Figura 01 Visão Geral da Placa

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Figura 01 Visão Geral da Placa"

Transcrição

1 1. Hardware O kit de FPGA é formado por periféricos que possibilitam sua interação com sinais de áudio, display gráfico e alfanumérico, comunicação serial e USB, codec de áudio, chaves para simulação e reset, leds para uso geral bem como barramento de acesso a quarenta pinos de entrada e saída do componente. 1.1 A Plataforma FPGA FPGA (Field Programmable Gate Array) são circuitos programáveis compostos por um conjunto de células lógicas ou blocos lógicos alocados em forma de uma matriz. Em geral, a funcionalidade destes blocos, assim como o seu roteamento, é configurável por software. O chip empregado no kit é o EP2C8Q208C8 fabricado pela Altera, sistema da família Cyclone II, com 8256 elementos lógicos, dois PLLs (Phase-Locked Loop), 36 blocos de 4Kbit de memória e com 18 elementos lógicos de multiplicação embarcados. Figura 01 Visão Geral da Placa Abaixo serão mostrados os componentes presentes na placa, contendo uma breve descrição dos mesmos, modelo esquemático e tabela de referência contendo as ligações equivalentes dos pinos de cada componente no FPGA. Obs.: Alguns pinos no arquivo XF101_pin_assignments podem possuir nomes ou numerações diferentes dos mostrados aqui, causados, em sua maioria, por inconsistências na nomenclatura de componentes que podem ser declarados como vetores.

2 1.2 Switches Foram implementadas no Kit de FPGA um conjunto de Switches, totalizando 16, para simular acionamentos diversos. Os Switches forçam os níveis lógicos alto e baixo diretamente no pino onde estão conectadas, garantindo níveis estáveis para uma simulação eficaz durante o desenvolvimento e estudos realizados com o kit. Figura 02 Esquemático dos circuitos dos Switches CH1 PIN_68 Switch SW[0] CH2 PIN_69 Switch SW[1] CH3 PIN_70 Switch SW[2] CH4 PIN_72 Switch SW[3] CH5 PIN_74 Switch SW[4] CH6 PIN_75 Switch SW[5] CH7 PIN_76 Switch SW[6] CH8 PIN_77 Switch SW[7] CH9 PIN_80 Switch SW[8] CH10 PIN_81 Switch SW[9] CH11 PIN_82 Switch SW[10] CH12 PIN_84 Switch SW[11] CH13 PIN_86 Switch SW[12] CH14 PIN_87 Switch SW[13] CH15 PIN_88 Switch SW[14] CH16 PIN_89 Switch SW[15]

3 1.3 Chaves Para a simulação de experiências que exijam teclas ou ações provenientes de transientes de nível, fora especificado um módulo de chaves que estão diretamente ligadas ao FPGA já com os devidos filtros anti-bouncing em cada dispositivo. Figura 03 Esquemático dos circuitos das Chaves P0 PIN_90 Chave CH1 P1 PIN_92 Chave CH2 P2 PIN_94 Chave CH3 P3 PIN_95 Chave CH4 P4 PIN_96 Chave CH5 P5 PIN_97 Chave CH6 P6 PIN_99 Chave CH7 P7 PIN_101 Chave CH8

4 1.4 Displays de Sete Segmentos Para este kit foram previstas operações lógicas básicas, dentre elas operações com Displays de Sete Segmentos. O módulo de display foi implementado para operar em modo multiplexado, nesse modo cada display é acessado pelo mesmo barramento, sendo necessário o acionamento do display no qual se deseja controlar. Para que se obtenha o acionamento de todos os displays, se faz necessária à escrita constante em cada um deles a uma taxa de atualização de 100 Hz, nessa freqüência a multiplexação se torna transparente ao usuário. Cada segmento dos displays é aceso com nível lógico 0. Figura 04 Esquemático do circuito do Display de Sete Segmentos Figura 05 Posição dos Segmentos do Display D0 PIN_102 Segmento a D1 PIN_103 Segmento b D2 PIN_104 Segmento c D3 PIN_105 Segmento d D4 PIN_106 Segmento e D5 PIN_107 Segmento f D6 PIN_110 Segmento g D7 PIN_112 Ponto DISPLAY_1 PIN_113 Ativa o Display DP1 DISPLAY_2 PIN_114 Ativa o Display DP2 DISPLAY_3 PIN_115 Ativa o Display DP3 DISPLAY_4 PIN_116 Ativa o Display DP4

5 1.5 LEDs Estão disponíveis dezesseis LEDs diretamente ligados aos pinos do FPGA para que possa servir de interface para usuário durante o desenvolvimento de projetos diversos, esses LEDs são acionados com nível lógico alto. Figura 06 Esquemático do circuito dos LEDs LD1 PIN_127 LED LD1 LD2 PIN_128 LED LD5 LD3 PIN_133 LED LD7 LD4 PIN_134 LED LD9 LD5 PIN_135 LED LD11 LD6 PIN_137 LED LD13 LD7 PIN_138 LED LD15 LD8 PIN_139 LED LD3 LD9 PIN_141 LED LD2 LD10 PIN_142 LED LD4 LD11 PIN_143 LED LD6 LD12 PIN_144 LED LD8 LD13 PIN_145 LED LD10 LD14 PIN_146 LED LD12 LD15 PIN_147 LED LD14 LD16 PIN_149 LED LD16

6 1.6 Displays LCD O Kit possui os conectores para controle e operação com displays alfanuméricos e gráficos, estabelecendo uma interface visual com o usuário. Para se ajustar o contraste do display, basta utilizar o trimpot contraste, que está identificado no kit, do lado direito. Este contraste é compartilhado tanto pelo display alfanumérico quando o gráfico por isso altera-se o nível de contraste de ambos os displays de cristal líquido. Figura 07 Esquemático dos Conectores para Displays LCD RD0 PIN_164 Palavra para o LCD [0] RD1 PIN_163 Palavra para o LCD [1] RD2 PIN_162 Palavra para o LCD [2] RD3 PIN_161 Palavra para o LCD [3] RD4 PIN_160 Palavra para o LCD [4] RD5 PIN_152 Palavra para o LCD [5] RD6 PIN_151 Palavra para o LCD [6] RD7 PIN_150 Palavra para o LCD [7] EN PIN_165 Habilita o LCD RS PIN_168 Seleciona Dado ou Comando, 0 = Comando, 1 = Dado RW PIN_169 Seleciona Leitura ou Escrita, 0 = Escrita, 1 = Leitura CS1 PIN_118 - CS2 PIN_117 - VOUT - Não possui ligação no FPGA RESET - Chave RESET presente na placa

