EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006"

Transcrição

1 EDITAL FAPESB/SECTI/SEBRAE/IEL Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo 002/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA O PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO REDE DE EMPREENDEDORISMO A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB e a Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado da Bahia SECTI, em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Estado da Bahia SEBRAE/BA e o Instituto Euvaldo Lodi Núcleo Regional Bahia IEL/BA, estarão acolhendo propostas para implementação de cursos de empreendedorismo dentro do PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO REDE DE EMPREENDEDORISMO, na forma e condições estabelecidas no presente Edital. 1. OBJETO Concessão de apoio técnico e financeiro a propostas que tenham o objetivo de implementar cursos de empreendedorismo em instituições de ensino profissionalizante, superior e/ou de pesquisa e centros tecnológicos, públicos ou privados, do Estado da Bahia. 2. OBJETIVOS Fomentar o empreendedorismo como forma de geração de novos negócios que resultem em empreendimentos, preferencialmente de base tecnológica, novos produtos, serviços e processos; Estimular e orientar alunos com potencial para implementação de uma idéia que prime pela inovação, de processo ou produto, e estejam diretamente ligados a, pelo menos, uma das áreas consideradas prioritárias pelo Programa Bahia Inovação, listadas no item 10; Disseminar a cultura do empreendedorismo e o estímulo à elaboração de Planos de Negócios. 1

2 3. ELEGIBILIDADE Instituições de ensino profissionalizante, superior e/ou de pesquisa e centros tecnológicos, públicos ou privados, do Estado da Bahia representados por um(a) Coordenador(a) vinculado(a) à respectiva instituição proponente. 4. RECURSOS FINANCEIROS E NÚMERO DE PROPOSTAS A SEREM APOIADAS Serão alocados para o financiamento do presente Edital, recursos financeiros nãoreembolsáveis no valor total de até R$ ,00 (cento e oitenta mil reais), provenientes do Fundo Nacional do Desenvolvimento Científico e Tecnológico FNDCT da Financiadora de Estudos e Projetos - FINEP, disponibilizados pelo Convênio 2954/05, resultante da Chamada Pública MCT/FINEP/AÇÃO TRANSVERSAL APOIO AO PNI 07/2005. Serão apoiadas um total de até 30 propostas, sendo até 10 propostas encaminhadas por instituições de ensino profissionalizante. 5. AS PROPOSTAS 5.1 ENCAMINHAMENTO E APRESENTACAO As propostas deverão ser submetidas seguindo, obrigatoriamente, as etapas descritas abaixo: Etapa I Preenchimento on-line dos documentos abaixo listados, via Portal da Fapesb ( e o devido encaminhamento eletrônico, conforme prazos estipulados neste Edital (item 12). Os documentos são: Cadastro on-line do Coordenador da proposta; Súmula Curricular do Coordenador da proposta; Cadastro on-line do Orientador de Tecnologia; Súmula Curricular do Orientador de Tecnologia; Cadastro on-line do Orientador de Negócios Formulário on-line do Edital de Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo - 002/2006; Etapa II Além do envio eletrônico, será obrigatória a apresentação de 03 (três) cópias das propostas, que deverão ser encaminhadas para a sede da Fapesb, em 2

3 consonância com os prazos estipulados neste Edital, devidamente encadernadas, contendo, em cada uma delas os seguintes formulários e documentos: Cópia do Cadastro on-line e Súmula Curricular do Coordenador da Proposta; Cópia do Cadastro on-line e Súmula Curricular do Orientador de Tecnologia; Cópia do Cadastro on-line do Orientador de Negócios; Cópia do Formulário on-line do Edital de Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo - 002/2006; Cópia do Currículo Lattes (versão completa, impresso diretamente da plataforma Lattes) do Orientador de Tecnologia; Cópia do Currículo (de preferência Lattes) do Orientador de Negócios; Cópia do comprovante de titulação máxima do Coordenador da proposta e dos Orientadores; Cópias do documento de Identidade, CPF e Comprovante de Residência do Coordenador; Comprovação de vínculo do Orientador de Tecnologia e do Coordenador da Proposta com a instituição proponente. Cópia do certificado do curso de repasse da metodologia Iniciando um Pequeno Grande Negócio IPGN do SEBRAE, para os Coordenadores e Orientadores que já participaram. Condições para aceitação dos pedidos: As propostas deverão ser entregues, na FAPESB, em envelope fechado até às 17:00 horas do dia 28/04/2006; As propostas encaminhadas por correio, via Sedex, deverão ser postadas até o dia 26/04/2006 e endereçadas a FAPESB; Independentemente da forma do envio, as propostas deverão ser endereçadas à Fapesb, tendo como referência o código do Edital: EDITAL FAPESB / SECTI / SEBRAE / IEL - 002/2006 APOIO À IMPLANTAÇÃO DE CURSOS DE EMPREENDEDORISMO 3

4 As três cópias impressas e encadernadas das propostas deverão ser assinadas pelo(s) dirigente(s) máximos da instituição proponente, ou seu Representante Legal, e pelo Coordenador que será responsável pela proposta, para comprovação dos compromissos estabelecidos. Os Coordenadores que optarem pela entrega in loco, ou seja, na FAPESB, deverão comparecer à Central de Atendimento ao Pesquisador (CAP) desta Fundação, das 8:30h às 12:00h e das 14:00h às 17:00h, até a data limite para a entrega das propostas (item 12). Não será possível a complementação da documentação após a submissão das propostas. 6. OS CURSOS DE EMPRENDEDORISMO 6.1 DA ESTRUTURACAO A Comissão de Análise, Acompanhamento e Julgamento - CAAJ do Programa Bahia Inovação Rede de Empreendedorismo disponibilizará a metodologia necessária e todo conteúdo programático para a condução dos cursos de empreendedorismo. A metodologia aplicada com o intuito de promover a disseminação da cultura empreendedora será o Iniciando um Pequeno Grande Negócio (IPGN). Serão abordadas questões voltadas para o desenvolvimento dos planos de negócios. 6.2 ORIENTADORES DE TECNOLOGIA E DE NEGOCIOS Das Obrigações Os cursos de empreendedorismo implantados nas instituições e centros contemplados deverão, obrigatoriamente, possuir um Orientador de tecnologia e um Orientador de negócios. Ao Orientador de tecnologia caberá ministrar as aulas e auxiliar a criação, o desenvolvimento e a adaptação da tecnologia pretendida - e explicitada no plano de negócios - que deverá ser inovadora e voltada para a área de conhecimento definida na proposta do Coordenador. Esse orientador deverá ser indicado pelo Coordenador da proposta, via Formulário on-line Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo, devendo o mesmo apresentar e comprovar seu vínculo com a proponente, podendo se tratar de um professor ou técnico da instituição contemplada. Ao Orientador de negócios caberá ministrar as aulas e auxiliar a construção efetiva dos planos de negócios, enfocando seus aspectos conceituais e práticos, além de 4

