CONVITE Nº. 024/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 024/11

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONVITE Nº. 024/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 024/11"

Transcrição

1 CONVITE Nº. 024/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 024/11 DATA DA ABERTURA: 13/09/2011 HORÁRIO: 14:30h ENDEREÇO: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO SALVADOR, BAHIA CEP MODALIDADE: CARTA CONVITE TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL ENDEREÇO ELETRÔNICO: ATO DE CONSTITUIÇÃO DA COMISSÃO PERMANENTE DE LICITAÇÃO (portaria nº 008/2011) Nillian Vieira Bezerra de Menezes - Presidente Marcelo Cardoso e Cardoso Membro Fernando Albiani Alves Membro LICITAÇÃO PROCESSADA COM FULCRO NO REGULAMENTO DE LICITAÇÕES E DE CONTRATOS DO SISTEMA SENAR. OBJETO DA LICITAÇÃO Contratação de empresa especializada na implantação de REESTRUTURAMENTO DE REDE (compartilhamento de informações e de recursos de informática, atendendo a 100 pontos de telefone e mais 100 pontos lógicos distribuídos numa rede GIGABIT / ETHERNET) para atender as necessidades do SENAR-AR/BA, conforme quantitativos e especificações estipulados no Termo de Referência - Anexo I, Especificações dos Switches - Anexo II, Requisitos Mínimos Anexo III e Considerações Gerais de Execução Anexo IV. 1

2 A APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO E DA PROPOSTA Os licitantes deverão entregar (via remessa postal ou presencialmente) até dia, hora e local designados no título deste Convite, envelopes separados, um contendo a documentação relativa à habilitação e o outro a proposta comercial respectiva, devendo o proponente fazer constar na sua parte externa, além da sua razão social, os seguintes dizeres: SENAR/BA CARTA CONVITE 024/2011. EXIGÊNCIAS PARA HABILITAÇÃO Para serem habilitados, os interessados deverão apresentar resposta para que a Comissão proceda à autenticação respectiva: I) HABILITAÇÃO JURÍDICA: a) cédula de identidade do(s) sócio(s); b) ato constitutivo, estatuto ou contrato social em vigor, devidamente registrado no órgão competente; c) ato de nomeação ou de eleição dos administradores, devidamente registrado no órgão competente, na hipótese de terem sido nomeados ou eleitos em separado, sem prejuízo da apresentação dos demais documentos exigidos na alínea b supracitada. II) QUALIFICAÇÃO TÉCNICA: a) Declaração de que o licitante aceita e concorda com todas as condições do instrumento convocatório, conforme modelo constante no ANEXO V; b) 2 (dois) documentos comprobatórios de aptidão para desempenho de atividade pertinente e compatível em características, quantidades e prazos com o objeto da licitação. III) QUALIFICAÇÃO ECONÔMICO-FINANCEIRA: a) certidão negativa de falência ou concordata expedida pelo distribuidor da sede da pessoa jurídica, ou de execução patrimonial, expedida no domicílio da pessoa física; VI) REGULARIDADE FISCAL: a) prova de inscrição no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), relativo ao domicílio ou sede do licitante, pertinente ao seu ramo de atividade e compatível com o objeto contratual; b) prova de regularidade relativa à Seguridade Social (CND-INSS); c) prova de regularidade perante o FGTS (CRF); d) prova de regularidade perante a Secretaria Municipal da Fazenda (Certidão Negativa de Débitos Mobiliários); e) prova de regularidade perante a Secretaria da Fazenda (Certidão Negativa de Débitos Tributários); f) prova de regularidade perante a Receita Federal (Certidão conjunta Negativa de Débitos relativos a Tributos Federais e à Dívida Ativa da União). 2

3 DA APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA A PROPOSTA COMERCIAL deverá ser apresentada atendendo aos requisitos abaixo: a) ser apresentada em 01 (uma) via em envelope fechado e colado, datilografada ou digitada pela empresa licitante, em língua portuguesa, sem emendas, entrelinhas, ou rasuras, contendo o nome da proponente, e referência ao nome SENAR/BA; b) serem entregues no local, dia e hora estabelecidos neste Convite; c) serem assinadas em sua parte final, bem como rubricadas em todas as folhas pelo representante legal da licitante; d) deve ser indicado que o prazo de validade das propostas não será inferior a 60 (sessenta) dias contados a partir da data de abertura desta carta convite; e) as incidências fiscais e demais encargos serão por conta da contratada, inclusive todas as despesas com transporte, seguros, tributos de qualquer natureza ou espécie necessários ao perfeito fornecimento do serviço de material gráfico, objeto desta licitação; f) todos os valores, preços e custos utilizados nesta licitação terão como expressão monetária a moeda corrente nacional, em algarismos, com duas casas decimais, e por extenso; g) não se admitirá proposta que apresente preço global ou preços unitários simbólicos, irrisórios ou de valor zero, incompatíveis com os preços de mercado; i) cumprir na íntegra as especificações solicitadas; j) a proposta comercial deverá apresentar VALOR GLOBAL da contratação do serviço, incluindo TODOS os encargos civis, sociais, fiscais, previdenciários e trabalhistas que resultem da prestação dos serviços, inclusive quanto à criação de novos encargos. DO JULGAMENTO Será vencedora aquela empresa licitante que ofertar o menor preço global, observando-se também as especificações e a regularidade fiscal. DOS RECURSOS Contra o resultado do julgamento da proposta comercial e do julgamento da inabilitação será admitido recurso, por escrito, no prazo de dois dias úteis, a contar da data da divulgação da decisão, que poderá ser veiculada através de fax, carta, telex, telegrama ou outro meio de comunicação admitidos em direito. 3

4 O recurso será dirigido à autoridade superior, por intermédio da comissão de licitação, a qual poderá reconsiderar sua decisão, ou fazê-lo subir, devidamente informado, devendo nesse caso a decisão ser proferida no prazo de 02 (dois) dias contados da data final para sua interposição. DAS OBRIGAÇÕES Além das outras obrigações assinaladas neste convite, a empresa vencedora ficará obrigada: a) cumprir rigorosamente as normas contratuais; b) a empresa deverá arcar com todos os encargos civis, sociais, fiscais, previdenciários e trabalhistas que resultem da prestação dos serviços, inclusive quanto à criação de novos encargos; c) a inadimplência da empresa vencedora, com referência aos encargos de sua obrigação, não transfere ao SENAR/BA a responsabilidade por seu pagamento, nem poderá onerar o objeto do contrato; d) a empresa é responsável pelos danos causados diretamente ao SENAR/BA ou a terceiros, decorrentes de sua culpa ou dolo na execução do contrato, não excluindo ou reduzindo essa responsabilidade a fiscalização ou o acompanhamento pelo SENAR/BA; e) A recusa injustificada em assinar o contrato ou retirar o instrumento equivalente, dentro do prazo fixado, caracterizará o descumprimento total da obrigação assumida e poderá acarretar ao licitante as seguintes penalidades: I - perda do direito à contratação; II - perda da caução em dinheiro ou execução das demais garantias de propostas oferecidas, sem prejuízo de outras penalidades previstas no instrumento convocatório; III - suspensão do direito de licitar ou contratar com o SENAR-AR/BA, por prazo não superior a 2 (dois) anos. f) O inadimplemento total ou parcial das obrigações assumidas, dará ao SENAR-AR/BA o direito de rescindir unilateralmente o contrato ou instrumento equivalente, sem prejuízo de outras penalidades previstas no instrumento convocatório ou no contrato, inclusive a suspensão do direito de licitar ou contratar com o SENAR por prazo não superior a 02 (dois) anos; g) Pela inexecução total ou parcial do objeto, o SENAR-AR/BA poderá aplicar as sanções de multa de até 10% (dez por cento) do valor do objeto, ou, ainda, a imediata rescisão do negócio; h) As multas porventura aplicadas serão descontadas dos pagamentos devidos pelo SENAR-AR/BA ou cobradas diretamente do fornecedor, administrativa ou judicialmente; i) Não será efetuado qualquer pagamento enquanto houver pendência de liquidação de obrigação financeira em virtude de penalidade ou inadimplência contratual; 4

5 j) a empresa contratada deverá aceitar, quando necessário, a modificação do valor contratual em decorrência de acréscimo ou diminuição quantitativa do seu objeto, nas mesmas condições contratuais, observando-se o quanto disposto no Regulamento de Licitações e de Contratos do Sistema SENAR; l) quaisquer tributos ou encargos legais criados, alterados ou extintos, bem como a superveniência de disposições legais, quando vigorantes após a data da apresentação da proposta se de comprovada repercussão nos preços contratados, implicarão a revisão destes para mais ou para menos, conforme o caso; q) a contratada terá que se responsabilizar pela qualidade do serviço fornecido; r) atender somente as solicitações autorizadas pela Superintendência do SENAR-AR/BA, através do ou ofício ou fax devidamente assinado pela Presidência do Conselho Administrativo do SENAR-AR/BA ou Superintendência do SENAR-AR/BA; s) Os serviços estarão autorizados após a homologação do certame e autorização de fornecimento; u) a data de início do serviço desta licitação será no mês de dezembro de 2011, em data a ser estipulada pela Administração deste SENAR informada na autorização de fornecimento. DO PAGAMENTO I) Os pagamentos serão efetivados pelo SENAR/BA, à empresa licitante vencedora e contratada, contra entrega da realização do serviço especificado de acordo com as exigências do objeto e deste instrumento convocatório, após o aceite definitivo do SENAR/BA; II) o pagamento será efetuado no prazo de 10 dias após a entrega da Nota Fiscal original; III) na própria Nota Fiscal deverá indicar o número da conta bancária, agência e banco a ser efetuado o pagamento; V) O Senar AR/BA, garantida prévia notificação para defesa, poderá deduzir do pagamento a ser efetuado, valores de multas aplicadas em decorrência do inadimplemento contratual; VI) Constatada qualquer divergência ou irregularidade na documentação referente aos pagamentos, esta será devolvida para as devidas correções; VII) É condição obrigatória para a efetivação do pagamento, o envio ao Departamento Financeiro, das certidões relativas à Seguridade Social e ao Fundo de Garantia por Tempo de Serviço FGTS atualizadas. 5

