O que são drogas? Drogas Naturais Drogas Sintéticas Drogas Semi-sintéticas. Drogas. Prof. Thiago Lins do Nascimento.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "O que são drogas? Drogas Naturais Drogas Sintéticas Drogas Semi-sintéticas. Drogas. Prof. Thiago Lins do Nascimento. tiagolinsnasc@gmail."

Transcrição

1 Drogas Prof. Thiago Lins do Nascimento / 41

2 Sumário O que são drogas? 1 O que são drogas? O que são drogas? 2 Maconha Nicotina 3 Ecstasy Anfetaminas 4 Cocaína Crack Krokodil 2 / 41

3 O que são drogas? (a) (b) (c) Figura : Drogas (d) 3 / 41

4 O que são drogas? As drogas são definidas como toda substância, natural ou não, que modifica as funções normais de um organismo. Também são chamadas de entorpecentes ou narcóticos. (a) Figura : Drogas ilícitas (b) 4 / 41

5 O que são drogas? : maconha, ópio, nicotina e cogomelos. Drogas sintéticas: afetaminas, extasy, LSD e metanfetamina. Drogas semi-sintéticas: cocaína, crack, oxi, heroína e morfina. Drogas inalantes, solventes, bebidas alcoolicas e cigarro. (a) Cerveja (b) Cocaína 5 / 41

6 Maconha Nicotina MACONHA 6 / 41

7 Maconha Nicotina Maconha é uma das drogas mais populares, é consumida por meio de um enrolado de papel contendo a substância. (c) Cannabis sativa (d) Tablete de maconha 7 / 41

8 Maconha Nicotina Efeitos da maconha: período inicial de euforia, falha nas funções cognitivas, coordenação motora diminuída, pensamento e fala descoordenados, aumento da frequência cardiáca. (e) (f) 8 / 41

9 Maconha Nicotina Danos a longo prazo: maior risco de desenvolver câncer de pulmão, diminuição das defesas (facilitando infecções), dor de garganta e tosse crônica, aumenta os riscos de isquemia cardíaca (diminuição da passagem do sangue pelas pelas artérias coronárias). Figura : Isquemia cardíaca 9 / 41

10 Maconha Nicotina NICOTINA 10 / 41

11 Maconha Nicotina Nicotina: É um alcalóide e possui gosto amargo além de ser muito tóxica. Se encontra nas plantas de tabaco, a partir das quais se produz o fumo, em uma concentração que varia de 2% a 8%. (a) Nicotiana tabacum (b) Fumo 11 / 41

12 Maconha Nicotina Ao se tragar o cigarro, a nicotina chega em cerca de 9 segundos ao cérebro e atua sobre o sistema nervoso central, causando uma sensação de bem-estar agradável. Essa sensação é passageira e quanto mais a pessoa fuma mais o organismo se adapta à droga e o vício aumenta. (c) (d) 12 / 41

13 Maconha Nicotina Alguns efeitos do uso da nicotina: Aumento da pressão arterial e da frequência dos batimentos cardíacos; Aumento da frequência respiratória e da atividade motora; Redução do apetite. Figura : Campanha 13 / 41

14 Maconha Nicotina Prejuízos do uso da nicotina: Envelhecimento precoce; Aumenta a chance de cancêr de pulmão. Diminuição da capacidade física e respiratória; Figura : Pulmão normal á esquerda e do fumante a direita 14 / 41

15 Maconha Nicotina Prejuízos do uso da nicotina: Dentes amarelados; Diminuição da capacidade de circulação sanguínea; Aumenta a deposição de gordura nos vasos sanguíneos sobrecarregando o coração. Figura : Dentes amarelados pelo consumo do cigarro 15 / 41

16 Maconha Nicotina ECSTASY 16 / 41

17 Ecstasy Anfetaminas São drogas produzidas a partir de uma ou várias substâncias químicas manipuladas em laboratórios. Podem ser misturadas com diversas substâncias. Figura : Laboratório para fabricação de drogas 17 / 41

18 Ecstasy Anfetaminas É comumente consumido em baladas. Pertencente à família das anfetaminas que tem propriedades estimulantes e alucinogénicas. É comercializado sob a forma de comprimido ou cápsula. (a) Filme Paraisos Artificiais (b) Comprimido Ecstasy 18 / 41

19 Ecstasy Anfetaminas Efeitos do ecstasy: Euforia e um bem-estar intensos, que chegam a durar 10 horas. Age no cérebro aumentando a concentração de duas substâncias: a dopamina, que alivia as dores, e a serotonina, que está ligada a sensações amorosas. Provoca também alucinações. Figura : Ilusão 19 / 41

20 Ecstasy Anfetaminas Prejuízos: Ressecamento da boca, perda de apetite, náuseas, coceiras, reações musculares como cãimbras, contrações oculares, espasmo do maxilar, fadiga, depressão, dor de cabeça, visão turva, manchas roxas na pele, movimentos descontrolados de vários membros do corpo como os braços e as pernas, crises bulímicas e insônia. A droga pode provocar febres de até 42 graus. A febre leva a uma intensa desidratação que pode causar a morte do usuário do ecstasy. Figura : Uso do ecstasy pode matar 20 / 41

21 Ecstasy Anfetaminas Depoimento "Comecei a consumir drogas neste ano. Já na primeira vez, usei bala (ecstasy) e GHB. Gosto de misturá-los com a ketamina, um anestésico de cavalos, para explorar as sensações dessas drogas em conjunto. Uma vez passei muito mal e tive de ficar na enfermaria. Via figuras geométricas e meu corpo não me obedecia mais meus braços se mexiam sozinhos. Diminuí a dose de ketamina." César, 28 anos, produtor de documentários 21 / 41

22 Ecstasy Anfetaminas ANFETAMINAS 22 / 41

23 Ecstasy Anfetaminas São diversos os tipos de anfetaminas no mundo, não existindo uma única substância que as caracterize. Ela é normalmente fumada com a ajuda de um cachimbo e é conhecida como "ice". Figura : Anfetamina 23 / 41