5 contribuir para a fixação e disseminação da cultura empreendedora entre os participantes dos cursos. Esse orientador deverá ser indicado pelo Coordenador, via Formulário on-line Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo, sem a necessidade de vínculo com a instituição proponente, podendo ser tratar de um profissional do Mercado. Os orientadores de negócio e de tecnologia não poderão estar vinculados a mais do que 2 (dois) cursos de empreendedorismo Capacitação dos Orientadores de Tecnologia e de Negócios Será disponibilizada, pela CAAJ, aos orientadores de tecnologia e de negócios, uma Oficina de Capacitação. Para os orientadores de negócios esta ação terá como objetivo o repasse da metodologia do IPGN, habilitando-o a utilizá-la em sala de aula. Para os orientadores de tecnologia, o objetivo é fazer convergir o conhecimento necessário à elaboração dos planos de negócios com as demandas tecnológicas pretendidas pelos participantes dos cursos. As oficinas de capacitação serão realizadas em 02 (duas) turmas a serem definidas pelo CAAJ, no período de 22 a 26 e 29 a 02 de maio de 2006, a ser realizada em tempo integral, na cidade de Salvador e em local e horário a serem informados a posteriori através dos Portais indicados ao final deste Edital. A participação dos orientadores de negócio e tecnologia é obrigatória, exceto para os que já possuam certificado de conclusão da metodologia IPGN. As despesas com transporte, hospedagem e alimentação serão por conta do orientador e/ou da instituição proponente, sendo consideradas como contrapartidas. 6.3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO Todos os cursos serão realizados simultaneamente (item 12), conforme orientações abaixo. A carga horária mínima estabelecida para a realização dos cursos é de 60 horas/aula, sendo 30 horas/aula para o repasse da metodologia IPGN e 30 horas/aula para orientações e elaboração dos planos de negócios. Os participantes dos cursos deverão preparar seus planos de negócios, e preferencialmente, relacioná-los a uma das áreas tida como prioritária pelo Programa Bahia Inovação. Os planos de negócio seguirão um roteiro pré-definido, que estará disponível no Portal da Fapesb. 5

6 Os planos de negócio poderão ser elaborados em grupo, de no máximo 04 (quatro) componentes, ou individualmente. Do início das aulas até o encaminhamento dos planos de negócio para a CAAJ, orientadores e participantes deverão trabalhar em conjunto visando garantir a máxima qualidade dos trabalhos. A utilização da metodologia adotada é obrigatória em todos os cursos. As matrizes dos materiais necessários para a condução dos cursos serão fornecidas pela CAAJ aos Coordenadores, que se responsabilizarão juntamente com as instituições proponentes pela reprodução do material e pelo devido encaminhamento aos participantes dos cursos de empreendedorismo Conteúdo Programático Por Módulo Módulo Iniciando um Pequeno Grande Negócio IPGN Perfil do empreendedor; o Talento, competência e dedicação; o Motivos para ser empresário; o Definições de empreendedorismo; o Características do comportamento empreendedor (CCE); o Essência das CCE; o Perfil do potencial de empreendedor; o Desenvolvendo suas características empreendedoras; Identificando oportunidades de negócio; o Parceria com clientes; o Identificação e definição da missão do negócio; Análise de mercado; o Os tipos de mercado; o Análise do mercado; o Análise dos consumidores / clientes; o Análise dos concorrentes; o Análise dos fornecedores; Concepção dos produtos e serviços; o Produtos e serviços que fazem a diferença; o O projeto do processo adequado; o O projeto dos produtos e serviços; Análise financeira; o Análise econômico-financeira; o Custos fixos e variáveis; o Diferença entre custo e preço de venda; 6

7 o o O investimento e os retornos financeiros; O planejamento financeiro. 6.4 PÚBLICO-ALVO, NÚMERO DE PARTICIPANTES EFETIVOS, DIVULGAÇÃO DAS PROPOSTAS CONTEMPLADAS E COMO PARTICIPAR DOS CURSOS DE EMPREENDEDORISMO Público-Alvo Poderão participar dos cursos de empreendedorismo os alunos regulares das instituições de ensino profissionalizante, superior/pesquisa e técnicos legalmente vinculados aos centros tecnológicos proponentes e que tenham interesse em constituir um negócio. Será obrigatória a oferta de vagas para a comunidade, com participação limitada a 25% (vinte e cinco por cento) do total das disponíveis Limites Mínimo e Máximo do Número de Participantes Efetivos por Proposta de Curso Contemplada Os cursos de empreendedorismo contemplados neste Edital deverão ser formados por um numero mínimo de 20 (vinte) e máximo de 50 (cinqüenta) participantes efetivos. A proposta para implementação dos cursos deverá discriminar os critérios para seleção dos alunos, técnicos e/ou membros da comunidade e as ações de incentivo à freqüência efetiva dos participantes Divulgação das Propostas dos Cursos Contemplados As propostas aprovadas serão divulgadas no portal da Fapesb, de acordo com os prazos estipulados no item 12 deste Edital Como Participar dos Cursos Os interessados deverão identificar a Instituição ou Centro contemplado do seu interesse, preencher o formulário eletrônico disponível no Portal da FAPESB, específico para participação nos cursos e deverá escolher apenas uma opção de curso. Caberá à CAAJ, o envio dos formulários preenchidos pelos candidatos dos cursos aos respectivos Coordenadores das propostas contempladas, a fim de realizarem o processo de seleção (a ser especificado no Formulário on-line Apoio à Implantação de Cursos de Empreendedorismo) AVALIAÇÕES E CERTIFICAÇÃO DE CONCLUSÃO DOS PARTICIPANTES DOS CURSOS Das Avaliações 7

8 Os candidatos selecionados para participar dos cursos passarão por uma avaliação de conhecimento ligadas à temática do Empreendedorismo a ser aplicada, na última semana de aula. O conteúdo dessa avaliação será repassado pela CAAJ para o Coordenador da proposta contemplada, via , que terá a responsabilidade de remetê-los aos participantes dos cursos. De posse das avaliações, os Coordenadores respectivos deverão encaminhá-las para a Fapesb, assim como os planos de negócios oriundos dos cursos. Esta avaliação deverá permitir avaliar o ganho médio de conhecimento resultante do curso. Os participantes dos cursos de empreendedorismo deverão apresentar, obrigatoriamente, um Plano de Negócios, individual ou em grupo de no máximo 04 (quatro) componentes, no final do curso. Esses planos deverão ser entregues ao respectivo Coordenador do curso, que deverá encaminhá-los, em 03 (três) cópias, para a Fapesb, de acordo com os prazos estipulados neste Edital. Os planos de negócios deverão estar devidamente encadernados, organizados e estruturados conforme modelo apresentado no repasse da metodologia IPGN e roteiro pré-definido Da Aprovação e Certificação de Conclusão dos Cursos Para aprovação, os participantes dos cursos deverão executar todas as atividades estipuladas nos cursos e possuir freqüência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) das aulas realizadas, conforme cronograma deste Edital. Como reconhecimento das ações executadas, os alunos considerados aprovados receberão um Certificado Conclusão do Curso de Empreendedorismo. Esses certificados receberão a chancela de todas as instituições promotoras deste Edital, e serão entregues aos respectivos Coordenadores, que será responsável por distribuí-los perante os aprovados. 6.6 DO CONCURSO DE EMPREENDEDORISMO Com o objetivo de estimular o espírito empreendedor, disseminar a cultura empreendedora no Estado, incentivar o desenvolvimento de idéias inovadoras, a elaboração, o reconhecimento e a premiação dos melhores planos de negócios desenvolvidos nos Cursos de Empreendedorismo apoiados por este Edital e ampliar o número de empreendimentos inovadores a serem apoiados pelas Préincubadoras e Incubadoras de Empresas da Bahia, o Programa Bahia Inovação, através da Rede de Empreendedorismo, promoverá um Concurso de Planos de Negócios entre o fim de novembro e o início de dezembro de

