As principais funcionalidades do SRTA no arquivo de Direitos Creditórios são:

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "As principais funcionalidades do SRTA no arquivo de Direitos Creditórios são:"

Transcrição

1 Externa 1/ CONCEITOS BÁSICOS O documento das regras de negócio visa permitir que os usuários do Sistema de Registro de Títulos do Agronegócio tenham um documento padronizado que descreva as regras de utilização do sistema e principalmente as regras referentes ao envio/recepção de arquivos, dentro dos padrões estabelecidos pela BM&FBOVESPA. 2 - ESTRUTURA DO DOCUMENTO Os arquivos do Sistema de Registro de Títulos do Agronegócio são divididos em três grupos: Direitos Creditórios, Lote e Títulos, dentro de cada arquivo existem as funções que podem ser utilizadas para cada um deles de acordo com a operação a ser realizada. As principais funcionalidades do SRTA no arquivo de Direitos Creditórios são: Registro Alteração Bloqueio Desbloqueio Baixa Cancelamento de baixa Retirada As principais funcionalidades do arquivo de Títulos são: Registro Alteração Bloqueio Desbloqueio Baixa Cancelamento de baixa Retirada Liquidação Antecipada As principais funcionalidades do arquivo de Lote são: Inclusão de Direitos Creditórios Exclusão de Direitos Creditórios O documento irá detalhar as regras de tratamento dos arquivos e das telas por funcionalidade e tipo de arquivo referente.

2 Externa 2/23 3. DE DIREITOS CREDITÓRIOS 3.1. Registro de Direitos Creditórios 1. Ao enviar um arquivo de Registro de Direitos Creditórios é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 2. Ao enviar um arquivo de Direitos Creditórios é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 3. Ao enviar um arquivo de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 4. Ao enviar um arquivo de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 5. Ao enviar um arquivo de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do Tipo de Direito Creditório 6. Ao enviar um arquivo de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento da função: Registro 7. Ao registrar um Direito Creditório a Data de Emissão não pode ser superior à data atual. 8. Ao registrar um Direito Creditório a Data de Vencimento não pode ser anterior à data de emissão e pode ser igual ou superior à data atual 9. É obrigatório o preenchimento da Forma de Liquidação para todos os tipos de Direitos Creditórios quando selecionado a função Registro, as formas de liquidação são: Física e Financeira 10. É obrigatório o preenchimento da Modalidade para todos os tipos de Direitos Creditórios quando selecionado a função Registro 11. É obrigatório o preenchimento do campo Valor do Negócio para todos os tipos de Direitos Creditórios quando selecionado a função Registro, o campo Valor do Negócio pode ser igual ou inferior ao valor do resgate 12. É obrigatório o preenchimento do campo Valor Atualizado para todos os tipos de Direitos Creditórios quando selecionado a função Registro, o campo Valor Atualizado pode ser igual, inferior ou superior ao valor de negócio 13. É obrigatório o preenchimento do campo Valor do Resgate para todos os tipos de Direitos Creditórios somente quando for selecionada a modalidade 2 (Preço Fixo), o valor de resgate pode ser igual ou superior ao valor do negócio 14. É obrigatório o preenchimento do campo Nome do Emitente para todos os tipos de Direitos Creditórios quando selecionado a função Registro 15. É obrigatório o preenchimento do campo CPF/CNPJ do Emitente para todos os tipos de Direitos Creditórios quando selecionado a função Registro 16. É obrigatório o preenchimento do campo Nome do Credor/Favorecido do Direito Creditório para todos os tipos de Direitos Creditórios quando selecionado a função Registro 17. É obrigatório o preenchimento do campo CPF/CNPJ do Credor/Favorecido do Direito Creditório para todos os tipos de Direitos Creditórios quando selecionado a função Registro 18. É obrigatório o preenchimento do campo Cedido em Alienação Fiduciária ao Credor para todos os tipos de Direitos Creditórios quando selecionado a função Registro (a definição deste campo esta no ) 19. O preenchimento do campo Taxa de Juros é opcional e se aplica somente para a função de Registro de Direitos Creditórios de CCB 20. É Opcional o preenchimento do campo Moeda somente na função de Registro de Direitos Creditórios de CCB 21. É Opcional o preenchimento do campo Cotação Conversão somente na função de Registro de Direitos Creditórios de CCB

3 Externa 3/ É Opcional o preenchimento do campo Eventos somente na função de Registro de Direitos Creditórios de CCB 23. É Opcional o preenchimento do campo Informações Adicionais para todos os Direitos Creditórios somente na função de Registro para todos os tipos de Direitos Creditórios

4 Externa 4/ Alteração de Direitos Creditórios 24. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 25. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 26. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 27. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 28. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do Tipo de Direito Creditório 29. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento da função Alteração 30. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios é obrigatório informar o campo Número do Direito Creditório 31. Ao enviar um arquivo de Direito Creditório com a função Alteração, o Registrador poderá alterar o campo Valor atualizado para todos os Direitos Creditórios 32. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios e alterar o campo Valor Atualizado do Direito Creditório o valor pode ser maior, menor ou igual ao Valor de negócio, este valor não pode ser negativo. 33. O arquivo de alteração de Direitos Creditórios do campo Valor Atualizado do Direito Creditório pode ocorrer para qualquer forma de liquidação: Física e Financeira 34. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios o sistema só deve permitir a alteração de DC com o status Registro Liberado ou Bloqueado para lote LCA/CDCA 35. Ao enviar um arquivo de Alteração de Direitos Creditórios o sistema só pode acatar a operação no prazo de até D-2 do vencimento do Direito Creditório, se a data de vencimento do DC estiver no período de D-1 o sistema não deve permitir a alteração, pois o DC fica com o status Bloqueio para vencimento 36. Se o Registrador quiser alterar alguma informação do Direito Creditório que tenha sido registrado incorretamente ele não poderá alterar diretamente, ele deverá solicitar uma retirada do título (desde que no mesmo dia do registro) e registrá-lo novamente. 37. Não será mais obrigatório o preenchimento do campo Justificativa ao enviar um arquivo de alteração de valor atualizado. 38. O único Direito Creditório que será permitido a alteração de outros campos além de Valor Atualizado será a CPR (desde que não tenha sido negociada anteriormente), os campos que poderão ser alterados são: Data de Vencimento; Local de entrega; Município; CNPJ Armazém e Valor Atualizado

5 Externa 5/ Bloqueio de Direitos Creditórios 39. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 40. Ao enviar um arquivo de Bloqueio Direitos Creditórios é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 41. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 42. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 43. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do Tipo de Direito Creditório 44. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento da função Bloqueio 45. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório informar o campo Número do Direito Creditório 46. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios o sistema só deve permitir o bloqueio se o status do DC for Registro Liberado 47. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios e o DC informado estiver vinculado a um lote, o sistema não deve permitir o bloqueio 48. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios o sistema só pode acatar a operação no prazo de até D-2 do vencimento do título, se a data de vencimento do título estiver no período de D-1 o sistema não deve permitir o bloqueio 49. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo Justificativa do Bloqueio para todos os tipos de Direitos Creditórios 50. Ao enviar um arquivo de Bloqueio de Direitos Creditórios para CPR o sistema só pode acatar a operação no prazo de até D-4 do vencimento do título, se a data de vencimento do título estiver neste período de D-3 o sistema não deve permitir o bloqueio

6 Externa 6/ Desbloqueio de Direitos Creditórios 51. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 52. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio Direitos Creditórios é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 53. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 54. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 55. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo Tipo de Direito Creditório 56. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento da função Desbloqueio 57. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio de Direitos Creditórios é obrigatório informar o campo Número do Direito Creditório 58. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio de Direitos Creditórios o sistema só pode permitir o desbloqueio de Direitos Creditórios com o status Registro Bloqueado 59. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio de Direitos Creditórios o sistema só pode acatar a operação no prazo de até D-2 do vencimento do DC, se a data de vencimento estiver no período de D-1 o sistema não deve permitir o desbloqueio, pois o DC fica com o status bloqueio para vencimento 60. Ao enviar um arquivo de Desbloqueio de Direitos Creditórios para CPR o sistema só pode acatar a operação no prazo de até D-4 do vencimento do DC, se a data de vencimento estiver neste período de D-3 o sistema não deve permitir o desbloqueio, pois o DC fica com o status bloqueio para vencimento.

