Fig. 1 - Cadastro de solicitação digital - Serviços de chaveiro

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Fig. 1 - Cadastro de solicitação digital - Serviços de chaveiro"

Transcrição

1 1. Serviço de Chaveiro 1.2. Preparação do Pedido Responsabilidade: Solicitante: 1º passo: Para solicitar cópias de chaves e consertos em fechaduras deve-se acessar o Sistema EGESTÃO/SOLAR - UFSC SEM PAPEL, no site módulo Sistema de Processos Administrativos - SPA, por mio do Menu "Cadastro de Solicitação Digital", conforme fig.1, cadastrar uma "solicitação digital, seguindo os procedimentos abaixo: Fig. 1 - Cadastro de solicitação digital - Serviços de chaveiro a) Na 1ª etapa, Preenchimento dos dados, o solicitante deve preencher nos campos matrícula do interessado o número do SIAPE, Grupo de assunto o número 286 (SERVIÇOS), no assunto o código 1185 (SERVIÇOS DE CHAVEIROS) e, após no campo detalhamento descrever a justificativa ou objetivo dos serviços de chaveiros, nome do responsável, , local, horário e telefone, além do quantitativo. Também no corpo da solicitação, se for urgente deve ser mencionado no corpo do detalhamento da solicitação, conforme fig. 2, demonstra. E por último acionar o botão próximo;

2 2 - Preenchimento da Solicitação digital - Serviços de chaveiro. Fig. b) Na 2ª etapa, Seleção dos destinatários, preencher Setor destino como PU/PROAD, conforme fig. 3. Em seguida acione o botão Próximo ; Fig. 3 - Seleção do destinatário. c) Na 3ª etapa, Confirmação dos dados, verifique se os dados informados estão corretos, conforme fig. 4. Conferidos, acionar o botão Concluir cadastro;

3 Fig. 4 - Confirmação de dados 2º passo: Com estas informações a solicitação digital será encaminhada para fila de trabalho da Secretaria Administrativa da Prefeitura Universitária, tratada no próximo item: Aprovação do Pedido. Todas as requisições devem vir com a ciência da respectiva Chefia de Departamento. O não preenchimento adequado dos campos acima a solicitação será devolvido ao solicitante para atender os passos citados acima Execução do Pedido - Responsabilidade Prefeitura Universitária. 1º passo: O pedido é avaliado e aprovado pela Coordenadoria de Apoio Administrativo da Prefeitura Universitária. Havendo a aprovação é encaminhado para empresa terceirizada visitar o local e executar o serviço. As emergências devem ser tratadas diretamente com a PU, ramal Fiscalização dos Serviços - Responsabilidade: Solicitante. 1º passo: Cabe ao solicitante acompanhar a execução dos serviços, dentro prazo estabelecido, bem como avaliar a qualidade da execução dos serviços de chaveiro em formulário apresentada pela empresa terceirizada; 2º passo: As dúvidas sobre preenchimento no SPA poderão ser obtidas no ramal 4733/SETIC. Em relação a dúvidas acerca da execução dos serviços poderão ser obtidas no ramal 5121, com Jair.

4 2. Serviços de Manutenção da Prefeitura Universitária: Hidráulica, Alvenaria, Marcenaria, Manutenção ar condicionado, Serralheria, Eletricidade e Vidraçaria Preparação do Pedido Responsabilidade: Solicitante: 1º passo: Para formalizar o pedido o solicitante deve providenciar inicialmente o preenchimento do formulário "SOLICITAÇÃO DE SERVIÇO / PU" postado no endereço eletrônico U. docx, salvando em formato PDF, na área de trabalho do microcomputador, para posterior inclusão no Sistema EGESTÃO - UFSC SEM PAPEL. Neste formulário deve constar pelo menos: descrição e tipo do serviço (hidráulica, serralheria, etc), nome completo do solicitante, telefone, local, horário de acesso para realização dos serviços; 2º passo: Para inclusão da solicitação de serviços responsabilidade da Prefeitura Universitária, o solicitante deve acessar o sistema EGESTÃO - UFSC SEM PAPEL, no site / /solar, no módulo Sistema de Processos Administrativos - SPA, por meio do Menu Cadastro de Solicitação Digital, conforme Fig.1, preencher seguindo as etapas abaixo: Fig. 1 - Cadastro Solicitação Digital a) Na 1ª etapa, Preenchimento dos dados, o solicitante deve preencher nos campos matrícula do interessado o número do SIAPE, no Grupo de assunto o número assunto o número 328 (SOLICITAÇÃO), no assunto o número 1350 (SOLICITAÇÃO - MANUTENÇÃO) e, após no campo detalhamento preencher objetivo/justificativa, nome do responsável, e telefone, e por último acionar o botão próximo, conforme fig. 2.

5 Fig. 2 - Inserindo os dados no cadastro da solicitação Serviço PU b) Na 2ª etapa, Seleção dos destinatários, preencher Setor destino como SEC/CTC. Em seguida acione o botão Próximo, conforme fig. 3; Fig. 3 - Seleção dos destinatários c) Na 3ª etapa, Confirmação dos dados, verifique se os dados informados estão corretos. Conferidos, acione o botão Concluir cadastro, conforme fig.4;

6 Fig. 4 - Conclusão do cadastro d) Na 4ª etapa, inserir arquivos, buscar o arquivo salvo na área de trabalho do microcomputador e incluir na solicitação digital, conforme fig. 5. Com estas informações a solicitação digital será encaminhada para fila de trabalho da Secretaria da Direção do Centro Tecnológico, tratada no próximo item: Aprovação do Pedido. Todas as requisições devem vir com a ciência da respectiva Chefia de Departamento. Fig. 5 - Inserir Arquivo 2.2. Aprovação de Pedido - Responsabilidade Direção do Centro Tecnológico: 1º passo: Na Direção do Centro Tecnológico a solicitação digital é recebida, conforme fig 6, é analisada a relevância do pedido que, se aprovado, aciona-se o botão Encaminhar. Em seguida, na próxima tela, é encaminhada para a Prefeitura Universitária/PROAD, o Setor destino PU/PROAD, autorizando a execução dos serviços, clicando no botão Encaminhar, conforme fig. 7.

7 Fig. 6 - Recebimento do serviço. Fig. 7 Autorização do serviço 2º passo: Se o pedido for indeferido, é dado conhecimento ao solicitante com os respectivos motivos do indeferimento Execução do Pedido - Responsabilidades PU/Solicitante: 1º passo: Cabe ao solicitante acompanhar a execução dos serviços, dentro do prazo estabelecido, bem como avaliar a qualidade do serviço realizado, atestando-o junto à respectiva requisição.

