ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS EXTENSÃO EM GESTÃO DE PLANOS DE SAÚDE - RIO DE JANEIRO DISCIPLINAS, EMENTAS E CORPO DOCENTE

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS EXTENSÃO EM GESTÃO DE PLANOS DE SAÚDE - RIO DE JANEIRO DISCIPLINAS, EMENTAS E CORPO DOCENTE"

Transcrição

1 ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS EXTENSÃO EM GESTÃO DE PLANOS DE SAÚDE - RIO DE JANEIRO DISCIPLINAS, EMENTAS E CORPO DOCENTE CARGA HORÁRIA: 120 horas AULAS: terças e quintas de 18h45 as 22h00 (15m de intervalo) DATA DE INÍCIO: 20/03/2012 DISCIPLINA 1: Marco Regulatório do Mercado de Saúde Suplementar Ementa: Aspectos Gerais da Lei dos Planos de Saúde. Aspectos Gerais da Lei de Criação da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Diferenças entre as Operadoras e Seguradoras de Saúde. Taxa de Saúde Suplementar. O Mercado de Saúde Suplementar. Estrutura e Principais Agentes do Mercado. Histórico do Sistema e Criação da ANS. Desafios Regulatórios e do Mercado frente às Transformações Demográficas. Professor: José Cechin DISCIPLINA 2: Economia da Saúde e Regulação Econômica Ementa: Fundamentos da Economia da Saúde e suas Aplicações no Sistema de Saúde Suplementar. Microfundamentos do Setor de Saúde Suplementar: Assimetria de Informação, Risco Moral, Seleção Adversa, Externalidades. Falhas de Mercado e Falhas de Governo. Macroeconomia da Saúde: Investimentos em Capital Humano, Saúde e Desenvolvimento Econômico, Tendências Internacionais de Gastos em Saúde. Regulação Econômica como Mecanismo de Correção de Falhas, Regulação Prudencial e Estrutural no Setor de Saúde Suplementar. Professor: Sandro Leal Alves DISCIPLINA 3: Critérios de Solvência, Gerenciamento de Riscos e Projetos Corporativos das Operadoras Ementa: Riscos Econômico-Financeiros, Fundamentos da Regulação Prudencial na Saúde Suplementar. Quais os Riscos de uma Empresa de Saúde. Sinistralidade. Gerenciamento de Riscos ProjectManagementOffice(PMO) Corporativos na Saúde Suplementar. Peculiaridades de um em uma Operadora. As Exigências da Legislação em Relação à Área Atuarial. Discussões sobre os Aspectos de uma Avaliação Atuarial e sua Aplicabilidade na Gestão Operacional e Estratégica da Operadora. Governança Corporativa sob o Enfoque da ANS. As Principais Garantias Financeiras. Provisão de Risco. Provisão de Eventos Ocorridos e Não Avisados (PEONA). Patrimônio Mínimo Ajustado (PMA). Margem de Solvência. Provisão para Remissão. Professor: Frederico Gomes Abreu dos Santos DISCIPLINA 4: Aspectos Atuariais sob o Novo Enfoque de Regulação baseada em Risco Ementa: Tendências da Regulação Internacional Baseada em Risco. Principais Provisões e seus Critérios de Avaliação. Métodos Tradicionais de Avaliação de Provisão e Precificação. Nova Regra de Avaliação de Capital Regulatório de Seguradoras. Medidas de Avaliação do Risco. Estimativa Corrente e Margem de Risco. Avaliação de Carteiras seguindo os Princípios do Modelo Solvência II. Professor: William Lima Moreira Neto

2 DISCIPLINA 5: Novas Diretrizes da ANS Ementa: Impactos da Agenda Regulatória da ANS na Operação dos Planos de Saúde. Regulação de Aposentados e Demitidos. Prazos de Atendimento. Migração e Adaptação de Contratos. Portabilidade. Monitoramento Assistencial. Ressarcimento ao Sistema Único de Saúde (SUS). Envelhecimento Ativo. Outros Impactos das Novas Diretrizes. Professor: Luiz Celso Dias Lopes DISCIPLINA 6: Política de Reajuste para Planos Individuais e Coletivos e Reajuste por Faixa Etária Ementa: A Regulamentação dos Reajustes pela ANS. Adequabilidade dos Percentuais Aprovados para o Reajuste das Mensalidades. Reajustes em Planos Anteriores à Lei 9.656/98. Planos Empresariais e a Nova Política de Reajuste. Tendências de Mudança do Marco Regulatório e Impactos sobre a Dinâmica do Sistema. Professora: Carina Burri Martins DISCIPLINA 7: Regulação Assistencial Ementa: Abrangência das Coberturas Assistenciais dos Planos Privados de Assistência à Saúde. Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde, Conceitos e Processo de Atualização do Rol. Diretrizes Clínicas e Diretrizes de Utilização do Setor de Saúde Suplementar. Construção e Contratualização da Rede Prestadora de Serviços (Critérios, Parâmetros e Obrigações). Professora: Vera Queiroz Sampaio de Souza DISCIPLINA 8: Indicadores Estratégicos da Saúde Suplementar Ementa: A Tomada de Decisão baseada em Indicadores de Saúde. Compreendendo e Avaliando o Desempenho das Operadoras. O Indicador e as Negociações com Prestadores de Serviços. O Indicador e a Auditoria em Serviços de Saúde. O Indicador no Planejamento da Empresa. Equilíbrio Econômico-Financeiro. Construção e Utilização de Índices Financeiros. Benchmark. Eficiência na Gestão Passivos. Eficiência na Gestão Custos. Eficiência na Gestão Investimentos. Construção de Indicadores e Modelos de Avaliação pela ANS. Métodos de Avaliação Econômica da Eficiência Técnica. Construção de Cenários Econômicos. Professor: Sandro Leal Alves DISCIPLINA 9: Obrigações quanto às Informações Periódicas Ementa: Documento de Informações Periódicas (DIOPS). Sistema de Informações de Beneficiários (SIB), Sistema de Informação de Produtos (SIP), Padrão de Troca de Informações em Saúde Suplementar (TISS). Qualificação da Saúde Suplementar. Professor: Franklin Padrão Júnior DISCIPLINA 10: Implementação dos Regimes Especiais Ementa: Processo Administrativo-Fiscal. Infrações e Penalidades. Introdução. Modelos de Fiscalização pela ANS. As Principais Mudanças Impostas pela Legislação. Lei 9.656/98. Regulamentações Complementares. Direção Técnica, Direção Fiscal, Liquidação Extrajudicial. Comportamento do Mercado com as Mudanças Implementadas. Ajuste de Conduta. Tratamento aos Principais Problemas das Fiscalizações. Professor: Leandro Fonseca da Silva