9 O Concurso será destinado aos alunos participantes dos Cursos de Empreendedorismo que tenham atendido todas as exigências e tarefas contidas neste Edital e aprovados pela CAAJ. Todos os planos de negócios apresentados ao final dos cursos participarão da seleção para o Concurso. O Regulamento do Concurso será disponibilizado em data oportuna nos Portais indicados ao final deste Edital. 7. ITENS FINANCIÁVEIS DA PROPOSTA Serão financiados os seguintes itens: Honorários de orientadores de tecnologia Honorários de orientadores de negócios 8. CONTRAPARTIDA Será exigida de todas as instituições proponentes uma contrapartida de, no mínimo, 50% (cinqüenta por cento) da remuneração fixa dos orientadores. Esta contrapartida poderá ser expressa por meio de recursos econômicos e financeiros a serem aplicados diretamente na realização dos cursos, como por exemplo, infra-estrutura disponível, máquinas e equipamentos, salário de pessoal técnico e/ou administrativo, materiais de consumo, reprografia, aluguel de equipamentos, bem como despesas com obras, luz, água, telefone, etc e outros itens que estejam, comprovadamente, vinculados à estruturação dos cursos e atendimento às necessidades dos alunos. Também serão consideradas como contrapartidas as despesas efetuadas com transporte, hospedagem e alimentação dos orientadores que deverão, obrigatoriamente, participar das Oficinas de Capacitação. As informações sobre as contrapartidas deverão constar na proposta. 9. NATUREZA DO APOIO FINANCEIRO Os recursos financeiros alocados nos cursos serão destinados, única e exclusivamente, à remuneração dos orientadores de negócio (ON) e de tecnologia (OT). A remuneração dos orientadores será formada por uma parte fixa e outra variável. Sobre a parte fixa, será destinado um montante de R$ 3.000,00 (três mil reais), sendo R$ (mil e quinhentos reais) para cada orientador, equivalente a R$ 50,00 h/aula/orientador, de um total de 60h previstas, para o repasse do IPGN e acompanhamento do processo de elaboração e desenvolvimento dos planos de negócios, necessário para a finalização dos mesmos. Sobre a parte variável, os 9

10 orientadores receberão uma bonificação de R$ 350,00 (trezentos e cinqüenta reais) por cada plano de negócios analisado e aprovado pela CAAJ para ser encaminhado ao concurso e que atendam a estrutura mínima de Plano de Negócios, conforme roteiro pré-definido. A instituição proponente poderá apresentar mais de uma proposta, desde que relacionadas a áreas prioritárias diferentes (item 10). Cada proposta representará a solicitação para apoio à estruturação de uma única turma do curso. 10. ÁREAS PRIORITÁRIAS São consideradas áreas prioritárias: o Agronegócios o Biodiesel o Biotecnologia o Cultura e turismo o Energia o Engenharias e materiais o Habitação popular e saneamento o Meio ambiente o Nanotecnologia o Petróleo e Gás o Saúde O Tecnologia da Informação e Comunicação 11. REQUISITOS PARA OS CURSOS DE EMPREENDEDORISMO A proposta deverá discriminar as principais necessidades e prováveis benefícios gerados com a realização dos cursos de empreendedorismo, os critérios a serem utilizados para seleção dos candidatos, bem como, descrever as ações ligadas ao tema previstas para o ano de As instituições contempladas neste Edital não poderão, em hipótese alguma, cobrar qualquer tipo de mensalidade ou taxa dos participantes dos cursos de empreendedorismo. 10

11 12. PRAZOS Lançamento do Edital Disponibilização dos Formulários na Internet Data limite para postagem da proposta na FAPESB, no caso, de encaminhamento por correio via Sedex Data final para envio impresso da Proposta na FAPESB, até às 17:00h Divulgação dos Resultados Inscrição dos candidatos nos cursos contemplados Assinatura dos Termos de Outorga Oficinas de Capacitação dos Orientadores 22 a e a Realização dos Cursos de De a Empreendedorismo Data limite para postagem dos Planos de Negócio para a FAPESB, no caso, de encaminhamento por correio via Sedex. Entrega dos Planos de Negócios na Fapesb PRAZO DE EXECUÇÃO, REPASSE DE RECURSOS E PRESTAÇÃO DE CONTAS O período e prazo para realização dos cursos de empreendedorismo deverão obedecer ao disposto no item 11 (onze) deste Edital. Os recursos financeiros solicitados pelas propostas contempladas serão repassados diretamente aos seus Coordenadores, que se responsabilizarão por sua execução e devida prestação de contas, conforme orientações descritas no Manual de Instruções para Uso dos Recursos Financeiros, disponível no Portal da FAPESB, bem como da elaboração e encaminhamento do relatório técnico final das atividades desenvolvidas. A prestação de contas dos recursos financeiros liberados, bem como o envio do relatório técnico das atividades desenvolvidas nos cursos deverão ser apresentados pelo coordenador da proposta até 30 (trinta) dias após a solenidade de premiação do Concurso. 11

12 Os recursos financeiros fixos serão repassados em uma única parcela, após divulgação das propostas contempladas no Diário Oficial do Estado. Os recursos variáveis serão repassados após o encaminhamento e validação dos planos de negócios pela CAAJ. 14. ANÁLISE E CRITÉRIOS DE JULGAMENTO 14.1 JULGAMENTO O julgamento das propostas será efetuado pela CAAJ e constará de duas fases: enquadramento e seleção. Na fase de enquadramento, as propostas deverão atender aos requisitos dos objetivos, elegibilidade, contrapartida, uso do formulário, documentos obrigatórios e prazos deste Edital. As propostas enquadradas serão avaliadas e classificadas segundo critérios especificados no item a seguir CRITÉRIOS DE AVALIACAO As propostas enquadradas serão avaliadas de acordo com os seguintes critérios: Consistência, qualidade, clareza e objetividade da proposta Adequação do plano de execução Capacidade de execução e experiência da equipe executora (coordenador e orientadores) Resultados e impactos esperados com a implantação da proposta Contrapartida econômica e financeira apresentada Infra-estrutura existente e adequada para a realização dos cursos Proposição de ação continuada de disseminação da cultura empreendedora Aderência com as áreas estratégicas da Política Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação. Grau de articulação local do proponente Adequação do perfil do Orientador de Negócio às exigências do Edital Titulação máxima e Experiência do Orientador de Tecnologia As propostas serão classificadas por ordem decrescente, sendo contempladas, no máximo, as 30 primeiras classificadas. Como critérios de desempate serão observados a experiência empresarial e/ou a participação dos orientadores no Empretec. 12

