mtemtec-IME-USP A rte do ldrilhmento consiste no preenchimento do plno, por moldes, sem superposição ou burcos. El existe desde que o homem começou usr pedrs pr cobrir o

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MP3 AUTOMOTIVO DZ-6515 CÓD.: 651-5

MANUAL DO USUÁRIO MP3 AUTOMOTIVO DZ-6515 CÓD.: 651-5 MANUAL DO USUÁRIO MP3 AUTOMOTIVO DZ-6515 CÓD.: 651-5 IMPORTANTE Siga todas as instruções. Leia e compreenda todas as instruções antes de usar o equipamento. Caso ocorram danos causados pela não utilização

Leia mais

XEROX BOLETIM DE SEGURANÇA XRX07-001

XEROX BOLETIM DE SEGURANÇA XRX07-001 XEROX BOLETIM DE SEGURANÇA XRX07-001 XEROX Boletim de Segurnç XRX07-001 Há vulnerbiliddes n ESS/Controldor de Rede que, se forem explords, podem permitir execução remot de softwre rbitrário, flsificção

Leia mais

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário

Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764. Manual do Usuário Painel de Mensagens TXT 010556 TXT 010764 TXT 020764 Manual do Usuário A GPTRONICS está capacitada a fabricar produtos de excelente qualidade e oferecer todo o suporte técnico necessário, tendo como objetivo

Leia mais

TRIGONOMETRIA. A trigonometria é uma parte importante da Matemática. Começaremos lembrando as relações trigonométricas num triângulo retângulo.

TRIGONOMETRIA. A trigonometria é uma parte importante da Matemática. Começaremos lembrando as relações trigonométricas num triângulo retângulo. TRIGONOMETRIA A trigonometri é um prte importnte d Mtemátic. Começremos lembrndo s relções trigonométrics num triângulo retângulo. Num triângulo ABC, retângulo em A, indicremos por Bˆ e por Ĉ s medids

Leia mais

Inspiron 14. Manual de serviço. 5000 Series. Modelo do computador: Inspiron 5448 Modelo normativo: P49G Tipo normativo: P49G001

Inspiron 14. Manual de serviço. 5000 Series. Modelo do computador: Inspiron 5448 Modelo normativo: P49G Tipo normativo: P49G001 Inspiron 14 5000 Series Manual de serviço Modelo do computador: Inspiron 5448 Modelo normativo: P49G Tipo normativo: P49G001 Notas, avisos e advertências NOTA: uma NOTA indica informações importantes que

Leia mais

Projecções Cotadas. Luís Miguel Cotrim Mateus, Assistente (2006)

Projecções Cotadas. Luís Miguel Cotrim Mateus, Assistente (2006) 1 Projecções Cotds Luís Miguel Cotrim Mteus, Assistente (2006) 2 Nestes pontmentos não se fz o desenvolvimento exustivo de tods s mtéris, focndo-se pens lguns items. Pelo indicdo, estes pontmentos não

Leia mais

DECivil Secção de Mecânica Estrutural e Estruturas MECÂNICA I ENUNCIADOS DE PROBLEMAS

DECivil Secção de Mecânica Estrutural e Estruturas MECÂNICA I ENUNCIADOS DE PROBLEMAS Eivil Secção de Mecânic Estruturl e Estruturs MEÂNI I ENUNIOS E ROLEMS Fevereiro de 2010 ÍTULO 3 ROLEM 3.1 onsidere plc em form de L, que fz prte d fundção em ensoleirmento gerl de um edifício, e que está

Leia mais

Seu manual do usuário HP PHOTOSMART C5380 http://pt.yourpdfguides.com/dref/4167378

Seu manual do usuário HP PHOTOSMART C5380 http://pt.yourpdfguides.com/dref/4167378 Você pode ler as recomendações contidas no guia do usuário, no guia de técnico ou no guia de instalação para HP PHOTOSMART C5380. Você vai encontrar as respostas a todas suas perguntas sobre a no manual

Leia mais

1 Distribuições Contínuas de Probabilidade

1 Distribuições Contínuas de Probabilidade Distribuições Contínus de Probbilidde São distribuições de vriáveis letóris contínus. Um vriável letóri contínu tom um numero infinito não numerável de vlores (intervlos de números reis), os quis podem