8 2º passo: Se na execução da manutenção for identificada a necessidade de aquisição de materiais, Técnico da Prefeitura Universitária deve registrar na respectiva requisição a especificação dos materiais necessários para aquisição, cabendo ao solicitante: a) Incluir a demanda no site módulo SLC, através do Menu - PEDIDOS -Compra/Contratação - Novo, seguindo os passos definidos no sistema, solicitando dispensa de aquisição. Além disso, anexar a requisição da Prefeitura Universitária, digitalmente, onde consta a inexistência de materiais; b) Após a aquisição dos materiais no setor solicitante, cabe ao responsável pela demanda comunicar a Prefeitura Universitária, e esta dar início a execução da manutenção; c) Executada a manutenção, o solicitante deve atestar a qualidade dos serviços prestados pela Prefeitura Universitária, dando baixa na requisição. 3º passo: Se na execução da manutenção for identificado que Prefeitura Universitária não tem atribuição ou capacidade técnica para a execução da manutenção, a demanda poderá ser encaminhada para o Departamento de Obras e Manutenção/DOMP, para analisar alternativa viável para execução dos serviços, neste caso, o solicitante deve providenciar: a) Preenchimento da Solicitação Digital no site via SPA, direcionado SEC/CTC, para apreciação da Direção do CTC, que se aprovada a demanda é submetida ao DOMP, setor DOMP/FISC; b) Após a avaliação do DOMP, o setor solicitante deverá acompanhar, e em conjunto com a Direção do CTC, a solução apresentada; c) Ao final, comunicar a Direção do CTC a execução dos serviços com êxito. 4º passo: As dúvidas sobre preenchimento no SPA poderão ser obtidas no ramal Dúvidas acerca do preenchimento da requisição de serviços PU poderão ser obtidas no ramal 5121.

9 3. Registro de preços - Prefeitura Universitária: Serviços de grades, suporte projetor multimídia e portas pantográficas, serviços limpeza e desassoreamento dos canais, Serviços de controle de sinantrópicos (desinsetização, dedetização, desratização e descumpinização), Serviços de desentupimento de rede de esgoto e retirada de detritos Preparação do Pedido do Serviço - Responsabilidade Solicitante. 1º passo: Serviços de manutenção existente em ata de registro de preços existentes no Prefeitura Universitária, que poderão solicitados mediante Solicitação Digital - SPA: a) Serviços de GRADES, SUPORTE PROJETOR MULTIMÍDIA E PORTAS PANTOGRÁFICAS: Objeto: contratação de serviços de confecção e instalação de grades de ferro, suporte para projetor multimídia e portas pantográficas nas instalações do Campus Universitário; Pregão: nº /2012 em construção; b) Serviços de serviços limpeza e desassoreamento dos canais: Objeto: Contratação de empresa para execução de serviços limpeza e desassoreamento dos canais que cortam o Campus Universitário; Pregão: nº /2012, em construção; c) Serviços de serviços de controle de sinantrópicos (desinsetização, dedetização, desratização e descumpinização): Objeto: Contratação de empresa especializada em serviços de controle de sinantrópicos (desinsetização, dedetização, desratização, descumpinização); Pregão: nº / em construção; d) Serviços de desentupimento de rede de esgoto e retirada de detritos; Objeto: Contratação de empresa para execução de serviços de desentupimento de rede de esgoto e retirada de detritos nas instalações do Campus Universitário; Pregão: nº / em construção. 2º passo: Para solicitar serviços de manutenção predial e área externa, utilizando os registros de preços, citados acima, de responsabilidade do Prefeitura do Campus - PU, deve-se acessar o Sistema EGESTÃO/SOLAR - UFSC SEM PAPEL, no site módulo Sistema de Processos Administrativos - SPA, por meio do Menu "Cadastro de Solicitação Digital", conforme fig. 1, cadastrar uma "solicitação digital, seguindo os procedimentos abaixo: Fig. 1 - Cadastro solicitação digital - PU

10 a) Na 1ª etapa, Preenchimento dos dados, o solicitante deve preencher nos campos matrícula do interessado o número do SIAPE, no Grupo de assunto o número 328 (SOLICITAÇÃO), no assunto o número 1350 (SOLICITAÇÃO - MANUTENÇÃO) e, após no campo detalhamento preencher objetivo/justificativa, citar número do registro de preços, especificação do local (centro, depto. bloco, andar e sala) nome do responsável (com ramal para contato e datas e horários para visita técnica), e por último acionar o botão próximo, conforme fig. 2; b) Na 2ª etapa, Seleção dos destinatários, preencher Setor destino como SEC/CTC. Em seguida acione o botão Próximo, conforme fig. 3; Fig. 2 - Detalhamento da solicitação digital - PU Fig. 3 - Seleção dos destinatários

11 c) Na 3ª etapa, Confirmação dos dados, verifique se os dados informados estão corretos. Conferidos, acione o botão Concluir cadastro, caso contrário o botão voltar, conforme fig.4; Fig. 4 - Confirmação dos Dados - PU 3º passo: Ao clicar no botão concluir cadastro o solicitante deverá anotar o número da Solicitação Digital para acompanhar a execução dos serviços, conforme fig. 5. Esta solicitação é encaminhada para apreciação e autorização da Direção do CTC. Fig. 5 - Concluir o Cadastro 3.2. Aprovação do Pedido - Responsabilidade: Direção do Centro Tecnológico

12 1º passo: Na fila de trabalho da Secretaria da Direção do Centro Tecnológico, é recebido a solicitação digital, conforme fig. 6. Fig.6 - Recebimento do SPA pela Direção do CTC 2º passo: Recebido o SPA pela Direção do Centro Tecnológico é analisada a relevância do pedido que, se aprovado, aciona-se o botão Encaminhar. Em seguida, na próxima tela, é encaminhada para o Prefeitura Universitária - PU, campo seleção dos destinatários/setor destino PU/PROAD, autorizando a execução dos serviços, clicando no botão Encaminhar, conforme fig. 7. Fig. 7 - Seleção do destinatário - PU

13 3º passo: Ao clicar no botão encaminhar a Gestora de Edifícios do CTC anotará o número da Solicitação Digital para acompanhar a execução dos serviços, em planilha de acompanhamento. 4º passo: Se o pedido for indeferido, é dado conhecimento ao solicitante com os respectivos motivos do indeferimento Execução do Pedido - Responsabilidades PU/Solicitante: 1º passo: Cabe ao solicitante acompanhar a execução dos serviços, dentro do prazo estabelecido, bem como avaliar a qualidade do serviço realizado, atestando-o junto à respectiva requisição. 2º passo: Havendo necessidade de executar os serviços fora de expediente, o responsávelfiscal definido pelo Departamento/Centro(solicitante) deve autorizar e acompanhar a execução dos serviços, em conjunto com a fiscalização da PU. 3º passo: Executada a manutenção, o solicitante deve atestar a qualidade dos serviços prestados pela Prefeitura Universitária, dando baixa na requisição. 4º passo: Ao final, comunicar a Direção do CTC a execução dos serviços com êxito para a Gestora de Edifícios dar baixa na planilha de acompanhamento. 5º passo: As dúvidas sobre preenchimento no SPA poderão ser obtidas no ramal Dúvidas acerca do preenchimento da requisição de serviços PU poderão ser obtidas no Direção do Centro de Tecnológico, Fernanda ou Marcelo, ramal Na PU, relação aos registros preços existentes poderão ser obtidas no ramal 5121.

