MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB"

Transcrição

1 PROCEDIMENTOS PARA OPERACIONALIZAÇÃO DA COMPRA DE SOJA EM GRÃOS DO PRODUTOR RURAL PELA CONAB E O PAGAMENTO EM SEMENTE CERTIFICADA -C1 E CERTIFICADA- C2, E S1 e S2 1. A CONAB/DIGES/SUOPE DIVULGA PARA A SUPERINTENDÊNCIA REGIONAL NO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL SUREG-RS RELAÇÃO DOS SEMENTEIROS, ESPECIFICANDO QUANTIDADES, CULTIVARES E ENDEREÇOS DE ENTREGA DA SEMENTE DE SOJA, APÓS A REALIZAÇÃO DO LEILÃO. 2. A SUREG-RS PROVIDENCIA AMPLA DIVULGAÇÃO DA OPERAÇÃO, AS CONDIÇÕES E O MODELO DO TERMO DE INTENÇÃO DE VENDA DE SOJA EM GRÃOS, POR TODOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO POSSÍVEIS (RÁDIO, JORNAIS, INTERNET, ETC). 3. O BENEFICIÁRIO DA OPERAÇÃO: PRODUTOR RURAL DE SOJA E/OU SUA COOPERATIVA. 4. O LIMITE DE VENDA DA SOJA EM GRÃOS POR PRODUTOR RURAL/ CPF OU CNPJ: KG. O PRODUTO A SER VENDIDO: SOJA EM GRÃOS, SAFRA 2005/2006, ENQUADRADA NA PORTARIA MAPA Nº 262, DE OU SOJA EM GRÃOS TRATADA, QUE DEVERÁ SER ENTREGUE SEPARADA DO GRÃO NÃO TRATADO, SENDO INFORMADO O TIPO DE TRATAMENTO UTILIZADO (PRODUTO E DOSAGEM). A FORMA DE PAGAMENTO: SERÁ EM SEMENTE DE SOJA CERTIFICADA -C1 E CERTIFICADA-C2, E S1 E S2,NA EQUIVALÊNCIA 1 KG POR 1KG. 7. O PRODUTOR RURAL E/OU SUA COOPERATIVA DEVERÁ ENVIAR POR MEIO DE FAX Nº (51) OU PELO OU ENTREGA DO ORIGINAL NA SUREG-RS, O TERMO DE INTENÇÃO DE VENDA DA SOJA EM GRÃOS (ANEXOS I, II, III OU IV), INFORMANDO, QUANDO FOR O CASO, OS LOCAIS, QUANTIDADES E VARIEDADES PRETENDIDAS COMO OPÇÃO PARA O CASO DE AS INDICADAS JÁ ESTAREM COMPROMETIDAS. 8. A SUREG-RS, DE POSSE DO TERMO DE INTENÇÃO DE VENDA DE SOJA EM GRÃOS, ADOTARÁ AS SEGUINTES PROVIDÊNCIAS: 8.1. AVALIA E REGISTRA POR ORDEM DE CHEGADA, A INTENÇÃO POR PRODUTOR RURAL E/OU SUA COOPERATIVA DE PARTICIPAR DA OPERAÇÃO, COM O QUANTITATIVO A SER VENDIDO DE SOJA EM 1

2 GRÃOS E AS CULTIVARES DE SEMENTES DE SOJA DE SEU INTERESSE DESLOCA A EQUIPE DE FISCALIZAÇÃO PARA VERIFICAR A EXATIDÃO DO LOCAL DE DEPÓSITO, AS CONDIÇÕES DE ARMAZENAGEM E ANALISARÁ PREVIAMENTE A QUANTIDADE E QUALIDADE DA SOJA EM GRÃOS APÓS 48 HORAS DO RECEBIMENTO DO TERMO DE INTENÇÃO DE VENDA ORIENTA A EQUIPE DE FISCALIZAÇÃO A EMITIR O TERMO DE VISTORIA E NOTIFICAÇÃO-TVN SOLICITA, SE FAVORÁVEL Á OPERAÇÃO, POR ORDEM DA LISTA DE CHEGADA DE INTENÇÃO DE PARTICIPAR NA OPERAÇÃO, QUE O PRODUTOR RURAL E/OU SUA COOPERATIVA ENTREGUE OS DOCUMENTOS PREVISTOS NO ANEXO V. 9. A CONAB EMITIRÁ A NOTA FISCAL DE VENDA DA SEMENTE DA SOJA PARA O PRODUTOR RURAL PARA SER(EM) RETIRADA(S) NA(S) SEMENTEIRA(S) POR ELE INDICADA(S). 10. A CONAB PROVIDENCIA A INDENIZAÇÃO DO VALOR CORRESPONDENTE A CLASSIFICAÇÃO DA SOJA EM GRÃOS ADQUIRIDA E ABSORVE AS DESPESAS COM A QUINZENA DE ARMAZENAGEM DA EMISSÃO DA NOTA FISCAL DE VENDA, O INSS E O ICMS, QUANDO FOR O CASO. 11. A SUREG-RS PROVIDENCIA O PAGAMENTO AO SEMENTEIRO CORRESPONDENTE A QUANTIDADE CONSTANTE NA NOTA FISCAL DE VENDA DE SEMENTE DE SOJA, ATÉ 10 DIAS APÓS A SUA EMISSÃO. 12.A SUREG-RS ADOTA OS PROCEDIMENTOS CONTÁBEIS/FISCAIS, DE ACORDO COM A ORIENTAÇÃO DA DIAFI/SUCON. 13. O PRODUTOR RURAL E/OU SUA COOPERATIVA DEVERÁ CONTATAR POR MEIO DO TELEFONE: (51) FAX: (51) , COM OS SENHORES GILSON DA COSTA PEREIRA OU GABRIEL PERSCH PARA DIRIMIR AS DÚVIDAS À RESPEITO DA OPERAÇÃO. 2

3 ANEXO I Soja em Grãos TERMO DE INTENÇÃO DE VENDA DE SOJA EM GRÃOS E ACEITE DO PAGAMENTO EM SEMENTE DE SOJA Eu... (nome), Produtor Rural de soja, CPF ou CNPJ nº..., declaro meu interesse em vender a soja em grãos de minha produção, aceitando como pagamento pelo meu produto semente de soja no mesmo quantitativo vendido. Informo que o meu produto encontra-se depositado no armazém...cda..., localizado no município de... UF: RS, no quantitativo de...kg e que meu interesse é de adquirir semente de soja cultivar, conforme abaixo: OPÇÃO QUANTIDADE (KG) CLASSIFICAÇÃO/ CULTIVAR ARMAZÉM ENDEREÇO/MUNICÍPIO Declaro estar ciente e de acordo de que a semente de soja recebida da Conab, como forma de pagamento pela venda da soja em grãos de minha produção, será utilizada exclusivamente para o meu uso no plantio da safra 2006/2007, e que todas as despesas decorrentes da retirada da mesma do armazém(ns) indicado (s) serão de minha inteira responsabilidade. Telefone para Contato ( ) -Celular ( ) Firmo o presente Termo, sob as penas da Lei.... (Assinatura do produtor com firma reconhecida) 3

