Índice Remissivo do Volume

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Índice Remissivo do Volume 91-2008"

Transcrição

1 Por Assunto A Acidente cerebrovascular/complicações Acidente vascular na doença de Chagas, 306 Abscesso Opção para tratamento de abscesso aórtico, 72 Acesso radial Acesso ulnar Angioplastia primária pelo acesso transulnar, e41 Angioplastia primária pelo acesso transulnar, e41 Acidente cerebrovascular/epidemiologia Impacto econômico das DCV no Brasil, 163 Adolescente Adultos Resposta da pressão arterial ao esforço, 25 Fatores de risco cardiovascular e gasto energético, 227 Hipertensão arterial e excesso de peso, 110 Exercício aeróbico, anaeróbico e obesidade, 219 Interrupção de aorta em adulto, e4 Agentes inotrópicos cardíaco-positivos BELIEF : Believe It or Not, 132 Amiloidose Transplante Cardíaco Ortotópico e Choque Cardiogênico, 205 Análise econômica Impacto econômico das DCV no Brasil, 163 Anestésicos locais Anestésicos com e sem vasoconstritor em arritmias, 142 Aneurisma aórtico Aneurisma de aorta com ruptura para esôfago, e53 Angiografia coronária Coronariografia em doença valvar, 200 Angioplastia coronária Angiografia vs FFR nas intervenções coronarianas, 179 Angioplastia transluminal percutânea coronária Angiografia vs FFR nas intervenções coronarianas, 179 Anticorpos Auto-anticorpos na doença de Chagas, 281 Aorta torácica Aorta torácica Interrupção de aorta em adulto, e4 Tratamento endovascular da PCA, e17 Aorta torácica/anormalidades Coarctação da Aorta Ístmica Acentuada, 137 Aptidão física Redução da pressão arterial após treinamento resistido, 299 Arritmia Arritmias cardíacas Artéria pulmonar Displasia arritmogênica do VD, e38 Anestésicos com e sem vasoconstritor em arritmias, 142 Tratamento da insuficiência cardíaca e arritmia, 395 Hipertensão pulmonar secundária a fístulas, e11 Arteriopatias oclusivas Fatores de risco e doença arterial periférica, 402 Aterosclerose Aterosclerose coronariana Métodos por imagem da aterosclerose em estudos de progressão/regressão, 418 Mieloperoxidase e Doença Arterial Coronariana, e12 Miocárdio viável sensibilizado por nitroglicerina, 148 Coronariografia em doença valvar, 200 Qualidade de vida na revascularização miocárdica, 238 Qualidade de vida na síndrome coronariana aguda, 252 Polimorfismos do cluster do gene da IL-1 e DAC, 293 Custos da revascularização miocárdica sem CEC, 369 Mieloperoxidase e Doença Arterial Coronariana, e12 Atividade motora Sobrepeso, Pressão Arterial e Atividade Física, 93 Questionário sobre estilo de vida para brasileiros, 102 Avaliação e resultados (cuidados de saúde) Marcapasso em cardiomiopatia hipertrófica, 274 Avaliação pelos pares para publicação Doutorado no InCor: defesa e publicação, 315 Avanço da doença Métodos por imagem da aterosclerose em estudos de progressão/regressão, 418

2 B Baixo débito cardíaco Doppler tecidual e Prognóstico na Disfunção Cardíaca, 85 PEEP, creatinina e BNP em pacientes sépticos, 119 Beribéri Beribéri e Hipertensão Pulmonar, e7 Betabloqueadores VO 2 pico e inclinação VE/VCO 2 na insuficiência cardíaca, 42 Bloqueadores do receptor tipo I de angiotensina II Bloqueio de ramo esquerdo Brasil Escalonamento com olmesartana medoxomila, 185 Terapia de ressincronização e perfusão miocárdica, e25 Prevalência da hipertensão arterial, São Luís MA, 260 Fatores de risco e doença arterial periférica, 402 C Calorimetria Resposta da pressão arterial ao esforço, 25 Captopril Prescrição captopril em pacientes hospitalizados, 415 Cardiomegalia Lactente de 13 Meses, do Sexo Masculino, com Vaso, 362 Cardiomiopatia chagásica Acidente vascular na doença de Chagas, 306 Evolução de Chagas e não-chagas nas cardiomiopatias, 389 Cardiomiopatia chagásica Anestésicos com e sem vasoconstritor em arritmias, 142 Cardiomiopatia dilatada Transplante Cardíaco Ortotópico e Choque Cardiogênico, 205 Terapia de ressincronização e perfusão miocárdica, e25 Cardiomiopatia hipertrófica Marcapasso em cardiomiopatia hipertrófica, 274 Cardiomiopatia hipertrófica familiar Diagnóstico da cardiomiopatia hipertrófica, 55 Cardiomiopatia hipertrófica/diagnóstico Diagnóstico da cardiomiopatia hipertrófica, 55 Cardiomiopatias NT pro-bnp nas miocardiopatias e pericardiopatias, 49 Cardiopatia isquêmica/epidemiologia Impacto econômico das DCV no Brasil, 163 Cardiopatias congênitas Cérebro-proteção Estenose supravalvar pulmonar pós-operação de Jatene, 18 Função pulmonar nas cirurgias de cardiopatias congênitas, 77 Down, Comunicação Interventricular e Hipertensão Pulmonar, 289 Drenagem anômala de 4 veias pulmonares, e1 Transposição corrigida das grandes artérias, e35 Ventrículos Comuns por Comunicação Interventricular, e59 Endarterectomia carotídea, e29 Endarterectomia carotídea em Doença Carotídea, e33 Choque PEEP, creatinina e BNP em pacientes sépticos, 119 Choque cardiogênico ECMO no adulto: Conceito falido ou esquecido?, 36 Transplante Cardíaco Ortotópico e Choque Cardiogênico, 205 Cintilografia Avaliação da prescrição de exercícios pela cintilografia, 245 Circulação assistida/métodos Assistência circulatória como ponte para transplante, 327 Função pulmonar nas cirurgias de cardiopatias congênitas, 77 Circulação extracorpórea Qualidade de vida na revascularização miocárdica, 238 Custos em cirurgia de RM com e sem CEC, 367 Circulação extracorpórea com oxigenador ECMO no adulto: Conceito falido ou esquecido?, 36 de membrana Circulação extracorpórea/economia Custos da revascularização miocárdica sem CEC, 369 Circunferência abdominal Exercício aeróbico, anaeróbico e obesidade, 219 ECMO no adulto: Conceito falido ou esquecido?, 36 Cirurgia torácica Opção para tratamento de abscesso aórtico, 72 Risco de complicações após cirurgia cardíaca, 342 Claudicação intermitente Fatores de risco e doença arterial periférica, 402