7 1.7 Comunicação Serial RS-232 O kit possui um adaptador para comunicação serial padrão RS232, efetuando a comunicação direta do kit com qualquer dispositivo serial utilizando o mesmo padrão, incluindo computadores, usando o circuito MAX3232. A comunicação serial pode ser configurada para operar nas taxas de comunicação padrão para este tipo de dispositivo. Figura 08 Esquemático do circuito MAX3232 RTS PIN_207 - CTS PIN_208 - RX PIN_206 - TX PIN_ Memória Flash A memória flash para expansão de memória de dados do FPGA tem o intuito de possibilitar gravações e leituras de dados com velocidade elevada, sendo utilizada para expansão da memória interna do FPGA e também possibilitando a gravação dos dados já processados. O dispositivo especificado foi o AT45DB081D, fabricado pela ATMEL, com capacidade de 8Mb, taxa de comunicação SPI de até 66MHz e modo programação de página inteligente. Figura 09 Esquemático do Circuito da Memória Flash

8 CS_FLASH PIN_203 - SCK_FLASH PIN_200 - DATAIN_FLASH PIN_199 Entrada de dados da memória flash DATAOUT_FLASH PIN_198 Saída de dados da memória flash RESET - Chave RESET presente na placa 1.9 Portas de Expansão O kit possui 50 pinos de expansão divididos em: 41 pinos de Entrada/Saída de uso geral, 6 pinos para sinais de Clock externos, 1 pino que fornece 3.3V e 2 pinos de aterramento. Figura 10 Esquemático do circuito das Portas de Expansão

9 IO0 PIN_170 Pino de Expansão IO0 IO1 PIN_171 Pino de Expansão IO1 IO2 PIN_173 Pino de Expansão IO2 IO3 PIN_175 Pino de Expansão IO3 IO4 PIN_176 Pino de Expansão IO4 IO5 PIN_179 Pino de Expansão IO5 IO6 PIN_180 Pino de Expansão IO6 IO7 PIN_181 Pino de Expansão IO7 IO8 PIN_182 Pino de Expansão IO8 IO9 PIN_185 Pino de Expansão IO9 IO10 PIN_187 Pino de Expansão IO10 IO11 PIN_188 Pino de Expansão IO11 IO12 PIN_189 Pino de Expansão IO12 IO13 PIN_191 Pino de Expansão IO13 IO14 PIN_193 Pino de Expansão IO14 IO15 PIN_3 Pino de Expansão IO15 IO16 PIN_4 Pino de Expansão IO16 IO17 PIN_5 Pino de Expansão IO17 IO18 PIN_6 Pino de Expansão IO18 IO19 PIN_8 Pino de Expansão IO19 IO20 PIN_10 Pino de Expansão IO20 IO21 PIN_11 Pino de Expansão IO21 IO22 PIN_12 Pino de Expansão IO22 IO23 PIN_13 Pino de Expansão IO23 IO24 PIN_14 Pino de Expansão IO24 IO25 PIN_15 Pino de Expansão IO25 IO26 PIN_30 Pino de Expansão IO26 IO27 PIN_31 Pino de Expansão IO27 IO28 PIN_33 Pino de Expansão IO28 IO29 PIN_34 Pino de Expansão IO29 IO30 PIN_35 Pino de Expansão IO30 IO31 PIN_37 Pino de Expansão IO31 IO32 PIN_39 Pino de Expansão IO32 IO33 PIN_40 Pino de Expansão IO33 IO34 PIN_41 Pino de Expansão IO34 IO35 PIN_43 Pino de Expansão IO35 IO36 PIN_44 Pino de Expansão IO36 IO37 PIN_45 Pino de Expansão IO37 IO38 PIN_46 Pino de Expansão IO38 IO39 PIN_47 Pino de Expansão IO39 IO40 PIN_48 Pino de Expansão IO40 CLK2 PIN_27 Pino para sinal de clock externo CLK2 CLK3 PIN_28 Pino para sinal de clock externo CLK3 CLK4 PIN_132 Pino para sinal de clock externo CLK4 CLK5 PIN_131 Pino para sinal de clock externo CLK5 CLK6 PIN_130 Pino para sinal de clock externo CLK6 CLK7 PIN_129 Pino para sinal de clock externo CLK7

10 1.10 Oscilador O kit possui um oscilador que produz um sinal de clock com frequência de 24 MHz já integrado a placa. OSCILADOR PIN_23 Sinal de clock de 24MHz 1.11 Reset A chave RESET presente na placa já está ligada ao módulo de Memória Flash e ao conector de Display Gráfico exercendo a função de suas respectivas entradas de RESET, mas ela também está disponível para ser usada em qualquer sistema implementado no FPGA. RESET PIN_201 Chave RESET

(21) 4063-9798 (11) 4063-1877 (21) 8831-6621 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br

(21) 4063-9798 (11) 4063-1877 (21) 8831-6621 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 (21) 8831-6621 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br Manual do Usuário Placa CLPIC Índice 1. Introdução... 03 2. Chapeado da Placa... 04 3. Conector

Leia mais

QSPIC40 Manual do usuário Ver 1.0

QSPIC40 Manual do usuário Ver 1.0 QSPIC40 Manual do usuário Ver 1.0 Introdução: É um excelente kit de microcontrolador da família PIC18F e PIC16F da Microchip. O kit QSPIC40 é um kit de desenvolvimento e aprendizagem utilizando microcontroladores

Leia mais

Suporta os microcontroladores: R. Leonardo da Vinci, 883 - Campinas/SP CEP 13.077-009 F.: (19) 4141.3351 / 3304.1605

Suporta os microcontroladores: R. Leonardo da Vinci, 883 - Campinas/SP CEP 13.077-009 F.: (19) 4141.3351 / 3304.1605 Suporta os microcontroladores: PIC16F877A, PIC18F452, PIC18F4520, PIC18F4550, PIC 18F876A, PIC18F252, PIC18F2550 e outros com 28 e 40 pinos O Kit de desenvolvimento ACEPIC PRO V2.0 foi projetado tendo

Leia mais

Desenvolvendo Projetos em BASIC para o Microcontrolador AT89S8252. Com base no BASCOM - Teoria e Prática. Autor: Vitor Amadeu Souza