6 DAS DISPOSIÇÕES GERAIS 1. A simples participação na presente licitação evidencia ter a licitante, que se candidata, examinado cuidadosamente o seu objeto e o Convite, se inteirado de todos os seus detalhes e com eles haver concordado. 2. Será facultado à comissão de licitação inverter o procedimento, abrindo primeiramente as propostas, classificando os proponentes, e só então abrindo o envelope de habilitação do licitante classificado em primeiro lugar, em consonância com o art. 16 do regulamento de Licitações e de Contratos do sistema SENAR. 3. O SENAR/BA não admitirá declarações posteriores à abertura das propostas, de desconhecimento de fatos, no todo ou em parte, que dificultem ou impossibilitem o julgamento das propostas ou a adjudicação ao licitante vencedor. 4. É facultada a comissão ou a Autoridade Superior, em qualquer fase da licitação, a promoção de diligencia destinada a esclarecer ou a complementar a instrução do processo, vedada a inclusão posterior de documento ou informação que deveria constar originalmente da proposta. 5. Decairá do direito de impugnar os termos deste Convite, licitante que não o fizer até dois dias úteis antes da data fixada para o recebimento das propostas. Não impugnado o ato convocatório, preclui toda a matéria nele constantes. 6. Qualquer pedido de esclarecimento sobre o presente Convite e de outros assuntos relacionados a presente licitação deverão ser efetuadas exclusivamente por meio eletrônico via internet, através do para ou ainda, ser encaminhado por escrito e contra recibo a Comissão Permanente de Licitação do SENAR/BA sito a Rua Pedro Rodrigues Bandeira, nº 143-8º andar, Edf. das Seguradoras - Comércio, em Salvador, Estado da Bahia - CEP , até 1 (um) dia útil antes da data marcada, ou seja, até o dia 12/09/2011, impreterivelmente, até às 16:00h. 7. Somente poderão usar da palavra, no decorrer das reuniões, os representantes legais das licitantes, ou procuradores, com poderes expressos e com mandato, com firma reconhecida. 8. Poderão ser convidados a colaborar com a Comissão Permanente de Licitação, como assessores técnicos, profissionais de reconhecida competência técnica não vinculados, direta ou indiretamente, a qualquer dos licitantes. 9. O SENAR/BA poderá cancelar a presente licitação, em consonância com o art. 40 do regulamento de Licitações e de Contratos do Sistema SENAR. 10. As empresas licitantes que desejarem participar da reunião deverão apresentar credencial para seu representante, admitindo-se, somente, um representante por empresa participante. 11. Os casos omissos serão solucionados de acordo com o Regulamento de Licitações e Contratos do SENAR. 6

7 12. O valor GLOBAL estimado da contratação R$ ,39 (Cento e treze mil trezentos e cinquenta e cinco reais e trinta e nove centavos). 13. Não poderão participar, direta ou indiretamente, da licitação dirigente ou empregado do SENAR/BA art. 39 do Regulamento de Licitações e de Contratos do Sistema SENAR. 14. São partes integrantes deste Edital os seguintes documentos: a) Anexo I - Termo de Referência b) Anexo II - Especificações dos Switches b) Anexo III - Requisitos Mínimos c) Anexo IV - Considerações Gerais de Execução d) Anexo V - Declaração de Aceitação do Edital 15. O foro de Salvador/Ba será o competente para dirimir as questões oriundas desta licitação. Salvador, 06 de setembro de NILLIAN VIEIRA BEZERRA DE MENEZES Presidente da Comissão de Licitação SENAR-AR/BA FERNANDO ALBIANI ALVES Membro da Comissão de Licitação SENAR-AR/BA SILVIA VIEIRA Membro Suplente da Comissão de Licitação SENAR-AR/BA HENRIQUE SOARES Coordenador Adjunto do NTI SENAR-AR/BA 7

8 TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I SERVIÇO DE INFRAESTRUTURA DE CABEAMENTO ESTRUTURADO A infra-estrutura do cabeamento estruturado é constituída pelos trechos básicos tais como: concentradores, pontos de consolidação, cabeamentos, tomadas, eletrocalhas, eletrodutos, caixas de derivações. Serão instalados em dois andares do edifício 02 (dois) Racks secundários para melhor administração dos recursos. Na sala de servidores, será instalado 01(um) rack principal para o cabeamento estruturado (Backbone central para dados e voz) que será interligado com os racks secundários. A interligação do rack principal com os racks secundários será através de 03(três) cabos UTP Cat 6 para cada rack secundário, onde 02 (dois) cabos serão ativos e 01(hum) ficará de reserva O Cabeamento de voz, Interligação de sinal de voz para os racks secundários, será através de 01 cabo CI 50X50 pares, seguindo até o rack principal, localizado em um andar do edifício. Será utilizada uma infra-estrutura independente para a rede de cabeamento estruturado, composta de eletrocalhas e eletrodutos aparentes nos trechos verticais e horizontais, sendo que nos trechos horizontais, as mesmas ficarão sobre o forro. Para o backbone de voz será instalado 02 (dois) DG s (Distribuidor Geral) de sobrepor na sala de Servidores do rack principal com as Centrais Telefônicas. Deverá ser lançado um cabo CI 50x50 pares dos DG s até o respectivo Rack principal. O projeto de rede estruturada define alguns subsistemas que serão detalhados mais à frente. São eles: estação de trabalho, cabeamento horizontal, cabeamento backbone e sala de equipamentos. Definição de Subsistemas - A contratada deverá compor um Sistema de Cabeamento Estruturado que constitui, além de todos os componentes que formam a estrutura do cabeamento, os seus respectivos subsistemas, conforme descrito a seguir: 8

9 Subsistema Estação de Trabalho - este subsistema é constituído de componentes que facilitam a conexão com terminais de dados. Incluem-se aí, conectores, tomadas de conexão, cordões e plugs. O subsistema Estação de Trabalho prevê toda a estrutura necessária para conexão das estações aos pontos de dados previstos, segundo padrão ditado pela norma EIA/TIA 568A - B2.1 cat. 6. A localização dos pontos será indicada na visita técnica. As tomadas de telecomunicações para conexão de microcomputadores deverão ser do tipo montagem em superfície para fixação em paredes ou divisórias, e deverão possuir 02 (duas) posições. As tomadas para instalação do subsistema Estação de Trabalho são RJ-45 padrão T568A do tipo fêmea. Subsistema Horizontal - O Segmento Horizontal deste sistema é composto de toda infraestrutura necessária para a conexão das tomadas de dados e voz e os equipamentos ativos que atendam a estas tomadas RJ-45. O caminho seguido pelos cabos no segmento horizontal será composto de uma infraestrutura de eletrocalhas de rodapé para atender o segmento elétrico e lógico e de eletrocalhas lisas aéreas a serem instaladas sobre o forro falso. A eletrocalha que percorre o corredor do andar será aqui denominada como eletrocalha principal do segmento horizontal. Esta deve seguir por todo o comprimento do prédio ou do corredor. A partir da eletrocalha principal, saem eletrocalhas secundárias do segmento horizontal. As eletrocalhas secundárias seguirão em sentido perpendicular a eletrocalha principal. Esta configuração deixa a infraestrutura até este ponto (eletrocalhas principal e secundária) em estado permanente, ou seja, sem necessidade de adaptações diante de mudança de usuários e possibilitam um melhor uso do espaço interno das eletrocalhas, não excedendo assim, as taxas de ocupação recomendadas pelas normas técnicas vigentes de no máximo 40 % de sua área útil. Todos os acessórios necessários para a junção das eletrocalhas, tais como: junções simples ou articuladas, curvas, cruzetas, reduções, dentre outros, deverão ser aparafusados e não rebitados. Deverão ser confirmadas a localização dos pontos (dados e voz) durante a vistoria. Deve-se evitar a instalação do mesmo próximo às áreas geradoras de interferência eletromagnéticas, isto é, motores, transformadores, reatores, etc. A partir do rack serão feitas as conexões para os pontos de consolidação através de cabos tipo UTP categoria 6. Estes cabos sairão dos respectivos patch panels e seguirão por eletrocalhas metálicas horizontais até os pontos de consolidação. A partir dos pontos de consolidação serão feitas as conexões às tomadas através de cabos de 4 pares do tipo UTP cat.6. Estes cabos sairão dos respectivos pontos de consolidação e seguirão pelas eletrocalhas que estarão distribuídas sobre o 9