4 ANEXO II Soja em Grãos Tratada TERMO DE INTENÇÃO DE VENDA DE SOJA TRATADA EM GRÃOS E ACEITE DO PAGAMENTO EM SEMENTE DE SOJA Eu... (nome), Produtor Rural de soja, CPF ou CNPJ nº..., declaro meu interesse em vender a soja em grãos de minha produção, aceitando como pagamento pelo meu produto semente de soja no mesmo quantitativo vendido e que a mesma foi objeto de tratamento à base de...(produto) com...(dosagem). Informo que o meu produto encontra-se depositado no armazém...cda..., localizado no município de... UF: RS, no quantitativo de...kg e que meu interesse é de adquirir semente de soja cultivar, conforme abaixo: OPÇÃO QUANTIDADE (KG) CLASSIFICAÇÃO/ CULTIVAR ARMAZÉM ENDEREÇO/MUNICÍPIO Declaro estar ciente e de acordo de que a semente de soja recebida da Conab, como forma de pagamento pela venda da soja em grãos de minha produção, será utilizada exclusivamente para o meu uso no plantio da safra 2006/2007, e que todas as despesas decorrentes da retirada da mesma do armazém(ns) indicado (s) serão de minha inteira responsabilidade. Telefone para Contato ( ) -Celular ( ) Firmo o presente Termo, sob as penas da Lei.... (Assinatura do produtor com firma reconhecida) 4

5 ANEXO III Soja em Grãos TERMO DE INTENÇÃO DE VENDA DE SOJA EM GRÃOS E ACEITE DO PAGAMENTO EM SEMENTE DE SOJA... (nome do representante legal dos produtores), CNPJ nº..., declara o interesse dos produtores, constantes da relação anexa, em vender a soja em grãos de sua produção, aceitando como pagamento pelo meu produto semente de soja no mesmo quantitativo vendido. Informo que o meu produto encontra-se depositado no armazém...cda..., localizado no município de... UF: RS, no quantitativo de...kg e que meu interesse é de adquirir semente de soja cultivar, conforme abaixo: OPÇÃO QUANTIDADE (KG) CLASSIFICAÇÃO/ CULTIVAR ARMAZÉM ENDEREÇO/MUNICÍPIO Declaro estar ciente e de acordo de que a semente de soja recebida da Conab, como forma de pagamento pela venda da soja em grãos de minha produção, será utilizada exclusivamente para o meu uso no plantio da safra 2006/2007, e que todas as despesas decorrentes da retirada da mesma do armazém(ns) indicado (s) serão de minha inteira responsabilidade. Telefone para Contato ( ) -Celular ( ) Firmo o presente Termo, sob as penas da Lei.... (Assinatura do representante legal com firma reconhecida) OBS: Na relação deverá constar o nome do produtor rural, CPF, município de produção e quantidade. 5

6 ANEXO IV Soja em Grãos Tratada TERMO DE INTENÇÃO DE VENDA DE SOJA TRATADA EM GRÃOS E ACEITE DO PAGAMENTO EM SEMENTE DE SOJA... (nome do representante legal dos produtores), CNPJ nº..., declara o interesse dos produtores, constantes da relação anexa, em vender a soja em grãos de sua produção, aceitando como pagamento pelo produto semente de soja no mesmo quantitativo vendido e que o mesmo foi objeto de tratamento à base de...(produto) com...(dosagem). Informa que o produto encontra-se depositado no armazém...cda..., localizado no município de... UF: RS, no quantitativo de...kg e que o interesse é de adquirir semente de soja cultivar, conforme abaixo: OPÇÃO QUANTIDADE (KG) CLASSIFICAÇÃO/ CULTIVAR ARMAZÉM ENDEREÇO/MUNICÍPIO Declara estar ciente e de acordo de que a semente de soja recebida da Conab, como forma de pagamento pela venda da soja em grãos de sua produção, será utilizada exclusivamente para o uso no plantio da safra 2006/2007, e que todas as despesas decorrentes da retirada da mesma do armazém(ns) indicado (s) serão de minha inteira responsabilidade. Telefone para Contato ( ) -Celular ( ) Firmo o presente Termo, sob as penas da Lei.... (Assinatura do representante legal com firma reconhecida) OBS: Na relação deverá constar o nome do produtor rural, CPF, município de produção e quantidade. 6

7 ANEXO V Documentação para fins de formalização da operação 1. O produtor rural e/ou sua cooperativa deverá apresentar a seguinte documentação: 1.1. Original do Termo de Intenção, com firma reconhecida (Anexo I, II, III ou IV), conforme o caso; 1.2. Nota Fiscal de venda do Produtor, emitida por Recibo de Depósito, destinada à Companhia Nacional de Abastecimento CONAB CNPJ nº / Inscrição Estadual nº 096/ Rua Quintino Bocaiúva nº 57 Porto Alegre/RS, a qual deverá constar no campo de observação o número do certificado de classificação, número do CDA e o nome do armazenador, conforme Anexo VI; 1.3. Certificado de Classificação e recibo de Pagamento de Classifcação (quitado), quando for o caso; 1.4. Recibo de Depósito (Anexo VII), acompanhado dos respectivos certificados de classificação; 1.5. Declaração de produtor e/ou Cooperativa (Anexo VIII e IX) Para o ressarcimento dos valores despendidos com a classificação do produto, deverá ser apresentada a Guia de Recolhimento devidamente quitada e endossada, no verso à Companhia Nacional de Abastecimento CONAB (assinada pelo produtor), bem como o certificado de classificação; 1.7. Será de responsabilidade da CONAB o recolhimento das contribuições relativas ao INSS, incidentes sobre o valor relativo ao produto; 7

8 ANEXO VI PREENCHIMENTO DA NOTA FISCAL DE VENDA a) DESTINATÁRIO: Companhia Nacional de abastecimento CONAB CNPJ nº / Inscrição Estadual nº 096/ Rua Quintino Bocaiúva nº 57 Porto Alegre / RS CEP ; b) DESCRIÇÃO DA MERCADORIA : Soja em Grãos Safra 2005/2006; c) PESO (em kg): observando o limite máximo de 5.000,0 kg; d) PREÇO UNITÁRIO (por kg): R$ 0,65; e) NATUREZA DA OPERAÇÃO: V E N DA; OBSERVAÇÃO: FAVOR CONSTAR NO CORPO DA NOTA FISCAL O NÚMERO DO CERTIFICADO DE CLASSIFCAÇÃO, NÚMERO DO CDA E O NOME DO ARMAZÉM. 8

9 ANEXO VII RECIBO DE DEPÓSITO Nº 001/2006 Recebi da Companhia Nacional de Abastecimento CONAB, o bem objeto deste documento, cuja descrição encontra-se registrado abaixo, e importa, nesta data, no valor de R$. ARMAZÉM DE DEPÓSITO Razão Social: CDA: Endereço: Bairro: Município: UF: DESCRIÇÃO DA MERCADORIA Produto: Safra: / Certificado de Classificação Nº: Peso do Produto: Valor Total do Produto: R$ Natureza da Operação: OPÇÕES Nome do Vendedor: Fica desde já entendido que os bens relacionados neste documento não poderão ser retirados do citado depósito, no todo ou em parte, sem autorização por escrito da depositante. Local e data Assinatura Depositário Razão Social CNPJ Assinatura Fiel Depositário Nome CPF 9