MANUAL DE SERVIÇOS GERAIS SUMÁRIO

MANUAL DE SERVIÇOS GERAIS SUMÁRIO 1 MANUAL DE SERVIÇOS GERAIS SUMÁRIO 1. Serviço de CARIMBOS - EGESTÃO/SOLAR-SPA... 02 1.1. Preparação do Pedido Responsabilidade: Solicitante... 02 1.2. Aprovação de Pedido - Responsabilidade Direção CTC...

Leia mais

Procedimento para o Cadastro de solicitação de alteração/novo desenvolvimento de software

Procedimento para o Cadastro de solicitação de alteração/novo desenvolvimento de software Procedimento para o Cadastro de solicitação de alteração/novo desenvolvimento de software 0 - IMPORTANTE Antes de iniciar, baixe o arquivo correspondente ao tipo de solicitação: - SETIC-PROPLAN-Documento

Leia mais

1.4 Todas as solicitações recebidas serão respondidas num prazo de até 03 (três) dias úteis, de acordo com fluxo a ser descrito neste manual.

1.4 Todas as solicitações recebidas serão respondidas num prazo de até 03 (três) dias úteis, de acordo com fluxo a ser descrito neste manual. Dispõe sobre as políticas, fluxos e os procedimentos para as solicitações de serviços para a DMPV MANUAL VIGENTE A PARTIR DE 07 DE JANEIRO DE 2014. 1 DA POLÍTICA 1.1 Todas as solicitações de serviço de

Leia mais

RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 002/01

RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 002/01 RESOLUÇÃO NORMATIVA (RN) RN - 002/01 EMITENTE Diretoria do Patrimônio Aprovada pela Diretoria Reunião de 14/07/2004 Revisão nº 01 Aprovada pela Diretoria Reunião de 24/08/2010 ASSUNTO Solicitação de Serviços

Leia mais

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES 2 AdminIP Manual do Usuário Módulo Administrador IES Brasília 2012 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 4 1 SISTEMA ADMINIP... 4 1.1 O que é o AdminIP?... 4 1.2 Quem opera?... 4 1.3 Onde acessar?... 5 1.4 Como acessar?...

Leia mais

Sistema de Controle de Processos ON-LINE-Versão 1.0 Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) Unidade Municipal de Tecnologia da Informação (UMTI)

Sistema de Controle de Processos ON-LINE-Versão 1.0 Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) Unidade Municipal de Tecnologia da Informação (UMTI) O SISTEMA DE CONTROLE DE PROCESSOS ON-LINE O Sistema de Controle de Processos ON-LINE é um Sistema de Protocolo desenvolvido pela da que tem como finalidade gerenciar os processos e solicitações de serviços

Leia mais

SPA Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos

SPA Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UFSC SPA Sistema de Gestão de Processos Eletrônicos Caderno de Exercícios Módulo I Correspondência CADASTRO DE CORRESPONDÊNCIA INTERNA Faça o login no sistema com

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES

SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS PRÓ-REITORIA DE DESENVOLVIMENTO UNIVERSITÁRIO DIRETORIA GERAL DE ADMINISTRAÇÃO SISTEMA DE CONTROLE DE ESTOQUE MANUAL PARA REQUISITANTES SISTEMA 1ª EDIÇÃO SETEMBRO/2013

Leia mais

MANUAL PRÁTICO PARA CADASTRO DE MATERIAL E REQUISIÇÃO DE COMPRA NO SIPAC.

MANUAL PRÁTICO PARA CADASTRO DE MATERIAL E REQUISIÇÃO DE COMPRA NO SIPAC. MANUAL PRÁTICO PARA CADASTRO DE MATERIAL E REQUISIÇÃO DE COMPRA NO SIPAC. 1. CONSULTA DE MATERIAL 1.1. NÃO, O MATERIAL NÃO CONSTA NO CATÁLOGO 1.2. SIM, O MATERIAL CONSTA NO CATÁLOGO 2. CADASTRO DE MATERIAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO PRONATEC

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO PROGRAMA NACIONAL DE ACESSO AO ENSINO TÉCNICO E EMPREGO PRONATEC Matrícula de Estudante do SISUTEC Manual do Usuário Acesso ao módulo de Matrícula de Estudante do SISUTEC Descrição Este documento visa apresentar ao Gestor Responsável pela Unidade de Ensino, ao Assessor

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO. Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Departamento de Administração Gabinete do Vice-Reitor Tendo em vista a necessidade de modernização dos sistemas corporativos e as dificuldades de implementar manutenções preventivas,

Leia mais

Kit Médias Empresas WEB: Unificação dos Cotadores

Kit Médias Empresas WEB: Unificação dos Cotadores Kit Médias Empresas WEB: Unificação dos Cotadores Kit de Cálculo Empresarial - WEB Manual do Usuário Este manual destina-se a tirar as duvidas básicas de utilização do sistema. Duvidas? Acesse atendimento

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP

MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP MANUAL DO USUÁRIO MODULO ALMOXARIFADO SUAP Pouso Alegre MG 2013 SUMÁRIO 1. Introdução.... 6 2. Efetuar Entrada de Material.... 8 2.1. Entrada de Material por Compra.... 8 2.1.1. Cadastro de Empenho...

Leia mais

PLANO DE SAÚDE. Tutorial Módulo Plano de Saúde

PLANO DE SAÚDE. Tutorial Módulo Plano de Saúde UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS Pró-Reitoria de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas Diretoria de Gestão de Pessoas Coordenadoria de Registro e Controle Financeiro PLANO DE SAÚDE Tutorial Módulo Plano de

Leia mais

Tutorial de utilização do Sistema de Ordem de Serviço SISORD. Para utilizar o sistema, acesse o endereço https://producao.cedaf.ufv.