3 DISCIPLINA 11 Direito do Consumidor EMENTA: O Histórico do Direito do Consumidor; O Fundamento Constitucional do Direito do Consumidor. O Código de Defesa do Consumidor (CDC); A Relação de Consumo na Saúde Suplementar; Os Contratos de Planos Privados de Assistência à Saúde; A Lei 9.656/98; Os Principais Pontos da Lei 9.656/98 no que se refere à Proteção do Consumidor. Professora: Maria Stella Gregori MINICURRÍCULO - DOCENTES CARINA BURRI MARTINS Economista pela Universidade Presbiteriana Mackenzie/SP com extensão em Controladoria pela Fundação Getúlio Vargas (FGV/SP). Gerente Técnica da Federação Nacional de Saúde Suplementar (FENASAÚDE). Foi coordenadora do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) e economista associada da Rosenberg Consultores Associados. FRANKLIN PADRÃO JÚNIOR Médico Cardiologista, graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Trabalhou em Medicina Intensiva nos hospitais de Bonsucesso e Sousa Aguiar. MBA pela Universidade Santo Amaro de São Paulo e pelo Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração (COPEAD) da UFRJ. Desde 1981 ocupa cargo de Gestão em Saúde Suplementar, tendo trabalhado na PROMED, AMICO e BRADESCO SAÚDE. Atualmente é Diretor Técnico Estatutário da GOLDEN CROSS. FREDERICO GOMES ABREU DOS SANTOS Economista formado pela UERJ com MBA Executivo em Auditoria Fiscal e Tributária pela Fundação de Apoio ao Instituto Federal de Educação e Tecnologia (FUNCEFET). Gerente Geral de Controles e Processos na Unimed-Rio responsável pelas áreas de Auditoria Interna e pelo Escritório de Projetos, Processos e Riscos Corporativos. Ocupou o Cargo de Gerente de Acompanhamento Econômico Financeiro das Operadoras na ANS com passagens como economista pelo Comando da Aeronáutica Projeto SIVAM e ABN AMRO BANK. JOSÉ CECHIN Diretor Executivo da Fenasaúde. Foi Superintendente Executivo do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS), Consultor em Previdência, Ministro de Estado da Previdência e Assistência Social e Secretário Executivo desse Ministério. Fez carreira no serviço público federal, tendo prestado serviços em diversos cargos: na Política Econômica, no Tesouro Nacional, na Assessoria Econômica da Presidência da República, entre outros. Foi Conselheiro da Nossa Caixa Nosso Banco, do Banco da Amazônia e da Eletrosul. Membro da Academia Nacional de Seguros e Previdência, do Instituto Fernand Braudel de Economia Mundial, do Conselho de Economia da Associação Comercial de SP. Membro do Conselho Empresarial de Saúde da Associação Comercial do RJ. É Engenheiro de Eletrônica pelo ITA, com mestrados em Engenharia Elétrica e em Economia pela Unicamp e M. Phil em Economia pela Universidade de Cambridge.

4 LondonSchoolofEconomicsandPoliticalScience marketing LEANDRO FONSECA DA SILVA Graduado em Economia pela Universidade Federal Rio de Janeiro (UFRJ), com pós-graduação em Finanças pela Pontifícia Universidade Católica Rio de Janeiro (PUC-Rio) e mestrado em Regulação pela (LSE). Entre 1995 e 2004, trabalhou no setor privado, inicialmente na IBM Brasil e posteriormente na Embratel, exercendo funções nas áreas de negociação de parcerias, planejamento e ao longo do período. Em 2004, ingressou no setor público, na carreira de Especialista em Políticas Públicas e Gestão Governamental, trabalhando no Ministério da Fazenda, onde ocupou o cargo de Coordenador- Geral de Economia da Saúde. Desde 2010 trabalha na Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), inicialmente como Diretor-Adjunto de Fiscalização e, atualmente, como Diretor-Adjunto de Normas e Habilitação de Operadoras (DIPRO). MARIA STELLA GREGORI Advogada e Consultora para empresas na área do Direito do Consumidor, Direito Regulatório e Direitos Humanos, sócia fundadora de GREGORI SOCIEDADE DE ADVOGADOS (www.gregoriadvogados.com.br) Mestre e Graduada em Direito, pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP, Professora Assistente Mestre de Direito do Consumidor e de Direitos Humanos, nos cursos de graduação e especialização da Faculdade de Direito da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC/SP. Foi Diretora da Agência Nacional de Saúde Suplementar ANS (1999 a 2005), Assistente de Direção da Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor - PROCON/SP, Secretária Executiva da Comissão Teotônio Vilela de Direitos Humanos e Pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo. SANDRO LEAL ALVES Economista e Mestre em Economia pela Universidade Santa Úrsula (USU). Iniciou programa de Doutorado em Economia na PUC-Rio (atualmente trancado). Gerente Geral da Federação Nacional de Saúde Suplementar (Fenasaúde). Foi por duas vezes (2007 e 2009) premiado com o 1º lugar no Concurso de Monografias sobre Regulação Econômica da Secretaria de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda. Foi Assessor de Saúde da Federação Nacional das Empresas de Seguros Privados e de Capitalização (Fenaseg), de 2005 a 2007, Consultor da Diretoria de Normas e Habilitação das Operadoras da ANS, de 2000 a 2005, Chefe do Departamento de Análise Econômica do Mercado de Bens não Duráveis na Secretaria de Acompanhamento Econômico, de 1998 a 2000, Pesquisador do Centro de Estudos de Reforma do Estado da FGV, de 1997 a Autor do livro Análise econômica da regulamentação da saúde suplementar, publicado pela Funenseg em Coautor do livro Planos odontológicos: uma abordagem econômica no contexto regulatório, publicado pela ANS em 2003, além de diversos capítulos de livros e artigos publicados em revistas especializadas. Membro do Conselho Editorial da Revista Brasileira de Risco latosensu e Seguros Membro da Associação Internacional de Economia da Saúde e Colunista da latosensu Revista Cadernos de Seguros. Professor de cursos de MBA da FGV, IBMEC e Funenseg. VERA QUEIROZ SAMPAIO DE SOUZA Gerente de Regulação em Saúde da Fenasaúde. Atua no mercado de saúde suplementar há 17 anos. Médica, formada em 1980 pela Universidade Severino Sombra (Vassouras-RJ). Especialização em Administração Hospitalar pela Universidade do Grande Rio. Pós-graduada em Especialização em Regulação da Saúde Suplementar pelo Instituto de Ensino e

5 Pesquisa/Hospital Sírio-Libanês em parceria com a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. No período de foi servidora temporária da Agência Nacional de Saúde Suplementar, lotada na Gerência-Geral de Fiscalização Regulatória da Diretoria de Fiscalização, tendo assumido nos dois últimos anos a Gerência de Operações de Fiscalização Regulatória. Em operadoras de planos de saúde exerceu atividades diversas relacionadas à Auditoria Médica e à Gestão de Planos de Saúde ( ). WILLIAM LIMA MOREIRA NETO Doutorando em Engenharia de Produção pela COPPE/UFRJ. Mestre em Engenharia de Produção pela COPPE/UFRJ. Atuário graduado pela UFRJ. Participou da 1ª Câmara Técnica de Garantia Financeira pela ANS. Fez parte do grupo de trabalho que implementou as normas de capital baseado em risco na SUSEP. Escreveu vários artigos sobre avaliação de capital e provisão, bem como é coautor do livro "Avaliação das Provisões de Sinistro sob o Enfoque das Novas Regras de Solvência do Brasil". Foi Coordenador da Gerência Técnica de Riscos de Subscrição e Chefe da Divisão de Seguros de Responsabilidade da SUSEP.

