CRIAÇÃO DE GALINHA CAIPIRA INTEGRADA ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS - Brasil Sem Miséria (BSM) e Programa de Aquisição de Alimento (PAA): A EXPERIÊNCIA DE UMA

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CRIAÇÃO DE GALINHA CAIPIRA INTEGRADA ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS - Brasil Sem Miséria (BSM) e Programa de Aquisição de Alimento (PAA): A EXPERIÊNCIA DE UMA"

Transcrição

1 CRIAÇÃO DE GALINHA CAIPIRA INTEGRADA ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS - Brasil Sem Miséria (BSM) e Programa de Aquisição de Alimento (PAA): A EXPERIÊNCIA DE UMA FAMÍLIA SERRATALHADENSE. Serra Talhada, 2014

2 CRIAÇÃO DE GALINHA CAIPIRA INTEGRADA ÀS POLÍTICAS PÚBLICAS - Brasil Sem Miséria (BSM) e Programa de Aquisição de Alimento (PAA): A EXPERIÊNCIA DE UMA FAMÍLIA SERRATALHADENSE. Regional: Serra Talhada-PE. Município: Serra Talhada-PE. Gerente: Maurício Fernando Nogueira. Supervisor de Extensão Rural: Tito Antônio Ferraz Jota. Equipe responsável: Eduardo Dantas da Silva Júnior, Lamartine Barbosa de Souza, Maria Denise Menezes Novaes, Renato Solon Gondim Magalhães e Tito Antônio Ferraz Jota. Categorias: 1ª Segurança Alimentar. 2ª Inclusão Social.

3 SUMÁRIO 01 Apresentação Objetivos Público Alvo Número de Famílias envolvidas Número de Agricultores Beneficiados Período de Execução da Proposta Metodologia Colaboradores ou Parceiros Resultados Esperados Resultados Obtidos Sustentabilidade e Continuidade da Proposta Conclusão Referências Bibliográficas Anexo

4 1-APRESENTAÇÃO: O presente trabalho tem como atividade a ser descrita a criação de galinha caipira integrada as políticas públicas (BSM e PAA). Esta atividade possui alta relevância em nosso município (Serra Talhada-PE), uma vez que segundo os dados o IBGE (Censo Agropecuário de 2006) este município possui cerca de aves (Galinhas, galos, frangas, frangos e pintos). É de costume, as criações de galinhas, nas unidades familiares serem desenvolvidas de forma extensiva, onde não há uma preocupação com as instalações, assim como não há uma prática de manejo correta ao bom desenvolvimento desta atividade. Tais aspectos contribuem para altos índices de mortalidade das aves e consequentemente prejuízo para a mesma. Esta mortalidade, principalmente dos pintos, nos primeiros dias de semana da atividade, associados a um fraco rendimento das aves e a falta de cuidados sanitários torna esta atividade geradora de pouca renda, e incapaz de suprir as necessidades alimentares das famílias. Superar estes desafios implica em realizar um bom planejamento, com assistência técnica qualificada, que possibilite o direcionamento correto desta atividade, associada a estratégias de comercialização adequada e a inclusão da família em programas que possibilitem o fortalecimento da agricultura familiar. Esta inclusão social possibilita a família o acesso a várias oportunidades, que com isso, garantem a melhoria da qualidade de vida em todos os aspectos. Um destes aspectos esta no âmbito da segurança alimentar que por sua vez, oferece a oportunidade da família em consumir alimentos de qualidade e em quantidade suficiente as suas necessidades, sem excluir o acesso a outras necessidades essenciais. O município foco deste trabalho está localizado na Mesorregião do Sertão Pernambucano, microrregião do Pajeú, com uma área territorial de 2.952,8 Km 2, limitando-se ao Norte com o Estado da Paraíba, ao sul com Floresta e parte de Betânia, a leste com Calumbí, parte de Betânia e Santa Cruz da Baixa Verde e a Oeste com São José do Belmonte e Mirandiba. A sede municipal está situada a 420

5 metros em relação ao nível do mar e tem sua posição geográfica determinada pelo paralelo de 07º 59' 10" E e 38º17'47" S. Pertence a bacia hidrográfica do Rio Pajeú, seu clima é Semiárido Quente, sua vegetação é predominante de Caatinga Hiperxerófila (IBGE, 2014). O município possui nove (9) distritos, nos quais apresentam diversificadas atividades produtivas da agricultura familiar. A comunidade Saco da Roça e Juazeirinho da qual está inserida esta família, está localizada aproximadamente a 12 km da sede do município, pertencente ao 1ª distrito e, desenvolve atividades na agricultura irrigada, na produção de oleícolas (Coentro, alface, cebolinha, cebola, pimentão, cenoura, etc.), na frutícola (Banana casca verde e Goiaba), na agricultura de sequeiro (milho e feijão) e na pecuária podemos destacar a criação de galinhas, criação de ovinos, caprinos e bovinos de leite e corte. Devido à fragilidade da família, em situação caracterizada de extrema pobreza, surgiu a necessidade de desenvolver uma atividade produtiva geradora de melhorias na renda, dentre outros aspectos sociais desta unidade familiar. Desde 2010 esta família vem recebendo Assistência Técnica e Extensão Rural do IPA, no município de Serra Talhada/PE, Território da Cidadania do Pajeú, pela chamada pública (220/2010), em atividades relacionadas ao PRONAF, Garantia- Safra, a importância da utilização de sementes selecionadas, organização rural (planejamento das atividades) e quanto ao conhecimento na produção de orgânico através do sistema de Produção Agroecológico Integrado e Sustentável - PAIS. A família vivia antes da atividade de sequeiro (milho e feijão), bolsa família e das diárias em atividades rurais, com uma renda média de R$ 200,00/mês. Os extensionistas identificaram juntamente com a família o potencial para a atividade da criação de galinha caipira, uma vez que, a mesma já tinha iniciado uma pequena produção com 50 pintos. Tendo em vista a participação na chamada pública a mesma foi selecionada a receber, em 2012, o fomento, para desenvolver um projeto produtivo através do Plano Brasil Sem Miséria. Este projeto contemplou a construção do aviário

6 rústico, aquisição de pintos, a compra de uma forrageira de pequeno porte, construção de um pequeno depósito e a aquisição de bebedouros e comedouros. Esta atividade (Criação de Galinha Caipira) possui seu papel fundamental no fortalecimento da agricultura familiar, uma vez que possibilita ser desenvolvida em qualquer unidade familiar em curto espaço, demanda de uma dieta alimentar diversificada, a que faz permitir a sua continuação dentro da propriedade que justifica está presente em quase todas as unidades familiares, surge como uma alternativa em alimentação barata de custo baixo ao compararmos com a ovinocultura e bovinocultura e que demanda uma atenção pequena, em pequenas criações, permitindo a execução das demais atividades sem seu comprometimento. É de fato que a dedicação a determinadas atividades proporcionam um maior retorno e a criação de galinha de caipira possibilita isto, deste que, bem discutida e planejada entre os componentes de cada unidade familiar. Esta atividade possibilitou uma melhoria substancial da renda da família, uma vez que, a mesma possuía uma renda mensal de aproximadamente R$ 200,00/mês e passou a obter uma renda média de R$ 700,00/mês (renda líquida). Ao calcularmos a nível anual podemos chegar ao montante de R$ 8.400,00/ano.