Tutorial de utilização do Sistema de Ordem de Serviço SISORD. Para utilizar o sistema, acesse o endereço https://producao.cedaf.ufv. Tutorial de utilização do Sistema de Ordem de Serviço SISORD Para utilizar o sistema, acesse o endereço https://producao.cedaf.ufv.br/sisordcaf Automaticamente será mostra a tela de login dos sistemas

Leia mais

Manual de Orientação

Manual de Orientação Manual de Orientação Fone: (47) 3635-6682 Direção de Administração Orientações para solicitação de serviços ou compras I SOLICITAÇÃO DE SERVIÇOS O solicitante deve abrir processo e encaminhar a Coordenadoria

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÃO: COMO FAZER O INVENTÁRIO NO SICOR

MANUAL DE INSTRUÇÃO: COMO FAZER O INVENTÁRIO NO SICOR MANUAL DE INSTRUÇÃO: COMO FAZER O INVENTÁRIO NO SICOR ANEXO DA INSTRUÇÃO DE SERVIÇO PROAF Nº 007/06 4ª Ed. 2011 2 Conceitos: Inventário Patrimonial: Consiste no levantamento físico e financeiro de todos

Leia mais

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA

Projeto SIGA-EPT. Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Projeto SIGA-EPT Manual do usuário Módulo Requisição de Almoxarifado SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO ACADÊMICA Versão setembro/2010 Requisição de Almoxarifado Introdução Requisição é uma solicitação feita

Leia mais

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES

AdminIP. Manual do Usuário Módulo Administrador IES 2ª Edição 2 AdminIP Manual do Usuário Módulo Administrador IES Brasília 2012 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 4 1. SISTEMA ADMINIP... 4 1.1 O que é o AdminIP?... 4 1.2 Quem opera?... 4 1.3 Onde acessar?... 5 1.4

Leia mais

Inventário 2014 Manual de Procedimentos

Inventário 2014 Manual de Procedimentos Inventário 2014 Manual de Procedimentos O Inventário anual de bens móveis Conforme está previsto na legislação vigente (Instrução Normativa 205/88), é obrigatório aos gestores das Unidades responsáveis

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO UNIVASF SECRETARIA DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO STI DEPARTAMENTO DE SISTEMAS DE INFORMAÇÕES MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA DE SUPORTE DA PREFEITURA UNIVERSITÁRIA

Leia mais

MÓDULO DE VISITANTES SISTEMA SES-CLIENT DA SUALTECH

MÓDULO DE VISITANTES SISTEMA SES-CLIENT DA SUALTECH UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS Campinas 2010 MÓDULO DE VISITANTES SISTEMA SES-CLIENT DA SUALTECH Elaboração/Revisão do Manual Edmilson Bellini Chiavegatto (Centro de Computação) José Augusto Ruzene

Leia mais

Manual SIGETEC. Sistema de Gestão Tecnológica. Adesão ao Proinfo utilizando o sistema SIGETEC. Proinfo. Ministério da Educação

Manual SIGETEC. Sistema de Gestão Tecnológica. Adesão ao Proinfo utilizando o sistema SIGETEC. Proinfo. Ministério da Educação Manual SIGETEC Sistema de Gestão Tecnológica Adesão ao Proinfo utilizando o sistema SIGETEC Proinfo Ministério da Educação ÍNDICE Introdução 07 1º Passo - Termo de Adesão. 09 2º Passo Cadastro do Prefeito.

Leia mais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais Procedimentos Departamento de Projetos Contratos e Convênios Pró-Reitoria de Administração Manual para Cotação de Passagens Aéreas Nacionais e Internacionais

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos

Poder Judiciário Tribunal de Justiça do Estado de Roraima. AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos AGIS Gerenciamento Eletrônico de Documentos 1 SUMÁRIO 1. Definições 3 1.1 Apresentação 3 1.2 Disposição do Sistema 3 2. Acessando o Sistema 4 2.1 Procedimento para regularizar o primeiro acesso 4 2.2 Procedimento

Leia mais

Estágio v.1.1 TI / PUCPR. Manual do Usuário. Versão 01.00

Estágio v.1.1 TI / PUCPR. Manual do Usuário. Versão 01.00 v.1.1 Manual do Usuário Versão 01.00 TI / PUCPR v.1.1 Histórico da Revisão DATA VERSÃO DESCRIÇÃO AUTOR 14/09/2006 01.00 Manual de Instruções Criação Rosilene Fernandes 15/10/2006 01.01 Revisão Ronaldo

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 01/2014 SCLCS - SISTEMA DE COMPRAS, LICITAÇÕES, CONTRATOS E SERVIÇOS N.º 01/2014 Versão: 01 Data de aprovação: 7 de outubro de 2014. Ato de aprovação: Resolução n.º 112 /2014 Unidade

Leia mais

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário

Portal dos Convênios - SICONV. Acompanhamento e Fiscalização Concedente, Instituição Mandatária e Convenente. Manual do Usuário MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DEPARTAMENTO DE GESTÃO ESTRATÉGICA DA INFORMAÇÃO Portal dos Convênios - SICONV Acompanhamento e Fiscalização

Leia mais

Tutorial de Acesso Módulo Servidor. Elaboração: Viviane Félix Silveira Gestora Operacional. Coordenação: Ronaldo Pedro de Freitas Gestor Técnico

Tutorial de Acesso Módulo Servidor. Elaboração: Viviane Félix Silveira Gestora Operacional. Coordenação: Ronaldo Pedro de Freitas Gestor Técnico Tutorial de Acesso Módulo Servidor Elaboração: Viviane Félix Silveira Gestora Operacional Coordenação: Ronaldo Pedro de Freitas Gestor Técnico Sumário 1. Introdução:... 3 2. Objetivo:... 4 3. Liberação

Leia mais

MANUAL DE MOVIMENTAÇÃO WEB POR FORMULÁRIO

MANUAL DE MOVIMENTAÇÃO WEB POR FORMULÁRIO Este manual tem o objetivo de orientar o preenchimento do formulário de Movimentação Web disponibilizado na área de Movimentação de beneficiários por formulário que fica na área restrita da empresa no

Leia mais

Versão do procedimento - 01. Estabelecer ações e definir critérios para aplicação de pesquisas internas na área de comunicação. 2.

Versão do procedimento - 01. Estabelecer ações e definir critérios para aplicação de pesquisas internas na área de comunicação. 2. Versão 01 - Página 1/6 PROCESSO: Pesquisa de comunicação interna PROCEDIMENTO: Pesquisa de comunicação interna ALINHAMENTO ESTRATÉGICO Objetivo estratégico: 8 - Fortalecimento institucional Estratégia:

Leia mais

SISTEMA DE GARANTIAS PÚBLICAS MPME MANUAL DE USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRA,

SISTEMA DE GARANTIAS PÚBLICAS MPME MANUAL DE USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRA, MANUAL DE USUÁRIO INSTITUIÇÃO FINANCEIRA, EXCETO BANCO DO BRASIL 1. ACESSO AO SISTEMA DE GARANTIAS PÚBLICAS (SGP/MPME) O acesso ao Sistema de Garantias Públicas SGP/MPME é feito através do site da ABGF

Leia mais

http://servicos.im.ufrrj.br/helpdesk

http://servicos.im.ufrrj.br/helpdesk O Sistema de Helpdesk da Superintendência de Informática do IM (SIIM) só pode ser acessada a partir da rede institucional local (não tem acesso pela Rede Wireless) e o endereço de acesso é http://servicos.im.ufrrj.br/helpdesk.

