Conceitos básicos de negociação em Futuros

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Conceitos básicos de negociação em Futuros"

Transcrição

1 Conceitos básicos de negociação em Futuros N.º

2 Advertências Específicas ao Investidor: Pode implicar a perda súbita da totalidade ou de mais do que o capital investido; Pode proporcionar rendimento nulo ou negativo. N.º Página 2 de 28

3 INTRODUÇÃO E CARACTERÍSTICAS A GoBulling disponibiliza diversas opções para o Investidor que pretende transaccionar Futuros. Através da nossa aplicação GoBulling PRO poderá negociar Futuros cotados nas principais bolsas de futuros internacionais: Futuros sobre os principais índices bolsistas, Futuros sobre divisas, Futuros sobre taxas de juro, etc. O que são? São instrumentos financeiros derivados, negociados em bolsa, que obrigam ao seu comprador/vendedor a comprar/vender uma determinada quantidade de um activo, numa determinada data futura, a um determinado preço fixado no presente. Tipos de Futuros Criados com o propósito inicial de protecção às flutuações de preços dos produtos ou matérias-primas, existem nos dias de hoje contratos futuros sobre um número significativo de activos subjacentes, dos quais disponibilizamos alguns dos mais importantes. Através da GoBulling PRO poderá negociar futuros sobre: Índices bolsistas Mercadorias Taxas de juro Divisas N.º Página 3 de 30

4 VANTAGENS Os Futuros apresentam algumas vantagens importantes em relação ao mercado à vista: Alavancagem O investimento inicial necessário à realização de operações limita-se à margem exigida, que varia de contrato para contrato, e é fixada pela respectiva bolsa onde o futuro é cotado. Isto possibilita ao Investidor, caso pretenda, obter uma exposição muito superior ao valor do seu capital. Todavia deverá ter em consideração, que não só os ganhos mas também as perdas, serão multiplicadas várias vezes. Razão pela qual não aconselhamos o Investidor a usar, de cada vez, todo o potencial que estes instrumentos oferecem. Flexibilidade O Investidor pode comprar ou vender Futuros, mediante a convicção que o preço do activo subjacente suba ou desça, respectivamente: a) Possibilidade de assumir posições curtas; b) Cobertura de risco N.º Página 4 de 30

5 VANTAGENS Negociação através de margem Este tipo de contrato é negociado através de margens, permitindo com a sua utilização, alavancar os seus investimentos. O que significa que só precisa de disponibilizar uma pequena quantia de dinheiro para controlar posições muito maiores no mercado. Por exemplo, se a margem necessária é de para negociar o futuro do Dax, necessitará de disponibilizar apenas este valor, para negociar uma exposição de cerca de (com o futuro Dax a cotar cerca de 5.800). Desta forma conseguiu uma alavancagem de aproximadamente 9,5 vezes, o que quer dizer que, uma variação positiva (negativa) de 2% no valor de exposição do seu trade, resulta numa variação de 19% de ganho (perda) relativamente ao valor depositado em margem. Esta forma de investimento pede uma abordagem disciplinada, já que tanto as possibilidades de ganhos, como de perdas são muito elevadas. O depósito que serve como colateral cobre riscos potenciais de variações adversas do mercado. É importante que acompanhe de perto a evolução da sua margem utilizada, já que lhe será pedido que transfira fundos adicionais para cobrir as suas posições abertas, ou mesmo que feche as posições necessárias, de forma a que volte a ter os valores mínimos pedidos. N.º Página 5 de 30

6 OUTRAS VANTAGENS Liquidação física/financeira (diferente consoante o contrato) Em alguns contratos, como por exemplo, nos futuros sobre mercadorias, a liquidação é física, ou seja, o vendedor do contrato obriga-se a entregar o activo subjacente, ao comprador, no vencimento do contrato. Noutros casos a liquidação é financeira, ou seja, no vencimento é somente apurado o ganho/perda do respectivo contrato. Quando transacciona Futuros através da GoBulling Pro, a liquidação é sempre financeira. Não se verificam liquidações físicas para quaisquer dos contratos disponibilizados. Possibilidade de fechar a posição antes do vencimento Na maior parte dos casos, as posições são fechadas antes do vencimento, extinguindo-se desta forma a obrigação inicialmente contratada. Para isso o comprador/vendedor do contrato necessita de assumir uma posição contrária à inicial, vendendo/comprando o mesmo número de contratos. Actualização on-line dos preços Poderá acompanhar a evolução da sua posição em tempo real através da plataforma de negociação GoBulling PRO. NOTA: este serviço deverá ser subscrito online. Existência da Câmara de Compensação (como contraparte dos contratos) A Câmara de Compensação pode definir aspectos importantes como os limites máximos de variação, e exigir os depósitos de margem. Desta forma obterá as condições necessárias para o cumprimento dos contratos. N.º Página 6 de 30

7 OUTRAS VANTAGENS Padronização (da unidade contratual ou predeterminação de todos os seus aspectos pela entidade gestora do mercado) A definição e especificação do activo subjacente, a dimensão padronizada, o vencimento e a margem exigida são alguns dos aspectos predeterminados em cada contrato. Principais diferenças entre CFDs e Futuros Dimensão do contrato CFDs múltiplos de 1 unidade monetária/ponto doíndice Futuros standard determinada pela bolsa Vencimento CFDs sem vencimento Futuros standard determinado pela bolsa Mercado CFDs fora de mercado (market maker) Futuros bolsa N.º Página 7 de 30

8 Casos Práticos N.º Página 8 de 30

9 EXEMPLO - FUTUROS SOBRE ÍNDICES BOLSISTAS Expectativa de subida Características: Contrato Futuro do DAX Quantidade 25 x índice Valor de 1 ponto - 25 Tamanho do tick 0.5 Valor do tick 12.5 Vencimento Dezembro 2011 Margem inicial Um Investidor acredita que o futuro do DAX Index para Dezembro deverá subir, por isso decide abrir uma posição longa nesse contrato a Para abrir a posição é necessária uma margem de por cada contrato. Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de COMPRA 27 / Setembro / x = N.º Página 9 de 30

10 EXEMPLO - FUTUROS SOBRE ÍNDICES BOLSISTAS O Mercado, nesse mesmo dia, sobe conforme a expectativa do Investidor, levando-o a encerrar a posição, assumindo uma posição contrária à inicial, ou seja, vende 1 contrato futuro sobre o DAX para Dezembro a Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de VENDA 27 / Setembro / x = Cálculo de ganhos e perdas: ( ) x 25 = de ganhos. O lucro do Investidor foi de Pelo facto de o Investidor apenas ter como investimento inicial , conseguiu obter uma rentabilidade considerável com o negócio: / = 6,5% Nota: este exemplo exclui os custos de transacção. N.º Página 10 de 30

11 EXEMPLO - FUTUROS SOBRE MERCADORIAS Expectativa de descida Características: Contrato - Futuro do ouro Quantidade 100 onças troy Valor de um ponto - $ 100 Tamanho do tick 0.1 Valor do tick $ 10 Vencimento Agosto 2014 Margem inicial - $ Um investidor acredita que a cotação do futuro do ouro para Agosto deverá cair, por isso decide abrir uma posição curta em 2 contratos a 1.255,6 dólares. Para abrir a posição é necessária uma margem inicial de dólares: Dia Cotação Nº de Contratos Valor da exposição de VENDA 27 / Maio 1.294,3 /1.294,4 2 2 x 100x 1294,3 = N.º Página 11 de 30

