GESTÃO ESTRATÉGICA. Quase tudo o que você precisa está disponível em um site, cujo endereço é

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "GESTÃO ESTRATÉGICA. Quase tudo o que você precisa está disponível em um site, cujo endereço é "

Transcrição

1 GESTÃO ESTRATÉGICA Volume 1/ Edição 1 (052315) Dicas de Leitura: 1 ESTRATÉGIA: O CAMINHO CERTO Autores: Henry Minzberg, Bruce Ahlstrand e Joseph Lampel. À medida que ganhava distância da África, aumentava minha confiança no barco e a certeza de que um dia deixaria para trás a ilha onde Napoleão perdeu sua última batalha. Que grande dia seria este! Que significativa vitória para mim! Eu teria, então, provado que meus planos estavam certos e que a mais importante chave para o êxito da travessia estava há muito em minhas mãos: a rota. Autores: Robert Kaplan e David Norton [ ] Apesar da predominância de ventos de sul e da forte tendência de deriva para o norte, o esforço que eu fazia para me manter dentro da rota prevista era menor do que o trabalho que tivera, ainda em terra, para definir a trajetória ideal. [ ] Dois anos de estudos foram consumidos nesta operação, em que não faltaram discussões apimentadas e dúvidas perturbadoras. [ ] No mar, o menor caminho entre dois pontos não é necessariamente o mais curto, mas aquele que conta com o máximo de condições favoráveis. Introdução e Capítulos 1 e 2 (ed. Revista e Ampliada) Autor: Michael Porter [ ] A minha rota, longa, fria e tempestuosa, contava, no entanto, com correntes favoráveis na quase totalidade do trajeto e com a preciosa regularidade dos alísios de sudeste que unem o sul da África ao nordeste brasileiro. Caminho difícil e longo, mas o único possível para um barquinho a remo.. Fonte: KLINK (1992) 2 NÃO SEI POR ONDE COMEÇAR? Quase tudo o que você precisa está disponível em um site, cujo endereço é <andrenomics.com> Ele está dividido em três grandes partes: 1. <Home>, onde está o perfil do professor; 2. <Publicações>, onde estão as principais publicações do professor 3. <Disciplinas>, onde estão listadas as disciplinas do semestre, sendo que uma delas é a disciplina III Gestão Estratégica.

2 Estratégia é a maneira pela qual a empresa estrutura sua cadeia de valor a fim de obter vantagem competitiva Michael Porter Atenção! Existem outras disciplinas antes e depois desta e vale lembrar que nada substitui sua presença em sala. Pergunta: Quais são as atividades na disciplina? Resposta: As atividades estão descritas nos tópicos dos capítulos a seguir. 3 APRESENTAÇÕES DAS ESCOLAS DA ESTRATÉGIA A partir de cada um dos 12 capítulos do livro Safári da Estratégia (2ªed, 2010) serão montadas apresentações, em grupos, sobre o seu conteúdo. Reforçando: os alunos serão divididos em grupos serão conforme os capítulos do livro. O calendário das apresentações será acordado com os alunos, devendo, é claro, deixar uma margem de flexibilidade na sua execução. Caso o número de alunos seja maior que a proporção por capítulo serão apresentados os capítulos 1 e 2 do livro Competição (2009). 4 ANÁLISE INDIVIDUAL 7S MCKINSEY Uma organização bem-sucedida deve ter elementos diferentes que trabalhem em harmonia. Dessa forma, será apresentado em sala um quadro elaborado com 7 diferentes áreas, a partir do modelo do 7s da McKinsey. Mais uma vez, atenção: o quadro apresentado não é igual ao modelo original, pois cada conceito está estruturado em processos internos através de modelos input transformação - output. O fluxo apresentado também conta com um processo de execução divido em cinco etapas, de A a E. Individualmente, todos os alunos devem fazer análise de uma organização, aplicando a lógica do 7S no formato estruturado apresentado. Esta análise deve ser completada pela aplicação da matriz de comparação. O modelo dos 7S e a matriz de comparação estão apresentados em vídeo disponível neste link: https://youtu.be/gpl-hwyht_u 5 PROCESSO SIMPLIFICADO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO HETERODOXO O planejamento estratégico obedecerá a estrutura do modelo 7S acima. Ela será aplicada através do preenchimento de um template que será disponibilizado aos alunos em sala ou no site. No template estão apresentadas todas as etapas do planejamento estratégico. 6 PROCESSO SIMPLIFICADO DO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO ORTODOXO O processo de planejamento estratégico ortodoxo, ou tradicional, pode ser dividido nas seguintes etapas principais: 6.1 SUMÁRIO EXECUTIVO Nome da Empresa; Produtos; Elaboradores; Histórico; Missão; Vocação dos Gestores Principais; Visão; Diretrizes/Princípios; 6.2 ANÁLISE DO AMBIENTE INTERNO Identificação das entidades comparadas; Projeção SWOT; Análise Setorial;

3 6.3 ANÁLISE DO AMBIENTE EXTERNO Análise do Clima; Solo; Operacional; Interno; Campo de Orientação 6.4 COMPARAÇÃO DA ORIENTAÇÃO COM O CAMPO DE ATUAÇÃO Ajustar a análise do campo de atuação com a missão/vocação direcionando para a visão. 6.5 ESCOLHA DAS ESTRATÉGIAS E OBJETIVOS Análise da Estratégia Vigente; Análise da Estratégia a ser seguida; 6.6 ESTABELECIMENTO DE METAS Metas e valores para base de cálculo; Metas por Ano; 6.7 PROJEÇÕES Vendas; Contribuição por classe de produtos; Análise Horizontal; Estoque e Contas a Pagar e a Receber; Imobilizado; Balanço; Mutações do Balanço 6.8 ESTABELECIMENTO DE AÇÕES Elaborar lista de ações e seus detalhamentos; 6.8 CRONOGRAMA Cada atividade deve ser dividida em etapas de implantação; Siga esses passos juntamente com a minha orientação e eles resultarão num planejamento estratégico. 7 QUADRO DAS ESCOLAS DO SAFARI DA ESTRATÉGIA O objetivo é, individualmente, comparar as escolas da estratégia identificadas e sintetizadas no livro Safári de Estratégia de Mintzberg, Ahlstrand e Lampel (2ªed, 2010). Os passos para execução são: 7.1 Desenvolver um quadro no excel com 12 Colunas por 36 Linhas (12x36); 7.2 As linhas devem conter 36 itens, a seguir, e devem seguir, respectivamente, os seguintes princípios: "Pais" os fundadores da escola; Autores mais Lidos dica: os autores mais citados no Google já resolve; Atores centrais Nem sempre o criador é o principal representante da escola, quem é ele? Quem participa? Os autores e empresas mais eminentes e aqueles que aplicam os conceitos da escola; Livros/Referenciais Bibliográficos Os livros principais da disciplina; Volume de publicações Qual a participação, em termos de influência, da escola dentro da estratégia; Obras de Síntese Existe alguma publicação que reúne todos os pensadores da referida escola? Organização Existe algum modelo? Inspiração/Influências Existe alguma disciplina ou área de conhecimento que ajudou a inspirar a criação ou o desenvolvimento da escola? Fundamentos Quais os princípios? Quais os objetivos principais da escola? Inclinação /Orientação Ela é orientada a fundamentos, princípios, modelos, práticas, ou resultados? Início ou Publicação Inicial: Às vezes a escola começa como um movimento, outras através de uma publicação, outras através de uma empresa; Processo de Formulação Existe algum modelo a ser seguido. Um fluxo pode ser considerado um tipo de modelo; Ferramentas Quais as ferramentas mais utilizadas? Estágio Atual Onde ela se encontra no seu respectivo ciclo de vida? Dicas, o ciclo de vida está dividido em 3 fases básicas, início, apogeu e maturidade; Práticas como ela coloca em prática os seus princípios? Consultores/Consultorias Por exemplo, a matriz BCG começou no Boston Consulting Group (BCG) e ela deu um grande impulso a escola. Por sua vez, Michael Porter é um grande autor e, ao mesmo tempo, um grande consultor da escola de posicionamento; Escolas/Universidades Sempre existe uma escola ou universidade onde a escola abriga os seus escrevinhadores mais influentes;