Leia mais

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital

Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Passo a Passo do Orçamentos de Entrada no SIGLA Digital Página 1 de 9 Este é um dos principais módulos do SIGLA Digital. Utilizado para dar entrada de produtos no estoque, essa ferramenta segue a seguinte

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Assessoria de Infraestrutura - INFRA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO. Assessoria de Infraestrutura - INFRA UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Assessoria de Infraestrutura - INFRA Petrolina Junho de 2013 APRESENTAÇÃO A Assessoria de Infraestrutura INFRA é um órgão da administração superior da Univasf

Leia mais

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0

CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL. CERBERUS Manual do sistema Versão 1.0 CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO DISTRITO FEDERAL CERBERUS Manual do sistema HISTÓRICO DA REVISÃO Data Versão Descrição Autor 07/08/2014 1.0 Criação do documento Antonio Rogério da Costa Silva LISTA DE FIGURAS

Leia mais

MANUAL PRÁTICO PARA CADASTRO DE MATERIAL E REQUISIÇÃO DE COMPRA NO SIPAC.

MANUAL PRÁTICO PARA CADASTRO DE MATERIAL E REQUISIÇÃO DE COMPRA NO SIPAC. MANUAL PRÁTICO PARA CADASTRO DE MATERIAL E REQUISIÇÃO DE COMPRA NO SIPAC. 1. CONSULTA DE MATERIAL 1.1. NÃO, O MATERIAL NÃO CONSTA NO CATÁLOGO 1.2. SIM, O MATERIAL CONSTA NO CATÁLOGO 2. CADASTRO DE MATERIAL

Leia mais

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários FERRAMENTARIA TELA INICIAL Ao autenticar no sistema com usuário e senha cadastrados é apresentada a seguinte tela ao lado esquerdo, sendo essa tela a página inicial do sistema de Ferramentaria. MENUS TELA

Leia mais

Bom dia! Seja bem vindo ao Treinamento Implementando o Self-booking

Bom dia! Seja bem vindo ao Treinamento Implementando o Self-booking Bom dia! Seja bem vindo ao Treinamento Implementando o Self-booking Implementando o self-booking Conteúdo: 1. Diferentes usuários 2. Cadastro de funcionários da unidade funcional 3. Operando o self-booking:

Leia mais

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB

GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB GUIA DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE COMPRAS VIA WEB ( c) 2010 Todos os direitos reservados a ABCG Campo Grande-MS INDICE 1. Introdução ao compras web 05 2. Fluxo do processo de compras web 06 3. Como ingressar

Leia mais

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA SEPN Quadra 514 Norte Lote 7 Bloco B CEP 70760 542 Brasília DF www.cnj.jus.br INSTRUÇÃO NORMATIVA INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria SEI

Leia mais

MANUAL DO SIGPOL 3.0 MÓDULO DOCUMENTOS

MANUAL DO SIGPOL 3.0 MÓDULO DOCUMENTOS MANUAL DO SIGPOL 3.0 MÓDULO DOCUMENTOS TUTORIAL MÓDULO DOCUMENTOS O Sistema Integrado de Gestão Policial SIGPOL - oferece a seus usuários um mecanismo de confecção e tramitação informatizada de documentos

Leia mais

Controle de Almoxarifado

Controle de Almoxarifado Controle de Almoxarifado Introdução O módulo de Controle de Almoxarifado traz as opções para que a empresa efetue os cadastros necessários referentes a ferramentas de almoxarifado, além do controle de

Leia mais

Resoluções v.1.0 TI / PUCPR. Manual do Usuário. Versão 01.02

Resoluções v.1.0 TI / PUCPR. Manual do Usuário. Versão 01.02 Manual do Usuário Versão 01.02 TI / PUCPR Histórico da Revisão DATA VERSÃO DESCRIÇÃO AUTOR 11/10/2006 01.00 Manual de Instruções Criação Rosilene Fernandes 13/10/2006 01.01 Revisão e complementação Ronaldo

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA A UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE SOLICITAÇÃO DE ORDEM DE SERVIÇO (SOSI) STI Unesp - Campus Experimental de Ourinhos

PROCEDIMENTOS PARA A UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE SOLICITAÇÃO DE ORDEM DE SERVIÇO (SOSI) STI Unesp - Campus Experimental de Ourinhos PROCEDIMENTOS PARA A UTILIZAÇÃO DO SISTEMA DE SOLICITAÇÃO DE ORDEM DE SERVIÇO (SOSI) STI Unesp - Campus Experimental de Ourinhos 1 SISTEMA DE ORDEM DE SERVIÇO DE INFORMÁTICA Este documento tem o objeto

Leia mais

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira

Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Plano de Carreira Sistema de Apoio à Gestão de Planos de Carreira Manual do Usuário Página1 Sumário 1 Configurações Recomendadas... 4 2 Objetivos... 4 3 Acesso ao Sistema... 5 3.1. Acessar 6 3.2. Primeiro

Leia mais

Manual de Utilização Central de Serviços

Manual de Utilização Central de Serviços Universidade Federal do Rio Grande do Norte Escola de Ciências e Tecnologia Setor de Tecnologia da Informação Secretaria de Patrimônio Versão 1.1 Sumário 1. APRESENTAÇÃO...3 2. ACESSANDO A CENTRAL DE SERVIÇOS...3

Leia mais

Apresentação Figura 01:

Apresentação Figura 01: Apresentação O Sistema Online de Iniciação Científica da Universidade do Estado foi desenvolvido pela Pró- Reitoria de Pesquisa e Ensino de Pós-Graduação (PPG) com a finalidade de agilizar o processo de

Leia mais

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL

Universidade Federal de Mato Grosso. Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação. SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Universidade Federal de Mato Grosso Secretaria de Tecnologias da Informação e Comunicação SISCOFRE Sistema de Controle de Frequência MANUAL Versão 2.1 2013 Cuiabá MT Sumário Usuários do SISCOFRE... 3 Fases

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA)

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA) PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE DEFESA PELO MESTRANDO (PRÉ-DEFESA) Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº007 (05/09/2012) e do Regimento Interno do PPGEP-S 1. Sobre os

