METODOLOGIA CIENTÍFICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "METODOLOGIA CIENTÍFICA"

Transcrição

1 METODOLOGIA CIENTÍFICA Profª. Luciana Oliveira Surgimento da ciência. Conceito filosófico do conhecimento e interesse pela pesquisa. Colaboradores: Prof. Dr. José Roberto R. Pinto Leonardo Silva Oliveira

2 OBJETIVOS DA DISCIPLINA 1) Fundamentos básicos da Metodologia Científica; 2) Normas básica de Redação Técnica; 3) Introduzir os elementos e instrumentos necessários para a elaboração de uma pesquisa científica; 4) Introdução às normas da ABNT obrigatórias para a elaboração do trabalho; 5) Preparar o aluno para a elaboração do artigo científico a ser apresentado para obtenção do título de especialista (mínimo para aprovação: C )

3 FUNDAMENTOS Metodologia da Pesquisa - ensina os caminhos a serem seguidos para realizar uma pesquisa científica. Ensina não apenas o que fazer e como fazer mas, também, porque fazer! Áreas afins: Filosofia, Psicologia, Sociologia Comunicação, Estatística, Administração etc.

4 ENSINO DE PÓS-GRADUAÇÃO NO BRASIL (surgiu déc. 60 e se consolidou na déc. 80) a) Aperfeiçoamento: treinamento em uma área b) Especialização (lato sensu/em sentido geral): melhorar a formação do profissional - TCC c) Mestrado (stricto sensu/em sentido estrito, exato): treinamento para fazer ciência - Dissertação d) Doutorado (stricto sensu): habilitá-lo como cientista/pesquisador(a) - Tese e) Pós-Doutorado: reciclagem do conhecimento

5 ALGUNS CONCEITOS Metodologia - Estudo do método. Método - Estratégia de ação: o que e como fazer (Grego: caminho para chegar a um fim ). Pesquisa - atividade voltada para solucionar problemas (pode ser científica ou não científica). Ciência - aprender / conhecer ( tomar ciência ). Método Científico - estratégia de investigação (sistemático, crítico, rigoroso, objetivo e analítico). Técnica - maneira de agir como fazer (saber fazer sem se preocupar em explicar).

6 O SER HUMANO Homo sapiens - Homem inquiridor / curioso sapiens = sábio (o que pergunta) Pensar não é uma opção do ser humano, mas uma atividade inevitável da nossa espécie (CURY, 2001). Angústia do Ser Religião Filosofia Ciência Verdade (OLIVEIRA FILHO, 1990).

7 FORMAS DO SER HUMANO PERCEBER O MUNDO Mitologia - baseado em mitos (visão do cosmo e da existência do ser humano) Religião - verdade absoluta (explicação divina) Filosofia - não contrapõe o enunciado com o mundo físico (não necessita ser testada) Ciência - verdade relativa e contrapõe o enunciado com o mundo físico (necessita ser testada) Arte - abordagem do mundo pela aparência estética Loucura -? (transgressão a todas as regras)

8 FORMAS DE CONHECIMENTO Popular ou Empírico (empírica = experiência) Religião ou Teológico (baseia-se na fé) Filosófico - (Amor à sabedoria) Índia = temas éticos e religiosos (destino transcendental) China = reflexão ética (convivência) Grécia = busca do saber (compreensão do universo) M. Científico - Surgiu no Séc. XVI / XVII, a partir do desmembramento do conhecimento filosófico. (e.g. astronomia, física, matemática, química etc.)

9 HISTÓRICO DO PENSAMENTO CIENTÍFICO Aristóteles ( a.c) - Criador da Lógica (Lógica - estuda o processo/caminho do pensamento) Método Dedutivo - através da argumentação torna-se explícito as verdades particulares a partir das verdades universais. Do maior para o menor! Francis Bacon ( ) - Fundador do Método Indutivo (se baseia em observações individuais / específicas) Método Indutivo - alma da ciência experimental ( Saber é Poder - Natureza a serviço do homem). Do menor para o maior!

10 HISTÓRICO DO PENSAMENTO CIENTÍFICO Galileu Galilei ( ) - Pai Ciência Moderna Libertação da Ditadura do Pensamento Religioso Ciência Moderna se baseia em experimentação René Descartes ( ) - Fundador do Método Matemático-Dedutivo (Evidência - Análise - Síntese - Postulado) Penso logo existo - razão como fundamento do conhecimento (Racionalismo)

11 MÉTODO DEDUTIVO X MÉTODO INDUTIVO Método Dedutivo - parte do geral para o específico e.g. Todo policial é autoritário (geral) Pedro é policial (específico) Logo, Pedro é autoritário (conclusão) Método Indutivo - parte do específico para o geral e.g. Policial A é autoritário (específico) Policial B é autoritário Policial C é autoritário Policial n é autoritário Logo, todos os policiais são autoritários (geral)

12 CIÊNCIA Ciência - Scientia (Latim) = aprender / conhecer O que é fazer ciência? Conhecer as leis que regem os fenômenos naturais. Construir (novo) ou aumentar o conhecimento sobre um fato ou melhorar a compreensão sobre o mesmo. Analogia: Ciência = Música; Pesquisador = Maestro Obs. Ciência não é só a coleta de dados. Ela começa com o planejamento da pesquisa, passa pela coleta e análises dos dados, pela interpretação dos resultados e culmina com a publicação.

13 Quanto ao conteúdo: CLASSIFICAÇÃO DA CIÊNCIA a) Formais - são ideais, usa o método dedutivo, seu critério de verdade é a consistência do enunciado, presente apenas na mente (e.g. psicologia) b) Factuais ou Fáticas - são materiais, usa o método indutivo (observação e a experimentação), seu critério de verdade é a verificação (e.g. biologia) Quanto ao conhecimento gerado (produto): a) Básica - não vislumbrar aplicação prática imediata b) Aplicada - questões práticas imediatas e.g. Alimentação em peixe (Metabolismo x Ração)

14 EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO CIENTÍFICO No Séc. XVII acreditava-se que o conhecimento científico garantia a verdade, através de métodos indutivos. A investigação dos casos particulares induziam às hipóteses gerais. A confirmação dessas hipóteses por várias pesquisas aumentava o grau de certeza e as tornam leis. As leis são imutáveis. Nesse caso, a ciência ocorreria como acúmulo de novas leis. Atualmente, após a descoberta do caráter provisório da verdade científica, o progresso da ciência ocorre tanto pelo acréscimo de novas generalizações, como pela modificação das generalizações existentes.