7 2-OBJETIVOS: Contribuir para a melhoria de renda da família; Estimular a produção familiar e valorizar seus conhecimentos; Inserir a família nas políticas públicas de inclusão de renda; Fortalecer a produção da agricultura familiar; Produzir um alimento de origem animal sadio; 3-PUBLICO ALVO: O presente trabalho retrata a experiência de uma família que desenvolve a criação de galinha de caipira que teve início devido as políticas públicas, iniciativa da família e dos extensionistas locais. 4-NÚMERO DE FAMÍLIAS ENVOLVIDAS: O presente trabalho relata a experiência de uma família serratalhadense na criação de galinhas de caipiras. Esta família é integrada pela senhora Jozélia Maria de Lima pelo seu esposo o Sr. Cícero e sua filha Clarisse.

8 Fig. 01 Família beneficiada. 5-NÚMERO DE AGRICULTORES/AS BENEFICIADOS/AS: PERÍODO DE EXECUSSÃO DA PROPOSTA: O presente trabalho teve inicio no mês de março de 2012, com a seleção da família no Plano Brasil Sem Miséria, dentro da chamada pública 220/2010. Foi discutido juntamente com a comunidade o público a ser beneficiado, as normas de enquadramento, o agendamento das atividades coletivas (reuniões) e das atividades individuais de cada unidade familiar beneficiada. Com a família, foco deste trabalho, foi discutido as possibilidades em atividades, observadas as já desenvolvidas ou as que poderiam a vir a compor as atividades existente, sempre com o cuidado em observar o contexto ao qual a família estava inserida. Tendo em vista o início da criação de galinha caipira pela família, os recursos (1ª parcela = R$ 1.000,00, 2ª parcela = R$ 700,00 e 3ª parcela = R$ 700,00) foram destinados totalmente a esta atividade. Os primeiros lotes de frangos foram comercializados na comunidade e na feira livre. Com a gestão do PAA do IPA e do PNAE executado pelo município, foi possível em 2013/2014, a inclusão desta família nestes dois programas, que por sua

9 vez, proporcionaram um crescimento na atividade e a possibilidade de novos investimentos. Fig Aviário rústico (Início). Fig. 03 Visitas de orientação (ATER). 7-METODOLOGIA: Discussão das atividades que poderiam ser desenvolvidas em sua Unidade Familiar; Visitas para a discussão do projeto produtivo, importância, retorno e sistematização dos recursos; Aplicação dos recursos (construção do aviário rústico, aquisição de pintos, ração, medicamentos, aquisição de forrageira, construção de depósito e aquisição de comedouros e bebedouros); Discussão das políticas públicas de suporte para a produção, manutenção e fortalecimento da atividade (PAA, PNAE, Garantia Safra e PRONAF).

10 Fig. 04 Planejamento das ações. Fig Planejamento das ações. 8-COLABORADORES OU PARCEIROS: Contamos com a parceria do Ministério do Desenvolvimento Social (PAA e PBSM), Ministério do Desenvolvimento Agrário, Governo do Estado de Pernambuco (ATER) e com a Associação dos Moradores das Fazendas Juazeiro e Saco da Roça. 9-RESULTADOS ESPERADOS: Melhoria na qualidade sanitária das aves; Aumento da produção; Melhoria no planejamento das ações (alternativas de alimentação e seu aproveitamento, área de criação e acesso as políticas públicas); Melhoria da qualidade de vida da família.

11 10-RESULTADOS OBTIDOS: Conscientização da família em realizar as anotações necessárias ao bom desenvolvimento da atividade; Realização da higienização das instalações; Adequação das normas de abate (Vigilância Sanitária Municipal); Garantia da segurança alimentar da família; Venda da produção ao Programa de Aquisição de Alimentos PAA e ao Programa Nacional da Alimentação Escolar - PNAE. Fig. 06 Lote de Pintos com 11 dias. Fig. 07 Aviário Rústico (Atualmente).

12 Fig. 08 Local de Abate dos Frangos. Fig. 09 Frangos Refrigerados. 11-SUSTENTABILIDADE E CONTINUIDADE DA PROPOSTA: A presente atividade apresenta como fonte principal de alimentação o milho, soja, trigo, sendo que apenas o milho é produzido pela família e ainda em uma escala insuficiente para o plantel existente e pretendido, pretende-se minimizar o custo da ração com uma alimentação alternativa, utilizando folhas e raízes da mandioca, folhosas e frutos, produzidos na própria unidade familiar, para isso, está sendo confeccionada uma cisterna calçadão com capacidade de armazenamento de litros de água destinados à produção de alimentos de subsistência da família e suporte da atividade principal (Avicultura). A comercialização é destinada, ao PAA, PNAE, sendo que a maior parte é feita na feira local e na própria comunidade, retirando assim a dependência exclusiva dos programas sociais.

13 12- CONCLUSÃO: Apesar de a família possuir um sistema simplificado de produção dentro de suas limitações, durante todo o processo de visitas e discussões a cerca da atividade, observa-se uma grande avanço na melhoria das instalações, cuidados sanitários, apresentação do produto; comercialização, ou seja, uma série de cuidados necessários e corretos ao bom manejo e fortalecimento desta atividade, para a família envolvida e para outras famílias que poderão trocar experiências e utilizar como exemplo. Observa-se uma melhoria no aspecto da autoestima da família, em desenvolver uma atividade que está dando certo e que possibilita manter a família unida. Fig. 10 Intercâmbio - UFRPE e IPA. Fig Intercâmbio - UFRPE-UAST e IPA.

14 13-REFERENCIA BIBLIOGRÁFICA: INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). IBGE cidades. Disponível em: acesso em 10 de outubro de 2014 às 08:29 horas. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). IBGE censo agropecuário de Disponível em: acesso em 10 de outubro de 2014 às 10:00 horas.

15 14-ANEXOS: Tabela 01 - Custo de 1 (um) Frango em 90 dias / Ração. Custo de 1 (um) Frango em 90 dias / Ração Item Dia Valor (R$) Ração ,28 Ração ,80 Ração ,51 Ração ,96 Total (R$) 9,55 Tabela 02 - Custo de 1 (um) Frango em 90 dias / Produto. Custo de 1 (um) Frango em 90 dias / Produtos Produto Valor (R$) Medicamentos 0,32 Mão-de-Obra (Abate) 0,40 Energia/água 0,20 Transporte 0,80 Pinto 2,00 Prod. Higienização 0,11 Sal 0,003 ADE 0,03 Total (R$) 3,863

VII SEMINÁRIO DE EXTENSÃO RURAL EM PERNAMBUCO

VII SEMINÁRIO DE EXTENSÃO RURAL EM PERNAMBUCO INCENTIVO A CRIAÇÃO DE GALINHA DE CAPOEIRA NA PERSPECTIVA DA SEGURANÇA ALIMENTAR, GERAÇÃO DE RENDA E CONVIVÊNCIA COM O SEMIÁRIDO, PETROLINA-PE. Petrolina, 2014 Incentivo a criação de galinha de capoeira

Leia mais

TRABALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014 EXTENSÃO RURAL ORGANIZAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL

TRABALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014 EXTENSÃO RURAL ORGANIZAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL TRABALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014 EXTENSÃO RURAL ORGANIZAÇÃO E INCLUSÃO SOCIAL ESCADA, 2014 EXTENSÃO RURAL CONSTRUIR UM SONHO E LUTAR POR ELE Regional : Palmares PE Municipio: Escada Comunidades: Sitio

Leia mais

Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser

Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser Cozinha Multiuso Comunitário de Produção CMCP denominado DE COZINHA COMUNITÁRIA a ser Mostra Local de: Rio Branco do Sul (Municípios de Rio Branco do Sul, Almirante Tamandaré e Itaperuçu) Categoria do

Leia mais

PROJETO HORTA FELIZ CEDRO-PE

PROJETO HORTA FELIZ CEDRO-PE PROJETO HORTA FELIZ CEDRO-PE Regional: Salgueiro Município: Cedro Comunidades: Barro Branco Equipe responsável: Manoel Leal Costa Netto E-mail para contato: Manoel.costa1@ipa.br Fone: (87) 38891808 Categorias:

Leia mais

OS DEZ ANOS DO PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR: UM CONVITE À REFLEXÃO

OS DEZ ANOS DO PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR: UM CONVITE À REFLEXÃO Observatório de Políticas Públicas para a Agricultura nº42 - julho 2012 OS DEZ ANOS DO PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR: UM CONVITE À REFLEXÃO Valdemar J. Wesz Junior* Catia Grisa** Na primeira semana

Leia mais

CRÉDITO RURAL: DESAFIANDO UM PARADIGMA SOCIAL, ECONOMICO E AMBIENTAL PARA SUSTENTABILIDADE

CRÉDITO RURAL: DESAFIANDO UM PARADIGMA SOCIAL, ECONOMICO E AMBIENTAL PARA SUSTENTABILIDADE CRÉDITO RURAL: DESAFIANDO UM PARADIGMA SOCIAL, ECONOMICO E AMBIENTAL PARA SUSTENTABILIDADE INTRODUÇÃO O crédito rural é um importante instrumento para fomentar atividades e proporcionar a realização de

Leia mais

ATALAIA DO NORTE Ato de Criação do município: Lei n. º 96 de 19/12/1955.

ATALAIA DO NORTE Ato de Criação do município: Lei n. º 96 de 19/12/1955. @ ATALAIA DO NORTE Ato de Criação do município: Lei n. º 96 de 19/12/1955. ATALAIA DO NORTE I ASPECTOS FÍSICOS E GEOGRÁFICOS: Localização: Situado na 1ª Sub-Região - Região do Alto Solimões. Limites: Benjamin

Leia mais

O BB em Mato Grosso 1.968. Posição em Agosto/2011. Agências 571. Pontos de Atendimento. PABs + PAEs. Correspondentes. Terminais de Autoatendimento

O BB em Mato Grosso 1.968. Posição em Agosto/2011. Agências 571. Pontos de Atendimento. PABs + PAEs. Correspondentes. Terminais de Autoatendimento O BB em Mato Grosso Agências 571 Posição em Agosto/2011 Terminais de Autoatendimento Municípios com Presença do BB 267 Correspondentes 202 Número de Municípios com Presença do BB 897 126 102 PABs + PAEs

Leia mais

Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão

Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão Pesquisa e Desenvolvimento em Agricultura Familiar na Embrapa Arroz e Feijão ISSN 1678-9644 Dezembro, 2004 Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Centro Nacional de Pesquisa de Arroz e Feijão Ministério

Leia mais

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO 2014-2015 alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO O Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 Alimentos Para o Brasil vem consolidar mais de uma década de políticas públicas que melhoram a vida de quem

Leia mais

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO

alimentos para o brasil APRESENTAÇÃO 2014-2015 APRESENTAÇÃO O Plano Safra da Agricultura Familiar 2014/2015 Alimentos Para o Brasil vem consolidar mais de uma década de políticas públicas que melhoram a vida de quem vive no Brasil Rural.

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO NÚCLEO DE ESTUDOS AGRÁRIOS E DESENVOLVIMENTO RURAL PCT FAO UTF/BRA/083/BRA

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO NÚCLEO DE ESTUDOS AGRÁRIOS E DESENVOLVIMENTO RURAL PCT FAO UTF/BRA/083/BRA TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS TR Nº MODALIDADE PROCESSO SELETIVO CONS NEAD 024/2013 Consultoria por produto FUNDAMENTO LEGAL Decreto nº 5.151/2004; Portaria MRE Nº 717/2006 e Portaria MDA

Leia mais

Termo de Referência PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA, INTEGRADA E SUSTENTÁVEL PAIS 2012 TERMO DE REFERÊNCIA TECNOLOGIA PAIS

Termo de Referência PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA, INTEGRADA E SUSTENTÁVEL PAIS 2012 TERMO DE REFERÊNCIA TECNOLOGIA PAIS TERMO DE REFERÊNCIA TECNOLOGIA PAIS PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA INTEGRADA E SUSTENTÁVEL PLANEJAMENTO 2012 2015 UAGRO/Na UNIDADE DE AGRONEGÓCIOS SEBRAE NACIONAL Página 1 1. INTRODUÇÃO Este Termo de Referência

Leia mais

ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO

ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO ESPAÇO RURAL ALIMENTOS PARA OS BRASILEIROS E PARA O MUNDO Introdução O modelo de desenvolvimento rural nos últimos tempos, baseado na modernização agrícola conservou muitas das características históricas

Leia mais

PRONAF. Financiamento do Desenvolvimento Rural pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar a experiência brasileira do Pronaf.

PRONAF. Financiamento do Desenvolvimento Rural pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar a experiência brasileira do Pronaf. PRONAF Financiamento do Desenvolvimento Rural pelo Fortalecimento da Agricultura Familiar a experiência brasileira do Pronaf. A diversidade da Agricultura familiar B: 0.4 C: 0.7 D: 0.4 E: 0.1 Cobertura

Leia mais

Panorama Geral da Ovinocultura no Mundo e no Brasil

Panorama Geral da Ovinocultura no Mundo e no Brasil Revista Ovinos, Ano 4, N 12, Porto Alegre, Março de 2008. Panorama Geral da Ovinocultura no Mundo e no Brasil João Garibaldi Almeida Viana 1 Os ovinos foram uma das primeiras espécies de animais domesticadas

Leia mais

TRABALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014

TRABALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014 TRABALHOS EXITOSOS EM ATER - 2014 O SISTEMA PAIS (PRODUÇÃO AGROECOLÓGICA INTEGRADA E SUSTENTÁVEL) COMO INDUTOR DA DIVERSIFICAÇÃO PRODUTIVA E DO REDESENHO DO AGROECOSSISTEMA DE UMA PROPRIEDADE RURAL DO

Leia mais

EXPERIÊNCIA DE ASSESSORIA TÉCNICA A COOPERATIVA AGRÍCOLA MISTA DOS PRODUTORES RURAIS DO ASSENTAMENTO NOVA VIDA LTDA (COOPERVIDA), ATRAVES