4 Áreas Correlatas (ciências) Por exemplo, a escola cultural se aproxima da Antropologia, a escola do posicionamento, da Economia; Revisão de Literatura Quais os principais livros recentes sobre a escola? Trivialidade(s) Trata-se de alguma curiosidade sobre a escola. Existe algum evento que marcou a escola, por exemplo, a consultoria do Michael Porter entrou em falência; Cartoons/Charges Coloque uma figura que sintetize, mesmo que através de caricatura, a escola; Piadas Existe alguma piada relacionada a escola? Observações marcantes Existe alguma área que é comum a todas as escolas? Frase mais importante Existe algum slogan da escola? Se não houver, como você sintetizaria a escola em uma sentença; Significado/"definição" de estratégia [5 básicos - Mintzberg] Cada escola define estratégia de uma forma diferente, coloque aqui a definição de cada escola; Vantagem Qual a principal vantagem da escola frente as demais? Desvantagem Qual a principal desvantagem da escola frente as demais? Tendências de Controle Qual a área de conhecimento que a escola visa estabelecer o controle? Contradições/Controvérsias/Polêmicas Existe, ou existiu algum embate entre as escolas. Faça o registro da situação aqui; Áreas de Concordância Existe alguma área que é comum a todas as escolas? Ou seja, tem alguma coisa que aparece de forma repetida nas demais escolas; Principais Tendências de Aprendizado A escola aponta algum caminho de aperfeiçoamento; Estado da Arte Quais as últimas tendências da escola? Novidade(s) Apareceu algo recente sobre sua escola; Inovação Existe algo de novo e que já está em uso? O que é velho e importante? - Existe algum modelo que não sai de moda? Sempre vise a harmonia plena de pensamento, palavra e ação Mahatma Gandhi 7.3 Anotar as aulas e registrar os conteúdos nas respectivas colunas de cada escola/capítulo na tabela; 7.4 Ler o livro para completar o conteúdo; DICA: Esse trabalho deve ser feito de forma processual e ao fim de cada aula a planilha deve ser alimentada. Ao final dessas respostas e no cruzamento desses itens serão possíveis o conhecimento de cada uma das escolas. 8 FERRAMENTAS ESTRATÉGICAS Na momento em que se constrói um modelo input transformação - output a parte da transformação sempre fica comprometida devido ao baixo conhecimento das ferramentas estratégicas. Neste tópico vamos resolver esse problema. Algumas ferramentas estratégicas são: I) 1 Identificação de Segmentos-Chave; 2- Princípio de Pareto; 3- Segmentação (Koch); 4 Análise 5C; 5- Matriz PFOA/SWOT; II) 6- Metas de Longo Prazo; 7 Objetivos SMART; 8 Identificação/Gerenciamento de Stakeholders; 9 Criação de Valor (Porter/Kramer); 10- Economic Value Added (EVA); 11- Balanced Scorecard; 12 Ideologia Central/MADDs; III) 13 Marketcrafting (Evans); 14- Previsão de Demanda (HOOF); IV) 15 Cinco Forças; 16- Critérios de Compra do Cliente E2/P2/R2; 17 Economias de Escala; 18- Sexta Força (NAVARRO); 19 Análise PESTEL; 20- Posição Competitiva; V) 21- Matriz de Pontos Fortes/Importância de Recursos; 22- Cadeia de Valor; 23- Matriz Ansoff; 24- Benchmarking; 25- Estrevista Estruturada; VI) 26- Matriz de Atratividade (GE/McKinsey); 27- Matriz BCG; 28- Key Sucess Factors/KSF. Definição de Player Ideal; 29 Maturidade do Setor-Matriz da Condição Estratégica (Arthur D. Little); 30 - Modelo 7S (McKinsey); 31 Matriz de Oportunidade/Vulnerabilidade (Bain/L.E.K); 32- Brainstorming; 33- Planejamento de Cenários; VII) 34- Estratégias Genéricas; 35- Curva de Experiência (BCG); 36- Estratégia do Oceano Azul; 37- Elasticidadepreço da demanda (Marshall); 38- PIMS; 39-4 P s (McCarthy); 40- Pirâmide de Maslow; 41- A base da Pirâmide; 42- Reengenharia; 43- Outsourcing; VIII) 44 Competências Essenciais (Hamel/Prahalad); 45- Capacidades Distintivas (key); 46- Estratégia Deliberada e Emergente (Mintzberg); 47- Lucro a partir do