13 15. CLÁUSULA DE RESERVA A CAAJ, formada por representantes das instituições promotoras e, se necessário, por consultores ad-hoc s, reserva para si o direito de resolver os casos omissos e as situações não previstas neste Edital. 16. INFORMAÇÕES ADICIONAIS Após a concessão dos recursos financeiros, haverá acompanhamento e avaliação das ações que tiverem sido programadas, com o objetivo de auxiliar as instituições contempladas na obtenção dos melhores resultados com os recursos concedidos. O referido acompanhamento ficará a cargo da CAAJ do Programa Bahia Inovação Rede de Empreendedorismo. O resultado do julgamento das propostas será divulgado nos Portais da FAPESB, SECTI, SEBRAE/Ba e IEL/Ba, nas datas previstas no cronograma apresentado neste Edital, cabendo às instituições proponentes e aos coordenadores das propostas a inteira responsabilidade, tanto de informar-se dos resultados, quanto de atender, dentro dos prazos estipulados, as solicitações complementares que venham a ser solicitadas. O não cumprimento dos prazos para atendimento destas eventuais solicitações desclassificará, automaticamente, a proposta. Ficarão disponíveis por 60 dias, a contar da data da publicação dos resultados, as propostas não enquadradas/classificadas, para serem resgatadas mediante solicitação, via ofício, a FAPESB, pelos seus proponentes. Após este prazo, as propostas não resgatadas serão destruídas. Esclarecimentos sobre este Edital e informações adicionais sobre o Programa Bahia Inovação - Rede de Empreendedorismo, poderão ser obtidas na FAPESB, de segunda à sexta feira, pelo telefone (71) , das 09:00 às 12:00 horas e das 14:00 às 17:00 horas, ou pelo e- mail: Outras informações sobre este Edital, bem como outras ações ligadas ao tema Empreendedorismo poderão ser obtidas nos portais abaixo discriminados: FAPESB SECTI SEBRAE

14 IEL Endereço: FAPESB Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia Colina de São Lázaro, 203 Federação Salvador Bahia INSTITUIÇÕES PROMOTORAS: 14

Edital FAPESB/SECTI/SECOMP/SEBRAE/IEL/REDE SOCIAL 001/2006 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA O PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO - EMPREENDEDOR SOCIAL -

Edital FAPESB/SECTI/SECOMP/SEBRAE/IEL/REDE SOCIAL 001/2006 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA O PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO - EMPREENDEDOR SOCIAL - Edital FAPESB/SECTI/SECOMP/SEBRAE/IEL/REDE SOCIAL 001/2006 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA O PROGRAMA BAHIA INOVAÇÃO - EMPREENDEDOR SOCIAL - A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB e a Secretaria

Leia mais

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS

EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS EDITAL FAPESB 002/2013 APOIO À PARTICIPAÇÃO EM EVENTOS CIENTÍFICOS E/OU TECNOLÓGICOS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, no uso das suas atribuições, torna público o presente Edital

Leia mais

EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS

EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS EDITAL FAPESB N o 005/2016 PROGRAMA DE POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA OLIMPÍADAS DE CIÊNCIAS Edital para seleção de propostas de apoio à Organização de Olimpíadas de Ciências no Estado da Bahia

Leia mais

EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos

EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos EDITAL FAPESB Nº 002/2016 Apoio à Organização de Eventos Científicos e Tecnológicos A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, órgão vinculado à Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado

Leia mais

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC

APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS, TECNOLÓGICOS E DE INOVAÇÃO EDITAL Nº030/ 2015 - AREC O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio

Leia mais

EDITAL FAPESB 003/2014 Apoio à Organização de Eventos Científicos, Tecnológicos e/ou de Inovação e Empreendedorismo.

EDITAL FAPESB 003/2014 Apoio à Organização de Eventos Científicos, Tecnológicos e/ou de Inovação e Empreendedorismo. EDITAL FAPESB 003/2014 Apoio à Organização de Eventos Científicos, Tecnológicos e/ou de Inovação e Empreendedorismo. Edital para seleção de propostas para a Organização de Eventos de natureza científica,

Leia mais

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO Edital FAPERJ N. o 06/2007 PROGRAMA APOIO ÀS INSTITUIÇÕES DE PESQUISA SEDIADAS NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO O Governo do Estado do Rio de Janeiro, por intermédio da Secretaria de Estado de Ciência e Tecnologia,

Leia mais

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010

Edital FAPERJ n.º 17/2010 Parceria CAPES/FAPERJ PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO CAPES/FAPERJ 2010 Edital n.º 17/2010 Parceria / PROGRAMA EQUIPAMENTO SOLIDÁRIO / 2010 O Ministério da Educação, por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, e o Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS

EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS EDITAL FAPESB N o 025/2014 APOIO A PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU MESTRADOS PROFISSIONAIS A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, órgão vinculado à Secretaria de Ciência, Tecnologia

Leia mais

Processo de Seleção de Novos Empreendimentos para a Broto Incubadora de Biotecnologia

Processo de Seleção de Novos Empreendimentos para a Broto Incubadora de Biotecnologia Processo de Seleção de Novos Empreendimentos para a Broto Incubadora de Biotecnologia EDITAL 01/2016 O Reitor da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS, no uso de suas atribuições, torna pública

Leia mais

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT

PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT PROGRAMA DE APOIO A ELABORAÇÃO DE DISSERTAÇÃO OU TESE EDITAL FAPEMA Nº 016/2015 - PAEDT O Governo do Estado do Maranhão e a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Inovação - SECTI, por meio da Fundação

Leia mais

EDITAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ INOVAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS N.º 12/2010

EDITAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ INOVAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS N.º 12/2010 EDITAL TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO DO ESTADO DO CEARÁ INOVAÇÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO NAS EMPRESAS N.º 12/2010 A FUNCAP, vinculada à Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior do Estado do

Leia mais

EDITAL Verde-Amarelo/ Parques Tecnológicos: FINEP 04/2002

EDITAL Verde-Amarelo/ Parques Tecnológicos: FINEP 04/2002 EDITAL Verde-Amarelo/ Parques Tecnológicos: FINEP 04/2002 O Ministério da Ciência e Tecnologia, em cumprimento às recomendações do Comitê Gestor do Programa de Estímulo à Interação Universidade-Empresa

Leia mais

Chamada de Propostas de Pesquisa na área de Mudanças Climáticas Globais Convênio FAPESP-FAPERJ

Chamada de Propostas de Pesquisa na área de Mudanças Climáticas Globais Convênio FAPESP-FAPERJ Chamada de Propostas de Pesquisa na área de Mudanças Climáticas Globais Convênio FAPESP-FAPERJ 1) Introdução A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo FAPESP e a Fundação de Amparo à Pesquisa

Leia mais

EDITAL FAPESB 010/2014 APOIO A CRIAÇÃO OU FORTALECIMENTO DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM INOVAÇÃO PROGRAMA EMPREENDE BAHIA

EDITAL FAPESB 010/2014 APOIO A CRIAÇÃO OU FORTALECIMENTO DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM INOVAÇÃO PROGRAMA EMPREENDE BAHIA EDITAL FAPESB 010/2014 APOIO A CRIAÇÃO OU FORTALECIMENTO DE CURSOS DE ESPECIALIZAÇÃO EM INOVAÇÃO PROGRAMA EMPREENDE BAHIA A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, Fundação de direito

Leia mais

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA 2015.2

EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA 2015.2 EDITAL DE CONVOCAÇÃO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE APOIO A PROJETOS DE PESQUISA 2015.2 A Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão Comunitária da Universidade Salvador UNIFACS torna público e convoca

Leia mais

EDITAL FAPESB N o FRUTICULTURA NO ESTADO DA BAHIA 001/2014 - APOIO A SOLUÇÕES INOVADORAS PARA A

EDITAL FAPESB N o FRUTICULTURA NO ESTADO DA BAHIA 001/2014 - APOIO A SOLUÇÕES INOVADORAS PARA A EDITAL FAPESB N o FRUTICULTURA NO ESTADO DA BAHIA 001/2014 - APOIO A SOLUÇÕES INOVADORAS PARA A A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia FAPESB, Fundação de Direito Público vinculada à Secretaria

Leia mais

PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015

PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015 PROGRAMA DE FOMENTO AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ESTADO DO PIAUÍ CHAMADA PÚBLICA FAPEPI N.º 001/2015 Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí FAPEPI torna público o lançamento