7 Externa 7/ Baixa do Registro de Direitos Creditórios 61. Ao enviar um arquivo de Baixa de Direitos Creditórios é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 62. Ao enviar um arquivo de Baixa de Direitos Creditórios é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 63. Ao enviar um arquivo de Baixa de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 64. Ao enviar um arquivo de Baixa Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 65. Ao enviar um arquivo de Baixa de Registro de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo Tipo de Direito Creditório 66. Ao enviar um arquivo de Baixa de Registro de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento da função Baixa Registro 67. Ao enviar um arquivo de Baixa de Registro de Direitos Creditórios é obrigatório informar o campo Número do Direito Creditório 68. Ao enviar um arquivo de Baixa de Registro de Direitos Creditórios o Registrador só poderá efetuar a baixa se o Direito Creditório estiver com o status Registro Liberado 69. Ao enviar um arquivo de Baixa de Registro de Direitos Creditórios o sistema só pode permitir a baixa de um DC em até D-2 do vencimento, pois após esse período o sistema bloqueia o título por vencimento 70. Ao enviar um arquivo de Baixa de Registro de CPR o sistema só pode permitir a baixa de um DC em até D-4 do vencimento, pois após esse período o sistema bloqueia o título por vencimento

8 Externa 8/ Cancelamento Baixa do Registro de Direitos Creditórios 71. Ao enviar um arquivo de Cancelamento de Baixa de Direitos Creditórios é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 72. Ao enviar um arquivo de Cancelamento de Baixa de Direitos Creditórios é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 73. Ao enviar um arquivo de Cancelamento de Baixa de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 74. Ao enviar um arquivo de Cancelamento de Baixa de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 75. Ao enviar um arquivo de Cancelamento de Baixa de Registro de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo Tipo de Direito Creditório 76. Ao enviar um arquivo de Cancelamento de Baixa de Registro de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento da função Cancelamento de Baixa de Registro 77. Ao enviar um arquivo de Cancelamento de Baixa de Registro de Direitos Creditórios é obrigatório informar o campo Número do Direito Creditório 78. Ao enviar um arquivo de Cancelamento de Baixa de Registro de Direitos Creditórios o sistema só deve permitir a baixa de Direitos Creditórios com o status Baixado 79. Ao enviar um arquivo de Cancelamento de Baixa de Registro de Direitos Creditórios o sistema só pode permitir o cancelamento desde que seja enviado no mesmo dia da realização da Baixa do Direito Creditório 80. Se o Registrador enviar um arquivo de Cancelamento de baixa de Direitos Creditórios no D+1 da baixa o sistema não deve permitir que seja cancelada a baixa

9 Externa 9/ Retirada de Direitos Creditórios 81. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 82. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 83. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 84. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 85. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo Tipo de Direito Creditório, essa função aplica-se para todos os Direitos Creditórios 86. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo Função : Retirada 87. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios é obrigatório informar o campo Número do Título 88. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios o sistema só deve permitir a Retirada de Títulos com o status Registro Liberado 89. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios o sistema acata a Retirada do Direito Creditório em qualquer dia desde que o status esteja liberado 90. Ao enviar um arquivo de Retirada de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo Justificativa

10 Externa 10/23 4. DE LOTE 4.1. Inclusão de Direitos Creditórios no Lote 91. Ao enviar um arquivo de Inclusão de Direitos Creditórios é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 92. Ao enviar um arquivo de Inclusão de Direitos Creditórios é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 93. Ao enviar um arquivo de Inclusão de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 94. Ao enviar um arquivo de Inclusão de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 95. Ao enviar um arquivo de Inclusão de Lotes é obrigatório o preenchimento da função: Inclusão 96. Ao enviar um arquivo de Inclusão de Lotes é obrigatório informar o CPF/CNPJ do Credor/favorecido 97. O Credor/favorecido que for incluído em um lote deve ser o mesmo que o Emissor do título que será lastreado, se não for o mesmo participante o sistema não deve permitir a vinculação do lote 98. Ao enviar um arquivo de Inclusão de Lotes é obrigatório informar o número de identificação do lote que é fornecido pelo Registrador 99. O campo número do lote só deve aceitar números e deve ser preenchido com até 15 números 100. Ao enviar um arquivo de Inclusão de lote o Registrador deve informar o número de identificação do Direito Creditório, se o número estiver incorreto ou o Direito Creditório já estiver vinculado a outro lote o sistema não deve permitir a inclusão 101. Ao enviar o número de identificação do Direito Creditório o sistema só deve permitir vincular um número de Direito Creditório que esteja embaixo do próprio Registrador 102. Ao enviar um arquivo de Inclusão de Lote o Registrador deve informar um número de Direito Creditório que já esteja registrado no sistema, se o número não estiver cadastrado a inclusão não será efetuada 103. O campo número do Direito Creditório só deve aceitar números, o campo deve ser preenchido com até 15 números 104. O sistema só deve permitir a inclusão de um Direito Creditório em um lote se o Direito Creditório estiver com o status Registro Liberado 105. Se um Direito Creditório vinculado a um lote tiver somente a informação do campo Valor do negócio o lote deve considerar este campo para efetuar a valorização do lote (essa regra só irá valer na 2ª fase, na 1ª fase sempre será considerado o campo valor do negócio ) 106. Se um Direito Creditório vinculado a um lote tiver a informação do campo Valor atualizado do Direito Creditório o lote deve considerar este campo para efetuar valorização do lote (essa regra só irá valer na 2ª fase, na 1ª fase sempre será considerado o campo valor do negócio ) 107. Ao enviar um arquivo de Inclusão de Lotes o sistema deve aceitar o envio de CPR estando registrada no sistema como Direito Creditório e como Título 108. Ao realizar a inclusão de um Direito Creditório em um lote que já existe no sistema, o sistema não irá efetuar o tratamento de datas de vencimento com relação à data de vencimento da LCA ou CDCA (se deve ser superior ou inferior )

11 Externa 11/ Exclusão de Direitos Creditórios no Lote 109. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 110. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 111. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 112. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 113. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Lotes é obrigatório o preenchimento da função: Exclusão 114. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Lotes é obrigatório informar o CPF/CNPJ do Credor/favorecido 115. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Lotes é obrigatório informar o número de identificação do lote que foi cadastrado pelo Registrador 116. O campo número do lote só deve aceitar números e deve ser preenchido com até 15 números 117. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios é obrigatório o preenchimento do Tipo de Direito Creditório 118. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios o Registrador deve informar o número de identificação do Direito Creditório, se o número estiver incorreto o sistema deve enviar uma mensagem de erro informando que o número não existe 119. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios o Registrador deve informar o número de identificação do Direito Creditório, se o número informado não estiver vinculado a esse Lote o sistema deve enviar uma mensagem de erro informando que o DC não esta vinculado a esse Lote 120. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios o Registrador deve informar um número de Direito Creditório que já esteja registrado no sistema e vinculado ao Lote referente 121. O campo número do Direito Creditório só deve aceitar números, o campo deve ser preenchido com até 15 números 122. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios em um lote, o sistema só pode permitir a exclusão desde que a retirada não comprometa o saldo que o lote representa, se ele excluir e ainda tiver saldo o sistema permite, mas se solicitarem uma exclusão e o lote ficar sem saldo o sistema deve devolver uma mensagem de erro informando que a exclusão não é possível pois compromete o saldo do lote 123. Só pode ser Excluído um Direito Creditório de um Lote com o status Registro Bloqueado para lote de LCA/CDCA 124. Ao enviar um arquivo de Exclusão de Direitos Creditórios em um Lote o sistema deve aceitar o envio de CPR estando registrada no sistema como Direito Creditório e como Título