5 Core Business (Zook); 48 - Tecnologias Disruptivas (Christensen); 49-5 Ps da Estratégia; 50- Espiral do Conhecimento; 51-8 Fase da mudança (Kotter); IX) 52- Ìndice de Risco; 53 Matriz de Riscos; 54- Árvores de Decisão; 55- Lei de Murphy; 56- Matriz BASICO; 57-5W2H; 58- Matriz de Prioridades; O objetivo é montar uma apresentação com apenas sete (7) slides, contendo (Slide 1) o Título e o Nome do Autor, (Slide 2) a Definição da Ferramenta, (Slide 3) o Processo (etapas) da Aplicação da Ferramenta, (Slide 4) o Quando utilizá-la, (Slide 5) Quando ter Cautela, (Slide 6) o Caso de aplicação da Ferramenta e (Slide 7) as Referências (use o exemplo <www.more.ufsc.br>). Um guia de ordenamento pode ser, segundo Evans (2013), conhecer o seu negócio, definir metas e objetivos, fazer previsão de demanda do mercado, avaliar a concorrência de um setor, monitorar a vantagem competitiva, encontrar a lacuna estratégica, preencher a lacuna via estratégia de negócios e - quando necessário - estratégia corporativa. 9 FLUXO DE PROCESSOS DA ESTRATÉGIA Todo trabalho deve culminar num entregável. O entregável final desta disciplina é a integração (ver cap. 10) de todos os conhecimentos adquiridos em grupo e a sua incorporação num fluxo de processos. São 25 processos que serão divididos as seguinte forma: um processo para cada duplas de alunos, ou seja, cada dupla pega um processo para montar e analisar. Todo processo é dividido em entradas, ferramentas e saídas, portanto: input-transformações-outputs. Acesse: <http://andrenomics.com/resources/ac_fluxomckinsey_ %20%281%29.pdf> Assim que os processos forem entregues eles serão consolidados num fluxo de processos da estratégia. 10 ETAPAS PARA O DESENVOLVIMENTO DE UMA VISÃO E ESTRATÉGIA Os macroprocessos do item 9 são aplicados sendo reforçados pelas ferramentas do item 8, cumprindo os requisitos deste item 10, sendo apresentado nos padrões 5 ou Desenvolver uma Visão e uma Estratégia correspondes ao processo da AQPC apud BALDAM, VALLE e ROZENFELD (2014). Ele está dividido, de forma resumida, em: 1.1 Definir o conceito de negócio e visão de longo prazo; Avaliar o ambiente externo; Pesquisar o mercado e determinar as necessidades e desejos do cliente; Realizar análise interna; Estabelecer visão estratégica; Conduzir oportunidades de reestruturação da organização; 1.2 Desenvolver estratégia de negócios; Desenvolver missão global; Avaliar as opções estratégicas para atingir os objetivos; Selecionar a estratégia de negócios de longo prazo; Coordenar e alinhar as estratégias funcionais e de processos; Criar design organizacional; Desenvolver e definir metas organizacionais; Formular estratégias das unidades de negócio e 1.3 Gerenciar inciativas estratégicas. Os Macroprocessos [capítulo 9], baseados no 7S da McKinsey [cap. 9]; serão aplicados usando Ferramentas da Estratégia [cap. 8]; orientados pelas óticas das Escolas da Estratégia, do livro Safari da Estratégia [cap. 7]; cumprindo os requisitos do Processo AQPC [cap. 10]; sendo apresentados nos padrões de Planejamento Estratégico [cap. 5 ou 6] e podem entrar em ação utilizando o Balanced Socorecard [apresentado em sala] Todos os materiais foram disponibilizados para facilitar os seus entregáveis! No mais, bom trabalho! Prof. Dr. André Coelho

6 ÍNDICE: 1 Amir Klink e a Estratégia 2 Orientações Gerais 3 Escolas da Estratégia 4 7S McKinsey 5 Planejamento Heterodoxo 6 Planejamento Ortodoxo 7 Quadro Safari da Estratégia 8 Ferramentas Estratégicas 9 Fluxo de Processos REFERÊNCIAS ALMEIDA, Isnard. Manual de planejamento estratégico: desenvolvimento de um plano estratégico com a utilização de Planilhas Excel. 3. ed. São Paulo: Atlas, BALDAN, Roquemar; VALLE, Rogério; ROZENFELD, Henrique. Gerenciamento de processos de negócios: BPM. 4 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, EVANS, Vaughan. Ferramentas estratégicas. Rio de Janeiro: Elsevier, KAPLAN, Robert; NORTON, David. A estratégia em ação: balanced scorecard. Rio de Janeiro: Campus, KLINK, Amyr. Cem dias entre céu e mar. Rio de Janeiro: José Olympio, MINTZBERG, Henry; AHLSTRAND, Bruce; LAMPEL, Joseph. Safári de estratégia. Porto Alegre, Bookman, Processo AQPC 7 Quadro das Escolas da Estratégia 8 Ferramentas da Estratégia [Clique aqui para adicionar uma legenda] 9 Processos da Estratégia

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CÓDIGO MATRIZ CURRICULAR: 109P1NB

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CÓDIGO MATRIZ CURRICULAR: 109P1NB UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE INFORMÁTICA CURSO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO CÓDIGO MATRIZ CURRICULAR: 109P1NB PLANO DE DISCIPLINA ANO LETIVO: 2011 2º SEMESTRE DADOS DA DISCIPLINA CÓDIGO DISC

Leia mais

Faculdades Integradas Teresa D Ávila

Faculdades Integradas Teresa D Ávila Faculdades Integradas Teresa D Ávila CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Reconhecido pela Portaria Ministerial nº. 4.571 de 28/12/05 e publicado no DOU em 29/12/05. Componente Curricular: Planejamento Estratégico Empresarial

Leia mais

PLANO DE ENSINO. As atividades da disciplina estão orientadas no sentido de alcançar os seguintes objetivos abaixo relacionados:

PLANO DE ENSINO. As atividades da disciplina estão orientadas no sentido de alcançar os seguintes objetivos abaixo relacionados: I IDENTIFICAÇÃO PLANO DE ENSINO Curso Bacharelado em Administração Disciplina Gestão Estratégica Pré-Requisitos: GADM 01 Fundamentos da Administração GADM 02 Teoria das Organizações Professor Marcos Severo

Leia mais

Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento

Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA Faculdade de Filosofia e Ciências Câmpus de Marília Departamento de Ciência da Informação Modelos, Métodos e Técnicas de Planejamento Profa. Marta Valentim Marília 2014 Modelos,

Leia mais

Aula 2. Planejamento Estratégico de Marketing

Aula 2. Planejamento Estratégico de Marketing Aula 2 Planejamento Estratégico de Marketing Profa. Ms. Daniela Cartoni daniela.cartoni@veris.edu.br Ambiente de marketing Planejamento Estratégico de Marketing Processo de reflexão sobre informações e

Leia mais

Gestão Estratégica no Serviço Público

Gestão Estratégica no Serviço Público Projeto Maricá Coordenador: José Geraldo Abunhaman Gestão Estratégica no Serviço Público Prof. Joel de Lima Pereira Castro Junior, PhD joelpcastro@uol.com.br Por que planejar? O processo de liberdade do

Leia mais

Estratégia de Operações - Modelos de Formulação - Jonas Lucio Maia

Estratégia de Operações - Modelos de Formulação - Jonas Lucio Maia Estratégia de Operações - Modelos de Formulação - Jonas Lucio Maia Processo de EO Procedimentos que são, ou podem ser, usados para formular as estratégias de operações que a empresa deveria adotar (SLACK,

Leia mais

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES

PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES PROJETO UTILIZANDO QLIKVIEW PARA ESTUDO / SIMULAÇÃO DE INDICADORES Fábio S. de Oliveira 1 Daniel Murara Barcia 2 RESUMO Gerenciar informações tem um sido um grande desafio para as empresas diante da competitividade