15 PESQUISA X PESQUISA CIENTÍFICA O que é a pesquisa? É toda atividade realizada para descobrir a resposta à alguma indagação (teórica ou prática). O que é pesquisa científica? Atividade que utiliza de métodos e pressupostos científicos para responder à alguma indagação ou buscar um determinado conhecimento. Exemplos: Pesquisa não científica - tipo de escova de dente Pesquisa científica - melhoramento genético

16 CLASSIFICAÇÃO DA PESQUISA CIENTÍFICA Quanto a Natureza da Pesquisa: a) Empírica baseia-se na experiência do pesquisador b) Teórica - contribuição de caráter teórico c) Experimental - situações são criadas e observadas Quanto ao Tipo da Pesquisa: a) Bibliográfica - levantamento indireto bibliográfico b) Descritiva - não há manipulação dos fenômenos c) Experimental - manipula variáveis causa/efeito d) Qualitativa - questiona as generalizações (busca compreensão particular, e.g. ciúme, medo, depressão)

17 TIPOS DE TRABALHOS CIENTÍFICOS a) Resenha - resumo crítico de um tema / assunto; b) Revisão Bibliográfica - apresenta e discute as contribuições de vários autores a um tema / assunto; c) Projeto de Pesquisa - planejamento apresentado como 1 a etapa de qualquer pesquisa científica; d) Monografia - relato de um tema ou assunto; e) Dissertação - relato de uma pesquisa científica realizada durante o mestrado; f) Tese - relato de uma pesquisa científica realizada durante o doutorado ou pós-doutorado. g) Artigo Científico - Parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias,métodos, técnicas, processos e resultados nas diversas áreas do conhecimento.

18 CIÊNCIA TECNOLOGIA Poucas palavras possuem hoje tanto prestígio junto aos(as) leigos(as) como a palavra Ciência. Esse prestígio nem sempre corresponde a uma compreensão correta do que seja ciência ou do que faz o(a) cientista, pois, em grande parte, a popularidade da ciência parece provir dos resultados práticos da aplicação do conhecimento científico, para criação de novos bens de consumo e invenções de caráter prático para conforto material. Essa aplicação e criação, entretanto, não é CIÊNCIA, mas sim Tecnologia. Ex. energia atômica x bomba atômica (SIMPSON, 1967).

19 CONHECIMENTO Estado da Mente Ignorância Dúvida Opinião Certeza Realidade Nada se sabe sobre o assunto Conhece, mas não afirma ou nega Conhece, afirma ou nega, mas pode se enganar Conhece com evidências e se manifesta com clareza Pesquisa científica é a busca do conhecimento ou de novas verdades sobre o fato (processos / fenômenos). Busca explicar como e porque eles ocorrem

20 CIÊNCIA MODERNA Para a Moderna Ciência o conhecimento concreto (observável) passa a ser fundamental (e.g. estudo da evolução através da genética - DNA) Processo indutivo consiste em construir generalizações a partir de observações de casos específicos (princípio da repetição) Caráter Preditivo Ao conhecer as leis que regem os fenômenos naturais se espera que seja possível prever o que poderá acontecer no futuro Predição é o que se espera caso a hipótese esteja correta

21 PARADIGMA X HIPÓTESE X PREMISSA X TEORIA Paradigma Noção geral que norteia a percepção de um determinado assunto/tema. Refere-se a um conjunto de crenças, mitos e especulações bem sucedidas a um modelo ou maneira de ver as coisas. Teoria e Lei Também são noções gerais sobre um assunto/tema, embora mais restrita que os paradigmas (após comprovações científicas) Hipótese Enunciado geral elaborado como provável solução ao problema (ainda sem comprovação) Premissa Afirmação de caráter geral que sustenta uma conclusão (dedutiva ou indutiva)

22 PARADIGMA X HIPÓTESE X PREMISSA X TEORIA Paradigma Noção geral que norteia a percepção de um determinado assunto/tema. Refere-se a um conjunto de crenças, mitos e especulações bem sucedidas a um modelo ou maneira de ver as coisas. Teoria e Lei Também são noções gerais sobre um assunto/tema, embora mais restrita que os paradigmas (após comprovações científicas) Hipótese Enunciado geral elaborado como provável solução ao problema (ainda sem comprovação) Premissa Afirmação de caráter geral que sustenta uma conclusão (dedutiva ou indutiva)

23 EXEMPLO: Paradigmas = Vida Teoria = Evolução Hipótese = Seleção Natural Premissa = Herança genética

24 CARACTERÍSTICAS ESSÊNCIAS DOS PESQUISADORES Entusiasmo / Ambição pelo conhecimento Independência intelectual / Autodidatismo Determinação / Dedicação (realização profissional) Curiosidade intelectual (almeja a verdade) Criatividade Senso crítico e Humildade Capacidade de síntese Objetividade

25 POR QUE ESCREVER UM ARTIGO CIENTÍFICO? 1. Para obter o título de especialista! 2. A produção e o acesso ao conhecimento científico e tecnológico são objetivos cada vez mais presentes no mundo contemporâneo; 3. Artigos científicos originais são o esteio da ciência; 4. Por sua importância, têm sido considerados os tijolos para a sustentação do edifício chamado Ciência; 5. Os artigos científicos preenchem sistematizam uma comunicação mais ágil entre os cientistas, acadêmicos e estudantes em geral;

26 POR QUE ESCREVER UM ARTIGO CIENTÍFICO? 6. Comunicar os resultados de pesquisa, idéias e debates de uma maneira clara, concisa e fidedigna; 7. Servir de medida da produtividade (qualitativa e quantitativa) individual dos autores e das instituições a qual servem; 8. Servir de medida nas decisões referentes à contratação, promoção e estabilidade no emprego; 9. Refletir a análise de um dado assunto, num certo período de tempo.

27 FINALIDADE DO ARTIGO CIENTÍFICO Conhecimento científico não divulgado ou divulgado de modo inadequado não é conhecimento útil (sem valor científico) A FINALIDADE PRINCIPAL É A DIVULGAÇÃO = PUBLICAÇÃO

28 ONDE PUBLICAR? 1. Site do obcursos (artigos com nota a); 2. Revista concurso em foco (artigos com nota a); 3. Revistas da área de administraçao pública/direito; 4. Publicações internas (Sua Organização/Instituição)

29 QUALIDADE DOS ARTIGOS: QUALIS O que é? Qualis é o conjunto de procedimentos utilizados pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) para estratificação da qualidade da produção intelectual dos programas de pós-graduação.

30 QUALIDADE DOS ARTIGOS: QUALIS Critérios de avaliação: Cada área tem critérios pré-definidos. Para as revistas das áreas de administração/direito, os critérios são: 1. Normalização 2. Publicação 3. Circulação e visibilidade 4. Autoria e conteúdo 5. Gestão editorial 6. Qualidade percebida nos artigos 7. Facilidade de acesso ao site e mecanismos de busca

31 QUALIDADE DOS ARTIGOS: QUALIS Avaliação s.faces Revista de Administração Contemporânea = B1

32 QUALIDADE DOS ARTIGOS: QUALIS FATOR DE IMPACTO Uma forma de avaliar a qualidade de uma publicação consiste em verificar o nível de interesse dos outros pela pesquisa. O método mais simples para obter esta medida se dá por meio da quantidade de citações dessa pesquisa na bibliografia ulterior. (MEADOWS, 1999 apud STREHL, 2005, p. 1).