12 Externa 12/23 5. DE TÍTULOS 5.1. Registro de Títulos 125. Ao enviar um arquivo de Registro Títulos é obrigatório informar o número de identificação da Instituição na BM&FBOVESPA 126. Ao enviar um arquivo de Títulos é obrigatório informar a identificação do Registrador que deve estar devidamente cadastrado na BM&FBOVESPA 127. Ao enviar um arquivo de Títulos é obrigatório o preenchimento do campo: Tipo de Documento 128. Ao enviar um arquivo de Títulos é obrigatório o preenchimento do campo: Número de Controle da Remessa, este campo é livre para um controle da instituição com relação ao arquivo enviado e é alfanumérico 129. Ao efetuar o registro de um título é obrigatório o preenchimento do campo Tipo de Título 130. Ao enviar um arquivo de Títulos é obrigatório o preenchimento da função: Registro 131. É obrigatório o preenchimento do campo CNPJ da corretora para todos os tipos de Títulos quando selecionado a função Registro ( No caso de LCA que não tenha corretora o registrador deve informar o número do seu CNPJ) 132. Ao enviar um arquivo de Registro de Títulos é obrigatório o preenchimento do campo Número do Título para todos os tipos de títulos 133. Se for enviado um arquivo de Registro de Títulos e no campo Número do Título for informado um número que já existe para o mesmo Registrador e para o mesmo Tipo de Título, o sistema não deve permitir o registro e deve enviar uma mensagem de erro 134. O campo Número do Título só deve aceitar até 8 números 135. É obrigatório o preenchimento do campo Data de Emissão para todos os tipos de Títulos quando selecionado a função Registro 136. O campo Data de Emissão deve ser igual ou anterior à data do Registro, o sistema não deve aceitar títulos com data de emissão superior à data atual a. No caso de registro de CDA/WA a data de emissão não pode ser anterior à 30 dias da data atual, pois com base na lei o CDA/WA tem que ser registrado em até 30 dias da data de emissão 137. É obrigatório o preenchimento do campo data de vencimento para todos os tipos de Títulos quando selecionado a função Registro 138. O campo Data de vencimento deve ser igual ou posterior à Data atual 139. É obrigatório o preenchimento do campo Forma de Liquidação para todos os tipos de Títulos quando selecionado a função Registro 140. Ao selecionar a forma de liquidação Física só se pode selecionar a Modalidade: Física 141. Ao selecionar a forma de liquidação Exportação só se pode selecionar a Modalidade: Exportação 142. Ao selecionar a forma de liquidação Financeira só se podem selecionar as Modalidades: Preço Fixo, Índice Esalq/BM&F, Índices Futuros e Pós Fixado 143. É obrigatório o preenchimento do campo Modalidade para todos os tipos de Títulos quando selecionada a função Registro, as modalidades que podem ser aplicada para cada Título: a. Modalidade Física: CPR b. Modalidade Financeira: CPR, LCA e CDCA c. Modalidade Exportação: CPR 144. A Modalidade 1 Física só pode ser utilizada para CPR quando for selecionada a forma de liquidação Física 145. A Modalidade 2 Preço Fixo só pode ser utilizada para os Títulos: CPR, LCA e CDCA (Quando for selecionada a forma de Liquidação Financeira 146. A Modalidade 3 Índice Esalq/BM&F só pode ser utilizada para CPR quando selecionada a Forma de

13 Externa 13/23 Liquidação Financeira 147. A Modalidade 4 Índices Futuros só pode ser utilizada para CPR quando for selecionada a Forma de Liquidação Financeira 148. A Modalidade 5 Pós Fixado só pode ser utilizada para os títulos: LCA e CDCA quando for selecionada a forma de liquidação Financeira 149. A Modalidade Exportação só pode ser utilizada para CPR quando for selecionada a forma de liquidação Exportação 150. É obrigatório o preenchimento do campo Valor do Negócio para todos os tipos de Títulos quando selecionada a função Registro 151. O campo Valor do Negócio só deve aceitar valores acima de 0 e pode ser igual ou inferior ao valor de resgate (quando tiver este valor) 152. É obrigatório o preenchimento do campo Valor Atualizado somente para os Títulos: CPR, LCA e CDCA, este valor pode ser igual, inferior ou superior ao valor do negócio 153. É obrigatório o preenchimento do campo Valor do Resgate somente quando for selecionada a Modalidade 2: Preço Fixo para os títulos: CPR, LCA e CDCA 154. Ao enviar um arquivo de Registro o campo Valor de Resgate o sistema só deve aceitar valores acima de 0 e esse valor pode ser igual ou superior ao valor do negócio 155. É obrigatório o preenchimento do campo produto somente quando for selecionada a função registro para os títulos: CPR e CDA/WA 156. É obrigatório o preenchimento do campo padrão somente quando for selecionada a função registro para os títulos: CPR e CDA/WA 157. É obrigatório o preenchimento do campo Unidade da Oferta somente quando for selecionada a função registro para os títulos: CPR e CDA/WA 158. É obrigatório o preenchimento do campo Unidade de Medida somente quando for selecionada a função registro para os títulos: CPR e CDA/WA 159. É obrigatório o preenchimento do campo Quantidade somente quando for selecionada a função registro para os títulos: CPR e CDA/WA 160. É obrigatório o preenchimento do campo Peso Bruto somente quando for selecionada a função registro para o título CDA/WA 161. É obrigatório o preenchimento do campo Peso Líquido somente quando for selecionada a função registro para o título CDA/WA 162. É obrigatório o preenchimento do campo Data de recebimento do produto somente quando for selecionada a função registro para o título CDA/WA 163. É obrigatório o preenchimento do campo Prazo de depósito somente quando for selecionada a função registro para o título CDA/WA, esta data não pode ser superior a 1 ano da data de emissão do CDA/WA 164. É obrigatório o preenchimento do campo Safra somente quando for selecionada a função Registro para os títulos: CPR e CDA/WA 165. É obrigatório o preenchimento do campo Situação da produção somente quando for selecionada a função Registro para o título: CPR 166. É obrigatório o preenchimento do campo Local da entrega somente quando for selecionada a função Registro para CPR quando for selecionada as modalidades: Física e Exportação 167. É obrigatório o preenchimento do campo Município de entrega somente quando for selecionada a função Registro para CPR nas modalidades 1 e 5: Física e Exportação 168. É obrigatório o preenchimento do campo UF de Produção somente quando for selecionada a função Registro para CPR ( qualquer modalidade) 169. É obrigatório o preenchimento do campo Indexador para CPR nas Modalidades 3 e 4: Índice Esalq/BM&F e Índices Futuros e para LCA e CDCA na Modalidade Financeira 5 (Pós Fixado)