Leia mais

1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia de Curitiba-PR. LOCAL: Curitiba-PR 24/04/2014

1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia de Curitiba-PR. LOCAL: Curitiba-PR 24/04/2014 1º SEMINÁRIO: Gestão Estratégica para Departamentos Jurídicos e Escritórios de Advocacia de Curitiba-PR LOCAL: Curitiba-PR 24/04/2014 TEMA DA PALESTRA: Ferramentas de Gestão Estratégica PALESTRANTE: Edison

Leia mais

Sistemas de Informações Gerenciais

Sistemas de Informações Gerenciais Sistemas de Informações Gerenciais 2 www.nbs.com.br Soluções eficazes em Gestão de Negócios. Nossa Visão Ser referência em consultoria de desenvolvimento e implementação de estratégias, governança, melhoria

Leia mais

Como facilitar sua Gestão Empresarial

Como facilitar sua Gestão Empresarial Divulgação Portal METROCAMP Como facilitar sua Gestão Empresarial Aplique o CANVAS - montando o seu(!) Modelo de Gestão Empresarial de Werner Kugelmeier WWW.wkprisma.com.br Por que empresas precisam de

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO 2013/1. Disciplina: Estratégia Empresarial 6º. Período Professor: FREDERICO VIDIGAL

ADMINISTRAÇÃO 2013/1. Disciplina: Estratégia Empresarial 6º. Período Professor: FREDERICO VIDIGAL ADMINISTRAÇÃO 2013/1 Disciplina: Estratégia Empresarial 6º. Período Professor: FREDERICO VIDIGAL Período: 1º. Semestre / 2013 Objetivos da disciplina: Desenvolver a capacidade dos alunos no sentido da

Leia mais

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo

Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo Gerenciamento Estratégico e EHS Uma parceria que dá certo INTRODUÇÃO O Balanced Scorecard (BSC) é uma metodologia desenvolvida para traduzir, em termos operacionais, a Visão e a Estratégia das organizações

Leia mais

Alinhamento entre Estratégia e Processos

Alinhamento entre Estratégia e Processos Fabíola Azevedo Grijó Superintendente Estratégia e Governança São Paulo, 05/06/13 Alinhamento entre Estratégia e Processos Agenda Seguros Unimed Modelo de Gestão Integrada Kaplan & Norton Sistema de Gestão

Leia mais

Plano de Ensino Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos

Plano de Ensino Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos Faculdade Curso Disciplina Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Curso Superior de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos ADMEST - Administração Estratégica Período Letivo 2013 - Anual Currículo 40032012

Leia mais

Faça você mesmo seu modelo de gestão Canvas, seguindo um guia de 7 passos

Faça você mesmo seu modelo de gestão Canvas, seguindo um guia de 7 passos Faça você mesmo seu modelo de gestão Canvas, seguindo um guia de 7 passos Pesquisas revelam que 45% da receita de uma organização são gerados pelos melhores gestores da empresa.você quer desenhar a sua

Leia mais

Núcleo Comum. Gestão Empresarial. Administração Estratégica Planejamento e o BSC. Prof. Me. Achiles Batista Ferreira Junior

Núcleo Comum. Gestão Empresarial. Administração Estratégica Planejamento e o BSC. Prof. Me. Achiles Batista Ferreira Junior Núcleo Comum Gestão Empresarial Administração Estratégica Planejamento e o BSC Prof. Me. Achiles Batista Ferreira Junior INTRODUÇÃO O ato de planejar e gerenciar pertence ao cotidiano de grande parte dos

Leia mais

FACULDADE EVANGÉLICA DE TAGUATINGA PLANO DE ENSINO

FACULDADE EVANGÉLICA DE TAGUATINGA PLANO DE ENSINO CURSO: ADMINISTRAÇÃO DISCIPLINA: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA CARGA HORÁRIA: 72 H/A CRÉDITOS: 4 PROFESSOR: RUBEM JOSÉ BOFF PRÉ-REQUISITO: EMENTA: A Organização e seu ambiente. Evolução da Gestão Estratégica.

Leia mais

ACERTE NOS INDICADORES DE DESEMPENHO SOB A ÓTICA DO BALANCED SCORECARD. BRUNO VALIM ITIL, COBIT, MCST, HDI-SCTL www.brunovalim.com.

ACERTE NOS INDICADORES DE DESEMPENHO SOB A ÓTICA DO BALANCED SCORECARD. BRUNO VALIM ITIL, COBIT, MCST, HDI-SCTL www.brunovalim.com. ACERTE NOS INDICADORES DE DESEMPENHO SOB A ÓTICA DO BALANCED SCORECARD BRUNO VALIM ITIL, COBIT, MCST, HDI-SCTL O que torna o homem diferente dos outros animais é a habilidade de OBSERVAR, MEDIR, ANALISAR

Leia mais

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto

Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto BALANCED SCORECARD Qualider Consultoria e Treinamento Instrutor: José Roberto Por que a Implementação da Estratégia torna-se cada vez mais importante? Você conhece a Estratégia de sua Empresa? Muitos líderes

Leia mais

FERRAMENTAS DE GESTÃO

FERRAMENTAS DE GESTÃO FERRAMENTAS DE GESTÃO GUIA PARA EXECUTIVOS Professo MSc Lozano 2015 FERRAMENTAS DE GESTÃO Técnicas gerenciais utilizadas pelas organizações para aumentar competitividade. Ferramentas Básicas para Gestão

Leia mais

Líder em consultoria no agronegócio

Líder em consultoria no agronegócio MPRADO COOPERATIVAS mprado.com.br COOPERATIVAS 15 ANOS 70 Consultores 25 Estados 300 cidade s 500 clientes Líder em consultoria no agronegócio 3. Gestão empresarial 3.1 Gestão empresarial Objetivo: prover

Leia mais

Aula 2 Assunto: Modelos para Plano de Negócios

Aula 2 Assunto: Modelos para Plano de Negócios DISCIPLINA: Gestão Empresarial Aula 2 Assunto: Modelos para Plano de Negócios Prof Ms Keilla Lopes Mestre em Administração pela UFBA Especialista em Gestão Empresarial pela UEFS Graduada em Administração

Leia mais

Planejamento e Gerenciamento Estratégico. Balanced Scorecard

Planejamento e Gerenciamento Estratégico. Balanced Scorecard Planejamento e Gerenciamento Estratégico Balanced Scorecard 2 www.nbs.com.br Soluções eficazes em Gestão de Negócios. Nossa Visão Ser referência em consultoria de desenvolvimento e implementação de estratégias,

Leia mais

Governança de TIC. CobiT 4.1

Governança de TIC. CobiT 4.1 Governança de TIC CobiT 4.1 Conceitos Governança: A expressão governar tem origem na expressão navegar... E o que quem navega faz? Ele faz um mapa, dá a direção, faz as regras de convivência. Tomáz de