24 Ecstasy Anfetaminas Efeitos: Aumento da capacidade física; Aumentam a resistência nervosa e muscular. Aumentam também a capacidade respiratória e a tensão arterial, deixando a pessoa "ligada". Figura : Caminhoneiro 24 / 41

25 Cocaína Crack Krokodil COCAÍNA 25 / 41

26 Cocaína Crack Krokodil A cocaína é um estimulante extraída da folha da coca (Erytbroxylon coca), planta nativa da Bolívia e do Peru; Efeitos: Inquietação psicomotora; Aumento do estado de alerta; Inibição do apetite; Labilidade do humor, variando da euforia ao mal-estar; Figura : Folhas de coca 26 / 41

27 Cocaína Crack Krokodil O síndrome de abstinência não apresenta sinais físicos típicos mas tem alterações psicológicas notáveis: hiper-sonolência, apatia, depressão, ideias suicida, ansiedade, agitação, irritabilidade, confusão, surtos psicóticos e intenso desejo de consumo. (a) Uso de cocaína (b) Cápsulas de cocaína 27 / 41

28 Cocaína Crack Krokodil Prejuízos: Distúrbios pisiquiátricos; Overdose; O consumo de grandes quantidades pode causar convulsão; O consumo prolongado pode levar a depressão, ansiedade, deixar a pessoa irritada, impulsiva e cansada. Cheirar cocaína com frequência pode danificar o interior do nariz. (c) Palato danificado pelo uso de cocaína (d) Uso de drogas 28 / 41

29 Cocaína Crack Krokodil CRACK 29 / 41

30 Cocaína Crack Krokodil O crack é uma mistura de cocaína em forma de pasta não refinada com bicarbonato de sódio. Pode ser considerada uma versão popular da cocaína. Pode ser até cinco vezes mais potente do que a cocaína. O efeito do crack dura, em média, dez minutos; A principal forma de consumo é a inalação da fumaça produzida pela queima da pedra. Os pulmões conseguem absorver quase 100% do crack inalado. (e) Cachimbo improvisado (f) Pedras de crack 30 / 41

31 Cocaína Crack Krokodil Efeitos: Seus efeitos são sentidos quase imediatamente - em 10 a 15 segundos; Sensação de poder, excitação, hiperatividade, insônia, intensa euforia e prazer. A falta de apetite intensa. Um dependente de crack pode perder entre 8 e 10 kg em um único mês. Figura : Efeitos do crack 31 / 41

32 Cocaína Crack Krokodil Prejuízos: Alto poder de dependência. Depressão, agressividade, paranóia Problemas mentais sérios, problemas respiratórios, derrames e infartos. (a) Cracolândia (b) Uso de crack por gestante 32 / 41

33 Cocaína Crack Krokodil Krokodil 33 / 41

34 Cocaína Crack Krokodil Krokodil é de origem Russa e foi criada como uma alternativa mais barata à heroína. É feita a partir da desomorfina, um sedativo e analgésico 10 vezes mais forte que a morfina. É capaz de imitar os efeitos da heroína, mas a um custo menor. Utiliza como pomponentes: como gasolina, querosene, solventes de pinturas, comprimidos de codeína e até fósforo (tirado da lateral das caixinhas de fósforos). (c) Injetando a droga (d) Uso de crack por gestante 34 / 41

35 Cocaína Crack Krokodil Efeitos: Rapidamente dependência química e psíquica; Poderoso depressivo do sistema nervoso central. Usuário fica em um estado sonolento, fora da realidade. As pupilas ficam muito contraídas e as primeiras sensações são de euforia e conforto. 35 / 41

36 Cocaína Crack Krokodil A expectativa de vida de um usuário é de dois a três anos. Nos locais em que a droga é injetada, é comum que os vasos sanguíneos se rompam, que o tecido comece a apodrecer e, algumas vezes, descole dos ossos e caia em pedaços. (e) Injetando a droga (f) Uso de crack por gestante 36 / 41

37 Cocaína Crack Krokodil A proibição da venda de codeína (principal componente do Krokodil) na Russia aconteceu em 1ž de junho de 2012 e fez com que os números de mortes pelo uso dessa droga diminuíssem consideravelmente. (g) Consequências do Krokodil (h) Feridas no braço 37 / 41

38 Cocaína Crack Krokodil Perguntas? 38 / 41

39 Cocaína Crack Krokodil Trabalho: Produza um texto dissertativo de no mínimo 25 linhas abordando os prejuizos sociais das drogas. Você pode através do textos tentar responder perguntas como: O que leva alguém a optar pelas drogas? Como deve ser a rotina de uma familia em que algum membro é dependente químico? Seria bom legalizar a maconha? Como impedir a formação das cracolândias? 39 / 41

40 Referências O que são drogas? Cocaína Crack Krokodil Recurso da internet Disponível em: Acesso em: 1 de setembro de Recurso da internet Disponível em: Acesso em: 1 de setembro de / 41

41 Referências O que são drogas? Cocaína Crack Krokodil Recurso da internet Disponível em: Acesso em: 1 de setembro de Recurso da internet Disponível em: Acesso em: 1 de setembro de Recurso da internet Disponível em: Acesso em: 7 de setembro de / 41

AULA 23 Drogas: produtos alucinógenos ou substância tóxicas que leva a dependência; Drogas psicoativas: entra na corrente sanguínea e atinge o SNC; Ação depressiva: diminui a atividade das células nervosas.