33 QUALIDADE DOS ARTIGOS: QUALIS FATOR DE IMPACTO O Fator de Impacto (FDI) é calculado levando-se em conta fatores como o número de artigos publicados em determinado periódico e o número de citações a estes artigos no mesmo intervalo de tempo. Dentre diversas possibilidades, o FDI ajuda: a) bibliotecários a administrar e manter coleções de periódicos e verbas para assinaturas; b) autores a identificar periódicos nos quais publicar, confirmar status de periódicos nos quais já publicaram e identificar periódicos relevantes as suas pesquisas. (UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO, 2009).

Metodológicos. Interesse pela pesquisa. Projeto de Pesquisa. Profª. Luciana Oliveira metodologia.oliveira@gmail.com

Metodológicos. Interesse pela pesquisa. Projeto de Pesquisa. Profª. Luciana Oliveira metodologia.oliveira@gmail.com METODOLOGIA DA PESQUISA Profª. Luciana Oliveira metodologia.oliveira@gmail.com Interesse pela pesquisa. Procedimentos Metodológicos. Projeto de Pesquisa. Colaboradores: Prof. Dr. José Roberto R. Pinto

Leia mais

Metodologia da Pesquisa Científica. Nelize Araujo Vargas

Metodologia da Pesquisa Científica. Nelize Araujo Vargas Metodologia da Pesquisa Científica Nelize Araujo Vargas Ciência Etimologia: Ciência vem da palavra latina scientia, que significa conhecimento A Ciência é o conhecimento ou um sistema de conhecimento que

Leia mais

Ciência. O que é e o que faz a ciência. Quais são os tipos de pesquisa. Quais são os métodos de pesquisa. Como redigir trabalhos científicos

Ciência. O que é e o que faz a ciência. Quais são os tipos de pesquisa. Quais são os métodos de pesquisa. Como redigir trabalhos científicos Plano de Ensino Metodologia Científica O que é e o que faz a ciência Quais são os tipos de pesquisa Quais são os métodos de pesquisa Prof. Dr. Daniel Bertoli Gonçalves Como redigir trabalhos científicos

Leia mais

A Busca pela Construção do Conhecimento e a Transformação das Realidades

A Busca pela Construção do Conhecimento e a Transformação das Realidades A Busca pela Construção do Conhecimento e a Transformação das Realidades Como vimos na unidade anterior, é próprio do homem buscar e produzir conhecimento para tentar melhorar sua realidade. Portanto,

Leia mais

Aula No. 2 Introdução e conceitos básicos

Aula No. 2 Introdução e conceitos básicos Universidade de Pernambuco - UPE Escola Politécnica de Pernambuco POLI Disciplina: Metodologia da Pesquisa Professora: Emilia Rahnemay Kohlman Rabbani Aula No. 2 Introdução e conceitos básicos Reflexão

Leia mais

Pesquisa Científica e Método. Profa. Dra. Lívia Perasol Bedin

Pesquisa Científica e Método. Profa. Dra. Lívia Perasol Bedin Pesquisa Científica e Método Profa. Dra. Lívia Perasol Bedin A Pesquisa e o Metodo Cientifico Definir modelos de pesquisa Método, entre outras coisas, significa caminho para chegar a um fim ou pelo qual

Leia mais

FAZEMOS MONOGRAFIA PARA TODO BRASIL, QUALQUER TEMA! ENTRE EM CONTATO CONOSCO!

FAZEMOS MONOGRAFIA PARA TODO BRASIL, QUALQUER TEMA! ENTRE EM CONTATO CONOSCO! FAZEMOS MONOGRAFIA PARA TODO BRASIL, QUALQUER TEMA! ENTRE EM CONTATO CONOSCO! DEFINIÇÃO A pesquisa experimental é composta por um conjunto de atividades e técnicas metódicas realizados para recolher as

Leia mais

Bloco Temático 1: Procedimentos Didáticos, Acadêmicos e Científicos

Bloco Temático 1: Procedimentos Didáticos, Acadêmicos e Científicos Bloco Temático 1: Procedimentos Didáticos, Acadêmicos e Científicos Tema 2: Trabalhos acadêmico-científicos 2.1: Pesquisa Científica/Ética e Pesquisa Pesquisa científica Vamos entender o que é pesquisa?

Leia mais

GEO A75 - Trabalho Final de Graduação I

GEO A75 - Trabalho Final de Graduação I - GEO A75 - Trabalho Final de Graduação I http://www.moodle.ufba.br/course/view.php?id=10353 Departamento de Geologia e geofísica Aplicada http://www.moodle.ufba.br/course/category.php?id=131 - Ciência

Leia mais

COMO DESENVOLVER UMA PESQUISA E COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA?

COMO DESENVOLVER UMA PESQUISA E COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA? COMO DESENVOLVER UMA PESQUISA E COMO ELABORAR UM PROJETO DE PESQUISA? Conhecimento: Conhecimento: nada mais é que a apreensão da realidade, de forma real ou imaginada. Entendendo realidade como aquilo

Leia mais

MÉTODO CIENTÍFICO. BENEFÍCIOS DO MÉTODO: execução de atividade de forma mais segura, mais econômica e mais perfeita;

MÉTODO CIENTÍFICO. BENEFÍCIOS DO MÉTODO: execução de atividade de forma mais segura, mais econômica e mais perfeita; MÉTODO CIENTÍFICO CONCEITO: palavra de origem grega, significa o conjunto de etapas e processos a serem vencidos ordenadamente na investigação da verdade; IMPORTÃNCIA DO MÉTODO: pode validar ou invalidar

Leia mais

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla "gestão enxuta", muitas organizações abraçam

processos de qualidade como um todo. Este conceito, muitas vezes como parte de uma iniciativa mais ampla gestão enxuta, muitas organizações abraçam 2 1 FILOSOFIA KAIZEN Segundo IMAI, MASAAKI (1996) KAIZEN é uma palavra japonesa que traduzida significa melhoria continua, que colabora em melhorias sequenciais na empresa como um todo, envolvendo todos

Leia mais

Conteúdo Básico Comum (CBC) de FILOSOFIA do Ensino Médio Exames Supletivos/2015

Conteúdo Básico Comum (CBC) de FILOSOFIA do Ensino Médio Exames Supletivos/2015 SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA SUPERINTENDÊNCIA DE DESENVOLVIMENTO DO ENSINO MÉDIO DIRETORIA DE EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS Conteúdo

Leia mais

Método científico e Atitude cientifica.

Método científico e Atitude cientifica. Texto complementar: Método científico e Atitude cientifica. Extraido de : Física Conceitual (9ª Edição) Paul G. Hewitt O físico Italiano Galileu Galilei e o filósofo inglês Francis Bacon são geralmente

Leia mais

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico.

DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO. META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. DESENVOLVIMENTO E ORGANIZA- ÇÃO DO TRABALHO CIENTÍFICO Aula 3 META Descrever como proceder para melhor elaborar e organizar um trabalho científico. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno(a) deverá: ler

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO ENAF/DESENVOLVIMENTO SERVIÇOS EDUCACIONAIS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC)

PÓS-GRADUAÇÃO ENAF/DESENVOLVIMENTO SERVIÇOS EDUCACIONAIS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) PÓS-GRADUAÇÃO ENAF/DESENVOLVIMENTO SERVIÇOS EDUCACIONAIS MANUAL PARA ELABORAÇÃO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO (TCC) POÇOS DE CALDAS - MG 2014 SUMÁRIO 1. Apresentação geral...02 2. Trabalhos aceitos

Leia mais

CIÊNCIA E TECNOLOGIA Ramón S. Cortés Paredes, Dr. Engº.

CIÊNCIA E TECNOLOGIA Ramón S. Cortés Paredes, Dr. Engº. CIÊNCIA E TECNOLOGIA Ramón S. Cortés Paredes, Dr. Engº. Coordenador do Laboratório de Aspersão Térmica e Soldagem Especiais - LABATS Departamento de Engenharia Mecânica - DEMEC Universidade Federal do

Leia mais

METODOLOGIA CIENTÍFICA

METODOLOGIA CIENTÍFICA UNIVERSIDADE VALE DO ACARAÚ- UVA UNIVERSIDADE ABERTA VIDA- UNAVIDA CURSO: LICENCIATURA EM GEOGRAFIA DISCIPLINA: METODOLOGIA CIENTÍFICA TEXTO-BASE PARA A AVALIAÇÃO ESPECIAL 1 INTRODUÇÃO AO TRABALHO CIENTÍFICO

Leia mais

1 COMO ENCAMINHAR UMA PESQUISA 1.1 QUE É PESQUISA

1 COMO ENCAMINHAR UMA PESQUISA 1.1 QUE É PESQUISA 1 COMO ENCAMINHAR UMA PESQUISA 1.1 QUE É PESQUISA Procedimento racional e sistemático que tem por objetivo proporcionar respostas aos problemas que são propostos. Requerida quando não se dispõe de informação

Leia mais

Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior

Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior Prof. Dr. Guanis de Barros Vilela Junior INTRODUÇÃO O que é pesquisa? Pesquisar significa, de forma bem simples, procurar respostas para indagações propostas. INTRODUÇÃO Minayo (1993, p. 23), vendo por

Leia mais

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 06

Levantamento, Análise e Gestão Requisitos. Aula 06 Levantamento, Análise e Gestão Requisitos Aula 06 Agenda Técnicas de Levantamento de Requisitos: Entrevista Workshop, Brainstorming, Storyboarding e Roleplaying Prototipação JAD Joint Application Design

Leia mais

AULA 01 O Saber Científico como Ferramenta de Gestão Pública

AULA 01 O Saber Científico como Ferramenta de Gestão Pública AULA 01 O Saber Científico como Ferramenta de Gestão Pública Sumário TUAPRESENTAÇÃO AULA 1UT TUNIDADE 1UT...3...5 TUO SABER RACIONALUT...5 TUNIDADE 2UT...6 TUPOSITIVISMO E CIÊNCIAS HUMANASUT...6 TUNIDADE

Leia mais

Regulamento do Trabalho de Curso Serviço Social - 2011

Regulamento do Trabalho de Curso Serviço Social - 2011 Regulamento do Trabalho de Curso Serviço Social - 2011 Manual de TC Manual de TC Manual detc de Serviço Social 1. INTRODUÇÃO Definimos o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), como um trabalho científico,

Leia mais

UNIÃO EDUCACIONAL DO NORTE UNINORTE AUTOR (ES) AUTOR (ES) TÍTULO DO PROJETO

UNIÃO EDUCACIONAL DO NORTE UNINORTE AUTOR (ES) AUTOR (ES) TÍTULO DO PROJETO UNIÃO EDUCACIONAL DO NORTE UNINORTE AUTOR (ES) AUTOR (ES) TÍTULO DO PROJETO RIO BRANCO Ano AUTOR (ES) AUTOR (ES) TÍTULO DO PROJETO Pré-Projeto de Pesquisa apresentado como exigência no processo de seleção

Leia mais

08/05/2009. Cursos Superiores de. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Disciplina: PIP - Projeto Integrador de Pesquisa. Objetivos gerais e específicos

08/05/2009. Cursos Superiores de. Prof.: Fernando Hadad Zaidan. Disciplina: PIP - Projeto Integrador de Pesquisa. Objetivos gerais e específicos Faculdade INED Cursos Superiores de Tecnologia Disciplina: PIP - Projeto Integrador de Pesquisa Objetivos gerais e específicos Objetivo resultado a alcançar; Geral dá resposta ao problema; Específicos

Leia mais

ENSINAR CIÊNCIAS FAZENDO CIÊNCIA

ENSINAR CIÊNCIAS FAZENDO CIÊNCIA ENSINAR CIÊNCIAS FAZENDO CIÊNCIA Antonio Carlos Pavão Quero saber quantas estrelas tem no céu Quero saber quantos peixes tem no mar Quero saber quantos raios tem o sol... (Da canção de João da Guabiraba

Leia mais

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica

Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica Filosofia - Introdução à Reflexão Filosófica 0 O que é Filosofia? Essa pergunta permite muitas respostas... Alguns podem apontar que a Filosofia é o estudo de tudo ou o nada que pretende abarcar tudo.

Leia mais

Estruturando o Pré Projeto

Estruturando o Pré Projeto 1 Estruturando o Pré Projeto Deve ter uma capa padrão, como nome da UNESP na parte superior, o título da pesquisa centralizado no meio da página, a cidade e o ano no rodapé da página e entre o título no

Leia mais

Guia do Professor Introdução

Guia do Professor Introdução Guia do Professor Introdução Pesquisas realizadas pelo SAEB (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Básica) mostram as dificuldades dos estudantes em resolver situações problemas. Essa situação é decorrente

Leia mais

Preparação do Trabalho de Pesquisa

Preparação do Trabalho de Pesquisa Preparação do Trabalho de Pesquisa Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Pesquisa Bibliográfica Etapas do Trabalho de Pesquisa

Leia mais

NOME DO ALUNO. TÍTULO DO TRABALHO FINAL DE CURSOS Projeto de Pesquisa

NOME DO ALUNO. TÍTULO DO TRABALHO FINAL DE CURSOS Projeto de Pesquisa NOME DO ALUNO TÍTULO DO TRABALHO FINAL DE CURSOS Projeto de Pesquisa Projeto de Pesquisa apresentado como exigência parcial para aprovação na disciplina Metodologia da Pesquisa no Curso de Pós-Graduação

Leia mais

ALTERIDADE - IMPLICAÇÕES NA FORMAÇÃO DO ALUNO

ALTERIDADE - IMPLICAÇÕES NA FORMAÇÃO DO ALUNO ALTERIDADE - IMPLICAÇÕES NA FORMAÇÃO DO ALUNO Hélio de Moraes e Marques 1 Resumo: O ensino da filosofia possui características muito peculiares quanto ao seu método. Refiro-me à exposição pelo professor