3 Coartação aórtica/cirurgia Coarctação da Aorta Ístmica Acentuada, 137 Colesterol total Exercício aeróbico, anaeróbico e obesidade, 219 Complacência pulmonar Função pulmonar nas cirurgias de cardiopatias congênitas, 77 Complicações na gravidez Fatores de risco para hipertensão na gravidez, 11 Complicações pós-operatórias Risco de complicações após cirurgia cardíaca, 342 Composição corporal Exercício aeróbico, anaeróbico e obesidade, 219 Consistência interna Dilatação Fluxo-Mediada da Artéria Braquial pela Ultra-Sonografia, 361 Contenedores Angiografia vs FFR nas intervenções coronarianas, 179 Tratamento endovascular da PCA, e17 Endarterectomia carotídea, e29 Endarterectomia carotídea em Doença Carotídea, e33 Convulsões Homem de 54 anos com hemiparesia, 432 Coração artificial/tendências Assistência circulatória como ponte para transplante, 327 Coração auxiliar/utilização Assistência circulatória como ponte para transplante, 327 Coronariopatia/reabilitação Avaliação da prescrição de exercícios pela cintilografia, 245 Criança Diferenças nos níveis séricos de ECA entre homens e mulheres, 382 Criança Sobrepeso, Pressão Arterial e Atividade Física, 93 Cuidados pré-operatórios Coronariografia em doença valvar, 200 Cardioversor-desfibrilador: útil para quem?, 70 Custos de cuidados da saúde Os custos da doença cardiovascular no Brasil, 217 Custos em cirurgia de RM com e sem CEC, 367 Custos hospitalares Custos da revascularização miocárdica sem CEC, 369 D Dados econômicos na saúde Impacto econômico das DCV no Brasil, 163 Defeitos do septo interatrial Down, Comunicação Interventricular e Hipertensão Pulmonar, 289 Defeitos do septo interventricular Defeitos dos septos cardíacos Deficiência de tiamina Derrame pericárdio Ventrículos Comuns por Comunicação Interventricular, e59 Dextrocardia com Situs Solitus,e56 Beribéri e Hipertensão Pulmonar, e7 NT pro-bnp nas miocardiopatias e pericardiopatias, 49 Complicação de Valvoplastia Mitral em uma Gestante, e45 Desfibriladores implantáveis Cardioversor-desfibrilador: útil para quem?, 70 Dextrocardia Dextrocardia com Situs Solitus,e56 Diagnóstico por imagem Métodos por imagem da aterosclerose em estudos de progressão/regressão, 418 Dieta vegetariana Risco cardiovascular em vegetarianos e onívoros, 287 Dilatação com balão Complicação de Valvoplastia Mitral em uma Gestante, e45 Disfunção ventricular esquerda Doppler tecidual e Prognóstico na Disfunção Cardíaca, 85 Displasia arritmogênica ventricular direita Dispnéia Dissecção Doença cardiopulmonar Displasia arritmogênica do VD, e38 Dispnéia súbita intensa, 63 Dextrocardia com Situs Solitus,e56 Beribéri e Hipertensão Pulmonar, e7 Doença crônica Risco cardiovascular em vegetarianos e onívoros, 287 Doença das coronárias Anestésicos com e sem vasoconstritor em arritmias, 142 Métodos por imagem da aterosclerose em estudos de progressão/regressão, 418

4 Doença de Chagas Doença e Chagas/fisiopatologia Auto-anticorpos na doença de Chagas, 281 Doenças cardiovasculares Perfil de saúde cardiovascular em idosos, 1 Doenças cardiovasculares/ epidemiologia Impacto econômico das DCV no Brasil, 163 Os custos da doença cardiovascular no Brasil, 217 Doenças das valvas cardíacas Coronariografia em doença valvar, 200 Dor precordial Homem de 54 anos com hemiparesia, 432 Ducto torácico E Ecocardiografia Ecocardiografia contrastada Ecocardiografia tridimensional Dextrocardia com Situs Solitus,e56 Dissincronia ventricular: comparação com fração de ejeção, 156 Eco no infarto do miocárdio em ratos, 321 Narciso e o ecocardiografista, e10 Valva aórtica quadrivalvular, e14 Uso da ecocardiografia contrastada para avaliação de tumores e trombos, e48 Ecocardiografia Tridimensional de Prolapso Valvar Mitral, e20 Ecocardiograma Doppler Doppler tecidual e Prognóstico na Disfunção Cardíaca, 85 Economia da saúde Educação de pós-graduação em medicina Impacto econômico das DCV no Brasil, 163 Os custos da doença cardiovascular no Brasil, 217 Doutorado no InCor: defesa e publicação, 315 Efeitos adversos Custos da revascularização miocárdica sem CEC, 369 Endarterectomia das carótidas Endarterectomia carotídea, e29 Endarterectomia carotídea em Doença Carotídea, e33 Endocardite/cirurgia Opção para tratamento de abscesso aórtico, 72 Endoprótese Tratamento endovascular da PCA, e17 Envelhecimento Redução da pressão arterial após treinamento resistido, 299 Enzima conversora de angiotensina Enzima conversora de angiotensina no pericárdio, 172 Erro típico da medida Dilatação Fluxo-Mediada da Artéria Braquial pela Ultra-Sonografia, 361 Esforço físico Resposta da pressão arterial ao esforço, 25 Espironolactona Hiperpotassemia e insuficiência cardíaca, 194 Estabilidade Dilatação Fluxo-Mediada da Artéria Braquial pela Ultra-Sonografia, 361 Estenose da valva pulmonar Estenose supravalvar pulmonar pós-operação de Jatene, 18 Estilo de vida Questionário sobre estilo de vida para brasileiros, 102 Estimulação cardíaca artificial Marcapasso em cardiomiopatia hipertrófica, 274 Estudo comparativo Necrose miocárdica perioperatória: RMC vs CM, 126 Enzima conversora de angiotensina no pericárdio, 172 Estudo pré-clínico Importância dos estudos em animais para a cardiologia intervencionista, 348 Estudos de coortes Marcapasso em cardiomiopatia hipertrófica, 274 Estudos transversais FCM medida vs. fórmulas de predição em sedentários, 311 Ética Narciso e o ecocardiografista, e10 Etnologia Prevalência e fatores sociodemográficos da hipertensão, 31 Evolução clínica Exercício Eco no infarto do miocárdio em ratos, 321 Evolução de Chagas e não-chagas nas cardiomiopatias, 389 Exercício aeróbico, anaeróbico e obesidade, 219 Redução da pressão arterial após treinamento resistido, 299

5 F Falência de múltiplos órgãos ECMO no adulto: Conceito falido ou esquecido?, 36 Fator de impacto Doutorado no InCor: defesa e publicação, 315 Fatores de risco Fatores de risco Fístula arteriovenosa Fístula esofágica Acidente vascular na doença de Chagas, 306 Fatores de risco e doença arterial periférica, 402 Perfil de saúde cardiovascular em idosos, 1 Fatores de risco para hipertensão na gravidez, 11 Fatores de risco cardiovascular e gasto energético, 227 Prevalência da hipertensão arterial, São Luís MA, 260 Risco cardiovascular em vegetarianos e onívoros, 287 Lactente de 13 Meses, do Sexo Masculino, com Vaso, 362 Hipertensão pulmonar secundária a fístulas, e11 Aneurisma de aorta com ruptura para esôfago, e53 Freqüência cardíaca FCM medida vs. fórmulas de predição em sedentários, 311 Função endotelial Dilatação Fluxo-Mediada da Artéria Braquial pela Ultra-Sonografia, 361 Função ventricular esquerda Dissincronia ventricular: comparação com fração de ejeção, 156 Terapia de ressincronização e perfusão miocárdica, e25 G Gasto energético Fatores de risco cardiovascular e gasto energético, 227 Gestação de alto risco Fatores de risco para hipertensão na gravidez, 11 Gestantes Complicação de Valvoplastia Mitral em uma Gestante, e45 H Hereditariedade Displasia arritmogênica do VD, e38 Hiperpotassemia Hiperpotassemia e insuficiência cardíaca, 194 Hipertensão Hipertensão pulmonar Fatores de risco para hipertensão na gravidez, 11 Prevalência e fatores sociodemográficos da hipertensão, 31 Sobrepeso, Pressão Arterial e Atividade Física, 93 Hipertensão arterial e excesso de peso, 110 Escalonamento com olmesartana medoxomila, 185 Redução da pressão arterial após treinamento resistido, 299 Prescrição captopril em pacientes hospitalizados, 415 Down, Comunicação Interventricular e Hipertensão Pulmonar, 289 Drenagem anômala de 4 veias pulmonares, e1 Beribéri e Hipertensão Pulmonar, e7 Hipertensão pulmonar secundária a fístulas, e11 Hipertensão/diagnóstico Respiração lenta e hipertensão do avental branco, 267 Hipertensão/epidemiologia Prevalência da hipertensão arterial, São Luís MA, 260 Hipertrofia do ventrículo esquerdo Diagnóstico da cardiomiopatia hipertrófica, 55 Hipertrofia ventricular Dispnéia súbita intensa, 63 História natural das doenças Re-hospitalizações e morte por insuficiência cardíaca, 335 Hospitalização Re-hospitalizações e morte por insuficiência cardíaca, 335 I Idoso Perfil de saúde cardiovascular em idosos, 1 Imagem por ressonância magnética Necrose miocárdica perioperatória: RMC vs CM, 126 Índice de massa corporal Infarto do miocárdio Exercício aeróbico, anaeróbico e obesidade, 219 Diferenças nos níveis séricos de ECA entre homens e mulheres, 382 Eco no infarto do miocárdio em ratos, 321 Plano de saúde e evolução pós-infarto do miocárdio, 377 Infarto do miocárdio/cirurgia Necrose miocárdica perioperatória: RMC vs CM, 126