Leia mais

DROGAS LÌCITAS E ILÌCITAS SUBSTÂNCIAS PSICOTRÒPICAS. Drogas Lícitas e Ilícitas Substancias Psicotrópicas

DROGAS LÌCITAS E ILÌCITAS SUBSTÂNCIAS PSICOTRÒPICAS. Drogas Lícitas e Ilícitas Substancias Psicotrópicas DROGAS LÌCITAS E ILÌCITAS SUBSTÂNCIAS PSICOTRÒPICAS Drogas Lícitas e Ilícitas Substancias Psicotrópicas SUBSTÂNCIAS PSICOTRÒPICAS São substancias psicoativas que agem no Sistema Nervoso Central. Produz

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL E DROGADIÇÃO

SERVIÇO SOCIAL E DROGADIÇÃO SERVIÇO SOCIAL E DROGADIÇÃO Matheus de Oliveira Ribeiro Serviço Social Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS Stephanie Suellen Santos da Silva Serviço Social Faculdades Integradas de Três Lagoas AEMS

Leia mais

INTOXICAÇÃO POR NOVAS DROGAS

INTOXICAÇÃO POR NOVAS DROGAS Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro Grupamento de Socorro de Emergência Seção de Desastres INTOXICAÇÃO POR NOVAS DROGAS Edna Maria de Queiroz Capitão Médica CBMERJ Médica HUAP / UFF

Leia mais

Conteúdos Atividades de revisão da 2ª avaliação do 4º bimestre - Ciências da Natureza

Conteúdos Atividades de revisão da 2ª avaliação do 4º bimestre - Ciências da Natureza Conteúdos Atividades de revisão da 2ª avaliação do 4º bimestre - Ciências da Natureza Conteúdos 2ª Avaliação do 4º bimestre Área de Ciências da Natureza Habilidades Revisar os conteúdos da Área de Ciências

Leia mais

Projeto Diga Sim a Vida e Não as Drogas

Projeto Diga Sim a Vida e Não as Drogas Projeto Diga Sim a Vida e Não as Drogas PÚLBLICO ALVO: Toda a comunidade escolar e a sociedade local de modo geral. APRESENTAÇÃO: Todos concordam que a Escola tem um papel fundamental em nossa sociedade,

Leia mais

Transtornos relacionados ao uso de substâncias

Transtornos relacionados ao uso de substâncias Transtornos relacionados ao uso de substâncias ARTHUR GUERRA DE ANDRADE Professor Associado do Departamento de Psiquiatria, Faculdade de Medicina USP Professor Titular de Psiquiatria e Psicologia Médica,

Leia mais

Drogas de abuso. Maxwell Santana

Drogas de abuso. Maxwell Santana Drogas de abuso Maxwell Santana Drogas de abuso Qualquer substância ou preparação, com pouco uso médico usada primariamente pelos seus efeitos gratificantes! Englobam substância psicoativas e psicotrópicas!

Leia mais

Drogas de Abuso. Equipe de Biologia

Drogas de Abuso. Equipe de Biologia Drogas de Abuso Equipe de Biologia Drogas Qualquer substância capaz de alterar o funcionamento do organismo ilícitas lícitas Drogas de abuso Drogas utilizadas sem indicação médica, tendo por objetivo alterar

Leia mais

COMORBIDADES CLÍNICAS EM PACIENTES COM TRANSTORNOS NO USO DE DROGAS

COMORBIDADES CLÍNICAS EM PACIENTES COM TRANSTORNOS NO USO DE DROGAS COMORBIDADES CLÍNICAS EM PACIENTES COM TRANSTORNOS NO USO DE DROGAS O que são drogas? São substâncias naturais ou sintéticas, produzidas ou modificadas, com usos diversos, algumas delas com efeitos entorpecentes

Leia mais

DROGAS DE ABUSO. Carlos Eduardo Biólogo Neuropsicólogo Mestre-Farmacologia UFC

DROGAS DE ABUSO. Carlos Eduardo Biólogo Neuropsicólogo Mestre-Farmacologia UFC DROGAS DE ABUSO Carlos Eduardo Biólogo Neuropsicólogo Mestre-Farmacologia UFC DROGAS DE ABUSO Substância Psicoativa qualquer substância química que, quando ingerida, modifica uma ou várias funções do SNC,

Leia mais

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Conceitos Básicos ObjeBvos DiscuBr os conceitos básicos de substâncias psicoabvas (SPA) Conhecer as

Leia mais

ANESTESIA NO PACIENTE SOB EFEITO DE DROGAS SINTÉTICAS. ECSTASY

ANESTESIA NO PACIENTE SOB EFEITO DE DROGAS SINTÉTICAS. ECSTASY ANESTESIA NO PACIENTE SOB EFEITO DE DROGAS SINTÉTICAS. ECSTASY Oscar César Pires 29/04/12 14h:40-15h:00 Diretor Departamento Científico SBA / Responsável pelo CET do HMSJC SP Doutor em Anestesiologia/

Leia mais

SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL DIGA NÃO ÀS DROGAS SENADOR CLÉSIO ANDRADE Diga não às drogas apresentação A droga oferece um único caminho: começa pela busca do prazer e da euforia e acaba no inferno para manter o vício.

Leia mais

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Es>mulantes do SNC Obje>vos Conhecer as formas de apresentação e de uso Compreender o mecanismo de

Leia mais

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA - UNICAMP

FACULDADE DE ODONTOLOGIA DE PIRACICABA - UNICAMP Prezado aluno, Estes exercícios fazem parte de uma compilação de vários testes e provas que foram utilizadas no passado e formam uma base sólida para estudo. Tente resolvê-los sozinho, ao invés de simplesmente

Leia mais

Neste texto você vai estudar:

Neste texto você vai estudar: Prevenção ao uso de drogas Texto 1 - Aspectos gerais relacionados ao uso de drogas Apresentação: Neste texto apresentamos questões gerais que envolvem o uso de drogas com o objetivo de proporcionar ao

Leia mais

PARAR DE FUMAR. Uma decisão saudável. Programa de Controle do Tabagismo

PARAR DE FUMAR. Uma decisão saudável. Programa de Controle do Tabagismo PARAR DE FUMAR Uma decisão saudável Programa de Controle do Tabagismo Você sabe o que tem dentro do cigarro e outros produtos do tabaco? 4720 substâncias tóxicas, incluindo: Nicotina; Alcatrão; Monóxido

Leia mais

A dependência de álcool e outras drogas:

A dependência de álcool e outras drogas: A dependência de álcool e outras drogas: desafios na prevenção MARICELMA BREGOLA Alguns Dados 200 milhões de pessoas quase 5% da população entre 15 e 64 anos usam drogas ilícitas pelo menos uma vez por

Leia mais

INTERATIVIDADE FINAL EDUCAÇÃO FÍSICA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Atividade física e prevenção às drogas.