14 Externa 14/ É obrigatório o preenchimento do campo Percentual do Indexador para CPR nas Modalidades 3 e 4: Índice Esalq/BM&F e Índices Futuros e para LCA e CDCA na Modalidade Financeira 5 (Pós Fixado) 171. É obrigatório o preenchimento do campo Mês/Ano Contrato Futuro somente para CPR quando for selecionada a Modalidades 4: Índices Futuros 172. O preenchimento do campo Taxa de juros é opcional para os títulos: LCA e CDCA quando for selecionada a Modalidades 2 e 5: Pré Fixado e Pós Fixado 173. O preenchimento do campo Eventos é de preenchimento opcional e aplica-se somente para os títulos: LCA e CDCA 174. O preenchimento do campo Informações Adicionais é de preenchimento opcional e aplica-se somente para os títulos: LCA e CDCA 175. O preenchimento do campo Número do Lote é obrigatório somente para os títulos: LCA e CDCA, o sistema só deve permitir o registro do título se: a. O lote indicado estiver cadastrado no SRCA b. O lote indicado tiver saldo suficiente para compor o lastro do valor que o título representa, se o saldo for insuficiente deve-se retornar uma mensagem de erro e o registro não poderá ocorrer c. O número do lote informado deve estar cadastrado no próprio Registrador da LCA ou CDCA, se o número informado não estiver o sistema deve devolver uma tela de erro 176. O registro só poderá ser concluído se o saldo do lote indicado for igual ou superior ao valor do título 177. Ao enviar um arquivo de Registro de LCA/CDCA e mencionar o número do lote, o sistema deve aceitar que as datas de vencimento dos Direitos Creditórios sejam superior ou inferior à data de vencimento da LCA ou CDCA 178. É obrigatório o preenchimento do campo Nome do Emitente para todos os tipos de títulos quando selecionada a função Registro 179. É obrigatório o preenchimento do campo CPF/CNPJ do Emitente para todos os tipos de Títulos quando selecionado a função Registro 180. No caso de Registro de CDA/WA o Emitente a ser informado sempre será o Armazém, neste caso o armazém a ser informado deve estar previamente cadastrado no SRCA 181. É obrigatório o preenchimento do campo UF do Emitente somente para o título: LCA quando selecionado a função Registro 182. É obrigatório o preenchimento do campo Endereço do Emitente somente para o título: CDA/WA quando selecionado a função Registro 183. É obrigatório o preenchimento do campo Município Emitente somente para o título: CDA/WA quando selecionado a função Registro 184. É obrigatório o preenchimento do campo Nome do Credor/Favorecido do Título para todos os títulos quando selecionada a função Registro 185. É obrigatório o preenchimento do campo CPF/CNPJ do credor/favorecido do Título para todos os títulos quando selecionada a função Registro 186. É obrigatório o preenchimento do campo Endereço do credor/favorecido do Título para todos os títulos quando selecionada a função Registro 187. É obrigatório o preenchimento do campo Município do credor/favorecido do Título para todos os títulos quando selecionada a função Registro 188. O preenchimento do campo Data Nascimento/Constituição do credor/favorecido do Título é opcional para todos os títulos: LCA, CDCA e CPR quando selecionada a função Registro 189. O preenchimento do campo do Credor/Favorecido é de preenchimento opcional e aplica-se para todos os tipos de títulos quando selecionada a função Registro 190. O preenchimento do campo Conta Investimento/Conta Corrente é de preenchimento opcional e aplica-se para todos os tipos de títulos quando selecionada a função Registro 191. É obrigatório o preenchimento do campo Banco do Credor/Favorecido do Título para todos os títulos somente quando for preenchido o campo Conta Investimento/Conta Corrente na função Registro

Layout arquivo multifuncional - RTA 23/06/2014

Layout arquivo multifuncional - RTA 23/06/2014 Layout - Arquivo para Envio de Títulos Número de identificação da instituição Número Identificação Instituição 5 X(5) na BM&FBovespa Registrador 4 X(4) É o código do registrador no SRCA

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO - RTA SISTEMA DE REGISTRO DE TÍTULOS DO AGRONEGÓCIO

MANUAL DO USUÁRIO - RTA SISTEMA DE REGISTRO DE TÍTULOS DO AGRONEGÓCIO - RTA SISTEMA DE REGISTRO DE TÍTULOS DO AGRONEGÓCIO VERSÃO: 1.0 ÚLTIMA MODIFICAÇÃO: MARÇO/2014 Índice 1. INTRODUÇÃO... 7 1.1 SISTEMA DE REGISTRO DE TÍTULOS DO AGRONEGÓCIO (RTA)... 7 1.2 PRÉ-REQUISITOS...

Leia mais

Manual de Operações. Títulos do Agronegócio Cetip21. (CDA/WA, CDCA, CMER, CPR, CRA, CRH, CRP, CRPH, LCA e NCR) e TDA - Título da Dívida Agrária

Manual de Operações. Títulos do Agronegócio Cetip21. (CDA/WA, CDCA, CMER, CPR, CRA, CRH, CRP, CRPH, LCA e NCR) e TDA - Título da Dívida Agrária Manual de Operações Títulos do Agronegócio Cetip21 (CDA/WA, CDCA, CMER, CPR, CRA, CRH, CRP, CRPH, LCA e NCR) e TDA - Título da Dívida Agrária Versão: 09/09/2013 Atualização: 09/09/2013 i Conteúdo Conteúdo

Leia mais

Versão: 09/09/2013 Atualizado em: 09/09/2013

Versão: 09/09/2013 Atualizado em: 09/09/2013 Versão: 09/09/2013 Atualizado em: 09/09/2013 Identificação de Comitentes Conteúdo Introdução à Identificação de Comitentes... 1 Conhecendo o Produto... 2 Ações dos Botões das Telas... 9 Cadastros... 11

Leia mais

Leiaute arquivo multifuncional - RTO

Leiaute arquivo multifuncional - RTO Leiaute - Registro LF Número Identificação Instituição Número de Controle da Remessa 5 X(05) 13 N(13) Número de identificação da instituição no MTA Número de controle do arquivo

Leia mais

CDB - Certificado de Depósito Bancário. Manual do Produto. Versão 1.2

CDB - Certificado de Depósito Bancário. Manual do Produto. Versão 1.2 CDB - Certificado de Depósito Bancário Manual do Produto Versão 1.2 Fevereiro/2015 .2. Histórico de Versões Data Versão Descrição Fevereiro / 2014 1.1 Versão inicial Inclusão do Escalonamento; Inclusão

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

Manual do Usuário Versão 3.0

Manual do Usuário Versão 3.0 Manual do Usuário Versão 3.0 Externa 2 /20 APRESENTAÇÃO 03 19/04/13 Este manual, estruturado em capítulos, visa orientar os Credores na utilização do Serviço de consulta de CCI, uma ferramenta de pesquisa

Leia mais

LCI Letra de Crédito Imobiliário. Manual do Produto. Versão 1.2. Fevereiro/2015

LCI Letra de Crédito Imobiliário. Manual do Produto. Versão 1.2. Fevereiro/2015 LCI Letra de Crédito Imobiliário Manual do Produto Versão 1.2 Fevereiro/2015 .2. Histórico de Versões Data Versão Descrição Fevereiro / 2014 1.1 Versão inicial Inclusão do Escalonamento; Inclusão de Eventos;

Leia mais

Renda Fixa Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA. Renda Fixa. Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA

Renda Fixa Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA. Renda Fixa. Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA Renda Fixa Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio - CDCA Certificado de Direitos Creditórios do Agronegócio Viabiliza o financiamento da cadeia do agronegócio com recursos privados O produto

Leia mais

Versão: 01/07/2013 Atualizado em: 13/08/2013

Versão: 01/07/2013 Atualizado em: 13/08/2013 Versão: 01/07/2013 Atualizado em: 13/08/2013 i Instrumentos de Crédito Conteúdo Introdução aos Instrumentos de Crédito... 1 Conhecendo o Produto... 2 Ações dos Botões das Telas... 3 Registros... 5 Registro/Emissão...