10 ANEXO VIII DECLARAÇÃO DE PRODUTOR RURAL Declaro, para fins de comercialização no âmbito da Política de Garantia de Preços, que o produto abaixo especificado é de minha produção estando desonerado de penhor ou qualquer outro gravame. Nome do Beneficiário: Número do CPF: Telefone/Fax/ Produto: Local de Produção Informar os dados bancários Local e Data (dia, mês e ano): Assinatura do Beneficiário (com firma reconhecida) 10

11 ANEXO IX DECLARAÇÃO DE COOPERATIVA DE PRODUTORES Declaramos, para fins de comercialização no âmbito da Política de Garantia de Preços, que o produto abaixo especificado é de propriedade de produtores rurais, estando desonerado de penhor ou qualquer outro gravame. Nome do Beneficiário: Número do CNPJ: Telefone/Fax/ Relação dos cooperados ativos/ CPF/Endereço da propriedade rural/produto/quantidade Informar os dados bancários Local e Data (dia, mês e ano): Assinatura do Beneficiário (com firma reconhecida) 11

AQUISIÇÃO GOVERNO FEDERAL AGF 2011 - ARROZ

AQUISIÇÃO GOVERNO FEDERAL AGF 2011 - ARROZ O QUE É A AGF? É a aquisição direta de produto constante da pauta da Política de Garantia de Preço Mínimo pelo Governo Federal. QUANDO É REALIZADA? Quando o preço de mercado estiver abaixo do Preço Mínimo

Leia mais

AQUISIÇÃO GOVERNO FEDERAL AGF 2011 - TRIGO

AQUISIÇÃO GOVERNO FEDERAL AGF 2011 - TRIGO O QUE É A AGF? É a aquisição direta de produto constante da pauta da Política de Garantia de Preço Mínimo pelo Governo Federal. QUANDO É REALIZADA? Quando o preço de mercado estiver abaixo do Preço Mínimo

Leia mais

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 234, DE 23/7/09. A : TODAS AS SUREGs, SUFIN E BOLSAS DE MERCADORIAS, SPA, CNB E ANBM.

COMUNICADO DIRAB/SUOPE/GEOPE N.º 234, DE 23/7/09. A : TODAS AS SUREGs, SUFIN E BOLSAS DE MERCADORIAS, SPA, CNB E ANBM. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

AVISO DE VENDA DE CAFÉ EM GRÃOS Nº 329/11

AVISO DE VENDA DE CAFÉ EM GRÃOS Nº 329/11 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

AVISO DE VENDA DE CAFÉ EM GRÃOS Nº 383/11

AVISO DE VENDA DE CAFÉ EM GRÃOS Nº 383/11 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

ANEXO 30 PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELO DEPOSITÁRIO ESTABELECIDO EM RECINTO ALFANDEGADO.

ANEXO 30 PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELO DEPOSITÁRIO ESTABELECIDO EM RECINTO ALFANDEGADO. ANEXO 30 PROCEDIMENTOS ADOTADOS PELO DEPOSITÁRIO ESTABELECIDO EM RECINTO ALFANDEGADO. Acrescentado pelo Decreto 24.441 de 14 de agosto de 2008. Publicado no DOE de 14.08.2008 Convênio ICMS nº 143/02 e

Leia mais

AVISO DE VENDA DE CAFÉ EM GRÃOS Nº 371/11

AVISO DE VENDA DE CAFÉ EM GRÃOS Nº 371/11 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕ E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕ COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA 2008/2009

CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA 2008/2009 O QUE É O CONTRATO DE OPÇÃO DE VENDA? É uma modalidade de seguro de preços que dá ao produtor rural e/ou sua cooperativa o direito - mas não a obrigação - de vender seu produto para o Governo, numa data

Leia mais

AVISO DE VENDA DE ARROZ EM CASCA Nº 006/2015

AVISO DE VENDA DE ARROZ EM CASCA Nº 006/2015 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

b) Guia DARE devidamente recolhida de acordo com a Deliberação Jucesp nº 01 de 18/03/2015;

b) Guia DARE devidamente recolhida de acordo com a Deliberação Jucesp nº 01 de 18/03/2015; PROCEDIMENTOS PARA ESTABELECIMENTO DE ARMAZÉNS GERAIS E ALTERAÇÕES POSTERIORES, NOS TERMOS DO DECRETO Nº 1102/1903 E DA INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 17/2013 DO DREI. A empresa regularmente constituída e com

Leia mais

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 029/07

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 029/07 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - DIGES SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - SUOPE GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

AVISO DE VENDA DE CAFÉ EM GRÃOS Nº 465/11

AVISO DE VENDA DE CAFÉ EM GRÃOS Nº 465/11 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

AVISO DE VENDA DE ARROZ EM CASCA - Nº 185/08

AVISO DE VENDA DE ARROZ EM CASCA - Nº 185/08 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - DIGES SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - SUOPE GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO JARDIM BOTÂNCIO DO RJ (JBRJ) E DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO (AAJB) NORMAS E PROCEDIMENTOS

PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO JARDIM BOTÂNCIO DO RJ (JBRJ) E DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO (AAJB) NORMAS E PROCEDIMENTOS PROGRAMA DE VOLUNTARIADO DO JARDIM BOTÂNCIO DO RJ (JBRJ) E DA ASSOCIAÇÃO DE AMIGOS DO JARDIM BOTÂNICO (AAJB) NORMAS E PROCEDIMENTOS Finalidade: Suprir o Jardim Botânico do Rio de Janeiro de pessoal para

Leia mais

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO PARA ESCOAMENTO DE VINHOS A GRANEL E/OU ENVASADO PEP N.º 256/08

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO PARA ESCOAMENTO DE VINHOS A GRANEL E/OU ENVASADO PEP N.º 256/08 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - Conab DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - Diges SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - Suope GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

COMUNICADO DIRAB/DIAFI Nº 192, DE 30 DE AGOSTO DE 2013. A: SUREGs AL, BA/SE, CE, MA, PB, PE, PI, RN, SUFIS, SUGOF, SUOPE, SUOFI e SUTIN.

COMUNICADO DIRAB/DIAFI Nº 192, DE 30 DE AGOSTO DE 2013. A: SUREGs AL, BA/SE, CE, MA, PB, PE, PI, RN, SUFIS, SUGOF, SUOPE, SUOFI e SUTIN. MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab DIRETORIA ADMINISTRATIVA, FINANCEIRA E FISCALIZAÇÃO Diafi

Leia mais

EDITAL FATEC SOROCABA Nº 01/2015 DE 08 DE MAIO DE 2015.