12 EXEMPLO - FUTUROS SOBRE ÍNDICES BOLSISTAS O Mercado, no decorrer da semana, desce conforme a expectativa do investidor, levando-o a encerrar a posição, assumindo uma posição contrária à inicial, ou seja, compra 2 contratos futuro sobre o Ouro para Agosto: Dia Cotação Nº de Contratos Valor da exposição de VENDA 09 / Junho 1.255,6/1.255,7 2 2 x 100x 1255,7 = Cálculo de ganhos e perdas: (1.294, ,7) x 100 x 2 = $ O lucro do investidor foi de $ Pelo facto de o Investidor apenas ter investido inicialmente $ (margem inicial), conseguiu obter uma rentabilidade com o negócio de: $ / = 53,98%. Nota: este exemplo exclui os custos de transacção. N.º Página 12 de 30

13 EXEMPLO - FUTUROS DE ÍNDICES (FUTURO SOBRE O EUR DAX INDEX) Um Índice de acções segue as alterações do valor de um portfolio de acções. O aumento percentual do índice é definido de forma a que seja representativo do aumento percentual do valor total das acções que compõem o índice. Os futuros sobre índices são contratos que possibilitam ao seu comprador/vendedor a comprar/vender uma determinada quantidade de um índice numa data futura, a um preço fixado no presente. Utilização: Especulação Cobertura de risco (ex: carteira de acções) Especulação: Características: Designação - Futuro EUR DAX Index Unidade de negociação Valor do índice x 25 Tick 0.5 Valor do tick 12,5 Margem inicial N.º Página 13 de 30

14 EXEMPLO - FUTUROS DE ÍNDICES (FUTURO SOBRE O EUR DAX INDEX) Um Investidor acredita que o futuro EUR DAX Index deverá subir, por isso decide comprar 1 contrato a Para abrir a posição é necessária uma margem de por cada contrato. Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de COMPRA 27 / Setembro / x = No dia 28 de Setembro, o mercado sobe conforme a expectativa do Investidor, levando-o a encerrar a posição, assumindo uma posição contrária à inicial, ou seja, vende 1 contrato futuro EUR DAX Index a Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de VENDA 28 / Setembro / x = Cálculo de ganhos e perdas: = / 0,5 = x 12,5 = de ganho O lucro do Investidor foi de Pelo facto de o Investidor apenas ter como investimento inicial , conseguiu obter uma rentabilidade considerável com o negócio: / = 12,62% Nota: este exemplo exclui os custos de transacção. N.º Página 14 de 30

15 EXEMPLO - FUTUROS DE ÍNDICES (FUTURO SOBRE O EUR DAX INDEX) Cobertura de Risco Características: Designação - Futuro EUR DAX Index Unidade de negociação Valor do índice x 25 Tick 0.5 Valor do tick 12,5 Margem inicial COBERTURA DE RISCO EXEMPLO - FUTURO SOBRE O EUR DAX INDEX Um Investidor tem em carteira, a 27 de Setembro, as seguintes acções, com o valor apresentado no quadro seguinte: Valor da Carteira a 27 de Setembro Preço Quantidade Valor % Siemens 67, ,7 Deutsche Telekom 8, ,3 Deutsche Bank 27, ,4 Allianz 67, ,8 E.ON 16, ,9 Daimler Chrysler 34, ,9 TOTAL Futuros EUR Dax Investidor protege carteira com a venda de 1 contrato Preço / Expectativa Descida do mercado Actuação Venda de 1 contrato a Valor do contrato x 25 = N.º Página 15 de 30

16 EXEMPLO - FUTUROS DE ÍNDICES (FUTURO SOBRE O EUR DAX INDEX) Cobertura Risco Valor da Carteira a 4 de Outubro Acções Preço Quantidade Valor % Siemens 65, ,4 Deutsche Telekom 8, ,0 Deutsche Bank 24, ,3 Allianz 65, ,5 3,8 E.ON 15, ,9 Daimler Chrysler 31, ,6 Total ,5 Futuros EUR Dax a 4 de Outubro Preço / Actuação Compra de 1 contrato a Valor do contrato x 25 = Diferencial = 299 Ticks 299 / 0,5 = 598 Resultado da Cobertura Risco Perda na carteira ,5 = 1.937,5 Ganho nos futuros 598 ticks x 12,5 = Total 5.537,5 Eficiência da cobertura: / 1.937,5,5 = 386 % N.º Página 16 de 30

17 EXEMPLO - FUTUROS DE MERCADORIAS (FUTURO MINI GOLD) Características Os futuros foram criados com o propósito inicial de protecção às flutuações dos preços das matérias-primas, pelo que o primeiro tipo de contratos futuros negociados em bolsa foram os futuros sobre mercadorias. Poderá negociar alguns dos mais importantes futuros sobre mercadorias, nomeadamente, futuros sobre ouro, prata, petróleo, gás natural, etc. Especulação Características: Designação - Futuro mini Gold Tick 0,1 Valor do tick $ 10,00 Margem inicial - $ Um Investidor acredita que o futuro do ouro deverá subir, por isso decide comprar 1 contrato a 1700 pontos. Para abrir a posição é necessária uma margem de $ Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de COMPRA 18 / Novembro 1699,8 / 1700,0 1 $ 100 x = $ N.º Página 17 de 30

18 EXEMPLO - FUTUROS DE MERCADORIAS (FUTURO MINI GOLD) No dia 20 de Novembro, o mercado sobe conforme a expectativa do Investidor, levando-o a encerrar a posição, assumindo uma posição contrária à inicial, ou seja, vende 1 contrato a pontos. Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de VENDA 20 Novembro 1.720,0 / 1.720,1 1 $ 100 x = $ Cálculo de ganhos e perdas: = 20 pontos 20 / 0,1 = 200 ticks 200 x $ 10 = $ 2000 de ganho O lucro do Investidor foi de $ Pelo facto de o Investidor apenas ter como investimento inicial $ , para uma variação do preço de 1,2% conseguiu obter uma rentabilidade considerável com o negócio: / = 15,4% Nota: este exemplo exclui os custos de transacção. N.º Página 18 de 30

19 EXEMPLO - FUTUROS DE MERCADORIAS (FUTURO LIGHT SWEET CRUDE OIL) Especulação Características: Designação - Futuro Light Sweet Crude Oil Unidade de negociação U. S. Barrels Tick 0,01 Valor do tick 10 Margem inicial - $ Um Investidor tem a expectativa de que o preço do crude desça, por isso decide vender 1 contrato a 96,80. Para abrir a posição é necessária uma margem de $ Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de VENDA 24 Novembro 96,80 / 96,82 1 $ 96,80 x 1000 = $ 96,800 N.º Página 19 de 30