Leia mais

EDITAL FAPES Nº 003/2010

EDITAL FAPES Nº 003/2010 EDITAL FAPES Nº 003/2010 Seleção de propostas a serem apresentadas pelos Programas de Pósgraduação stricto sensu do estado do Espírito Santo, visando à concessão de quotas de bolsas para formação de recursos

Leia mais

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL

PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL CHAMADA PÚBLICA 21/2015 PROGRAMA DE BOLSAS FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA & RENAULT DO BRASIL A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná (FA) em parceria com o Renault do Brasil

Leia mais

EDITAL Seleção para apoio a implantação de projetos que contribuam com o Desenvolvimento Territorial

EDITAL Seleção para apoio a implantação de projetos que contribuam com o Desenvolvimento Territorial FUNDO MULTILATERAL DE INVESTIMENTOS PROGRAMA REGIONAL DE FORMAÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO LOCAL COM INCLUSÃO SOCIAL- ConectaDEL EDITAL Seleção para apoio a implantação de projetos que contribuam

Leia mais

Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR

Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE AVIAÇÃO CIVIL SECRETARIA DE NAVEGAÇÃO AÉREA CIVIL Programa de Treinamento de Profissionais de Aeroportos TREINAR EDITAL Nº 04/2016 SENAV/SAC-PR A Secretaria de Navegação

Leia mais

1. CONCEITOS 2. DOS OBJETIVOS DA PRÉ-INCUBAÇÃO

1. CONCEITOS 2. DOS OBJETIVOS DA PRÉ-INCUBAÇÃO Instituto Federal do Espírito Santo IFES Programa de pré-incubação do Núcleo Incubador Campus Colatina e Itapina Edital de Seleção de Empreendimentos de Base Tecnológica - Nº 01/2014 Os Diretores Gerais

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-INFO- 01/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS DE PROJETOS INOVADORES EM SOFTWARE

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-INFO- 01/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS DE PROJETOS INOVADORES EM SOFTWARE CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP CT-INFO- 01/2006 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS DE PROJETOS INOVADORES EM SOFTWARE 1. OBJETIVO O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA MCT, por intermédio da Financiadora de Estudos

Leia mais

INCUBADORA DE EMPRESAS I-DEIA EDITAL 01/2011 PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO

INCUBADORA DE EMPRESAS I-DEIA EDITAL 01/2011 PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO INCUBADORA DE EMPRESAS I-DEIA EDITAL 01/2011 PROCEDIMENTOS PARA O PROCESSO SELETIVO FEVEREIRO DE 2011 Telefones: (66) 3422 2461 / 6710 1 1. Apresentação da Incubadora de Empresas I-deia A Incubadora I-deia

Leia mais

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS EDITAL FAPES N 003/2012 - ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS ALTERADO PELA DIREX NA 219ª REUNIÃO ORDINÁRIA Chamada Pública para seleção de propostas para auxílio financeiro à organização de eventos técnicocientíficos

Leia mais

Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS

Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS Edital FPTI-BR N 029/2013 PROCESSO FPTI-BR N 0003/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA CONCESSÃO DE APOIO A ORGANIZAÇÃO E REALIZAÇÃO DE EVENTOS A Fundação Parque Tecnológico Itaipu Brasil, em parceria com a

Leia mais

REGULAMENTO CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS

REGULAMENTO CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS REGULAMENTO CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS apoio: organização: CATEGORIA MICRO, PEQUENAS E MÉDIAS EMPRESAS PRÊMIO NACIONAL DE CONSERVAÇÃO E USO RACIONAL DE ENERGIA EDIÇÃO 2009 1 O PRÊMIO Instituído

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010

CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 CHAMADA PÚBLICA SEBRAE-TO / SECT-TO INOVA TOCANTINS / PAPPE INTEGRAÇÃO - Nº 01 / 2010 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO À PESQUISA, DESENVOLVIMENTO E INOVAÇÃO EM MICROEMPRESAS E EMPRESAS DE PEQUENO

Leia mais

EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC

EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC EDITAL FAPAC_CAPES_006/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO ACORDO CAPES/FAPAC O Governo do Estado do Acre, por meio da FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO ACRE (FAPAC) em parceria com a COORDENAÇÃO

Leia mais

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA URI URINOVA EDITAL Nº 004/2015 SELEÇÃO DE PROJETOS NO PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INTERNA

INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA URI URINOVA EDITAL Nº 004/2015 SELEÇÃO DE PROJETOS NO PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INTERNA INCUBADORA DE EMPRESAS DE BASE TECNOLÓGICA DA URI URINOVA EDITAL Nº 004/2015 SELEÇÃO DE PROJETOS NO PROGRAMA DE INCUBAÇÃO INTERNA A Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões URI, Campus

Leia mais

REGULAMENTO PROGRAMA INVENTIVA

REGULAMENTO PROGRAMA INVENTIVA REGULAMENTO PROGRAMA INVENTIVA 1. OBJETIVO 1.1. O Programa Inventiva tem como objetivo apoiar a construção de protótipos de produtos inovadores no Estado de Minas Gerais. 2. BENEFICIÁRIOS 2.1. Podem ser

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 16/2011

EDITAL FAPEMIG 16/2011 EDITAL FAPEMIG 16/2011 PROGRAMA ESTRUTURADOR REDE DE INOVAÇÃO TECNOLÓGICA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA MESTRES E DOUTORES A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação

Leia mais

1. OBJETIVO 2. CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS

1. OBJETIVO 2. CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS 1. OBJETIVO O referido Edital tem como principal objetivo o fortalecimento da pós-graduação stricto sensu no Estado, através do apoio a projetos de implantação, ampliação, recuperação e/ou modernização

Leia mais

Edital nº 06/2003 Programa Sul-Americano de Apoio às Atividades de Cooperação em Ciência e Tecnologia - PROSUL

Edital nº 06/2003 Programa Sul-Americano de Apoio às Atividades de Cooperação em Ciência e Tecnologia - PROSUL Edital nº 06/2003 Programa Sul-Americano de Apoio às Atividades de Cooperação em Ciência e Tecnologia - PROSUL Chamada para apoio a atividades de cooperação em Projetos de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO

EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO EDITAL FAPERGS/CAPES 14/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e a COORDENAÇÃO DE APERFEIÇOAMENTO DE PESSOAL DE NÍVEL SUPERIOR - CAPES

Leia mais

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS

Governo do Estado do Rio Grande do Sul Secretaria do Turismo, Esporte e do Lazer Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul - FUNDERGS EDITAL Nº 03/2015 PEQUENAS OBRAS E REFORMAS EM GINÁSIOS ESPORTIVOS, CANCHAS, QUADRAS ESPORTIVAS, ESTÁDIOS, CAMPOS DE FUTEBOL E OUTROS ESPAÇOS DESTINADOS À PRÁTICA DE ESPORTES E AQUISIÇÃO DE EQUIPAMENTOS

Leia mais

Edital. Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância

Edital. Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância Edital Ações para o desenvolvimento integral na Primeira Infância 1. OBJETIVO 1.1. Este edital tem o objetivo de apoiar financeiramente projetos de extensão universitária voltados a ações para o desenvolvimento

Leia mais

EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL

EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL EDITAL FAPERGS/IBRAVIN 13/2014 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO PROFISSIONAL A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e o INSTITUTO BRASILEIRO DO VINHO IBRAVIN tornam público

