Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social"

Transcrição

1 Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social

2 Missão do Instituto Ethos Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente responsável, tornando-as parceiras na construção de uma sociedade sustentável e justa.

3 Visão Um novo modelo de desenvolvilmento demanda novos processos na economia Verde Inclusiva Responsável Garantindo uma relação amigável entre os processos prdutivos da sociedade e naturais Condições de vida decentes para toda a população, erradicação da pobreza e redução das desigualdades sociais, políticas e econômicas. Sistema de integridade e trasnparência, essencial para as condições de sucesso de uma nova economia.

4 Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Instituto Ethos Apoio: Siemens Integrity Initiative

5 A realização da Copa do Mundo e Jogos Olímpicos nos traz uma oportunidade e um desafio: reunir esportes, um importante vetor de fortalecimento da unidade da nação, com a promoção da transparência, integridade e combate à corrupção Aproveitar os investimentos dos jogos para realmente perpetuar um conjunto de bens materiais e imateriais, de estrutura e valores, gerados a partir de um ciclo virtuoso de desenvolvimento social.

6 Objetivos Transparência Integridade O objetivo geral do projeto é promover maior transparência e integridade sobre os investimentos de infraestrutura da Copa do Mundo de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016 através da criação de mecanismos de ações coletivas, monitoramento e controle social. Controle Social

7 Ações coletivas Para aumentar o nível de transparência, integridade e controle social, o projeto prevê a realização de ações coletivas com grande engajamento do setor público, da sociedade civil, de empresas ligadas aos setores estratégicos selecionados e de organizações dos trabalhadores.

8 Gestão Comitês de Ação Coletiva Comitês Nacionais Comitê Nacional de Coordenação e mobilização 2 Comitês Nacionais Temáticos: Comitê Nacional Jurídico Comitê Nacional de Empresas e investidores 12 Comitês Locais de Mobilização - 12 sedes da Copa do Mundo e sedes dos Jogos Olímpicos

9 Objetivo: O Comitê Nacional tem o papel de orientar as atividades propostas e convergir agendas das demais iniciativas em andamento que tratam dos jogos, tais como impactos nas áreas de educação, políticas públicas de esporte, meio ambiente, trabalho decente e cidades sustentáveis. Comitê Nacional de Coordenação Composição: Secretaria Executiva: Instituto Ethos ABRACCI Amarribo Brasil Atletas pela Cidadania Central Única dos Trabalhadores CUT Confederação dos Servidores do Poder Legislativo e Tribunais de Contas do Brasil Confelegis Conselho Brasileiro de Construção Sustentável CBCS Conselho Federal de Engenharia, Arquitetura e Agronomia Confea Controladoria-Geral da União - CGU Escritório das Nações Unidas para Drogas e Crime UNODC Pacto Global Fundação AVINA Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor Idec Instituto Observatório Social Observatório das Metrópoles Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis

10 Estratégias 1. Acordos Setoriais 2. Indicadores de Transparência 3. Pactos de Transparência 4. Mobilização 5. Controle Social Parcerias internacionais

11 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Objetivos: 1. Avaliar a disponibilidade de um conjunto de informações, em formas de apresentação e canais de comunicação considerados adequados para garantir a transparência; 2. Avaliar a existência e funcionamento de mecanismos de participação; 3. Definir parâmetros e referências de transparência para a gestão pública.

12 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Conteúdo esperado: - Legislação, atos administrativos, planos, decisões, agendas, pautas, etc. - Acompanhamento de cada contrato / obra / compra - Orçamento e execução orçamentária

13 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Canais de informação: - Portal de Transparência - Local de atendimento (sala de transparência) - Telefone - Outras formas, como publicações impressas

14 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Mecanismos de participação: - Câmaras temáticas - Audiências públicas - Reunião com grupos diretamente atingidos - Ouvidoria

15 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Acessibilidade: A acessibilidade física e comunicacional para pessoas com deficiência será avaliada transversalmente: deve estar presente em todos os itens de conteúdo e presenciais, provocando um desconto de até 10% da avaliação final

16 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Pesos gerais: Informação Participação 30 70

17 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Pesos relativos: Informação Internet 60% Telefone 5% Presencial 25% Outros 10% Participação Pesos relativos iguais

18 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Construção dos Indicadores - Kairós Consultoria - Oficina com 10 organizações - Consulta aos Comitês Nacionais Jogos Limpos - Nota metodológica será publizada junto aos Indicadores

19 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Aplicação - Ofícios às 12 cidades-sede (prefeituras e Sec. Copa + GDF) com base na Lei de Acesso a Informação Conteúdo + canais de informação Plano geral da Copa (definição do conjunto) Fontes alternativas: matriz de responsabilidade, PPA, planos municipais Algumas questões: Como confirmar a exigibilidade por lei de audiências públicas? Como identificar todos os grupos diretamente atingidos? Plano de legado Objetivos: Definir o escopo de aplicação dos indicadores de transparência Avaliar a capacidade de atendimento à LAI

20 Retorno aos ofícios Quadro Geral Cidade-sede Data de protocolo do oficio Data de retorno Tempo de resposta Belo Horizonte 04/julho 03/agosto 30 dias Brasília 06/junho Sem resposta Cuiabá 30/maio Sem resposta Curitiba 21/maio 14/junho 24 dias Fortaleza 15/junho Sem resposta Manaus 28/junho 20/julho 22 dias Natal 19/junho Sem resposta Porto Alegre 29/maio 23/julho Recife 02/julho 31/julho 29 dias Rio de Janeiro 01/junho 23/julho 52 dias Salvador 10/julho 23/outubro São Paulo 30/maio 30/junho 30 dias

21 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Câmara de Transparência - Objetivo de construir políticas públicas que possibilitem substanciar as cidades-sede e entidades envolvidas na busca de soluções inteligentes para garantir a transparência e a publicidade das ações preparatórias para a Copa do Mundo FIFA 2014, além de incrementar a interlocução com os principais atores da transparência nas Cidades Sedes. - Criada pelo governo federal, coordenada pelo Ministério do Esporte, CGU e AGU - Participação das 12 cidades-sede -Participação da sociedade civil - Apresentação da metodologia e diálogo com os participantes da Câmara de Transparência