Gestão de Planos de Saúde Cronograma das aulas telepresenciais e das avaliações presenciais

Gestão de Planos de Saúde Cronograma das aulas telepresenciais e das avaliações presenciais Disciplina: Atenção à Saúde 04/08 11/08 5/8 6/8 7/8 8/8 Promoção da Saúde e Prevenção da Doença Programas de Promoção de Saúde e Prevenção de Doenças no mercado privado suplementar. Fases e modelos de

Leia mais

1. Ambiente e Arranjos Institucionais 2. Regulação Econômico-Prudencial 3. Características do Mercado Produto Demanda Oferta (padrão de competição)

1. Ambiente e Arranjos Institucionais 2. Regulação Econômico-Prudencial 3. Características do Mercado Produto Demanda Oferta (padrão de competição) Dez anos de regulamentação A necessidade de uma reforma institucional na saúde suplementar do Brasil por Denise Alves Baptista APRESENTAÇÃO Dez anos de regulamentação A necessidade de uma reforma institucional

Leia mais

Gestão de Planos de Saúde Cronograma das aulas telepresenciais e das avaliações presenciais

Gestão de Planos de Saúde Cronograma das aulas telepresenciais e das avaliações presenciais Disciplina: Fundamentos Econômico-Financeiros 03/02 10/02 17/02 1/8 2/8 3/8 4/8 5/8 6/8 Fundamentos de Contabilidade Gerencial Objetivos da Contabilidade Gerencial. Princípios Fundamentais da Contabilidade.

Leia mais

CONSIDERAÇÕES PARA A ASSEMBLEIA DE 18/06/2015

CONSIDERAÇÕES PARA A ASSEMBLEIA DE 18/06/2015 CONSIDERAÇÕES PARA A ASSEMBLEIA DE 18/06/2015 1 INFORMES 1.1- Demonstrações contábeis 2014: Na reunião do Conselho Curador, ocorrida em Brasília/DF no período de 27 e 28 de abril de 2015, os Conselheiros

Leia mais

AS PRINCIPAIS ATIVIDADES DO ATUÁRIO NAS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE - OPS

AS PRINCIPAIS ATIVIDADES DO ATUÁRIO NAS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE - OPS João Pessoa - PB 5 de abril de 2013 AS PRINCIPAIS ATIVIDADES DO ATUÁRIO NAS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE - OPS Atenção Médico-Hospitalar (MH) José Nazareno Maciel Júnior Atuário MIBA 1.286 Coordenador

Leia mais

COOPERATIVISMO ANS AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR

COOPERATIVISMO ANS AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR COOPERATIVISMO ANS AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR LEI DOS PLANOS DE SAÚDE A Lei Federal nº 9.656/98 - regulamenta os planos privados de assistência à saúde, foi sancionada em 03 de junho de 1998.

Leia mais

Sustentabilidade do Setor de Saúde Suplementar. Leandro Fonseca Diretor Adjunto de Normas e Habilitação de Operadoras - DIOPE

Sustentabilidade do Setor de Saúde Suplementar. Leandro Fonseca Diretor Adjunto de Normas e Habilitação de Operadoras - DIOPE Seminário Anual de Saúde 2013 Sustentabilidade dos programas de saúde: desafios e oportunidades Leandro Fonseca ANS Agência Nacional de Saúde Suplementar 16 de maio de 2013 2013 Towers Watson. Todos os

Leia mais

Agência Nacional de Saúde Suplementar. Chile, Agosto 2011

Agência Nacional de Saúde Suplementar. Chile, Agosto 2011 Agência Nacional de Saúde Suplementar Chile, Agosto 2011 Dados do Setor Planos de Saúde Planos de Saúde Médico Hospitalares Exclusivamente Odontológicos Consumidores Número de Operadoras Faturamento em

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 384, DE 4 DE SETEMBRO DE 2015

AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 384, DE 4 DE SETEMBRO DE 2015 AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIRETORIA COLEGIADA RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN No- 384, DE 4 DE SETEMBRO DE 2015 Dispõe sobre oferta pública de referências operacionais e cadastro de beneficiários

Leia mais

8ª Congresso Brasileiro de Gestão em Laboratórios Clínicos - Hospitalar

8ª Congresso Brasileiro de Gestão em Laboratórios Clínicos - Hospitalar 8ª Congresso Brasileiro de Gestão em Laboratórios Clínicos - Hospitalar Impactos da Contratualização na Saúde Suplementar e as várias visões do Relacionamento Comercial Sandro Leal Alves 22 de maio de

Leia mais

UNIDAS. Angélica Villa Nova de Avellar Du Rocher Carvalho Gerente-Geral de Análise Técnica da Presidência Brasília, 28 de abril de 2014

UNIDAS. Angélica Villa Nova de Avellar Du Rocher Carvalho Gerente-Geral de Análise Técnica da Presidência Brasília, 28 de abril de 2014 UNIDAS Angélica Villa Nova de Avellar Du Rocher Carvalho Gerente-Geral de Análise Técnica da Presidência Brasília, 28 de abril de 2014 Saúde no Brasil Art. 196. A saúde é direito de todos e dever do Estado,

Leia mais

ASPECTOS FINANCEIROS DA COOPERATIVA E CAPITAL SOCIAL

ASPECTOS FINANCEIROS DA COOPERATIVA E CAPITAL SOCIAL ASPECTOS FINANCEIROS DA COOPERATIVA E CAPITAL SOCIAL Operadoras de Plano de Saúde ANTES E DEPOIS LEI 9656/98 E ANS LEI 9656/98 Regulamenta a atividade das Operadoras de Planos de Saúde na área Suplementar

Leia mais

INDICADORES ECONÔMICO- FINANCEIROS E DE BENEFICIÁRIOS

INDICADORES ECONÔMICO- FINANCEIROS E DE BENEFICIÁRIOS INDICADORES ECONÔMICO- FINANCEIROS E DE BENEFICIÁRIOS Boletim da Saúde Suplementar ed. 11 Dezembro 2015 02 Boletim da Saúde Suplementar Indicadores Econômico-financeiros e de Beneficiários edição 11 Apresentação

Leia mais

Alguns equívocos comuns sobre saúde suplementar

Alguns equívocos comuns sobre saúde suplementar 50 Alguns equívocos comuns sobre saúde suplementar SANDRO LEAL ALVES 1 1 Este artigo reflete a opinião do autor e foi produzido a partir de apresentação realizada pelo mesmo por ocasião da 4ª Conferência

Leia mais

Conteúdo Programático

Conteúdo Programático 1. Estrutura dos Sistemas de Seguros Gerais, Previdência Complementar Aberta, Capitalização e Saúde Suplementar 1.1 Estrutura do Sistema de Seguros Gerais, Previdência Complementar Aberta e Capitalização

Leia mais

Consultoria Atuarial. Previdência Saúde IFRS. ASSISTANTS Consultoria Atuarial Ltda. assistants.com.br

Consultoria Atuarial. Previdência Saúde IFRS. ASSISTANTS Consultoria Atuarial Ltda. assistants.com.br Consultoria Atuarial Previdência Saúde IFRS 1. Sobre a empresa A ASSISTANTS é uma empresa boutique de prestação de serviços de consultoria atuarial, com concentração nas áreas de previdência complementar,

Leia mais

8º Santander Healthcare Trip

8º Santander Healthcare Trip 8º Santander Healthcare Trip Destaques Beneficiários (Mil) Presença nacional 3.963 4.167 Operadora líder do mercado brasileiro de saúde 3.426 4.530 suplementar com 11,6% de Market Share 46,9% de Market

Leia mais

I Jornada Científica Outubro de 2012. Planos de saúde no Brasil: Uma análise da regulação econômica.