20 EXEMPLO - FUTUROS DE MERCADORIAS (FUTURO LIGHT SWEET CRUDE OIL) No dia 25 de Novembro, o mercado desce conforme a expectativa do Investidor, levando-o a assumir uma posição contrária à inicial, ou seja, compra 1 contrato a $ 95,00. Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de COMPRA 16 Fevereiro 94,98 / 95,00 1 $ 95,00 x 1000 = $ 95,000 Cálculo de ganhos e perdas: = $ Ou: (96,80 95,00) * barris = $ Para uma descida de 1,85% do preço e um investimento inicial de $ 8.100, obteve-se uma rentabilidade considerável com o negócio: $ / $ = 22,2 % Nota: este exemplo exclui os custos de transacção. N.º Página 20 de 30

21 EXEMPLO - FUTUROS DE TAXAS DE CÂMBIOS Características A taxa de câmbio é uma relação que se estabelece entre duas divisas (por ex: USD/JPY). Os futuros sobre taxas de câmbio vão possibilitar a compra / venda de determinada quantidade de uma divisa no futuro a um preço (taxa de câmbio) fixado no presente Utilização: Especulação Cobertura de risco (ex: carteira de acções) Especulação: Características: Designação - Futuro EUR FX Unidade de negociação $ Tick Valor do tick $ 12,5 Margem inicial - $ N.º Página 21 de 30

22 EXEMPLO - FUTUROS EURO FX PARA O MÊS DE MARÇO Um Investidor tem a expectativa de valorização do Euro face ao Dólar, por isso decide comprar 1 contrato a Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de COMPRA 24 Novembro 1,3350 / 1, * 1,3355 = $ No dia 26 de Novembro, conforme a expectativa do Investidor, a valorização do Euro face ao Dólar aumenta, levando-o a vender 1 contrato a 1,3415. Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de VENDA 26 Novembro 1,3415 / 1, * 1,3415 = $ Cálculo de ganhos e perdas: 1,3415 1,3355 = 0,0060 0,0060 / 0,0001 = x $ 12,5 = $ 750 de ganho O lucro do Investidor foi de $ 750. Pelo facto de o Investidor apenas ter como investimento inicial $ 5.400, conseguiu obter uma rentabilidade considerável com o negócio: $ 750 / $ = 13,9 % Nota: este exemplo exclui os custos de transacção. N.º Página 22 de 30

23 EXEMPLO - FUTUROS EURO FX PARA O MÊS DE MARÇO Cobertura de risco: Importação no valor de USD a liquidar em 20 de Dezembro. Características: Designação - Futuro EUR FX Unidade de negociação Tick 0,0001 Valor do tick $ 12,5 Margem inicial - $ Um Investidor tem a expectativa de descida do Euro face ao Dólar, por isso decide vender 2 contratos a 1,3325 por forma a proteger-se da obrigação que terá que satisfazer a 22 de Dezembro. Em 24 de Novembro toma a seguinte posição no mercado: Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de VENDA 24 Novembro 1,3325 / 1, (2 x ) * 1,3325 = $ N.º Página 23 de 30

24 EXEMPLO - FUTUROS EURO FX PARA O MÊS DE MARÇO Na data da liquidação da factura, 22 de Dezembro, o par cambial EURUSD no mercado à vista cota a 1,3000 e os contratos de futuro vendidos em 24 de Novembro estão actualmente a 1,2988. Com a cobertura realizada o esforço financeiro será menor. Diferencial nos futuros: 1,3325 1,2988 = 0,0337 = 337 ticks Conclusão: - No mercado de futuros: 337 * USD 12,50 = USD 4212,5 (Eur 3240) Ao fixar o preço de câmbio do Euro / Dólar de euros a 24 de Novembro, evitou-se o prejuízo de 3240 euros. N.º Página 24 de 30

25 EXEMPLO - FUTUROS DE TAXAS DE JURO (CURTO PRAZO E LONGO PRAZO) Características Intervenções em Taxas de juro: Curto Prazo e Longo Prazo Os futuros sobre taxas de juro tendem a reflectir as expectativas do mercado sobre a evolução das taxas de juro. O activo subjacente é representativo da evolução das Taxas de Juro: Curto Prazo Bilhetes de tesouro Depósitos Euro Dólares (ex: Futuro sobre Euro Dólares a 3 meses) Depósitos EURIBOR (ex: Futuro sobre a Euribor a 3 meses) Curto Prazo - Futuro EURIBOR 3 meses p/ Novembro Características: Designação - Futuro EURIBOR 3 meses Unidade de negociação: Depósito a 3 meses no valor de Método de cotação: 100,00 - Taxa de juro implícita Preço de referência no vencimento: 100,00 EURIBOR a 3 meses Tick Size: 0,005 Valor do tick: 12,5 Margem inicial: N.º Página 25 de 30

26 EXEMPLO - FUTUROS DE TAXAS DE JURO (CURTO PRAZO E LONGO PRAZO) Um Investidor tem a expectativa de que a Euribor a 3 meses seja inferior a 1,71 %, por isso decide comprar 1 contrato a 98,29. Dia Cotação Nº Contratos Taxa Implícita 18 Agosto 98,285 / 98, ,00 98,29 = 1,71 % No dia 19 de Novembro, conforme a expectativa do Investidor, a Euribor a 3 meses foi inferior a 1,71 %,, levando-o a vender 1 contrato a 98,445. Dia Cotação Nº Contratos Taxa Implícita 19 Novembro 98,445 / 98, ,00 98,445= 1,555 % Cálculo de ganhos e perdas: 98,445 98,29 = 0,155 0,155 / 0,005 = x 12.5 = 387,50 de ganho, ou seja, com o diferencial 3 meses (0,155 % x (91/365) = 0,03864%), o ganho é de x 0,03864 % = 386,40 O lucro do Investidor foi de 386,40. Pelo facto de o Investidor apenas ter como investimento inicial 1.025, conseguiu obter uma rentabilidade considerável com o negócio: 386,40 / = 37,70 % Nota: este exemplo exclui os custos de transacção. N.º Página 26 de 30

27 EXEMPLO - FUTUROS DE TAXAS DE JURO (CURTO PRAZO E LONGO PRAZO) Longo Prazo Futuro Euro-BUND para Junho Características: Designação - Futuro EUR-BUND Tick 0,01 Valor do tick 10 Margem inicial Um Investidor tem a expectativa que as taxas de juro aumentem, por isso decide vender 1 contrato a 107,02. Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de Venda 18 Setembro 107, No dia 5 de Novembro, conforme a expectativa do Investidor as taxas de juro aumentam, levando-o a assumir uma posição contraria, comprando 1 contrato a 106,84. Dia Cotação Nº Contratos Valor da Exposição de Compra 05 Novembro 106, N.º Página 27 de 30

28 EXEMPLO - FUTUROS DE TAXAS DE JURO (CURTO PRAZO E LONGO PRAZO) Cálculo de ganhos e perdas: 107,02 106,84 = 0,18 0,18 / 0,01 = x 10 = 180 de ganho O lucro do Investidor foi de 180. Pelo facto de o Investidor apenas ter como investimento inicial 2.280, conseguiu obter uma rentabilidade considerável com o negócio: 180 / = 7,89 % Nota: este exemplo exclui os custos de transacção. N.º Página 28 de 30