Leia mais

Processo TIG. Eletrodo (negativo) Argônio. Arco elétrico Ar Ar + + e - Terra (positivo)

Processo TIG. Eletrodo (negativo) Argônio. Arco elétrico Ar Ar + + e - Terra (positivo) Processo TIG No processo de soldgem rco sob proteção gsos, região se unir é quecid té que se tinj o ponto de fusão, pr que isto ocorr, é fornecid um energi trvés do rco elétrico, que irá fundir tnto o

Leia mais

Física 1 Capítulo 3 2. Acelerado v aumenta com o tempo. Se progressivo ( v positivo ) a m positiva Se retrógrado ( v negativo ) a m negativa

Física 1 Capítulo 3 2. Acelerado v aumenta com o tempo. Se progressivo ( v positivo ) a m positiva Se retrógrado ( v negativo ) a m negativa Físic 1 - Cpítulo 3 Movimento Uniformemente Vrido (m.u.v.) Acelerção Esclr Médi v 1 v 2 Movimento Vrido: é o que tem vrições no vlor d velocidde. Uniddes de celerção: m/s 2 ; cm/s 2 ; km/h 2 1 2 Acelerção

Leia mais

ÍNDICE PREPARAÇÃO DO TECIDO NO BASTIDOR... 19 ENCAIXANDO O BASTIDOR NA MÁQUINA... 19 REMOVENDO O BASTIDOR DA MÁQUINA... 19

ÍNDICE PREPARAÇÃO DO TECIDO NO BASTIDOR... 19 ENCAIXANDO O BASTIDOR NA MÁQUINA... 19 REMOVENDO O BASTIDOR DA MÁQUINA... 19 ÍNDICE INSTRUÇÕES DE SEGURANÇA... PARTES PRINCIPAIS... ACESSÓRIOS... GAVETA DE ACESSÓRIOS... ACESSÓRIOS DA MÁQUINA... AGULHAS... REMOVENDO E INSERINDO A AGULHA... SELECIONANDO A AGULHA E A LINHA... CONEXÕES

Leia mais

Professores Edu Vicente e Marcos José Colégio Pedro II Departamento de Matemática Potências e Radicais

Professores Edu Vicente e Marcos José Colégio Pedro II Departamento de Matemática Potências e Radicais POTÊNCIAS A potênci de epoente n ( n nturl mior que ) do número, representd por n, é o produto de n ftores iguis. n =...... ( n ftores) é chmdo de bse n é chmdo de epoente Eemplos =... = 8 =... = PROPRIEDADES

Leia mais

Guia de inicialização

Guia de inicialização 2. Configuração da impressora Guia de inicialização 1. Verifique o conteúdo da embalagem Unidade da impressora Cabo de alimentação (*) Suporte do papel Bandeja de papel (*) CD (*) Driver da impressora

Leia mais

Sumário. 1. Instalando a Chave de Proteção 3. 2. Novas características da versão 1.3.8 3. 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4

Sumário. 1. Instalando a Chave de Proteção 3. 2. Novas características da versão 1.3.8 3. 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4 1 Sumário 1. Instalando a Chave de Proteção 3 2. Novas características da versão 1.3.8 3 3. Instalando o PhotoFacil Álbum 4 4. Executando o PhotoFacil Álbum 9 3.1. Verificação da Chave 9 3.1.1. Erro 0001-7

Leia mais

INSTALAÇÃO. ActivBoard v3 Modelos: ActivBoard 164 ActivBoard 178 ActivBoard 378 / 378Pro ActivBoard 387 / 387Pro ActivBoard 395 / 395Pro

INSTALAÇÃO. ActivBoard v3 Modelos: ActivBoard 164 ActivBoard 178 ActivBoard 378 / 378Pro ActivBoard 387 / 387Pro ActivBoard 395 / 395Pro Instalação ActivBoard INSTALAÇÃO ActivBoard v3 Modelos: ActivBoard 164 ActivBoard 178 ActivBoard 378 / 378Pro ActivBoard 387 / 387Pro ActivBoard 395 / 395Pro ActivBoard Para uso em salas de aula comuns,

Leia mais

Brasil. 5. Aspecto da câmera de vídeo. A. Modo de pré-visualização. B. Foto instantânea. C. Modo de videoclipe