Leia mais

1 Tipo de Produto X(05) 1 5 LCA/CDCA/CRA Tipo do Produto 2 Tipo de Registro X(01) 6 6 0 Registro Header 3 Ação X(04) 7 10 INCL Registro de STA

1 Tipo de Produto X(05) 1 5 LCA/CDCA/CRA Tipo do Produto 2 Tipo de Registro X(01) 6 6 0 Registro Header 3 Ação X(04) 7 10 INCL Registro de STA Versão: 25/10/2010 TÍTULOS DO AGRONEGÓCIO Nome do Arquivo Registro de LCA / CDCA Header Campo Formato Posição Conteúdo Descrição 1 Tipo de Produto X(05) 1 5 LCA/CDCA/CRA Tipo do Produto 2 Tipo de Registro

Leia mais

Parte I CADASTRO DE SACADO

Parte I CADASTRO DE SACADO Sicoob Coopercred Módulo Cedente Manual do Usuário (versão 2) ÍNDICE Parte I Cadastro de Sacado... 1 Parte II Emissão de Títulos... 1 Emitindo título com registro... 2 Emitindo título sem registro... 3

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Cobrança BB. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Cobrança BB. Manual Técnico Soluções em Recebimentos Cobrança BB Layout de Arquivo Remessa CNAB400 Manual Técnico Orientações Técnicas CONVÊNIOS COM NÚMERAÇÃO ACIMA DE 1.000.000 Versão Abril 2012 1. Apresentação CONCEITO: Arquivo

Leia mais

Regulação das atividades de registro e de depósito centralizado de ativos financeiros

Regulação das atividades de registro e de depósito centralizado de ativos financeiros Regulação das atividades de registro e de depósito centralizado de ativos financeiros Workshop Banco Central do Brasil Junho 2015 Junho/2015 1 Confidencial Uso Interno Público Agenda 1. Quais os serviços

Leia mais

Cédula de Crédito. Versão 28.03.2011

Cédula de Crédito. Versão 28.03.2011 Cédula de Crédito Versão 28.03.2011 1 O Sistema Cédula de Crédito é um aplicativo desenvolvido pelo Banco Intermedium, com o objetivo de consolidar os dados cadastrais da empresa e movimentação de títulos

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Perfil Convenente MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Regulamento da Letra de Crédito do Agronegócio - LCA emitida pelo Banco do Brasil

Regulamento da Letra de Crédito do Agronegócio - LCA emitida pelo Banco do Brasil Regulamento da Letra de Crédito do Agronegócio - LCA emitida pelo Banco do Brasil (registrado no Cartório Marcelo Ribas 1 º Registro de Títulos e Documentos, em Brasília (DF), sob o no. 639.251, em 25.02.2005)

Leia mais

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico

Soluções em Recebimentos. Manual Técnico Soluções em Recebimentos CNAB400/CBR641 Manual Técnico Layout de Arquivo Remessa para convênios na faixa numérica entre 000.001 a 999.999 (Convênios de até 6 posições) Orientações Técnicas Versão Set/09

Leia mais

Renda Fixa. Letra de Crédito Imobiliário

Renda Fixa. Letra de Crédito Imobiliário Renda Fixa Letra de Crédito Imobiliário Letra de Crédito Imobiliário Uma alternativa para diversificação de carteira de investimento O produto Letra de Crédito Imobiliário () é um título de crédito, lastreado

Leia mais

Manual de Layout. DPGE Produto Middle. FGC - 151039 Versão 1.0

Manual de Layout. DPGE Produto Middle. FGC - 151039 Versão 1.0 Manual de Layout DPGE FGC - 151039 Versão 1.0 1 Manual de Layout - Middle Elaborado por: FGC (Fundo Garantidor de Créditos) Este documento contém informações de propriedade do FGC nenhuma parte deste documento

Leia mais

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA

MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE EMISSÃO DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA Apresentação Este sistema faz parte do Portal NFS Digital e tem o intuito de ser utilizado por emissores de Nota Fiscal de Serviços

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013:

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02. Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 06.01.02 Abaixo constam as alterações referentes aversão 06.01.02 do dia 12/06/2013: ATENÇÃO: Versões intermediarias não são de atualização obrigatório para todos os clientes, apenas

Leia mais

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO

CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO O Sistema Cédula de Crédito é um aplicativo desenvolvido pelo Banco Intermedium, com o objetivo de consolidar os dados cadastrais da empresa e movimentação de títulos em cobrança.

Leia mais

O Tesouro Direto é um programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas desenvolvido pelo Tesouro Nacional, em parceria com a BM&FBOVESPA.

O Tesouro Direto é um programa de venda de títulos públicos a pessoas físicas desenvolvido pelo Tesouro Nacional, em parceria com a BM&FBOVESPA. 1 Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Tesouro Direto... 4 3. Compra de títulos... 5 4. Venda de títulos... 12 5. Consultas... 19 5.1 Extrato... 19 5.2 Cestas de compra... 20 5.3 Cestas de venda... 21

Leia mais

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual

Aplicativo da Manifestação do Destinatário. Manual Aplicativo da Manifestação do Destinatário Manual Novembro de 2012 1 Sumário 1 Aplicativo de Manifestação do Destinatário...4 2 Iniciando o aplicativo...4 3 Menus...5 3.1 Manifestação Destinatário...5

Leia mais

Nota Fiscal Avulsa para MEI

Nota Fiscal Avulsa para MEI Nota Fiscal Avulsa para MEI Orientação geral quanto ao aplicativo de emissão da Nota Fiscal Avulsa para os contribuintes inscritos no Cadastro de Contribuintes de ICMS do Estado do Pará Sumário Avisos...3

Leia mais

Bem-vindo (a) ao Módulo IV do curso!

Bem-vindo (a) ao Módulo IV do curso! MÓDULO IV Entrada Bem-vindo (a) ao Módulo IV do curso! Nesse módulo, você aprenderá como utilizar as funcionalidades Empenho, Entrada Produto, Ajuste de Lote e Transferência. Mas antes é preciso entender:

Leia mais

Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1

Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1 Manual do usuário SIACC CAIXA Programado 1 Índice ACESSO AO SISTEMA CAIXA PROGRAMADO PELA PRIMEIRA VEZ... 6 CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS PARA ACESSAR O SISTEMA... 6 TELA DE ACESSO AO SISTEMA CAIXA PROGRAMADO...

Leia mais

Portal Gestão de Recebimentos

Portal Gestão de Recebimentos Portal Gestão de Recebimentos Introdução O Portal Gestão de Recebimentos proporciona agilidade e rapidez na interação dos clientes HSBC com seus fornecedores. Permite a você consultar as operações liberadas

Leia mais

CADERNO DE LEIAUTES - Sistemas de Registro de Balcão da BM&FBOVESPA

CADERNO DE LEIAUTES - Sistemas de Registro de Balcão da BM&FBOVESPA Utilização Página/Folha CATÁLOGO DE INFORMAÇÕES BANCO CENTRAL Interna 1/1 Capítulo Revisão Data 1 Clearing BM&FBOVESPA (MINUTA) 01 04/11/15 CADERNO DE LEIAUTES - Sistemas de Registro de Balcão da BM&FBOVESPA

Leia mais

Versão: 1.7.8.8 com instruções para Protesto

Versão: 1.7.8.8 com instruções para Protesto Versão: 1.7.8.8 com instruções para Protesto Utilização Para dar início ao processo, o cooperado deverá ter acesso ao internet banking. Se ainda não possuir, dirija-se aos caixas da Sicoob-Cocred. O programa

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12

MANUAL DO SISTEMA. Versão 6.12 MANUAL DO SISTEMA Versão 6.12 Pagueban...2 Bancos...2 Configurando Contas...5 Aba Conta Banco...5 Fornecedores Referências Bancárias...7 Duplicatas a Pagar...9 Aba Geral...10 Aba PagueBan...11 Rastreamento

Leia mais

Renda Fixa. Letra de Crédito do Agronegócio

Renda Fixa. Letra de Crédito do Agronegócio Renda Fixa Letra de Crédito do Agronegócio Letra de Crédito do Agronegócio Diversifique sua carteira de investimentos e obtenha mais rentabilidade O produto Letra de Crédito do Agronegócio () é um título

Leia mais

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1

Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 Treinamento GVcollege Módulo Financeiro 1 2013 GVDASA Sistemas Caixa AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio.