Leia mais

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES

EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES EDITAL PROPI Nº 009/2014 EDITAL DO INVENTOR: DESENVOLVIMENTO DE PROJETOS INOVADORES COM GERAÇÃO DE PATENTES O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

2.2.1. Caso seja protocolado mais de 01 (um) projeto, será aceito o último projeto protocolado.

2.2.1. Caso seja protocolado mais de 01 (um) projeto, será aceito o último projeto protocolado. EDITAL DE CONCURSO N 002/2015 8 EDITAL DO FUNDO MUNICIPAL DE APOIO À CULTURA A FUNDAÇÃO CULTURAL DE BRUSQUE, inscrita no CNPJ sob o nº 04.894.677/0001-71, com sede na Rua Germano Schaefer, 110 Praça da

Leia mais

1. OBJETIVO 2. DADOS FINANCEIROS E ORÇAMENTÁRIOS

1. OBJETIVO 2. DADOS FINANCEIROS E ORÇAMENTÁRIOS 1. OBJETIVO O referido Edital tem por objetivo apoiar o desenvolvimento da pesquisa científica e/ou tecnológica no estado, através da presença, nas instituições baianas, de pesquisadores estrangeiros renomados

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa

Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa Chamada Pública 15/2014 Programa de Apoio à Organização de Eventos das Associações ou Sociedades Técnico Científicas e Institutos de Pesquisa A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico

Leia mais

EDITAL Nº 135 /2010 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010 SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET- MG NASCENTE ARAXÁ

EDITAL Nº 135 /2010 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010 SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET- MG NASCENTE ARAXÁ EDITAL Nº 135 /2010 DE 22 DE NOVEMBRO DE 2010 SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET- MG NASCENTE ARAXÁ O DIRETOR-GERAL DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA

GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO MARANHÃO PROGRAMA MARANHÃO MAIS MÚSICA EDITAL FAPEMA Nº 43/2013 MÚSICA PRORROGAÇÃO Atividades Datas Data

Leia mais

EDITAL FAPESB 0024/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA PREMIAÇÃO - CONCURSO IDEIAS INOVADORAS 2013 -

EDITAL FAPESB 0024/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA PREMIAÇÃO - CONCURSO IDEIAS INOVADORAS 2013 - EDITAL FAPESB 0024/2013 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA PREMIAÇÃO - CONCURSO IDEIAS INOVADORAS 2013 - A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia Fapesb, Fundação de direito público, vinculada a Secretaria

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DO EDITAL Nº 002/2013 PROJETOS ESPECIAIS

CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DO EDITAL Nº 002/2013 PROJETOS ESPECIAIS CHAMADA PÚBLICA DE PATROCÍNIO AVISO DO EDITAL Nº 002/2013 PROJETOS ESPECIAIS DO OBJETO: Este Edital de Chamada Pública de Patrocínio visa promover a seleção de projetos especiais a serem patrocinados pelo

Leia mais

EDITAL N. 09/2006 FAPEMA/FINEP

EDITAL N. 09/2006 FAPEMA/FINEP EDITAL N. 09/2006 FAPEMA/FINEP FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO E TECNOLOGICO DO MARANHÃO FAPEMA, em parceria com a FINANCIADORA DE ESTUDOS E PROJETOS FINEP, tornam público

Leia mais

Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos

Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos Universidade Aberta do Brasil Edital Nº. 02 de 31 de julho de 2009 DED/CAPES Edital Pró-Equipamentos A Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior CAPES, sediada no Setor Bancário

Leia mais

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL.

Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Edital Nº 04/2015 DEPE DISPÕE SOBRE A SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE PESQUISA NA SANTA CASA DE MISERICÓRDIA DE SOBRAL. Período 2015/2016 O Diretor da Santa Casa de Misericórdia de Sobral,

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 13/2013 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS Nº. 044/2008. Seleção Pública de Projetos para a Fábrica de Empreendimentos do EDE/FPTI-BR

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS Nº. 044/2008. Seleção Pública de Projetos para a Fábrica de Empreendimentos do EDE/FPTI-BR Seleção Pública de Projetos para a Fábrica de Empreendimentos do EDE/FPTI-BR A Fundação Parque Tecnológico Itaipu Brasil (FPTI), torna público que estão abertas as inscrições para o processo de seleção

Leia mais

REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO

REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO REGULAMENTO DO PRÊMIO MELHORES PRÁTICAS DE ESTÁGIO 11ª EDIÇÃO 1. O Prêmio 1.1. O Prêmio Melhores Práticas de Estágio, iniciativa do Fórum de Estágio da Bahia, de periodicidade anual, é destinado a identificar

Leia mais

Este tutorial tem por finalidade facilitar o cadastramento das propostas que serão submetidas à Fapesb.

Este tutorial tem por finalidade facilitar o cadastramento das propostas que serão submetidas à Fapesb. Este tutorial tem por finalidade facilitar o cadastramento das propostas que serão submetidas à Fapesb. Publicação: 04 de março de 2015 Objetivo Apoiar projetos de desenvolvimento tecnológico e/ou inovação,

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO

CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO 1 OBJETIVO CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 02/2013 PROGRAMA FAPESC DE RECURSOS HUMANOS EM CTI MESTRADO E DOUTORADO A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina FAPESC, em parceria com

Leia mais

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA

EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA EDITAL FACEPE 14/2008 PROGRAMA DE BOLSAS DE INCENTIVO ACADÊMICO - BIA A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Pernambuco FACEPE convida as universidades públicas de Pernambuco, federais ou estaduais,

Leia mais

Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos, de Extensão e Difusão Acadêmica

Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos, de Extensão e Difusão Acadêmica 1 Chamada de Projetos 01/2011 Programa de Apoio à Organização de Eventos Técnico-Científicos, de Extensão e Difusão Acadêmica A FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP/CT- INFO - Grade - 01/2004 SELEÇÃO PÚBLICA DE PROPOSTAS PARA APOIO A PROJETOS DE INOVAÇÃO EM COMPUTAÇÃO EM GRADE APLICADA À ÁREA DE GOVERNO 1. OBJETIVO O MINISTÉRIO DA CIÊNCIA

Leia mais

MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia

MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia MINUTA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 Fortalecimento da Ciência: Raça e Etnia TERMOS DA CHAMADA PÚBLICA N 003/2008 A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás FAPEG, em consonância com o Pacto Goiano

Leia mais

CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2015 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FUNCAP

CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2015 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FUNCAP CHAMADA PARA O PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2014/2015 DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DA FUNCAP CHAMADA Nº. 13/2013 DETALHAMENTO GERAL INTRODUÇÃO A (FUNCAP), vinculada

Leia mais

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO

1. DA AUTORIZAÇÃO 2. DO OBJETO MINISTÉRIO DAS COMUNICAÇÕES SECRETARIA DE INCLUSÃO DIGITAL AVISO DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 02, DE 4 DE OUTUBRO DE 2012 PROGRAMA COMPUTADORES PARA INCLUSÃO A União, por intermédio da Secretaria de Inclusão

Leia mais

PROGRAMA DE MONITORIA FACIIP REGULAMENTO

PROGRAMA DE MONITORIA FACIIP REGULAMENTO PROGRAMA DE MONITORIA FACIIP REGULAMENTO Capitulo I Do Programa Art.1 O presente regulamento do Programa de Monitoria estabelece as regras para o exercício da monitoria por alunos regularmente matriculados