6 Infecção Risco de complicações após cirurgia cardíaca, 342 Inflamação Insuficiência cardíaca Insuficiência cardíaca congestiva Mieloperoxidase e Doença Arterial Coronariana, e12 VO 2 pico e inclinação VE/VCO 2 na insuficiência cardíaca, 42 Homem de 54 anos com hemiparesia, 432 Ventrículos Comuns por Comunicação Interventricular, e59 Hiperpotassemia e insuficiência cardíaca, 194 Re-hospitalizações e morte por insuficiência cardíaca, 335 Evolução de Chagas e não-chagas nas cardiomiopatias, 389 Interrupção de aorta em adulto, e4 Insuficiência cardíaca/terapia Tratamento da insuficiência cardíaca e arritmia, 395 Insuficiência da valva aórtica Valva aórtica quadrivalvular, e14 Insuficiência da valva mitral Lactente de 13 Meses, do Sexo Masculino, com Vaso, 362 Insuficiência ricúspide Transposição corrigida das grandes artérias, e35 Interleucina 1 Polimorfismos do cluster do gene da IL-1 e DAC, 293 Intervenção cardiovascular Importância dos estudos em animais para a cardiologia intervencionista, 348 Intervenção coronária percutânea primária Isquemia miocárdica L Angioplastia primária pelo acesso transulnar, e41 Angiografia vs FFR nas intervenções coronarianas, 179 Avaliação da prescrição de exercícios pela cintilografia, 245 Levosimendana Lisinopril Enzima conversora de angiotensina no pericárdio, 172 M Melanoma Metástase neoplásica Tumor em ventrículo direito em paciente com melanoma, e21 Tumor em ventrículo direito em paciente com melanoma, e21 Miocárdio Miocárdio viável sensibilizado por nitroglicerina, 148 Miocárdio atordoado Miocárdio viável sensibilizado por nitroglicerina, 148 Miocárdio/cintilografia Necrose miocárdica perioperatória: RMC vs CM, 126 Miocardiopatia hipertrófica Transplante Cardíaco Ortotópico e Choque Cardiogênico, 205 Mitologia Narciso e o ecocardiografista, e10 Modelo animal Importância dos estudos em animais para a cardiologia intervencionista, 348 Monitorização ambulatorial da pressão arterial Respiração lenta e hipertensão do avental branco, 267 Mortalidade Re-hospitalizações e morte por insuficiência cardíaca, 335 Morte súbita Cardioversor-desfibrilador: útil para quem?, 70 N Nitroglicerina Miocárdio viável sensibilizado por nitroglicerina, 148 NT pro-bnp NT pro-bnp nas miocardiopatias e pericardiopatias, 49 O Obesidade Resposta da pressão arterial ao esforço, 25 Dispnéia súbita intensa, 63

7 Obesidade Sobrepeso, Pressão Arterial e Atividade Física, 93 Hipertensão arterial e excesso de peso, 110 Olmesartana Escalonamento com olmesartana medoxomila, 185 Operação de Jatene Estenose supravalvar pulmonar pós-operação de Jatene, 18 P Pacientes internados Prescrição captopril em pacientes hospitalizados, 415 Parada cardíaca ECMO no adulto: Conceito falido ou esquecido?, 36 Paresia Homem de 54 anos com hemiparesia, 432 Peptídeo natriurético tipo B PEEP, creatinina e BNP em pacientes sépticos, 119 Peptidil dipeptidase A Diferenças nos níveis séricos de ECA entre homens e mulheres, 382 Perfusão miocárdica Terapia de ressincronização e perfusão miocárdica, e25 Pericardiocentese Enzima conversora de angiotensina no pericárdio, 172 Pericardite constritiva NT pro-bnp nas miocardiopatias e pericardiopatias, 49 Peroxidase Persistência do conduto arterioso Mieloperoxidase e Doença Arterial Coronariana, e12 Tratamento endovascular da PCA, e17 Pirofosfato de Tecnécio Tc 99 m Necrose miocárdica perioperatória: RMC vs CM, 126 Planos de saúde Ponte de artéria coronária sem circulação extracorpórea Plano de saúde e evolução pós Custos da revascularização miocárdica sem CEC, 369 População Polimorfismos do cluster do gene da IL-1 e DAC, 293 Prescrição de medicamentos Prescrição captopril em pacientes hospitalizados, 415 Pressão arterial Resposta da pressão arterial ao esforço, 25 Diferenças nos níveis séricos de ECA entre homens e mulheres, 382 Perfil de saúde cardiovascular em idosos, 1 Prevalência Prevalência e fatores sociodemográficos da hipertensão, 31 Fatores de risco e doença arterial periférica, 402 Prevenção e controle Prevalência e fatores sociodemográficos da hipertensão, 31 Prevenção primária Cardioversor-desfibrilador: útil para quem?, 70 Prognóstico VO 2 pico e inclinação VE/VCO 2 na insuficiência cardíaca, 42 Acidente vascular na doença de Chagas, 306 Prognóstico Doppler tecidual e Prognóstico na Disfunção Cardíaca, 85 Prolapso da valva mitral. Ecocardiografia Tridimensional de Prolapso Valvar Mitral, e20 Puberdade Diferenças nos níveis séricos de ECA entre homens e mulheres, 382 Q Questionário sobre estilo de vida para brasileiros, 102 Qualidade de vida Qualidade de vida na revascularização miocárdica, 238 Qualidade de vida na síndrome coronariana aguda, 252 Questionários Questionário sobre estilo de vida para brasileiros, 102 R Ratos Eco no infarto do miocárdio em ratos, 321 Reatividade vascular Dilatação Fluxo-Mediada da Artéria Braquial pela Ultra-Sonografia, 361 Reperfusão miocárdica Miocárdio viável sensibilizado por nitroglicerina, 148 Repetições mini-satélites Polimorfismos do cluster do gene da IL-1 e DAC, 293

8 Respiração com pressão positiva PEEP, creatinina e BNP em pacientes sépticos, 119 Revascularização miocárdica Necrose miocárdica perioperatória: RMC vs CM, 126 Qualidade de vida na revascularização miocárdica, 238 Qualidade de vida na síndrome coronariana aguda, 252 Custos em cirurgia de RM com e sem CEC, 367 Custos da revascularização miocárdica sem CEC, 369 Rim/efeitos de drogas Hiperpotassemia e insuficiência cardíaca, 194 Risco Risco de complicações após cirurgia cardíaca, 342 Ruptura aórtica Aneurisma de aorta com ruptura para esôfago, e53 S Saúde do adulto Questionário sobre estilo de vida para brasileiros, 102 Seguimentos Plano de saúde e evolução pós Sepse PEEP, creatinina e BNP em pacientes sépticos, 119 Sístole Dissincronia ventricular: comparação com fração de ejeção, 156 Resposta da pressão arterial ao esforço, 25 Sobrepeso Sobrepeso, Pressão Arterial e Atividade Física, 93 Exercício aeróbico, anaeróbico e obesidade, 219 T Tamponamento cardíaco Complicação de Valvoplastia Mitral em uma Gestante, e45 Tecnécio Avaliação da prescrição de exercícios pela cintilografia, 245 Terapia por exercício/métodos Avaliação da prescrição de exercícios pela cintilografia, 245 Teste de esforço FCM medida vs. fórmulas de predição em sedentários, 311 Testes de função respiratória Respiração lenta e hipertensão do avental branco, 267 Transplante cardíaco/mortalidade Assistência circulatória como ponte para transplante, 327 Transplante de coração Transplante Cardíaco Ortotópico e Choque Cardiogênico, 205 Transposição corrigida das grandes artérias Transposição dos grandes vasos Transposição dos grandes vasos Trombo intracardíaco Tumor cardíaco Tumores Transposição corrigida das grandes artérias, e35 Estenose supravalvar pulmonar pós-operação de Jatene, 18 Transposição corrigida das grandes artérias, e35 Uso da ecocardiografia contrastada para avaliação de tumores e trombos, e48 Uso da ecocardiografia contrastada para avaliação de tumores e trombos, e48 Tumor em ventrículo direito em paciente com melanoma, e21 Turquia/epidemiologia Polimorfismos do cluster do gene da IL-1 e DAC, 293 V Valva aórtica Opção para tratamento de abscesso aórtico, 72 Valva aórtica/anormalidades Valva aórtica quadrivalvular, e14 Vasoconstritores Anestésicos com e sem vasoconstritor em arritmias, 142 Veias pulmonares Ventrículos cardíacos Drenagem anômala de 4 veias pulmonares, e1 Tumor em ventrículo direito em paciente com melanoma, e21 Volume sistólico Dissincronia ventricular: comparação com fração de ejeção, 156