Leia mais

P á g i n a 1. SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Manual Operacional

P á g i n a 1. SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras. Manual Operacional P á g i n a 1 SISCOAF Sistema de Controle de Atividades Financeiras Manual Operacional P á g i n a 2 1 SUMÁRIO 2 Orientações gerais... 3 2.1 Perfis de acesso... 4 2.2 Para acessar todas as funcionalidades

Leia mais

S E M I N Á R I O NOVOS INSTRUMENTOS PRIVADOS PARA FINANCIAMENTO DO AGRONEGÓCIO

S E M I N Á R I O NOVOS INSTRUMENTOS PRIVADOS PARA FINANCIAMENTO DO AGRONEGÓCIO S E M I N Á R I O NOVOS INSTRUMENTOS PRIVADOS PARA FINANCIAMENTO DO AGRONEGÓCIO OS NOVOS INSTRUMENTOS C D C A L C A C R A MOTIVOS DA CRIAÇÃO Essencialmente 3: 1º Falta de recursos 2º Insuficiência de credibilidade

Leia mais

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS

MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS MANUAL FUNCIONAL SOBRE NFS-e MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS SUMÁRIO SUMÁRIO...2 1. APRESENTAÇÃO...4 1 2. ACESSO AO APLICATIVO...5 3. GERAÇÃO DE NFS-e...6 3.1. Preenchimento dos dados para emissão da NFS-e...6

Leia mais

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico

e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Página1 e-nota MDF-e Manifesto de Documento Fiscal eletrônico Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é MDF-e?... 03 2. Safeweb e-nota MDF-e... 04 3. Acesso e-nota

Leia mais

Prefeitura Municipal De Campo Novo

Prefeitura Municipal De Campo Novo Prefeitura Municipal De Campo Novo Manual Contribuinte Nota Fiscal Eletrônica Fly-eNota 1 Fly-Enota Abaixo observamos a tela inicial ao Contribuinte/Contador da emissão de Nota Fiscal Eletrônica. Após

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2

BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 BOLETIM INFORMATIVO TÉCNICO LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO - CORDILHEIRA VERSÃO 2 Cordilheira Recursos Humanos CRH 2.85A As rotinas de Retiradas de Pró-labore e Autônomos tiveram diversas alterações, com o objetivo

Leia mais

1. Primeiro 2. Em continuação Agência (prefixo / DV) fornecido pelo sistema. Processo nº TRT ª Região Órgão/Vara Município Nº do ID Depósito

1. Primeiro 2. Em continuação Agência (prefixo / DV) fornecido pelo sistema. Processo nº TRT ª Região Órgão/Vara Município Nº do ID Depósito Poder Judiciário Justiça do Trabalho Tribunal Superior do Trabalho Anexo I - Guia Depósito Judicial - Acolhimento do Depósito NOVO MODELO DE GUIA TRABALHISTA - Acolhimento do Depósito - Vias 1ª, 2ª, 3ª

Leia mais

APOSTILA PARA O CURSO WCOBRANÇA COBRANÇA FÁCIL ALTERDATA

APOSTILA PARA O CURSO WCOBRANÇA COBRANÇA FÁCIL ALTERDATA Visão Estar posicionada entre as maiores e melhores provedoras de solução de gestão empresarial do Brasil. Missão Desenvolvimento e fornecimento de soluções e serviços através de softwares para tornar

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços

Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Nota Fiscal Eletrônica de Serviços Arquivo de Envio de RPS em Lote - Instruções e Layout - Versão 1.0 Manual de Envio de RPS em Lote Instruções e Layout 1. Recibo Provisório de Serviços RPS O RPS é o documento

Leia mais

1.1. Usuários com e sem vínculos de representação. 1.3. Como consultar os dados do gestor de segurança e saber quem ele é

1.1. Usuários com e sem vínculos de representação. 1.3. Como consultar os dados do gestor de segurança e saber quem ele é Atualizado: 22 / 04 / 2013 - FAQ - AI 1. Gestor de segurança da empresa 1.1. Usuários com e sem vínculos de representação 1.2. O que significa ser gestor de segurança 1.3. Como consultar os dados do gestor

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema

Manual de Utilização do Sistema Manual de Utilização do Sistema 2015 Nota Control Nota Premiada Índice Parte I Informações Iniciais 1 Sobre o documento Parte II Apresentação 1 Menu Home 2 Menu Cadastro 3 Menu Entrar 4 Menu Sorteio Realizados

Leia mais

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4

MÓDULO CLIENTE 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 MÓDULO CLIENTE Conteúdo 1. O QUE PODE SER FEITO PELO SITE: 3 2. APRESENTAÇÃO DO SITE 4 2.2 HOME 4 2.3 A VALECARD 5 2.4 PRODUTOS 6 2.5 REDE CREDENCIADA 7 2.6 ROTA 9 2.7 CONTATO 9 3. EMPRESAS 11 3.1. ACESSO

Leia mais

Manual de Integração Web Service

Manual de Integração Web Service Manual de Integração Web Service Prefeitura de São Simão/MG 1. INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo apresentar as especificações e critérios técnicos necessários para utilização do Web Service disponibilizado

Leia mais

Manual de Integração Web Service. Prefeitura de Ituiutaba/MG

Manual de Integração Web Service. Prefeitura de Ituiutaba/MG Manual de Integração Web Service Prefeitura de Ituiutaba/MG 1. INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo apresentar as especificações e critérios técnicos necessários para utilização do Web Service disponibilizado

Leia mais

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015

Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 Pagamentos MT-212-00137-6 Última Atualização 06/01/2015 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos fiscais Consultar

Leia mais

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança

Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança Banco Safra S.A. Tradição Secular de Segurança MANUAL DE TRANSFERÊNCIA DE ARQUIVOS CARTÃO DE PAGAMENTO PRODUTO 710 LAYOUT PADRÃO SAFRA 400 Versão: Dezembro 2008 Central de Atendimento a Clientes Telefones

Leia mais

Recebimento, Armazenagem, Movimentação e Expediçao de Produtos à Granel

Recebimento, Armazenagem, Movimentação e Expediçao de Produtos à Granel Recebimento, Armazenagem, Movimentação e Expediçao de Produtos à Granel Produto : Logix, WMS, 12 Chamado : PCREQ-1926 Data da criação : 03/07/2015 Data da revisão : 24/07/15 País(es) : Todos Banco(s) de

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica

e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Página1 e-nota NFS-e Sistema de Geração e Emissão de Nota Fiscal de Serviço eletrônica Manual do Usuário Produzido por: Informática Educativa Página2 Índice 1. O que é Nota Fiscal de Serviço eletrônica

Leia mais

MANUAL MAPX-OP016-2009

MANUAL MAPX-OP016-2009 MANUAL MANUAL DE Público CIP - 2010 OBJETIVO: Este documento tem como objetivo descrever os leiautes dos arquivos utilizados no DDA e as validações realizadas nos campos. A estrutura dos arquivos e o padrão

Leia mais

CARTÃO DE CRÉDITO BANRISUL

CARTÃO DE CRÉDITO BANRISUL 1 CARTÃO DE CRÉDITO BANRISUL Layout Para Arquivo de Cobrança de Parcelas de Cartão de Crédito Sistema BDL Carteira de Letras Troca de Informações Via Arquivo Magnético Unidade Atendimento e Serviços Unidade

Leia mais

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio.

Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. Fazer um cálculo no produto RD Equipamentos e Agronegócio. 1) Logar no Kit Médias Empresas Clicar no ícone Tókio Marine Empresarial, que abrirá a tela de login, veja abaixo. Caso seja o primeiro acesso

Leia mais

Módulo de Acesso Remoto

Módulo de Acesso Remoto Módulo de Acesso Remoto Manual do Usuário Página 1 de 30 Índice 1. Introdução 3 1.1. Objetivos deste documento 3 2. Requisitos do Sistema 4 2.1. Acrobat Reader 4 2.2. Pop Up Liberados 4 3. Acesso ao Sistema

Leia mais

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2

AVISO. Treinamento GVcollege Módulo Contas a Pagar 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida nem transmitida

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

Sumário. www.samisistemas.com.br Porto Alegre 51 3254.5454 Florianópolis 48 3094.1775 São Paulo 11 3076.499 Rio de Janeiro 21 3031.

Sumário. www.samisistemas.com.br Porto Alegre 51 3254.5454 Florianópolis 48 3094.1775 São Paulo 11 3076.499 Rio de Janeiro 21 3031. Sumário Legenda... 3 1. Cadastros e Lançamentos... 4 1.1. Recebimento de Doc s... 4 1.2. Baixa de Proprietários... 7 1.3. Lançamento em Lote (Manual)... 10 1.4. Alteração/ Exclusão de Lançamentos... 11

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria operados por OBTV MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios SICONV Convênio, Contrato de Repasse

Leia mais

Manual para o Preenchimento do Layout de Posição de Fundos e Carteiras

Manual para o Preenchimento do Layout de Posição de Fundos e Carteiras Manual para o Preenchimento do Layout de Posição de Fundos e Carteiras Versão 4.01 Outubro de 2009 13/10/2009 1 ÍNDICE Objetivo do Layout de posição... 03 Regras para o Nome do Arquivo...... 04 Estrutura

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma

Leia mais

Apresentação: WebTour - Sistema de Gestão de Pacotes Turísticos

Apresentação: WebTour - Sistema de Gestão de Pacotes Turísticos Apresentação: WebTour - Sistema de Gestão de Pacotes Turísticos M&M Soluções Web www.mmsolucoesweb.com.br Página 2 de 18 Apresentação Criada oficialmente em 2009, a M&M iniciou suas atividades através

Leia mais

Utilizando o SISPC para efetuar Registros

Utilizando o SISPC para efetuar Registros Utilizando o SISPC para efetuar Registros 1. Registros O b j e t i v o Através do módulo de registros do sistema serão executadas as operações de inclusão de pessoas inadimplentes na base de dados do SPC.

Leia mais

Acesso ao sistema. Os cartórios judiciais e seus respectivos diretores serão previamente cadastrados no sistema.

Acesso ao sistema. Os cartórios judiciais e seus respectivos diretores serão previamente cadastrados no sistema. PENHORA ONLINE Acesso ao sistema Diretores de Cartórios Os cartórios judiciais e seus respectivos diretores serão previamente cadastrados no sistema. Os diretores serão os administradores do sistema e

Leia mais

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software

NeXT ERP Manual do usuário. Resumo das principais funcionalidades. Dezembro/2009. NeXT Software NeXT ERP Manual do usuário Resumo das principais funcionalidades Dezembro/2009 NeXT Software Página 1 de 33 Índice Iniciando NeXT ERP...3 Tela inicial...3 Interface padrão do NeXT ERP...3 Interface - Cadastro

Leia mais

CAPCAIXA MANUAL OPERACIONAL. Vs. 1.0

CAPCAIXA MANUAL OPERACIONAL. Vs. 1.0 CAPCAIXA MANUAL OPERACIONAL Vs. 1.0 ( Novembro/2000 ) ÍNDICE Apresentação 3 1. Caracteristica Equipamento 3 2. TIpos de Documentos Gerados pelo Aplicativo 3 Condições para uso do aplicativo Capcaixa (anexo)

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 36 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO... 5 3. SENHA WEB... 6

Leia mais

Protocolo de Arrecadação do DARF. Regras de Negócios para Preenchimento dos Campos da Mensagem TES0017 (Catálogo de Mensagens versão 3.

Protocolo de Arrecadação do DARF. Regras de Negócios para Preenchimento dos Campos da Mensagem TES0017 (Catálogo de Mensagens versão 3. Regras de Negócios para Preenchimento dos Campos da Mensagem TES0017 (Catálogo de Mensagens versão 3.00) ÍNDICE I - INTRODUÇÃO... 3 II ASPECTOS GERAIS... 4 III DESCRIÇÃO DOS CAMPOS - DARF NORMAL (PRETO)...

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Sumário 01 O que é OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias)...2

Leia mais

Manual Instrutivo Captura de Propostas CP Consignado

Manual Instrutivo Captura de Propostas CP Consignado Título da apresentação Manual Instrutivo Captura de Propostas CP Consignado Captura CP Consignado - Nova Captura CP Consignado - Nova O sistema deve ser acessado pelo site do PANCRED, segue abaixo o passo

Leia mais

Particularidades BB. Leiaute CNAB 240. julho / 2011

Particularidades BB. Leiaute CNAB 240. julho / 2011 Particularidades BB Leiaute CNAB 240 julho / 2011 Sumário Assunto página Últimas Alterações 3 Header de Arquivo 5 Header de Lote 6 Segmento P 8 Segmento Q 11 Segmento R 13 Segmento S 15 Segmento Y-01 16

Leia mais

Pequenas Frotas. Manual do Sistema WEB

Pequenas Frotas. Manual do Sistema WEB Pequenas Frotas Manual do Sistema WEB Versão 1.1 Abr-2014 Sumário 1. Acesso ao Sistema... 3 1.1. Site Institucional... 3 1.2. Canal do Corretor Usuário Principal (Master)... 3 1.3. Controle de Acesso...

Leia mais

Nota Fiscal Eletrônica de Serviço NFS-e

Nota Fiscal Eletrônica de Serviço NFS-e Nota Fiscal Eletrônica de Serviço NFS-e 1. Solicitar a senha Clicar na opção Solicitar Senha. Digitar o CNPJ da empresa, razão social e cadastrar uma senha, digitar novamente a senha para confirmar. Abaixo

Leia mais

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida:

Assim que o usuário entrar nesta ferramenta do sistema a seguinte tela será exibida: O que é o TDMax Web Commerce? O TDMax Web Commerce é uma ferramenta complementar no sistemas de Bilhetagem Eletrônica, tem como principal objetivo proporcionar maior conforto as empresas compradoras de

Leia mais

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE

CADASTROS 2013 AOB SOFTWARE CADASTROS 2 CADASTROS Tabela de Conteúdo Cadastro de Clientes 4 Cadastro de Produtos 5 1 Cadastro... de Produtos Básico 5 2 Cadastro... de Produtos Básico + Grade de Produtos 7 3 Cadastro... de Produtos

Leia mais

Pagamento - Fornecedor

Pagamento - Fornecedor Pagamento - Fornecedor MT-212-00137 - 1 Última Atualização 30/08/2014 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: Carregar Documentos Fiscais Verificar o status de envio dos documentos

Leia mais

Manual de Integração Web Service. Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás/GO

Manual de Integração Web Service. Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás/GO Manual de Integração Web Service Prefeitura Municipal de Valparaíso de Goiás/GO 1. INTRODUÇÃO Este manual tem como objetivo apresentar as especificações e critérios técnicos necessários para utilização

Leia mais

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO

MANUAL ITCMD - DOAÇÃO MANUAL ITCMD - DOAÇÃO ACESSO AO SISTEMA ITCMD 2 CRIAÇÃO E PREENCHIMENTO DA DECLARAÇÃO 2 1º PASSO: ESCOLHA DO TIPO DE DECLARAÇÃO 2 2º PASSO: AJUDA INICIAL 3 3º PASSO: CADASTRAMENTO DE SENHA 3 4º PASSO:

Leia mais

MANIFESTO DE DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS MDF - E

MANIFESTO DE DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS MDF - E MANIFESTO DE DOCUMENTOS FISCAIS ELETRÔNICOS MDF - E RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para

Leia mais

MANUAL DE CADASTRAMENTO DO CORRETOR NO PORTAL DE SERVIÇOS CHUBB

MANUAL DE CADASTRAMENTO DO CORRETOR NO PORTAL DE SERVIÇOS CHUBB MANUAL DE CADASTRAMENTO DO CORRETOR NO PORTAL DE SERVIÇOS CHUBB Versão Junho/2014 Índice 1. Objetivo do Manual... 3 2. Efetuando o Primeiro Acesso... 3 2.1 Passo 1: Entrar site Chubb... 3 2.2 Passo 2:

Leia mais

Versão: 12/08/2013 Atualização: 12/08/2013

Versão: 12/08/2013 Atualização: 12/08/2013 Versão: 12/08/2013 Atualização: 12/08/2013 Participante 1 Índice 1 Introdução... 6 2 Como Acessar o Módulo... 7 Transferência de Arquivo / Opção: Enviar Arquivo... 7 Consultas a Transferência de Arquivo...