Leia mais

A origem dos filósofos e suas filosofias

A origem dos filósofos e suas filosofias A Grécia e o nascimento da filosofia A origem dos filósofos e suas filosofias Você certamente já ouviu falar de algo chamado Filosofia. Talvez conheça alguém com fama de filósofo, ou quem sabe a expressão

Leia mais

Profª. Luciana Oliveira metodologia.oliveira@gmail.com. Projeto de pesquisa. Colaboradores: Prof. Dr. José Roberto R. Pinto Leonardo Silva Oliveira

Profª. Luciana Oliveira metodologia.oliveira@gmail.com. Projeto de pesquisa. Colaboradores: Prof. Dr. José Roberto R. Pinto Leonardo Silva Oliveira METODOLOGIA CIENTÍFICA Profª. Luciana Oliveira metodologia.oliveira@gmail.com Projeto de pesquisa. Colaboradores: Prof. Dr. José Roberto R. Pinto Leonardo Silva Oliveira O QUE PESQUISAR? A pesquisa só

Leia mais

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) -

Questão (1) - Questão (2) - A origem da palavra FILOSOFIA é: Questão (3) - EXERCICÍOS DE FILOSOFIA I O QUE É FILOSOFIA, ETIMOLOGIA, ONDE SURGIU, QUANDO, PARA QUE SERVE.( 1º ASSUNTO ) Questão (1) - Analise os itens abaixo e marque a alternativa CORRETA em relação ao significado

Leia mais

ARTIGOS CIENTÍFICOS. MANUAL DE NORMAS FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DO CENTRO DO PARANÁ - UCP PITANGA/PR biblioteca@ucpparana.edu.

ARTIGOS CIENTÍFICOS. MANUAL DE NORMAS FACULDADE DE ENSINO SUPERIOR DO CENTRO DO PARANÁ - UCP PITANGA/PR biblioteca@ucpparana.edu. ARTIGOS CIENTÍFICOS Segundo a Associação Brasileira de Normas Técnicas, Artigo científico é parte de uma publicação com autoria declarada, que apresenta e discute idéias, métodos, técnicas, processos e

Leia mais

Estrutura e organização de projeto científico

Estrutura e organização de projeto científico O PROCESSO DE PESQUISA BÁSICA EM ADMINISTRAÇÃO Estrutura e organização de projeto científico PROCESSO DE TOMADA DE DECISÃO Fase I: Formulação Desenvolver: -teoria; -Questões de pesquisa; -Hipóteses; -Plano

Leia mais

Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio

Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio Instituto Educacional Mayrink Vieira Ensino Infantil Ensino Fundamental Ensino Médio REGULAMENTO PARA FEIRA DE CIÊNCIAS MAYRINK 2014 A Feira de Ciências do Instituto Educacional Mayrink Vieira, 2014, é

Leia mais

A PESQUISA E SUAS CLASSIFICAÇÕES

A PESQUISA E SUAS CLASSIFICAÇÕES 1/6 A PESQUISA E SUAS CLASSIFICAÇÕES Definir o que é pesquisa; mostrar as formas clássicas de classificação das pesquisas; identificar as etapas de um planejamento de pesquisa. INTRODUÇÃO O que é pesquisa?

Leia mais

HEGEL: A NATUREZA DIALÉTICA DA HISTÓRIA E A CONSCIENTIZAÇÃO DA LIBERDADE

HEGEL: A NATUREZA DIALÉTICA DA HISTÓRIA E A CONSCIENTIZAÇÃO DA LIBERDADE HEGEL: A NATUREZA DIALÉTICA DA HISTÓRIA E A CONSCIENTIZAÇÃO DA LIBERDADE Prof. Pablo Antonio Lago Hegel é um dos filósofos mais difíceis de estudar, sendo conhecido pela complexidade de seu pensamento

Leia mais

APÊNDICE A FORMULÁRIO DO PROJETO DE PESQUISA

APÊNDICE A FORMULÁRIO DO PROJETO DE PESQUISA APÊNDICE A FORMULÁRIO DO PROJETO DE PESQUISA DIREÇÃO ACADÊMICA CURSO DE FILOSOFIA PROJETO DE PESQUISA TÍTULO: ÁREA DE CONHECIMENTO 7.00.00.00-0 CIÊNCIAS HUMANAS ACADÊMICO: SUB-ÁREA DE CONHECIMENTO 7.01.00.00-4

Leia mais

ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA - CEUA

ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA - CEUA ROTEIRO PARA A ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA - CEUA Estrutura do Projeto de Pesquisa CAPA FOLHA DE ROSTO SUMÁRIO 1. RESUMO 2. PROBLEMA DE PESQUISA OU INTRODUÇÃO 3. REFERENCIAL TEÓRICO (REVISÃO DE

Leia mais

Apresentação da FAMA

Apresentação da FAMA Pós-Graduação Lato Sensu CURSO DE ESPECIIALIIZAÇÃO 432 horras/aulla 1 Apresentação da FAMA A FAMA nasceu como conseqüência do espírito inovador e criador que há mais de 5 anos aflorou numa família de empreendedores

Leia mais

dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão.

dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão. dóxa e epistéme. sensível e inteligível. fé e razaão. Senso comum... aranha caranguejeira ou aranha-marrom? Epistemologia Moderna e Contemporânea EPISTEMOLOGIA investiga o conhecimento. limites. possibilidades.

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETOS

ELABORAÇÃO DE PROJETOS Unidade II ELABORAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA Profa. Eliane Gomes Rocha Pesquisa em Serviço Social As metodologias qualitativas de pesquisa são utilizadas nas Ciências Sociais e também no Serviço Social,

Leia mais

1 Apresentação 2 Formatação do texto Papel: Margens: Tipo de Letra: Tamanho da fonte: Espaço entre as linhas:

1 Apresentação 2 Formatação do texto Papel: Margens: Tipo de Letra: Tamanho da fonte: Espaço entre as linhas: 1 2 1 Apresentação Este documento tem por objetivo apresentar orientações para a redação e formatação do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) na modalidade de Artigo Científico. Para a elaboração do artigo

Leia mais

Tecnologia. < Questões conceituais >

Tecnologia. < Questões conceituais > Tecnologia < Questões conceituais > Pressupostos tradicionais (últimos 5 séc.): "tecnologia é a simples aplicação da ciência"; "a tecnologia é sempre benéfica" ou "a tecnologia é sempre maléfica"; Pelo

Leia mais

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio

Plano de Trabalho Docente 2015. Ensino Médio Plano de Trabalho Docente 2015 Ensino Médio Etec Etec: Paulino Botelho Código: 091 Município: São Carlos Área de conhecimento: Linguagem, Códigos e suas tecnologias Componente Curricular: LPL Série:2ºB,C

Leia mais

POLÍTICA DE PESQUISA

POLÍTICA DE PESQUISA POLÍTICA DE PESQUISA Apresentação Este documento trata da política de pesquisa e de iniciação científica do UNISAL, que deve guiar toda e qualquer iniciativa de investigação e geração de conhecimento institucionais.