I Jornada Científica Outubro de 2012. Planos de saúde no Brasil: Uma análise da regulação econômica. I Jornada Científica Outubro de 2012 Planos de saúde no Brasil: Uma análise da regulação econômica. Doutorando do PPED/IE/UFRJ: Rodrigo Mendes Leal (RMendesleal@gmail.com) Orientadora: Dra. Maria Lucia

Leia mais

Governança Corporativa na Saúde Suplementar

Governança Corporativa na Saúde Suplementar Governança Corporativa na Saúde Suplementar João Carlos Alves da Silva Júnior Gerente-Geral de Regimes Especiais Diretoria de Normas e Habilitação das Operadoras 15 de outubro de 2013 (milhões) Beneficiários

Leia mais

Índice O Escritorio 4 Áreas de Especialização Direito Empresarial 6 Direito Administrativo 7 e Regulatório Direito Bancário 7 Direito Imobiliário 8 Direito de Família e Sucessões 8 Responsabilidade Civil

Leia mais

Agradecimentos... 7. Nota à segunda edição... 17. Prefácio... 21. Introdução... 23. As Operadoras de Planos e Seguros de Saúde...

Agradecimentos... 7. Nota à segunda edição... 17. Prefácio... 21. Introdução... 23. As Operadoras de Planos e Seguros de Saúde... Su m á r i o Agradecimentos... 7 Nota à segunda edição... 17 Lista de siglas e abreviaturas... 19 Prefácio... 21 Introdução... 23 Capítulo I Etiologia Histórica dos Planos e Seguros de Saúde... 27 1.1

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar 1. Informações Gerais No segundo trimestre de 2010, o número de beneficiários de planos de saúde cresceu 1,9%, totalizando 44.012.558

Leia mais

V CONGRESSO BRASILEIRO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS Cenário Atual das Licitações e Contratos Administrativos

V CONGRESSO BRASILEIRO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS Cenário Atual das Licitações e Contratos Administrativos V CONGRESSO BRASILEIRO DE LICITAÇÕES E CONTRATOS Cenário Atual das Licitações e Contratos Administrativos 19 A 21 DE OUTUBRO DE 2015 Curitiba/PR O já consagrado Congresso Brasileiro de Licitações e Contratos

Leia mais

CURSO EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EM RECURSOS HUMANOS UFRJ

CURSO EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EM RECURSOS HUMANOS UFRJ CURSO EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA EM RECURSOS HUMANOS UFRJ APRESENTAÇÃO A UFRJ traz para BH, através da Mérito Escola de Negócios, o curso de extensão universitária nível pós graduação em Recursos Humanos.

Leia mais

Por dentro da Saúde Suplementar

Por dentro da Saúde Suplementar Por dentro da Saúde Suplementar GUIA PRÁTICO PARA CORRETORES Índice 3...Apresentação 4...Setor de Saúde Suplementar no Brasil 6...Operadoras de planos de saúde 9...Planos de saúde contrato e produto 9.

Leia mais

MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC)

MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC) MBA GOVERNANÇA CORPORATIVA (Parceria IBGC) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram

Leia mais

Curso de Especialização TeleVirtual em Gestão de Planos de Saúde

Curso de Especialização TeleVirtual em Gestão de Planos de Saúde Disciplina: Aspectos Legais na 05/02 1/10 12/02 2/10 19/02 3/10 26/02 4/10 28/02 5/10 6/10 Noções de Direito Civil, Trabalhista e Tributário Noções Gerais de Pessoa Jurídica. Noções Gerais de Direito do

Leia mais

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS SENADO FEDERAL

COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS SENADO FEDERAL Federação Nacional de Saúde Suplementar COMISSÃO DE ASSUNTOS SOCIAIS SENADO FEDERAL Audiência Pública sobre a Mobilidade com Portabilidade (Consulta Pública ANS nº 29/2008) 19/11/08 Solange Beatriz Palheiro

Leia mais

COMO INOVAR EM UM MERCADO REGULADO PERSPECTIVAS PARA O SEGMENTO ODONTOLÓGICO

COMO INOVAR EM UM MERCADO REGULADO PERSPECTIVAS PARA O SEGMENTO ODONTOLÓGICO PAINEL REGULATÓRIO COMO INOVAR EM UM MERCADO REGULADO PERSPECTIVAS PARA O DAGOBERTO ADVOGADOS MARCIO CHARCON DAINESI EMAIL:marcio@dagobertoadvogados.com.br 2 COMO INOVAR EM UM MERCADO REGULADO PERSPECTIVAS

Leia mais

O que é Saúde Complementar

O que é Saúde Complementar O que é Saúde Complementar A Lei 9.656/1998 define Operadora de Plano de Assistência à Saúde como sendo a pessoa jurídica constituída sob a modalidade de sociedade civil ou comercial, cooperativa, ou entidade

Leia mais

Câmara Técnica de Ajustes ao Patrimônio para fins de PMA e Margem de Solvência

Câmara Técnica de Ajustes ao Patrimônio para fins de PMA e Margem de Solvência Câmara Técnica de Ajustes ao Patrimônio para fins de PMA e Margem de Solvência Alteraçã ção o da IN DIOPE nº n 38, de 2009 Diretoria de Normas e Habilitaçã ção o de Operadoras Agência Nacional de Saúde

Leia mais

Regulaçã. ção o Atuarial dos Planos de Saúde. Rosana Neves Gerente Gerente de Regulação Atuarial de Produtos - GERAT

Regulaçã. ção o Atuarial dos Planos de Saúde. Rosana Neves Gerente Gerente de Regulação Atuarial de Produtos - GERAT Regulaçã ção o Atuarial dos Planos de Saúde Rosana Neves Gerente Gerente de Regulação Atuarial de Produtos - GERAT Gerência-Geral Geral Econômico-Financeiro dos Produtos GGEFP/DIPRO Regulação do Setor

Leia mais

8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária. Rio de Janeiro Agosto - 2010

8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária. Rio de Janeiro Agosto - 2010 Normas Internacionais de Supervisão 8º Congresso Brasileiro & Pan-Americano de Atuária Rio de Janeiro Agosto - 2010 Sumário: 1. Solvência II 2. International Association of Insurance Supervisors IAIS 3.