Brasil. 5. Aspecto da câmera de vídeo. A. Modo de pré-visualização. B. Foto instantânea. C. Modo de videoclipe Aviso importante: Instale primeiro o driver e somente então conecte a VideoCAM Messenger à porta USB Leia este importante aviso antes da instalação 1. Instalação do software VideoCAM Messenger 1. Insira

Leia mais

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato oblíquo

Rolamentos com uma fileira de esferas de contato oblíquo Rolmentos com um fileir de esfers de contto oblíquo Rolmentos com um fileir de esfers de contto oblíquo 232 Definições e ptidões 232 Séries 233 Vrintes 233 Tolerâncis e jogos 234 Elementos de cálculo 236

Leia mais

POLINÔMIOS. Definição: Um polinômio de grau n é uma função que pode ser escrita na forma. n em que cada a i é um número complexo (ou

POLINÔMIOS. Definição: Um polinômio de grau n é uma função que pode ser escrita na forma. n em que cada a i é um número complexo (ou POLINÔMIOS Definição: Um polinômio de gru n é um função que pode ser escrit n form P() n n i 0... n i em que cd i é um número compleo (ou i 0 rel) tl que n é um número nturl e n 0. Os números i são denomindos

Leia mais

Brasil. 5. Descrição da função dos principais ícones. A. Reproduzir o arquivo.avi.

Brasil. 5. Descrição da função dos principais ícones. A. Reproduzir o arquivo.avi. Aviso importante: Instale primeiro o driver e somente então conecte a VideoCAM ExpressII à porta USB Leia este importante aviso antes da instalação 1. Instalação do software VideoCAM ExpressII 1. Insira

Leia mais

Cálculo Numérico Faculdade de Engenharia, Arquiteturas e Urbanismo FEAU

Cálculo Numérico Faculdade de Engenharia, Arquiteturas e Urbanismo FEAU Cálculo Numérico Fculdde de Enenhri, Arquiteturs e Urnismo FEAU Pro. Dr. Serio Pillin IPD/ Físic e Astronomi V Ajuste de curvs pelo método dos mínimos qudrdos Ojetivos: O ojetivo dest ul é presentr o método

Leia mais

Desvio do comportamento ideal com aumento da concentração de soluto

Desvio do comportamento ideal com aumento da concentração de soluto Soluções reis: tividdes Nenhum solução rel é idel Desvio do comportmento idel com umento d concentrção de soluto O termo tividde ( J ) descreve o comportmento de um solução fstd d condição idel. Descreve

Leia mais

Aula 8: Gramáticas Livres de Contexto

Aula 8: Gramáticas Livres de Contexto Teori d Computção Segundo Semestre, 2014 ul 8: Grmátics Livres de Contexto DINF-UTFPR Prof. Ricrdo Dutr d Silv Veremos gor mneir de gerr s strings de um tipo específico de lingugem, conhecido como lingugem

Leia mais

Aula 4: Autômatos Finitos 2. 4.1 Autômatos Finitos Não-Determinísticos

Aula 4: Autômatos Finitos 2. 4.1 Autômatos Finitos Não-Determinísticos Teori d Computção Primeiro Semestre, 25 Aul 4: Autômtos Finitos 2 DAINF-UTFPR Prof. Ricrdo Dutr d Silv 4. Autômtos Finitos Não-Determinísticos Autômtos Finitos Não-Determinísticos (NFA) são um generlizção

Leia mais

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO

MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO MANUAL DE OPERAÇÃO MÁQUINA DE LAVAR LOUÇA LAVA RÁPIDO 1 1. AVISOS Leia este manual cuidadosamente antes de instalar e operar o equipamento. A operação da máquina deve estar de acordo com as instruções

Leia mais

TARIFÁRIO 2016 Operadora Nacional SEMPRE PERTO DE VOCÊ

TARIFÁRIO 2016 Operadora Nacional SEMPRE PERTO DE VOCÊ TARIFÁRIO 2016 Operdor Ncionl SEMPRE PERTO DE VOCÊ 24 HOTÉIS PORTUGAL E BRASIL LAZER E NEGÓCIOS CIDADE, PRAIA E CAMPO Os Hotéis Vil Glé Brsil Rio de Jneiro VILA GALÉ RIO DE JANEIRO 292 qurtos 2 resturntes