Desenvolvendo Projetos em BASIC para o Microcontrolador AT89S8252. Com base no BASCOM - Teoria e Prática. Autor: Vitor Amadeu Souza Desenvolvendo Projetos em BASIC para o Microcontrolador AT89S8252 Com base no BASCOM - Teoria e Prática Autor: Vitor Amadeu Souza Dedicatória Dedico este livro a minha querida noiva Renata Leal. Que preciosos

Leia mais

C Joice Barbosa Magalhães Revisão da placa e dados do 19/04/2010 manual D Cássio Almeida da Gama Adequação à nova codificação 05/01/2012

C Joice Barbosa Magalhães Revisão da placa e dados do 19/04/2010 manual D Cássio Almeida da Gama Adequação à nova codificação 05/01/2012 .. Kit de desenvolvimento XM111 Revisão Principais Autores Descrição da Versão Término A José Domingos Adriano Versão inicial 08/02/2006 Amin Yossef Helou B Marcelo M. Maia do Couto Atualização dos descritivos;

Leia mais

Curso Superior de Sistemas de Telecomunicações Unidade São José. Disciplina: Síntese de Sistemas de Telecomunicações 7º Fase

Curso Superior de Sistemas de Telecomunicações Unidade São José. Disciplina: Síntese de Sistemas de Telecomunicações 7º Fase Curso Superior de Sistemas de Telecomunicações Unidade São José Disciplina: Síntese de Sistemas de Telecomunicações 7º Fase Bases tecnológicas Dispositivos Lógicos Programáveis. Introdução à Tecnologia

Leia mais

Módulo de Desenvolvimento PIC16F877A

Módulo de Desenvolvimento PIC16F877A Objetivos: Módulo de Desenvolvimento PIC16F877A Realizar programação e projetos com microcontroladores e seus periféricos, integrando sistemas analógicos e digitais com a utilização de compilador (Mikro

Leia mais

Kit de desenvolvimento ACEPIC 40N

Kit de desenvolvimento ACEPIC 40N Kit de desenvolvimento ACEPIC 40N O Kit de desenvolvimento ACEPIC 40N foi desenvolvido tendo em vista a integração de vários periféricos numa só placa, além de permitir a inserção de módulos externos para

Leia mais

Catálogo de placas ARM9

Catálogo de placas ARM9 Catálogo de placas ARM9 CONTEÚDO ARM9-35... 2 ARM9-70... 4 ARM9-VGA... 6 ARM9-MICRO70... 8 WIFI BOARD... 9 WEBCAM BOARD... 9 Maiores informações:... 10 ARM9-35 Código do produto:m0194 Kit ARM9 com LCD

Leia mais

Cap9) Circuitos Lógicos MSI

Cap9) Circuitos Lógicos MSI Cap9) Circuitos Lógicos MSI As informações e os dados são codificados em binário e são continuamente submetidos a diversas operações. Inúmeros CI s que realizam estas operações estão presentes na categoria

Leia mais

Dispositivos Lógicos Programáveis

Dispositivos Lógicos Programáveis PARTE 1 - TEORIA Dispositivos Lógicos Programáveis Os dispositivos lógicos programáveis (PLD Programmable Logic Device) são circuitos integrados programáveis, que possuem um grande número de portas lógicas,

Leia mais

Sistemas Digitais. Módulo 15 Prof. Celso PLD - DISPOSITIVOS LÓGICOS PROGRAMÁVEIS

Sistemas Digitais. Módulo 15 Prof. Celso PLD - DISPOSITIVOS LÓGICOS PROGRAMÁVEIS 1 PLD - DISPOSITIVOS LÓGICOS PROGRAMÁVEIS Os projetos com circuitos digitais mais complexos podem se tornar inviáveis devido a vários problemas, tais como: - Elevado número de C.I. (circuitos integrados)

Leia mais

Manual de Instalação da Plataforma Scorpion. 1. Como conectar a Plataforma Scorpion com a Xilinx Starter-3E kit

Manual de Instalação da Plataforma Scorpion. 1. Como conectar a Plataforma Scorpion com a Xilinx Starter-3E kit Manual de Instalação da Plataforma Scorpion 1. Como conectar a Plataforma Scorpion com a Xilinx Starter-3E kit Para começar a ler este manual, é bom que você conheça os componentes desta conexão. Plataforma

Leia mais

www.cerne-tec.com.br

www.cerne-tec.com.br 1 Cerne Tecnologia e Treinamento Apostila de Programação para a Família HC908 Com base no microcontrolador MC68HC908QY4 (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com

Leia mais

Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais

Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais Universidade Federal de São Carlos Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais Prof. Dr. Emerson Carlos Pedrino 9ª Pratica: Computador de 16 bits Data:17/07/2014 Nome: Adrián Agüero Faraldo RA: 612227

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento. E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com Skipe: cerne-tec. www.cerne-tec.com.br

Cerne Tecnologia e Treinamento. E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com Skipe: cerne-tec. www.cerne-tec.com.br Cerne Tecnologia e Treinamento Tutorial para Testes na Placa PIC MASTER PLUS (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com Skipe: cerne-tec www.cerne-tec.com.br

Leia mais

SUMÁRIO. Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento. Aplicação Discussão Conclusão Perguntas. Hardware Software

SUMÁRIO. Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento. Aplicação Discussão Conclusão Perguntas. Hardware Software SUMÁRIO Motivação Contextualização Objetivo Desenvolvimento Etapas de preparação Hardware Software Aplicação Discussão Conclusão Perguntas MOTIVAÇÃO Interesse em novas tecnologias Interesse no desenvolvimento

Leia mais

Kit de desenvolvimento de PIC16F ou PIC18F QSPIC28 Manual do usuário Versão 1.1 (2010)

Kit de desenvolvimento de PIC16F ou PIC18F QSPIC28 Manual do usuário Versão 1.1 (2010) Kit de desenvolvimento de PIC16F ou PIC18F QSPIC28 Manual do usuário Versão 1.1 (2010) QSP Tecnologia www.qsptec.com Av. Nova Cantareira 4798 Sala 01/02 Tel: 0xx11 2924-3323 Email: vendas@qsptec.com Copyright

Leia mais

1- Scilab e a placa Lab_Uino. 2- Instalação do ToolBox

1- Scilab e a placa Lab_Uino. 2- Instalação do ToolBox 1- Scilab e a placa Lab_Uino A placa Lab_Uino, é uma plataforma aberta para aprendizagem de sistemas microprocessados. Com a utilização de um firmware especifico a placa Lab_Uino é reconhecido pelo sistema

Leia mais

Manual da Comunicação Profibus DP

Manual da Comunicação Profibus DP Manual da Comunicação Profibus DP Relé Inteligente Série: SRW 01 Versão de Software: V1.3X Idioma: Português Documento: 10000089150 / 00 04/2008 Sumário SOBRE O MANUAL...5 1 A REDE PROFIBUS DP...6 1.1

Leia mais

Guia do Usuário Starterkit NXP

Guia do Usuário Starterkit NXP Guia do Usuário Starterkit NXP Starterkit NXP 02/03/2011 Sumário Apresentação... 4 1. Microcontroladores suportados... 6 2. Hardware... 9 2.1. Microcontrolador LPC2104... 9 2.2. Botões... 9 2.3. LED s...