29 Bons Investimentos! Obrigado. A informação contida nesta apresentação foi meticulosamente preparada e elaborada pela GoBulling, a partir de fontes que reputamos de fidedignas, baseando-a, de entre outros, em dados que são disponibilizados ao público, facto pelo qual não nos poderá ser imputada qualquer responsabilidade, pelo seu uso. A decisão de adequação dos investimentos aqui referidos poderá divergir, e em caso de dúvida, deverá recorrer a aconselhamento profissional. Este documento não constitui uma oferta para comprar ou vender qualquer activo financeiro, nem poderá ser entendido como uma solicitação para comprar ou vender qualquer activo. Ordens de compra ou de venda com base nas opiniões deste documento são da exclusiva responsabilidade de quem realiza as operações. Os Investidores deverão ter em conta que os rendimentos dos valores mobiliários mencionados neste relatório, caso existam, poderão variar e que o preço dos mesmos poderá subir ou descer. Desta forma, os Investidores poderão receber menos do que inicialmente investido. Performance passada não constitui garantia de performance futura. N.º Página 29 de 30

30 GoBulling Banco Carregosa Online Abertura de Conta: Telefone: Fax: Apoio ao Cliente: Telefone: Fax: Apoio ao Investidor: Telefone: Fax: Geral: Banco Carregosa Av. Boavista, Porto Portugal Rua Latino Coelho, nº 37 B Lisboa Portugal N.º Página 30 de 30

Conceitos básicos de negociação em CFDs

Conceitos básicos de negociação em CFDs Conceitos básicos de negociação em CFDs N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Advertências Específicas ao Investidor: Pode implicar a perda

Leia mais

Introdução. Tipos de Futuros. O que são Futuros?

Introdução. Tipos de Futuros. O que são Futuros? Introdução O que são Futuros? São instrumentos financeiros derivados, negociados em bolsa, que obrigam ao seu comprador/vendedor comprar/vender uma determinada quantidade de um activo numa determinada

Leia mais

Conceitos básicos de negociação em Forex

Conceitos básicos de negociação em Forex Conceitos básicos de negociação em Forex A GoBulling é uma marca do Banco Carregosa. EM 2012 O BANCO CARREGOSA É ELEITO O MELHOR EM BANCA PRIVADA EM PORTUGAL www.facebook.com/gobulling Produtos Financeiros

Leia mais

N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling

N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Conceitos básicos de negociação em Forex N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações

Leia mais

CFDs sobre acções CFDs sobre Índices. CFD s. Contracts for Difference

CFDs sobre acções CFDs sobre Índices. CFD s. Contracts for Difference CFDs sobre acções CFDs sobre Índices CFD s Contracts for Difference Introdução Caracteristicas O que são? 1 Vantagens 1 Alavancagem Flexibilidade Outras vantagens 2 Exposição mínima Inexistência de Liquidação

Leia mais

Futuros PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Futuros PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Futuros PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO ADVERTÊNCIA AO INVESTIDOR Risco de perda súbita total, superior ou parcial do capital investido Remuneração não garantida Existência de comissões Possibilidade de exigência

Leia mais

O que são CFDs? CFDS Uma abordagem prática

O que são CFDs? CFDS Uma abordagem prática O que são CFDs? Um CFD (Contract for difference) é um instrumento financeiro negociado fora de mercados regulamentados que proporciona, aos investidores, uma forma mais eficiente de negociação em acções.

Leia mais

Contratos Diferenciais CFDs: Contracts For Difference

Contratos Diferenciais CFDs: Contracts For Difference Contratos Diferenciais CFDs: Contracts For Difference PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO ADVERTÊNCIA AO INVESTIDOR Risco de perda súbita total, superior ou parcial do capital investido Remuneração não garantida

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Opções Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las Contraparte: X-Trade Brokers

Leia mais

Best Trading Pro. 23 Abril 2013

Best Trading Pro. 23 Abril 2013 Best Trading Pro 23 Abril 2013 Copyright 2013 Banco Best BEST Trading Pro Uma verdadeira sala de mercados numa única plataforma Plataforma BTP: toda a oferta à sua medida Negociação on-line de 17.000 activos

Leia mais

Conceitos Básicos Tipos de Warrants e Exemplos. N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling

Conceitos Básicos Tipos de Warrants e Exemplos. N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling Conceitos Básicos Tipos de Warrants e Exemplos N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling Produto Financeiro Complexo Um investimento responsável exige que conheça as

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. OPÇÕES SOBRE FOREX Contraparte:

Leia mais

Módulo 2. Organização e Funcionamento de Mercados de Derivados

Módulo 2. Organização e Funcionamento de Mercados de Derivados Módulo 2 Organização e Funcionamento de Mercados de Derivados Organização e Funcionamento de Mercados de Derivados Mercados organizados e de balcão Bolsas de Derivados Principais Características Padronização

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. Contraparte: Saxo Bank. O Saxo Bank

Leia mais

Conceitos básicos de negociação em Obrigações

Conceitos básicos de negociação em Obrigações Conceitos básicos de negociação em Obrigações N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Obrigação: título representativo de uma fração da dívida/passivo

Leia mais

Forex. 2013, Março. O Mercado Cambial

Forex. 2013, Março. O Mercado Cambial Forex 2013, Março O Mercado Cambial AVISO O presente documento foi preparado pelo Banco BEST com o objectivo de informar os leitores sobre as principais características dos produtos derivados aqui apresentados,

Leia mais

Mercado Ca C mbia i l - Fo F re r x

Mercado Ca C mbia i l - Fo F re r x Mercado Cambial - Forex AVISO O presente documento foi preparado pelo Banco BEST com o objectivo de informar os leitores sobre as principais características dos produtos derivados aqui apresentados, não

Leia mais

Contracts for Diogo F. Oliveira. Difference (CFDs)

Contracts for Diogo F. Oliveira. Difference (CFDs) Contracts for Diogo F. Oliveira Difference (CFDs) AVISO O presente documento foi preparado pelo Banco BEST com o objectivo de informar os leitores sobre as principais características dos produtos derivados

Leia mais

Banco Best 2010. Best Trading Pro CFDs 11 de Fevereiro de 2010

Banco Best 2010. Best Trading Pro CFDs 11 de Fevereiro de 2010 Banco Best 2010 Best Trading Pro CFDs 11 de Fevereiro de 2010 O Banco Best O BANCO BEST O BEST numa só frase: Personal Investments Worldwide 3 O BANCO BEST O BEST cobre toda a gama de produtos e serviços

Leia mais

Academia de Warrants. 1. Introdução ao mundo dos Warrants

Academia de Warrants. 1. Introdução ao mundo dos Warrants Academia de Warrants 1. Introdução ao mundo dos Warrants 1. Introdução ao mundo dos Warrants Sumário Executivo 1. Definição 2. Tipos de Warrants 3. Motivos para investir em Warrants 4. O Emitente 5. Como

Leia mais

www.contratofuturo.com

www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com História Antes do dólar a moeda de referência internacional era a Libra Esterlina, pois a Inglaterra era a grande economia mundial. Somente após a segunda

Leia mais

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. Contraparte: Saxo Bank A/S, com

Leia mais

/ Warrants: uma definição /

/ Warrants: uma definição / Warrants www.warrants.commerzbank.com Warrants: uma definição Os warrants são valores mobiliários associados a activos como acções, índices ou taxas de câmbio que amplificam os movimentos DE preço dos

Leia mais

www.contratofuturo.com

www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com www.contratofuturo.com O que é o Índice Futuro Para falar de índice futuro, primeiro precisamos falar do ÍNDICE no presente, que é o Ibovespa. O famoso índice que serve para medir

Leia mais

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DE FICHA INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR

INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DE FICHA INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR INSTRUÇÕES DE PREENCHIMENTO DE FICHA INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR De acordo com a nova legislação em vigor, Regulamento 2/2012 da CMVM - Deveres Informativos Relativos a Produtos Financeiros

Leia mais

Processo de Decisão. Determinada perspectiva sobre um subjacente. Perspectiva sobre o movimento do subjacente. Escolher o tipo de produto.