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO POCKET CAM HD SLIM VC105

MANUAL DO USUÁRIO POCKET CAM HD SLIM VC105 MANUAL DO USUÁRIO POCKET CAM HD SLIM VC105 Sumário Descrição das funções Aviso de utilização Manutenção e cuidados Requisitos do sistema Aparência e botões Instalando a bateria Carregando a bateria Usando

Leia mais

Galoneira Industrial série ZJ-W562

Galoneira Industrial série ZJ-W562 Galoneira Industrial série ZJ-W562 Instruções de Segurança IMPORTANTE Antes de utilizar sua máquina, leia atentamente todas as instruções desse manual. Ao utilizar a máquina, todos os procedimentos de

Leia mais

Manual do Usuário. Windows 7/Vista/XP. iotablet Driver

Manual do Usuário. Windows 7/Vista/XP. iotablet Driver Manual do Usuário Windows 7/Vista/XP iotablet Driver I. Informações Gerais 2 1. Aspectos Gerais 2 2. Função da Mesa digitalizadora 2 3. Requisitos do Sistema 2 4. Instalação do Driver 3 5. Instalação do

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA Modelo: GF1000 (Bivolt) Leia atentamente este Manual, antes de usar sua Máquina de Costura. Guarde-o em local seguro, para futuras consultas. SAC: (11) 5660.2600

Leia mais

textos ATIVIDADES - CAPÍTULO 1 . COM ELE É POSSÍVEL DIGITAR ELA EXIBE A PÁGINA ATUAL, O NÚMERO DE PALAVRAS DIGITADAS E O IDIOMA USADO.

textos ATIVIDADES - CAPÍTULO 1 . COM ELE É POSSÍVEL DIGITAR ELA EXIBE A PÁGINA ATUAL, O NÚMERO DE PALAVRAS DIGITADAS E O IDIOMA USADO. TIVIDDES - CPÍTULO 1 1 COMPLETE S FRSES USNDO S PLVRS DO QUDRO: JNEL TEXTOS TÍTULO ZOOM textos O WORD É UM EDITOR DE CRTS, CURRÍCULOS E TRBLHOS ESCOLRES. Título. COM ELE É POSSÍVEL DIGITR B BRR DE MOSTR

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA INDUSTRIAL RETA ELETRÔNICA DIRECT-DRIVE SSTC7810M-D3. www.sunspecial.net.br

MANUAL DE INSTRUÇÕES MÁQUINA DE COSTURA INDUSTRIAL RETA ELETRÔNICA DIRECT-DRIVE SSTC7810M-D3. www.sunspecial.net.br MNUL DE INSTRUÇÕES MÁQUIN DE COSTUR INDUSTRIL RET ELETRÔNIC DIRECT-DRIVE SSTC780M-D www.sunspecial.net.br Índice Informe de segurança Operações de Segurança Descrição do Produto e Especificações da Máquina

Leia mais

Física. Resolução das atividades complementares. F4 Vetores: conceitos e definições. 1 Observe os vetores das figuras:

Física. Resolução das atividades complementares. F4 Vetores: conceitos e definições. 1 Observe os vetores das figuras: Resolução ds tiiddes copleentres Físic F4 Vetores: conceitos e definições p. 8 1 Obsere os etores ds figurs: 45 c 45 b d Se 5 10 c, b 5 9 c, c 5 1 c e d 5 8 c, clcule o ódulo do etor R e cd cso: ) R 5

Leia mais

Relações em triângulos retângulos semelhantes

Relações em triângulos retângulos semelhantes Observe figur o ldo. Um escd com seis degrus está poid em num muro de m de ltur. distânci entre dois degrus vizinhos é 40 cm. Logo o comprimento d escd é 80 m. distânci d bse d escd () à bse do muro ()

Leia mais

Inspiron 3647 Manual do proprietário

Inspiron 3647 Manual do proprietário Inspiron 3647 Manual do proprietário Modelo do computador: Inspiron 3647 Modelo regulamentar: D09S Tipo regulamentar: D09S001 Notas, Avisos e Advertências NOTA: Uma NOTA indica informações importantes

Leia mais

Apostila De Matemática GEOMETRIA: REVISÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL, PRISMAS E PIRÂMIDES