Leia mais

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DEDICADOS AO CONTROLE E AQUISIÇÃO DE DADOS

DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DEDICADOS AO CONTROLE E AQUISIÇÃO DE DADOS DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS DEDICADOS AO CONTROLE E AQUISIÇÃO DE DADOS Igor Ferreira do PRADO (1); Vinicius Dutra ANDRADE (2); Jorge Ricardo de Araújo KASCHNY (3) (1) Instituto Federal de Educação, Ciência

Leia mais

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B

Hamtronix CONTROLE REMOTO DTMF. CRD200 - Manual de Instalação e Operação. Software V 2.0 Hardware Revisão B Hamtronix CRD200 - Manual de Instalação e Operação Software V 2.0 Hardware Revisão B INTRODUÇÃO Índice...01 Suporte On-line...01 Termo de Garantia...01 Em Caso de Problemas (RESET)...01 Descrição do Produto...02

Leia mais

GUINDASTE CONTROLADO POR PC ATRAVÉS DE INTERFACE SERIAL RS- 232

GUINDASTE CONTROLADO POR PC ATRAVÉS DE INTERFACE SERIAL RS- 232 GUINDASTE CONTROLADO POR PC ATRAVÉS DE INTERFACE SERIAL RS- 232 Carlos Renato Borges dos Santos Instituto Federal de Minas Gerais - IFMG Departamento de Engenharia Elétrica Campus Formiga MG carlos.renato@ifmg.edu.br

Leia mais

Manual (versão 1.4) Kit 8051 Study

Manual (versão 1.4) Kit 8051 Study Manual (versão 1.4) Kit 8051 Study Microgenios Soluções Eletrônicas Ltda. ME - ano 2010 Todos os direitos reservados Proibida cópia integral ou parcial do material aqui contido www.microgenios.com.br Sumário

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento

Cerne Tecnologia e Treinamento Tecnologia e Treinamento Tutorial para Testes no conversor RS232 Ethernet (21)4063-9798 (11)4063-1877 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br Kits Didáticos e Gravadores da

Leia mais

* Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada).

* Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada). PROGRAMADOR HORÁRIO MANUAL DE INSTRUÇÕES MTZ622R - 90~240VCA - P504 VERSÃO.0 ABRIL/202 * Acesso à programação protegido por senha; * Alimentação: 90 a 240Vca (Fonte chaveada). 3.2 DIMENSÕES PLACA IHM:

Leia mais

Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais

Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais Universidade Federal de São Carlos Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais Prof. Dr. Emerson Carlos Pedrino 3ª Prática: Rotação de uma palavra nos Displays de 7 segmentos Data: 10/04/2014 Nome: Adrián

Leia mais

elpc-main 2122 Manual do Usuário ARM Evaluation Board for elpc SOM

elpc-main 2122 Manual do Usuário ARM Evaluation Board for elpc SOM elpc-main 2122 ARM Evaluation Board for elpc SOM Manual do Usuário Junho/2007 Índice 1. Apresentação 1 2. Características Técnicas 2 3. Principais Componentes 3 4. Instalação 5 4.1 Localização...5 4.2

Leia mais

Ao longo do presente capítulo será apresentada uma descrição introdutória da tecnologia FPGA e dos módulos básicos que a constitui.

Ao longo do presente capítulo será apresentada uma descrição introdutória da tecnologia FPGA e dos módulos básicos que a constitui. 3 Tecnologia FPGA Ao longo do presente capítulo será apresentada uma descrição introdutória da tecnologia FPGA e dos módulos básicos que a constitui. 3.1. FPGA: Histórico, linguagens e blocos Muitos dos

Leia mais

Multiplexação de Displays

Multiplexação de Displays Multiplexação de Displays D.T. e J.R.B./200 (revisão) E.T.M./2003 (revisão da parte experimental) E.T.M./200 (revisão) E.T.M./2006 (revisão) RESUMO Nesta experiência são apresentados alguns conceitos sobre

Leia mais

Rede PROFIBUS DP com Sistema de Automação EMERSON/DeltaV e Remota Série Ponto

Rede PROFIBUS DP com Sistema de Automação EMERSON/DeltaV e Remota Série Ponto Nota de Aplicação NAP101 Rede PROFIBUS DP com Sistema de Automação EMERSON/DeltaV e Remota Série Ponto Sumário Descrição... 1 1. Introdução... 2 2. Instalação... 3 3. Configuração... 3 3.1 Projeto de Rede

Leia mais

Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações.

Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações. Na primeira aula, conhecemos um pouco sobre o projeto Arduino, sua família de placas, os Shields e diversos exemplos de aplicações. A partir de agora, iremos conhecer o hardware do Arduino e suas caracteristicas

Leia mais

TUTORIAL Arduino Nano

TUTORIAL Arduino Nano Conceito: O é uma plataforma de prototipagem eletrônica de hardware livre e de placa única, projetada com um microcontrolador Atmel AVR com circuitos de entrada/saída embutido que podem ser facilmente

Leia mais

Micro Terminal IDTECH

Micro Terminal IDTECH Micro Terminal IDTECH Versão: 5.0.8 Micro Terminal IDTECH O Micro Terminal IDTech é um equipamento que possui uma estrutura de hardware e software completa para aplicações em automação comercial. Contém

Leia mais

LCD (LiquidCrystal Display) Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com

LCD (LiquidCrystal Display) Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com LCD (LiquidCrystal Display) Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com 1 Sumário Introdução Displays LCD Características dos Displays LCD Sobre o Hardware (LCD) Funções dos pinos do

