Relatório parcial de divulgação de Imprensa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório parcial de divulgação de Imprensa"

Transcrição

1 Relatório parcial de divulgação de Imprensa Invest Plastic 2 Fórum Internacional Plásticos na Bolsa de Londres Novembro/06

2 Índice Apresentação Objetivos Matérias Publicadas Material Promocional Resultados Conclusão Apresentação O 2 Fórum Internacional Plásticos na Bolsa de Londres - Invest Plastic realizado em 11 de novembro de 2006 no Rio de Janeiro, contou com a presença de um público de mais de 80 pessoas, entre empresários do setor químico e

3 petroquímico do Brasil e do exterior, autoridades políticas, jornalistas e especialistas da London Metal Exchange (LME). O segundo Invest Plastic foi o amadurecimento da compreensão sobre o processo de negociação de resinas plásticas em bolsa iniciada em outubro de 2005, na primeira edição do fórum. Durante o encontro foi fortalecida a percepção de que o gerenciamento de risco contra oscilações de mercado (hedge) representa uma opção segura, garantida e rentável de negócio. Este ano a LME apresentou-se muito mais adaptada ao mercado sul-americano, implementando novidades como os contratos a curto prazo,mercado spot, e a ampliação do portfólio de resinas negociadas, passando a trabalhar com PVC e PET além do PP e PEBDL. Objetivos Mostrar que a negociação em bolsa para algumas resinas já é uma realidade no mundo todo

4 Entender melhor as vantagens, os aspectos legais e comerciais dessa operação e suas novidades: mercado spot e ampliação do portfólio de resinas Reunir nomes de relevância (nacionais e internacionais) para fortalecer o conceito do evento e da iniciativa Conquistar atenção da mídia para as vantagens dessa modalidade de negociação. Estimular novos agentes para a prática dessa nova prática de contrato Relação de matérias divulgadas Bolsa capta investidores para o setor plástico no Brasil Fonte: Jornal do Commercio - Mariana Durão Brasil confia na LME para fugir da volatilidade

5 Fonte: ICIS News Brasil reunirá executivos do mercado global para debater a negociação de plásticos em bolsa Fonte: Afipolnews LME difunde no País negociação de contratos de resinas termoplásticas Fonte: Agência Estado Stella Fontes Bolsa de metais de Londres tentará atrair petroquímicas brasileiras Fonte: Jornal DCI Daniele Nogueira Plástico na Bolsa Fonte: Paint Show Debate Fonte: Jornal O Estado de S. Paulo - Direto da Fonte - Sonia Racy Plástico Fonte Hoje Em Dia On Line Náiro Alméri Mercado Futuro de Resinas Fonte: Monitor Mercantil Digital Bolsas podem negociar resinas de plástico Fonte: Jornal do Commercio - Beatriz Nascimento Secretário fala sobre política industrial do estado em fórum Fonte: Governo do Estado do Rio de Janeiro Governadora abre hoje Fórum da Bolsa de Londres Fonte: Governo do Estado do Rio de Janeiro Mais debate sobre o futuro de resinas Fonte: Monitor Mercantil - SP - Mercado Financeiro Veículo: Jornal do Commercio 23 de outubro de 2006

6

7 Veículo: ICIS News 18 de outubro de :28

8 Brasil confia na LME para fugir da volatilidade SÃO PAULO (ICIS News)--Os produtores de plástico do Brasil estão considerando cada vez mais a London Metals Exchange (LME) como uma maneira de fugir da volatilidade dos preços altos no mercado local de resina termoplástica, declarou quarta-feira um analista do setor. "Estamos vendo pequenas e grandes empresas do Brasil negociando na LME", declarou a analista Mariângela Guazelli da empresa de consultoria Petronews de São Paulo à ICIS news em uma entrevista telefônica. Mariângela, falando em português, disse que a indústria do plástico no Brasil tem sofrido muito com a volatilidade dos preços do plástico e a flutuação da taxa de câmbio. "Os produtores estão traumatizados. Eles não conseguem absorver esse nível de volatilidade", ela disse, acrescentando que muitas empresas mudaram para embalagem de papel ou de aço devido às flutuações de preços das resinas de plástico. Disse também que vários fabricantes de produtos petroquímicos do Brasil estão no processo de certificação para negociar na LME. Mariângela participa da organização do Fórum Internacional do Plástico a ser realizado no próximo mês no Rio de Janeiro, para promover os contratos de plástico da LME junto às empresas brasileiras. Entre os palestrantes confirmados está Robert Sheldon, secretário do Comitê de Plástico da LME. Por: Elizabeth Johnson Fonte: Afipolnews 30 de outubro de 2006

9 Brasil reunirá executivos do mercado global para debater a negociação de plásticos em bolsa A segunda edição do Fórum Internacional Plásticos na Bolsa de Londres (Invest Plastic) será realizada no próximo dia 10 de novembro, no Rio de Janeiro. O encontro reunirá empresários da cadeia produtiva do plástico e mercado financeiro para debater a negociação de resinas plásticas na London Metal Exchange (LME), uma das mais tradicionais bolsas de commodities do mundo. O objetivo do Invest Plastic é promover uma maior compreensão sobre o processo de negociação de resinas plásticas em bolsa. Este ano, a LME irá apresentar o chamado mercado spot contratos a curto prazo que permitem negociações mais seguras e entregas imediatas, realizadas em, no máximo 48 horas. Trata-se de uma novidade na LME, inserida a partir da preocupação de seus representantes em se adaptar às necessidades dos clientes, seguindo o dinamismo de um mercado em constante evolução. Atualmente, apenas poliprolileno (PP) e polietileno de baixa densidade linear (PEBDL) fazem parte do portifólio da LME. Com o avanço das negociações e a boa receptividade do mercado, outras resinas, como PVC e o PET, serão incluídas em breve nas transações. A LME trabalha com o gerenciamento de riscos através de uma proteção (hedge) ao vendedor e comprador, contra as turbulências do mercado. Os contratos fechados na London Metal Exchange refletem o preço internacional das resinas plásticas, definido pela oferta e demanda. ³Dessa forma, a bolsa oferece segurança contra as oscilações do mercado, decorrentes, por exemplo, de desastres naturais e paradas para a manutenção das grandes petroquímicas², afirma a responsável pela presença da LME no Brasil, Mariângela Guazelli. Desde o início das negociações com resinas plásticas em maio de 2005, já foram fechados mais de contratos na Bolsa de Londres. Essa modalidade de negociação para resinas plásticas foi se fortalecendo, à medida que o mercado internacional percebeu a nova ferramenta de transação como uma opção segura, garantida e rentável, tornando-a uma realidade em todo o mundo. O benefício de um programa de hedging é a redução potencial de resultados inconvenientes. ³Os contratos fechados na LME podem ser usados para gerenciar os riscos na cadeia de valores do plástico², afirma Sebastian Castelli, responsável pela análise dos mercados de mercadorias de plásticos na Societe Generale. O Brasil foi escolhido pela segunda vez para sediar o Invest Plastic por ser o maior produtor de resinas da América Latina e oitavo maior produtor petroquímico mundial. Grandes petroquímicas como Dow Chemical, Innova, Basell, além de companhias de Israel, Tailândia e Índia já operam na LME.

10 Segundo executivos da LME o primeiro encontro realizado no Brasil foi muito positivo para disseminar essa nova modalidade de negociação de plásticos. ³Estamos otimistas com o Invest Plastic no Brasil este ano e iremos trabalhar para disseminar esse conceito de forma clara e transparente para que nosso interlocutores compreendam a nuances essa nova operação², conta James Roberts, da Sucden Industrial Commodities and Plastics. Durante o evento, especialistas irão abordar a análise do comportamento dos contratos, mudanças que a bolsa identificou no mercado e sistemas de logística. Entre os palestrantes, estarão presentes: Robert Sheldon, secretário do comitê de plásticos da LME; André Luiz Collacio Lettieri, representante do Porto de Rotterdam na América do Sul; Jeremy Goldwyn, responsável pela negociação de metais, energia, plásticos e suas provisões na Sucden¹s Corporate; Ronald J. Rozgonyi, vice-presidente da Sempra Metals; e Sebastian Castelli, responsável pela análise dos mercados de mercadorias de plásticos na Societe Generale.