Apostila De Matemática GEOMETRIA: REVISÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL, PRISMAS E PIRÂMIDES posti De Mtemátic GEOMETRI: REVISÃO DO ENSINO FUNDMENTL, PRISMS E PIRÂMIDES posti de Mtemátic (por Sérgio Le Jr.) GEOMETRI 1. REVISÃO DO ENSINO FUNDMENTL 1. 1. Reções métrics de um triânguo retânguo. Pr

Leia mais

Manual do Usuário ICCTAB 705B/W/P

Manual do Usuário ICCTAB 705B/W/P Manual do Usuário ICCTAB 705B/W/P 1. Introdução ao Tablet PC 1.1 Diagrama geral do Tablet PC Diagrama Frontal: Figura 1-1. Diagrama Lateral: Figura 1-2 Diagrama Traseiro: Figura 1-3 1.2 Tablet PC - Uso

Leia mais

Busca Digital (Trie e Árvore Patrícia) Estrutura de Dados II Jairo Francisco de Souza

Busca Digital (Trie e Árvore Patrícia) Estrutura de Dados II Jairo Francisco de Souza Busc Digitl (Trie e Árvore Ptríci) Estrutur de Ddos II Jiro Frncisco de Souz Introdução No prolem de usc, é suposto que existe um conjunto de chves S={s 1,, s n } e um vlor x correspondente um chve que

Leia mais

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA

1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA [REV.03 29112011] 1 INSTRUÇÕES IMPORTANTES DE SEGURANÇA É muito importante que você leia atentamente todas as instruções contidas neste manual antes de utilizar o produto, pois elas garantirão sua segurança

Leia mais

2400 Series Primeiros passos

2400 Series Primeiros passos Conteúdo 2400 Series Primeiros passos Consute o Guia do usuário completo no CD para obter informações mais detalhadas sobre as seguintes tarefas: Configurando a impressora Conhecendo a impressora Colocando

Leia mais

INTEGRAIS DEFINIDAS. Como determinar a área da região S que está sob a curva y = f(x) e limitada pelas retas verticais x = a, x = b e pelo eixo x?

INTEGRAIS DEFINIDAS. Como determinar a área da região S que está sob a curva y = f(x) e limitada pelas retas verticais x = a, x = b e pelo eixo x? INTEGRAIS DEFINIDAS O Prolem d Áre Como determinr áre d região S que está so curv y = f(x) e limitd pels rets verticis x =, x = e pelo eixo x? Um idei é proximrmos região S utilizndo retângulos e depois

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES Torquímetro Digital

MANUAL DE INSTRUÇÕES Torquímetro Digital MANUAL DE INSTRUÇÕES Torquímetro Digital 44502/301 Antes da utilização, leia atentamente as instruções das páginas 18 e 19. Versão: DEZEMBRO/2012 Este manual irá ajudá-lo a utilizar todas as funções presentes

Leia mais

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br

R O B Ó T I C A. Sensor Smart. Ultrassom. Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13. www.robouno.com.br R O B Ó T I C A Sensor Smart Ultrassom Versão Hardware: 1.0 Versão Firmware: 1.0 REVISÃO 1211.13 Sensor Smart Ultrassom 1. Introdução Os sensores de ultrassom ou ultrassônicos são sensores que detectam

Leia mais

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA

ROBERTO OLIVEIRA CUNHA LEIAME APRESENTAÇÃO Nenhuma informação do TUTORIAL DO MICRO- SOFT OFFICE WORD 2003 poderá ser copiada, movida ou modificada sem autorização prévia e escrita do Programador Roberto Oliveira Cunha. Programador:

Leia mais

LFS - Canaletas de PVC UFS - Caixas de Tomada para Piso

LFS - Canaletas de PVC UFS - Caixas de Tomada para Piso Ctálogo LFS - UFS LFS - Cnlets de PVC UFS - Cixs de Tomd pr Piso fique conectdo. pense oo. Linh LFS Cnlets de PVC Com lto pdrão estético, s cnlets OBO vlorizm o miente, lém de oferecerem possiilidde de

Leia mais

Manual de Instruções

Manual de Instruções Relógio Eletrônico de Ponto LCD Analógico Manual de Instruções Centent 1.Introdução... 4 1.1.Electronic Time Clock e Peças... 5 1.2.Nome de Peças... 5 1.3 Ambiente Key Selecione... 6 2.Função Opções...