Leia mais

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014

EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014 EDITAL PARA SELEÇÃO DE PROJETOS SOCIAIS 2014 1. DO OBJETO 1.1. O presente edital tem por objeto realizar uma chamada pública nacional para seleção de projetos sociais. O edital destina-se às organizações

Leia mais

Edital Pronametro nº 1/2014

Edital Pronametro nº 1/2014 Serviço Público Federal MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO EXTERIOR INSTITUTO NACIONAL DE METROLOGIA NORMALIZAÇÃO, QUALIDADE E TECNOLOGIA - INMETRO Edital Pronametro nº 1/2014 Programa

Leia mais

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG

EDITAL 10/2014. PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG EDITAL 10/2014 PROGRAMA MINEIRO DE PÓS-DOUTORADO PMPD lli ACORDO CAPES/FAPEMIG A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, atendendo à orientação programática da Secretaria de Estado

Leia mais

Programa Bolsa-Sênior

Programa Bolsa-Sênior CHAMADA PÚBLICA 09/2015 Programa Bolsa-Sênior A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná divulga a presente Chamada Pública e convida as instituições de ensino

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO DIRETORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO COORDENAÇÃO DE PROJETOS EDUCACIONAIS EDITAL Nº 001/14 PROEN/DE, de 17 de fevereiro de 2014. PROGRAMA

Leia mais

EDITAL DE PROJETOS INSTITUTO LOJAS RENNER E ONU MULHERES - 2016

EDITAL DE PROJETOS INSTITUTO LOJAS RENNER E ONU MULHERES - 2016 EDITAL DE PROJETOS INSTITUTO LOJAS RENNER E ONU MULHERES - 2016 1. DO OBJETO 1.1. O presente edital tem por objeto realizar uma chamada pública nacional para a seleção de projetos que contribuam para o

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPREENDEDORA, SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO EM COOPERATIVAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPREENDEDORA, SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO EM COOPERATIVAS UNIVERSIDADE FEDERAL DO TOCANTINS PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO MBA EM GESTÃO EMPREENDEDORA, SUSTENTABILIDADE E INOVAÇÃO EM COOPERATIVAS EDITAL Nº 1/2013 PROCESSO DE SELEÇÃO A Universidade Federal

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RONDÔNIA PROCESSO DE SELEÇÃO DE PROJETOS PARA O PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA DO CNPQ MODALIDADES: PIBIC E PIBITI / 2013 2014 EDITAL Nº 65/PROPESP/IFRO, DE 22 DE JULHO DE

Leia mais

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE CURSINHOS POPULARES DO IFSP EDITAL Nº 593, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015

PROGRAMA INSTITUCIONAL DE CURSINHOS POPULARES DO IFSP EDITAL Nº 593, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015 PROGRAMA INSTITUCIONAL DE CURSINHOS POPULARES DO IFSP EDITAL Nº 593, DE 28 DE OUTUBRO DE 2015 O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), por meio de sua Pró-reitoria de

Leia mais

EDITAL FAPESB 0016/2014 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA PREMIAÇÃO - CONCURSO IDEIAS INOVADORAS 2014 -

EDITAL FAPESB 0016/2014 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA PREMIAÇÃO - CONCURSO IDEIAS INOVADORAS 2014 - EDITAL FAPESB 0016/2014 SELEÇÃO DE PROPOSTAS PARA PREMIAÇÃO - CONCURSO IDEIAS INOVADORAS 2014 - A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia Fapesb, Fundação de direito público, vinculada a Secretaria

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO PIC/PIBITI/UniCEUB EDITAL DE 2016 O reitor do Centro Universitário de Brasília UniCEUB, no uso de suas atribuições legais e estatutárias,

Leia mais

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE

EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE EDITAL FAPERGS/CAPES 013/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE MESTRADO NAS ÁREAS DE ENSINO DE CIÊNCIAS, MATEMÁTICA E HUMANIDADES CMH A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS e em parceria

Leia mais

Empreendedorismo Negócios

Empreendedorismo Negócios CONCURSO DE IDEIAS Empreendedorismo Negócios Enquadramento O Concurso de Ideias apresenta como objetivo desenvolver o espírito empreendedor da população em geral, contribuindo desta forma para a promoção

Leia mais

BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE

BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE BANCO DO NORDESTE DO BRASIL S.A. BNB ESCRITÓRIO TÉCNICO DE ESTUDOS ECONÔMICOS DO NORDESTE ETENE AVISO ETENE/FUNDECI - 07/2007 APOIO A ELABORAÇÃO DE TESES E DISSERTAÇÕES SOBRE DESENVOLVIMENTO DO NORDESTE

Leia mais

2 CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS

2 CLASSIFICAÇÃO DOS PROJETOS GOVERNO DO ESTADO DO MARANHÃO FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DO ESTADO DO MARANHÃO APOIO A PROJETOS DE PESQUISA EDITAL UNIVERSAL/FAPEMA EDITAL FAPEMA Nº 40/2014. O Governo

Leia mais

Ministério da Saúde FIOCRUZ Fundação Oswaldo Cruz Instituto Oswaldo Cruz

Ministério da Saúde FIOCRUZ Fundação Oswaldo Cruz Instituto Oswaldo Cruz Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Biologia Computacional e Sistemas CHAMADA DE SELEÇÃO PÚBLICA de Candidatos ao Programa de Pós-Graduação Stricto sensu em Biologia Computacional e Sistemas em

Leia mais

Serão oferecidas 35 vagas (trinta e cinco vagas) vagas, conforme os critérios definidos no presente edital.

Serão oferecidas 35 vagas (trinta e cinco vagas) vagas, conforme os critérios definidos no presente edital. UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PRÓ REITORIA DE PÓS GRADUAÇÃO E PESQUISA E PÓS GRADUAÇÃO UFBA FACULDADE DE FARMÁCIA NÚCLEO DE ESTUDO E PESQUISA EM ASSISTÊNCIA FARMACÊUTICA NEPAF EDITAL INTERNO Nº 01/2012

Leia mais

EDITAL Associação Aliança Empreendedora Projeto Geração Empreendedora 1/2014

EDITAL Associação Aliança Empreendedora Projeto Geração Empreendedora 1/2014 EDITAL Associação Aliança Empreendedora Projeto Geração Empreendedora 1/2014 EDITAL PARA TRANSMISSÃO DE METODOLOGIA DE APOIO A MICROEMPREENDEDORES INDIVIDUAIS A Aliança Empreendedora é uma organização

Leia mais

ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS. EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA 2015.1 / e-labora (PROJETOS DE PESQUISA APLICADA)

ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS. EDITAL DE SELEÇÃO DE PROJETOS DE PESQUISA 2015.1 / e-labora (PROJETOS DE PESQUISA APLICADA) ESCOLA DE ENGENHARIAS E CIÊNCIAS EXATAS (PROJETOS DE PESQUISA APLICADA) 1. EDITAL A Universidade Potiguar UnP, através da Escola de Engenharias e Ciências Exatas, torna público o presente Edital, pelo

Leia mais

CHAMADA CNPq/MCT - MZ nº 047/2012

CHAMADA CNPq/MCT - MZ nº 047/2012 CHAMADA CNPq/MCT - MZ nº 047/2012 CHAMADA PROCESSO DE INSCRIÇÃO 2012 DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO CNPq / MINISTÉRIO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MOÇAMBIQUE DETALHAMENTO GERAL 1. INTRODUÇÃO O Conselho Nacional

Leia mais

EDITAL Nº29-22/03/2013 DEDC SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS E PROJETOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET-MG NASCENTE EM LEOPOLDINA.