EXPERIÊNCIA DE ASSESSORIA TÉCNICA A COOPERATIVA AGRÍCOLA MISTA DOS PRODUTORES RURAIS DO ASSENTAMENTO NOVA VIDA LTDA (COOPERVIDA), ATRAVES EXPERIÊNCIA DE ASSESSORIA TÉCNICA A COOPERATIVA AGRÍCOLA MISTA DOS PRODUTORES RURAIS DO ASSENTAMENTO NOVA VIDA LTDA (COOPERVIDA), ATRAVES DO PROGRAMA MAIS GESTÃO. Instituto de Assessoria a Cidadania e

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome O Brasil assume o desafio de acabar com a miséria O Brasil assume o desafio de acabar com a

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA PRODUÇÃO DE BOVINOS LEITEIROS DA AGRICULTURA FAMILIAR RURAL DO PARANÁ

DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA PRODUÇÃO DE BOVINOS LEITEIROS DA AGRICULTURA FAMILIAR RURAL DO PARANÁ DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL NA PRODUÇÃO DE BOVINOS LEITEIROS DA AGRICULTURA FAMILIAR RURAL DO PARANÁ Área Temática: Tecnologia e Produção Júlio Cesar Damasceno (Coordenador da ação de Extensão) Júlio Cesar

Leia mais

Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda

Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda Fortalecimento do Cadastro Único como porta de entrada para Programas Sociais para a população de baixa renda Mesa: Cadastro Único, Bolsa Família e Brasil sem Miséria. Cadastro Único É um mapa representativo

Leia mais

Projeto CNA/SENAR/IBRE-FGV 1

Projeto CNA/SENAR/IBRE-FGV 1 Projeto CNA/SENAR/IBRE-FGV 1 Apresentação do trabalho Fluxograma do Estudo Relatório do Estudo Base de Microdados do Censo Agropecuár io 2006 Enquadráveis nas normas do Pronaf (Bacen) Não Enquadráveis

Leia mais

ESTÁGIO DE VIVÊNCIA- RESIDÊNCIA AGRÁRIA

ESTÁGIO DE VIVÊNCIA- RESIDÊNCIA AGRÁRIA ESTÁGIO DE VIVÊNCIA- RESIDÊNCIA AGRÁRIA BARROS (1), Adamastor Pereira; LIMA (1),Andréia Santos de; MEDEIROS (2), Marcos Barros de, OLIVEIRA (1), Maria Eduarda Benjamim; SOUZA (1), Walter Ubiratan Pinheiro

Leia mais

Anexo 1 Inscrição. Ana Ligia de Lima - Lote 114- projeto de assentamento Dois Irmãos - município de Murutinga do Sul. Tel: (018) 99701-4337

Anexo 1 Inscrição. Ana Ligia de Lima - Lote 114- projeto de assentamento Dois Irmãos - município de Murutinga do Sul. Tel: (018) 99701-4337 Anexo 1 Inscrição DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: Cooperativa de Trabalho de Assessoria Técnica e Extensão Rural COATER Endereço: Rua Floriano Peixoto,1291 Centro Andradina-SP Executora de Chamada pública de

Leia mais

TRABALHO EXITOSO EM ATER - 2014 ARMAZENAMENTO DE FORRAGEM EM "SILO SACO" UMA TECNOLOGIA ACESSÍVEL AO HOMEM E A MULHER DO CAMPO

TRABALHO EXITOSO EM ATER - 2014 ARMAZENAMENTO DE FORRAGEM EM SILO SACO UMA TECNOLOGIA ACESSÍVEL AO HOMEM E A MULHER DO CAMPO TRABALHO EXITOSO EM ATER - 2014 ARMAZENAMENTO DE FORRAGEM EM "SILO SACO" UMA TECNOLOGIA ACESSÍVEL AO HOMEM E A MULHER DO CAMPO Passira/PE, 2014 ARMAZENAMENTO DE FORRAGEM EM "SILO SACO" UMA TECNOLOGIA ACESSÍVEL

Leia mais

PERSPECTIVAS E DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE DA AGRICULTURA FAMILIAR IAR. Airton Spies,, PhD. Seminário Regional do PAA Lages,, 21/05/2008.

PERSPECTIVAS E DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE DA AGRICULTURA FAMILIAR IAR. Airton Spies,, PhD. Seminário Regional do PAA Lages,, 21/05/2008. /Cepa PERSPECTIVAS E DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE DA AGRICULTURA FAMILIAR IAR Airton Spies,, PhD Eng. Agrônomo, Administrador de Empresas Seminário Regional do PAA Lages,, 21/05/2008 Estrutura da palestra

Leia mais

INSCRIÇÃO DADOS DA INSTITUIÇÃO DADOS DO AGENTE DE ATER DADOS QUE IDENTIFIQUEM A PRÁTICA:

INSCRIÇÃO DADOS DA INSTITUIÇÃO DADOS DO AGENTE DE ATER DADOS QUE IDENTIFIQUEM A PRÁTICA: INSCRIÇÃO DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural Endereço: Rua da Bandeira, 500, Bairro Cabral. Curitiba-PR Executora de Chamada pública de Ater: (x) Sim

Leia mais

ANEXO II HISTÓRICO DAS FEIRAS DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SÃO PAULO

ANEXO II HISTÓRICO DAS FEIRAS DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SÃO PAULO ANEXO II HISTÓRICO DAS FEIRAS DE TROCA DE SEMENTES TRADICIONAIS E CRIOULAS DO ESTADO DE SÃO PAULO JUSTIFICATIVA Após a organização do 1 Seminário de Acesso a Sementes Crioulas e Orgânicas em abril de 2010

Leia mais

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - MDA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL - SDT ACORDO DE EMPRÉSTIMO FIDA Nº

MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO - MDA SECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO TERRITORIAL - SDT ACORDO DE EMPRÉSTIMO FIDA Nº TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS (não alterar os campos em cinza) TR nº MODALIDADE TEMA PROCESSO SELETIVO TR_16_2015_PDHC Produto Sistematização de Experiências Inovadoras Parecer Nº 00558/2015/CONJUR-MDA/CGU/AGU,

Leia mais

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL

A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL A SUSTENTABILIDADE ECONÔMICA E SOCIAL DA PRODUÇÃO DE FRANGOS E SUÍNOS EM SANTA CATARINA E NO BRASIL Jonas Irineu dos Santos Filho Pesquisador da Embrapa Suínos e Aves O consumo de proteína animal no mundo

Leia mais

Governo Federal investe R$ 13,3 bilhões no combate à pobreza em 2007

Governo Federal investe R$ 13,3 bilhões no combate à pobreza em 2007 Governo Federal investe R$ 13,3 bilhões no combate à pobreza em 2007 O Governo Federal está investindo R$ 13,3 bilhões, em 2007, no combate à pobreza, integrando mais de 30 programas e ações que visam

Leia mais

2013/2014 mda.gov.br incra.gov.br

2013/2014 mda.gov.br incra.gov.br 2013/2014 2013/2014 Presidenta da República Dilma Rousseff Ministro de Estado do Desenvolvimento Agrário Pepe Vargas Secretário Executivo do Ministério do Desenvolvimento Agrário Laudemir Müller Secretário

Leia mais

DIAGNÓSTICO DA UNIDADE DE PRODUÇÃO FAMILIAR UPF

DIAGNÓSTICO DA UNIDADE DE PRODUÇÃO FAMILIAR UPF MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO SECRETARIA DA AGRICULTURA FAMILIAR DIAGNÓSTICO DA UNIDADE DE PRODUÇÃO FAMILIAR UPF Entidade/Empresa Nº Contrato 1. DADOS DO BENEFICIÁRIO: Nome: ; Nº da DAP: ; Situação:

Leia mais

DERAL - Departamento de Economia Rural. Olericultura - Análise da Conjuntura Agropecuária

DERAL - Departamento de Economia Rural. Olericultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Olericultura - Análise da Conjuntura Agropecuária Dezembro de 0 INTRODUÇÃO Para Filgueira, Fernando Reis, Olericultura é um termo técnico-científico, muito preciso, utilizado no meio agronômico. Derivado

Leia mais

CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA

CONTEXTUALIZAÇÃO/ JUSTIFICATIVA TERMO DE REFERÊNCIA SERVIÇOS NÃO CONTINUADOS (não alterar os campos em cinza) TR nº MODALIDADE TEMA PROCESSO SELETIVO Produto Planejamento Territorial TR_02_2015_PDHC Participativo Parecer Nº 00558/2015/CONJUR-MDA/CGU/AGU,

Leia mais

Políticas Públicas de Soberania e Segurança Alimentar: aportes a partir da experiência brasileira Mariana Santarelli Instituto Brasileiro de Análises

Políticas Públicas de Soberania e Segurança Alimentar: aportes a partir da experiência brasileira Mariana Santarelli Instituto Brasileiro de Análises Políticas Públicas de Soberania e Segurança Alimentar: aportes a partir da experiência brasileira Mariana Santarelli Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econônicas IBASE BREVE HISTÓRICO DA CONSTRUÇÃO

Leia mais

LINHA DE PESQUISA: DINÂMICAS AGRÁRIAS, POLÍTICAS PÚBLICAS E DESENVOLVIMENTO REGIONAL

LINHA DE PESQUISA: DINÂMICAS AGRÁRIAS, POLÍTICAS PÚBLICAS E DESENVOLVIMENTO REGIONAL Descentralização de políticas públicas, participação social e desenvolvimento regional Rosangela Ap. de Medeiros Hespanhol O projeto tem como objetivo analisar o processo de descentralização das políticas

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO A IMPORTÂNCIA DA GESTÃO NO AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Adriana Botelho Taliarine dritaliarine@hotmail.com Darci de Jesus Ramos Prof. MSc. José Ricardo Favoretto Fatec Itapetininga - SP RESUMO: O aumento da

Leia mais

O Brasil Melhorou. 36 milhões. de brasileiros saíram da pobreza em 10 anos. 42 milhões. de brasileiros ascenderam de classe.

O Brasil Melhorou. 36 milhões. de brasileiros saíram da pobreza em 10 anos. 42 milhões. de brasileiros ascenderam de classe. O Brasil Melhorou 36 milhões de brasileiros saíram da pobreza em 10 anos 42 milhões de brasileiros ascenderam de classe Fonte: SAE/PR O Brasil Melhorou O salário mínimo teve um aumento real de 70% Em 2003,

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR

PROGRAMA MUNICIPAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR PROGRAMA MUNICIPAL DE SEGURANÇA ALIMENTAR PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL NO CAMPO E NA CIDADE GARANTIA DE QUALIDADE NO SETOR ALIMENTICIO PRÁTICAS ALIMENTARES SAUDÁVEIS I - Introdução A economia local de Caracol

Leia mais

USO DE REDE SOCIAL NA ASSISTÊNCIA TÉCNICA RURAL

USO DE REDE SOCIAL NA ASSISTÊNCIA TÉCNICA RURAL USO DE REDE SOCIAL NA ASSISTÊNCIA TÉCNICA RURAL Londrina, Outubro de 2.015. Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural - Paraná Agente de ATER - PAULO ROBERTO MRTVI INSCRIÇÃO DADOS DA

Leia mais

Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar

Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar Porto Alegre. 21 de maio de 2015. Edição 008 Ministério do Trabalho assina portaria que reconhece categoria da agricultura familiar Dia 20 de maio de 2015 vai ficar marcado de maneira muito positiva para

Leia mais

PALESTRA: Projetos de Inclusão Social e Mercado Alternativo

PALESTRA: Projetos de Inclusão Social e Mercado Alternativo PALESTRA: Projetos de Inclusão Social e Mercado Alternativo PROJETO: CRIAÇÃO DE FRANGOS E GALINHAS CAIPIRAS NO COMPLEXO CASTANHÃO RECURSO DO PROJETO: Proveniente do Governo Federal através do DNOCS em

Leia mais

O BOTICÁRIO - FRANQUIA DE SÃO GONÇALO - RJ

O BOTICÁRIO - FRANQUIA DE SÃO GONÇALO - RJ O BOTICÁRIO - FRANQUIA DE SÃO GONÇALO - RJ RESPEITO AO MEIO AMBIENTE: Programa de Incentivo ao Plantio de Mudas e Manutenção de Vias Públicas e Escolas Municipais Para a franquia O Boticário de São Gonçalo

Leia mais

REQUERIMENTO. (Do Sr. Carlos Bezerra) Senhor Presidente:

REQUERIMENTO. (Do Sr. Carlos Bezerra) Senhor Presidente: REQUERIMENTO (Do Sr. Carlos Bezerra) Requer o envio de Indicação ao Poder Executivo, sugerindo a criação de unidade de pesquisa agropecuária da EMBRAPA na região do Vale do Araguaia, em Mato Grosso. Senhor

Leia mais

Equipe de Geografia GEOGRAFIA

Equipe de Geografia GEOGRAFIA Aluno (a): Série: 3ª Turma: TUTORIAL 7B Ensino Médio Equipe de Geografia Data: GEOGRAFIA 1. Agricultura no Brasil: Breve histórico - Brasil Colônia: monocultura da cana se destacava como produto principal,

Leia mais

Novo retrato da agricultura familiar em Santa Catarina

Novo retrato da agricultura familiar em Santa Catarina Novo retrato da agricultura familiar em Santa Catarina Resumo Lauro Mattei Professor dos cursos de Graduação e de Pós-Graduação do Departamento de Economia da UFSC. E-mail: mattei@cse.ufsc.br Este artigo

Leia mais

Coordenadoria do Desenvolvimento da Agricultura Familiar

Coordenadoria do Desenvolvimento da Agricultura Familiar Coordenadoria do Desenvolvimento da Agricultura Familiar 1- PROJETO: Projeto Hora de Plantar 2- INTRODUÇÃO e JUSTIFICATIVA : A distribuição de sementes e mudas, através do Projeto Hora de Plantar, pela

Leia mais

BANCO DO BRASIL. Seminário de Sensibilização do Programa ABC

BANCO DO BRASIL. Seminário de Sensibilização do Programa ABC BANCO DO BRASIL Seminário de Sensibilização do Programa ABC LINHAS DE CRÉDITO Crédito Rural; Pronaf; Fundos Constitucionais. CRÉDITO RURAL Suprimento de recursos financeiros, disponibilizados por instituições

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Contrato por Produto Nacional

TERMO DE REFERÊNCIA. Contrato por Produto Nacional TERMO DE REFERÊNCIA Contrato por Produto Nacional Número e Título do Projeto: BRA 03/034 Projeto da Agricultura Familiar 1. Função no Projeto: Consultor em Agronomia. 2. Nosso Número: 3. Antecedentes:

Leia mais

Criação de galinha caipira

Criação de galinha caipira Criação de galinha caipira CRIAÇÃO DE GALINHA CAIPIRA 1 Introdução A criação de galinhas caipiras sempre foi para os pequenos produtores uma importante fonte de produção de alimentos proteicos (carne e

Leia mais

DIAGNÓSTICO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE CANHOBA/SE

DIAGNÓSTICO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE CANHOBA/SE DIAGNÓSTICO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DO MUNICÍPIO DE CANHOBA/SE Josiene Ferreira dos Santos Lima¹-Tecnóloga em Saneamento Ambiental. Aluna do Curso de Geografia (UFS). Pós-Graduanda em Gestão Ambiental e Desenvolvimento

Leia mais

CAPACITAÇÃO DE COMUNIDADES RURAIS NO ESTADO DA PARAÍBA EM MANEJO DE PEQUENAS AVES

CAPACITAÇÃO DE COMUNIDADES RURAIS NO ESTADO DA PARAÍBA EM MANEJO DE PEQUENAS AVES Revista Educação Agrícola Superior Associação Brasileira de Educação Agrícola Superior- ABEAS - v.22, n.2,p.18-22, 2007 CAPACITAÇÃO DE COMUNIDADES RURAIS NO ESTADO DA PARAÍBA EM MANEJO DE PEQUENAS AVES

Leia mais

A Cooperativa dos Aquicultores de Águas Continentais (Coopecon), foi criada em 14 de outubro de 2010, quando 22 sócios se reuniram para a formalização da cooperativa. Com forte atuação em planejamento

Leia mais

A ECOAR E O DESENVOLVIMENTO FLORESTAL JUNTO À PEQUENA E MÉDIA PROPRIEDADE RURAL. Atuação e abordagem dos trabalhos desenvolvidos pela ECOAR

A ECOAR E O DESENVOLVIMENTO FLORESTAL JUNTO À PEQUENA E MÉDIA PROPRIEDADE RURAL. Atuação e abordagem dos trabalhos desenvolvidos pela ECOAR A ECOAR E O DESENVOLVIMENTO FLORESTAL JUNTO À PEQUENA E MÉDIA PROPRIEDADE RURAL Eduardo S. Quartim. João C. S. Nagamura. Roberto Bretzel Martins. Atuação e abordagem dos trabalhos desenvolvidos pela ECOAR

Leia mais

DADOS DE INSCRIÇÃO. ENDEREÇO: Rua José de Alencar, 445, Bairro Pereiros - Telefax: (084) 3314-7328, CEP 59600-000- Mossoró-RN

DADOS DE INSCRIÇÃO. ENDEREÇO: Rua José de Alencar, 445, Bairro Pereiros - Telefax: (084) 3314-7328, CEP 59600-000- Mossoró-RN DADOS DE INSCRIÇÃO DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: COOPERATIVA DE ASSESSORIA TÉCNICA E GERENCIAL PARA O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DA AGRICULTURA FAMILIAR TERRA LIVRE - CNPJ: 04.023.765/0001-06 ENDEREÇO: Rua

Leia mais

Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar - PGPAF

Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar - PGPAF Programa de Garantia de Preços para a Agricultura Familiar - PGPAF O QUE É O PGPAF? Programa do Governo Federal que garante aos agricultores familiares que tem financiamento no âmbito do Pronaf a indexação

Leia mais

Apresentaçã. ção DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO TERRITÓRIO RIO PORTAL DA AMAZÔNIA

Apresentaçã. ção DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO TERRITÓRIO RIO PORTAL DA AMAZÔNIA Apresentaçã ção DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL DO TERRITÓRIO RIO PORTAL DA AMAZÔNIA SEBRAE MT -2005 O PROJETO Breve Histórico 2003 Mobilização das famílias de agricultores para organização dos núcleos condominiais.

Leia mais

Ambiente de Gerenciamento do PRONAF e Programas de Crédito Fundiário

Ambiente de Gerenciamento do PRONAF e Programas de Crédito Fundiário Ambiente de Gerenciamento do PRONAF e Programas de Crédito Fundiário Janeiro - 2011 Banco do Nordeste Apoio à Agricultura Familiar Programa Nacional de Fortalecimento Da Agricultura Familiar OBJETIVO Fortalecer

Leia mais

Propostas do Sistema Cooperativista para o Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016

Propostas do Sistema Cooperativista para o Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016 Propostas do Sistema Cooperativista para o Plano Safra da Agricultura Familiar 2015/2016 Introdução...4 O cooperativismo e a agricultura familiar... 5 Crédito Rural...8 Sugestões para aprimoramento das

Leia mais

8ª Edição do Prêmio Prefeito Empreendedor

8ª Edição do Prêmio Prefeito Empreendedor 8ª Edição do Prêmio Prefeito Empreendedor Projeto nº: 1. 293050/2013 Município: UF: Prefeito: Serrinha BA Orçamento total da Prefeitura: R$ 58.680,00 Qtd. Emp. Form.ME, EPP. EI: Estimativa de Emp. Informais:

Leia mais

Plano Anual de Aplicação Regionalizada

Plano Anual de Aplicação Regionalizada Plano Anual de Aplicação Regionalizada PAAR - 2015 MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE SERVIÇO FLORESTAL BRASILEIRO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO FLORESTAL Introdução PLANO ANUAL DE APLICAÇÃO REGIONALIZADA

Leia mais

Programa ABC. Banco do Brasil Safra 2013/2014

Programa ABC. Banco do Brasil Safra 2013/2014 Programa ABC Banco do Brasil Safra 2013/2014 Balanço da Safra 2012/2013 Plano Safra 2012/2013 Crédito Rural - Desembolsos R$ 61,5 bilhões CRESCIMENTO de 28% em relação à safra anterior R$ 6,5 bilhões acima

Leia mais

CASO 2 ORGANIZAÇÃO E ACESSO A MERCADOS: ROTA ESTRATÉGICA DE APRENDIZAGEM

CASO 2 ORGANIZAÇÃO E ACESSO A MERCADOS: ROTA ESTRATÉGICA DE APRENDIZAGEM ORGANIZAÇÃO E ACESSO A MERCADOS: A EXPERIÊNCIA DA COOPERATIVA AGROPECUÁRIA FAMILIAR DE CANUDOS, UAUÁ E CURAÇÁ - COOPERCUC. A cooperativa para mim é uma lição de vida... todo esse tempo me mostrou um monte

Leia mais

Categoria Voluntariado BB

Categoria Voluntariado BB Categoria Voluntariado BB Voluntário BB: Everaldo Costa Mapurunga Nome do Projeto: Sustentabilidade e Vida Entidade Apoiada: Centro Espírita O Pobre de Deus Localização: Viçosa do Ceará Ceará O Projeto

Leia mais

Parceria com as cooperativas para alavancar o crédito agrícola

Parceria com as cooperativas para alavancar o crédito agrícola Parceria com as cooperativas para alavancar o crédito agrícola ABDE - Brasília, 16 de abril de 2014 Seminário Sistema Nacional de Fomento e o Crédito ao Desenvolvimento: condições e possibilidades O BRDE

Leia mais

PALAVRAS-CHAVE - economia solidária. extensão universitária. educação popular.