Leia mais

Introdução à Integral Definida. Aula 04 Matemática II Agronomia Prof. Danilene Donin Berticelli

Introdução à Integral Definida. Aula 04 Matemática II Agronomia Prof. Danilene Donin Berticelli Introdução à Integrl Definid Aul 04 Mtemátic II Agronomi Prof. Dnilene Donin Berticelli Áre Desde os tempos mis ntigos os mtemáticos se preocupm com o prolem de determinr áre de um figur pln. O procedimento

Leia mais

Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o scanner IRIScan Book 3.

Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o scanner IRIScan Book 3. Este Guia Rápido do Usuário ajuda você a começar a usar o scanner IRIScan Book 3. Este scanner é fornecido com os aplicativos Readiris Pro 12 e IRIScan Direct (somente Windows). Os Guias Rápidos do Usuário

Leia mais

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA #8. fonte imagem: Google Earth

FUNCIONAL ENTORNO ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERANDO OS ATRIBUTOS DO LUGAR - MASSAS TOPOGRAFIA #8. fonte imagem: Google Earth FUNCIONL ENTORNO IDENTIFICR RELÇÃO DO EDIFÍCIO COM OS ELEMENTOS DE ENTORNO, CONSIDERNDO OS TRIBUTOS DO LUGR - MSSS EDIFICDS, RELÇÕES DE PROXIMIDDE, DIÁLOGO, INTEGRÇÃO OU UTONOMI O ENTORNO D CSH #9 É COMPOSTO

Leia mais

SOFTWARE PARA BALANCEAMENTO EM UM E DOIS PLANOS NK780

SOFTWARE PARA BALANCEAMENTO EM UM E DOIS PLANOS NK780 SOFTWARE PARA BALANCEAMENTO EM UM E DOIS PLANOS NK780 MANUAL DE INSTRUÇÃO E OPERAÇÃO TEKNIKAO ÍNDICE CONECTORES DA INTERFACE... 3 SENSOR ÓPTICO... 3 SOFTWARE PARA BALANCEAMENTO NK780... 5 INSTALANDO O

Leia mais

Recordando produtos notáveis

Recordando produtos notáveis Recordndo produtos notáveis A UUL AL A Desde ul 3 estmos usndo letrs pr representr números desconhecidos. Hoje você sbe, por exemplo, que solução d equção 2x + 3 = 19 é x = 8, ou sej, o número 8 é o único

Leia mais

1.1) Dividindo segmentos em partes iguais com mediatrizes sucessivas.

1.1) Dividindo segmentos em partes iguais com mediatrizes sucessivas. COLÉGIO PEDRO II U. E. ENGENHO NOVO II Divisão Gráfi de segmentos e Determinção gráfi de epressões lgéris (qurt e tereir proporionl e médi geométri). Prof. Sory Izr Coord. Prof. Jorge Mrelo TURM: luno:

Leia mais

Termômetro Infravermelho (IV) com Laser Duplo

Termômetro Infravermelho (IV) com Laser Duplo Manual do Usuário Termômetro Infravermelho (IV) com Laser Duplo MODELO 42570 Introdução Parabéns pela sua compra do Termômetro Infravermelho Modelo 42570. Esse termômetro Infravermelho mede e exibe leituras

Leia mais

Guia do Usuário. Modelo RPM10 Tacômetro Laser de Foto / Contato com Termômetro IV. Patenteado

Guia do Usuário. Modelo RPM10 Tacômetro Laser de Foto / Contato com Termômetro IV. Patenteado Guia do Usuário Modelo RPM10 Tacômetro Laser de Foto / Contato com Termômetro IV Patenteado Introdução Parabéns pela sua compra do Tacômetro Laser de Foto/Contato com Termômetro Infravermelho sem contato

Leia mais

A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA

A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA A ÁGUA COMO TEMA GERADOR PARA O ENSINO DE QUÍMICA AUTORES: AMARAL, An Pul Mgno; NETO, Antônio d Luz Cost. E-MAIL: mgno_n@yhoo.com.br; ntonioluzneto@gmil.com INTRODUÇÃO Sendo um desfio ensinr químic pr

Leia mais