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO PGRSS DO HU ANO 2015

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO PGRSS DO HU ANO 2015 PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DO PGRSS DO HU ANO 2015 ESTRUTURA FÍSICA Reestruturação dos locais para o armazenamento interno dos resíduos Definir local para sala de utilidades por andar Evitar o contato dos

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3

ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 TUTORIAL SIEX ORIENTAÇÕES GERAIS PARA CADASTRO DE AÇÃO DE EXTENSÃO DO LOGIN AO FORMULÁRIO DE CADASTRO... 3 1. Como acessar ao formulário de inscrição de proposta... 3 2. Quais os passos de preenchimento

Leia mais

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE FREQUÊNCIA

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE FREQUÊNCIA Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE FREQUÊNCIA MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE 1.0 OBJETIVO:...3 2.0 ACESSO AO SISTEMA:...3 3.0 BOLETIM DE FREQÜÊNCIA:...4

Leia mais

Manual de Requisitante do Almoxarifado - SIGA

Manual de Requisitante do Almoxarifado - SIGA Manual de Requisitante do Almoxarifado - SIGA COORDENADORIA DE ALMOXARIFADO E PATRIMÔNIO OUTUBRO/2013 Requisição de Almoxarifado Requisições O sistema exibirá a tela do menu Administração. Nela selecione

Leia mais

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários

Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Secretaria De Estado de Fazenda Superintendência de Gestão da Informação Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários Unidade Gestora de Integração de Sistemas Tributários DECLARAÇÃO DE COMPRA

Leia mais

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS

SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS SISTEMA DE REGISTRO DE PREÇOS APRESENTAÇÃO O sistema abordado neste manual foi confeccionado pela IplanRio em parceria com a SMA de forma a atender o disposto no Art. 5º do Decreto Nº 30.539, que trata

Leia mais

PROGRAMA IMOBILIG - MANUAL DE ORIENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS

PROGRAMA IMOBILIG - MANUAL DE ORIENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS PROGRAMA IMOBILIG - MANUAL DE ORIENTAÇÃO E PROCEDIMENTOS Sumário 1. Objetivo... 3 2. Premissas básicas... 3 3. Compromissos da CEEE-D... 3 4. Compromissos da Imobiliária... 3 5. Serviços disponíveis através

Leia mais

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S

MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S MANUAL DE REFERÊNCIA DO CLIENTE S SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 3 CADASTRANDO-SE NO SISTEMA... 4 CADASTRANDO UM FAMILIAR... 7 ACESSANDO O SISTEMA já sou cadastrado... 8 COMO AGENDAR UMA CONSULTA pesquisar horários...

Leia mais

OBJETIVO 1 ACESSANDO O SISTEMA 2 - TELA PRINCIPAL 3 MÓDULO ETIQUETAS 4 - CADASTRAR DOCUMENTOS 5 ANEXAR DOCUMENTOS 6 MENU TRÂMITE 6.

OBJETIVO 1 ACESSANDO O SISTEMA 2 - TELA PRINCIPAL 3 MÓDULO ETIQUETAS 4 - CADASTRAR DOCUMENTOS 5 ANEXAR DOCUMENTOS 6 MENU TRÂMITE 6. Sumário OBJETIVO... 2 1 ACESSANDO O SISTEMA... 3 2 - TELA PRINCIPAL (Painel de Controle)... 4 3 MÓDULO ETIQUETAS... 4 4 - CADASTRAR DOCUMENTOS... 7 5 ANEXAR DOCUMENTOS... 15 6 MENU TRÂMITE... 18 6.1 RECEBER

Leia mais

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO

PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO PROCEDIMENTOS PARA ORGANIZAÇÃO DO EXAME DE QUALIFICAÇÃO PELO MESTRANDO Este roteiro não dispensa a leitura da Norma Complementar Nº002 (05/09/2012) alterado em 04/12/2013 e do Regimento Interno do PPGEP-S

Leia mais

ALMOXARIFADO 1. CONTROLE DE ACESSO AO SISTEMA 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 3. MENUS DO SISTEMA 4. PADRÕES DE OPERAÇÃO 5.

ALMOXARIFADO 1. CONTROLE DE ACESSO AO SISTEMA 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 3. MENUS DO SISTEMA 4. PADRÕES DE OPERAÇÃO 5. ALMOXARIFADO 1. CONTROLE DE ACESSO AO SISTEMA 2. DESCRIÇÃO DO SISTEMA 3. MENUS DO SISTEMA 4. PADRÕES DE OPERAÇÃO 5. MENU DE CADASTROS 1. FORNECEDORES 2. ELEMENTOS DE DESPESA 3. GRUPOS 4. PRODUTOS 5. ESTOQUE

Leia mais

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus.

- Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. - Acessar o sistema. Para acessar o sistema digite o endereço eletronico www.simpo.com.br/protocolo e clique em login na barra de menus. Ou digite www.simpo.com.br/protocolo/login.php, para ir diretamente

Leia mais

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015

Edição nº 141/2015 Brasília - DF, segunda-feira, 10 de agosto de 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 INSTRUÇÃO NORMATIVA 67, DE 5 DE AGOSTO DE 2015 Regulamenta a Portaria-SEI 1 de 4 de agosto de 2015, que instituiu o Sistema Eletrônico de Informações - SEI no âmbito do Conselho Nacional de Justiça. O

Leia mais

Grupo de Apoio Manual de Usuário 09/05/2011 FAPESP

Grupo de Apoio Manual de Usuário 09/05/2011 FAPESP Grupo de Apoio Manual de Usuário FAPESP Conteúdo Introdução... 3 Manutenção de usuários de apoio... 3 Acesso à funcionalidade... 3 Inclusão de novo usuário... 4 Exclusão de usuários... 8 Acompanhar PC...

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0

MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0 SCM Sistema de Controle de Manutenção MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0 Sumário 1 INTRODUÇÃO...1 2 USUÁRIOS E PERFIS...1 3 UTILIZAÇÃO DO SISTEMA...1 4 VISÃO GERAL DO SISTEMA...2 4.1 Fluxo normal...2 4.2 Fluxo

Leia mais

MÓDULO 5 Movimentações

MÓDULO 5 Movimentações MÓDULO 5 Movimentações Bem-vindo(a) ao quinto módulo do curso. Agora que você já conhece as entradas no HÓRUS, aprenderá como são feitas as movimentações. As movimentações do HÓRUS são: Requisição ao Almoxarifado:

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA

MINISTÉRIO DA FAZENDA APLICATIVO LOCAL (GRU) O aplicativo local para impressão de GRU Simples possui mais funcionalidades do que a versão para Internet. Essas funcionalidades incluem a criação de modelos para tornar mais rápido