EDITAL FATEC SOROCABA Nº 01/2015 DE 08 DE MAIO DE 2015. EDITAL FATEC SOROCABA Nº 01/2015 DE 08 DE MAIO DE 2015. O Diretor da Faculdade de Tecnologia de Sorocaba no uso de suas atribuições legais torna público que estão abertas as inscrições para participação

Leia mais

ANEXO I QUADRO DE VAGAS

ANEXO I QUADRO DE VAGAS EM ENFERMAGEM EM MEDICINA ANEXO I QUADRO DE VAGAS - Processo Seletivo de estudantes dos Cursos de Graduação em Medicina e em Enfermagem da ESCS para participação no Programa de Educação pelo Trabalho para

Leia mais

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.364/2011. Dispõe sobre a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos DECORE Eletrônica e dá outras providências.

RESOLUÇÃO CFC Nº 1.364/2011. Dispõe sobre a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos DECORE Eletrônica e dá outras providências. RESOLUÇÃO CFC Nº 1.364/2011 Dispõe sobre a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos DECORE Eletrônica e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE, no exercício de suas atribuições

Leia mais

AVISO DE VENDA DE ARROZ EM CASCA Nº 512/2007

AVISO DE VENDA DE ARROZ EM CASCA Nº 512/2007 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - DIGES SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - SUOPE GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011

DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 DECRETO Nº. 1336/11, DE 01 DE SETEMBRO DE 2011 Regulamenta a Lei Complementar nº. 92/07 de 13 de Dezembro de 2007, que dispõe sobre o Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISSQN) - que altera o sistema

Leia mais

AVISO DE VENDA DE FEIJÃO ANÃO CORES E PRETO - Nº 022/08

AVISO DE VENDA DE FEIJÃO ANÃO CORES E PRETO - Nº 022/08 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE GESTÃO DE ESTOQUES - DIGES SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES - SUOPE GERÊNCIA DE COMERCIALIZAÇÃO

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS INSTRUÇÕES HSBC Brasil Administradora de Consórcio Ltda. INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO E DOCUMENTOS 1- Preencher a Ficha Cadastral em sua totalidade de forma legível, datar e assinar com reconhecimento de

Leia mais

Relação de Documentos para Análise. Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO

Relação de Documentos para Análise. Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO Nome da Empesa: CNPJ: Contato: Telefone: Relação de Documentos para Análise Constam os documentos PESSOA JURIDICA: SIM NÃO 1 Ficha cadastral e Autorização de Consulta de Restritivos assinada (Anexo); 2

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 10, DE 31 DE AGOSTO 1999

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 10, DE 31 DE AGOSTO 1999 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 10, DE 31 DE AGOSTO 1999 Publicado no DOE(Pa) de 02.09.99. Aprova modelo de formulários e dá outras providências. A Secretaria Executiva da Fazenda, no uso de suas atribuições legais,

Leia mais

Se você for substituir o seu bem por um USADO, providenciar a vistoria do bem (se for um bem NOVO, passar para o 2º passo)

Se você for substituir o seu bem por um USADO, providenciar a vistoria do bem (se for um bem NOVO, passar para o 2º passo) Orientações para Substituição de Garantia Bens Móveis Nesse documento você encontra todas as orientações para concluir a substituição do bem adquirido no Consórcio, de maneira ágil e fácil. Esse processo

Leia mais

MODELOS DOS DOCUMENTOS EXIGIDOS (De acordo com as exigências da Res. nº. 466/2012 CNS/CONEP)

MODELOS DOS DOCUMENTOS EXIGIDOS (De acordo com as exigências da Res. nº. 466/2012 CNS/CONEP) MODELOS DOS DOCUMENTOS EXIGIDOS (De acordo com as exigências da Res. nº. 466/2012 CNS/CONEP) APÊNDICES Termo de Consentimento Livre e Esclarecido TCLE O Termo de Consentimento Livre e Esclarecido deve

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE EMPRESA. (Cópias e originais ou cópias autenticadas)

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE EMPRESA. (Cópias e originais ou cópias autenticadas) 1- Requerimento DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA REGISTRO DE EMPRESA 2- Contrato Social e seus aditivos E CNPJ (Cópias e originais ou cópias autenticadas) 3- Indicação de responsável (eis) técnico (s) para

Leia mais

REGULAMENTO PROMOÇÃO: TIA LILA: COMPROU, GANHOU - MÓVEIS PLANEJADOS DALMÓBILE

REGULAMENTO PROMOÇÃO: TIA LILA: COMPROU, GANHOU - MÓVEIS PLANEJADOS DALMÓBILE REGULAMENTO PROMOÇÃO: TIA LILA: COMPROU, GANHOU - MÓVEIS PLANEJADOS DALMÓBILE 1. A presente campanha é promovida por COSTRUIRE EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA., pessoa jurídica de direito privado, estabelecida

Leia mais

Documentos para o processo seletivo ProUni 200902

Documentos para o processo seletivo ProUni 200902 Documentos para o processo seletivo ProUni 200902 Os alunos pré-selecionados deverão marcar horário para entrevista através do telefone (51)3586.89.01, ficando ciente que a documentação abaixo deverá ser

Leia mais

PORTARIA N 451/2012- DG. O DIRETOR GERAL do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná -DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e;

PORTARIA N 451/2012- DG. O DIRETOR GERAL do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná -DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e; PORTARIA N 451/2012- DG O DIRETOR GERAL do Departamento de Trânsito do Estado do Paraná -DETRAN/PR usando de suas competências na forma da lei e; CONSIDERANDO a competência estabelecida no Art. 22, inciso

Leia mais

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA.

ATENÇÃO! DOCUMENTOS DO (A) ESTUDANTE E DE TODO GRUPO FAMILIAR ORIGINAL E CÓPIA. ATENÇÃO! O candidato deve providenciar a lista de documentos abaixo e fazer a entrega na Central de Atendimento ao Estudante (CAE). Orientamos que o estudante compareça com, no mínimo, 3 (três) dias úteis

Leia mais

DECLARAÇÃO RENDA - PESSOAL

DECLARAÇÃO RENDA - PESSOAL ANEXO I DECLARAÇÃO RENDA - PESSOAL Eu,, RG. Nº, CPF Nº, residente e domiciliado à Rua/Av., nº bairro, cidade, declaro, junto a UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ, para fins exclusivos de comprovação de rendimentos

Leia mais

Produto. Modelo Tipo de Literatura Arquivo Número de Ordem. Normas de Procedimentos para GARANTIA

Produto. Modelo Tipo de Literatura Arquivo Número de Ordem. Normas de Procedimentos para GARANTIA Norma de Garantia Produto Modelo Tipo de Literatura Arquivo Número de Ordem NG 1.0 Aquecedores de passagem Bombas de Calor Todos Informe de Procedimento Garantia Modelo: Todos Normas de Procedimentos para

Leia mais

ANEXO II MODELO DO CFO NOME DO ÓRGÃO ESTADUAL DE DEFESA SANITÁRIA VEGETAL

ANEXO II MODELO DO CFO NOME DO ÓRGÃO ESTADUAL DE DEFESA SANITÁRIA VEGETAL ANEXO II MODELO DO CFO NOME DO ÓRGÃO ESTADUAL DE DEFESA SANITÁRIA VEGETAL CERTIFICADO FITOSSANITÁRIO DE ORIGEM: Nº Nome do produtor/nome empresarial: Endereço: Município: UF: CNPJ / CPF/ Identi cação da