Leia mais

Conteúdo. 1. Origens e Surgimento. Origens e Surgimento

Conteúdo. 1. Origens e Surgimento. Origens e Surgimento 1 2 Planejamento Estratégico: conceitos e evolução; administração e pensamento estratégico Profª Ms Simone Carvalho simonecarvalho@usp.br Profa. Ms. Simone Carvalho Conteúdo 3 1. Origens e Surgimento 4

Leia mais

Estratégias em Tecnologia da Informação. Variáveis Ambientais e Diagnóstico Estratégico (Análise SWOT)

Estratégias em Tecnologia da Informação. Variáveis Ambientais e Diagnóstico Estratégico (Análise SWOT) Estratégias em Tecnologia da Informação Capítulo 5 Variáveis Ambientais e Diagnóstico Estratégico (Análise SWOT) Material de apoio 2 Esclarecimentos Esse material é de apoio para as aulas da disciplina

Leia mais

XII Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2007

XII Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2007 XII Seminario Latino-Iberoamericano de Gestión Tecnológica - ALTEC 2007 Processo de Avaliação e Acompanhamento de Empreendimentos Pré-Incubados Utilizando Balanced Scorecard Perez, Celso Roberto Instituto

Leia mais

Diagnostico Organizacional Compreendendo o sistema de definição de objetivos. Missão. As principais forças. Visão. O sonho que nos move.

Diagnostico Organizacional Compreendendo o sistema de definição de objetivos. Missão. As principais forças. Visão. O sonho que nos move. VALORES Qualificação / Valorização Disponibilização / Visibilidade. Diagnostico Organizacional Compreendendo o sistema de definição de objetivos Missão As principais forças Visão O sonho que nos move Princípios

Leia mais

Conceito e Processo do Planejamento Estratégico

Conceito e Processo do Planejamento Estratégico ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Estratégia de Negócios em TI (Parte 1) Conceito e Processo do Planejamento Estratégico Prof. Me. Walteno Martins Parreira Jr Origem da Estratégia: Originalmente

Leia mais

Como tudo começou...

Como tudo começou... Gestão Estratégica 7 Implementação da Estratégica - BSC Prof. Dr. Marco Antonio Pereira pereira@marco.eng.br Como tudo começou... 1982 In Search of Excellence (Vencendo a Crise) vendeu 1.000.000 de livros

Leia mais

Módulo 4.1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO

Módulo 4.1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO Módulo 4.1 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO EVOLUÇÃO DA COMPETIÇÃO NOS NEGÓCIOS 1. Revolução industrial: Surgimento das primeiras organizações e como consequência, a competição pelo mercado de commodities. 2.

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Instrutora: Aneliese Nascimento

ELABORAÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS. Instrutora: Aneliese Nascimento Instrutora: Aneliese Nascimento O QUE É UM PROJETO? 4 Instrumento de comunicação. 4 Instrumento de intervenção em um ambiente ou situação para mudanças. 4 Instrumento para fazer algo inovador. O QUE DEVE

Leia mais

FERRAMENTAS DE GESTÃO PARA EMPRESAS DE CONTABILIDADE

FERRAMENTAS DE GESTÃO PARA EMPRESAS DE CONTABILIDADE FERRAMENTAS DE GESTÃO PARA EMPRESAS DE CONTABILIDADE José Henrique Domingues Carneiro (Prof. Rico) CRCSC 16085 Vamos acordar? Contatos para: PALESTRAS TREINAMENTOS WORKSHOPS CONSULTORIAS CURSOS ANIMAÇÃO

Leia mais

3 METODOLOGIA DA PESQUISA

3 METODOLOGIA DA PESQUISA 3 METODOLOGIA DA PESQUISA O objetivo principal deste estudo, conforme mencionado anteriormente, é identificar, por meio da percepção de consultores, os fatores críticos de sucesso para a implementação

Leia mais

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit.

1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 1- Objetivo: Avaliar os conhecimentos adquiridos durante o auto treinamento de Governança de TI com as práticas da ITIL e Cobit. 2 Regras e Instruções: Antes de começar a fazer a avaliação leia as instruções

Leia mais

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO

CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 PLANO DE CURSO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO Autorizado pela Portaria nº 1.399 de 04/07/01 DOU de 09/07/01 Componente Curricular: ADMINISTRAÇÃO ESTRATÉGICA Código: ADM - 456 CH Total: 60 Pré-requisito: -0- Período Letivo: 2013/2

Leia mais

Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação

Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação Exercícios sobre Competindo com a Tecnologia da Informação Exercício 1: Leia o texto abaixo e identifique o seguinte: 2 frases com ações estratégicas (dê o nome de cada ação) 2 frases com características

Leia mais

Planejamento Estratégico Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração

Planejamento Estratégico Porque Educação Executiva Insper Cursos de Curta e Média Duração 1 Porque Educação Executiva Insper A dinâmica do mundo corporativo atual exige profissionais multidisciplinares, capazes de interagir e formar conexões com diferentes áreas da empresa e entender e se adaptar

Leia mais

Clique para editar o estilo do título mestre BSC. Mais do que uma ferramenta, um atalho para se alcançar a Visão de Futuro.

Clique para editar o estilo do título mestre BSC. Mais do que uma ferramenta, um atalho para se alcançar a Visão de Futuro. Clique para editar o estilo do título mestre BSC Mais do que uma ferramenta, um atalho para se alcançar a Visão de Futuro Outubro 2009 Como garantir a sustentabilidade dos resultados no curto e no longo

Leia mais

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS

FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS Gestão de Riscos Como lidar com as incertezas do Projeto? Thomaz Ottoni da Fonseca 04/11/2015 FATTO CONSULTORIA E SISTEMAS 2015 FATTO Consultoria e Sistemas www.fattocs.com 1 ORIENTAÇÕES INICIAIS Dê preferência

Leia mais

Enquadramento geral A gestão e os seus atores. Capítulo 1 Desafios que se colocam à gestão moderna 23

Enquadramento geral A gestão e os seus atores. Capítulo 1 Desafios que se colocam à gestão moderna 23 Índice PREFÁCIO PARA OS ESTUDANTES 13 PREFÁCIO PARA OS PROFESSORES 15 INTRODUÇÃO 17 PARTE 1 Enquadramento geral A gestão e os seus atores Capítulo 1 Desafios que se colocam à gestão moderna 23 1.1. As

Leia mais

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO

Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO Aula 7: TREINAMENTO E DESENVOLVIMENTO OBJETIVOS Definir com maior precisão o que é marketing; Demonstrar as diferenças existentes entre marketing externo, marketing interno e marketing de treinamento;

Leia mais

Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza

Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Apresentação da disciplina e proposta didática Prof. MSc Hugo Vieira L. Souza Este documento está sujeito a copyright. Todos os direitos estão reservados para o todo ou quaisquer partes do documento, em

Leia mais

BankersLab : Visão Geral do Produto CollectionLab

BankersLab : Visão Geral do Produto CollectionLab BankersLab : Visão Geral do Produto CollectionLab Por que BankersLab? Inovador no desenvolvimento de treinamentos gerenciais avançados baseados em Cases e Games que permitem praticar e simular as decisões

Leia mais

FORMULÁRIO DE PROJETO FIP/MAGSUL Ano: 2012

FORMULÁRIO DE PROJETO FIP/MAGSUL Ano: 2012 FORMULÁRIO DE PROJETO FIP/MAGSUL Ano: 2012 Administração: (Bacharel) Direito: (Bacharel) Mantida pela A.E.S.P. R: Tiradentes, 322 Centro Tel.: (67) 3437-8820 Ponta Porã MS Home Page: www.magsul-ms.com.br

Leia mais

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve.