22 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Eventos Eleições, Copa e Olimpíadas / Pacto de Transparência Municipal Adesão dos candidatos a prefeito das cidades-sede a 3 compromissos: Programa Cidades Sustentáveis (ações para o desenvolvimento sustentável das cidades) Termo de Compromisso Cidades do Esporte (garantia do acesso ao esporte pela população) Pacto pela Transparência (transparência nos gastos públicos) Compromisso público com os Indicadores de Transparência Municipal Organizações promotoras: Atletas pela Cidadania, Instituto Ethos por meio do projeto Jogos Limpos, Rede Social Brasileira por Cidades Justas Sustentáveis e a Fundação Avina Organizações dos comitês locais + parceiros locais

23 Sistema de Indicadores de Transparência Municipal Lançamento: 15ª IACC Conferência Internacional Anticorrupção A IACC é o principal fórum mundial que reúne chefes de estado, sociedade civil e os setores público e privado para debater o combate à corrupção É realizada a cada dois anos em uma região diferente do mundo e em, em 2012, o Brasil foi escolhido para sediar o evento 7 a 10 de novembro - Brasília

24 Temas: Agentes de mudanças: como transformar a onda de mobilizações contra a corrupção pelo mundo em mudanças reais e irreversíveis, conectando indivíduos e movimentos pelo mundo. Impunidade: soluções e repostas contra a impunidade. Pós Rio+20: estamos em um caminho para um futuro transparente e sustentável? Dinheiro Público: como garantir a transparência e o controle social da gestão pública ações de todos os setores da sociedade. Corrupção nos esportes: jogos limpos dentro e fora de campo Copa 2014 e Olimpíadas Transição de governos e corrupção: como garantir transições políticas que levem a governos justos e transparentes. Agenda global de governança contra a corrupção.

Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios

Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Instituto Ethos Apoio: Siemens Integrity Initiative www.jogoslimpos.org.br Objetivos O objetivo geral do projeto é promover maior transparência e integridade sobre

Leia mais

Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios

Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Instituto Ethos Apoio: Siemens Integrity Initiative www.jogoslimpos.org.br Objetivos Transparência Integridade O objetivo geral do projeto é promover maior transparência

Leia mais

Paulo Itacarambi 6º Encontro de Lideranças CONFEA Brasília, 21 de fevereiro de 2011

Paulo Itacarambi 6º Encontro de Lideranças CONFEA Brasília, 21 de fevereiro de 2011 Combate à corrupção Promovendo uma economia responsável Paulo Itacarambi 6º Encontro de Lideranças CONFEA Brasília, 21 de fevereiro de 2011 Instituto Ethos Quem somos? Fundado em 1998 Missão Mobilizar,

Leia mais

CTNDT - CÂMARA TEMÁTICA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO

CTNDT - CÂMARA TEMÁTICA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO CTNDT - CÂMARA TEMÁTICA NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO TURÍSTICO ESTRUTURA DA APRESENTAÇÃO PAUTA HISTÓRICO CTNDT / METODOLOGIA DE TRABALHO CTNDT / PROPOSTA DE TEMAS PARA DEBATE/EIXO TEMÁTICO HISTÓRICO BRASIL

Leia mais

PROJETO DA REDE SOCIAL BRASILEIRA POR CIDADES JUSTAS E SUSTENTÁVEIS

PROJETO DA REDE SOCIAL BRASILEIRA POR CIDADES JUSTAS E SUSTENTÁVEIS PROJETO DA REDE SOCIAL BRASILEIRA POR CIDADES JUSTAS E SUSTENTÁVEIS 1 Índice I. Problema e Oportunidade...03 II. Objetivo geral e específicos...05 III. Resultados esperados e meios de sua verificação...07

Leia mais

1. Garantir a educação de qualidade

1. Garantir a educação de qualidade 1 Histórico O Pacto pela Juventude é uma proposição das organizações da sociedade civil, que compõem o Conselho Nacional de Juventude, para que os governos federal, estaduais e municipais se comprometam

Leia mais

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para

Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para Code-P0 Preparação do país para a Copa do Mundo 2014 e a herança para a engenharia brasileira O Mundial e o Desenvolvimento Federação Nacional dos Engenheiros (FNE) Manaus, 30 de março de 2012 Code-P1

Leia mais

Copa do Mundo de 2014. em Brasília. Prof. Dr. Rômulo Ribeiro PPG-FAU e FUP/UnB

Copa do Mundo de 2014. em Brasília. Prof. Dr. Rômulo Ribeiro PPG-FAU e FUP/UnB Copa do Mundo de 2014 em Brasília Prof. Dr. Rômulo Ribeiro PPG-FAU e FUP/UnB A Escolha A pergunta que nos move: Por que escolher cidades sem tradição em futebol? Brasília por ser capital do Brasil Será

Leia mais

MODELO DE GOVERNANÇA CTNDT AÇÕES EM CURSO NOMTur LINHAS DE FINANCIAMENTO

MODELO DE GOVERNANÇA CTNDT AÇÕES EM CURSO NOMTur LINHAS DE FINANCIAMENTO CONSELHO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL - CDES PLANO ESTRATÉGICO DO A COPA DO MUNDO FIFA 24/11/2010 PLANO ESTRATÉGICO DO TURISMO TURISMO BRASILEIRO BRASILEIRO PARA PARA A A COPA COPA DO DO MUNDO

Leia mais

Sobre o FOHB Nossa missão:

Sobre o FOHB Nossa missão: 20 de maio de 2014 Sobre o FOHB Criado em 2002, o FOHB Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil é uma entidade associativa sem fins lucrativos que representa importantes redes hoteleiras, nacionais e internacionais,

Leia mais

Programa Copa 2014 na Bahia Planejamento, Realizações e Legados do Mundial na Bahia. SINAENCO 18 de Maio de 2012

Programa Copa 2014 na Bahia Planejamento, Realizações e Legados do Mundial na Bahia. SINAENCO 18 de Maio de 2012 Programa Copa 2014 na Bahia Planejamento, Realizações e Legados do Mundial na Bahia SINAENCO 18 de Maio de 2012 AGENDA 1. Linha do Tempo 2. A Copa em números 3. Programa Copa 2014 na Bahia 4. Plano Diretor