Leia mais

FICHA CADASTRAL PESSOA FÍSICA

FICHA CADASTRAL PESSOA FÍSICA FICHA CADASTRAL PESSOA FÍSICA DADOS GERAIS DO TITULAR 01. NOME 02. Nº PF (USO MODAL) 03. DATA ABERTURA (USO MODAL) 04. CPF 05. IDENTIDADE 06. ÓRGÃO EXPED. 07. UF EXPED. 08. DATA EXPED. 09. DATA NASCIMENTO

Leia mais

Faculdade de Tecnologia de Itu Dom Amaury Castanho. Edital Fatec ITU nº 01 /2016 de 20 de maio de 2016

Faculdade de Tecnologia de Itu Dom Amaury Castanho. Edital Fatec ITU nº 01 /2016 de 20 de maio de 2016 1 Edital Fatec ITU nº 01 /2016 de 20 de maio de 2016 A Diretora da Faculdade de Tecnologia Dom Amaury Castanho (FATEC Itu), no uso de suas atribuições legais, faz saber que estão abertas inscrições para

Leia mais

Regulamento de Avaliação da Conformidade das Unidades Armazenadoras

Regulamento de Avaliação da Conformidade das Unidades Armazenadoras Regulamento de Avaliação da Conformidade das Unidades Armazenadoras SUMÁRIO 1 Objetivo 2 Documentos Complementares 3 Siglas e Definições 4 Condições Gerais 5 Mecanismo de Avaliação da Conformidade 6 Alterações

Leia mais

ANEXO I PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO

ANEXO I PROGRAMA DE ASSISTÊNCIA ESTUDANTIL REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO ANEXO I REQUERIMENTO DE INSCRIÇÃO, discente regularmente matriculado no campus Avançado Uberaba Parque Tecnológico, venho requerer a inscrição no Edital nº / do Programa de Assistência Estudantil do Instituto

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TECNOLÓGICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 4 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 6 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 7 CONCLUSÃO DE CURSO 7 RELATÓRIO TÉCNICO 8 AVALIAÇÃO DE

Leia mais

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do

a) Relação explícita do pessoal técnico especializado, adequado e disponível para a realização do 2. CONDIÇÕES PARA CREDENCIAMENTO 2.1. Poderão participar deste Credenciamento, as empresas que: 2.1.1 Atendam a todas as exigências deste Edital, inclusive quanto à documentação constante deste instrumento

Leia mais

Conselho Regional de Técnicos em Radiologia CRTR 10ª REGIÃO/PR Serviço Público Federal

Conselho Regional de Técnicos em Radiologia CRTR 10ª REGIÃO/PR Serviço Público Federal ORIENTAÇÕES PARA INSCRIÇÃO DE PESSOA FÍSICA 1. Solicitar os boletos para recolhimento da taxa de inscrição de pessoa física, da taxa de expedição da habilitação e da anuidade (proporcional), pelo e-mail:

Leia mais

TERMO DE ADESÃO. Nome Data de Nasc. / / RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / /

TERMO DE ADESÃO. Nome Data de Nasc. / / RG nº Órgão expedidor Data de Emissão / / ( )Plano GEAPSaúde II ( )Plano GEAP-Referência ( )Plano GEAPEssencial ( )Plano GEAPClássico Registro ANS n 458.004/08-4 Registro ANS n 455.830/07-8 Registro ANS n 455.835/07-9 Registro ANS n 456.093/07-1

Leia mais

AVISO DE SINISTRO MORTE NATURAL - FILHOS

AVISO DE SINISTRO MORTE NATURAL - FILHOS Pág. 1 /6 AVISO DE SINISTRO MORTE NATURAL - FILHOS A liquidação do sinistro começa com o AVISO DO SINISTRO à Seguradora. No caso de Evento (s) que possa (m) acarretar em responsabilidade da Seguradora,

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 2016

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 2016 RELAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA SOLICITAÇÃO DE BOLSA DE ESTUDO NÃO RESTITUÍVEL (BOLSA FILANTRÓPICA) 2016 1. INFORMAÇÕES GERAIS 1.1 Será concedida a Bolsa Filantrópica com base nos critérios básicos consignados

Leia mais

CONTRATO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ANIMAL PLANO PETMEDIC

CONTRATO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ANIMAL PLANO PETMEDIC CONTRATO DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE ANIMAL PLANO PETMEDIC QUALIFICAÇÃO Nome: DO(A) CONTRATANTE: Filiação: / Data de nascimento: / / CPF: RG: Órgão emissor: Endereço: Nº Complemento: Bairro: CEP Cidade: UF:

Leia mais

ACE - ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FGG - FACULDADE GUILHERME GUIMBALA

ACE - ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DE ENSINO FGG - FACULDADE GUILHERME GUIMBALA EDITAL Nº 03/2011 EDITAL DE INSCRIÇÃO PARA BOLSA DE ESTUDO 2011 REMATRÍCULA E INGRESSANTES A Faculdade Guilherme Guimbala, FGG, torna público o presente Edital para os alunos matriculados nos Cursos de

Leia mais

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica

CARTA TÉCNICA. Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica CARTA TÉCNICA Nome do Credenciamento e envio de projetos: PRONON Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica ENTIDADES QUE PODEM SE CREDENCIAR: Pessoas jurídicas de direito privado, associativas ou

Leia mais

EDITAL Nº 2/2015 TÍTULO I DO PROCESSO SELETIVO

EDITAL Nº 2/2015 TÍTULO I DO PROCESSO SELETIVO EDITAL Nº 2/2015 O Diretor da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), no uso de suas atribuições, torna público o presente Edital contendo as normas referentes ao Processo Seletivo para o

Leia mais

Seguro Garantia. Trial Brazil

Seguro Garantia. Trial Brazil Seguro Garantia Quem é quem no Seguro Garantia? Tomador: É o fornecedor de serviço/produto do contratante(pagador do prêmio). Segurado: É o contratante do fornecedor de serviço/produto(receptor do seguro

Leia mais

Além de toda a documentação já contemplada para todos os candidatos:

Além de toda a documentação já contemplada para todos os candidatos: Para os candidatos classificados nas cotas de inclusão social Além de toda a documentação já contemplada para todos os candidatos: a) Cópia autenticada do histórico escolar ou cópia simples mediante apresentação

Leia mais

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE ARROZ EM CASCA E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO Nº 306/11

AVISO DE LEILÃO DE PRÊMIO EQUALIZADOR PAGO AO PRODUTOR RURAL DE ARROZ EM CASCA E/OU SUA COOPERATIVA PEPRO Nº 306/11 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA ALUNO CARENTE 2015

REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA ALUNO CARENTE 2015 SOCIEDADE MINEIRA DE CULTURA MANTENEDORA DA PUCMINAS E DO COLÉGIO SANTA MARIA REGULAMENTO PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA ALUNO CARENTE 2015 1. INSCRIÇÃO 1.1 Poderão participar do Processo, de que trata este

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SÃO PAULO SABESP. Anexo II MODELOS DA LICITAÇÃO

COMPANHIA DE SANEAMENTO BÁSICO DO ESTADO DE SÃO PAULO SABESP. Anexo II MODELOS DA LICITAÇÃO Anexo II MODELOS DA LICITAÇÃO MODELO N.º 1 CARTA CREDENCIAL MODELO N.º 2 DECLARAÇÃO DE PLENO ATENDIMENTO AOS REQUISITOS DE HABILITAÇÃO MODELO N.º 3 DECLARAÇÃO DE ELABORAÇÃO INDEPENDENTE DE PROPOSTA MODELO

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL (CORE-MS).