11 Veículo: Agência Estado 31 de outubro de 2006 LME difunde no país negociação de contratos de resinas termoplásticas Com o objetivo de difundir as negociações de contratos de resinas termoplásticas em bolsa, a London Metal Exchange (LME) promove no Rio de Janeiro, na sexta-feira da próxima semana (10/11), a segunda edição do Fórum Internacional Plásticos na Bolsa de Londres (Invest Plastic). De acordo com a responsável pela presença da LME no Brasil, Mariângela Guazelli, a proposta do encontro é mostrar que a negociação de derivativos é mais uma ferramenta de trabalho para a indústria petroquímica e estimular, dessa forma, essa nova modalidade de operação financeira. Desde maio do ano passado, quando tiveram início as negociações de polipropileno (PP) e polietileno de baixa densidade linear (PEBDL) no mercado londrino de commodities, foram fechados cerca de 46 mil contratos. "Trata-se de uma modalidade muito nova, mas que será um facilitador do escoamento da produção mundial de resinas", avalia Mariângela. Além disso, destaca, com o passar do tempo, esse ambiente de negociação auxiliará na regulação do mercado de resinas, como já ocorre com as demais commodities. "No médio prazo, compradores e vendedores vão tomar a cotação em bolsa como referência para estabelecer os preços dos demais grades (tipos de resina)", acrescenta. Segundo a especialista, a escolha dessas duas resinas para o início das negociações na LME levou em conta critérios técnicos e de comercialização mundial. "Essas são as resinas com mais característica de commodity e também registram volume mais expressivo de vendas", explica. Atualmente, diferentes grades de PP já podem ser contratados na bolsa e, mais adiante, a expectativa é a de que as negociações envolvam também policloreto de vinila (PVC) e polietileno tereftalato (resina PET). "Seguindo esses critérios, essas são as próximas candidatas", enfatiza. Por enquanto, duas empresas brasileiras de terceira geração (transformadores), Canguru e Zanatta, já anunciaram publicamente a utilização da LME. Do lado dos produtores de resinas, comenta Mariângela, há alguns em processo de homologação na bolsa londrina. "Trata-se de um processo que leva cerca de seis meses", complementa. Conforme a especialista, essa ferramenta de hedge tende a se popularizar no Brasil e no mundo à medida que as regras do mercado - e vantagens de operar no mercado de futuros - se tornem conhecidas pela cadeia petroquímica. "O mais importante é que a concorrência fica leal, porque os preços da bolsa não consideram apenas oferta e demanda, mas também investimento, retorno sobre o investimento, entre outros. E protege ambos os lados das oscilações que podem ocorrer em razão de algum desastre, por exemplo", complementa Mariângela. A escolha do Brasil para sediar pela segunda vez o Invest Plastic levou em conta o fato de o País ser o maior produtor de resinas da América Latina e o oitavo no ranking mundial. (Stella Fontes)

12 Veículo: Jornal DCI 06 de novembro de 2006

13 Veículo: PaintShow On-line 08 de novembro de 2006

14 Veículo: Estado de S. Paulo 09 de novembro de 2006 Direto da Fonte/ Sonia Racy DEBATE Empresários brasileiros e latinos-americanos da indústria petroquímica encontram-se amanhã, no Rio, com executivos da London Metal Exchange. Vão discutir as vantagens da negociação de resinas plásticas em bolsa.

15 Veículo Hoje em Dia On-line 09 de novembro de 2006 Plásticos HOJE EM DIA.COM.BR - ON LINE Nairo Alméri Amanhã, no Rio, será realizado o 2º Fórum Internacional Plásticos na Bolsa de Londres (Invest Plastic), no qual empresários e representantes da cadeia produtiva do plástico e mercado financeiro avaliarão as negociações das resinas plásticas na London Metal Exchange (LME), de Londres. A LME é uma mais tradicionais bolsas de commodities do mundo. Novos itens A responsável pela presença da LME no Brasil, Mariângela Guazelli, lembra que, no momento, apenas o poliprolileno (PP) e polietileno de baixa densidade linear (PEBDL) fazem parte do portifólio da LME. Com o avanço das negociações e a boa receptividade do mercado, outras resinas, como PVC e o PET, serão incluídas em breve nas transações. Spot No encontro de amanhã, a LME apresentará o mercado spot para resinas - contratos a curto prazo que permitem negociações mais seguras e entregas imediatas, realizadas em, no máximo, 48 horas. A modalidade, já usada nos mercados do petróleo e siderúrgico, é novidade na LME. Os seus técnicos dizem que ele atende à necessidade de uma adaptação às necessidades dos clientes, assumindo o dinamismo de um mercado em constante evolução.

16 Veículo Jornal do Commercio Brasil 10 de novembro de 2006

17 Veículo: Monitor Mercantil Digital 09 de novembro de 2006 Mercado Futuro de Resinas A London Metal Exchange (LME) realiza, nessa sexta-feira, no Rio, o segundo Fórum Internacional de Plásticos da Bolsa de Londres. O encontro tem como objetivo debater o mercado de resinas que passou a ser negociada há cerca de um ano e meio na instituição londrina. "Nós estamos entusiasmados com a possibilidade das indústrias brasileiras participarem. Acreditamos que haverá interesse", disse o diretor mundial de Mercadorias e Indústria, Jeremy Goldmyn. Hoje já existem duas empresas brasileiras em processo de negociação, mas faz parte do código da LME não divulgar o nome de seus clientes. Goldmyn destaca que o processo de negociação é normalmente lento, por se tratar de um produto relativamente novo, do qual as empresas não estão acostumadas a operar em bolsa. Para o diretor, a grande vantagem está na possibilidade de hedge (proteção) que o mercado futuro permite. "Com negociações em bolsa, não apenas as transformadoras, mas inclusive as companhias que utilizam o produto final, e gastam muito com as resinas para embalagens, por exemplo, podem se proteger da forte oscilação desse mercado, que varia mensalmente", observa. Entre as resinas negociadas atualmente pela Bolsa de Londres estão o polipropileno e o polietileno de baixa densidade linear, mas deverão passar a fazer parte do portfólio da instituição materiais como o PVC e o PET. De acordo com Robert Sheldon, executivo da LME, a decisão de negociar as resinas em bolsa partiu de um estudo, em 2004, quando se observou que elas eram responsáveis por um mercado de aproximadamente US$ 150 bilhões - o que representava naquele ano, um volume negociado de 120 milhões de toneladas. O mercado de resinas movimenta hoje na LME cerca de US$ 4 bilhões por dia, em lotes de 25 toneladas. "Outra vantagem é possibilidade dos pequenos compradores entrarem. Não é preciso comprar muito. Normalmente, os contratos seriam de até 100 toneladas, e na bolsa o mínimo são 25 toneladas", acrescenta a responsável pela LME no Brasil, Mariângela Guazelli. Segundo ela, o Brasil foi escolhido pela segunda vez para sediar o Fórum por ser o maior produtor de resinas da América Latina e o oitavo maior produtor petroquímico mundial. Os executivos esclareceram ainda que a maior parte dos contratos não representam entregas físicas: "é uma ferramenta financeira, para ser usada como proteção. Entretanto, tomamos todos os cuidados em vender o que de fato temos, para que todos os contratos possam ser liquidados, caso os compradores assim queiram", completa Goldmyn. A LME ainda pretende lançar, esse ano, o mercado spot (à vista) para os negócios de resinas. O modelo, que ainda está em estudo, prevê contratos de curto prazo que permitam entregas imediatas e negociações mais seguras