10 forro, descendo verticalmente até as tomadas de conexão através dos postes ou canaletas. A infra-estrutura (dutos) onde será lançado o cabeamento estruturado (horizontal) de cada andar deverá ser composta eletrocalhas metálicas lisas galvanizadas a fogo; A instalação das infra-estruturas horizontais, serão sobre o forro falso e gesso; A infra-estrutura (dutos) onde será lançado o cabeamento vertical (backbone principal e redundante de dados e voz) para interligação de todos andares (racks secundários) com o rack principal de dados e voz, ambos localizados na sala de servidores, deverá ser composta por eletro-calhas metálicas lisas, e deverão ser lançadas de forma contínua, interligando um andar aos demais andares do serviço, de forma que se apresentem idênticas em todos os pavimentos; O Sistema de dutos metálicos (eletro-calhas e eletrodutos) deverá ser aterrado na malha de terra do subsistema elétrico do prédio, ou do subsistema específico para alimentação dos equipamentos da rede. O cabo elétrico para aterramento das eletrocalhas deverá ser de 4mm 2. Para os pontos a serem instalados nas canaletas de rodapé, deverá ser utilizada as caixas no mesmo padrão das canaletas de rodapé, a qual deverá ser constituída do mesmo material. Para os pontos a serem instalados no piso, deverá ser utilizado caixa de piso metálica, 4x4, a qual deverá ser constituída em alumínio fundido, devendo a sua profundidade ser suficiente a não permitir que o plug macho ao ser conectado aflore sobre o piso. Todas as entradas de eletrodutos deverão ser aparafusáveis ou rosqueáveis com ou sem elementos de transição e utilizem buchas ou arruelas em seu interior. A proponente deve vistoriar o prédio. LANÇAMENTOS DOS CABOS UTP Os cabos devem ser lançados agrupados, sem estrangulamentos, trançamentos e nós; Nas curvas, obedecer ao raio de curvatura mínimo de 04 vezes o diâmetro do cabo; Não utilizar produtos químicos tais como detergente, vaselina e sabão, para facilitar a passagem dos cabos nos dutos, pois estes podem atacar a capa de proteção dos mesmos; Não permitir, sob qualquer alegação, emendas nos cabos lançados; O maior lance permitido por ponto será de 90 (noventa) metros; Não será admitido, sob hipótese alguma, que os cabos UTP fiquem à amostra quando conduzidos em leitos, eletro-calhas, eletrodutos, etc, mesmo na junção destas estruturas, assim como, de serem lançados na mesma infraestrutura que conduzam circuitos elétricos. 10

11 Deverá haver uma analogia da identificação em nível de endereço entre os sistemas de Dados e Voz. Todos os componentes, equipamentos e materiais deverão ser identificados. Deverão ser utilizados códigos de identificação dos cabos de dados e de voz das estações de trabalho, da Sala de Equipamento Master (SEM) e dos Armários de Telecomunicações, visando uma melhor administração e gerenciamento do cabeamento estruturado. Algumas facilidades quanto à identificação são descritas a seguir: manutenção do cabeamento; identifícação rápida e segura de problemas físicos nos cabos; facilidades de configuração da rede local; manipulação dos patch cords entre o switch e o patch panel; e facilidades expansões, remanejamentos e trocas de estações de trabalho da rede local. Todos os pontos de acesso à rede, blocos, racks e distribuidores devem ser identificados através de etiquetas impressas eletronicamente, que não se apaguem com o uso de elementos de limpeza adotados usualmente na manutenção a ser praticada pela equipe de manutenção do SENAR AR/BA. Todos os cabos UTP de 04 pares dos backbones lógicos, cabos CI 50x50 pares dos backbones de voz, cordões de manobra RJ45x1 10 de 04 pares, 110x110 de par devem ser identificados idênticos em suas extremidades, através de anilhas plásticas ou etiquetas impressas eletronicamente, próprias para uso nos mesmos; Proposta de Identificação para Dados e Voz A identificação (referenciando ao endereço) é composta por 4 campos. Estes devem ser separados por hífen. São eles: 1 o campo: Nome do Rack; 2 o campo: Número do andar; 3 o campo: Número do patch painel; 4 o campo: Número do ponto; As Tabelas de 1 a 5 mostram os códigos para cada componente e para cada endereço para os 4 campos do sistema de identificação. 11

12 PRIMEIRO CAMPO Código APD ASD BL Representação Armário Principal de Dados Armário Secundário de Dados Bloco de Voz seguido do número da respectiva caixa telefônica no Distribuidor Geral (DG) Tabela 1. - Primeiro Campo de Identificação SEGUNDO CAMPO Código A XX Representação Andar seguido do seu respectivo número (esse número corresponde ao número do Pavimento) Tabela 2. - Segundo Campo de Identificação TERCEIRO CAMPO Código PP XX Representação Patch Panel seguido do número do mesmo Tabela 3. - Terceiro Campo de Identificação QUARTO CAMPO Código Representação 01 Ponto 01 N Enésimo ponto Tabela 4. - Quarto Campo de Identificação A Tabela 5 a seguir, apresenta alguns exemplos dos diversos componentes do sistema. EXEMPLOS Código Representação ASD-A01-PP02-01 Armário secundário de dados e voz - Andar 01 Patch Panel 02- Ponto 01 BL-25,27 e 29 Bloco de Voz - Pontos para voz 25, 27 e 29 Tabela 5. - Exemplos de Identificação INSTALAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS ATIVOS Deve ser realizada a instalação física dos equipamentos de Rede Lan e Wireless, utilizando os racks dos equipamentos (quando for o caso), devendo estar prevista a colocação de distribuidores ópticos, patch panels, guias de cabos, etc, devendo existir, ao final da montagem dos equipamentos, uma folga de no mínimo 10% da capacidade de ocupação do rack. 12

13 Após a instalação dos equipamentos, devem ser realizados os procedimentos de conexão elétrica e energização dos equipamentos. Deverá ser realizada a conexão lógica do hardware e, quando for o caso, a conexão telefônica do mesmo. Implantação - Serão feitas as ativações de todos os equipamentos de rede lan e rede wireless a serem fornecidos. Migração - Serão feitas todas as interligações da rede lan e rede wireless com os sistemas existentes. Toda estrutura atual deverá continuar em pleno funcionamento até a finalização de todo o serviço de cabeamento estruturado. Comissionamento - Serão feitos todos os testes de performance da rede com a implantação de uma bateria de testes para validar o sistemas. TESTES Após a execução dos serviços serão feitos todos os testes necessários, para comprovar que as instalações estão em condições de funcionar corretamente e de acordo com as especificações e normas técnicas e da necessidade da contratante, como ANEXO I. Após a conclusão dos testes, serão emitidos certificados destes em papel e em CD e serão entregues à contratante, juntamente com os certificados de garantia da especificação. 13

14 CONFIGURAÇÕES DOS SWITCHES - ANEXO II Switch de 24 portas 10/100Mbps, Layer Deve ser montável em rack padrão EIA 19 (dezenove polegadas) e possuir kits completos para instalação; 2. Deve possuir, no mínimo, 24 (vinte e quatro) portas 10/100Base-T em conectores do tipo RJ45 diretamente conectados ao equipamento, não sendo permitido o uso de conectores do tipo TELCO; 3. Deve possuir, no mínimo, 2 (duas) portas do tipo SPF Mini-Gbic para instalação de interfaces Gigabit Ethernet no padrão 1000Base-X; 4. Deve possuir, no mínimo, 2 (duas) portas 10/100/1000Base-T em conectores do tipo RJ45 diretamente conectados ao equipamento, não sendo permitido o uso de conectores do tipo TELCO; 5. Todas as portas devem ser autosense, suportando auto negociação de banda 10Mbps, 100Mbps e também auto negociação de modo Full-Duplex ou Half-Duplex; 6. Deve permitir empilhar, no mínimo, 08 (oito) unidades e permitir o seu gerenciamento através de um único endereço IP; 7. O empilhamento funciona de forma que todos os Switches da pilha possam ser responsáveis por sua gerência. Não permitindo um único switch "gerenciador" da pilha. A falha de qualquer switch da pilha não deve acarretar na parada de funcionamento da mesma. 8. Quando empilhado, deve permitir agregação de links (802.3ad) entre quaisquer portas Gigabit, independentemente, das portas estarem em equipamentos diferentes da pilha; 9. O equipamento deve permitir o uso simultâneo de todas as interfaces solicitadas; 10. Deve possuir fonte de alimentação interna ao equipamento, que opere com tensões de entrada entre 100 e 240VAC e que suporte freqüência de 50 e 60 Hz nominais com tolerância mínima de 5% para mais ou menos; 11. Deve possuir capacidade de switching de no mínimo 48 (quarenta e oito) Gbps e capacidade de comutação de pacotes de no mínimo 35 (trinta e cinco) Mpps; 12. Deve possuir capacidade non-blocking, ou seja, capacidade de velocidade total (wirespeed) em todas as portas simultaneamente com capacidade de switching de no mínimo 48 (quarenta e oito) Gbps; 13. Deve implementar Port Mirroring (espelhamento de porta); 14. Deve implementar funcionalidade de espelhamento de tráfego TX e RX, permitindo que as portas de origem e destino estejam em qualquer ponto da pilha; 15. Suportar, no mínimo, (oito mil) endereços MAC; 16. Suportar gerenciamento via SNMP v1, v2c e v3; 17. Deve possuir LEDs de indicação de status da porta, velocidade e atividade; 18. Deve implementar IEEE 802.1p - (Classe de Serviços); 19. Deve implementar IEEE 802.1s - (Multiple Spanning Tree ); 20. Deve implementar IEEE 802.1D - (Spanning Tree); 21. Deve implementar IEEE 802.1w (Rapid Spanning Tree); 22. Deve implementar IEEE 802.1t (802.1D Maintenance); 23. Deve implementar IEEE 802.3x (Flow Control); 24. Deve implementar IEEE 802.1Q (VLAN); 25. Deve implementar IEEE 802.1x Port Autentication; 26. Deve implementar IEEE 802.3ad (link aggregation); 27. Deve implementar a RFC 3580 permitindo que um usuário autenticado por 802.1x seja automaticamente associado a sua respectiva VLAN; 14