Processo de Decisão. Determinada perspectiva sobre um subjacente. Perspectiva sobre o movimento do subjacente. Escolher o tipo de produto. Processo de Decisão Determinada perspectiva sobre um subjacente Perspectiva sobre o movimento do subjacente Escolher o tipo de produto Warrant Inline À escolha Certificados Turbo 1 1. Subjacentes Sumário

Leia mais

Objectivo. Ephi-ciência Financeira Introdução aos Contratos de Futuros

Objectivo. Ephi-ciência Financeira Introdução aos Contratos de Futuros Ephi-ciência Financeira Introdução aos Contratos de Futuros Objectivo Definição e Avaliação dos Futuros Mercados e Produtos de Futuros Financeiros Utilização Prática dos Futuros João Cantiga Esteves Senior

Leia mais

Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores (IFI)

Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores (IFI) Informações Fundamentais Destinadas aos Investidores (IFI) O presente documento fornece as informações fundamentais destinadas aos investidores sobre este Fundo. Não é material promocional. Estas informações

Leia mais

Objectivo. Ephi-ciência Financeira Tópicos Avançados sobre Opções -III. Definição e Carcterização de Opções Tipos de Opções Princípios de Avaliação

Objectivo. Ephi-ciência Financeira Tópicos Avançados sobre Opções -III. Definição e Carcterização de Opções Tipos de Opções Princípios de Avaliação Tópicos Avançados sobre Opções -III Objectivo Definição e Carcterização de Opções Tipos de Opções Princípios de Avaliação João Cantiga Esteves Senior Partner 1 ACTIVOS FINANCEIROS DERIVADOS MODELO BLACK-SCHOLES

Leia mais

turbo warrants manual /////// www warrants commerzbank com ///////////////////////////////////////////////////////////////////// Warrants Estruturados Turbo warrants Turbo Warrants Acelere os seus investimentos

Leia mais

O investimento em instrumentos financeiros tem sempre associado uma rendibilidade potencial e um risco implícito.

O investimento em instrumentos financeiros tem sempre associado uma rendibilidade potencial e um risco implícito. INFORMAÇÕES GERAIS. O investimento em instrumentos financeiros tem sempre associado uma rendibilidade potencial e um risco implícito. A rendibilidade é a taxa de rendimento gerado pelo investimento durante

Leia mais

INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO INFORMAÇÕES FUNDAMENTAIS AO INVESTIDOR PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um Investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto aceitá-las CFD CONTRATO DIFERENCIAL OU CONTRACT

Leia mais

FORWARDS, FUTUROS E SWAPS

FORWARDS, FUTUROS E SWAPS ISEG Instituto Superior de Economia e Gestão Mestrado em Finanças Módulo I FORWARDS, FUTUROS E SWAPS FORWARDS, FUTUROS E SWAPS 2 de Outubro de 2007 Objectivos Programáticos: Nivelar os conhecimentos sobre

Leia mais

Perguntas Freqüentes Operações em Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F)

Perguntas Freqüentes Operações em Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F) 1. O que é contrato futuro? É um acordo entre duas partes, que obriga uma a vender e outra, a comprar a quantidade e o tipo estipulados de determinada commodity, pelo preço acordado, com liquidação do

Leia mais

Conceitos básicos de negociação em ETFs

Conceitos básicos de negociação em ETFs Conceitos básicos de negociação em ETFs N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Produto Financeiro Complexo Um investimento responsável exige

Leia mais

Mercados e Investimentos Financeiros. Introdução aos mercados acionistas. DOCENTE : Luís Fernandes Rodrigues

Mercados e Investimentos Financeiros. Introdução aos mercados acionistas. DOCENTE : Luís Fernandes Rodrigues Introdução aos mercados acionistas DOCENTE : Luís Fernandes Rodrigues O Mercado Financeiro O Mercado Monetário Interbancário (MMI) é um mercado organizado, onde as instituições participantes trocam entre

Leia mais

Academia de Warrants. 3. Turbo Warrants

Academia de Warrants. 3. Turbo Warrants Academia de Warrants 3. Turbo Warrants Sumário Executivo 1. Definição 2. Tipos de Warrants 3. Turbo Warrants 4. Como negociar - Direct Trade 1/281 Sumário Executivo 1. Definição 2. Tipos de Warrants 3.

Leia mais

Os valores mobiliários que fazem parte de uma mesma emissão conferem aos seus titulares os mesmos direitos e deveres.

Os valores mobiliários que fazem parte de uma mesma emissão conferem aos seus titulares os mesmos direitos e deveres. VALORES MOBILIÁRIOS O QUE SÃO VALORES MOBILIÁRIOS? Valores mobiliários são documentos emitidos por empresas ou outras entidades, em grande quantidade, que representam direitos e deveres, podendo ser comprados

Leia mais

Conceitos básicos de negociação em Ações

Conceitos básicos de negociação em Ações Conceitos básicos de negociação em Ações N.º 808 10 20 20 ApoioCliente@GoBulling.com www.bancocarregosa.com/gobulling www.facebook.com/gobulling Ação: título representativo de uma fração do capital social

Leia mais

Gestão Tesouraria e Derivativos Prof. Cleber Rentroia MBA em Gestão Financeira Avançada

Gestão Tesouraria e Derivativos Prof. Cleber Rentroia MBA em Gestão Financeira Avançada 1. O direito de compra de um ativo, a qualquer tempo, pelo respectivo preço preestabelecido, caracteriza uma opção? a) Européia de venda b) Européia de compra c) Americana de venda d) Americana de compra

Leia mais

Módulo 4 - Especulação e Cobertura de Riscos com Futuros

Módulo 4 - Especulação e Cobertura de Riscos com Futuros Sumário Módulo 4 - Especulação e Cobertura de Riscos com Futuros ISEG Universidade Técnica de Lisboa 6 de Maio de 2005 Parte I Sumário Parte I: Arbitragem com Futuros Parte II: Especulação com Futuros

Leia mais

EXERCÍCIOS DE PRODUTOS E MERCADOS DERIVADOS (FUTUROS FORWARDS OPÇÕES & SWAPS)

EXERCÍCIOS DE PRODUTOS E MERCADOS DERIVADOS (FUTUROS FORWARDS OPÇÕES & SWAPS) EXERCÍCIOS DE PRODUTOS E MERCADOS DERIVADOS (FUTUROS FORWARDS OPÇÕES & SWAPS) João Duque Fevereiro de 2004 1 Exercício 1 Usando a informação que lhe é fornecida pelo quadro abaixo sobre as opções cotadas

Leia mais

O investidor deve assumir um papel activo na recolha de informação que lhe permita tomar decisões de investimento fundamentadas.