Balanced Scorecard BSC. O que não é medido não é gerenciado. Medir é importante? Também não se pode medir o que não se descreve. Balanced Scorecard BSC 1 2 A metodologia (Mapas Estratégicos e Balanced Scorecard BSC) foi criada por professores de Harvard no início da década de 90, e é amplamente difundida e aplicada com sucesso em

Leia mais

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ

Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Um jeito Diferente, Inovador e Prático de fazer Educação Corporativa Ementa do MBA Executivo em Gestão Empresarial com ênfase em Locação de Equipamento Turma: SINDILEQ Objetivo: Auxiliar o desenvolvimento

Leia mais

Construa um sistema de gestão com a sua cara: inovando

Construa um sistema de gestão com a sua cara: inovando Construa um sistema de gestão com a sua cara: inovando Qual o gestor, que ainda não tenha se perguntado qual seria o sistema de gestão mais inteligente para buscar o resultado esperado? Alguns gestores

Leia mais

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares,

Região. O PRESIDENTE DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO, no uso de suas atribuições legais, regimentais e regulamentares, PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 24ª REGIÃO PORTARIA TRT/GP/DGCA Nº 630/2011 Define a Política de Planejamento Estratégico de Tecnologia da Informação e Comunicações

Leia mais

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE

FACULDADE SETE DE SETEMBRO FASETE PLANO DE CURSO 1. DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Curso: Bacharelado em Administração Disciplina: Estratégia empresarial Professor: Salomão David Vergne Cardoso E-mail: vergne07@gmail.com Código: Carga Horária:

Leia mais

EXECUTIVE GESTÃO ESTRATÉGICA. www.executivebc.com.br. 071 3341-4243 cursos@executivebc.com.br

EXECUTIVE GESTÃO ESTRATÉGICA. www.executivebc.com.br. 071 3341-4243 cursos@executivebc.com.br EXECUTIVE GESTÃO ESTRATÉGICA www.executivebc.com.br 071 3341-4243 cursos@executivebc.com.br GESTÃO ESTRATÉGICA O presente documento apresenta o modelo de implantação do sistema de gestão estratégica da

Leia mais

Principais conceitos Etapas do planejamento Gestão Estratégica. Prof. Marcelo Marques. 5. Elaboração dos Planos Setoriais

Principais conceitos Etapas do planejamento Gestão Estratégica. Prof. Marcelo Marques. 5. Elaboração dos Planos Setoriais Principais conceitos Etapas do planejamento Gestão Estratégica Prof. Marcelo Marques 1. Priorização das iniciativas estratégicas 2. Criação do mapa estratégico 3. Definição de indicadores e metas institucionais

Leia mais

Como internacionalizar Marketing e Vendas

Como internacionalizar Marketing e Vendas Divulgação Portal METROCAMP Como internacionalizar Marketing e Vendas Aplique o CANVAS - montando o seu(!) Modelo de Internacionalização de Marketing e Vendas de Werner Kugelmeier WWW.wkprisma.com.br Por

Leia mais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais

Liderando Projetos com Gestão de Mudanças Organizacionais Jorge Bassalo Strategy Consulting Sócio-Diretor Resumo O artigo destaca a atuação da em um Projeto de Implementação de um sistema ERP, e o papel das diversas lideranças envolvidas no processo de transição

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO-ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS 1. EMENTA O conceito de estratégia. O estrategista. A formulação da estratégia. A análise da estratégia. A formação da estratégia. Implementação da estratégia. O controle estratégico. A estrutura. Liderança

Leia mais

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão

O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão O desafio da liderança: Avaliação, Desenvolvimento e Sucessão Esse artigo tem como objetivo apresentar estratégias para assegurar uma equipe eficiente em cargos de liderança, mantendo um ciclo virtuoso

Leia mais

Como implementar a estratégia usando Remuneração e Reconhecimento

Como implementar a estratégia usando Remuneração e Reconhecimento Como implementar a estratégia usando Remuneração e Reconhecimento De Luís Cláudio S. Pinho As organizações buscam continuamente gerar valor para maximizar a riqueza no longo prazo e, conseqüentemente,

Leia mais

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FACULDADE PITÁGORAS DISCIPLINA: SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Prof. Ms. Carlos José Giudice dos Santos carlos@oficinadapesquisa.com.br www.oficinadapesquisa.com.br Usando o SI como vantagem competitiva Vimos

Leia mais

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1

www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 www.marketingdigitalexpress.com.br - Versão 1.0 Página 1 Remarketing é um recurso utilizado para direcionar anúncios personalizados para as pessoas que visitaram uma determinada página do seu site ou clicaram

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014 Anexo à Resolução CGM 1.143 DE 08/07/2014 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO SINTÉTICO 2013 2016 - REVISÃO 2014 INTRODUÇÃO Este trabalho é o produto de discussões finalizados em fevereiro de 2014, junto à Comissão

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA COLÉGIO SESI ENSINO MÉDIO

GESTÃO ESTRATÉGICA COLÉGIO SESI ENSINO MÉDIO GESTÃO ESTRATÉGICA COLÉGIO SESI ENSINO MÉDIO Resumo Denis Pereira Martins 1 - SESI-PR Grupo de Trabalho Políticas Públicas, Avaliação e Gestão da Educação Básica Agência Financiadora: SESI PR O Sesi Paraná

Leia mais

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros

Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Implementação rápida do modelo Balanced Scorecard (BSC) nas empresas de seguros Uma evolução nos sistemas de controle gerencial e de planejamento estratégico Francisco Galiza Roteiro Básico 1 SUMÁRIO:

Leia mais

Consciências de Desempenho Empresarial

Consciências de Desempenho Empresarial Quando o Design Thinking surgiu como uma alternativa para Solucionar Problemas, apresentando um novo perfil de raciocínio, considerando as partes interessadas como eixo de referência, ousando em pensar

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva 1 Resposta do Exercício 1 Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando

Leia mais

Guia Prático Marketing Estratégico

Guia Prático Marketing Estratégico Guia Prático Marketing Estratégico [Digite texto] Agosto de 2015 Esse guia prático para o planejamento estratégico de marketing fornece os passos e templates conforme a metodologia abaixo: Processo de

Leia mais

Muito mais que um troféu

Muito mais que um troféu São Paulo, 08 de Julho de 2009. Circular ABISIPA Nº 28/2009 Muito mais que um troféu O Brazilian Beauty Club vai premiar o melhor planejamento estratégico de exportação com a participação em um Simpósio

Leia mais

Objetivos 29/09/2010 BIBLIOGRAFIA. Administração Financeira I UFRN 2010.2 Prof. Gabriel Martins de Araújo Filho. Tópicos BALANÇO DE TAMANHO COMUM

Objetivos 29/09/2010 BIBLIOGRAFIA. Administração Financeira I UFRN 2010.2 Prof. Gabriel Martins de Araújo Filho. Tópicos BALANÇO DE TAMANHO COMUM Objetivos Administração Financeira I UFRN 2010.2 Prof. Gabriel Martins de Araújo Filho A EMPRESA NO MODELO DO BALANÇO PATRIMONIAL: análise das demonstrações financeiras Compreender a importância da padronização

Leia mais

A Perspectiva Financeira do Balanced Scorecard (BSC) e a Gestão Baseada em Valor (VBM ): Uma aplicação no Planejamento Estratégico

A Perspectiva Financeira do Balanced Scorecard (BSC) e a Gestão Baseada em Valor (VBM ): Uma aplicação no Planejamento Estratégico A Perspectiva Financeira do Balanced Scorecard (BSC) e a Gestão Baseada em Valor (VBM ): Uma aplicação no Planejamento Estratégico João Carlos de Oliveira (UNIMEP) joliveir@lpnet.com.br Clóvis Luiz Padoveze

Leia mais

Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil. Como estamos agregando valor com a Gestão por Processos? Leandro Jesus Sócio-Diretor

Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil. Como estamos agregando valor com a Gestão por Processos? Leandro Jesus Sócio-Diretor Liderança em idéias, métodos e resultados em BPM no Brasil Como estamos agregando valor com a Gestão por Processos? Leandro Jesus Sócio-Diretor Agenda 1 O conceito: geração de valor com a gestão por processos

Leia mais

ESTRATÉGIA DE EMPRESAS

ESTRATÉGIA DE EMPRESAS ESTRATÉGIA DE EMPRESAS Professor: Alexander Baer Fundação Getúlio Vargas MBA em Gestão de Negócios Imobiliários e da Construção Civil Resumo: Abdala Carim Nabut Neto, M.Sc. 26/02/2014 1) O que é ESTRATÉGIA?

Leia mais

MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS

MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS MBA EM GERENCIAMENTO DE PROJETOS 1. APRESENTAÇÃO Num ambiente tão competitivo, gerir corretamente os projetos, seu cronograma, escopo e custo são cada vez mais essenciais para as organizações. Para isso,

Leia mais

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios

Módulo 2. Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Módulo 2 Origem do BSC, desdobramento do BSC, estrutura e processo de criação do BSC, gestão estratégica e exercícios Origem do BSC Cenário Competitivos CONCORRENTE A CONCORRENTE C VISÃO DE FUTURO ESTRATÉGIA

Leia mais

Noções de Planejamento Estratégico e Gestão Estratégica

Noções de Planejamento Estratégico e Gestão Estratégica Noções de Planejamento Estratégico e Gestão Estratégica Utilizando como ponto de partida os artigos Idéias de Sucesso: Utilizando o Balanced Scorecard escrito por Luis Augusto German, A difícil tarefa

Leia mais

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL

ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL ANEXO X DIAGNÓSTICO GERAL 1 SUMÁRIO DIAGNÓSTICO GERAL...3 1. PREMISSAS...3 2. CHECKLIST...4 3. ITENS NÃO PREVISTOS NO MODELO DE REFERÊNCIA...11 4. GLOSSÁRIO...13 2 DIAGNÓSTICO GERAL Este diagnóstico é

Leia mais

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor 2 Apresentando as etapas da Metodologia Tear de forma simplificada, esta versão resumida foi preparada para permitir um acesso rápido

Leia mais

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança

Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Especialização em Gestão Estratégica de Pessoas e Liderança Apresentação CAMPUS IGUATEMI Inscrições em Breve Turma 02 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas,

Leia mais

Lean Seis Sigma e Benchmarking

Lean Seis Sigma e Benchmarking Lean Seis Sigma e Benchmarking Por David Vicentin e José Goldfreind O Benchmarking elimina o trabalho de adivinhação observando os processos por trás dos indicadores que conduzem às melhores práticas.

Leia mais

E-BOOK LIDERANÇA. Os 5 comportamentos indispensáveis para um líder de sucesso! PRISCILLA BELLETATE. - Coach de Liderança -

E-BOOK LIDERANÇA. Os 5 comportamentos indispensáveis para um líder de sucesso! PRISCILLA BELLETATE. - Coach de Liderança - E-BOOK LIDERANÇA Os 5 comportamentos indispensáveis para um líder de sucesso! PRISCILLA BELLETATE - Coach de Liderança - SUMÁRIO Capítulo 1 - Introdução Capítulo 2 Os 5 comportamentos Capítulo 3 - Conclusão

Leia mais

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira

GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS. Vanice Ferreira GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS Vanice Ferreira 12 de junho de 2012 GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais DE QUE PROCESSOS ESTAMOS FALANDO? GESTÃO E OTIMIZAÇÃO DE PROCESSOS: conceitos iniciais

Leia mais

Sumário. Agradecimentos... 7. Capítulo II

Sumário. Agradecimentos... 7. Capítulo II Agradecimentos É bem difícil escrever agradecimentos pela simples razão que inúmeras pessoas ajudam na nossa formação, seja pelas críticas ou sugestões. Claro que inicio pelos meus pais Giovanni Carranza

Leia mais

EMPREENDA! 6ª Edição - DÚVIDAS FREQUENTES

EMPREENDA! 6ª Edição - DÚVIDAS FREQUENTES EMPREENDA! 6ª Edição - DÚVIDAS FREQUENTES O que é o EMPREENDA? É uma competição de empreendedorismo e inovação, que em 2013 chega a sua 6ª edição, voltada para todos os alunos de cursos Técnicos, do Programa

Leia mais

Plano de marketing Um roteiro para a ação

Plano de marketing Um roteiro para a ação Plano de marketing Um roteiro para a ação 1. Planejar, planejar, planejar 2. Planejamento de marketing e plano de marketing 3. Processo de elaboração e roteiro do plano de marketing 4. Detalhamento do