15 28. Deve implementar IGMP v1, v2 Snooping; 29. Deve implementar RADIUS client; 30. Deve implementar TFTP ou FTP client ; 31. Deve implementar Telnet; 32. Deve implemntar Syslog; 33. Deve implementar Command Line Interface CLI; 34. Deve implementar Bridge MIB, RFC1493; 35. Deve implementar MIB II, RFC1213; 36. Deve implementar RMON MIB, RFC 2819; 37. Deve implementar NTP ou SNTP; 38. Deve implementar Secured Shell (SSHv2); 39. Deve possuir 1 (uma) porta RS-232C (DB-9 ou RJ-45) para fins de gerenciamento via console; 40. Deve permitir o gerenciamento do equipamento através de interface WEB de forma nativa ao produto, através do protocolo seguro HTTP; 41. Deve implementar classificação de tráfego nas camadas 2, 3 e 4; 42. Deve implementar Lista de acesso (ACL) de camada 2 e 3 permitindo aplicação em cada porta do switch. 43. Deve suportar Inbound Rate Limiting; 44. O arquivo de configuração deve ser baseado em texto, permitindo sua edição e seu Upload e Download; 45. Permitir, para implementar segurança, que apenas um MAC address fique configurado em uma porta e qualquer outro que tente se conectar a esta porta seja bloqueado; 46. Deve ser possível informar, por porta do switch, a quantidade de endereços MACs que podem ser aprendidos; 47. Deve suportar Broadcast Suppression, permitindo configurar valores individuais de supressão por porta; 48. Deve implementar no mínimo, 255 VLANs ativas e permitir no mínimo 4094 identificador de vlan, conforme o padrão IEEE 802.1Q; 49. Deve implementar DHCP; 50. Deve implementar funcionalidade para configurar portas protegidas e não protegidas dentro de uma vlan, onde : Portas protegidas não podem se comunicar com outras portas protegidas na mesma vlan; Portas não protegidas podem se comunicar com portas protegidas; 51. Deve implementar MAC Authentication ; 52. Deve permitir a configuração de um texto string de identificação para cada porta do switch suportando no mínimo 60 caracteres; 53. Deve implementar qualidade de serviço Diffserv; 54. Deve possuir mecanismo que permita o acesso da estação de trabalho a rede através de uma vlan default para os seguintes casos: Quando a estação não possuir suporte ou configuração ativa para 802.1x; e Quando ocorrer uma falha na autenticação 802.1x; 55. Deve implementar mecanismo de prevenção de "loops" nas portas frontais, permitindo o bloqueio da porta de forma automática, caso esta receba frames STP do tipo BPDU (Bridge Protocol Data Unit). 56. Qualidade de serviço (QoS) baseado em políticas, incluindo priorização de tráfego, gerenciamento de tráfego e controle de congestionamento; 57. O equipamento deve possuir manual nos idiomas inglês ou português com especificação completa para configuração e gerenciamento do switch. O manual deverá ser entregue em conjunto com o equipamento; 58. O período de garantia será contado a partir da data da emissão do Termo de Aceite dos equipamentos, não podendo ser inferior a 36 (trinta e seis) meses on-site. 59. O atendimento às chamadas técnicas durante o período de garantia, deverá ser de no máximo 24 (vinte e quatro) horas admitindo-se um período máximo de 48 (quarenta e oito) horas após o atendimento para a solução do motivo causador da chamada. Switch de 48 portas 10/100/1000Mbps, Layer Deve ser montável em rack ocupando 1 (um) RU; 2. Deve possuir, no mínimo, 48 (quarenta e oito) portas 10/100/1000Base-TX em conectores do tipo RJ45 diretamente conectados ao equipamento, não sendo permitido o uso de conectores do tipo TELCO; 15

16 3. Deve possuir, no mínimo, 4 (quatro) portas do tipo SFP Gbic para instalação de interfaces Gigabit Ethernet no padrão 1000Base-Lx; 4. Todas as portas devem ser autosense, suportando auto negociação de banda 100Mbps, 1000Mbps e também auto negociação de modo Full-Duplex ou Half-Duplex; 5. Deve permitir empilhar, no mínimo, 04 (oito) unidades e permitir o seu gerenciamento através de um único endereço IP; 6. O empilhamento funciona de forma que todos os Switches da pilha possam ser responsáveis por sua gerência. Não permitindo um único switch "gerenciador" da pilha. A falha de qualquer switch da pilha não deve acarretar na parada de funcionamento da mesma. 7. Quando empilhado, deve permitir agregação de links (802.3ad) entre quaisquer portas Gigabit, independentemente, das portas estarem em equipamentos diferentes da pilha; 8. O equipamento deve permitir o uso simultâneo de todas as interfaces solicitadas; 9. Deve possuir fonte de alimentação interna ao equipamento, que opere com tensões de entrada entre 100 e 240VAC e que suporte freqüência de 50 e 60 Hz nominais com tolerância mínima de 5% para mais ou menos; 10. Deve possuir capacidade de Backplane no mínimo de 30 Gbps; 11. Deve possuir capacidade non-blocking, ou seja, capacidade de velocidade total (wirespeed); 12. Deve implementar Port Mirroring (espelhamento de porta); 13. Suportar, no mínimo, (dez mil) endereços MAC; 14. Suportar gerenciamento via SNMP v1, v2c e v3, RMON1 e RMON2; 15. Deve possuir LEDs de indicação de status da porta, velocidade e atividade; 16. Deve implementar IEEE 802.1p - (Classe de Serviços); 17. Deve implementar IEEE 802.1D - (Spanning Tree); 18. Deve implementar IEEE 802.1w (Rapid Spanning Tree); 19. Deve implementar IEEE 802.3x (Flow Control); 21. Deve implementar IEEE 802.1Q (VLAN); 20. Deve implementar IEEE 802.1x Port Autentication; 21. Deve implementar IEEE 802.3ad (link aggregation); 22. Deve suportar a autenticação TACACS+ E RADIUS; 23. Deve implementar TFTP ou FTP client ; 24. Deve implementar Telnet; 25. Deve implemntar Syslog; 26. Deve implementar Command Line Interface CLI; 27. Deve implementar Bridge MIB, RFC1493; 28. Deve implementar MIB II, RFC1213; 29. Deve implementar RMON MIB, RFC 2819; 30. Deve possuir 1 (uma) porta RS-232C (DB-9 ou RJ-45) para fins de gerenciamento via console; 31. Deve permitir o gerenciamento do equipamento através de interface WEB de forma nativa ao produto, através do protocolo seguro HTTP; 32. Deve implementar Roteamento Avançado; 33. Deve possuir memória no mínimo de 128 (cento e vinte e oito) Mb; 34. Deve implementar Lista de acesso (ACL) de camada 2 e 3 permitindo aplicação em cada porta do switch. 35. O arquivo de configuração deve ser baseado em texto, permitindo sua edição e seu Upload e Download; 36. Permitir, para implementar segurança, que apenas um MAC address fique configurado em uma porta e qualquer outro que tente se conectar a esta porta seja bloqueado; 37. Deve implementar no mínimo, 900 VLANs ativas; 38. Deve implementar funcionalidade para configurar portas protegidas e não protegidas dentro de uma vlan, onde : Portas protegidas não podem se comunicar com outras portas protegidas na mesma vlan; Portas não protegidas podem se comunicar com portas protegidas; 39. Deve possuir mecanismo que permita o acesso da estação de trabalho a rede através de uma vlan default para os seguintes casos: Quando a estação não possuir suporte ou configuração ativa para 802.1x; e Quando ocorrer uma falha na autenticação 802.1x; 40. Deve implementar mecanismo de prevenção de "loops" nas portas frontais, permitindo o bloqueio da porta de forma automática, caso esta receba frames STP do tipo BPDU (Bridge Protocol Data Unit). 16

17 41. Qualidade de serviço (QoS) baseado em políticas, incluindo priorização de tráfego, gerenciamento de tráfego e controle de congestionamento; 42. O equipamento deve possuir manual nos idiomas inglês ou português com especificação completa para configuração e gerenciamento do switch. O manual deverá ser entregue em conjunto com o equipamento; 43. O período de garantia será contado a partir da data da emissão do Termo de Aceite dos equipamentos, não podendo ser inferior a 36 (trinta e seis) meses on-site. 44. O atendimento às chamadas técnicas durante o período de garantia, deverá ser de no máximo 24 (vinte e quatro) horas admitindo-se um período máximo de 48 (quarenta e oito) horas após o atendimento para a solução do motivo causador da chamada. 17

18 REQUISITOS MÍNIMOS DA PROPOSTA ANEXO III 1. Indicar explicitamente na proposta os prazos para garantia dos serviços executados de no mínimo 05 (cinco) anos; 2. Juntamente com a proposta, catálogos de todos os equipamentos ativos propostos, comprovando todas as características especificadas; 3. Deverá anexar a proposta catálogos dos cabos UTP 4 pares CAT. 6, Patch Panel, conectores RJ45 fêmea, Patch Cables, adapter cables, blocos 110 IDC, comprovando atender a todas as características; 4. Apresentar junto com a proposta cronograma físico-financeiro de acordo com o prazo de entrega estipulado neste edital, contemplando todas as fases de implantação e a condição de pagamento referente à instalação do objeto deste edital; 5. Anexo a proposta, apresentar declaração específica para este edital, emitida pelo fabricante dos equipamentos ativos (switches e controlador central WLAN) propostos, comprovando que a licitante está credenciada para comercializar e prestar assistência técnica aos equipamentos objetos deste certame (com firma reconhecida em cartório); 6. A licitante deverá apresentar anexada a sua Proposta, declaração específica para este edital, emitida pelo fabricante dos equipamentos ativos (switches e controlador central WLAN) propostos, atestando que é solidária a licitante quanto ao fornecimento, instalação e garantia de no mínimo 01 (um) ano contra defeitos de fabricação dos equipamentos que compõem a solução ofertada (com firma reconhecida em cartório); 7. A licitante deverá apresentar anexada a sua Proposta, declaração específica para este edital, emitida pelo fabricante dos produtos de cabling, comprovando que esta apta para projetar, instalar, testar redes ópticas/metálicas, comercializar, dar manutenção, suporte e dar garantia técnica; 8. A licitante deverá apresentar anexada a sua Proposta, declaração específíca para este edital, emitida pelo fabricante dos elementos passivos de rede, materiais de cabeamento metálico e óptico a seguir: cabos UTP 4 pares, Patch Panel, conectores RJ45 fêmea, Patch Cables, adapter cables, blocos 110 IDC, cabos de fibra óptica, cordões ópticos, DIO, declarando ser solidário quanto a garantia contra defeito de fabricação dos produtos de cabeamento que deverá ser de 25 anos; 18