Leia mais

MINISTÉRIO DAS CIDADES

MINISTÉRIO DAS CIDADES MINISTÉRIO DAS CIDADES Mobilidade Urbana Sustentável Seminário Infraestrutura turística, megaeventos e promoção da imagem do Brasil no exterior 16 e 17 de agosto de 2011 MINISTÉRIO DAS CIDADES MISSÃO Combate

Leia mais

Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios

Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Jogos Limpos Dentro e Fora dos Estádios Instituto Ethos Apoio: Siemens Integrity Initiative www.jogoslimpos.org.br A realização da Copa do Mundo e Jogos Olímpicos nos coloca uma oportunidade e um desafio:

Leia mais

A COPA DE 2014: IMPACTOS OU LEGADO PARA AS CIDADES-SEDES DO NORDESTE?.

A COPA DE 2014: IMPACTOS OU LEGADO PARA AS CIDADES-SEDES DO NORDESTE?. A COPA DE 2014: IMPACTOS OU LEGADO PARA AS CIDADES-SEDES DO NORDESTE?. AS CIDADES-SEDES DO NORDESTE. Hipótese: Os processos de reestruturação urbana implementados para as cidades sedes da região Nordeste

Leia mais

Sociedade no Acompanhamento da Parceria para. Governo Aberto. material de discussão. artigo_19_caderno.indd 1 16/04/12 01:21

Sociedade no Acompanhamento da Parceria para. Governo Aberto. material de discussão. artigo_19_caderno.indd 1 16/04/12 01:21 Sociedade no Acompanhamento da Parceria para Governo Aberto material de discussão artigo_19_caderno.indd 1 16/04/12 01:21 discussão sobre modelo de governança para a parceria para governo aberto no brasil

Leia mais

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada

Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada BRA-MEB001-100209-0 Copa do Mundo 2014: Oportunidades para o Brasil e para a iniciativa privada São Paulo, 9 de março de 2010 0 BRA-MEB001-100209-1 O que o Brasil quer com uma Copa do Mundo FIFA Mobilizar

Leia mais

Roteiro para Plano de Ação Paracatu MATERIAL BRUTO - DOCUMENTO INTERNO. Consultoria Maria Helena Cunha Ana Flávia Macedo

Roteiro para Plano de Ação Paracatu MATERIAL BRUTO - DOCUMENTO INTERNO. Consultoria Maria Helena Cunha Ana Flávia Macedo Roteiro para Plano de Ação Paracatu MATERIAL BRUTO - DOCUMENTO INTERNO Consultoria Maria Helena Cunha Ana Flávia Macedo 2013 ESTRUTURA DO PLANO DE AÇÃO CULTURAL Diagnóstico cultural; Desafios e oportunidades;

Leia mais

1) O que é o Projeto

1) O que é o Projeto 1) O que é o Projeto Instituições e órgãos públicos se mobilizam com o objetivo de amplificar as informações sobre direitos e garantias no Mundo do Trabalho. Esta é a definição do Projeto Mundos do Trabalho

Leia mais

Câmara Temática de Transparência

Câmara Temática de Transparência Câmara Temática de Transparência Relatório de atividades 2011-2014 APRESENTAÇÃO Este relatório mostra a síntese das atividades desenvolvidas na Câmara Temática de Transparência, entre os anos de 2011 e2014.

Leia mais

OFICINA DE PROMOÇÃO DE TRABALHO DECENTE NOS GRANDES EVENTOS - COPA DO MUNDO FIFA 2014 E JOGOS OLÍMPICOS DE 2016

OFICINA DE PROMOÇÃO DE TRABALHO DECENTE NOS GRANDES EVENTOS - COPA DO MUNDO FIFA 2014 E JOGOS OLÍMPICOS DE 2016 OFICINA DE PROMOÇÃO DE TRABALHO DECENTE NOS GRANDES EVENTOS - COPA DO MUNDO FIFA 2014 E JOGOS OLÍMPICOS DE 2016 ANTECEDENTES E JUSTIFICATIVA Desde 2003, o Brasil vem adotando iniciativas para a promoção

Leia mais

Projeto GT de Empresas do Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção

Projeto GT de Empresas do Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção Projeto GT de Empresas do Pacto Empresarial pela Integridade e contra a Corrupção O Pacto Empresarial pela Integridade e Contra a Corrupção Com 3 anos de existência, a secretaria executiva do Pacto Empresarial

Leia mais

Educar para a Ética. XII Seminário de Ética na Gestão - Ética, Política e Verdade

Educar para a Ética. XII Seminário de Ética na Gestão - Ética, Política e Verdade PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA DO BRASIL CONTROLADORIA-GERAL DA UNIÃO CGU Educar para a Ética XII Seminário de Ética na Gestão - Ética, Política e Verdade Mário Vinícius Spinelli Secretário de Prevenção da Corrupção

Leia mais

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO

DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO DIRETRIZES GERAIS PARA UM PLANO DE GOVERNO Ações de Inclusão Social e de Combate à Pobreza Modelo Próprio de Desenvolvimento Infra-estrutura para o Desenvolvimento Descentralizado Transparência na Gestão

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro 2 dias para a copa O estudo Principais mercados emissores Chegadas internacionais nas cidades sede Pernoites no Brasil durante o último jogo O estudo

Leia mais

Balanço das Experiências de Controle Social no Brasil

Balanço das Experiências de Controle Social no Brasil Balanço das Experiências de Controle Social no Brasil IX Congresso de Gestão Pública - CONGESP RN NATAL 13 de agosto de 2015 AMARRIBO BRASIL Lizete Verillo AMARRIBO BRASIL - INÍCIO Fundação Novembro/1999

Leia mais

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados

Mobilidade Urbana. Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Mobilidade Urbana Linhas gerais, resultados e desafios selecionados Apresentação A política de desenvolvimento urbano é estratégica para a promoção de igualdade de oportunidades, para a desconcentração

Leia mais

Copa das Confederações FIFA Brasil 2013. Estimativas dos impactos econômicos do evento

Copa das Confederações FIFA Brasil 2013. Estimativas dos impactos econômicos do evento Copa das Confederações FIFA Brasil 2013 Estimativas dos impactos econômicos do evento " O estudo avaliou o impacto de gastos e investimentos realizados para a Copa das Confederações nas seis cidades-sede

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO

PROGRAMAÇÃO DO EVENTO PROGRAMAÇÃO DO EVENTO Dia 08/08 // 09h00 12h00 PLENÁRIA Nova economia: includente, verde e responsável Nesta plenária faremos uma ampla abordagem dos temas que serão discutidos ao longo de toda a conferência.