Leia mais

CE N T R AI S TELEFÔNICAS HDL

CE N T R AI S TELEFÔNICAS HDL Assistência Técnica HDL CE N T R AI S TELEFÔNICAS HDL Diagr ama de Sinais HDL Processamento e Controle Microcontrolador 80C251: Placa CPU HDL 80P / HDL 368P / HDL 4-12 Microcontrolador 80C32: Placa de

Leia mais

Programação em BASIC para o PIC Mostrando Mensagens no Display LCD Vitor Amadeu Souza

Programação em BASIC para o PIC Mostrando Mensagens no Display LCD Vitor Amadeu Souza Programação em BASIC para o PIC Mostrando Mensagens no Display LCD Vitor Amadeu Souza Introdução Nesta terceira série de artigos que aborda a programação na linguagem BASIC para o microcontrolador PIC,

Leia mais

Manual de Operação e Instalação. Microterminal TCP/IP MT740. versão 1.0

Manual de Operação e Instalação. Microterminal TCP/IP MT740. versão 1.0 Manual de Instalação e Operação MT740 1/16 Manual de Operação e Instalação Microterminal TCP/IP MT740 versão 1.0 Manual de Instalação e Operação MT740 2/16 Índice Descrição 3 Reconhecendo o Terminal 5

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com Skipe: cerne-tec

Cerne Tecnologia e Treinamento (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com Skipe: cerne-tec Tecnologia e Treinamento Tutorial para Testes na Placa Cerne Zig Bee (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 E-mail: MSN: cerne-tec@hotmail.com Skipe: cerne-tec Kits Didáticos e Gravadores da Cerne Tecnologia A

Leia mais

FPGA Field Programmable Gate Array

FPGA Field Programmable Gate Array Arquitetura de Computadores FPGA Field Programmable Gate Array Alex Vidigal Bastos Sumário Dispositivos Reconfiguráveis Field Programmable Gate Arrays Funcionamento Desenvolvimento Ferramentas Dispositivos

Leia mais

Medidor Powersave V2 USB

Medidor Powersave V2 USB Medidor Powersave V2 USB O medidor é formado por uma caixa plástica contendo uma placa eletrônica, uma tomada macho, uma tomada fêmea, um conector H, um barramento lateral, um conector USB e leds indicativos.

Leia mais

Manual do Usuário PRELIMINAR

Manual do Usuário PRELIMINAR Manual do Usuário PRELIMINAR Introdução O conversor KR-485/USB é a solução rápida e segura para a interface entre o PC e barramentos de comunicação industrial RS-485 ou RS-422. Ao ligar o KR-485/USB à

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento

Cerne Tecnologia e Treinamento Tecnologia e Treinamento Tutorial para Testes na Placa Cerne Ultrassom (21)4063-9798 (11)4063-1877 Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com www.cerne-tec.com.br Kits Didáticos e Gravadores da Cerne

Leia mais

Laboratório de Processadores Confecção das PCIs

Laboratório de Processadores Confecção das PCIs Laboratório de Processadores Confecção das PCIs Para a confecção das PCIs (Placa de Circuito Impresso) foram compiladas algumas sugestões práticas para o bom desenvolvimento das mesmas. Estas recomendações

Leia mais

Soluções Globais em Sistemas de Pesagem. Indicador de pesagem WT1000-LED. Manual Técnico. Versão A12-03

Soluções Globais em Sistemas de Pesagem. Indicador de pesagem WT1000-LED. Manual Técnico. Versão A12-03 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem WT1000-LED Manual Técnico Versão A12-03 ÍNDICE 1 CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS... 4 2 RECOMENDAÇÕES GERAIS... 4 3 FUNÇÕES DAS TECLAS... 5 4 OPERAÇÃO...

Leia mais

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás

Sistema de Detecção de Vazamento de Gás Manual do Sistema Blockgas SB330 CB530 SB330 SB80 atende normas: NBR16186 de 06/2013 NBR16069 de 04/2010 NR 36 Apresentação do sistema: Composto por 3 módulos de equipamentos eletrônicos e 1 software de

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento

Cerne Tecnologia e Treinamento Tecnologia e Treinamento Tutorial de Instalação da Placa de Catraca Skype: cerne-tec MSN: cerne-tec@hotmail.com (21)4063-9798 (11)4063-1877 www.cerne-tec.com.br Kits Didáticos e Gravadores da Cerne Tecnologia

Leia mais

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES

MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES MANUAL BÁSICO DE INSTRUÇÕES ANTES DE LIGAR O DISPOSITIVO, AJUSTE A CHAVE SELETORA DE TENSÃO, LOCALIZADA NA PARTE INTERNA DO APARELHO, CONFORME ILUSTRAÇÃO 13. 1 O display informa hora/minuto intercalado

Leia mais

WebGate Plus PO9901. Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto

WebGate Plus PO9901. Descrição do Produto. Dados para Compra. Itens Integrantes. Código do Produto Descrição do Produto A interface de comunicação WebGate Plus,, permite que controladores programáveis Altus e outros equipamentos com protocolo ALNET I escravo possam ser conectados a uma rede Ethernet.

Leia mais

MAPEAMENTO DE MEMÓRIA

MAPEAMENTO DE MEMÓRIA MAPEAMENTO DE MEMÓRIA Há hoje em dia uma grande variedade de microprocessadores disponíveis no mercado, os quais seguem variações de uma arquitetura proposta por von Neumann na década de 40. Não importando

Leia mais

Modelo FS4816R FS4816R

Modelo FS4816R FS4816R Linha IP-Fusion Modelo FS4816R FS4816R Modelo FS4816R FS4816 Especificação Canais de Video Entrada 16CH Display 480/400 fps Canal de áudio 16 Codec Codec de áudio Tamanho da Gravação Gravação Frame(CIF)

Leia mais

Programação em BASIC para o PIC Projetos com Display Gráfico Vitor Amadeu Souza

Programação em BASIC para o PIC Projetos com Display Gráfico Vitor Amadeu Souza Programação em BASIC para o PIC Projetos com Display Gráfico Vitor Amadeu Souza Introdução No artigo desta edição, veremos os passos para controlar um dispaly gráfico de 128 x 64 pixels. A idéia será apresentar

Leia mais

Circuitos Lógicos. Profa. Grace S. Deaecto. Faculdade de Engenharia Mecânica / UNICAMP 13083-860, Campinas, SP, Brasil. grace@fem.unicamp.