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos Coordenação de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos Coordenação de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Universidade Federal de Campina Grande Secretaria de Recursos Humanos Coordenação de Gestão e Desenvolvimento de Pessoas EDITAL CGDP/SRH Nº 12/2011 ABERTURA E DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

Tutorial Sistema de Avaliação de Desempenho SAD

Tutorial Sistema de Avaliação de Desempenho SAD Tutorial Sistema de Avaliação de Desempenho SAD Diretoria de Planejamento, Administração e Logística - DIPLAN Coordenação Geral de Gestão de Pessoas - CGGP Sumário - Apresentação - Introdução - ACESSO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ALMOXARIFADO 1 SOLICITAÇÃO DE INCLUSÃO DE NOVOS ITENS NO CADASTRO DE MATERIAIS NO SISERGE

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO ALMOXARIFADO 1 SOLICITAÇÃO DE INCLUSÃO DE NOVOS ITENS NO CADASTRO DE MATERIAIS NO SISERGE UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO JOÃO DEL-REI - UFSJ INSTITUÍDA PELA LEI N O 10.425, DE 19/04/2002 D.O.U. DE 22/04/2002 PRÓ-REITORIA DE ADMINISTRAÇÃO - PROAD DIVISÃO DE MATERIAS E PATRIMÔNIO DIMAP MANUAL DE

Leia mais

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE

PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE PASSO A PASSO SISTEMA DE REQUISIÇÃO ON-LINE ABRIL, 2008 Atualizado em: 06/04/2008 17:24 1 Índice Acessando o sistema... 3 Efetuando login no sistema... 5 Página principal... 6 Criando a requisição... 7

Leia mais

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico)

Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular. Manual do sistema (Médico) Programa de Hematologia e Oncologia Pediátricos Diagnóstico Imunomolecular Manual do sistema (Médico) ÍNDICE 1. O sistema... 1 2. Necessidades técnicas para acesso ao sistema... 1 3. Acessando o sistema...

Leia mais

Guia operação site www.atu.com.br

Guia operação site www.atu.com.br Guia operação site www.atu.com.br OBS: as telas no site bem como no sistema de gestão poderão sofrer alguma alteração, com base nos exemplos ilustrativos deste manual. 1. Objetivo Este guia tem como objetivo

Leia mais

LISTA DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA AO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS

LISTA DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA AO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS LISTA DE DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA APRESENTAÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA AO COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA DA ASSOCIAÇÃO DE COMBATE AO CÂNCER EM GOIÁS 1. MODELO PARA ELABORAÇÃO DE TERMO DE CONSENTIMENTO

Leia mais

GLPI GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA MANUAL DO USUÁRIO GLPI

GLPI GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA MANUAL DO USUÁRIO GLPI GLPI GESTÃO LIVRE DE PARQUE DE INFORMÁTICA MANUAL DO USUÁRIO GLPI MANUAL DO USUÁRIO GLPI 1- Introdução... 2 2- Acessando GLPI... 3 3- Alterando a senha... 3 4- Abrindo um chamado... 4 5- Acompanhando um

Leia mais

Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013

Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013 Procedimento Administrativo de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação dos Servidores do IFG 2013 O Programa Institucional de Incentivo à Participação em Eventos e Cursos para Capacitação

Leia mais

SOLUÇÃO DE CONSULTA SF/DEJUG nº 27, de 27 de outubro de 2014

SOLUÇÃO DE CONSULTA SF/DEJUG nº 27, de 27 de outubro de 2014 SOLUÇÃO DE CONSULTA SF/DEJUG nº 27, de 27 de outubro de 2014 ISS. Subitens 1.07, 7.06, 7.10, 14.01, 14.06, 14.13 e 24.01 da Lista de Serviços da Lei nº 13.701, de 24 de dezembro de 2003. Serviços executados

Leia mais

www.aluminiocba.com.br Manual do Usuário Certificação

www.aluminiocba.com.br Manual do Usuário Certificação Manual do Usuário Certificação Manual do Usuário - Certificação Versão 1.0 Página 2 CBA Online Manual do Usuário Certificação Versão 1.1 19 de maio de 2004 Companhia Brasileira de Alumínio Departamento

Leia mais

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV LICITAÇÃO E CONTRATO

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV LICITAÇÃO E CONTRATO TREINAMENTO PRÁTICO SICONV LICITAÇÃO E CONTRATO 1/8 Execução do Convênio Regularizar Conta Corrente e Indicar Candidatos à Ordenador de Despesas Cadastrar Ordenador de Despesa Para cadastrar o ordenador

Leia mais

PASSO A PASSO DO PETICIONAMENTO INDICE. Modalidades de Peticionamento 1. Acesso ao Sistema de Peticionamento 1

PASSO A PASSO DO PETICIONAMENTO INDICE. Modalidades de Peticionamento 1. Acesso ao Sistema de Peticionamento 1 PASSO A PASSO DO PETICIONAMENTO INDICE Modalidades de Peticionamento 1 Acesso ao Sistema de Peticionamento 1 Petição Eletrônica e Pagamento de Taxa 3 Petição e Protocolo Eletrônico 7 Petição Manual e Pagamento

Leia mais

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PERÍCIA MÉDICA

Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PERÍCIA MÉDICA Universidade Federal Fluminense SIRH - SISTEMAS INTEGRADOS DE RECURSOS HUMANOS SISTEMA DE PERÍCIA MÉDICA MANUAL DO USUÁRIO ÍNDICE 1.0 OBJETIVO:...3 2.0 ACESSO AO SISTEMA:...3 3.0 CADASTRO:...4 3.1 SOLICITAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Ciências Agrarias

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ Setor de Ciências Agrarias ATIBUIÇÕES DO SETOR DE INFORMÁTICA Segue abaixo as atribuições atualizadas da Comissão de Informática do SETOR AGRÁRIAS: 1. Manter e verificar os equipamentos de informática ligados ao campus, bem como,

Leia mais

MANUAL UTILIZAÇÃO. Emuntech Software Solutions Página 1

MANUAL UTILIZAÇÃO. Emuntech Software Solutions Página 1 MANUAL DE UTILIZAÇÃO Emuntech Software Solutions Página 1 Acesso ao sistema Definições para acesso ao CRM Interatell. Acessando o CRM Interatell Utilizando o browser de internet acesse o endereço interatell.net

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA. Guia rápido INTRODUÇÃO AO AMBIENTE MOODLE DA UFPA Guia rápido A PLATAFORMA MOODLE Moodle (Modular Object Oriented Distance LEarning) é um Sistema para Gerenciamento de Cursos (SGC). Trata-se de um programa para computador

Leia mais

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1

Manual do Usuário Central de Agendamento. Versão 1.1 Manual do Usuário Central de Agendamento Versão 1.1 Maio, 2014 Central de Agendamento Manual de utilização Tribunal de Justiça do Estado da Bahia Setor: Coordenação de Sistemas - COSIS Histórico de Revisões