TEMAS LIVRES PÔSTERS APROVADOS DO XII CONGRESSO SERGIPANO DE CARDIOLOGIA. Observação:

TEMAS LIVRES PÔSTERS APROVADOS DO XII CONGRESSO SERGIPANO DE CARDIOLOGIA. Observação: TEMAS LIVRES PÔSTERS APROVADOS DO XII CONGRESSO SERGIPANO DE CARDIOLOGIA Observação: Exposição dos temas livres TL 01 a TL 21 sexta de 08h as 12h, com apresentação 09:45h Exposição dos temas livres TL

Leia mais

Índice Remissivo do Volume 89-2007

Índice Remissivo do Volume 89-2007 Por Assunto A Ablação por cateter Ácidos pteroilpoliglutâmicos Adiposidade - Associação entre Perfil lipídico e Adjuvantes imunológicos Adolescente Escolares...73 Teste Ergométrico em Crianças e Adulto

Leia mais

TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA CARDIOVASCULAR. Renato Sanchez Antonio Santa Casa RP

TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA CARDIOVASCULAR. Renato Sanchez Antonio Santa Casa RP TOMOGRAFIA E RESSONÂNCIA CARDIOVASCULAR Renato Sanchez Antonio Santa Casa RP Tomografia Técnica baseada em radiografia com uso colimadores para restringir feixes Realizada na mesma fase do ciclo cardíaco

Leia mais

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Tabela 01 - Principais Antecedentes e Fatores de Risco para Doença Cardiovascular à Internação na Unidade Todos os Pacientes Egressos da Unidade Hipertensão Arterial

Leia mais

ESTRUTURA FUNCIONAL INCOR HCFMUSP

ESTRUTURA FUNCIONAL INCOR HCFMUSP ESTRUTURA FUNCIONAL INCOR HCFMUSP CONSELHO DIRETOR DIRETORIA EXECUTIVA Comissões (*) Assessoria Coordenação e supervisão do conhecimento Divisão de Cardiologia Clínica Coordenação Administrativa do ao

Leia mais

MODELO DE BULA PARA O PACIENTE. Cada ml contém: levosimendana... 2,5 mg Excipientes: polividona, ácido cítrico e etanol.

MODELO DE BULA PARA O PACIENTE. Cada ml contém: levosimendana... 2,5 mg Excipientes: polividona, ácido cítrico e etanol. MODELO DE BULA PARA O PACIENTE IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO: SIMDAX levosimendana Formas Farmacêuticas, vias de administração e apresentações: SIMDAX (levosimendana) 2,5 mg/ml: embalagens com 1 frasco-ampola

Leia mais

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia

PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA 2014 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Início 28 de Fevereiro

Leia mais

Identificação do Risco de Morte Súbita

Identificação do Risco de Morte Súbita Texto de apoio ao curso de especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Identificação do Risco de Morte Súbita Resumo adaptado da referencia A identificação de indivíduos

Leia mais

XXII CONGRESSO NACIONAL DO DEPARTAMENTO DE ERGOMETRIA, EXERCÍCIO, REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR, CARDIOLOGIA NUCLEAR E CARDIOLOGIA DO ESPORTE.

XXII CONGRESSO NACIONAL DO DEPARTAMENTO DE ERGOMETRIA, EXERCÍCIO, REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR, CARDIOLOGIA NUCLEAR E CARDIOLOGIA DO ESPORTE. PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA QUINTA-FEIRA 29 DE OUTUBRO DE 2015 CREDENCIAMENTO 07:30H MENSAGEM DA COMISSÃO ORGANIZADORA CURSO INTERATIVO E CONJUGADO DE ERGOMETRIA E TESTE CARDIOPULMONAR DE EXERCÍCIO. CURSO INTERATIVO

Leia mais

SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR

SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR Yáskara Benevides Guenka Acadêmica do 4º ano de Medicina UFMS Liga de Cardiologia e Cirurgia Cardiovascular Campo Grande MS 27/06/2012 SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR ALTERAÇÕES DAS

Leia mais

PÔSTERES DIA 13/11/2015-08:00 ÀS 12:00 TÍTULO

PÔSTERES DIA 13/11/2015-08:00 ÀS 12:00 TÍTULO 1 PÔSTERES DIA 13/11/2015-08:00 ÀS 12:00 A CIRCULAÇÃO EXTRACORPOREA NA CIRURGIA CARDÍACA BRASILEIRA: HISTÓRICO, AVANÇOS E DESAFIOS. 2 A DISSECÇÃO AÓRTICA E O TRATAMENTO ENDOVASCULAR 3 A IMPORTÂNCIA DA

Leia mais

Portaria SAS/Nº 210 (publicada no Diário Oficial n 117, de 21 de junho de 2004, página 43, Seção 1) ANEXO III(*)

Portaria SAS/Nº 210 (publicada no Diário Oficial n 117, de 21 de junho de 2004, página 43, Seção 1) ANEXO III(*) Portaria SAS/Nº 210 (publicada no Diário Oficial n 117, de 21 de junho de 2004, página 43, Seção 1) ANEXO III(*) RELAÇÃO DE PROCEDIMENTOS INCLUÍDOS NAS TABELAS DO SIH E SIA/SUS PROCEDIMENTOS INCLUÍDOS

Leia mais

Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2015

Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2015 Segunda-Feira, 21 de Setembro de 2015 (19200) Simpósio Insuficiência Cardíaca, Cardiomiopatia e Doenças do Pericárdio Auditório 1 (Capacidade 500) 08:30 10:00 O Desafio da Avaliação de Dispneia em Pacientes

Leia mais

MÉDICO CIRURGIA CARDÍACA

MÉDICO CIRURGIA CARDÍACA MÉDICO CIRURGIA CARDÍACA CÓDIGO: MCP14 CADERNO: 2 LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES 1 - A duração da prova é de 4 horas, já incluído o tempo de preenchimento do cartão de respostas. 2 - O candidato que, na

Leia mais

Diretrizes para Habilitação de Centros de Treinamento

Diretrizes para Habilitação de Centros de Treinamento Diretrizes para Habilitação de Centros de Treinamento Sociedade Brasileira de Hemodinâmica e Cardiologia Intervencionista Gestão 2006-2009 Centros de Treinamento Comissão Coordenador Dr. José Armando Mangione

Leia mais

HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA EM 2016

HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA EM 2016 HOSPITAL SÃO FRANCISCO RIBEIRÃO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO PROGRAMA TEÓRICO E PRÁTICO PARA ESTÁGIO EM CARDIOLOGIA EM 2016 Credenciado e reconhecido pela Sociedade Brasileira de Cardiologia Início 2 de Fevereiro

Leia mais

PROFISSIONAL(IS) SOLICITANTE(S) Clínico Geral; Clínica Médica; Pediatra; Ginecologista; Geriatra.