Circuitos Lógicos. Profa. Grace S. Deaecto. Faculdade de Engenharia Mecânica / UNICAMP 13083-860, Campinas, SP, Brasil. grace@fem.unicamp. Circuitos Lógicos Profa. Grace S. Deaecto Faculdade de Engenharia Mecânica / UNICAMP 13083-860, Campinas, SP, Brasil. grace@fem.unicamp.br Segundo Semestre de 2013 Profa. Grace S. Deaecto ES572 DMC / FEM

Leia mais

PCPT 4 ( com 4 entradas para sensores RTD Pt100Ω ) PCPT4 SmA ( com 4 entradas para sensores RTD Pt100Ω e saída 4... 20mA )

PCPT 4 ( com 4 entradas para sensores RTD Pt100Ω ) PCPT4 SmA ( com 4 entradas para sensores RTD Pt100Ω e saída 4... 20mA ) MANUAL DE OPERAÇÃO PCPT 4 ( com 4 entradas para sensores RTD Pt100Ω ) PCPT4 SmA ( com 4 entradas para sensores RTD Pt100Ω e saída 4... 20mA ) VERSÃO 4.04 RELÉ DE PROTEÇÃO TÉRMICA ( ANSI 23/26/49 ) CONTROLE

Leia mais

ARDUINO UNO Guia do Usuário

ARDUINO UNO Guia do Usuário ARDUINO UNO Guia do Usuário Heco Mecatrônica Ltda. e-mail: vendas@hecomecatronica.com.br Visite nosso site: www.hecomecatronica.com.br Loja Virtual: shop.hecomecatronica.com.br Guia do Usuário - Página

Leia mais

NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2

NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2 NX- USB MANUAL DO USUARIO V1.2 NEVEX Tecnologia Ltda Copyright 2014 - Todos os direitos Reservados Atualizado em: 24/09/2014 IMPORTANTE Máquinas de controle numérico são potencialmente perigosas. A Nevex

Leia mais

Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA Divisão de Engenharia Eletrônica Departamento de Eletrônica Aplicada Laboratório de EEA-21

Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA Divisão de Engenharia Eletrônica Departamento de Eletrônica Aplicada Laboratório de EEA-21 Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA Divisão de Engenharia Eletrônica Departamento de Eletrônica Aplicada Laboratório de EEA-21 7ª Experiência Síntese de Circuitos Sequenciais Síncronos 1. Objetivos

Leia mais

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO PARANÁ CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DE TECNOLOGIA CCET CURSO DE ENGENHARIA DE COMPUTAÇÃO Fabiano Burakoski Ribeiro Elias Marcus Vinicius Roecker Petri Renan Moris Ferreira

Leia mais

Dispositivos Lógicos Programáveis

Dispositivos Lógicos Programáveis Dispositivos Lógicos Programáveis Circuitos Lógicos DCC-IM/UFRJ Prof. 2009 1 Família de Sistemas Digitais 2 Comparação: Velocidade e Consumo VLSI Personalizado ASIC Célula-Padrão ASIC Estruturado CPLD

Leia mais

Manual do Usuário Balança SA-110 WWW.ELGIN.COM.BR

Manual do Usuário Balança SA-110 WWW.ELGIN.COM.BR Manual do Usuário Balança SA-110 WWW.ELGIN.COM.BR Índice Capítulo 1: O Produto Acessórios que compõem o produto Função do modelo Capítulo 2: Instalação do Produto Instalação física Conexão a tomada Cabo

Leia mais

Cerne Tecnologia e Treinamento (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com Skipe: cerne-tec

Cerne Tecnologia e Treinamento (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com Skipe: cerne-tec Cerne Tecnologia e Treinamento Tutorial para a USBCOM (21) 4063-9798 (11) 4063-1877 E-mail: cerne@cerne-tec.com.br MSN: cerne-tec@hotmail.com Skipe: cerne-tec www.cerne-tec.com.br Kits Didáticos e Gravadores

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EEL5105 Circuitos e Técnicas Digitais Prof. Eduardo L. O. Batista

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EEL5105 Circuitos e Técnicas Digitais Prof. Eduardo L. O. Batista UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA EEL5105 Circuitos e Técnicas Digitais Prof. Eduardo L. O. Batista EXPERIMENTO 1 INTRODUÇÃO AO LABORATÓRIO A. Introdução O Quartus II é um software utilizado para

Leia mais

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega

Características técnicas Baseado no ATMega da empresa AVR, fabricante de micro-controladores em plena ascensão e concorrente do PIC Pode usar ATMega ARDUINO O que é Arduino Arduino foi criado na Itália por Máximo Banzi com o objetivo de fomentar a computação física, cujo conceito é aumentar as formas de interação física entre nós e os computadores.

Leia mais

Os dispositivos lógicos programáveis (PLD Programmable Logic Device) são circuitos integrados programáveis pelo usuário, que

Os dispositivos lógicos programáveis (PLD Programmable Logic Device) são circuitos integrados programáveis pelo usuário, que Dispositivos Lógicos Programáveis (PLD) Os dispositivos lógicos programáveis (PLD Programmable Logic Device) são circuitos integrados programáveis pelo usuário, que possui um grande número de portas lógicas

Leia mais

Conheça o 4017 (ART062)

Conheça o 4017 (ART062) 1 de 11 20/02/2013 18:14 Conheça o 4017 (ART062) Este artigo não é novo, mas sua atualidade se manterá por muito tempo, o que jusitifica o fato dele ser um dos mais acessados desse site. De fato, o circuito

Leia mais

DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO SAT 08/01/07 GERAL 42 0

DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO SAT 08/01/07 GERAL 42 0 INFORMATIVO TÉCNICO DEPARTAMENTO DATA ABRANGÊNCIA NÚMERO REVISÃO SAT 08/01/07 GERAL 42 0 PL-4280: PROCEDIMENTO DE ATUALIZAÇÃO DE SOFTWARE (INTERFERÊNCIA CONTROLE REMOTO SKY+) Senhores Técnicos, Efetuar

Leia mais

Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais

Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais Universidade Federal de São Carlos Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais Prof. Dr. Emerson Carlos Pedrino 7ª Prática: Introdução à Verilog-HDL e á Lógica Sequencial Data: 22/05/2014 Nome: Adrián