O investidor deve assumir um papel activo na recolha de informação que lhe permita tomar decisões de investimento fundamentadas. O presente documento visa fornecer-lhe informações simples e práticas sobre como deve investir de forma responsável. Independentemente da protecção conferida pela legislação aos investidores não profissionais,

Leia mais

Informações Adicionais sobre Serviços de Investimento. Valor colateral, risco, crédito a descoberto e títulos a descoberto

Informações Adicionais sobre Serviços de Investimento. Valor colateral, risco, crédito a descoberto e títulos a descoberto Informações Adicionais sobre Serviços de Investimento Valor colateral, risco, crédito a descoberto e títulos a descoberto Introdução Nas Informações Adicionais sobre Serviços, a DEGIRO fornece uma descrição

Leia mais

Manual GoBulling Pro Go

Manual GoBulling Pro Go Manual GoBulling Pro Go Na plataforma GoBulling Pro Go negoceiam-se Produtos Financeiros Complexos. Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las.

Leia mais

Finanças Internacionais

Finanças Internacionais Universidade dos Açores Departamento de Economia e Gestão Mestrado em Ciências Empresariais Finanças Internacionais Ponta Delgada, Abril de 2009 Fernando José Rangel da Silva Melo Sumário 1 Gestão Financeira

Leia mais

CONTRATOS DERIVATIVOS. Futuro de IGP-M

CONTRATOS DERIVATIVOS. Futuro de IGP-M CONTRATOS DERIVATIVOS Futuro de IGP-M Futuro de IGP-M Ferramenta de gerenciamento de risco contra a variação do nível de preços de diversos setores da economia O produto Para auxiliar o mercado a se proteger

Leia mais

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las. Valores Mobiliários Estruturados

Leia mais

INFORMAÇÃO SOBRE INSTRUMENTOS FINANCEIROS OFERECIDOS PELO BANCO POPULAR PORTUGAL, S.A.

INFORMAÇÃO SOBRE INSTRUMENTOS FINANCEIROS OFERECIDOS PELO BANCO POPULAR PORTUGAL, S.A. INFORMAÇÃO SOBRE INSTRUMENTOS FINANCEIROS OFERECIDOS PELO BANCO POPULAR PORTUGAL, S.A. Versão: 1.0 Data inicial: 2010/08/20 Última alteração: 2010/09/10 Mod. 853P/2010 Banco Popular Portugal, S.A. 2/8

Leia mais

Operações com derivativos (item 7 do edital BB)

Operações com derivativos (item 7 do edital BB) Operações com derivativos (item 7 do edital BB) Prof.Nelson Guerra set / 2012 INTRODUÇÃO Os preços gerais das mercadorias agrícolas, das taxas de juros e do câmbio têm-se mostrado altamente instável no

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Gestoras de Activos

Prospecto Informativo Invest Gestoras de Activos Prospecto Informativo Invest Gestoras de Activos Agosto de 2014 Designação: Classificação: Caracterização do Depósito: Garantia de Capital: Garantia de Remuneração: Factores de Risco: Invest Gestoras de

Leia mais

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem.

Os riscos do DUETO, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Advertências ao Investidor Os riscos do, produto financeiro complexo, dependem dos riscos individuais associados a cada um dos produtos que o compõem. Risco de perda total ou parcial do capital investido

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Sectores Essenciais Junho 2015

Prospecto Informativo Invest Sectores Essenciais Junho 2015 Prospecto Informativo Invest Sectores Essenciais Junho 2015 Junho de 2015 Designação: Invest Sectores Essenciais Junho 2015 Classificação: Caracterização do Depósito: Produto financeiro complexo Depósito

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

GUIA SOBRE RISCOS DE RENDA VARIÁVEL V1. 04_2012

GUIA SOBRE RISCOS DE RENDA VARIÁVEL V1. 04_2012 AO FINAL DESTE GUIA TEREMOS VISTO: GUIA SOBRE RISCOS DE RENDA VARIÁVEL V1. 04_2012 O objetivo deste material é prestar ao investidor uma formação básica de conceitos e informações que possam auxiliá-lo

Leia mais

Relatório e Contas CARREGOSA TECHNICAL TRADING FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO ABERTO NÃO HARMONIZADO PERÍODO FINDO EM 30 DE JUNHO DE

Relatório e Contas CARREGOSA TECHNICAL TRADING FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO ABERTO NÃO HARMONIZADO PERÍODO FINDO EM 30 DE JUNHO DE Relatório e Contas CARREGOSA TECHNICAL TRADING FUNDO ESPECIAL DE INVESTIMENTO ABERTO NÃO HARMONIZADO PERÍODO FINDO EM 30 DE JUNHO DE 2011 Índice 1 Relatório de Gestão... 3 Enquadramento Geral da actividade

Leia mais

3 A forma de funcionamento do mercado cambial

3 A forma de funcionamento do mercado cambial 27 3 A forma de funcionamento do mercado cambial Neste Capítulo, apresentar-se-á a forma de funcionamento do mercado cambial, algumas das suas principais instituições, seus participantes e algumas especificidades

Leia mais

Valores Mobiliários Estruturados Factor Certificates

Valores Mobiliários Estruturados Factor Certificates Produto Financeiro Complexo Valores Mobiliários Estruturados Factor Certificates Uma nova forma de alavancar os seus investimentos Informações sobre o Produto Não dispensa a consulta do Documento Informativo

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO...1 CAPÍTULO 2 CONCEITOS BÁSICOS DE MERCADOS FUTUROS..5 CAPÍTULO 3 MERCADO FUTURO DE DÓLAR COMERCIAL...

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO...1 CAPÍTULO 2 CONCEITOS BÁSICOS DE MERCADOS FUTUROS..5 CAPÍTULO 3 MERCADO FUTURO DE DÓLAR COMERCIAL... SUMÁRIO CAPÍTULO 1 INTRODUÇÃO..................................1 CAPÍTULO 2 CONCEITOS BÁSICOS DE MERCADOS FUTUROS..5 2.1 Introdução...........................................5 2.2 Posições.............................................6

Leia mais

INVESTIMENTO ACTIVO MAIS OBRIGAÇÕES

INVESTIMENTO ACTIVO MAIS OBRIGAÇÕES Breve Descrição do Produto O é um produto financeiro complexo composto por 50% do investimento num Depósito a Prazo a 180 dias, não renovável, com uma taxa de juro de 4% (TANB Taxa Anual Nominal Bruta),

Leia mais

Exportação da Chave de Encriptação da Plataforma GoBulling PRO

Exportação da Chave de Encriptação da Plataforma GoBulling PRO Exportação da Chave de Encriptação da Plataforma GoBulling PRO 808 10 20 20 :: ApoioCliente@GoBulling.com :: GoBulling Pro Manual Exportação da Chave de Encriptação GoBulling Pro_Slide _Slide 1/9 Na plataforma

Leia mais

Mercado Cambial. i ve seen, learnt and done things i can t forget. Características e Produtos. Ricardo Diz