18 Veículo: Portal do Cidadão - Governo do Estado do Rio de Janeiro 10 de novembro de h39 Secretário fala sobre política industrial do estado em fórum O secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer, representou a governadora Rosinha Garotinho na abertura do 2º Fórum Internacional Plásticos na Bolsa de Londres (Invest Plastic), que acontece hoje no Hotel Luxor Regente, em Copacabana, na Zona Sul do Rio. O evento reúne empresários do setor petroquímico, da indústria de transformação de plástico, do mercado financeiro e especialistas da London Metal Exchange. Wagner Victer abriu o fórum apresentando uma panorâmica da economia do estado do Rio e da política industrial voltada para a cadeia produtiva do plástico. Segundo o secretário, nenhum estado do país atraiu tantos investimentos como o Rio de Janeiro nos últimos oito anos. - Em nenhum momento da história existiu um estado com tamanha quantidade de capacitação de investimentos do Brasil e do exterior. Somente este ano ganhamos a disputa para a instalação da nova fábrica da Michelin e a disputa com vários grupos estrangeiros para a instalação da primeira siderúrgica do grupo alemão ThyssenKrupp Steel fora da Alemanha. Além disso, estamos implantando um novo complexo portuário no Norte fluminense do grupo MPC/MMX do empresário Eike Batista. Ganhamos também a refinaria petroquímica e a nova siderúrgica do grupo Votorantim, além do novo complexo siderúrgico da CSN - ressaltou o secretário. Victer também lembrou que o estado do Rio conseguiu nesse período duplicar a capacidade energética, que passou de 2,4 mil megawatts para cerca de 7 mil megawatts, o que trouxe investimento de importantes empresas do setor como a El Paso. O secretário lembrou ainda que o governo do estado conseguiu revitalizar a indústria naval, com 20 estaleiros reabertos. Além disso, Victer ressaltou o trabalho do governo para levar o gás para o interior do estado. - Foram medidas que provocaram uma total revolução na infra-estrutura do nosso estado. Por tudo isso, posso afirmar que este é o melhor estado para se investir - afirmou o secretário. Victer destacou ainda a instalação do Pólo Gás Químico, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, como um dos mais importantes investimentos privados para o estado. - Este foi um empreendimento alavancado depois de muita discussão política e técnica. Foi um trabalho que recebeu muito incentivo do governo do estado e, sem dúvida, foi uma grande parceria entre o público e o privado. Acredito que este é um empreendimento importante também porque é simbólico, já que vem resgatar o Rio como referência na indústria petroquímica nacional - afirmou Victer.

19 O secretário destacou a mobilização política feita pelo governo do estado para a instalação da refinaria petroquímica da Petrobras, cuja pedra fundamental foi lançada em junho. - Este é um projeto inovador no Brasil porque pretende transformar o petróleo pesado que o país tem em abundância em resinas petroquímicas. Serão gerados 200 mil empregos diretos e indiretos durante as obras e gerados 50 mil postos de trabalho depois. Na indústria plástica, Victer ressaltou que o governo criou um programa de incentivo fiscal que trouxe 37 novas empresas para o estado. - São empresas que vão gerar 20 mil empregos diretos e indiretos. Vamos conseguir com isso resgatar o espaço do Rio de Janeiro na indústria petroquímica. O investidor que pensa em investir em petroquímica ou indústria plástica que não vier para o Rio estará cometendo um equívoco brutal porque estará perdendo as melhores oportunidades - disse. Estavam presentes no evento o presidente do Sindicato da Indústria de Resinas Plásticas e co-presidente da Suzano Petroquímica, José Ricardo Roriz Coelho, que falou sobre a evolução do mercado de termoplásticos na América Latina, o vice-presidente da London Metal Exchange, Robert Sheldon, e a diretora-comercial da empresa Petronews, Mariângela Guazelli.

20 Veículo: Portal do Cidadão - Governo do Estado do Rio de Janeiro 10 de novembro de h39 Governadora abre hoje fórum na bolsa de Londres A governadora Rosinha Garotinho participa hoje, às 13h30, da mesa de abertura do 2º Fórum Internacional Plásticos na Bolsa de Londres (Invest Plastic), que será realizado no Hotel Luxor Regente, situado na Avenida Atlântica 3.716, em Copacabana, Zona Sul do Rio. A governadora presidirá a mesa, que terá também a presença do secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Victer, do presidente da Suzano Petroquímica e presidente do Siresp (Sindicato da Indústria de Resinas Plásticas), José Ricardo Roriz Coelho. O fórum, segundo Victer, servirá como um importante encontro entre empresários do setor petroquímico, mercado financeiro e especialistas da London Metal Exchange (LME), que irão debater sobre a negociação de resinas termoplásticas na Bolsa de Metais de Londres, uma das mais tradicionais bolsas de commodities do mundo. - Isso é importante para o Estado do Rio que tem no crescimento do setor petroquímico e na fabricação de matéria-prima um dos pontos altos de sua economia. Um crescimento que começou com a implantação do Pólo Gás-Químico, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, que tem atraído cada vez mais empresas do setor, e termina na implementação do Complexo Petroquímico da Petrobras em Itaboraí - observa Victer. O Invest Plastic tem por objetivo permitir a compreensão desta nova ferramenta para o setor petroquímico, que trabalha com o gerenciamento de riscos através de uma proteção (hedge) ao produtor e comprador, contra oscilações e especulações do mercado vinculada a contratos de longo prazo. Esta modalidade de negociação para algumas resinas petroquímicas, como polipropileno e polietileno, foi criada há mais de um ano pela Bolsa de Metais de Londres. De acordo com Victer, os contratos futuros firmados em Bolsa possibilitam que a indústria petroquímica se proteja contra a volatilidade dos preços das resinas no mercado. - Estão operando atualmente nesse tipo de Bolsa grandes grupos petroquímicos, entre eles a Dow Chemical, Innova e Basell, bem como empresas de Israel, Tailândia e Índia completa o secretário.

21 Veículo: Monitor Mercantil 10 de novembro de 2006 Mais debate sobre o futuro de resinas Suzano Petroquímica vê como uma das alternativas para vendas de longo prazo Uma boa alternativa no longo prazo para o setor plástico comercializar seus produtos. Dessa forma, o presidente da Suzano Petroquímica e do Sindicato da Indústria de Resinas Plástica (Siresp), José Ricardo Roriz Coelho, avaliou a implantação, no Brasil, dos serviços de negociação da London Metal Exchange (LME), uma bolsa para negociar produtos petroquímicos. A iniciativa é vista como um tema que precisa ser mais debatido entre os operadores do setor porque, até o momento, ainda há muitas dúvidas quanto às vantagens e desvantagens que esta nova forma de comercialização pode oferecer. "Essa bolsa será uma das alternativas que as empresas terão para fazer suas vendas de longo prazo, mantendo a estabilidade dos projetos porque, muitas das vezes, temos que verificar os preços das matérias-primas no longo prazo, ou seja, da resina no longo prazo", explicou Roriz Coelho. O presidente da Suzano, no entanto, frisou que esta iniciativa precisa ser muito debatida para o setor saber quais são as vantagens e desvantagens que esta operação pode implicar. "Temos que verificar os dois lados. De um lado, é muito bom para financiar os contratos de longo prazo porque teremos uma previsibilidade muito maior. Do outro, o que seria ruim para os produtores é ter o seu preço sempre atrelado a uma bolsa e não em relação ao cliente fornecedor. Então, isso precisa ser muito discutido". Matérias-primas O presidente do Sindicato da Indústria Plástica do estado do Rio de Janeiro (Sinperj), José da Rocha Pinto, ressaltou que a entidade aposta na implementação da LME no Rio. Explicou que essa iniciativa é uma alternativa do setor terá para o fornecimento de matérias-primas. "O Sinperj vê essa iniciativa com interesse dobrado no sentido de fazer que o setor tenha possibilidade de conseguir matérias-primas dentro dos valores internacionais porque a resina é uma commodities. Seu preço varia de acordo com o petróleo. Então, acho absolutamente normal que isso seja feito dessa maneira". Para Rocha Pinto, o segmento precisa conhecer novas alternativas de fornecimento. "A negociação por bolsa é uma área nova e entra em contato direto com as bolsas do setor de matéria prima. É importante para a industria fluminense saber que existe essa alternativa, tanto para os fornecedores de matéria prima quanto para os distribuidores".