Leia mais

MBA em Gestão de Proc. de Negócios, Qualidade e Certificações

MBA em Gestão de Proc. de Negócios, Qualidade e Certificações MBA em Gestão de Proc. de Negócios, Qualidade e Certificações Apresentação CAMPUS STIEP Inscrições em Breve Turma 14 --> *Alunos matriculados após o início das aulas poderão cursar as disciplinas já realizadas

Leia mais

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: AUXILIAR ADMINISTRATIVO

Administração Central Unidade de Ensino Médio e Técnico - Cetec. Ensino Técnico. Qualificação: AUXILIAR ADMINISTRATIVO Plano de Trabalho Docente 2013 Ensino Técnico Etec PROFESSOR MASSUYUKI KAWANO Código: 136 Município: TUPÃ Eixo Tecnológico: GESTÃO E NEGÓCIO Habilitação Profissional: TÉCNICO EM ADMINISTRAÇÃO Qualificação:

Leia mais

Curso de. Formação Executiva em Estratégia, Governança e Processos de TI

Curso de. Formação Executiva em Estratégia, Governança e Processos de TI Curso de Formação Executiva em Estratégia, Governança e Processos de TI Descrição da Ementa do Curso Como integrar negócio e tecnologia? Como maximizar o retorno sobre investimentos em projetos de Tecnologia

Leia mais

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence

Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager. Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Solutions Apresentação do SA-Performance Manager Por: Anderson Pereira Diretor de Negócios Unidade Excellence Interact Group Fundação: agosto / 1999 80 Colaboradores diretos 85 Colaboradores nas

Leia mais

ESTRATÉGIA EMPRESARIAL

ESTRATÉGIA EMPRESARIAL Mestrado em Contábeis e Administração MÓDULO ESTRATÉGIA EMPRESARIAL AULA 2 Prof. Dr. Júlio A. F. dos Reis DIVISÃO DO MÓDULO PARA ATENDER AOS OBJETIVOS. Epistemologia, contexto e conceito de estratégia

Leia mais

Organização Orientada para a Estratégia (Kaplan & Norton) Transformando a Estratégia em tarefa cotidiana de todos

Organização Orientada para a Estratégia (Kaplan & Norton) Transformando a Estratégia em tarefa cotidiana de todos Organização Orientada para a Estratégia (Kaplan & Norton) Transformando a Estratégia em tarefa cotidiana de todos Revisão Organizações focalizadas na estratégia: Traduzir a estratégia em termos operacionais;

Leia mais

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS

ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS ATIVIDADES PRÁTICAS SUPERVISIONADAS 3ª Série Gestão em Marketing CST em Marketing A atividade prática supervisionada (ATPS) é um método de ensino-aprendizagem desenvolvido por meio de um conjunto de atividades

Leia mais

COMO FAZER A TRANSIÇÃO

COMO FAZER A TRANSIÇÃO ISO 9001:2015 COMO FAZER A TRANSIÇÃO Um guia para empresas certificadas Antes de começar A ISO 9001 mudou! A versão brasileira da norma foi publicada no dia 30/09/2015 e a partir desse dia, as empresas

Leia mais

Núcleo Estadual GesPública RS

Núcleo Estadual GesPública RS Programa Nacional de Gestão Pública e Desburocratização GESPÚBLICA Núcleo Estadual GesPública RS Contexto do GESPÚBLICA no MINISTÉRIO Ministro do Planejamento, Orçamento e Gestão G E S P Ú B L I C A Conselho

Leia mais

A Inovação Aprendizagem e crescimento dos funcionários treinando-os para melhoria individual, numa modalidade de aprendizagem contínua.

A Inovação Aprendizagem e crescimento dos funcionários treinando-os para melhoria individual, numa modalidade de aprendizagem contínua. Balanced Score Card A Tecnologia da Informação é considerada fundamental para os vários setores, tanto no nível operacional como estratégico. Muitas das razões para Tecnologia da Informação fazer parte

Leia mais

Experiência: Sistema PIER e Gestão por Resultados (Painel de Indicadores Estratégicos)

Experiência: Sistema PIER e Gestão por Resultados (Painel de Indicadores Estratégicos) Experiência: Sistema PIER e Gestão por Resultados (Painel de Indicadores Estratégicos) SERPRO - Serviço Federal de Processamento de Dados Ministério da Fazenda Responsável: Adinilson Martins da Silva Técnico

Leia mais

SIMPÓSIO GESTÃO NA PRÁTICA LIDERANÇA. Ricardo Seperuelo Liderança

SIMPÓSIO GESTÃO NA PRÁTICA LIDERANÇA. Ricardo Seperuelo Liderança SIMPÓSIO GESTÃO NA PRÁTICA LIDERANÇA Ricardo Seperuelo Liderança 1 Ativos Intangíveis Capital Organizacional Capital da Informação Quem são os ativos intangíveis? Os que não são mensurados pelo sistema

Leia mais

Gestão estratégica em processos de mudanças

Gestão estratégica em processos de mudanças Gestão estratégica em processos de mudanças REVISÃO DOS MACRO PONTOS DO PROJETO 1a. ETAPA: BASE PARA IMPLANTAÇÃO DE UM MODELO DE GESTÃO DE PERFORMANCE PROFISSIONAL, que compreenderá o processo de Análise

Leia mais

Nota Pedagógica Um (des)caso do planejamento estratégico na Administração Pública

Nota Pedagógica Um (des)caso do planejamento estratégico na Administração Pública Nota Pedagógica Um (des)caso do planejamento estratégico na Administração Pública Temas: Mudança Organizacional. Estratégia. Planejamento Estratégico. Gestão Pública. Utilização: Utilizar o estudo de caso

Leia mais

Organização da Aula Empreendedorismo Aula 2 Competitividade: Século XXI Contextualização Vantagem Competitiva

Organização da Aula Empreendedorismo Aula 2 Competitividade: Século XXI Contextualização Vantagem Competitiva Empreendedorismo Aula 2 Prof. Me. Fabio Mello Fagundes Organização da Aula Competitividade Estratégia Ambiente das organizações Competitividade: Século XXI Hiperconcorrência Contextualização Economia globalizada

Leia mais

FERRAMENTAS DA QUALIDADE BALANCED SCORECARD

FERRAMENTAS DA QUALIDADE BALANCED SCORECARD FERRAMENTAS DA QUALIDADE BALANCED SCORECARD Histórico Desenvolvimento do Balanced Scorecard: 1987, o primeiro Balanced Scorecard desenvolvido por Arthur Schneiderman na Analog Devices, uma empresa de porte

Leia mais

Principais Ferramentas do Tidia-ae

Principais Ferramentas do Tidia-ae Principais Ferramentas do Tidia-ae Durante o curso, será necessário que você conheça algumas ferramentas no ambiente do Tidia-ae. Vamos listar aqui as ferramentas Atividades, Fórum de Discussão, Repositório

Leia mais