Leia mais

ATUALIZAÇA O EM PREVIDE NCIA COMPLEMENTAR

ATUALIZAÇA O EM PREVIDE NCIA COMPLEMENTAR ATUALIZAÇA O EM PREVIDE NCIA COMPLEMENTAR Curso inovador, dinâmico e prático sobre Previdência Complementar, adequado às necessidades do mercado e ministrado pelos maiores especialistas, autoridades e

Leia mais

Conforme instrução CVM nº 480/09 e Ofício Circular CVM nº 001/2010, a atualização do Formulário de Referência itens 12.6 e 12.8.

Conforme instrução CVM nº 480/09 e Ofício Circular CVM nº 001/2010, a atualização do Formulário de Referência itens 12.6 e 12.8. Conforme instrução CVM nº 480/09 e Ofício Circular CVM nº 001/2010, a atualização do Formulário de Referência itens 12.6 e 12.8. 12.6. Administradores e membros do conselho fiscal 12.7. Membros dos comitês

Leia mais

PLANOS, DESAUD. Aspectos Jurídi e Econômicos. Luiz Augusto Ferreira. Angélica Lúcia Carlini Desembargador Carlos Augusto Guimarães e Souza Junior

PLANOS, DESAUD. Aspectos Jurídi e Econômicos. Luiz Augusto Ferreira. Angélica Lúcia Carlini Desembargador Carlos Augusto Guimarães e Souza Junior ORGANIZAÇAO E COORDENAÇAO Luiz Augusto Ferreira Carneiro PLANOS, DESAUD Aspectos Jurídi e Econômicos Angélica Lúcia Carlini Desembargador Carlos Augusto Guimarães e Souza Junior Carlos Ernesto Henningsen

Leia mais

RELACIONADOS 04/12/2013. Elaborado por: Moacir José Grunitzky GRUNITZKY AUDITORES INDEPENDENTES S/S

RELACIONADOS 04/12/2013. Elaborado por: Moacir José Grunitzky GRUNITZKY AUDITORES INDEPENDENTES S/S Elaborado por: Moacir José Grunitzky GRUNITZKY AUDITORES INDEPENDENTES S/S PRINCIPAIS NORMATIVOS RELACIONADOS RN n.º 159, de 2007, e alterações dispõe sobre ativos garantidores. RN n.º 206, de 2009, e

Leia mais

43º FONAITec. 23 a 27 de novembro de 2015. Multidisciplinaridade: Futuro e desafio das Auditorias Internas PALESTRANTES

43º FONAITec. 23 a 27 de novembro de 2015. Multidisciplinaridade: Futuro e desafio das Auditorias Internas PALESTRANTES 43º FONAITec 23 a 27 de novembro de 2015 Multidisciplinaridade: Futuro e desafio das Auditorias Internas PALESTRANTES ADRIANA OLIVEIRA FERREIRA, Analista de Finanças e Controle, com formação acadêmica

Leia mais

Assunto: Definição de Informações Gerais em Saúde Suplementar

Assunto: Definição de Informações Gerais em Saúde Suplementar AGÊNCIA NACIONAL DE SAÚDE SUPLEMENTAR DIFIS/GGRIN Protocolo Nº. 33902. 211702/2008-78 Data Registro 28/11/2008. Hora Registro 10:24 Assinatura: NOTA n.º 01/2008/GGRIN/DIFIS Rio de Janeiro, 28 de novembro

Leia mais

INICIO DAS AULAS: 09 DE ABRIL DE 2010

INICIO DAS AULAS: 09 DE ABRIL DE 2010 NOME DO CURSO JUSTIFICATIVA Em cenários de estabilidade econômica e de políticas macroeconômicas que resultem em descontrole da taxa de inflação e juros, as empresas, assim como as pessoas cada vez mais

Leia mais

Olhares sobre a Agenda Regulatória da ANS

Olhares sobre a Agenda Regulatória da ANS Olhares sobre a Agenda Regulatória da ANS Mercado de Saúde Suplementar Tabela 13 - Operadoras em atividade por porte, segundo modalidade (Brasil março/2012) Modalidade da operadora Total Sem beneficiários

Leia mais

Magali Rodrigues Zeller

Magali Rodrigues Zeller Magali Rodrigues Zeller Brasileira, Casada, 50 anos Rua Princesa Isabel de Bragança, 235 conj 1307 Mogi das Cruzes SP 08710-460 Celular: 55 (11) 98292-0164 Fixo: 55 (11) 4798-2562 e-mail: mzeller@atservice.com.br

Leia mais

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso

NOVA DIRETORIA Marco Aurelio Crocco Afonso Marco Aurelio Crocco Afonso Diretor-Presidente Bacharel em economia pela Universidade Federal de Minas Gerais, Mestre em Economia Industrial e da Tecnologia pela UFRJ e PhD em Economia pela Universidade

Leia mais

ANS. Eixos Temáticos da Regulamentação e Garantia de Acesso à Informação como o empregador pode participar. Bruno Sobral de Carvalho

ANS. Eixos Temáticos da Regulamentação e Garantia de Acesso à Informação como o empregador pode participar. Bruno Sobral de Carvalho ANS Eixos Temáticos da Regulamentação e Garantia de Acesso à Informação como o empregador pode participar. Bruno Sobral de Carvalho Diretor de Desenvolvimento Setorial São Paulo, maio de 2011 Plano Coletivo

Leia mais

Curso de MBA Executivo Administração Geral e Estratégica

Curso de MBA Executivo Administração Geral e Estratégica Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Curso de MBA Executivo Administração Geral e Estratégica Curso de Pós-Graduação lato sensu em Administração APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

Leia mais

Regulação para Operadores de Saneamento

Regulação para Operadores de Saneamento 2014 Regulação para Operadores de Saneamento Coordenador Acadêmico: Alceu de Castro Galvão Junior Organização: Pezco Microanalysis Dias 16, 17 e 18 de julho de 2014 Objetivo e Justificativa Passados sete

Leia mais

MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI)

MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI) MBA FINANÇAS, COMUNICAÇÃO E RELAÇÕES COM INVESTIDORES (PARCERIA IBRI) Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada

Leia mais

Curso de MBA Finanças e Controladoria

Curso de MBA Finanças e Controladoria Grupo Educacional LBS-FAPPES CREDENCIADO PELO MEC. DECRETO N 485 de 09/02/2006 Curso de MBA Finanças e Controladoria Curso de Pós-Graduação lato sensu em Administração APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A LBS

Leia mais

A D V O G A D O S. Apresentação

A D V O G A D O S. Apresentação Apresentação O Escritório de Advocacia Gomes e Mello Frota Advogados destaca-se no meio jurídico como uma forte referência em função da equipe que o compõe, e da respeitabilidade que a mesma possui. Este

Leia mais

Núcleo de Estudos e Projetos Dados até Junho de 2015. Estatísticas do Mercado Segurador