INTERATIVIDADE FINAL EDUCAÇÃO FÍSICA CONTEÚDO E HABILIDADES DINÂMICA LOCAL INTERATIVA AULA. Conteúdo: Atividade física e prevenção às drogas. Conteúdo: Atividade física e prevenção às drogas. Habilidades: Perceber a alienação das drogas e alcoolismo como destruidores da convivência e dignidade humana. Drogas O que são drogas? São substâncias,

Leia mais

DROGAS DE ABUSO. Profa. Dra. Eline Matheus

DROGAS DE ABUSO. Profa. Dra. Eline Matheus DROGAS DE ABUSO DROGAS QUE ATUAM NO SNC ESTIMULANTES DEPRESSORES DROGAS ESTIMULANTES COCAÍNA (CRACK & OXI) ANFETAMÍNICOS EFEDRINA ALUCINÓGENOS ANABOLIZANTES COCAÍNA Corte cerebral pós-mortem de um adicto

Leia mais

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro

Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Aperfeiçoamento em Técnicas para Fiscalização do uso de Álcool e outras Drogas no Trânsito Brasileiro Perturbadores do SNC ObjeDvos Conhecer as formas de apresentação e de uso Compreender o mecanismo de

Leia mais

Álcool, Drogas e o Jovem

Álcool, Drogas e o Jovem Álcool, Drogas e o Jovem Sub-Secretaria de Políticas sobre Drogas do Estado de Minas Gerais Amadeu Roselli Cruz Primavera de 2012 1 Jovens e Conflitos com a Família 1. Escola 2. Limpeza do corpo 3. Limpeza

Leia mais

Cessação e Tratamento do Tabagismo Mitos e Verdades. Silvia M. Cury Ismael Mônica Andreis

Cessação e Tratamento do Tabagismo Mitos e Verdades. Silvia M. Cury Ismael Mônica Andreis Cessação e Tratamento do Tabagismo Mitos e Verdades Silvia M. Cury Ismael Mônica Andreis Cigarro é droga? Verdade! Cigarro é uma droga poderosa, apesar de ser um produto lícito. O potencial de abuso da

Leia mais

Abuso de drogas. Algumas drogas ilegais podem ser consumidas legalmente se forem receitadas por um médico.

Abuso de drogas. Algumas drogas ilegais podem ser consumidas legalmente se forem receitadas por um médico. Abuso de drogas Introdução Uma pessoa abusa de drogas quando toma drogas ilegais ou quando toma medicamentos de uma forma que não é a recomendada pelo médico ou fabricante. Torna-se toxicodependente a

Leia mais

Como a cocaína é consumida Os efeitos imediatos e tardios do consumo contínuo da cocaína Outros nomes para a cocaína Classificação do tipo de droga

Como a cocaína é consumida Os efeitos imediatos e tardios do consumo contínuo da cocaína Outros nomes para a cocaína Classificação do tipo de droga Cocaína 2. Sumário Como a cocaína é consumida Os efeitos imediatos e tardios do consumo contínuo da cocaína Outros nomes para a cocaína Classificação do tipo de droga 1. 3. 4. A Cocaína é proveniente de

Leia mais

Drogas Lícitas e Ilícitas

Drogas Lícitas e Ilícitas Drogas Lícitas e Ilícitas que interferem no ato de dirigir Associação Brasileira de Medicina de Tráfego Conceituação de drogas psicoativas Tenha efeito direto no sistema nervoso central e/ou periférico

Leia mais

PAPO LEGAL CONVERSANDO COM JOVENS SOBRE PREVENÇÃO AO USO ABUSIVO DE DROGAS

PAPO LEGAL CONVERSANDO COM JOVENS SOBRE PREVENÇÃO AO USO ABUSIVO DE DROGAS PAPO LEGAL CONVERSANDO COM JOVENS SOBRE PREVENÇÃO AO USO ABUSIVO DE DROGAS APRESENTAÇÃO: A Secretaria de Assistência Social e Cidadania (SASC) por meio da Diretoria de Programas sobre Drogas (DPSD) do

Leia mais

A SAÚDE TAMBÉM É CONSIGO. Tabaco

A SAÚDE TAMBÉM É CONSIGO. Tabaco Tabaco Álcool Medicamentos Cocaína Heroína Cannabis Ecstasy ÁLCOOL Características da substância O álcool contido nas bebidas é cientificamente designado como etanol, sendo produzido através da fermentação

Leia mais

TABAGISMO. O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox

TABAGISMO. O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox Informativo Semanal O tema deste informe foi sugerido pelo Laboratorista Edmund Cox O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) a principal causa de morte evitável em todo o mundo.

Leia mais

Dependência Química. Informação é grande aliada dos amigos e familiares.

Dependência Química. Informação é grande aliada dos amigos e familiares. Dependência Química Informação é grande aliada dos amigos e familiares. O QUE É DROGA-DEPENDÊNCIA? Droga-dependência é um transtorno psiquiátrico que se caracteriza pelo uso impulsivo e descontrolado de

Leia mais

Triagem de drogas em urina

Triagem de drogas em urina Triagem de drogas em urina Maconha A maconha é o nome utilizado popularmente no Brasil para denominar a planta Cannabis sativa Linnaeus. Estima-se que existem mais de 400 compostos naturais na planta,

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DAS DROGAS

CLASSIFICAÇÃO DAS DROGAS CLASSIFICAÇÃO DAS DROGAS Existem várias maneiras de classificarmos as drogas. Uma primeira, que é bastante utilizada e citada, tem como finalidade estabelecer se o porte, o transporte e o uso da droga