Mercado Cambial. i ve seen, learnt and done things i can t forget. Características e Produtos. Ricardo Diz Mercado Cambial Características e Produtos Ricardo Diz i ve seen, learnt and done things i can t forget Conteúdo Mercado Cambial Operações Cambiais Tipos de Operações Cambiais Produtos Cambiais 2 Mercado

Leia mais

Avisos do Banco de Portugal. Aviso nº 8/2005

Avisos do Banco de Portugal. Aviso nº 8/2005 Avisos do Banco de Portugal Aviso nº 8/2005 Considerando a Directiva nº 98/31/CE, do Parlamento Europeu e do Conselho, de 22 de Junho, que alterou a Directiva nº 93/6/CE, de 15 de Março, relativa à adequação

Leia mais

Academia de Warrants. 2. Warrants (Plain Vanilla)

Academia de Warrants. 2. Warrants (Plain Vanilla) Academia de Warrants 2. Warrants (Plain Vanilla) 1. Warrants (Plain Vanilla) Sumário Executivo 1. Definição 2. Motivos para investir em Warrants 3. Valorização de Warrants 4. Estratégias 1 1. Warrants

Leia mais

Prospecto Informativo Invest Oportunidades Mundiais (Ser. 11/1)

Prospecto Informativo Invest Oportunidades Mundiais (Ser. 11/1) Prospecto Informativo Invest Oportunidades Mundiais (Ser. 11/1) Março de 2011 Designação: Invest Oportunidades Mundiais (Ser. 11/1). Classificação: Caracterização do Produto: Garantia de Capital: Garantia

Leia mais

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

PRAZOS E RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Mitigadores de Riscos. 24 de setembro de 2015

Mitigadores de Riscos. 24 de setembro de 2015 Mitigadores de Riscos 24 de setembro de 2015 1 As trocas comerciais ao nível internacional As empresas quando começam a trabalhar com empresas fora de Portugal têm que ter em consideração novos factores

Leia mais

DE QUE FORMA OS CONHECIMENTOS

DE QUE FORMA OS CONHECIMENTOS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS COMISSÃO DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE QUE FORMA OS CONHECIMENTOS E A EXPERIÊNCIA DOS INVESTIDORES DETERMINAM O MODO COMO SÃO TRATADOS PELOS INTERMEDIÁRIOS

Leia mais

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO

1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 1. INFORMAÇÃO SOBRE A EMPRESA DE SEGUROS 2. ENTIDADES COMERCIALIZADORAS 3. AUTORIDADES DE SUPERVISAO 4. RECLAMAÇÕES 5. DURAÇÃO DO CONTRATO 6. RISCO DE 7. PRINCIPAIS RISCOS DO PRODUTO PROSPECTO SIMPLIFICADO

Leia mais

Impossibilidade de reembolso antecipado, quer pelo emitente quer pelo investidor.

Impossibilidade de reembolso antecipado, quer pelo emitente quer pelo investidor. Documento Informativo Montepio Top Europa - Março 2011/2015 Produto Financeiro Complexo ao abrigo do Programa de Emissão de Obrigações de Caixa de 3 000 000 000 Advertências ao investidor: Impossibilidade

Leia mais

Relatório e Contas CARREGOSA BRASIL VALOR FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO FLEXÍVEL PERÍODO FINDO EM 30 DE JUNHO DE

Relatório e Contas CARREGOSA BRASIL VALOR FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO FLEXÍVEL PERÍODO FINDO EM 30 DE JUNHO DE Relatório e Contas CARREGOSA BRASIL VALOR FUNDO DE INVESTIMENTO ABERTO FLEXÍVEL PERÍODO FINDO EM 30 DE JUNHO DE 2011 Índice 1 Relatório de Gestão... 3 Enquadramento Geral da actividade até 30 de Junho

Leia mais

Aviso n. o 006/2014-AMCM

Aviso n. o 006/2014-AMCM Aviso n. o 006/2014-AMCM ASSUNTO: UTILIZAÇÃO DE PRODUTOS DERIVADOS NOS FUNDOS DE PENSÕES De acordo com o disposto no n. o 6 do aviso n. o 006/2013-AMCM, de 10 de Janeiro, os instrumentos derivados, tais

Leia mais

Míni de Dólar WEBTRADING. É acessível. É descomplicado. É para você.

Míni de Dólar WEBTRADING. É acessível. É descomplicado. É para você. Míni de Dólar WEBTRADING É acessível. É descomplicado. É para você. FUTURO WEBTRADING EM UM CLIQUE O futuro em um clique Com apenas um clique, você pode negociar minicontratos. O acesso ao WTr é simples,

Leia mais

Turbos. Manual de investimento em produtos estruturados do tipo Turbo

Turbos. Manual de investimento em produtos estruturados do tipo Turbo Turbos Manual de investimento em produtos estruturados do tipo Turbo Índice Aplicação pequena grande efeito? 4 Good to know O que deve saber 6 Turbo Classic e Turbo Warrants 10 Turbo Unlimited 16 Turbo

Leia mais

Constituição de Aplicação. Aplicação Dual 4%

Constituição de Aplicação. Aplicação Dual 4% Constituição de Aplicação Aplicação Dual 4% Identificação do Cliente Nº. de Conta D.O. Nome Completo Morada Localidade Telefone E-mail Montante a aplicar (em Euro) na Aplicação Dual 4% : Extenso (dos quais

Leia mais

Míni de Ibovespa WEBTRADING. É acessível. É descomplicado. É para você.

Míni de Ibovespa WEBTRADING. É acessível. É descomplicado. É para você. Míni de Ibovespa WEBTRADING É acessível. É descomplicado. É para você. WEBTRADING O futuro em um clique Com apenas um clique, você pode negociar minicontratos. O acesso ao WTr é simples, rápido e seguro.

Leia mais

Produto Financeiro Complexo

Produto Financeiro Complexo Zurich Companhia de Seguros Vida, S.A. PROSPECTO SIMPLIFICADO (atualizado a 8 de fevereiro de 2013) Empresa de Seguros Entidades Comercializadoras Autoridades de supervisão Reclamações DB MULTIFUNDOS,

Leia mais

Organização do Mercado de Capitais Português

Organização do Mercado de Capitais Português Instituto Superior de Economia e Gestão Organização do Mercado de Capitais Português Docente: Discentes : Prof. Dra. Raquel Gaspar Inês Santos João Encarnação Raquel Dias Ricardo Andrade Temas a abordar

Leia mais

Não existe garantia de capital nem rendimento.