EDITAL Nº29-22/03/2013 DEDC SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS E PROJETOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET-MG NASCENTE EM LEOPOLDINA. EDITAL Nº29-22/03/2013 DEDC SELEÇÃO DE NOVOS EMPREENDIMENTOS E PROJETOS PARA INSTALAÇÃO NA INCUBADORA DE EMPRESAS DO CEFET-MG NASCENTE EM LEOPOLDINA. O DIRETOR-GERAL DO CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA

Leia mais

EDITAL PROPPI Nº 005/2015 - Apoio à Edição de Periódicos Científicos do IFRS

EDITAL PROPPI Nº 005/2015 - Apoio à Edição de Periódicos Científicos do IFRS EDITAL PROPPI Nº 005/2015 - Apoio à Edição de Periódicos Científicos do IFRS O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul

Leia mais

1. Objetivo. 2. Elegibilidades e restrições

1. Objetivo. 2. Elegibilidades e restrições Edital FAPERJ Nº 16/2015 Programa Apoio à Implantação, Recuperação e Modernização da Infraestrutura para Pesquisa nas Universidades Estaduais do Rio de Janeiro 2015 O Governo do Estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais

Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais Chamada Pública nº 03/2012 Programa de Fluxo Contínuo para Apoio a Projetos Especiais A FUNDAÇÃO ARAUCÁRIA de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná, em conformidade com suas finalidades,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE INSTITUTO METRÓPOLE DIGITAL INOVA METRÓPOLE EDITAL DE PRÉ-INCUBAÇÃO Nº 02/2015 INOVA METRÓPOLE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE INSTITUTO METRÓPOLE DIGITAL INOVA METRÓPOLE EDITAL DE PRÉ-INCUBAÇÃO Nº 02/2015 INOVA METRÓPOLE EDITAL DE PRÉ-INCUBAÇÃO Nº 02/2015 A Inova Metrópole, incubadora de empresas do Instituto Metrópole Digital (IMD) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), torna pública a abertura de processo

Leia mais

EDITAL FAPERGS 02/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NO INSTITUTO PASTEUR DA COREIA DO SUL

EDITAL FAPERGS 02/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NO INSTITUTO PASTEUR DA COREIA DO SUL EDITAL FAPERGS 02/2012 PROGRAMA DE BOLSAS DE ESTUDO NO INSTITUTO PASTEUR DA COREIA DO SUL A FUNDAÇÃO DE AMPARO À PESQUISA DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FAPERGS torna público o presente Edital aos estudantes

Leia mais

APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS

APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS APOIO À DIFUSÃO DE AMBIENTE DE INOVAÇÃO EM TECNOLOGIA DIGITAL NO ESTADO DO MARANHÃO EDITAL Nº 035 / 2015 STARTUPS PRORROGADO Data limite para submissão eletrônica das propostas: 23/10/2015 O Governo do

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa e Inovação. EDITAL N o 1 2012/2013

Universidade Federal de Itajubá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa e Inovação. EDITAL N o 1 2012/2013 Universidade Federal de Itajubá Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Diretoria de Pesquisa e Inovação A Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação da Universidade Federal de Itajubá, responsável pela

Leia mais

EDITAL SEDETEC Nº 04, DE 15 DE OUTUBRO DE 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROCESSO SELETIVO PARA A INCUBAÇÃO DE EMPRESAS

EDITAL SEDETEC Nº 04, DE 15 DE OUTUBRO DE 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROCESSO SELETIVO PARA A INCUBAÇÃO DE EMPRESAS EDITAL SEDETEC Nº 04, DE 15 DE OUTUBRO DE 2011 UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA PROCESSO SELETIVO PARA A INCUBAÇÃO DE EMPRESAS O SECRETÁRIO DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE

Leia mais

EDITAL N.º 001/FISA FUNEC- 2015

EDITAL N.º 001/FISA FUNEC- 2015 EDITAL N.º 001/FISA FUNEC- 2015 A Fundação Municipal de Educação e Cultura de Santa Fé do Sul FUNEC, no uso de suas atribuições legais, através da Coordenação do Núcleo de Pesquisa e Extensão NUPEx, torna

Leia mais

EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO.

EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. EDITAL PROPPI Nº 012/2015 APOIO A PROJETOS COOPERATIVOS DE PESQUISA APLICADA, DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO. O Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal de Educação,

Leia mais

RESUMO DA CHAMADA MCTI/DBT N º 17/2015 - Programa de Cooperação SEPED/MCTI/CNPq com o Departamento de Biotecnologia (DBT) do Ministério da Ciência e

RESUMO DA CHAMADA MCTI/DBT N º 17/2015 - Programa de Cooperação SEPED/MCTI/CNPq com o Departamento de Biotecnologia (DBT) do Ministério da Ciência e RESUMO DA CHAMADA MCTI/DBT N º 17/2015 - Programa de Cooperação SEPED/MCTI/CNPq com o Departamento de Biotecnologia (DBT) do Ministério da Ciência e Tecnologia da Índia Salvador Out/2015 I CHAMADA A Secretaria

Leia mais

EDITAL Nº 003/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 25 DE MAIO DE 2016

EDITAL Nº 003/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 25 DE MAIO DE 2016 EDITAL Nº 003/2016/PR-PPGI/IFAM, DE 25 DE MAIO DE 2016 PROGRAMA DE APOIO À REALIZAÇÃO DE EVENTOS CIENTÍFICOS E TECNOLÓGICOS DE CURSOS STRICTU SENSO - PAESS A PR- PPGI, no uso de suas atribuições estatutárias,

Leia mais

EDITAL FAPEMIG 06/2014

EDITAL FAPEMIG 06/2014 EDITAL FAPEMIG 06/2014 BOLSA DE INCENTIVO À PESQUISA E AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DESTINADA A SERVIDOR PÚBLICO ESTADUAL A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais FAPEMIG, nos termos

Leia mais

EDITAL 001/2010-DAP/PROPESP/UFAM

EDITAL 001/2010-DAP/PROPESP/UFAM Universidade Federal do Amazonas Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação Departamento de Apoio à Pesquisa Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Cientifica Júnior - PIBICJR EDITAL 001/2010-DAP/PROPESP/UFAM

Leia mais

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR

EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR EDITAL FAPEPI N 008/2012 ACORDO CAPES/FAPEPI BOLSAS DE DOUTORADO E AUXÍLIO PARA DOCENTES DE INSTIUIÇÕES PÚBLICAS DE ENSINO SUPERIOR A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Piauí - FAPEPI, em conformidade

Leia mais

8º CONCURSO ESTADUAL DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2015 REALIZAÇÃO: SEBRAE/SC REGULAMENTO

8º CONCURSO ESTADUAL DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2015 REALIZAÇÃO: SEBRAE/SC REGULAMENTO 8º CONCURSO ESTADUAL DE PLANOS DE NEGÓCIO PARA UNIVERSITÁRIOS 2015 REALIZAÇÃO: SEBRAE/SC REGULAMENTO CAPÍTULO 1 DOS OBJETIVOS Art. 1º O Concurso Estadual de Planos de Negócio para Universitários é uma

Leia mais

EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO n o 01/2016

EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO n o 01/2016 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO UNIRIO Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa PROPG Diretoria de Pós-Graduação - DPG EDITAL PROGRAMA INOVA UNIRIO PROPG/DPG 2016 (IN-UNIRIO) Edital IN-UNRIO

Leia mais