Leia mais

11ª REUNIÃO DA CÂMARA TEMÁTICA DE TRANSPARÊNCIA Ajuda Memória

11ª REUNIÃO DA CÂMARA TEMÁTICA DE TRANSPARÊNCIA Ajuda Memória Evento: 11ª Reunião da Câmara Temática de Transparência Data: 23 e 24 de abril de 2013 Horário: 23/04/2013 14:30 às 18:00 h 24/04/2013 09:00 às 17:00 h Local: Brasília-DF Endereços: Auditório do Estádio

Leia mais

DECRETO Nº 55.461, DE 29 DE AGOSTO DE 2014

DECRETO Nº 55.461, DE 29 DE AGOSTO DE 2014 Secretaria de Documentação Equipe de Documentação do Legislativo DECRETO Nº 55.461, DE 29 DE AGOSTO DE 2014 Institui a Política Municipal de Estímulo à Inovação e ao Desenvolvimento de Startups na Cidade

Leia mais

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 GESTÃO PÚBLICA Garantir ampla participação popular na formulação e acompanhamento das políticas públicas; Criação do SOS Oprimidos, onde atenda desde pessoas carentes

Leia mais

Solicitud de Coordinación Comisión de Economía Social y Solidaria PROPUESTA DE PROYECTO DE TRABAJO PERIODO 2015-2016

Solicitud de Coordinación Comisión de Economía Social y Solidaria PROPUESTA DE PROYECTO DE TRABAJO PERIODO 2015-2016 Solicitud de Coordinación Comisión de Economía Social y Solidaria ---------------------------------------------------------------------------------------------- Presentada por la Ciudad de: Osasco, Sp,

Leia mais

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA PROPOSTA DE AÇÕES PARA ELABORAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação

Leia mais

Governo Aberto e Participação Social. Neide A. D. De Sordi

Governo Aberto e Participação Social. Neide A. D. De Sordi Governo Aberto e Participação Social Neide A. D. De Sordi O Direito de Acesso à Informação Pública Direito fundamental relacionado ao desenvolvimento, à governabilidade, ao combate à corrupção e ainda

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA

POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA POLÍTICAS PÚBLICAS DE ECONOMIA SOLIDÁRIA 1. Concepções e diretrizes políticas para áreas; Quando falamos de economia solidária não estamos apenas falando de geração de trabalho e renda através de empreendimentos

Leia mais

Instituto Ethos. de Empresas e Responsabilidade Social. Emilio Martos Gerente Executivo de Relacionamento Empresarial

Instituto Ethos. de Empresas e Responsabilidade Social. Emilio Martos Gerente Executivo de Relacionamento Empresarial Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social Emilio Martos Gerente Executivo de Relacionamento Empresarial Missão do Instituto Ethos Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios

Leia mais

Nº DESCRIÇÃO EIXO SC PP CPP QTD ORDEM

Nº DESCRIÇÃO EIXO SC PP CPP QTD ORDEM Nº DESCRIÇÃO EIXO SC PP CPP QTD ORDEM Criar rádios e TV's comunitárias voltadas à prestação de contas das ações, programas e 1 projetos existentes nos municípios e divulgação dos serviços públicos locais,

Leia mais

Painel OBRAS PÚBLICAS: NOVO PATAMAR DE QUALIDADE PLANEJAMENTO E PROJETO

Painel OBRAS PÚBLICAS: NOVO PATAMAR DE QUALIDADE PLANEJAMENTO E PROJETO Painel OBRAS PÚBLICAS: NOVO PATAMAR DE QUALIDADE PLANEJAMENTO E PROJETO 83º ENIC Encontro Nacional da Indústria da Construção SP, 11 de agosto de 2011 CAMINHOS PARA O DESENVOLVIMENTO URBANO De 1986 a 2003,

Leia mais

EDITAL 03 Perfil 3 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PROJETO UNESCO 914BRZ3018

EDITAL 03 Perfil 3 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PROJETO UNESCO 914BRZ3018 EDITAL 03 Perfil 3 PROJETO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA INTERNACIONAL PROJETO UNESCO 914BRZ3018 DESENVOLVIMENTO DA DEMOCRACIA PARTICIPATIVA POR MEIO DA ESPECIALIZAÇÃO DAS POLÍTICAS PÚBLICAS DE JUVENTUDE E DOS

Leia mais

PROJETO IBERO-AMERICANO PARA A EDUCAÇÃO EM VALORES E CIDADANIA POR MEIO DO ESPORTE:

PROJETO IBERO-AMERICANO PARA A EDUCAÇÃO EM VALORES E CIDADANIA POR MEIO DO ESPORTE: PROJETO IBERO-AMERICANO PARA A EDUCAÇÃO EM VALORES E CIDADANIA POR MEIO DO ESPORTE: Copa do mundo, o mundo em sua escola BRASIL 1 TITULO DO PROJETO: Copa do mundo, o mundo em sua escola PAÍSES PARTICIPANTES:

Leia mais

INFRAESTRUTURA TURÍSTICA, MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E PROMOÇÃO DE IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR. Ralph Lima Terra Vice Presidente Executivo

INFRAESTRUTURA TURÍSTICA, MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E PROMOÇÃO DE IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR. Ralph Lima Terra Vice Presidente Executivo INFRAESTRUTURA TURÍSTICA, MEGAEVENTOS ESPORTIVOS E PROMOÇÃO DE IMAGEM DO BRASIL NO EXTERIOR Ralph Lima Terra Vice Presidente Executivo Brasília / DF 16-17 de Agosto de 2011 ÁREAS ATENDIDAS SETORES DA INFRAESTRUTURA