PROFISSIONAL(IS) SOLICITANTE(S) Clínico Geral; Clínica Médica; Pediatra; Ginecologista; Geriatra. CONSULTA EM ANGIOLOGIA - GERAL CÓDIGO SIA/SUS: 03.01.01.007-2 Motivos para encaminhamento: 1. Varizes em membros inferiores 2. Úlceras de pernas 3. Insuficiência circulatória arterial/venosa com dor e

Leia mais

EXAME 2014 RESIDÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO: CARDIOLOGIA

EXAME 2014 RESIDÊNCIA COM PRÉ-REQUISITO: CARDIOLOGIA EXAME 2014 Instruções Leia atentamente e cumpra rigorosamente as instruções que seguem, pois elas são parte integrante das provas e das normas que regem o Exame AMRIGS e ACM. 1. Atente-se a todos os avisos

Leia mais

COORDENADOR: PROF. LUIZ F. SALAZAR DISCIPLINA: SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR

COORDENADOR: PROF. LUIZ F. SALAZAR DISCIPLINA: SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR PROCAPE / - CURSO ESPECIALIZAÇÃO EM CARDIOLOGIA ANO: 0 HORÁRIO: 07:30 HS. ( em ponto) COORNADOR: PROF. LUIZ F. SALAZAR DISCIPLINA: SEMIOLOGIA CARDIOVASCULAR 07.0 ª A ANAMNESE EM CARDIOLOGIA SINTOMAS Dr.Luiz

Leia mais

Doenças do Sistema Circulatório

Doenças do Sistema Circulatório Doenças do Sistema Circulatório Dados Mundiais: Mortes por grupos de causas - 2000 Total de Mortes: 55.694.000 Causas Externas ( 9.1%) Doenças Não Transmissíveis (59.0%) Doenças transmissíveis, mortalidade

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE PROJETO DE LEI N2 1 6 21 /2011

CÂMARA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE PROJETO DE LEI N2 1 6 21 /2011 yl 162iR 1 CÂMARA MUNICIPAL DE BELO HORIZONTE PROJETO DE LEI N2 1 6 21 /2011 Institui o Dia de Conscientização da Cardiopatia Congênita. A Câmara Municipal de Belo Horizonte decreta: Art. 1 2 - Fica instituído

Leia mais

ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO DAS DOENÇAS CORONÁRIA E CAROTÍDEA CONCOMITANTE

ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO DAS DOENÇAS CORONÁRIA E CAROTÍDEA CONCOMITANTE ESTRATÉGIAS DE TRATAMENTO DAS DOENÇAS CORONÁRIA E CAROTÍDEA CONCOMITANTE MARCOS ANTONIO MARINO COORDENADOR DEPARTAMENTO DE HEMODINÂMICA, CARDIOLOGIA E RADIOLOGIA VASCULAR INTERVENCIONISTA CONFLITO DE INTERESSES

Leia mais

08h30-08h45 Analise das novas diretrizes de CRM da ESC 2014. Indicaçao e procedimento na CRM em pacientes com FE diminuída

08h30-08h45 Analise das novas diretrizes de CRM da ESC 2014. Indicaçao e procedimento na CRM em pacientes com FE diminuída PROGRAMA CIENTÍFICO Quinta-feira 13 de agosto de 2015 SALA A MESA REDONDA - DAC CRÔNICA Analise das novas diretrizes de CRM da ESC 2014 Indicaçao e procedimento na CRM em pacientes com FE diminuída Quando

Leia mais

EXAME CLÍNICO PARA INVESTIGAÇÃO DE UMA DOENÇA CARDIOVASCULAR

EXAME CLÍNICO PARA INVESTIGAÇÃO DE UMA DOENÇA CARDIOVASCULAR EXAME CLÍNICO PARA INVESTIGAÇÃO DE UMA DOENÇA CARDIOVASCULAR RESUMO Anamnese ID HPMA IDA Antecedentes Pessoais Antecedentes Familiais Exame Físico Geral Exame Físico Especial Cabeça / Face / Pescoço Aparelho

Leia mais

Sala 1 - CONFERÊNCIA "Os Desafios da SBC para implantação do Programa Nacional de Prevenção Cardiovascular"

Sala 1 - CONFERÊNCIA Os Desafios da SBC para implantação do Programa Nacional de Prevenção Cardiovascular PROGRAMA CIENTÍFICO CONGRESSO SOCERJ 2013 Quinta-feira 04.04.2013 Hora: 08:00h - 08:30h Sala 1 - ABERTURA OFICIAL Hora: 08:30h - 09:45h Sala 1 - CONFERÊNCIA "Os Desafios da SBC para implantação do Programa

Leia mais

##ATO Portaria n.º 1728/GM Em 1º de outubro de 2002.

##ATO Portaria n.º 1728/GM Em 1º de outubro de 2002. ##ATO Portaria n.º 1728/GM Em 1º de outubro de 22. ##TEX O Ministro de Estado da Saúde, no uso de suas atribuições legais, Considerando a iniciativa da Secretaria de Estado de Saúde de SES/SP que, ao investir

Leia mais

DICIONÁRIO DE TERMOS DA HEMODINÂMICA

DICIONÁRIO DE TERMOS DA HEMODINÂMICA DICIONÁRIO DE TERMOS DA HEMODINÂMICA Aneurisma: dilatação e protusão localizada da parede de um vaso (principalmente artéria) ou do coração, decorrente de uma fragilidade estrutural local. Angina: também

Leia mais

Índice Remissivo do Volume 102

Índice Remissivo do Volume 102 Por assunto Palavra-chave A Ablação por Cateter Nome e página do artigo Ablação de Fibrilação Atrial por Mapeamento, 30 Ablação Epicárdica de Taquicardia Ventricular, 524 Denervação Renal com Cateter Irrigado,

Leia mais

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA RISCO CIRÚRGICO. 9/7/2003 Dr. José Mário Espínola - AMPB 1

ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA RISCO CIRÚRGICO. 9/7/2003 Dr. José Mário Espínola - AMPB 1 ASSOCIAÇÃO MÉDICA DA PARAÍBA 1 I- CONCEITO: avaliação realizada por cardiologista, com fortes bases epidemiológicas, objetivando determinar classificação funcional do paciente, e risco de complicações

Leia mais

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA. Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA. Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA Prof. Fernando Ramos Gonçalves-Msc Insuficiência Cardíaca Conceito É a incapacidade do coração em adequar sua ejeção às necessidades metabólicas do organismo, ou fazê-la

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS

CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS CONHECIMENTOS ESPECIALIZADOS 31) O Código de Ética Médica apresenta uma série de princípios que são vedados aos médicos no que se refere à relação do profissional com pacientes e familiares. A respeito

Leia mais

COLÉGIO AMERICANO DE MEDICINA ESPORTIVA Posicionamento Oficial Exercício para Pacientes com Doença Arterial Coronariana

COLÉGIO AMERICANO DE MEDICINA ESPORTIVA Posicionamento Oficial Exercício para Pacientes com Doença Arterial Coronariana COLÉGIO AMERICANO DE MEDICINA ESPORTIVA Posicionamento Oficial Exercício para Pacientes com Doença Arterial Coronariana RESUMO Posicionamento Oficial do Colégio Americano de Medicina Esportiva: Exercise

Leia mais

Imagem da Semana: Radiografia de tórax

Imagem da Semana: Radiografia de tórax Imagem da Semana: Radiografia de tórax Figura: Radiografia de tórax em PA. Enunciado Paciente masculino, 30 anos, natural e procedente de Belo Horizonte, foi internado no Pronto Atendimento do HC-UFMG

Leia mais

Doenças cardiovasculares e exercício. Prof. Márcio Oliveira de Souza marciofisiol@yahoo.com.br

Doenças cardiovasculares e exercício. Prof. Márcio Oliveira de Souza marciofisiol@yahoo.com.br Doenças cardiovasculares e exercício Prof. Márcio Oliveira de Souza marciofisiol@yahoo.com.br Fatores de risco modificáveis TROCAR FIGURAS Hipertensão Obesidade (PA >140/90 mmhg) (IMC >30 kg/m2) Sedentarismo

Leia mais

Comissão Examinadora do Título Superior em Anestesiologia

Comissão Examinadora do Título Superior em Anestesiologia Rua Professor Alfredo Gomes, 36 - Botafogo - Rio de Janeiro/RJ - CEP 22251-080 Tel: (21) 2537-8100 Fax: (21) 2537-8188 Portal: http://www.sba.com.br E-Mail: sba2000@openlink.com.br Departamento de Anestesiologia

Leia mais

Liga Acadêmica de Transplante e Insuficiência Cardíaca do HUUPD LATIC

Liga Acadêmica de Transplante e Insuficiência Cardíaca do HUUPD LATIC Liga Acadêmica de Transplante e Insuficiência Cardíaca do HUUPD LATIC Processo Seletivo para Admissão de Novos Membros 02.12.2011 Código de Matrícula Gabarito 1. 6. 11. 16. 21. 26. 2. 7. 12. 17. 22. 27.