22 O setor de transformação de plástico do Estado do Rio de Janeiro, em 2003, segundo ele, transformava cerca de 250 mil toneladas/ano. A previsão é de que o setor alcance, com as movimentações do pólo petroquímico, 500 mil toneladas/ano, voltando a colocar o Estado do Rio no patamar de segundo ou terceiro maior transformador do país. "Nós empregávamos no Rio de Janeiro cerca de 30 mil pessoas, considerando todas as operações com o plástico. Hoje, estamos caminhando para 20 mil empregos. E queremos voltar a empregar 30 mil ou 40 mil e suas derivações, que são os vendedores, os distribuidores e o comércio do plástico". Medida positiva Já o Secretário Estadual de Energia, Indústria Naval e Petróleo, Wagner Granja Victer, enfatizou que, qualquer iniciativa para desenvolver mercado e fomentar as atividades da indústria petroquímica fluminense é positiva. Lembrou que o governo conseguiu implementar vários projetos como, por exemplo, o Pólo Gás Químico, de US$ 1,1 bilhão, a ampliação da PoliBrasil, de US$ 300 milhões, entre outros projetos. "O Rio de Janeiro está se consolidando como um grande centro de produtos petroquímicos da América Latina. E isso é importante porque a indústria de transformação é um mercado de terceira geração. Acho que todo o sistema tem que ser iniciado. Ver as dificuldades e os percalços futuros e corrigir ao longo do tempo. Toda a iniciativa que for voltada para ajudar o desenvolvimento econômico do Rio de Janeiro, seja bolsa, mochila ou sacola, terá o apoio do governo". Por: Marcelo Bernardes

23 Material Promocional Banner - 2 Fórum Internacional

24 Convite - 2 Fórum Internacional

25 Folder - 2 Fórum Internacional

26 marketing A - 2 Fórum Internacional

27 marketing B - 2 Fórum Internacional

28 marketing C - 2 Fórum Internacional

29 Resultados 14 máterias publicadas em mídias de grande circulação nacional e internacional. Presenças de lideranças do setor químico e petroquímico e autoridades políticas Coletiva de Imprensa realizada um dia antes do evento Presença de jornalistas dos principais veículos de comunicação do setor durante todo o andamento do fórum Tratamento legítimo por parte da mídia sobre os temas propostos para divulgação

30 Conclusão O 2 Fórum Internacional Plásticos na Bolsa de Londres - Invest Plastic - representou a consolidação dos objetivos propostos, no intuito de apresentar ao mercado as vantagens de uma nova ferramenta de negociação de resinas plásticas em bolsa, estimular a participação de novos agentes e conquistar a atenção da mídia para as vantagens dessa prática. A consolidação da marca Invest Plastic e a conquista de maior credibilidade neste segundo Fórum internacional deu-se através da efetiva participação de importantes empresários do setor, formadores de opinião, mídia e também através da presença de personalidades como as do secretário de Energia, Indústria Naval e Petróleo do Rio de Janeiro, Wagner Victer e José Ricardo Roriz, co-presidente da Suzano Petroquímica e presidente do Siresp. Os espaços de mídia conquistados até o momento, caso fossem equiparados com espaços publicitários alcançariam valor superior a R$ 200 mil. Entretanto, é necessário avaliar a maior credibilidade e poder de influência do espaço jornalístico sobre o público-alvo almejado.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira.

BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA. Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 1 PROJETO SETORIAL INTEGRADO BRASIL ARTE CONTEMPORÂNEA Programa Setorial Integrado de Promoção às Exportações da Arte Contemporânea Brasileira. 2 Introdução O Ministério da Cultura, sugeriu a Fundação

Leia mais

Clipping, Quarta-feira, 25 de Junho de 2008 Rede Energia Blog - (12/06/08) - Online. Cerona fecha contrato com a ENGEVIX

Clipping, Quarta-feira, 25 de Junho de 2008 Rede Energia Blog - (12/06/08) - Online. Cerona fecha contrato com a ENGEVIX Rede Energia Blog - (12/06/08) - Online Cerona fecha contrato com a ENGEVIX A Cerona - Companhia de Energia Renovável acaba de anunciar a escolha da ENGEVIX como gestora de todo o processo de instalação

Leia mais

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques

Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Plano de Marketing e Vendas e a Análise Estratégica do Negócio Fabiano Marques Nada é mais perigoso do que uma idéia, quando ela é a única que temos. (Alain Emile Chartier) Neste módulo, faremos, a partir

Leia mais

1. LAhotels apresenta planos e estratégias para o Brasil

1. LAhotels apresenta planos e estratégias para o Brasil 1. LAhotels apresenta planos e estratégias para o Brasil 30/07/2009 Brasilturis Online Online Invest Tur LAhotels apresenta planos e estratégias para o Brasil30/07/2009 Ir para a lista de matérias André

Leia mais

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras

Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Administração Financeira: princípios, fundamentos e práticas brasileiras Prof. Onivaldo Izidoro Pereira Finanças Corporativas Ambiente Econômico Em suas atividades uma empresa relacionase com: Clientes

Leia mais

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje?

Entrevista Como é o trabalho desenvolvido pelo Departamento? Quantos Fóruns Permanentes de Micro e Pequenas empresas existem hoje? Entrevista A diretora do Departamento de Micro, Pequenas e Médias Empresas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Cândida Cervieri, foi entrevistada pelo Informativo RENAPI.

Leia mais

Braskem protege investimentos de R$ 1,6 bilhão com CA Clarity PPM

Braskem protege investimentos de R$ 1,6 bilhão com CA Clarity PPM CUSTOMER SUCCESS STORY Braskem protege investimentos de R$ 1,6 bilhão com CA Clarity PPM PERFIL DO CLIENTE Indústria: Química Companhia: Braskem EMPRESA A Braskem é a maior produtora de resinas termoplásticas

Leia mais

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil

Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Rio de Janeiro: o melhor lugar para a sua empresa no Brasil Thayne Garcia, Assessora-Chefe de Comércio e Investimentos (tgarcia@casacivil.rj.gov.br) Luciana Benamor, Assessora de Comércio e Investimentos

Leia mais

20 de agosto de 2013. Xisto muda geopolítica da energia

20 de agosto de 2013. Xisto muda geopolítica da energia 20 de agosto de 2013 Xisto muda geopolítica da energia A "revolução do xisto" em curso nos Estados Unidos, que já despertou investimento de US$ 100 bilhões na indústria americana, vai resultar em uma nova

Leia mais

Abrasca elege OdontoPrev como destaque do setor de serviços médicos

Abrasca elege OdontoPrev como destaque do setor de serviços médicos Data: segunda-feira, 14 de junho de 2010 Site: FENASEG Seção: Viver Seguro OnLine Abrasca elege OdontoPrev como destaque do setor de serviços médicos A Associação Brasileira de Companhias Abertas (abrasca)