Leia mais

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos

O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos O Marco de Ação de Dakar Educação Para Todos: Atingindo nossos Compromissos Coletivos Texto adotado pela Cúpula Mundial de Educação Dakar, Senegal - 26 a 28 de abril de 2000. 1. Reunidos em Dakar em Abril

Leia mais

PROGRAMA COMPROMISSO META INICIATIVA

PROGRAMA COMPROMISSO META INICIATIVA Secretaria de 1 Produtivo 1. Ampliar a oferta de infraestrutura adequada para promover a segurança no consumo de gêneros alimentícios em mercados municipais 1. Oferecer espaços adequados para comercialização

Leia mais

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade

Fundo Brasileiro para a Biodiversidade TERMO DE REFERÊNCIA nº 013/2015 Contratação na Área de Projetos Especiais Responsável: Leonardo Geluda Setor: Área de Projetos Especiais Rio de Janeiro, 2 de junho de 2015 1. Identificação Recrutamento

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA - CONSULTORIA DE CURTO PRAZO NACIONAL

TERMO DE REFERÊNCIA - CONSULTORIA DE CURTO PRAZO NACIONAL TERMO DE REFERÊNCIA - CONSULTORIA DE CURTO PRAZO NACIONAL Função no Projeto: Nosso número: 031.2013 Resultado: Atividades: Antecedentes: (breve histórico justificando a contratação) DADOS DA CONSULTORIA

Leia mais

Grupo Gestor Mar de Cultura XXV Breve Informativo 18 de março de 2010

Grupo Gestor Mar de Cultura XXV Breve Informativo 18 de março de 2010 Grupo Gestor Mar de Cultura XXV Breve Informativo 18 de março de 2010 Missão: Atuar para o desenvolvimento solidário e participativo de Paraty articulando a sociedade civil organizada e poder público para

Leia mais

A Controladoria-Geral da União na consolidação do Estado Democrático de Direito. José Eduardo Romão Ouvidor-Geral da União

A Controladoria-Geral da União na consolidação do Estado Democrático de Direito. José Eduardo Romão Ouvidor-Geral da União A Controladoria-Geral da União na consolidação do Estado Democrático de Direito José Eduardo Romão Ouvidor-Geral da União TRANSPARÊNCIA NO BRASIL Portal da Transparência Portais da Transparência nos Estados

Leia mais

II SEMINÁRIO BRASILEIRO DE EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE DECLARAÇÃO SOBRE COOPERAÇÃO ENTRE PAÍSES NA EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE

II SEMINÁRIO BRASILEIRO DE EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE DECLARAÇÃO SOBRE COOPERAÇÃO ENTRE PAÍSES NA EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE II SEMINÁRIO BRASILEIRO DE EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE DECLARAÇÃO SOBRE COOPERAÇÃO ENTRE PAÍSES NA EFETIVIDADE DA PROMOÇÃO DA SAÚDE O II Seminário Brasileiro de Efetividade da Promoção da Saúde (II

Leia mais

Plano de Ação para Produção e Consumo Sustentáveis (PPCS)

Plano de Ação para Produção e Consumo Sustentáveis (PPCS) Plano de Ação para Produção e Consumo Sustentáveis (PPCS) Secretaria de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental Ministério do Meio Ambiente APRESENTAÇÃO Processo de Marrakech planos nacionais produção

Leia mais

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011.

LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. LEI Nº 15.853 DE 11 DE OUTUBRO DE 2011. 1 Dispõe sobre a criação do Conselho Municipal de Economia Solidária e o Fundo Municipal de Fomento à Economia Solidária e dá outras providências. O Prefeito Municipal

Leia mais

Processo 2013. 05 de março de 2013. www.isebvmf.com.br

Processo 2013. 05 de março de 2013. www.isebvmf.com.br Processo 2013 05 de março de 2013 www.isebvmf.com.br Conselho Deliberativo do ISE (CISE) Órgão máximo de governança do índice Tem como missão garantir um processo transparente de construção do índice e

Leia mais

Mobilização e Participação Social no

Mobilização e Participação Social no SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL E COMBATE À FOME Mobilização e Participação Social no Plano Brasil Sem Miséria 2012 SUMÁRIO Introdução... 3 Participação

Leia mais

Ações do Ministério das Comunicações

Ações do Ministério das Comunicações Ações do Ministério das Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Brasília, março de 2012. Crescimento do setor alguns destaques Serviço Número de Acessos Taxa de Crescimento

Leia mais

Escola de Administração Fazendária

Escola de Administração Fazendária O Programa Nacional de Educação Fiscal para a Cidadania PNEF Escola de Administração Fazendária http://www.esaf.fazenda.gov.br PNEF: A EDUCAÇÃO FISCAL COMO EXERCÍCO DA CIDADANIA I CONTEXTUALIZAÇÃO 1 -

Leia mais

PROJETO de REVITALIZAÇÃO do FUTEBOL CAPIXABA 2009-2014. João Henrique Areias. Diretor Executivo da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo

PROJETO de REVITALIZAÇÃO do FUTEBOL CAPIXABA 2009-2014. João Henrique Areias. Diretor Executivo da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo PROJETO de REVITALIZAÇÃO do 2009-2014 João Henrique Areias Diretor Executivo da Federação de Futebol do Estado do Espírito Santo Curriculum 1973-1974 Grupo Tristão - RJ 1975-1987 IBM Brasil Vendas Marketing

Leia mais

MODELO DE GESTÃO: A experiência da Prefeitura de Porto Alegre

MODELO DE GESTÃO: A experiência da Prefeitura de Porto Alegre SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO E ORÇAMENTO - SMPEO PORTAL TRANSPARÊNCIA E ACESSO À INFORMAÇÃO DE PORTO ALEGRE 14 REUNIÃO DA CÂMARA TEMÁTICA NACIONAL DE TRANSPARÊNCIA RIO DE JANEIRO /