Leia mais

ELABORAÇÃO DE PROJETOS, RESPONSABILIDADE SOCIAL E INCENTIVO FISCAL PARA O TERCEIRO SETOR

ELABORAÇÃO DE PROJETOS, RESPONSABILIDADE SOCIAL E INCENTIVO FISCAL PARA O TERCEIRO SETOR ELABORAÇÃO DE PROJETOS, RESPONSABILIDADE SOCIAL E INCENTIVO FISCAL PARA O TERCEIRO SETOR O que é projeto? Um empreendimento planejado que consiste num conjunto de atividades interrelacionadas e coordenadas,

Leia mais

A TEORIA DO CONHECIMENTO DE DESCARTES E SUA RELAÇÃO COM A GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA

A TEORIA DO CONHECIMENTO DE DESCARTES E SUA RELAÇÃO COM A GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA A TEORIA DO CONHECIMENTO DE DESCARTES E SUA RELAÇÃO COM A GEOMETRIA EUCLIDIANA PLANA Danilo Pereira Munhoz Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho danilomunhoz@gmail.com Fabrícia Lélis Universidade

Leia mais

A VISÃO MITOLÓGICA DO MUNDO

A VISÃO MITOLÓGICA DO MUNDO Antiguidade A VISÃO MITOLÓGICA DO MUNDO Os mitos representam a primeira e real aproximação da racionalidade, importante para a instalação do pensamento filosófico e científico. Explicaçõe para o funcionamento

Leia mais

Juventude e música: a produção nos cursos de pós-graduação brasileiros 1

Juventude e música: a produção nos cursos de pós-graduação brasileiros 1 Juventude e música: a produção nos cursos de pós-graduação brasileiros 1 Thenille Braun Janzen Universidade Federal de Uberlândia Resumo: O presente relato de experiência pretende destacar os resultados

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Metodologia e Introdução à Pesquisa Prof. Ricardo Bicalho Redes de Computadores Ciência e Método Científico AULA 3 1 AGENDA PORQUE ESTUDAR METODOLOGIA ENSINO SUPERIOR E PESQUISA ELEMENTOS

Leia mais

o(a) engenheiro(a) Projeto é a essência da engenharia 07/02/2011 - v8 dá vazão

o(a) engenheiro(a) Projeto é a essência da engenharia 07/02/2011 - v8 dá vazão empíricos ou vulgar ou senso comum filosófico exige raciocínio reflexões racional e objetivo produto precede a construção conjunto de atividades o(a) engenheiro(a) aplica conhecimentos científicos ligado

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Acerca dos princípios e conceitos arquivísticos, julgue os itens que se seguem. 51 A aquisição é uma função arquivística referente às atividades de transferência e recolhimento dos documentos de arquivo.

Leia mais

EMENTÁRIO: COMPONENTES DA BASE NACIONAL COMUM (BNC)

EMENTÁRIO: COMPONENTES DA BASE NACIONAL COMUM (BNC) SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO ESTADO DA BAHIA SUPERINTENDÊNCIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL - SUPROF DIRETORIA DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL DIRDEP EMENTÁRIO: COMPONENTES DA BASE NACIONAL COMUM (BNC)

Leia mais

MATRIZ CURRICULAR SIMPLIFICADA

MATRIZ CURRICULAR SIMPLIFICADA MATRIZ CURRICULAR SIMPLIFICADA MPEC 001- AVALIAÇÃO: PROCESSOS E CRITÉRIOS Ementa: Significado da avaliação. Modelos, critérios e tipos. O processo de ensino e aprendizagem e os valores qualitativos. Avaliação:

Leia mais

Como fazer pesquisa? Faculdade Pitágoras 20/08/2011. Projeto de Pesquisa 1 PROJETO PROJETO. Professor: Fernando Zaidan

Como fazer pesquisa? Faculdade Pitágoras 20/08/2011. Projeto de Pesquisa 1 PROJETO PROJETO. Professor: Fernando Zaidan Como fazer pesquisa? Faculdade Pitágoras realizar a pesquisa interpretar resultados Projeto de Pesquisa 1 Professor: Fernando Zaidan Tema Título (provisório) Objetivos e Questão PROJETO Artigo e Defesa

Leia mais

FILOSOFIA. 1. TURNO: Vespertino HABILITAÇÃO: Licenciatura. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos

FILOSOFIA. 1. TURNO: Vespertino HABILITAÇÃO: Licenciatura. PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos FILOSOFIA 1. TURNO: Vespertino HABILITAÇÃO: Licenciatura GRAU ACADÊMICO: Licenciado em Filosofia PRAZO PARA CONCLUSÃO: Mínimo = 4 anos Máximo = 8 anos 2. OBJETIVO/PERFIL DO PROFISSIONAL A SER FORMADO O

Leia mais

ORIGEM DA FILOSOFIA GREGA O NASCIMENTO DO LÓGOS

ORIGEM DA FILOSOFIA GREGA O NASCIMENTO DO LÓGOS ORIGEM DA FILOSOFIA GREGA O NASCIMENTO DO LÓGOS O QUE É A FILOSOFIA? A filosofia é uma forma de pensamento que nasceu na Grécia, por volta do século VI.a.C. Contrapondo-se ao pensamento mítico, que o antecede,

Leia mais

QUADRO DE EQUIVALENTES, CONTIDAS E SUBSTITUTAS DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO

QUADRO DE EQUIVALENTES, CONTIDAS E SUBSTITUTAS DA FACULDADE DE EDUCAÇÃO 28380 Antropologia Teológica A 1 34 28380 Antropologia Teológica A 1 34 A partir de conceitos teológicos, estimula o aluno a problematizar e analisar, criticamente, Equivalente Estuda a cultura humana,

Leia mais

ESCOLA SUPERIOR ABERTA DO BRASIL - ESAB CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA DE SISTEMAS JACK SUSLIK POGORELSKY JUNIOR

ESCOLA SUPERIOR ABERTA DO BRASIL - ESAB CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA DE SISTEMAS JACK SUSLIK POGORELSKY JUNIOR ESCOLA SUPERIOR ABERTA DO BRASIL - ESAB CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU EM ENGENHARIA DE SISTEMAS JACK SUSLIK POGORELSKY JUNIOR METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA VILA VELHA - ES 2012 ESCOLA SUPERIOR

Leia mais

Pesquisa e método científicos

Pesquisa e método científicos Pesquisa e método científicos Cláudia Dias e Denise Fernandes Brasília, março 2000. Resumo Apresenta conceitos de ciência, pesquisa e método científicos e traça paralelos entre conhecimento científico

Leia mais

CURSO: MESTRADO ACADÊMICO

CURSO: MESTRADO ACADÊMICO IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: ARTES/MÚSICA PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2016 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO: 2016 COORDENADOR DE ÁREA: ANTÔNIA PEREIRA BEZERRA COORDENADOR ADJUNTO: VERA BEATRIZ SIQUEIRA