Leia mais

Condições Gerais do Aditamento para Parcelamento

Condições Gerais do Aditamento para Parcelamento Condições Gerais do Aditamento para Parcelamento (Versão 05/2014) Estas são as Condições Gerais do Aditamento para Parcelamento, solicitado por você e contratado por meio de digitação de senha ou ligação

Leia mais

Manual de Registro de Saída. Procedimentos e Especificações Técnicas

Manual de Registro de Saída. Procedimentos e Especificações Técnicas Manual de Registro de Saída Procedimentos e Especificações Técnicas Versão 1.0 Dezembro 2010 ÍNDICE 1 INTRODUÇÃO GERAL... 3 2 INTRODUÇÃO AO MÓDULO REGISTRO DE SAÍDA - SIARE... 3 2.1 SEGURANÇA... 4 2.2

Leia mais

Manual do Processo de Controladoria

Manual do Processo de Controladoria Manual do Processo de Controladoria Apresentação MV Sumário Processo de Controladoria 5 Leia-me primeiro... 5 Contas a Pagar -... Provisionamento 7 Validar Dados da Nota Fiscal... 11 Registro no Contas

Leia mais

1. Introdução... 5. 2. Instalação do Módulo Gerenciador de Acessos SinaGAS... 6. 3. Tipos de Autenticação... 8. 3.1. Autenticação Sinacor...

1. Introdução... 5. 2. Instalação do Módulo Gerenciador de Acessos SinaGAS... 6. 3. Tipos de Autenticação... 8. 3.1. Autenticação Sinacor... Índice 1. Introdução... 5 2. Instalação do Módulo Gerenciador de Acessos SinaGAS... 6 3. Tipos de Autenticação... 8 3.1. Autenticação Sinacor... 8 3.2. Autenticação AD... 11 4. Fluxo Operacional... 14

Leia mais

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014

Manual Laboratório. ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 2014 Manual Laboratório ICS Sistemas de Gestão em Saúde ICS 01/01/2014 Sumário Acesso ao Sistema... 2 Menu Cadastros... 4 Cadastro de usuários... 4 Inclusão de Novo Usuário... 5 Alteração de usuários...

Leia mais

COBRANÇA ELETRÔNICA BANRISUL MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA

COBRANÇA ELETRÔNICA BANRISUL MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA COBRANÇA ELETRÔNICA BANRISUL MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO PROGRAMA Unidade de Atendimento e Serviços INDICE Requisitos para instalação... 4 Inclusão do Código do Cedente... 5 Inclusão do Sacado... 6 Inclusão

Leia mais

VERSÃO 1.0.1 (09/2010)

VERSÃO 1.0.1 (09/2010) VERSÃO 1.0.1 (09/2010) 1. APRESENTAÇÃO... 4 2. CONCEITO... 4 3. BENEFÍCIOS... 4 4. ACESSO AO SISTEMA... 5 4.1 ACESSANDO O SISTEMA DA NFS-E PELA PRIMEIRA VEZ... 5 4.2 ACESSANDO A ÁREA EXCLUSIVA DE PRESTADOR...

Leia mais

Versão: 09/09/2013 Atualizado em: 09/09/2013

Versão: 09/09/2013 Atualizado em: 09/09/2013 Versão: 09/09/2013 Atualizado em: 09/09/2013 Conteúdo Introdução aos Ativos Imobiliários... 5 Conhecendo os Produtos... 6 Ações dos botões das telas... 10 Registro... 11 Registro/Emissão... 12 Dados Complementares...

Leia mais

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA. Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA

Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA. Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA Renda Fixa Privada Certificado de Recebíveis do Agronegócio CRA Certificado de Recebíveis do Agronegócio Instrumento de captação de recursos e de investimento no agronegócio O produto O Certificado de

Leia mais

SOLUÇÕES EM GESTÃO TRIBUTÁRIA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS

SOLUÇÕES EM GESTÃO TRIBUTÁRIA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS SOLUÇÕES EM GESTÃO TRIBUTÁRIA NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA INDICE NFS-e.. 02 Tomador, Prestador e Prefeitura 03 Nota Fiscal impressa 04 Nota Fiscal enviada por e-mail 05 Certificação Digital. 06

Leia mais

Semana Nacional de Educação Financeira Tema. Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação

Semana Nacional de Educação Financeira Tema. Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação Tema Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação Apresentação JOCELI DA SILVA SILVA Analista Administrativo/Gestão Pública Lotado na Assessoria de Coordenação 3ª CCR Especialização UNB Clube

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA. Acesso ao Sistema - Pessoa Física ELETRÔNICA - NFS-e NOTA CARIOCA Acesso ao Sistema - Pessoa Física Página 2 de 48 Índice ÍNDICE... 2 1. CONSIDERAÇÕES GERAIS... 4 1.1. DEFINIÇÃO... 4 2. REGRAS PARA CADASTRAMENTO... 5 3. SENHA WEB... 6

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. NF-e

MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA. NF-e MANUAL DE INSTRUÇÃO SISTEMA EMISSOR DE NOTA FISCAL ELETRÔNICA NF-e SELECIONE A EMPRESA EMISSORA DA NFE CLIQUE EM INICIAR TELA DE AVISOS FAÇA A LEITURA DOS AVISOS E CLIQUE EM FECHAR EMISSÃO DA NOTA FISCAL

Leia mais

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA CM CAPITAL MARKETS CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA

REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA CM CAPITAL MARKETS CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA REGRAS E PARÂMETROS DE ATUAÇÃO DA CM CAPITAL MARKETS CORRETORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA A CM Capital Markets Corretora de Títulos e Valores Mobiliários LTDA, em atenção ao disposto no art.

Leia mais

Projeto SICADI/Política de Investimentos (PI) Manual do Usuário Versão 1.10

Projeto SICADI/Política de Investimentos (PI) Manual do Usuário Versão 1.10 Projeto SICADI/Política de Investimentos (PI) Manual do Usuário Versão 1.10 1 de 73 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 26/08/2010 1.6 CRISTINA HOLANDA (UDCE) 16/02/12 14/09/12 1.7 1.8 As

Leia mais

1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CONCEITO... 3 3. BENEFÍCIOS... 3 4. ACESSO AO SISTEMA... 4 5. MANUTENÇÃO... 6

1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CONCEITO... 3 3. BENEFÍCIOS... 3 4. ACESSO AO SISTEMA... 4 5. MANUTENÇÃO... 6 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. CONCEITO... 3 3. BENEFÍCIOS... 3 4. ACESSO AO SISTEMA... 4 4.1 ACESSANDO O SISTEMA DA NFS-E PELA PRIMEIRA VEZ... 4 4.2 ACESSANDO A ÁREA EXCLUSIVA DE PRESTADOR... 5 5. MANUTENÇÃO...

Leia mais