Leia mais

Manual do usuário Produto: Kit Modular com LPC2368 V1R0 Versão deste manual: 1.1

Manual do usuário Produto: Kit Modular com LPC2368 V1R0 Versão deste manual: 1.1 Manual do técnico/usuário: Produto: Kit Modular Com processador NXP ARM7 LPC2368 Documentos relacionados: Versão deste manual: 1 Revisão deste manual: 1 Data do manual: Abril/2009 Revisado: Julho/2009

Leia mais

Leitor MaxProx-Lista

Leitor MaxProx-Lista Leitor MaxProx-Lista O leitor de cartões de proximidade MaxProx-Lista é destinado aos Integradores de Controle de Acesso. Ele foi especialmente projetado para controle de acesso, para ser usado Stand Alone

Leia mais

Microcontroladores ARM Cortex-M3 - XM 700 -

Microcontroladores ARM Cortex-M3 - XM 700 - T e c n o l o g i a Microcontroladores ARM Cortex-M3 - XM 700 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. INTRODUÇÃO Microcontroladores ARM Cortex-M3 - XM 700

Leia mais

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 04, Revisão 05. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 04, Revisão 05. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem Manual Técnico Versão 04, Revisão 05 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Obrigado por escolher a WEIGHTECH! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você

Leia mais

MicroLab X1 v1.4. Manual de Instruções REV 1.2

MicroLab X1 v1.4. Manual de Instruções REV 1.2 MicroLab X1 v1.4 Manual de Instruções REV 1.2 Apresentação A Microlab X1 é uma placa de desenvolvimento multi-plataformas, que permite o projeto e desenvolvimento de circuitos eletrônicos contendo microcontroladores,

Leia mais

SSC 741 - Projeto e Implementação de Sistemas Embarcados I

SSC 741 - Projeto e Implementação de Sistemas Embarcados I INSTITUTO DE CIÊNCIAS MATEMÁTICAS E DE COMPUTAÇÃO ICMC UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO - USP SSC 741 - Projeto e Implementação de Sistemas Embarcados I Projeto Final Responsáveis: Prof. Dr. Eduardo Marques e

Leia mais

CM8000TC. Manual do Usuário

CM8000TC. Manual do Usuário CM8000TC Manual do Usuário R Descrição Geral O CM8000TC é um temporizador microprocessado com 2 setpoints. Possui display a LED de 6 dígitos com escala em horas, minutos e segundos. A programação dos setpoints

Leia mais

APOSTILA DE HARDWARE V2.0 ABRIL 2012

APOSTILA DE HARDWARE V2.0 ABRIL 2012 APOSTILA DE HARDWARE V2.0 ABRIL 2012 1 Sumário Introdução 3 Hardware Curumim 4 Cuidados ao manusear o robô 5 1. Visão geral da unidade móvel 6 2. Rádio base 7 3. Transceiver 8 4. Alimentação 9 5. Locomoção

Leia mais

Aparelho Celular. Estudo elaborado com intuito de facilitar a compreensão do funcionamento de um aparelho celular através de uma linguagem simples.

Aparelho Celular. Estudo elaborado com intuito de facilitar a compreensão do funcionamento de um aparelho celular através de uma linguagem simples. Aparelho Celular Estudo elaborado com intuito de facilitar a compreensão do funcionamento de um aparelho celular através de uma linguagem simples. O Diagrama em bloco do aparelho celular apresentado é

Leia mais

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L

MANUAL TÉCNICO DA CENTRAL FÊNIX-20L MANUAL TÉCNICO SUMÁRIO CARACTERÍSTICAS GERAIS... 3 PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS... 3 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS... 3 PAINEL... 4 FUNÇÕES DO PAINEL... 4 FUNÇÕES INTERNAS PLACA DE CONTROLE... 6 FUNÇÕES INTERNAS

Leia mais

Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você contará

Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você contará Obrigado por escolher a LIBRACOM! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você contará com uma equipe de suporte ágil, dinâmica e diferenciada para resolver todos os problemas que

Leia mais

Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais. 2ª Prática: Decodificador Display 7 Segmentos

Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais. 2ª Prática: Decodificador Display 7 Segmentos Universidade Federal de São Carlos Disciplina: Laboratório de Circuitos Digitais Prof. Dr. Emerson Carlos Pedrino 2ª Prática: Decodificador Display 7 Segmentos Data: 27/03/2014 Nome: Adrián Agüero Faraldo

Leia mais

Laboratório 5.2.7 Estabelecendo uma Conexão de Console para um Roteador ou Switch

Laboratório 5.2.7 Estabelecendo uma Conexão de Console para um Roteador ou Switch Laboratório 5.2.7 Estabelecendo uma Conexão de Console para um Roteador ou Switch Objetivo Criar uma conexão de console desde um PC até um roteador ou switch usando o cabo apropriado Configurar o HyperTerminal

Leia mais

Problema: Solução: Vantagens da estruturação em Níveis: Introdução INTRODUÇÃO À ARQUITETURA DE COMPUTADORES. Introdução

Problema: Solução: Vantagens da estruturação em Níveis: Introdução INTRODUÇÃO À ARQUITETURA DE COMPUTADORES. Introdução INTRODUÇÃO À ARQUITETURA DE COMPUTADORES Curso Técnico de Informática Eduardo Amaral Introdução Computador: Máquina programável, de propósito geral, que processa informação. Programa: Seqüência de instruções

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DEMARCADOR RODOVIÁRIO

MANUAL DE INSTRUÇÕES DEMARCADOR RODOVIÁRIO MANUAL DE INSTRUÇÕES DEMARCADOR RODOVIÁRIO MDMR-3P/III 1 Equipamento Fabricado por: SENSORES INDUSTRIAIS MAKSEN LTDA Rua José Alves, 388 Mogi Guaçu - SP CNPJ 04.871.530/0001-66 I.E. 455.095.131.110 www.maksen.com.br

Leia mais

Módulo 4 EA Termopar - 10 Bits

Módulo 4 EA Termopar - 10 Bits Módulo 4 EA Termopar - 1 Bits 119 Cód. Doc.: 61-41.3 Revisão: L 1. Descrição do Produto O módulo 119 é integrante das séries 6, 1 e 2 de controladores programáveis. Destina-se a leitura de temperaturas

Leia mais

Curso Superior de Sistemas de Telecomunicações Unidade São José. Disciplina: Síntese de Sistemas de Telecomunicações 7º Fase

Curso Superior de Sistemas de Telecomunicações Unidade São José. Disciplina: Síntese de Sistemas de Telecomunicações 7º Fase Curso Superior de Sistemas de Telecomunicações Unidade São José Disciplina: Síntese de Sistemas de Telecomunicações 7º Fase Bases tecnológicas Dispositivos Lógicos Programáveis. Introdução à Tecnologia

Leia mais

Guia do Usuário Ferramenta de Desenvolvimento McBoard (dspic33f\ LPC2138\ LPC2368)

Guia do Usuário Ferramenta de Desenvolvimento McBoard (dspic33f\ LPC2138\ LPC2368) Guia do Usuário Ferramenta de Desenvolvimento McBoard (dspic33f\ LPC2138\ LPC2368) McBoard LPC dspic 02/03/2011 Sumário Apresentação... 5 1. Hardware... 9 1.1. Microcontrolador... 9 1.2. LCD alfanumérico...