Leia mais

Administração dos riscos cardiovasculares Resumo de diretriz NHG M84 (segunda revisão, janeiro 2012)

Administração dos riscos cardiovasculares Resumo de diretriz NHG M84 (segunda revisão, janeiro 2012) Administração dos riscos cardiovasculares Resumo de diretriz NHG M84 (segunda revisão, janeiro 2012) traduzido do original em holandês por Luiz F.G. Comazzetto 2014 autorização para uso e divulgação sem

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Essencial para a utilização bem sucedida da prótese para o amputado da extremidade inferior:

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS. 21. Essencial para a utilização bem sucedida da prótese para o amputado da extremidade inferior: 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CIRURGIA VASCULAR 21. Essencial para a utilização bem sucedida da prótese para o amputado da extremidade inferior: I. Reserva cardiopulmonar. II. Coto construído corretamente.

Leia mais

Protocolo de Choque no Pósoperatório. Cardíaca

Protocolo de Choque no Pósoperatório. Cardíaca Protocolo de Choque no Pósoperatório de Cirurgia Cardíaca Acadêmico Lucas K. Krum Prof. Dr. Mário Augusto Cray da Costa Choque no pós operatório da CC Função miocárdica declina nas 6 a 8 horas iniciais

Leia mais

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 2ª. PARTE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS CARDIOLOGIA 21. Quando analisamos o fluxo coronariano, observamos que ele é relativamente constante em pressões entre 60 e 160 mmhg e que o fluxo é diretamente relacionado

Leia mais

PROGAMAÇÃO V CURSO TEÓRICO RESIDENTE CARDIOLOGIA SMC

PROGAMAÇÃO V CURSO TEÓRICO RESIDENTE CARDIOLOGIA SMC PROGAMAÇÃO V CURSO TEÓRICO RESIDENTE CARDIOLOGIA SMC MÓDULO AVANÇADO: 2º Semestre de 2013 LOCAL: ASSOCIAÇÃO MÉDICA DE MINAS GERAIS ESTRUTURA DAS AULAS: - Participantes: Um palestrante + Um debatedor +

Leia mais

PERFIL MEDICAMENTOSO DE SERVIDORES HIPERTENSOS DA UEPG

PERFIL MEDICAMENTOSO DE SERVIDORES HIPERTENSOS DA UEPG 8. CONEX Apresentação Oral Resumo Expandido 1 ÁREA TEMÁTICA: SAÚDE PERFIL MEDICAMENTOSO DE SERVIDORES HIPERTENSOS DA UEPG HEDLER, Priscila 1 HALILA, Gerusa Clazer 2 MADALOZZO, Josiane Cristine Bachmann

Leia mais

INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA CARDIOVASCULAR NO PÓS- OPERATÓRIO DE REVASCULARIZAÇÃO DO MIOCÁRDIO

INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA CARDIOVASCULAR NO PÓS- OPERATÓRIO DE REVASCULARIZAÇÃO DO MIOCÁRDIO INTERVENÇÃO FISIOTERAPÊUTICA CARDIOVASCULAR NO PÓS- OPERATÓRIO DE REVASCULARIZAÇÃO DO MIOCÁRDIO Michael Jaickson de Jesus Chaves* NOVAFAPI Gilderlene Alves Fernandes** NOVAFAPI INTRODUÇÃO O coração é um

Leia mais

MARCADORES CARDÍACOS

MARCADORES CARDÍACOS Maria Alice Vieira Willrich, MSc Farmacêutica Bioquímica Mestre em Análises Clínicas pela Universidade de São Paulo Diretora técnica do A Síndrome Coronariana Aguda MARCADORES CARDÍACOS A síndrome coronariana

Leia mais

PADRONIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS EM RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA E CIRURGIA ENDOVASCULAR

PADRONIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS EM RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA E CIRURGIA ENDOVASCULAR PADRONIZAÇÃO DE PROCEDIMENTOS EM RADIOLOGIA INTERVENCIONISTA E CIRURGIA ENDOVASCULAR Sociedade Brasileira de Radiologia Intervencionista e Cirurgia Endovascular SoBRICE Colégio Brasileiro de Radiologia

Leia mais

PROGRAMA DE ENSINO E TREINAMENTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA CARDIOVASCULAR

PROGRAMA DE ENSINO E TREINAMENTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA CARDIOVASCULAR PROGRAMA DE ENSINO E TREINAMENTO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA CARDIOVASCULAR PRESIDENTE DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA CARDIOVASCULAR Prof. Dr. Gilberto V. Barbosa E-mail: gilbertobarbosa@ibest.com.br

Leia mais

Ivan da Costa Barros Pedro Gemal

Ivan da Costa Barros Pedro Gemal Semiologia Abordagem ao paciente cardiopata Ivan da Costa Barros Pedro Gemal DESAFIO!! 2011 Universidade Federal Fluminense 1. Paciente idoso procura PS à noite queixando- se de falta de ar, taquicárdico

Leia mais

TES TE T S E ER GOMÉTRIC GOMÉTRIC (Te ( ste de esforço ç )

TES TE T S E ER GOMÉTRIC GOMÉTRIC (Te ( ste de esforço ç ) TESTE ERGOMÉTRICO (Teste de esforço) Definição - um dos exames mais importantes de diagnóstico, avaliação clínica e prognóstico dos pacientes com doença arterial coronariana (DAC). - método rápido, barato,

Leia mais

Espécie humana: evoluiu de/para AF diária e dieta rica em fibras vegetais, desenvolvendo uma extraordinária capacidade funcional de reserva

Espécie humana: evoluiu de/para AF diária e dieta rica em fibras vegetais, desenvolvendo uma extraordinária capacidade funcional de reserva Espécie humana: evoluiu de/para AF diária e dieta rica em fibras vegetais, desenvolvendo uma extraordinária capacidade funcional de reserva Sujeitos VO 2 Max. (ml.min - ¹) Freqüência Cardíaca Volume Sistólico

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ANGIOLOGISTA

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ANGIOLOGISTA 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO ANGIOLOGISTA QUESTÃO 21 Um paciente de 75 anos, ex-garçom, tem há três anos o diagnóstico já confirmado de síndrome isquêmica crônica dos membros inferiores.

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CIR

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CIR 1 FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA Av. Prof. Alfredo Balena 190-2 0 andar Caixa postal 340 - CEP 30130-100 031-3409-9759 e 3409-9760 cirurgia@medicina.ufmg.br CIR Disciplina Optativa

Leia mais

SERVIÇO DE CARDIOLOGIA - IRMANDADE SANTA CASA DE MISERICÓRDIA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP

SERVIÇO DE CARDIOLOGIA - IRMANDADE SANTA CASA DE MISERICÓRDIA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP SERVIÇO DE CARDIOLOGIA - IRMANDADE SANTA CASA DE MISERICÓRDIA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - SP EDITAL/ REGULAMENTO INTERNO ESTÁGIO MÉDICO EM CARDIOLOGIA CLÍNICA 1. CORPO CLÍNICO. A disciplina de Cardiologia

Leia mais

PROVA TEÓRICA RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO PARANÁ 04 de novembro de 2014. Assinatura do candidato

PROVA TEÓRICA RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO PARANÁ 04 de novembro de 2014. Assinatura do candidato PROVA TEÓRICA RESIDÊNCIA MÉDICA 2015 HOSPITAL DA CRUZ VERMELHA BRASILEIRA FILIAL DO PARANÁ 04 de novembro de 2014. NOME: Assinatura do candidato 1- Paciente de 45 anos, sexo masculino, assintomático, sem

Leia mais

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida

Colesterol O que é Isso? Trabalhamos pela vida Colesterol O que é Isso? X O que é o Colesterol? Colesterol é uma gordura encontrada apenas nos animais Importante para a vida: Estrutura do corpo humano (células) Crescimento Reprodução Produção de vit

Leia mais

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Processo Seletivo à Residência 2006 CONHECIMENTOS EM CIRURGIA VASCULAR

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Processo Seletivo à Residência 2006 CONHECIMENTOS EM CIRURGIA VASCULAR CONHECIMENTOS EM CIRURGIA VASCULAR Considerando a classificação de FONTAINE para o estadiamento da Doença Arterial Oclusiva Periférica, é correto afirmar: A) Não se justifica a indicação de revascularização

Leia mais

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Processo Seletivo à Residência 2006 CONHECIMENTOS EM CIRURGIA VASCULAR

Secretaria de Saúde de Pernambuco SES Processo Seletivo à Residência 2006 CONHECIMENTOS EM CIRURGIA VASCULAR CONHECIMENTOS EM CIRURGIA VASCULAR Considerando a classificação de FONTAINE para o estadiamento da Doença Arterial Oclusiva Periférica, é correto afirmar: A) Não se justifica a indicação de revascularização

Leia mais

www.estrategiaconcursos.com.br

www.estrategiaconcursos.com.br Questão 01 No que se refere ao prontuário médico, é correto afirmar que A) o paciente, em caso de erro médico, só pode ter acesso ao seu prontuário sob ordem judicial. B) é permitido ao médico negar acesso

Leia mais

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Tabela 01 - Principais Antecedentes e Fatores de Risco para Doença Cardiovascular à Internação na Unidade Todos os Pacientes Egressos da Unidade Hipertensão Arterial

Leia mais

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9

Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Cardiologia - Global Consolidado 1 / 9 Tabela 01 - Principais Antecedentes e Fatores de Risco para Doença Cardiovascular à Internação na Unidade Todos os Pacientes Egressos da Unidade Hipertensão Arterial

Leia mais

II CURSO SOCERJ DE IMERSÃO EM ARRITMIAS PARA O CLÍNICO - SALA 1

II CURSO SOCERJ DE IMERSÃO EM ARRITMIAS PARA O CLÍNICO - SALA 1 Quarta Feira 25/04 II CURSO SOCERJ DE IMERSÃO EM ARRITMIAS PARA O CLÍNICO - SALA 1 9:00-10:00 Módulo 1 O paciente com arritmias cardíacas no consultório do cardiologista Caso 1: Paciente com queixa de

Leia mais

Capítulo 6 Hipertensão Arterial - Tratamento em Grupos Especiais

Capítulo 6 Hipertensão Arterial - Tratamento em Grupos Especiais Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade Física Adaptada e Saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira III Consenso Brasileiro de Hipertensão Arterial Capítulo 6 Hipertensão Arterial - Tratamento em Grupos

Leia mais

INSTITUTO DE DOENÇAS CARDIOLÓGICAS

INSTITUTO DE DOENÇAS CARDIOLÓGICAS Página: 1/7 1- CONSIDERAÇÕES GERAIS 1.1- As doenças cardiovasculares são, ainda hoje, as principais responsáveis pela mortalidade na população geral, no mundo ocidental. Dentre as inúmeras patologias que

Leia mais

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA (ICC)

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA (ICC) INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA (ICC) Categorias: - ICC aguda sem diagnóstico prévio - ICC crônica agudizada - ICC crônica refratária Apresentações clínicas: - Edema agudo de pulmão: rápido aumento da

Leia mais

Indicações e Resultados do Tratamento Percutâneo de Obstruções à Via de Saída do VD

Indicações e Resultados do Tratamento Percutâneo de Obstruções à Via de Saída do VD Indicações e Resultados do Tratamento Percutâneo de Obstruções à Via de Saída do VD Carlo B Pilla e Cardiologia Intervencionista SBHCI 2012 Obstruções à VSVD Estenose subvalvar pulmonar* Estenose valvar

Leia mais

INTERVALO E VISITA À EXPOSIÇÃO PARALELA - TEMA LIVRE PÔSTER GRUPO I

INTERVALO E VISITA À EXPOSIÇÃO PARALELA - TEMA LIVRE PÔSTER GRUPO I XXII CONGRESSO NACIONAL DO DEPARTAMENTO DE ERGOMETRIA, EXERCÍCIO, REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR, CARDIOLOGIA NUCLEAR E CARDIOLOGIA DO ESPORTE. PROGRAMAÇÃO CIENTÍFICA QUINTA-FEIRA 29 DE OUTUBRO DE 2015 07:30H

Leia mais

ATACAND candesartana cilexetila

ATACAND candesartana cilexetila ATACAND candesartana cilexetila I) IDENTIFICAÇÃO DO MEDICAMENTO ATACAND candesartana cilexetila APRESENTAÇÕES Comprimidos de 8 mg em embalagem com 30 comprimidos. Comprimidos de 16 mg em embalagens com

Leia mais

DOENÇA ARTERIAL PERIFÉRICA (DAP) Prof. Abdo Farret Neto

DOENÇA ARTERIAL PERIFÉRICA (DAP) Prof. Abdo Farret Neto DOENÇA ARTERIAL PERIFÉRICA (DAP) Prof. Abdo Farret Neto DOENÇA ARTERIAL PERIFÉRICA (DAP) OBJETIVOS DO APRENDIZADO SOBRE DAP 1. Aprender a DIANOSTICAR a doença 2. Identificar e tratar adequadamente os FATORES

Leia mais

Procedimentos Operacionais padrão das unidades integradas de Saúde Unimed Rio

Procedimentos Operacionais padrão das unidades integradas de Saúde Unimed Rio Jornada Unimed Rio A Prática Cardiológica no Cenário da Alta Complexidade Insuficiência Cardíaca e a Utilização de Marcapassos, Ressincronizadores e Desfibriladores Implantáveis Procedimentos Operacionais

Leia mais

Consulta de Enfermagem para Pessoas com Hipertensão Arterial Sistêmica. Ms. Enf. Sandra R. S. Ferreira

Consulta de Enfermagem para Pessoas com Hipertensão Arterial Sistêmica. Ms. Enf. Sandra R. S. Ferreira Consulta de Enfermagem para Pessoas com Hipertensão Arterial Sistêmica Ms. Enf. Sandra R. S. Ferreira O QUE É HIPERTENSÃO ARTERIAL? Condição clínica multifatorial caracterizada por níveis elevados e sustentados

Leia mais

2. HIPERTENSÃO ARTERIAL

2. HIPERTENSÃO ARTERIAL TESTE ERGOMETRICO O teste ergométrico serve para a avaliação ampla do funcionamento cardiovascular, quando submetido a esforço físico gradualmente crescente, em esteira rolante. São observados os sintomas,

Leia mais

a. CONSIDERAÇÕES ESPECIAIS DE AVALIAÇÃO Objetivos do tratamento pré-hospitalar da síndrome coronariana aguda

a. CONSIDERAÇÕES ESPECIAIS DE AVALIAÇÃO Objetivos do tratamento pré-hospitalar da síndrome coronariana aguda Parte II P R O T O C O L O S D E D O E N Ç A S C A R D I O V A S C U L A R E S [111] 47. SÍNDROME CORONARIANA AGUDA a. CONSIDERAÇÕES ESPECIAIS DE AVALIAÇÃO A isquemia do miocárdio resulta do desequilíbrio

Leia mais

DISTÚRBIOS DA CIRCULAÇÃO

DISTÚRBIOS DA CIRCULAÇÃO DISTÚRBIOS DA CIRCULAÇÃO Augusto Schneider Carlos Castilho de Barros Faculdade de Nutrição Universidade Federal de Pelotas TÓPICOS ABORDADOS Resumo das alterações já abordadas: Hemorragia Hiperemia Trombose

Leia mais

Raniê Ralph Pneumo. 18 de Setembro de 2008. Professora Ana Casati. Trombo-embolismo pulmonar (TEP)

Raniê Ralph Pneumo. 18 de Setembro de 2008. Professora Ana Casati. Trombo-embolismo pulmonar (TEP) 18 de Setembro de 2008. Professora Ana Casati. Trombo-embolismo pulmonar (TEP) Hoje o DX é feito em menos de 30%. Antigamente só fazia DX quando havia triângulo de Infarto Pulmonar: bilirrubina aumentada,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONCURSO PÚBLICO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONCURSO PÚBLICO UNIVERSIDADE FEDERAL DE CAMPINA GRANDE CONCURSO PÚBLICO HOSPITAL UNIVERSITÁRIO ALCIDES CARNEIRO DIA - 20/12/2009 CARGO: CIRURGIÃO CARDÍACO C O N C U R S O P Ú B L I C O - H U A C / 2 0 0 9 Comissão de

Leia mais

CURRICULUM VITAE I - DADOS PESSOAIS NOME: DR. RICARDO WANG NOME EM CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS: WANG, R. SEXO: Masculino

CURRICULUM VITAE I - DADOS PESSOAIS NOME: DR. RICARDO WANG NOME EM CITAÇÕES BIBLIOGRÁFICAS: WANG, R. SEXO: Masculino CURRICULUM VITAE Ricardo Wang Possui graduação em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (1997), especialização em Hemodinâmica pela Benemérita Sociedade Portuguesa de Beneficência (2004),

Leia mais

Anos Opcionais em Cardiologia e Áreas de Atuação em Cardiologia

Anos Opcionais em Cardiologia e Áreas de Atuação em Cardiologia Universidade Federal de São Paulo COREME Residência MÉDICA - 2015 Anos Opcionais em Cardiologia e Áreas de Atuação em Cardiologia Nome do Candidato N.Inscrição INSTRUÇÕES Verifique se este caderno de prova

Leia mais

Dissecção Aguda da Aorta

Dissecção Aguda da Aorta Dissecção Aguda da Aorta SD de Dissecção Aguda da Aorta PAM não invasiva, monitorização cardíaca, débito urinário, acesso IV com Gelco 14(02). Se choque / ICC ou hipotensão instalar Swan-Ganz para PCP,

Leia mais

Cardiologia Hemodinâmica

Cardiologia Hemodinâmica 1 Concurso Público 2011 Cardiologia Hemodinâmica Questão 1: Homem de 40 anos de idade, brasileiro (RJ), solteiro e comerciante, apresentou dor precordial intensa, acompanhada de palpitações e desencadeada

Leia mais

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO CARDIOLOGISTA

PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO CARDIOLOGISTA 12 PROVA DE CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS MÉDICO CARDIOLOGISTA QUESTÃO 21 Em relação aos métodos diagnósticos não invasivos utilizados para rastreamento de doença cardíaca, é CORRETO afirmar: a) O valor preditivo

Leia mais

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta.

Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Prezado(a) candidato(a): Assine e coloque seu número de inscrição no quadro abaixo. Preencha, com traços firmes, o espaço reservado a cada opção na folha de resposta. Nº de Inscrição Nome ASSINALE A RESPOSTA

Leia mais

Intervenções percutâneas. Tratamento das obstruções da via de saída do Ventrículo Esquerdo

Intervenções percutâneas. Tratamento das obstruções da via de saída do Ventrículo Esquerdo Intervenções percutâneas Tratamento das obstruções da via de saída do Ventrículo Esquerdo Célia Maria C. Silva Declaro que não existe conflito de interesse nesta minha apresentação Estenose Valvar Aórtica

Leia mais

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RESSONÂNCIA E TOMOGRAFIA CARDIOVASCULAR

CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RESSONÂNCIA E TOMOGRAFIA CARDIOVASCULAR CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO EM RESSONÂNCIA E TOMOGRAFIA CARDIOVASCULAR Coordenadores: Drs. Clerio Azevedo e Marcelo Hadlich 1. Objetivos do Programa Proporcionar, aos pós-graduandos, formação especializada

Leia mais

SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO...

SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO... 2 SUMÁRIO OBESIDADE...4 OBESIDADE EM ADULTOS...5 PREVENÇÃO...6 EM BUSCA DO PESO SAUDÁVEL...7 TRATAMENTO...9 CUIDADOS DIÁRIOS COM A ALIMENTAÇÃO...12 OUTROS HÁBITOS SAUDÁVEIS...14 ATIVIDADE FÍSICA...14 CUIDADOS

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE ANEXO II- Edital n. 54, DE 16 DE FEVEREIRO DE 2011 Temas dos Concursos, pontos para as Provas Escrita e Didática, critérios

Leia mais

Conheça alguns termos comumente utilizados na Hemodinâmica

Conheça alguns termos comumente utilizados na Hemodinâmica Conheça alguns termos comumente utilizados na Hemodinâmica O QUE É CATETERISMO CARDÍACO? O Cateterismo Cardíaco é um procedimento realizado com o objetivo de diagnosticar e/ou tratar inúmeras patologias

Leia mais

URGÊNCIAS VASCULARES TRAUMAS VASCULARES

URGÊNCIAS VASCULARES TRAUMAS VASCULARES URGÊNCIAS VASCULARES Trauma Trombo-Embolia Infecções Aneurismas Iatrogenia Arterial Venosa Pé Diabético Roto -Roto Os serviços de cirurgia vascular da SES/DF são encontrados nos seguintes hospitais: HBDF

Leia mais

PROTOCOLOS DE REABILITAÇÃO CARDÍACA FASE II

PROTOCOLOS DE REABILITAÇÃO CARDÍACA FASE II PROTOCOLOS DE REABILITAÇÃO CARDÍACA FASE II III SIMPÓSIO DE FISIOTERAPIA EM CARDIOLOGIA 30 de Outubro a 02 de Novembro de 2004 DAIANA CRISTINE BÜNDCHEN INSTITUTO DE CARDIOLOGIA DE CRUZ ALTA-CT SERVIÇO

Leia mais

Tratamento da Insuficiência Cardíaca. Profª Rosângela de Oliveira Alves

Tratamento da Insuficiência Cardíaca. Profª Rosângela de Oliveira Alves Tratamento da Insuficiência Cardíaca Profª Rosângela de Oliveira Alves Insuficiência Cardíaca Causas Insuficiência miocárdica Regurgitação valvular l Disfunção diastólica Sinaisi congestão e edema débito

Leia mais

Distúrbios do Coração e dos Vasos Sangüíneos Capítulo14 - Biologia do Coração e dos Vasos Sangüíneos (Manual Merck)

Distúrbios do Coração e dos Vasos Sangüíneos Capítulo14 - Biologia do Coração e dos Vasos Sangüíneos (Manual Merck) Texto de apoio ao curso de Especialização Atividade física adaptada e saúde Prof. Dr. Luzimar Teixeira Distúrbios do Coração e dos Vasos Sangüíneos Capítulo14 - Biologia do Coração e dos Vasos Sangüíneos

Leia mais

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ISQUÊMICO

ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ISQUÊMICO 1 ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL ISQUÊMICO Sebastião Eurico de Melo-Souza Acidente vascular cerebral (AVC), ou doença vascular encefálica como está se tornando uma preferência recente, é a alteração neurológica

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA

FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA 1 FACULDADE DE MEDICINA DA UFMG DEPARTAMENTO DE CIRURGIA Av. Prof. Alfredo Balena 190-2 0 andar Caixa postal 340 - CEP 30130-100 031-3409-9759 e 3409-9760 cirurgia@medicina.ufmg.br CIR TÓPICOS CLÍNICA

Leia mais

TERAPÊUTICA DA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA

TERAPÊUTICA DA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA Disciplina: Farmacologia Curso: Enfermagem TERAPÊUTICA DA HIPERTENSÃO ARTERIAL SISTÊMICA Professora: Ms. Fernanda Cristina Ferrari Controle da Pressão Arterial Sistêmica Controle Neural estimulação dos

Leia mais

CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE PÚBLICA

CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE PÚBLICA CONHECIMENTOS GERAIS EM SAÚDE PÚBLICA QUESTÃO 01 A organização do Sistema Único de Saúde (SUS) em uma rede regionalizada e hierarquizada de serviços de saúde está pautada pelas seguintes diretrizes constitucionais:

Leia mais

AULA 11: CRISE HIPERTENSIVA

AULA 11: CRISE HIPERTENSIVA AULA 11: CRISE HIPERTENSIVA 1- INTRODUÇÃO No Brasil a doença cardiovascular ocupa o primeiro lugar entre as causas de óbito, isto implica um enorme custo financeiro e social. Assim, a prevenção e o tratamento

Leia mais

AVC: Acidente Vascular Cerebral AVE: Acidente Vascular Encefálico

AVC: Acidente Vascular Cerebral AVE: Acidente Vascular Encefálico AVC: Acidente Vascular Cerebral AVE: Acidente Vascular Encefálico DEFINIÇÃO Comprometimento súbito da função cerebral causada por alterações histopatológicas em um ou mais vasos sanguíneos. É o rápido

Leia mais