Leia mais

O olhar do professor das séries iniciais sobre o trabalho com situações problemas em sala de aula

O olhar do professor das séries iniciais sobre o trabalho com situações problemas em sala de aula O olhar do professor das séries iniciais sobre o trabalho com situações problemas em sala de aula INTRODUÇÃO Josiane Faxina Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Câmpus Bauru e-mail: josi_unesp@hotmail.com

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA Normatização nº 01/2010 - CCEF ESTABELECE NORMAS PARA O TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO TCC - DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO

Leia mais

mba gestão de projetos CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NIVEL : ESPECIALIZAÇÃO

mba gestão de projetos CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NIVEL : ESPECIALIZAÇÃO mba gestão de projetos CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO NIVEL : ESPECIALIZAÇÃO quem somos Faculdade de Tecnologia Evolução FATEV Recredenciada pela Portaria MEC N 1249 Cursos de Graduação Processos Gerenciais Redes

Leia mais

CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RH

CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RH 1/1 CURSO DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RH Todas as disciplinas do curso de Tecnologia em Gestão de Recursos Humanos têm como critério para aprovação, em conformidade com o capítulo V do regimento escolar:

Leia mais

-Problemas de pesquisa: comprovação de uma hipótese. Ex: Hipótese do CFC

-Problemas de pesquisa: comprovação de uma hipótese. Ex: Hipótese do CFC SOLUCIONANDO PROBLEMAS NA ENGENHARIA Descrição sobre o livro: Apresenta conceitos fundamentais de engenharia a estudantes do primeiro ano de cursos de graduação em engenharia. Seu objetivo principal é

Leia mais

UNIDADE I OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SURGIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO.

UNIDADE I OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SURGIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO. UNIDADE I OS PRIMEIROS PASSOS PARA O SURGIMENTO DO PENSAMENTO FILOSÓFICO. PARTE 1 O QUE É FILOSOFIA? não é possível aprender qualquer filosofia; só é possível aprender a filosofar. Kant Toda às vezes que

Leia mais

II FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA

II FÓRUM DE PESQUISA CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA I. OBJETIVO O Fórum de Pesquisa Científica e Tecnológica destina-se à apresentação dos trabalhos desenvolvidos pelos professores, pesquisadores, alunos de pós-graduação e alunos de graduação que desenvolveram

Leia mais

Aula 4 O PROJETO DE PESQUISA. Gláucia da Conceição Lima Glauber Santana de Sousa

Aula 4 O PROJETO DE PESQUISA. Gláucia da Conceição Lima Glauber Santana de Sousa Aula 4 O PROJETO DE PESQUISA META Apresentar as etapas de elaboração de um projeto de pesquisa. OBJETIVOS Ao final desta aula, o aluno deverá: defi nir projeto de pesquisa; identifi car a importância da

Leia mais

AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS E OS SEUS PAPÉIS

AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS E OS SEUS PAPÉIS AS ORGANIZAÇÕES COMO SISTEMAS E OS SEUS PAPÉIS Capítulo 05 1 ACKOFF, R.L., Redesigning the Future, New York, ed. Wiley, 1974.DEFINIÇÃO DE SISTEMA TODA PARTE DE UM SISTEMA DEVE SER CAPAZ DE AFETAR SEU DESEMPENHO

Leia mais

Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos

Manual para Elaboração de Trabalhos Acadêmicos 15 2. METODOLOGIA CIENTÍFICA Metodologia científica é a disciplina que estuda os caminhos do saber, aonde método significa caminho, logia estudo e ciência saber. De forma simplificada, então, a metodologia

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA ANEXO II DA RESOLUÇÃO CEPEC Nº 952 EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA NÚCLEO COMUM Análise do comportamento O método experimental na análise das relações comportamentais complexas:

Leia mais

2 METODOLOGIA DA PESQUISA

2 METODOLOGIA DA PESQUISA 2 METODOLOGIA DA PESQUISA A pesquisa, como toda atividade racional e sistemática, exige que as ações desenvolvidas ao longo de seu processo sejam efetivamente planejadas. Para Gil (1991), o conhecimento

Leia mais

Agricultura Familiar: merenda saudável para as crianças 1

Agricultura Familiar: merenda saudável para as crianças 1 RESUMO Agricultura Familiar: merenda saudável para as crianças 1 Ailanda Ferreira Tavares 2 Alciane Ayres da Mota 3 Raimunda Monteiro 4 Universidade Federal do Oeste do Pará, Santarém, Pará O livro-reportagem

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA CIENTÍFICA

A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA CIENTÍFICA A IMPORTÂNCIA DA PESQUISA CIENTÍFICA ROTEIRO DA APRESENTAÇÃO Introdução O que é Pesquisa O que é Ciência Definições Ciência e Tecnologia Categorizações Ciência e eu QUAL O CURSO? Diante das várias possibilidades

Leia mais

PLANO DE ENSINO. Objetivos

PLANO DE ENSINO. Objetivos PLANO DE ENSINO PERÍODO LETIVO/ANO: 2009 ANO DO CURSO: 4 a série Curso: Ciências Econômicas Modalidade: Bacharelado Turno: Noturno Centro: Ciências Sociais Aplicadas CCSA Campus: Cascavel Disciplina Código

Leia mais

Revista Linguasagem 15 Edição / www.letras.ufscar.br/linguasagem

Revista Linguasagem 15 Edição / www.letras.ufscar.br/linguasagem Revista Linguasagem 15 Edição / www.letras.ufscar.br/linguasagem A FRAGMENTAÇÃO E O REDUCIONISMO DO SABER: A DESESTRUTURAÇÃO DO CIENTISTA CRÍTICO E REFLEXIVO Lafity dos Santos Silva 1 Como definirmos o

Leia mais

Metodologia. Definição do procedimentos e instrumentos metodológicos para a realização da pesquisa. 18/03/2014

Metodologia. Definição do procedimentos e instrumentos metodológicos para a realização da pesquisa. 18/03/2014 18/03/2014 15:24 CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Prof.ª: Kátia Paulino dos Santos E-mail: katiapaulinoap@yahoo.com.br 1 Metodologia Definição do procedimentos e instrumentos

Leia mais

Como desenvolver um projeto de pesquisa. Profa. Ana Maria Ferreira Barcelos anamfb@ufv.br

Como desenvolver um projeto de pesquisa. Profa. Ana Maria Ferreira Barcelos anamfb@ufv.br Como desenvolver um projeto de pesquisa Profa. Ana Maria Ferreira Barcelos anamfb@ufv.br Pesquisa é curiosidade formalizada. É cutucar e indagar com um propósito. (Zora Neale Hurston) A ciência, como um

Leia mais

AS PRÁTICAS DE ALFABETIZAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DA LEITURA E DA ESCRITA PELA CRIANÇA

AS PRÁTICAS DE ALFABETIZAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DA LEITURA E DA ESCRITA PELA CRIANÇA AS PRÁTICAS DE ALFABETIZAÇÃO E A CONSTRUÇÃO DA LEITURA E DA ESCRITA PELA CRIANÇA Eliane Aparecida Galvão dos Santos 1 Dóris Pires Vargas Bolzan 2 Resumo Este trabalho é um recorte da pesquisa de Mestrado

Leia mais

MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI - INTEGRADOR FAN CEUNSP

MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI - INTEGRADOR FAN CEUNSP MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI - INTEGRADOR FAN CEUNSP Salto 2010 MANUAL DE TRABALHO INTERDISCIPLINAR TI / INTEGRADOR 0 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 2 TRABALHO INTERDISCIPLINAR (TI)... 3 ORGANIZAÇÃO...