Leia mais

MINISTÉRIO DO ESPORTE

MINISTÉRIO DO ESPORTE MATRIZ DE RESPONSABILIDADES QUE ENTRE SI CELEBRAM OS ENTES FEDERATIVOS ABAIXO NOMINADOS COM O OBJETIVO DE VIABILIZAR A EXECUÇÃO DAS AÇÕES GOVERNAMENTAIS NECESSÁRIAS À REALIZAÇÃO DA COPA DAS CONFEDERAÇÕES

Leia mais

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS

ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E METAS ANEXO I MATRIZ DE INDICADORES E S 31 MATRIZ DE INDICADORES e S Indicador 1 - Visão Visão: Ser reconhecido como um dos 10 Regionais mais céleres e eficientes na prestação jurisdicional, sendo considerado

Leia mais

COMPROMISSO NACIONAL PARA APERFEIÇOAR AS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014

COMPROMISSO NACIONAL PARA APERFEIÇOAR AS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 2 APRESENTAÇÃO COMPROMISSO NACIONAL PARA APERFEIÇOAR AS CONDIÇÕES DE TRABALHO NA COPA DO MUNDO DA FIFA BRASIL 2014 TM A realização da Copa do Mundo da FIFA 2014 TM no Brasil, muito mais do que uma oportunidade

Leia mais

Agenda Estratégica para o SUS e a Reforma Sanitária Brasileira: Objetivos e Metas para a Política de Saúde no Período 2011-2014

Agenda Estratégica para o SUS e a Reforma Sanitária Brasileira: Objetivos e Metas para a Política de Saúde no Período 2011-2014 Agenda Estratégica para o SUS e a Reforma Sanitária Brasileira: Objetivos e Metas para a Política de Saúde no Período 2011-2014 Diretrizes para articular saúde e desenvolvimento social Para contribuir

Leia mais

COM A CORRUPÇÃO TODOS PAGAM CONTROLAR A CORRUPÇÃO FUNCIONA. ... assegurar a educação dos seus filhos. Os cidadãos vencem a corrupção

COM A CORRUPÇÃO TODOS PAGAM CONTROLAR A CORRUPÇÃO FUNCIONA. ... assegurar a educação dos seus filhos. Os cidadãos vencem a corrupção COM A CORRUPÇÃO TODOS PAGAM Você já parou para pensar sobre o dano que a corrupção faz ao país e à população? As sociedades onde há mais corrupção sofrem diversas formas de miséria. Cada país gera seu

Leia mais

DHL GLOBAL FORWARDING

DHL GLOBAL FORWARDING DHL GLOBAL FORWARDING Plano de Contingência World Cup 2014 Name of the presenter 1 DHL Global Forwarding Brazil 2014 V1.0 PLANO DE CONTINGÊNCIA WORLD CUP 2014 - BRASIL Apresentação das ações internas desenvolvidas

Leia mais

2ª Convenção de Planejamento Estratégico 26/05/15

2ª Convenção de Planejamento Estratégico 26/05/15 2ª Convenção de Planejamento Estratégico 26/05/15 Participantes MISSÃO E VISÃO CIEAM MISSÃO E VISÃO MISSÃO: Fortalecer, integrar e promover o desenvolvimento da Indústria do Estado do Amazonas, contribuindo

Leia mais

TERMO DE COMPROMISSO MESA NACIONAL PERMANENTE PARA O APERFEIÇOAMENTO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NO SETOR DE TURISMO E HOSPITALIDADE

TERMO DE COMPROMISSO MESA NACIONAL PERMANENTE PARA O APERFEIÇOAMENTO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NO SETOR DE TURISMO E HOSPITALIDADE A MESA NACIONAL PERMANENTE PARA O APERFEIÇOAMENTO DAS CONDIÇÕES DE TRABALHO NO SETOR DE TURISMO E HOSPITALIDADE, com representação tripartite composta pelo GOVERNO FEDERAL, REPRESENTANTES DOS EMPREGADORES

Leia mais

INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014

INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014 INFORMAÇÕES SOBRE A COPA FIFA 2014 Por Milton Karam 06.outubro.2010 COPA FIFA 2014 CRONOLOGIA 2003 03 de junho - a Confederação Sul-Americana de Futebol CONMEBOL anuncia Argentina, Brasil e Colômbia 2006

Leia mais

ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PREFEITURA MUNICIPAL DE JOAO PESSOA Secretaria Municipal de Planejamento EXERCÍCIO: 20 ANEXO DAS PRIORIDADES E METAS DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ÓRGÃO: Projeto/Atividade Objetivo Denominação da Meta Unid.

Leia mais

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014

Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Code-P0 Síntese do planejamento e os impactos para o país com a Copa do Mundo 2014 Encontro Nacional - Abracen Eventos Esportivos e os Impactos para o país São Paulo, 7 de março de 2012 Code-P1 O Brasil

Leia mais

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro

Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro Como a Copa do Mundo vai movimentar o turismo brasileiro 10 dias para a copa O estudo Destaques Principais mercados emissores Chegadas internacionais nas cidades sede Saídas do Brasil Junho-Julho 2014

Leia mais

PRÊMIO OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO. Avaliação das etapas de divulgação e de inscrições da 3ª edição. Nov 2009 1

PRÊMIO OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO. Avaliação das etapas de divulgação e de inscrições da 3ª edição. Nov 2009 1 PRÊMIO OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO Avaliação das etapas de divulgação e de inscrições da 3ª edição Nov 2009 1 COORDENAÇÃO Secretaria-Geral da Presidência da República Programa das Nações Unidas

Leia mais

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013

UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 UNICEF BRASIL Edital de Seleção de Consultor: RH/2014/013 O UNICEF, Fundo das Nações Unidas para a Infância, a Organização mundial pioneira na defesa dos direitos das crianças e adolescentes, convida profissionais

Leia mais

Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro

Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro Saúde pública de qualidade para cuidar bem das pessoas: direito do povo brasileiro Objetivos da 15ª. Reafirmar, impulsionar e efetivar os princípios e diretrizes do SUS- saúde como DH Mobilizar e estabelecer

Leia mais

ANEXO VI PROGRAMA OLHO VIVO NO DINHEIRO PÚBLICO

ANEXO VI PROGRAMA OLHO VIVO NO DINHEIRO PÚBLICO ANEXO VI PROGRAMA OLHO VIVO NO DINHEIRO PÚBLICO Ação: no Estado do Espírito Santo Objetivo Geral Sensibilizar, mobilizar e qualificar grupos de atores sociais - lideranças comunitárias, conselheiros municipais,

Leia mais

CORRUPÇÃO E MEIO AMBIENTE

CORRUPÇÃO E MEIO AMBIENTE CORRUPÇÃO E MEIO AMBIENTE A corrupção gera um sério impacto sobre o meio ambiente. Uma série de setores são particularmente vulneráveis à corrupção, incluindo a silvicultura, a proteção de espécies ameaçadas

Leia mais

Declaração de Salvador

Declaração de Salvador Declaração de Salvador Os Chefes de Estado da República Federativa do Brasil, da República de Cabo Verde, da República da Guiné, da República Oriental do Uruguai, o Vice-Presidente da República da Colômbia,

Leia mais

Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil. Marcelo Weishaupt Proni Unicamp

Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil. Marcelo Weishaupt Proni Unicamp Projeções dos Impactos Econômicos da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos no Brasil Marcelo Weishaupt Proni Unicamp A discussão sobre os megaeventos ainda é feita com base em informações precárias Sem dúvida,

Leia mais

Associação sem fins lucrativos, fundada em 1998, por um grupo de 11 empresários; 1475 associados: empresas de diferentes setores e portes.

Associação sem fins lucrativos, fundada em 1998, por um grupo de 11 empresários; 1475 associados: empresas de diferentes setores e portes. Instituto Ethos Associação sem fins lucrativos, fundada em 1998, por um grupo de 11 empresários; 1475 associados: empresas de diferentes setores e portes. MISSÃO: Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas

Leia mais

DIÁLOGOS PARA A SUPERAÇÃO DA POBREZA

DIÁLOGOS PARA A SUPERAÇÃO DA POBREZA PARTE III DIÁLOGOS PARA A SUPERAÇÃO DA POBREZA Gilberto Carvalho Crescer distribuindo renda, reduzindo desigualdades e promovendo a inclusão social. Esse foi o desafio assumido pela presidente Dilma Rousseff

Leia mais

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014

AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Code-P0 AGENDA DE MEIO AMBIENTE E SUSTENTABILIDADE COPA 2014 Agenda de Trabalho Junho 2011 Claudio Langone Code-P1 OPORTUNIDADE PARA O BRASIL 2011 - Jogos Militares Mundiais 2012 - RIO + 20 - Cúpula das

Leia mais

integral de Crianças as e Adolescentes na Copa das Confederações e na Copa do Mundo

integral de Crianças as e Adolescentes na Copa das Confederações e na Copa do Mundo PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS SECRETARIA NACIONAL DE PROMOÇÃO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Proteção integral de Crianças as e Adolescentes na Copa das Confederações

Leia mais

MUNICÍPIO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO - PE RELAÇÃO DOS PROGRAMAS VIGENTES NO EXERCÍCIO 2015 PLANO PLURIANUAL E ORÇAMENTO 2015

MUNICÍPIO DO CABO DE SANTO AGOSTINHO - PE RELAÇÃO DOS PROGRAMAS VIGENTES NO EXERCÍCIO 2015 PLANO PLURIANUAL E ORÇAMENTO 2015 CódigoDenominação 1001 1002 1003 1004 1005 1006 1007 1008 1009 1011 1012 Objetivo 1013 PROGRAMA DE QUALIFICAÇÃO DOS FUNCIONÁRIOS DA PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO Promover o desenvolvimento pessoal e

Leia mais

RELATÓRIO DAS AÇÕES DA COORDENADORIA DE AUDITORIA INTERNA DA CGM EM 2013 1

RELATÓRIO DAS AÇÕES DA COORDENADORIA DE AUDITORIA INTERNA DA CGM EM 2013 1 RELATÓRIO DAS AÇÕES DA COORDENADORIA DE AUDITORIA INTERNA DA CGM EM 2013 1 1 Relatório disponibilizado pela Controladoria Geral do Município de São Paulo. 65 INTRODUÇÃO Apesar de funcionar desde o dia

Leia mais

Governança na prática: a Agenda de Ações para Modernização e Melhoria da Gestão Pública no Governo Federal

Governança na prática: a Agenda de Ações para Modernização e Melhoria da Gestão Pública no Governo Federal Governança na prática: a Agenda de Ações para Modernização e Melhoria da Gestão Pública no Governo Federal Valter Correia da Silva Chefe da Assessoria Especial para Modernização da Gestão Gabinete da Ministra

Leia mais

REGIÃO CENTRO OESTE. Grupo 1 TRABALHO INFORMAL Políticas Envolvidas. Assistência Social. Saúde. Educação. Esporte e Lazer

REGIÃO CENTRO OESTE. Grupo 1 TRABALHO INFORMAL Políticas Envolvidas. Assistência Social. Saúde. Educação. Esporte e Lazer REGIÃO CENTRO OESTE Eixos de Atuação 1. Informação e Mobilização Planejamento das Ações Intersetoriais 1.1 Conscientizar os envolvidos sobre o que é trabalho infantil e quais suas consequências. Grupo

Leia mais

Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 - Cidade de Manaus

Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 - Cidade de Manaus Copa do Mundo da FIFA Brasil 2014 - Cidade de Manaus Projeto 1 Estádio PROJETO 1 - ESTÁDIO VIVALDO LIMA (VIVALDÃO) OBJETIVO: Atender os requerimentos estabelecidos pela FIFA (Fédération Internationale

Leia mais

Apresentação Metropoli- zação e Megaeventos: impactos da Copa do Mundo/2014 e das Olimpía- das/2016

Apresentação Metropoli- zação e Megaeventos: impactos da Copa do Mundo/2014 e das Olimpía- das/2016 Apresentação O presente livro apresenta os resultados nacionais do projeto Metropolização e Megaeventos: impactos da Copa do Mundo/2014 e das Olimpíadas/2016. Ele foi executado como uma das linhas do programa

Leia mais

Participação por meios digitais Ronald Costa

Participação por meios digitais Ronald Costa Participação por meios digitais Ronald Costa Assessor Técnico - Secretaria Geral da Presidência da República Subtenente - Exército Brasileiro ronald.costa@presidencia.gov.br Participação Social - Digital

Leia mais

Lista de verificação de aspectos de relevância para o gerenciamento de contratos de gestão na Administração Pública

Lista de verificação de aspectos de relevância para o gerenciamento de contratos de gestão na Administração Pública MINISTERIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE GESTÃO Lista de verificação de aspectos de relevância para o gerenciamento de contratos de gestão na Administração Pública Banco de Dados/Roteiro

Leia mais

GT de Economia Criativa

GT de Economia Criativa GT de Economia Criativa Santa Maria, 02 de outubro de 2012 Pauta da reunião 1) Ações após a 1ª reunião do GT 2) Apresentação do Projeto de Mapeamento Georreferenciado da Economia Criativa 3) Apresentação

Leia mais

Estádios. 1 Revista LIBERDADE e CIDADANIA Ano IV n. 15 janeiro / março, 2012 www.flc.org.br. Por Sen. Demóstenes Torres *

Estádios. 1 Revista LIBERDADE e CIDADANIA Ano IV n. 15 janeiro / março, 2012 www.flc.org.br. Por Sen. Demóstenes Torres * 1 Revista LIBERDADE e CIDADANIA Ano IV n. 15 janeiro / março, 2012 www.flc.org.br ARTIGO COPA 2014 - Falta tudo para o Brasil Por Sen. Demóstenes Torres * No dia 30 de outubro, completou-se quatro anos

Leia mais

39 aeroportos envolvidos, localizados nas cidades-sede ou a até 200 km delas

39 aeroportos envolvidos, localizados nas cidades-sede ou a até 200 km delas GRANDES NÚMEROS 39 aeroportos envolvidos, localizados nas cidades-sede ou a até 200 km delas mais de 1 milhão de atletas, delegações e turistas circulando pelos principais aeroportos do evento. 4 mil são

Leia mais

Documento de Apoio da Declaração de Gaborone para Sustentabilidade na África

Documento de Apoio da Declaração de Gaborone para Sustentabilidade na África Documento de Apoio da Declaração de Gaborone para Sustentabilidade na África O documento de apoio da Declaração de Gaborone para a sustentabilidade na África é um paradigma transformador na busca pelo

Leia mais

DELIBERAÇÃO CES Nº 130 /2015 De, 10 de junho de 2015.

DELIBERAÇÃO CES Nº 130 /2015 De, 10 de junho de 2015. Secretaria Estadual De Saúde Conselho Estadual De Saúde - RJ DELIBERAÇÃO CES Nº 130 /2015 De, 10 de junho de 2015. APROVA O REGIMENTO IN- TERNO DA 7ª CONFERÊNCIA ESTADUAL DE SAÚDE DO RIO DE JANEIRO. O

Leia mais

PLANO ESTADUAL DA CULTURA. Matriz Situacional da Cultura

PLANO ESTADUAL DA CULTURA. Matriz Situacional da Cultura PLANO ESTADUAL DA CULTURA Matriz Situacional da Cultura Fórum de Planejamento Regional Cidade Sede: Tubarão 27 e 28 de agosto de 2012 Priorização de Diretrizes e Ações Objetivo: Discussão da proposta de

Leia mais

Secretaria. de Futebol de 2014

Secretaria. de Futebol de 2014 Secretaria Especial de Articulação para a Copa do Mundo de Futebol de 2014 SECOPA Assistir direta e indiretamente ao Prefeito na condução aos assuntos referentes a Copa do Mundo; Parcerias com a sociedade

Leia mais

O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO

O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO O BRASIL E OS OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO DO MILÊNIO SECRETARIA NACIONAL DE RELAÇÕES POLÍTICO-SOCIAIS SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA APRESENTAÇÃO Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA NÚCLEO DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROJETO BRASIL 3 TEMPOS 50 TEMAS ESTRATÉGICOS

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA NÚCLEO DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROJETO BRASIL 3 TEMPOS 50 TEMAS ESTRATÉGICOS PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA NÚCLEO DE ASSUNTOS ESTRATÉGICOS PROJETO BRASIL 3 TEMPOS 50 TEMAS ESTRATÉGICOS O SISTEMA DE IDENTIFICAÇÃO DE ALTERNATIVAS DE FUTURO 1. Apresentação Baseado na fundamentação conceitual

Leia mais

Audiência Pública Inaugural 28 de março, 2014 IPPUC

Audiência Pública Inaugural 28 de março, 2014 IPPUC Audiência Pública Inaugural 28 de março, 2014 Revisão do Plano Diretor O Plano Diretor de 1966 Lei municipal 2828/66 A concepção do plano, diferente do modelo tradicional de crescimento radiocêntrico,

Leia mais

ESTRATÉGIA NACIONAL. Planejamento Estratégico Nacional do Poder Judiciário 2015/2020

ESTRATÉGIA NACIONAL. Planejamento Estratégico Nacional do Poder Judiciário 2015/2020 Poder Judiciário Conselho Nacional de Justiça ESTRATÉGIA NACIONAL Planejamento Estratégico Nacional do Poder Judiciário 2015/2020 Versão 7 Planejamento Estratégico Nacional do Poder Judiciário 2015-2020

Leia mais

Planejamento, Desenvolvimento e Políticas Públicas

Planejamento, Desenvolvimento e Políticas Públicas Planejamento, Desenvolvimento e Políticas Públicas MÁRCIO GIMENE DE OLIVEIRA Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Salvador, 6 de agosto de 2014 ABOP Slide 1 PLANEJAMENTO: cálculo que precede

Leia mais

Análise e qualificação do gasto público: a experiência do projeto Cota Base Zero no RS

Análise e qualificação do gasto público: a experiência do projeto Cota Base Zero no RS Secretaria da Fazenda do Estado do Rio Grande do Sul Tesouro do Estado Divisão de Programação Orçamentária Análise e qualificação do gasto público: a experiência do projeto Cota Base Zero no RS Outubro

Leia mais