Núcleo de Estudos e Projetos Dados até Junho de 2015. Estatísticas do Mercado Segurador Núcleo de Estudos e Projetos Dados até Junho de 215 Estatísticas do Mercado Segurador Mercado Segurador - Visão Geral Arrecadação por segmento - histórico anual 3 Arrecadação por segmento do ano atual

Leia mais

TENDÊNCIAS E DESAFIOS DOS SISTEMAS DE SAÚDE NAS AMÉRICAS

TENDÊNCIAS E DESAFIOS DOS SISTEMAS DE SAÚDE NAS AMÉRICAS TENDÊNCIAS E DESAFIOS DOS SISTEMAS DE SAÚDE NAS AMÉRICAS [Abertura] Podemos identificar quatro etapas no processo de regulamentação desse setor que surge em meados dos anos sessenta e alcança uma extraordinária

Leia mais

A SAÚDE SUPLEMENTAR E A REGULAÇÃO

A SAÚDE SUPLEMENTAR E A REGULAÇÃO A SAÚDE SUPLEMENTAR E A REGULAÇÃO IBDESS Fevereiro/2010 Fausto Pereira dos Santos Diretor-Presidente Vínculos a planos privados de assistência à saúde e registros no cadastro: Brasil (2000 2009) (milhões)

Leia mais

Passivo Atuarial de Planos /Seguros Saúde na Carteira de Plano Individual/Familiar. Andréa Cardoso andrea.cardoso@milliman.com

Passivo Atuarial de Planos /Seguros Saúde na Carteira de Plano Individual/Familiar. Andréa Cardoso andrea.cardoso@milliman.com Passivo Atuarial de Planos /Seguros Saúde na Carteira de Plano Individual/Familiar Andréa Cardoso andrea.cardoso@milliman.com O QUE É PASSIVO ATUARIAL? Valor presente do fluxo das despesas e receitas,

Leia mais

Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil. Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação

Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil. Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação Uma Visão do Setor de Seguros no Brasil Alexandre H. Leal Neto Superintendente de Regulação Pauta da apresentação 1º Estrutura do Setor 2º Representação Institucional do Setor 3º Arrecadação Visão por

Leia mais

A Dinâmica Competitiva das OPS e sua Interface com o Setor de Serviços e a Indústria

A Dinâmica Competitiva das OPS e sua Interface com o Setor de Serviços e a Indústria A Dinâmica Competitiva das OPS e sua Interface com o Setor de Serviços e a Indústria Rio de Janeiro, Maio de 2008 Alfredo de Almeida Cardoso Diretor de Normas e Habilitação de Operadoras ANS Boa Tarde!

Leia mais

Pós-graduação MBA em Administração e Marketing

Pós-graduação MBA em Administração e Marketing 1 Ascensão Acadêmica Pós-Graduação alavanca sucesso na carreira profissional Pesquisa coordenada pelo Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas (FGV), em 2010, indica que as pessoas que não

Leia mais

Seguro-Saúde. Guia para Consulta Rápida

Seguro-Saúde. Guia para Consulta Rápida Seguro-Saúde. Guia para Consulta Rápida O que é seguro? 6 O que é Seguro-Saúde? 6 Como são os contratos de Seguro-Saúde? 7 Como ficaram as apólices antigas depois da Lei nº 9656/98? 8 Qual a diferença

Leia mais

REGULAÇÃO E QUALIDADE NO SETOR DE SAÚDE SUPLEMENTAR 18 de junho de 2013. Regulação e Qualidade no Setor de Saúde Suplementar - 18/06/2013.

REGULAÇÃO E QUALIDADE NO SETOR DE SAÚDE SUPLEMENTAR 18 de junho de 2013. Regulação e Qualidade no Setor de Saúde Suplementar - 18/06/2013. REGULAÇÃO E QUALIDADE NO SETOR DE SAÚDE SUPLEMENTAR 18 de junho de 2013 1 Informação para a Regulação da Qualidade da Saúde Suplementar Marizélia Leão Moreira Graduada em Ciências Sociais pela UNESP, Doutorado

Leia mais

Debates GV Saude Desafios do Sistema de Saude Brasileiro. O Desafio do Aumento da Sinistralidade no Sistema de Saude Suplementar no Brasil

Debates GV Saude Desafios do Sistema de Saude Brasileiro. O Desafio do Aumento da Sinistralidade no Sistema de Saude Suplementar no Brasil Debates GV Saude Desafios do Sistema de Saude Brasileiro O Desafio do Aumento da Sinistralidade no Sistema de Saude Suplementar no Brasil Sao Paulo, 28 de marco de 2011 Leandro Reis Tavares Diretor de

Leia mais

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2011. RELATOR: Senador ARMANDO MONTEIRO I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2011 Da COMISSÃO DE ASSUNTOS ECONÔMICOS, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 259, de 2010 Complementar, que altera a Lei Complementar nº 126, de 15 de janeiro de 2007, que dispõe sobre a

Leia mais

Especialização em Investment Banking

Especialização em Investment Banking Especialização em Investment Banking Apresentação FIPECAFI A Faculdade FIPECAFI é mantida pela Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras, criada em 1974. Seus projetos modificaram

Leia mais

A representação institucional do mercado segurador

A representação institucional do mercado segurador A representação institucional do mercado segurador A Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização CNseg é a entidade de representação

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 381, DE 11 DE JUNHO DE 2015.

RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 381, DE 11 DE JUNHO DE 2015. RESOLUÇÃO NORMATIVA - RN N 381, DE 11 DE JUNHO DE 2015. Altera o Regimento Interno da Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS, instituído pela Resolução Normativa - RN nº 197, de 16 e julho de 2009,

Leia mais

03 DE DEZEMBRO/2014 - SP

03 DE DEZEMBRO/2014 - SP QUESTÕES JURÍDICAS E LEGAIS EM SAÚDE 03 DE DEZEMBRO/2014 - SP Realização: Quarta-feira, dia 03 de Dezembro de 2014 08h30 Recepção dos Participantes 08h50 - Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa

Leia mais

www.cmrocha.com.br Rua do Mercado 34, 17ºandar, 20010-120, Rio de Janeiro, RJ, +55 (21) 2263-1328

www.cmrocha.com.br Rua do Mercado 34, 17ºandar, 20010-120, Rio de Janeiro, RJ, +55 (21) 2263-1328 Rua do Mercado 34, 17ºandar, 20010-120, Rio de Janeiro, RJ, +55 (21) 2263-1328 Apresentação É com satisfação que apresentamos o escritório de advocacia Cesar Mota & Rocha Advogados. O escritório foi fundado

Leia mais

5º Seminário: Construindo caminhos para o Desenvolvimento Sustentável das Autogestões

5º Seminário: Construindo caminhos para o Desenvolvimento Sustentável das Autogestões 5º Seminário: Construindo caminhos para o Desenvolvimento Sustentável das Autogestões A crise do princípio da legalidade: a Lei nº 9.656/98 está vigindo? Os juízes podem deixar de observá-la, com fundamento

Leia mais

Núcleo de Estudos e Projetos Dados até Agosto de 2015. Estatísticas do Mercado Segurador