PALAVRAS-CHAVE - economia solidária. extensão universitária. educação popular. 13. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ISSN 2238-9113 ÁREA TEMÁTICA: (marque uma das opções) ( ) COMUNICAÇÃO ( ) CULTURA ( ) DIREITOS HUMANOS E JUSTIÇA ( ) EDUCAÇÃO ( ) MEIO AMBIENTE ( ) SAÚDE

Leia mais

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. O aspecto qualidade em duas cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul

PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. O aspecto qualidade em duas cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul PUBVET, Publicações em Medicina Veterinária e Zootecnia. O aspecto qualidade em duas cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul César Augustus Winck 1, Valdecir José Zonin 2, Luciana Maria Scarton 3,

Leia mais

ATUAÇÃO DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO ENTORNO DO CAMPUS - V

ATUAÇÃO DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO ENTORNO DO CAMPUS - V 1 ATUAÇÃO DA EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA NO FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR NO ENTORNO DO CAMPUS - V RESUMO NASCIMENTO¹, Malanna Kauanne Gomes SOARES¹, Sisleudo Cândido SOARES¹, Rosália Maria Costa SOUZA

Leia mais

110,0 105,0 100,0 95,0 90,0 85,0 80,0

110,0 105,0 100,0 95,0 90,0 85,0 80,0 BOI GORDO O ano de 2013 registrou preços elevados para a arroba do boi gordo, em todas as praças pecuárias acompanhadas pelo Sistema FAEB/SENAR. No acumulado do ano, foram verificadas as seguintes valorizações:

Leia mais

Entenda o Programa Fome Zero

Entenda o Programa Fome Zero Entenda o Programa Fome Zero 1. O que é o Programa Fome Zero? O Programa Fome Zero é um conjunto de ações que estão sendo implantadas gradativamente pelo Governo Federal. O objetivo é promover ações para

Leia mais

A PRODUÇÃO DO ESPAÇO RURAL NO ESTADO DA BAHIA: UMA LEITURA DA CONCENTRAÇÃO FUNDIÁRIA DE COMUNIDADES QUILOMBOLAS DO MUNICÍPIO DE ANTONIO CARDOSO

A PRODUÇÃO DO ESPAÇO RURAL NO ESTADO DA BAHIA: UMA LEITURA DA CONCENTRAÇÃO FUNDIÁRIA DE COMUNIDADES QUILOMBOLAS DO MUNICÍPIO DE ANTONIO CARDOSO A PRODUÇÃO DO ESPAÇO RURAL NO ESTADO DA BAHIA: UMA LEITURA DA CONCENTRAÇÃO FUNDIÁRIA DE COMUNIDADES QUILOMBOLAS DO MUNICÍPIO DE ANTONIO CARDOSO Ozeias de Almeida Santos Graduando em Geografia Universidade

Leia mais

Cabras leiteiras em condomínio: renda para o produtor

Cabras leiteiras em condomínio: renda para o produtor Comunidade Cabras leiteiras em condomínio: renda para o produtor Daniel Maia Nogueira e Francisco Nilton de Menezes Cavalcanti A criação de cabras está ligada ao homem desde o início da civilização e teve

Leia mais

EDITAL Nº. 003/2014 SELEÇÃO PARA O CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM AGROECOLOGIA O PRESIDENTE DO SERVIÇO DE TECNOLOGIA ALTERNATIVA SERTA

EDITAL Nº. 003/2014 SELEÇÃO PARA O CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM AGROECOLOGIA O PRESIDENTE DO SERVIÇO DE TECNOLOGIA ALTERNATIVA SERTA EDITAL Nº. 003/2014 SELEÇÃO PARA O CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM AGROECOLOGIA O PRESIDENTE DO SERVIÇO DE TECNOLOGIA ALTERNATIVA SERTA Resolve: I. Divulgar a abertura das inscrições e estabelecer normas

Leia mais

Saneamento Básico na Área Rural. Fontes dispersas com ênfase nos resíduos orgânicos

Saneamento Básico na Área Rural. Fontes dispersas com ênfase nos resíduos orgânicos Saneamento Básico na Área Rural Fontes dispersas com ênfase nos resíduos orgânicos MSc. Lilian F. de Almeida Martelli São Carlos, 30 de Outubro de 2013 BRASIL: o Celeiro do mundo Destaque na produção agrícola

Leia mais

Crédito do Pronaf em R$ bilhões

Crédito do Pronaf em R$ bilhões Crédito do Pronaf em R$ bilhões 23,9 (parcial até 30/06) Crédito na safra 2015/2016 - R$ 28,9 bilhões Recursos por fonte - safra 2015/2016 Fonte Projeção (em reais) % sobre o total Poupança rural Banco

Leia mais

Como podemos melhorar nossas vidas e o PAC

Como podemos melhorar nossas vidas e o PAC seminário 10 anos de actionaid no brasil Como podemos melhorar nossas vidas e o PAC Nós, movimentos sociais, organizações da sociedade civil e grupos beneficiários da política pública de habitação reunidos

Leia mais

Seminário: As Compras Institucionais a Serviço dos Agricultores Familiares. CSA, Bruxelas 23 de Abril de 2014.

Seminário: As Compras Institucionais a Serviço dos Agricultores Familiares. CSA, Bruxelas 23 de Abril de 2014. Seminário: As Compras Institucionais a Serviço dos Agricultores Familiares CSA, Bruxelas 23 de Abril de 2014. ESTRATÉGIA: SEGURANÇA E SOBERANIA ALIMENTAR X FORTALECIMENTO DA AGRICULTURA FAMILIAR Fortalecimento

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERENCIA PROCESSO LICITATÓRIO Nº 006/2011- FAO/GCP/BRA/070/EC

ANEXO I TERMO DE REFERENCIA PROCESSO LICITATÓRIO Nº 006/2011- FAO/GCP/BRA/070/EC FOOD AND AGRICULTURE ORGANIZATION OF THE UNITED NATIONS ORGANISATION DES NATIONS UNIES POUR L ALIMENTATION ET L AGRICULTURE ORGANIZACION DE LAS NACIONES UNIDAS PARA LA AGRICULTURA Y LA ALIMENTACION ORGANIZAÇÃO

Leia mais

agricultura familiar

agricultura familiar saúde A importância da agricultura familiar na merenda escolar Iniciativas em Santa Rosa do Viterbo são exemplos de sucesso Por Danielle Lautenschlaeger Inúmeras famílias brasileiras ainda obtêm sua renda

Leia mais

Eixo 3 - Abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento rural e promoção da qualidade de vida

Eixo 3 - Abordagem territorial como estratégia de desenvolvimento rural e promoção da qualidade de vida Eixo 1: Desenvolvimento Socioeconomico e Ambiental do Brasil Rural e Fortalecimento da Agricultura Familiar e Agroecologia Eixo 2:Reforma Agrária e Democratização do Acesso e Terra e aos Recursos Naturais

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA Nº001/2010

CHAMADA PÚBLICA Nº001/2010 CHAMADA PÚBLICA Nº001/2010 A PREFEITURA MUNICIPAL DE PETROLINA-PE, pessoa jurídica de direito público com sede na Av. Guararapes, nº 2.114 - Centro - Petrolina-PE, inscrita no CNPJ nº. 10.358.190/0001-77,

Leia mais

Palavras-Chave: Modelos de Otimização, Culturas Irrigadas, CISDERGO.