Leia mais

POLÍTICAS DE SELEÇÃO, AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DA COLEÇÃO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO

POLÍTICAS DE SELEÇÃO, AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DA COLEÇÃO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO POLÍTICAS DE SELEÇÃO, AQUISIÇÃO, ATUALIZAÇÃO E AVALIAÇÃO DA COLEÇÃO DA BIBLIOTECA DA FACULDADE CATÓLICA SALESIANA DO ESPÍRITO SANTO ELABORAÇÃO Janine Silva Figueira Vitória 2015 SUMÁRIO 1 POLÍTICA DE DESENVOLVIMENTO

Leia mais

SENADO FEDERAL INSTITUTO LEGISLATIVO BRASILEIRO SUBSECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROGRAMA

SENADO FEDERAL INSTITUTO LEGISLATIVO BRASILEIRO SUBSECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROGRAMA SENADO FEDERAL INSTITUTO LEGISLATIVO BRASILEIRO SUBSECRETARIA DE EDUCAÇÃO SUPERIOR PROGRAMA CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO LEGISLATIVA 1. OBJETIVO DO CURSO Esse curso tem por objetivo a formação

Leia mais

Unidade II PROJETOS SOCIAIS EM. Profa. Ms. Amarilis Tudella

Unidade II PROJETOS SOCIAIS EM. Profa. Ms. Amarilis Tudella Unidade II PROJETOS SOCIAIS EM CONTEXTOS ESPECÍFICOS Profa. Ms. Amarilis Tudella Introdução A lid d b d tá d d A realidade ao ser observada está dada, mas não é absoluta, deve se ter um movimento de aproximação

Leia mais

Recrutamento e Seleção

Recrutamento e Seleção Secretaria de Estado da Saúde Coordenadoria de Recursos Humanos OFICINA DE RECURSOS HUMANOS CRS Recrutamento e Seleção Data: 02 de maio de 2012 Local: CEFOR SP Responsável: Por que estamos aqui? Redes

Leia mais

A pesquisa em ensino de Ciências e Matemática no Brasil

A pesquisa em ensino de Ciências e Matemática no Brasil DOI: http://dx.doi.org/10.1590/1516-731320150020001 EDITORIAL A pesquisa em ensino de Ciências e Matemática no Brasil As décadas de sessenta e setenta do século passado parecem ter sido propícias para

Leia mais

CIÊNCIA E PROGRESSO: notas a partir do texto de Pierre Auger denominado Os métodos e limites do conhecimento científico.

CIÊNCIA E PROGRESSO: notas a partir do texto de Pierre Auger denominado Os métodos e limites do conhecimento científico. CIÊNCIA E PROGRESSO: notas a partir do texto de Pierre Auger denominado Os métodos e limites do conhecimento científico. Rafael Augusto De Conti 1. Pensar no progresso da ciência, nos conduz, necessariamente,

Leia mais

Tratados e Acordos Internacionais na Área Cultural

Tratados e Acordos Internacionais na Área Cultural Perfil do Administrador Cultural Conhecimentos Básicos no Campo da Administração Cultural Planejamento Estratégico È a base e o início do trabalho do Administrador Cultural. O conhecimento dos objetivos,

Leia mais

Disciplina: Metodologia da Pesquisa Prof.Dr. Genilda D Arc Bernardes e Prof.Dra. Mirley Luciene dos Santos Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 2008

Disciplina: Metodologia da Pesquisa Prof.Dr. Genilda D Arc Bernardes e Prof.Dra. Mirley Luciene dos Santos Carga Horária: 60h/a Créditos: 04 2008 CENTRO UNIVERSITÁRIO DE ANÁPOLIS UniEVANGÉLICA PROGRAMA DE MESTRADO MULTIDISCIPLINAR EM SOCIEDADE TECNOLOGIA E MEIO AMBIENTE Disciplina: Metodologia da Pesquisa Prof.Dr. Genilda D Arc Bernardes e Prof.Dra.

Leia mais

Processo de Pesquisa Científica

Processo de Pesquisa Científica Processo de Pesquisa Científica Planejamento Execução Divulgação Projeto de Pesquisa Relatório de Pesquisa Exposição Oral Plano de Pesquisa Pontos de referência Conhecimento Científico É a tentativa de

Leia mais

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA

INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA Prof. Adeildo Oliveira E-mail: ad.historiatotal@gmail.com INTRODUÇÃO À SOCIOLOGIA Ciências Naturais Física Química Biologia Ciências Sociais Economia Antropologia Sociologia 1 Socius

Leia mais

PLANO CURRICULAR DE ACORDO COM AS LINHAS DE PESQUISA

PLANO CURRICULAR DE ACORDO COM AS LINHAS DE PESQUISA PLANO CURRICULAR DE ACORDO COM AS LINHAS DE PESQUISA Objetivos Gerais: 1. Reforçar o aperfeiçoamento e atualização, quanto à formação dos profissionais da área das ciências humanas em temas relacionados

Leia mais

ESTUDOS DOS ERROS ORTOGRÁFICOS NOS TEXTOS DE ALUNOS DO TERCEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO

ESTUDOS DOS ERROS ORTOGRÁFICOS NOS TEXTOS DE ALUNOS DO TERCEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO 1 ESTUDOS DOS ERROS ORTOGRÁFICOS NOS TEXTOS DE ALUNOS DO TERCEIRO ANO DO ENSINO MÉDIO Dóbia Pereira dos Santos NASCIMENTO Gisele da Paz NUNES Universidade Federal de Goiás (UFG) Campus Catalão dobia@wgo.com.br

Leia mais

FORMAÇÃO DE EXECUTIVOS NO BRASIL: UMA PROPOSTA

FORMAÇÃO DE EXECUTIVOS NO BRASIL: UMA PROPOSTA FORMAÇÃO DE EXECUTIVOS NO BRASIL: UMA PROPOSTA Luiz Carlos Bresser-Pereira Artigo publicado em O Estado de S.Paulo, edição de 25.4.76, sob o título Os erros da formação de executivos. Não vou salientar

Leia mais

A Computação e as Classificações da Ciência

A Computação e as Classificações da Ciência A Computação e as Classificações da Ciência Ricardo de Almeida Falbo Metodologia de Pesquisa Departamento de Informática Universidade Federal do Espírito Santo Agenda Classificações da Ciência A Computação

Leia mais