Leia mais

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30

Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 1 Entrevistado: Almir Barbassa Entrevistador: - Data:11/08/2009 Tempo do Áudio: 23 30 Entrevistador- Como o senhor vê a economia mundial e qual o posicionamento do Brasil, após quase um ano da quebra do

Leia mais

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE RAÇÕES

ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE RAÇÕES ANÁLISE DE COMPETITIVIDADE RAÇÕES Agosto/15 Análise de Competitividade Rações Resumo da Cadeia de Valores Painel de Indicadores de Monitoramento da Competitividade Setorial Percepção empresarial da competitividade

Leia mais

Maxi Indicadores de Desempenho da Indústria de Produtos Plásticos do Estado de Santa Catarina Relatório do 4º Trimestre 2011 Análise Conjuntural

Maxi Indicadores de Desempenho da Indústria de Produtos Plásticos do Estado de Santa Catarina Relatório do 4º Trimestre 2011 Análise Conjuntural Maxi Indicadores de Desempenho da Indústria de Produtos Plásticos do Estado de Santa Catarina Relatório do 4º Trimestre 2011 Análise Conjuntural O ano de 2011 foi marcado pela alternância entre crescimento,

Leia mais

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010

Metodologia. Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Público Alvo: Amostra: 500 entrevistas realizadas. Campo: 16 a 29 de Setembro de 2010 Metodologia Pesquisa Quantitativa Coleta de dados: Através de e-survey - via web Público Alvo: Executivos de empresas associadas e não associadas à AMCHAM Amostra: 500 entrevistas realizadas Campo: 16

Leia mais

Avaliação de Ciclo de Vida. Buscando as alternativas mais sustentáveis para o mercado de tintas

Avaliação de Ciclo de Vida. Buscando as alternativas mais sustentáveis para o mercado de tintas Avaliação de Ciclo de Vida Buscando as alternativas mais sustentáveis para o mercado de tintas Todo produto tem uma história Cada produto que chega às nossas mãos passa por diversos processos diferentes

Leia mais

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br

EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW. A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome. www.fispaltecnologia.com.br EDIÇÃO COMEMORATIVA POST SHOW 2014 A maior feira da indústria de alimentos e bebidas tem UM nome www.fispaltecnologia.com.br Fispal Tecnologia, a 30ª edição! Se tem uma edição da Fispal Tecnologia que

Leia mais

VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda

VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda [02] VI Médio Paraíba Negócios mostra a força do comércio em Volta Redonda A presença da usina da Companhia Siderúrgica Nacional (CSN), fundada na década de 40, dá a impressão de que Volta Redonda ainda

Leia mais

O Setor de Reciclagem de Material Plástico

O Setor de Reciclagem de Material Plástico O Setor de Reciclagem de Material Plástico Características da indústria de reciclagem: Quantas recicladoras existem para Alumínio? Aço? Vidro? Tetrapack? Papelão? Os produtores são quem adquirem a sucata

Leia mais

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis

Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis Nos últimos anos o mercado brasileiro de imóveis vivenciou um crescimento inacreditável, o lançamento de novas unidades mais a valorização de imóveis usados, além do crescimento de renda da população e

Leia mais

Rodobens é destaque no website Infomoney

Rodobens é destaque no website Infomoney Rodobens é destaque no website Infomoney Por: Conrado Mazzoni Cruz 19/04/07-09h55 InfoMoney SÃO PAULO - Atualmente, falar sobre o mercado imobiliário brasileiro é entrar na discussão sobre um possível

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARANÁ CENTRO DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET CURITIBA 2014 MAX ALEXANDRE AMERICO CANAL DE VENDA - INTERNET Monografia

Leia mais

Financiadora de Estudos e Projetos. Agência Brasileira de Inovação

Financiadora de Estudos e Projetos. Agência Brasileira de Inovação Financiadora de Estudos e Projetos Agência Brasileira de Inovação Missão da FINEP Promover e financiar a Inovação e a Pesquisa científica e tecnológica em: Empresas; Universidades; Centros de pesquisa;

Leia mais

Máquinas e Equipamentos de Qualidade

Máquinas e Equipamentos de Qualidade Máquinas e Equipamentos de Qualidade 83 A indústria brasileira de máquinas e equipamentos caracteriza-se pelo constante investimento no desenvolvimento tecnológico. A capacidade competitiva e o faturamento

Leia mais

São Paulo, 18 de março de 2013.

São Paulo, 18 de março de 2013. São Paulo, 18 de março de 2013. À Comissão de Valores Mobiliários - CVM Superintendência de Relações com Empresas Gerência de Acompanhamento de Empresas 2 At. Sr. Fernando Soares Vieira Sr. Daniel Alves

Leia mais

Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais

Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais Perspectivas para o desenvolvimento brasileiro e a indústria de commodities minerais João Carlos Ferraz BNDES 31 de agosto de 2008 Guia Contexto macroeconômico Políticas públicas Perpectivas do investimento

Leia mais

http://www.investnews.com.br/in_news.aspx?parms=2396439,29,1,1

http://www.investnews.com.br/in_news.aspx?parms=2396439,29,1,1 Página 1 de 5 Usuários cadastrados São Paulo, quinta-feira, 19 de março de 2009. - 12:12 RSS PDA Mobile Loja InvestNews TV Destaques de Administração & Serviços, Caderno C 18/03-01:08 Programa Madeira

Leia mais

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo

Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Apoio para fornecedores do setor de Petróleo & Gás em São Paulo Ubirajara Sampaio de Campos Subsecretário de Petróleo e Gás Secretaria de Energia do Estado de São Paulo Santos Offshore 09 Abril 2014 Indústria

Leia mais

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise

Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise Pedro Mizutani acredita que setor sucroenergético deve sentir uma recuperação mais acelerada da crise A crise econômica afeta o setor sucroenergético principalmente, dificultando e encarecendo o crédito

Leia mais

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018

Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 Plano Estratégico Petrobras 2030 e Plano de Negócios e Gestão 2014 2018 A Petrobras comunica que seu Conselho de Administração aprovou o Plano Estratégico Petrobras 2030 (PE 2030) e o Plano de Negócios

Leia mais

Economia, Estado da Indústria e Perspectivas. Apresentação para: SIMPESC. Joinville Março de 2010

Economia, Estado da Indústria e Perspectivas. Apresentação para: SIMPESC. Joinville Março de 2010 INDÚSTRIA PETROQUÍMICA E DE PLÁSTICOS Economia, Estado da Indústria e Perspectivas Apresentação para: SIMPESC Joinville Março de 2010 MaxiQuim Assessoria de Mercado Criada em 1995 Base em Porto Alegre

Leia mais

Assinatura Digital. Contratos de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Regulado - CCEARs

Assinatura Digital. Contratos de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Regulado - CCEARs Assinatura Digital Contratos de Comercialização de Energia Elétrica no Ambiente Regulado - CCEARs Agenda O papel da CCEE Visão geral da comercialização de energia elétrica no Brasil Processo de Assinatura

Leia mais

crescimento nos últimos cinco anos. Desde 1995, as vendas cresceram num total de 85%. A maior parte das vendas da GE no ano 2000 ocorreram em seu

crescimento nos últimos cinco anos. Desde 1995, as vendas cresceram num total de 85%. A maior parte das vendas da GE no ano 2000 ocorreram em seu GENERAL ELECTRIC A General Electric Company é uma empresa diversificada, atuando em vários segmentos, sempre com o compromisso declarado de alcançar liderança mundial em cada um de seus negócios. Atualmente,

Leia mais

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems

Exemplos de Marketing Global. Coca-Cola, Philip Morris, DaimlerChrysler. McDonald s, Toyota, Ford, Cisco Systems Fundamentos de Marketing Global Parte 01 O significado de Marketing Global Uma empresa global bem-sucedida deve ser capaz de pensar globalmente e agir localmente. Marketing global pode incluir uma combinação

Leia mais

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico

Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico CUSTOMER SUCCESS STORY Abril 2014 Solução CA Technologies Garante Entrega de Novo Serviço de Notícias do Jornal Valor Econômico PERFIL DO CLIENTE Indústria: Mídia Companhia: Valor Econômico Funcionários:

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

MACROECONOMIA II PROFESSOR JOSE LUIS OREIRO PRIMEIRA LISTA DE EXERCÍCIOS

MACROECONOMIA II PROFESSOR JOSE LUIS OREIRO PRIMEIRA LISTA DE EXERCÍCIOS MACROECONOMIA II PROFESSOR JOSE LUIS OREIRO PRIMEIRA LISTA DE EXERCÍCIOS 1 Questão: Considere uma economia na qual os indivíduos vivem por dois períodos. A população é constante e igual a N. Nessa economia

Leia mais

Programa de Incentivo ao Mercado de Renda Fixa BNDES

Programa de Incentivo ao Mercado de Renda Fixa BNDES Programa de Incentivo ao Mercado de Renda Fixa BNDES Uso de instrumentos de mercado de capitais em Projetos de Longo Prazo Laura Bedeschi Agosto/2015 Debêntures Adquiridas 2 BNDES Investidor Debêntures

Leia mais

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br

JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ www.diariodaconstrucao.com.br PROPOSTA DE PROPAGANDA - ANUNCIE NO JDC Apresentação de Plano de Publicidade Online no Site O JORNAL DIÁRIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL DO PARÁ atende com o nome de JDC, porque é uma empresa que tem como sua atividade

Leia mais

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global

Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Copersucar completa 50 anos de liderança em açúcar e etanol com planos para aumentar ainda mais sua atuação global Exportações de açúcar da empresa devem aumentar 86% na safra 2009/2010 A Copersucar completa

Leia mais

BM&FBOVESPA protege plataformas de negócios com soluções CA Service Assurance

BM&FBOVESPA protege plataformas de negócios com soluções CA Service Assurance CUSTOMER SUCCESS STORY BM&FBOVESPA protege plataformas de negócios com soluções CA Service Assurance PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços financeiros Companhia: BM&FBOVESPA Empregados: 1.400+ Faturamento

Leia mais

Guia de sustentabilidade para plásticos

Guia de sustentabilidade para plásticos Guia de sustentabilidade para plásticos Maio 2014 1 2 3 4 5 6 7 8 Introdução... 4 Contextualização dos plásticos... 6 Composição dos móveis e utensílios de plásticos...7 Requerimentos para materiais que

Leia mais

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política

Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política Como usar o monitoramento de mídias sociais numa campanha política No Brasil, há poucas experiências conhecidas de uso de ferramentas de monitoramento de mídias sociais em campanhas políticas. Uma delas

Leia mais

ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade

ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade ENCONTRO DE MINISTROS DA AGRICULTURA DAS AMÉRICAS 2011 Semeando inovação para colher prosperidade DECLARAÇÃO DOS MINISTROS DA AGRICULTURA, SÃO JOSÉ 2011 1. Nós, os Ministros e os Secretários de Agricultura

Leia mais

Comercialização de Energia Elétrica no Brasil III Seminário: Mercados de Eletricidade e Gás Natural Investimento, Risco e Regulação

Comercialização de Energia Elétrica no Brasil III Seminário: Mercados de Eletricidade e Gás Natural Investimento, Risco e Regulação Comercialização de Energia Elétrica no Brasil III Seminário: Mercados de Eletricidade e Gás Natural Investimento, Risco e Regulação Élbia Melo 12/02/2010 Agenda O Setor Elétrico Brasileiro Comercialização

Leia mais

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza

LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza LOGÍSTICA Prof. Edwin B. Mitacc Meza Prova 1 09 de Maio de 2013 Nome: 1ª QUESTÃO (1,0) Segundo os dados divulgados pela ood and Agriculture Organization (AO, 2011) sobre as exportações brasileiras, em

Leia mais

2 Contratos Futuros Agropecuários no Brasil

2 Contratos Futuros Agropecuários no Brasil 2 Contratos Futuros Agropecuários no Brasil A presente seção apresenta as commodities agrícolas negociadas no mercado futuro brasileiro. Além disso, revela a estrutura básica dos contratos futuros e traça

Leia mais

O MELHOR DA CONSTRUÇÃO EM UM SÓ LUGAR. 01 a 04 de OUTUBRO RIOCENTRO. www.feiraconstruir.com.br/rio

O MELHOR DA CONSTRUÇÃO EM UM SÓ LUGAR. 01 a 04 de OUTUBRO RIOCENTRO. www.feiraconstruir.com.br/rio O MELHOR DA CONSTRUÇÃO EM UM SÓ LUGAR RIOCENTRO 01 a 04 de OUTUBRO www.feiraconstruir.com.br/rio UM RIO EM PLENO VAPOR Grandes projetos e investimentos desenvolvendo nosso estado PRINCIPAIS EIXOS DE CRESCIMENTO

Leia mais

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA.

CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. CompuStream Plano de Negócios COMPUSTREAM CONSULTORIA LTDA. A CompuStream, empresa especializada em desenvolvimento de negócios, atua em projetos de investimento em empresas brasileiras que tenham um alto

Leia mais

O sucesso da política depende do forte comprometimento de cada um dos envolvidos no processo, de governo e empresas até consumidores.

O sucesso da política depende do forte comprometimento de cada um dos envolvidos no processo, de governo e empresas até consumidores. ECONOMIA - 19/08/14 BRIEFING DE POSICIONAMENTO SOBRE A POLÍTICA NACIONAL DE RESÍDUOS SÓLIDOS 1. CONTEXTO Posicionamento geral para quaisquer entrevistas realizadas no âmbito da terceira edição do projeto

Leia mais

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional

Associativismo a modernização do sindicalismo nacional A união faz a força O dito popular encaixa-se como uma luva quando o assunto é associativismo o assunto em pauta no meio sindical. As principais confederações patronais do País estão investindo nessa bandeira

Leia mais

Tema 3 O BNDE e a inserção brasileira no capitalismo industrial

Tema 3 O BNDE e a inserção brasileira no capitalismo industrial Faculdade de Comunicação e Artes Habilitação em Jornalismo Tema 3 O BNDE e a inserção brasileira no capitalismo industrial Economia Brasileira Professora Eleonora Bastos Horta Dayse dos Santos Frederico

Leia mais

Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online

Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online Clipping, Segunda-feira, 04 de Janeiro de 2010 Jornal do Commercio PE (28/12/09) - online Porto Gente (04/01/10) online Pernambuco Na indústria, mais demanda por trabalho Texto publicado em 28 de Dezembro

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Melhores práticas. Cada vez mais cientes das

Melhores práticas. Cada vez mais cientes das Número de empresas brasileiras que procuram se aprimorar em governança corporativa aumentou na última edição do estudo Melhores práticas Estudo aponta que as empresas investem mais no aprimoramento dos

Leia mais

Projeto Piloto de Desenvolvimento de Fornecedores da Cadeia de Petróleo, Gás e Naval

Projeto Piloto de Desenvolvimento de Fornecedores da Cadeia de Petróleo, Gás e Naval Projeto Piloto de Desenvolvimento de Fornecedores da Cadeia de Petróleo, Gás e Naval Comitê Nacional Comitê Regional Minas Gerais 1 Sumário Objetivo do projeto... 3 Público Alvo... 3 Funding... 3 Justificativa...