CONSELHO REGIONAL DOS REPRESENTANTES COMERCIAIS NO ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL (CORE-MS). Relação de Documentos Exigidos para Registros de: Sociedade Empresária e de Pessoa Natural (do Responsável Técnico): Documentos da Empresa: a) Fotoc. autenticada do Contrato Social e de sua(s) Alteração(ões),

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO

REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO REGULAMENTO PROGRAMA PARCEIROS EM AÇÃO 1. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES 1.1. As presentes disposições visam regulamentar o Programa Parceiros em Ação, instituído pela Área de Responsabilidade Social do BANCO

Leia mais

ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS

ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS ANEXO IV ROL DE DOCUMENTOS PARA COMPROVAÇÃO DA RENDA FAMILIAR MENSAL DOS CANDIDATOS OPTANTES PELAS CATEGORIAS DE CONCORRÊNCIA ATÉ 1,5 SALÁRIOS MÍNIMOS. ESSA DOCUMENTAÇÃO DEVERÁ SER APRESENTADA PARA A REALIZAÇÃO

Leia mais

1. DO OBJETO: 2. DO OBJETIVO:

1. DO OBJETO: 2. DO OBJETIVO: 1 EDITAL PARA SELEÇÃO DE ALUNOS PARA OS CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DE PROJETOS DE INVESTIMENTOS EM SAÚDE E GESTÃO DE RECURSOS FÍSICOS E TECNOLÓGICOS EM SAÚDE DA EAD/ENSP/FIOCRUZ EM PARCERIA COM

Leia mais

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTRUIR O PROCESSO DE APOSENTADORIA, A SEREM APRESENTADOS PELO SERVIDOR.

RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTRUIR O PROCESSO DE APOSENTADORIA, A SEREM APRESENTADOS PELO SERVIDOR. RELAÇÃO DE DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA INSTRUIR O PROCESSO DE APOSENTADORIA, A SEREM APRESENTADOS PELO SERVIDOR. 1. Requerimento (original) do interessado; 2. Cópia da certidão de nascimento e/ou casamento,

Leia mais

Cancelamento de Viagem

Cancelamento de Viagem Cancelamento de Viagem - Cópia RG e CPF ou CNH do(s) segurado(s) reclamante(s); - Cópia Comprovante de Residência (Qualquer comprovante atual em nome do(s) segurado(s) reclamante(s). Na ausência deste,

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-SP Nº 2/2015.

CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-SP Nº 2/2015. CHAMADA PÚBLICA CONAB/SUREG-SP Nº 2/2015. 2ª CHAMADA PÚBLICA PARA AQUISIÇÃO DE GÊNEROS ALIMENTÍCIOS DA AGRICULTURA FAMILIAR, NO ÂMBITO DO PAA, PARA SUPLEMENTAÇÃO ALIMENTAR DE GRUPOS POPULACIONAIS ESPECÍFICOS,

Leia mais

REGULAMENTO PARA SUBVENÇÃO DIRETA AOS PRODUTORES DE CANA-DE-AÇÚCAR NA REGIÃO NORDESTE, EXCLUSIVAMENTE NA SAFRA 2008/2009

REGULAMENTO PARA SUBVENÇÃO DIRETA AOS PRODUTORES DE CANA-DE-AÇÚCAR NA REGIÃO NORDESTE, EXCLUSIVAMENTE NA SAFRA 2008/2009 REGULAMENTO PARA SUBVENÇÃO DIRETA AOS PRODUTORES DE CANA-DE-AÇÚCAR NA REGIÃO NORDESTE, EXCLUSIVAMENTE NA SAFRA 2008/2009 1. DO OBJETIVO. Estabelecer, exclusivamente para a safra 2008/2009, as condições

Leia mais

MANUAL PARA REGISTRO DE CERTIFICADO DE DEPÓSITO DE VALORES MOBILIÁRIOS - BDR NÍVEL I NÃO PATROCINADO

MANUAL PARA REGISTRO DE CERTIFICADO DE DEPÓSITO DE VALORES MOBILIÁRIOS - BDR NÍVEL I NÃO PATROCINADO MANUAL PARA REGISTRO DE CERTIFICADO DE DEPÓSITO DE VALORES MOBILIÁRIOS - BDR NÍVEL I NÃO PATROCINADO Artigo 1º. Para registro do Certificado de Depósito de Valores Mobiliários - BDR Nível I Não Patrocinado

Leia mais

GRANDE LEILÃO BANCO DE BRASILIA- BRB

GRANDE LEILÃO BANCO DE BRASILIA- BRB GRANDE LEILÃO BANCO DE BRASILIA- BRB DIA 14 DE FEVEREIRO DE 2009, SÁBADO ÁS 09:30 HRS. ENDEREÇO: EQS 410/11 LOTE 01 - SOBRELOJA DO BRB DA L2 SUL- AUDITÓRIO. BENS: GRANDE QUANTIDADE DE: MONITORES, IMPRESSORAS,

Leia mais

Decreto nº 44332 de 16.08.2013 - DOE de 19.08.2013

Decreto nº 44332 de 16.08.2013 - DOE de 19.08.2013 Decreto nº 44332 de 16.08.2013 - DOE de 19.08.2013 Dispõe sobre procedimentos adicionais necessários ao cumprimento do Programa de Incentivo à Modernização, Renovação e Sustentabilidade da Frota de Caminhões

Leia mais

Perguntas Frequentes 1) Quais são os principais benefícios deste seguro? 2) Quem pode adquirir este seguro?

Perguntas Frequentes 1) Quais são os principais benefícios deste seguro? 2) Quem pode adquirir este seguro? Perguntas Frequentes 1) Quais são os principais benefícios deste seguro? Este seguro garante a quitação das parcelas em aberto do seu seguro Automóvel caso você, titular de uma apólice de seguro Automóvel

Leia mais

30.505 INVENTÁRIO DE MERCADORIAS Data de aprovação: 18/07/2001 Data de alteração: 07/04/2009

30.505 INVENTÁRIO DE MERCADORIAS Data de aprovação: 18/07/2001 Data de alteração: 07/04/2009 30.505 NVENTÁRO DE MERCADORAS Data de aprovação: 18/07/2001 Data de alteração: 07/04/2009 CAPÍTULO - GENERALDADES...1/1 V - Objetivo - Competência - Aplicação - Definições CAPÍTULO - PERODCDADE...1/3 -

Leia mais

DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA CONTRAÇÃO (INSTRUÇÕES AO CANDIDATO)

DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA CONTRAÇÃO (INSTRUÇÕES AO CANDIDATO) DOCUMENTOS OBRIGATÓRIOS PARA CONTRAÇÃO (INSTRUÇÕES AO CANDIDATO) 1 Passo: Quando convocado, o interessado deverá providenciar os seguintes exames abaixo: 1. Hemograma Completo; 2. Dosagem de Colesterol;

Leia mais

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS ADEQUAÇÃO AO SISTEMA MUNICIPAL DE LICENCIAMENTO AMBIENTAL DOCUMENTOS NECESSÁRIOS Este documento. Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal. Cadastro Descritivo da Atividade - Geral devidamente

Leia mais

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio.

Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Prezado (a) cliente: Para melhor atendê-lo, seguem abaixo todos os formulários e documentos necessários, juntamente com a orientação de como proceder ao envio. Procedimentos para envio dos documentos de

Leia mais

3. CNPJ/MF 4. Inscrição Estadual 5. Inscrição Municipal 6. CNAE. 4. Bairro 5. CEP. 6. Cidade 7. UF. 11. Pessoa de Contato 12.

3. CNPJ/MF 4. Inscrição Estadual 5. Inscrição Municipal 6. CNAE. 4. Bairro 5. CEP. 6. Cidade 7. UF. 11. Pessoa de Contato 12. ITEM I CONTRATADA DENTAL UNI Cooperativa Odontológica, cooperativa de 1º grau devidamente constituída, registrada na OCEPAR - Organização das Cooperativas do Estado do Paraná sob o nº 247, atuando como

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE

CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE RESOLUÇÃO CFC Nº 1.364/2011 CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE Dispõe sobre a Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos DECORE Eletrônica e dá outras providências. O CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE,

Leia mais

Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação / CREDE 12 Quixadá/CE E-mail: gerlania.oliveira@crede12.seduc.ce.gov.br

Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação / CREDE 12 Quixadá/CE E-mail: gerlania.oliveira@crede12.seduc.ce.gov.br Carta Convite Nº 0017/2015 Natureza da Despesa: Manutenção e Conservação de Bens e imóveis Fonte do Recurso: Função Programática nº 22100022.12.122.500.28114.2200000.33903900.00.0.20-4816 Data da Emissão:

Leia mais

Esta versão não substitui a publicada no DOU INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02, DE 30 DE SETEMBRO DE 2005

Esta versão não substitui a publicada no DOU INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02, DE 30 DE SETEMBRO DE 2005 Esta versão não substitui a publicada no DOU INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 02, DE 30 DE SETEMBRO DE 2005 Dispõe sobre os critérios e procedimentos relativos ao enquadramento de projetos de produção de biodiesel

Leia mais

Análise Social para redução de mensalidade 2015

Análise Social para redução de mensalidade 2015 Análise Social para redução de mensalidade 2015 ORIENTAÇÕES GERAIS 1. Das disposições preliminares 1.1 As bolsas de estudo serão concedidas a alunos selecionados pela Comissão de Bolsas. 1.2 A seleção

Leia mais

EDITAL DE LEILÃO ADMINISTRATIVO DE VEICULOS Nº 02/2012 FAAC

EDITAL DE LEILÃO ADMINISTRATIVO DE VEICULOS Nº 02/2012 FAAC EDITAL DE LEILÃO ADMINISTRATIVO DE VEICULOS Nº 02/2012 FAAC PROCESSO Nº 163/45/01/2012 FAAC DATA DE ABERTURA DO LEILÃO: Dia 09 de abril de 2012, às 10:00 hs. LOCAL: Prédio da Seção Técnica de Materiais

Leia mais

TRABALHADOR (A) INFORMAL

TRABALHADOR (A) INFORMAL ANEXO 1 DECLARAÇÃO DE ATIVIDADES, BENS E RENDIMENTOS MENSAIS MÉDIOS SEM CONTRIBUIÇÃO INSS - TRABALHADOR (A) INFORMAL Eu,, natural de, portador (a) do CPF n., residente e domiciliado (a) no endereço:, declaro,

Leia mais

EDITAL/PROEX Nº. 02/2012 SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA DE ACESSO DEMOCRÁTICO À UNIVERSIDADE PADU / PALMAS

EDITAL/PROEX Nº. 02/2012 SELEÇÃO DE CANDIDATOS AO PROGRAMA DE ACESSO DEMOCRÁTICO À UNIVERSIDADE PADU / PALMAS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS UFT PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO, CULTURA E ASSUNTOS COMUNITÁRIOS PROEX Tel. (63) 3232-8212 / E-mail: prevestibular@uft.edu.br EDITAL/PROEX Nº. 02/2012

Leia mais

EDITAL FATEC DA ZONA LESTE Nº. 03/2014 DE 21 DE NOVEMBRO DE 2014.

EDITAL FATEC DA ZONA LESTE Nº. 03/2014 DE 21 DE NOVEMBRO DE 2014. EDITAL FATEC DA ZONA LESTE Nº. 03/2014 DE 21 DE NOVEMBRO DE 2014. O Diretor da Faculdade de Tecnologia da Zona Leste no uso de suas atribuições legais faz saber que estão reabertas as inscrições para participação

Leia mais

EDITAL PRGDP Nº 29/2014

EDITAL PRGDP Nº 29/2014 EDITAL PRGDP Nº 29/2014 A PRGDP/UFLA, no uso de suas atribuições, e considerando a Lei nº 11.091, de 12/01/2005, Decreto nº 5.707, de 23/02/2006 e a Resolução CUNI nº 56 de 29/10/2013, torna público que

Leia mais

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA RENOVAÇÃO DO CERTIFICADO DE CREDENCIAMENTO: Termo de Responsabilidade Técnica assinado;

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA RENOVAÇÃO DO CERTIFICADO DE CREDENCIAMENTO: Termo de Responsabilidade Técnica assinado; DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA RENOVAÇÃO DO CERTIFICADO DE CREDENCIAMENTO: Solicitação de Renovação do Certificado de Credenciamento do exercício; Termo de Responsabilidade Técnica assinado; Relação dos Profissionais

Leia mais

CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA CNPJ 20.961.629/0001-05

CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA CNPJ 20.961.629/0001-05 CONTRATO CONTA DE DEPÓSITOS PESSOA FÍSICA 1 - DADOS DA INSTITUIÇÃO FINANCEIRA Nº Cooperativa PAC 4031 00 Nome CECM DOS COLABORADORES CVRD LTDA 2 - DADOS PESSOAIS Nome 1 titular CNPJ 20.961.629/0001-05

Leia mais

POLÍTICA DE PATROCINIO DA CAGECE

POLÍTICA DE PATROCINIO DA CAGECE POLÍTICA DE PATROCINIO DA CAGECE A Política de Patrocínio da Cagece que compreende o apoio financeiro concedido a projetos institucionais, culturais, sociais, ambientais e esportivos de iniciativa de terceiros,

Leia mais

Site: www.aenda.org.br Email: aenda@aenda.org.br

Site: www.aenda.org.br Email: aenda@aenda.org.br INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS INSTRUÇÃO NORMATIVA CONJUNTA Nº 11, DE 30 DE JUNHO DE 2015 O SECRETÁRIO DE DEFESA AGROPECUÁRIA DO MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA

Leia mais

EDITAL DE VENDA DE BENS IMÓVEIS BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A. LEILÃO Nº 14/13037

EDITAL DE VENDA DE BENS IMÓVEIS BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A. LEILÃO Nº 14/13037 EDITAL DE VENDA DE BENS IMÓVEIS BANCO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL S/A. LEILÃO Nº 14/13037 O Banco do Estado do Rio Grande do Sul, S.A., com sede em Porto Alegre - RS, inscrito no CNPJ sob n. 92.702.067/0001-96,

Leia mais

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 005/11

AVISO DE VENDA DE MILHO EM GRÃOS VEP Nº 005/11 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS Suope GERÊNCIA DE

Leia mais

AVISO DE COMPRA DE MACARRÃO ESPAGUETE COMUM nº 136/10

AVISO DE COMPRA DE MACARRÃO ESPAGUETE COMUM nº 136/10 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - Conab DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO - Dirab SUPERINTENDÊNCIA DE OPERAÇÕES COMERCIAIS - Suope GERÊNCIA

Leia mais

Sobre o Cancelamento de Gravames

Sobre o Cancelamento de Gravames Sobre o Cancelamento de Gravames Cancelamento de Reserva de Gravames - DETRAN/RS Procedimentos para solicitação do desbloqueio de cancelamento de gravame. De acordo com a portaria 246 de 13 de Outubro

Leia mais

TERMO DE ADESÃO AO GEAPEssencial

TERMO DE ADESÃO AO GEAPEssencial Inscrição: (uso da GEAP) 1. DADOS PESSOAIS DO TITULAR (*) Preenchimento para nascido a partir de 01/01/2010. Nome de Nasc. / / Nome da mãe RG nº Órgão expedidor da Emissão / / CPF Sexo Masc Fem PIS/PASEP

Leia mais

AVISO CONAB/DIRAB/SULOG/GEMOV Nº 53/2014

AVISO CONAB/DIRAB/SULOG/GEMOV Nº 53/2014 MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO - MAPA COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO - CONAB DIRETORIA DE OPERAÇÕES E ABASTECIMENTO - DIRAB SUPERINTENDÊNCIA DE LOGÍSTICA OPERACIONAL GERÊNCIA

Leia mais

Revogada pela Resolução ANP nº 20, de 18.6.2009 DOU 19.6.2009 Efeitos a partir de 19.6.2009.

Revogada pela Resolução ANP nº 20, de 18.6.2009 DOU 19.6.2009 Efeitos a partir de 19.6.2009. AGÊNCIA NACIONAL DO PETRÓLEO, GÁS NATURAL E BIOCOMBUSTÍVEIS PORTARIA ANP Nº 127, DE 30.7.1999 - DOU 2.8.1999 - REPUBLICADA DOU 30.9.1999 E 28.4.2000 Estabelece a regulamentação para a atividade de coleta

Leia mais

FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS CULTURAIS 2012

FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS CULTURAIS 2012 GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA SECRETARIA DE CULTURA CENTRO DE CULTURAS POPULARES E IDENTITÁRIAS FUNDO DE CULTURA Nº. PROTOCOLO (Uso exclusivo da SECULT) FORMULÁRIO DE APRESENTAÇÃO DE PROPOSTAS CULTURAIS 2012

Leia mais

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA e/ou INSTALAÇÃO LAVA-JATO E SIMILARES

I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA e/ou INSTALAÇÃO LAVA-JATO E SIMILARES I DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA SOLICITAÇÃO DE LICENÇA PRÉVIA e/ou INSTALAÇÃO LAVA-JATO E SIMILARES ( ) Este documento Requerimento padrão do empreendedor ou representante legal; deve ser preenchido e assinado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL ESCOLA DE ADMINISTRAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS CHAMADA PARA PROCESSO DE SELEÇÃO DE CURSISTAS 03/2015 A Escola de Administração da Universidade

Leia mais

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS

GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS GUIA DE ESTÁGIO CURSOS TÉCNICOS 1 SUMÁRIO 3 INTRODUÇÃO 3 DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REALIZAÇÃO DO ESTÁGIO 5 RESCISÃO DO CONTRATO DE ESTÁGIO 6 CONCLUSÃO DE CURSO 6 RELATÓRIO TÉCNICO 7 AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO

Leia mais

(Real Archivo Militar/1808) NORMAS PARA UTILIZAÇÃO E REPRODUÇÃO DE ACERVO DO ARQUIVO HISTÓRICO DO EXÉRCITO

(Real Archivo Militar/1808) NORMAS PARA UTILIZAÇÃO E REPRODUÇÃO DE ACERVO DO ARQUIVO HISTÓRICO DO EXÉRCITO MINISTÉRIO DA DEFESA EXÉRCITO BRASILEIRO DECEx DPHCEx ARQUIVO HISTÓRICO DO EXÉRCITO (Real Archivo Militar/1808) NORMAS PARA UTILIZAÇÃO E REPRODUÇÃO DE ACERVO DO ARQUIVO HISTÓRICO DO EXÉRCITO 1. FINALIDADE

Leia mais

( ) 6 meses no período letivo 20 /, previsto iniciar em: / /20 e finalizar / /20

( ) 6 meses no período letivo 20 /, previsto iniciar em: / /20 e finalizar / /20 MOBILIDADE ACADÊMICA NACIONAL Ao Departamento de Mobilidade Acadêmica PROGRAD/UFRRJ Eu,, matrícula nº. aluno (a) do Curso de Graduação em, do período, no semestre letivo 20 - venho requerer a Vossa Senhoria

Leia mais

RESOLUCAO 3.856. IV - os recursos do Funcafé repassados às instituições financeiras devem ser remunerados:

RESOLUCAO 3.856. IV - os recursos do Funcafé repassados às instituições financeiras devem ser remunerados: RESOLUCAO 3.856 Dispõe sobre linhas de crédito destinadas aos financiamentos de custeio, colheita, estocagem de café e para Financiamento para Aquisição de Café (FAC), ao amparo de recursos do Fundo de

Leia mais

2. ESPECIFICAÇÃO DAS METAS E ETAPAS

2. ESPECIFICAÇÃO DAS METAS E ETAPAS Cotação Prévia de Preço n 004/2011 Convênio 751723/2010 Menor Preço e melhor técnica Cotação prévia de Preços na modalidade melhor técnica e preço para contratação de serviços contábeis para a prestação

Leia mais

DECRETO Nº 12.677, DE 11 DE JULHO DE 2007. Publicado no DOE n 131, de 12/07/2007

DECRETO Nº 12.677, DE 11 DE JULHO DE 2007. Publicado no DOE n 131, de 12/07/2007 REVOGADO PELO DECRETO 13.501, DE 23/12/2008 *Ver Decreto 13.500/2008 DECRETO Nº 12.677, DE 11 DE JULHO DE 2007. Publicado no DOE n 131, de 12/07/2007 Regulamenta o disposto no inciso II, caput, e nos 1º

Leia mais