Leia mais

WT-1000 LED INDICADOR DE PESAGEM

WT-1000 LED INDICADOR DE PESAGEM WT-1000 LED INDICADOR DE PESAGEM Manual do usuário Rev0 21/03/2006 Índice 1 Funções das teclas Página 2 2 Operação Página 2 2.1 Carregando a Bateria Página 2 2.2 Zero Manual Página 3 2.3 Função de Tara

Leia mais

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões

SCD 912. Dispositivo de comunicação e armazenamento. Apresentação. Dados Técnicos. Conexões Conv. USB-Serial Baudrate, stop bit e nro de dados programável. Baudrate de 1200 a 38400 bauds. Emula porta COM virtual. Led de indicação de operação como conversor USB-serial. Não possui linhas de controle

Leia mais

MÓDULO SINTETIZADOR.

MÓDULO SINTETIZADOR. MÓDULO SINTETIZADOR. O módulo sintetizador é uma placa (PCA) de 3,5pol x 9 pol, ligada a placa mãe em J4 e localizada imediatamente adjacente ao módulo de Referência/Controle do transceptor. Como o módulo

Leia mais

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 03. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem

Indicador de pesagem. WT3000-I-Plus. Manual Técnico. Versão 03. Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Indicador de pesagem Manual Técnico Versão 03 Soluções Globais em Sistemas de Pesagem Obrigado por escolher a WEIGHTECH! Agora, além de adquirir um equipamento de excelente qualidade, você contará com

Leia mais

Turno/Horário Noturno PROFESSOR : Salomão Dantas Soares AULA Apostila nº

Turno/Horário Noturno PROFESSOR : Salomão Dantas Soares AULA Apostila nº UNIDADE 1I: SISTEMA COMPITACIONAL Elementos hardware e periféricos Um sistema computacional consiste num conjunto de dispositivos eletrônicos (hardware) capazes de processar informações de acordo com um

Leia mais

Introdução. Hardware (Parte I) Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação. joseana@computacao.ufcg.edu.

Introdução. Hardware (Parte I) Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação. joseana@computacao.ufcg.edu. Universidade Federal de Campina Grande Departamento de Sistemas e Computação Introdução à Computação Hardware (Parte I) Prof. a Joseana Macêdo Fechine Régis de Araújo joseana@computacao.ufcg.edu.br Carga

Leia mais

Plataforma de desenvolvimento dspic - SIGMA128 -

Plataforma de desenvolvimento dspic - SIGMA128 - T e c n o l o g i a Plataforma de desenvolvimento dspic - SIGMA128 - Os melhores e mais modernos MÓDULOS DIDÁTICOS para um ensino tecnológico de qualidade. DESENVOLVIMENTO INTRODUÇÃO Plataforma de desenvolvimento

Leia mais

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL

Manual de utilização do módulo NSE METH 3E4RL INSTALAÇÃO 1 - Baixe o arquivo Software Configurador Ethernet disponível para download em www.nse.com.br/downloads-manuais e descompacte-o em qualquer pasta de sua preferência. 2 - Conecte a fonte 12Vcc/1A

Leia mais

SICILIANO TECNOLOGIA

SICILIANO TECNOLOGIA SICILIANO TECNOLOGIA Desenvolvimento de Projetos e Soluções www.sicilianotecnologia.com.br Manual da Placa Gravador AT89C51ED2-LP-RE2 - VER 1.0 Características: - Totalmente compatível com 8051; - Fácil

Leia mais

PIC18F4550. Curso Engenharia de Controle e Automação. Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com

PIC18F4550. Curso Engenharia de Controle e Automação. Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com PIC18F4550 Curso Engenharia de Controle e Automação Alex Vidigal Bastos www.decom.ufop.br/alex/ alexvbh@gmail.com 1 Agenda Características do PIC18F4550 Pinagem do PIC18F4550 Pinagem do PIC18F4550 Datasheet

Leia mais

COMUNICAÇÃO SERIAL ENTRE EQUIPAMENTOS

COMUNICAÇÃO SERIAL ENTRE EQUIPAMENTOS COMUNICAÇÃO SERIAL ENTRE EQUIPAMENTOS 1 Introdução Para transmitir ou receber informações de outros dispositivos é necessário que os sistemas automáticos sejam capazes de comunicarem-se com estes dispositivos.

Leia mais

MGE 144 Medidor Multigrandezas

MGE 144 Medidor Multigrandezas MGE 144 Medidor Multigrandezas Modo de uso do software IBIS_BE ABB Instrumentação 1 PROGRAMA IBIS BE Conexão Compatibilidade - Compatível com 486 8M RAM ou superior com 1 saída de comunicação serial disponível,

Leia mais

Disciplina: Processamento Digital de Sinais (ENG577) Aula 05 Parte 2: Dispositivos de Hardware Programável Prof.: Eduardo Simas eduardo.simas@ufba.

Disciplina: Processamento Digital de Sinais (ENG577) Aula 05 Parte 2: Dispositivos de Hardware Programável Prof.: Eduardo Simas eduardo.simas@ufba. Universidade Federal da Bahia Escola Politécnica Programa de Pós Graduação em Engenharia Elétrica Disciplina: Processamento Digital de Sinais (ENG577) Aula 05 Parte 2: Dispositivos de Hardware Programável

Leia mais

Experiência 05: CONFIGURAÇÃO BÁSICA DE UMA REDE. Objetivo Geral Criar uma rede ponto-a-ponto com crossover e utiizando switch.

Experiência 05: CONFIGURAÇÃO BÁSICA DE UMA REDE. Objetivo Geral Criar uma rede ponto-a-ponto com crossover e utiizando switch. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais