Capítulo 73. Obras de ferro fundido, ferro ou aço

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Capítulo 73. Obras de ferro fundido, ferro ou aço"

Transcrição

1 Capítulo 73 Obras de ferro fundido, ferro ou aço Notas. 1.- Neste Capítulo, consideram-se de ferro fundido os produtos obtidos por moldação nos quais o ferro predomina em peso sobre cada um dos outros elementos, e que não correspondam à composição química dos aços, referida na Nota 1 d) do Capítulo Na acepção do presente Capítulo, consideram-se fios os produtos obtidos a quente ou a frio, cujo corte transversal, qualquer que seja a sua forma, não exceda 16 mm na sua maior dimensão Estacas-pranchas de ferro ou aço, mesmo perfuradas ou feitas com elementos montados; perfis obtidos por soldadura, de ferro ou aço Estacas-pranchas Perfis Elementos de vias férreas, de ferro fundido, ferro ou aço: trilhos, contratrilhos e cremalheiras, agulhas, cróssimas, alavancas para comando de agulhas e outros elementos de cruzamentos e desvios, dormentes, talas de junção, coxins de trilho, cantoneiras, placas de apoio ou assentamento, placas de aperto, placas e tirantes de separação e outras peças próprias para a fixação, articulação, apoio ou junção de trilhos Trilhos Agulhas, cróssimas, alavancas para comando de agulhas e outros elementos de cruzamentos e desvios Talas de junção e placas de apoio ou assentamento Outros Dormentes Outros Tubos e perfis ocos, de ferro fundido Tubos e perfis ocos, sem costura, de ferro ou aço. - Tubos dos tipos utilizados em oleodutos ou gasodutos: De aço inoxidável Outros - Tubos para revestimento de poços, de produção ou suprimento, e hastes de perfuração, dos tipos utilizados na extração de petróleo ou de gás: Hastes de perfuração de aço inoxidável

2 Outras hastes de perfuração De aço não ligado Outros Outros, de aço inoxidável Outros De aço não ligado Outros - Outros, de seção circular, de ferro ou aço não ligado: Estirados ou laminados, a frio Outros - Outros, de seção circular, de aço inoxidável: Estirados ou laminados, a frio Outros - Outros, de seção circular, de outras ligas de aço: Estirados ou laminados, a frio Outros Outros Outros tubos (por exemplo, soldados ou rebitados), de seção circular, de diâmetro exterior superior a 406,4 mm, de ferro ou aço. - Tubos dos tipos utilizados em oleodutos ou gasodutos: Soldados longitudinalmente por arco imerso Outros, soldados longitudinalmente Outros Tubos para revestimento de poços, dos tipos utilizados na extração de petróleo ou de gás - Outros, soldados: Soldados longitudinalmente Outros Outros Outros tubos e perfis ocos (por exemplo, soldados, rebitados, agrafados ou com os bordos simplesmente aproximados), de ferro ou aço.

3 - Tubos dos tipos utilizados em oleodutos ou gasodutos: Soldados, de aço inoxidável Outros - Tubos para revestimento de poços, de produção ou suprimento, dos tipos utilizados na extração de petróleo ou de gás: Soldados, de aço inoxidável Outros Outros, soldados, de seção circular, de ferro ou aço não ligado Outros, soldados, de seção circular, de aço inoxidável Outros, soldados, de seção circular, de outras ligas de aço - Outros, soldados, de seção não circular: De seção quadrada ou retangular De outras seções Outros Acessórios para tubos (por exemplo, uniões, cotovelos, luvas), de ferro fundido, ferro ou aço. - Moldados: De ferro fundido não maleável Outros Flanges - Outros, de aço inoxidável: Cotovelos, curvas e luvas, roscados Acessórios para soldar topo a topo Outros - Outros: Flanges Cotovelos, curvas e luvas, roscados Acessórios para soldar topo a topo Outros Construções e suas partes (por exemplo, pontes e elementos de pontes, comportas, torres, pórticos, pilares, colunas, armações,

4 estruturas para telhados, portas e janelas, e seus caixilhos, alizares e soleiras, portas de correr, balaustradas), de ferro fundido, ferro ou aço, exceto as construções pré-fabricadas da posição 94.06; chapas, barras, perfis, tubos e semelhantes, de ferro fundido, ferro ou aço, próprios para construções Pontes e elementos de pontes Torres e pórticos Portas e janelas, e seus caixilhos, alizares e soleiras Material para andaimes, para armações ou para escoramentos Outros Chapas, barras, perfis, tubos e semelhantes, próprios para construções Outros Reservatórios, tonéis, cubas e recipientes semelhantes para quaisquer matérias (exceto gases comprimidos ou liquefeitos), de ferro fundido, ferro ou aço, de capacidade superior a 300 l, sem dispositivos mecânicos ou térmicos, mesmo com revestimento interior ou calorífugo Reservatórios, barris, tambores, latas, caixas e recipientes semelhantes para quaisquer matérias (exceto gases comprimidos ou liquefeitos), de ferro fundido, ferro ou aço, de capacidade não superior a 300 l, sem dispositivos mecânicos ou térmicos, mesmo com revestimento interior ou calorífugo De capacidade igual ou superior a 50 l - De capacidade inferior a 50 l: Latas próprias para serem fechadas por soldadura ou cravação Outros Recipientes para gases comprimidos ou liquefeitos, de ferro fundido, ferro ou aço Cordas, cabos, tranças, lingas e artefatos semelhantes, de ferro ou aço, não isolados para usos elétricos Cordas e cabos Outros Arame farpado, de ferro ou aço; arames ou tiras, retorcidos, mesmo farpados, de ferro ou aço, dos tipos utilizados em cercas Arame farpado Outros

5 73.14 Telas metálicas (incluindo as telas contínuas ou sem fim), grades e redes, de fios de ferro ou aço; chapas e tiras, distendidas, de ferro ou aço. - Telas metálicas tecidas: Telas metálicas, contínuas ou sem fim, para máquinas, de aço inoxidável Outras telas metálicas tecidas, de aço inoxidável Outras Telas metálicas contínuas ou sem fim, para máquinas Outras Grades e redes, soldadas nos pontos de interseção, de fios com, pelo menos, 3 mm na maior dimensão do corte transversal e com malhas de 100 cm 2 ou mais, de superfície - Outras grades e redes, soldadas nos pontos de interseção: Galvanizadas Outras - Outras telas metálicas, grades e redes: Galvanizadas Revestidas de plásticos Outras Chapas e tiras, distendidas Correntes, cadeias, e suas partes, de ferro fundido, ferro ou aço. - Correntes de elos articulados e suas partes: Correntes de rolos Outras correntes De transmissão Outras Partes Correntes antiderrapantes - Outras correntes e cadeias: Correntes de elos com suporte Outras correntes, de elos soldados Outras Outras partes

6 Âncoras, fateixas, e suas partes, de ferro fundido, ferro ou aço Tachas, pregos, percevejos, escápulas, grampos ondulados ou biselados e artefatos semelhantes, de ferro fundido, ferro ou aço, mesmo com a cabeça de outra matéria, exceto cobre Parafusos, pinos ou pernos, roscados, porcas, tira-fundos, ganchos roscados, rebites, chavetas, cavilhas, contrapinos ou troços, arruelas (incluindo as de pressão) e artefatos semelhantes, de ferro fundido, ferro ou aço. - Artefatos roscados: Tira-fundos Outros parafusos para madeira Ganchos e armelas Parafusos perfurantes Outros parafusos e pinos ou pernos, mesmo com as porcas e arruelas Porcas Outros - Artefatos não roscados: Arruelas de pressão e outras arruelas de segurança Outras arruelas Rebites Chavetas, cavilhas e contrapinos ou troços Outros Agulhas de costura, agulhas de tricô, agulhas-passadoras, agulhas de crochê, furadores para bordar e artefatos semelhantes, para uso manual, de ferro ou aço; alfinetes de segurança e outros alfinetes, de ferro ou aço, não especificados nem compreendidos noutras posições Alfinetes de segurança e outros alfinetes Outros Agulhas de costura, de cerzir ou de bordar Outros Molas e folhas de molas, de ferro ou aço Molas de folhas e suas folhas Molas helicoidais

7 Outras Aquecedores de ambiente, caldeiras de fornalha, fogões de cozinha (incluindo os que possam ser utilizados acessoriamente no aquecimento central), churrasqueiras (grelhadores), braseiras, fogareiros a gás, aquecedores de pratos, e aparelhos não elétricos semelhantes, de uso doméstico, e suas partes, de ferro fundido, ferro ou aço. - Aparelhos para cozinhar e aquecedores de pratos: A combustíveis gasosos, ou a gás e outros combustíveis A combustíveis líquidos Outros, incluindo os aparelhos a combustíveis sólidos A combustíveis sólidos Outros - Outros aparelhos: A combustíveis gasosos, ou a gás e outros combustíveis A combustíveis líquidos Outros, incluindo os aparelhos a combustíveis sólidos A combustíveis sólidos Outros Partes Radiadores para aquecimento central, não elétricos, e suas partes, de ferro fundido, ferro ou aço; geradores e distribuidores de ar quente (incluindo os distribuidores que possam também funcionar como distribuidores de ar frio ou condicionado), não elétricos, munidos de ventilador ou fole com motor, e suas partes, de ferro fundido, ferro ou aço. - Radiadores e suas partes: De ferro fundido Outros Outros Geradores e distribuidores de ar quente Partes Artefatos de uso doméstico, e suas partes, de ferro fundido, ferro ou aço; palha de ferro ou aço; esponjas, esfregões, luvas e artefatos semelhantes para limpeza, polimento ou usos semelhantes, de ferro ou aço Palha de ferro ou aço; esponjas, esfregões, luvas e artefatos semelhantes para limpeza, polimento ou usos semelhantes

8 - Outros: De ferro fundido, não esmaltados De ferro fundido, esmaltados De aço inoxidável Artefatos de cozinha e suas partes Outros De ferro ou aço, esmaltados Artefatos de cozinha e suas partes Outros Outros Artefatos de cozinha e suas partes Outros Artefatos de higiene ou de toucador, e suas partes, de ferro fundido, ferro ou aço Pias e lavatórios, de aço inoxidável - Banheiras: De ferro fundido, mesmo esmaltadas Outras Outros, incluindo as partes Outras obras moldadas, de ferro fundido, ferro ou aço De ferro fundido, não maleável - Outras: Esferas e artefatos semelhantes, para moinhos Outras Outras obras de ferro ou aço. - Simplesmente forjadas ou estampadas: Esferas e artefatos semelhantes, para moinhos Outras Obras de fio de ferro ou aço Outras

DIREITOS ADUANEIROS SADC IMP CONS CÓDIGO DO S.H. N.º DE POSIÇÃO DESIGNAÇÃO DAS MERCADORIAS UNIDADE C. IVA TAXA GERAL. Ad. Valorem.

DIREITOS ADUANEIROS SADC IMP CONS CÓDIGO DO S.H. N.º DE POSIÇÃO DESIGNAÇÃO DAS MERCADORIAS UNIDADE C. IVA TAXA GERAL. Ad. Valorem. N.º DE POSIÇÃO CÓDIGO DO S.H. DESIGNAÇÃO DAS MERCADORIAS UNIDADE C. TAXA GERAL DIREITOS ADUANEIROS SADC RSA OUTROS M. CAT. Taxa CAT. Taxa UE IMP CONS Ad. Valorem Valor Minimo IVA 73.01 Estacaspranchas

Leia mais

Capítulo 73. Obras de ferro fundido, ferro ou aço

Capítulo 73. Obras de ferro fundido, ferro ou aço Capítulo 73 Obras de ferro fundido, ferro ou aço Notas. 1. Neste Capítulo, consideram-se de ferro fundido os produtos obtidos por moldação nos quais o ferro predomina em peso sobre cada um dos outros elementos,

Leia mais

Capítulo 76. Alumínio e suas obras

Capítulo 76. Alumínio e suas obras Capítulo 76 Alumínio e suas obras Nota. 1. Neste Capítulo consideram-se: a) Barras: os produtos laminados, extrudados, estirados ou forjados, não enrolados, cuja seção transversal, maciça e constante em

Leia mais

Capítulo 76 Alumínio e suas obras

Capítulo 76 Alumínio e suas obras Nota. Capítulo 76 Alumínio e suas obras 1.- Neste Capítulo consideram-se: a) Barras: os produtos laminados, extrudados, estirados ou forjados, não enrolados, cuja seção transversal, maciça e constante

Leia mais

ANEXO 5 AO COMUNICADO: SÃO PAULO E SANTA CATARINA ALTERAÇÃO DE ACORDO DE ST.

ANEXO 5 AO COMUNICADO: SÃO PAULO E SANTA CATARINA ALTERAÇÃO DE ACORDO DE ST. ANEXO 5 AO COMUNICADO: SÃO PAULO E SANTA CATARINA ALTERAÇÃO DE ACORDO DE ST. Abrangência: operações interestaduais originadas do Estado de São Paulo e destinadas ao Estado de Santa Catarina. Produto: materiais

Leia mais

ANEXO AO COMUNICADO: ACORDO DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO

ANEXO AO COMUNICADO: ACORDO DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO ANEXO AO COMUNICADO: ACORDO DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO Abrangência: operações interestaduais originadas do estado de São Paulo e destinadas ao estado do Amapá e ao Distrito Federal.

Leia mais

Materiais de Construção e Congêneres terão novos IVA-ST a partir de 01/08/2012

Materiais de Construção e Congêneres terão novos IVA-ST a partir de 01/08/2012 CIRCULAR Nº 27/2012 São Paulo, 30 de Julho de 2012. Materiais de Construção e Congêneres terão novos IVA-ST a partir de 01/08/2012 Prezado Cliente, Por meio da Portaria CAT nº 92/2012, publicada na última

Leia mais

DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO ALTERAÇÕES FEITAS PELA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 601/2012

DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO ALTERAÇÕES FEITAS PELA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 601/2012 CIRCULAR Nº 01/2013 São Paulo, 02 de Janeiro de 2013. DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO ALTERAÇÕES FEITAS PELA MEDIDA PROVISÓRIA Nº 601/2012 Prezado Cliente, No dia 28/12/2012, foi publicada a Medida Provisória

Leia mais

São Paulo, 10 de outubro de 2011 Departamento Jurídico

São Paulo, 10 de outubro de 2011 Departamento Jurídico São Paulo, 10 de outubro de 2011 Departamento Jurídico Informação. REF.: Protocolo ICMS nº 82, de 30 de setembro de 2011, que dispõe sobre a substituição tributária nas operações com materiais de construção,

Leia mais

Portaria CAT 92, de 26-07-2012

Portaria CAT 92, de 26-07-2012 Portaria CAT 92, de 26-07-2012 (DOE 27-07-2012) Estabelece a base de cálculo na saída de produtos de materiais de construção e congêneres, a que se refere o artigo 313-Z do Regulamento do ICMS. O Coordenador

Leia mais

PROTOCOLO ICMS 112, DE 29 DE JULHO DE 2010.

PROTOCOLO ICMS 112, DE 29 DE JULHO DE 2010. Publicado no DOU de 10.08.10 PROTOCOLO ICMS 112, DE 29 DE JULHO DE 2010. Altera o Protocolo ICMS 32/09, que dispõe sobre a substituição tributária nas operações com materiais de construção, acabamento,

Leia mais

MVA ALÍQUOTA INTERNA ORIGINAL ITEM DESCRIÇÃO NCM/SH 3917.10.10 17,00% 33,00% 41,01% 53,83%

MVA ALÍQUOTA INTERNA ORIGINAL ITEM DESCRIÇÃO NCM/SH 3917.10.10 17,00% 33,00% 41,01% 53,83% Abrangência: operações interestaduais originadas do Estado de São Paulo e destinadas ao Estado de Goiás. Produtos: materiais de construção, acabamento, bricolagem ou adorno. Conteúdo: acordos de substituição

Leia mais

PROTOCOLO ICMS 85, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011

PROTOCOLO ICMS 85, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011 PROTOCOLO ICMS 85, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011 Publicado no DOU de 13.10.11, pelo Despacho 186/11. Ver, quanto à aplicação no Estado de SE, o Despacho 230/11. Ver, quanto à aplicação no Estado de GO, o Despacho

Leia mais

PORTARIA CAT N 121, DE 27 DE AGOSTO DE 2012. (DOE de 28.08.2012)

PORTARIA CAT N 121, DE 27 DE AGOSTO DE 2012. (DOE de 28.08.2012) PORTARIA CAT N 121, DE 27 DE AGOSTO DE 2012 (DOE de 28.08.2012) Estabelece a base de cálculo na saída de produtos de materiais de construção e congêneres, a que se refere o artigo 313-Z do Regulamento

Leia mais

MERCOSUL X CHILE ACE 35 APÊNDICE Nº 3 (CORRESPONDENTE AO ARTIGO 5º)

MERCOSUL X CHILE ACE 35 APÊNDICE Nº 3 (CORRESPONDENTE AO ARTIGO 5º) MERCOSUL X CHILE ACE 35 APÊNDICE Nº 3 (CORRESPONDENTE AO ARTIGO 5º) 1 - ELABORADO DIRETA OU INDIRETAMENTE A PARTIR DE LEITE FRESCO PRODUZIDO EM SUA TOTALIDADE NO TERRITÓRIO DOS PAÍSES SIGNATÁRIOS. LEITE

Leia mais

ArcelorMittal Brasil S.A- % Carga Tributária aproximada dos produtos por NCM

ArcelorMittal Brasil S.A- % Carga Tributária aproximada dos produtos por NCM ArcelorMittal Brasil S.A- % Carga Tributária aproximada dos produtos por NCM NCM Descrição NCM % Carga Tributária Produto 0602 Outras plantas vivas (incluindo as suas raízes), estacas e enxertos; micélios

Leia mais

TABELA DE MVA AJUSTADA - MATERIAL DE CONSTRUÇÃO - RESOLUÇÃO n 08/2012 ORIGEM. Página 1 de 11

TABELA DE MVA AJUSTADA - MATERIAL DE CONSTRUÇÃO - RESOLUÇÃO n 08/2012 ORIGEM. Página 1 de 11 TABELA DE - MATERIAL DE CONSTRUÇÃO - RESOLUÇÃO n 08/2012 ORIGEM Item NCM/SH Descrição das mercadorias (%) 7% 12% 1. 3816.00.1 Argamassas 37 3824.50.00 2..16 Revestimentos de PVC e outros plásticos; forro,

Leia mais

39.16 Revestimentos de PVC e outros plásticos; forro, sancas e afins de PVC, para uso na construção civil

39.16 Revestimentos de PVC e outros plásticos; forro, sancas e afins de PVC, para uso na construção civil ANEXO 8 AO COMUNICADO: ACORDOS DE SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA SÃO PAULO E MINAS GERAIS Abrangência: operações interestaduais realizadas entre São Paulo e Minas Gerais. Segmentos: materiais de construção, acabamento,

Leia mais

3214.90.00, 3816.00.1,3824.40.00, 3824.50.00 4 Silicones em formas primárias, para uso na construção civil 3910.00

3214.90.00, 3816.00.1,3824.40.00, 3824.50.00 4 Silicones em formas primárias, para uso na construção civil 3910.00 Item Descrição das mercadorias NCM/SH 1 Ardósia, em qualquer formato, com até 2m2, e suas obras 2514.00.00, 6802, 6803 2 Cal para construção civil 25.22 3 Argamassas, seladoras, massas para revestimento,

Leia mais

Elementos de Máquinas

Elementos de Máquinas Professor: Leonardo Leódido Sumário Introdução Padronização e Definições Tipos e Usos de Parafusoso Introdução Elementos de fixação: Importância Por que estudar elementos de fixação. Papel em projetos

Leia mais

Capítulo 76. Alumínio e suas obras

Capítulo 76. Alumínio e suas obras Capítulo 76 Alumínio e suas obras Nota. 1.- Neste Capítulo consideram-se: a) Barras os produtos laminados, extrudados, estirados ou forjados, não enrolados, cuja seção transversal, maciça e constante em

Leia mais

ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.11. * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010.

ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.11. * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010. ANEXO 4.0 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA ANEXO 4.42.11 * REVOGADO PELO DECRETO Nº 26.695 de 6 de julho de 2010. NAS OPERAÇÕES COM MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, ACABAMENTO, BRICOLAGEM OU ADORNO Acrescentado pelo DECRETO

Leia mais

PROTOCOLO ICMS 82, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011

PROTOCOLO ICMS 82, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011 PROTOCOLO ICMS 82, DE 30 DE SETEMBRO DE 2011 Publicado no DOU de 11.10.11, pelo Despacho 184/11. Ver, quanto à aplicação no Estado de GO, o Despacho 235/11. Dispõe sobre a substituição tributária nas operações

Leia mais

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA TABELA 2 SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA TABELA DE MVA S x SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRICA, CONFORME ANEXO V - (a que se refere o art.182 do RICMS/ES) RELAÇÃO DE PRODUTOS, MARGEM DE VALOR AGREGADO x SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

Leia mais

Tubos Redondos 11 22070781

Tubos Redondos 11 22070781 1 Tubos Redondos 11 22070781 Bitola (D) Bitola (D) Espessura Teórico Bitola (D) Bitola (D) Espessura Teórico Bitola (D) Bitola (D) Espessura Teórico Bitola (D) Bitola (D) Espessura Teórico da parede barra

Leia mais

DECRETO Nº 3.949, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2012

DECRETO Nº 3.949, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2012 Page 1 of 6 DECRETO Nº 3.949, DE 27 DE FEVEREIRO DE 2012 DOE-PR de 27/02/2012 (nº 8.659, pág. 10) O GOVERNADOR DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe confere o art. 87, inciso V, da Constituição

Leia mais

DECLARAÇÃO. NCM/SH NALADI/SH DENOMINAÇÃO VALOR FOB US$ (unit.) 7318.16.00 7318.16.00 - Porcas Valor mínimo: 0.25 Valor máximo: 0.

DECLARAÇÃO. NCM/SH NALADI/SH DENOMINAÇÃO VALOR FOB US$ (unit.) 7318.16.00 7318.16.00 - Porcas Valor mínimo: 0.25 Valor máximo: 0. Econômica nº. ACE-02, declaramos que nossa empresa é fabricante e/ou exportadora do produto: Descrição ZM: Conjunto montado parafuso e porca de roda 7318.16.00 7318.16.00 - Porcas Valor mínimo: 0.25 Valor

Leia mais

Edição nº 130 12 de maio de 2011 ALERTA GERENCIAL

Edição nº 130 12 de maio de 2011 ALERTA GERENCIAL Edição nº 130 12 de maio de 2011 ALERTA GERENCIAL Alterações na Substituição Tributária ICMS - Inclusão no Regime de ST do Segmento de máquinas e aparelhos mecânicos, elétricos, eletromecânicos e automáticos

Leia mais

1 Introdução. Elementos de fixação. Elementos de fixação constitui uma unidade. de 13 aulas que faz parte do módulo Elementos de Máquinas.

1 Introdução. Elementos de fixação. Elementos de fixação constitui uma unidade. de 13 aulas que faz parte do módulo Elementos de Máquinas. A U A UL LA Introdução aos elementos de fixação Introdução Elementos de fixação constitui uma unidade de 3 aulas que faz parte do módulo Elementos de Máquinas. Nessa unidade, você vai estudar os principais

Leia mais

3 - MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, ACABAMENTO, BRICOLAGEM OU ADORNO

3 - MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, ACABAMENTO, BRICOLAGEM OU ADORNO 3 - MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, ACABAMENTO, BRICOLAGEM OU ADORNO a) cal para construção civil 2522 b) argamassas, seladoras, massas para revestimento, 3214.90.00, aditivos para argamassas e afins 3816.00.1,

Leia mais

7,0 LÂMPADAS, REATORES E STARTER : CEST NCM DESCRIÇÃO 7, Lâmpadas elétricas. 7, Lâmpadas eletrônicas

7,0 LÂMPADAS, REATORES E STARTER : CEST NCM DESCRIÇÃO 7, Lâmpadas elétricas. 7, Lâmpadas eletrônicas 7,0 LÂMPADAS, REATORES E STARTER : CEST NCM DESCRIÇÃO 7,1 09.001.00 8539 Lâmpadas elétricas 7,2 09.002.00 8540 Lâmpadas eletrônicas 7,3 09.003.00 8504,1 Reatores para lâmpadas ou tubos de descargas 7,4

Leia mais

Os metais aparecem na natureza em estado livre ou compostos. Concentrados em jazidas. Os principais minérios são:

Os metais aparecem na natureza em estado livre ou compostos. Concentrados em jazidas. Os principais minérios são: Materiais Metálicos INTRODUÇÃO Metal (do ponto de vista tecnológico) pode ser definido como elemento químico que existe como cristal ou agregado de cristais, no estado sólido, caracterizado pelas seguintes

Leia mais

Estruturas Metálicas. Módulo II. Coberturas

Estruturas Metálicas. Módulo II. Coberturas Estruturas Metálicas Módulo II Coberturas 1 COBERTURAS Uma das grandes aplicações das estruturas metálicas se dá no campo das coberturas de grande vão, especialmente as de caráter industrial. Também devido

Leia mais

EFICÁCIA ITEM/ SUBI TEM ... 38... Protocolo ICMS 92/13... A partir de 1º/11/13... ITEM NCM/SH DESCRIÇÃO. Interna (%) Interestadual (%)

EFICÁCIA ITEM/ SUBI TEM ... 38... Protocolo ICMS 92/13... A partir de 1º/11/13... ITEM NCM/SH DESCRIÇÃO. Interna (%) Interestadual (%) ITEM/ SUBI TEM ANEXO IV AO DECRETO Nº 18.955, DE 22 DE DEZEMBRO DE 1997 CADERNO I Mercadorias sob Regime de Substituição Tributária Referente às Operações Subsequentes Operações Internas e Interestaduais

Leia mais

Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 12/07/2010.

Matéria elaborada com base na Legislação vigente em: 12/07/2010. MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO, ACABAMENTO, BRICOLAGEM OU ADORNO - Aspectos Teóricos e Práticos Relacionados às Operações com Mercadorias Sujeitas ao Regime da Substituição Tributária em SC Matéria elaborada

Leia mais

Aquecedor Solar de Baixo Custo SEM RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE

Aquecedor Solar de Baixo Custo SEM RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE Aquecedor Solar de Baixo Custo SEM RESERVATÓRIO DE ÁGUA QUENTE Projeto: Eng.º Thomas Ulf Nilsson Revisão 1. 20/01/2015 Aquecedor solar BC de cano grosso de PVC www.thomasnilsson.com.br 1 CONTEÚDO: 1. Base

Leia mais

Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente

Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente Solar Keymark Solar Keymark Sistema de termosifão simples e eficaz Produção de água quente Um sistema solar para água quente que impressiona

Leia mais

TUBULAÇÕES JOSÉ AERTON ROCHA

TUBULAÇÕES JOSÉ AERTON ROCHA TUBULAÇÕES JOSÉ AERTON ROCHA Tubulações Industriais Tubulações industriais são um conjunto de tubos e seus diversos acessórios, que tem por objetivo o transporte de fluidos do seu ponto de armazenamento

Leia mais

1. ESPECIFICAÇÕES PARA AQUISIÇÃO DE CADEIRAS. 1.1 CADEIRA ALTA PARA OPERADOR DE CAIXA(Tipo Tesoureiro)

1. ESPECIFICAÇÕES PARA AQUISIÇÃO DE CADEIRAS. 1.1 CADEIRA ALTA PARA OPERADOR DE CAIXA(Tipo Tesoureiro) 1. ESPECIFICAÇÕES PARA AQUISIÇÃO DE CADEIRAS 1.1 CADEIRA ALTA PARA OPERADOR DE CAIXA(Tipo Tesoureiro) BASE - Estrutura em aço SAE 1010/1020, com 5(cinco) patas de aço, em tira relaminada com 1,9mm espessura

Leia mais

Capítulo 74. Cobre e suas obras

Capítulo 74. Cobre e suas obras Capítulo 74 Cobre e suas obras Nota. 1.- Neste Capítulo, consideram-se: a) Cobre refinado o metal de teor mínimo, em peso, de 99,85 % de cobre; ou o metal de teor mínimo, em peso, de 97,5 % de cobre, desde

Leia mais

Capítulo 59. Tecidos impregnados, revestidos, recobertos ou estratificados; artigos para usos técnicos de matérias têxteis

Capítulo 59. Tecidos impregnados, revestidos, recobertos ou estratificados; artigos para usos técnicos de matérias têxteis Capítulo 59 Tecidos impregnados, revestidos, recobertos ou estratificados; artigos para usos técnicos de matérias têxteis Notas. 1. Ressalvadas as disposições em contrário, a designação tecidos, quando

Leia mais

FIGURA 63 - a) TUBULAÇÕES DE RETORNO DIRETO b) TUBULAÇÕES DE RETORNO INVERSO

FIGURA 63 - a) TUBULAÇÕES DE RETORNO DIRETO b) TUBULAÇÕES DE RETORNO INVERSO 82 7 DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA Os sistemas de distribuição de água podem ser classificados como: - Sem Recirculação: A água flui através do sistema sem reaproveitamento. - Recirculação Aberta: A água é bombeada

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES PRELIMINARES BICICLETA ESCOLAR. Aro 20. Item Descrição Medidas Tolerância. Diâmetro interno - Usinado e Calibrado - mm

ESPECIFICAÇÕES PRELIMINARES BICICLETA ESCOLAR. Aro 20. Item Descrição Medidas Tolerância. Diâmetro interno - Usinado e Calibrado - mm MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDO NACIONAL DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO COORDENAÇÃO GERAL DE ARTICULAÇÃO E CONTRATOS COORDENAÇÃO DE REGISTRO DE PREÇOS ESPECIFICAÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

DER/PR EM-R 01/05 ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS PARA SERVIÇOS RODOVIÁRIOS: RELAÇÃO

DER/PR EM-R 01/05 ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS PARA SERVIÇOS RODOVIÁRIOS: RELAÇÃO ESPECIFICAÇÕES DE MATERIAIS PARA SERVIÇOS RODOVIÁRIOS: RELAÇÃO Departamento de Estradas de Rodagem do Estado do Paraná - DER/PR Avenida Iguaçu 420 CEP 80230 902 Curitiba Paraná Fone (41) 3304 8000 Fax

Leia mais

Normas Atendidas. Tubos de aço carbono, sem costura, trefilados a frio, para permutadores de calor ou condensadores.

Normas Atendidas. Tubos de aço carbono, sem costura, trefilados a frio, para permutadores de calor ou condensadores. 4 Empresa Certificada ISO 9001 Distribuição de Tubos em Aço Carbono Tubos sem Costura Tubos de aço sem costura são utilizados em aplicações como cilindros hidráulicos, componentes de transmissão, oleodutos,

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.03.04 REDE COMPACTA - TRANSFORMADOR. Sumário

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.03.04 REDE COMPACTA - TRANSFORMADOR. Sumário Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estrutura CE2H TR (2º Nível) Poste de Concreto de Seção Circular 7. Estrutura CE2H

Leia mais

COMPROMISSO COM A QUALIDADE

COMPROMISSO COM A QUALIDADE COMPROMISSO COM A QUALIDADE www.bhxsuprimentos.com.br MINERAÇÃO - SIDERURGIA - CELULOSE - PETROLÍFERA - SUCROALCOOLEIRO A BHX Suprimentos Industriais é uma empresa que assume o compromisso de oferecer

Leia mais

Lista de Peças Máquinas de Costura

Lista de Peças Máquinas de Costura Lista de Peças Máquinas de Costura 202 Precisa 99 / LP402B Precisa 02 / 230 Facilita 99 / 4822 / 4830 4830 Elegance 99/ ZP418B Facilita Plus 02 ML405B Carina 02 / ML418B Bella 02 9818 / 983 Fashion 99

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESPÍRITO SANTO Comissão Permanente de Licitação - CPL. TERMO DE ESCLARECIMENTO nº 02 Concorrência 002/2014

MINISTÉRIO PÚBLICO DO ESPÍRITO SANTO Comissão Permanente de Licitação - CPL. TERMO DE ESCLARECIMENTO nº 02 Concorrência 002/2014 TERMO DE ESCLARECIMENTO nº 02 Concorrência 002/2014 Nos termos do item 7.1 das Condições Específicas do Edital da Concorrência Nº 002/2014, a Comissão de Licitação do MP-ES presta as seguintes informações:

Leia mais

Rebites I. Um mecânico tem duas tarefas: consertar

Rebites I. Um mecânico tem duas tarefas: consertar A U A UL LA Rebites I Introdução Um mecânico tem duas tarefas: consertar uma panela cujo cabo caiu e unir duas barras chatas para fechar uma grade. A questão é a seguinte: qual elemento de fixação é o

Leia mais

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS

TORRE ESTAIADA ESPECIFICAÇÃO DOS MATERIAIS CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS ACESSÓRIOS TORRE ESTAIADA A torre estaiada é a solução mais econômica por atingir grandes alturas e com elevada capacidade de carga, porém exige-se disponibilidade de terreno para sua instalação. Possui seção transversal

Leia mais

2015 INFORMATIVO. PROTOCOLO ICMS 32, DE 17 DE JULHO DE 2014 Publicado no DOU de 18.07.14, pelo Despacho 129/14

2015 INFORMATIVO. PROTOCOLO ICMS 32, DE 17 DE JULHO DE 2014 Publicado no DOU de 18.07.14, pelo Despacho 129/14 PROTOCOLO ICMS 32, DE 17 DE JULHO DE 2014 Publicado no DOU de 18.07.14, pelo Despacho 129/14 Dispõe sobre a substituição tributária nas operações com materiais de construção, acabamento, bricolagem ou

Leia mais

ISF 214: PROJETO DE SUPERESTRUTURA DA VIA PERMANENTE ACESSÓRIOS

ISF 214: PROJETO DE SUPERESTRUTURA DA VIA PERMANENTE ACESSÓRIOS 1. OBJETIVO ISF 214: PROJETO DE SUPERESTRUTURA DA VIA PERMANENTE ACESSÓRIOS Definir o tipo e características dos acessórios metálicos a serem utilizados no assentamento e fixação dos trilhos aos dormentes

Leia mais

PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DO MOBILIÁRIO PARA INSPETORIA REGIONAL DE MOSSORÓ

PLANILHA DE FORMAÇÃO DE PREÇOS DO MOBILIÁRIO PARA INSPETORIA REGIONAL DE MOSSORÓ ANEXO VII Item Descrição Pedido mínimo por fornecimento 01 Tampo em formatos retangular, medindo 90 x 60 cm, em chapa de madeira aglomerada de alta densidade revestida em ambas as faces em laminado plástico

Leia mais

ACORDO DE COMPLEMENTAÇÃO ECONÔMICA Nº 14 SUBSCRITO ENTRE A REPÚBLICA ARGENTINA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Quadragésimo Protocolo Adicional

ACORDO DE COMPLEMENTAÇÃO ECONÔMICA Nº 14 SUBSCRITO ENTRE A REPÚBLICA ARGENTINA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Quadragésimo Protocolo Adicional ALADI/AAP.CE/14.40 13 de junho de 2014 ACORDO DE COMPLEMENTAÇÃO ECONÔMICA Nº 14 SUBSCRITO ENTRE A REPÚBLICA ARGENTINA E A REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL Quadragésimo Protocolo Adicional Os Plenipotenciários

Leia mais

Mangueira de Hot melt da série Blue com sistema de suspensão RediFlex II

Mangueira de Hot melt da série Blue com sistema de suspensão RediFlex II Folha de instruções Portuguese Mangueira de Hot melt da série lue com sistema de suspensão RediFlex II Indicações de segurança ATNÇÃO! onfiar a operação ou a manutenção do equipamento apenas a pessoal

Leia mais

Lista de Peças Máquina de Costura Doméstica

Lista de Peças Máquina de Costura Doméstica Lista de Peças Máquina de Costura Doméstica 00 SINGER DO BRASIL TODOS OS DIREITOS RESERVADOS Marca registrada da THE SINGER COMPANY LIMITED Impresso no Brasil P/N -00 JUN/0 A B C D E A B C D E A B C D

Leia mais

ANEXO VII PLANILHA DE PROPOSTA DE PREÇOS

ANEXO VII PLANILHA DE PROPOSTA DE PREÇOS 1 ANEXO VII PLANILHA DE PROPOSTA DE PREÇOS À Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - FAPESP PREGÃO Eletrônico nº. 22/2012 Processo nº. 12/272-M ITEM ÚNICO Contratação de empresa especializada

Leia mais

DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I (SEM0564) AULA 8 DESENHO DE CONJUNTO E ELEMENTOS DE MÁQUINA (UNIÃO E FIXAÇÃO)

DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I (SEM0564) AULA 8 DESENHO DE CONJUNTO E ELEMENTOS DE MÁQUINA (UNIÃO E FIXAÇÃO) DESENHO TÉCNICO MECÂNICO I (SEM0564) AULA 8 DESENHO DE CONJUNTO E ELEMENTOS DE MÁQUINA (UNIÃO E FIXAÇÃO) Notas de Aulas v.2016 DESENHO DE CONJUNTO E DE DETALHE DEFINIÇÕES Conjuntos Mecânicos Peças justapostas

Leia mais

Capítulo 68. Obras de pedra, gesso, cimento, amianto, mica ou de matérias semelhantes

Capítulo 68. Obras de pedra, gesso, cimento, amianto, mica ou de matérias semelhantes Capítulo 68 Obras de pedra, gesso, cimento, amianto, mica ou de matérias semelhantes Notas. 1.- O presente Capítulo não compreende: a) os produtos do Capítulo 25; b) o papel e cartão revestidos, impregnados

Leia mais

Planilha Orçamento - GLOBAL

Planilha Orçamento - GLOBAL 2. SERVIÇOS PRELIMINARES 2. 1. ADMINISTRAÇÃO DA OBRA Planilha Orçamento - GLOBAL 2. 1. 1. DESPESAS COM PESSOAL CONTRAMESTRE 3,00 MS 2.940,96 8.822,88 0,00 0,00 8.822,88 - - 11.028,60 11.028,60 2. 2. MEDICINA

Leia mais

tudo para construção catálogo ferragens

tudo para construção catálogo ferragens tudo para construção catálogo ferragens 2 ferragens 1 Abraçadeira S/ Fim 2 Abraçadeira Perf. Cabeça Solta 3 Abraçadeira Perf. Cabeça Fixa 4 Abraçadeira Hércules 9mm 3/8 (12-22) Ref. 61027294 1/2 (14-22)

Leia mais

Tolerâncias geométricas - Requisitos de máximo e requisitos de mínimo material

Tolerâncias geométricas - Requisitos de máximo e requisitos de mínimo material EDITAL Nº. 07:2012 Período de 01 de julho de 2012 a 31 de julho de 2012 PROPOSTA DE CONFIRMAÇÃO DE NORMA BRASILEIRA A Proposta de Confirmação de Norma da ABNT pode ser visualizada e impressa pelo site

Leia mais

Walsywa. Catálogo Técnico Drywall

Walsywa. Catálogo Técnico Drywall Catálogo Técnico Drywall A empresa: Serviços e Garantias Serviços A Walsywa mantém hoje a disposição dos clientes uma equipe de técnicos para assessorar e orientar a especificação adequada dos produtos

Leia mais

COBRE EXTRA COBRE MISTO

COBRE EXTRA COBRE MISTO #1 cobre COBRE EXTRA Cabos, fios grossos, barras chatas, fio trolley sem liga, limpas e vermelhas. Todo esse material devem ter no mínimo 1,65 mm de espessura e devem ser absolutamente vermelhos. Todos

Leia mais

Parte 2: Instruçes de montagem classe 806

Parte 2: Instruçes de montagem classe 806 Indice Página: Parte : Instruçes de montagem classe 806 1. Equipamento da máquina de costura............................... 3. Montagem da máquina de costura.1 Dispositivos de segurança para transporte.............................

Leia mais

RELAÇÃO DAS PRÓTESES ORTOPÉDICAS

RELAÇÃO DAS PRÓTESES ORTOPÉDICAS RELAÇÃO DAS PRÓTESES ORTOPÉDICAS ITEM 1 - PRÓTESES PI MEMBROS INFERIORES COM AMPUTAÇÃO ABAIXO DO JOELHO 1.1 Prótese modular, tubo em aço, tipo KBM, PTB, PTS, em fibra de carbono revestido com resina ortocril,

Leia mais

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS

CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS CADERNO DE ESPECIFICAÇÕES INSTALAÇÕES HIDRÁULICAS HC1 PISO TÉRREO ALA B - HEMODINÂMICA HOSPITAL DE CLÍNICAS DE MARÍLIA MARÍLIA SP PROJETO: ENGEST ENGENHARIA LTDA Eng. Civil Marcos Stroppa Rua Lupércio

Leia mais

Descrição: Cachimbo Máquina: Ráfia Código Rone: 001-103-003. Descrição: Polia. Máquina: Tear da Ráfia. Código Rone: 015-101-002

Descrição: Cachimbo Máquina: Ráfia Código Rone: 001-103-003. Descrição: Polia. Máquina: Tear da Ráfia. Código Rone: 015-101-002 Descrição: Cachimbo Máquina: Ráfia Código Rone: 001-103-003 Descrição: Polia Máquina: Tear da Ráfia Código Rone: 015-101-002 Descrição: Polia Z=43 Código Rone: 001-010-023 Descrição: Tubo suporte do Cachimbo

Leia mais

A-001. CATÁLOGO TÉCNICO DE PEÇAS AUDACE A001 - Conjunto Caixa de Rodas e Para Pedras ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO

A-001. CATÁLOGO TÉCNICO DE PEÇAS AUDACE A001 - Conjunto Caixa de Rodas e Para Pedras ITEM CÓDIGO DESCRIÇÃO OBSERVAÇÃO Cat ál ogotécni codepeças A001 - Conjunto Caixa de Rodas e Para Pedras 01 209-MIA00101 CHAPA PARA-PEDRAS 02 209-MIA00102 CHAPA PARA-PEDRAS 03 209-MIA00103 CHAPA PARA-PEDRAS 04 209-MIA00104 CHAPA PARA-PEDRAS

Leia mais

aos elementos de transmissão

aos elementos de transmissão A U A UL LA Introdução aos elementos de transmissão Introdução Um motorista viajava numa estrada e não viu a luz vermelha que, de repente, apareceu no painel. Mais alguns metros, o carro parou. O motorista,

Leia mais

KTR ADVANCE EDIÇÃO - 2000 CÓDIGO - 846691

KTR ADVANCE EDIÇÃO - 2000 CÓDIGO - 846691 KTR ADVANCE Versão em Português MÁQUINAS AGRÍCOLAS JACTO S.A. Rua Dr. Luiz Miranda, 1650 17580000 Pompéia SP Brasil Tel.: (0XX14) 4521811 Fax: (0XX14) 4521916 Email: jacto@jacto.com.br Home page: www.jacto.com.br

Leia mais

Lista de Produtos FERRÁLIA 2014 CARPINTARIA METÁLICA E PLÁSTICA, MAQUINARIA, PERFÍS E COMPONENTES DIVERSOS. pág. 1 de 7 mod. 093a.

Lista de Produtos FERRÁLIA 2014 CARPINTARIA METÁLICA E PLÁSTICA, MAQUINARIA, PERFÍS E COMPONENTES DIVERSOS. pág. 1 de 7 mod. 093a. CARPINTARIA METÁLICA E PLÁSTICA, MAQUINARIA, PERFÍS E COMPONENTES 10031 ACESSÓRIOS E COMPONENTES 22568 CARPINTARIA EM PVC 22569 ELEMENTOS DE NIVELAMENTO 13181 ESPUMAS 13727 FRESADORAS COPIADORAS PARA MARCENARIA

Leia mais

ANEXO XXI do Regulamento do ICMS ART. 42 do RICMS PRODUTOS SUJEITOS A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PELAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES

ANEXO XXI do Regulamento do ICMS ART. 42 do RICMS PRODUTOS SUJEITOS A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PELAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES 548 ANEXO XXI do Regulamento do ICMS ART. 42 do RICMS PRODUTOS SUJEITOS A SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA PELAS OPERAÇÕES SUBSEQÜENTES 1. Produtos Farmacêuticos todos da NBM/SH (LISTA NEGATIVA). Art. 49 do RICMS

Leia mais

CM 9000. evolux. Peças e Partes

CM 9000. evolux. Peças e Partes CM 9000 evolux Peças e Partes IITEM ÍNDICE DESCRIÇÃO PÁGINA 1,0 ESTRUTURA E PARTES E EXTERNAS 1.1 GABINETE 2/3 1.2 TAMPA 4/5 1.3 SUPORTE E MONITOR 6/7 1.4 MECANISMO DA PORTA 8/9 2,0 TANQUE DA REFRIGERAÇÃO

Leia mais

GUIA DE VISTORIAS PARA CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS

GUIA DE VISTORIAS PARA CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS GUIA DE VISTORIAS PARA CLASSIFICAÇÃO DE PRODUTOS 2010 NAVEGAÇÃO EM MAR ABERTO E INTERIOR RBNA - Registro Brasileiro de Navios e Aeronaves Matriz: Av. Rio Branco, n 0 124-17 0 andar - Centro - Rio de Janeiro.

Leia mais

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO PROCESSOS DE CONFORMAÇÃO MECÂNICA

PROCESSOS DE FABRICAÇÃO PROCESSOS DE CONFORMAÇÃO MECÂNICA PROCESSOS DE FABRICAÇÃO PROCESSOS DE CONFORMAÇÃO MECÂNICA 19/08/2008 1 CONFORMAÇÃO MECÂNICA Em um ambiente industrial, a conformação mecânica é qualquer operação durante a qual se aplicam esforços mecânicos

Leia mais

Catálogo. Varão para Betão. mm (1) 6 8 10 12 16 20 25 32 40

Catálogo. Varão para Betão. mm (1) 6 8 10 12 16 20 25 32 40 Varão para Betão Varão para betão A400 Varão para betão A500 (1)Diâmetro (1)Diâmetro mm (1) 6 8 10 12 16 20 25 32 40 mm (1) 6 8 10 12 16 20 25 32 40 Kg/m 0.222 0.395 0.617 0.888 1.578 2.466 3.853 6.313

Leia mais

RESÍDUOS DE EQUIPAMENTO ELÉCTRICO E ELECTRÓNICO - REEE

RESÍDUOS DE EQUIPAMENTO ELÉCTRICO E ELECTRÓNICO - REEE RESÍDUOS DE EQUIPAMENTO ELÉCTRICO E ELECTRÓNICO - REEE Centro de Recepção de REEE do Concelho da Figueira da Foz: Ecocentro do Aterro Sanitário da Figueira da Foz (EN109) Horário: De 2ª feira a 6ª feira

Leia mais

Mabem Comércio em Geral Ltda. CNPJ: 04.138.024/0001-62 Insc. Estadual: 082.931.90-9 Rua Tabajara, nº99, Vila Velha ES, CEP: 29114-090

Mabem Comércio em Geral Ltda. CNPJ: 04.138.024/0001-62 Insc. Estadual: 082.931.90-9 Rua Tabajara, nº99, Vila Velha ES, CEP: 29114-090 1 Contato Financeiro: financeiro@mabem.com.br Contato Comercial: Contato@mabem.com.br Telefone: +55 (27) 3246-0888 Endereço: Rua Tabajara, nº99, São Torquato, Vila Velha ES CEP: 29114-090 Observações:

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá

Universidade Estadual de Maringá Universidade Estadual de Maringá Pró-reitoria de Recursos Humanos e Assuntos Comunitários CONCURSO PÚBLICO EDITAL N o 057/2013-PRH INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA E PREENCHIMENTO DA FOLHA DE RESPOSTAS

Leia mais

DEPARTAMENTO DE PATRIMÔNIO IMOBILIÁRIO DPI.E AHE SANTO ANTÔNIO CADERNO DE VALORES

DEPARTAMENTO DE PATRIMÔNIO IMOBILIÁRIO DPI.E AHE SANTO ANTÔNIO CADERNO DE VALORES UNITÁRIOS PARA CONSTRUÇÕES GRUPO 02 - CANTEIRO DE OBRA E MATERIAIS BÁSICOS 02520822 Abertura manual de poço de água e outros, Ø 1,20 m, prof. acima de 2 m m 172,73 02520821 Abertura manual de poço de água

Leia mais

Apresentação. elétricas. Ferramentas manuais. com fio. Produtos para o processamento de chapa metálica

Apresentação. elétricas. Ferramentas manuais. com fio. Produtos para o processamento de chapa metálica Apresentação Ferramentas manuais elétricas com fio Produtos para o processamento de chapa metálica Maquinas Ferramenta / Ferramentas Elétricas Tecnologia Laser / Eletrónica Tecnologia Médica Ferramentas

Leia mais

03037900 Outros 03037900 "Jurel" e "tojo" C3.g 03037900 Exceto "jurel" e "tojo" B3

03037900 Outros 03037900 Jurel e tojo C3.g 03037900 Exceto jurel e tojo B3 ACORDO MERCOSUL - PERU ANEXO II-B - PROGRAMA DE LIBERALIZAÇÃO COMERCIAL Apêndice VII Desgravação da República do Paraguai à República do Peru com dois ou mais cronogramas aplicáveis a cada item NALADI/SH

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 9ª REGIÃO PARANÁ Secretaria de Engenharia e Arquitetura

PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 9ª REGIÃO PARANÁ Secretaria de Engenharia e Arquitetura PODER JUDICIÁRIO Justiça do Trabalho TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 9ª REGIÃO PARANÁ Secretaria de Engenharia e Arquitetura RELATÓRIO DE MEDIÇÃO PO 57/2014 INTERVENÇÃO NO FÓRUM TRABALHISTA DE GUARAPUAVA

Leia mais

CONDIÇÕES TÉCNICAS ESPECIAIS

CONDIÇÕES TÉCNICAS ESPECIAIS CONDIÇÕES TÉCNICAS ESPECIAIS Coberturas Inclinadas de Telhado 1 de 10 1.Objectivos 1.1 A presente especificação estabelece as condições técnicas a satisfazer em coberturas inclinadas de telhado LightCob

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PONTE MISTA DE 18,00M DE COMPRIMENTO E 4,20M DE LARGURA

MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PONTE MISTA DE 18,00M DE COMPRIMENTO E 4,20M DE LARGURA MEMORIAL DESCRITIVO OBRA: PONTE MISTA DE 18,00M DE COMPRIMENTO E 4,20M DE LARGURA LOCAL: PONTE DOS CÓRREGOS. OBJETIVO: O Objetivo principal deste Memorial é demonstrar e descrever todas e quaisquer informações

Leia mais

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS 1 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 CANTEIRO DE OBRAS 1.1.1 Construção provisória em madeira -

Leia mais

UNID. 6o PAV 1 EQUIPAMENTOS R$ 498.452,21

UNID. 6o PAV 1 EQUIPAMENTOS R$ 498.452,21 TJMG DIRETORIA EXECUTIVA DE ENGENHARIA E GESTÃO PREDIAL GERÊNCIA DE PROJETOS PLANILHA DE CUSTOS APURADOS PELO TJMG REFERENTES AOS PROJETOS DAS INSTALAÇÕES COMPLEMENTARES SISTEMA CENTRAL DE AR CONDICIONADO

Leia mais

VENTILADOR INDUSTRIAL

VENTILADOR INDUSTRIAL VENTILADOR INDUSTRIAL UM A M ARC A DO GRUPO ESPIRODUTOS DESCRIÇÃO E NOMENCLATURA VENTILADORES INDUSTRIAIS Diâmetro Fabricação Aspiração Rotor Empresa Ex: E L D I 560 Diâmetro da seleção Tipo de Fabricação

Leia mais

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA

PLANILHA ORÇAMENTÁRIA 1 1.1 ITEM DISCRIMINAÇÃO UNID QUANT P.UNIT.S/ BDI P.UNIT.C/ BDI ITEM S/ BDI ITEM C/BDI 1.1.1 Limpeza do terreno m2 24,99 1,84 2,37 45,98 59,23 1.1.2 Locação da obra m2 24,99 4,56 5,87 113,95 146,69 1.2

Leia mais

PROJETO BÁSICO DE CONSTRUÇÃO DE ESCRITÓRIO EM ARIQUEMES/RO.

PROJETO BÁSICO DE CONSTRUÇÃO DE ESCRITÓRIO EM ARIQUEMES/RO. UNID. QUANT. UNITÁRIO TOTAL CÓD. DEOSP 1. SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 1.2 Aquisição e assentamento de placas de obras pronta de 3,00 x 2,00 m, conforme modelo. Barracão de obra em chapa de madeira compensada

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS

MANUAL DE INSTRUÇÕES CONJUNTO DIESEL PARA SOLDA ELÉTRICA MODELO O - MOTOR PERKINS Consulte as Assistências Técnicas Autorizadas acesse: www.bambozzi.com.br/assistec.xls ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 MANUAL DE INSTRUÇÕES BAMBOZZI PRODUTOS ESPECIAIS LTDA. Av. XV de Novembro,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE SUPERINTENDÊNCIA DE ARQUITETURA ENGENHARIA PROCURADORIA GERAL UFF

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE SUPERINTENDÊNCIA DE ARQUITETURA ENGENHARIA PROCURADORIA GERAL UFF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE SUPERINTENDÊNCIA DE ARQUITETURA ENGENHARIA PROCURADORIA GERAL UFF MÊS DE REFERÊNCIA JULHO/ 2015 BDI 20% Item Discriminação Unid. Quant. 1 SERVIÇOS

Leia mais

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES

Sumário ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO OTD 035.02.04 REDE CONVENCIONAL TRANSFORMADORES Sumário 1. Objetivo 2. Âmbito de Aplicação 3. Documentos de Referência 4. Requisitos Ambientais 5. Condições Gerais 6. Estruturas Trifásicas com Transformadores 6.1. Estrutura M1 com Transformador 6.2.

Leia mais

Insumo/Aux. Descrição Unidade Coeficiente Preço Unitário Preço Total

Insumo/Aux. Descrição Unidade Coeficiente Preço Unitário Preço Total COMPOSIÇÃO ANALÍTICA DE PREÇO UNITÁRIO Cliente: Edificações Obra: CENTRO DE TREINAMENTO OFICIAL DO PARI Local: VÁRZEA GRANDE - MT 1 Estaca raiz diâmetro de 200mm M 1 0102015 Ferreiro (sgsp) H 0,847272

Leia mais

FORMULÁRIO-PROPOSTA. Nome da empresa (razão social):... Endereço:... Cidade:... UF:... CEP:... CNPJ/MF n.:... Telefone/fax:... Nome:...

FORMULÁRIO-PROPOSTA. Nome da empresa (razão social):... Endereço:... Cidade:... UF:... CEP:... CNPJ/MF n.:... Telefone/fax:... Nome:... FORMULÁRIO-PROPOSTA Nome da empresa (razão social):... Endereço:... Cidade:... UF:... CEP:... CNPJ/MF n.:... Telefone/fax:... Responsável pela assinatura do contrato: Nome:... Cargo/função:...Telefone/fax:...

Leia mais

Instruções gerais de montagem do sistema de ancoragem BS PFEIFER

Instruções gerais de montagem do sistema de ancoragem BS PFEIFER Instruções gerais de montagem do sistema de ancoragem BS PFEIFER 1. Descrição e aptidão da aplicação O sistema de ancoragem BS PFEIFER é composto pela própria âncora BS, os acessórios de fôrma e o respectivo

Leia mais

Manual Técnico de Coberturas Metálicas

Manual Técnico de Coberturas Metálicas Manual Técnico de Coberturas Metálicas Coberturas Metálicas Nas últimas décadas, as telhas produzidas a partir de bobinas de aço zincado, revolucionaram de maneira fundamental, a construção civil no Brasil,

Leia mais

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS

ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS ANEXO III PLANILHA DE COMPOSIÇÃO DE PREÇOS TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO - FÓRUM DA COMARCA DE SANTOS 1 SERVIÇOS PRELIMINARES 1.1 CANTEIRO DE OBRAS 1.1.1 Construção provisória em madeira -

Leia mais