19 9. A licitante deverá apresentar anexada a sua Proposta, o Certificado de Instalador Credenciado emitido pelo fabricante dos produtos de cabling (materiais de cabeamento metálico e óptico) ofertados em sua proposta. Não será admitida declaração em substituição ao Certificado mencionado acima; 10. A licitante deverá apresentar anexada a sua Proposta, a comprovação de que o proponente possui em seu quadro permanente de funcionários, no mínimo 02 (dois) funcionários com Certificado de Treinamento de Curso Oficial, em instalação de redes estruturadas. Esta comprovação será realizada pela apresentação dos certificados dos treinamentos efetuados no fabricante de produtos de cabling ofertados em sua proposta e cópia reconhecida em cartório da folha do Livro de Registro de Empregados e carteira de trabalho; 19

20 CONSIDERAÇÕES GERAIS DE EXECUÇÃO ANEXO IV I. Toda a obra de engenharia será de inteira responsabilidade da EMPRESA LICITANTE. II. Qualquer modificação no projeto deverá ser comunicado ao supervisor da obra. III. Qualquer serviço extra negociação, só será executado após a finalização do serviço inicial. Caberá ao supervisor da obra comunicar o pedido de inclusão de serviços ao departamento de Vendas da EMPRESA LICITANTE, onde este entrará em contato com o responsável do contrato para efetuar as negociações de pagamentos. IV. A EMPRESA LICITANTE apresentará um cronograma de execução de obra para a contratante. Quaisquer alterações nesse planejamento deverão ser comunicadas, em tempo hábil, para que se possa fazer possíveis alterações. V. Terminados os trabalhos diários, os ambientes deverão estar limpos, desimpedidos e em condições de serem utilizados para as atividades normais de trabalho. VI. Caberá ao SENAR-AR/BA disponibilizar uma pessoa para sanar quaisquer dúvidas que venham a ocasionar na obra. VII. Após o término da instalação do cabeamento, deverão ser apresentados os seguintes relatórios de certificação Categoria 6: NEXT, Atenuação, Comprimento, Pinagem, ELFEXT, PSNEXT. VIII. Deverá ser apresentada, após o término do serviço, tabela de localização dos pontos lógicos e a certificação metálica encadernadas e cópia em mídia digital. IX. Todos os patch cables, deverão obedecer integralmente recomendações da norma EIA/TIA 568-B para redes de cabeamento estruturado Categoria 6, entre elas uso de cabo UTP do tipo extra-flexível com 4 pares e conectorizados em fábrica. X. Por fim, no ultimo passo a EMPRESA LICITANTE deverá executar uma analise do tráfego da rede da camada 1 a 7 do modelo OSI, com hardware analisador de protocolos capturando informações, gerando relatórios detalhados, incluindo estatísticas, fornecendo se for o caso relatório de melhoria da rede. 20

CARTA CONVITE Nº. 020/2012 SENAR/BA EDITAL Nº 020/12

CARTA CONVITE Nº. 020/2012 SENAR/BA EDITAL Nº 020/12 CARTA CONVITE Nº. 020/2012 SENAR/BA EDITAL Nº 020/12 DATA DA ABERTURA: 11/07/2012 HORÁRIO: 09:00h ENDEREÇO: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO SALVADOR, BAHIA CEP 40.015-080 MODALIDADE:

Leia mais

CARTA CONVITE Nº. 022/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 022/11

CARTA CONVITE Nº. 022/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 022/11 CARTA CONVITE Nº. 022/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 022/11 DATA DA ABERTURA: 08/09/2011 HORÁRIO: 14:30h ENDEREÇO: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO SALVADOR, BAHIA CEP 40.015-080 MODALIDADE:

Leia mais

CONVITE Nº. 021/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 021/11

CONVITE Nº. 021/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 021/11 CONVITE Nº. 021/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 021/11 DATA DA ABERTURA: 05/09/2011 HORÁRIO: 14:30h ENDEREÇO: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO SALVADOR, BAHIA CEP 40.015-080 MODALIDADE: CARTA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº. 026/2012 SENAR/BA EDITAL Nº 026/12

CARTA CONVITE Nº. 026/2012 SENAR/BA EDITAL Nº 026/12 CARTA CONVITE Nº. 026/ SENAR/BA EDITAL Nº 026/12 DATA DA ABERTURA: 16/08/ HORÁRIO: 14:30h ENDEREÇO: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO SALVADOR, BAHIA CEP 40.015-080 MODALIDADE: CARTA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº. 019/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 019/11

CARTA CONVITE Nº. 019/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 019/11 CARTA CONVITE Nº. 019/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 019/11 DATA DA ABERTURA: 18/08/2011 HORÁRIO: 14:30h ENDEREÇO: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO SALVADOR, BAHIA CEP 40.015-080 MODALIDADE:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas

TERMO DE REFERÊNCIA. Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas TERMO DE REFERÊNCIA Item I Switch Tipo 1 10/100 Mbps Layer 2 24 Portas Deve ser montável em rack padrão EIA 19 (dezenove polegadas) e possuir kits completos para instalação; Deve possuir, no mínimo, 24

Leia mais

CARTA CONVITE Nº. 027/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 027/11

CARTA CONVITE Nº. 027/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 027/11 CARTA CONVITE Nº. 027/2011 SENAR/BA EDITAL Nº 027/11 DATA DA ABERTURA: 23/09/2011 HORÁRIO: 14:30h ENDEREÇO: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO SALVADOR, BAHIA CEP 40.015-080 MODALIDADE:

Leia mais

CONVITE Nº. 011/2010 SENAR/BA EDITAL Nº. 011/2010

CONVITE Nº. 011/2010 SENAR/BA EDITAL Nº. 011/2010 CONVITE Nº. 011/2010 SENAR/BA EDITAL Nº. 011/2010 DATA DA ABERTURA: 12/07/2010 HORÁRIO: 14:30h MODALIDADE: CARTA CONVITE TIPO: MENOR PREÇO GLOBAL LOCAL: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO

Leia mais

CARTA CONVITE Nº. 013/2012 SENAR/BA EDITAL Nº 013/12

CARTA CONVITE Nº. 013/2012 SENAR/BA EDITAL Nº 013/12 CARTA CONVITE Nº. 013/2012 SENAR/BA EDITAL Nº 013/12 DATA DA ABERTURA: 15/06/2012 HORÁRIO: 09:00h ENDEREÇO: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO SALVADOR, BAHIA CEP 40.015-080 MODALIDADE:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12

TERMO DE REFERÊNCIA. implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. 3 Módulo e cabo stack para switch de borda 12 TERMO DE REFERÊNCIA I DEFINIÇÃO DO OBJETO O presente Projeto Básico tem por objeto a aquisição de equipamentos para implantação e conectividade da rede de dados da EBSERH. ITEM DESCRIÇÃO QUANTIDADE 1 Switch

Leia mais

SWITCH DE BORDA CAMADA 2 24 PORTAS GIGABIT RJ-45 SEM POE E 2 PORTAS 10 GIGABITS PARA FIBRA. Subitem Característica Especificação Exigência

SWITCH DE BORDA CAMADA 2 24 PORTAS GIGABIT RJ-45 SEM POE E 2 PORTAS 10 GIGABITS PARA FIBRA. Subitem Característica Especificação Exigência SWITCH DE BORDA CAMADA 2 24 PORTAS GIGABIT RJ-45 SEM POE E 2 PORTAS 10 GIGABITS PARA FIBRA Subitem Característica Especificação Exigência CONEXÕES DESEMPENHO 1.1 Portas RJ-45 1.2 Portas GBIC 1.3 Autoconfiguraçã

Leia mais

Switch de Borda - 48 portas de 1 Gbps

Switch de Borda - 48 portas de 1 Gbps CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA CELSO SUCKOW DA FONSECA Switch de Borda - 48 portas de 1 Gbps Especificações Técnicas Característica/Configurações/Requisitos mínimos: Descrição do Material Switch

Leia mais

Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE

Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE Switch com mínimo de 24 portas 10/100Mbps (Ethernet/Fast- Ethernet) ou velocidade superior em conectores RJ45 - POE Especificações Técnicas Mínimas: 1. O equipamento deve ter gabinete único para montagem

Leia mais

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4

Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch de Acesso Fast Ethernet Modelo de Referência - Cisco SRW224G4 Switch Fast Ethernet com as seguintes configurações mínimas: capacidade de operação em camada 2 do modelo OSI; 24 (vinte e quatro) portas

Leia mais

1. LOTE 1 SWITCH REDE OPTICA

1. LOTE 1 SWITCH REDE OPTICA 1. LOTE 1 SWITCH REDE OPTICA Switch de 10 portas, Quantidade unidades. 1.1.1. Deve ser montável em rack padrão EIA 19 (dezenove polegadas) e possuir kits completos para instalação e deve ocupar uma unidade

Leia mais

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE

PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE São Paulo, 29 de julho de 2010 PROJETO DE REDE LOCAL E BACKBONE 1. Informações e recomendações importantes O projeto foi solicitado pela Unidade para a implantação de rede local para o prédio GETS, sendo

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 002/2010

CARTA CONVITE Nº 002/2010 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS

ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PREFEITURA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA TERRA DE LUTA E FÉ - DOE ORGÃOS, DOE SANGUE:SALVE VIDAS EDITAL DE CARTA CONVITE 027/2015 A PREFEITA MUNICIPAL DE SANTANA DA BOA VISTA, torna público, para conhecimento dos interessados, que no dia 20 DE NOVEMBRO DE 2015, às 10 horas, reunirse-á a Comissão Permanente

Leia mais

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas

CONVITE Nº 033/2009. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas CONVITE Nº 033/2009 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 09/12/2009 às 14 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I

PEDIDO DE COTAÇÃO - ANEXO I Folha: 0001 001 111586 Nobreak Senoidal de Dupla Conversão de no mínimo 3.0 KVa 1. Todos os equipamentos deverão ser novos de primeiro uso e estar na linha de produção atual do fabricante; 2. A garantia

Leia mais

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2.