Palavras-Chave: Modelos de Otimização, Culturas Irrigadas, CISDERGO. EFEITO DE MODIFICAÇÕES NO PLANO CULTURAL E NO SISTEMA DE IRRIGAÇÃO COMO FORMA DE MELHOR APROVEITAMENTO DA ÁGUA DE CHUVA PARA CENÁRIOS CLIMÁTICOS NORMAL E SECO Rosires Catão Curi, Profa.do Dept. de Eng.

Leia mais

PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011

PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011 PLANO SAFRA DA AGRICULTURA FAMILIAR 2010/2011 Mais crédito, mais segurança e juros menores. Do Plano Safra 2002/2003 ao Plano Safra 2010/2011, o volume de recursos oferecidos por meio do Pronaf para custeio

Leia mais

RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS. Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis

RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS. Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis RUMO AO FUTURO QUE QUEREMOS Acabar com a fome e fazer a transição para sistemas agrícolas e alimentares sustentáveis O futuro que queremos não se concretizará enquanto a fome e a subnutrição persistirem,

Leia mais

O NOVO INCRA 1. POR QUE MUDAR O INCRA

O NOVO INCRA 1. POR QUE MUDAR O INCRA O NOVO INCRA Apresentação Estamos chegando ao final do processo de reestruturação do Incra. Foram alguns meses de árduo trabalho, construindo nosso futuro. Chegamos agora ao termo de uma mudança que foi

Leia mais

CATEGORIA DE BOA PRÁTICA:

CATEGORIA DE BOA PRÁTICA: Nome: Centro de Assessoria do Assuruá- CAA Endereço: Rua Itália, nº 349, Bairro Fórum, CEP 44.900-000- Irecê Bahia. Tel: 74 36411483 Executora da chamada pública de Ater ( x ) Chamada Pública 000087/12

Leia mais

Roça agroecológica das mulheres do Assentamento Dandara dos Palmares, Camamu (BA)

Roça agroecológica das mulheres do Assentamento Dandara dos Palmares, Camamu (BA) Produção de alimentos agroecológicos da roça das mulheres Roça agroecológica das mulheres do Assentamento Dandara dos Palmares, Camamu (BA) Ana Celsa Sousa, Carlos Eduardo de Souza Leite e Luciana Rios

Leia mais

Carta à sociedade referente à participação no Plano de Investimentos do Brasil para o FIP

Carta à sociedade referente à participação no Plano de Investimentos do Brasil para o FIP Carta à sociedade referente à participação no Plano de Investimentos do Brasil para o FIP Prezado(a)s, Gostaríamos de agradecer por sua participação e pelas contribuições recebidas no âmbito da consulta

Leia mais

LEI Nº 7.043, DE 8 DE OUTUBRO DE 2007

LEI Nº 7.043, DE 8 DE OUTUBRO DE 2007 LEI Nº 7.043, DE 8 DE OUTUBRO DE 2007 Publicada no DOE(Pa) de 09.10.07. Dispõe sobre Política Estadual para a Promoção do Uso de Sistemas Orgânicos de Produção Agropecuária e Agroindustrial. Lei: A ASSEMBLÉIA

Leia mais

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome MDS Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional SESAN Fórum de debates sobre a pobreza e a segurança alimentar Campinas, 13 de outubro

Leia mais

Agropecuária 1. Federal. SEADE 153. 1 Este item está baseado na publicação do Censo Agropecuário 1995/96, número 26, Distrito

Agropecuária 1. Federal. SEADE 153. 1 Este item está baseado na publicação do Censo Agropecuário 1995/96, número 26, Distrito Agropecuária 1 O, desmembrado do Estado de Goiás, possui uma área de 5.794 km 2. Situado no Planalto Central, suas altitudes variam de 750 a 1.340 metros, com topografia suave, predominando superfícies

Leia mais

Desenvolvimento e Oportunidades da Agricultura Familiar. Marco Antonio Viana Leite Diretor PAC e Mais Alimentos

Desenvolvimento e Oportunidades da Agricultura Familiar. Marco Antonio Viana Leite Diretor PAC e Mais Alimentos Desenvolvimento e Oportunidades da Agricultura Familiar Marco Antonio Viana Leite Diretor PAC e Mais Alimentos Agricultura Familiar no Mundo São 500 milhões de estabelecimentos da agricultura familiar

Leia mais

alunas foram orientadas na execução da limpeza da área e coleta de material orgânico para proceder a implantação.

alunas foram orientadas na execução da limpeza da área e coleta de material orgânico para proceder a implantação. RELATÓRIO FINAL DE PROJETOS DE EXTENSÃO - PBAEX REGISTRO PROEX N /2015 1 - DADOS DE IDENTIFICAÇÃO CÂMPUS: Amajari Anexo V TÍTULO PROJETO: Horta Agroecológica em Escola da zona rural de Alto Alegre COORDENADOR

Leia mais

MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento. Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa

MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento. Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa MANEJO DE BOVINOS DE CORTE Confinamento Prof : Ricardo Alexandre Silva Pessoa Julho/2013 1 Confinamento - sistema de criação onde lotes de animais são encerrados em piquetes ou currais com área restrita

Leia mais

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA.

PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. PERFIL DOS ESTADOS E DOS MUNICÍPIOS BRASILEIROS: INCLUSÃO PRODUTIVA. FICHA TÉCNICA Coordenação de População e Indicadores Sociais: Bárbara Cobo Soares Gerente de Pesquisas e Estudos Federativos: Antônio

Leia mais

COMPLEMENTAÇÃO DO VALOR DE BOLSAS DE MESTRADO, DOUTORADO E PÓS-DOUTORADO

COMPLEMENTAÇÃO DO VALOR DE BOLSAS DE MESTRADO, DOUTORADO E PÓS-DOUTORADO COMPLEMENTAÇÃO DO VALOR DE BOLSAS DE MESTRADO, DOUTORADO E PÓS-DOUTORADO Última atualização: 30 de maio de 2014 Poderão postular complementação do valor das bolsas de pós-graduação (mestrado ou doutorado)

Leia mais

El Sistema Cooperativo Agrario como Herramienta para la Inserción Competitiva de la Agricultura Familiar en los Mercados

El Sistema Cooperativo Agrario como Herramienta para la Inserción Competitiva de la Agricultura Familiar en los Mercados El Sistema Cooperativo Agrario como Herramienta para la Inserción Competitiva de la Agricultura Familiar en los Mercados O que é Agricultura Familiar no Brasil Lei 11326 Art. 3o Para os efeitos desta Lei,

Leia mais

Apoio à comercialização da agricultura familiar

Apoio à comercialização da agricultura familiar Apoio à comercialização da agricultura familiar Programa de Aquisição de Alimentos 1. Contexto Liberalização dos mercados de produtos agrícolas (anos 90) Intenso processo de concentração de capitais no

Leia mais

FICHA DE INSCRIÇÃO DADOS DA INSTITUIÇÃO

FICHA DE INSCRIÇÃO DADOS DA INSTITUIÇÃO FICHA DE INSCRIÇÃO DADOS DA INSTITUIÇÃO Nome: Emater-MG. Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais. Endereço: Av. Raja Gabaglia, 1626 - B. Gutierrez / Belo Horizonte - MG

Leia mais