Leia mais

Cocaína. COCAÍNA Histórico. Cocaína. Cocaína. Cocaína

Cocaína. COCAÍNA Histórico. Cocaína. Cocaína. Cocaína COCAÍNA Histórico Erytroxylum coca - Populações pré- incaicas já utilizavam mascamento das folhas em cerimônias religiosas (coqueio). - Século passado emprego de cigarros de coca no tratamento da asma

Leia mais

SENADO FEDERAL EVITE O CIGARRO SENADOR CLÉSIO ANDRADE

SENADO FEDERAL EVITE O CIGARRO SENADOR CLÉSIO ANDRADE SENADO FEDERAL EVITE O CIGARRO SENADOR CLÉSIO ANDRADE 2 Evite o cigarro apresentação Depois que foi identificado como problema de saúde pública, o cigarro tem sido combatido em campanhas de comunicação,

Leia mais

Drogas, Anfetaminas e

Drogas, Anfetaminas e 12 Drogas, Anfetaminas e Remédios para Emagrecer Evandro Murer 111 As anfetaminas foram sintetizadas em laboratório, a partir de 1928, para combater a obesidade, a depressão e a congestão nasal. Nas décadas

Leia mais

Universidade de Aveiro. Catarina Calado. Outubro de 2012

Universidade de Aveiro. Catarina Calado. Outubro de 2012 Universidade de Aveiro Catarina Calado Outubro de 2012 FESTAS ACADÉMICAS Comportamentos de Risco Contribuem para a integração dos jovens na vida académica Geram danos para a saúde a curto, médio e longo

Leia mais

EFEITO DAS DROGAS NO CORAÇÃO

EFEITO DAS DROGAS NO CORAÇÃO EFEITO DAS DROGAS NO CORAÇÃO Dra. Ana Paula Cabral Ramidan 2º CURSO DE FORMAÇÃO DE AGENTES MULTIPLICADORES EM PREVENÇÃO ÀS DROGAS CORAÇÃO FONTE: http://www.google.com/imgres?imgurl=http://1.bp.blogspot.com/-hrgazxrptx4/tu8antmk2ai/aaaaaaaake0/mkgmvoud1fa/s1600/coracao.jpg&imgrefurl=http://toinhoffilho.blogspot.com/2011/12/cienciasvale-apensa-saber-coracao-uma.html&usg=

Leia mais

Essas drogas podem ser absorvidas de várias formas: por injecção, por inalação, via oral ou injeção intravenosa.

Essas drogas podem ser absorvidas de várias formas: por injecção, por inalação, via oral ou injeção intravenosa. Droga Droga (do francês drogue, provavelmente do neerlandês droog, "seco, coisa seca"), narcótico, entorpecente ou estupefaciente são termos que denominam substâncias químicas que produzem alterações dos

Leia mais

3º BIMESTRE Vícios e suas consequências Aula 130 Conteúdos: Concordância verbal Dependência química e limitações do corpo Ervas entorpecentes

3º BIMESTRE Vícios e suas consequências Aula 130 Conteúdos: Concordância verbal Dependência química e limitações do corpo Ervas entorpecentes CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL INTERATIVA I 3º BIMESTRE Vícios e suas consequências Aula 130 Conteúdos: Concordância verbal Dependência química e limitações do

Leia mais

O desafio de deixar de fumar

O desafio de deixar de fumar O desafio de deixar de fumar O uso do cigarro tem como objetivo a busca por efeitos prazerosos desencadeados pela nicotina, melhora ime - diata do raciocínio e do humor, diminuição da ansiedade e ajuda

Leia mais

Os Remédios para Emagrecer são quase todos à base de Anfetaminas,

Os Remédios para Emagrecer são quase todos à base de Anfetaminas, 8 Remédios para Emagrecer Evandro Murer Especialista em Teorias e Métodos de Pesquisa em Educação Física, Esportes e Lazer na UNICAMP Os Remédios para Emagrecer são quase todos à base de Anfetaminas, que

Leia mais

OS PRINCIPAIS FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A PERMANÊNCIA DE DEPENDENTES QUÍMICOS EM TRATAMENTO

OS PRINCIPAIS FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A PERMANÊNCIA DE DEPENDENTES QUÍMICOS EM TRATAMENTO OS PRINCIPAIS FATORES QUE CONTRIBUEM PARA A PERMANÊNCIA DE DEPENDENTES QUÍMICOS EM TRATAMENTO Dário Fernando Treméa Kubiak 1 Jesus N. Durgant Alves 2 Mara Regina Nieckel da Costa 3 RESUMO Este artigo objetiva

Leia mais

Drogas A prevenção como medida de proteção. Professor Maurino Prim

Drogas A prevenção como medida de proteção. Professor Maurino Prim Drogas A prevenção como medida de proteção. Professor Maurino Prim Introdução. O abuso de drogas é considerado, atualmente, um dos maiores problemas da nossa sociedade. A situação vem se agravando cada

Leia mais

NÚCLEO TÉCNICO CIENTÍFICO DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL FOZ DO IGUAÇU - PARANÁ DROGAS DE ABUSO

NÚCLEO TÉCNICO CIENTÍFICO DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL FOZ DO IGUAÇU - PARANÁ DROGAS DE ABUSO NÚCLEO TÉCNICO CIENTÍFICO DEPARTAMENTO DE POLÍCIA FEDERAL FOZ DO IGUAÇU - PARANÁ DROGAS DE ABUSO Droga ou medicamento? DROGA Droga é toda substância ou produto que, administrado ao organismo vivo, produz

Leia mais

DROGAS FAMÍLIA SOCIEDADE A PRIMEIRA CONDIÇÃO PARA MODIFICAR A REALIDADE CONSISTE EM CONHECÊ-LA (EDUARDO GALEANO)

DROGAS FAMÍLIA SOCIEDADE A PRIMEIRA CONDIÇÃO PARA MODIFICAR A REALIDADE CONSISTE EM CONHECÊ-LA (EDUARDO GALEANO) DROGAS FAMÍLIA SOCIEDADE A PRIMEIRA CONDIÇÃO PARA MODIFICAR A REALIDADE CONSISTE EM CONHECÊ-LA (EDUARDO GALEANO) O uso de drogas que alteram o estado mental também chamadas de substâncias psicoativas (SPA)