Leia mais

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação

Jairo Martins da Silva. FOTOs: divulgação Jairo Martins da Silva FOTOs: divulgação E N T R E V I S T A Disseminando qualidade e cultura Superintendente-geral da Fundação Nacional da Qualidade, Jairo Martins da Silva fala sobre o desafio da qualidade

Leia mais

Modelo de Briefing de Produto - Roteiro de Coleta de Informações - Completo

Modelo de Briefing de Produto - Roteiro de Coleta de Informações - Completo BRIEFING DE PRODUTO Modelo de Briefing de Produto - Roteiro de Coleta de Informações - Completo Modelo Extraído dos livros: Tudo o que você queria saber sobre propaganda e ninguém teve paciência para explicar

Leia mais

Seja um Profissional em Energia Solar

Seja um Profissional em Energia Solar Seja um Profissional em Energia Solar Nós, da Blue Sol, acreditamos no empoderamento de todos os consumidores de energia elétrica no Brasil através da possibilidade de geração própria da energia consumida.

Leia mais

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE

ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE 20-21 Maio de 2013 Tivoli São Paulo Mofarrej São Paulo, Brasil ENTREVISTA EXCLUSIVA COM O PALESTRANTE Fernando Cotrim Supply Chain Director, Rio 2016 Perguntas: Quais são os desafios de gerenciar o Supply

Leia mais

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial

FOCOS DE ATUAÇÃO. Tema 8. Expansão da base industrial FOCOS DE ATUAÇÃO Tema 8. Expansão da base industrial Para crescer, a indústria capixaba tem um foco de atuação que pode lhe garantir um futuro promissor: fortalecer as micro, pequenas e médias indústrias,

Leia mais

O Setor de Mineração no contexto do Mercado de Capitais

O Setor de Mineração no contexto do Mercado de Capitais O Setor de Mineração no contexto do Mercado de Capitais Set/2013 CLASSIFICAÇÃO DA INFORMAÇÃO (MARQUE COM UM X ): x CONFIDENCIAL RESTRITA CONFIDENCIAL USO INTERNO PÚBLICO Introdução O setor de mineração

Leia mais

A Responsabilidade Social no Setor Elétrico

A Responsabilidade Social no Setor Elétrico Fórum de Responsabilidade Socioambiental do Setor Elétrico Organização: ANEEL A Responsabilidade Social no Setor Elétrico Claudio J. D. Sales Presidente Instituto Acende Brasil Instituto Israel Pinheiro,

Leia mais

ELABORAÇÃO DO PREÇO DE EXPORTAÇÃO

ELABORAÇÃO DO PREÇO DE EXPORTAÇÃO ELABORAÇÃO DO PREÇO DE EXPORTAÇÃO D. Daniela tem uma fábrica de móveis e vende seus produtos para todo o Brasil. Como os produtos de sua fábrica têm ótima qualidade e seus preços no mercado interno são

Leia mais

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Clarity PPM

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Clarity PPM CUSTOMER SUCCESS STORY Maio 2014 Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Clarity PPM PERFIL DO CLIENTE Empresa: Renova Energia Indústria: Energia Funcionários: 182 (2012) Faturamento:

Leia mais

1. OCORRÊNCIAS. Ocorrências por mídia: Ocorrências por veículo: RELATÓRIO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA SETEMBRO / 2012

1. OCORRÊNCIAS. Ocorrências por mídia: Ocorrências por veículo: RELATÓRIO DE ASSESSORIA DE IMPRENSA SETEMBRO / 2012 1. OCORRÊNCIAS Se o mês de agosto já havia sido auspicioso, setembro foi ainda mais. No mês em que o Secovi Rio comemorou 70 anos, os grandes eventos promovidos pela entidade Feira Secovi Rio e Prêmio

Leia mais

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014. São Paulo, 12 de fevereiro de 2015

Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014. São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 Teleconferência de Resultados 4T14 e 2014 São Paulo, 12 de fevereiro de 2015 Ressalva sobre declarações futuras Esta apresentação contém declarações prospectivas. Tais informações não são apenas fatos

Leia mais

Entre esses eventos, destacam-se, recentemente:

Entre esses eventos, destacam-se, recentemente: Resumo Com a criação do Ministério do Turismo em 2003, o Brasil passa a ter, pela primeira vez em sua história, um ministério voltado exclusivamente para a atividade turística. A partir de então a Embratur

Leia mais

FEMSA Gerencia mais de 80 mil Tickets Mensais de TI, Finanças e RH com CA Service Desk Manager

FEMSA Gerencia mais de 80 mil Tickets Mensais de TI, Finanças e RH com CA Service Desk Manager CUSTOMER SUCCESS STORY Julho 2013 FEMSA Gerencia mais de 80 mil Tickets Mensais de TI, Finanças e RH com CA Service Desk Manager PERFIL DO CLIENTE Indústria: Bebidas Companhia: FEMSA Funcionários: +177

Leia mais

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional

Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco. Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do. Congresso Nacional Brasília, 18 de setembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, na Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional Exmas. Sras. Senadoras e Deputadas

Leia mais

Marketing do Petróleo: construindo vantagens

Marketing do Petróleo: construindo vantagens Marketing do Petróleo: construindo vantagens Competitivas objetivos O setor de petróleo e gás brasileiro é considerado um dos mais promissores do mercado mundial, principalmente após as descobertas do

Leia mais

RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS

RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS RELATÓRIO FORMADORES DE OPINIÃO E ASSOCIADOS RESULTADOS PESQUISA COM COMITÊS Definição e significado do PGQP para os comitês: Definições voltadas para ao Programa Significado do PGQP Qualificação das organizações

Leia mais

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016

Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 COMUNICADO No: 58 Empresas aéreas continuam a melhorar a rentabilidade Margem de lucro líquida de 5,1% para 2016 10 de dezembro de 2015 (Genebra) - A International Air Transport Association (IATA) anunciou

Leia mais

Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar e representar a sociedade local, para construirmos em conjunto uma visão compartilhada

Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar e representar a sociedade local, para construirmos em conjunto uma visão compartilhada Fórum da Agenda 21 de Guapimirim Aprender a APRENDER e a FAZER. Aprender a CONVIVER, e Aprender a SER Cidadãos Participativos, Éticos e Solidários Este Fórum Local da Agenda 21 se propõe a escutar, mobilizar

Leia mais

MINAS GERAIS, SEU MELHOR INVESTIMENTO. Seminário LIDE Abril de 2012

MINAS GERAIS, SEU MELHOR INVESTIMENTO. Seminário LIDE Abril de 2012 MINAS GERAIS, SEU MELHOR INVESTIMENTO Seminário LIDE Abril de 2012 A NOSSA MINAS GERAIS MINAS EM NÚMEROS América do Sul 588.000 KM² DE TERRITÓRIO. Brasil MAIOR DO QUE PAÍSES COMO A FRANÇA, SUÉCIA E ESPANHA.