Núcleo de Estudos e Projetos Dados até Agosto de 2015. Estatísticas do Mercado Segurador Núcleo de Estudos e Projetos Dados até Agosto de 215 Estatísticas do Mercado Segurador Mercado Segurador - Visão Geral Arrecadação por segmento - histórico anual 3 Arrecadação por segmento do ano atual

Leia mais

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar

Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar Nota de Acompanhamento do Caderno de Informação da Saúde Suplementar 1. Informações Gerais A partir de setembro de 2008 o cenário econômico mundial e o brasileiro mudaram e com eles se reverteu a tendência

Leia mais

Gestão de Planos de Saúde

Gestão de Planos de Saúde 06/08 1/16 13/08 2/16 20/08 3/16 Interação da Ciência Atuarial com a gestão de OPS. As exigências da legislação em relação à área atuarial. Início da turma 3 Turmas 1 e 2 excepcionalmente, a aula se encerrará

Leia mais

Desafios do setor de saúde suplementar no Brasil Maílson da Nóbrega

Desafios do setor de saúde suplementar no Brasil Maílson da Nóbrega Desafios do setor de saúde suplementar no Brasil Maílson da Nóbrega Setor de grande importância Mais de 50 milhões de beneficiários no país. Níveis elevados de satisfação com os serviços. Custos hospitalares

Leia mais

Epidemia de Doenças Crônicas: Como enfrentar esse desafio? Rio de Janeiro, 27 de Setembro de 2010 Martha Oliveira Assessoria da Presidência- ANS

Epidemia de Doenças Crônicas: Como enfrentar esse desafio? Rio de Janeiro, 27 de Setembro de 2010 Martha Oliveira Assessoria da Presidência- ANS Epidemia de Doenças Crônicas: Como enfrentar esse desafio? Rio de Janeiro, 27 de Setembro de 2010 Martha Oliveira Assessoria da Presidência- ANS I A ANS e a Saúde Suplementar I A ANS e a Saúde Suplementar

Leia mais

INICIATIVAS ESTRATÉGICAS PARA A CASSI DIRETORIA DE PLANOS DE SAÚDE E RELACIONAMENTO COM CLIENTES DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO

INICIATIVAS ESTRATÉGICAS PARA A CASSI DIRETORIA DE PLANOS DE SAÚDE E RELACIONAMENTO COM CLIENTES DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO INICIATIVAS ESTRATÉGICAS PARA A CASSI DIRETORIA DE PLANOS DE SAÚDE E RELACIONAMENTO COM CLIENTES DIRETORIA DE SAÚDE E REDE DE ATENDIMENTO PANORAMA DO SETOR DE SAÚDE - ANS Beneficiários Médico-Hospitalar

Leia mais

PÓS-MBA em GERENCIAMENTO AVANÇADO DE PROJETOS

PÓS-MBA em GERENCIAMENTO AVANÇADO DE PROJETOS PÓS-MBA em GERENCIAMENTO AVANÇADO DE PROJETOS 2010.2 FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS É uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, fundada em 20 de dezembro de 1944, com o objetivo de ser um centro

Leia mais

Sistemas de Saúde e as Crises Periódicas

Sistemas de Saúde e as Crises Periódicas 1 Sistemas de Saúde e as Crises Periódicas Horacio L. N. Cata Preta Se estabelecermos um paralelo entre o sistema financeiro e os sistemas de saúde no Brasil e no resto do mundo encontraremos muitas semelhanças,

Leia mais

ANS Papel Institucional e Competência do Rol de Procedimentos

ANS Papel Institucional e Competência do Rol de Procedimentos 201 ANS Papel Institucional e Competência do Rol de Procedimentos Luciana Gomes de Paiva 1 Da palestra do Dr. Franklin Padrão, de início, destacam-se os princípios doutrinários de universalidade, equidade

Leia mais

REGULAÇÃO DAS RELAÇÕES ENTRE AS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE E OS PRESTADORES DE SERVIÇOS E A GARANTIA DA QUALIDADE DA ATENÇÃO À SAÚDE

REGULAÇÃO DAS RELAÇÕES ENTRE AS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE E OS PRESTADORES DE SERVIÇOS E A GARANTIA DA QUALIDADE DA ATENÇÃO À SAÚDE ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DE EMPRESAS DE SÃO PAULO - EAESP FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS FGV REGULAÇÃO E QUALIDADE NO SETOR DE SAÚDE SUPLEMENTAR REGULAÇÃO DAS RELAÇÕES ENTRE AS OPERADORAS DE PLANOS DE SAÚDE E

Leia mais

SERVIÇOS DE SAÚDE NO BRASIL. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Curso: Ciências Atuariais. Minicurso: Noções do Mercado de Saúde

SERVIÇOS DE SAÚDE NO BRASIL. Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Curso: Ciências Atuariais. Minicurso: Noções do Mercado de Saúde SERVIÇOS DE SAÚDE NO BRASIL Universidade Federal do Rio Grande do Norte Curso: Ciências Atuariais Minicurso: Noções do Mercado de Saúde Suplementar Beatriz Resende Rios da Mata Atuária MIBA 1474 Outubro/2011

Leia mais

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br

Sárgom Ceranto Marketing e Soluções Corporativas comercial@trecsson.com.br PREZADO (A) SENHOR (A) Agradecemos seu interesse em nossos programas de ensino e lhe cumprimentamos pela iniciativa de buscar o seu aperfeiçoamento profissional. Você está recebendo o programa do curso

Leia mais

José Cechin Unimed, Rio das Pedras 5 dezembro 2008

José Cechin Unimed, Rio das Pedras 5 dezembro 2008 O PESO DA LEGISLAÇÃO NA SAÚDE FINANCEIRA DAS OPERADORAS José Cechin Unimed, Rio das Pedras 5 dezembro 2008 Agenda 1. Saúde: público e privado 2. Imperfeições de mercado e regulação 3. Custos da regulação

Leia mais

Regulação 15 anos depois O papel da ANS: fiscalizar ou contribuir na produção da saúde? O que mudou e o que poderia ter mudado?