Leia mais

Mário Coelho Lima Filho

Mário Coelho Lima Filho Mário Coelho Lima Filho AS POLÍTICAS PÚBLICAS E OS DEPENDENTES QUÍMICOS DO CRACK NO DISTRITO FEDERAL E ENTORNO Projeto de Pesquisa apresentado ao Programa de Pós-Graduação do Cefor como parte das exigências

Leia mais

Aula 3. FÉ NA PREVENÇÃO Módulo 2. p.75

Aula 3. FÉ NA PREVENÇÃO Módulo 2. p.75 Aula 3 FÉ NA PREVENÇÃO Módulo 2 p.75 Aula 3 Álcool e outras drogas: efeitos agudos e crônicos Os Objetivos desta aula são: identificar as principais drogas de abuso classificar as drogas entre depressoras,

Leia mais

PARECER Nº, DE 2010. RELATOR: Senador JARBAS VASCONCELOS I RELATÓRIO

PARECER Nº, DE 2010. RELATOR: Senador JARBAS VASCONCELOS I RELATÓRIO PARECER Nº, DE 2010 Da COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO, JUSTIÇA E CIDADANIA, em decisão terminativa, sobre o Projeto de Lei do Senado nº 187, de 2009, do Senador Sérgio Zambiasi, que altera o art. 33 da Lei nº

Leia mais

Maconha. Marília Z. P. Guimarães Programa de Farmacologia Celular e Molecular Instituto de Ciências Biomédicas/UFRJ

Maconha. Marília Z. P. Guimarães Programa de Farmacologia Celular e Molecular Instituto de Ciências Biomédicas/UFRJ Maconha Marília Z. P. Guimarães Programa de Farmacologia Celular e Molecular Instituto de Ciências Biomédicas/UFRJ A humanidade conhece a planta Cannabis sp., nativa do centro e sul da Ásia, desde 10 mil

Leia mais

Breve Histórico do Uso da Maconha no Brasil

Breve Histórico do Uso da Maconha no Brasil O que é maconha? Maconha é o nome popular de uma planta chamada Cannabis Sativa, que tem sido usada há séculos por diferentes culturas, e em diferentes momentos da História, com fins médicos e industriais.

Leia mais

26/06: DIA NACIONAL DE COMBATE AS DROGAS. Senhor Presidente, Organização das Nações Unidas (ONU), como a data

26/06: DIA NACIONAL DE COMBATE AS DROGAS. Senhor Presidente, Organização das Nações Unidas (ONU), como a data Discurso proferido pelo deputado GERALDO RESENDE (PMDB/MS), em sessão no dia 26/06/2013. 26/06: DIA NACIONAL DE COMBATE AS DROGAS Senhor Presidente, Senhoras e Senhores Deputados, O dia 26 de junho foi

Leia mais

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16

DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA Sex, 28 de Agosto de 2009 19:57 - Última atualização Sáb, 21 de Agosto de 2010 19:16 DORES DE CABEÇA E ENXAQUECA A tensão do dia a dia é a causa mais freqüente das dores de cabeça mas, elas poderem aparecer por diversas causas e não escolhem idade e sexo. Fique sabendo, lendo este artigo,

Leia mais

cloridrato de clomipramina

cloridrato de clomipramina cloridrato de clomipramina GERMED FARMACÊUTICA LTDA. comprimido revestido 10 mg Modelo de texto de bula paciente IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO cloridrato de clomipramina Medicamento Genérico, Lei n º. 9.787,

Leia mais

Bula com informações ao Paciente soro antibotrópico (pentavalente) e antilaquético. solução injetável IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO

Bula com informações ao Paciente soro antibotrópico (pentavalente) e antilaquético. solução injetável IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO soro antibotrópico (pentavalente) e antilaquético solução injetável IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO soro antibotrópico (pentavalente) e antilaquético APRESENTAÇÃO O soro antibotrópico (pentavalente) e antilaquético,

Leia mais

Folheto informativo: informação para o utilizador. Pregabalina Jaba 300 mg cápsulas Pregabalina

Folheto informativo: informação para o utilizador. Pregabalina Jaba 300 mg cápsulas Pregabalina Folheto informativo: informação para o utilizador Pregabalina Jaba 300 mg cápsulas Pregabalina Leia com atenção todo este folheto antes de começar a tomar este medicamento, pois contém informação importante

Leia mais

Maconha (tradução do capítulo Marijuana do livro From Chocolate to Morphine de Andrew Weil; por baforito/meriadoc em agosto/2003)

Maconha (tradução do capítulo Marijuana do livro From Chocolate to Morphine de Andrew Weil; por baforito/meriadoc em agosto/2003) Maconha (tradução do capítulo Marijuana do livro From Chocolate to Morphine de Andrew Weil; por baforito/meriadoc em agosto/2003) Maconha é uma droga antiqüíssima, e data dos tempos pré-históricos em algumas

Leia mais

AS DROGAS E SEUS EFEITOS NO ORGANISMO

AS DROGAS E SEUS EFEITOS NO ORGANISMO AS DROGAS E SEUS EFEITOS NO ORGANISMO ÁLCOOL: Cachaça, Vodca, Uísque, Cerveja, Vinho... Efeitos Físicos e Psíquicos da Embriaguez: Fala Pastosa, Perda do Equilíbrio e da Coordenação Motora, Sensação de

Leia mais

APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de liberação lenta. Embalagens com 20 comprimidos de 75 mg.

APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de liberação lenta. Embalagens com 20 comprimidos de 75 mg. ANAFRANIL SR cloridrato de clomipramina APRESENTAÇÕES Comprimidos revestidos de liberação lenta. Embalagens com 20 comprimidos de 75 mg. VIA ORAL USO ADULTO COMPOSIÇÃO Cada comprimido revestido de liberação

Leia mais

APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES

APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES APOSTILA AULA 2 ENTENDENDO OS SINTOMAS DO DIABETES 1 Copyright 2014 por Publicado por: Diabetes & Você Autora: Primeira edição: Maio de 2014 Todos os direitos reservados. Nenhuma parte desta apostila pode

Leia mais

Os padrões de consumo de crack, álcool e outras drogas e alguns instrumentos de avaliação e codificação

Os padrões de consumo de crack, álcool e outras drogas e alguns instrumentos de avaliação e codificação Os padrões de consumo de crack, álcool e outras drogas e alguns instrumentos de avaliação e codificação Enfª. Lorena Silveira Cardoso Mestranda em Saúde Coletiva do PRPPG - UFES VITÓRIA 2015 Nessa aula

Leia mais

Nesta sessão eu lhe entregarei um envelope com perguntas sobre o uso de drogas para que você marque suas respostas sem eu ver.

Nesta sessão eu lhe entregarei um envelope com perguntas sobre o uso de drogas para que você marque suas respostas sem eu ver. ENVELOPE 1- SESSAO I USO DE DROGAS Nesta sessão eu lhe entregarei um envelope com perguntas sobre o uso de drogas para que você marque suas respostas sem eu ver. É de extrema importância que você seja

Leia mais

CLORIDRATO DE CLOMIPRAMINA

CLORIDRATO DE CLOMIPRAMINA CLORIDRATO DE CLOMIPRAMINA FUNDAÇÃO PARA O REMÉDIO POPULAR - FURP 25 mg Comprimido revestido BULA PARA O PACIENTE cloridrato de clomipramina 25 mg Comprimido revestido Medicamento Genérico, Lei n. 9.787,

Leia mais

Dependência Química. Sílvia Leite Pacheco

Dependência Química. Sílvia Leite Pacheco Dependência Química Sílvia Leite Pacheco Psicóloga Clínica com atuação em Terapia Cognitivo Comportamental; Psicoterapeuta Cognitiva da Clínica Alamedas; Pesquisadora da UNIAD/UNIFESP; Docente de Prevenção

Leia mais

BENEFICIOS DO KOMBUCHA

BENEFICIOS DO KOMBUCHA BENEFICIOS DO KOMBUCHA Os dados aqui contidos são de cunho meramente informativo e não devem ser tomados como regra nem como referência para tratamentos sem a adequada observação de um profissional: Listagem

Leia mais

Gabapentina Gabamox 600 mg comprimidos revestidos por película Gabapentina Gabamox 800 mg comprimidos revestidos por película

Gabapentina Gabamox 600 mg comprimidos revestidos por película Gabapentina Gabamox 800 mg comprimidos revestidos por película Folheto informativo: Informação para o utilizador Gabapentina Gabamox 600 mg comprimidos revestidos por película Gabapentina Gabamox 800 mg comprimidos revestidos por película Leia com atenção todo este

Leia mais

Alienação das drogas

Alienação das drogas Alienação das drogas Que relação podemos fazer entre os personagens mortos-vivos da ficção e os usuários de drogas em geral. São substâncias, naturais ou sintéticas que, introduzidas no organismo, podem

Leia mais

8ª série / 9º ano U. E. 14. Sistema nervoso

8ª série / 9º ano U. E. 14. Sistema nervoso 8ª série / 9º ano U. E. 14 Sistema nervoso O cérebro, a medula e os nervos são os principais órgãos que formam o sistema nervoso. As informações que chegam ao cérebro são respondidas com estímulos que

Leia mais

Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença?

Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença? Afinal de contas, o que é ansiedade? Mas ser ansioso não é normal? Ansiedade é uma doença? Ansiedade = falta de confiança na vida No senso comum, ansiedade é igual a aflição, angústia, nervosismo, perturbação

Leia mais

AVC: Acidente Vascular Cerebral AVE: Acidente Vascular Encefálico

AVC: Acidente Vascular Cerebral AVE: Acidente Vascular Encefálico AVC: Acidente Vascular Cerebral AVE: Acidente Vascular Encefálico DEFINIÇÃO Comprometimento súbito da função cerebral causada por alterações histopatológicas em um ou mais vasos sanguíneos. É o rápido

Leia mais

09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de

09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de 09:49:35 - Jane Bettiol : Convidado 'Jane Bettiol' entra na sala. 10:00:22 - DC fala para todos: Os chats são realizadas por jornalistas de diario.com.br, convidados especiais e pelos usuários. Todas as

Leia mais

A adolescência e o fenômeno da drogadição. Prof. Marco Aurélio de Patrício Ribeiro marcoaurélio@7setembro.com.br Cel. 9998.6560

A adolescência e o fenômeno da drogadição. Prof. Marco Aurélio de Patrício Ribeiro marcoaurélio@7setembro.com.br Cel. 9998.6560 A adolescência e o fenômeno da drogadição. Prof. Marco Aurélio de Patrício Ribeiro marcoaurélio@7setembro.com.br Cel. 9998.6560 A Sociedade muda (acentuando o problema das drogas nos últimos 30 anos) Ao

Leia mais

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR

FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR FOLHETO INFORMATIVO: INFORMAÇÃO PARA O UTILIZADOR Montelucaste Generis 10 mg Comprimidos Montelucaste de sódio Leia atentamente este folheto antes de tomar este medicamento -Conserve este folheto. Pode

Leia mais

dicloridrato de cetirizina Solução oral 1mg/mL

dicloridrato de cetirizina Solução oral 1mg/mL dicloridrato de cetirizina Solução oral 1mg/mL MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE dicloridrato de cetirizina Medicamento genérico Lei nº 9.787, de 1999. APRESENTAÇÃO Solução oral 1mg/mL Embalagem

Leia mais

Abuso e dependência ao álcool e outras drogas e sua relação com o suicídio

Abuso e dependência ao álcool e outras drogas e sua relação com o suicídio Abuso e dependência ao álcool e outras drogas e sua relação com o suicídio Messiano Ladislau Nogueira de Sousa Médico Psiquiatra com aperfeiçoamento em terapia psicanalítica Abril, 2014 Sumário Conceitos

