PROGRAMA INSTITUCIONAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE INCENTIVO À INICIAÇÃO CIENTÍFICA (MODALIDADES IC/ICJR) EDITAL n 02/2012/DIPESP/IFAM-CMC/IC-ICJR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROGRAMA INSTITUCIONAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE INCENTIVO À INICIAÇÃO CIENTÍFICA (MODALIDADES IC/ICJR) EDITAL n 02/2012/DIPESP/IFAM-CMC/IC-ICJR"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS DIRETORIA GERAL DO CAMPUS MANAUS CENTRO DIRETORIA DE PESQUISA E POS-GRADUAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL PARA CONCESSÃO DE BOLSAS DE INCENTIVO À INICIAÇÃO CIENTÍFICA (MODALIDADES IC/ICJR) EDITAL n 02/2012/DIPESP/IFAM-CMC/IC-ICJR 1. DA APRESENTAÇÃO A Diretoria de Pesquisa e Pós-Graduação (DIPESP), Campus Manaus-Centro do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (IFAM), no uso de suas atribuições legais, torna público o presente Edital de Convocação para a apresentação de propostas de projetos de pesquisa e seleção de estudantes dos Cursos de Nível Médio e Graduação orientados por pesquisadores do IFAM, conforme Resolução n o 035 de 21/06/2010, Resolução n o 034 de 18/06/2009 da FAPEAM, que aprovaram as normas concernentes ao Programa de Iniciação Científica do Amazonas, Resolução Normativa n o 017 de 13/07/2006 do CNPq, que estabelece normas gerais e específicas para as modalidades de bolsas por cota no País e o Edital n o 001/2011/PR PPGI/IFAM, que convoca para a apresentação de projetos de pesquisa. As bolsas terão vigência no período de Agosto/2012 a Julho/2013. Serão concedidas bolsas dos programas PAIC/FAPEAM e PIBICJR/FAPEAM, sendo destinadas ao Campus Manaus- Centro, nos termos definidos no presente edital. 2. DOS OBJETIVOS i. Incentivar o desenvolvimento de atividades científicas que introduzam os estudantes dos Cursos de Nível Médio e de Graduação no âmbito da pesquisa científica e tecnológica; ii. Estimular pesquisadores produtivos através do engajamento dos seus estudantes no processo de investigação científica, o que resultará na ampliação da capacidade de pesquisa da instituição e na formação de profissionais altamente qualificados; iii. Promover o interesse pela pesquisa no campo da ciência e da tecnologia, visando assegurar o contínuo desenvolvimento da capacidade instalada no Estado; iv. Qualificar discentes para a carreira científica; v. Contribuir para a consolidação das áreas de pesquisa já existentes no IFAM, bem como promover o desenvolvimento de novas áreas. 3. DO CRONOGRAMA As etapas do processo seletivo ocorrerão de acordo com o calendário apresentado na tabela abaixo. As propostas deverão ser impressas e entregues na Coordenação de Pesquisa e Cooperação Técnica (CPCT) Campus Manaus-Centro, no horário das 8:00 às 12:00 horas e das 14:00 às 20:00 horas. 1

2 Calendário do Processo Seletivo Campus Manaus-Centro Atividades Período Divulgação do Edital A partir do dia 10/05/2012 Inscrição das Propostas dos Projetos de Pesquisa De 10/05 a 12/06/2012 Seleção pelo Comitê de Avaliação dos Programas Institucionais de Bolsa de Iniciação Científica De 13 a 18/06/2012 Divulgação dos Resultados 21/06/2012 Solicitações de Reconsideração da Avaliação De 22 a 25/06/2012 Divulgação Final dos Resultados 28/06/2012 Implementação dos Projetos Aprovados 01/08/ DOS REQUISITOS 4.1. Do bolsista IC Cursos de Graduação a) Ser aluno regularmente matriculado no IFAM em curso de graduação; b) Ter cursado o primeiro período e não estar no último ano do curso de graduação; c) Apresentar histórico escolar com, no máximo, 01 (uma) reprovação; d) Alunos do 1º. período poderão concorrer, porém a aprovação fica condicionada à apresentação do histórico na fase de implementação dos projetos. Caso o histórico não seja apresentado ou o histórico tenha mais que 01 (uma) reprovação, o projeto será indeferido. e) Não ser bolsista de qualquer outro órgão ou programa regular de bolsas; f) Não possuir vínculo empregatício com entidade pública e/ou privada ou outra remuneração regular de qualquer natureza; g) Ser selecionado e indicado pelo orientador; h) Concorrer com apenas 01 (um) projeto por edital; i) Ter seu currículo atualizado na base de dados da Plataforma Lattes do CNPq; j) Ter cadastro de pesquisador atualizado no SIGFAPEAM (o cadastro deve ser atualizado a cada 60 dias); k) Não possuir quaisquer pendências anteriores relacionadas a projetos e programas do IFAM Do bolsista ICjr Cursos de Nível Médio a) Ser aluno regularmente matriculado no IFAM em Curso do Ensino Médio Integrado ao Técnico e apresentar bom ou excelente rendimento acadêmico; b) Não estar em regime de dependência em mais de 2 (duas) disciplinas; c) Ser selecionado e indicado pelo orientador; d) Alunos do 1º ano poderão concorrer, porém a aprovação fica condicionada à apresentação do boletim na fase de implementação dos projetos. Caso o histórico não seja apresentado ou o histórico tenha mais que 02 (duas) dependências, o projeto será indeferido. e) Não ser bolsista de qualquer outro órgão ou programa regular de bolsas; 2

3 f) Não possuir vínculo empregatício com entidade pública e/ou privada ou outra remuneração regular de qualquer natureza; g) Concorrer com apenas 01 (um) projeto por edital; h) Ter seu currículo atualizado na base de dados da Plataforma Lattes do CNPq; i) Ter cadastro de pesquisador atualizado no SIGFAPEAM (o cadastro deve ser atualizado a cada 60 dias); j) Não possuir quaisquer pendências anteriores relacionadas a projetos e programas do IFAM Do orientador IC - Cursos de Graduação a) Ser docente do quadro permanente do IFAM, em regime de dedicação exclusiva ou 40 horas; b) Professores não efetivos ou de outras instituições poderão atuar como coorientadores, porém não poderão, em qualquer hipótese, substituir oficialmente o orientador; c) Pertencer, preferencialmente, a grupo de pesquisa do IFAM, cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq, atualizado e certificado pela instituição; d) Ter título de doutor ou mestre, e experiência em atividades de pesquisa ou extensão científica ou tecnológica na área do projeto proposto, e ter sua produção acadêmica e científica registrada no currículo Lattes; e) Ter seu currículo atualizado na base de dados da Plataforma Lattes do CNPq; f) Ter cadastro de pesquisador atualizado no SIGFAPEAM (o cadastro deve ser atualizado a cada 60 dias); g) Não possuir quaisquer pendências anteriores relacionadas a projetos e programas do IFAM;* h) Não estar afastado das atividades acadêmicas, durante o período de execução do projeto Do orientador ICjr - Cursos de Nível Médio a) Ser docente do quadro permanente do IFAM, em regime de dedicação exclusiva ou 40 horas; b) No caso de não pertencer ao quadro permanente do IFAM, o pesquisador poderá atuar como co-orientador, desde que o seu período de permanência na Instituição seja igual ou superior ao da vigência da bolsa de iniciação científica Junior; c) Pertencer, preferencialmente, a grupo de pesquisa do IFAM que esteja cadastrado no Diretório de Grupos de Pesquisa do CNPq, ou a grupo de pesquisa do IFAM reconhecido formalmente pela DIPESP; d) Ter título de mestre ou doutor, ou experiência em atividades de pesquisa ou extensão científica ou tecnológica na área do projeto proposto e ter sua produção acadêmica e científica registrada no currículo Lattes; e) Ter seu currículo atualizado na base de dados da Plataforma Lattes do CNPq; f) Ter cadastro de pesquisador atualizado no SIGFAPEAM (o cadastro deve ser atualizado a cada 60 dias); 3

4 g) Não possuir quaisquer pendências anteriores relacionadas a projetos e programas do IFAM;* h) Não estar afastado das atividades acadêmicas, durante o período de execução do projeto; *- Serão consideradas como pendências, as seguintes situações: 1. A não conclusão de projetos de iniciação científica, mesmo se por desistência do bolsista, naqueles casos em que o orientador não comunicar antecipadamente a CPCT/DIPESP sobre possíveis problemas e dificuldades de orientação do bolsista; 2. A não participação do bolsista/orientador nas bancas de defesa final de projetos anteriores; 3. A não apresentação dos Relatórios Finais (monográfico IFAM/ formulário FAPEAM). OBS: Aos professores que não tenham experiência de orientação de projetos de iniciação científica e que possuam formação em nível de Graduação ou em nível de Pós-Graduação lato sensu (aperfeiçoamento ou especialização), a CPCT/DIPESP disponibiliza um edital específico para atendê-los. 5. DAS ATRIBUIÇÕES E COMPROMISSOS 5.1. Do bolsista IC Cursos de Graduação a) Para os projetos aprovados no programa PIBIC/IFAM, assinar Termo de Compromisso com o IFAM (Formulário nº 3) para o recebimento da bolsa IC; b) Dedicar vinte (20) horas semanais às atividades de pesquisa; c) Executar o plano de trabalho aprovado, sob supervisão do orientador; d) Apresentar mensalmente Atestado de Freqüência, preenchido e assinado pelo orientador. A não apresentação do Atestado implicará na suspensão da bolsa até que a situação seja regularizada; e) Fazer referência à agência financiadora do projeto (IFAM, FAPEAM ou CNPq) em qualquer publicação escrita ou oral; f) Enviar à CPCT cópia de resumo, artigo ou outra comunicação apresentada em eventos tecnológicos e/ou científicos pertencentes ao projeto de pesquisa; g) Apresentar à CPCT relatório escrito parcial (6 meses) e final (12 meses), aprovado pelo orientador. A não apresentação do relatório final no término de vigência da bolsa impossibilita o(a) aluno(a) de solicitar outras bolsas ou qualquer auxílio desta CPCT; h) Apresentar, semestralmente, Avaliação de Desempenho do Orientador (o modelo encontra-se à disposição na CPCT). A Avaliação deverá ser preenchida apenas pelo bolsista e deverá ser entregue junto com os relatórios parcial e final; i) Apresentar os resultados finais da pesquisa (painel ou apresentação oral) na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do IFAM. A não apresentação implica na impossibilidade de renovação da bolsa pelo(a) aluno(a) e a devolução dos valores recebidos (em valor corrigido), ficando o orientador impossibilitado de solicitar outra(s) bolsa(s) ou qualquer auxílio à DIPESP; 4

5 j) Submeter à revista IGAPÓ ou em evento científico regional ou nacional, pelo menos 01 (um) artigo científico relacionado ao projeto de pesquisa desenvolvido; k) Devolver, em valores atualizados, a(s) mensalidade(s) recebida(s) indevidamente, caso os requisitos e compromissos estabelecidos acima não sejam cumpridos Do bolsista ICjr Cursos de Nível Médio a) Assinar Termo de Compromisso com IFAM (Formulário nº 3) para o recebimento da bolsa ICjr; b) Executar as atividades previstas, dedicando-se pelo tempo mínimo de 8 horas semanais, sob supervisão do orientador; c) Apresentar mensalmente Atestado de Freqüência (o modelo encontra-se ä disposição na CPCT), preenchido e assinado pelo orientador. A não apresentação do Atestado implicará na suspensão da bolsa até que a situação seja regularizada; d) Fazer referência à agência financiadora do projeto (IFAM/FAPEAM/CNPq) em qualquer publicação escrita ou oral; e) Enviar à CPCT cópia de resumo, artigo ou outra comunicação apresentada em eventos tecnológicos e/ou científicos pertencentes ao projepo de pesquisa; f) Apresentar à CPCT relatório escrito parcial (6 meses) e final (12 meses), aprovado pelo orientador. A não apresentação do relatório final no término de vigência da bolsa iipossibilita o(a) aluno(a) de solicitar outras bolsas ou qualquer auxílio desta CPCT; g) Apresentar semestralmente, Avaliação de Desempenho do Orientador (o modelo encontra-se ä disposição na CPCT). A Avaliação deverá ser preenchida apenas pelo bolsista e deverá ser entregue junto com os relatórios parcial e final; h) Apresentar os resultados finais da pesquisa (painel ou apresentação oral) na Semana Nacional de Ciência e Tecnologia do IFAM. A não apresentação implica na impossibilidade de renovação da bolsa pelo (a) aluno (a) e a devolução dos valores recebidos (em valor corrigido), ficando o orientador impossibilitado de solicitar outra(s) bolsa(s) ou qualquer auxílio à DIPESP; i) Devolver, em valores atualizados, a(s) mensalidade(s) recebida(s) indevidamente, caso os requisitos e compromissos estabelecidos acima não sejam cumpridos Do orientador IC Cursos de Graduação a) Cumprir os prazos estipulados pela DIPESP; b) Assinar termo de compromisso (Formulário nº 3); c) Indicar aluno(s), com perfil e desempenho acadêmico compatíveis com as atividades previstas; d) Orientar o(s) bolsista(s) em tempo adequado à execução do(s) projeto(s); e) Orientar o(s) bolsista(s) para correta redação científica dos resultados obtidos em seu projeto de pesquisa (relatórios, resumos, painéis, pedidos de patentes, artigos científicos, etc.); f) Participar, em apoio ao bolsista, de suas apresentações em eventos acadêmicos, de caráter científico, realizados pelo IFAM; g) É vedado ao orientador repassar a outro a orientação de seu(s) bolsista(s). Havendo impedimento do orientador, a(s) bolsa(s) retorna(m) à CPCT/DIPESP; 5

6 h) Comunicar à DIPESP, no prazo máximo de trinta (30) dias do início da bolsa, em caso de desistência de orientar o bolsista; i) O orientador terá um prazo de até quatro (04) meses após o início do projeto para efetuar a substituição do bolsista, caso o mesmo desista ou não esteja cumprindo com a freqüência e as atividades previstas para execução do plano de trabalho do bolsista; j) É vedada a divisão da mensalidade de uma bolsa entre dois ou mais alunos; k) Incluir o(s) nome(s) do(s) bolsista(s) em todos os trabalhos, publicações, apresentações, etc, relacionadas às atividades do projeto e onde houver participação efetiva do(s) mesmo(s); l) Fazer menção, obrigatoriamente, referência à agência financiadora do projeto (IFAM/FAPEAM/CNPq) nas publicações, nos trabalhos apresentados em eventos de qualquer natureza e em qualquer meio de comunicação Do orientador ICjr Cursos de Nível Médio a) Cumprir os prazos estipulados pela DIPESP; b) Assinar termo de compromisso (Formulário nº 3); c) Orientar o(s) bolsista(s) em tempo adequado à execução do(s) projeto(s); d) Orientar o(s) bolsista(s) para correta redação científica dos resultados obtidos em seu projeto de pesquisa (relatórios, resumos, painéis, pedidos de patentes, artigos científicos, etc.); m) Participar, em apoio ao bolsista, de suas apresentações em eventos acadêmicos, de caráter científico, realizados pelo IFAM; e) É vedado ao orientador repassar a outro a orientação de seu(s) bolsista(s). Havendo impedimento do orientador, a(s) bolsa(s) retorna(m) à CPCT/DIPESP; f) Comunicar à DIPESP, no prazo máximo de trinta (30) dias do início da bolsa, em caso de desistência de orientação de bolsista; g) O orientador terá um prazo de até quatro (04) meses após o início do projeto para efetuar a substituição do bolsista, caso o mesmo desista ou não esteja cumprindo com a freqüência e as atividades previstas para execução do plano de trabalho do bolsista; h) É vedada a divisão da mensalidade de uma bolsa entre dois ou mais alunos; i) Incluir o(s) nome(s) do(s) bolsista(s) em todos os trabalhos, publicações, apresentações, etc, relacionadas às atividades do projeto e onde houver participação efetiva do(s) mesmo(s); j) Fazer menção, obrigatoriamente, à agência financiadora do projeto (IFAM/FAPEAM/CNPq) nas publicações, nos trabalhos apresentados em eventos de qualquer natureza e em qualquer meio de comunicação. 6. DA DOCUMENTAÇÃO EXIGIDA 6.1. IC-Cursos de Graduação 1. Ficha de inscrição do IC (Formulário nº 1); 2. Projeto de pesquisa do orientador (Formulário nº 2); 6

7 3. Termo de compromisso do(a) aluno(a), do(a) orientador(a) e do(a) coordenador(a) (Formulário nº 3); 4. Termo de Responsabilidade assinado pelo Responsável Legal, no caso do(a) aluno(a) menor de idade (Formulário nº 3); 5. Cópias reprográficas dos documentos de Identidade e CPF do(a)orientador(a); 6. Cópia do Currículo Lattes resumido do(a) orientador(a) e do(a) aluno(a) em forma impressa; no caso do(a) orientador(a), acompanhado de comprovantes da titulação, orientações concluídas e produção científica. Para professores que já constam do cadastro da DIPESP será necessário somente o Currículo Lattes atualizado e comprovantes de produção científica dos últimos doze meses; 7. Cópia do cadastro de pesquisador atualizado no SIGFAPEAM do(a) orientador(a) e do(a) aluno(a) em forma impressa (o cadastro deve ser atualizado a cada 60 dias); 8. Cópias reprográficas dos documentos de Identidade, CPF, comprovante de residência e histórico escolar parcial atualizado do(a) aluno(a); 9. Comprovante de que o(a) aluno(a) encontra-se regularmente matriculado no IFAM. 10. No caso de pedido de renovação, é obrigatória a apresentação de relatório parcial atualizado do projeto em andamento. É considerado pedido de renovação, qualquer projeto proposto com aluno que já participa como bolsista em qualquer dos programas de iniciação científica de graduação ou ensino médio, mesmo que a nova proposta seja com outro orientador ICjr Cursos de Nível Médio 1. Ficha de inscrição do ICjr (Formulário nº 1); 2. Projeto de pesquisa do orientador (Formulário nº 2); 3. Termo de compromisso do(a) aluno(a), do(a) orientador(a) e do(a) coordenador(a) (Formulário nº 3); 4. Termo de Responsabilidade assinado pelo Responsável Legal, no caso do(a) aluno(a) menor de idade (Formulário nº 3); 5. Cópias reprográficas dos documentos de Identidade e CPF do(a)orientador(a); 6. Cópia do currículo Lattes resumido do(a) orientador(a) e do(a) aluno(a) em forma impressa; no caso do(a) orientador(a), acompanhado de comprovantes da titulação, orientações concluídas e produção científica; 7. Cópia do cadastro de pesquisador atualizado no SIGFAPEAM do(a) orientador(a) e do(a) aluno(a) em forma impressa (o cadastro deve ser atualizado a cada 60 dias); 8. Cópias reprográficas dos documentos de Identidade, CPF, comprovante de residência e histórico escolar parcial atualizado do(a) aluno(a); 9. Os alunos do 1º. ano poderão apresentar o Boletim Escolar da 1ª. Etapa que deverá ser validado pela gerência de cada curso; 10. Comprovante de que o(a) aluno(a) encontra-se regularmente matriculado no IFAM. 11. No caso de pedido de renovação, é obrigatória a apresentação de relatório parcial atualizado do projeto em andamento. É considerado pedido de renovação, qualquer projeto proposto com aluno que já participa como bolsista em qualquer dos programas de iniciação científica de graduação ou ensino médio, mesmo que a nova proposta seja com outro orientador. 7

8 6.3. Da Apresentação de Propostas Será admitida a submissão de, no máximo: a) Dois (02) projetos para pesquisadores com título de Mestre, sendo 1 em cada modalidade (1 IC + 1 ICjr); b) Três (03) projetos para pesquisadores com título de Doutor, sendo 2 projetos em uma modalidade e 1 projeto em outra (2 IC + 1 ICjr ou 1 IC + 2 ICjr); OBS: Aos professores que não tenham experiência de orientação de projetos de iniciação científica e que possuam formação em nível de Graduação ou em nível de Pós-Graduação lato sensu (aperfeiçoamento ou especialização), a DIPESP/CPCT divulgará um edital específico para atendê-los. As propostas encaminhadas com documentação incompleta, fora do prazo estabelecido ou que apresentarem quaisquer documentos em desacordo com o disposto neste edital serão automaticamente indeferidas, sem direito a recurso. 7. DOS CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO a) A seleção dos projetos de pesquisa propostos será feita pelo Comitê de Avaliação dos Programas Institucionais de Bolsa de Iniciação Científica, pertencentes ao quadro do IFAM e por Consultores ad hoc que será constituído por pesquisadores de outras instituições de ensino e/ou pesquisa; b) O programa prevê apenas o financiamento de bolsas de Iniciação Científica a projetos que apresentem viabilidade em termos de infra-estrutura e pessoal qualificado para o seu desenvolvimento 1 (Formulário nº 3, item 4); c) As propostas (projetos de pesquisa) apresentadas serão avaliadas nos seguintes itens, observando-se os respectivos documentos entre parênteses: i. Mérito do projeto de pesquisa (Formulário nº 2); ii. Desempenho do docente orientador (Formulário nº 1 e Currículo Lattes); iii. Rendimento Escolar do(a) aluno(a) (Formulário nº 1 e Histórico Escolar Parcial). d) O(A) orientador(a) com titulo de doutor(a) receberá 10 (dez) pontos e com titulo de mestre receberá 06 (seis) pontos. e) A contagem de pontos a serem atribuídos à produção científica terá caráter cumulativo. 1 Os projetos de pesquisa aprovados nos programas PIBIC/IFAM e PIBICjr/IFAM deverão apresentar um orçamento com 3 (três) opções de compra que serão devidamente encaminhadas ao DAP, responsável pela aquisição do material solicitado. A não apresentação do orçamento, dentro do prazo estabelecido, implicará na perda do auxilio e, conseqüentemente, prejuízo para a execução do projeto. 8

9 f) A contagem de pontos a serem atribuídos à orientação terá caráter cumulativo. Para efeito de pontuação serão consideradas: orientações de Iniciação Científica (01 ponto) orientações de TCC de Graduação (01 ponto) orientações de TCC (monografia) de Especialização (03 pontos) orientação de Mestrado (06 pontos) orientações de Doutorado (10 pontos) Para os casos de Co-Orientação, será computada a metade dos pontos referente ao tipo de orientação. g) Serão atribuídos pontos ao orientador, pela participação em grupos de pesquisa atualizados nos últimos doze meses, segundo os seguintes critérios: coordenação de projetos/grupos de pesquisa cadastrado/certificado na instituição (04 pontos) coordenação de projetos/grupos de pesquisa cadastrado em outra instituição (03 pontos) participação em grupos/projetos de pesquisa certificados pela instituição (03 pontos) participação em grupos/projetos de pesquisa de outra instituição (02 pontos) solicitando ou aguardando cadastramento de projeto/grupo de pesquisa junto à instituição/diretoria de pesquisa (01 ponto) h) A nota de desempenho do orientador (NO) será determinada pelo resultado da soma dos pontos atribuídos (máximo de 10 pontos por item) à titulação, produção científica, orientações e participações em projetos/grupos de pesquisa.o resultado será dividido por quatro e corresponderá a 30% do resultado final. i) A contagem de pontos a serem atribuídos ao projeto de pesquisa terá caráter cumulativo e atingirá o valor máximo de 10 pontos; A nota do projeto de pesquisa (NP) corresponderá a 60% do resultado final. Os pontos serão atribuídos levando-se em consideração os seguintes critérios: clareza + coerência e relevância + metodologia + viabilidade j) A contagem de pontos a serem atribuídos ao(à) aluno(a) terá caráter cumulativo e atingirá o valor máximo de 10 pontos; A nota do(a) aluno(a) (NA) corresponderá a 10% do resultado final. Os pontos serão atribuídos levando-se em consideração os seguintes critérios: - Para bolsista IC Cursos de Graduação Rendimento escolar sem reprovação 10 pontos Rendimento escolar com 1 reprovação 05 pontos 9

10 Participação em projetos de pesquisa sim: 10 pontos - não: sem pontuação - Para bolsista ICjr Cursos de Nível Médio Rendimento escolar sem dependência 10 pontos Rendimento escolar com 1 dependência 07 pontos Rendimento escolar com 2 dependências 05 pontos Participação em projetos de pesquisa sim: 10 pontos - não: sem pontuação k) A nota final (NF) da proposta apresentada será determinada pela seguinte expressão: NO = 30% NP = 60% NA = 10% NF = 100% m) Será considerada classificada aquela proposta que obtiver nota final (NF) maior ou igual a seis (6,0); 7.1. Dos Critérios de desempate Em caso de empate terão prioridade, nesta ordem, a proposta: i. Mérito do projeto de pesquisa; ii. Desempenho do docente orientador; iii. Rendimento Escolar do aluno Do Comitê Institucional de Iniciação Científica A composição do Comitê Institucional de Iniciação Científica estará disponível no site do IFAM. 10

11 8. DOS ASPECTOS ÉTICOS DA PESQUISA Deve-se observar as exigências da Resolução nº 196/1996 do Conselho Nacional de Saúde, anexando o parecer do Comitê de Ética e Pesquisa. Quando envolver produtos transgênicos, o Certificado de Qualidade de Biossegurança deverá ser apresentado, conforme o Decreto 1.752/95 do Ministério da Ciência e Tecnologia. Para conhecer as normas e encaminhar projetos para avaliação, sugere-se acessar 9. DAS SOLICITAÇÕES DE RECONSIDERAÇÃO Os pedidos de reconsideração relativos à pontuação deverão ser encaminhados à DIPESP via protocolo para posterior análise, dentro dos prazos estabelecidos neste edital. 10. DA IMPLEMENTAÇÃO DAS BOLSAS Os alunos aprovados deverão comparecer à DIPESP para receber instruções sobre abertura de conta corrente bancária e demais providências para o recebimento das bolsas. Os bolsistas em processo de renovação deverão informar quaisquer alterações em seus dados. Serão considerados os dados anteriores, caso nenhuma ressalva seja feita. 11. DAS CONSIDERAÇÕES FINAIS a) Os bolsistas selecionados só poderão iniciar as atividades de pesquisa após implantação do seguro-saúde por parte do IFAM, ou equivalente, que dê cobertura de despesas médicas e hospitalares nos eventuais casos de acidentes e sinistros que possam ocorrer nas instalações do IFAM e durante suas atividades de pesquisa; b) Os casos omissos neste Edital serão resolvidos através da DIPESP. Manaus, 03 de maio de 2012 Prof ª.. Dr ª. Juliana Mesquita Vidal Martinez de Lucena Diretora de Pesquisa e Pós-Graduação Campus Manaus-Centro IFAM 11

EDITAL N 001/2012/CPI/IFAM-MAUÉS

EDITAL N 001/2012/CPI/IFAM-MAUÉS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO MÉDIA E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS COORDENAÇÃO DE PESQUISA E INOVAÇÃO DO IFAM MAUÉS EDITAL N 001/2012/CPI/IFAM-MAUÉS

Leia mais

EDITAL PIBITI / CNPq / UFERSA 09/2015 Seleção 2015 2016

EDITAL PIBITI / CNPq / UFERSA 09/2015 Seleção 2015 2016 EDITAL PIBITI / CNPq / UFERSA 09/2015 Seleção 2015 2016 A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal Rural do Semi-Árido (UFERSA), através do Núcleo de Inovação Tecnológica NIT/UFERSA,

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI EDITAL N o 03/2009

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIBITI EDITAL N o 03/2009 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE PRÓ-REITORIA DE PESQUISA CONSELHO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFCO E TECNOLÓGICO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE EDUAL DE FEIRA DE SANTANA Chamada Pública. Abertura de Inscrições para Seleção de Bolsistas PIBITI/CNPq 01/2015

UNIVERSIDADE EDUAL DE FEIRA DE SANTANA Chamada Pública. Abertura de Inscrições para Seleção de Bolsistas PIBITI/CNPq 01/2015 UNIVERSIDADE EDUAL DE FEIRA DE SANTANA Chamada Pública Abertura de Inscrições para Seleção de Bolsistas PIBITI/CNPq 01/2015 1. ABERTURA O Reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana comunica, a

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA GERÊNCIA DE PROJETOS DE PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UPE

PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA GERÊNCIA DE PROJETOS DE PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA GERÊNCIA DE PROJETOS DE PESQUISA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UPE OBJETIVOS EDITAL IC PFAUPE - 2010 Promover o interesse pela pesquisa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLGIA DE RORAIMA PRO REITORIA DE EXTENSÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLGIA DE RORAIMA PRO REITORIA DE EXTENSÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLGIA DE RORAIMA PRO REITORIA DE EXTENSÃO EDITAL PROEX Nº 004/2012 RETIFICA O EDITAL PROEX Nº 001/2012 QUE INSTITUI O PROGRAMA INSTITUCIONAL

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: ENSINO MÉDIO DA USC PIBIC/EM 2015/2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: ENSINO MÉDIO DA USC PIBIC/EM 2015/2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA: ENSINO MÉDIO DA USC PIBIC/EM 2015/2016 A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade do Sagrado Coração torna público o presente Edital de abertura de inscrições,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO CNPQ MODALIDADES: PIBIC E PIBITI / 2013 2014 EDITAL Nº 65/PROPESP/IFRO, DE 22 DE JULHO DE

Leia mais

EDITAL N 01/2013 SELEÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA

EDITAL N 01/2013 SELEÇÃO DE PROJETOS DE INICIAÇÃO À PESQUISA CIENTÍFICA CENTRO DE ENSINO UNIFICADO DE TERESINA CEUT FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS, SAÚDE, EXATAS E JURÍDICAS DE TERESINA COORDENAÇÃO DE PÓS-GRADUAÇÃO, PESQUISA E EXTENSÃO EDITAL N 01/2013 SELEÇÃO DE PROJETOS DE

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO COORDENADORIA DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA EDITAL DE INCENTIVO AO ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO PARA OS CURSOS DE GRADUAÇÃO NA MODALIDADE A DISTÂNCIA PROJETO

Leia mais

EDITAL Nº 001/2012-PROPPG, de 17 de janeiro de 2012.

EDITAL Nº 001/2012-PROPPG, de 17 de janeiro de 2012. PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INCENTIVO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS PARA SERVIDORES DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE GOIÁS (PIPECT/IFG) EDITAL Nº 001/-PROPPG,

Leia mais

Edital nº 017/2015 - PRORROGADO ATÉ 12/07/2015

Edital nº 017/2015 - PRORROGADO ATÉ 12/07/2015 FACULDADES ADAMANTINENSES INTEGRADAS Núcleo de Prática de Pesquisa Edital nº 017/2015 - PRORROGADO ATÉ 12/07/2015 EDITAL DE SELEÇÃO - PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICANO PARA O ENSINO

Leia mais

EDITAL N.º 003/2014 PROEPI/IFPR PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN)

EDITAL N.º 003/2014 PROEPI/IFPR PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) EDITAL N.º 003/2014 PROEPI/IFPR PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação do Instituto Federal do Paraná (IFPR),

Leia mais

EDITAL Nº 01/2016 PROTEC/UFAM

EDITAL Nº 01/2016 PROTEC/UFAM Poder Executivo Ministério da Educação Universidade Federal do Amazonas Pró-Reitoria de Inovação Tecnológica Programa Institucional de Bolsas de Desenvolvimento Tecnológicoe Inovação PIBITI EDITAL Nº 01/2016

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO (PROEPI) EDITAL Nº 22/2012

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO (PROEPI) EDITAL Nº 22/2012 PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, PESQUISA E INOVAÇÃO (PROEPI) EDITAL Nº 22/2012 A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação (PROEPI) do Instituto Federal do Paraná, por meio da Diretoria de Pesquisa (DIPE)

Leia mais

EDITAL Nº 002/2015/PROPE SELEÇÃO DE ORIENTADORES E PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL Nº 002/2015/PROPE SELEÇÃO DE ORIENTADORES E PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 002/2015/PROPE SELEÇÃO DE ORIENTADORES E PROJETOS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIBIC/FAPEMIG PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Leia mais

EDITAL 07/2014 - PRPPG SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL-UNILA DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

EDITAL 07/2014 - PRPPG SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL-UNILA DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU EDITAL 07/2014 - PRPPG SELEÇÃO PARA BOLSAS DO PROGRAMA DE DEMANDA SOCIAL-UNILA DE BOLSAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU O Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal da Integração Latino-

Leia mais

3.1. A Bolsa assegurará auxílio financeiro ao contemplado e será concedida em doze parcelas.

3.1. A Bolsa assegurará auxílio financeiro ao contemplado e será concedida em doze parcelas. EDITAL PIBIC-EM Nº 01/2015 O Reitor da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, com vistas à chamada para a seleção de bolsista de Iniciação Científica para o Ensino Médio PIBIC-EM, sob a Coordenação

Leia mais

EDITAL Nº 002 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL Nº 002 DE 17 DE DEZEMBRO DE 2010 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLÓGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS CONGONHAS DIRETORIA DE PESQUISA, INOVAÇÃO, PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA 2015.2

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA 2015.2 EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA 2015.2 A Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Comunitária da Universidade Salvador UNIFACS torna público e convoca

Leia mais

Programa Bolsa-Sênior

Programa Bolsa-Sênior CHAMADA PÚBLICA 09/2015 Programa Bolsa-Sênior A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná divulga a presente Chamada Pública e convida as instituições de ensino

Leia mais

EDITAL N.º 05/2015/COPQ/PROPP/UFGD Dourados/MS, 02 de março de 2015.

EDITAL N.º 05/2015/COPQ/PROPP/UFGD Dourados/MS, 02 de março de 2015. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA COORDENADORIA DE PESQUISA EDITAL N.º 05/2015/COPQ/PROPP/UFGD Dourados/MS, 02 de

Leia mais

EDITAL Nº. 41/2015. Programa Institucional de Iniciação Científica para o Ensino Médio - IC/EM. Bolsas de Iniciação Científica Ensino Médio

EDITAL Nº. 41/2015. Programa Institucional de Iniciação Científica para o Ensino Médio - IC/EM. Bolsas de Iniciação Científica Ensino Médio EDITAL Nº. 41/2015 Programa Institucional de Iniciação Científica para o Ensino Médio - IC/EM Bolsas de Iniciação Científica Ensino Médio A Universidade Católica de Santos, por meio da Pró-Reitoria de

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO À INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DA UFV PIVIC-UFV EDITAL DE SELEÇÃO 2015/2016

PROGRAMA DE APOIO À INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DA UFV PIVIC-UFV EDITAL DE SELEÇÃO 2015/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS- GRADUAÇÃO 36570-000 - VIÇOSA,MG BRASIL Fone: (31)3899-2147/2149 FAX: (31) 3899-2148 E-mail: ic.ppg@ufv.br PROGRAMA DE APOIO À INICIAÇÃO CIENTÍFICA

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JÚNIOR PARA O ENSINO MÉDIO (PIBIC EM) EDITAL 2015-2016

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JÚNIOR PARA O ENSINO MÉDIO (PIBIC EM) EDITAL 2015-2016 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JÚNIOR PARA O ENSINO MÉDIO (PIBIC EM) EDITAL 2015-2016 A Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (PROPEP), por intermédio do Núcleo de Pesquisa e Iniciação

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO Campus Campinas EDITAL N O 12, DE 23 DE ABRIL DE 2015 O Diretor Geral do Campus Campinas

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS EDITAL Nº 001/14 PROEN/DE, de 17 de fevereiro de 2014. PROGRAMA

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa Divisão de Programas Especiais

Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa Divisão de Programas Especiais Universidade Federal de Uberlândia Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa Divisão de Programas Especiais Edital Nº 01/2016 - Convocação de Projetos de Pesquisa para Bolsas de Iniciação

Leia mais

Edital Proppex n 10/2016

Edital Proppex n 10/2016 Edital Proppex n 10/2016 Bolsas de Educação BANCO SANTANDER (BRASIL) S/A CONVÊNIO DE APOIO AO PROGRAMA DE BOLSAS DE EDUCAÇÃO CHAMADA PARA PROJETOS DE ESTUDO VOLTADOS À PESQUISA DE GRUPOS DE PESQUISA DA

Leia mais

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação PIBITI/CNPq/USP. Pró-Reitoria de Pesquisa

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica em Desenvolvimento Tecnológico e Inovação PIBITI/CNPq/USP. Pró-Reitoria de Pesquisa EDITAL 2015/2016 A Pró-Reitoria de e o Comitê Institucional do Programa de Iniciação Científica e Tecnológica da Universidade de São Paulo PIC/PIBITI USP, tornam público o presente Edital de abertura de

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE-FURG PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO Av. Itália, Km8 Campus Carreiros Rio Grande, RS Brasil 96201-900 fone: 53.32336772 e-mail:prograd@furg.br

Leia mais

NORMA PROCEDIMENTAL CONCESSÃO DE BOLSAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA

NORMA PROCEDIMENTAL CONCESSÃO DE BOLSAS DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA 20.01.005 1/10 1. FINALIDADE Formalizar e disciplinar os procedimentos para a concessão de bolsas de extensão universitária destinadas a discentes da UFTM, oriundas de recursos financeiros da própria instituição.

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL

REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL REGIMENTO INTERNO DO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU: ESPECIALIZAÇÃO GESTÃO DE CURRÍCULO NA FORMAÇÃO DOCENTE CAPÍTULO 1 DA ORGANIZAÇÃO GERAL Art. 1 - O curso de Pós-Graduação Lato Sensu Especialização

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa e Inovação. EDITAL N o 1 2012/2013

Universidade Federal de Itajubá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa e Inovação. EDITAL N o 1 2012/2013 Universidade Federal de Itajubá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa e Inovação A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Itajubá, responsável pela

Leia mais

EDITAL Nº 005/2015/PROPE SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE ORIENTADORES E PROPOSTAS DE ESTUDO PARA BOLSISTAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA

EDITAL Nº 005/2015/PROPE SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE ORIENTADORES E PROPOSTAS DE ESTUDO PARA BOLSISTAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº 005/2015/PROPE SELEÇÃO SIMPLIFICADA DE ORIENTADORES E PROPOSTAS DE ESTUDO PARA BOLSISTAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA JÚNIOR PIBIC-JR/FAPEMIG

Leia mais

EDITAL 001/2010-DAP/PROPESP/UFAM

EDITAL 001/2010-DAP/PROPESP/UFAM Universidade Federal do Amazonas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Departamento de Apoio à Pesquisa Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Cientifica Júnior - PIBICJR EDITAL 001/2010-DAP/PROPESP/UFAM

Leia mais

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Cadastro do currículo do Bolsista na Plataforma Lattes

Cadastro do currículo do Bolsista na Plataforma Lattes PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EDITAL 7/2016 PROBITI/FAPERGS (Conforme Normas do Programa PROBITI) A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PROPPG) da Universidade de Santa Cruz do Sul torna

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E PESQUISA -ISESP

INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E PESQUISA -ISESP INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E PESQUISA - INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO, SAÚDE E PESQUISA - EDITAL 01/2013 Abertura de inscrições para o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica

Leia mais

EDITAL DIRETORIA nº 02/2011 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC/NOVAUNESC

EDITAL DIRETORIA nº 02/2011 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC/NOVAUNESC EDITAL DIRETORIA nº 02/2011 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PIBIC/NOVAUNESC A Diretoria da Faculdade São Gabriel e as Coordenações de Cursos comunicam aos interessados que estarão

Leia mais

AUDITORIA E GESTÃO AMBIENTAL

AUDITORIA E GESTÃO AMBIENTAL FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS - UFT PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM PERICIA, AUDITORIA E GESTÃO AMBIENTAL EDITAL nº 1/2014 PROCESSO DE SELEÇÃO A Fundação Universidade Federal

Leia mais

Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação PIBITI/CNPq/UFRGS - 2016/2017

Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação PIBITI/CNPq/UFRGS - 2016/2017 Edital do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Tecnológica e Inovação PIBITI/CNPq/UFRGS - 2016/2017 A Universidade Federal do Rio Grande do Sul, por intermédio da Secretaria de Desenvolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA ACADÊMICA EM CURSOS SUPERIORES E SUBSEQUENTES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA ACADÊMICA EM CURSOS SUPERIORES E SUBSEQUENTES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO SUL CAMPUS OSÓRIO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES DE MONITORIA ACADÊMICA

Leia mais

EDITAL Nº 06, DE 21 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES EM EVENTOS E CURSOS DE QUALIFICAÇÃO

EDITAL Nº 06, DE 21 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES EM EVENTOS E CURSOS DE QUALIFICAÇÃO EDITAL Nº 06, DE 21 DE AGOSTO DE 2015 SELEÇÃO PARA A PARTICIPAÇÃO DE DOCENTES EM EVENTOS E CURSOS DE QUALIFICAÇÃO O DIRETOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO AMAZONAS, nomeado pela

Leia mais

Incentivar as instituições à formulação de uma política de iniciação em atividades de desenvolvimento tecnológico e inovação;

Incentivar as instituições à formulação de uma política de iniciação em atividades de desenvolvimento tecnológico e inovação; PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO-UFC EDITAL 01/2013 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO - EDITAL PIBITI/CNPq 2013/2014 A Pró-Reitoria de Pesquisa

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO MÉDIO (PIBIC-EM/CNPq) EDITAL Nº 005/2015 PROPPG, de 17 de março de 2015

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO MÉDIO (PIBIC-EM/CNPq) EDITAL Nº 005/2015 PROPPG, de 17 de março de 2015 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NO ENSINO MÉDIO (PIBIC-EM/CNPq) EDITAL Nº 005/2015 PROPPG, de 17 de março de 2015 A Reitoria do, por meio da (PROPPG/IFG), torna público o processo

Leia mais

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS E PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU

REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS E PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO REGULAMENTO DE FUNCIONAMENTO DOS CURSOS E PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO

Leia mais

EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.

EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação,

Leia mais

CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO DE LÍDERES E CERTIFICAÇÃO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IFAM. CAPÍTULO I DAS FINALIDADES

CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO DE LÍDERES E CERTIFICAÇÃO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IFAM. CAPÍTULO I DAS FINALIDADES CRITÉRIOS PARA CREDENCIAMENTO DE LÍDERES E CERTIFICAÇÃO DE GRUPOS DE PESQUISA DO IFAM. Este Regulamento dispõe sobre os Critérios para Credenciamento de Líderes e Certificação de Grupos de Pesquisa do

Leia mais

EDITAL Nº 001/2015 - PROCIENT

EDITAL Nº 001/2015 - PROCIENT FACULDADE CATÓLICA DOM ORIONE - FACDO NÚCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO NUPEX PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PROCIENT FACULDADE CATÓLICA DOM ORIONE Rua Santa Cruz, 557. Centro - 77804-090

Leia mais

EDITAL Nº 004/2016 - PIBIC/CNPq/UFSM

EDITAL Nº 004/2016 - PIBIC/CNPq/UFSM Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa EDITAL Nº 004/2016 - PIBIC/CNPq/UFSM A Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade Federal

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE-UNICENTRO SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE GUARAPUAVA

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE-UNICENTRO SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE GUARAPUAVA UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO-OESTE-UNICENTRO SETOR DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE GUARAPUAVA DIRETRIZES PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) EM EDUCAÇÃO FÍSICA REGULAMENTO PARA

Leia mais

O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RORAIMA

O REITOR DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RORAIMA EDITAL nº. 014/2015 Estabelece as normas do Processo Seletivo ao provimento de vagas para o Curso de Pós-Graduação Lato Sensu em Planejamento e Gestão de Empreendimentos e Destinos Turísticos Sustentáveis,

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016 O reitor do Centro Universitário de Brasília UniCEUB, no uso de suas atribuições legais e estatutárias,

Leia mais

EDITAL Nº 005/2016 - PIBITI/CNPq/UFSM

EDITAL Nº 005/2016 - PIBITI/CNPq/UFSM Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa EDITAL Nº 005/2016 - PIBITI/CNPq/UFSM A Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa e o Núcleo de Inovação

Leia mais

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ FUNEMAC SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA

ESTADO DO RIO DE JANEIRO PREFEITURA MUNICIPAL DE MACAÉ FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ FUNEMAC SUPERINTENDÊNCIA ACADÊMICA EDITAL N 06/2016 DE SELEÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA EDITAL Nº. 06/2016 CHAMAMENTO PÚBLICO Nº. 05/2016 A FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE MACAÉ, instituição municipal de ensino superior, fundação pública,

Leia mais

Conjunto EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN)

Conjunto EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) EDITAL N.º 025/2014 PROEPI/IFPR - RETIFICADO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INCENTIVO AO EMPREENDEDORISMO INOVADOR (PIBIN) A Pró-Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação do Instituto Federal do Paraná

Leia mais

Resolução 019/Reitoria/Univates Lajeado, 16 de abril de 2015

Resolução 019/Reitoria/Univates Lajeado, 16 de abril de 2015 Resolução 019/Reitoria/Univates Lajeado, 16 de abril de 2015 Aprova o Edital Institucional Univates 01/2015 Bolsa de Iniciação Científica, Tecnológica e Inovação Órgãos de Fomento O Reitor do Centro Universitário

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL - UNISC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E RELAÇÕES COMUNITÁRIAS - PROEXT COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO E RELAÇÕES COMUNITÁRIAS

UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL - UNISC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E RELAÇÕES COMUNITÁRIAS - PROEXT COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO E RELAÇÕES COMUNITÁRIAS UNIVERSIDADE DE SANTA CRUZ DO SUL - UNISC PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E RELAÇÕES COMUNITÁRIAS - PROEXT COORDENAÇÃO DE EXTENSÃO E RELAÇÕES COMUNITÁRIAS EDITAL DO PROGRAMA DE BOLSA DE EXTENSÃO DA UNISC (PROBEX)

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE EDUCAÇÃO INTEGRADA EM SAÚDE CURSO DE NUTRIÇÃO NORMAS PARA ELABORAÇÃO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - NUTRIÇÃO/ CCS

Leia mais

EDITAL Nº 01/2010 - etec TORNA PÚBLICO

EDITAL Nº 01/2010 - etec TORNA PÚBLICO EDITAL Nº 01/2010 - etec A Diretoria de Graduação e Educação Profissional, através do Departamento de Ensino de Tecnologia e da Coordenação de Tecnologias na Educação do da, no uso das suas atribuições,

Leia mais

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Pernambuco FACEPE convida as universidades públicas de Pernambuco, federais ou estaduais,

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA SELEÇÃO DE TUTOR PRESENCIAL EDITAL N. 61/2014

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA SELEÇÃO DE TUTOR PRESENCIAL EDITAL N. 61/2014 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA SELEÇÃO DE TUTOR PRESENCIAL EDITAL N. 61/2014 Seleção para tutoria presencial do Curso de Especialização em Ensino de Matemática no Ensino Médio

Leia mais

BOLSA CULTURA 2015 EDITAL 003/2014 BOLSA DE EXTENSÃO VINCULADA ÀS AÇÕES DE ARTE E CULTURA

BOLSA CULTURA 2015 EDITAL 003/2014 BOLSA DE EXTENSÃO VINCULADA ÀS AÇÕES DE ARTE E CULTURA Secretaria de Cultura Gestão 2012 2016 secult@contato.ufsc.br (48) 3721-2376 BOLSA CULTURA 2015 EDITAL 003/2014 BOLSA DE EXTENSÃO VINCULADA ÀS AÇÕES DE ARTE E CULTURA Em consonância com a Resolução Normativa

Leia mais

Universidade de Brasília (UnB) Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação (DPP) Programa de Iniciação Científica da Universidade de Brasília (ProIC/UnB)

Universidade de Brasília (UnB) Decanato de Pesquisa e Pós-Graduação (DPP) Programa de Iniciação Científica da Universidade de Brasília (ProIC/UnB) Edital ProIC-EM/DPP/UnB PIBIC Ensino Médio (CNPq) 2013/2014 1. Preâmbulo O torna público o Edital do Programa Institucional de bolsas de Iniciação Científica Ensino Médio (IC-EM) 2013-2014 da Universidade

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação Diretoria de Pesquisa e Pós Graduação (DPPG) Campus de Itabira

Universidade Federal de Itajubá Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação Diretoria de Pesquisa e Pós Graduação (DPPG) Campus de Itabira Universidade Federal de Itajubá Pró Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação Diretoria de Pesquisa e Pós Graduação (DPPG) Campus de Itabira EDITAL Nº 006/2016 Campus Itabira PIBIC/PIBITI CNPq, PIVIC Unifei

Leia mais

EXTRATO DO EDITAL Nº 021/2012

EXTRATO DO EDITAL Nº 021/2012 EXTRATO DO EDITAL Nº 021/2012 EDITAL DE SELEÇÃO PÚBLICA PARA O PROJETO DE APOIO SÓCIO- PEDAGÓGICO E FINANCEIRO PARA ESTUDANTES DE ORIGEM POPULAR: UM CONTRIBUTO PARA A CONSTRUÇÃO DA POLÍTICA DE ASSISTÊNCIA

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA

ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROFESSORES-TUTORES PARA O CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM SAÚDE DA FAMÍLIA, REALIZADO PELO CONVÊNIO UNIRIO-CISBAF E OFERTADO PELA UNIVERSIDADE ABERTA

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIBIC)

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIBIC) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PIBIC) PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA NAS AÇÕES AFIRMATIVAS (PIBIC-Af) EDITAL Nº 004/2015-PROPPG,

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE BIOMEDICINA DA UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA UNOESTE

REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE BIOMEDICINA DA UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA UNOESTE REGIMENTO INTERNO DA COMISSÃO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACULDADE DE BIOMEDICINA DA UNIVERSIDADE DO OESTE PAULISTA UNOESTE Dispõe sobre o regimento interno da Comissão de Iniciação Científica da Faculdade

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 014/2009-CONSUNIV-UEA

RESOLUÇÃO Nº 014/2009-CONSUNIV-UEA RESOLUÇÃO Nº 014/2009-CONSUNIV-UEA Aprova o Regimento Interno do Programa de Iniciação Científica da Universidade do Estado do Amazonas - UEA. A REITORA DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAZONAS e PRESIDENTE

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU.

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. REGULAMENTO DOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU. PREÂMBULO. A Faculdade Cenecista de Osório, no uso de suas atribuições decorrentes da Resolução nº. 1 de junho

Leia mais

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés

Fundação Presidente Antônio Carlos - FUPAC Faculdade Presidente Antônio Carlos de Aimorés Regulamento do Programa de Monitoria para os cursos de Graduação A Monitoria é uma atividade Acadêmica dos cursos de Graduação que visa dar oportunidade de aprofundamento vertical de estudos em alguma

Leia mais

EDITAL FAPES Nº 003/2010

EDITAL FAPES Nº 003/2010 EDITAL FAPES Nº 003/2010 Seleção de propostas a serem apresentadas pelos Programas de Pósgraduação stricto sensu do estado do Espírito Santo, visando à concessão de quotas de bolsas para formação de recursos

Leia mais

EDITAL Nº 001 SELEÇÃO PÚBLICA Inmetro - 2008 CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM METROLOGIA E QUALIDADE.

EDITAL Nº 001 SELEÇÃO PÚBLICA Inmetro - 2008 CURSO DE MESTRADO PROFISSIONAL EM METROLOGIA E QUALIDADE. Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR. INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA, NORMALIZAÇÃO E QUALIDADE INDUSTRIAL-INMETRO. EDITAL Nº 001 SELEÇÃO PÚBLICA Inmetro

Leia mais

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA Centro de Formação de Professores

Ministério da Educação UNIVERSIDADE FEDERAL DO RECÔNCAVO DA BAHIA Centro de Formação de Professores EDITAL No. 012/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA - PIBID EDITAL DE SELEÇÃO DE ALUNOS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) UFRB A Universidade Federal do

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Oceanografia Programa de Pós Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica

Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Oceanografia Programa de Pós Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica Universidade Federal do Rio Grande Instituto de Oceanografia Programa de Pós Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica O Programa de Pós-Graduação em Oceanografia Física, Química e Geológica

Leia mais

NUCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO - NUPE PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIC REGULAMENTO/2015

NUCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO - NUPE PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIC REGULAMENTO/2015 NUCLEO DE PESQUISA E EXTENSÃO - NUPE PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA - PIC REGULAMENTO/2015 Este Regulamento tem por objetivo organizar e regulamentar as propostas, atividades, projetos e/ou programas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UNESPAR CAMPUS DE PARANAVAÍ

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PARANÁ - UNESPAR CAMPUS DE PARANAVAÍ EDITAL Nº 001/2015 NEDDIJ Processo Seletivo para Bolsistas Programa de Extensão Universidade sem Fronteiras (USF) Programa Paraná Inovador Incubadora dos Direitos Sociais Núcleo de Estudos e Defesa de

Leia mais

EDITAL Nº 017, DE 10 DE OUTUBRO DE 2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESTUDANTES NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE MONITORIA (VOLUNTÁRIA)

EDITAL Nº 017, DE 10 DE OUTUBRO DE 2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESTUDANTES NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE MONITORIA (VOLUNTÁRIA) EDITAL Nº 017, DE 10 DE OUTUBRO DE 2014 PROCESSO DE SELEÇÃO DE ESTUDANTES NO ÂMBITO DO PROGRAMA DE MONITORIA (VOLUNTÁRIA) O DIRETOR DE IMPLANTAÇÃO DO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO - PRPI EDITAL 03/2015

UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO - PRPI EDITAL 03/2015 UNIVERSIDADE FEDERAL DO CARIRI PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E INOVAÇÃO - PRPI EDITAL 03/2015 Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA CHAMADA 02/2014 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS DE FOMENTO (Bolsas Ap/UVV)

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA CHAMADA 02/2014 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS DE FOMENTO (Bolsas Ap/UVV) PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SEGURANÇA PÚBLICA CHAMADA 02/2014 PROCESSO SELETIVO DE BOLSAS DE FOMENTO (Bolsas Ap/UVV) A Coordenação do Programa de Pós Graduação em Segurança Pública (PPGSPo) Mestrado Profissional

Leia mais

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação EDITAL PROPPG 05A/2015 PIBIC-EM

Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação EDITAL PROPPG 05A/2015 PIBIC-EM 1 de 9 1 2 3 EDITAL OPPG 05A/2015 PIBIC-EM OGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA O ENSINO MÉDIO 4 5 6 7 8 A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (OPPG), em conjunto com o Comitê Interno

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PRÓ-CIÊNCIA) CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS

REGULAMENTO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PRÓ-CIÊNCIA) CAPÍTULO I DOS OBJETIVOS REGULAMENTO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA (PRÓ-CIÊNCIA) CAPÍTULO DOS OBJETIVOS Art. 1. O Programa Institucional de Iniciação Científica (Pró-Ciência) tem por objetivo geral o desenvolvimento

Leia mais

Edital Programa de Iniciação Científica PIC ESBAM 01/2014

Edital Programa de Iniciação Científica PIC ESBAM 01/2014 Edital Programa de Iniciação Científica PIC ESBAM 01/2014 Dispõe sobre as normas contidas no Edital processo de chamada de propostas de projetos de Iniciação Científica para 2014 e dá outras providências.

Leia mais

9º EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA VOLUNTÁRIOS DA UNICAP Período 2016/2017

9º EDITAL DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA PARA VOLUNTÁRIOS DA UNICAP Período 2016/2017 O Programa de Iniciação Científica para Voluntários da UNICAP tem como objetivo estimular estudantes de graduação que queiram desenvolver atividade de pesquisa, através de um Plano de Trabalho vinculado

Leia mais

RN 006/2002. Programa de Estímulo à Fixação de Recursos Humanos de Interesse dos Fundos Setoriais - PROSET

RN 006/2002. Programa de Estímulo à Fixação de Recursos Humanos de Interesse dos Fundos Setoriais - PROSET Revogada Pela RN-028/07 RN 006/2002 Programa de Estímulo à Fixação de Recursos Humanos de Interesse dos Fundos Setoriais - PROSET O Presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico

Leia mais

EDITAL N 024/2016 Referente ao Aviso N 032/2016, publicado no D.O.E. de 16/03/2016.

EDITAL N 024/2016 Referente ao Aviso N 032/2016, publicado no D.O.E. de 16/03/2016. EDITAL N 024/2016 Referente ao Aviso N 032/2016, publicado no D.O.E. de 16/03/2016. O REITOR DA UNIVERSIDADE DO ESTADO DA BAHIA (UNEB), no uso de suas atribuições legais e regimentais, com fundamento na

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 01 CONSEPE, DE 5 DE MARÇO DE 2015.

RESOLUÇÃO Nº. 01 CONSEPE, DE 5 DE MARÇO DE 2015. RESOLUÇÃO Nº. 01 CONSEPE, DE 5 DE MARÇO DE 2015. Regulamenta o Programa de Monitoria da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri (UFVJM) e revoga as Resoluções CONSEPE nº 09/2013; 10/2014

Leia mais

CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2015 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FUNCAP

CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2015 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FUNCAP CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2015 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FUNCAP CHAMADA Nº. 13/2013 DETALHAMENTO GERAL INTRODUÇÃO A (FUNCAP), vinculada

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO SUL DE MINAS GERAIS EDITAL Nº 17/2016 EDITAL PARA CHAMADA DE PROJETOS 2016/2017

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS VITÓRIA Avenida Vitória, 1729 Jucutuquara 29040-780 Vitória ES 27 3331-2110

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS VITÓRIA Avenida Vitória, 1729 Jucutuquara 29040-780 Vitória ES 27 3331-2110 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CAMPUS VITÓRIA Avenida Vitória, 1729 Jucutuquara 29040-780 Vitória ES 27 3331-2110 DIREÇÃO GERAL DO IFES CAMPUS VITÓRIA IFES DIRETORIA DE PESQUISA

Leia mais

PROCESSO DE AFASTAMENTO DE DOCENTES PARA REALIZAÇÃO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU

PROCESSO DE AFASTAMENTO DE DOCENTES PARA REALIZAÇÃO DE CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MINAS GERAIS CAMPUS OURO PRETO DIREÇÃO GERAL Rua Pandiá Calógeras, 898 Bairro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTORIA - UFSM

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTORIA - UFSM UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM HISTORIA - UFSM PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO - PNPD/CAPES EDITAL 01/2015 1. O Programa

Leia mais

EDITAL Nº 018/2015 PIBIC-EM/CNPq/UFSM

EDITAL Nº 018/2015 PIBIC-EM/CNPq/UFSM Ministério da Educação Universidade Federal de Santa Maria Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa EDITAL Nº 018/2015 PIBIC-EM/CNPq/UFSM A Pró-reitoria de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade Federal

Leia mais

EDITAL PRGDP Nº 29/2014

EDITAL PRGDP Nº 29/2014 EDITAL PRGDP Nº 29/2014 A PRGDP/UFLA, no uso de suas atribuições, e considerando a Lei nº 11.091, de 12/01/2005, Decreto nº 5.707, de 23/02/2006 e a Resolução CUNI nº 56 de 29/10/2013, torna público que

Leia mais

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí - FAPEPI, em conformidade

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE HUMANIDADES, ARTES E CIÊNCIAS PROGRAMA MULTIDISCIPLINAR DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURA E SOCIEDADE

UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA INSTITUTO DE HUMANIDADES, ARTES E CIÊNCIAS PROGRAMA MULTIDISCIPLINAR DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CULTURA E SOCIEDADE NORMAS PARA BOLSAS DE ESTUDOS DO PROGRAMA (Aprovada pelo Colegiado de Curso em 13 de outubro de 2014) 1 DAS BOLSAS DE ESTUDOS 1.1 O Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (Pós-Cultura)

Leia mais

EDITAL N o 36/2014 PROENS/IFPR NOVO PRODOUTORAL/CAPES

EDITAL N o 36/2014 PROENS/IFPR NOVO PRODOUTORAL/CAPES EDITAL N o 36/2014 PROENS/IFPR NOVO PRODOUTORAL/CAPES O PRÓ-REITOR DE ENSINO DO INSTITUTO FEDERAL DO PARANÁ (IFPR), no uso de suas atribuições regimentais, por meio da Portaria n.º 86, de 03 de fevereiro

Leia mais

EDITAL 01/2014. SELEÇÃO EMERGENCIAL DE BOLSISTAS FAPERGS/CAPES e BOLSISTAS CAPES PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO

EDITAL 01/2014. SELEÇÃO EMERGENCIAL DE BOLSISTAS FAPERGS/CAPES e BOLSISTAS CAPES PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS - CENTRO DE ARTES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO MESTRADO EM ARTES VISUAIS EDITAL 01/2014 SELEÇÃO EMERGENCIAL DE BOLSISTAS FAPERGS/CAPES e BOLSISTAS CAPES

Leia mais