TOMADA DE PREÇOS Nº 001/2010. SESSÃO DE ABERTURA: Local: Rua Pamplona 1200 7º andar Horário: 10:30 horas do dia 08 de março de 2. IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM 03 (TRÊS) DIAS DE ANTECEDENCIA NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO

CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 1ª REGIÃO 1 CARTA CONVITE n.º 001/2011 São Paulo, 20 de outubro de 2011. O CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA - 1ª REGIÃO, nos termos da autorização constante no Processo Administrativo em epígrafe, vem, por intermédio

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014

EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 EDITAL DE LICITAÇÃO PROCESSO LICITATÓRIO N.º 005/2014 CARTA CONVITE Nº 002/2014 O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 7ª REGIÃO CREF7/DF, Autarquia Federal, criada pela Lei nº 9.696/98, torna público

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE IPIRANGA DO SUL Estado do Rio Grande do Sul Rua do Comércio, 124 IPIRANGA DO SUL RS EDITAL DE LICITAÇÃO EDITAL DE LICITAÇÃO Modalidade...: Tomada de Preços Número...: 008/2014 Número da Modalidade: 003/2014 Data de Abertura da Licitação...: 20/02/2014 Data de Abertura das Propostas..: 14/03/2014 Horário...:

Leia mais

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas

CONVITE Nº 14/2010. DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas CONVITE Nº 14/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 01 / 06 / 2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas

CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas CONVITE N o 20/2010 DATA E HORÁRIO PARA RECEBIMENTO E ABERTURA DOS ENVELOPES Dia 16/07/2010 às 15 horas 01. DISPOSIÇÕES INICIAIS 1.1 O Senac Departamento Nacional torna público que, na Seção de Material,

Leia mais

CONVITE Nº. 007/2010 SENAR/BA

CONVITE Nº. 007/2010 SENAR/BA CONVITE Nº. 007/2010 SENAR/BA DATA DA ABERTURA: 31/05/2010 HORÁRIO: 14:30h, horário de Brasília. MODALIDADE: CARTA CONVITE TIPO: MENOR PREÇO, GLOBAL LOCAL: RUA PEDRO RODRIGUES BANDEIRA, 143 8º ANDAR COMÉRCIO

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 023/2009

CARTA CONVITE Nº 023/2009 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA. Switch Tipo 1: Switch fast-ethernet 24 portas FE 100BASE-TX, 2 portas 1GbE 1000BASE-T, 2 portas 1GbE SFP;

TERMO DE REFERÊNCIA. Switch Tipo 1: Switch fast-ethernet 24 portas FE 100BASE-TX, 2 portas 1GbE 1000BASE-T, 2 portas 1GbE SFP; TERMO DE REFERÊNCIA 1. OBJETO Fornecimento de Switches, Módulos transceiver e Cordões Óticos. LOTE 1 Item Descrição 1.1 Switch Tipo 1: Switch fast-ethernet 24 portas FE 100BASE-TX, 2 portas 1GbE 1000BASE-T,

Leia mais

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento

APRENDIZAGEM INDUSTRIAL. UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento APRENDIZAGEM INDUSTRIAL UNIDADE 3 Técnicas de cabeamento O cabeamento horizontal Compreende os segmentos de cabos que são lançados horizontalmente entre as áreas de trabalho e as salas de telecomunicações

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO

CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO CARTA CONVITE Nº 003/2014 TIPO: MENOR PREÇO PROCESSO Nº 003/2014 Tipo de Licitação: MENOR PREÇO DATA: 22/08/2014 HORÁRIO: 10h00min LOCAL: Universidade de Brasília Campus Universitário Darcy Ribeiro Edifício

Leia mais

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA

ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA ANEXO I TERMO DE REFERÊNCIA A Rede de Desenvolvimento Humano - REDEH, entidade privada sem fins lucrativos, inscrita no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica do Ministério da Fazenda sob o nº 39.064.233/0001-93,

Leia mais

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado:

SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008. EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: SOLICITAÇÃO DE COTAÇÃO IICA/NEAD Nº 005/2008 Data: 29/02/2008 EMPRESA CONVIDADA: Telefone: Fax: Endereço: Cidade: Estado: Prezado (a) Senhor (a), O Projeto de Cooperação para Apoio às Políticas e à Participação

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 028/2009 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JARDIM PAULISTA

Leia mais

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014

EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº 001/2014 PROCESSO Nº 001/2014 Encerramento: às 17:00 horas do dia 30 de setembro de 2014 Abertura dos Envelopes: às 8:00 horas do dia 01 de outubro de 2014 A SANTA CASA DE

Leia mais

AV. BRASÍLIA, 1057 FONE: 054-3356 1244. Edital de Licitação

AV. BRASÍLIA, 1057 FONE: 054-3356 1244. Edital de Licitação Edital de Licitação Modalidade.:Tomada de Preço Numero...:0006/15 DATA DA ABERTURA DA LICITAÇÃO: 11/02/2015 DATA ABERTURA DAS PROPOSTAS..: 04/03/2015 HORARIO...: 14:00 Fornecedor.: Endereço...: CGCMF...:

Leia mais

Especificação de Referência Switch de Acesso I

Especificação de Referência Switch de Acesso I 1 Especificação de Referência Switch de Acesso I Código do Objeto Descrição do Objeto Aplicação do Objeto Data da Especificação de Referência Validade da Especificação de Referência AC0000045 Switch de

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES.

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA EM TRANSPORTE DE VALORES. JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será uma das âncoras do plano de revitalização da região portuária da cidade

Leia mais

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL

INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL INSCRIÇÃO OU RENOVAÇÃO CADASTRAL 1. DA ENTREGA DA DOCUMENTAÇÃO 1.1. Os interessados em se inscrever e/ou renovar o Registro Cadastral junto ao GRB deverão encaminhar a documentação a seguir estabelecida,

Leia mais

www.fundacaoaraucaria.org.br 2

www.fundacaoaraucaria.org.br 2 EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE 02/2013 Serviços de Auditoria 1. DO PREÂMBULO 1.1. A Fundação Araucária de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico, estabelecida em Curitiba, Av. Comendador Franco,

Leia mais

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF

INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF INSTRUÇÕES AOS PROPONENTES CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE SEGURANÇA E VIGILÂNCIA ARMADA PARA AS INSTALAÇÕES DO ONS EM BRASÍLIA/DF Ref: Aviso de Edital ADG nº 003/2014 publicado em 28/10/2014. 1 1. OBJETO A

Leia mais

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado.

1.1 O recebimento dos envelopes dar-se-á até às 14:00h do dia 09 de março de 2010, pela Comissão Permanente de Licitação, no endereço acima citado. EDITAL DE CARTA CONVITE N 02/2010 CRM-PR OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE SERVIÇOS DE ASSESSORIA PARA O DESENVOLVIMENTO E SUPERVISÃO DE PROJETO DE TELEMEDICINA, VIDEOCONFERÊNCIA E EDUCAÇÃO CONTINUADA PARA

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A

CARTA CONVITE Nº 005/2008 M I N U T A IMPORTANTE : PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO COM ATÉ 24 HORAS DE ANTECEDÊNCIA DO CERTAME NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS PARA REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES. 1.2. Aprovado o pedido será concedido o CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL- Anexo A-4.

CONDIÇÕES GERAIS PARA REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES. 1.2. Aprovado o pedido será concedido o CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL- Anexo A-4. 1/9 CONDIÇÕES GERAIS PARA REGISTRO CADASTRAL DE FORNECEDORES A inscrição no Cadastro de Fornecedores da CET é regulada pelas presentes Condições Gerais, nos termos da Seção III - DOS REGISTROS CADASTRAIS

Leia mais

EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA 01/2014

EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA 01/2014 EDITAL DE CONCORRÊNCIA PÚBLICA 01/2014 O PRESIDENTE DA COMPANHIA ÁGUAS TERMAIS MARCELINO RAMOS no uso de suas atribuições legais e estatutárias e de conformidade com a Lei 8666/93 de 21 de junho de 1993

Leia mais

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto

PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014. Do Objeto PROCESSO Nº 574/2014 EDITAL DE TOMADA DE PREÇO Nº7/2014 O Município de Mariano Moro, RS, torna público, em conformidade com a Lei Federal n.º 8.666/93 e suas alterações, que no dia 30 de setembro as 14

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE

EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE CONVITE Nº 006 / 2007 - DFEPAF ENCERRAMENTO E ABERTURA DAS PROPOSTAS: Dia 27 de novembro de 2007 às 10:00 horas. TIPO: Menor preço global 1. OBJETO DO CONVITE Constitui objeto

Leia mais

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.

INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com. 1/7 INFORMAÇÕES AOS FORNECEDORES SEJA NOSSO FORNECEDOR REGULAMENTO PARA EMISSÃO DO CRC COCEL (parte integrante do site www.cocel.com.br) INFORMAÇÕES I. O interessado na inscrição no Cadastro de Fornecedores

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DO ESTADO DE SANTA CATARINA CARTA CONVITE N 005/2015 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE SANTA CATARINA - SENAR-AR/SC Edital de Convite nº. 005/2015 1 - Preâmbulo 1.1 - O Serviço Nacional de Aprendizagem

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE CATRACAS PARA O ACESSO A ÀREA DE SERVIÇOS DO MUSEU DO AMANHÃ

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE CATRACAS PARA O ACESSO A ÀREA DE SERVIÇOS DO MUSEU DO AMANHÃ TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A AQUISIÇÃO E INSTALAÇÃO DE CATRACAS PARA O ACESSO A ÀREA DE SERVIÇOS DO MUSEU DO AMANHÃ JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será uma das âncoras do plano de revitalização da

Leia mais

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA

CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA CABEAMENTO ESTRUTURADO NORMAS AMERICANAS EIA/TIA NORMAS AMERICANAS EIA/TIA EIA/TIA 568-B: Commercial Building Telecomunications Cabling Standard Essa norma de 2001 é a revisão da norma EIA/TIA 568-A de

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 01/2011

CARTA CONVITE Nº 01/2011 CARTA CONVITE Nº 01/2011 O CONSELHO REGIONAL DE FISIOTERAPIA E TERAPIA OCUPACIONAL DA 10ª REGIÃO CREFITO-10, Estado de Santa Catarina, através de sua Comissão Permanente de Licitação, designada pela Portaria

Leia mais

4.1. 15 (quinze) dias após a entrega do equipamento e aceite da respectiva nota Fiscal pelo CONTRATANTE;

4.1. 15 (quinze) dias após a entrega do equipamento e aceite da respectiva nota Fiscal pelo CONTRATANTE; TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A LOCAÇÃO DE GERADOR JUSTIFICATIVA PARA CONTRATAÇÃO DO SERVIÇO A realização dos eventos RECGASTRÔ Food Truck no Parque e Mercado do Artesão, ambos no Parque Santana, situado

Leia mais

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014.

FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. FUNDO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES MUNICIPAIS DE TURVO - PR. Tomada de Preço N.º 001/2014. Emissão: 09/12/2014. Abertura: 29/12/2014. Horário: 10:00 H. O Fundo de Previdência dos Servidores Municipais

Leia mais

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8

NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão Assessoria Especial para Modernização da Gestão Central de Compras e Contratações NOTA DE ESCLARECIMENTO Nº 8 PREGÃO ELETRÔNICO Nº 4/2015 PROCESSO Nº 04300.003546/2014-01

Leia mais

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO

Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Prefeitura Municipal de Floriano Peixoto 01.612.289/0001-62 Avenida Alfredo Joahnes Dücker - 99.910-000 - Floriano Peixoto/RS EDITAL DE LICITAÇÃO Processo...: 8/2015 Modalidade.: Convite Número...: 6/2015

Leia mais

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO

ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO ANEXO VI TOMADA DE PREÇOS Nº 002/2015 MINUTA DO CONTRATO CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DE SANTA CATARINA, autarquia federal de fiscalização profissional regida pela Lei n 12.378, de 31 de dezembro

Leia mais

"TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS "TERMO DE REFERÊNCIA ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS I - OBJETO 1.1. Contratação de empresa especializada em serviços de Infraestrutura com manutenção corretiva, manutenção preventiva, instalações, desinstalações,

Leia mais

EDITAL DA TOMADA DE PREÇO Nº. 014/2008

EDITAL DA TOMADA DE PREÇO Nº. 014/2008 1 EDITAL DA TOMADA DE PREÇO Nº. 014/2008 Objeto Contratar empresa especializada de Engenharia Mecânica para Instalação dos Equipamentos Industriais dos prédios de Utilidades e PPI do CBA. MANAUS/AM 2008

Leia mais

ANEXO III MINUTA DO CONTRATO MINUTA DO CONTRATO

ANEXO III MINUTA DO CONTRATO MINUTA DO CONTRATO ANEXO III MINUTA DO CONTRATO MINUTA DO CONTRATO TERMO DE CONTRATO QUE ENTRE SI O INSTITUTO FELIX GUATTARI, organização não governamental (ONG), declarada de utilidade pública estadual, devidamente inscrita

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO NÚMERO 001/2015

EDITAL DE LICITAÇÃO NÚMERO 001/2015 EDITAL DE LICITAÇÃO NÚMERO 001/2015 FEMACO FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES EM SERVIÇOS, ASSEIO E CONSERVAÇÃO AMBIENTAL, URBANA E AREAS VERDES NO ESTADO DE SÃO PAULO, Pelo presente Edital, a FEMACO FEDERAÇÃO

Leia mais

Secretaria de Educação, Cultura e Desportos

Secretaria de Educação, Cultura e Desportos 1 Responsável pela Elaboração: ILKA REJANE BARROS MELO Responsável pela Secretária de Educação, Cultura e Desportos. NOVEMBRO / 2013 ANEXO - I TERMO DE REFERÊNCIA Aquisição de coleções de livros didáticos

Leia mais

Especificação Técnica

Especificação Técnica Especificação de Referência Switch de Borda Alguns itens apresentam opções de configuração, refletindo nos aspectos originais de preço e características da máquina Código do Material Descrição do Material

Leia mais

Câmara Municipal De Natividade Da Serra

Câmara Municipal De Natividade Da Serra DOCUMENTOS NECESSÁRIOS PARA A INCRIÇÃO NO REGISTRO CADASTRAL (Em conformidade com os artigos 28 a 31 da Lei Federal Nº 8.666/93 e demais alterações posteriores): PESSOA JURÍDICA 1 - Documentação Relativa

Leia mais

Por ser uma funcionalidade comum a diversos switches de mercado, sugerimos adicionar os seguintes requisitos:

Por ser uma funcionalidade comum a diversos switches de mercado, sugerimos adicionar os seguintes requisitos: ((TITULO))ATA DA CONSULTA PÚBLICA N.º 10/2014 (PERGUNTAS E RESPOSTAS) A ATA REGISTRO PREÇOS FUTURA E EVENTUAL AQUISIÇÃO SWITCH ÓPTICA E SWITCH BORDA A ADMINISTRAÇÃO DIRETA E INDIRETA DO MUNICÍPIO SÃO PAULO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MATO RICO ESTADO DO PARANÁ CNPJ - 95.684.510/0001-31 COMISSÃO MUNICIPAL DE LICITAÇÃO DOCUMENTAÇÃO NECESSÁRIA PARA REGISTRO CADASTRAL (Conf. Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993) I - Para a habilitação jurídica: a) Cédula de identidade e registro comercial na repartição competente, para

Leia mais

Câmara Municipal de Itatiba

Câmara Municipal de Itatiba DOCUMENTOS PARA EFETUAR CADASTRO PARA EMISSÃO DO CERTIFICADO DE REGISTRO CADASTRAL "CRC" INFORMAÇÕES PARA CADASTRO DE FORNECEDORES Razão Social: Endereço: Bairro: Cidade: CEP: CNPJ: Inscrição Estadual:

Leia mais

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC

CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO RS/SC CONSELHO REGIONAL DE BIOLOGIA 3ª REGIÃO CONVITE Nº 05/2013 SERVIÇOS DE ASSESSORIA CONTÁBIL O Conselho Regional de Biologia 3ª Região, através da Comissão Permanente de Licitações, convida V.S.a. a apresentar

Leia mais

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CARTA CONVITE N.º 006/2006

EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CARTA CONVITE N.º 006/2006 2 EDITAL DE LICITAÇÃO MODALIDADE CARTA CONVITE N.º 006/2006 TIPO: DATA DE ABERTURA HORÁRIO LOCAL MENOR PREÇO 04/12/2006 10 HORAS SALA DE REUNIÃO 1 - DO OBJETO DA LICITAÇÃO 1.1 A COMISSÃO PERMANNTE DE LICITAÇÃO

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls.

PREFEITURA MUNICIPAL DE FRANCA Secretaria de Planejamento e Gestão Econômica Divisão de Licitações e Compras Convite nº 081/2007 Fls. Convite nº 081/2007 Fls. 1 CARTA CONVITE Processo nº 11784/05 Convite nº 081/2007 Entrega Envelopes até o dia: 15 de junho de 2007, às 14h00. Abertura Envelopes dia: 15 de junho de 2007, às 14h30. A COMISSÃO

Leia mais

ENDEREÇO: CIDADE: ESTADO:

ENDEREÇO: CIDADE: ESTADO: CONVIDADO / CGC: CARTA CONVITE CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA DE TELECOMUNICAÇÕES E COMUNICAÇÃO DE DADOS PARA A PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE FRAME-RELAY PARA CONECTIVIDADE DA REDE DE DADOS DO À DO SERPRO.

Leia mais

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MARMORARIA A SEREM EXECUTADOS NO MUSEU DO AMANHÃ.

TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MARMORARIA A SEREM EXECUTADOS NO MUSEU DO AMANHÃ. TERMO DE REFERÊNCIA OBJETIVANDO A CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA PARA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MARMORARIA A SEREM EXECUTADOS NO MUSEU DO AMANHÃ. JUSTIFICATIVA O Museu do Amanhã será uma das âncoras

Leia mais

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO

NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO NOTA DE ALTERAÇÃO/PRORROGAÇÃO O MUNICÍPIO DE MARINGÁ informa aos interessados em participar do procedimento licitatório denominado PROCESSO nº. 2310/14-PMM, cujo objeto é o REGISTRO DE PREÇOS para futuras

Leia mais

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007

CARTA CONVITE Nº 013/2007 PROCESSO N.º 1.612/2007 IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ RETIRAR O EDITAL SOB PROTOCOLO NA SEDE DO CONSELHO SITUADO À RUA PAMPLONA, 1200 JD PAULISTA CEP: 01405-001 - DEPTO DE COMPRAS - 8º ANDAR. Regime

Leia mais

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009.

EDITAL OBJETO: CABO GIGALAN CATEGORIA 6 U/UTP 23AWGX4PARES - VERMELHO EM CAIXA DE 305 METROS, CONFORME ESPECIFICAÇÃO TECNICA Nº 036/2009. EDITAL A SÃO PAULO TRANSPORTE S.A. SPTrans, inscrita no CNPJ-MF sob o n.º 60.498.417/0001-58, comunica que se encontra aberta a licitação, EXCLUSIVAMENTE para participação de microempresas e empresas de

Leia mais

CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO

CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO 1 CARTA CONVITE 12/2015 FUnC REPUBLICAÇÃO 1 - PREÂMBULO 1.1 - A Fundação Universidade do Contestado, através do seu Departamento de Compras, situado à Rua Victor Sopelsa, 3000, Bairro Salete, Concórdia,

Leia mais

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br

Município de Xangri-Lá Fone: (51) 3689-2400 www.xangrila.rs.gov.br EDITAL Nº 62/2012 PREGÃO ELETRÔNICO 34/2012 PROCESSO DE DESPESA: 2318/2012 (SEC. DE EDUCAÇÃO) PROCESSO DE LICITAÇÃO 2318/2012 PROCESSO DE COMPRA 45-12 ABERTURA: 29/03/2012 HORÁRIO: 15 horas O Prefeito

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013

PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 PROCESSO SELETIVO Nº 014/2013 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a Contratação de Empresa para a

Leia mais

Tomada de Preços n.º 015/2010

Tomada de Preços n.º 015/2010 Tomada de Preços n.º 015/2010 Procedimento Administrativo n.º 0848/2010 Modalidade: Tomada de Preços Tipo: Menor Preço Julgamento: global Regime de execução: empreitada por preço unitário Objeto: Contratação

Leia mais

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS)

CONSELHO FEDERAL DE NUTRICIONISTAS CONSELHO REGIONAL DE NUTRICIONISTAS - 3ª Região (SP, MS) CARTA CONVITE Nº: 008/2013. São Paulo, 04 de junho de 2.013. Processo n.º 042-05/2013 Tipo: MENOR PREÇO Firma: A/C: E-mail: Convidamos a referida empresa a apresentar proposta para atendimento do objeto

Leia mais

Infraestrutura de Redes

Infraestrutura de Redes Infraestrutura de Redes Apresentação 01: Conceitos de Cabeamento Estruturado Prof. João Paulo Just - http://just.pro.br 1 Conceitos de Cabeamento Porque? Anteriormente: serviços como sistemas de alarmes,

Leia mais

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ARROIO DOS RATOS Departamento de Compras e Licitações

Estado do Rio Grande do Sul PREFEITURA MUNICIPAL DE ARROIO DOS RATOS Departamento de Compras e Licitações EDITAL DE LICITAÇÃO CONVITE Nº. 006/2014 O MUNICÍPIO DE ARROIO DOS RATOS, através da Secretaria Municipal de Administração, sito o Largo do Mineiro, Nº. 195, torna público que estará realizando licitação

Leia mais

AVISO DE LICITAÇÃO CONVITE N 034/02

AVISO DE LICITAÇÃO CONVITE N 034/02 AVISO DE LICITAÇÃO CONVITE N 034/02 O CNPq, fundação pública federal, vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia, sediada na SEPN Q. 507, Bloco B, Ed. CNPq Brasília-DF, CEP: 70740-901, informa que

Leia mais

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012

PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 PROCESSO SELETIVO Nº 004/2012 O Instituto de Gestão e Humanização IGH, torna público para conhecimento dos interessados, que fará realizar Processo Seletivo objetivando a contratação de serviços de Coleta,

Leia mais

EEEP FRANCISCA MAURA MARTINS

EEEP FRANCISCA MAURA MARTINS EXECUÇÃO DE SERVIÇO DE FORNECIMENTO DE SINAL DE INTERNET COM VELOCIDADE MÍNIMA DE 05 MB DESTINADO ÀS ATIVIDADES DA EEEP FRANCISCA MAURA MARTINS POR UM PERÍODO DE 12 (DOZE) MESES CONVITE Nº 20150001 OBJETO:

Leia mais

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA )

ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA ) ATA DE REGISTRO DE PREÇOS ( MINUTA ) ATA DE REGISTRO DE PREÇOS Nº: - TERRACAP PROCESSO Nº: Pregão Presencial Nº: VALIDADE:, a partir da publicação no DODF. Aos dias do mês de do ano de dois mil e treze,

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG)

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS COPASA MG CNPJ/MF 17.281.106/0001 03 Rua Mar de Espanha, 453 / Sto. Antônio Belo Horizonte (MG) NORMAS DE CREDENCIAMENTO PARA INSTITUIÇÕES BANCÁRIAS 1. DA FINALIDADE

Leia mais

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC

REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC REFORMA EDIFICAÇÃO PRINCIPAL INSTITUTO FEDERAL CATARINENSE CÂMPUS AVANÇADO IBIRAMA IBIRAMA/SC MEMORIAL DESCRITIVO PROJETO DE CABEAMENTO ESTRUTURADO ÍNDICE 1 Informativos gerais 2 Especificações e Tabelas

Leia mais

Instalação Rede Estruturada e Elétrica Estabilizada 26º andar, sala 2602 Agenersa

Instalação Rede Estruturada e Elétrica Estabilizada 26º andar, sala 2602 Agenersa Instalação Rede Estruturada e Elétrica Estabilizada 26º andar, sala 2602 Agenersa Indice 1- Projeto Básico 2- Localização dos pontos de lógica estruturada e elétrica 3- Topologia Física 4- Planta 5- Diagrama

Leia mais

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE

ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE Aquisição de Solução de Criptografia para Backbone da Rede da Dataprev ANEXO I ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA 1. HARDWARE DO APPLIANCE 1.1 Cada appliance deverá ser instalado em rack de 19 (dezenove) polegadas

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE RONDÔNIA SENAR-AR/RO CNPJ Nº. 04.293.236/0001-14

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL ADMINISTRAÇÃO REGIONAL DE RONDÔNIA SENAR-AR/RO CNPJ Nº. 04.293.236/0001-14 AVISO DE LICITAÇÃO O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Administração Regional de Rondônia SENAR-AR/RO, comunica aos interessados que no dia 11/11/2010, ás 09:30 hs, ocorrerá a ABERTURA DOS ENVELOPES

Leia mais

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES:

I - LOCAL DE ENTREGA DOS ENVELOPES: EDITAL de LICITAÇÃO MODALIDADE: CARTA CONVITE N.º 17/2013 Data da abertura dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas Data limite para entrega dos envelopes: Dia: 25/10/2013 Horário: 13:00 horas

Leia mais

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS

CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS CADASTRO DE FORNECEDORES E RENOVAÇÃO CADASTRAL DME DISTRIBUIÇÃO S/A - DMED DOS PROCEDIMENTOS A Supervisão de Suprimentos é a responsável pelo cadastramento dos fornecedores, bem como pela renovação cadastral

Leia mais

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - ADMINISTRAÇAO REGIONAL DE SANTA CATARINA SENAR-AR/SC

SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - ADMINISTRAÇAO REGIONAL DE SANTA CATARINA SENAR-AR/SC CARTA CONVITE N 008/2015 SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM RURAL - ADMINISTRAÇAO REGIONAL DE SANTA CATARINA SENAR-AR/SC 1 - Preâmbulo 1.1 - O Serviço Nacional de Aprendizagem Rural - Administração Regional

Leia mais

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico

Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Noções de Cabeamento Estruturado Metálico Roteiro Parâmetros elétricos Cuidados com cabos metálicos Normas 568 / 606 Elementos do cabeamento estruturado Cabeamento Embora pareça uma questão simples, um

Leia mais

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A

PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013 PROCESSO SECOM Nº 0357/2012. Alterações e Normas complementares M I N U T A IMPORTANTE: PARA PARTICIPAR DA LICITAÇÃO O INTERESSADO DEVERÁ PREENCHER O RECIBO DE RETIRADA DE EDITAL, CONSTANTE DO ANEXO I E DEVOLVER COM ATÉ 24 HS DE ANTECEDENCIA DO CERTAME PREGÃO PRESENCIAL Nº 005/2013

Leia mais

Prefeitura Municipal de Antonina do Norte GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.594.500/0001-48 EDITAL CONVOCATÓRIO

Prefeitura Municipal de Antonina do Norte GOVERNO MUNICIPAL CNPJ n 07.594.500/0001-48 EDITAL CONVOCATÓRIO EDITAL CONVOCATÓRIO CONVITE Nº 2013.02.18.2 1.0 EDITAL 1.1 Órgão: SECRETARIA MUNICIPAL DE AÇÃO SOCIAL 1.2 Modalidade: CONVITE 1.3 Tipo de Licitação: Menor preço Global 1.4 Torna público para conhecimento

Leia mais