Leia mais

Manual da Nota Fiscal Eletrônica

Manual da Nota Fiscal Eletrônica Manual da Nota Fiscal Eletrônica Memory Informática Tabela de Conteúdos Meu Usuário Meu Perfil --------------------------------------------------------- 4 Minha Empresa Configurar Minha Empresa -------------------------------------

Leia mais

Ativação do SAT. Atualizado em: 27/11/2014. Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos. P á g i n a 1

Ativação do SAT. Atualizado em: 27/11/2014. Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos. P á g i n a 1 P á g i n a 1 Bem vindo ao Passo a Passo do Sistema de Gestão e Retaguarda do SAT-CF-e de SP para Ativação do SAT Atualizado em: 27/11/2014 Sistema Autenticador e Transmissor de Cupons Fiscais Eletrônicos

Leia mais

2 DOS CURSOS, DOS TURNOS, ÁREA AFIM AO CURSO PRETENDIDO E DO NÚMERO DE VAGAS OFERECIDAS

2 DOS CURSOS, DOS TURNOS, ÁREA AFIM AO CURSO PRETENDIDO E DO NÚMERO DE VAGAS OFERECIDAS Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul Câmpus Porto Alegre EDITAL Nº 033, DE 15 DE MAIO DE 2015.

Leia mais

MANUAL SISTEMA AJG/CJF

MANUAL SISTEMA AJG/CJF MANUAL DO SISTEMA AJG/CJF ÍNDICE 1. SEJA BEM VINDO AO AJG... 3 1.1 Seja Bem-Vindo!... 3 2. SOBRE A AJUDA... 4 2.1 Como navegar no ajuda on-line... 4 3. SOBRE O SISTEMA... 5 3.1 Sobre o sistema... 5 3.2

Leia mais

Tutorial: Gestão da Central de Serviços

Tutorial: Gestão da Central de Serviços Tutorial: Gestão da Central de Serviços Orientação para acesso e edição de conteúdos de ofertas de serviços da Central de Serviços da UFABC Novembro de 2014 Autor: Nilson José Zoccaratto Versão 2 Conteúdo

Leia mais

TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS

TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS TERMO DE DOAÇÃO COM ENCARGOS, QUE CELEBRAM ENTRE SI A UNIÃO FEDERAL, POR INTERMÉDIO DO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES E O MUNICÍPIO DE BURI, NO ESTADO DE SÃO PAULO. A união, por

Leia mais

MORADIA ESTUDANTIL INFORMES DA PRAE N.º 002/2013

MORADIA ESTUDANTIL INFORMES DA PRAE N.º 002/2013 MORADIA ESTUDANTIL INFORMES DA PRAE N.º 002/2013 RELATÓRIO DA REUNIÃO REALIZADA DIA 12.04. 2013 ENTRE O CONSELHO DA MORADIA ESTUDANTIL E REPRESENTANTES DA UFSC FLORIANÓPOLIS, 30 DE ABRIL DE 2013 1 APRESENTAÇÃO

Leia mais

Rateio de Despesas com Folha de Pgto v.1.0 Recursos Humanos DT / APC. Manual do Usuário. Versão 01.00

Rateio de Despesas com Folha de Pgto v.1.0 Recursos Humanos DT / APC. Manual do Usuário. Versão 01.00 Rateio de Despesas com Folha de Pgto v.1.0 Recursos Humanos Manual do Usuário Versão 01.00 DT / APC Histórico da Revisão DATA VERSÃO DESCRIÇÃO AUTOR 29/08/2007 01.01 Criação do Manual do Usuário recursos

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça Revogado pela Portaria STJ n. 417 de 24 de outubro de 2012 PORTARIA N. 329 DE 19 DE OUTUBRO DE 2011. Dispõe sobre o controle de acesso, circulação e permanência de pessoas no Superior Tribunal de Justiça.

Leia mais

MANUAL PARA REALIZAÇÃO DA PESQUISA DE PREÇO NO SISTEMA SOLAR

MANUAL PARA REALIZAÇÃO DA PESQUISA DE PREÇO NO SISTEMA SOLAR SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA PRÓ-REITORIA DE PLANEJAMENTO E ORÇAMENTO SUPERINTENDÊNCIA EM GOVERNANÇA ELETRÔNICA E TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO CAMPUS UNIVERSITÁRIO

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO. Versão 02 17/11/11.

PÓS-GRADUAÇÃO. Versão 02 17/11/11. PÓS-GRADUAÇÃO Versão 02 17/11/11. SUMÁRIO INSTITUCIONAL BARÃO DE MAUÁ... 02 MATERIAL DIDÁTICO... 02 PORTAIS DE SUPORTE AO AGENTE... 03 COMERCIALIZAÇÃO... 03 PÓS-VENDA E SUPORTE AO ALUNO... 05 CALENDÁRIO...

Leia mais

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO

SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO SISTEMA INTEGRADO DE GESTÃO RM Agilis Manual do Usuário Ouvidoria, Correspondência Interna, Controle de Processos, Protocolo Eletrônico, Solicitação de Manutenção Interna, Solicitação de Obras em Lojas,

Leia mais

Passo a Passo do Fluxo de Caixa no SIGLA Digital

Passo a Passo do Fluxo de Caixa no SIGLA Digital Página 1 de 9 Passo a Passo do Fluxo de Caixa no SIGLA Digital Este é um dos principais módulos do Sigla Digital. Ferramenta de controle financeiro das empresas cadastradas no Sigla Digital. Por essa ferramenta

Leia mais

MANUAL SISTEMA DE GERENCIAMENTO WWW.REDERENALI.COM.BR

MANUAL SISTEMA DE GERENCIAMENTO WWW.REDERENALI.COM.BR MANUAL SISTEMA DE GERENCIAMENTO WWW.REDERENALI.COM.BR MANUAL SISTEMA GERENCIAMENTO RENALI- Versão 3 Maio 2012 WWW.REDERENALI.COM.BR INTRODUÇÃO ACESSO VISÃO GERAL VISÃO DO PROJETO FORMULÁRIOS CADASTRO DE

Leia mais

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV PROPOSTA E PLANO DE TRABALHO

TREINAMENTO PRÁTICO SICONV PROPOSTA E PLANO DE TRABALHO TREINAMENTO PRÁTICO SICONV PROPOSTA E PLANO DE TRABALHO 1/12 EXERCÍCIO PRÁTICO SICONV Cadastro de Proposta/Plano de Trabalho 1 - Cadastrar Proposta Acessar o SICONV com o Login (CPF) e senha de CONVENENTE

Leia mais