Leia mais

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação

Pesquisa realizada com os participantes do 12º Seminário Nacional de Gestão de Projetos. Apresentação Pesquisa realizada com os participantes do de Apresentação O perfil do profissional de Projetos Pesquisa realizada durante o 12 Seminário Nacional de, ocorrido em 2009, traça um importante perfil do profissional

Leia mais

O RIO DE JANEIRO NA ROTA DO FUTURO

O RIO DE JANEIRO NA ROTA DO FUTURO Projeto Especial O RIO DE JANEIRO NA ROTA DO FUTURO OBJETIVO DO PROJETO A revista Brasileiros, com este projeto, quer apresentar ao seu público qualificado um panorama das sólidas perspectivas de desenvolvimento

Leia mais

SOBRATEMA CONGRESSO 2013 05 a 07 de junho de 2013

SOBRATEMA CONGRESSO 2013 05 a 07 de junho de 2013 SOBRATEMA CONGRESSO 2013 05 a 07 de junho de 2013 O Sobratema Congresso l Edificações & Obras de Infraestrutura vem sendo uma oportunidade ímpar de difundir informações e trocar experiências entre os profissionais,

Leia mais

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Project & Portfolio Management SaaS

Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Project & Portfolio Management SaaS CUSTOMER SUCCESS STORY Junho 2014 Renova Energia Otimiza Gestão de Conhecimento e Projetos com CA Project & Portfolio Management SaaS PERFIL DO CLIENTE Empresa: Renova Energia Indústria: Energia Funcionários:

Leia mais

Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking

Especialista questiona ascensão de bancos brasileiros em ranking Veículo: Valor Online Data: 13/04/09 Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking A crise global colocou os bancos brasileiros em destaque nos rankings internacionais de lucro, rentabilidade

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

MENSAGEM DA ADMINISTRAÇÃO A QGEP Participações iniciou o ano de 2011 com uma sólida posição financeira. Concluímos com sucesso a nossa oferta pública inicial de ações em fevereiro, com uma captação líquida

Leia mais

A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore

A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore A estrutura da Indústria do Rio Grande do Sul para o segmento de Petróleo, Gás, Naval e Offshore Comitê de Competitividade em Petróleo, Gás, Naval e Offshore CCPGE 28 de maio de 2014 Atuação FIERGS CCPGE

Leia mais

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás Dezembro 2013 Tópicos Cenário P&G Rede de Núcleos de P&G - CNI e Federações Desenvolvimento de APLs

Leia mais

[CONFIDENCIAL] Aprenda com o SAGAZ. Primeiros passos para investir na Bolsa.

[CONFIDENCIAL] Aprenda com o SAGAZ. Primeiros passos para investir na Bolsa. 1 Aprenda com o SAGAZ Primeiros passos para investir na Bolsa. Está pensando em investir em ações e não sabe por onde começar? Fique tranqüilo, você está no lugar certo. Aqui você terá a melhor orientação

Leia mais

Centro Cultural e de Exposições de Maceió

Centro Cultural e de Exposições de Maceió Centro Cultural e de Exposições de Maceió Descrição Administrar, explorar comercialmente e desenvolver eventos culturais, de lazer e de negócios no Centro Cultural e de Exposições de Maceió, localizado

Leia mais

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012

Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012 Texto para Coluna do NRE-POLI na Revista Construção e Mercado Pini Abril 2012 O RISCO DOS DISTRATOS O impacto dos distratos no atual panorama do mercado imobiliário José Eduardo Rodrigues Varandas Júnior

Leia mais

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros

A Lição de Lynch. O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros A Lição de Lynch O mago dos investimentos conta como ganhar nas bolsas depois de Buffet e Soros Por Laura Somoggi, de Marblehead (EUA) É muito provável que o nome Peter Lynch não lhe seja familiar. Ele

Leia mais

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz

FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz FTAD Formação Técnica em Administração de Empresas Módulo de Planejamento Prof.º Fábio Diniz COMPETÊNCIAS A SEREM DESENVOLVIDAS CONHECER A ELABORAÇÃO, CARACTERÍSTICAS E FUNCIONALIDADES UM PLANO DE NEGÓCIOS.

Leia mais

Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo

Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo Enercoutim investe 18 milhões na plataforma de demonstração de energia solar em Martim Longo Por Elisabete Rodrigues 17 de Maio de 2013 09:05 Comentar A plataforma de demonstração de energia solar que

Leia mais

A nova orla da Barra: referência para Salvador

A nova orla da Barra: referência para Salvador nº 339 agosto 2014 A nova orla da Barra: referência para Salvador Odebrecht 70 anos: a trajetória da Odebrecht no ramo da Química e Petroquímica Novo contrato na Colômbia recuperará a navegação no Rio

Leia mais

Anunciar na AutoMOTIVO significa EXPOSIÇÃO a toda cadeia do MERCADO de Som e Acessórios

Anunciar na AutoMOTIVO significa EXPOSIÇÃO a toda cadeia do MERCADO de Som e Acessórios Perfil A REVISTA B2B DO MERCADO BRASILEIRO DE SOM E ACESSÓRIOS AUTOMOTIVOS A AutoMOTIVO é a revista mensal B2B de circulação dirigida do mercado brasileiro de som e acessórios automotivos. Já com 70 edições

Leia mais

E-BOOK GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES. Excellence Software (19) 2512-1411 Campinas-SP

E-BOOK GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES. Excellence Software (19) 2512-1411 Campinas-SP E-BOOK GESTÃO FINANCEIRA PARA EMPREENDEDORES Excellence Software (19) 2512-1411 Campinas-SP ÍNDICE Introdução Planejamento Financeiro Gestão do Fluxo de Caixa Gestão por Centros de Custo Otimizando o seu

Leia mais

Cana de açúcar para indústria: o quanto vai precisar crescer

Cana de açúcar para indústria: o quanto vai precisar crescer Cana de açúcar para indústria: o quanto vai precisar crescer A demanda crescente nos mercados interno e externo por combustíveis renováveis, especialmente o álcool, atrai novos investimentos para a formação

Leia mais

Do lixo ao valor. O caminho da Logística Reversa

Do lixo ao valor. O caminho da Logística Reversa Do lixo ao valor O caminho da Logística Reversa O problema do lixo A sociedade, hoje, vive com um grande desafio: o lixo. Calcula-se que, por dia, no Brasil, são gerados 1 Kg de resíduos por habitante.

Leia mais

A ASSOCIAÇÃO DAS NAÇÕES DO SUDESTE ASIÁTICO E SEU AMBIENTE DE NEGÓCIOS

A ASSOCIAÇÃO DAS NAÇÕES DO SUDESTE ASIÁTICO E SEU AMBIENTE DE NEGÓCIOS www.observatorioasiapacifico.org A ASSOCIAÇÃO DAS NAÇÕES DO SUDESTE ASIÁTICO E SEU AMBIENTE DE NEGÓCIOS Ignacio Bartesaghi 1 O debate na América Latina costuma focar-se no sucesso ou no fracasso dos processos

Leia mais

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade

midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade construção, infraestrutura e sustentabilidade midiakit2012 A cadeia da construção merece uma revista de grande visibilidade www.grandesconstruções.com.br conjunto de mídias que funcionam Revista proposta

Leia mais

Química Verde e Petroquímica Impactos na Distribuição Décio Oddone Vice-presidente responsável pela quantiq

Química Verde e Petroquímica Impactos na Distribuição Décio Oddone Vice-presidente responsável pela quantiq Química Verde e Petroquímica Impactos na Distribuição Décio Oddone Vice-presidente responsável pela quantiq AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO QUÍMICA PILARES FUTURO FUTURO DA DISTRIBUIÇÃO AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO

Leia mais

Bolsa de Mercadorias e Futuros

Bolsa de Mercadorias e Futuros Bolsa de Mercadorias e Futuros Mercado de Capitais Origens das Bolsas de mercadoria No Japão em 1730, surgiu o verdadeiro mercado futuro de arroz(que já era escritural), chamado chu-aí-mai, foi reconhecido

Leia mais

Marcos Puglisi de Assumpção 8. INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS

Marcos Puglisi de Assumpção 8. INVESTIMENTOS IMOBILIÁRIOS Marcos Puglisi de Assumpção 8. 2010 INVESTIMENTOS EM IMÓVEIS Nossa herança cultural nos ensinou que investir em imóveis é o investimento mais seguro e rentável que podemos almejar. Realmente em épocas

Leia mais

Polo Produtivo 2 de Julho

Polo Produtivo 2 de Julho Polo Produtivo 2 de Julho Cadeia de Óleo & Gás offshore, onshore e Indústria Naval Recôncavo - Bahia Apoio: OBJETIVO Implantação de um complexo Industrial para atender a crescente demanda da Indústria

Leia mais