Regulação 15 anos depois O papel da ANS: fiscalizar ou contribuir na produção da saúde? O que mudou e o que poderia ter mudado? Regulação 15 anos depois O papel da ANS: fiscalizar ou contribuir na produção da saúde? O que mudou e o que poderia ter mudado? Mauricio Ceschin Agência Nacional de Saúde Suplementar - ANS Agência reguladora

Leia mais

CURRÍCULOS CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

CURRÍCULOS CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO ANTONIO RUBENS SILVA SILVINO, é graduado em Economia pela Facec de Santos e pós-graduado em Administração de Empresas pela FGV-SP. Rubens tem ainda especialização em Estratégia

Leia mais

Lei nº 13.003/2014. Coletiva de Imprensa. Rio de Janeiro, Dezembro de 2014

Lei nº 13.003/2014. Coletiva de Imprensa. Rio de Janeiro, Dezembro de 2014 Lei nº 13.003/2014 Coletiva de Imprensa Rio de Janeiro, Dezembro de 2014 As metas da ANS Melhores resultados em saúde Aumenta a qualidade na prestação de serviços na saúde suplementar Garantia da rede

Leia mais

Especial. CTS - 15 Anos de História. Edição. CTS Consultoria. Ano 1 Ed. 01 Abr Mai Jun 2013

Especial. CTS - 15 Anos de História. Edição. CTS Consultoria. Ano 1 Ed. 01 Abr Mai Jun 2013 CTS Consultoria Ano 1 Ed. 01 Abr Mai Jun 2013 Edição Especial CTS - 15 Anos de História PEONA Metodologia Própria pode reduzir a necessidade dos montantes exigidos pela ANS. Entenda como. O DESAFIO DAS

Leia mais

E-mail: Currículo lattes:

E-mail: Currículo lattes: CORPO DOCENTE DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO COM LINHAS ESPECÍFICAS EM AGRONEGÓCIOS E GESTÃO AMBIENTAL Adalberto Wolmer do Nascimento Silva (Especialista) Regime de Trabalho: Tempo Parcial Área de Conhecimento:

Leia mais

ADVOGADOS E CONSULTORES

ADVOGADOS E CONSULTORES ADVOGADOS E CONSULTORES QUEM SOMOS Com mais de 25 anos de experiência nas áreas jurídica e ambiental, o escritório DIAS LOPES ADVOGADOS E CONSULTORES está focado em atender as necessidades do mercado em

Leia mais

BRASÍLIA - DF ENCONTRO NACIONAL DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS APRESENTAÇÃO. www.connectoncursos.com.br/encontrolicitacao

BRASÍLIA - DF ENCONTRO NACIONAL DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS APRESENTAÇÃO. www.connectoncursos.com.br/encontrolicitacao QUESTÕES FUNDAMENTAIS E CONTROVERTIDAS Coordenador Científico: Fabrício Motta ENCONTRO NACIONAL DE LICITAÇÕES E CONTRATOS ADMINISTRATIVOS 24 HORAS DE TREINAMENTO - Planejamento das Contratações e Licitações

Leia mais

Adil Mohamed El Gilany. André Luis Venezio. Altino Ribeiro Leitão. Antonio de Rueda. Armando Grasso. Formação. Experiência.

Adil Mohamed El Gilany. André Luis Venezio. Altino Ribeiro Leitão. Antonio de Rueda. Armando Grasso. Formação. Experiência. Adil Mohamed El Gilany Graduado em engenharia mecânica e pós-graduado em engenharia de produção pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Especialização em gestão de negócios pelo IBMEC. Mestrado em

Leia mais

Painel da Saúde Suplementar no Brasil

Painel da Saúde Suplementar no Brasil Painel da Saúde Suplementar no Brasil Fundamentos da Auditoria na Saúde Suplementar 10h às 12h A ANS, a regulamentação e os Planos de Saúde. Goldete Priszkulnik (30 ) A Auditoria em Saúde assessorando

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS FUNENSEG MBA EXECUTIVO EM SEGUROS E RESSEGURO. Ursulla Raquel Fidalgo Ferreira. Resseguro na Saúde Suplementar

ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS FUNENSEG MBA EXECUTIVO EM SEGUROS E RESSEGURO. Ursulla Raquel Fidalgo Ferreira. Resseguro na Saúde Suplementar ESCOLA SUPERIOR NACIONAL DE SEGUROS FUNENSEG MBA EXECUTIVO EM SEGUROS E RESSEGURO Ursulla Raquel Fidalgo Ferreira Resseguro na Saúde Suplementar Roberto Castro RIO DE JANEIRO, março de 2013 Ursulla Raquel

Leia mais

Como são calculadas as mensalidades?

Como são calculadas as mensalidades? Este informe aborda os aspectos relacionados ao reajuste do valor das mensalidades do Plano de Assistidos e do Plano de vinculados administrados pelo Eletros-Saúde (ES) para o ano de 2015. mas antes, é

Leia mais

Relatório da audiência pública sobre planos de saúde, realizada na Comissão de Assuntos Sociais em 19 de setembro de 2007.

Relatório da audiência pública sobre planos de saúde, realizada na Comissão de Assuntos Sociais em 19 de setembro de 2007. Relatório da audiência pública sobre planos de saúde, realizada na Comissão de Assuntos Sociais em 19 de setembro de 2007. A audiência foi aberta pela Presidente, Senadora Patrícia Saboya, que ressaltou

Leia mais

SOBRE OS AUTORES. Mestre em Direito. Advogada da União. Professora de Direito Internacional da Universidade do Rio dos Sinos UNISINOS.

SOBRE OS AUTORES. Mestre em Direito. Advogada da União. Professora de Direito Internacional da Universidade do Rio dos Sinos UNISINOS. SOBRE OS AUTORES Anderson Furlan Magistrado Federal no Paraná. Especialista, Mestre e Doutorando em Ciências Jurídico- Econômicas pela Faculdade de Direito de Lisboa Portugal. Diretor da Escola da Magistratura

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC)

A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR. Comissão Nacional de Convênios e Credenciamentos (CNCC) 1 A IMPORTÂNCIA DA REGULAÇÃO E DA CONTRATUALIZAÇÃO EM SAÚDE SUPLEMENTAR 2 CONCEITOS 3 SAÚDE SUPLEMENTAR: atividade que envolve a operação de planos privados de assistência à saúde sob regulação do Poder

Leia mais

PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES

PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES PROFILE RESUMIDO LIDERANÇA DAS EQUIPES A Prima Consultoria A Prima Consultoria é uma empresa regional de consultoria em gestão, fundamentada no princípio de entregar produtos de valor para empresas, governo

Leia mais

NTRP Planos Coletivos Empresariais Adaptaçã. ção o de Contratos. Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos 13/07/2012

NTRP Planos Coletivos Empresariais Adaptaçã. ção o de Contratos. Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos 13/07/2012 Workshop Atuários NTRP Planos Coletivos Empresariais Adaptaçã ção o de Contratos Gerência-Geral Geral Econômico-Financeira e Atuarial dos Produtos Diretoria de Normas e Habilitação dos Produtos 13/07/2012

Leia mais

MBA Mercado Financeiro com ênfase em Mercado de Capitais

MBA Mercado Financeiro com ênfase em Mercado de Capitais MBA Mercado Financeiro com ênfase em Mercado de Capitais Convênio de Cooperação Acadêmico-Científico e Cultural Dezembro,2015 Agenda Convênio de Cooperação Apresentação do Curso Corpo Docente Estrutura

Leia mais

A vocação da Pires Terra Pinto é criar parcerias duradouras e sólidas fundadas em um novo conceito de prestação de serviços, com estrutura e equipe

A vocação da Pires Terra Pinto é criar parcerias duradouras e sólidas fundadas em um novo conceito de prestação de serviços, com estrutura e equipe A vocação da Pires Terra Pinto é criar parcerias duradouras e sólidas fundadas em um novo conceito de prestação de serviços, com estrutura e equipe voltadas para ter e exercer esses valores diariamente.

Leia mais