Não existe garantia de capital nem rendimento. 91-67 Informação actualizada a: 01/04/2012 Designação Comercial: Operação de Capitalização Série Nº 67 (I.C.A.E - Não normalizado) Data início de Comercialização: 07/05/2009 Empresa de Seguros Entidades

Leia mais

AUDITORIA GERAL DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS 2. VALORES MOBILIÁRIOS

AUDITORIA GERAL DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS 2. VALORES MOBILIÁRIOS AUDITORIA GERAL DO MERCADO DE VALORES MOBILIÁRIOS 2. VALORES MOBILIÁRIOS Banco de Cabo Verde O QUE SÃO VALORES MOBILIÁRIOS? Valores mobiliários são documentos emitidos por empresas ou outras entidades,

Leia mais

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Academia de Warrants. 6. Factor Certificates

Academia de Warrants. 6. Factor Certificates Academia de Warrants 6. Factor Certificates Factor Certificates - Sumário Executivo 1. Introdução 2. Definição 3. Exemplos 4. Mecanismo de protecção 5. Como negociar Academia de Warrants 6. Factor Certificates

Leia mais

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo

PROSPECTO INFORMATIVO Depósito Indexado - Produto Financeiro Complexo Designação Classificação Caixa China Invest 2015_PFC Produto Financeiro Complexo O Caixa China Invest 2015 é um depósito indexado não mobilizável antecipadamente, pelo prazo de 2 anos, denominado em Euros,

Leia mais

OPERAÇÕES E CUSTÓDIA DE INSTRUMENTOS FINANCEIROS

OPERAÇÕES E CUSTÓDIA DE INSTRUMENTOS FINANCEIROS Na contratação de serviços de investimento em valores s, os investidores não qualificados devem analisar atentamente o preçário para calcular os encargos totais previsíveis do investimento a realizar,

Leia mais

OPERAÇÕES E CUSTÓDIA DE INSTRUMENTOS FINANCEIROS

OPERAÇÕES E CUSTÓDIA DE INSTRUMENTOS FINANCEIROS Na contratação de serviços de investimento em valores s, os investidores não qualificados devem analisar atentamente o preçário para calcular os encargos totais previsíveis do investimento a realizar,

Leia mais

Prazos e Riscos de Mercado

Prazos e Riscos de Mercado Prazos e Riscos de Mercado A Pilla Corretora oferece aos seus clientes uma gama completa de produtos e serviços financeiros. Nossa equipe de profissionais está qualificada para atender e explicar tudo

Leia mais

O valor da remuneração do Depósito Indexado não poderá ser inferior a 0%. O Depósito garante na Data de Vencimento a totalidade do capital aplicado.

O valor da remuneração do Depósito Indexado não poderá ser inferior a 0%. O Depósito garante na Data de Vencimento a totalidade do capital aplicado. Designação Classificação Caracterização do Produto Garantia de Capital Garantia de Remuneração Factores de Risco Instrumentos ou variáveis subjacentes ou associados Perfil de cliente recomendado Condições

Leia mais

Produtos e Mercados de Dívida

Produtos e Mercados de Dívida Produtos e Mercados de Dívida Raquel M. Gaspar Sérgio F. Silva 1 Parte II Derivados de Taxas de Juro 2 Raquel M. Gaspar/ Sérgio F. Silva PARTE II Derivados de Taxas de Juro 1. Swaps, Fras s e Futuros sobre

Leia mais

ASSUNTO: Plano de Contas (Caixa Central e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo)

ASSUNTO: Plano de Contas (Caixa Central e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo) Instruções do Banco de Portugal Instrução nº 118/96 ASSUNTO: Plano de Contas (Caixa Central e Caixas de Crédito Agrícola Mútuo) Tendo presente as alterações introduzidas no Código do Mercado de Valores

Leia mais

www.bpinet.pt. www.atrium.pt. Telefone - BPI Directo (800 200 500)

www.bpinet.pt. www.atrium.pt. Telefone - BPI Directo (800 200 500) BPI Brasil Diversificação Tipo de Fundo: Fundo aberto. Fundo Misto Data de Início: 8 de Fevereiro de 2000 Objectivo: Política de distribuição de Rendimentos: Proporcionar aos seus participantes o acesso

Leia mais

Ordem de Constituição do DEPÓSITO BOLSA GARANTIDO EUA E JAPÃO

Ordem de Constituição do DEPÓSITO BOLSA GARANTIDO EUA E JAPÃO Ordem de Constituição do DEPÓSITO BOLSA GARANTIDO EUA E JAPÃO Identificação do Cliente Nº. de Conta D.O. Nome Completo Morada Localidade Nº Contribuinte Telefone E-mail O Cliente abaixo assinado solicita

Leia mais

CURSO PRÁTICO MINI CONTRATO XP Interfloat Ago/ 2014

CURSO PRÁTICO MINI CONTRATO XP Interfloat Ago/ 2014 CURSO PRÁTICO MINI CONTRATO XP Interfloat Ago/ 2014 A História da BM&F Uma história de Sucesso criada em Junho de 1985. Constituída sob a forma de sociedade por ações. Desenvolver, organizar e operacionalizar

Leia mais

Relatório Estatístico Mensal

Relatório Estatístico Mensal Relatório Estatístico Mensal Fundos de Investimento Mobiliário Julho 2013 Sede: Rua Castilho, 44-2º 1250-071 Lisboa Telefone: 21 799 48 40 Fax: 21 799 48 42 e.mail: info@apfipp.pt home page: www.apfipp.pt

Leia mais

POLÍTICAS DE EXECUÇÃO DE ORDENS E DE GESTÃO DE CONFLITOS DE INTERESSE

POLÍTICAS DE EXECUÇÃO DE ORDENS E DE GESTÃO DE CONFLITOS DE INTERESSE POLÍTICAS DE EXECUÇÃO DE ORDENS E DE GESTÃO DE CONFLITOS DE INTERESSE Política de execução nas melhores condições da Orey Financial, Instituição Financeira de Crédito, S.A., de ora em diante a Sociedade.

Leia mais

a) Quanto, quando e a que título o investidor paga ou pode pagar? b) Quanto, quando e a que título o investidor recebe ou pode receber?

a) Quanto, quando e a que título o investidor paga ou pode pagar? b) Quanto, quando e a que título o investidor recebe ou pode receber? Informações Fundamentais ao Investidor PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Um investimento responsável exige que conheça as suas implicações e que esteja disposto a aceitá-las PFC Valorização Retalho Entidade

Leia mais

Mercado a Termo de Ações

Mercado a Termo de Ações Prof Giácomo Diniz Módulo I Dfiiã Definição Tradicional i São acordos fechados entre partes de compra e venda de um determinadoativo. Nahoradacontrataçãoaspartesestabelecemo preço para a liquidação em

Leia mais

PROSPECTO SIMPLIFICADO BES ESTRUTURADO FLEXÍVEL (ICAE NÃO NORMALIZADO) PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO

PROSPECTO SIMPLIFICADO BES ESTRUTURADO FLEXÍVEL (ICAE NÃO NORMALIZADO) PRODUTO FINANCEIRO COMPLEXO Informação actualizada a: 01/04/2010 Designação Comercial: BES Estruturado Flexível (I.C.A.E. Não Normalizado) Data início de Comercialização do Fundo BES Ouro: 03/03/2008 Empresa de Seguros Entidades

Leia mais

10.1DAS CARACTERÍSTICAS E DEFINIÇÕES DO MERCADO DE OPÇÕES. a) Ativo-objeto - o Ativo admitido à negociação na Bolsa, a que se refere a opção;

10.1DAS CARACTERÍSTICAS E DEFINIÇÕES DO MERCADO DE OPÇÕES. a) Ativo-objeto - o Ativo admitido à negociação na Bolsa, a que se refere a opção; 1 / 7 CAPÍTULO X DO MERCADO DE OPÇÕES 10.1DAS CARACTERÍSTICAS E DEFINIÇÕES DO MERCADO DE OPÇÕES 10.1.1 O mercado de opções compreende as operações relativas à negociação de direitos outorgados aos titulares

Leia mais