Leia mais

Câncer. Como se Prevenir e Ter uma Vida Saudável. Pele Colo de Útero Próstata Boca Mama

Câncer. Como se Prevenir e Ter uma Vida Saudável. Pele Colo de Útero Próstata Boca Mama Câncer Como se Prevenir e Ter uma Vida Saudável Pele Colo de Útero Próstata Boca Mama A prevenção e a única maneira fácil, segura e acessível de combater ao câncer Apoio: Liga Bahiana Contra o Câncer -

Leia mais

TYNEO. (paracetamol)

TYNEO. (paracetamol) TYNEO (paracetamol) Brainfarma Indústria Química e Farmacêutica S.A. Solução Oral 200mg/mL I - IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: TYNEO paracetamol APRESENTAÇÃO Solução oral gotas 200mg/mL: Embalagem com 1

Leia mais

USUÁRIOS DE CRACK: INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA VERSUS COMPULSÓRIA

USUÁRIOS DE CRACK: INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA VERSUS COMPULSÓRIA USUÁRIOS DE CRACK: INTERNAÇÃO INVOLUNTÁRIA VERSUS COMPULSÓRIA Roselaine da Cunha Barros 1, Maria do Carmo Tito Teixeira 2, Josmar Furtado de Campos 3, Dayanne Vieira de Campos 4, Nelimar Ribeiro de Castro

Leia mais

BULA PARA O PACIENTE BUSPAR (cloridrato de buspirona) 5mg/10mg COMPRIMIDOS

BULA PARA O PACIENTE BUSPAR (cloridrato de buspirona) 5mg/10mg COMPRIMIDOS BULA PARA O PACIENTE BUSPAR (cloridrato de buspirona) 5mg/10mg COMPRIMIDOS BRISTOL-MYERS SQUIBB BUSPAR cloridrato de buspirona Uso oral APRESENTAÇÃO BUSPAR 5 mg é apresentado em cartuchos com 2 blisters

Leia mais

PLANO DE TRABALHO DOCENTE. Ciências Naturais. 5º Ano. Terrestre: Produção do Ecossistema

PLANO DE TRABALHO DOCENTE. Ciências Naturais. 5º Ano. Terrestre: Produção do Ecossistema PLANO DE TRABALHO DOCENTE Ciências Naturais 5º Ano Professora: Mariangela Morais Miguel Celeste: Produção do Universo Terrestre: Produção do Ecossistema Histórico social: Produção da ExistênciaHumana 2.

Leia mais

Sonolência Excessiva Diurna (SED)

Sonolência Excessiva Diurna (SED) Sonolência Excessiva Diurna (SED) A sonolência é queixa comum, principalmente, entre adolescentes, quase sempre por não desfrutarem de sono satisfatório. Eles dormem poucas horas à noite e, no dia seguinte,

Leia mais

1-Estimulantes psicomotores. 1.3-metilxantinas: cafeína, teobrobina, teofilina

1-Estimulantes psicomotores. 1.3-metilxantinas: cafeína, teobrobina, teofilina 1-Estimulantes psicomotores 1.3-metilxantinas: cafeína, teobrobina, teofilina metilxantinas Café x cafeína Cafeína - Cafeína não deve ser confundida com o café - Cafeína é uma das centenas de sustâncias

Leia mais

Sedalgina. Drágea 30mg+300mg+30mg

Sedalgina. Drágea 30mg+300mg+30mg Sedalgina Drágea 30mg+300mg+30mg MODELO DE BULA COM INFORMAÇÕES AO PACIENTE Sedalgina mucato de isometepteno dipirona cafeína APRESENTAÇÕES Drágea 30mg+300mg+30mg Embalagens contendo 20, 30, 60, e 200

Leia mais

Prevenção ao uso de drogas, álcool, fumo

Prevenção ao uso de drogas, álcool, fumo I NTROD U ÇÃO AO M Ó DULO DE S E RV I Ç O S GE R A I S Prevenção ao uso de drogas, álcool, fumo Conceitos corpo saúde drogas prevenção dependência ficha8_al_serv_gerais_aprendiz_01a.indd 1 6/4/2011 11:59:50

Leia mais

TESTE DE TRIAGEM (ASSIST V3.1)DO ENVOLVIMENTO COM BEBIDAS

TESTE DE TRIAGEM (ASSIST V3.1)DO ENVOLVIMENTO COM BEBIDAS TESTE DE TRIAGEM (ASSIST V3.1)DO ENVOLVIMENTO COM BEBIDAS ALCOÓLICAS,FUMO E FÀRMACOS NOME DO CLÍNICO CLINICA IDENTIFICAÇÃO OU DATA NOME DO CLIENTE INTRODUCÃO (Por favor leia ao cliente. Pode ser adaptado

Leia mais

Niquitin. GlaxoSmithKline. Adesivos Transdérmicos. Nicotina 7, 14 e 21 mg

Niquitin. GlaxoSmithKline. Adesivos Transdérmicos. Nicotina 7, 14 e 21 mg Niquitin GlaxoSmithKline Adesivos Transdérmicos Nicotina 7, 14 e 21 mg NiQuitin nicotina APRESENTAÇÕES Embalagens com 7 adesivos transdérmicos transparente de nicotina (7mg, 14mg ou 21mg) USO TÓPICO -

Leia mais

ツVivo Feliz Sem Drogas. Capa

ツVivo Feliz Sem Drogas. Capa Capa ツVivo Feliz Sem Drogas Projeto ツVivo Feliz Sem Drogas Prevenindo o uso indevido de drogas Capa fim MUNICIPIO DE ITAPEVA SP Secretaria Municipal de Defesa Social Projeto ツVivo Feliz Sem Drogas Prevenindo

Leia mais

Sistema respiratório

Sistema respiratório Texto de apoio ao professor T6 Sistema respiratório Trocas gasosas (classificação e processo) Doenças respiratórias (causas e exemplos) Durante as trocas gasosas os gases deslocam-se dos locais onde a

Leia mais